Stress. Oficina de Psicologia

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Stress. Oficina de Psicologia www.oficinadepsicologia.com"

Transcrição

1 Stress Oficina de Psicologia

2 O que é o STRESS? O Stress é um processo complexo através do qual o nosso organismo responde aos acontecimentos que fazem parte da vida do dia-a-dia, e que são susceptíveis de ameaçar ou de pôr em causa o nosso bemestar. Denomina-se stress a um estado de tensão que causa uma ruptura no equilíbrio interno do organismo. É por isso que às vezes, em momentos de desafios, o nosso coração bate rápido demais, o estômago não consegue digerir a refeição e as insónias ocorrem. Em geral, o corpo funciona em sintonia, como uma grande orquestra. Deste modo, o coração bate no ritmo adequado às suas funções, e os pulmões, fígado, pâncreas e estômago têm seu próprio ritmo que se equilibra com o de outros órgãos. A orquestra do corpo toca ao ritmo da vida com um equilíbrio preciso. Mas quando o stress ocorre esse equilíbrio, chamado de homeostase, é quebrado e perde-se a sintonia entre os vários órgãos do corpo. Cada um trabalha num compasso diferente devido ao fato de que alguns órgãos precisam trabalhar mais e outros menos para poderem lidar com o problema. Como, por natureza, temos o impulso de buscar sempre o equilíbrio, automaticamente é feito um esforço especial para se restabelecer a homeostase interior. Tal esforço é uma 2

3 resposta adaptativa do ser humano e às vezes exige um considerável desgaste e utilização de reservas de energia física e mental. Quando conseguimos utilizar estratégias de enfrentamento para restabelecer a ordem interior, o stress é eliminado e voltamos ao normal, mas quando tal não é possível, o stress instala-se afectando todo o organismo a nível físico e psicológico e a orquestra começa a tocar de forma muito desafinada... Fases do Stress O processo de stress passa por três fases, sendo que cada uma envolve uma sintomatologia diferenciada,acompanhada de mudanças hormonais correspondentes: 1) Alerta, 2) Resistência 3) Exaustão. 3

4 A fase de alerta caracteriza-se por reações do sistema nervoso simpático, quando o organismo percebe o evento stressante. A resistência apresenta-se quando este evento stressante permanece presente por períodos prolongados ou se é de grande dimensão. Na fase de exaustão, o stress ultrapassou a possibilidade do indivíduo conviver com ele e está associado a diversos problemas como úlceras, gengivites, psoríase, hipertensão arterial, depressão, ansiedade, problemas sexuais, entre outros. Como saber se atingiu o limite? A grande maioria das pessoas têm nas suas vidas uma fonte de stress grande e permanente, como uma ocupação ou trabalho complicados ou uma situação familiar conflituosa, que constantemente afetam o seu equilíbrio interior. Nestes casos o processo do stress constitui-se num ciclo de altos e baixos, em que a pessoa consegue, com esforço, restabelecer o equilíbrio, este é quebrado novamente e mais uma vez é restabelecido temporariamente. Isto pode-se prolongar por anos, até que um dia a sua energia adaptativa esgota-se e, não tendo mais como resistir, começa a adoecer. Para outras pessoas, o fim da resistência é mais rápido, pode levar alguns dias. Quando não se consegue mais lidar com a tensão emocional, o corpo e a mente dão sinais visíveis de alerta. A memória começa a falhar, coisas pequenas são esquecidas como se nunca tivessem acontecido. Não se consegue lembrar fatos, nomes ou tarefas, mesmo as mais simples. O outro sinal do corpo é acordar de manhã, após uma boa noite de sono, muito cansado. 4

5 A sensação de desgaste físico e mental, acompanhada de falhas de memória, questionamento sobre a nossa própria competência, apatia e desinteresse pelas coisas que antes davam prazer constituem-se em sinais de que a tensão é excessiva. O primordial é saber controlar o stress de tal modo que ele não ultrapasse a nossa zona de conforto, o nosso limite de tolerância e resistência. 5

6 Quais são os sintomas? Se nada é feito para aliviar a tensão, então o organismo, já sem energia para enfrentar o problema, enfraquece e uma série de doenças começa a aparecer, como gripes, gastrite, problemas dermatológicos etc. Caso o stress continue, a pessoa cada vez mais se sentirá exausta, sem energia, depressiva, com crises de ansiedade e desânimo. Surgem a auto-dúvida, a inabilidade para se concentrar e trabalhar. Às vezes pesadelos ocorrem. Na área física, muitos tipos de doenças podem ocorrer, dependendo da herança genética da pessoa. Uns adquirem úlceras, outros desenvolvem hipertensão, outros ainda têm crises de pânico, de herpes, de psoríase, entre outras. A partir daí, sem tratamento especializado e de acordo com a constituição da pessoa, existe o risco de ocorrerem problemas graves, como enfarte, derrames, etc. Não é o stress que causa estas doenças, mas ele propicia o desencadeamento daquelas para as quais a pessoa já tinha uma predisposição ou, ao reduzir a defesa imunológica, ele abre espaço para que doenças oportunistas se manifestem. 6

7 Emocionais Físicos Ansiedade Preocupação excessiva Culpa Irritabilidade Desesperança Sensação de que nada nos dá prazer Nervosismo Agitação Mau humor Irritabilidade Impaciência Diminuição das defesas do organismo, Problemas cardíacos e gastrointestinais, Alergias, asma, diabetes, Tensão muscular, mãos frias e suadas, Dor de cabeça ou enxaqueca, Problemas de pele, Queda de cabelo anormal Insónia Fadiga ou perda de energia quase todos os dias 7

8 Comportamentais Crises de choro Isolar-se Fechar-se em casa Ataques de zanga Ausência de realização de atividades que davam prazer Incapacidade de lidar com as tarefas diárias Consumo de álcool e drogas Problemas de concentração e de memória Cometer mais erros que o habitual, esquecimentos Sensação de perda do controlo. Pensamentos Sentir-se um falhado Auto-criticar-se frequentemente Pensamento de que não é possível ser ajudado Pessimismo em relação ao futuro Perda de confiança e auto-imagem negativa Pensamentos enviesados E tem consequências graves? Sim! Exaustão emocional Esgotamento físico Reações Exageradas Agravamento de problemas físicos Desorganização, dificuldade em tomar decisões E de onde vem o stress? Conflitos relacionais Conflitos profissionais Burnout Perturbações Depressivas Perturbações de Ansiedade 8

9 Existem vários tipos de fontes de stress e muitas vezes o que stressa uma pessoa não stressa outra. Para facilitar a identificação do que cria o stress, dividimos as fontes em duas categorias: fontes externas e internas. As fontes externas são constituídas por tudo aquilo que ocorre nas nossas vidas e que vêm de fora do nosso organismo: a profissão, a falta de dinheiro, discussões, assaltos, perdas, falecimentos. Tudo o que exija do organismo uma maior adaptação cria stress. Segundo a definição, compreende-se que não são somente os acontecimentos negativos que dão origem ao stress. Determinados eventos, mesmo que nos tragam muita felicidade, podem também exigir uma grande adaptação e, por isso, tornam-se fontes positivas de stress. As fontes externas são mais fáceis de serem identificadas porque são passíveis de observação objetiva de qualquer um. Um dos pontos mais importantes que se deve observar para aprender a lidar com o stress é justamente conseguir perceber e eliminar algumas fontes de stress que estejam ao nosso alcance. As fontes internas referem-se à nossa fábrica particular de stress, ao nosso modo de ser, às nossas crenças, valores e modo de agir. Estratégias de auto-ajuda para lidar com o Stress TOP 4 DICAS de AUTO-AJUDA 9

10 Para saber se o stress alcançou um nível excessivo, faça uma reflexão sobre os temas abaixo. 1. Avalie seu corpo. Tem tido: dores musculares; dor de cabeça; ombros tensos; hiperacidez estomacal; maxilares contraídos. Quando o corpo sofre, o stress alcançou um nível excessivo. O corpo pede ajuda. 2. Avalie suas emoções. Tem sentido: apatia, vontade de fugir de tudo; tédio, desinteresse; raiva; ansiedade. Quando os sentimentos estão tumultuados, é difícil ser feliz. 10

