PEI P-62 Plano de Emergência Individual para Incidentes de Poluição por Óleo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PEI P-62 Plano de Emergência Individual para Incidentes de Poluição por Óleo"

Transcrição

1 1 /13 II.7 a GLOSSÁRIO ANP Agência Nacional do Petróleo; APP - Análise Preliminar de Perigo; Árvore de Natal Conjunto de válvulas instalado na cabeça do poço e interligado à Unidade Marítima, o qual permite o fechamento do poço por motivos operacionais, de manutenção ou segurança; Base 60 Central de comunicação, localizada em Macaé; BB Bombordo lado esquerdo da embarcação; BE Boreste lado direito da embarcação; CCA Clean Caribbean & America Entidade internacional, sediada no Texas - USA, especializada no combate a poluição por óleo, à qual a Petrobras é associada; CDA - Centro de Defesa Ambiental; CENPES Centro de Pesquisa Leopoldo Américo Miguez de Mello; Central de Atendimento a Emergências Central localizada nas instalações da Petrobras, em Imbetiba, Macaé, permanentemente ocupada por vigilantes que trabalham em regime de turno ininterrupto e têm a responsabilidade pelo atendimento às ligações feitas para o número do telefone de emergência e repasse das informações a EOR; CPD - Centro de Processamento de Dados, localizado em Imbetiba, Macaé-RJ; EOR - Estrutura Organizacional de Resposta; E&P - Exploração e Produção;

2 2 / 13 PEI P-62 E&P-CORP/SMS - Gerência Corporativa de Segurança, Meio Ambiente e Saúde para a atividade de E&P da Petrobras; E&P-SERV/CC Gerência de Controle de Contingência da Unidade de Serviços de E&P; EPI Equipamento de Proteção Individual; Equipe de Parada da Emergência Grupo de pessoas treinadas e capacitadas para realizar manobras operacionais de parada de equipamentos ou sistemas em casos de emergência a bordo da Unidade Marítima; ESD Emergency Shut Down Parada de Emergência; ESDV Emergency Shut Down Valve Válvula para parada de emergência; FCDR Ficha de Controle e Disposição de Resíduos; FPSO (Floating Production Storage and Offloading) - Unidade Flutuante de Produção, Armazenamento e Transferência de petróleo; FSO (Floating Storage and Offloading) - Unidade Flutuante de Armazenagem e Transferência de petróleo; Gerente da Unidade Marítima responsável pela Unidade Marítima nela embarcado. O mesmo que GEPLAT Gerente da Plataforma; GIS-UN-BC Sistema de Informações Geo-referenciadas da Bacia de Campos; Hs altura significativa de onda; Incidente de poluição por óleo Para fins deste Plano, é toda ocorrência, operacional ou não, que resulte em derramamento de óleo na Unidade Marítima ou no mar; Intemperização do óleo Alteração, por processos naturais, das propriedades físico-químicas do óleo derramado exposto à ação do tempo;

3 3 /13 Kit SOPEP (Shipboard Oil Pollution Emergency Plan) Conjunto de materiais e equipamentos para utilização em combate à poluição por óleo nos limites da embarcação exigido para navios e plataformas flutuantes pela convenção internacional MARPOL; LALL Alarme indicativo de nível muito baixo; Mangote - Linha flexível utilizada para a transferência de petróleo e derivados. MGR Manual de Gerenciamento de Resíduos. Offloading Operação de transferência do petróleo de um FSO ou FPSO para um navio aliviador; Oil Recovery Embarcações equipadas com barreiras e acessórios para contenção e recolhimento de óleo no mar; PALL alarme indicativo de pressão muito baixa; Píer de Imbetiba - Terminal marítimo alfandegado localizado em Macaé e operado pela Petrobras; Pour points Temperatura abaixo da qual o óleo não mais fluirá, ou seja, comportar-se-á como um sólido; PCE Plataforma Marítima Central de Encova; PCH Plataforma Marítima de Cherne; PCP Plataforma Marítima de Carapeba; PGP Plataforma Marítima de Garoupa; PPG Plataforma Marítima de Pargo; PNA Plataforma Marítima de Namorado;

4 4 / 13 PEI P-62 PPM Plataforma Marítima de Pampo; PVM Plataforma Marítima de Vermelho; PT Parque de Tubos - instalação terrestre de apoio às atividades da Petrobras, localizada na Rodovia Amaral Peixoto, Macaé; Riser - Trecho vertical de uma linha submarina de escoamento; Sala de Controle de Emergência Sala localizada nas instalações da Petrobras, em Imbetiba, Macaé, provida com recursos para acesso aos planos de emergência das instalações da Bacia de Campos, mapas, cartas náuticas, facilidades de comunicação e outras facilidades para atendimento a emergências, a qual é destinada às reuniões da Estrutura Organizacional de Resposta; SIGRE Sistema de Gerenciamento de Resíduos; Sistema de Comunicação Pública Sistema de comunicação interna à Unidade Marítima que utiliza intercomunicadores para veicular mensagens a todas as pessoas a bordo; SSB Marítimo Forma de comunicação que emprega altas freqüências com emissão em banda lateral única (Single Side Band), operando de a Khz, o que permite a comunicação a grandes distâncias, por reflexão ionosférica; Swivel Dispositivo que permite a transferência de fluidos entre duas partes que possuem movimento relativo; Telefone de emergência Número de telefone padronizado pela Petrobras para comunicação de situações de emergência na Bacia de Campos, acessível de qualquer instalação marítima ou terrestre da Empresa, cujo número básico é Também pode ser acessado pelo sistema de telefonia comercial através do número (22) ; Turret - Estrutura cilíndrica, na qual são conectadas as linhas de ancoragem e dutos de escoamento do FPSO e que permite seu livre giro em função da resultante das forças ambientais; UM - Unidade Marítima;

5 5 /13 UN-RIO Unidade de Negócios de Exploração e Produção do Rio de Janeiro, responsável por operar plataformas de produção na Bacia de Campos; UN-RIO/SMS Gerência de Segurança, Meio Ambiente e Saúde da UN- RIO; UN-RIO/ATP Gerência de ativos da UN-RIO responsáveis por respectivos campos de concessão na Bacia de Campos; Válvula de bloqueio do tipo falha-fecha Válvula que depende de energia externa (comando hidráulico) para se manter na posição aberta. A queda da pressão de comando, voluntária ou por falha do sistema, acarreta o imediato fechamento da válvula e do poço.

6 6 / 13 PEI P-62 II.7 b TERMOS TÉCNICOS - Above Bace Acetylene Active Mud Pits Active Pit Aft Crane Aft Thruster Room Areas Covered: Engine Rm. Aux Eng. Rm. Autom-Tele Aux. Boiler Ball Valve With Remote Operator Ballast Water Tank Baryte Base Oil Batteryr. Below Betonite Boat Deck Boatman`S Store Boiler Room Bonded Store Bridge Deck Butterfly Valve With Remote Operator Captain Cement Cement Surge Tank Cement Unit Acima da base Acetileno Tanque de lama ativo Tanque ativo Guindaste da popa Sala do impulsor da popa Áreas abrangidas: sala de motores e sala de motores auxiliares Tele automático Caldeira auxiliar Válvula esférica com atuação remota Tanque de água de lastro Baritina Óleo básico Sala de baterias Fole Bentonina Convés dos salva-vidas / baleeiras Almoxarifado do barqueiro Sala da caldeira Almoxarifado anexo Convés da ponte Válvula borboleta com atuação remota Capitão Cimento Tanque de compensação de cimento Unidade de cimento

