Cirurgias espirituais e acupuntura: caminhos e agenciamentos de duas práticas terapêuticas 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cirurgias espirituais e acupuntura: caminhos e agenciamentos de duas práticas terapêuticas 1"

Transcrição

1 Cirurgias espirituais e acupuntura: caminhos e agenciamentos de duas práticas terapêuticas 1 Karine Mendonça Rodrigues (PPGAS/UFRGS) Gustavo Ruiz Chiesa (PPGSA/UFRJ) Resumo É uma medicina da prática, uma medicina da pessoa como um todo. Essa frase, pronunciada por um médico espiritualista e acupunturista, refere-se tanto às cirurgias espirituais ou paracirurgias, como ele prefere dizer, quanto à acupuntura. A ênfase no caráter prático, vivido e experimentado é algo muito enfatizado pelos usuários e terapeutas de tais abordagens de saúde. A ciência convencional não consegue entender, mas o fato é que elas funcionam, afirma o médico acupunturista. Pensamos que tais terapêuticas ou agenciamentos se tornariam eficazes porque funcionam, afetam e transformam seus corpos; corpos estes vazados e porosos, atravessados e constituídos por inúmeros seres, forças e dimensões. São corpos múltiplos tratados por duas práticas terapêuticas que não abrem mão dessa multiplicidade. Afinal, abrir mão dela significaria deixar de conceber o corpo, ou melhor, a pessoa enquanto sua totalidade. Significaria, portanto, fragmentar esse corpo, repartindo-o em diferentes especialidades, desconectando-o do cosmos ou do ambiente, interrompendo seus fluxos e agenciamentos. Palavras-chave: saúde; espiritualidade; ciência/religião. 1Trabalho apresentado na 29ª Reunião Brasileira de Antropologia, realizada entre os dias 03 e 06 de agosto de 2014, Natal/RN. 1

2 Introdução A partir de dois estudos de caso em diferentes pesquisas e contextos etnográficos pretende-se estabelecer os possíveis pontos de contato entre duas abordagens terapêuticas distintas: as cirurgias espirituais (ou paracirurgias ) e a acupuntura. A primeira, tradicionalmente associada a ambientes religiosos, é realizada à distância, na própria casa do paciente, e desenvolvida por um grupo de pesquisadores voluntários interessados em analisar determinados fenômenos parapsíquicos especialmente relacionados à questão da saúde como, por exemplo, as chamadas paracirurgias. A segunda, uma modalidade de tratamento de saúde, sendo, inclusive, incorporada ao Sistema Único de Saúde, através da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, demonstra de que maneira a questão da crença pode estar diretamente associada às experiências (sensoriais, corporais, emocionais) que o paciente tem durante o tratamento. Assim, as fronteiras entre crença e experiência, representação e ação, ser e significado são afrouxadas justamente porque no domínio dessas práticas tais distinções perdem seus contornos mais nítidos. Vale dizer, a paracirurgia não funciona ou é eficaz porque o paciente acredita nela. A acupuntura, por sua vez, que apesar de ter sua eficácia cientificamente comprovada, não se torna eficaz, sob um ponto de vista nativo, unicamente por essa razão. Tanto uma quanto outra são eficazes pelas transformações e afecções que provocam nos corpos e nas percepções de quem as pratica, de quem as atua (no sentido de enact sugerido por Annemarie Mol [2002]), de quem está aberto a receber e ser afetado por suas forças. Em ambas as práticas se faz presente a ideia de uma substância que percorre nossos corpos, nos interligando com o ambiente e todos os seres que nele habita, essencial ao equilíbrio e manutenção de nossa saúde. Se essa substância ou energia, também chamada de Qi, no caso da acupuntura, ectoplasma ou bioenergia, no caso da paracirurgia, estiver em desequilíbrio, a tendência é que isso repercuta no corpo físico gerando alguma enfermidade. Nos dois casos relatados a seguir veremos que tal desequilíbrio pode apresentar um sentido interno e externo aos corpos. No caso da paracirurgia, a doença ou o transtorno evidencia um desequilíbrio, ou melhor, um descontrole, uma desregulação entre ser e ambiente, e a cura visa justamente restabelecer o equilíbrio dessa conexão. No caso da acupuntura, a descrição apresentada 2

3 nos permite perceber um desequilíbrio que é interno ao próprio ser e os pontos trabalhados pelo acupunturista no corpo do paciente visam o restabelecimento desse equilíbrio natural ao corpo. De todo modo, essa distinção entre ser e ambiente, interno e externo, é talvez mais didática do que prática, pois tanto a acupuntura como a paracirurgia procuram evidenciar a profunda conexão entre tais dimensões indissociáveis. A cirurgia espiritual Uma forte e insistente crise de labirinte não solucionada pelos médicos fez com que Andréa realizasse uma cirurgia espiritual. Há dois meses convivia diariamente com enjoos, tonturas e intensas dores de cabeça que afetavam seu humor, seu rendimento profissional e seu sono. Procurou médicos de diferentes especialidades, otorrinos, psiquiatras, tomou diferentes medicamentos que, em alguns casos, produziam uma melhora momentânea às custas, todavia, de graves efeitos colaterais como o aumento da já acentuada sensibilidade e instabilidade emocional. Andréa é psicóloga e consciencióloga, e foi justamente através dos conceitos, práticas e técnicas desenvolvidas na Conscienciologia que ela pode realizar a sua paracirurgia. Tal prática terapêutica ocorre à distância, isto é, o paciente recebe em sua própria casa, deitado em sua cama, o tratamento coordenado por uma equipe espiritual ou extrafísica de (para)médicos, (para)cirurgiões, entre outros (para)especialistas. No dia e horário adequado (sexta-feira, às 19 horas) a pessoa deve permanecer deitada (ou recostada em uma poltrona) e relaxada, por duas horas e meia, em um ambiente isolado e tranquilo. Durante o atendimento, a equipe de voluntários médiuns ou parapsíquicos, responsável pelo desenvolvimento da Dinâmica Interassistencial de Paracirurgia (DIP), se reúne em um salão localizado na sede da Organização Internacional da Consciencioterapia (OIC), situada em Foz do Iguaçu, e começa a exteriorizar suas energias vitais ou bioenergias visando o auxílio, a assistência, de seres encarnados e desencarnados, ou melhor, de consciências intrafísicas ( conscins ) e extrafísicas ( consciexes ). Tais energias, também chamadas de ectoplasma, são a matéria-prima da paracirurgia pois são utilizadas ou manipuladas pela equipe extrafísica nos tratamentos daqueles que necessitam restaurar 3