11 3. Preste atenção aos seus relacionamentos. Tem experimentado: irritabilidade; vontade de não conversar com amigos; desilusão com todos. Quando se está com stress, os relacionamentos ficam abalados. 4. Preste atenção ao seu mundo psicológico. Quando a vida passa a não ter sentido, pode significar que o stress está a ser excessivo.. Dica de auto-ajuda: Desafio/Disputa a) Elabore uma tabela contendo três colunas, como no exemplo: Situação Pensamento Reação (emocional; física) (...) Deve fazer o registo durante uma semana, todos os dias, de todos os factos importantes: na primeira coluna relate uma situação que o tenha stressado naquele 11

12 dia; na segunda coluna descreva o que pensou no momento em que ocorreu a situação, tudo que tenha passado na sua cabeça; e na terceira coluna, a reação (choro, raiva, ansiedade...). Assim que já tiver algumas situações reais que possam servir para apurar padrões, repare com atenção no que escreveu. Consegue aperceber-se de uma relação directa entre aquilo que pensa e a forma como se sente? De facto, em larga medida, o que o que controla as reações emocionais são os pensamentos e o modo como se julga as situações do dia-a-dia. 12

13 b) Crie uma nova tabela, agora com cinco colunas: Situação Pensamento Reação Disputa/Desafio Efeito (...) Disputa/Desafio: é o questionamento que deve fazer a cada pensamento irracional registado na tabela anterior. O desafio é fazer perguntas racionais do tipo: Será que isto é tão mau assim? Existe outra explicação para isto? Este pensamento é real? Este pensamento vai-me ajudar a resolver o problema? Isto ajuda-me a ficar tranquilo? Cada pessoa pode ter seu próprio desafio, mas deve ser sempre uma frase mental racional, lógica, que retire a pessoa dos julgamentos e interpretações irracionais e coloque uma dose de bom senso e clareza nos seus pensamentos. Transcreva o conteúdo das três colunas que já tem e então, para cada situação/pensamento/reação, coloque um pensamento mais racional na coluna disputa/desafio. Na realidade, estará a desafiar o seu pensamento irracional. 13

14 A última coluna efeito - é para que, depois de praticar esta reestruturação cognitiva, repare nos efeitos da mudança no seu sistema de crenças e registe esses ganhos. Para entender e absorver estes conceitos deverá colocar estes registos e desafios em prática por algumas semanas até que se tornem automáticos. TOP 4 pilares de controlo de stress Pilar 1 Alimentação Alimentação: a fim de repor os nutrientes perdidos durante os períodos de stress. Sabia que a sua alimentação tem um impacto direto na forma como se sente? Tenha por isso como objetivo ter uma dieta equilibrada em proteínas, hidratos de carbono complexos, frutas e legumes. Por vezes, a presença de intensa fadiga deve-se a uma ausência de nutrientes e enzimas essenciais. Não saltar as refeições, consumir hidratos de carbono complexos (como batatas cozidas, massas de trigo integral, arroz, aveia e bananas), aumentar o consumo de alimentos ricos em vitaminas do complexo B (como laranjas, verduras, feijão frango e ovos) poderão ajudar a aumentar a sua sensação de bem-estar e prazer e diminuir o cansaço, stress e irritação. Pilar 2 Relaxamento - Relaxamento: a fim de reduzir a tensão mental e física que sempre acompanha o stress; - Mindfulness: o mindfulness é uma prática mental que consiste no foco da atenção de uma maneira particular de propósito, no momento presente e sem julgamento. 14

15 Muitas perturbações de humor estão ligadas a um direcionamento enviesado da atenção, sobretudo a depressão, em que o foco da atenção está direcionado para as situações de falhanço e a pessoa tem menor capacidade de captar os acontecimentos positivos. Assim, propomos-lhe que realize um pequeno exercício de meditação durante 1 minuto diariamente. Para começar, peça para não ser interrompido durante a realização deste exercício. Sente-se numa posição confortável, com os pés assentes no chão e com uma postura direita, mas não demasiado rígida. Coloque as suas mãos simetricamente sobre o colo ou sobre as pernas e utilize um relógio/despertador que no final do tempo emita um sinal sonoro e marque 1 minuto. Feche os olhos e foque apenas a sua atenção na respiração momento a momento. Sinta apenas os movimentos de ar e concentre-se na forma como inspira e expira. Mesmo durando o exercício apenas 1 minuto, ao fim de um momento, é natural que a sua mente comece a fugir para outros pensamentos que não a respiração não faz mal, não significa que esteja a fazer o exercício mal; simplesmente quando se aperceber de que descentrou a sua atenção da respiração, aceite essa fuga com uma postura de não julgamento e traga a sua mente novamente de volta à sua respiração. Não faz mal sorrir durante o exercício, não se preocupe em procurar uma postura de meditação simplesmente relaxe e siga estes passos. 15

16 Quando o minuto terminar e abrir os olhos lentamente, note como se está a sentir nesse momento talvez um pouco mais fresco e mais acordado, com a mente um pouco mais aberta. Este é um bom exercício para iniciar a prática de mindfulness. Aos poucos e poucos, convidamo-lo a que procure mais exercícios e comece a praticar meditação. Isto irá ajudá-lo a distanciar-se da corrente de pensamentos que diariamente o preenche, e irá ajudá-lo a descobrir que pensamentos não são factos são apenas pensamentos! E o simples facto de reconhecer os seus pensamentos como pensamentos pode ajudá-lo a libertar-se das realidades distorcidas que os pensamentos frequentemente criam. 16

17 Pilar 3 Exercício Físico Exercício Físico: o stress naturalmente prepara o corpo para a ação e os exercícios ajudam a eliminar a prontidão gerada pelo stress. Estudos demonstram que o exercício físico constitui uma poderosa ferramenta para lidar com o stress. Permite eficazmente diminuir os sentimentos de fadiga, potenciar o crescimento celular no cérebro e de neurotransmissores associados ao humor e endorfinas, reduzir o stress e aliviar a tensão muscular, dormir melhor Lembre-se também de integrar o exercício físico no seu dia-a-dia: suba as escadas em vez do elevador, estacione o carro numa zona mais distante, passeie com o seu cão enquanto caminha, caminhe enquanto está a falar ao telefone O segredo é escolher atividades de que goste, assim será mais fácil envolver-se nelas! 17

18 Pilar 4 Reestruturação Cognitiva e emocional Reestruturação de aspectos emocionais e cognitivos: refere-se a conhecer-se a si mesmo e a mudar o modo stressante de pensar, sentir e agir. Pensamentos errados : um modo stressante de pensar O modo como interpretamos determinados eventos ao longo da vida, o modo como pensamos sobre as situações, o mundo e as pessoas, podem gerar e até piorar o nosso estado de stress. Como? O exemplo a seguir ilustra claramente como os pensamentos e as nossas crenças pessoais podem influenciar a reação ante uma situação: Imagine que alguém está a andar na rua com um amigo e de repente surge um cão. Um reage com medo, foge, grita e o outro faz uma festinha ao cão. O que difere no modo de reagir destas duas pessoas perante este estímulo que é o cão? A reação positiva ou negativa é motivada pelo tipo de interpretação que fazemos da situação, e o mais incrível é que interpretações e julgamentos ocorrem em inúmeras situações no dia-adia sem tomarmos consciência dos possíveis efeitos que esses julgamentos trazem às nossas emoções. Os pensamentos controlam as emoções e a força do pensamento e o tipo de interpretação que se faz dos estímulos pode fazer com que se produza o stress. 18

19 Crenças Racionais e Irracionais As crenças são um dos fatores mais poderosos do ser humano, pois a pessoa é aquilo que acredita ser. As crenças são uma espécie de filtro das situações vivenciadas que tem como função interpretar, julgar, classificar e processar as informações e emoções de cada situação. Existem crenças racionais, as crenças fortalecedoras que dão à pessoa condições de analisar realística e objetivamente os problemas e encontrar soluções plausíveis ou até mesmo adaptar-se e aceitar uma situação problemática. Pode-se dizer que as crenças racionais são as que proporcionam condições básicas para o ser humano enfrentar o stress, resolver os seus problemas e tolerar frustrações. Já as crenças irracionais são uma maneira distorcida e disfuncional de julgar as situações que estão ligadas a uma tendência da pessoa a julgar negativamente a si mesma, o mundo e as pessoas. Estas crenças são limitadoras do desenvolvimento humano e normalmente geram frustrações, ansiedade e stress. 19

