2) Por que este medicamento foi indicado?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2) Por que este medicamento foi indicado?"

Transcrição

1 Identificação do medicamento: LQFEx cloroquina Denominação genérica: difosfato de cloroquina Forma farmacêutica, via de administração e apresentações comerciais: comprimido, via oral de administração, embalagem contendo 10 comprimidos Uso pediátrico e, ou adulto Composição: cloroquina, difosfato...250,00 mg (correspondente a 150 mg de cloroquina base) Excipiente q.s.p...1 comprimido Os excipentes são celulose microcristalina, lactose, polivinilpirrolidona, talco, glicolato de amido sódico e estearato de magnésio. Informações ao paciente : 1) Como este medicamento funciona? A cloroquina tem efeito contra o ataque agudo da malária causada por algumas espécies de Plasmodium (protozoário causador da malária) sendo eficaz contra P. vivax, P.malariae e P.ovale. Este medicamento controla rapidamente os sintomas clínicos e a infecção, provocando desaparecimento da febre em 24 a 48 horas. A cloroquina também tem ação tóxica contra E. histolytica (protozoário causador da amebíase hepática). Além desses efeitos, a cloroquina tem ação contra a inflamação. 2) Por que este medicamento foi indicado? A cloroquina é indicada para tratamento da malária e amebíase hepática. Além disso tem indicação para o tratamento da artrite reumatóide, lúpus e doenças que provocam sensibilidade dos olhos à luz.

2 3) Quando não devo usar este medicamento? Este medicamento só pode ser administrado por via oral e conforme descrito na receita médica. Durante o tratamento com cloroquina, o paciente não deve ingerir bebida alcoólica, pois isto pode aumentar sua toxicidade no fígado. Deve ser evitado o uso da cloroquina com fenilbutazona ou medicamentos que contenham ouro, devido ao risco de provocar dermatite. Deve ser evitado o uso da cloroquina com antiácidos à base de trissilicato de magnésio e produtos contendo caolim e pectina, pois provocam diminuição da absorção do medicamento. A cloroquina se opõe ao efeito de medicamentos para tratamento de convulsões ou epilepsia, por isso esta associação deve ser evitada. O uso da cloroquina com mefloquina deve ser evitado, devido ao maior risco de convulsões. A cloroquina não é recomendada para pacientes com epilepsia, miastenia gravis ou psoríase. Deve ser usada com cautela em pacientes com problemas no fígado, no sistema gastrointestinal, neurológicos e no sangue. A cloroquina é contra-indicada em pacientes com problemas graves no fígado (insuficiência hepática avançada). Deve ser evitada a associação da cloroquina com amiodarona ou halofantrina, por aumentar o risco de distúrbios no coração. A cloroquina aumenta o risco de toxicidade da digoxina e ciclosporina. Os pacientes que recebem tratamento com cloroquina em altas doses a longo prazo, devem ser submetidos à avaliações oftalmológicas e neurológicas a cada 3 ou 6 meses. Superdosagem : Mesmo para adultos com mais de 60 kg, a dose total de cloroquina administrada em três dias deve ser no máximo de mg. Atenção: o envenamento por cloroquina é extremamente perigoso, uma dose única de mg de cloroquina pode ser fatal em poucas horas. Caso isto ocorra, deve ser procurado imediatamente um serviço médico de emergência, para que seja esvaziado o estômago por indução de vômito ou lavagem gástrica. Não há contra-indicação relativa a faixas etárias

3 Informe ao seu médico ou cirurgião dentista o aparecimento de reações indesejáveis Informe ao seu médico ou cirurgião dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para sua saúde 4) Como devo usar este medicamento? O comprimido de cloroquina é circular, plano e de cor branca. Deve ser ingerido com água e conforme descrito na receita médica. No tratamento agudo da malária : Crianças : 1 a 2 anos um comprimido por via oral em um dia (dose única). Crianças : 3 a 6 anos um comprimido por via oral a cada dia, durante três dias. Crianças : 7 a 11 anos dois comprimidos por via oral no primeiro dia, um comprimido e meio no segundo e terceiro dias. Pacientes com 15 anos ou acima quatro comprimidos no primeiro dia, três comprimidos no segundo e terceiro dias. O tratamento da malária causada por P. vivax e P. ovale com cloroquina deve ser associado com a primaquina: 0,25 mg de primaquina base/kg de peso, diariamente por 14 dias ou, na dose de 0,50 mg de base/kg de peso durante sete dias. No tratamento do lúpus eritematoso e artrite reumatóide : Adultos : até 4 mg/kg de cloroquina base ao dia durante um a seis meses, dependendo da resposta do tratamento.

4 Na amebíase hepática : Adultos: 600 mg da cloroquina base no primeiro e segundo dias, seguidos de 300 mg/dia, por duas a três semanas. Crianças: 10 mg/kg/dia de cloroquina base durante 10 dias ou a critério médico. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento 5) Quais os males que este medicamento pode causar? O uso deste medicamento pode causar dor de cabeça, enjôo, vômito, diarréia, dor na barriga, coceira, irritação e manchas avermelhadas na pele. Os efeitos mais severos são confusão mental, convulsões, queda da pressão sanguínea, alterações no eletrocardiograma e visão dupla ou borrada. A superdosagem é extremamente perigosa e pode ser fatal. 6) O que fazer se alguém usar uma grande quantidade deste medicamento de uma só vez? Em caso de superdosagem (igual ou acima de 1500 mg do medicamento de uma só vez) em poucas horas, o medicamento provoca graves danos ao coração, queda de pressão sanguínea e até parada cardíaca. Se alguém utilizar altas doses deste medicamento de uma só vez, deverá ser encaminhado imediatamente ao serviço médico de emergência, para que se realize esvaziamento do estômago por lavagem ou indução do vômito.

5 7) Onde e como devo guardar este medicamento? Este medicamento deve ser guardado em temperatura ambiente, entre 15 ºC e 30 ºC, protegido da luz e umidade. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças Informações técnicas ao profissional de saúde : 1) Características farmacológicas A cloroquina é uma 4-aminoquinolina com rápida atividade esquizonticida para todas as espécies de Plasmodium e gametocida para P. vivax, P. malariae e P. ovale, sendo eficaz contra as formas eritrocíticas destas três espécies. Não é eficaz contra P. falciparum e não tem atividade contra os estágios hepáticos primários ou latentes dos parasitos. A cloroquina tem efeito tóxico direto sobre trofozoítos de E.histolytica, se concentrando no fígado, sendo utilizada para tratar abscesso hepático amebiano. A cloroquina é ineficaz para a amebíase intestinal, pois alcança baixas concentrações no lúmem e na parede do cólon, sendo absorvida pelo intestino delgado. A cloroquina é bem absorvida a partir do trato gastrointestinal. A distribuição do fármaco é relativamente lenta em um volume aparentemente muito grande ( > 100 L/Kg). A cloroquina liga-se moderadamente (60%) às proteínas plasmáticas e sofre apreciável biotransformação através das CYP hepáticas. A depuração renal de cloroquina corresponde a cerca de metade da sua depuração sistêmica total. A cloroquina exibe em adultos e crianças uma farmacocinética complexa, de modo que os níveis plasmáticos do fármaco logo após sua administração, são determinados pela velocidade de distribuição e não pela de eliminação. Por causa da extensa ligação com os tecidos, é necessária uma dose de ataque para se obterem concentrações plasmáticas eficazes. A meia-vida da cloroquina aumenta de poucos dias para semanas, à medida que os níveis plasmáticos declinam. A meia-vida terminal varia de 30 a 60 dias e vestígios do fármaco podem ser encontrados na urina, durante anos após o uso terapêutico.

