RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS - SANTA LUZIA JUNHO DE 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS - SANTA LUZIA JUNHO DE 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ"

Transcrição

1 RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS - SANTA LUZIA JUNHO DE 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ

2 1 - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Neste mês foram atendidos pacientes, sendo adultos (74,61%), pediátricos (17,83%), assistência social 169 (1,7%) e 581 odontológicos (5,86%). Ao analisar estatisticamente estes números pudemos verificar que a média diária de atendimentos ficou em torno de 330,43 pacientes, com um erro padrão de 14,63. Para melhor estudo, analisamos a mediana, que é a melhor medida de tendência central, que os atendimentos ficaram em torno de 328,5 pacientes. Na medida de dispersão, o desvio padrão apresenta 80,11, no qual destaca-se um mínimo de 137 e um máximo de 464 atendimentos por dia. Segue abaixo a tabela de análise estatística para melhor visualização. ANÁLISE ESTATÍSTICA Média 330,43 Erro padrão 14,63 Mediana 328,5 Desvio padrão 80,11 Variância da amostra 6.418,18 Intervalo 327 Mínimo 137 Máximo 464 Soma Contagem 30 Tabela 1: Dados Estatisticos Os números apresentados estiveram dentro das estimativas previstas para o referido mês, percebendo uma diminuição de 6,47 % no atendimentos mensal. INSTITUTO DOS LAGOS - RIO 3/15

3 2 - RELATÓRIO ASSISTENCIAL 2.1 Produção Assistencial Neste mês tivemos 100% dos serviços contratados executados (clínica médica, pediatria, odontologia, serviço social, procedimentos, dispensação de medicamentos, exames laboratoriais, imagem e etc.) e a utilização de 100% dos 14 leitos disponíveis. Para melhor exemplificar, demonstramos no quadro a seguir o quantitativo de atendimento dos 10 bairros que mais demandaram a Unidade no mês. OS 10+ ATENDIDOS BAIRROS % Jardim Catarina 27,33% Santa Luzia 13,97% Vista Alegre 9,26% Laranjal 8,09% Guaxindiba 6,72% Monjolo 5,24% Pacheco 3,66% Marambaia 2,93% Santa Isabel 2,29% Lagoinha 1,95% Tabela 2: Relação de Bairros Segue abaixo o gráfico dos dez bairros mais atendidos: Acrescentamos o indicador de pacientes oriundos de outros municípios e tabelamos percentualmente os dez mais. Segue abaixo o quadro: INSTITUTO DOS LAGOS - RIO 4/15

4 Munícipio % São Gonçalo 88,40% Itaboraí 9,04% Rio de Janeiro 0,74% Niterói 0,64% Nova Iguaçu 0,38% Duque de Caxias 0,16% Maricá 0,13% São João de Meriti 0,06% Belford Roxo 0,05% Cabo Frio 0,05% Tabela 3: Relação de Municípios do Estado Acrescentamos também o perfil da faixa etária e categoria sexo da unidade. Percebe-se que os clientes que procuram atendimento são adultos jovens com a média de idade entre 20 a 29 anos, sendo o sexo masculino predominante. Segue abaixo o gráfico de Faixa Etária/ Sexo x Atendimento: E para uma melhor análise das patologias, inserimos o indicador dos dez mais diagnósticos atendidos. Segue abaixo o quadro: INSTITUTO DOS LAGOS - RIO 5/15

5 CID DIAGNÓSTICOS MAIS ATENDIDOS Quantidade B349 Infecção viral não especificada 672 I10 Hipertensão essencial (primária) 613 J039 Amigdalite aguda não especificada 391 M791 Mialgia 284 N390 Infecção do trato urinário de localização não especificada 278 J019 Sinusite aguda não especificada 271 K040 Pulpite 259 J159 Pneumonia Bacteriana não especificada 258 G442 Cefaléia tensional 248 R05 Tosse 233 Tabela 4: Patologias mais atendidas Na expectativa da construção de uma série histórica, para uma possível previsão de demanda, analisamos através da média, o dia da semana que representa quantitativamente o maior atendimento. Desta maneira, neste mês a quinta alcançou o maior índice, seguido por terça e segunda. Segue abaixo a tabela. Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Tabela 5: Média de atendimento semanal A relação entre a estimativa de produção e a produção realizada, no período de janeiro a junho/2013, apresentou o seguinte comportamento: Tabela 6: Produção Assistencial Ao analisarmos o quadro acima observamos que alcançamos os valores em quase todas as atividades propostas, somente na dispensação de medicamentos nas 24 horas não atingimos as estimativas, porém apresenta valores dentro da média real da unidade. A tabela acima encontra-se no ANEXO I para melhor visualização. Na planilha apresentada no ANEXO II detalhamos os procedimentos citados na planilha de Cronograma/ Estimativa de Produção. No que se relaciona ao atendimento diário, este comportou-se, conforme pode ser observado no gráfico abaixo: INSTITUTO DOS LAGOS - RIO 6/15

