Chave de Respostas Tabelionato de Notas Professor: Leandro Corrêa. 1) Qual norma regula a atividade do Tabelião de Notas em Minas Gerais?

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Chave de Respostas Tabelionato de Notas Professor: Leandro Corrêa. 1) Qual norma regula a atividade do Tabelião de Notas em Minas Gerais?"

Transcrição

1 Chave de Respostas Tabelionato de Notas Professor: Leandro Corrêa 1) Qual norma regula a atividade do Tabelião de Notas em Minas Gerais? Provimento 54/78 Normas Gerais Encontra apoio na Lei 8.935/94 e no art. 215 do CC/02. 2) Existe algum ato privativo do tabelião? Qual a extensão desta restrição? Art. 4º, parágrafo único. TESTAMENTO (20, 4º). Somente tabelião, vedado substituto. CC/02 substituto (1.864, I) Melhor interpretação: ato exclusivo do tabelião, cabendo ao substituto (designado nos termos do 5º do art. 20, lei 8.935) quando este estiver fazendo as vezes do tabelião. (ausências ou impedimentos) *** O oficial de registro com atribuições notariais NÃO pode lavrar testamento, nem aprovar os cerrados. 3) Existe alguma vinculação do tabelião às minutas que lhe são apresentadas? Não. Art. 8º do Prov. O Tabelião é autor do ato, podendo revisar as minutas apresentadas ou até mesmo negá-las. Inst. 159/86 Proibido exigir minuta. 4) Há competência territorial no tabelionato de notas? Há limites para atuação, podendo atuar dentro da circunscrição (município) para a qual recebeu delegação. Não há competência no tocante ao usuário, tendo em vista que qualquer pessoa poderá praticar ato de notas em qualquer serventia do país. A competência tange aos limites de atuação do tabelião. 5) Quais são os requisitos de um ato notarial? Língua nacional Local e Data Nomeação das Partes Assinatura dos Comparecentes Assinatura do Tabelião.

2 6) Quais são os requisitos de uma escritura pública? Art. 13 do Prov. 54 e Art. 215 do CC/02 7) Diferencie traslado e certidão Arts. 14 e 15 do Prov. 54/78 Traslado: PRIMEIRA cópia, fiel e integral com a MESMA DATA. Certidão: cópia INTEGRAL OU RESUMIDA de qualquer livro ou arquivo da serventia. 8) Quais as espécies de reconhecimento de firma? Qual as diferenças entre elas? (art. 20, Prov. 54/78) Autenticidade Semi-autenticidade Semelhança 9) Há alguma vedação para os reconhecimentos de firmas? Art. 21, Prov. 54/78. - Em branco - Língua estrangeira (tradução para efeitos no brasil OU conhecimento da língua para efeitos fora) 10) Quais são os livros do tabelionato de notas? (Art. 22, Prov. 54) Livro de Notas N Livro de Testamentos T Livro de Procurações P Livro de Registro de Documentos RD O de Procurações pode ser desdobrado em P e S. O de Registro de Docs pode ser desdobrado em Reg. de Proc. e Subst., de Alvarás, etc. 11) Qual a forma de se identificar os livros de notas? Primeiro o número, depois a letra. ( 4º, art. 20, Prov. 54) Ex. 1-N, 2-N... ou 1-P, 2-P... *** Tamanho e quantidade de folhas: decorar!!! 12) Quem deve abrir, encerrar e rubricar as folhas dos livros de notas? A data de abertura e encerramento deve ser a mesma? O tabelião fará (Prov. 22/97)

3 A data deve ser a mesma! Resquício da praxe, época em os juízes o faziam. 13) O livro de notas pode sair da serventia? Sim, para atos que devam ser cumpridos fora da serventia e para encadernação (art. 29, Prov. 54) 14) Qual a forma de corrigir erros em uma escritura? Art. 30, 3º e 4º. Rerratificação não está dentro do Prov. 54/78. 15) Quando uma escritura será tornada sem efeito? 7 dias da lavratura. (art. 36, parágrafo único, Prov. 54) 16) Quais normas regulam, em Minas Gerais, a lavratura de escrituras públicas de divórcio e inventário? Lei /07 Res. 35/07 PROV. 164/07 17) Quais os requisitos genéricos e específicos para a lavratura de escrituras de divórcio e inventário? Genéricos: capacidade e consenso Específicos: Div (inexistência de filhos menores)/invent (inexistência de testamento). Art. 1º, 1º, Prov ) É possível sobrepartilha por escritura pública? E o restabelecimento da sociedade conjugal? Sim. Art 1º, 2º, Prov ) Podem os Oficiais de Registro Civil com atribuições notariais lavrar escrituras da Lei /07? Sim, porém tal autorização foi dada mediante alteração do art. 2º, do Prov. 164/07 pelo Prov. 169/07. 20) As partes poderão ser representadas por procuração nas escrituras da Lei /07? Qual a validade? Sim. Não podendo ser o advogado (art 12 da Res. 35) Procuração com poderes específicos. No divórcio declinado as cláusulas essenciais: bens, partilha, nome e pensão. Prov. 164/07 CGJ (art. 4º) 90 dias Res. 35/07 CNJ (art. 36) 30 dias (norma posterior!)

4 21) O que é a central de atos notariais e registrais? Há plena publicidade? Prov. 178/08 e 212/11 É a central criada pelo provimento 178/08, CGJ/MG, que coleta informações de inventários, divórcios, separações e também sobre restabelecimento da sociedade conjugal, aquisições de imóveis rurais por estrangeiros, indisponibilidades de bens e testamentos 22) Qual a documentação necessária para a lavratura de uma escritura de alienação de bens imóveis? Inst. 192/90 (CUMULADA COM 7.433/85 e Dec /86.) Para a lavratura de toda escritura pública, independente de seu conteúdo, deverão ser apresentados os documentos de identificação das partes, no tocante á pessoa física, e os atos constitutivos e alterações e atas posteriores, no que cabe às jurídicas. Especificamente quanto á compra e venda, a Lei 7.433/85 e o Dec /86, apresentam, além dos documentos das partes, toda a documentação necessária, a saber: - Comprovante de pagamento do ITBI; - Certidões fiscais o Se urbano: referente aos tributos que incidam sobre o imóvel (dispensável: 2, art. 1, Dec /86); *** Consequência: responsabilização do comprador por possíveis débitos do imóvel. o Se rural: CCIR e Cert. de quitação de ITR; - Certidões do R.I.: ônus reais, ações reais e pessoais reipersecutórias e matrícula; (3 em 1) validade de 30 dias. - Feitos Ajuizados: Justiça Estadual Comum Cível e Criminal; Juizado Especial Estadual Cível e Criminal; Justiça Federal Cível e Criminal; Juizado Especial Federal Cível e Criminal; e Justiça do Trabalho. - Demais documentos exigidos em lei. Ex.: CND INSS, aquisição por estrangeiro. 23) Pode o tabelião disponibilizar cartões de assinatura para preenchimento fora da serventia? E o reconhecimento poderá ser feito fora da serventia? Avisos 09/03 e 36/06 CGJ/MG A disponibilização para confecção fora do cartório É VEDADA!!! O reconhecimento fora da serventia somente em casos excepcionais! Diligência para enfermos, etc. 24) Quais os selos usados no tabelionato de notas? TODOS. (Portaria conjunta - 02/05) Rec. De Firma. Autenticação Padrão Certidão Isento Arquivamento