7 7 /13 Chain Lockers Change Change Locker Chart Room Clean Mud Return Clean Oil Client Coaming For Spill Containment Cock Valve Company Companyman s Office Compound Gauge Conference Control Cabin Control Panel Crane Crews. Mess Cymnasium Deck Penetration Degasser Derrick Desander Pit Desander Pumproom Desilter Pit Dirty Oil Double Bottom Dp Room/ Satellite Nav. Drain Drawn Armários de corrente Vestiário Armário de vestiário Sala de gráficos Retorno de lama limpa Óleo limpo Cliente Braçola para conteúdo derramado Válvula de confinamento Empresa Escritório dos fiscais Medidor de composto Conferência Cabine de controle Painel de controle Guindaste Refeitório da tripulação Pátio Convés de entrada Desgaseificador Torre Tanque do desareador Sala da bomba do desareador Tanque do dessiltador Óleo sujo Fundo duplo Sala de posicionamento dinâmico/ satélite de navegação Dreno Desenho

8 8 / 13 PEI P-62 Drill Water Tank Drill Well Drill Well Hatch Drilling Floor Driptray Dry Store Drying Drying Room Electricians Workshop Emergency Fuel Oil Day Tank Emergency Generator Room Empty Packings Engineer's Workshop Escape Trunk Fan Room Fill Station Fire Lkr Flange Connection Flow Meter Fore Castle Deck Fresh Water Supply Fuel Equipment Fuel Gauge Fuel Oil Buffer Tank Fuel Oil Daily Serv.T. Fuel Oil Day Tank Fuel Oil Purifier Fuel Oil Return From Diesel Engine Tanque de água industrial Poço de perfuração Escotilha do poço de perfuração Convés de perfuração Bandeja de inclinação Estocagem de materiais secos Secadora Sala de secagem Oficina elétrica Tanque diurno de óleo combustível de emergência Sala do gerador de emergência Sacos vazios Oficina de engenharia Rota de fuga Sala de ventiladores Local de abastecimento Armário de incêndio Conexão da flange Medidor de fluxo Convés de castelo de proa Fornecimento de água doce Equipamento de combustível Medidor de combustível Tanque de compensação de óleo combustível Tanque de serviço diário de óleo combustível Tanque diurno de óleo combustível Purificador de óleo combustível Retorno de óleo combustível para motor a diesel

9 9 /13 Fuel Oil Separator Centrifugal (Self- Cleaning) Fuel Oil Service Pump Fuel Oil Setting Tank Fuel Oil Supply To Diesel Engine Fuel Oil Transfer Pump Fuel Return Chamber Fuel Setting Tank Funnel Fw Generator Room Fwd Crane Galley Gel Barite Geological Section Globe Valve Globe Valve With Reach Rod To Upper Deck Level Heating System Helicopter Fuel Storage Tank Helicopterdeck High / Low Level Warning High Pick-Up Hose Hose Connection Hydrophone Space Incinerator Ironing Ladder To Derrick Centrífuga do separador de óleo combustível (auto-limpante) Bomba de serviço de óleo combustível Tanque de aferição de óleo combustível Fornecimento de óleo combustível para motor a diesel Bomba de transferência de óleo combustível Câmara de retorno de combustível Tanque de regulagem de combustível Funil Sala do gerador vante Guindaste vante Cozinha Baritina em gel Seção geológica Válvula tipo globo Válvula tipo globo com haste de alcance para o nível do convés superior Sistema de aquecimento Tanque de armazenamento de combustível para helicóptero Heliponto Aviso de nível alto / baixo Coletor superior Mangueira Conexão da mangueira Espaço para o hidrofone Incinerador Passadeira/ Passar roupa Escada para a torre

10 10 / 13 PEI P-62 Lamp And Paint Laundry Level Above Base Level Switch (Float Type) Locker Lub. Oil Storage Tank Lube Oil Purifiers Lube Oil Storage Tank Luggag. Vent. Main Deck Main Engine Room Main Store Mechanic's Workshop Mud Mix Mud Premix Mud Pump Room Mud Reserve Mud Sack Store Mud Surge Tank Mud Treating Area Nav. Bridge Deck Non-Condensated Fuel Tank Off Centerline Of Rig Off`S Mess Oil Recirculation Oily Bilge Settling Tank Overflow-To-Overflow Tank Oxygen Lâmpadas e tintas Lavanderia Nível acima da base Chave de nível (tipo bóia) Vestiário Tanque de armazenamento de óleo de lubrificação Purificadores de óleo de lubrificação Tanque de armazenamento de óleo combustível Ventilação da área de bagagens Convés principal Sala do motor principal Almoxarifado principal Oficina mecânica Preparo de lama Pré-preparo de lama Sala da bomba de lama Reserva de lama Sacaria de lama Tanque de compensação de lama Área de tratamento de lama Convés da ponte de navegação Tanque de combustível nãocondensado Fora da linha central de mastreação Refeitório dos oficiais Recirculação de óleo Tanque de decantação de esgoto com óleo Linha de transbordamento do tanque de transbordamento Oxigênio

11 11 /13 Paint Lkr Paint Lkr. Pump Rm. Acetylene Rm. Paint Store Passage Peak Deck Pipe Pipe Recess Poopdeck Potable Watertank Pressure Gauge Process Shutdown (Psd) Required. Prop Rm. Switchboard Rm. Emer.Gen. Rm. Propulsionroom Pump Room For Helicopter Refueling Pump Skid Unit. Radio Chief Radio Room Recreation Reducer Relief Valve Riser Storage Area Sack Storage Room (Hose Connection) Sackstore Sand Trap Sauna Savage Holding Tank Scale Schlumberger (Hose Connection) Armário de tinta Armário de tinta, sala de bombas e sala de acetileno Almoxarifado de tintas Caminho Convés do bico da proa Tubo Recesso de duto Castelo de popa Tanque de água potável Medidor de pressão Parada de emergência é necessária Quadro de energia de emergência Sala de propulsão Sala de bombas para reabastecimento de helicóptero Unidade modular da bomba Chefe de rádio Sala de rádio Recreação Redutor Válvula de alívio Área de armazenamento de risers Sala de armazenamento de sacos (conexão com mangueira) Sacaria Coleta de areia Sauna Tanque de emergência Escala Schlumberger (conexão para mangueiras)

12 12 / 13 PEI P-62 Screw Horizontal Sea Water Tank Self-Closing Valve Shaker Room Sheet Ship's Office Showers Simplex Strainer Site Manager Sitting Room Skid Drain Skimmer Tanks Sludge Slug Solas Locker Stairs To Service Platform Of Lover Racker Carriage Stairs To Upper Service Platform Of Riser Tensioner Stewart`S Office Stop Check Valve - Screw Down Stop Control Required Outside Compartment Store Store Office Switch Over For D.O Supply & Overflow Of Header Tank Center Switchboardroom Tank Drip Tray Tank Top Parafuso horizontal Tanque de água do mar Válvula de fechamento automático Sala da peneira vibratória de lama Folha/Formulário Sala de comando Chuveiros Filtro simples Administrador local Sala de reunião Unidade modular de drenagem Tanque de filtro Lodo Lama pesada Vestiário de salvaguardas da vida no mar Escadas para a plataforma de serviço do carro do estaleirador superior Escadas para a plataforma de serviço superior do tensionador da tubulação (riser) submarina Sala dos camareiros Válvula de retenção de limite parafusar para baixo Controle de interrupção solicitado localizado no compartimento externo Almoxarifado Escritório do almoxarifado Chave para o suprimento de óleo diesel & enchimento máximo do tanque Sala do quadro de distribuição Bandeja de inclinação do tanque Teto do tanque

