VER-SUS TOCANTINS 2016/1 EDIÇÃO DE VERÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VER-SUS TOCANTINS 2016/1 EDIÇÃO DE VERÃO"

Transcrição

1 VER-SUS TOCANTINS 2016/1 EDIÇÃO DE VERÃO Facilitadora: Fabiane Santos Barros Acadêmica de Enfermagem UFT Palmas-TO

2 O VER-SUS Tocantins, edição de verão 2016 aconteceu do dia 11 a 17 de janeiro, na cidade de Palmas e teve participantes de diferentes estados e universidades publicas e privadas, sendo eles dos cursos de enfermagem, medicina, fonoaudiologia, odontologia, serviço social, Nutrição e farmácia.

3 1 dia de Vivência 11/01/2016 Chegamos ao hotel as 08h00min, acomodamos os viventes e fomos para a Universidade Federal do Tocantins, lá iniciamos as apresentações de forma dinâmica onde se dividiram em dupla e uma pessoa apresentava a outra, logo após explicamos um pouco sobre o projeto e fizemos o sorteio do anjo, onde cada participante ficaria responsável por cuidar de alguém, incentivar e saber se está gostando, mas em segredo. Depois eles foram divididos em 5 pequenos grupos que foi denominado tribos e em 3 grandes grupos chamados de ipê, divisão feita para fazer as visitas durante a vivência. A tribo a qual fui facilitadora se chamou Xambióa (tribo indígena do TO), e teve como membros: Gustavo de imperatriz, Camila de SP, John Lennon e Vithoria de Palmas e Vanessa de Porto Nacional. Na divisão do ipê Amarelo ficaram: Mylene, Gustavo, Laís, Cleccye, Rita, Carmem, Keith e Bruna. Após as divisões fizemos a customização de camisas, distribuímos os kits e fomos almoçar.

4 Durante a tarde ficamos divididos por ypê e fomos visitar o laborátio Central do Tocantins LACEN, por fora o prédio nos deu uma visão de abandono porém por dentro e é bem organizado e equipado, conhecemos o funcionamento de cada setor e vimos que existem varias maquinas de alta tecnologia que estão deixando de serem usadas por falta de materiais. Anoite nos reunimos no refeitório e fizemos a avalição do dia, logo após teve reunião com os facilitadores e comissão organizadora para debatermos sobre o desenvolvimento de cada vivente e sobre nossas condutas, tentar melhorar alguns aspectos para desenvolvermos uma boa vivencia para todos.

5 2 dia de Vivência 12/01/2016 Nos dividimos em tribos durante todo o dia, pela manhã fomos na UBS Santa Barbara, fomos recebidos por uma enfermeira que nos apresentou a unidade e logo após fizemos uma roda de conversa com os agentes de saúde, uma médica Cubana do programa mais médicos e a enfermeira. Vimos a vulnerabilidade da população, por ser uma área carente, os grandes índices de ist s entre os adolescentes e a forma com que as agentes de saúde tentam trabalhar a prevenção, a quantidade de casos de tuberculose também foi alarmante, a estrutura da UBS é nova porém pequena. E Foi muito bom ver o desenvolvimento da médica Cubana com os pacientes. Pude perceber também o envolvimento dos participantes uns com os outros e o interesse deles pela vivencia. Também pela manhã junto com a tribo Kraho visitamos a Policlínica da Aureny II.

6 Atarde nós fomos ao Caps AD, uma residente e um psicólogo nos receberam, e logo no inicio os viventes ficaram empolgados pois a residente preparou uma roda de conversa com os pacientes que estavam lá no momento, então pudemos saber um pouca da historia de cada um e entender um pouco das dificuldades e perceber a vontade que eles tem de se tratarem, por ser um ambiente porta aberta, eles acabam indo pela primeira vez com alguém, mais por se sentirem bem voltam depois sozinhos. Conhecemos a estrutura do local e depois em conversa apenas com os profissionais os viventes puderam tirar suas duvidas sobre o funcionamento. A noite tivemos uma roda de conversa com a psicóloga Marta sobre as redes de atenção, ela nós trouxe uma dinâmica onde percebemos a importância dessa rede. Logo após fizemos a avalição do dia, cada avalição me surpreende mais a cada dia, pois nos acrescenta um pouco mais ver a visão de cada um. 3 dia de Vivência 13/01/2016 Pela manhã ficamos divididos por ipês e visitamos os NASF s (Nucleo de apoio a saúde da família), o ipê amarelo ficou com o NASF Norte, no momento da

7 visita encontramos a equipe no sindicato dos trabalhadores da 405 Norte, eles estavam realizando a primeira reunião com um grupo de idosos da UBS da quadra, a fisioterapeuta fez um exercício com eles e logo após a assistente social fez um quadro com a opinião dos participantes sobre o que eles gostariam de fazer, eles sugeriram dançar, jogos, piqueniques e cinema e ficou acordado que a reunião aconteceria uma vez por mês. Infelizmente não ficamos até o final da reunião, mais pudemos ver que era uma equipe bem ativa e determinada. Ainda pela manhã fomos convidados pelo Governador Marcelo Miranda para um breve relato sobre o que era o programa, ele ouviu o relato dos estudantes e elogiou o empenho deles em participar de um programa considerado de grande alcance social. A partir dessa reunião com esses acadêmicos foi possível conhecer a magnitude do VER-SUS, de fundamental importância para a humanização da saúde no nosso país, disse o governador, após ouvir as diversas realidades constatadas pelos acadêmicos nas visitas às unidades de saúde.

8 Atarde ficamos divididos em tribos e a minha ficou responsável por visitar a UBS da 307 norte, chegando lá fomos recebidos pelo médico do programa mais médicos Nezio, que nos apresentou a unidade e nós levou para uma roda de conversa com os agentes de saúde e o gerente da unidade, ouvimos a dificuldade que eles enfrentam, mais vimos que os trabalhos ali desenvolvidos são concretos, pois os agentes já conheciam bem a população, a maioria tinha de 10 a 15 anos de trabalho naquela unidade. Foi uma experiência maravilhosa pois fomos convidados para fazer visita domiciliar com os ACS e logo após ficamos divididos nos consultórios médicos e de enfermagem. Eu achei surpreendente a reação de cada vivente ao contarem as experiências que passaram durante aquela tarde na UBS.

9 Anoite tivemos uma roda de conversa com alguns membros do movimento LGBT e o médico Nezio, foi construtiva e nós trouxe uma nova visão sobre a saúde dessa comunidade e finalizamos com a avaliação do dia. 4 dia de Vivência 14/01/2016 Pela manhã fomos todos juntos ao DSEI - Distritos Sanitários Especiais Indígena, levamos os participantes lá para eles poderem ter uma base teórica de como deveria ser tratada a saúde dos indígenas e depois poderem comparar isso na prática, na visita que faremos nó 6 dia. Logo após fomos a Ocupação Urbana chamada capadócia na região sul de Palmas, próximo ao Taquari, ao chegarmos lá nem precisamos ir chamar os moradores, eles mesmo viram nossa movimentação e foram nos recepcionar, nós dividimos em ipês e fomos conhecer as casas, o ipê amarelo ficou na casa de uma senhora bem receptiva que nos contou a dificuldade de atendimento que eles tem na UBS, pois destinam poucas vagas para eles e na falta da visita dos ACS. Percebemos que eles vivem em situações precárias de saúde.

