Modificações e cuidados com o corpo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Modificações e cuidados com o corpo"

Transcrição

1 Manual da Gestante

2

3 ÍNDICE Unibaby Gestante...04 Modificações e cuidados com o corpo...04 Exames realizados durante a gestação...07 Importância da saúde bucal durante a gravidez...07 Aspectos psicológicos da gravidez, parto e puerpério...08 Nutrição na gestação: saúde para você e seu bebê...11 Vamos conhecer os nutrientes e saber o que eles fazem por você e pelo bebê...12 Então, o que é uma dieta equilibrada? Ganho de peso na gestação...16 Cuidados especiais com a alimentação...16 Atividade física na gestação...19 Situações especiais...30 O bebê nasceu Aleitamento materno Segredos da amamentação...35 Alimentação na amamentação...36 Cuidados com a saúde do bebê...37 Conheça os padrões de sono de seu bebê...38 As cólicas...39 Soluços...40 Cuidados com o coto umbilical...40 Cuidados com o banho...40 Evacuação Teste do pezinho Teste da orelhinha

4 Unibaby Gestante Antes existiam planos, sonhos, desejos. Depois da confirmação, fantasias, expectativas e dúvidas norteiam a gestação, em especial quando estamos na primeira experiência. A notícia da gravidez, o processo de gestação, o parto e o puerpério constituem situações muito importantes para os pais e seus familiares. Esta cartilha tem a intenção de fornecer informações que possam ajudar a gestante neste período, pois uma ocasião tão especial requer muitos preparativos. Boa leitura! Modificações e cuidados com o corpo A gestação promove alterações tanto físicas como emocionais. Conhecer e aceitar as mudanças tornará sua experiência rica e prazerosa. Algumas alterações que você poderá sentir durante o período gestacional: 1ª a 8ª semana 4 Após a fecundação, o óvulo chega ao útero ao redor de sete dias, ocorrendo à fixação no útero por volta do 10º dia. Nesta fase, inicia-se a diferenciação celular com a formação do saco amniótico, saco vitelino, placenta e embrião. Inicia-se a formação do sistema nervoso ainda primitivo, esqueleto de cartilagem (dedos da mão e pé se formam). Os vasos sanguíneos principais e a batida do coração já estão presentes. A mulher percebe atraso menstrual, pode começar a sentir cansaço, náuseas matinais, aumento e dor nas mamas, cólicas leves, aumento da sensação de fome, urinar com maior freqüência e apresentar alterações no estado emocional.

5 12ª a 16ª semana No embrião, os músculos começam a funcionar, o sexo já pode ser identificado, os rins já produzem urina. Ao final deste período o embrião possui formas humanas, com cabeça, tronco e membros e com todos os órgãos já formados, porém imaturos. Com 12 semanas o embrião mede em torno de 6,5 centímetros. O fundo uterino começa a sair da pelve materna, a placenta já assume sua função totalmente. Iniciam-se as contrações uterinas de Braxton Hicks que permanecem durante toda a gravidez. As náuseas matinais ainda podem estar presentes, pode ocorrer a retenção de líquidos (inchaços), a vagina fica mais vascularizada, com possível aumento de secreção. 20ª a 24ª semana O embrião agora se chama feto, a pele é mais grossa e formam-se as impressões digitais, os músculos e sistema nervoso trabalham em conjunto. O vérnix cobre o corpo do feto. O feto dorme, chupa o polegar e dá pontapés. O feto parece vermelho e enrugado, devido aos vasos capilares debaixo da pele e à falta de gordura. Na gestante, as auréolas aumentam e escurecem, ocorrem mudanças na pele podendo aparecer estrias, acne, manchas no rosto e a linha nigra. Os movimentos do feto podem ser sentidos. Ocorre o crescimento progressivo do útero, diminuição sensível do mal estar e das náuseas. O peso do útero faz com que a coluna vertebral se curve para frente; as articulações pélvicas começam a relaxar para permitir a passagem do bebê ao nascimento. 28ª a 32ª semana O peso do feto passa de 300g para cerca de 1700g; amadurecimento progressivo dos órgãos fetais. A gordura se deposita debaixo da pele. 5

6 A gestante tem um ganho maior de peso a cada mês; percebe a movimentação fetal com maior facilidade. Podem ocorrer problemas nas gengivas (sangramento); aparecimento do colostro; dificuldade na digestão, devido ao aumento do útero que comprime os órgãos digestivos. Por causa dos hormônios o tônus muscular do sistema digestivo se afrouxa causando prisão de ventre, azia e má digestão. Aumenta a freqüência urinária pela compressão do útero. Essa pressão do útero pode causar varizes e hemorróidas. 36ª a 40ª semana Acontece o amadurecimento final de todos os órgãos, com a possibilidade do feto sobreviver sem o auxílio de UTI a partir da 37ª semana. O feto tem ganho progressivo de tecido adiposo, ficando cada vez mais gordinho. A movimentação fetal fica mais vigorosa. O peso é em torno de 3200g e o comprimento é de 49cm ao final de 40ª semana. Os anticorpos da mãe são recebidos e o feto se posiciona adequadamente para o parto. A gestante começa a sentir progressiva sensação de pressão e dor em baixo ventre, devido à descida do bebê para a pelve. O sono fica mais leve, acordando várias vezes pelo movimento fetal ou para urinar. As contrações de Braxton Hicks se intensificam à medida que o útero e o colo se preparam para o trabalho de parto. Pode ocorrer piora dos problemas digestivos (azia). 6

7 Exames realizados durante a gestação Os exames realizados durante a gestação são de extrema importância. Eles revelam o desenvolvimento do feto e possíveis anormalidades e doenças que podem surgir. Esclareça todas as dúvidas com seu médico. Importância da saúde bucal durante a gravidez O corpo da mãe é a única fonte de nutrição para o crescimento do feto. As condições de saúde e as práticas de alimentação maternas afetam o desenvolvimento dos dentes e das gengivas do feto. Por isso, é muito importante que a gestante tenha um cuidado especial com sua saúde e alimentação. A partir da sexta semana após a concepção, inicia-se a formação dos dentes de leite. Uma alimentação saudável, rica em cálcio e fósforo, é bastante benéfica durante a gravidez, pois aumenta a probabilidade do bebê ter dentes e gengivas saudáveis. Durante a gravidez, os cuidados com a escovação devem ser redobrados, pois as mudanças hormonais nesse período podem aumentar a sensibilidade das gengivas, podendo ocasionar doenças nas mesmas. A visita ao dentista deve manter a periodicidade, porém, no primeiro trimestre, é proibido o uso de raios-x, que devem ser evitados ao máximo em toda a gestação. 7

8 Aspectos Psicológicos da Gravidez, Parto e Puerpério A gestação é um evento complexo, com mudanças em diversas esferas da vida da gestante. Primeiro Trimestre: Nesta fase, uma das alterações mais comuns é o sentimento de ambivalência, caracterizado pelas preocupações e dúvidas da gestante sobre sua capacidade de exercer a maternidade e ao mesmo tempo, de lidar com as mudanças que ocorrerão em sua rotina. O mesmo acontece para o homem em relação à paternidade. Esse fenômeno é absolutamente natural e caracteriza todos os relacionamentos interpessoais significativos. Também são frequentes as oscilações de humor, geralmente, sem causas aparentes. Além disso, são comuns queixas relacionadas à hipersonia e à hiperatividade, embora em um grupo menor de mulheres. Segundo Trimestre: O segundo trimestre é considerado o mais estável do ponto de vista emocional. Conhece-se o sexo, escolhe-se o nome, sente-se o alívio com os movimentos do bebê, aumenta a curtição do pai e outras pessoas que passam a perceber a presença do bebê de forma mais concreta. É nesta fase que os sentimentos de personificação do feto começam a aparecer, acontecendo até atribuições de certas características pessoais do bebê, pela família. Terceiro Trimestre: Agora a preocupação maior é com o parto. Trata-se se uma ansiedade antecipatória frente ao que poderá acontecer. Aumentam-se as preocupações relacionadas à chegada do bebê e mudanças na rotina familiar. Além disso, estão mais presentes as queixas 8 físicas, aumentando as fontes de estresse.