13 13 /13 Tankdeck Thruster Well To Deadship Start Compressor Toilet Tool Puusher Top Deck Transmitter Tweendeck Valves To Be Interlocked Vent Pipe Head With Float And Wire Net (30 Mesh) Vent Tank Spill Containment 42 Gallon (Typ) Wash/ Shower Waste Oil Water Tank Wheel Hous Wireline Unit Work Shop Working Air Convés do tanque Poço do impulsor Interromper/desligar o compressor de partida Banheiro Encarregado de sonda Convés superior Transmissor Coberta Válvulas a serem intertravadas Tubo de ventilação principal com bóia e filtro ( 30 mesh) Tanque de recuperação de vazamentos através do vent 42 galões (typ) Lavatório/chuveiro Óleo usado/òleo sujo Tanque de água Cabine de comando Unidade portátil de geração de energia Oficina Ar de serviço

Atividade de Perfuração Marítima nos Blocos BM-POT-16 e 17 Bacia Potiguar. A seguir estão apresentados os termos técnicos utilizados em inglês.

Atividade de Perfuração Marítima nos Blocos BM-POT-16 e 17 Bacia Potiguar. A seguir estão apresentados os termos técnicos utilizados em inglês. Atividade de Perfuração Marítima nos Blocos BM-POT-16 e 17 Bacia Potiguar - Pág. 1 / 9 I - INTRODUÇÃO A seguir estão apresentados os termos técnicos utilizados em inglês. Quadro I-1 - Quadro de térmicos

Leia mais

PEI (FPSO Cidade de São Mateus) Plano de Emergência Individual para Incidentes de Poluição por Óleo

PEI (FPSO Cidade de São Mateus) Plano de Emergência Individual para Incidentes de Poluição por Óleo 1/ 5 I - INTRODUÇÃO A seguir estão apresentados os termos técnicos utilizados em inglês. Quadro I-1 - Quadro de térmicos técnicos inglês-português. Ballast Water Tank Base Oil Boat Deck Boiler Room Butterfly

Leia mais

Teste de Longa Duração na Área do Poço 3-ESP-22D-RJS, Concessão de Espadarte, Bacia de Campos. Processo nº 02022.002976/2009

Teste de Longa Duração na Área do Poço 3-ESP-22D-RJS, Concessão de Espadarte, Bacia de Campos. Processo nº 02022.002976/2009 Teste de Longa Duração na Área do Poço EIA Estudo de Impacto Ambiental Volume 00 E&P Teste de Longa Duração na Área do Poço Controle de Revisões Pág. 1/1 CONTROLE DE REVISÕES REV. DESCRIÇÃO DATA Data

Leia mais

II.3 - INFORMAÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA RESPOSTA. II.3.1 - Sistema de alerta de derramamento de óleo

II.3 - INFORMAÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA RESPOSTA. II.3.1 - Sistema de alerta de derramamento de óleo 1 / 19 II.3 - INFORMAÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA RESPOSTA II.3.1 - Sistema de alerta de derramamento de óleo II.3.1.1 - Sistema de alerta de derramamento de óleo da P-55 Todos os alertas de derramamento

Leia mais

ANEXO II.7-1 - ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGOS - APP

ANEXO II.7-1 - ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGOS - APP ANEXO II.7-1 - ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGOS Pág. 1/19 ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGOS CLIENTE PETROBRAS REV. 00 DATA Out/2010 FOLHA 1/19 INSTALAÇÃO Unidade Marítima de Perfuração NS-21 (Ocean Clipper)

Leia mais

MATRIZ DE GERENCIAMENTO DE RISCOS

MATRIZ DE GERENCIAMENTO DE RISCOS UNIDADE MARÍTIMA Unidade Marítima de Perfuração Alaskan Star REV. 00 DATA Ago/2008 FOLHA 1 / 14 M1 Seguir programa de inspeção e manutenção dos equipamentos e linhas. Inspeções Periódicas e Programas de

Leia mais

II.3 - INFORMAÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA RESPOSTA. II.3.1 - Sistema de alerta de derramamento de óleo

II.3 - INFORMAÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA RESPOSTA. II.3.1 - Sistema de alerta de derramamento de óleo 1 / 23 II.3 - INFORMAÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA RESPOSTA II.3.1 - Sistema de alerta de derramamento de óleo II.3.1.1 - Sistema de alerta de derramamento de óleo do FPSO PETROJARL Cidade de Itajaí Todos

Leia mais

Subdivisões do Casco e das Estruturas

Subdivisões do Casco e das Estruturas Subdivisões do Casco e das Estruturas ALOJAMENTO (Quarters, Living Space) Compartimento de um navio de guerra destinado a alojar várias pessoas, normalmente mais de quatro. BAILÉU (Orlop Deck) Pavimento

Leia mais

MOTOR MODELO D290 ÍNDICE

MOTOR MODELO D290 ÍNDICE MOTOR MODELO D290 ÍNDICE 1 -SISTEMA DO MOTOR -BLOCO DOS CILINDROS 2 -SISTEMA DO MOTOR -CABEÇOTE DOS CILINDROS 3 - SISTEMA DO MOTOR - COBERTURA CABEÇOTE DOS CILINDROS 4 -SISTEMA DO MOTOR -PISTÃO E BIELA

Leia mais

Coletes salva-vidas na quantidade que atenda ao estipulado pela Capitania dos Portos, pelo menos, ou que corresponda ao número da tripulação.

Coletes salva-vidas na quantidade que atenda ao estipulado pela Capitania dos Portos, pelo menos, ou que corresponda ao número da tripulação. Segurança de Balsas Tanque 1. Objetivo Estabelecer as normas de segurança que deverão ser rigorosamente observadas durante as operações de carregamento e descarga de balsas-tanque. 2. Abrangência Este

Leia mais

II.3 - INFORMAÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA RESPOSTA. II.3.1 - Sistema de Alerta de Derramamento de Óleo

II.3 - INFORMAÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA RESPOSTA. II.3.1 - Sistema de Alerta de Derramamento de Óleo PEI - Plano de Emergência Individual para Incidentes Pág. 1/32 INFORMAÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA RESPOSTA II.3.1 - Sistema de Alerta de Derramamento de Óleo II.3.1.1 - Sistema de Alerta de Derramamento

Leia mais

EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO- EQUIPAMENTOS UTILIZADOS

EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO- EQUIPAMENTOS UTILIZADOS PROCESSOS INDUSTRIAIS ORGÂNICOS EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO- EQUIPAMENTOS UTILIZADOS PERFURAÇÃO - INTRODUÇÃO A perfuração de um poço de petróleo é realizada através de uma sonda, conforme ilustrado nas figuras

Leia mais

Sistemas Marítimos. Hélio Y. Kubota Sala DE303 RiserProd e-mail: kubota@dep.fem.unicamp.br

Sistemas Marítimos. Hélio Y. Kubota Sala DE303 RiserProd e-mail: kubota@dep.fem.unicamp.br Sistemas Marítimos Hélio Y. Kubota Sala DE303 RiserProd e-mail: kubota@dep.fem.unicamp.br Visão Geral de um Sistema Marítimo Unidades de Perfuração / Produção Facilidades de Superfície / Fundo Riser, Flow