6 Além de seu efeito antiparasitário, a cloroquina tem ação antipirética e antiinflamatória. 2) Resultados de eficácia A eficácia da cloroquina declinou nas regiões do mundo onde emergiram cepas de P. falciparum relativa ou absolutamente resistentes à sua ação. A cloroquina é muito eficaz na profilaxia ou no tratamento de ataques agudos de malária causados por P. vivax, P. ovale e P. malariae, exceto em áreas onde se descrevem cepas de P. vivax resistentes à sua ação. A cloroquina não tem atividade contra estágios hepáticos primários ou latentes dos parasitos. Para prevenir as recaídas nas infecções por P. vivax e P. ovale, pode se dar primaquina juntamente com a cloroquina. A cloroquina não é tão eficaz quanto o metronidazol para o tratamento da amebíase hepática, devendo ser utilizada somente quando o metronidazol ou outro composto nitroimidazólico está contra-indicado ou indisponível. 3) Indicações A cloroquina é indicada para profilaxia e tratamento de ataque agudo de malária causado por P. vivax, P. ovale e P. malariae. Também está indicada no tratamento da amebíase hepática, e em conjunto com outros fármacos, têm eficácia clínica na artrite reumatóide, no lúpus eritematoso sistêmico, e lúpus discóide, na sarcoidose e nas doenças de fotossensibilidade como a porfiria cutânea tardia e as erupções polimórficas graves desencadeadas pela luz. 4) Contraindicações A cloroquina não é recomendada para tratar indivíduos com epilepsia ou miastenia gravis, devendo ser usada com cautela na presença de doença hepática, distúrbios gastrointestinais, neurológicos e sanguíneos. Em casos raros, pode causar hemólise em pacientes com deficiência de glicose-6-fosfato-desidrogenase. A cloroquina não deve ser prescrita a pacientes com psoríase ou outra doença esfoliativa, devido às reações graves que pode

7 provocar. Não deve ser usada para tratar malária em pacientes com porfiria cutânea tardia. 5) Modo de usar e cuidados de conservação depois de aberto O comprimido deve ser ingerido com água. Este medicamento deve ser guardado em temperatura ambiente, entre 15 ºC e 30 ºC, protegido da luz e umidade. 6) Posologia O comprimido de cloroquina - LQFEx contém 250 mg de difosfato de cloroquina, o que corresponde a 150 mg de cloroquina base. A dose máxima total para adultos e crianças deve ser de 25 mg/kg de peso, não devendo ultrapassar a dose total de 1500 mg, no decorrer de três dias de tratamento. No tratamento agudo da malária (P.vivax): Um regime farmacocineticamente adequado consiste em administrar uma dose inicial de 10 mg de base/kg de peso, seguida de 5 mg/kg seis a oito horas após e 5mg/kg em cada um dos dois dias seguintes. Outro regime mais prático, utilizado em muitas áreas, consiste em 10 mg de base/kg de peso no primeiro dia, seguido de 7,5 mg /Kg no segundo e terceiro dias. Ambos os regimes correspondem a uma dose total de 25 mg/kg de peso (1500 mg de base para um adulto de 60 kg). É apresentado abaixo um esquema geral de tratamento : Crianças : 1 a 2 anos um comprimido por via oral em um dia (dose única). Crianças : 3 a 6 anos um comprimido por via oral a cada dia, durante três dias. Crianças : 7 a 11 anos dois comprimidos por via oral no primeiro, um comprimido e meio no segundo e terceiro dias.

8 Pacientes com 15 anos ou acima quatro comprimidos no primeiro dia, três comprimidos no segundo e terceiro dias. O tratamento da malária causada por P. vivax e P. ovale com cloroquina deve ser associado com a primaquina pelo seu efeito hipnoticida: 0,25 mg de primaquina base/kg de peso, diariamente por 14 dias ou, alternativamente, na dose de 0,50 mg de base/kg de peso durante sete dias. No tratamento do lúpus eritematoso e artrite reumatóide : Adultos : até 4 mg de cloroquina base /Kg de peso ao dia, durante um a seis meses, dependendo da resposta do tratamento. Na amebíase hepática: Adultos: 600 mg da cloroquina base no primeiro e segundo dias, seguida de 300 mg/dia, por duas a três semanas. A dose pode ser aumentada, ou o esquema pode ser repetido, se necessário. Crianças: 10 mg de cloroquina base /Kg de peso ao dia durante 10 dias ou a critério médico. 7) Advertências A cloroquina é um fármaco que apresenta estreita margem de segurança e uma dose única de 30 mg/kg pode ser fatal. Os pacientes que recebem tratamento com cloroquina em altas doses a longo prazo, devem ser submetidos à avaliações oftalmológicas e neurológicas a cada 3 ou 6 meses. A dose pode ser ajustada na insuficiência renal. 8) Usos em idosos, crianças e outros grupos de risco Uso na gravidez, lactação e infância: a cloroquina é uma droga considerada isenta de riscos para estes casos, quando utilizada nas doses recomendadas. Não há relatos de níveis tóxicos da droga no leite materno, no entanto deve ser administrado com autorização do médico.

9 9) Interações Medicamentosas A cloroquina interage com uma variedade de fármacos. Não deve ser administrada concomitantemente com mefloquina, por aumentar o risco de convulsões. O mesmo é válido para a associação da cloroquina com anticonvulsivantes, pois a cloroquina se opõe à ação dos mesmos. A associação da cloroquina com amiodarona ou halofantrina aumenta o risco de arritmias ventriculares. A cloroquina aumenta o risco de toxicidade da digoxina e ciclosporina. Deve ser evitado o uso da cloroquina com antiácidos à base de trissilicato de magnésio e produtos contendo caolim e pectina, pois provocam diminuição da absorção do medicamento. O uso concomitante com ouro ou fenilbutazona deve ser evitado, devido à tendência de provocar dermatite. A cloroquina pode interferir na imunogenicidade de certas vacinas. 10) Reações Adversas a Medicamentos A toxicidade aguda por cloroquina é mais freqüente quando administrada muito rapidamente por via parenteral. As manifestações tóxicas estão relacionadas com efeitos cardiovasculares (hipotensão, vasodilatação, supressão da função miocárdia, arritmias cardíacas, parada cardíaca) e do SNC (confusão, convulsões e coma). As doses terapêuticas usadas no tratamento oral, podem causar cefaléia, irritação do trato gastrointestinal, distúrbios visuais e urticária. Doses diárias altas (> 250 mg) resultando em doses cumulativas de mais de 1 g/kg de cloroquina base, pode resultar em retinopatia e otoxicidade irreversíveis. O tratamento prolongado com altas doses também pode causar miopatia tóxica, cardiopatia e neuropatia periférica, visão borrada, diplopia, confusão, convulsões, erupções quinelóides na pele, embranquecimento dos cabelos, alargamento do complexo QRS e anormalidade da onda T, porém com a interrupção do fármaco estas reações diminuem. Em casos raros podem ocorrer hemólise e discrasias sanguíneas.