10 Atarde divididos por ipê fomos ao CCZ - Centro de Controle de Zoonoses onde vimos a amplitude dos trabalhos ali desenvolvidos, não apenas em relação a coleta de cães com calazar, mais em relação a dengue, escorpião, a castração de animais e o controle do tratamento de água. Depois fomos todos os viventes juntos ao Secretário municipal de saúde, pois o mesmo teve interesse em conhecer o projeto e os relatos das nossas vivencias nos serviços municipais de saúde. O secretário de Saúde, Whisllay Bastos, falou da importância do programa VER-SUS e ressaltou os esforços da gestão municipal em levar à comunidade serviços de saúde de excelência. Anoite após a avaliação do dia o Professor Neilton trouxe um histórico sobre o desenvolvimento do SUS no Tocantins.

11 5 dia de Vivência 15/01/2016 Divididos em ipês pela manhã visitamos a Unidade de Pronto Atendimento Norte, fomos recepcionados pelo enfermeiro de plantão o qual nos mostrou toda a estrutura e nos contou as principais dificuldades que enfrentam, entre elas é a lotação, pois a população não tem o conhecimento da classificação de risco e acaba procurando a UPA por motivos que poderiam ser resolvidos na unidade básica de saúde. Ele elogiou a gestão e diz não haver falta de materiais. Atarde foi um dos dias mais esperados pelos viventes pois iriam conhecer a realidade do Hospital Geral de Palmas HGP. Ao chegarmos no local fomos divididos em pequenos grupos para ir em diferentes áreas do hospital. Durante a passagem por diversas áreas pode-se observar pontos positivos e pontos negativos, nos positivos observou-se que existem bastantes profissionais exemplares e que tem muita força de vontade para enfrentar as dificuldades encontradas ali. Nos pontos negativos pode-se encontrar vários problemas como corredores lotados e o anexo que era para ser algo temporário mas já existe há 2 anos. Anoite nos reunimos na praça dos girassóis com a Assistente social do Serviço de Atenção Especializada às Pessoas em Situação de Violência Sexual (Savis), onde conversamos sobre o combate ao racismo e sobre o trabalho que ela exerce no hospital e maternidade dona Regina.

12 6 dia de Vivência 16/01/2016 Juntos e empolgados no dia mais esperado do VER-SUS TO a visita ao MST e a aldeia Salto. Pela manhã fomos ao MST São João próximo a Buritirana, conhecemos o local, e vimos a situação precária em que aquelas famílias vivem, principalmente a falta de saneamento básico. O líder do movimento nos falou um pouco da história deles e da reforma agrária e as dificuldades e o perigo que enfrentam por estarem naquele local.

13 Atarde fomos a aldeia salto e vimos a diferença da teoria que ouvimos no DSEI do que realmente acontece na prática o cacique e o agente de saúde nos contou um pouco da realidade em que vivem e da falta de acesso que eles tem aos profissionais de saúde, o médico vai uma vez no mês. Os principais profissionais que ele tem acesso é o agente de saúde e o técnico de enfermagem que são morador da aldeia. Na volta para o hotel fizemos a avaliação do dia e ouvimos os relatos dos estudantes de outros estados que nunca tiverem nenhum contato com os indígenas, foi engrandecedor ouvir o ponto de vista de cada um. 7 dia de Vivência 17/01/2016 No último dia nos confraternizamos e trocamos experiências, o VER-SUS nós trouxe a oportunidade de fazermos grandes amizades e trocar experiências. Participei como vivente da primeira versão em Palmas-TO, volto hoje como facilitadora e fico muito orgulhosa da comissão organizadora por ver o quanto o projeto vem crescendo e se desenvolvendo em nosso estado. Pude ver vários ponto que melhoraram desde a vez em que participei, VER-SUS é um amor que me fez ver o SUS com outros olhos e me fez ser uma de suas defensoras, pretendo em breve me formar e contribuir ainda mais com esse sistema que tem se consolidado a cada dia porque o SUS somos nós. AbraSUS!

14

VER-SUS. Facilitador: Adilon Oliveira Sousa. Curso: Psicologia (Universidade Federal do Piauí) DIARIO DE CAMPO

VER-SUS. Facilitador: Adilon Oliveira Sousa. Curso: Psicologia (Universidade Federal do Piauí) DIARIO DE CAMPO VER-SUS Vivencias e Estágios na Realidade do Sistema Único de Saúde, um projeto estratégico do ministério da Saúde em parceria com a Rede Unida que tem como foco a formação de militantes para o SUS. Facilitador:

Leia mais

Dia 09 Nesse segundo dia foi estabelecido que ele estava separado para conhecer melhor a cidade e para termos uma interação maior. Alugamos um carro e

Dia 09 Nesse segundo dia foi estabelecido que ele estava separado para conhecer melhor a cidade e para termos uma interação maior. Alugamos um carro e Portfolio do dia 8 Finalmente chegou o grande dia, o início de mais uma vivência, o dia que marcaria o inicio de uma caminhada longa e árdua, cheia de desafios e de fortes emoções. Ao desembarcamos no

Leia mais

Relatório de Vivência 3ª Edição VERSUS TO Wendy Delgado da Cunha

Relatório de Vivência 3ª Edição VERSUS TO Wendy Delgado da Cunha Relatório de Vivência 3ª Edição VERSUS TO Wendy Delgado da Cunha Palmas TO 2016 Índice Introdução --------------------------------------------------------------------------------------------------- 2 1º

Leia mais

RESUMO DO PROJETO DE RE-ORIENTAÇÃO DO PROFISSIONAL DE SAÚDE/ENFERMAGEM PRÓ-SAÚDE

RESUMO DO PROJETO DE RE-ORIENTAÇÃO DO PROFISSIONAL DE SAÚDE/ENFERMAGEM PRÓ-SAÚDE RESUMO DO PROJETO DE RE-ORIENTAÇÃO DO PROFISSIONAL DE SAÚDE/ENFERMAGEM PRÓ-SAÚDE Trata-se de um projeto que procurou implementar a proposta curricular organizado por competência, implantada no Curso de

Leia mais

MATRICIAMENTO PELOS NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA

MATRICIAMENTO PELOS NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA MATRICIAMENTO PELOS NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA INTRODUÇÃO Neste Caso Didático vamos relatar a experiência de organização dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) de um município de grande