5 25) Como deve ser cobrada a autenticação e como deve ser feita a afixação de selos? Notas da tabela e Portaria 02/05. 26) Em uma escritura de compra e venda que envolva 4 imóveis, quantos e quais selos constarão do traslado? E os selos de arquivamento? E se for expedida uma certidão da escritura? 27) Quais os documentos arquivados devem ser objeto de cobrança e afixação de selos de arquivamento? Aviso 16/11 Somente nos documentos de arquivamento obrigatório, dispostos em lei. Portaria conjunta 02/05 (afixar o selo no documento que certificar a prática do ato) 28) Qual o horário de funcionamento do tabelionato de notas? Prov. 35/08. 09:00 ao 12:00 14:00 as 18:00 Facult. 12:00 as 14:00 29) O que é o CENSEC? Foi criado em qual esfera? Por quem?

INVENTÁRIO E PARTILHA

INVENTÁRIO E PARTILHA INVENTÁRIO E PARTILHA O que é? É o procedimento através do qual são apurados todos os bens, direitos e dívidas da pessoa falecida, a fim de ser partilhado entre os seus herdeiros legítimos e testamentários;

Leia mais

TABELA A ATOS DOS TABELIÃES. Ato Emolumentos Emolumentos+ISSQN 01 ABERTURA DE FIRMA R$ 5,80 R$

TABELA A ATOS DOS TABELIÃES. Ato Emolumentos Emolumentos+ISSQN 01 ABERTURA DE FIRMA R$ 5,80 R$ TABELA A - 2013 ATOS DOS TABELIÃES 01 ABERTURA DE FIRMA R$ 5,80 R$ 5,97 02 ATAS NOTARIAIS 03 AUTENTICAÇÃO AUTENTICAÇÃO R$ 2,20 R$ 2,27 04 AVERBAÇÃO SEM VALOR DECLARADO R$ 10,10 R$ 05 BUSCA R$ 16,40 R$

Leia mais

b) Sobre o que exceder de R$ 501,00 até R$ 1.000,00, adicional de 2% 5% Sobre o que exceder de R$ 1.001,00 até R$5.000,00.

b) Sobre o que exceder de R$ 501,00 até R$ 1.000,00, adicional de 2% 5% Sobre o que exceder de R$ 1.001,00 até R$5.000,00. b) Sobre o que exceder de R$ 50,00 até R$.000,00, adicional de 2% 5% c) Sobre o que exceder de R$.00,00 até R$5.000,00. adicional de % 6% 2. Sobre o que exceder de R$ 5.00,00, adicional de 0,5% 6,50% a)

Leia mais

Parte Geral Comum (05 aulas) LEI DE ORGANIZAÇÃO JUDICIÁRIA E REGIMENTO INTERNO (02 aulas) 3 Tribunal de Justiça: composição, órgãos, competência.

Parte Geral Comum (05 aulas) LEI DE ORGANIZAÇÃO JUDICIÁRIA E REGIMENTO INTERNO (02 aulas) 3 Tribunal de Justiça: composição, órgãos, competência. Parte Geral Comum (05 aulas) LEI DE ORGANIZAÇÃO JUDICIÁRIA E REGIMENTO INTERNO (02 aulas) 1 Divisão e organização judiciária do Estado da Bahia. 2 Comarcas. 2.1 Classificação, sede. 2.2 Distritos judiciários.

Leia mais

Edição nº 174/2015 Brasília - DF, terça-feira, 29 de setembro de Corregedoria PORTARIA Nº 19, DE 28 DE SETEMBRO DE 2015.

Edição nº 174/2015 Brasília - DF, terça-feira, 29 de setembro de Corregedoria PORTARIA Nº 19, DE 28 DE SETEMBRO DE 2015. Corregedoria PORTARIA Nº 19, DE 28 DE SETEMBRO DE 2015. Designação da Juíza Soníria Rocha Campos D?Assunção, para exercer a Coordenação do Programa Nacional de Governança Diferenciada das Execuções Fiscais,

Leia mais

ESCRITURA escritura ato notarial tabelião,

ESCRITURA escritura ato notarial tabelião, ESCRITURA A escritura é um ato notarial efetuado pelo tabelião, dando autenticidade à vontade das partes interessadas nos efeitos do ato jurídico do qual participam. A escritura pública confirma a manifestação

Leia mais

Provimento nº 04/07-CGJ - Corregedoria Regulamenta Escrituras de Partilha, Separação e Divórcio Qui, 08 de Fevereiro de :51

Provimento nº 04/07-CGJ - Corregedoria Regulamenta Escrituras de Partilha, Separação e Divórcio Qui, 08 de Fevereiro de :51 Processo nº 0010-07/000091-0 Parecer nº 08/2007-SLA O desembargador Jorge Luís Dall Agnol, Corregedor-Geral da Justiça, no uso de suas atribuições, considerando a publicação da Lei nº 11.441/07, que alterou

Leia mais

Documentos e/ou Declarações Necessárias para a efetivação do Registro da Escritura Pública ou do Contrato Particular com força de Escritura Pública.