10 11) Superdose O envenamento por cloroquina é extremamente perigoso e a ingestão de uma única dose de mg pode ser fatal em poucas horas. O principal efeito de superdosagem é a toxicidade cardiovascular, com hipotensão arterial, arritmias cardíacas e parada cardíaca irreversível. A overdose pode provocar raramente distúrbios neuropsiquiátricos. No caso de surdosagem, poucas horas após a administração excessiva oral, esvaziar o estômago por indução de vômitos ou por lavagem gástrica, o mais rápido possível. Caso contrário, se o atendimento médico não for imediato, o tratamento deve ser sintomático e dirigido particularmente para manter as funções cardiovasculares e respiratórias, podendo-se administrar líquidos intravenosos vassopressores para a hipotensão. 12) Armazenagem Condições ambientes de estocagem : faixa de temperatura entre 15ºC e 30ºC e umidade relativa de 35% a 75%. 13) Dizeres Legais Número de registro na ANVISA/MS: Farmacêutico responsável e CRF : Patrícia de Castro Moreira Dias CRF-RJ: 6078 Nome completo e endereço do fabricante: Laboratório Químico Farmacêutico do Exército. Endereço: Rua Licínio Cardoso, 96 Triagem RJ Rio de Janeiro CEP: CNPJ: SAC : Dispensação sob prescrição médica Proibida a venda ao comércio

11

Naxogin nimorazol. Naxogin 500 mg em embalagem contendo 8 comprimidos. Cada comprimido de Naxogin contém 500 mg de nimorazol.

Naxogin nimorazol. Naxogin 500 mg em embalagem contendo 8 comprimidos. Cada comprimido de Naxogin contém 500 mg de nimorazol. Naxogin nimorazol PARTE I IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO Nome: Naxogin Nome genérico: nimorazol Forma farmacêutica e apresentações: Naxogin 500 mg em embalagem contendo 8 comprimidos. USO ADULTO USO ORAL Composição:

Leia mais

NAXOGIN COMPRIMIDOS. 500 mg

NAXOGIN COMPRIMIDOS. 500 mg NAXOGIN COMPRIMIDOS 500 mg Naxogin nimorazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Naxogin Nome genérico: nimorazol APRESENTAÇÕES Naxogin comprimidos de 500 mg em embalagens contendo 8 comprimidos.

Leia mais

loratadina Merck S/A Comprimidos revestidos 10 mg

loratadina Merck S/A Comprimidos revestidos 10 mg loratadina Merck S/A revestidos 10 mg loratadina Medicamento genérico Lei nº 9.797, de 1999 APRESENTAÇÕES revestidos de 10 mg em embalagem com 12 comprimidos. USO ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE

Leia mais

MECLIN. cloridrato de meclizina APSEN

MECLIN. cloridrato de meclizina APSEN MECLIN cloridrato de meclizina APSEN FORMA FARMACÊUTICA Comprimido APRESENTAÇÕES Comprimidos de 25 mg em embalagem com 15 comprimidos. Comprimidos de 50 mg em embalagem com 15 comprimidos. USO ORAL USO

Leia mais

Tylex 7,5 mg / 30 mg comprimidos paracetamol, fosfato de codeína

Tylex 7,5 mg / 30 mg comprimidos paracetamol, fosfato de codeína 1 IDENTIFICAÇÃO MEDICAMENTO DO Tylex 7,5 mg / 30 mg comprimidos paracetamol, fosfato de codeína APRESENTAÇÕES Comprimidos de 7,5 mg de fosfato de codeína e 500 mg de paracetamol em embalagens com 12 comprimidos

Leia mais

NUPLAM ISONIAZIDA + RIFAMPICINA

NUPLAM ISONIAZIDA + RIFAMPICINA NUPLAM ISONIAZIDA + RIFAMPICINA ISONIAZIDA + RIFAMPICINA D.C.B. 05126.01-0 FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES NUPLAM ISONIAZIDA + RIFAMPICINA é apresentado em: Cápsulas duras, para ADMINISTRAÇÃO ORAL,

Leia mais

Propil* propiltiouracila. Propil* comprimidos de 100 mg em embalagem contendo 30 comprimidos.

Propil* propiltiouracila. Propil* comprimidos de 100 mg em embalagem contendo 30 comprimidos. Propil* propiltiouracila I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Propil* Nome genérico: propiltiouracila APRESENTAÇÕES Propil* comprimidos de 100 mg em embalagem contendo 30 comprimidos. VIA DE

Leia mais

Transamin Ácido Tranexâmico

Transamin Ácido Tranexâmico Transamin Ácido Tranexâmico 250 mg Zydus Nikkho Farmacêutica Ltda Comprimidos Bula do Paciente I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO TRANSAMIN ácido tranexâmico APRESENTAÇÕES Comprimidos de 250 mg. Embalagem

Leia mais

LABIRIN. dicloridrato de betaistina APSEN. FORMA FARMACÊUTICA Comprimidos. APRESENTAÇÕES Comprimidos de 24 mg. Caixa com 30 comprimidos.

LABIRIN. dicloridrato de betaistina APSEN. FORMA FARMACÊUTICA Comprimidos. APRESENTAÇÕES Comprimidos de 24 mg. Caixa com 30 comprimidos. LABIRIN dicloridrato de betaistina APSEN FORMA FARMACÊUTICA Comprimidos APRESENTAÇÕES Comprimidos de 24 mg. Caixa com 30 comprimidos. USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada comprimido contém: 24 mg dicloridrato

Leia mais

olmesartana medoxomila Comprimido revestido - 20 mg Comprimido revestido - 40 mg

olmesartana medoxomila Comprimido revestido - 20 mg Comprimido revestido - 40 mg olmesartana medoxomila Comprimido revestido - 20 mg Comprimido revestido - 40 mg BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 olmesartana medoxomila Medicamento genérico Lei nº 9.787,

Leia mais

Capilarema. Laboratórios Baldacci Ltda. Comprimidos. 75 mg

Capilarema. Laboratórios Baldacci Ltda. Comprimidos. 75 mg Capilarema Laboratórios Baldacci Ltda. Comprimidos 75 mg CAPILAREMA aminaftona APRESENTAÇÕES Comprimidos simples de 75 mg cartucho contendo 30 ou 60 comprimidos. VIA ORAL - USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada comprimido

Leia mais

Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica Ltda.

Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica Ltda. IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO BENICAR olmesartana medoxomila APRESENTAÇÕES Benicar é apresentado em embalagens com 10 ou 30 comprimidos revestidos de olmesartana medoxomila nas concentrações de 20 mg ou

Leia mais

Aesculus hippocastanum

Aesculus hippocastanum Novarrutina Aesculus hippocastanum FITOTERÁPICO Parte utilizada: semente Nomenclatura botânica Nome científico: Aesculus hippocastanum Nome popular: Castanha da Índia Família: Hippocastanaceae. Formas

Leia mais

PLESONAX. (bisacodil)

PLESONAX. (bisacodil) PLESONAX (bisacodil) Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Revestido 5mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: PLESONAX bisacodil APRESENTAÇÃO Comprimidos revestidos Embalagem contendo

Leia mais

Actifedrin. cloridrato de triprolidina cloridrato de pseudoefedrina

Actifedrin. cloridrato de triprolidina cloridrato de pseudoefedrina Actifedrin cloridrato de triprolidina cloridrato de pseudoefedrina Formas farmacêuticas e apresentações Xarope embalagem contendo 100 ml Comprimidos embalagem contendo 20 comprimidos USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Leia mais

ANADOR PRT paracetamol 750 mg. Forma farmacêutica e apresentação Comprimidos 750 mg: embalagem com 20 e 256 comprimidos.