Leia mais

ENGENHARIA DE PERFURAÇÃO E COMPLETAÇÃO EM POÇOS DE PETRÓLEO

ENGENHARIA DE PERFURAÇÃO E COMPLETAÇÃO EM POÇOS DE PETRÓLEO ENGENHARIA DE PERFURAÇÃO E COMPLETAÇÃO EM POÇOS DE PETRÓLEO Renato Brandão Mansano Eng. de Petróleo PETROBRAS/UN-ES/ATP-JUB-CHT/IP ENGENHARIA DE PERFURAÇÃO E COMPLETAÇÃO DE POÇOS -Histórico; - Sistemas

Leia mais

PLATEC FPSO. 1º WORKSHOP TECNOLÓGICO Campinas 24 e 25/04/2012. Floating Production Storage and Offloading. Realização: Apoio:

PLATEC FPSO. 1º WORKSHOP TECNOLÓGICO Campinas 24 e 25/04/2012. Floating Production Storage and Offloading. Realização: Apoio: Floating Production Storage and Offloading 1º WORKSHOP TECNOLÓGICO Campinas 24 e 25/04/2012 Realização: Apoio: Brasil - mundo Demanda brasileira nos estaleiros do mundo PLATEC FPSO 2 Plataformas Tecnológicas

Leia mais

Assunto: 13ª Rodada de Licitações de Blocos e de Campos Marginais - Alterações no Conteúdo Local para sondas.

Assunto: 13ª Rodada de Licitações de Blocos e de Campos Marginais - Alterações no Conteúdo Local para sondas. 48380.001019/2015-00 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis Departamento de Política de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural NOTA TÉCNICA

Leia mais

RESOLUÇÃO ANP Nº 39, DE 13.11.2007

RESOLUÇÃO ANP Nº 39, DE 13.11.2007 AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS RESOLUÇÃO ANP Nº 39, DE 13.11.2007 O DIRETOR-GERAL da AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GAS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS ANP, no uso de suas atribuições

Leia mais

ANEXO II.8-1 - ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGOS - APP

ANEXO II.8-1 - ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGOS - APP ANEXO II.8-1 - ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGOS - APP Pág. 1/23 Análise Empresa: Petrobras Folha: 1/23 Sistema: Produção de Petróleo e Gás Subsistema: Elevação de Petróleo Data: 04 e 05/10/2010 Liberação

Leia mais

Operação de Instalações Marítimas

Operação de Instalações Marítimas ENIDH, Abril 2011 Sumário 1 Steering Gear 2 Bow Thrust 3 Propeller Servo 1 Steering Gear 2 Bow Thrust 3 Propeller Servo Steering Gear System Comprises two identical hydraulic systems. Each system includes:

Leia mais

Programa Plataformas Tecnológicas PLATEC ONSHORE. Workshop Tecnológico Sondas de Perfuração Onshore FIEBE Salvador/BA 31 de julho de 2012

Programa Plataformas Tecnológicas PLATEC ONSHORE. Workshop Tecnológico Sondas de Perfuração Onshore FIEBE Salvador/BA 31 de julho de 2012 Programa Plataformas Tecnológicas PLATEC ONSHORE Workshop Tecnológico Sondas de Perfuração Onshore FIEBE Salvador/BA 31 de julho de 2012 PLATEC - CONCEITUAL Plataformas Tecnológicas É uma base de conhecimentos

Leia mais

A Figura II.2.4.2-6 mostra, de forma ilustrativa, a plataforma marítima fixa PMXL-1.

A Figura II.2.4.2-6 mostra, de forma ilustrativa, a plataforma marítima fixa PMXL-1. Pág. 36 / 158 Atividade de Produção de Gás e Condensado no C - Unidade de Produção O desenvolvimento do Campo de Mexilhão prevê a utilização de uma unidade de produção que conjuga as atividades de extração

Leia mais

EMERGENCIAS OFFSHORE ACIDENTES EM PLATAFORMAS DE PETRÓLEO. Prof. Osni Guaiano

EMERGENCIAS OFFSHORE ACIDENTES EM PLATAFORMAS DE PETRÓLEO. Prof. Osni Guaiano EMERGENCIAS OFFSHORE ACIDENTES EM PLATAFORMAS DE PETRÓLEO Prof. Osni Guaiano Rio de Janeiro, 2014 RESUMO A exploração e a produção de petróleo e gás natural são atividades que visam suprir à crescente

Leia mais

8ª Feira da Metalmecânica, Energia e Automação MEC SHOW 2015. Operações da Petrobras no ES: Oportunidades para o Mercado Local

8ª Feira da Metalmecânica, Energia e Automação MEC SHOW 2015. Operações da Petrobras no ES: Oportunidades para o Mercado Local 8ª Feira da Metalmecânica, Energia e Automação MEC SHOW 2015 Operações da Petrobras no ES: Oportunidades para o Mercado Local José Luiz Marcusso Vitória, 28 de Julho de 2015 PRINCIPAIS PROJETOS DE PRODUÇÃO

Leia mais

1 - DESCRIÇÃO DA UNIDADE DE PERFURAÇÃO 2 - DOCUMENTAÇÃO 3 - ESTRUTURA/ CARACTERÍSTICAS GERAIS 4 - PARÂMETROS AMBIENTAIS DE OPERAÇÃO

1 - DESCRIÇÃO DA UNIDADE DE PERFURAÇÃO 2 - DOCUMENTAÇÃO 3 - ESTRUTURA/ CARACTERÍSTICAS GERAIS 4 - PARÂMETROS AMBIENTAIS DE OPERAÇÃO da Unidade Marítima (DUM) Pág. 1 / 8 1 - DESCRIÇÃO DA UNIDADE DE PERFURAÇÃO Nome da unidade Proprietário Star International Drilling Ltda Tipo Semi-Submersível Bandeira Panamá Ano de construção 1976 Classificação

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS CURSO DE OPERADOR DE CONTROLE DE LASTRO - COPL DISCIPLINA: CONTROLE DE ESTABILIDADE DE UNIDADES OFFSHORE - II MÓDULO II SIGLA: CTE-II CARGA HORÁRIA: 48 HORAS

Leia mais

Plano de Emergência Individual ANEXO 12 Glossário e Lista de Acrônimos Atividade de Perfuração Marítima no Bloco BM-CAL-13 Bacia de Camamu-Almada

Plano de Emergência Individual ANEXO 12 Glossário e Lista de Acrônimos Atividade de Perfuração Marítima no Bloco BM-CAL-13 Bacia de Camamu-Almada Plano de Emergência Individual ANEXO 12 Glossário e Lista de Acrônimos Atividade de Perfuração Marítima no Bloco BM-CAL-13 Bacia de Camamu-Almada BP Energy do Brasil Rev_01 Revisão 01 Plano de Emergência

Leia mais

COMPRESSORES DE AR RESPIRÁVEL PRODUTOS DE ALTO DESEMPENHO DA SCOTT

COMPRESSORES DE AR RESPIRÁVEL PRODUTOS DE ALTO DESEMPENHO DA SCOTT COMPRESSORES DE AR RESPIRÁVEL PRODUTOS DE ALTO DESEMPENHO DA SCOTT ÍNDICE COMPRESSORES SCOTT DE SÉRIE... 1 Sistemas de Purificação FreshAir e Controlador X4 COMPRESSOREs... 2 Simple Air e Hush Air ESTAÇÕES

Leia mais

II.8 - ANÁLISE E GERENCIAMENTO DE RISCOS E PLANO DE EMERGÊNCIA INDIVIDUAL

II.8 - ANÁLISE E GERENCIAMENTO DE RISCOS E PLANO DE EMERGÊNCIA INDIVIDUAL Estudo de Impacto Ambiental EIA Para Atividade de Produção e Escoamento de Petróleo e Gás - Campo de Siri - Bacia Potiguar Pág. 1 / 158 - ANÁLISE E GERENCIAMENTO DE RISCOS E PLANO DE EMERGÊNCIA INDIVIDUAL.1