Documentos e/ou Declarações Necessárias para a efetivação do Registro da Escritura Pública ou do Contrato Particular com força de Escritura Pública. Documentos e/ou Declarações Necessárias para a efetivação do Registro da Escritura Pública ou do Contrato Particular com força de Escritura Pública. Para a regularidade da escritura ou contrato com força

Leia mais

RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2016 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2016

RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2016 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2016 RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2016 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2016 1- ATOS DO REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS VALORES EM R$ ATO VALORES TOTAL BUSCA (POR PERÍODO

Leia mais

ENUNCIADOS TABELIONATO DE NOTAS ANOREG SE

ENUNCIADOS TABELIONATO DE NOTAS ANOREG SE ENUNCIADOS TABELIONATO DE NOTAS ANOREG SE ENUNCIADO 1 CLÁUSULAS RESTRITIVAS: Nas escrituras de doação não é necessário justificar a imposição de cláusulas restritivas sobre a legítima. A necessidade de

Leia mais

Esta serventia encontra-se regularmente provida por Titular? ATENÇÃO: No caso de serventia vaga, conferir se consta da Lista Geral de Vacância

Esta serventia encontra-se regularmente provida por Titular? ATENÇÃO: No caso de serventia vaga, conferir se consta da Lista Geral de Vacância TABELIONATO DE NOTAS Comarca: Entrância: Juiz(a) Diretor(a) do Foro: Município/Distrito: Serventia: Titular/Responsável: Substituto: Data da correição: Horário da correição: Auxiliar(es) da fiscalização

Leia mais

Documentos e/ou Declarações Necessárias para a efetivação do Registro da Escritura Pública ou do Contrato Particular com força de Escritura Pública.

Documentos e/ou Declarações Necessárias para a efetivação do Registro da Escritura Pública ou do Contrato Particular com força de Escritura Pública. Documentos e/ou Declarações Necessárias para a efetivação do Registro da Escritura Pública ou do Contrato Particular com força de Escritura Pública. Para a regularidade da escritura ou contrato com força

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado do Ceará

Tribunal de Justiça do Estado do Ceará Tribunal de Justiça do Estado do Ceará TABELA I DOS S E VALORES DO OFÍCIO DE DISTRIBUIÇÃO DE PROTESTOS E OUTROS SERVIÇOS PREVISTOS NO ART. 402 DO DE DIVISÃO E ORGANIZAÇÃO JUDICIÁRIA 001001 Distribuição

Leia mais

ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA

ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA ADMINISTRATIVA TRANSIÇÃO PRIMEIRAS PROVIDÊNCIAS RELATÓRIO DE RECEBIMENTO DE ACERVO PRIMEIRAS PROVIDÊNCIAS ENCAMINHAMENTO DO TÍTULO DE OUTORGA Certificação JCP e envio para CGJ no prazo de 10 dias item

Leia mais

Maurício Pinto Coelho Filho Juiz Auxiliar da Corregedoria Superintendente dos Serviços Notariais e de Registro do Estado de Minas Geras

Maurício Pinto Coelho Filho Juiz Auxiliar da Corregedoria Superintendente dos Serviços Notariais e de Registro do Estado de Minas Geras SIMPÓSIO SOBRE A APLICABILIDADE DA LEI FEDERAL Nº 11.441, DE 04/01/2007, QUE ALTEROU DISPOSITIVOS DO CPC, POSSIBILITANDO A REALIZAÇÃO DE INVENTÁRIO, PARTILHA, SEPARAÇÃO E DIVÓRCIO CONSENSUAIS POR VIA ADMINISTRATIVA.

Leia mais

Certidão positiva ou negativa de registro de cada ato de que trata a Resolução nº 01/ ,35 2,39 4,43 15,17

Certidão positiva ou negativa de registro de cada ato de que trata a Resolução nº 01/ ,35 2,39 4,43 15,17 6 TABELA I DOS ATOS E VALORES DO OFÍCIO DE DISTRIBUIÇÃO DE PROTESTOS E OUTROS SERVIÇOS PREVISTOS NO ART. 402 DO CÓDIGO DE DIVISÃO E ORGANIZAÇÃO JUDICIÁRIA CÓDIGO ATO DESCRIÇÃO DOS ATOS SELO EMOLU- FER-

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado do Paraná Décima Primeira Câmara Cível

Tribunal de Justiça do Estado do Paraná Décima Primeira Câmara Cível A assinatura do autor por LUCIANE DO ROCIO CUSTODIO LUDOVICO:8089 é inválida Tribunal de Justiça do Estado do Paraná AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 1.358.447-7 VARA DE FAMÍLIA E SUCESSÕES,

Leia mais

Manual do Tabelionato de Notas

Manual do Tabelionato de Notas Manual do Tabelionato de Notas para emissão de guias de recolhimento ao FUNREJUS 1 Manual do Tabelionato de Notas PARA EMISSÃO DE GUIAS DE RECOLHIMENTO AO FUNREJUS Versão 01.15 1. Emissão de guias de recolhimento

Leia mais

Srs. Usuários dos Serviços Notariais e de Registro de Minas Gerais REF: CONVENÇÃO DA APOSTILA E RESOLUÇÃO Nº 228/CNJ

Srs. Usuários dos Serviços Notariais e de Registro de Minas Gerais REF: CONVENÇÃO DA APOSTILA E RESOLUÇÃO Nº 228/CNJ Ofício Colégio Registral - Convenção da Apostila Belo Horizonte, 23/09/2016 Srs. Usuários dos Serviços Notariais e de Registro de Minas Gerais REF: CONVENÇÃO DA APOSTILA E RESOLUÇÃO Nº 228/CNJ O Colégio

Leia mais

PROVIMENTO Nº 16/2015/CGJUS/TO

PROVIMENTO Nº 16/2015/CGJUS/TO PROVIMENTO Nº 16/2015/CGJUS/TO ANEXO ÚNICO À LEI Nº 2.828, DE 12 DE MARÇO DE 2014. TABELA I TABELIONATO DE NOTAS ATOS DO TABELIÃO DE NOTAS MENTOS TFJ EMOLU FUN CIVIL TOTAL DEVIDO 1. Das Autenticações de

Leia mais

Compra e Venda 24.1 COMPRA E VENDA COM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA

Compra e Venda 24.1 COMPRA E VENDA COM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA Compra e Venda O contrato de compra e venda é um acordo de vontades entre comprador e vendedor pelo qual, mediante pagamento de certo preço, transfere-se o domínio de determinado bem, objeto do contrato.