9 Em relação às alterações nas diferentes fases da gestação, é importante salientar que em cada trimestre da gestação promove transformações que serão vivenciadas de forma muito peculiar por cada um. O que in luenciará a forma como cada gestante experimentará a gravidez tem a ver com: Como o organismo está se comportando em termos de alterações físicas? Os hormônios sexuais exercem efeitos definidos no comportamento, sugerindo que as grandes mudanças nos níveis de estrogênio e progesterona podem in luir enormemente no comportamento da gestante. Como a história de vida da gestante a ensinou a lidar com novidades, como é sua personalidade, como aprendeu a expressar suas emoções; se aprendeu a ser paciente, enfim, que comportamento ela aprendeu durante a vida que poderão ser úteis na gestação? Como as condições sociais lhe ensinaram a lidar com a gravidez? Se teve um planejamento para ser mãe; como são suas condições financeiras; como é o seu relacionamento com o parceiro; se tem apoio familiar; se é uma criança desejada, o que sua cultura costuma afirmar ser uma boa mãe ou que tipos de exigências ela tem sofrido? Todos esses fatores, somados, determinarão quais serão o comportamento da gestante, durante a gravidez, parto e puerpério. É comum que a gestante viva situações de tensão, ansiedades, medos e preocupações, durante a gestação, o que em quantidades moderadas são necessárias e naturais. Excessos de preocupações, contudo, devem ser evitados, para preservar a saúde da mulher e desenvolvimento do bebê. Por isso, é importante que a gestante: 9

10 estabeleça prioridades e divida as responsabilidades no lar e no trabalho aprenda a dizer não a novos projetos ou atividades, antes de se sobrecarregar inclua em sua agenda momentos de lazer, relaxamento, meditação ou quaisquer atividades que lhe proporcionem bem-estar pratique atividades físicas sob orientação de seu médico desfrute bons momentos com o parceiro e/ou familiares valorize cada oportunidade de curtir seu bebê, conversando, contando histórias, cantando, acariciando sua barriga ou até mesmo arrumando o quartinho compartilhe seus sentimentos, esteja aberta ao diálogo com seu parceiro, apoiando-se mutuamente. Lembre-se que as mudanças físicas (fadiga, náuseas, seios doloridos) e emocionais (con litos conjugais, depressão, antecedentes de abortamento espontâneo, medo de prejudicar o bebê) presentes na gestação podem afetar o desejo sexual. Porém, exceto por recomendação médica, as relações sexuais não precisam ser interrompidas. Novas posições, sensações e descobertas podem ser apreciadas, o que requer apenas que o casal esteja atento aos seus sentimentos e procurem orientações em caso de medos ou preocupações. E quando o bebê nascer? Lembrem-se que a participação do pai é fundamental nesta fase: nos cuidados com o recém-nascido, na amamentação, na divisão de tarefas e no apoio emocional. O bebê, até então idealizado, agora torna-se real e sua chegada desperta muitas ansiedades. Sintomas depressivos nas mamães podem ser comuns. Se ocorrerem em freqüência e intensidade elevadas, é preciso procurar ajuda especializada. Mamães também se lembrem de encorajar a participação dos papais e dar-lhes apoio emocional. No fim, tudo dará certo. 10

11 Nutrição na gestação: saúde para você e seu bebê Uma gestação tranquila está diretamente relacionada ao cuidado no planejamento alimentar. Desta maneira, ocorrerão menos complicações durante o parto e intercorrências como intoxicações, diabetes, hipertensão e outros. O que você come é agora duas vezes mais importante! É importante que você aumente a qualidade do que come, pois as necessidades de vitaminas e minerais são dobradas na gestação, mas a necessidade de calorias não. Assim, os alimentos devem ser sempre os mais nutritivos possíveis. As proteínas, calorias, vitaminas, minerais e água são essenciais para o desenvolvimento de um bebê saudável, mantendo a saúde da mãe. Na falta desses nutrientes, o desenvolvimento das células não é perfeito e o bebê pode nascer com baixo peso. Por outro lado, quando ocorre ingestão de calorias em excesso, a mãe ganha peso além do aconselhável e podem ocorrer complicações. 11

12 Vamos conhecer os nutrientes e saber o que eles fazem por você e pelo bebê Carboidrato: É a principal fonte de energia, e deve ser fornecido em várias pequenas porções ao longo do dia. Não deve ser retirado e nem diminuído na dieta, por ser combustível para o cérebro e para o desenvolvimento do bebê. Na sua falta ocorre formação de corpos cetônicos, que pode ser tóxico para o bebê. Os açúcares (carboidratos) complexos (farinhas, cereais, tubérculos) são mais adequados por fornecer energia por tempo mais longo. Quando utilizamos os carboidratos integrais, estes por serem ricos em fibras reforçam ainda mais esta propriedade. Fontes: arroz, arroz integral, batata, milho, mandioca, pães, pães integrais, farinhas, cereais (aveia, farelo de trigo, cereais matinais sem açúcar), grãos, frutas, doces. Proteína: Matéria-prima essencial para a formação do bebê: tecidos, músculos, ossos, sangue, hormônios, enzimas e neurotransmissores entre outros. Varia muito de qualidade, sendo que as melhores fontes de proteínas são os alimentos de origem animal ou grãos associados à cereais. Fontes: carnes em geral, leite e derivados, ovos, feijão, soja, grão de bico, lentilha, ervilha, nozes, castanhas. 12

13 Lipídios ou gorduras: Fornecem energia, especialmente de reserva para a produção de leite, formam a parede das células, transportam vitaminas e formam hormônios. As melhores gorduras são as provenientes de óleos vegetais, castanhas e nozes e peixes de águas frias (atum, sardinha e salmão, por exemplo). Deve-se evitar excesso, especialmente das gorduras saturadas. A ingestão de alimentos ricos em gorduras também pode aumentar os sintomas de ref uxo e azia. Exemplo de gorduras saturadas: frituras, manteiga, creme de leite, carnes gordas, salgadinhos industrializados, etc. Fontes: óleos, margarinas, nozes, carnes, laticínios, ovos, abacate. Vitaminas e minerais: Regulam todas as reações químicas do organismo, garantindo seu bom funcionamento, inclusive na formação do bebê. Protegem a pele, visão, ossos, dentes, têm ação antioxidante, aumentam a energia e resistência do organismo. As vitaminas são substâncias orgânicas que o nosso corpo não produz. São necessárias em pequenas quantidades e são frágeis. Esses nutrientes fazem parte dos alimentos e serão absorvidos em um contexto harmônico e equilibrado de nutrientes. São substâncias que não fornecem calorias. As relacionadas à gestação são: Ácido Fólico: Relacionado à formação do tubo neural e das células do sangue. É necessário para o feto e placenta; geralmente é suplementado. Fontes: hortaliças de folhas verdes (espinafre, brócolis, aspargo, repolho), carnes, vísceras, leguminosas, ovos, frutas cítricas, germe de trigo, nozes, entre outros. 13

14 Vitaminas do Complexo B: As vitaminas B possuem uma necessidade especial durante a gravidez, costumam ser atendidas por uma dieta bem equilibrada que tenha quantidade e qualidade, de modo a fornecer a energia e os nutrientes necessários. O complexo B (B1, B2, B3, B6 e B12) compreende diversas substâncias que têm como característica comum as suas fontes habituais representadas pelo fígado e as leveduras, cereais, legumes, grãos integrais, folhas verdes, gema de ovo, leite e derivados. Vitamina A: Importante para o crescimento normal, o desenvolvimento do feto e de todos os tecidos do corpo, aumentando a resistência às infecções nas mucosas e pele em geral, além da formação dos dentes e do crescimento ósseo normal. È essencial para a saúde dos olhos. Mas seu excesso (só ocorre por suplementação) pode ser tóxico. Fontes: leite e derivados, fígado, ovos, peixes, vegetais e frutas de cor amarelo-alaranjado como cenoura, manga, mamão, abóbora. Ferro: Ajuda a formar células vermelhas do sangue. Na falta dele a deficiência se dará na mãe causando anemia, o que pode dificultar o parto. Fontes: carnes vermelhas, fígado, peixe, frutos do mar, aves, feijões, hortaliças verde-escuras. 14 Vitamina C: Auxilia a absorção do Ferro e Cálcio da dieta, atua na formação do colágeno e tem ação antioxidante. Fontes: todas as frutas (especialmente as cítricas), hortaliças verdes, pimentão, tomate e batata.