20 Identifique as 12 Crenças que provocam Stress E passe do Irracional ao Racional! Crença 1 Algumas pessoas apresentam a crença irracional de que devem ser estimadas ou aprovadas por todas as pessoas real ou virtualmente importantes na sua vida; são pessoas que normalmente se motivam por meio da aprovação externa e que dificilmente dizem não por temerem desagradar os outros e por quererem garantir sempre aprovação. Exemplo: A pessoa esforça-se ao máximo para conseguir agradar no trabalho e espera ser reforçada, ou seja, aprovada pelo seu chefe ou colegas. Como a aprovação nem sempre existe, quando essa pessoa não é aprovada ou ainda recebe uma reprovação, pode ter as seguintes crenças: Crença irracional: Que chatice! Fiz tanto! eles não poderiam ter feito isto comigo, eu não posso aceitar, acho que não consigo mais motivar-me neste ambiente, só não saio daqui pois está difícil conseguir um emprego. Crença racional: Não estou feliz por ter sido reprovada, certamente eu não merecia isto, mas também não é o fim do mundo... Reações: Tensão, angústia, frustração, raiva, crescente sentimento de insatisfação, stress. 20

21 Crença 2 Existe a crença de que se deve ser plenamente competente, adequado e realizado sob todos os aspectos possíveis, para que possa considerar-se digno de valor. Isto é uma verdadeira armadilha, já que não se pode acertar sempre. Situação: A pessoa tem que fazer uma tarefa, mas como acha que deve ser plenamente competente, o seu nível de exigência fica muito alto e tem um comportamento extremamente perfeccionista. A tarefa torna-se uma missão impossível. Crença irracional: Procuro fazer sempre tudo certinho, mas mesmo assim não consigo o que quero. Crença racional: Devo fazer o melhor que posso, mas devo diminuir o meu grau de exigência para que possa concluir a tarefa e sobreviver sem me stressar tanto. Reação: Culpa, desvalorização pessoal, baixa autoestima, ansiedade, stress. 21

22 Crença 3 É horrível e catastrófico quando as coisas não acontecem do modo como eu gostaria muito que acontecessem. Esta crença pressupõe um mundo perfeito em que as outras pessoas ajam conforme a sua vontade, que não difiram da sua opinião e que os planos sejam seguidos à risca e os seus resultados atingidos custe o que custar; portanto, neste admirável mundo não vão existir frustrações e decepções. Situação: Qualquer situação em que houve um planeamento ou uma preconcepção do que se gostaria que ocorresse. Crença irracional: Não posso acreditar nisto! Isto é terrível! Isto é um problema enorme! É inadmissível! Crença racional: Foi mau não ter conseguido o que eu esperava, mas não é a pior coisa do mundo, posso tentar novamente, as coisas nem sempre são como gostaríamos que fossem ou não podemos ter um controle absoluto e perfeito sobre tudo. Reação: Irritação, briga, raiva, discussão, ansiedade, stress... 22

23 Crença 4 Certas pessoas são más, perigosas ou desprezíveis e deveriam ser censuradas e punidas pelas suas maldades. Situação: A pessoa espera um comportamento de alguém que não corresponde a essa expectativa. Crença irracional: Que chatice! combinamos encontrar-nos aqui e ele não está! Para quê combinar então? Ele nem se importa comigo! Crença racional: Nem sempre as pessoas vão tentar o máximo e fazer o melhor que podem. Reação: Raiva, desprezo, sensação de desrespeito e ameaça, stress... Crença 5 A infelicidade humana é causada por razões externas e as pessoas têm pouca ou nenhuma capacidade de controlar o seu sofrimento e preocupações. Situação: O próprio pânico que se instalou nalgumas pessoas diante das dificuldades do nosso tempo. Crença irracional: O que fazer neste caos? Recessão, desemprego, falta de perspectivas?! Não dá para controlar, vamos explodir! Crença racional: A situação está difícil, mas preciso reagir, deve haver alguma coisa para ser feita... Reação: Ansiedade, desânimo, depressão, stress... 23

24 Crença 6 Se alguma coisa é, ou pode ser, perigosa ou apavorante, a pessoa deve ficar tremendamente preocupada e pensar persistentemente na possibilidade dessa coisa acontecer. Situação: Provável possibilidade de fracasso ou grande frustração. Crença irracional: Confusão! Não consigo parar de pensar! Os planos que eu tinha devem ser abandonados, os meus compromissos não serão por mim honrados. Crença racional: Devo tomar cuidado, precaver-me, fazer tudo que estiver ao meu alcance para evitar esta situação. Reação: Desespero, confusão, ansiedade, culpa, stress... Crença 7 É mais fácil evitar do que enfrentar certas dificuldades e responsabilidades pessoais na vida. Situação: Uma situação que a pessoa se ache incapaz de resolver e em que se deixe levar por sentimentos de insegurança. Crença irracional: Como não me acho capaz de resolver estes problemas e tenho pouca estrutura emocional para este tipo de coisas, o melhor é deixar como está para ver como é que fica. Crença racional: Devo-me acalmar e preciso enfrentar esta situação mesmo que seja difícil, pois existe sempre uma primeira vez e não preciso cobrar-me tanto. Reação: Bloqueio, tensão, negação, ansiedade, stress... 24

25 Crença 8 Uma pessoa é dependente das outras e precisa de alguém mais forte do que ela para poder confiar e apoiar-se. Esta crença ocorre quando uma pessoa coloca a sua própria felicidade nas mãos de alguém filhos, marido/esposa etc. Situação: O marido foi severo e criticou duramente a sua esposa. Crença irracional: Ele não tinha este direito! Ele é mau! Ele destruiu a minha alegria! Ele tem vergonha de mim e eu sinto-me tão frágil! Crença racional: Ele não tem este direito, portanto não vou permitir que tenha esta reação e serei assertiva. Reação: Tristeza, sensação de rejeição, fraqueza, insegurança, stress... Crença 9 O passado de uma pessoa é o determinante pessoal de seu comportamento atual e, pelo fato de alguma coisa ter afetado seriamente a vida da pessoa, deverá influir indefinidamente sobre ela. Situação: Qualquer fato que reforce essa crença já existente ou uma situação de conflito. Crença irracional: Fui criado assim, desde criança esperam que eu seja o bonzinho. Como poderia ser diferente? Crença racional: Não preciso ver isto como uma fatalidade na minha vida e sim como uma possibilidade de eu reagir de forma diferente e aprender com a situação que se repete. Reação: Passividade, frustração, impotência... 25

26 Crença 10 Uma pessoa deve ficar extremamente preocupada com os problemas de outras pessoas. Esta é a típica crença de pessoas que têm reação de esponja aos problemas de pessoas próximas ou tomam para si as dores do mundo, misturando-se ao caos e sofrimento em vez de estarem envolvidas, comprometidas, mas sem sofrer pelo outro, para assim poderem ajudar. Situação: Parente que perdeu o emprego ou situação semelhante. Crença irracional: Pobre coitada, ela não merecia isto, tão boa que ela é! Isto não me sai da cabeça, estou revoltada! Crença racional: Fico triste por isto ter acontecido, vou ver o que posso fazer. Reação: Ansiedade, irritação, stress... Crença 11 Existe sempre uma solução correta, precisa e perfeita para os problemas humanos, e é uma catástrofe quando a solução exata não é encontrada. Esta é a crença das pessoas com um perfil perfecionista, muito exigentes, autocríticas e que se auto-punem. Situação: Quando ocorrem erros. Crença irracional: O que eu fiz de errado? Se eu tivesse pensado melhor antes, isso não teria ocorrido! Eu simplesmente não posso aceitar. Crença racional: É a errar que se aprende, tenho direito de errar... Reação: Culpa, ansiedade, sensação de derrotismo, reforço do perfeccionismo, stress... 26

27 Crença 12 Deve-se ter um controle absoluto e perfeito sobre as coisas. Esta é uma das piores crenças de deveres absolutistas que exercem um grau terrível de pressão e tensão internos na pessoa. Além das cobranças externas a que todos estão submetidos, existe ainda esta necessidade de controle interno. É como se a pessoa, não podendo deter o controle, se deparasse com a sua insegurança. Situação: Normalmente pessoas com essa crença tentam estabelecer um controle sobre tudo. Crença irracional: Tenho que apresentar este seminário, tem que ser o excelente, o professor tem que gostar, e se for assim terei boas oportunidades e possivelmente um bom emprego. Caso contrário, será horrível. Crença racional: É importante planear, mas se algo sair fora do planeado, não é preciso ficar tão preocupado. O que de pior pode acontecer? Reação: Tensão, perfeccionismo, ansiedade, STRESS... Se apresentar pelo menos 3 destas crenças, provavelmente estará a sentir muito stress, ansiedade e sofrimento pessoal e será importante procurar ajuda psicoterapêutica. 27