Leia mais

REGISTRO DE IMÓVEIS COMARCA DE XAXIM - SC

REGISTRO DE IMÓVEIS COMARCA DE XAXIM - SC REGISTRO DE IMÓVEIS COMARCA DE XAXIM - SC MANUAL DO USUÁRIO INOVAÇÕES E MELHORIAS NA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS PUBLICIDADE AUTENTICIDADE SEGURANÇA E EFICÁCIA DOS ATOS JURÍDICOS OFÍCIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA JURÍDICA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA JURÍDICA do Cartão de CNPJ Inscrição Estadual ou Municipal IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA JURÍDICA Contrato Social e sua última alteração ou Estatuto de Constituição Comprovante de renda

Leia mais

- Custas verificar pessoalmente no cartório mediante a apresentação da documentação

- Custas verificar pessoalmente no cartório mediante a apresentação da documentação DOCUMENTOS PARA AVERBAÇÕES, INCORPORAÇÕES E REGISTROS Averbação de Construção: * Certificado de conclusão de obra (original ou autenticado pela Prefeitura) * ART do CREA (certidão do engenheiro), original

Leia mais

Treinamento da CENSEC 24 de novembro de 2012

Treinamento da CENSEC 24 de novembro de 2012 Treinamento da CENSEC 24 de novembro de 2012 Agenda 2 Provimento nro 18 Sobre as Centrais e seus respectivos dados Prazos para envio Como enviar o arquivo no site da CENSEC Como gerar o arquivo no Notar

Leia mais

TABELA I - ATOS DOS TABELIÃES DE NOTAS

TABELA I - ATOS DOS TABELIÃES DE NOTAS TABELA I - ATOS DOS TABELIÃES DE NOTAS I - ESCRITURAS PÚBLICAS COM VALOR DECLARADO: de 17.595,01 a 35.190,00 R$ 480,68 R$ 7,53 R$ 24,41 R$ 14,65 R$ 24,41 R$ 29,30 R$ 48,83 R$ 2,00 R$631,80 de 234.600,01

Leia mais

Parte I Regime jurídico da atividade notarial e registral

Parte I Regime jurídico da atividade notarial e registral 17º Módulo Concentrado de Aperfeiçoamento de Magistrados Painel sobre Procedimentos Cartorários afetos à Justiça do Trabalho: Aspectos jurídicos e práticos da ferramenta de penhora online Parte I Regime

Leia mais

REFORMA OU CONSTRUÇÃO

REFORMA OU CONSTRUÇÃO Ficha Cadastral Cópia simples do Cartão de CNPJ Inscrição Estadual ou Municipal REFORMA OU CONSTRUÇÃO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA JURÍDICA Contrato Social e sua última alteração ou Estatuto

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA FÍSICA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA FÍSICA IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA FÍSICA R.G. e CPF do consorciado e cônjuge Certidão de estado civil Comprovante de residência atualizado Comprovante de renda Ficha Cadastral Declaração

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL REFORMA/ CONSTRUÇÃO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA FÍSICA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL REFORMA/ CONSTRUÇÃO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA FÍSICA R.G. e CPF do consorciado e cônjuge Certidão de estado civil Comprovante de residência atualizado Comprovante de renda Ficha Cadastral Declaração Crédito FGTS, preenchida, assinada e reconhecido firma

Leia mais

TABELA XIII - ATOS DOS TABELIÃES DE NOTAS, TABELIÃES E OFICIAIS DO REGISTRO DE CONTRATOS MARÍTIMOS ,40 31,86 R$ 56,89 R$ 35,26

TABELA XIII - ATOS DOS TABELIÃES DE NOTAS, TABELIÃES E OFICIAIS DO REGISTRO DE CONTRATOS MARÍTIMOS ,40 31,86 R$ 56,89 R$ 35,26 Tabela Atualizada 29/03/2016 Índice de reajuste para taxa judiciária em 2016: 10,68% Índice de reajuste para emolumento em 2016: 10,68% Obs.: Esta tabela não substitui a lei, sendo a sua utilização restrita

Leia mais

Legislação e prática

Legislação e prática Legislação e prática Não se pode ensinar tudo a alguém, pode-se apenas ajudá-lo a encontrar por si mesmo (Galileu Galilei) Ênfase no Provimento nº 260/CGJ/2013 PRINCIPAIS ALTERAÇÕES Qualificação em notas,

Leia mais

CÓDIGO SELO EMOLU- MENTO 1 5,75 0,29 0,29 0,29 0,89 0,69 7,33 8, ,26 0,61 0,61 0,61 3,51 6,52 22,29 24,13

CÓDIGO SELO EMOLU- MENTO 1 5,75 0,29 0,29 0,29 0,89 0,69 7,33 8, ,26 0,61 0,61 0,61 3,51 6,52 22,29 24,13 Tribunal de Justiça do Estado do Ceará TABELAS DE EMOLUMENTOS VALORES ATUALIZADOS PELA UFIRCE 2017 CONFORME LEI ESTADUAL Nº 14.826 DE 28 DE DEZEMBRO DE 2010 D.0. 29/12/2010. TABELA I DOS ATOS E VALORES

Leia mais

No Tabelionato de Notas são lavradas escrituras públicas em geral, como inventários, divórcios, declaratórias de união estável, procurações,

No Tabelionato de Notas são lavradas escrituras públicas em geral, como inventários, divórcios, declaratórias de união estável, procurações, No Tabelionato de Notas são lavradas escrituras públicas em geral, como inventários, divórcios, declaratórias de união estável, procurações, testamentos, entre outras. Também são lavradas atas notariais,

Leia mais

Total (F. corrente + intermediária) Permanente X Lei nº 6015/73.

Total (F. corrente + intermediária) Permanente X Lei nº 6015/73. 3 - SERVIÇOS NOTARIAIS E DE REGISTRO - PROCESSOS E DOCUMENTOS 3-1 - REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS 3-1 - REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS 3-1-1-3-1-1-1-3-1-1 - Livros 3-1-1-1 - Livro tombo Permanente

Leia mais

Inventário e Partilha Extrajudicial

Inventário e Partilha Extrajudicial Universidade Federal de Pernambuco CCJ - Faculdade de Direito do Recife 3º Departamento de Teoria Geral do Direito e Direito Privado Direito Notarial e Registral Inventário e Partilha Extrajudicial 2016

Leia mais

Boletim de Atualização Notas CE Versão 2.374

Boletim de Atualização Notas CE Versão 2.374 Release 1 Boletim de Atualização Melhoria O que há de novo e o que foi alterado? Foram realizadas alterações para adaptar o sistema para envio das informações ao E-Selo CE. Foi criada a preferência Habilitar

Leia mais

No Cartório de Registro de Imóveis são praticados três atos principais envolvendo bens imóveis (casas, prédios, lotes, apartamentos, lojas, fazendas,

No Cartório de Registro de Imóveis são praticados três atos principais envolvendo bens imóveis (casas, prédios, lotes, apartamentos, lojas, fazendas, No Cartório de Registro de Imóveis são praticados três atos principais envolvendo bens imóveis (casas, prédios, lotes, apartamentos, lojas, fazendas, terrenos), quais sejam, a matrícula, o registro e a