Leia mais

Alta Pressão. Lideres em tecnologia de alta pressão

Alta Pressão. Lideres em tecnologia de alta pressão Alta Pressão A Haskel fornece uma grande variedade de equipamentos pneumáticos e hidráulicos de alta pressão para as indústrias de petróleo e gás, defesa, aeroespacial, automotiva, potência de fluido ou

Leia mais

ESTAÇÃO DE ODORIZAÇÃO CAÇAPAVA - COMGAS

ESTAÇÃO DE ODORIZAÇÃO CAÇAPAVA - COMGAS ESTAÇÃO DE ODORIZAÇÃO CAÇAPAVA - COMGAS FEVEREIRO/2012 17-RT-CG-01/12 1 INDICE: 1. CARACTERIZAÇÃO DO EMPREENDIMENTO E DA REGIÃO 2. PARECER TÉCNICO PARA O PONTO DE ENTREGA 3. LAY OUT 4. CERTIDÃO DE USO

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL 1 OBJETIVO: Padronizar os diversos tipos de sistemas de bomba de incêndio das edificações, seus requisitos técnicos, componentes, esquemas elétricos-hidráulicos e memória de cálculo, de acordo com os parâmetros

Leia mais

ÍNDICE II.13 - GLOSSÁRIO... 1. 2388-00-EIA-RL-0001-00 dezembro de 2009 Rev. nº 00

ÍNDICE II.13 - GLOSSÁRIO... 1. 2388-00-EIA-RL-0001-00 dezembro de 2009 Rev. nº 00 2388-00-EIA-RL-0001-00 dezembro de 2009 Rev. nº 00 ATIVIDADE DE PERFURAÇÃO MARÍTIMA NA ÁREA GEOGRÁFICA DOS BLOCOS BM-ES-37, 38, 39, 40 E 41 ÍNDICE II.13 - GLOSSÁRIO... 1 II.13 Glossário 1/1 2388-00-EIA-RL-0001-00

Leia mais

PLATEC Plataformas Tecnológicas

PLATEC Plataformas Tecnológicas Programa de Desenvolvimento de Fornecedores para o Setor de Óleo e Gás - MULTIFOR PLATEC Plataformas Tecnológicas Barcos de Apoio Offshore Porto Alegre - RS em 26/03/2013 ONIP - MULTIFOR PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

PLATEC PLATAFORMAS TECNOLÓGICAS PLATEC FPSO automação e instrumentação do top side

PLATEC PLATAFORMAS TECNOLÓGICAS PLATEC FPSO automação e instrumentação do top side Programa de Desenvolvimento de Fornecedores para o Setor de Óleo e Gás - MULTIFOR PLATEC PLATAFORMAS TECNOLÓGICAS PLATEC FPSO automação e instrumentação do top side São Paulo - 16/10/2013 ONIP - MULTIFOR

Leia mais

CABEÇOTE 02 BLOCO DO MOTOR 05 PISTÃO E BIELA 08 VIRABREQUIM 09 ÁRVORE DE COMANDO 10 COLETOR DE ADMISSÃO 11 COLETOR DE ESCAPE 12 SISTEMA LUBRIFICAÇÃO

CABEÇOTE 02 BLOCO DO MOTOR 05 PISTÃO E BIELA 08 VIRABREQUIM 09 ÁRVORE DE COMANDO 10 COLETOR DE ADMISSÃO 11 COLETOR DE ESCAPE 12 SISTEMA LUBRIFICAÇÃO 1 DESCRIÇÃO PÁGINA CABEÇOTE 02 BLOCO DO MOTOR 05 PISTÃO E BIELA 08 VIRABREQUIM 09 ÁRVORE DE COMANDO 10 COLETOR DE ADMISSÃO 11 COLETOR DE ESCAPE 12 SISTEMA LUBRIFICAÇÃO 13 SISTEMA ALIMENTAÇÃO 15 CARTER

Leia mais

Área: UTE - Pampa Subsistema:

Área: UTE - Pampa Subsistema: Carregamento Pequeno vazamento de diesel em conexões, tubo e mangote. -Vazamento em mangote, conexões, flanges, válvulas, instrumentos. A II RM A I RB A I RB tubulação - Atender as exigências da requisição

Leia mais

NORMA TÉCNICA N o 19 SISTEMAS DE RESFRIAMENTO PARA LÍQUIDOS E GASES INFLAMÁVEIS E COMBUSTÍVEIS

NORMA TÉCNICA N o 19 SISTEMAS DE RESFRIAMENTO PARA LÍQUIDOS E GASES INFLAMÁVEIS E COMBUSTÍVEIS ANEXO XIX AO DECRETO N o 3.950, de 25 de janeiro de 2010. NORMA TÉCNICA N o 19 SISTEMAS DE RESFRIAMENTO PARA LÍQUIDOS E GASES INFLAMÁVEIS E COMBUSTÍVEIS 1 OBJETIVO Esta Norma Técnica estabelece as condições

Leia mais

ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGO PORTO DO PECEM

ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGO PORTO DO PECEM ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGO PORTO DO PECEM Perda de carga e equipamentos Falhas ao estudar as condições meteoceanográficas. Falha mecânica (Guindastes, empilhadeiras,. Encalhe em bancos de areia e/ou

Leia mais

Texto consolidado do código FSS

Texto consolidado do código FSS Texto consolidado do código FSS Este texto é uma consolidação dos seguintes instrumentos: - Resolução MSC.98(73) Adoção do Código FSS, em vigor a partir de 1º de Julho de 2002; - Resolução MSC.217(82),

Leia mais

CPMI PETRO. Requerimentos n. 539/2014 e 456/2014. Diretora-Geral da ANP Magda Chambriard 26/11/2014

CPMI PETRO. Requerimentos n. 539/2014 e 456/2014. Diretora-Geral da ANP Magda Chambriard 26/11/2014 CPMI PETRO Requerimentos n. 539/2014 e 456/2014 Diretora-Geral da ANP Magda Chambriard 26/11/2014 Segurança Operacional Marítima 1 Atribuições de fiscalização do Estado brasileiro 2 Segurança operacional

Leia mais

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES Complexo Esportivo de Deodoro Edital 1.10 1. Instalações Hidráulicas e Sanitárias Os serviços de manutenção de instalações hidráulicas e sanitárias,

Leia mais

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO OCEANOGRÁFICO ESCOLA POLITÉCNICA EPUSP FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO REQUISITOS PARA O NAVIO DE PESQUISA DO INSTITUTO OCEANOGRÁFICO (versão 7 21/02/02) OBJETIVO DO NAVIO O navio de pesquisa

Leia mais

II.8.7 - Eventos Identificados

II.8.7 - Eventos Identificados 64 / 102 - Eventos Identificados.1 - Atividades de Instalação A aplicação da metodologia apresentada nos itens anteriores possibilitou a construção das planilhas de Análise Preliminar de Perigos. Especificamente

Leia mais

2 Sistemas de Produção Offshore

2 Sistemas de Produção Offshore 2 Sistemas de Produção Offshore 2.1. Introdução O conjunto de equipamentos utilizados para a prospecção e exploração marinha de petróleo é conhecido como Sistema Offshore e compreende basicamente quatro

Leia mais

REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DE PROCESSOS REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DE PROCESSOS REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DE PROCESSOS PROCESSAMENTO QUÍMICO FLUXOGRAMAS

REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DE PROCESSOS REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DE PROCESSOS REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DE PROCESSOS PROCESSAMENTO QUÍMICO FLUXOGRAMAS QUÍMICOS II PROCESSAMENTO QUÍMICO FLUXOGRAMAS DEFINIÇÃO: É A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA SIMPLIFICADA POR MEIO DE FIGURAS E LETRAS, DE ESTRUTURA E DO FUNCIONAMENTO DE INSTALAÇÕES DE PROCESSAMENTO. CLASSIFICAÇÃO:

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA SEGURANÇA OPERACIONAL DAS INSTALAÇÕES MARÍTIMAS DE PERFURAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL

REGULAMENTO TÉCNICO DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA SEGURANÇA OPERACIONAL DAS INSTALAÇÕES MARÍTIMAS DE PERFURAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL REGULAMENTO TÉCNICO DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA SEGURANÇA OPERACIONAL DAS INSTALAÇÕES MARÍTIMAS DE PERFURAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL ÍNDICE CAPÍTULO 1 DISPOSIÇÕES GERAIS 1 OBJETIVO...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Núcleo de Excelência em Geração Termelétrica e Distribuída Centro de Treinamento de Operadores de Centrais Termelétricas Prof. Dr. Osvaldo José Venturini (responsável pelo

Leia mais

Petróleo e Meio Ambiente

Petróleo e Meio Ambiente Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi Petróleo e Meio Ambiente Curso:Tecnólogo em Gestão Ambiental Professora: Raquel Simas Pereira Teixeira Acidentes na Indústria de Petróleo Acidentes com Plataformas

Leia mais

ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGO APP TERMOELÉTRICA GÁS NATURAL

ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGO APP TERMOELÉTRICA GÁS NATURAL ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGO APP TERMOELÉTRICA GÁS NATURAL Sub-subsistema: Alimentação de Gás Natural (CityGate) / Distribuição ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGO - APP Grande tubulações do CityGate Pequeno

Leia mais

Sistemas de Controle de Emergências

Sistemas de Controle de Emergências Apresentação Seguradora 25 de Novembro 2008 QSSMA Qualidade, Segurança, Saúde e Meio Ambiente Sistema de armazenamento de água. Reservatório acima do solo 4.750m3 com 108m3/h reposição automática. Bomba

Leia mais

SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE PETRÓLEO

SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE PETRÓLEO SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE PETRÓLEO ROTEIRO INSTALAÇÕES MARÍTIMAS GESTÃO E ENGENHARIA DE PETRÓLEO E GÁS Introdução; Tipos de Unidades de Perfuração e Completação; Tipos de Unidades e Sistemas de Produção;

Leia mais

Assunto: 13ª Rodada de Licitações de Blocos e de Campos Marginais - Aprimoramento da sistemática de Conteúdo Local.

Assunto: 13ª Rodada de Licitações de Blocos e de Campos Marginais - Aprimoramento da sistemática de Conteúdo Local. 483.000879/2015-00 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis Departamento de Política de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural NOTA TÉCNICA N

Leia mais

PC PERFURAÇÃO E COMPLETAÇÃO

PC PERFURAÇÃO E COMPLETAÇÃO PC PERFURAÇÃO E COMPLETAÇÃO Introdução: As atividades de perfuração de poços de petróleo são do seguimento upstream, que consiste em métodos que visam a segurança e a produtividade do poço. Para tais operações

Leia mais

DECRETO Nº 5.567 DECRETA

DECRETO Nº 5.567 DECRETA DECRETO Nº 5.567 O GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, inciso V, da Constituição Estadual, e considerando o disposto no Convênio ICMS 130/2007, DECRETA Art.

Leia mais

3 Controle metrológico na medição de vazão de petróleo e gás

3 Controle metrológico na medição de vazão de petróleo e gás 3 Controle metrológico na medição de vazão de petróleo e gás A Petrobras, por meio da sua Unidade de Negócios Bacia de Campos (UNBC) produz anualmente 800.000 barris de óleo e 12.000.000 m 3 de gás natural

Leia mais

CSR/Instruções de inspeção para técnicos

CSR/Instruções de inspeção para técnicos INSTRUÇÕES DE INSPEÇÃO Escavadeiras CSR/Instruções de inspeção para técnicos Esta instrução é um recurso técnico informal. Para obter especificações e procedimentos corretos, refira-se sempre às instruções

Leia mais

pedro.calmon.@pcfa.com.br

pedro.calmon.@pcfa.com.br pedro.calmon.@pcfa.com.br Montevideo, 27 de junho de 2013 Órgãos públicos: Agência Nacional do Petróleo ANP Autoridade Marítima DPC e CPp Receita Federal Aduana Instituto Nacional do Meio Ambiente IBAMA

Leia mais

ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGO - APP UNIDADE DE REGASEIFICAÇÃO

ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGO - APP UNIDADE DE REGASEIFICAÇÃO ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGO - APP UNIDADE DE REGASEIFICAÇÃO Sub-subsistema: Navio de Transporte de GNL ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGO APP Vazamentos Danos aos tanques de Formação de Visual Seguir rigorosamente

Leia mais

Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES. Desenvolvido por:

Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES. Desenvolvido por: Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES Desenvolvido por: Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. FUNÇÕES BÁSICAS... 4 3. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS... 5 4. CONDIÇÕES DE SEGURANÇA... 7 5. COMPONENTES

Leia mais

Operador de Processo Ênfase em Petróleo e Gás

Operador de Processo Ênfase em Petróleo e Gás Operador de Processo Ênfase em Petróleo e Gás Módulo I Aula 03 1. Introdução Nesta apostila vamos estudar três tipos de tanques usados nas indústrias químicas e petrolífera: vasos de pressão, tanques e

Leia mais

II.7.6. PROJETO DE DESATIVAÇÃO. 1. Justificativa

II.7.6. PROJETO DE DESATIVAÇÃO. 1. Justificativa II.7.6. PROJETO DE DESATIVAÇÃO 1. Justificativa A desativação de um campo de produção de petróleo contempla uma série de procedimentos que devem ser adotados, com vista à proteção e à manutenção da qualidade

Leia mais

BFD-MOD.2500 BFDE-MOD. 2500 BFD-MOD.4000 BFDE-MOD. 6500

BFD-MOD.2500 BFDE-MOD. 2500 BFD-MOD.4000 BFDE-MOD. 6500 BFD-MOD.2500 BFDE-MOD. 2500 BFD-MOD.4000 BFDE-MOD. 6500 VERSÃO 08/12 Índice Motogerador BFD/BFDE 2500, BFD 4000 e BFDE 6500 Indicador de Componentes 1. Funcionamento do Motor Diesel 1.1 Abastecimento (Óleo

Leia mais

PLATAFORMAS MARÍTIMAS. Aula 13. Logística de transferência de petróleo

PLATAFORMAS MARÍTIMAS. Aula 13. Logística de transferência de petróleo PLATAFORMAS MARÍTIMAS Aula 13 Logística de transferência de petróleo INTRODUÇÃO Logística Colocar-se o produto certo, no local correto, no momento adequado e ao menor preço possível, desde as fontes de

Leia mais

AULA 8 CONTEÚDO: Capítulo 13. Capítulo 14. Volume I do Livro Texto. Desenhos de Tubulações. Projeto de Tubulações.