ANADOR PRT paracetamol 750 mg. Forma farmacêutica e apresentação Comprimidos 750 mg: embalagem com 20 e 256 comprimidos. ANADOR PRT paracetamol 750 mg Antitérmico e analgésico Forma farmacêutica e apresentação Comprimidos 750 mg: embalagem com 20 e 256 comprimidos. Outra forma farmacêutica e apresentação Solução oral: frasco

Leia mais

Forma farmacêutica e apresentação: Comprimido revestido. Display contendo 25 blísteres com 6 comprimidos revestidos.

Forma farmacêutica e apresentação: Comprimido revestido. Display contendo 25 blísteres com 6 comprimidos revestidos. LACTO-PURGA bisacodil 5mg Forma farmacêutica e apresentação: Comprimido revestido. Display contendo 25 blísteres com 6 comprimidos revestidos. USO ADULTO E PEDIÁTRICO (crianças acima de 4 anos) USO ORAL

Leia mais

DRAMIN BULA DO PACIENTE

DRAMIN BULA DO PACIENTE DRAMIN BULA DO PACIENTE Takeda Pharma Ltda. Cápsula gelatinosa mole 50 mg/cápsula (dimenidrinato) BULA PARA PACIENTE RDC 47/2009 APRESENTAÇÕES Cápsula gelatinosa mole de 50 mg. Embalagem com 4, 10 ou 100

Leia mais

Princípios Ativos Ácido Cítrico,Ácido Acetilsalicílico, Bicarbonato de Sódio e Carbonato de Sodio.

Princípios Ativos Ácido Cítrico,Ácido Acetilsalicílico, Bicarbonato de Sódio e Carbonato de Sodio. Sonrisal Classe terapêutica dos Antiacidos. Princípios Ativos Ácido Cítrico,Ácido Acetilsalicílico, Bicarbonato de Sódio e Carbonato de Sodio. Indicação Para quê serve Sonrisal? Sonrisal é indicado como

Leia mais

tobramicina GERMED FARMACÊUTICA LTDA Solução oftálmica estéril 3 mg/ml

tobramicina GERMED FARMACÊUTICA LTDA Solução oftálmica estéril 3 mg/ml tobramicina GERMED FARMACÊUTICA LTDA Solução oftálmica estéril 3 mg/ml I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO tobramicina 3 mg/ml solução oftálmica estéril Medicamento Genérico, Lei n 9.787, de 1999. APRESENTAÇÃO

Leia mais

FINASTEC. (finasterida)

FINASTEC. (finasterida) FINASTEC (finasterida) Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido revestido 5mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: FINASTEC finasterida APRESENTAÇÃO Comprimido revestido de 5mg Embalagem

Leia mais

MODELO DE BULA. ANCLOMAX aciclovir USO ADULTO E PEDIÁTRICO

MODELO DE BULA. ANCLOMAX aciclovir USO ADULTO E PEDIÁTRICO MODELO DE BULA ANCLOMAX aciclovir Apresentação: Caixa contendo 1 blister com 20 comprimidos de 200 mg. Caixa contendo 1 blister com 20 comprimidos de 400 mg. USO ADULTO E PEDIÁTRICO Cada comprimido de

Leia mais

Tralen 1% tioconazol. Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas.

Tralen 1% tioconazol. Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas. Tralen 1% tioconazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol APRESENTAÇÕES Tralen 1% pó dermatológico em embalagem contendo 1 frasco plástico com 30 gramas. VIA

Leia mais

APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 500 mg em embalagens que contêm 10 ou 42 comprimidos.

APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 500 mg em embalagens que contêm 10 ou 42 comprimidos. LEIA ATENTAMENTE ESTA BULA ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Valtrex cloridrato de valaciclovir APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 500 mg em embalagens que contêm 10 ou

Leia mais

LORITIL Geolab Indústria Farmacêutica S/A Comprimido 10mg

LORITIL Geolab Indústria Farmacêutica S/A Comprimido 10mg LORITIL Geolab Indústria Farmacêutica S/A Comprimido 10mg MODELO DE BULA PARA O PACIENTE Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. Loritil loratadina

Leia mais

Cobavital cobamamida cloridrato de ciproeptadina

Cobavital cobamamida cloridrato de ciproeptadina MODELO DE BULA DO PACIENTE I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Cobavital cobamamida cloridrato de ciproeptadina APRESENTAÇÕES Microcomprimidos COBAVITAL (1 mg cobamamida + 4 mg cloridrato de ciproeptadina):

Leia mais

Fabricante: Laboratórios Servier do Brasil Ltda.

Fabricante: Laboratórios Servier do Brasil Ltda. Vastarel MR 35 mg Comprimido Revestido Fabricante: Laboratórios Servier do Brasil Ltda. 1 IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO VASTAREL MR trimetazidina 35mg APRESENTAÇÕES Embalagem contendo 30 ou 60 comprimidos

Leia mais

CISTICID. praziquantel. Merck S/A. Comprimidos 500 mg

CISTICID. praziquantel. Merck S/A. Comprimidos 500 mg CISTICID praziquantel Merck S/A Comprimidos 500 mg Cisticid praziquantel APRESENTAÇÕES Embalagens contendo 50 comprimidos. USO ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DOS 4 ANOS DE IDADE COMPOSIÇÃO Cada comprimido

Leia mais

Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica Ltda.

Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica Ltda. IDENTIFICAÇÃO DO Loxonin loxoprofeno sódico MEDICAMENTO APRESENTAÇÕES LOXONIN é comercializado em caixas com 8, 15 ou 30 comprimidos de 60 mg. USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada comprimido de LOXONIN

Leia mais

REIDRAMAX. I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Sais para reidratação oral. REIDRAMAX glicose anidra citrato de sódio cloreto de potássio cloreto de sódio

REIDRAMAX. I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Sais para reidratação oral. REIDRAMAX glicose anidra citrato de sódio cloreto de potássio cloreto de sódio REIDRAMAX I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Sais para reidratação oral REIDRAMAX glicose anidra citrato de sódio cloreto de potássio cloreto de sódio Forma farmacêutica e Apresentação Pó para solução oral

Leia mais

CLORIDRATO DE TANSULOSINA. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 0,4mg

CLORIDRATO DE TANSULOSINA. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 0,4mg CLORIDRATO DE TANSULOSINA Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 0,4mg MODELO DE BULA PARA O PACIENTE Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento.

Leia mais

MODELO DE TEXTO DE BULA. Pepsamar comprimidos mastigáveis cartucho contendo 50 ou 200 comprimidos mastigáveis.