15 Cálcio: Compõe os ossos do feto, forma estoque para a produção do leite e previne a pressão alta e pré-eclampsia na mãe. Caso ocorra, a deficiência se dará na mãe: cãibras nas pernas, cáries dentárias. Fontes: leite e derivados, salmão e sardinhas, figos secos, folhas verde-escuras. Fibras / Água: São dois nutrientes que também não têm calorias, mas são essenciais para uma gestação saudável: ajudam no bom funcionamento do intestino, auxiliam no controle do peso (saciedade), previnem hemorróidas. Então, o que é uma dieta equilibrada? É aquela que contempla: O que comer: Variedade, proporcionalidade, muitos vegetais, preferindo os integrais, sem restrições, preparada com pouca gordura, sal e açúcar. Quanto comer: Moderação em alimentos mais calóricos e fartura de vegetais. Como comer: Mastigar bem, comer com atenção, sempre sentado diante do alimento. Quando comer: Fracionadamente. Várias (no mínimo 5) pequenas refeições ao longo do dia. 15

16 Ganho de peso na gestação Deve ser suficiente para promover o desenvolvimento completo de seu bebê e também para armazenar líquido e gordura para o aleitamento. Lembre-se que algumas mulheres podem perder peso no início da gravidez. Cada mulher tem a sua variação individual de ganho de peso. A média é de 9 a 15Kg. Na gestação múltipla faz-se um acréscimo de ± 4,5kg por bebê. Geralmente considera-se que o ganho de peso deve ser de até 1,8kg no 1º trimestre e de cerca de 400g por semana nos 2º e 3º trimestre. O ganho de peso é maior entre a 20ª e a 34ª semana, tem seu pico em torno da 30ª e 31ª semana e sofre desaceleração na 36ª. Não deve haver perda de peso no final da gestação. Ganho de peso excessivo está ligado ao aparecimento de diabetes, hipertensão e a riscos obstétricos. O peso pré-gestacional é um indicativo muito importante para a avaliação do ganho de peso gestacional. Cuidados especiais com a alimentação Peixes e frutos do mar: Devem ser de excelente procedência, já que são extremamente perecíveis. Não devem ser ingeridos crus ou mal passados, devendo cozinhar 4 minutos por cm de espessura. Durante a gestação, não coma ostras e nem mariscos. Além do cuidado com a conservação e higiene, deve-se evitar alguns tipos de peixe, por seu maior teor de mercúrio: espada, cação e cavala são os mais ricos neste mineral tóxico. Carnes e embutidos: 16 Oferecem maior risco de infecção por alterações do metabolismo: o suco gástrico menos ácido protege menos contra as bactérias presentes nos alimentos. Carnes devem ser comidas

17 após cozimento completo. Deve-se ter cuidado especial com carnes moídas, lingüiças e salsichas: cozinhar por 10 minutos e comer quente. Ovos: Só comer ovos completamente cozidos: o ovo frito deve ser servido com a gema dura. Não use maionese caseira feita com ovos crus. Fora de casa, alimentos com maior risco de ter ovos crus com alto potencial de intoxicação são musses, pavês, bolos cobertos, maionese. Quando fizer claras em neve para doces cremosos, bata-as em banho-maria. Laticínios: Evitar leite não-pasteurizado. Só usar queijos com carimbo de inspeção. Caso use leite de fazenda, ferver por 30 segundos antes de usar. Não usar o leite como alívio para a azia (queimação), pois este possui um efeito rebote. Bebidas: Bebidas com cafeína devem ser limitadas a 200mg/dia da substância. Estes são valores médios de algumas: bebida tipo cola ±40mg/copo, café ± 100mg/xícara, chá mate/preto ± 60mg/xícara. Chás de ervas devem ser tomados com cuidado: folhas de amora e hortelãpimenta podem estimular contrações. Álcool: Evitar o uso, pois não há nível considerado seguro. 17

18 Vegetal: Tenha cuidado redobrado na higienização. Lavar bem em água corrente, deixar de molho em solução de hipoclorito e enxaguar em água corrente. Para folhas, deixar de molho em solução de vinagre e enxaguar (tempo de molho de 15 minutos). Não comer frutas sem lavar. Lembrete O meio ácido do estômago é barreira de proteção contra bactérias e parasitas. A acidez também é fundamental para a absorção de Cálcio e Ferro. SÓ USE ANTIÁCIDOS SOB ORIENTAÇÃO MÉDICA. Coma pequenas porções, mastigue bem, procure reclinar pelo menos por 15 minutos após as refeições. Estas dicas poderão ajudar a evitar azia (queimação), mais frequente nos meses finais da gestação. 18

19 Atividade física na gestação Muitas mulheres mudam os seus hábitos de vida, praticando exercícios durante a gestação, e esses hábitos mais saudáveis são mantidos após o nascimento do bebê. O sedentarismo deve ser combatido em qualquer estágio da vida e a gestação pode ser um momento no qual a mulher encontra motivos realmente fortes para se preocupar com a sua saúde e do seu bebê. O exercício será seguro se for orientado e acompanhado por profissionais especializados que conheçam profundamente a fisiologia da gestante e do exercício. Eles facilitam o trabalho de parto, conservam o corpo da mulher, evitam dores nas, lotes, lacidez, trabalham a consciência corporal, melhoram a percepção postural e melhoram a circulação. E ainda mais: será mais fácil recuperar o peso após o parto. Abaixo alguns movimentos/exercícios utilizados durante a gestação. 1. Exercício de bíceps e tríceps A) Sentada, dobre os cotovelos com as mãos voltadas para cima até a altura dos seios. Em seguida, estenda-os lentamente para baixo. Mantenha os cotovelos juntos ao tronco. Faça séries de dez repetições. Gestante na fase inicial da gestação. 19

20 B) Sentada, com os cotovelos dobrados acima dos ombros e apontados para frente, erga os braços acima da cabeça e volte à posição inicial. Faça séries de dez repetições. Gestante na fase inicial da gestação. 2. Exercício de ponte Deitada de costas, contraia o bumbum, eleve-o da cama enquanto inspira. Volte lentamente à posição inicial, colocando as costas de cima para baixo, enquanto expira. 20

21 3. Alongamento de isquiotibiais Deite-se de costas e segure uma perna com o joelho quase estendido puxando o pé em sua direção. Segure por 30 segundos e troque de perna. Este exercício é ótimo para dor lombar. 4. Alongamento de glúteos Deitada de costas, traga um joelho no peito e segure por 30 segundos. Troque de perna. Este exercício também é ótimo para dor lombar. 5. Alongamento de trapézio Sentada de pernas cruzadas, incline a cabeça para o lado, mantendo por 30 segundos. Cuidado para não elevar os ombros. Troque de lado. 21

22 6. Exercício de períneo - Kegel Deitada de costas, contraia o assoalho pélvico por 3 segundos e relaxe. Comece com cinco repetições. Pode fazer várias séries por dia. 22

23 1. Posições de repouso A) Deite-se de costas, com a cabeça apoiada em um travesseiro. Coloque almofadas sob a perna até que se forme um ângulo de quase 90 graus. B) Deite-se de lado, com a cabeça apoiada sobre o braço e coloque um travesseiro entre as pernas. 2. Exercício de períneo Deitada de costas, contraia o assoalho pélvico por 3 segundos e relaxe. Comece com 5 repetições. Pode fazer várias séries por dia. 23

24 3. Exercício para pernas Deite-se de costas, f exione uma das pernas e coloque uma almofada sob o joelho da outra. Empurre a almofada para baixo e segure por 5 segundos. Relaxe. Pode fazer várias vezes por dia. 4. Exercício respiratório Deitada de lado, inspire profundamente enquanto eleva o braço. Deixe o ar sair naturalmente enquanto abaixa. 5. Alongamento de peitorais Deitada de costas e com as pernas f exionadas, mantenha os braços nesta posição por 30 segundos e relaxe. Faça várias vezes ao dia. 24

25 6. Exercício para pés Sente-se na beira da cama, com as mãos apoiadas no colchão. Movimente os pés em todas as direções: f exão, extensão e rotação; isso previne edemas e mantém o tônus muscular. 25

26 Pós-Parto 1. Exercício de períneo - Kegel Deitada de costas, contraia o assoalho pélvico por 3 segundos e relaxe. Comece com cinco repetições. Pode fazer várias séries por dia. 2. Exercício de abdome A) Deitada de costas, inspire e, em seguida, empurre as costas na cama enquanto sopra todo o ar para fora. B) Deitada de costas, inspire e eleve a cabeça da cama enquanto sopra o ar, fechando a barriga. 26