Leia mais

Relatos de vivências na realidade do Sistema Único de Saúde

Relatos de vivências na realidade do Sistema Único de Saúde Relatos de vivências na realidade do Sistema Único de Saúde Ver-SUS - Zona da Mata Paraibana / 2015.2 Vivente: Dilayne Diniz Pereira dos Santos João Pessoa, PB Agosto de 2015 Introdução O Ver-SUS Zona

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO DO PROJETO VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO

PROCESSO DE SELEÇÃO DO PROJETO VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO PROCESSO DE SELEÇÃO DO PROJETO VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE DO BRASIL VER-SUS SÃO PAULO 2016: VIVER A REALIDADE DA SAÚDE E MORADIA EM SÃO PAULO. 1- APRESENTAÇÃO Os estágios

Leia mais

Concurso Agentes Comunitários de Saúde 2 Etapa

Concurso Agentes Comunitários de Saúde 2 Etapa Concurso Agentes Comunitários de Saúde 2 Etapa MÓDULO 1 O que é saúde? Determinantes em saúde Histórico do SUS Princípios Básicos do SUS Quem usa o SUS? MÓDULO 2 Os serviços de Saúde Redes de atenção a

Leia mais

Natal, janeiro de Olá Sus!

Natal, janeiro de Olá Sus! Natal, janeiro de 2016 Olá Sus! Tenho muitas coisas pra te contar sobre você. Sim, isso mesmo, sobre você. Acredita que passei onze dias com mais cinqüenta e nove pessoas discutindo, vivendo, convivendo,

Leia mais

Debate com Aline Julião, Coordenadora de gestão estratégica e Participativa.

Debate com Aline Julião, Coordenadora de gestão estratégica e Participativa. Angra dos Reis, 15 de Agosto de 2016 Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama, acorda e põe a roupa de viver - Clarice Lispector (Trecho retirado da placa de identificação do programa saúde da mulher

Leia mais

PORTFÓLIO SOBRE O ESTÁGIO DE VIVÊNCIA DO VER-SUS TOCANTINS 2016/1 Edição de Verão

PORTFÓLIO SOBRE O ESTÁGIO DE VIVÊNCIA DO VER-SUS TOCANTINS 2016/1 Edição de Verão MYLENE GOMES DA SILVA ACADÊMICA DA ESCOLA DE ENFERMAGEM DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP) PORTFÓLIO SOBRE O ESTÁGIO DE VIVÊNCIA DO VER-SUS TOCANTINS 2016/1 Edição de Verão Escrevo este portfólio com o

Leia mais

MAPEAMENTO COMUNITÁRIO

MAPEAMENTO COMUNITÁRIO MAPEAMENTO COMUNITÁRIO COMUNIDADE 1. Mapa do entorno da escola: Levantamento a pé das oportunidades e potenciais educativos e de rede de atendimento a crianças e adolescentes em um raio de 1km da escola.

Leia mais

Hospital Geral de São Mateus

Hospital Geral de São Mateus Hospital Geral de São Mateus Projeto Referência Hospital Amigo do Idoso Perfil Instituição Hospital Geral, de caráter público, subordinado a Secretaria de Estado da Saúde, da administração direta, com

Leia mais

Jornal. Todos. Somos UM. Edição Nesta edição: E mais! JORNADA 10 maneiras de ajudar. São José dos Campos. com os jovens das EJNS

Jornal. Todos. Somos UM. Edição Nesta edição: E mais! JORNADA 10 maneiras de ajudar. São José dos Campos. com os jovens das EJNS Jornal Todos Somos UM Edição 003-2013.1 Nesta edição: EN + JMJ = LEGADO E mais! JORNADA 10 maneiras de ajudar RELÍQUIA DO VATICANO NOVO SETOR As primeiras fotos de um papa As EJNS recebem com os jovens

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO Projeto de melhoria da estrutura de equipamentos públicos e programas de saúde existentes A Cidade de Osasco constitui-se em importante polo de desenvolvimento da Região Oeste Metropolitana de São Paulo

Leia mais

Claudio Sérgio Machado Rocha Enfermagem- Faculdade Santo Agostinho (FSA) Modalidade de Participação: Vivente

Claudio Sérgio Machado Rocha Enfermagem- Faculdade Santo Agostinho (FSA) Modalidade de Participação: Vivente Claudio Sérgio Machado Rocha Enfermagem- Faculdade Santo Agostinho (FSA) Modalidade de Participação: Vivente Diário de Vivência e Estágio na Realidade do Sistema Único de Saúde 2016.1 dos município de

Leia mais

MPF INVESTIGA A SAÚDE DE DOURADOS. Senhor Presidente,

MPF INVESTIGA A SAÚDE DE DOURADOS. Senhor Presidente, Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 06/03/2012. MPF INVESTIGA A SAÚDE DE DOURADOS Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Depois de diversas iniciativas

Leia mais

COREMU/COREME. Edital 002/2015 Edital conjunto da COREMU/CEULP e COREME/FESP-Palmas, TO

COREMU/COREME. Edital 002/2015 Edital conjunto da COREMU/CEULP e COREME/FESP-Palmas, TO COREMU/COREME Edital 002/2015 Edital conjunto da COREMU/CEULP e COREME/FESP-Palmas, TO SELEÇÃO DE TUTORES E PRECEPTORES PARA COMPOREM CADASTRO RESERVA PARA ATUAR NO PROGRAMA INTEGRADO DE RESIDÊNCIAS EM

Leia mais

Descrição do Curso de Verão

Descrição do Curso de Verão Descrição do Curso de Verão Portugal - 1 de 7 - Introdução O BEST Board of European Students of Technology é uma associação sem fins lucrativos, políticos ou religiosos que reúne estudantes de Engenharia,

Leia mais

É importante destacar que em 2016 ocorrerão simultaneamente os seguintes eventos:

É importante destacar que em 2016 ocorrerão simultaneamente os seguintes eventos: º Encontro Estadual de Serviços-Escola de Psicologia do Estado de São Paulo 2º Encontro Nacional de Serviços-Escola de Psicologia/6º Encontro Nacional de Supervisores de Psicologia 2016 Introdução ao projeto

Leia mais

Dimensões. Institucionalização. Entrevistado

Dimensões. Institucionalização. Entrevistado Dimensões Institucionalização Entrevistado F 2 Imagem sobre a velhice Entristece-me muito chegar aqui e olhar para determinados idosos que estão aqui, venho cá três vezes por semana no mínimo e nunca vejo

Leia mais

MUNICÍPIO DE SÃO FRANCISCO MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO PESSOAL EDITAL 1/2011 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DOS CARGOS

MUNICÍPIO DE SÃO FRANCISCO MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO PESSOAL EDITAL 1/2011 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DOS CARGOS EDITAL /0 ANEXO I Mensal 0 0 Motorista 03 Motorista 04 Motorista Agente de Limpeza de Terrenos Baldios Centro de Vigilância em NASF SMASCT Secretaria Municipal de Assistência Social, Cidadania e SMASCT