4 ou reequilibrar seus corpos energéticos ou espirituais. Trata-se, nesse sentido, de um tratamento ou de uma terapêutica energética. No horário combinado, Andréa caminha, com dificuldade, em direção ao seu quarto. Ela percebe que as sensações de tontura e enjoo aumentaram. Sozinha, precisa se apoiar na parede e chega a derrubar alguns objetos que estavam no corredor. Consegue finalmente deitar em sua cama, procurando relaxar e entrar num estado de passividade. Cerca de 20 ou 30 minutos após o início do tratamento, Andréa começa a perceber um processo de energização em sua cabeça. De maneira passiva e natural, ela absorve essas energias e percebe a presença de uma mão ou para-mão no centro de sua testa, à altura do assim chamado frontochacra. Ela estava de olhos fechados e descreve uma sensação semelhante a aproximação de uma pessoa, sentindo o calor de alguém que está muito próximo ao seu corpo. Era como se alguém estive em pé, ao lado de sua cama, e colocasse as mãos sobre sua testa. Tal sensação lhe trouxe tranquilidade e alterou o padrão de seus pensamentos. Ela começou a pensar de uma maneira mais linear e serena, menos confusa e agitada, algo incomum nos últimos meses devido às crises de labirinte, e ouviu a seguinte recomendação: observe, grave, perceba esse padrão de pensamento; perceba como é pensar de uma maneira limpa, sem ruídos. Após esse processo de energização na cabeça, Andréa adormece e desperta, cerca de 30 minutos depois, mantendo o estado de tranquilidade, mas sem sentir a energização que havia sentido a pouco. Sem saber se o tratamento já havia terminado ela resolve continuar deitada, procurando relaxar, e imediatamente começa a sentir o mesmo processo de energização, mas agora a para-mão exteriorizava energias para o seu coração, ou melhor, para o seu cardiochacra. A absorção de tais energias também lhe trouxe serenidade e tranquilidade banhadas, dessa vez, por um alto grau de afetividade, repercutindo positivamente em seu estado emocional, bastante abalado pelas crises e dores constantes. Era como se alguém estivesse lhe cuidando, lhe abraçando, carinhosa e afetuosamente. De maneira gradativa a exteriorização energética diminuiu até cessar por completo. Sendo assim, como resultado final do processo, Andréa relata não só essa sensação de acolhimento afetivo e profundo bem-estar emocional, mas também uma sensação de realinhamento cognitivo, como se sua mente voltasse ao estado de equilíbrio, anterior à crise de labirintite. Andréa adormece mais uma vez. No dia 4

5 seguinte, ao acordar, ela percebe que as tonturas que lhe atormentavam por dois meses haviam desaparecido. A angústia, a fragilidade, o mal-estar físico e emocional haviam passado, e uma enorme sensação de gratidão, em especial pela equipe extrafísica que havia trabalhado na noite anterior em seu auxílio, contagiou o seu íntimo. Ela teve um final de semana tranquilo e sereno e as crises, passados dois anos da paracirurgia, nunca mais voltaram. O que aconteceu com o corpo de Andréa durante o tratamento espiritual? Ou antes, o que acontecia com o seu corpo durante as intensas crises de labirintite? Para Djalma, um dos voluntários da equipe intrafísica que atendeu Andréa durante o tratamento à distância, as tonturas e vertigens causadas pela labirintite ou as doenças de um modo em geral podem estar associadas ao parapsiquismo ou, mais exatamente, à dimensão extrafísica que nos envolve. Trata-se literalmente de uma realidade extrafísica, ou seja, de algo que está além do corpo físico, mas que é percebido por ele na medida em que o afeta fisicamente de alguma maneira. Casos de assédio extrafísico, conhecido no meio espírita pelo nome de obsessão, podem resultar em graves transtornos de ordem física, emocional e mental. A aproximação de determinados espíritos ou consciências extrafísicas pode provocar reverberações no corpo físico, nos pensamentos e nos sentimentos de qualquer pessoa. Tem-se um corpo vazado, poroso, permanentemente aberto ou em processo de abertura (cf. Ingold, 2011), receptivo e atento ao ambiente e aos demais seres e entidades que o habitam. Mesmo sem estar consciente, o seu corpo percebe e é afetado (cf. Favret-Saada, 2005) por tais seres e forças, argumento que talvez se aproxime da ideia de modos somáticos de atenção desenvolvida por Thomas Csordas (1993). O ambiente e as entidades que nele circulam fazem o seu corpo vibrar, tremer, tontear, eles fazem seu corpo fazer coisas. Um corpo doente é, segundo essa concepção nativa, um corpo hipersensível a esse ambiente, um corpo que está demasiadamente aberto e receptivo às forças e energias que ali circulam. Tal estado de excesso de abertura gera confusão, gera vertigem, gera tontura. Um corpo doente é, portanto, um corpo desequilibrado física, emocional e espiritualmente e a cura visa justamente reestabelecer esse equilíbrio perdido, controlando ou regulando (e não fechando completamente, pois não se trata de um corpo fechado ) as conexões deste corpo com o ambiente. Em um nível espiritual ou extrafísico, tais conexões do corpo humano com o ambiente se estabelecem 5

6 justamente a partir dos chacras, locais (ou não-locais, no sentido físico do termo) onde Andréa sentiu a maior atuação por parte da equipe extrafísica durante o atendimento, especificamente nos chacras associados ao pensamento ( frontochacra ) e às emoções ( cardiochacra ). Os chacras são, assim, as pontes de contato entre os mundos intrafísico e extrafísico, e o bom ou o mau funcionamento de tais pontes implicará nos possíveis estados de saúde ou doença do organismo como um todo. Evidentemente, cada corpo reage e é afetado pelo ambiente de uma determinada maneira. Uns são mais abertos e passivos do que outros. De todo modo, estar passivo e deixar-se afetar é condição fundamental tanto para doença quanto para cura. Em tais processos a passividade do corpo se contrapõe ao caráter ativo do ambiente, dos seres e das coisas. É o ambiente, enquanto agente, que proporcionará a doença, da mesma forma que reestabelecerá a saúde. A labirintite de Andréa pode estar relacionada às influências que seu corpo (incluindo aqui seus pensamentos e sentimentos) recebe do ambiente e dos seres extrafísicos, assim como a cura proporcionada pela paracirurgia dependeu de seu estado de relaxamento e passividade, de entrega e confiança na equipe extrafísica que lhe assistia. Inverte-se, desse modo, a tradicional relação entre sujeito e objeto. É o ambiente quem atua sobre um corpo que está ou precisa estar passivo para ser transformado. Nesse sentido, entende-se que as fronteiras entre ser e ambiente serão borradas ou afrouxadas através desse corpo vazado ou poroso. Ser/estar doente ou ser/estar saudável são formas distintas de ser/estar afetado, e a cirurgia espiritual surge como uma prática que transforma o corpo doente em um corpo saudável precisamente porque transforma, educa a percepção (no sentido atribuído por Tim Ingold [2000]) que aquela pessoa, aquele corpo, tem do ambiente. Ela passa a perceber o ambiente de uma outra maneira (mais linear e equilibrada, menos confusa e agitada), com um novo corpo (agora sem vertigens) e novos sentimentos (a gratidão, por exemplo). Assim, o processo de cura é um processo de transformação do ser (onde novos modos de ser/estar e sentir estão em jogo; as tonturas param, os pensamentos e sentimentos se estabilizam), do ambiente (novos atores entram em cena como a equipe de paramédicos ) e da percepção que esse ser tem do ambiente (percebe-se o mundo de outra forma, com outros olhos, outras lentes). A saúde e a doença são também processos de aprendizado, de educação da atenção (cf. Ingold, 2000). Andréa reconhece um certo caráter didático em toda a experiência que vivenciou. 6