Leia mais

Tabeliã do Cartório do 1º Ofício de Notas da Capital Presidente da ANOREG-PI

Tabeliã do Cartório do 1º Ofício de Notas da Capital Presidente da ANOREG-PI Tabeliã do Cartório do 1º Ofício de Notas da Capital Presidente da ANOREG-PI Tabeliã Substituta do Cartório do 3º Ofício de Notas da Capital Cartório Themístocles Sampaio Tesoureira da ANOREG-PI Presidente

Leia mais

SUMÁRIO. Parte I O NOTÁRIO E A FUNÇÃO NOTARIAL DO NOTÁRIO INTRODUÇÃO... 27

SUMÁRIO. Parte I O NOTÁRIO E A FUNÇÃO NOTARIAL DO NOTÁRIO INTRODUÇÃO... 27 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 27 Seção 1. Noções de direito notarial... 27 1. Significados da expressão direito notarial... 27 2. Autonomia do direito notarial... 28 3. Natureza do direito notarial... 30 4. Conceito

Leia mais

LEI Nº 11.441/2007 ESCRITURA PÚBLICA DE INVENTÁRIO E PARTILHA

LEI Nº 11.441/2007 ESCRITURA PÚBLICA DE INVENTÁRIO E PARTILHA SUCESSÕES: LEI Nº 11.441/2007 ESCRITURA PÚBLICA DE INVENTÁRIO E PARTILHA DOCUMENTOS ROTEIRO INTRODUÇÃO DOCUMENTOS NECESSÁRIOS ...una mala política legislativa, consagrada a través del tiempo, no se sabe

Leia mais

8 DESCONSTITUIÇÃO- LIQUIDAÇÃO - EXTINÇÃO EXTINÇÃO

8 DESCONSTITUIÇÃO- LIQUIDAÇÃO - EXTINÇÃO EXTINÇÃO 8 DESCONSTITUIÇÃO- LIQUIDAÇÃO - EXTINÇÃO 8. - EXTINÇÃO 8.. - DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA No caso de extinção em que as fases de DESCONSTITUIÇÃO E LIQUIDAÇÃO (com seu encerramento) sejam praticadas em um único

Leia mais

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL Cedente: cliente atual que está vendendo a cota. Cessionário: cliente que está adquirindo a cota. A apresentação dos documentos solicitados

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 38, DE 23 DE OUTUBRO DE 2002

RESOLUÇÃO Nº 38, DE 23 DE OUTUBRO DE 2002 INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA Conselho Diretor RESOLUÇÃO Nº 38, DE 23 DE OUTUBRO DE 2002 O CONSELHO DIRETOR DO INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA - INCRA, autarquia

Leia mais

TABELA DE EMOLUMENTOS EXTRAJUDICIAIS LEI ESTADUAL 5.672, de 17/11/1992 Em Vigor a partir de 01/01/2014 Atualizada pelo Provimento CGJ N *

TABELA DE EMOLUMENTOS EXTRAJUDICIAIS LEI ESTADUAL 5.672, de 17/11/1992 Em Vigor a partir de 01/01/2014 Atualizada pelo Provimento CGJ N * TABELA "B" (Item IV) - ATOS DOS OFICIAIS DE DISTRIBUIÇÃO I - Pela Comunicação de Escrituras (Resolução 11/97 TJPB):... 37,46 II - Pela distribuição de títulos para protesto: 1) Valor até 72,74 0,52 2)

Leia mais

O ISS NOS SERVIÇOS NOTARIAIS E DE REGISTROS PÚBLICOS

O ISS NOS SERVIÇOS NOTARIAIS E DE REGISTROS PÚBLICOS O ISS NOS SERVIÇOS NOTARIAIS E DE REGISTROS PÚBLICOS O QUE SÃO SERVIÇOS NOTARIAIS E DE REGISTROS PÚBLICOS? Art. 236 - CF/88 - Os serviços notariais e de registro são exercidos em caráter privado, por delegação

Leia mais

ANEXO I CHECK LIST PÓS CONTEMPLAÇÃO. A liberação do crédito está condicionada à apresentação dos documentos listados abaixo.

ANEXO I CHECK LIST PÓS CONTEMPLAÇÃO. A liberação do crédito está condicionada à apresentação dos documentos listados abaixo. ANEXO I CHECK LIST PÓS CONTEMPLAÇÃO A liberação do crédito está condicionada à apresentação dos documentos listados abaixo. DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS DO CONSORCIADO Consorciado Pessoa Física: Ficha

Leia mais

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL Cedente: cliente atual que está vendendo a cota. Cessionário: cliente que está adquirindo a cota. A apresentação dos documentos solicitados

Leia mais

Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação!

Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação! Prezado (a) Consorciado (a), Parabéns pela contemplação! Para realizar sua contemplação providenciar a documentação solicitada abaixo e levar até uma loja do Magazine Luiza ou representação autorizada

Leia mais

Adjudicação A) ADJUDICAÇÃO COMPULSÓRIA

Adjudicação A) ADJUDICAÇÃO COMPULSÓRIA Adjudicação A adjudicação é ato judicial que estabelece e declara que a propriedade imóvel deve ser transferida de seu primitivo dono para o credor, objetivando satisfazer um crédito. O registro possui

Leia mais

REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS ATRIBUIÇÕES. NOTARIAIS (Distritos/Municípios não sede de Comarca)

REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS ATRIBUIÇÕES. NOTARIAIS (Distritos/Municípios não sede de Comarca) REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS ATRIBUIÇÕES NOTARIAIS (Distritos Comarca: Entrância: Juiz(a) Diretor(a) do Foro: Município/Distrito: Serventia: Titular/Responsável: Substituto: CABEÇALHO Data da correição:

Leia mais

PORTARIA DA DIRETORA GERAL DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DO TOCANTINS Nº 33 / 2016

PORTARIA DA DIRETORA GERAL DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DO TOCANTINS Nº 33 / 2016 PORTARIA DA DIRETORA GERAL DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DO TOCANTINS Nº 33 / 2016 A DIRETORA GERAL DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DO TOCANTINS, no uso das suas atribuições regimentais. Conforme Ministério da Educação

Leia mais

Documentos do vendedor Pessoa Física. Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado;

Documentos do vendedor Pessoa Física. Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado; Documentos do vendedor Pessoa Física Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado; Nota: caso o proponente for casado(a), enviar também os documentos/certidões

Leia mais

Provimento CORREGEDORIA NACIONAL DE JUSTIÇA CNJ nº 18, de D.J.:

Provimento CORREGEDORIA NACIONAL DE JUSTIÇA CNJ nº 18, de D.J.: Provimento CORREGEDORIA NACIONAL DE JUSTIÇA CNJ nº 18, de 28.08.2012 D.J.: 29.08.2012. Dispõe sobre a instituição e funcionamento da Central Notarial de Serviços Eletrônicos Compartilhados - CENSEC. A

Leia mais

Código de Processo Civil, encontramos regras nesse sentido nos artigos 1003 e seguintes, 1022 e seguintes, artigo 1026.