MODELO DE TEXTO DE BULA. Pepsamar comprimidos mastigáveis cartucho contendo 50 ou 200 comprimidos mastigáveis. MODELO DE TEXTO DE BULA PEPSAMAR hidróxido de alumínio Formas farmacêuticas e apresentações Pepsamar comprimidos mastigáveis cartucho contendo 50 ou 200 comprimidos mastigáveis. Via oral USO ADULTO Composição

Leia mais

PARA EVITAR USO IMPRÓPRIO DO MEDICAMENTO, LEIA ESTA BULA COM ATENÇÃO. Penvir. fanciclovir

PARA EVITAR USO IMPRÓPRIO DO MEDICAMENTO, LEIA ESTA BULA COM ATENÇÃO. Penvir. fanciclovir PARA EVITAR USO IMPRÓPRIO DO MEDICAMENTO, LEIA ESTA BULA COM ATENÇÃO. Penvir fanciclovir Forma farmacêutica e apresentações: Penvir comprimidos revestidos 125 mg: caixa contendo 10 comprimidos. Penvir

Leia mais

Metronidazol Inpharma

Metronidazol Inpharma FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Composição: Metronidazol Inpharma Comprimidos e Pó para suspensão oral Comprimidos: Cada comprimido contém 250 mg de metronidazol. Excipientes: Amido de

Leia mais

TYLALGIN CAF. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Comprimido Revestido 500mg + 65mg

TYLALGIN CAF. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Comprimido Revestido 500mg + 65mg TYLALGIN CAF Geolab Indústria Farmacêutica S/A Comprimido Revestido 500mg + 65mg MODELO DE BULA PARA O PACIENTE Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento.

Leia mais

APRESENTAÇÕES Solução oral extrato etanólico das raízes de Pelargonium sidoides D.C. Eps 7630-825 mg. Embalagens com 20 ml e 50 ml.

APRESENTAÇÕES Solução oral extrato etanólico das raízes de Pelargonium sidoides D.C. Eps 7630-825 mg. Embalagens com 20 ml e 50 ml. Umckan Pelargonium sidoides Extrato Eps 7630 Nomenclatura botânica: Pelargonium sidoides, D.C. Nomenclatura popular: Umckaloabo Família: Geraniaceae Parte utilizada: raízes APRESENTAÇÕES Solução oral extrato

Leia mais

BULA DE NALDECON PACK - Comprimidos

BULA DE NALDECON PACK - Comprimidos BULA DE NALDECON PACK - Comprimidos NALDECON PACK paracetamol, cloridrato de fenilefrina, maleato de carbinoxamina NALDECON PACK é composto por NALDECON Dia (paracetamol e cloridrato de fenilefrina- Sem

Leia mais

APRESENTAÇÃO Comprimido revestido - extrato seco de folhas de Trifolium pratense L. - Embalagem contendo 30 comprimidos.

APRESENTAÇÃO Comprimido revestido - extrato seco de folhas de Trifolium pratense L. - Embalagem contendo 30 comprimidos. Promensil Trifolium pratense L. Nomenclatura botânica: Trifolium pratense L. Nomenclatura popular: red clover ou trevo vermelho Família: Leguminosae (Fabaceae) Parte utilizada: folhas APRESENTAÇÃO Comprimido

Leia mais

Estomanol. (Bicarbonato de sódio + Carbonato de sódio)

Estomanol. (Bicarbonato de sódio + Carbonato de sódio) Estomanol (Bicarbonato de sódio + Carbonato de sódio) Laboratório Farmacêutico Vitamed Ltda Granulado Efervescente 5g ESTOMANOL Bicarbonato de sódio 2,31g + Carbonato de sódio 0,45g APRESENTAÇÕES Cartucho

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. Pantelmin mebendazol. suspensão. Anti-helmíntico de amplo espectro

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. Pantelmin mebendazol. suspensão. Anti-helmíntico de amplo espectro IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Pantelmin mebendazol suspensão Anti-helmíntico de amplo espectro APRESENTAÇÃO Suspensão de 100 mg de mebendazol por 5 ml do copo-medida que acompanha o medicamento (20 mg/ml

Leia mais

- se estiver grávida ou a amamentar (excepto no caso de necessidade de tratamento da malária e profilaxia a curto prazo)

- se estiver grávida ou a amamentar (excepto no caso de necessidade de tratamento da malária e profilaxia a curto prazo) FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Resochina 250 mg Comprimidos revestidos Fosfato de cloroquina Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento. Conserve este folheto. Pode

Leia mais

Betaserc dicloridrato de betaistina

Betaserc dicloridrato de betaistina MODELO DE BULA PARA O PACIENTE I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Betaserc dicloridrato de betaistina FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES BETASERC (dicloridrato de betaistina) 16 mg: cartuchos com 30 comprimidos.

Leia mais

Betaserc dicloridrato de betaistina

Betaserc dicloridrato de betaistina Betaserc dicloridrato de betaistina MODELO DE BULA PARA O PACIENTE FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES BETASERC (dicloridrato de betaistina) 16 mg: cartuchos com 30 comprimidos. BETASERC (dicloridrato de

Leia mais

Duphalac lactulose MODELO DE BULA. DUPHALAC (lactulose) é apresentado em cartuchos contendo 1 frasco de 200 ml e um copo medida.

Duphalac lactulose MODELO DE BULA. DUPHALAC (lactulose) é apresentado em cartuchos contendo 1 frasco de 200 ml e um copo medida. MODELO DE BULA Duphalac lactulose FORMA FARM ACÊUTICA E APRESENTAÇ ÃO DUPHALAC (lactulose) é apresentado em cartuchos contendo 1 frasco de 200 ml e um copo medida. VIA ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO COMPOSIÇÃO

Leia mais

dicloridrato de betaistina

dicloridrato de betaistina dicloridrato de betaistina Althaia S.A. Indústria Farmacêutica. Comprimidos 16 mg dicloridrato de betaistina Medicamento Genérico, Lei n o 9.787, de 1999. APRESENTAÇÕES: Comprimidos simples: embalagem

Leia mais

CAPYLA HAIR (finasterida)

CAPYLA HAIR (finasterida) CAPYLA HAIR (finasterida) EMS SIGMA PHARMA LTDA Comprimido Revestido 1 mg IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Capyla-hair finasterida APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 1 mg de finasterida acondicionados

Leia mais

MODELO DE BULA PARA O PACIENTE

MODELO DE BULA PARA O PACIENTE MODELO DE BULA PARA O PACIENTE IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO MEDICAMENTO FITOTERÁPICO VENOCUR FIT Nomenclatura botânica oficial: Aesculus hippocastanum L. Nomenclatura popular: Castanha-da-Índia Família:

Leia mais

Anexo A DORFEN CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA. Solução oral. 200mg

Anexo A DORFEN CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA. Solução oral. 200mg Anexo A DORFEN CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA Solução oral 200mg DORFEN Paracetamol I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO DORFEN Paracetamol FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Solução oral em frasco

Leia mais

Carboplatina_150_01 1

Carboplatina_150_01 1 Carboplatina DCB 01754 Medicamento genérico Lei nº. 9.787, de 1999 I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO FORMAS FARMACÊUTICAS, VIAS DE ADMINISTRAÇÃO E APRESENTAÇÕES COMERCIALIZADAS Carboplatina é um pó liófilo

Leia mais

Tralen 28% tioconazol. Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml.