7 Com o término da crise, a labirintite fez ela ver o mundo e as pessoas de outra forma, com mais paciência e tolerância, dando menos importância a certas coisas. O médico extrafísico que a atendeu disse, didaticamente, para ela prestar atenção naquele novo padrão de pensamento, linear, limpo, sereno, como uma espécie de exemplo ou modelo para todas as situações de sua vida. A acupuntura Essas medicinas espirituais sejam direta ou indiretamente ligadas a práticas ou preceitos religiosos fazem emergir para os profissionais e adeptos questões que borram fronteiras normalmente bem delimitadas entre ciência e religião. Estar aberto a receber um tratamento de paracirurgia parece em muitos casos estar tão disposto e crente no que se propõe a fazer como na acupuntura. Ao menos, essa é a ideia que muitas pessoas têm ao realizar o tratamento com acupuntura. Tendo como base teórica e filosófica o Taoísmo, a acupuntura é uma técnica oriental milenar que pertence a Tradicional Medicina Chinesa e tem por maior princípio o ser humano como um corpo, uma concepção complexa e holística que faz conexão com o Céu e a Terra. Dessa forma, o homem é considerado um ser sagrado que ao se manter em total equilíbrio físico-mental-energético é capaz de manter essa conexão entre Céu e Terra. Quando há desequilíbrio de um desses pontos mencionados ocorre o chamado desequilíbrio energético ou Síndrome Energética Zang Fu (Órgãos Internos). O fluxo energético capaz de manter o equilibro do ser humano é a livre circulação de Qi (fala-se Ti ), que é a energia vital circulante do corpo que é captada, transformada e reposta pela conexão Céu, Homem e Terra. Tudo gira em torno do Qi, essa energia vital que não é visível, e que circula dentro de cada um e no universo. O desequilíbrio é notado através do exame da língua, pulsos bilaterais e condições gerais de estado emocional, físico e mental. Partindo desses conceitos iniciais é que se realiza a prática da acupuntura para solucionar os tais desequilíbrios energéticos. Na Clínica de Terapias Holísticas, um espaço terapêutico que oferece diversas práticas integrativas, Harrison é chamado para a consulta de acupuntura. Ele chega mencionando que sua queixa principal é uma intensa dor de cabeça e falta de concentração, conta ainda que pensa tanto que se sente muito cansado ao final do dia, 7

8 como se não tivesse mais energia para continuar o dia. Procurou atendimento com um psicólogo, um psiquiatra, que lhe orientou usar medicações antidepressivas, e um neurologista, que lhe constatou enxaqueca e prescreveu analgésico. Ele comenta, ao entrar na consulta, que seguiu os tratamentos recomendados, mas com as medicações desenvolveu dor no estômago, e que não se sentia à vontade com o tratamento psicológico, nem o psiquiátrico. Harrison logo pede licença e comenta que na verdade ele sabia que precisava de um tratamento que mexesse com sua própria energia e não só com seu corpo físico, e por isso tinha decidido fazer acupuntura. Ainda acrescentou: tenho muita fé nesse tratamento de acupuntura. Após ser examinado e responder a série de perguntas da longa anamnese de Celso, o acupunturista, ele deita confortavelmente na maca e segue a orientação para que mantenha a respiração tranquila e profunda. Enquanto ele mantém o exercício respiratório, Celso coloca as agulhas nos pontos onde precisava repor Qi e em outros pontos onde ele deve dispersar (liberar) Qi por estar em excesso. Durante vinte minutos ele deixa Harrison na sala sozinho e apenas entra no final dos dez primeiros minutos e após os dez finais. Explica que é melhor sair da sala enquanto o Qi circula para que a energia do paciente não se misture com a dele, pois às vezes é muito pesada a energia. Ele volta à sala após o tempo determinado e retira as agulhas em ordem, dos pés até o topo da cabeça. Quando Harrison levanta é questionado se sentiu alguma coisa, alguma sensação ou se quer dizer alguma coisa. Ele conta que durante o tempo que ficou deitado na maca sentiu várias coisas estranhas, que nunca havia sentido. Descreve que durante o tempo que estava com as agulhas sentia que corria alguma coisa delas até sua cabeça, que sentiu frio em alguns lugares do corpo e muito calor em outros. Disse ainda que na cabeça parecia ter algo correndo e saindo de dentro dela bem no topo da cabeça e que quando levantou da maca já não sentia dor de cabeça. Ainda disse que sentiu um formigamento nos pés que foi aliviando ao longo do tempo. Celso explica que as sensações são muito normais e que sentir algo correndo, mexendo, aquecendo ou esfriando nada mais é que o Qi circulando e se regulando conforme a necessidade do corpo e que as sensações nas extremidades do corpo são normais para fazer a conexão do Céu, Homem e Terra. Ele explica que o Qi percorre todo o corpo, sai dos canais que estão em excesso e não deixam o corpo equilibrar-se e 8

9 onde a energia está deficiente o Qi circula até chegar nesses locais. Tanto Celso quanto Harrison descrevem e entendem o Qi como sendo o principal agente de cura para o problema da dor de cabeça e que, mais do que dor de cabeça, o problema de Harrison está relacionado com seus padrões emocionais, seu desgaste mental em pensar muito e agir pouco e que seu corpo, por sofrer essa agressão energética, acaba sentindo isso na parte física gerando a dor de cabeça. Celso deixa claro que a dor de cabeça é apenas um sintoma do corpo gritando por conta de excessos e deficiências energéticas cometidas por Harrison. É interessante notar a proximidade que podemos ter das duas práticas descritas. Tanto a paracirurgia quanto a acupuntura trabalham questões físicas com o uso de materiais invisíveis, seja o ectoplasma ou o Qi. Em ambas as práticas a pessoa notou algum tipo de manifestação externa ao próprio corpo e associam essas sensações ou presenças como aspectos importantes para a cura de seus transtornos. Considerações finais Nos casos brevemente descritos acima se evidencia a fabricação de corpos singulares produzidos ou atuados a partir da coordenação (cf. Mol, 2002) ou conjugação de realidades múltiplas e parcialmente conectadas. Assim, da mesma forma em que corpos, seres, coisas, substâncias e ambientes de diferentes naturezas se conectam ou se misturam e a doença ou enfermidade surge no momento em que tais misturas ou conexões se desequilibram, se descoordenam, são também misturados, através de suas conexões parciais, diria Strathern, os discursos, as visões de mundo e, sobretudo, as práticas e os espaços científico e religioso. Pratica-se e crê-se na acupuntura em um ambiente médico-hospitalar; médicos e neurocientistas analisam e praticam a paracirurgia em um contexto nada convencional para a ciência moderna, relativamente distante dos laboratórios e espaços clínicos tradicionais. Forças, energias e substâncias (invisíveis, mas percebidas e sentidas) percorrem e atuam sobre os corpos promovendo a saúde, restaurando o equilíbrio. São coisas que juntas compõem um corpo múltiplo e ao mesmo tempo singular. Tal corpo torna-se de algum modo consciente de sua multiplicidade (ele percebe, através dos sentidos, e assume uma existência múltipla) no momento em que é afetado e 9

10 transformado na prática. Assim, o que tornam tais práticas ou agenciamentos eficazes não são somente o que eles representam, mas sim as transformações e afecções que eles provocam, os efeitos que eles produzem, a adesão que eles implicam, e portanto, o que eles fazem fazer. Referências bibliográficas CSORDAS, Thomas Somatic Modes of Attention. Cultural Anthropology. v.8, n.2, p FAVRET-SAADA, Jeanne Ser afetado. Cadernos de Campo. n. 13, p INGOLD, Tim The perception of the environment. London: Routledge Being alive: essays on movement, knowledge and description. London: Routledge. MOL, Annemarie The body multiple: ontology of medical practice. Durham: Duke University Press. 10

Acupuntura: a escuta das dores subjetivas

Acupuntura: a escuta das dores subjetivas 38 Acupuntura: a escuta das dores subjetivas Simone Spadafora A maior longevidade expõe os seres vivos por mais tempo aos fatores de risco, resultando em maior possibilidade de desencadeamento de doenças

Leia mais

A tecnologia e a ética

A tecnologia e a ética Escola Secundária de Oliveira do Douro A tecnologia e a ética Eutanásia João Manuel Monteiro dos Santos Nº11 11ºC Trabalho para a disciplina de Filosofia Oliveira do Douro, 14 de Maio de 2007 Sumário B

Leia mais

Homeopatia. Copyrights - Movimento Nacional de Valorização e Divulgação da Homeopatia mnvdh@terra.com.br 2

Homeopatia. Copyrights - Movimento Nacional de Valorização e Divulgação da Homeopatia mnvdh@terra.com.br 2 Homeopatia A Homeopatia é um sistema terapêutico baseado no princípio dos semelhantes (princípio parecido com o das vacinas) que cuida e trata de vários tipos de organismos (homem, animais e plantas) usando

Leia mais

By Dr. Silvia Hartmann

By Dr. Silvia Hartmann The Emo trance Primer Portuguese By Dr. Silvia Hartmann Dra. Silvia Hartmann escreve: À medida em que nós estamos realizando novas e excitantes pesquisas; estudando aplicações especializadas e partindo

Leia mais

CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE

CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE Quem somos A nossa equipa apresenta um atendimento personalizado ao nível da Osteopatia através de uma abordagem multidisciplinar de qualidade, avaliação, diagnóstico e

Leia mais

FALANDO ABERTAMENTE SOBRE SUICÍDIO

FALANDO ABERTAMENTE SOBRE SUICÍDIO FALANDO ABERTAMENTE SOBRE SUICÍDIO MOMENTO DE DERRUBAR TABUS As razões podem ser bem diferentes, porém muito mais gente do que se imagina já teve uma intenção em comum. Segundo estudo realizado pela Unicamp,

Leia mais

RENASCER PARA O CORPO. VIVER PLENAMENTE.