6 A taxa de transferência de pacientes para hospitais, em relação ao atendimento total, ficou abaixo de 1%, com um total de 38 remoções, sendo que em sua maioria foram para o Casa de Saúde Santa Lúcia, conforme destacamos no quadro a seguir: 2.2 Indicadores de Desempenho DESTINO TOTAL Casa de Saúde Santa Lúcia 15 Hospital Estadual Alberto Torres 8 Hospital da Mulher Gonçalense 3 Hospital das Freiras 2 Hospital Estadual Prefeito João Batista Caffaro 2 Hospital Estadual Carlos Chagas 1 Hospital do Andaraí 1 Hospital Antônio Pedro 1 Hospital Desembargador Leal Junior 1 Hospital de Clínicas Alameda 1 Hospital da Polícia Militar 1 CLIMEPE (Menino Deus) 1 Pronto Socorro de Alcântara 1 Tabela 7: Destinos de remoções A produtividade das atividades desenvolvidas na Unidade de Santa Luzia (São Gonçalo II) neste mês está demonstrada na planilha apresentada no ANEXO III. O ítem satisfação dos usuários foi preenchido através do resultado da pesquisa realizada através de questionários respondido pela população atendida no mês que nos permite a avaliação da satisfação dos usuários. INSTITUTO DOS LAGOS - RIO 7/15

7 Neste mês obtivemos 93% que avaliaram atendimento como BOM ou MUITO BOM. Lembramos que a SES entende como Infecção Hospitalar pessoas que apresentam manifestações através de análise do seu prontuário em observações clínica e laboratorial após 48 horas de permanência na Unidade. Portanto, neste mês não constamos qualquer paciente com infecção hospitalar, logo não houve prontuário para revisão. Por conta disso, no campo relacionado a prontuários de usuários com infecção revisados pela CCIH estão zerados, fazendo com que a unidade não pontue. Ajustando manualmente esse equivoco a unidade fica com o total de 100 pontos e conceito A, e não 92 pontos como esta sinalizando a planilha (Anexo III). Segue abaixo o relatório da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar elaborado pela responsável pela Enfermeira Patricia Nascimento. RELATÓRIO MENSAL CCIPH Realizadas visitas diárias por toda a unidade, checados e identificados alguns problemas e solucionados imediatamente. Toda equipe instruída sobre uso de luvas e máscaras para o manejo de preparo, diluição e administração de medicamentos nos setores, sobre coleta de material para rastreamento de germes multirresistentes nos setores de internação e proibição do uso de adornos em horário de trabalho; Supervisionado o uso de rótulos para identificação nos frascos em gotas, soros e acessos venosos; Reavaliados os Procedimentos Operacionais Padronizados (POP) - Enfermagem CCIPH; Implantadas as atas das Comissões de Revisão de Óbito, Revisão de Prontuários e Controle de Infecção Pré- Hospitalar na unidade, com nomeação dos membros participantes; Enviada pela Secretaria Estadual de Saúde, a liberação da medicação específica para gripe, o Tamiflu, para dispensação pela farmácia; Recebemos na unidade o monitoramento das unidades públicas de saúde, para controle da dengue da Secretaria Estadual de Saúde onde acompanhamos a visita. Realizado treinamento da equipe de enfermagem sobre diluição e administração de medicamentos; Fomos informados pela Secretaria Estadual de Saúde que foi autorizado a retirada do fluxo diferenciado para atendimento de pacientes suspeitos de dengue nas UPA; Enviado pela SES cronograma de treinamento da educação continuada e CCIPH; Enviado modelo do Programa de Gerenciamento de Resíduos do Serviço de Saúde atualizado, conforme apresentado em treinamento na OSS; Atualizada rotina de Antibióticos para aplicação na UPA; INSTITUTO DOS LAGOS - RIO 8/15