27 3. Flexão de joelhos ( agachadinhas ) Encostada em uma parede, inspire e, ao expirar, desça agachando, lexionando os joelhos enquanto contrai o assoalho pélvico e os músculos abdominais. Faça cinco vezes. 27

28 4. Exercício para pernas Sentada com a coluna ereta e os pés para baixo, estique e dobre um joelho com o pé puxado em sua direção. Faça séries de dez repetições. 28

29 5. Exercício de bíceps e tríceps A) Sentada, dobre os cotovelos com as mãos voltadas para cima até a altura dos seios. Em seguida, estenda-os lentamente para baixo. Mantenha os cotovelos junto ao tronco. Faça séries de dez repetições. B) Sentada, com os cotovelos dobrados acima dos ombros e apontados para frente, estenda os braços acima da cabeça e volte à posição inicial. Faça séries de dez repetições. 29

30 Situações especiais Pré-eclampsia: Também conhecida como pressão alta na gravidez é uma complicação causada por um defeito na placenta devido ao grande aumento da pressão sangüínea. A gestante passa a reter líquidos e eliminar proteínas pela urina. Já o feto cresce com lentidão, porque não recebe alimento e oxigênio suficientes através da placenta. É composta pela tríade: edema, proteinúria e pressão alta. Eclampsia: Aparecimento de convulsões em gestantes hipertensas. Hipertensão arterial severa: Identificada na 20ª semana de gestação e persiste até a 42ª. Fatores de Risco: Sua saúde é muito importante para nós e para seu bebê, então se cuide! Ocorre mais na primeira gestação, mulheres com mais de 35 anos, fumantes, mulheres com doenças renais, Diabetes Melittus; Gemiparidade e que tenham antecedentes familiares. Sinais de alerta: 30 Dor de cabeça forte, problemas de visão - luzes piscando diante dos olhos, dor aguda abaixo das costelas, vômitos e suores repentinos no rosto, mãos e pés.

31 O bebê nasceu É hora de se alegrar, confraternizar, encantar e parabenizar pela vitória, que é da mulher, do homem, do bebê, dos familiares e profissionais. Mas atenção: A chegada do bebê desperta muitas ansiedades e os sintomas depressivos podem ser comuns. Fragilidade, hiperemotividade, alterações de humor, falta de confiança em si própria podem ser comuns. Em alguns casos, é preciso uma ajuda especializada, como nos casos de depressão pós-parto; O bebê passa a ser vivenciado como um ser real e, muitas vezes, diferente do que foi idealizado; A mulher continua a precisar de amparo e proteção, assim como ao longo da gravidez; Para o companheiro, ele pode se sentir participante ativo ou completamente excluído, cabe à nova mamãe incluir o papai nos cuidados com o bebê; Se o casal já tem outros filhos, é bem possível que apareça o ciúme, por isso é importante prever os rearranjos familiares e preparar os outros filhos; Novos desafios surgirão nesta fase, é importante ter tranqüilidade, apoio da família e certeza de que os filhos nos foram dados para aprendermos muitas coisas em nossas vidas. Aleitamento materno Vantagens do aleitamento materno para o bebê: Maior contato mãe-filho; Contém endorfina, substância química que ajuda a suprimir a dor; Contém todos os nutrientes de que a criança precisa (água, proteína, gorduras, pequena porcentagem de lactose, vitaminas, ferro, sais, sódio, cálcio, fósforo, uma enzima especiallactose que digere as gorduras); Desenvolvem menos quadros infecciosos (células brancas, anticorpos, fator bífido, lactoferrina); 31

32 Desenvolvimento das mandíbulas; Praticidade; Bebês prematuros são especialmente beneficiados pela amamentação; Apresentam menores risco de desenvolver enterocolite necrotizante; Protege o bebê contra problemas de visão; Incidência menor de cólicas no bebê; Maior troca de afeto com a mãe. Vantagens do aleitamento materno para a mãe: Se sente mais segura e menos ansiosa; Proporciona maior rapidez na diminuição do volume do útero e evita hemorragia pósparto; Tem menor risco de desenvolver câncer de mama; Amamentação exclusiva protege contra anemia; Diminui o risco de osteoporose e câncer de mama na vida madura; Ajuda a mulher a voltar ao peso normal mais rapidamente; Amamentar é prático; Está sempre na temperatura ideal. 32

33 Vantagens do aleitamento materno para a família: A amamentação é mais econômica para a família; Praticidade; Os bebês amamentados adoecem menos; Melhora a qualidade de vida das crianças e de toda família; Composição do Leite Materno Tipos de leite COLOSTRO É amarelo e mais grosso que o leite maduro e é secretado apenas em pequenas quantidades e por cerca de sete dias; É o 1º leite secretado; Dá a primeira imunização para o bebê (Atenção: não substitui o esquema de vacinação básico); Rico em fatores de crescimento que estimulam o intestino imaturo da criança a se desenvolver; É laxativo e auxilia a eliminação de mecônio. 33

34 LEITE MADURO Começa a ser secretado em torno de 7 a 10 dias; Contém todos os nutrientes que a criança precisa para crescer; Parece mais ralo que o leite de vaca; O leite maduro divide-se em leite do começo e do fim: O colostro é exatamente o que o bebê precisa nos primeiros dias!!!!! Leite do começo Surge no início da mamada, parece acinzentado e aguado; Rico em proteína, lactose, vitaminas, minerais e água; Secretado até ± 10 minutos; Mata a sede do bebê. Leite do fim Mais branco que o leite do começo, porque contém mais gordura; Mata a fome do bebê, fazendo o bebê engordar. O bebê precisa tanto do leite do começo como do fim para crescer e se desenvolver. Assim ele toma o leite do começo para matar a sede e o leite do final para matar a fome. É importante que ele pare espontaneamente de mamar. 34

35 Segredos da amamentação PEGA CORRETA Lembrete: o leite excedente poderá ser doado ao Banco de Leite do HU. Você ajudará a salvar uma vida. Telefone: (43) Todo o corpo do bebê está junto da mãe; A boca e a mandíbula estão juntas do peito da mãe; A boca do bebê está bem aberta; Não se consegue ver quase nada da auréola; O bebê dá chupadas grandes e espaçadas; O bebê está relaxado e tranqüilo; O bebê mama sem fazer barulho; A mãe não sente dor nos mamilos (só umas fisgadas no começo); Quanto mais o bebê mamar mais leite a mãe produz. Não use compressas quentes na mama. Se tiver algum problema com a amamentação converse com seu médico. AMAMENTAÇÃO Não passar sabonete no peito durante o banho. Pode deixar a espuma passar, mas o contato direto com o sabonete propicia o ressecamento da pele; Evitar o uso de cremes ou óleos hidratantes, principalmente no mamilo e na auréola do peito, pois pode deixar a pele muito sensível facilitando a formação de machucados na região; Se o peito já estiver machucado, não usar compressas quentes sobre ele para aliviar a dor. NUNCA UTILIZE COMPRESSAS QUENTES. Em caso de mamas muito ingurgitadas, cheias, como medida para aliviar a dor, fazer compressa fria e esvaziar a mama. 35

Parabéns!! Você está grávida!

Parabéns!! Você está grávida! Parabéns!! Você está grávida! Você está grávida e mudanças acontecerão no seu corpo e nas suas emoções. É um caminho, um tempo e uma experiência ímpar, que você não perceberá, mas fará de você uma nova

Leia mais

Alimentação na Gestação

Alimentação na Gestação ESPAÇO VIDA Nut. Fabiane Galhardo Unimed Pelotas 2012 Alimentação na Gestação 1 GESTAÇÃO PERÍODO MÁGICO DE INTENSA TRANSIÇÃO, ONDE A NATUREZA MODIFICA O CORPO E A MENTE PARA TRANSFORMAR MULHER EM MÃE A

Leia mais

Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e. outros sintomas

Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e. outros sintomas Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e outros sintomas Nutricionista Camila Costa Unidade de Reabilitação Cardiovascular e Fisiologia do Exercício InCor/FMUSP Será que o que você come influencia

Leia mais

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física A Importância dos Alimentos Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a

Leia mais

ALIMENTAÇÃO - O QUE DEVE SER EVITADO - O QUE DEVE SER CONSUMIDO

ALIMENTAÇÃO - O QUE DEVE SER EVITADO - O QUE DEVE SER CONSUMIDO ALIMENTAÇÃO - O QUE DEVE SER EVITADO - O QUE DEVE SER CONSUMIDO Lucia B. Jaloretto Barreiro Qualidade de Vida=Saúde=Equilíbrio Qualidade de Vida é mais do que ter uma boa saúde física ou mental. É estar

Leia mais

Guia. Nutricional. para gestantes

Guia. Nutricional. para gestantes Referências bibliográficas consultadas: 1. Committee on Nutritional Status During Pregnancy and Lactation, Institute of Medicine. Nutrition During Pregnancy: Part I: Weight Gain, Part II: Nutrient Supplements.