28 Nota final As técnicas descritas são uma rápida e resumida visão de que existem saídas práticas para modificar o padrão dos pensamentos disfuncionais, mas é importante tornar claro que essas recomendações não substituem a psicoterapia. Para os casos em que o sofrimento é intenso ou existem fortes dificuldades de mudança de postura, é altamente recomendável que a pessoa procure ajuda psicológica de forma a desenvolver mais autocontrole, diminuir as suas fontes internas de stress e assim contribuir para o desejado bem-estar físico e psicológico. Este pequeno documento não visa substituir o acompanhamento por um profissional de saúde qualificado! Apenas se pretende clarificar aspectos do STRESS e dar visibilidade sobre pequenos actos que podem fazer toda a diferença, em termos de bem-estar. Salientamos que o stress é uma situação que se reveste de uma gravidade que pode ser muito séria e exigir medidas imediatas, por isso, não facilite. Em caso de dúvida, consulte um profissional de saúde mental. 28

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição IDENTIFICANDO A DEPRESSÃO Querida Internauta, Lendo o que você nos escreveu, mesmo não sendo uma profissional da área de saúde, é possível identificar alguns sintomas de uma doença silenciosa - a Depressão.

Leia mais

14 Dicas para Acabar com a Ansiedade e Depressão Despertar do Amor http://www.despertardoamor.com.br

14 Dicas para Acabar com a Ansiedade e Depressão Despertar do Amor http://www.despertardoamor.com.br 14 Dicas para Acabar com a Ansiedade e Depressão Despertar do Amor Este e-book é um dos BÔNUS que fazem parte do Processo Despertar do Amor. Para saber mais sobre este trabalho, acesse: INTRODUÇÃO O grande

Leia mais

A Saúde Mental dos Trabalhadores da Saúde

A Saúde Mental dos Trabalhadores da Saúde A Saúde Mental dos Trabalhadores da Saúde Tatiana Thiago Mendes Psicóloga Clínica e do Trabalho Pós-Graduação em Saúde e Trabalho pelo HC FM USP Perita Judicial em Saúde Mental Panorama da Saúde dos Trabalhadores

Leia mais

Des estresse! 01. Afinal de contas, o que é estresse?

Des estresse! 01. Afinal de contas, o que é estresse? Akira Nakao Des estresse! Você é competitivo, estressado, equilibrado, acomodado, tranquilo ou couraceiro? Lembra do material da nossa primeira semana? 01. Afinal de contas, o que é estresse? É um mecanismo:

Leia mais

O que é Distúrbio Bipolar Bipolar Disorder Source - NIMH

O que é Distúrbio Bipolar Bipolar Disorder Source - NIMH O que é Distúrbio Bipolar Bipolar Disorder Source - NIMH Distúrbio Bipolar, também conhecido como mania e depressão, é uma desordem do cérebro que causa mudanças não previstas no estado mental da pessoa,

Leia mais

Recupere. sono. o ritmo. Conselhos para pessoas que sofrem de insónia

Recupere. sono. o ritmo. Conselhos para pessoas que sofrem de insónia Recupere do sono o ritmo Conselhos para pessoas que sofrem de insónia Prefácio O sono é fundamental na vida de todos nós. Dormir não é um luxo, mas sim uma necessidade fisiológica que devemos respeitar.

Leia mais

Enf.ª Isabel Félix. Enfermeira responsável do Hospital de Dia de Especialidades Médicas Hospital Egas Moniz

Enf.ª Isabel Félix. Enfermeira responsável do Hospital de Dia de Especialidades Médicas Hospital Egas Moniz DEPRESSÃO i Enf.ª Isabel Félix Enfermeira responsável do Hospital de Dia de Especialidades Médicas Hospital Egas Moniz DEPRESSÃO Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu

Leia mais

DEPRESSÃO. Tristeza vs Depressão «Será que estou deprimido?» «Depressão?! O que é?»

DEPRESSÃO. Tristeza vs Depressão «Será que estou deprimido?» «Depressão?! O que é?» DEPRESSÃO Tristeza vs Depressão «Será que estou deprimido?» Em determinados momentos da nossa vida é normal experienciar sentimentos de «grande tristeza». Para a maioria das pessoas, tais sentimentos surgem

Leia mais

Administrando o Stress: o coração agradece

Administrando o Stress: o coração agradece Administrando o Stress: o coração agradece Lucia E. Novaes Malagris Professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro Presidente da Associação Brasileira de Stress Mortalidade - Brasil - Óbitos por

Leia mais

CENTRO NACIONAL EUROPASS

CENTRO NACIONAL EUROPASS CENTRO NACIONAL EUROPASS 1 Realize de seguida o seu diagnóstico e saiba qual a sua competência para Gerir o Stress: MOSTRA O QUE VALES EM TODA A EUROPA 2 O que é gerir o stress? É encontrar um equilíbrio

Leia mais

Indisciplina e Estratégias de Gestão de Conflitos 8ª Sessão Isabel Castro Lopes

Indisciplina e Estratégias de Gestão de Conflitos 8ª Sessão Isabel Castro Lopes Indisciplina e Estratégias de Gestão de Conflitos 8ª Sessão Isabel Castro Lopes Isabel Lopes 1 É um Distúrbio Psíquico de carácter depressivo, precedido de esgotamento físico e mental intenso, definido

Leia mais

100 FRASES para um dia mais feliz. de Ana Flávia Miziara

100 FRASES para um dia mais feliz. de Ana Flávia Miziara 100 FRASES para um dia mais feliz de Ana Flávia Miziara Você está alegre? A vida está sorrindo para você? Você se lembrou de sorrir hoje? Lembre-se que a alegria é a fartura da vida e da mente. A vida

Leia mais

By Dr. Silvia Hartmann

By Dr. Silvia Hartmann The Emo trance Primer Portuguese By Dr. Silvia Hartmann Dra. Silvia Hartmann escreve: À medida em que nós estamos realizando novas e excitantes pesquisas; estudando aplicações especializadas e partindo

Leia mais

Inteligência emocional: como lidar com emoções difíceis

Inteligência emocional: como lidar com emoções difíceis Inteligência emocional: como lidar com emoções difíceis Inteligência emocional é fundamental para diversos contextos de nossas vidas. Estudos da CareerBuilder líder mundial na área do capital humano mostraram

Leia mais

O seu bem-estar emocional

O seu bem-estar emocional Your Emotional Wellbeing in pregnancy and beyond- Portuguese O seu bem-estar emocional na gravidez e períodos seguintes Breve guia 1 O seu bem-estar emocional na gravidez e períodos seguintes 2 Gravidez

Leia mais

Casa de Apoio Médico e Psicológico

Casa de Apoio Médico e Psicológico ÍNDICE INTRODUÇÃO 02 I CONCEITO 03 II FASES DE PROGRESSÃO DA DEPENDÊNCIA 04 QUÍMICA III TRATAMENTO 05 IV PROCESSO DE RECUPERAÇÃO 06 V RECAÍDA 08 VI CO-DEPENDÊNCIA 11 1 A Dependência Química (DQ) é uma

Leia mais

Depressão. A depressão afecta pessoas de formas diferentes e pode causar vários sintomas físicos, psicológicos (mentais) e sociais.

Depressão. A depressão afecta pessoas de formas diferentes e pode causar vários sintomas físicos, psicológicos (mentais) e sociais. Depressão Introdução A depressão é uma doença séria. Se estiver deprimido, pode ter sentimentos de tristeza extrema que duram longos períodos. Esses sentimentos são muitas vezes suficientemente severos

Leia mais

O papel das emoções na nossa vida

O papel das emoções na nossa vida O papel das emoções na nossa vida Ao longo da vida, os indivíduos deparam-se com uma variedade de situações que exigem o recurso a variadas competências de modo a conseguirem uma gestão eficaz das mesmas.