Leia mais

APOIO MATRICIAL COMO FERRAMENTA PARA INSERÇÃO DA SAÚDE DO TRABALHADOR NA ATENÇÃO BÁSICA DO MUNICÍPIO DE BETIM/MG

APOIO MATRICIAL COMO FERRAMENTA PARA INSERÇÃO DA SAÚDE DO TRABALHADOR NA ATENÇÃO BÁSICA DO MUNICÍPIO DE BETIM/MG APOIO MATRICIAL COMO FERRAMENTA PARA INSERÇÃO DA SAÚDE DO TRABALHADOR NA ATENÇÃO BÁSICA DO MUNICÍPIO DE BETIM/MG BETIM Localização: 30 Km de Belo Horizonte. É um dos principais polos de concentração Industrial

Leia mais

VER-SUS VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE 3ª EDIÇÃO

VER-SUS VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE 3ª EDIÇÃO VER-SUS VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE 3ª EDIÇÃO Vivente: Diego Martins da Silva Acadêmico de Enfermagem da Universidade Federal do Tocantins UFT Tribo: Krahô Ipê: Rosa PALMAS

Leia mais

R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL MATERNO INFANTIL HMI -

R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL MATERNO INFANTIL HMI - R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL MATERNO INFANTIL HMI - A realizou em 03 do corrente mês, às 10 h (dez horas) Visita Técnica ao Hospital Materno Infantil HMI -, de acordo com a competência

Leia mais

Programa Amigos do Samu nas escolas: uma experiência de sucesso

Programa Amigos do Samu nas escolas: uma experiência de sucesso Programa Amigos do Samu nas escolas: uma experiência de sucesso Em novembro de 2002, o Ministério da Saúde, por meio da Portaria GM nº 2048, estabeleceu e regulamentou os princípios e as diretrizes do

Leia mais

Provimento Emergencial

Provimento Emergencial Ampliação e Melhoria da Infraestrutura Provimento Emergencial Formação para o SUS VÍDEO Ampliação e Melhoria da Infraestrutura Recursos aprovados para 26.00 mil obras de construção, ampliação e reforma

Leia mais

APAE DE PARÁ DE MINAS PESQUISA DE SATISFAÇÃO RESUMO TÉCNICO

APAE DE PARÁ DE MINAS PESQUISA DE SATISFAÇÃO RESUMO TÉCNICO APAE DE PARÁ DE MINAS PESQUISA DE SATISFAÇÃO RESUMO TÉCNICO Novembro / 2015 1 1. APRESENTAÇÃO: A Pesquisa de Satisfação entre usuários e familiares é uma ação de monitoramento realizada pela atual Diretoria

Leia mais

INFORMA. equilibrando sua. pessoal. de Canoas. Igreja Batista

INFORMA. equilibrando sua. pessoal. de Canoas. Igreja Batista INFORMA Igreja Batista de Canoas Vida equilibrando sua pessoal Nº 889 26 de Junho a 02 de Julho de 2016 equilibrando sua Vida pessoal "Pois Deus não quer que nós vivamos em desordem e sim em paz." 1 Cor.

Leia mais

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA 2004-2007 (Projeto de Lei nº 41/2005-CN) PARECER DA COMISSÃO SUBSTITUTIVO

Leia mais

REDE DE PONTOS DE CULTURA DE GOVERNADOR VALADARES - MG

REDE DE PONTOS DE CULTURA DE GOVERNADOR VALADARES - MG TÍTULO DO PROJETO Área Predominante: (Marque um x nas áreas que seu projeto mais se identifica) CULTURAS POPULARES ( ) Tradição Oral ( ) Artesanato ( ) Manifestações culturais ( ) Contador de Histórias

Leia mais

TUTORIAL DE ORIENTAÇÃO PARA O REGISTRO DAS EXPERIÊNCIAS DE VIVÊNCIAS NOS PORTFÓLIOS

TUTORIAL DE ORIENTAÇÃO PARA O REGISTRO DAS EXPERIÊNCIAS DE VIVÊNCIAS NOS PORTFÓLIOS TUTORIAL DE ORIENTAÇÃO PARA O REGISTRO DAS EXPERIÊNCIAS DE VIVÊNCIAS NOS PORTFÓLIOS O primeiro passo importante para que o estudante possa ter acesso em sua comunidade de prática é ter realizado o cadastro

Leia mais

Informações Gerais do Projeto Rondon

Informações Gerais do Projeto Rondon PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS COORDENAÇÃO DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS EDITAL PROEXT Nº 07/2013 CHAMADA PARA SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O PROJETO RONDON A Pró-Reitora de Extensão e Assuntos

Leia mais

RESUMO - EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS POLÍTICAS DE SAÚDE NO BRASIL LINHA DO TEMPO Prof.ª Natale Souza

RESUMO - EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS POLÍTICAS DE SAÚDE NO BRASIL LINHA DO TEMPO Prof.ª Natale Souza RESUMO - EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS POLÍTICAS DE SAÚDE NO BRASIL LINHA DO TEMPO Prof.ª Natale Souza A Constituição Federal de 1988 deu nova forma à saúde no Brasil, estabelecendo-a como direito universal.

Leia mais

RELATÓRIO DO SEMINÁRIO DE FORMAÇÃO DE AGENTES MULTIPLICADORES O SANEAMENTO BÁSICO COMO POLÍTICA PÚBLICA MONITORAMENTO E CONTROLE SOCIAL

RELATÓRIO DO SEMINÁRIO DE FORMAÇÃO DE AGENTES MULTIPLICADORES O SANEAMENTO BÁSICO COMO POLÍTICA PÚBLICA MONITORAMENTO E CONTROLE SOCIAL RELATÓRIO DO SEMINÁRIO DE FORMAÇÃO DE AGENTES MULTIPLICADORES O SANEAMENTO BÁSICO COMO POLÍTICA PÚBLICA MONITORAMENTO E CONTROLE SOCIAL Pancas - ES 2015 EQUIPE DE PROFESSORES Prof. Dr. Renato Ribeiro Siman

Leia mais

Ângelo Mário Emanuela Coutinho Geraldo Oliveira MANGABEIRA

Ângelo Mário Emanuela Coutinho Geraldo Oliveira MANGABEIRA MANGABEIRA Ângelo Mário Emanuela Coutinho Geraldo Oliveira MANGABEIRA Sumário Introdução 03 Localização geográfica 04 História 06 Depoimento de uma moradora 09 Curiosidades 11 Pontos de encontro da comunidade

Leia mais

REUNIÃO COM COORDENADORES MUNICIPAIS E ESTADUAIS DE PROGRAMAS DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES NO SUS

REUNIÃO COM COORDENADORES MUNICIPAIS E ESTADUAIS DE PROGRAMAS DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES NO SUS REUNIÃO COM COORDENADORES MUNICIPAIS E ESTADUAIS DE PROGRAMAS DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES NO SUS Ana Rita Novaes Coordenação das Práticas Integrativas ti e Complementares e e Secretaria Estadual