Código de Processo Civil, encontramos regras nesse sentido nos artigos 1003 e seguintes, 1022 e seguintes, artigo 1026. Escritura pública de inventário e partilha Documentos Necessários A relação de documentos necessários para uma escritura pública de inventário e partilha, especialmente quando contemplam bens imóveis,

Leia mais

Da Competência. Dos Livros Notariais. A competência do tabelionato de notas é a definida no artigo 7º da Lei nº 8.935/94:

Da Competência. Dos Livros Notariais. A competência do tabelionato de notas é a definida no artigo 7º da Lei nº 8.935/94: Introdução Da Competência. Dos Livros Notariais Ementa: 1. competência do tabelionato de notas; 2. identificação dos livros, pastas e arquivos da atividade notarial; 3. noções básicas de abertura, escrituração

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PROUNI

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PROUNI DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PROUNI Documentação a ser apresentada pelo candidato e membros do grupo familiar, quando for o caso, na fase de comprovação de informações. É vedado ao coordenador do Prouni pedir

Leia mais

Tabelas de Custas e Emolumentos

Tabelas de Custas e Emolumentos 08/01/14 Tribunal Justiça do Piauí - Sistema Emisão e Recolhimento Cobranças Judiciais Tabelas Custas e Emolumentos - Todas as Tabelas - Valor do Selo: R$ 0,10 Tabela I - Diversos - Atos Comuns e Isolados

Leia mais

INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA

INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA 1 Requerimento com qualificação completa elaborado pelo (s) proprietário (s) com reconhecimento de assinatura (s) por autenticidade, indicando o número da matrícula/transcrição

Leia mais

INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA

INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA INCORPORAÇÃO IMOBILIÁRIA 1 Requerimento com qualificação completa elaborado pelo(s) proprietário(s) com reconhecimento de assinatura(s), indicando o número da matrícula/transcrição imobiliária. (Modelo

Leia mais

TABELA DE EMOLUMENTOS. Índice de reajuste 6,75%, conforme IPC/IEPE. VIGÊNCIA ANEXO (LEI ESTADUAL /06)

TABELA DE EMOLUMENTOS. Índice de reajuste 6,75%, conforme IPC/IEPE. VIGÊNCIA ANEXO (LEI ESTADUAL /06) TABELA DE EMOLUMENTOS Índice de reajuste 6,75%, conforme IPC/IEPE. VIGÊNCIA 01.01.2012. ANEXO (LEI ESTADUAL 12.692/06) EMOLUMENTOS RELATIVOS AOS SERVIÇOS DE TABELIONATO DE NOTAS 1- Escritura pública, incluído

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Algumas considerações práticas sobre o processamento do inventário administrativo, de acordo com a Lei 11.441/07 Mateus Augusto Siqueira Covolo * 1. Introdução De acordo com as inovações

Leia mais

ESCRITURA PÚBLICA DE DIVÓRCIO CONSENSUAL OUTORGANTES E RECIPROCAMENTE OUTORGADOS:

ESCRITURA PÚBLICA DE DIVÓRCIO CONSENSUAL OUTORGANTES E RECIPROCAMENTE OUTORGADOS: ESCRITURA PÚBLICA DE DIVÓRCIO CONSENSUAL OUTORGANTES E RECIPROCAMENTE OUTORGADOS: Fulano... E Fulana... ADVOGADO: Dr. Aos ( ) dias do mês de ( ), do ano de dois mil e dezessete (2017), em São Paulo, Estado

Leia mais

Certificado Digital - Pessoa Jurídica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3)

Certificado Digital - Pessoa Jurídica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3) Certificado Digital - Pessoa Jurídica DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3) Além dos documentos da Pessoa Jurídica, são necessários, também, dois documentos de identificação do

Leia mais

REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS ATRIBUIÇÕES. NOTARIAIS (Distritos/Municípios não sede de Comarca)

REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS ATRIBUIÇÕES. NOTARIAIS (Distritos/Municípios não sede de Comarca) REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS ATRIBUIÇÕES NOTARIAIS (Distritos Comarca: Entrância: Juiz(a) Diretor(a) do Foro: Município/Distrito: Serventia: Titular/Responsável: Substituto: Data da correição: Horário

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Corregedor Geral da Justiça:

Excelentíssimo Senhor Corregedor Geral da Justiça: PODER JUDICIÁRIO 1 Registro de Imóveis e Tabelionato de Notas Sistema de emissão, transmissão, recepção e arquivo, em meio digital, de certidões imobiliárias em formato eletrônico, no âmbito da Comarca

Leia mais

PROVA SIMULADA DE DIREITO NOTARIAL E DE REGISTRO

PROVA SIMULADA DE DIREITO NOTARIAL E DE REGISTRO PROVA SIMULADA DE DIREITO NOTARIAL E DE REGISTRO 01) O Tabelião de Notas que concede, continuadamente descontos remuneratórios nos emolumentos para a lavratura de uma Escritura em seu Cartório, comete

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016.2 INSCRIÇÕES 7 a 10 de junho de 2016, exclusivamente pelo site: http://siteprouni.mec.gov.br/. DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS Primeira chamada: 13 de junho de 2016 Segunda chamada: 27

Leia mais

CURSO PARA AUXILIAR DOS SERVIÇOS NOTARIAIS E REGISTRAIS. PERIODO AGO/2012 A DEZ/2012 CARGA HORARIA 82 h/aulas.