RENASCER PARA O CORPO. VIVER PLENAMENTE. RENASCER PARA O CORPO. VIVER PLENAMENTE. Elen Patrícia Piccinini Leandro Dierka Patrícia Asinelli Silveira RESUMO Em meio à correria e compromissos do dia a dia é difícil prestar atenção em nosso corpo.

Leia mais

Roteiro VcPodMais#005

Roteiro VcPodMais#005 Roteiro VcPodMais#005 Conseguiram colocar a concentração total no momento presente, ou naquilo que estava fazendo no momento? Para quem não ouviu o programa anterior, sugiro que o faça. Hoje vamos continuar

Leia mais

Inicio: 30/31 de maio de 2015 VIDA E BEM ESTAR NA TERCEIRA IDADE Ter qualidade de vida e bem estar na terceira idade depende de vários fatores, mas principalmente da forma como nos percebemos em cada fase

Leia mais

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação.

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Introdução Criar um filho é uma tarefa extremamente complexa. Além de amor,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE ENFERMAGEM DISCIPLINA: PRATICAS NATURAIS E VIVENCIS EM SAÚDE II Prof.ª DANIELLA KOCH DE CARVALHO

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE ENFERMAGEM DISCIPLINA: PRATICAS NATURAIS E VIVENCIS EM SAÚDE II Prof.ª DANIELLA KOCH DE CARVALHO UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE ENFERMAGEM DISCIPLINA: PRATICAS NATURAIS E VIVENCIS EM SAÚDE II Prof.ª DANIELLA KOCH DE CARVALHO Segundo Barros (2004), Dhyana é a palavra em sânscrito que

Leia mais

GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO

GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO CURSO SOBRE MEDIUNIDADE BASEADO NO COEM Centro Espírita Luz Eterna Curitiba - PR Slides preparados por Genivaldo Gasparini e Eduardo T. Costa PAULÍNIA, SP 2012 ALLAN KARDEC

Leia mais

HIPNOSE. Como funciona a Hipnose?

HIPNOSE. Como funciona a Hipnose? REIKI O Reiki é uma técnica japonesa de canalização de energia, passada através do toque das mãos para a harmonização dos corpos físico, emocional, mental e energético e baseia-se na ideia de que uma "energia

Leia mais

Um outro objetivo ajudar os doentes a atingirem a aceitação da vida vivida e a aceitarem morte! Ter medo da morte é humano

Um outro objetivo ajudar os doentes a atingirem a aceitação da vida vivida e a aceitarem morte! Ter medo da morte é humano CUIDADOS PALIATIVOS A diversidade das necessidades da pessoa humana em sofrimento intenso e em fim de vida encerram, em si mesmo, uma complexidade de abordagens de cuidados de Saúde a que só uma equipa

Leia mais

A Dança na Terceira Idade

A Dança na Terceira Idade A Dança na Terceira Idade Bárbara Costa Carolina Miguel Leonardo Delarete Pimenta Na terceira idade, geralmente, o ser humano sofre algumas alterações de um declínio geral no aspecto biopsicossocial. Como

Leia mais

Artigo especial: Os 8 piores hábitos alimentares.

Artigo especial: Os 8 piores hábitos alimentares. Artigo especial: Os 8 piores hábitos alimentares. Hábitos alimentares normalmente se referem a um amplo conceito de preferências, costumes e modos de comer, de um indivíduo ou população. Vários fatores

Leia mais

COMO AJUDAR QUEM PERDEU PESSOAS QUERIDAS

COMO AJUDAR QUEM PERDEU PESSOAS QUERIDAS COMO AJUDAR QUEM PERDEU PESSOAS QUERIDAS OPÇÕES DE LOGO 1. Psicotraumatologia Clínica 2. PSICOTRAUMATOLOGIA CLÍNICA psicotraumatologia clínica Todos já perdemos ou perderemos pessoas queridas e, geralmente,

Leia mais

PRINCÍPIOS Prevenção e o controle das doenças, especialmente as crônico-degenerativas estimulam desejo

PRINCÍPIOS Prevenção e o controle das doenças, especialmente as crônico-degenerativas estimulam desejo PRINCÍPIOS Prevenção e o controle das doenças, especialmente as crônico-degenerativas estimulam o desejo de participação social direciona as ações para a estruturação de um processo construtivo para melhoria

Leia mais

Curso sobre a EFT. (a acupuntura emocional sem agulhas) e os princípios da Psicologia Energética

Curso sobre a EFT. (a acupuntura emocional sem agulhas) e os princípios da Psicologia Energética Curso sobre a EFT (a acupuntura emocional sem agulhas) e os princípios da Psicologia Energética Curso com certificado, credenciado pela AAMET (Association of Advancement of Meridian Techniques www.aamet.org)

Leia mais

FUIDOTERAPIA - IRRADIAÇÃO

FUIDOTERAPIA - IRRADIAÇÃO FUIDOTERAPIA - IRRADIAÇÃO 284 FLUIDOTERAPIA NA CASA ESPÍRITA IRRADIAÇÃO O QUE É IRRADIAÇÃO? Irradiação: [do latim irradiare = irradiar + ção]. Ato ou efeito de emitir ondas, lançar raios de luz ou de calor,

Leia mais

21/08/2014. Facilitador(a): Alex, Islanita e Paulo OBJETIVO. Entender a função duplo etérico

21/08/2014. Facilitador(a): Alex, Islanita e Paulo OBJETIVO. Entender a função duplo etérico Duplo Etérico Facilitador(a): Alex, Islanita e Paulo OBJETIVO Entender a função duplo etérico 1 O Homem e seus Corpos CORPOS SUTIS São veículos de manifestação do nosso espírito/consciência, que se subdividem

Leia mais

Afinal de contas, o que é ansiedade? Mas ser ansioso não é normal? Ansiedade é uma doença?