Leia mais

STRESS SUMÁRIO. Oficina de Psicologia Cláudia Sintra Vieiria. Um monstrinho do dia-a-dia

STRESS SUMÁRIO. Oficina de Psicologia Cláudia Sintra Vieiria. Um monstrinho do dia-a-dia SUMÁRIO Estratégias para lidar com o Stress através de novas abordagens terapêuticas como a DBT (Dialectical Behaviour Therapy) Oficina de Psicologia Cláudia Sintra Vieiria STRESS Um monstrinho do dia-a-dia

Leia mais

Resiliência. Capacidade para superar os desafios da vida

Resiliência. Capacidade para superar os desafios da vida Resiliência Capacidade para superar os desafios da vida O que é resiliência? Resiliência pode ser definida como a capacidade de se renascer da adversidade fortalecido e com mais recursos. (...) Ela engloba

Leia mais

DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO

DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO E- BOOK GRATUITO Olá amigo (a), A depressão é um tema bem complexo, mas que vêm sendo melhor esclarecido à cada dia sobre seu tratamento e alívio. Quase todos os dias novas

Leia mais

Fundação Cardeal Cerejeira Depressão na Pessoa Idosa

Fundação Cardeal Cerejeira Depressão na Pessoa Idosa Fundação Cardeal Cerejeira Depressão na Pessoa Idosa Rui Grilo Tristeza VS Depressão A tristeza é a reacção que temos perante as perdas afectivas na nossa vida; A perda de alguém por morte é tristeza e

Leia mais

Promoção de Experiências Positivas Crianças e Jovens PEP-CJ Apresentação geral dos módulos

Promoção de Experiências Positivas Crianças e Jovens PEP-CJ Apresentação geral dos módulos Positivas Crianças e Jovens PEP-CJ Apresentação geral dos módulos Universidade do Minho Escola de Psicologia rgomes@psi.uminho.pt www.psi.uminho.pt/ www.ardh-gi.com Esta apresentação não substitui a leitura

Leia mais

GUARDA NACIONAL REPUBLICANA COMANDO DA ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS INTERNOS DIRECÇÃO DE RECURSOS HUMANOS CENTRO DE PSICOLOGIA E INTERVENÇÃO SOCIAL

GUARDA NACIONAL REPUBLICANA COMANDO DA ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS INTERNOS DIRECÇÃO DE RECURSOS HUMANOS CENTRO DE PSICOLOGIA E INTERVENÇÃO SOCIAL GUARDA NACIONAL REPUBLICANA COMANDO DA ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS INTERNOS DIRECÇÃO DE RECURSOS HUMANOS CENTRO DE PSICOLOGIA E INTERVENÇÃO SOCIAL JUNHO 2013 ÍNDICE ÂMBITO... 3 INTRODUÇÃO... 4 COMO SE MANIFESTA

Leia mais

PONTA DELGADA AÇORES 08 a 10 de MAIO de 2013 Emmanuel Fortes S. Cavalcanti 3º Vice Presidente CFM - Brasil

PONTA DELGADA AÇORES 08 a 10 de MAIO de 2013 Emmanuel Fortes S. Cavalcanti 3º Vice Presidente CFM - Brasil PONTA DELGADA AÇORES 08 a 10 de MAIO de 2013 Emmanuel Fortes S. Cavalcanti 3º Vice Presidente CFM - Brasil Trabalho de educação continuada desenvolvido pelo CRM-AL em 2002. Atendimento de profissionais

Leia mais

FORMAÇÃO NO ÂMBITO DO PEFF/A 1ªSESSÃO

FORMAÇÃO NO ÂMBITO DO PEFF/A 1ªSESSÃO FORMAÇÃO NO ÂMBITO DO PEFF/A 1ªSESSÃO 28 DE NOVEMBRO - 21 HORAS RECONHECER AS SUAS EMOÇÕES 1-TESTE DE AUTO-AVALIAÇÃO Indique até que ponto cada uma das seguintes afirmações o descreve. Seja franco e 1

Leia mais

Fator emocional. Fertilidade Natural: Fator emocional CAPÍTULO 8

Fator emocional. Fertilidade Natural: Fator emocional CAPÍTULO 8 CAPÍTULO 8 Fator emocional O projeto comum de ter filhos, construir a própria família, constitui um momento existencial muito importante, tanto para o homem como para a mulher. A maternidade e a paternidade

Leia mais

ESTRUTURA CEREBRAL 1. SISTEMA LÍMBICO PROBLEMAS DO SISTEMA LÍMBICO PROFUNDO

ESTRUTURA CEREBRAL 1. SISTEMA LÍMBICO PROBLEMAS DO SISTEMA LÍMBICO PROFUNDO ESTRUTURA CEREBRAL As informações de atividade cerebral aqui comentadas estão baseadas no SPECT - tomografia computadorizada de emissão de fóton único. É um estudo de medicina nuclear que olha diretamente

Leia mais

Como tornar a ansiedade nossa aliada?

Como tornar a ansiedade nossa aliada? Edifício do Colégio dos Jesuítas Rua do Castanheiro, Funchal E mail: servicoconsultapsicologica@uma.pt Workshop: 6 e 13 de Janeiro de 2010 Como tornar a ansiedade nossa aliada? A Ansiedade nos Exames *

Leia mais

O stress afecta-o? A mim também

O stress afecta-o? A mim também Psicólogo, Chang Kin Man Nos últimos anos, as pessoas têm prestado uma maior atenção ao fenómeno do stress, quer através das notícias dos jornais, websites, quer através da comunicação entre as pessoas

Leia mais

O que posso fazer com a insónia?

O que posso fazer com a insónia? Psicóloga: Chou Im Keng A noite é longa e as horas não passam, reviro-me na cama, não consigo dormir e espero pelo nascer do sol creio que quem já teve insónia com certeza já teve esse tipo de experiência

Leia mais

DEPRESSÃO NO ÂMBITO DA. Felicialle Pereira da Silva Nov. 2015

DEPRESSÃO NO ÂMBITO DA. Felicialle Pereira da Silva Nov. 2015 DEPRESSÃO NO ÂMBITO DA SEGURANÇA PÚBLICA Felicialle Pereira da Silva Nov. 2015 Ser humano x Humor VARIAÇÕES : SIM( X) NÃO( ) EXTREMOS: SIM( ) NÃO( X) CONTROLE Sensações normais Saúde mental x doença mental

Leia mais

V A codependência. 1 Histórico e apresentação

V A codependência. 1 Histórico e apresentação V A codependência 1 Histórico e apresentação Consideramos importante definir o conceito de codependência, em virtude de ele ter alcançado um grande peso no campo dos tratamentos das compulsões. Esse conceito

Leia mais

Síndrome de Burnout. Astrid Guerra Barros Psicóloga pós-graduanda em Terapias Cognitivas Comportamentais

Síndrome de Burnout. Astrid Guerra Barros Psicóloga pós-graduanda em Terapias Cognitivas Comportamentais Síndrome de Burnout Astrid Guerra Barros Psicóloga pós-graduanda em Terapias Cognitivas Comportamentais Zelia Simone Sobrosa Psicóloga com pós-graduação em Neuropsicopedagogia 2013 Conceito Burnout é

Leia mais

GAPsi - FCUL CONFRONTAR UM AMIGO

GAPsi - FCUL CONFRONTAR UM AMIGO CONFRONTAR UM AMIGO A amizade é algo de muito importante para a maioria das pessoas. É sempre bom ter alguém com quem podemos desabafar, alguém que nos ouve, alguém com quem podemos rir, chorar, partilhar

Leia mais

CONHECENDO A PSICOTERAPIA

CONHECENDO A PSICOTERAPIA CONHECENDO A PSICOTERAPIA Psicólogo Emilson Lúcio da Silva CRP 12/11028 2015 INTRODUÇÃO Em algum momento da vida você já se sentiu incapaz de lidar com seus problemas? Se a resposta é sim, então você não

Leia mais

CASO CLINICO. Sexo: Masculino - Peso : 90 KIlos Altura: 1,90m

CASO CLINICO. Sexo: Masculino - Peso : 90 KIlos Altura: 1,90m CASO CLINICO Cliente : A. G - 21 anos - Empresa familiar - Sexo: Masculino - Peso : 90 KIlos Altura: 1,90m Motivo da avaliação: Baixa auto estima, dificuldade em dormir, acorda várias vezes a noite. Relatou

Leia mais

Oficina 2. Maria Izabel Azevedo Noronha SAÚDE MENTAL E TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO. 29 de Novembro de 2008. Palestrante:

Oficina 2. Maria Izabel Azevedo Noronha SAÚDE MENTAL E TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO. 29 de Novembro de 2008. Palestrante: Palestrante: Seminário Nacional de Saúde Mental e Trabalho São Paulo, 28 e 29 de novembro de 2008 Maria Izabel Azevedo Noronha Oficina 2 SAÚDE MENTAL E TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO 29 de Novembro de 2008

Leia mais

1- É importante conhecer os nossos pensamentos?