CURSO PARA AUXILIAR DOS SERVIÇOS NOTARIAIS E REGISTRAIS. PERIODO AGO/2012 A DEZ/2012 CARGA HORARIA 82 h/aulas. CURSO PARA AUXILIAR DOS SERVIÇOS NOTARIAIS E REGISTRAIS. PERIODO AGO/2012 A DEZ/2012 CARGA HORARIA 82 h/aulas. MÓDULO I - DAS ATIVIDADES NOTARIAIS E DE REGISTROS ASPECTOS GERAIS Carga horária 18h/a 2h/a

Leia mais

Tabelionato de Notas - Perguntas e respostas O que mudou no que se refere aos atos de Notas com a Lei Mineira nº /2012

Tabelionato de Notas - Perguntas e respostas O que mudou no que se refere aos atos de Notas com a Lei Mineira nº /2012 Tabelionato de Notas - Perguntas e respostas O que mudou no que se refere aos atos de Notas com a Lei Mineira nº 20.379/2012 Texto elaborado em conjunto pelas entidades de classe ESCLARECIMENTOS PRÉVIOS

Leia mais

TABELA XI ATOS DOS TABELIÃES DE NOTAS

TABELA XI ATOS DOS TABELIÃES DE NOTAS TABELA XI DOS TABELIÃES DE NOTAS I. Reconhecimento de firma: Sem valor declarado 21,73 R$ 3,41 b) Com valor declarado, e por autenticidade 43,60 R$ 6,85 II. Autenticações de papéis, documentos e fotocópias,

Leia mais

Válida até 30/03/2011

Válida até 30/03/2011 Tabela de Emolumentos / 2011 (1) Válida até 30/03/2011 Anexo da Portaria nº 1448 /CGJ/2010 (a que se refere o 1º do artigo 2º da Lei n.º 15.424, de 30 de dezembro de 2004, atualizado nos termos do artigo

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA DIRETORIA EXECUTIVA SOCIEDADE PREVIDENCIÁRIA DU PONT DO BRASIL

REGIMENTO INTERNO DA DIRETORIA EXECUTIVA SOCIEDADE PREVIDENCIÁRIA DU PONT DO BRASIL REGIMENTO INTERNO DA DIRETORIA EXECUTIVA SOCIEDADE PREVIDENCIÁRIA DU PONT DO BRASIL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este Regimento sistematiza a composição, a competência e o funcionamento

Leia mais

05 a 13 de julho de 2012.

05 a 13 de julho de 2012. COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES, 1ª CHAMADA DO PROUNI 2012/2: 05 a 13 de julho de 2012. Documentação: Documentação que deve ser apresentada pelo candidato e membros do grupo familiar, quando for o caso, na

Leia mais

ProUni - UniCarioca Julho/2013

ProUni - UniCarioca Julho/2013 ProUni - UniCarioca Julho/2013 DOCUMENTOS Documentação que deve ser apresentada pelo candidato e membros do grupo familiar, quando for o caso, na fase de comprovação de informações. É vedado ao coordenador

Leia mais

Informações! h.) A Administradora poderá solicitar outros documentos, os quais não constam abaixo, se necessário. A cota deverá estar em dia.

Informações! h.) A Administradora poderá solicitar outros documentos, os quais não constam abaixo, se necessário. A cota deverá estar em dia. Informações! Segue abaixo algumas informações importantes, para realizar sua contemplação providenciar a documentação solicitada e levar até uma loja do Magazine Luiza ou representação autorizada para

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO REALIZA IMÓVEIS

DOCUMENTAÇÃO REALIZA IMÓVEIS DOCUMENTAÇÃO REALIZA IMÓVEIS LOCAÇÃO: DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA LOCAÇÃO DE UM IMÓVEL - PESSOA FÍSICA INQUILINO. Cópia dos documentos de Identidade e CPF (Se casado, do marido e esposa). Cópia da Certidão

Leia mais

SUMÁRIO. Introdução... 27

SUMÁRIO. Introdução... 27 SUMÁRIO Introdução...................................................... 27 Siglas e abreviaturas................................................ 29 1. INFORMAÇÕES GERAIS......................................

Leia mais

TABELA 1 (R$) ATOS DO TABELIÃO DE NOTAS 28,84 9,07 37,91

TABELA 1 (R$) ATOS DO TABELIÃO DE NOTAS 28,84 9,07 37,91 Tabela de Emolumentos / 2016 ANEXO À PORTARIA Nº 4.077/CGJ/2015 (a que se refere o 1º do art. 2º da Lei Estadual nº 15.424, de 30 de dezembro de 2004, atualizado nos termos do caput do artigo 50 da mesma

Leia mais

Tabela de Emolumentos / 2015

Tabela de Emolumentos / 2015 Tabela de / 2015 Anexo da Portaria Nº 3.605/CGJ/2014 (a que se refere o 1º do art. 2º da Lei Estadual nº 15.424, de 30 de dezembro de 2004, com alterações posteriores, atualizado nos termos do artigo 50,

Leia mais

Nos negócios da vida civil é comum alguma das partes ser representada por procurador. Isso reclama alguns cuidados na prática dos atos registrais.

Nos negócios da vida civil é comum alguma das partes ser representada por procurador. Isso reclama alguns cuidados na prática dos atos registrais. 4.1.9 Quitação das multas ambientais Considerando a revogação da Lei n. 4.771/65 (antigo Código Florestal) pela Lei n. 12.651/12 (novo Código Florestal), não há mais que se falar em apresentações das certidões

Leia mais

Altera a redação do capítulo XIV das Normas de Serviço da Corregedoria Geral da Justiça. CAPÍTULO XIV DO TABELIONATO DE NOTAS SEÇÃO I

Altera a redação do capítulo XIV das Normas de Serviço da Corregedoria Geral da Justiça. CAPÍTULO XIV DO TABELIONATO DE NOTAS SEÇÃO I PROVIMENTO CG Nº 40/2012 Altera a redação do capítulo XIV das Normas de Serviço da Corregedoria Geral da Justiça. O Desembargador JOSÉ RENATO NALINI, Corregedor Geral da Justiça do Estado de São Paulo,

Leia mais

Relação de documentos para o consorciado contemplado em consórcio de imóveis (Pessoa Física)

Relação de documentos para o consorciado contemplado em consórcio de imóveis (Pessoa Física) Relação de documentos para o consorciado contemplado em consórcio de imóveis (Pessoa Física) Para dar continuidade ao seu processo de aquisição de imóvel pelo Consórcio Itaú, é importante que você siga

Leia mais

LOTEAMENTO. O requerimento foi firmado pelos proprietários, com firma reconhecida por autenticidade?