Afinal de contas, o que é ansiedade? Mas ser ansioso não é normal? Ansiedade é uma doença? Afinal de contas, o que é ansiedade? Mas ser ansioso não é normal? Ansiedade é uma doença? Ansiedade = falta de confiança na vida No senso comum, ansiedade é igual a aflição, angústia, nervosismo, perturbação

Leia mais

DISCUSSÕES SOBRE ERGONOMIA E CONFORTO TÉRMICO EM RELAÇÃO AO VESTUÁRIO. Maristela Gomes de Camargo

DISCUSSÕES SOBRE ERGONOMIA E CONFORTO TÉRMICO EM RELAÇÃO AO VESTUÁRIO. Maristela Gomes de Camargo DISCUSSÕES SOBRE ERGONOMIA E CONFORTO TÉRMICO EM RELAÇÃO AO VESTUÁRIO Maristela Gomes de Camargo Resumo: Este estudo discute os aspectos de usabilidade e ergonomia relacionados ao conforto térmico; e o

Leia mais

CONTEXTUALIZAÇÃO. Surge na Alemanha por entre 1910-1920 KURT KOFFKA (1886 1941) WOLFGANG KÖHLER (1887 1967) MAX WERTHEIMER (1880 1943)

CONTEXTUALIZAÇÃO. Surge na Alemanha por entre 1910-1920 KURT KOFFKA (1886 1941) WOLFGANG KÖHLER (1887 1967) MAX WERTHEIMER (1880 1943) GESTALT CONTEXTUALIZAÇÃO Surge na Alemanha por entre 1910-1920 MAX WERTHEIMER (1880 1943) KURT KOFFKA (1886 1941) WOLFGANG KÖHLER (1887 1967) Eu faço as minhas coisas Você faz as suas. Não estou neste

Leia mais

A Saúde mental é componente chave de uma vida saudável.

A Saúde mental é componente chave de uma vida saudável. Transtornos mentais: Desafiando os Preconceitos Durante séculos as pessoas com sofrimento mental foram afastadas do resto da sociedade, algumas vezes encarcerados, em condições precárias, sem direito a

Leia mais

Cuidados paliativos e a assistência ao luto

Cuidados paliativos e a assistência ao luto Cuidados paliativos e a assistência ao luto O processo de luto tem início a partir do momento em que é recebido o diagnóstico de uma doença fatal ou potencialmente fatal. As perdas decorrentes assim se

Leia mais

A INTERVENÇÃO RIME COMO RECURSO PARA O BEM-ESTAR DE PACIENTES COM OSTOMIA EM PÓS- OPERATÓRIO MEDIATO

A INTERVENÇÃO RIME COMO RECURSO PARA O BEM-ESTAR DE PACIENTES COM OSTOMIA EM PÓS- OPERATÓRIO MEDIATO A INTERVENÇÃO RIME COMO RECURSO PARA O BEM-ESTAR DE PACIENTES COM OSTOMIA EM PÓS- OPERATÓRIO MEDIATO Roberta Oliveira Barbosa Ribeiro- Instituto do Câncer do Estado de São Paulo - São Paulo. Ana Catarina

Leia mais

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição IDENTIFICANDO A DEPRESSÃO Querida Internauta, Lendo o que você nos escreveu, mesmo não sendo uma profissional da área de saúde, é possível identificar alguns sintomas de uma doença silenciosa - a Depressão.

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC- Espiritismo http://www.ircespiritismo.org.br. Tema: Passes e Curas Espirituais. Palestrante: Alexandre Lobato

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC- Espiritismo http://www.ircespiritismo.org.br. Tema: Passes e Curas Espirituais. Palestrante: Alexandre Lobato Palestra Virtual Promovida pelo IRC- Espiritismo http://www.ircespiritismo.org.br Tema: Passes e Curas Espirituais Palestrante: Alexandre Lobato Rio de Janeiro 09/01/2004 Organizadores da palestra: Moderador:

Leia mais

INSTRUÇÕES DOUTRINÁRIAS

INSTRUÇÕES DOUTRINÁRIAS INSTRUÇÕES DOUTRINÁRIAS Muito pouco foi escrito com referência a instruções doutrinárias na Corrente do Amanhecer. O que se tem, fora o Livro de Leis e Chaves Ritualísticas, são trabalhos isolados, como

Leia mais

Saúde Mental e Trabalho

Saúde Mental e Trabalho Saúde Mental e Trabalho Rita T. C. Erbs Psicóloga PUC/RS Adriana P. Bellé Enfermeira do Trabalho Braskem Unib/RS Saúde Mental e Trabalho Motivação inicial: História da saúde dos trabalhadores frente pela

Leia mais

DEFICIÊNCIA INTELECTUAL OU ATRASO COGNITIVO?

DEFICIÊNCIA INTELECTUAL OU ATRASO COGNITIVO? DEFICIÊNCIA INTELECTUAL OU ATRASO COGNITIVO? 1. O que é Deficiência Intelectual ou Atraso Cognitivo? Deficiência intelectual ou atraso cognitivo é um termo que se usa quando uma pessoa apresenta certas

Leia mais

o Amor Fundamental Vínculo mamãe-bebê,

o Amor Fundamental Vínculo mamãe-bebê, Vínculo mamãe-bebê, o Amor Fundamental Tudo que uma mãe mais deseja é ver seu filho crescer independente e feliz. O vínculo entre a mãe e o bebê nasce antes mesmo de o bebê nascer. Essa experiência amorosa

Leia mais

Hórus Massagens. O seu espaço de massagens em Lisboa. Carta de massagens

Hórus Massagens. O seu espaço de massagens em Lisboa. Carta de massagens Hórus Massagens O seu espaço de massagens em Lisboa Carta de massagens holismo - Doutrina que concebe o indivíduo como um todo que não se explica apenas pela soma das suas partes, apenas podendo ser entendido

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Reuniões Mediúnicas Palestrante: Carlos Feitosa Rio de Janeiro 04/10/2002 Organizadores da Palestra: Moderador: "_Alves_"

Leia mais

Gassho o Primeiro Pilar do Reiki

Gassho o Primeiro Pilar do Reiki Gassho o Primeiro Pilar do Reiki Os cinco princípios do Reiki são baseados nos três pilares do Reiki: Gassho: Pronuncia-se Gash-Show Reiji-Ho: Pronuncia-se - Ray-Gee-Hoe Chiryo: Pronuncia-se Chi-Rye-Oh

Leia mais

Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO

Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO O QUE É TELEMEDICINA? Os recursos relacionados à Telemedicina são cada vez mais utilizados por hospitais e clínicas médicas. Afinal, quem não quer ter acesso a diversos

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As Histórias do Senhor Urso. 2. EPISÓDIO TRABALHADO Eram Cinco Numa Cama. 3. SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO Esse episódio explora de maneira lúdica

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E A INTERVENÇÃO DA PSICOMOTRICIDADE NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM

EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E A INTERVENÇÃO DA PSICOMOTRICIDADE NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E A INTERVENÇÃO DA PSICOMOTRICIDADE NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM CAROLINE SILVA DE OLIVEIRA Discente do Curso de Licenciatura Plena do Curso de Educação Física das Faculdades Integradas

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Cristina Soares. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Cristina Soares. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Cristina Soares Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Quando decidi realizar meu processo de coaching, eu estava passando por um momento de busca na minha vida.

Leia mais

Cada célula do ser vivo contém imensa

Cada célula do ser vivo contém imensa ECTOPLASMA Cada célula do ser vivo contém imensa variedade de características vitais e vibracionais, organizacionais no todo ou em partes específicas, que dependem das condições física, mental e vibracional

Leia mais

Desenvolvimento motor do deficiente auditivo. A deficiência auditiva aparece, por vezes, associada a outras deficiências, como

Desenvolvimento motor do deficiente auditivo. A deficiência auditiva aparece, por vezes, associada a outras deficiências, como Texto de apoio ao Curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Desenvolvimento motor do deficiente auditivo A deficiência auditiva aparece, por vezes, associada

Leia mais

A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram

A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram Esquema de Palestra I. Por Que As Pessoas Compram A Abordagem da Caixa Preta A. Caixa preta os processos mentais internos que atravessamos ao tomar uma

Leia mais

Guia de Orientação a concussão para o público geral

Guia de Orientação a concussão para o público geral FATOS DE UMA CONCUSSÃO A concussão é uma lesão cerebral. Todas as concussões são graves. Os abalos podem ocorrer sem perda de consciência. Todo atleta com os sintomas de uma lesão na cabeça deve ser removido

Leia mais

BIOGRAFIA HUMANA. Terceiro espelho: A Infância e fase da Autoconsciência. Alma da Consciência: 0-7 Infância / 35-42 Maturidade.