Leia mais

100 QUESTÕES DE SAÚDE PÚBLICA PARA AGENTE COMUNITÁRIO

100 QUESTÕES DE SAÚDE PÚBLICA PARA AGENTE COMUNITÁRIO Caro Leitor, A equipe técnica do Concurseiro da Saúde empenha-se em desenvolver apostilas e materiais atualizados de acordo com as leis recentemente publicadas a fim de estar sempre em consonância com

Leia mais

EDITAL VER-SUS CARIRI 2ª EDIÇÃO

EDITAL VER-SUS CARIRI 2ª EDIÇÃO EDITAL VER-SUS CARIRI 2ª EDIÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO DO PROJETO DE VIVÊNCIAS E ESTÁGIOS NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE DO BRASIL (VER-SUS CARIRI/BRASIL) As Secretarias de saúde de Barbalha, Juazeiro

Leia mais

GHC Empresa Cidadã. Aumento da Licença Paternidade como Estratégia para o Desenvolvimento Integral na Primeira Infância

GHC Empresa Cidadã. Aumento da Licença Paternidade como Estratégia para o Desenvolvimento Integral na Primeira Infância GHC Empresa Cidadã Aumento da Licença Paternidade como Estratégia para o Desenvolvimento Integral na Primeira Infância IV Seminário Internacional do Marco Legal da Primeira Infância Brasília julho 2016

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO Procuradoria de Justiça Especializada na Defesa da Cidadania e do Consumidor

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO Procuradoria de Justiça Especializada na Defesa da Cidadania e do Consumidor Dados de Identificação Questionário PSF Equipe de Saúde da Família Nome da unidade visitada:...data da visita:... Endereço:... Bairro:...Telefone:... Nome do(a) responsável pela Unidade de Saúde:... Qualificação

Leia mais

INTRODUÇÃO. FIEP BULLETIN - Volume 85 - Special Edition - ARTICLE I - 2015 (http://www.fiepbulletin.net)

INTRODUÇÃO. FIEP BULLETIN - Volume 85 - Special Edition - ARTICLE I - 2015 (http://www.fiepbulletin.net) A PARTICIPAÇÃO DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA EM UM NÚCLEO DE APOIO A SAÚDE DA FAMÍLIA: PROTAGONISMO PROFISSIONAL ALÉM DA APLICAÇÃO DE ATIVIDADE FÍSICA INTRODUÇÃO JEFERSON SANTOS JERÔNIMO Universidade

Leia mais

INSERÇÃO DO PROFISSIONAL DE NUTRIÇÃO NA SAÚDE PUBLICA

INSERÇÃO DO PROFISSIONAL DE NUTRIÇÃO NA SAÚDE PUBLICA INSERÇÃO DO PROFISSIONAL DE NUTRIÇÃO NA SAÚDE PUBLICA RESUMO Sidnéia Mardegan¹ Fabiana Skiavine Moya da Silva² ¹Acadêmica do Curso de Nutrição UNIAMERICA ²Nutricionista docente da Faculdade União das Américas

Leia mais

Medicina Física e de Reabilitação do CHAlgarve: A diferenciação e a aposta nos mais novos são a imagem de marca

Medicina Física e de Reabilitação do CHAlgarve: A diferenciação e a aposta nos mais novos são a imagem de marca 2016-07-27 17:29:27 http://justnews.pt/noticias/medicina-fisica-e-de-reabilitacao-do-hospital-de-faro-a-diferenciacao-e-a-aposta-nos-mais-novossao- Medicina Física e de Reabilitação do CHAlgarve: A diferenciação

Leia mais

Entrevista com a Professora Dra. Juliana Reichert Assunção Tonelli

Entrevista com a Professora Dra. Juliana Reichert Assunção Tonelli Entrevista com a Professora Dra. Juliana Reichert Assunção Tonelli Natália Gasparini A professora Dra. Juliana Reichert Assunção Tonelli, da Universidade Estadual de Londrina (UEL), coordena um projeto

Leia mais

RELÁTORIO DO ESTÁGIO DE VIVÊNCIA VER-SUS SÃO JOSÉ DO RIBAMAR/MA

RELÁTORIO DO ESTÁGIO DE VIVÊNCIA VER-SUS SÃO JOSÉ DO RIBAMAR/MA RELÁTORIO DO ESTÁGIO DE VIVÊNCIA VER-SUS SÃO JOSÉ DO RIBAMAR/MA Rafael Cotta Carvalho Vivente São José de Ribamar, 2016 Primeiro dia de vivência - 13/02/2016 (Sábado) Saí de Minas Gerais e vim para um

Leia mais

ANEXO II. Roteiro para Apresentação de Projetos do Tipo B R$ ,00 a ,00

ANEXO II. Roteiro para Apresentação de Projetos do Tipo B R$ ,00 a ,00 ANEXO II Roteiro para Apresentação de Projetos do Tipo B R$ 20.001,00 a 50.000,00 1. Apresentação Geral: 1. Nome do projeto 2. Linha Temática 2. Localidade e município 3. Instituição Proponente 4. CNPJ

Leia mais

A ENCARNAÇÃO DA GRAÇA

A ENCARNAÇÃO DA GRAÇA A ENCARNAÇÃO DA GRAÇA Um mundo sem graça, marcado por: Guerras, Violências, Pressão econômica Competição. Igrejas sem graça, marcadas por: Padrões de conduta que te aprovam, Não saberem lidar com a culpa,

Leia mais

CANDIDATO A PREFEITO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE

CANDIDATO A PREFEITO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE Belo Horizonte, 08 de setembro de 2016. AO CANDIDATO A PREFEITO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE Prezado senhor, Na oportunidade de sua visita à Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte, instituição

Leia mais

VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIA DE GOIÂNIA - HUGO

VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIA DE GOIÂNIA - HUGO VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIA DE GOIÂNIA - HUGO Com o objetivo de conhecer a estrutura e o funcionamento da saúde pública estadual o Presidente da Comissão de Saúde e Promoção Social (CSPS), o

Leia mais

Estudar Medicina na FMUL - Dia do Candidato

Estudar Medicina na FMUL - Dia do Candidato Estudar Medicina na FMUL - Dia do Candidato - Resultados do questioná questionário aplicado aos candidatos no final do evento - 21 Abril 2010 Comissão organizadora (Edição 2010): Prof.ª Carlota Saldanha

Leia mais

ORGANIZAÇÃO TECNOLÓGICA DO TRABALHO DA EQUIPE DE SAÚDE DE UMA UNIDADE HOSPITALAR DE ATENDIMENTO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS *

ORGANIZAÇÃO TECNOLÓGICA DO TRABALHO DA EQUIPE DE SAÚDE DE UMA UNIDADE HOSPITALAR DE ATENDIMENTO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS * ORGANIZAÇÃO TECNOLÓGICA DO TRABALHO DA EQUIPE DE SAÚDE DE UMA UNIDADE HOSPITALAR DE ATENDIMENTO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS * Estela Regina Garlet 1 José Luís Guedes dos Santos 2 Maria Alice Dias da Silva

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA 1 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA 2013 2 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PROJETO INTERDISCIPLINAR RELEITURA DO CONTO

Leia mais

Missão Controle Atenção. confiança. Segurança

Missão Controle Atenção. confiança. Segurança Missão Controle Atenção confiança competência Respeito Segurança Nosso objetivo desde a municipalização SUS foi e continua sendo a análise permanente da situação de saúde, controle dos determinantes, riscos

Leia mais

ESTRATÉGIAS SINGULARES DE IMPLANTAÇÃO DA CADERNETA DO IDOSO NO MUNICÍPIO DE CAXIAS DO SUL - RS

ESTRATÉGIAS SINGULARES DE IMPLANTAÇÃO DA CADERNETA DO IDOSO NO MUNICÍPIO DE CAXIAS DO SUL - RS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAXIAS DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE ESTRATÉGIAS SINGULARES DE IMPLANTAÇÃO DA CADERNETA DO IDOSO NO MUNICÍPIO DE CAXIAS DO SUL - RS Nadia Peresin Perottoni Enfermeira Atenção

Leia mais

Fiscalização dos Abrigos e Casas de Acolhida da PCR

Fiscalização dos Abrigos e Casas de Acolhida da PCR Fiscalização dos Abrigos e Casas de Acolhida da PCR PERFIL: O espaço Andaluz acolhe em caráter temporário mães adolescentes com filhos ou filhas com trajetória de rua. As usuárias as escolas da rede pública,

Leia mais

INFORMATIVO AMBIENTAL

INFORMATIVO AMBIENTAL Nº24 Use menos possível equipamento e veículos que possam poluir o meio ambiente, pois provocam a poluição do ar. Procure sempre fazer caminhada, pois faz bem à saúde e ao bem estar. Assim você estará

Leia mais

O Médico Veterinário como Profissional de Atenção Básica em Saúde: situação e perspectivas. Organização:

O Médico Veterinário como Profissional de Atenção Básica em Saúde: situação e perspectivas. Organização: O Médico Veterinário como Profissional de Atenção Básica em Saúde: situação e perspectivas. Organização: 30 de Outubro de 2014. São Paulo S.P. A inclusão do Médico Veterinário no contexto institucional

Leia mais

DIAGNÓSTICOS DA NANDA CONFORME AS NECESSIDADES HUMANAS BÁSICAS DE WANDA HORTA NAS PRÁTICAS DE CAMPO DOS GRADUANDOS EM ENFERMAGEM

DIAGNÓSTICOS DA NANDA CONFORME AS NECESSIDADES HUMANAS BÁSICAS DE WANDA HORTA NAS PRÁTICAS DE CAMPO DOS GRADUANDOS EM ENFERMAGEM DIAGNÓSTICOS DA NANDA CONFORME AS NECESSIDADES HUMANAS BÁSICAS DE WANDA HORTA NAS PRÁTICAS DE CAMPO DOS GRADUANDOS EM ENFERMAGEM Iaskara Mazer 1 Ana Paula Modesto 2 Janaina Vall 3 Introdução: É dever do

Leia mais

Ana Gonçalves. Curso: TSHT- Técnico de Segurança e Higiene no trabalho. CP: Cidadania e Profissionalidade. Formadora: Ana Gonçalves

Ana Gonçalves. Curso: TSHT- Técnico de Segurança e Higiene no trabalho. CP: Cidadania e Profissionalidade. Formadora: Ana Gonçalves Descrição: Direitos e deveres adquiridos em cada fase da vida - criança, adulto e na velhice Objectivo: Cidadão/ Estado Critérios de Evidência; Reconhecer as responsabilidades inerentes à liberdade pessoal

Leia mais

Programação da acolhida aos Calouros 2016 Centro de Ciências da Vida - CCV

Programação da acolhida aos Calouros 2016 Centro de Ciências da Vida - CCV Programação da acolhida aos 2016 Centro de Ciências da Vida - CCV CURSO DATA HORÁRIO LOCAL ATIVIDADE RESPONSÁVEL 22/02 e 19h30 08h SALA A-27 - Apresentação e boas vindas; - Apresentação PET; - Concurso

Leia mais

É fato! Histórico de BONS RESULTADOS

É fato! Histórico de BONS RESULTADOS Para concretizar tudo o que vivenciamos em 2015, nada melhor que verificar a opinião das, jovens e familiares que participaram da Fundação Gol de Letra durante o ano!! Escutar é dar voz! A Gol de Letra

Leia mais

Convite para participação no módulo. Formação e Aprendizagem inclusiva. Pág. 1

Convite para participação no módulo. Formação e Aprendizagem inclusiva. Pág. 1 Convite para participação no módulo Formação e Aprendizagem inclusiva Pág. 1 Quando e onde o módulo será desenvolvido Data: Quinta e Sexta-feira, 16 e 17 de Abril 2015 Horário: Quinta-feira das 10:00 às

Leia mais

Professor da FEA participa de Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química.

Professor da FEA participa de Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química. Informativo Junho 1 Professor da FEA participa de Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química. 01 de junho de 2015 O Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio esteve representado na 38 a Reunião

Leia mais

O Estatuto da Criança e do Adolescente

O Estatuto da Criança e do Adolescente O Estatuto da Criança e do Adolescente Prof: Bom dia crianças hoje quero contar para vocês uma História, que diz muito sobre os direitos e deveres da criança e do adolescente. Então vamos formar um circulo

Leia mais

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 Tema: Gratidão e celebração Mês: Dezembro Habilidade Sócio emocional: Este projeto visa promover o encerramento do ano de 2016, em que os alunos terão a oportunidade de resgatar

Leia mais

11ª SEMANA DA MÚSICA DE OURO BRANCO

11ª SEMANA DA MÚSICA DE OURO BRANCO 11ª SEMANA DA MÚSICA DE OURO BRANCO Associação Cultural Casa de Música de Ouro Branco Av. Augusto Barbosa da Silva, 313, Pioneiros Ouro Branco-MG, 36420-000 000 (31) 3742-3553 3553 / (31) 9624-8059 O projeto

Leia mais

THALLYSON JARYELSON SOARES DE SOUSA ENFERMAGEM BACHARELADO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO UEMA CAMPUS BACABAL MODALIDADE DO PARTICIPANTE: VIVENTE

THALLYSON JARYELSON SOARES DE SOUSA ENFERMAGEM BACHARELADO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO UEMA CAMPUS BACABAL MODALIDADE DO PARTICIPANTE: VIVENTE THALLYSON JARYELSON SOARES DE SOUSA ENFERMAGEM BACHARELADO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO UEMA CAMPUS BACABAL MODALIDADE DO PARTICIPANTE: VIVENTE RELATÓRIO DA VIVÊNCIA (13/02 A 20/02 DE 2016) FEVEREIRO