Leia mais

Profa. Joyce Silva Moraes

Profa. Joyce Silva Moraes Alimentação e Saúde Profa. Joyce Silva Moraes saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estarestar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar

Leia mais

Será que estou grávida?

Será que estou grávida? A UU L AL A Será que estou grávida? - Alzira tá diferente... Tá com a cara redonda, inchada. Está com cara de grávida! - Não sei o que eu tenho. Toda manhã acordo enjoada e vomitando. - A Neide engordou

Leia mais

2 Cartilha Aleitamento Materno

2 Cartilha Aleitamento Materno 2 Cartilha Aleitamento Materno AMAMENTAÇÃO São inúmeros os benefícios da amamentação para o bebê, mãe e família. O leite materno é o melhor alimento para o bebê e deve ser a única fonte de alimento para

Leia mais

Para que serve o alimento?

Para que serve o alimento? Alimentação e Saúde saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar afeto, carinho e aceitação Uma

Leia mais

Seu bebê chegou, conte com a gente. 1º mês de vida do recém-nascido.

Seu bebê chegou, conte com a gente. 1º mês de vida do recém-nascido. Seu bebê chegou, conte com a gente. 1º mês de vida do recém-nascido. A Fundação Fiat, por meio do Programa Vida Nova, elaborou este material com o intuito de relembrar para as mamães e papais as informações

Leia mais

ALIMENTOS, NUTRIENTES E SAÚDE. Profª MSc Monyke Lucena

ALIMENTOS, NUTRIENTES E SAÚDE. Profª MSc Monyke Lucena ALIMENTOS, NUTRIENTES E SAÚDE Profª MSc Monyke Lucena Para podermos praticar esportes, estudar ou realizar qualquer outra atividade, devemos ter energia no nosso organismo; Essa energia é fornecida pelos

Leia mais

Criança nutrida & criança Vitaminada

Criança nutrida & criança Vitaminada Criança nutrida & criança Vitaminada IMC INFANTIL Muitos pais se preocupam com o peso e a estatura de seu filho. Questionam-se se a massa corporal da criança está de acordo com a idade, se a alimentação

Leia mais

Conheça 30 superalimentos para mulheres Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:28 - Última atualização Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:35

Conheça 30 superalimentos para mulheres Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:28 - Última atualização Dom, 02 de Dezembro de 2012 11:35 Manter a saúde, deixar a barriga sarada e aumentar a energia são benefícios que podem ser conquistados com a escolha correta dos alimentos. Alguns itens colaboram para ter ossos fortes, queimar gordura,

Leia mais

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano.

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano. Oficina CN/EM 2012 Alimentos e nutrientes (web aula) Caro Monitor, Ao final da oficina, o aluno terá desenvolvido as habilidade: H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo

Leia mais

CARTILHA DA GRÁVIDA 1

CARTILHA DA GRÁVIDA 1 CARTILHA DA GRÁVIDA 1 2 SUMÁRIO SOBRE A FEBRASGO 4 PRIMEIROS SINTOMAS 5 ETAPAS DA GESTAÇÃO 6 IMPORTÂNCIA DO PRÉ-NATAL 8 OBJETIVOS DO PRÉ-NATAL JUNTO À MÃE 9 OBJETIVOS DO PRÉ-NATAL JUNTO AO BEBÊ 10 OBJETIVOS

Leia mais

MODIFICAÇÕES ESPERADAS DURANTE A GRAVIDEZ

MODIFICAÇÕES ESPERADAS DURANTE A GRAVIDEZ CORPO DA GRÁVIDA À medida que a gravidez evolui e o bebé se desenvolve, o corpo da mãe modifica-se, adaptando-se à nova situação. Nem sempre é fácil aceitar a transformação rápida que o corpo sofre durante

Leia mais

especial iate LIAMARA MENDES

especial iate LIAMARA MENDES 54 Maio / Junho de 2013 especial use os alimentos a seu favor iate por LIAMARA MENDES Uma dieta equilibrada aliada a exercícios físicos pode ser considerada a fórmula ideal para a conquista do corpo perfeito.

Leia mais

CLÍNICA UPTIME TRATAMENTO DA DOR E PROBLEMAS EMOCIONAIS OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO. (segunda parte) A ESCOLHA

CLÍNICA UPTIME TRATAMENTO DA DOR E PROBLEMAS EMOCIONAIS OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO. (segunda parte) A ESCOLHA OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO (segunda parte) A ESCOLHA Responda à seguinte pergunta: Você gosta de carro? Se você gosta, vamos em frente. Escolha o carro de seus sonhos: Mercedes,

Leia mais

Entendendo a lipodistrofia

Entendendo a lipodistrofia dicas POSITHIVAS Entendendo a lipodistrofia O que é a lipodistrofia? Lipodistrofia é quando o corpo passa a absorver e a distribuir as gorduras de maneira diferente. Diminui a gordura nas pernas, braços,

Leia mais

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões:

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: Recuperação Capítulo 01 - Níveis de organização Células tecidos órgãos sistemas - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: A- Membrana Plasmática - Revestimento da célula;

Leia mais

Luz Solar. 1. Cite duas doenças que podem ser prevenidas com a luz solar? 3. Cite alguns benefícios da luz solar para os seres humanos.

Luz Solar. 1. Cite duas doenças que podem ser prevenidas com a luz solar? 3. Cite alguns benefícios da luz solar para os seres humanos. Luz Solar 1. Cite duas doenças que podem ser prevenidas com a luz solar? Raquitismo e Osteoporose 2. Em qual dia da criação, Deus criou a luz? 1 dia 3. Cite alguns benefícios da luz solar para os seres

Leia mais

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final Laís Cruz Nutricionista CRN 3 18128 2013 Período de transição entre infância e vida adulta (dos 10 aos 19 anos de idade) Muitas transformações físicas, psicológicas e sociais Acelerado crescimento e desenvolvimento:

Leia mais

NUTRIÇÃO NA GESTAÇÃO. Profª Vivian Pupo de Oliveira Machado

NUTRIÇÃO NA GESTAÇÃO. Profª Vivian Pupo de Oliveira Machado NUTRIÇÃO NA GESTAÇÃO Profª Vivian Pupo de Oliveira Machado PROBLEMAS DURANTE A GESTAÇÃO Mal estar matinal (náuseas e vômitos) Azia Obstipação e hemorróidas Diarréia Pré-eclâmpsia e eclâmpsia Diabetes gestacional

Leia mais

Vida saudável. Dicas e possibilidades nos dias de hoje.

Vida saudável. Dicas e possibilidades nos dias de hoje. CENTRO UNIVERSITÁRIO ASSUNÇÃO- Vida saudável. Dicas e possibilidades nos dias de hoje. Profa. Dra. Valéria Batista O que é vida saudável? O que é vida saudável? Saúde é o estado de complexo bem-estar físico,

Leia mais

Iodo. Pequenas quantidades de sal iodado na comida previnem a deficiência de iodo no organismo.

Iodo. Pequenas quantidades de sal iodado na comida previnem a deficiência de iodo no organismo. Alimentação Iodo Eu adoro seu sorriso. Adoro como você me faz sorrir. O iodo é importante para o desenvolvimento físico e mental. A falta de iodo no corpo da gestante pode provocar aborto ou afetar a formação

Leia mais

O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS?