AULA 8 CONTEÚDO: Capítulo 13. Capítulo 14. Volume I do Livro Texto. Desenhos de Tubulações. Projeto de Tubulações. AULA 8 Volume I do Livro Texto CONTEÚDO: Capítulo 13 Desenhos de Tubulações Capítulo 14 Projeto de Tubulações. 1 DESENHOS DE TUBULAÇÕES IDENTIFICAÇÃO DAS TUBULAÇÕES, VASOS, EQUIPAMENTOS E INSTRUMENTOS

Leia mais

CONTEÚDO: Capítulo 4. Válvulas Industriais. Email: vendas@jefferson.ind.br Fone: 016 3622-5744/3622-9851 Site: www.jefferson.ind.

CONTEÚDO: Capítulo 4. Válvulas Industriais. Email: vendas@jefferson.ind.br Fone: 016 3622-5744/3622-9851 Site: www.jefferson.ind. CONTEÚDO: Capítulo 4 Válvulas Industriais Email: vendas@jefferson.ind.br Fone: 016 3622-5744/3622-9851 Site: 1 VÁLVULAS DEFINIÇÃO: DISPOSITIVOS DESTINADOS A ESTABELECER, CONTROLAR E INTERROMPER O FLUXO

Leia mais

III - ANEXO I e ANEXO II (Conforme Resolução CONAMA n. 273/2000)

III - ANEXO I e ANEXO II (Conforme Resolução CONAMA n. 273/2000) III - ANEXO I e ANEXO II (Conforme Resolução CONAMA n. 273/2000) 1. IDENTIFICAÇÃO DO RESPONSÁVEL PELO EMPREENDIMENTO Nome: Endereço: CEP: CPF: RG: e-mail: 2. IDENTIFICAÇÃO DO EMPREENDIMENTO Nome Fantasia:

Leia mais

Sinalização de Segurança. As cores na segurança do trabalho

Sinalização de Segurança. As cores na segurança do trabalho Sinalização de Segurança As cores na segurança do trabalho Funções das cores na segurança Prevenção de Acidentes; Identificar os equipamentos de segurança; Delimitando áreas; Identificação de Tubulações

Leia mais

Testes de Longa Duração TLDs, Polo Pré-Sal, Bacia. de Santos, Etapa 2

Testes de Longa Duração TLDs, Polo Pré-Sal, Bacia. de Santos, Etapa 2 Testes de Longa Duração TLDs, Polo Pré-Sal, Bacia de Santos, Etapa 2 FPWSO Dynamic Producer Volume 00 Junho/14 E&P Desenvolvimento de Produção DP Sapinhoá Norte, Controle de Revisões Pág. 1/2 CONTROLE

Leia mais

(Código INF) Capítulo 1. Generalidades. 1.1 Definições. 1.1.1 Para os efeitos deste Código:

(Código INF) Capítulo 1. Generalidades. 1.1 Definições. 1.1.1 Para os efeitos deste Código: CÓDIGO INTERNACIONAL PARA O TRANSPORTE SEGURO DE COMBUSTÍVEL NUCLEAR IRRADIADO, PLUTÔNIO E RESÍDUOS COM ELEVADO NÍVEL DE RADIOATIVIDADE, SOB A FORMA EMBALAGEM, A BORDO DE NAVIOS (Código INF) Capítulo 1

Leia mais

Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas

Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas White Paper Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas Válvulas avulsas ou terminal de válvulas para controle de equipamentos automatizados pneumáticos?

Leia mais

RECEBIMENTO DEFINITIVO

RECEBIMENTO DEFINITIVO RECEBIMENTO DEFINITIVO HORÁRIO DE INÍCIO: LOCAL: LOCOMOTIVA Nº: HORÁRIO DE TÉRMINO: PAÍS: DATA: OK? OBS. COM O MOTOR DIESEL DESLIGADO: ITENS DO SISTEMA MECÂNICO, TRUQUE, HIDRÁULICO E PNEUMÁTICO: 1 - Inspecionar

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE DEFESA CIVIL Gerência de Segurança Contra Incêndio e Pânico NORMA TÉCNICA n. 24, de 05/03/07 Sistema de Resfriamento

Leia mais

M a n u a l d o M e c â n i c o

M a n u a l d o M e c â n i c o M a n u a l d o M e c â n i c o folder2.indd 1 20/11/2009 14 12 35 Manual do Mecânico GNV GÁS NATURAL VEICULAR Entenda o GNV e saiba quais os cuidados necessários para a manutenção de veículos que utilizam

Leia mais

zeppini@zeppini.com.br www.zeppini.com.br Estrada Sadae Takagi, 665 CEP 09852-070 Fone (11) 4393-3600 Fax (11) 4393-3609 Zeppini Comercial Ltda

zeppini@zeppini.com.br www.zeppini.com.br Estrada Sadae Takagi, 665 CEP 09852-070 Fone (11) 4393-3600 Fax (11) 4393-3609 Zeppini Comercial Ltda + Sideraço Industrial do Brasil Ltda Rua Francisco Reis, 785-3º Distrito Industrial CEP 88311-710 Itajaí - SC Fone (47) 3341-6700 Fax (47) 3341-6717 vendas@sideraco.com.br www.sideraco.ind.br Zeppini Comercial

Leia mais

A EMPRESA ISO 9001-2008

A EMPRESA ISO 9001-2008 Produtos Especiais A EMPRESA ISO 9001-2008 A solução mais eficiente e adequada para cada cliente. Pontes Rolantes LINHA INDUSTRIAL LINHA OFF SHO Pontes Padronizadas ou Especiais, com viga simples ou dupla.

Leia mais

30.01-PORB. Válvula de Retenção e Alarme FireLock. * Estações de Válvulas de Retenção e Alarme Européias FireLock * * * VNIIPO

30.01-PORB. Válvula de Retenção e Alarme FireLock. * Estações de Válvulas de Retenção e Alarme Européias FireLock * * * VNIIPO (CONSULTE A PÁG. ) A válvula de retenção e alarme Victaulic Série 51 funciona como uma válvula de retenção impedindo o fluxo inverso de água da tubulação do sistema para o fornecimento de água. A válvula

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013. Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total

ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013. Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total ANEXO III 1 ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013 Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total 1 CAMINHÃO TOCO COM CAPACIDADE DE CARGA ÚTIL VARIANDO DE 10.000 A 12.000KG. DEVERÁ COMPOR

Leia mais

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS ACIDENTE COM A PLATAFORMA P-36-20 DE MARÇO DE 2001 - RELATÓRIO DE INVESTIGAÇÃO

MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS ACIDENTE COM A PLATAFORMA P-36-20 DE MARÇO DE 2001 - RELATÓRIO DE INVESTIGAÇÃO MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS ACIDENTE COM A PLATAFORMA P-36-20 DE MARÇO DE 2001 - RELATÓRIO DE INVESTIGAÇÃO - 1 - ÍNDICE 1 - Sinopse 2 - Introdução 3 - Análise das Explosões 3.1 - Movimentação

Leia mais

de dutos em base terrestre e em alto mar (offshore), operações de perfuração e produção.

de dutos em base terrestre e em alto mar (offshore), operações de perfuração e produção. A solução para uma manutenção segura e confiável, serviços de restauração e construção de dutos em base terrestre e em alto mar (offshore), operações de perfuração e produção. SERVIÇOS Testes em BOP

Leia mais

Operação de Instalações Marítimas

Operação de Instalações Marítimas ENIDH, Outubro 2013 Sumário 1 Fresh Water Hydrophore System 2 Refrigeration System 3 Bilge System 1 Fresh Water Hydrophore System 2 Refrigeration System 3 Bilge System Fresh Water Hydrophore System Fresh