Leia mais

Gestão de Eventos AULA 1. Temas: Gestão de Eventos Conceito de Evento Perfil Profissional do Promotor de Eventos

Gestão de Eventos AULA 1. Temas: Gestão de Eventos Conceito de Evento Perfil Profissional do Promotor de Eventos Gestão de Eventos AULA 1 Temas: Gestão de Eventos Conceito de Evento Perfil Profissional do Promotor de Eventos Gestão de Eventos A Gestão de Eventosestá relacionada a diversas áreas de trabalho, como

Leia mais

O PERCURSO DE UM ALUNO COM SINDROME DE ASPERGER NO ENSINO TÉCNICO EM UMA PERSPECTIVA INTERDISCIPLINAR

O PERCURSO DE UM ALUNO COM SINDROME DE ASPERGER NO ENSINO TÉCNICO EM UMA PERSPECTIVA INTERDISCIPLINAR O PERCURSO DE UM ALUNO COM SINDROME DE ASPERGER NO ENSINO TÉCNICO EM UMA PERSPECTIVA INTERDISCIPLINAR Paulo Osni Silverio Universidade de Taubaté Cibele Sales da Silva IFSP Campus Suzano Rita Schlinz Universidade

Leia mais

ANEXO III. Roteiro para Apresentação de Projetos do Tipo C R$ 50.001,00 a R$ 100.000,00

ANEXO III. Roteiro para Apresentação de Projetos do Tipo C R$ 50.001,00 a R$ 100.000,00 ANEXO III Roteiro para Apresentação de Projetos do Tipo C R$ 50.001,00 a R$ 100.000,00 1. Apresentação Geral: 1. Nome do projeto 2. Linha(s) Temática(s) 2. Localidade e município 3. Instituição Proponente

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DAS CIDADES COMPANHIA ESTADUAL DE HABITAÇÃO E OBRAS

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DAS CIDADES COMPANHIA ESTADUAL DE HABITAÇÃO E OBRAS GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DAS CIDADES COMPANHIA ESTADUAL DE HABITAÇÃO E OBRAS 1º RELATÓRIO CONSOLIDADO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Construção de 50 Unidades Habitacionais

Leia mais

TURIMOS NO MEIO RURAL - ITAGUAÍ

TURIMOS NO MEIO RURAL - ITAGUAÍ TURISMO NO MEIO RURAL - ITAGUAÍ Shirley Ritta de Macedo Souza 1 Resumo O trabalho que desenvolvemos tem como suporte a elaboração do Inventário Turístico do município de Itaguaí, localizado no estado do

Leia mais

Carretas da Mulher farão atendimento na Praça da Matriz

Carretas da Mulher farão atendimento na Praça da Matriz www.d24.com.br Editoria: Notícias Coluna: -- Carreatas da Mulher farão atendimento na Praça da Matriz (X) Press-release da assessoria de imprensa ( )Matéria articulada pela assessoria de imprensa ( ) Iniciativa

Leia mais

O nome grupo vem devido à necessidade de se formar profissionais que possam acolher melhor quem busca atendimento de saúde no âmbito do SUS.

O nome grupo vem devido à necessidade de se formar profissionais que possam acolher melhor quem busca atendimento de saúde no âmbito do SUS. Relatório de vivência VERSUS Imperatriz Local: Universidade Federal do Maranhão Período: 06/01/2016 a 17/01/2016 Facilitadora: Thailane Maria Silva Santana O primeiro contato do grupo aconteceu a partir

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Capoeira - menino Pé no Chão

Mostra de Projetos 2011. Capoeira - menino Pé no Chão Mostra Local de: Dois Vizinhos Mostra de Projetos 2011 Capoeira - menino Pé no Chão Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Associação Casa

Leia mais

Dra Eliane Guimarães Área de Gestão de Saúde PROGRAMA PARA VIVER MELHOR

Dra Eliane Guimarães Área de Gestão de Saúde PROGRAMA PARA VIVER MELHOR Dra Eliane Guimarães Área de Gestão de Saúde PROGRAMA PARA VIVER MELHOR Área de Gestão de Saúde Estrutura Organizacional Área de Gestão de Saúde Núcleo Técnico Administrativo Unidade Saúde Corporativa

Leia mais

[Entrevistador: As questões deste módulo são dirigidas às mulheres que tiveram o último parto posteriores a / / )

[Entrevistador: As questões deste módulo são dirigidas às mulheres que tiveram o último parto posteriores a / / ) Módulo S. Atendimento Pré-natal Agora vou lhe fazer perguntas sobre o atendimento pré-natal. [Entrevistador: As questões deste módulo são dirigidas às mulheres que tiveram o último parto posteriores a

Leia mais

Curso de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária de Medicamentos, C...

Curso de Pós-Graduação em Vigilância Sanitária de Medicamentos, C... 1 de 6 23/11/2010 09:48 Portal Racine Cursos Agenda de Eventos Revistas Livros Serviços Home Institucional Sobre o Instituto Racine Coordenadores de Cursos Protocolos de Cooperação Educacional Bolsas de

Leia mais

Foto Carga Horária: 15h presenciais. Facilitador: Sandro Barros. Objetivo:

Foto Carga Horária: 15h presenciais. Facilitador: Sandro Barros. Objetivo: Foto Calabor@tiva Carga Horária: 15h presenciais Facilitador: Sandro Barros Objetivo: O objetivo é estimular crianças e jovens a utilizar a linguagem fotográfica como elemento alternativo e visual, despertando

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MEDICINA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA. Estágio Eletivo

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MEDICINA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA. Estágio Eletivo Estágio Eletivo UBERLÂNDIA-MG 2015 ESTÁGIO ELETIVO O Estágio Supervisionado Eletivo poderá direcionar o aprendizado para atualização e aprimoramento individual em especialidades médicas ou área específica

Leia mais

aplicação prática da Matemática aprendida na Escola.

aplicação prática da Matemática aprendida na Escola. Uma aplicação prática da Matemática aprendida na Escola. "A trigonometria é o ramo da Matemática que trata das relações entre os lados e ângulos do triângulo." Atividade desenvolvida no LEMAT com o 9º

Leia mais

CAMINHOS SEGUROS PARA O EMPREENDEDOR

CAMINHOS SEGUROS PARA O EMPREENDEDOR CAMINHOS SEGUROS PARA O EMPREENDEDOR 2012 Pedro Cascaes Filho; Dirceu Martins Pio Direitos desta edição adquiridos pela Paco Editorial. Nenhuma parte desta obra pode ser apropriada e estocada em sistema

Leia mais

EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA BÁSICA E COMPLEMENTAR DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM 5º PERÍODO

EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA BÁSICA E COMPLEMENTAR DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM 5º PERÍODO EMENTÁRIO E E COMPLR DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM 5º PERÍODO ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM À SAÚDE DO ADULTO E DO IDOSO Assistência de Enfermagem sistematizada a clientes adultos e idosos em

Leia mais

COMDIM. Mulher. Dia Internacional. Programação - Março de 2016 DATA HORÁRIO LOCAL ENDEREÇO ATIVIDADE

COMDIM. Mulher. Dia Internacional. Programação - Março de 2016 DATA HORÁRIO LOCAL ENDEREÇO ATIVIDADE Dia Internacional da Mulher COMDIM Programação - Março de 2016 DATA Dia 2, às 16h Dia 3, das 9 às 18h Dia 7, das 10h15 às 11h Ciclo de Debates Mulheres contra a Violência: Autonomia, Reconhecimento e Participação

Leia mais

UVV POST Nº83 09 a 22/03 de 2015 UVV. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES. Produto da Comunicação Institucional

UVV POST Nº83 09 a 22/03 de 2015 UVV. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES. Produto da Comunicação Institucional UVV POST Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional DRA Aluno, conheça o setor que é responsável por reunir toda a sua vida acadêmica Aluno da UVV-ES,

Leia mais

20 Dicas Eficazes Para Dirigir Sem Medo Que Você Pode Aplicar Ainda Hoje.

20 Dicas Eficazes Para Dirigir Sem Medo Que Você Pode Aplicar Ainda Hoje. 20 Dicas Eficazes Para Dirigir Sem Medo Que Você Pode Aplicar Ainda Hoje. Agradecimento Quero agradecer pelo seu interesse no meu ebook. Vamos juntos te levar até o seu objetivo. Uma Excelente Leitura!

Leia mais

RELATÓRIO DE VIVÊNCIA APODI-RN

RELATÓRIO DE VIVÊNCIA APODI-RN RELATÓRIO DE VIVÊNCIA APODI-RN Natal-RN Janeiro, 2015 Vivente: Thiago da Silva Bezerra Facilitadores: Sidney Rafael Oliveira e Raissa Amorim Data da vivência: 12/01/2015 21/01/2015 Cidade Selecionada:

Leia mais

Marta Lima Gerente de Políticas Educacionais de Educação em Direitos Humanos, Diversidade e Cidadania.

Marta Lima Gerente de Políticas Educacionais de Educação em Direitos Humanos, Diversidade e Cidadania. Marta Lima Gerente de Políticas Educacionais de Educação em Direitos Humanos, Diversidade e Cidadania. FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS DEMOCRACIA REGIME PAUTADO NA SOBERANIA POPULAR E NO RESPEITO

Leia mais

Unidade III ESTATÍSTICA. Prof. Fernando Rodrigues

Unidade III ESTATÍSTICA. Prof. Fernando Rodrigues Unidade III ESTATÍSTICA Prof. Fernando Rodrigues Medidas de dispersão Estudamos na unidade anterior as medidas de tendência central, que fornecem importantes informações sobre uma sequência numérica. Entretanto,

Leia mais

Introdução à segurança do trabalho

Introdução à segurança do trabalho Introdução à segurança do trabalho Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro HC-UFTM Equipe de Segurança do Trabalho SOST EBSERH Por gentileza, deixe seu celular no silencioso.

Leia mais

Papel das Unidades Básicas Casa da Gestante. II Encontro das Casas da Gestante do Rio Grande do Sul SES/RS Dezembro 2009

Papel das Unidades Básicas Casa da Gestante. II Encontro das Casas da Gestante do Rio Grande do Sul SES/RS Dezembro 2009 Papel das Unidades Básicas Casa da Gestante II Encontro das Casas da Gestante do Rio Grande do Sul SES/RS Dezembro 2009 Alguns dados: Ao analisar os dados de nascimento e óbitos dos RN residentes em Canoas

Leia mais

Plano de Governo Municipal para o mandato /2016

Plano de Governo Municipal para o mandato /2016 Plano de Governo Municipal para o mandato - 2013/2016 Dolcinópolis SP. 1- ASSISTÊNCIA SOCIAL Auxilio com medicamentos e complementos a cesta básica ao idoso e enfermo; Criação de programas para o atendimento

Leia mais

Visita à Odebrecht 16 de Abril de 2015

Visita à Odebrecht 16 de Abril de 2015 Visita à Odebrecht 16 de Abril de 2015 Introdução Poucas empresas se consolidam no mercado por tanto tempo e com tamanha qualidade, tradição e compromisso na prestação de seus serviços. A 80 anos a Odebrecht

Leia mais

PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS

PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS EMEF-I Prof. Manoel Ignácio de Moraes Professor(es) Apresentador(es): Sônia Maria Romano Rosemary de Almeida Teixeira Oliveira Realização: Foco do Projeto A programação

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº DE DE 2015.

PROJETO DE LEI Nº DE DE 2015. PROJETO DE LEI Nº DE DE 2015. Determina a obrigatoriedade de inserção de mensagens educativas sobre o uso de drogas ilícitas nos ingressos de eventos esportivos e shows culturais ou esportivos voltados

Leia mais

RYE Nome: Ana Carolina Bragança. Data: 28/10/2016. Patrocinado no Brasil pelo Rotary Club de: Guanabara-Galeão

RYE Nome: Ana Carolina Bragança. Data: 28/10/2016. Patrocinado no Brasil pelo Rotary Club de: Guanabara-Galeão RYE 2016-2017 Nome: Ana Carolina Bragança Data: 28/10/2016 Patrocinado no Brasil pelo Rotary Club de: Guanabara-Galeão Hospedado pelo Rotary Club de: Siracusa País: Itália Minha aventura começou no dia

Leia mais

RESULTADO DA AVALIAÇÃO REALIZADA PELOS ALUNOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

RESULTADO DA AVALIAÇÃO REALIZADA PELOS ALUNOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS RESULTADO DA AVALIAÇÃO REALIZADA PELOS ALUNOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Palestra: ÁGUA E GESTÃO: REFLETINDO SOBRE O NOVO CENÁRIO Palestrantes: Gladys Nunes; Micheline Savignon; Rodrigo Ismael Lacerda Data:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO DADOS DA DISCIPLINA Nome da Disciplina: Psicologia Aplicada à Farmácia Curso: Farmácia Termo: 6º Carga Horária Semanal (h/a): 2 Carga Horária Semestral (h/a): 30 Teórica: 2 Prática: Total:

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE CRUZEIRO EDITAL PARA MONITORIA 1º semestre/2016

ESCOLA SUPERIOR DE CRUZEIRO EDITAL PARA MONITORIA 1º semestre/2016 ESCOLA SUPERIOR DE CRUZEIRO EDITAL PARA MONITORIA 1º semestre/2016 A Escola Superior de Cruzeiro - ESC, torna público e aberto, para conhecimento dos alunos interessados, a concorrência para monitoria

Leia mais