O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS? O QUE SÃO ALIMENTOS FUNCIONAIS? São alimentos que além de fornecerem energia para o corpo e uma nutrição adequada, produzem outros efeitos que proporcionam benefícios à saúde, auxiliando na redução e prevenção

Leia mais

TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR

TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR Alimentação Boa Pra Você Todo ser vivo precisa se alimentar para obter energia e nutrientes para se desenvolver. No caso do ser humano, os alimentos trazem

Leia mais

Dicas para a Saúde Bucal do seu Bebê

Dicas para a Saúde Bucal do seu Bebê Dicas para a Saúde Bucal do seu Bebê Cirurgiã-Dentista CROSP 52214 Mamãe Você pode muito para influenciar positivamente a saúde e o bem-estar do seu filho! A gestação é um período muito importante para

Leia mais

A família acolhe a mãe e o bebê em casa

A família acolhe a mãe e o bebê em casa Mãe e bebê em casa A família acolhe a mãe e o bebê em casa Hoje vou ter uma nova idéia A família deve receber mãe e bebê num ambiente de amor e respeito. Cuidado e protegido, o bebê se sente seguro e com

Leia mais

O QUE É COLESTEROL? TIPOS

O QUE É COLESTEROL? TIPOS O QUE É COLESTEROL? O colesterol pode ser considerado um tipo de lipídio (gordura) produzido em nosso organismo. Ele está presente em alimentos de origem animal (carne, leite integral, ovos etc.). Em nosso

Leia mais

Nutrição. O alimento como aliado da sua saúde.

Nutrição. O alimento como aliado da sua saúde. Nutrição O alimento como aliado da sua saúde. alimentação saúdavel Alimentação saúdavel e cuidados nutricionais são importantes em todas as fases da vida e devem ser tratados com distinção em cada período.

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Último Encontro: Vila Velha 1 Escolha dos temas a serem trabalhados. Tema de hoje: Oficina sobre alimentação saudável 1) Alimentos Alimentos construtores: fornecem proteínas

Leia mais

Coração Saudável! melhor dele?

Coração Saudável! melhor dele? As doenças cardiovasculares (DCV s) - incluem as doenças coronarianas e o acidente vascular cerebral (AVC) também conhecido como derrame afetam pessoas de todas as idades, até mesmo mulheres e crianças.

Leia mais

Confira a lista dos 25 melhores alimentos para emagrecer:

Confira a lista dos 25 melhores alimentos para emagrecer: Emagrecer nem sempre é uma das tarefas mais simples. A fórmula parece simples (dieta + exercício + descanso) porém diferentes pessoas precisam de diferentes soluções. Uma coisa é certa: qualquer ajuda

Leia mais

A PIRÂMIDE QUE SEGUE ABAIXO É A BRASILEIRA, ADAPTADA POR SÔNIA TUCUNDUVA PHILIPPI AOS NOSSOS HÁBITOS ALIMENTARES.

A PIRÂMIDE QUE SEGUE ABAIXO É A BRASILEIRA, ADAPTADA POR SÔNIA TUCUNDUVA PHILIPPI AOS NOSSOS HÁBITOS ALIMENTARES. PARA SABERMOS COMO A ALIMENTAÇÃO DEVE SER EQUILIBRADA, PRECISAMOS CONHECER A PIRÂMIDE ALIMENTAR, QUE É A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS ALIMENTOS E SUAS QUANTIDADES QUE DEVEM ESTAR PRESENTES EM NOSSA DIETA

Leia mais

SUMÁRIO O QUE É...4 PREVENÇÃO...5 DIAGNÓSTICO...6 TRATAMENTO...7 ORIENTAÇÕES...8 ALIMENTAÇÃO CORRETA...9 OUTRAS DICAS...12 ATIVIDADE FÍSICA...

SUMÁRIO O QUE É...4 PREVENÇÃO...5 DIAGNÓSTICO...6 TRATAMENTO...7 ORIENTAÇÕES...8 ALIMENTAÇÃO CORRETA...9 OUTRAS DICAS...12 ATIVIDADE FÍSICA... 2 SUMÁRIO O QUE É...4 PREVENÇÃO...5 DIAGNÓSTICO...6 TRATAMENTO...7 ORIENTAÇÕES...8 ALIMENTAÇÃO CORRETA...9 OUTRAS DICAS...12 ATIVIDADE FÍSICA...14 FIQUE SABENDO...16 3 O QUE É A dislipidemia é o aumento

Leia mais

Dicas para a Amamentação. Cuidar e proteger quem mais merece. lanolina anidra pura

Dicas para a Amamentação. Cuidar e proteger quem mais merece. lanolina anidra pura Dicas para a Amamentação Material impresso e distribuído em janeiro/2013. Código: XXXX. MS 2.1087.0299. Cuidar e proteger quem mais merece Cuidar e proteger quem mais merece Para o bebê O leite materno

Leia mais

O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl

O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl O colesterol pode ser considerado um tipo de lipídio (gordura) produzido em nosso organismo. Ele está presente em alimentos de origem animal

Leia mais

Como nosso corpo está organizado

Como nosso corpo está organizado Como nosso corpo está organizado Iodo Faz parte dos hormônios da tireoide, que controlam a produção de energia e o crescimentodocorpo.aleiobrigaaadiçãodeiodoaosaldecozinha. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO

Leia mais

Tome uma injeção de informação. Diabetes

Tome uma injeção de informação. Diabetes Tome uma injeção de informação. Diabetes DIABETES O diabetes é uma doença crônica, em que o pâncreas não produz insulina em quantidade suficiente, ou o organismo não a utiliza da forma adequada. Tipos

Leia mais

Saúde Bucal (Cartilha)

Saúde Bucal (Cartilha) SAÚDE BUCAL 2014. Secretaria de Saúde do Estado da Bahia- SESAB. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta o bra, desde que citada a fonte e que não seja para venda

Leia mais

OS AMIGOS DO PRÉ NATAL O pré natal é muito importante para a saúde da mãe e do bebê.

OS AMIGOS DO PRÉ NATAL O pré natal é muito importante para a saúde da mãe e do bebê. OS AMIGOS DO PRÉ NATAL O pré natal é muito importante para a saúde da mãe e do bebê. O preparo da mama durante a gestação pode ser feito a partir do 6º mês, com banho de sol que fortalece os mamilos e

Leia mais

PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Nutricionista: Cyntia Cristina Piaia Sassala. CRN8 1546 Formada pela UFPR / 2002. Assessoria e Consultoria em Nutrição. NUTRIÇÃO NA INFÂNCIA Os hábitos alimentares são formados

Leia mais

Criatividade é ousadia, trabalho, curiosidade e... A família. O papel da família

Criatividade é ousadia, trabalho, curiosidade e... A família. O papel da família A família O papel da família Criatividade é ousadia, trabalho, curiosidade e... Família é o grupo de pessoas que convivem unidas por laços de compromissos ou não e podem ter responsabilidades mútuas. A

Leia mais

ALEITAMENTO MATERNO 1) LACTAÇÃO

ALEITAMENTO MATERNO 1) LACTAÇÃO ALEITAMENTO MATERNO O leite materno é o alimento ideal para o recém-nascido, já que também atende às necessidades físicas e psíquicas do bebê. A Sociedade Brasileira de Pediatria e a Academia Americana

Leia mais

ALEITAMENTO MATERNO. I Introdução

ALEITAMENTO MATERNO. I Introdução ALEITAMENTO MATERNO I Introdução O incentivo ao aleitamento materno continua sendo um grande desafio em saúde pública, considerando-se o alto índice de desmame precoce e o grande número de óbitos infantis

Leia mais

Amamentar é vida. e também seu direito!

Amamentar é vida. e também seu direito! Amamentar é vida e também seu direito! Amamentarseéu direito Esta cartilha sobre amamentação foi criada exclusivamente para você, gestante ou futura mamãe aeroviária de Guarulhos. Essa publicação fala

Leia mais

Viva Bem! Cuide da Sua Saúde!

Viva Bem! Cuide da Sua Saúde! Viva Bem! Cuide da Sua Saúde! O Serviço Social da Construção Alimentação Saudável Quanto mais colorida for a sua alimentação, maior a presença de nutrientes no seu corpo e melhor será a sua saúde. 50%

Leia mais

A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam.

A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam. Dieta durante o tratamento O que comer e o que evitar de comer Após a cirurgia A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam.

Leia mais

NUTRIÇÃO DOS ANIMAIS VITAMINAS

NUTRIÇÃO DOS ANIMAIS VITAMINAS NUTRIÇÃO DOS ANIMAIS VITAMINAS COMER BEM, COM QUALIDADE SINÔNIMO DE UMA VIDA SAUDÁVEL. Somos aquilo que comemos, bebemos e fazemos com o nosso organismo, uma alimentação balanceada e equilibrada, faz com

Leia mais

Texto de Apoio TRANSPARÊNCIA 01

Texto de Apoio TRANSPARÊNCIA 01 Texto de Apoio TRANSPARÊNCIA 01 Quanto tempo o homem vive hoje? Mas não foi sempre assim. Como era antigamente? Quem tem vô e vó? Quantos anos eles têm? Do que eles morreram? O Homem pré-histórico Tempo

Leia mais

Apresentação. Tá na hora! O momento é de felicidade. Tudo indica que seu bebê está para nascer! É tempo de cuidados mais que especiais.