LOTEAMENTO. O requerimento foi firmado pelos proprietários, com firma reconhecida por autenticidade? LOTEAMENTO DOCUMENTOS O requerimento foi firmado pelos proprietários, com firma reconhecida por autenticidade? Se ambos os cônjuges não assinarem o requerimento, deverá ser apresentada declaração de anuência

Leia mais

3) Histórico dos títulos de propriedade e respectivos comprovantes dos últimos 20 anos

3) Histórico dos títulos de propriedade e respectivos comprovantes dos últimos 20 anos ROTEIRO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA LOTEAMENTO 1) Requerimento para registro Se for PJ tem que trazer TODOS os contratos sociais (inclusive declaração/certidão da Junta Comercial a respeito da última

Leia mais

* COMUM A TODAS AS ATRIBUiÇÕES *

* COMUM A TODAS AS ATRIBUiÇÕES * 106 Sexta-Feira 16 de março de 2012 ESTADO DO EspfRITO SANTO D.I. ESPÍRITO SANTO ~ÇQE ;\~... MODELO DE RELATÓRIO DE INSPEÇÃO NOS SERViÇOS NOTARIAIS E DE REGISTRO * COMUM A TODAS AS ATRIBUiÇÕES * Comarca/Entrância

Leia mais

SERVIÇOS DE REGISTROS PÚBLICOS COMARCA DE SAPUCAIA DO SUL

SERVIÇOS DE REGISTROS PÚBLICOS COMARCA DE SAPUCAIA DO SUL SERVIÇOS DE REGISTROS PÚBLICOS COMARCA DE SAPUCAIA DO SUL Nota Técnica n 02/2009 Assunto: regula os procedimentos a serem observados pelo Registro Civil de Pessoas Naturais desta Serventia Registral nos

Leia mais

PORTARIA Nº 21, DE 8 DE FEVEREIRO DE 2002

PORTARIA Nº 21, DE 8 DE FEVEREIRO DE 2002 PORTARIA Nº 21, DE 8 DE FEVEREIRO DE 2002 O MINISTRO DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 87, parágrafo único, inciso IV, da Constituição Federal

Leia mais

I - documento de identificação próprio e dos demais membros do grupo familiar,

I - documento de identificação próprio e dos demais membros do grupo familiar, No processo de comprovação das informações o estudante deverá apresentar, a critério do coordenador do Prouni, original e fotocópia dos seguintes documentos: I - documento de identificação próprio e dos

Leia mais

Informações! Residênciais e Comerciais;

Informações! Residênciais e Comerciais; Informações! Segue abaixo algumas informações importantes, para realizar sua contemplação providenciar a documentação solicitada e levar até uma loja do Magazine Luiza ou representação autorizada para

Leia mais

PROVIMENTO Nº 06/ CGJ

PROVIMENTO Nº 06/ CGJ PROVIMENTO Nº 06/2016 - CGJ Dispõe sobre a atualização anual do valor dos emolumentos praticados pelos Serviços Notariais e de Registro do Estado de Mato Grosso. A Corregedora-Geral da Justiça do Estado

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ACRE

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ACRE ANEXO I PROVIMENTO COGER Nº 35/205 TABELAS DOS EMOLUMENTOS EXTRAJUDICIAIS 206 (Lei n..805, de 26 de dezembro de 2006, alterada pelas Leis nº 2.397/200, nº 2.534/20 e nº 3.093/205 ) - Relativo aos valores

Leia mais

TABELA "F" EXTRAJUDICIAL DOS TABELIÃES

TABELA F EXTRAJUDICIAL DOS TABELIÃES TABELA "F" EXTRAJUDICIAL DOS TABELIÃES Reconhecimento de firma: a) uma 3,80 I b) as que excederem, cada uma 0,95 c) nos papéis destinados à matrícula em curso de ensino do primário ao universitário, cada

Leia mais

Republicação por incorreção:

Republicação por incorreção: Boa Vista, 25 de janeiro de 2011 Diário da Justiça Eletrônico ANO XIV - EDIÇÃO 4478 24/75 R E S O L V E: Art. 1.º Estabelecer que todos os Juízes de Direito e substitutos, desta Justiça Estadual, informem

Leia mais

Tabela de Emolumentos / 2017

Tabela de Emolumentos / 2017 Tabela de / 2017 Anexo da Portaria nº 4.627/CGJ/2016 (a que se refere o 1º do artigo 2º da Lei n.º 15.424, de 30 de dezembro de 2004, com redação dada pela Lei Estadual nº 20.379, de 13 de agosto de 2012,

Leia mais

PROVIMENTO CGJ Nº 36 / 2016

PROVIMENTO CGJ Nº 36 / 2016 PROVIMENTO CGJ Nº 36 / 2016 Atualiza o Provimento CGJ nº 12/2009, ao disposto na Lei 13.105, de 16/03/2016 (Novo Código de Processo Civil), além de outras providências. A Desembargadora Maria Augusta,

Leia mais

O INVENTÁRIO EXTRAJUDICIAL E SEU PROCESSAMENTO BREVES CONSIDERAÇÕES

O INVENTÁRIO EXTRAJUDICIAL E SEU PROCESSAMENTO BREVES CONSIDERAÇÕES O INVENTÁRIO EXTRAJUDICIAL E SEU PROCESSAMENTO BREVES CONSIDERAÇÕES Rodrigo Corrêa da Costa Oliveira Anahí Monte Cruz R. Corrêa da Costa Sumário: 1. Introdução; 2. Conceito; 3. Condições Essenciais; 4.

Leia mais

TABELA "F" - EXTRAJUDICIAL DOS TABELIÃES

TABELA F - EXTRAJUDICIAL DOS TABELIÃES ANEXO DA RESOLUÇÃO Nº 19/2015 SECRETARIA DE CONTAS JUDICIAIS E DE APOIO AOS JUIZADOS ESPECIAIS SUBSECRETARIA DE CONTROLE GERAL DE CUSTAS E DE DEPÓSITOS JUDICIAIS REGIMENTO DE CUSTAS / DECRETO-LEI Nº 115/67

Leia mais

PROVIMENTO Nº 14/2016/ CGJUS/TO

PROVIMENTO Nº 14/2016/ CGJUS/TO PROVIMENTO Nº 14/2016/ CGJUS/TO ANEXO ÚNICO À LEI Nº 2.828, DE 12 DE MARÇO DE 2014. TABELA II REGISTRO DE IMÓVEIS ATOS DO OFICIAL DE REGISTRO DE IMÓVEIS Emolumentos TFJ FUNCIVIL TOTAL 1. Da prenotação

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS Informações aos candidatos inscritos BOLSA REMANESCENTE - ProUni 2016

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS Informações aos candidatos inscritos BOLSA REMANESCENTE - ProUni 2016 CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS Informações aos candidatos inscritos BOLSA REMANESCENTE - ProUni 2016 O candidato que concluir a inscrição para bolsa remanescente deverá entregar

Leia mais