BIOGRAFIA HUMANA. Terceiro espelho: A Infância e fase da Autoconsciência. Alma da Consciência: 0-7 Infância / 35-42 Maturidade. BIOGRAFIA HUMANA Terceiro espelho: A Infância e fase da Autoconsciência Alma da Consciência: 0-7 Infância / 35-42 Maturidade Edna Andrade Nascemos totalmente desamparados, totalmente dependentes e indefesos.

Leia mais

GESTÃO ESCOLAR: UMA NOVA VISÃO DA EDUCAÇÃO

GESTÃO ESCOLAR: UMA NOVA VISÃO DA EDUCAÇÃO GESTÃO ESCOLAR: UMA NOVA VISÃO DA EDUCAÇÃO Preletora: Antônia dos Santos Alves Quem é o Gestor? Ajustar a mente no início do dia. Escola é uma empresa com características próprias O ato de orar antes das

Leia mais

MÉDICO: ESSE REMÉDIO IGNORADO ABRAM EKSTERMAN

MÉDICO: ESSE REMÉDIO IGNORADO ABRAM EKSTERMAN MÉDICO: ESSE REMÉDIO IGNORADO ABRAM EKSTERMAN Centro de Medicina Psicossomática Hospital Geral da Santa Casa da Misericórdia, RJ Perguntas aos Cavaleiros do Conselho Federal de Medicina Perguntas ingênuas:

Leia mais

Saúde Preventiva e Natural. Por que não?

Saúde Preventiva e Natural. Por que não? Saúde Preventiva e Natural. Por que não? Luiz Alberto Verri (1) Miriam Regina Xavier de Barros (2) 1. Introdução Com base em ampla experiência em gerenciamento de projetos nos mundos acadêmicos e da tecnologia,

Leia mais

BRINCAR É UM DIREITO!!!! Juliana Moraes Almeida Terapeuta Ocupacional Especialista em Reabilitação neurológica

BRINCAR É UM DIREITO!!!! Juliana Moraes Almeida Terapeuta Ocupacional Especialista em Reabilitação neurológica BRINCAR É UM DIREITO!!!! Juliana Moraes Almeida Terapeuta Ocupacional Especialista em Reabilitação neurológica PORQUE AS CRIANÇAS ESTÃO PERDENDO TODOS OS REFERENCIAIS DE ANTIGAMENTE EM RELAÇÃO ÀS BRINCADEIRAS?

Leia mais

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MÓDULO I Corredor Etnoambiental Tupi Mondé Atividade 1 Conhecendo mais sobre nosso passado, presente e futuro 1. No

Leia mais

Escola Flor da Vida EQUIPE MÉDICA INTERDIMENSIONAL. Professor Docente: Edgar Holus

Escola Flor da Vida EQUIPE MÉDICA INTERDIMENSIONAL. Professor Docente: Edgar Holus EQUIPE MÉDICA INTERDIMENSIONAL Professor Docente: Edgar Holus EQUIPE MÉDICA INTERDIMENSIONAL POR: MARIAH "SEVEN STARS" NAPIERALSKI A equipe médica Interdimensional é uma equipe de Eternos Seres de Luz

Leia mais

EQUILIBRIO ENTRE CORPO, MENTE E ESPÍRITO. Em busca da cura, por uma vida mais saudável.

EQUILIBRIO ENTRE CORPO, MENTE E ESPÍRITO. Em busca da cura, por uma vida mais saudável. MENTE E ESPÍRITO EQUILIBRIO ENTRE CORPO, Em busca da cura, por uma vida mais saudável. Que a felicidade deve ser construída de dentro para fora e pode ser definida como um estado de espírito que não depende

Leia mais

Quando o medo transborda

Quando o medo transborda Quando o medo transborda (Síndrome do Pânico) Texto traduzido e adaptado por Lucas Machado Mantovani, mediante prévia autorização do National Institute of Mental Health, responsável pelo conteúdo original

Leia mais

determinam o comportamento e as consequências do comportamento no contexto de interação, ou seja, na relação funcional dos comportamentos.

determinam o comportamento e as consequências do comportamento no contexto de interação, ou seja, na relação funcional dos comportamentos. Psicoterapia comportamental infantil Eliane Belloni 1 A psicoterapia comportamental infantil é uma modalidade de atendimento clínico que visa propiciar mudanças no comportamento da criança a partir de

Leia mais

Hipnose Tratando a Ansiedade e a Fobia Específica. Alexandra Melo Fernandes Psicóloga - Hipnoterapeuta

Hipnose Tratando a Ansiedade e a Fobia Específica. Alexandra Melo Fernandes Psicóloga - Hipnoterapeuta Hipnose Tratando a Ansiedade e a Fobia Específica Alexandra Melo Fernandes Psicóloga - Hipnoterapeuta Estudo de Caso Paciente M, mulher de 49 anos, casada, do lar, mãe de dois filhos (um adulto e outro

Leia mais

O Cuidado como uma forma de ser e de se relacionar

O Cuidado como uma forma de ser e de se relacionar O Paradigma Holístico O holismo ( de holos = todo) abrangendo a ideia de conjuntos, ou de todos e de totalidade, não engloba apenas a esfera física, mas se estende também às mais altas manifestações do

Leia mais

CURSO sobre a EFT,ACUPUNTURA EMOCIONAL SEM AGULHAS e os princípios da PSICOLOGIA ENERGÉTICA

CURSO sobre a EFT,ACUPUNTURA EMOCIONAL SEM AGULHAS e os princípios da PSICOLOGIA ENERGÉTICA e AAMET Association for the Advancement of Meridian Techniques - Fundada em 1999, é uma associação sem fins lucrativos com o intuito de promover e manter a ética da profissão, bancar pesquisas científicas

Leia mais

TÉCNICA DO VISHUDA - O CHAKRA LARÍNGEO

TÉCNICA DO VISHUDA - O CHAKRA LARÍNGEO TÉCNICA DO VISHUDA - O CHAKRA LARÍNGEO Técnica para despertar as oito pétalas do chakra laríngeo chamado de octoplo, caminho de buda. Exercício desenvolvido pelo professor Adhemar Ramos. Fornecemos a seguir

Leia mais

FÓRUM DE HUMANIZAÇÃO HOSPITALAR E VOLUNTARIADO

FÓRUM DE HUMANIZAÇÃO HOSPITALAR E VOLUNTARIADO FÓRUM DE HUMANIZAÇÃO HOSPITALAR E VOLUNTARIADO A IMPORTÂNCIA DO VOLUNTARIADO NO PROCESSO DO HUMANIZAR FERNANDO BASTOS fernandobastosmoura@yahoo.com.br HUMANIZAÇÃO HOSPITALAR E PROFISSIONAIS DE SAÚDE DIAGNÓSTICO

Leia mais

INSTITUTO DOS ADVOGADOS BRASILEIROS III Curso do IAB Formação de Agentes Multiplicadores em Prevenção às Drogas

INSTITUTO DOS ADVOGADOS BRASILEIROS III Curso do IAB Formação de Agentes Multiplicadores em Prevenção às Drogas INSTITUTO DOS ADVOGADOS BRASILEIROS III Curso do IAB Formação de Agentes Multiplicadores em Prevenção às Drogas Módulo IV O AFETO NA PRÁTICA TERAPÊUTICA E NA FORMAÇÃO DO MULTIPLICADOR Regina Lucia Brandão

Leia mais

Experiência da Secretaria Municipal de Saúde do Recife SUS

Experiência da Secretaria Municipal de Saúde do Recife SUS Experiência da Secretaria Municipal de Saúde do Recife Unidade de Cuidados Integrais à Saúde Professor: Guilherme Abath (UCIS) Odimariles Dantas Gerente da UCIS/PCR Unidade de Cuidados Integrais à Saúde

Leia mais

Quem Contratar como Coach?