Apresentação. Tá na hora! O momento é de felicidade. Tudo indica que seu bebê está para nascer! É tempo de cuidados mais que especiais. Apresentação Tá na hora! O momento é de felicidade. Tudo indica que seu bebê está para nascer! É tempo de cuidados mais que especiais. A gravidez dura 280 dias ou 40 semanas, de acordo com os médicos,

Leia mais

Iodo. Pequenas quantidades de sal iodado na comida previnem a deficiência de iodo no organismo.

Iodo. Pequenas quantidades de sal iodado na comida previnem a deficiência de iodo no organismo. Alimentação Iodo Eu adoro seu sorriso. Adoro como você me faz sorrir. O iodo é importante para o desenvolvimento físico e mental. A falta de iodo no corpo da gestante pode provocar aborto ou afetar a formação

Leia mais

Quem come bem vive melhor. Hábitos alimentares

Quem come bem vive melhor. Hábitos alimentares Quem come bem vive melhor. Hábitos alimentares HÁBITOS ALIMENTARES Hoje, em virtude da vida agitada, trabalho, estudo, família e outras inúmeras responsabilidades, todos ficam vulneráveis às doenças causadas

Leia mais

FAZER EXERCÍCIOS NA GRAVIDEZ PREJUDICA O BEBÊ? QUAIS TIPOS DE EXERCÍCIO SÃO INDICADOS?

FAZER EXERCÍCIOS NA GRAVIDEZ PREJUDICA O BEBÊ? QUAIS TIPOS DE EXERCÍCIO SÃO INDICADOS? A gestação é um período em que a mulher passa por diversas emoções e é natural surgirem dúvidas principalmente quando se trata do primeiro filho. Segundo o Ginecologista e Obstetra do Hospital e Maternidade

Leia mais

Minha filha está ficando uma moça!

Minha filha está ficando uma moça! Minha filha está ficando uma moça! A UU L AL A O que faz as meninas se transformarem em mulheres? O que acontece com seu corpo? Em geral, todos nós, homens e mulheres, somos capazes de lembrar muito bem

Leia mais

gestação e amamentação

gestação e amamentação gestação e amamentação 1 Futura mamãe Esta cartilha é um guia oferecido pela Eletrobras Distribuição Rondônia para você que vai ser mamãe e precisa de toda atenção nesse período. Parte desta atenção está

Leia mais

As Necessidades Nutricionais da Mulher em suas Fases da Vida

As Necessidades Nutricionais da Mulher em suas Fases da Vida As Necessidades Nutricionais da Mulher em suas Fases da Vida I- TPM DURANTE O PERÍODO FÉRTIL dos 15 aos 49 anos aproximadamente, a mulher convive com a TPM (Tensão Pré-Menstrual) A mulher atual é multifuncional:

Leia mais

A família acolhe a mãe e o bebê em casa

A família acolhe a mãe e o bebê em casa Mãe e bebê em casa A família deve receber mãe e bebê num ambiente de amor e respeito. Cuidado e protegido, o bebê se sente seguro e com energia para viver. Ajudada nas tarefas da casa, a mãe pode cuidar

Leia mais

Fazendo a digestão. A voz do professor. A voz do professor. De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis?...

Fazendo a digestão. A voz do professor. A voz do professor. De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis?... A U A UL LA Fazendo a digestão Atenção De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis? Nosso corpo é semelhante a um carro. Como você acha que conseguimos energia para viver? Um corpo

Leia mais

RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE.

RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE. RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE. 1. DOENÇA CELIACA É uma doença que causa inflamações nas camadas da parede do intestino delgado,

Leia mais

Projeto Planeta Azul Ponto de Apoio Especial sobre Alimentação

Projeto Planeta Azul Ponto de Apoio Especial sobre Alimentação Projeto Planeta Azul Ponto de Apoio Especial sobre Alimentação (...) A verdade, em matéria de saúde, está na adaptação e no respeito à Natureza (...). Mokiti Okada Para uma alimentação saudável, podemos

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE

FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE União Metropolitana de Educação e Cultura Faculdade: Curso: NUTRIÇÃO FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE Disciplina: INTRODUÇÃO A NUTRIÇÃO Carga horária: Teórica 40 Prática 40 Semestre: 1 Turno:

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de dois anos

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de dois anos MINISTÉRIO DA SAÚDE Dez passos para uma alimentação saudável para crianças brasileiras menores de dois anos Brasília DF 2010 Apresentação A alimentação saudável é fundamental para garantir a saúde e o

Leia mais

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL?

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? O Ministério da Saúde está lançando a versão de bolso do Guia Alimentar para a População Brasileira, em formato de Dez Passos para uma Alimentação Saudável, com o objetivo

Leia mais

Dieta. Lanche da manhã. Almoço. Café da manha:

Dieta. Lanche da manhã. Almoço. Café da manha: Café da manha: Dieta opção 1 1 xíc. (chá) de café com leite desnatado 1 pão francês sem miolo na chapa com 1 col. (sopa) rasa de margarina ou 1 fatia de queijo fresco ½ xíc. (chá) de cereal 1 xíc. (chá)

Leia mais

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família. Brasília, 08 de Agosto de 2008

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família. Brasília, 08 de Agosto de 2008 Oficina de Promoção da Alimentação Saudável para Agentes Comunitários de Saúde III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família Brasília,

Leia mais

CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO

CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO SENADO FEDERAL CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuidados com a alimentação apresentação Uma boa saúde é, em grande parte, resultado de uma boa alimentação. Há muita verdade no dito

Leia mais

HIGIENE BUCAL PARA BEBÊS

HIGIENE BUCAL PARA BEBÊS HIGIENE BUCAL PARA BEBÊS Deve-se pensar em higiene bucal do bebê desde o momento em que se introduz alguma coisa que não esteja esterilizada em sua boca, como por exemplo o bico do peito. A higiene, enquanto

Leia mais

Kelly Chaves - Nutricionista

Kelly Chaves - Nutricionista Kelly Chaves - Nutricionista Alimentos Saudáveis e Funcionais Substâncias consideradas funcionais Alimentos mais consumidos Boas fontes alimentares de cálcio A Importância do Cálcio na Nutrição O que são

Leia mais

Preferências alimentares individuais; Disponibilidade dos alimentos no mercado; Influência das propagandas no mercado, na televisão.

Preferências alimentares individuais; Disponibilidade dos alimentos no mercado; Influência das propagandas no mercado, na televisão. Nutrição na Infância e Adolescência A alimentação e a nutrição constituem requisitos básicos para a promoção e a proteção da saúde, possibilitando a afirmação plena do potencial de crescimento e desenvolvimento

Leia mais

Desenvolvimento fetal e exames ultrassonográficosde relevância no pré-natal

Desenvolvimento fetal e exames ultrassonográficosde relevância no pré-natal Desenvolvimento fetal e exames ultrassonográficosde relevância no pré-natal Dra. Tatiane Bilhalva Fogaça Médica Obstetra especialista em Medicina Fetal pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia

Leia mais

ALEITAMENTO MATERNO 1

ALEITAMENTO MATERNO 1 ALEITAMENTO MATERNO ALEITAMENTO MATERNO 1 AMAMENTAÇÃO UM ATO DE AMOR Um bom alimento é fundamental para o desenvolvimento da criança. E o melhor alimento do mundo para o bebê é o leite materno. O leite

Leia mais

COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES

COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES Muitas pessoas já ouviram falar deles. Algumas podem até imagine que colesterol e triglicérides sejam sinônimos de doença. Para desfazer a imagem de vilões que essas duas substâncias

Leia mais

SABOR. NUMEROSem. Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde.

SABOR. NUMEROSem. Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde. SABOR Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde. Conteúdo produzido pela equipe de Comunicação e Marketing do Portal Unimed e aprovado pelo coordenador técnico-científico:

Leia mais

A ROTULAGEM DE ALIMENTOS PROMOVENDO O CONTROLE SANITÁRIO E A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

A ROTULAGEM DE ALIMENTOS PROMOVENDO O CONTROLE SANITÁRIO E A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Prefeitura Municipal do Natal Secretaria Municipal de Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Setor de Vigilância Sanitária Distrito Sanitário Oeste Núcleo de Vigilância Sanitária A ROTULAGEM DE ALIMENTOS

Leia mais

O ritmo acelerado de emagrecimento é observado até o terceiro mês, e a partir daí, passa a ser mais lento.