Tralen 28% tioconazol. Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml. Tralen 28% tioconazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Tralen Nome genérico: tioconazol APRESENTAÇÕES Tralen 28% solução para unhas em embalagem contendo 1 frasco com 12 ml. VIA DE ADMINISTRAÇÃO:

Leia mais

Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. AAS ácido acetilsalicílico

Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. AAS ácido acetilsalicílico Modelo de Bula Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. AAS ácido acetilsalicílico FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES AAS Infantil comprimidos

Leia mais

PROCTO-GLYVENOL tribenosídeo + lidocaína

PROCTO-GLYVENOL tribenosídeo + lidocaína MODELO DE TEXTO DE BULA PROCTO-GLYVENOL tribenosídeo + lidocaína TRATAMENTO LOCAL DAS HEMORRÓIDAS Formas farmacêuticas, via de administração e apresentações: Supositórios. Embalagens com 5 ou 10 supositórios.

Leia mais

APRESENTAÇÃO Comprimidos: embalagem contendo 30 comprimidos de 25 mg. Xarope: embalagem contendo 1 frasco de 120 ml de 2 mg/ml.

APRESENTAÇÃO Comprimidos: embalagem contendo 30 comprimidos de 25 mg. Xarope: embalagem contendo 1 frasco de 120 ml de 2 mg/ml. Hixizine cloridrato de hidroxizina Uso adulto e pediátrico Uso oral APRESENTAÇÃO Comprimidos: embalagem contendo 30 comprimidos de 25 mg. Xarope: embalagem contendo 1 frasco de 120 ml de 2 mg/ml. COMPOSIÇÃO

Leia mais

APRESENTAÇÃO Comprimidos de 250 mg de acetato de abiraterona em frasco com 120 comprimidos.

APRESENTAÇÃO Comprimidos de 250 mg de acetato de abiraterona em frasco com 120 comprimidos. Bula ao Paciente 1 BULA (CCDS 1011) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO ZYTIGA TM acetato de abiraterona APRESENTAÇÃO Comprimidos de 250 mg de acetato de abiraterona em frasco com 120 comprimidos. USO ORAL USO

Leia mais

maleato de trimebutina

maleato de trimebutina maleato de trimebutina Althaia S.A. Indústria Farmacêutica Cápsulas Gelatinosas Mole 200 mg maleato de trimebutina Medicamento genérico Lei n o 9.787, de 1999. I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO APRESENTAÇÃO:

Leia mais

APRESENTAÇÕES Solução oral extrato etanólico das raízes de Pelargonium sidoides D.C. Eps 7630-825 mg. Embalagens com 20 ml e 50 ml.

APRESENTAÇÕES Solução oral extrato etanólico das raízes de Pelargonium sidoides D.C. Eps 7630-825 mg. Embalagens com 20 ml e 50 ml. Umckan Pelargonium sidoides Extrato Eps 7630 Nomenclatura botânica: Pelargonium sidoides, D.C. Nomenclatura popular: Umckaloabo Família: Geraniaceae Parte utilizada: raízes APRESENTAÇÕES Solução oral extrato

Leia mais

paracetamol Biosintética Farmacêutica Ltda. Solução oral 200 mg/ml

paracetamol Biosintética Farmacêutica Ltda. Solução oral 200 mg/ml paracetamol Biosintética Farmacêutica Ltda. Solução oral 200 mg/ml BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO paracetamol Medicamento Genérico Lei

Leia mais

MONOCORDIL mononitrato de isossorbida APRESENTAÇÕES

MONOCORDIL mononitrato de isossorbida APRESENTAÇÕES MONOCORDIL mononitrato de isossorbida APRESENTAÇÕES Comprimidos simples de 20 mg cartucho com 20 ou 30 comprimidos. Comprimidos simples de 40 mg cartucho com 30 comprimidos. VIA ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO

Leia mais

CONDROFLEX. sulfato de glicosamina + sulfato de condroitina. Cápsula. 500mg + 400mg

CONDROFLEX. sulfato de glicosamina + sulfato de condroitina. Cápsula. 500mg + 400mg CONDROFLEX sulfato de glicosamina + sulfato de condroitina Cápsula 500mg + 400mg CONDROFLEX sulfato de glicosamina + sulfato sódico de condroitina APRESENTAÇÕES Condroflex 500mg + 400mg. Embalagem com

Leia mais

APRESENTAÇÕES Pomada: 1 mg/g de furoato de mometasona em embalagem com 20 g. USO DERMATOLÓGICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 02 ANOS DE IDADE

APRESENTAÇÕES Pomada: 1 mg/g de furoato de mometasona em embalagem com 20 g. USO DERMATOLÓGICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 02 ANOS DE IDADE TOPISON furoato de mometasona APRESENTAÇÕES Pomada: 1 mg/g de furoato de mometasona em embalagem com 20 g. USO DERMATOLÓGICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 02 ANOS DE IDADE COMPOSIÇÃO Cada g de Topison

Leia mais

XYLOCAÍNA Pomada 5% lidocaína

XYLOCAÍNA Pomada 5% lidocaína XYLOCAÍNA Pomada 5% lidocaína I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO XYLOCAÍNA Pomada 5% lidocaína APRESENTAÇÕES Pomada 50 mg/g em embalagem com uma bisnaga contendo 25 g. VIA TÓPICA SOBRE MUCOSA E PELE USO ADULTO

Leia mais

Tracur besilato de atracúrio. Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. Solução Injetável 10 mg/ml MODELO DE BULA PARA O PACIENTE

Tracur besilato de atracúrio. Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. Solução Injetável 10 mg/ml MODELO DE BULA PARA O PACIENTE Tracur besilato de atracúrio Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. Solução Injetável 10 mg/ml MODELO DE BULA PARA O PACIENTE IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Tracur besilato de atracúrio APRESENTAÇÃO Solução Injetável

Leia mais

ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA

ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA PILOCARPINA ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA Solução Oftálmica Estéril cloridrato de pilocarpina 1% / 2% / 4% BULA PARA O PACIENTE APRESENTAÇÃO Solução Oftálmica Estéril Frasco plástico conta-gotas

Leia mais

Sedalgina. Drágea 30mg+300mg+30mg

Sedalgina. Drágea 30mg+300mg+30mg Sedalgina Drágea 30mg+300mg+30mg MODELO DE BULA COM INFORMAÇÕES AO PACIENTE Sedalgina mucato de isometepteno dipirona cafeína APRESENTAÇÕES Drágea 30mg+300mg+30mg Embalagens contendo 20, 30, 60, e 200

Leia mais

Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. Anandron nilutamida

Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. Anandron nilutamida Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. Anandron nilutamida FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Comprimidos de

Leia mais

DEFLANIL deflazacorte Comprimidos 30 mg. FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES Comprimidos com 30 mg de deflazacorte. Embalagem com 10 comprimidos.