1- É importante conhecer os nossos pensamentos? DEFEITOS NO PENSAMENTO. E AGORA? Nosso pensamento ocorre de modo contínuo e automático, continuamos produzindo pensamentos até quando dormimos. São eles que determinam se teremos emoções e comportamentos

Leia mais

GUIA PRÁTICO PARA PROFESSORES

GUIA PRÁTICO PARA PROFESSORES GUIA PRÁTICO PARA PROFESSORES Ansiedade de desempenho nos alunos Sugestões práticas da: Nota introdutória Falamos-lhe hoje da ansiedade em situações de desempenho e avaliação. Tem-se observado uma crescente

Leia mais

QUANDO A VIDA É UM VALE DE LÁGRIMAS

QUANDO A VIDA É UM VALE DE LÁGRIMAS QUANDO A VIDA É UM VALE DE LÁGRIMAS CAUSAS, SINTOMAS E FORMAS DE LIDAR COM A DEPRESSÃO Introdução A depressão é um humor negativo, persistente e prolongado que interfere com vários aspectos da vida. É

Leia mais

Qualidade de vida no Trabalho

Qualidade de vida no Trabalho Qualidade de Vida no Trabalho Introdução É quase consenso que as empresas estejam cada vez mais apostando em modelos de gestão voltados para as pessoas, tentando tornar-se as empresas mais humanizadas,

Leia mais

I Can Make You Happy. Dr. Hugh Willbourn. Filipa Rosário e João Paulo Oliveira. Inclui um CD de programação da mente GRÁTIS.

I Can Make You Happy. Dr. Hugh Willbourn. Filipa Rosário e João Paulo Oliveira. Inclui um CD de programação da mente GRÁTIS. I Can Make You Happy Editado por Dr. Hugh Willbourn Traduzido do inglês por Filipa Rosário e João Paulo Oliveira Inclui um CD de programação da mente GRÁTIS SOBRE O CD DE PROGRAMAÇÃO DA MENTE 7 CAPÍTULO

Leia mais

5Passos fundamentais. Conseguir realizar todos os seus SONHOS. para. Autora: Ana Rosa. www.novavitacoaching.com

5Passos fundamentais. Conseguir realizar todos os seus SONHOS. para. Autora: Ana Rosa. www.novavitacoaching.com 5Passos fundamentais para Conseguir realizar todos os seus SONHOS Autora: Ana Rosa www.novavitacoaching.com O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza dos seus sonhos! Eleanor Roosevelt CONSIDERA

Leia mais

Avaliação. Formulação de Caso BETANIA MARQUES DUTRA. MSc. Psicologia. Esp. Neusopsicologia. Esp.Psicopedagogia. Terapeuta Cognitivo-Comportamental

Avaliação. Formulação de Caso BETANIA MARQUES DUTRA. MSc. Psicologia. Esp. Neusopsicologia. Esp.Psicopedagogia. Terapeuta Cognitivo-Comportamental Avaliação & Formulação de Caso BETANIA MARQUES DUTRA MSc. Psicologia Esp. Neusopsicologia Esp.Psicopedagogia Terapeuta Cognitivo-Comportamental Coordenadora do Curso de TCC Aplicada a crianças e adolescentes

Leia mais

Prevenção em saúde mental

Prevenção em saúde mental Prevenção em saúde mental Treinar lideranças comunitárias e equipes de saúde para prevenir, identificar e encaminhar problemas relacionados à saúde mental. Essa é a característica principal do projeto

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA UMA QUESTÃO DE ESCOLHA

QUALIDADE DE VIDA UMA QUESTÃO DE ESCOLHA www.pnl.med.br QUALIDADE DE VIDA UMA QUESTÃO DE ESCOLHA Jairo Mancilha M.D. Ph.D., Cardiologista, Trainer Internacional em Neurolingüística e Coaching, Diretor do INAp-Instituto de Neurolingüística Aplicada

Leia mais

Controle do Estresse. Tenha tempo para si mesmo

Controle do Estresse. Tenha tempo para si mesmo Controle do Estresse Controle do Estresse O Estresse faz parte da existência humana É o modo como reagimos física e emocionalmente, às mudanças Entretanto, para estar bem, você precisa controlar o seu

Leia mais

Transtorno Bipolar. Entendendo e ajudando aqueles com mudanças as extremas de humor

Transtorno Bipolar. Entendendo e ajudando aqueles com mudanças as extremas de humor Transtorno Bipolar Entendendo e ajudando aqueles com mudanças as extremas de humor Introdução * O transtorno bipolar (TBP) é uma condição psiquiátrica relativamente freqüente, ente, com prevalência na

Leia mais

Tem a mania da perfeição?

Tem a mania da perfeição? Tem a mania da perfeição? Escrito por Carla Mateus, com entrevista a Ana Sofia Nava e António Macedo, psiquiatras, e Catarina de Castro Lopes, psicóloga QUINTA, 19 DEZEMBRO 2013 18:40 Getty Images É daquelas

Leia mais

RISCOS ÀSEGURANÇA E SAÚDE DOS TRABALHADORES BANCÁRIOS

RISCOS ÀSEGURANÇA E SAÚDE DOS TRABALHADORES BANCÁRIOS RISCOS ÀSEGURANÇA E SAÚDE DOS TRABALHADORES BANCÁRIOS A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO BANCÁRIO Em consequência das mudanças sociais, econômicas e, sobretudo, tecnológicas, a organização do trabalho bancário

Leia mais

Vou embora ou fico? É melhor ir embora Estratégias de Evitamento

Vou embora ou fico? É melhor ir embora Estratégias de Evitamento Vou embora ou fico? É melhor ir embora Estratégias de Evitamento A única coisa a ter medo, é do próprio medo The only thing you have to fear is fear itself (Franklin D. Roosevelt) Alguma vez deixou de

Leia mais

Desafio de Perda de Peso da Herbalife

Desafio de Perda de Peso da Herbalife Desafio de Perda de Peso da Herbalife Um grupo de apoio para quem quer saber mais sobre nutrição equilibrada e controlo de peso. Nutrição para uma vida melhor. O que é que tem a perder? Não se trata apenas

Leia mais

Um Futuro de Realizações sem Segredos

Um Futuro de Realizações sem Segredos Um Futuro de Realizações sem Segredos George Vittorio Szenészi, MSc. Já há algum tempo as pessoas que se realizam e obtêm sucesso têm despertado sentimentos desconcertantes: admiração, inveja ou raiva

Leia mais

Cuidados paliativos e a assistência ao luto

Cuidados paliativos e a assistência ao luto Cuidados paliativos e a assistência ao luto O processo de luto tem início a partir do momento em que é recebido o diagnóstico de uma doença fatal ou potencialmente fatal. As perdas decorrentes assim se

Leia mais

TESTE: RELACIONAMENTO INTERPESSOAL

TESTE: RELACIONAMENTO INTERPESSOAL TESTE: RELACIONAMENTO INTERPESSOAL (JANELA JOHARI) É constituído de 20 situações possíveis de ocorrer dentro de uma empresa, composto por duas afirmativas de resposta em cada. O usuário deve analisar qual

Leia mais

Data: Tradução e adaptação brasileira, 2001, Casa do Psicólogo Livraria e Editora Ltda. BHS é um logotipo da Psychological Corporation.

Data: Tradução e adaptação brasileira, 2001, Casa do Psicólogo Livraria e Editora Ltda. BHS é um logotipo da Psychological Corporation. Nome: stado ivil: Idade: Sexo: Ocupação: _ scolaridade: ste questionário consiste em 20 afirmações. Por favor, leia as afirmações cuidadosamente, uma por uma. Se a afirmação descreve a sua atitude na última

Leia mais

Objetivo. Aumentar sua Qualidade de Vida, utilizando a Ansiedade de forma Saudável e Produtiva.