Quem Contratar como Coach? Quem Contratar como Coach? por Rodrigo Aranha, PCC & CMC Por diversas razões, você tomou a decisão de buscar auxílio, através de um Coach profissional, para tratar uma ou mais questões, sejam elas de caráter

Leia mais

150923-BMS15SET05-livreto_v2 APROV.indd 1

150923-BMS15SET05-livreto_v2 APROV.indd 1 150923-BMS15SET05-livreto_v2 APROV.indd 1 23/09/2015 10:29:04 150923-BMS15SET05-livreto_v2 APROV.indd 2 23/09/2015 10:29:04 Talvez você já conheça algumas opções terapêuticas disponíveis contra o câncer,

Leia mais

Sobre a intimidade na clínica contemporânea

Sobre a intimidade na clínica contemporânea Sobre a intimidade na clínica contemporânea Flávia R. B. M. Bertão * Francisco Hashimoto** Faculdade de Ciências e Letras de Assis, UNESP. Doutorado Psicologia frbmbertao@ibest.com.br Resumo: Buscou-se

Leia mais

Você conhece a Medicina de Família e Comunidade?

Você conhece a Medicina de Família e Comunidade? Texto divulgado na forma de um caderno, editorado, para a comunidade, profissionais de saúde e mídia SBMFC - 2006 Você conhece a Medicina de Família e Comunidade? Não? Então, convidamos você a conhecer

Leia mais

GRUPOS. são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar.

GRUPOS. são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar. GRUPOS são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar. QUANTOS ADOLESCENTES A SUA CLASSE TEM? Pequenos (de 6 a 10 pessoas) Médios ( de 11 pessoa a 25 pessoas) Grandes ( acima

Leia mais

Estudo sobre Rotatividade de Funcionários no Brasil Ano I - 2008

Estudo sobre Rotatividade de Funcionários no Brasil Ano I - 2008 Estudo sobre Rotatividade de Funcionários no Brasil Ano I - 2008 Marco A. Quége* INTRODUÇÃO A rotatividade de funcionários (turnover) é sem dúvida um elemento que demanda atenção constante por parte de

Leia mais

Neurociência e Saúde Mental

Neurociência e Saúde Mental 1 DICAS PARA MELHORAR O SONO Dormir bem pode fazer toda a diferença para ir bem em uma prova, ser mais criativo no trabalho e manter uma boa memória. O sono é essencial para manter uma rotina saudável,

Leia mais

APRENDIZAGEM EMOCIONAL

APRENDIZAGEM EMOCIONAL APRENDIZAGEM EMOCIONAL Escrito por Mauricio Aguiar Saudações a você que vem acompanhando o trabalho do POINT DOS AMORES e com a sua participação e interesse contribui para o crescimento do POINT. Nesta

Leia mais

ABCEducatio entrevista Sílvio Bock

ABCEducatio entrevista Sílvio Bock ABCEducatio entrevista Sílvio Bock Escolher uma profissão é fazer um projeto de futuro A entrada do segundo semestre sempre é marcada por uma grande preocupação para todos os alunos que estão terminando

Leia mais

O AUTISMO- NA CRIANÇA

O AUTISMO- NA CRIANÇA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MÉRTOLA Escola E,B 2,3 ES\Escola S. Sebastião de Mértola Curso Profissional de Técnico de Apoio Psicossocial- 3ºano Disciplina de Psicopatologia Geral Ano letivo 2013\14 Docente:

Leia mais

Viver, morrer e o depois... Perguntas e respostas fundamentais

Viver, morrer e o depois... Perguntas e respostas fundamentais Viver, morrer e o depois... Perguntas e respostas fundamentais I l a n a S k i t n e v s k y Viver, morrer e o depois... Perguntas e respostas fundamentais Copyright 2012 by Ilana Skitnevsky Direitos desta

Leia mais

A Criança e os Mimos. "Se competir é o único caminho que nos conduz à felicidade, então, viver em paz será impossível..."

A Criança e os Mimos. Se competir é o único caminho que nos conduz à felicidade, então, viver em paz será impossível... A Criança e os Mimos "Se competir é o único caminho que nos conduz à felicidade, então, viver em paz será impossível..." Autora: Anne M. Lucille[1] "Respeito é quando ensinamos, não quando corrigimos..."

Leia mais

CULTURA ECLÉTICA ENSINAMENTOS ESOTEROESPIRITUALISTAS

CULTURA ECLÉTICA ENSINAMENTOS ESOTEROESPIRITUALISTAS CULTURA ECLÉTICA ENSINAMENTOS ESOTEROESPIRITUALISTAS AULA nº 2 A mente humana possui muitos canais de comunicação, com os quais se relaciona com o mundo exterior e interior. Esses canais, quando são ativados,

Leia mais

CASO CLINICO. Sexo: Masculino - Peso : 90 KIlos Altura: 1,90m

CASO CLINICO. Sexo: Masculino - Peso : 90 KIlos Altura: 1,90m CASO CLINICO Cliente : A. G - 21 anos - Empresa familiar - Sexo: Masculino - Peso : 90 KIlos Altura: 1,90m Motivo da avaliação: Baixa auto estima, dificuldade em dormir, acorda várias vezes a noite. Relatou

Leia mais

Trabalho voluntário na Casa Ronald McDonald

Trabalho voluntário na Casa Ronald McDonald Trabalho voluntário na Casa Ronald McDonald Em junho deste ano, comecei um trabalho voluntário na instituição Casa Ronald McDonald, que tem como missão apoiar e humanizar o tratamento de crianças e adolescentes

Leia mais

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16 DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA A tensão do dia a dia é a causa mais freqüente das dores de cabeça mas, elas poderem aparecer por diversas causas e não escolhem idade e sexo. Fique sabendo, lendo este artigo,

Leia mais

Guia de Tratamento para Dependentes Químicos. Tudo isso você vai saber agora neste Guia de Tratamento para Dependentes Químicos

Guia de Tratamento para Dependentes Químicos. Tudo isso você vai saber agora neste Guia de Tratamento para Dependentes Químicos Guia de para Dependentes Químicos O que fazer para ajudar um dependente químico? Qual é o melhor procedimento para um bom tratamento? Internação Voluntária ou Involuntária Como decidir? Como fazer? O que

Leia mais

AVM Faculdade Integrada MBA Executivo em Marketing e Redes Sociais Aluno Max Diniz Cruzeiro O PODER DAS REDES SOCIAIS E SUA INFLUÊNCIA

AVM Faculdade Integrada MBA Executivo em Marketing e Redes Sociais Aluno Max Diniz Cruzeiro O PODER DAS REDES SOCIAIS E SUA INFLUÊNCIA AVM Faculdade Integrada MBA Executivo em Marketing e Redes Sociais Aluno Max Diniz Cruzeiro O PODER DAS REDES SOCIAIS E SUA INFLUÊNCIA BRASÍLIA - DF 2014 AVM Faculdade Integrada MBA Executivo em Marketing

Leia mais

Os Doze Sinais do Seu Despertar Divino

Os Doze Sinais do Seu Despertar Divino Os Doze Sinais do Seu Despertar Divino Tobias através de Geoffrey Hoppe www.crimsoncircle.com Inspirando Consciências OS DOZE SIGNOS DO SEU DESPERTAR DIVINO Tobias através de Geoffrey Hoppe Por favor,

Leia mais

TERAPIA FAMILIAR SISTÉMICA: UMA BREVE INTRODUÇÃO AO TEMA

TERAPIA FAMILIAR SISTÉMICA: UMA BREVE INTRODUÇÃO AO TEMA TERAPIA FAMILIAR SISTÉMICA: UMA BREVE INTRODUÇÃO AO TEMA 2011 Trabalho de Curso no âmbito da cadeira Modelos Sistémicos, do Mestrado Integrado em Psicologia na Universidade de Coimbra Pedro Nuno Martins

Leia mais

Lição 5. Instrução Programada

Lição 5. Instrução Programada Instrução Programada Lição 5 Na lição anterior, estudamos a medida da intensidade de urna corrente e verificamos que existem materiais que se comportam de modo diferente em relação à eletricidade: os condutores

Leia mais

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL.