O ritmo acelerado de emagrecimento é observado até o terceiro mês, e a partir daí, passa a ser mais lento. Manual de Orientação Nutricional na Cirurgia Bariátrica- GCBV Elaborado por: Célia Ap Valbon Beleli Nutricionista CRN3.1501 Especialista em Obesidade e Emagrecimento Nutricionista do Grupo de Cirurgia

Leia mais

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL A promoção da alimentação saudável é uma diretriz da Política Nacional de Alimentação e Nutrição e uma das prioridades para a segurança alimentar e nutricional

Leia mais

SAUDÁVEL LANCHEIRA. Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA.

SAUDÁVEL LANCHEIRA. Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA. LANCHEIRA SAUDÁVEL Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA. Não é para menos: Muito mais que o momento das brincadeiras, o lanchinho entre as

Leia mais

NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE. Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011

NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE. Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011 NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011 Definição e estimativa Envelhecer significa conviver com as alterações próprias prias da idade.

Leia mais

Vida bem estar. Menu Semanal e Lista de Compras. Para uma alimentação saudável!

Vida bem estar. Menu Semanal e Lista de Compras. Para uma alimentação saudável! Vida bem estar Menu Semanal e Lista de Compras Para uma alimentação saudável! Vida bem estar Lista de Compras Lista de Compras Frutas Abacate Banana Maçã Tomate Frutas secas Damasco Banana Abacaxi Ameixa

Leia mais

PROJETO PROMOÇÃO DA SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR

PROJETO PROMOÇÃO DA SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR PROJETO PROMOÇÃO DA SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR A Diabetes afeta cerca de 366 milhões de pessoas em todo o mundo e cerca de 1 milhão de Portugueses. A cada 7 segundos morre no Planeta Terra

Leia mais

VALOR NUTRITIVO DA CARNE

VALOR NUTRITIVO DA CARNE VALOR NUTRITIVO DA CARNE Os alimentos são consumidos não só por saciarem a fome e proporcionarem momentos agradáveis à mesa de refeição mas, sobretudo, por fornecerem os nutrientes necessários à manutenção

Leia mais

Rua Rio Grande do Norte 57 sala 407 Bairro Santa Efigênia Belo Horizonte MG. Telefone: (31) 3226-7997 www.nutricio.com.br

Rua Rio Grande do Norte 57 sala 407 Bairro Santa Efigênia Belo Horizonte MG. Telefone: (31) 3226-7997 www.nutricio.com.br Esta é uma publicação da Nutrício Reeducação Alimentar e Emagrecimento que tem por objetivo fornecer informações a respeito dos cuidados nutricionais pré e pós cirúrgicos. As informações contidas neste

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA SE ADQUIRIR HÁBITOS SAUDÁVEIS

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA SE ADQUIRIR HÁBITOS SAUDÁVEIS ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA SE ADQUIRIR HÁBITOS SAUDÁVEIS Sumário Introdução... 3 1 - A importância da Água... 4 2 - Organizando a sua alimentação diária... 6 3 A eliminação... 7 4 Sugestões de óleos... 8

Leia mais

Menos calorias com alimentação termogenica

Menos calorias com alimentação termogenica Menos calorias com alimentação termogenica Eliane Petean Arena Nutricionista CRN Rua : Conselheiro Antonio Prado N: 9-29 Higienópolis Bauru - SP Telefone : (14) 3243-7840 ALIMENTOS TERMOGENICOS Todo alimento

Leia mais

saúde envelhecer melhor Uma dieta rica em nutrientes contribui positivamente para um envelhecimento saudável Comer bem para

saúde envelhecer melhor Uma dieta rica em nutrientes contribui positivamente para um envelhecimento saudável Comer bem para saúde Sinal Canal de Comunicação da Sistel para os Usuários de Saúde Ano I - Nº 3 - Setembro 2014 Comer bem para envelhecer melhor Uma dieta rica em nutrientes contribui positivamente para um envelhecimento

Leia mais

ALIMENTAÇÃO NO VERÃO

ALIMENTAÇÃO NO VERÃO ALIMENTAÇÃO NO VERÃO 1 - Quais os alimentos devem ser privilegiados no verão e quais devem ser evitados? Os alimentos que devem ser privilegiados no verão são as frutas, verduras e legumes, pois são ótimas

Leia mais

Apresentação. O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos

Apresentação. O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos Valor Energético É a energia produzida pelo nosso corpo proveniente dos carboidratos, proteínas e gorduras totais. Na rotulagem

Leia mais

NUTRIÇÃO BASEADA EM PLANTAS

NUTRIÇÃO BASEADA EM PLANTAS NUTRIÇÃO BASEADA EM PLANTAS COMER SAUDÁVELMENTE SEM PRODUTOS DERIVADOS DE ANIMAIS INTRODUÇÃO: Cada vez mais, por variadas razões, as pessoas querem reduzir o consumo de produtos de origem animal. Seja

Leia mais

Você sabe os fatores que interferem na sua saúde?

Você sabe os fatores que interferem na sua saúde? DICAS DE SAÚDE 2 Promova a sua saúde. Você sabe os fatores que interferem na sua saúde? Veja o gráfico : 53% ao estilo de vida 17% a fatores hereditários 20% a condições ambientais 10% à assistência médica

Leia mais

Alimentação para o bom humor

Alimentação para o bom humor Alimentação para o bom humor Muitas pessoas não sabem o valor que uma boa alimentação tem no nosso dia a dia. É fundamental se preocupar com isso, pois os alimentos têm influência direta na nossa qualidade

Leia mais

Dicas para uma alimentação saudável

Dicas para uma alimentação saudável Dicas para uma alimentação saudável NECESSIDADE FISIOLÓGICA ATO DE COMER SOCIABILIZAÇÃO Comida Japonesa PRAZER CULTURAL Alimentação aliada à saúde Hábitos alimentares pouco saudáveis desde a infância,

Leia mais

Mesomorfo, Ectomorfo ou Endomorfo? Qual o seu tipo físico?

Mesomorfo, Ectomorfo ou Endomorfo? Qual o seu tipo físico? Mesomorfo, Ectomorfo ou Endomorfo? Qual o seu tipo físico? Você provavelmente já notou que seu corpo não é o mesmo que o de seus amigos ou colegas de trabalho. Algumas pessoas tendem a ser mais magras

Leia mais

24 Alimentos para Combater a CELULITE

24 Alimentos para Combater a CELULITE 24 Alimentos para Combater a CELULITE Agradecimento e Informações Muito obrigado por baixar nosso guia com orientações sobre a prevenção e combate a celulite. Nosso objetivo é colaborar com a divulgação

Leia mais

Universidade do Sul de Santa Catarina Curso de Cosmetologia e Estética Unidade de Aprendizagem: Técnicas de Massagem Terapêutica Prof.

Universidade do Sul de Santa Catarina Curso de Cosmetologia e Estética Unidade de Aprendizagem: Técnicas de Massagem Terapêutica Prof. MASSAGEM PARA GESTANTE E SHANTALA Universidade do Sul de Santa Catarina Curso de Cosmetologia e Estética Unidade de Aprendizagem: Técnicas de Massagem Terapêutica Prof.ª Daniella Koch de Carvalho SHANTALA

Leia mais

47 Por que preciso de insulina?

47 Por que preciso de insulina? A U A UL LA Por que preciso de insulina? A Medicina e a Biologia conseguiram decifrar muitos dos processos químicos dos seres vivos. As descobertas que se referem ao corpo humano chamam mais a atenção

Leia mais

Tá na mesa! Quando crianças, quase todos nós ouvimos. www.interaulaclube.com.br. Alimentação x saúde

Tá na mesa! Quando crianças, quase todos nós ouvimos. www.interaulaclube.com.br. Alimentação x saúde A U A UL LA Tá na mesa! Os nutrientes encontrados nos alimentos são proteínas, lipídios, carboidratos, vitaminas e sais minerais. Quando crianças, quase todos nós ouvimos a frase coma tudo, que é pra você

Leia mais

maleato de trimebutina

maleato de trimebutina maleato de trimebutina Althaia S.A. Indústria Farmacêutica Cápsulas Gelatinosas Mole 200 mg maleato de trimebutina Medicamento genérico Lei n o 9.787, de 1999. I IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO APRESENTAÇÃO:

Leia mais