Objetivo. Aumentar sua Qualidade de Vida, utilizando a Ansiedade de forma Saudável e Produtiva. Objetivo Aumentar sua Qualidade de Vida, utilizando a Ansiedade de forma Saudável e Produtiva. Definição da palavra Ansiedade Comoção aflitiva de quem receia que uma coisa suceda ou não. Sofrimento de

Leia mais

Depressão em mulheres

Depressão em mulheres Depressão em mulheres Por que a depressão é maior em mulheres? O que é depressão? A depressão é um distúrbio de alteração do humor sério e por vezes incapacitante. Causa sentimentos de tristeza, desespero,

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DO TABAGISMO

PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DO TABAGISMO PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DO TABAGISMO Abordagem e Tratamento do Tabagismo PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DO TABAGISMO Abordagem e Tratamento do Tabagismo I- Identificação do Paciente Nome: Nº do prontuário:

Leia mais

Problemas de sono. Características do sono

Problemas de sono. Características do sono Problemas de sono Imagem de Revista Corpore - Por uma vida melhor. Sono saudável O sono é o momento em que o corpo repousa com o intuito de recuperar energias para o dia seguinte e é um indispensável reparador

Leia mais

CÁBULA DO ESTUDANTE ANSIOSO OU DEPRIMIDO

CÁBULA DO ESTUDANTE ANSIOSO OU DEPRIMIDO CÁBULA DO ESTUDANTE ANSIOSO OU DEPRIMIDO REGRA DE OURO Nº 1: NÃO ENTRAR EM PÂNICO! REGRA DE OURO Nº 2: se não conseguir cumprir a regra nº 1, releia a cábula. REGRA DE OURO Nº 3: se continuar a não conseguir

Leia mais

Cefaleia crónica diária

Cefaleia crónica diária Cefaleia crónica diária Cefaleia crónica diária O que é a cefaleia crónica diária? Comecei a ter dores de cabeça que apareciam a meio da tarde. Conseguia continuar a trabalhar mas tinha dificuldade em

Leia mais

USE A LEI DA ATRAÇÃO PARA TER UMA VIDA FÁCIL. Facilitando a Vida. Este exercício foi desenhado para ajuda-lo a atingir seus objetivos na vida.

USE A LEI DA ATRAÇÃO PARA TER UMA VIDA FÁCIL. Facilitando a Vida. Este exercício foi desenhado para ajuda-lo a atingir seus objetivos na vida. 1 USE A LEI DA ATRAÇÃO PARA TER UMA VIDA FÁCIL Facilitando a Vida Este exercício foi desenhado para ajuda-lo a atingir seus objetivos na vida. É um exercício muito simples e uma poderosa ferramenta para

Leia mais

Newsletter. Fernando Pessoa... Gabinete de Psicologia Clínica Dr.ª Ana Durão

Newsletter. Fernando Pessoa... Gabinete de Psicologia Clínica Dr.ª Ana Durão 2 EM 5 ENTREVISTA COM DESTAQUES Workshop Para os + Novos Para a sua Saúde Nº 3 MAIO 2008 6 NEUROFITNESS ESPECIAL EXERCÍCIOS Newsletter Gabinete de Psicologia Clínica Dr.ª Ana Durão Fernando Pessoa... Lisboa

Leia mais

Pequenas, mas com vontades próprias, as. crianças expressam as suas emoções de. formas muito distintas ao longo das várias fases

Pequenas, mas com vontades próprias, as. crianças expressam as suas emoções de. formas muito distintas ao longo das várias fases Newsletter N.º 19 Janeiro/Fevereiro 11 5 Pequenas, mas com vontades próprias, as crianças expressam as suas emoções de formas muito distintas ao longo das várias fases da infância. Mas é entre os 2 e os

Leia mais

A seguir enumeramos algumas caracteristicas do TBH:

A seguir enumeramos algumas caracteristicas do TBH: OQUEÉOTRANSTORNOBIPOLARDO HUMOR(TBH)? O transtorno bipolar do humor (também conhecido como psicose ou doença maníaco-depressiva) é uma doença psiquiátrica caracterizada por oscilações ou mudanças de humor

Leia mais

Belo reparo. capítulo um. No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas. Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor

Belo reparo. capítulo um. No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas. Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor capítulo um Belo reparo Hoje Nova York Apartamento de Cassandra Taylor No Japão, eles têm o kintsugi a arte de remendar porcelanas preciosas com ouro. O resultado é uma peça que nitidamente foi quebrada,

Leia mais

Dicas para estudar: Tome nota!

Dicas para estudar: Tome nota! CARTILHA SOBRE COMO ESTUDAR, PARA DIVULGAÇÃO INSTITUCIONAL Núcleo de Atendimento Psicopedagógico (NAPP) Título da Cartilha: Dicas para estudar: Tome nota! Proposta: Por meio de um diálogo entre um aluno

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Professor Romulo Bolivar. www.proenem.com.br

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Professor Romulo Bolivar. www.proenem.com.br QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Professor Romulo Bolivar www.proenem.com.br INSTRUÇÃO A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação,

Leia mais

IBH Transtorno de personalidade dependente. Dra. Lislie Schoenstatt

IBH Transtorno de personalidade dependente. Dra. Lislie Schoenstatt IBH Transtorno de personalidade dependente Dra. Lislie Schoenstatt Transtorno de Personalidade Dependente - TPD É uma necessidade invasiva e excessiva de ser cuidado, que leva a um comportamento submisso

Leia mais

A PSICOTERAPIA ANALÍTICO FUNCIONAL (FAP)

A PSICOTERAPIA ANALÍTICO FUNCIONAL (FAP) A PSICOTERAPIA ANALÍTICO FUNCIONAL (FAP) Casos Maringá 2011 Instituto de Psicoterapia e Análise do Comportamento tel/fax: (43) 3324-4740 fconte@sercomtel.com.br Erros podem ajudar. Ex. T atendia sempre

Leia mais

Psicose pós-parto. A psicose pós-parto é um quadro de depressão pós-parto mais grave e mais acentuado, pois na psicose pós-parto existe o

Psicose pós-parto. A psicose pós-parto é um quadro de depressão pós-parto mais grave e mais acentuado, pois na psicose pós-parto existe o Psicose pós-parto Pode ir desde uma leve tristeza que desaparece com o passar dos dias até um grau mais grave de depressão onde é necessária uma rápida intervenção médica. Este estágio é chamado de psicose

Leia mais

Sentir- se mal não é tão difícil

Sentir- se mal não é tão difícil 3 artigos sobre o Gerenciamento das Emoções Por Andrês De Nuccio Sentir- se mal não é tão difícil Li esses dias uma história segundo a qual uma senhora, preparando- se para sair, trocava diversas vezes

Leia mais

Palestra para os pais Rede de Adolescentes Tema: Sexo + Adolescente =? Como conversar sobre sexo com seu filho Palestrante: Dr.

Palestra para os pais Rede de Adolescentes Tema: Sexo + Adolescente =? Como conversar sobre sexo com seu filho Palestrante: Dr. Palestra para os pais Rede de Adolescentes Tema: Sexo + Adolescente =? Como conversar sobre sexo com seu filho Palestrante: Dr. Isaac Azevedo INTRODUÇÃO: A conversa sobre sexualidade é delicada e precisa

Leia mais

COLÓQUIO POLÍTICAS DE PREVENÇÃO E DE ATENDIMENTO À SAÚDE DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO. Cássio Filipe Galvão Bessa Executiva CONTEE

COLÓQUIO POLÍTICAS DE PREVENÇÃO E DE ATENDIMENTO À SAÚDE DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO. Cássio Filipe Galvão Bessa Executiva CONTEE COLÓQUIO POLÍTICAS DE PREVENÇÃO E DE ATENDIMENTO À SAÚDE DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO Cássio Filipe Galvão Bessa Executiva CONTEE Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores do Ensino Privado no Estado

Leia mais

C U R S O T É C N I C O E M O P E R A Ç Õ E S C O M E R C I A I S PSICOLOGIA. Estresse. Andréa Carla Ferreira de Oliveira

C U R S O T É C N I C O E M O P E R A Ç Õ E S C O M E R C I A I S PSICOLOGIA. Estresse. Andréa Carla Ferreira de Oliveira C U R S O T É C N I C O E M O P E R A Ç Õ E S C O M E R C I A I S 14 PSICOLOGIA Estresse Andréa Carla Ferreira de Oliveira Governo Federal Ministério da Educação Projeto Gráfico Secretaria de Educação

Leia mais

1 IDENTIFICAÇÃO 2 E CAUSA O QUE É O ESTRESSE? EDITORIAL INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO EDITORIAL ÍNDICE COMBATA O ESTRESSE COMO IDENTIFICAR O ESTRESSE?