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. Como sabemos o crescimento espiritual não acontece automaticamente, depende das escolhas certas e na cooperação com Deus no desenvolvimento

Leia mais

O que você deve saber sobre

O que você deve saber sobre O que você deve saber sobre TOC Transtorno Obsessivo Compulsivo Fênix Associação Pró-Saúde Mental 1. O que é TOC? O Transtorno Obsessivo Compulsivo é uma doença mental crônica (transtorno psiquiátrico),

Leia mais

100 FRASES para um dia mais feliz. de Ana Flávia Miziara

100 FRASES para um dia mais feliz. de Ana Flávia Miziara 100 FRASES para um dia mais feliz de Ana Flávia Miziara Você está alegre? A vida está sorrindo para você? Você se lembrou de sorrir hoje? Lembre-se que a alegria é a fartura da vida e da mente. A vida

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO JAN/FEV.

BOLETIM INFORMATIVO JAN/FEV. BOLETIM INFORMATIVO JAN/FEV. 2013 [Edição 5] Mais um ano se inicia, novas oportunidades, novas aprendizagens e para iniciamos esse novo ano, algo comum de se fazer são as METAS. A Meta que destitinei ao

Leia mais

TERAPIA OCUPACIONAL CONSTRUINDO POSSIBILIDADES PARA DIVERSÃO E SOCIALIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA FÍSICA EM PARQUES INFANTIS

TERAPIA OCUPACIONAL CONSTRUINDO POSSIBILIDADES PARA DIVERSÃO E SOCIALIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA FÍSICA EM PARQUES INFANTIS TERAPIA OCUPACIONAL CONSTRUINDO POSSIBILIDADES PARA DIVERSÃO E SOCIALIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA FÍSICA EM PARQUES INFANTIS Karina Félix de Vilhena Santoro¹, Cláudia Franco Monteiro² ¹Universidade

Leia mais

Em caso de morte. Em caso de morte, Eu, (procedência),

Em caso de morte. Em caso de morte, Eu, (procedência), Em caso de morte Em caso de morte, Eu, (procedência), Membro da The Rosicrucian Fellowship, Oceanside, Califórnia, uma Organização Cristã, peço, como MEU ÚLTIMO PEDIDO, que o procedimento da Fraternidade

Leia mais

Ativando o poder. Feminino. 7 Dicas Para Ser Feliz Todos Os Dias. Cris Guerra Grupo Poder Feminino

Ativando o poder. Feminino. 7 Dicas Para Ser Feliz Todos Os Dias. Cris Guerra Grupo Poder Feminino Ativando o poder Feminino 7 Dicas Para Ser Feliz Todos Os Dias Ativando o poder Feminino 7 Dicas Para Ser Feliz Todos Os Dias Sou Cristiane Guerra, atuo como facilitadora para mulheres em seu processo

Leia mais

I - RELATÓRIO DO PROCESSADOR *

I - RELATÓRIO DO PROCESSADOR * PSICODRAMA DA ÉTICA Local no. 107 - Adm. Regional do Ipiranga Diretora: Débora Oliveira Diogo Público: Servidor Coordenadora: Marisa Greeb São Paulo 21/03/2001 I - RELATÓRIO DO PROCESSADOR * Local...:

Leia mais

Autor: Rabbi Yehuda Ashlag

Autor: Rabbi Yehuda Ashlag Autor: Rabbi Yehuda Ashlag A Kabbalah ensina a correlação entre causa e efeito de nossas fontes espirituais. Estas fontes se interligam de acordo com regras perenes e absolutas objetivando gols maiores

Leia mais

1. Você escolhe a pessoa errada porque você espera que ela mude após o casamento.

1. Você escolhe a pessoa errada porque você espera que ela mude após o casamento. 10 Maneiras de se Casar com a Pessoa Errada O amor cego não é uma forma de escolher um parceiro. Veja algumas ferramentas práticas para manter os seus olhos bem abertos. por Rabino Dov Heller, Mestre em

Leia mais

Vendo aquilo que se vê e sendo aquilo que se é 1

Vendo aquilo que se vê e sendo aquilo que se é 1 Vendo aquilo que se vê e sendo aquilo que se é 1 Monica Aiub filósofa clínica e-mail: monica_aiub@uol.com.br Vendo o que não se vê, tema do Congresso, suscita, imediatamente, a pergunta: o que se vê e

Leia mais

Qualidade de vida no Trabalho

Qualidade de vida no Trabalho Qualidade de Vida no Trabalho Introdução É quase consenso que as empresas estejam cada vez mais apostando em modelos de gestão voltados para as pessoas, tentando tornar-se as empresas mais humanizadas,

Leia mais

Sobre a Dor e a Gestão da Dor. Encontre mais informações no site www.palliativecare.org.au. Department of Health and Ageing

Sobre a Dor e a Gestão da Dor. Encontre mais informações no site www.palliativecare.org.au. Department of Health and Ageing Sobre a Dor e a Gestão da Dor Encontre mais informações no site www.palliativecare.org.au Portuguese - Pain Management Department of Health and Ageing Financiado pelo Governo Australiano, através do Programa

Leia mais

BOAS PRÁTICAS. para humanizar o atendimento e gerar fidelização em Clínicas e Hospitais. Boas práticas para humanizar o atendimento

BOAS PRÁTICAS. para humanizar o atendimento e gerar fidelização em Clínicas e Hospitais. Boas práticas para humanizar o atendimento BOAS PRÁTICAS para humanizar o atendimento e gerar fidelização em Clínicas e Hospitais ÍNDICE Introdução 3 Explique e difunda a importância do termo 4 A humanização e o ambiente físico 6 Aperfeiçoamento

Leia mais

Zelo. A Regra de Ouro. Por que ser zeloso? Parceiros atingidos. Zelo - SIM. Zelo - NÃO

Zelo. A Regra de Ouro. Por que ser zeloso? Parceiros atingidos. Zelo - SIM. Zelo - NÃO Exercitando o Caráter 6 a 9 anos Zelo O zelo, ou cuidado, é uma qualidade típica das pessoas de bom caráter. A pessoa zelosa tem cuidado para não prejudicar as outras pessoas e demais seres vivos, nem

Leia mais

OTRABALHO NOTURNO E A SAÚDE DO TRABALHADOR: ESTUDO EXPLORATÓRIO EM TAUBATÉ E SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

OTRABALHO NOTURNO E A SAÚDE DO TRABALHADOR: ESTUDO EXPLORATÓRIO EM TAUBATÉ E SÃO JOSÉ DOS CAMPOS OTRABALHO NOTURNO E A SAÚDE DO TRABALHADOR: ESTUDO EXPLORATÓRIO EM TAUBATÉ E SÃO JOSÉ DOS CAMPOS Tatiane Paula de Oliveira 1, Adriana Leonidas de Oliveira (orientadora) 2 1 Universidade de Taubaté/ Departamento

Leia mais