DEFLANIL deflazacorte Comprimidos 30 mg. FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES Comprimidos com 30 mg de deflazacorte. Embalagem com 10 comprimidos. USO ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO DEFLANIL deflazacorte Comprimidos 30 mg FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES Comprimidos com 30 mg de deflazacorte. Embalagem com 10 comprimidos. COMPOSIÇÃO Cada comprimido

Leia mais

BULA DE NALDECON DOR COMPRIMIDOS

BULA DE NALDECON DOR COMPRIMIDOS BULA DE NALDECON DOR COMPRIMIDOS BRISTOL-MYERS SQUIBB NALDECON DOR paracetamol Dores em geral Febre Uma dose = 2 comprimidos FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO NALDECON DOR é apresentado em displays com

Leia mais

VOLIBRIS GlaxoSmithKline Brasil Ltda. Comprimidos revestidos 5mg e 10mg

VOLIBRIS GlaxoSmithKline Brasil Ltda. Comprimidos revestidos 5mg e 10mg VOLIBRIS GlaxoSmithKline Brasil Ltda. Comprimidos revestidos 5mg e 10mg LEIA ATENTAMENTE ESTA BULA ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Volibris ambrisentana APRESENTAÇÕES Volibris

Leia mais

Anexo A THIANAX CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA. Pomada. 50 mg

Anexo A THIANAX CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA. Pomada. 50 mg Anexo A THIANAX CAZI QUIMICA FARMACÊUTICA IND. E COM. LTDA Pomada 50 mg THIANAX tiabendazol Pomada IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO: Pomada 50mg/g: bisnaga com 45 g. USO TÓPICO

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: Miocalven D citrato de cálcio colecalciferol (vitamina D)

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: Miocalven D citrato de cálcio colecalciferol (vitamina D) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: Miocalven D citrato de cálcio colecalciferol (vitamina D) APRESENTAÇÕES Pó para suspensão. Cada sachê contém 4,0 g de pó para uso oral, contendo 500 mg de cálcio (na forma

Leia mais

ZYPRED ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA

ZYPRED ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA ZYPRED ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA Suspensão oftálmica estéril de gatifloxacino (3 mg/ml) e acetato de prednisolona (10 mg/ml), contendo frasco plástico conta-gotas de 3 ml e 6 ml APRESENTAÇÕES

Leia mais

Abcd. BUSCOFEM Ibuprofeno. APRESENTAÇÕES Cápsulas de 400 mg: embalagens com 10 e 50 cápsulas. USO ORAL USO ADULTO ACIMA DE 12 ANOS

Abcd. BUSCOFEM Ibuprofeno. APRESENTAÇÕES Cápsulas de 400 mg: embalagens com 10 e 50 cápsulas. USO ORAL USO ADULTO ACIMA DE 12 ANOS BUSCOFEM Ibuprofeno APRESENTAÇÕES Cápsulas de 400 mg: embalagens com 10 e 50 cápsulas. USO ORAL USO ADULTO ACIMA DE 12 ANOS COMPOSIÇÃO Cada cápsula contém 400 mg de ibuprofeno. Excipientes: macrogol, hidróxido

Leia mais

MODELO DE FORMATO DE BULA

MODELO DE FORMATO DE BULA APRESENTAÇÕES OMCILON-A M (triancinolona acetonida + sulfato de neomicina + gramicidina + nistatina) pomada é apresentado em embalagens contendo 1 tubo com 30 g. USO TÓPICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO COMPOSIÇÃO

Leia mais

CLORIDRATO DE SEVELÂMER CRISTÁLIA PRODUTOS QUÍMICOS FARMACÊUTICOS LTDA. COMPRIMIDOS REVESTIDOS 800 MG BULA DO PACIENTE

CLORIDRATO DE SEVELÂMER CRISTÁLIA PRODUTOS QUÍMICOS FARMACÊUTICOS LTDA. COMPRIMIDOS REVESTIDOS 800 MG BULA DO PACIENTE CLORIDRATO DE SEVELÂMER CRISTÁLIA PRODUTOS QUÍMICOS FARMACÊUTICOS LTDA. COMPRIMIDOS REVESTIDOS 800 MG BULA DO PACIENTE Cloridrato de sevelâmer Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999. APRESENTAÇÃO

Leia mais

lamotrigina Comprimido 100mg

lamotrigina Comprimido 100mg lamotrigina Comprimido 100mg MODELO DE BULA COM INFORMAÇÕES AO PACIENTE lamotrigina Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999. APRESENTAÇÕES Comprimido 100mg Embalagens contendo 30 e 60 comprimidos. USO

Leia mais

MODELO BULA PARA O PROFISSIONAL DA SAÚDE. Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento.

MODELO BULA PARA O PROFISSIONAL DA SAÚDE. Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. MODELO BULA PARA O PROFISSIONAL DA SAÚDE Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. Folonin ácido fólico FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES: Comprimidos

Leia mais

Não utilize POLARAMINE Creme se você já teve alguma reação incomum a qualquer um dos componentes da fórmula do produto.

Não utilize POLARAMINE Creme se você já teve alguma reação incomum a qualquer um dos componentes da fórmula do produto. POLARAMINE Creme maleato de dexclorfeniramina FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES POLARAMINE Creme é indicado para uso na pele. POLARAMINE Creme apresenta-se em bisnagas de 30 g. USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Leia mais

Naratrin EMS S/A. Comprimido revestido. 2,5mg

Naratrin EMS S/A. Comprimido revestido. 2,5mg Naratrin EMS S/A Comprimido revestido 2,5mg Naratrin comprimido revestido bula do paciente I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Naratrin Cloridrato de naratriptana APRESENTAÇÕES Cloridrato de naratriptana

Leia mais

Valtrian (losartana potássica) Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimido revestido 50 mg e 100 mg

Valtrian (losartana potássica) Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimido revestido 50 mg e 100 mg Valtrian (losartana potássica) Medley Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimido revestido 50 mg e 100 mg VALTRIAN losartana potássica APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 50 mg: embalagem com 30 comprimidos.

Leia mais

TYLENOL. Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda. Comprimidos Revestidos. 500mg e 750mg

TYLENOL. Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda. Comprimidos Revestidos. 500mg e 750mg TYLENOL JanssenCilag Farmacêutica Ltda. Comprimidos Revestidos 500mg e 750mg TYLENOL paracetamol APRESENTAÇÕES TYLENOL 500 mg: Comprimidos revestidos em embalagem com 20 ou 100 comprimidos, contendo 500

Leia mais

VP3 = Sandomigran_Bula_Paciente 1

VP3 = Sandomigran_Bula_Paciente 1 SANDOMIGRAN pizotifeno APRESENTAÇÕES Drágeas de 0,5 mg Embalagens com 20 drágeas. VIA ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 2 ANOS COMPOSIÇÃO Cada drágea contém 0,5 mg pizotifeno, base que corresponde

Leia mais

OMENAX. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 20mg e 40mg

OMENAX. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 20mg e 40mg OMENAX Geolab Indústria Farmacêutica S/A Cápsula 20mg e 40mg tratar dispepsia, condição que causa acidez, azia, arrotos ou indigestão. Pode ser usado também para evitar sangramento do trato gastrintestinal

Leia mais

Drenol hidroclorotiazida. Drenol 50 mg em embalagem contendo 30 comprimidos. Cada comprimido de Drenol contém 50 mg de hidroclorotiazida.