1 IDENTIFICAÇÃO 2 E CAUSA O QUE É O ESTRESSE? EDITORIAL INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO EDITORIAL ÍNDICE COMBATA O ESTRESSE COMO IDENTIFICAR O ESTRESSE? EDITORIAL EDITORIAL INTRODUÇÃO COMBATA O ESTRESSE Sérgio Butka Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba O estresse é uma das grandes pragas do mundo moderno. Este problema sintetiza

Leia mais

Estratégias de gestão dos sintomas

Estratégias de gestão dos sintomas Estratégias de gestão dos sintomas Existem várias abordagens para ajudar a controlar e a lidar com o stress: técnicas cognitivo-comportamentais, treino de aptidões sociais, técnicas de relaxamento, a terapêutica

Leia mais

Existe uma terapia específica para problemas sexuais?

Existe uma terapia específica para problemas sexuais? Existe uma terapia específica para problemas sexuais? Maria de Melo Azevedo Eu acho que a terapia sexual para casos bem específicos até que pode funcionar. Ou, pelo menos, quebra o galho, como se diz.

Leia mais

Vida saudável. Dicas e possibilidades nos dias de hoje.

Vida saudável. Dicas e possibilidades nos dias de hoje. CENTRO UNIVERSITÁRIO ASSUNÇÃO- Vida saudável. Dicas e possibilidades nos dias de hoje. Profa. Dra. Valéria Batista O que é vida saudável? O que é vida saudável? Saúde é o estado de complexo bem-estar físico,

Leia mais

Como lidar com transtornos internalizantes na sala de aula?

Como lidar com transtornos internalizantes na sala de aula? Como lidar com transtornos internalizantes na sala de aula? Rogéria Recondo Psiquiatra da Infância e Adolescência Preceptora em Psiquiatria Infantil no Hospital São Lucas da PUC Professores:cursos de capacitação

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Parent Academy October 2011 Elementary Office Camila Miranda

Parent Academy October 2011 Elementary Office Camila Miranda Lidando com emoções e frustrações criando um processo de tomada de decisão positivo Parent Academy October 2011 Elementary Office Camila Miranda O que é frustração? Estado emocional desagradável que advém

Leia mais

A ENERGIA MENTAL E O PROCESSO SAÚDE/DOENÇA. www.espiritizar.com.br

A ENERGIA MENTAL E O PROCESSO SAÚDE/DOENÇA. www.espiritizar.com.br A ENERGIA MENTAL E O PROCESSO SAÚDE/DOENÇA A ENERGIA MENTAL E O PROCESSO SAÚDE/DOENÇA Meditando sobre a essência e o significado de ser um Espírito imortal em evolução: Feche os olhos e entre em contato

Leia mais

A pessoa dependente do álcool, além de prejudicar a sua própria vida, acaba afetando a sua família, amigos e colegas de trabalho.

A pessoa dependente do álcool, além de prejudicar a sua própria vida, acaba afetando a sua família, amigos e colegas de trabalho. O que é Alcoolismo? Alcoolismo é a dependência do indivíduo ao álcool, considerada doença pela Organização Mundial da Saúde. O uso constante, descontrolado e progressivo de bebidas alcoólicas pode comprometer

Leia mais

A depressão pós-parto:

A depressão pós-parto: Compreendendo a infância A depressão pós-parto: um problema para toda a família Compreendendo a infância é uma série de pequenos textos escritos por experientes terapeutas de crianças na Inglaterra, para

Leia mais

Como Vencer o Desemprego

Como Vencer o Desemprego Introdução Como Vencer o Desemprego Vanessa Maria Almeida Este tema vem abordar na verdade a melhor maneira de buscarmos dentro de nós, o que podemos fazer frente a essa situação, que atualmente é uma

Leia mais

Perturbação da Ansiedade de Separação

Perturbação da Ansiedade de Separação Bibliografia e Recursos úteis (1996). DSM-IV Manual de diagnóstico e estatística das perturbações mentais. Lisboa: Climepsi Editores. Perturbação da Ansiedade de Separação Kendall, P. C. (2011). Child

Leia mais

Tem dores? Vamos agir juntos! Gerir a dor é a nossa prioridade

Tem dores? Vamos agir juntos! Gerir a dor é a nossa prioridade Tem dores? Vamos agir juntos! Gerir a dor é a nossa prioridade Introdução Sabia isto? Estudos realizados demonstram que uma boa gestão da dor diminui as complicações da operação e favorece a recuperação.

Leia mais

As 7 estratégias mais eficazes para reduzir o stress no dia-a-dia cientificamente comprovadas e 100% naturais!

As 7 estratégias mais eficazes para reduzir o stress no dia-a-dia cientificamente comprovadas e 100% naturais! 1) Aprenda a Relaxar A prática regular de alguma técnica de relaxamento tem efeitos profundos no sistema imunológico, além de ajudar a baixar a pressão arterial e a reduzir níveis altos de colesterol.

Leia mais

Isso marca o início de uma nova e importante era para os pacientes, cuidadores e seus familiares.

Isso marca o início de uma nova e importante era para os pacientes, cuidadores e seus familiares. 1 Manual do Paciente Você não está sozinho Qualquer pessoa pode vir a desenvolver algum tipo de câncer ao longo da vida. No ano passado de 2008, mais de 1,3 milhões de novos cânceres foram diagnosticados

Leia mais

Enxaqueca. Enxaqueca

Enxaqueca. Enxaqueca Enxaqueca Enxaqueca O que é a enxaqueca? Quando tenho uma enxaqueca sinto-me muito doente e não consigo fazer nada durante todo o dia ou mesmo durante mais tempo. Pressinto quando vou ter uma enxaqueca

Leia mais

24 motivos. academia. para entrar na

24 motivos. academia. para entrar na para entrar na academia Mais um ano se inicia e com ele chegam novas perspectivas e objetivos. Uma das principais promessas feitas é deixar o sedentarismo de lado e entrar na academia! Nesta época é comum

Leia mais

CONSUMO DE ÁLCOOL & ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS

CONSUMO DE ÁLCOOL & ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS CONSUMO DE ÁLCOOL & ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS O álcool é a «droga recreativa» mais utilizada em contexto universitário. Estudos recentes revelam que mais de metade dos estudantes universitários tiveram,

Leia mais

Albert Ellis e a Terapia Racional-Emotiva

Albert Ellis e a Terapia Racional-Emotiva PSICOTERAPIA COGNITIVO- COMPORTAMENTAL - Aspectos Históricos - NERI MAURÍCIO PICCOLOTO Porto Alegre/RS Albert Ellis e a Terapia Racional-Emotiva 1 Albert Ellis Albert Ellis (1955) Insatisfação com prática

Leia mais

1 - Noção de comportamento aditivo

1 - Noção de comportamento aditivo Módulo Nº 4 COMPORTAMENTOS ADITIVOS 1 - Noção de comportamento aditivo Entende-se por comportamento aditivo ou dependência, qualquer atividade, substância, objeto ou comportamento que se tornou o centro

Leia mais

STRESS E A ESCLEROSE MÚLTIPLA

STRESS E A ESCLEROSE MÚLTIPLA STRESS E A ESCLEROSE MÚLTIPLA i Enf.ª Ana Catarina Silva Ferreira Enf.ª Ana Catarina Martins Garrett Enf.ª Conceição Fernandes da Silva Neves Centro Hospitalar Baixo Vouga Serviço de Neurologia STRESS

Leia mais

Afinal de contas, o que é ansiedade? Mas ser ansioso não é normal? Ansiedade é uma doença?

Afinal de contas, o que é ansiedade? Mas ser ansioso não é normal? Ansiedade é uma doença? Afinal de contas, o que é ansiedade? Mas ser ansioso não é normal? Ansiedade é uma doença? Ansiedade = falta de confiança na vida No senso comum, ansiedade é igual a aflição, angústia, nervosismo, perturbação

Leia mais

Comunicação Não-Violenta

Comunicação Não-Violenta Comunicação Não-Violenta Setembro 2014, São Paulo Palestrante: Sven Fröhlich Archangelo XII Congresso Latino-Americano de PNL Julgamentos Egoista, incompetente, dono da verdade, mentirosa, grosseiro,

Leia mais