Leia mais

POSTOS E SISTEMAS RETALHISTAS DE COMBUSTÍVEIS ROTEIRO PARA POSTOS NOVOS REFORMA E AMPLIAÇÕES PROCEDIMENTOS PARA LICENCIAMENTO AMBIENTAL DE POSTOS E SISTEMAS RETALHISTAS DE COMBUSTÍVEIS CAD ADASTRO ASTRO

Leia mais

Cogeração A Gás Natural

Cogeração A Gás Natural Cogeração A Gás Natural 1- Definição A co-geração é definida como o processo de produção combinada de calor útil e energia mecânica, geralmente convertida total e parcialmente em energia elétrica, a partir

Leia mais

1 OBJETIVO DA POLÍTICA... 1 2 DESCRIÇÃO DA POLÍTICA... 1

1 OBJETIVO DA POLÍTICA... 1 2 DESCRIÇÃO DA POLÍTICA... 1 Política de Resposta a Emergência Ambiental Versão 1 Data 09/2014 SUMÁRIO 1 OBJETIVO DA POLÍTICA... 1 2 DESCRIÇÃO DA POLÍTICA... 1 2.1 O QUE É UM DERRAMAMENTO?... 1 2.2 QUE TIPOS DE DERRAMAMENTOS EXISTEM?...

Leia mais

CAIXAS SEPARADORAS NUPI BRASIL - MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO -

CAIXAS SEPARADORAS NUPI BRASIL - MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO - CAIXAS SEPARADORAS NUPI BRASIL - MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO - INTRODUÇÃO Conforme a Resolução CONAMA 273 de 2000, postos de revenda e de consumo de combustíveis devem ser dotados de sistema de drenagem

Leia mais

Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies. Gianfranco Verona

Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies. Gianfranco Verona Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies Gianfranco Verona DESCARTE ZERO NUMA CABINE DE PINTURA SKIMMERFLOT Para o tratamento e a reutilização de águas provenientes

Leia mais

Máscaras Autônomas Princípios Básicos EVERY LIFE HAS A PURPOSE

Máscaras Autônomas Princípios Básicos EVERY LIFE HAS A PURPOSE Máscaras Autônomas Princípios Básicos EVERY LIFE HAS A PURPOSE QUANDO UTILIZAR Atmosfera IPVS Imediatamente Perigoso à Vida e à Saúde Aplicações Combate a Incêndio Resgate Operações em Refinarias Operações

Leia mais

Velocidade da oscilação. Comprimento do chassi Bitola da esteira Número de roletes. Esteira Lubrificada com graxa

Velocidade da oscilação. Comprimento do chassi Bitola da esteira Número de roletes. Esteira Lubrificada com graxa CX75SR MIDIESCAVADEIRA MOTOR Modelo Tipo Cilindros Isuzu AU-4LE2X 4 tempos, turboalimentado Intercooler 4 cilindros em linha Deslocamento 2,2 L (2.189 m 3 ) Diâmetro/Curso 85 x 96 mm Injeção de combustível

Leia mais

II.7 - ANÁLISE E GERENCIAMENTO DE RISCOS AMBIENTAIS

II.7 - ANÁLISE E GERENCIAMENTO DE RISCOS AMBIENTAIS RCA - Relatório de Controle Ambiental II.7 - ANÁLISE E GERENCIAMENTO DE RISCOS AMBIENTAIS RCA - Relatório de Controle Ambiental Pág. 1/30 II.7 - ANÁLISE E GERENCIAMENTO DE RISCOS AMBIENTAIS O estudo de

Leia mais

2.4.0 TRANSPORTE, ARMAZENAGEM E SERVIÇOS RELACIONADOS

2.4.0 TRANSPORTE, ARMAZENAGEM E SERVIÇOS RELACIONADOS Listagem Categorias Criticas Portugal Esta é a listagem de categorias de produto/serviço consideradas criticas pelas empresas que compõem a omunidade RePro em Portugal. Caso tenha inscrito ou pretenda

Leia mais

Para aprendermos a combater o fogo, precisamos conhecê-lo muito bem. Fogo - É uma reação em cadeia de três elementos que produz luz e calor.

Para aprendermos a combater o fogo, precisamos conhecê-lo muito bem. Fogo - É uma reação em cadeia de três elementos que produz luz e calor. COMBATE A INCÊNDIO 116 1 Combate a incêndio Para aprendermos a combater o fogo, precisamos conhecê-lo muito bem. Fogo - É uma reação em cadeia de três elementos que produz luz e calor. Os três elementos

Leia mais

Memorial Descritivo CHUVEIROS AUTOMÁTICOS

Memorial Descritivo CHUVEIROS AUTOMÁTICOS 1/8 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO AMAPÁ DIVISÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS SEÇÃO DE ANÁLISE DE PROJETOS 1. Normas de referência: NBR 10.897-ABNT 1.1. Outras normas: 2. Nome

Leia mais

ANEXO II.8.8.3-2 PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO COMPETÊNCIA E TREINAMENTO (AP-202)

ANEXO II.8.8.3-2 PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO COMPETÊNCIA E TREINAMENTO (AP-202) AP 202: COMPETÊNCIA E TREINAMENTO PÁG : 1 de 11 ANEXO II.8.8.3-2 PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO COMPETÊNCIA E TREINAMENTO (AP-202) AP 202: COMPETÊNCIA E TREINAMENTO PÁG : 2 de 11 AP 202 COMPETÊNCIA E TREINAMENTO

Leia mais

O MERCADO DE APOIO OFFSHORE

O MERCADO DE APOIO OFFSHORE O MERCADO DE APOIO OFFSHORE MARÇO / 2010 Histórico da atividade de Apoio Marítimo Título do no Brasil Slide 120 100 80 60 40 20 0 13 1968 a 1975 Implantação As primeiras descobertas de petróleo em mar

Leia mais

Capítulo 3 Informações e Procedimentos de Resposta

Capítulo 3 Informações e Procedimentos de Resposta Capítulo 3 Informações e Procedimentos de Resposta INTRODUÇÃO O PEI - PORTO DO FORNO está estruturado para prover o primeiro atendimento de emergências até o Nível I, conforme definido no Anexo A. Isto

Leia mais

TD 7000. Manual de instruções

TD 7000. Manual de instruções TD 7000 Manual de instruções TD 7000 sistema de reciclagem e recarga de fluido refrigerante irá fazer o serviço de ar condicionado automotivo mais conveniente e rápido. Este Manual contempla diversas informações

Leia mais

Techplus Automação. Samarone Ruas Diretor de Aplicações Techplus Automação

Techplus Automação. Samarone Ruas Diretor de Aplicações Techplus Automação Techplus Automação Samarone Ruas Diretor de Aplicações Techplus Automação Samarone Guimarães Ruas Diretor Executivo e Sócio da Techplus Automação Responsável pela implantação de dezenas de projetos em

Leia mais

A indústria de construção naval brasileira

A indústria de construção naval brasileira A indústria de construção naval brasileira Apresentação ao BNDES Cenário Nacional O mercado: o segmento offshore Plataformas fixas Plataformas semi-submersíveis - FPU FPSO FSO José Roberto Simas e Alberto

Leia mais

CAPÍTULO 4 ESCOAMENTO DA PRODUÇÃO ESCOAMENTO

CAPÍTULO 4 ESCOAMENTO DA PRODUÇÃO ESCOAMENTO CAPÍTULO 4 ESCOAMENTO DA PRODUÇÃO ESCOAMENTO O escoamento das plataformas é feito através de dutos que podem ser denominados dutos rígidos ou dutos flexíveis, de acordo com o material de que são constituidos.

Leia mais