Drenol hidroclorotiazida. Drenol 50 mg em embalagem contendo 30 comprimidos. Cada comprimido de Drenol contém 50 mg de hidroclorotiazida. Drenol hidroclorotiazida PARTE I IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO Nome: Drenol Nome genérico: hidroclorotiazida Forma farmacêutica e apresentações: Drenol 50 mg em embalagem contendo 30 comprimidos. USO ADULTO

Leia mais

HIDROCLOROTIAZIDA Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Simples 50mg

HIDROCLOROTIAZIDA Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Simples 50mg HIDROCLOROTIAZIDA Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido Simples 50mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: HIDROCLOROTIAZIDA Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÃO Comprimido

Leia mais

RESFENOL. Kley Hertz S/A Indústria e Comércio Cápsulas 400mg paracetamol + 4mg maleato de clorfeniramina + 4mg cloridrato de fenilefrina

RESFENOL. Kley Hertz S/A Indústria e Comércio Cápsulas 400mg paracetamol + 4mg maleato de clorfeniramina + 4mg cloridrato de fenilefrina Kley Hertz S/A Indústria e Comércio Cápsulas 400mg paracetamol + 4mg maleato de clorfeniramina + 4mg cloridrato de fenilefrina paracetamol maleato de clorfeniramina cloridrato de fenilefrina APRESENTAÇÃO

Leia mais

COMPOSIÇÃO: Cada drágea de STABLON (tianeptina sódica) contém: tianeptina sódica...12,5 mg excipientes q.s.p...1 drágea

COMPOSIÇÃO: Cada drágea de STABLON (tianeptina sódica) contém: tianeptina sódica...12,5 mg excipientes q.s.p...1 drágea IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: STABLON tianeptina sódica APRESENTAÇÕES: Embalagem contendo 30 ou 60 drágeas de 12,5mg. USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO: Cada drágea de STABLON (tianeptina sódica) contém:

Leia mais

UROVIT (cloridrato de fenazopiridina)

UROVIT (cloridrato de fenazopiridina) UROVIT (cloridrato de fenazopiridina) União Química Farmacêutica Nacional S.A Drágea 100 mg e 200 mg UROVIT cloridrato de fenazopiridina Drágea IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO

Leia mais

VESICARE Astellas Farma Brasil Importação e Distribuição de Medicamentos Ltda Comprimido Revestido 5 MG e 10 MG

VESICARE Astellas Farma Brasil Importação e Distribuição de Medicamentos Ltda Comprimido Revestido 5 MG e 10 MG VESICARE Astellas Farma Brasil Importação e Distribuição de Medicamentos Ltda Comprimido Revestido 5 MG e 10 MG IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO VESICARE (succinato de solifenacina) APRESENTAÇÕES Vesicare

Leia mais

Modelo de bula Paciente Bipogine 25mg, 50mg e 100mg. Bipogine lamotrigina. Comprimidos 25 mg, 50 mg & 100 mg

Modelo de bula Paciente Bipogine 25mg, 50mg e 100mg. Bipogine lamotrigina. Comprimidos 25 mg, 50 mg & 100 mg Bipogine lamotrigina Comprimidos 25 mg, 50 mg & 100 mg LEIA ESTA BULA ATENTAMENTE ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO. I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO COMPOSIÇÃO Bipogine lamotrigina FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES

Leia mais

AAS Infantil ácido acetilsalicílico. APRESENTAÇÕES Comprimidos de 100 mg: embalagem contendo 30, 120 ou 200 comprimidos. USO ORAL USO PEDIÁTRICO

AAS Infantil ácido acetilsalicílico. APRESENTAÇÕES Comprimidos de 100 mg: embalagem contendo 30, 120 ou 200 comprimidos. USO ORAL USO PEDIÁTRICO Esta bula sofreu aumento de tamanho para adequação a legislação vigente da ANVISA. Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. AAS Infantil ácido

Leia mais

APRESENTAÇÕES Comprimido Revestido de 5mg: caixa com 30 comprimidos revestidos.

APRESENTAÇÕES Comprimido Revestido de 5mg: caixa com 30 comprimidos revestidos. FOLACIN ácido fólico APRESENTAÇÕES Comprimido Revestido de 5mg: caixa com 30 comprimidos revestidos. USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Comprimido Revestido: Cada comprimido revestido contém: IDR* ácido fólico...5,00

Leia mais

cloridrato de ambroxol Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999

cloridrato de ambroxol Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 cloridrato de ambroxol Medicamento Genérico, Lei nº 9.787, de 1999 Cristália Produtos Químicos Farmacêuticos Ltda. Xarope Pediátrico 3 mg/ml Xarope Adulto 6 mg/ml Modelo de Bula para Paciente IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

FORMA FARMACÊUTICA, VIA DE ADMINISTRAÇÃO E APRESENTAÇÃO

FORMA FARMACÊUTICA, VIA DE ADMINISTRAÇÃO E APRESENTAÇÃO REFRESH álcool polivinílico 1,4% povidona 0,6% FORMA FARMACÊUTICA, VIA DE ADMINISTRAÇÃO E APRESENTAÇÃO Solução Oftálmica Via de administração tópica ocular Caixa com 32 flaconetes plásticos para aplicação

Leia mais

Iguassina hidroclorotiazida triantereno

Iguassina hidroclorotiazida triantereno Iguassina hidroclorotiazida triantereno Forma Farmacêutica e Apresentação: Comprimido: Embalagem com 20 comprimidos. USO ADULTO USO ORAL Composição: Cada comprimido contém: hidroclorotiazida 50 mg triantereno

Leia mais

Silimalon (slimarina + metionina)

Silimalon (slimarina + metionina) Silimalon (slimarina + metionina) Zydus Nikkho Farmacêutica Ltda Drágeas 70 mg / 100 mg Bula do Paciente Silimalon drágea- Versão 01 11/2010- paciente Página 1 I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO SILIMALON

Leia mais

RETEMIC UD. cloridrato de oxibutinina APSEN

RETEMIC UD. cloridrato de oxibutinina APSEN RETEMIC UD cloridrato de oxibutinina APSEN FORMA FARMACÊUTICA Comprimidos revestidos de liberação controlada APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 10 mg. Caixas com 15 e 30 comprimidos revestidos de

Leia mais

ZYTIGA TM (acetato de abiraterona) Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda. Comprimidos. 250 mg

ZYTIGA TM (acetato de abiraterona) Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda. Comprimidos. 250 mg ZYTIGA TM (acetato de abiraterona) Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda. Comprimidos 250 mg MODELO DE BULA IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO ZYTIGA TM acetato de abiraterona APRESENTAÇÃO Comprimidos de 250 mg de

Leia mais

MESACOL. Takeda Pharma Ltda. Supositório. 250mg

MESACOL. Takeda Pharma Ltda. Supositório. 250mg MESACOL Takeda Pharma Ltda. Supositório 250mg BULA PARA PACIENTE RDC 47/2009 APRESENTAÇÕES Supositório 250mg. Embalagem com 10 unidades. USO ANORRETAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada supositório contém: Mesalazina

Leia mais

TETMOSOL Sabonete sulfiram. Sabonete com 4 g de sulfiram em embalagem contendo 1 sabonete de 80 g.

TETMOSOL Sabonete sulfiram. Sabonete com 4 g de sulfiram em embalagem contendo 1 sabonete de 80 g. TETMOSOL Sabonete sulfiram I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO TETMOSOL Sabonete sulfiram APRESENTAÇÕES Sabonete com 4 g de sulfiram em embalagem contendo 1 sabonete de 80 g. USO TÓPICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Leia mais