8 Reformuladas planilhas de ATB, Check-list e ficha de acidente com material biológico, conforme solicitado pela CCIH SUP/SES e enviadas conforme acordado; Enviadas fichas de notificações de doenças compulsórias á vigilância epidemiológica do município conforme acordado; Recebidos formulários para controle de usuários moradores de locais extra-estaduais ou do exterior; Patricia Nascimento Enfª CCIPH UPA SGII COREN RJ: INSTITUTO DOS LAGOS - RIO 9/15

9 3 - RECURSOS FINANCEIROS Fluxo de Caixa Neste demonstrativo, onde são apresentados o saldo de caixa e desembolsos da unidade no mês. Observa-se que foram utilizados 99,5% da parcela média anual de subvenções governamentais para pagamento dos compromissos vencidos no mês. UNIDADE GERENCIADA: UPA SÃO GONÇALO II OS RESPONSÁVEL: Instituto dos Lagos Rio FLUXO DE CAIXA junho/2013 Junho A - SALDO FINANCEIRO NO MÊS ANTERIOR ,54 RECEITAS Contrato de Gestão Receitas Financeiras ,64 Outras Receitas B - TOTAL DE RECEITAS ,64 DESPESAS Pessoal ,79 Material de Consumo ,65 Serviços de Terceiros ,53 Taxas/Impostos/Contribuições Serviços Públicos Despesas Bancárias 354,95 Outras Despesas Operacionais ,09 Investimentos C - TOTAL DE DESPESAS ,01 SALDO MENSAL FINAL (A)+(B)-( C) ,17 D - SALDO FINANCEIRO DISPONÍVEL PARA O PERÍODO SEGUINTE D1 - Saldo em C/C e Aplicações Financeiras ,17 D2 - Fundo Fixo de Caixa (Caixa Pequena) D3 - Avisos de Créditos não Lançados nos Extratos Bancários D4 - Cheques Emitidos e não Descontados D5 - Avisos de Débitos não Lançados nos Extratos Bancários TOTAL (D1+D2+D3-D4-D5) ,17 INSTITUTO DOS LAGOS - RIO 10/15

10 3.2 - Conciliação Bancária UNIDADE GERENCIADA: UPA SÃO GONÇALO II OS RESPONSÁVEL: INSTITUTO DOS LAGOS RIO CONCILIAÇÃO BANCÁRIA junho/2013 BANCO: BRADESCO AGÊNCIA: 2809 CONTA CORRENTE N : PERÍODO DE REFERÊNCIA: 01 A 30/06/2013 A - SALDO CONFORME EXTRATO BANCÁRIO EM 30/06/2013 DESCRIÇÃO VALOR (R$) A1 - Saldo em Conta Corrente 1,00 A2 - Saldo em Aplicações Financeiras ,17 A3 - TOTAL ,17 B - AVISOS DE CRÉDITO NÃO LANÇADOS NO EXTRATO DATA Nº HISTÓRICO VALOR (R$) B1- TOTAL 0,00 C - CHEQUES EMITIDOS E NÃO DESCONTADOS DATA N VALOR (R$) C1 - TOTAL 0,00 D - AVISOS DE DÉBITO NÃO LANÇADOS NO EXTRATO DATA Nº VALOR (R$) INSTITUTO DOS LAGOS - RIO 11/15

11 D1 - TOTAL 0,00 E- SALDO CONTÁBIL (A3+B1-C1-D1) , Demonstrativo Contábil Operacional Neste demonstrativo, elaborado com base no regime de competência, são apresentados os compromissos assumidos pela unidade para assegurar a continuidade do perfeito funcionamento dos serviços. Observa-se que as despesas da competência mai/13 superam em 17,8% o valor da parcela média anual de subvenções governamentais, destacando que estão contempladas todas as provisões. UNIDADE GERENCIADA: UPA SÃO GONÇALO II OS RESPONSÁVEL:INSTITUTO DOS LAGOS RIO DEMONSTRATIVO CONTÁBIL OPERACIONAL junho/2013 Regime de Competência A = SALDO ACUMULADO ANTERIOR 0,00 Receitas Operacionais Repasse Contrato de Gestão (Parte Fixa) ,08 Repasse Contrato de Gestão (Parte Variável) 0,00 Repasse Termo Aditivo - adicional (Custeio) 0,00 Repasse Termo Aditivo - adicional (Investimento) 0,00 Sub-Total (1) ,08 Resultado de Aplicação Financeira ,64 Reembolso de Despesas 0,00 Obtenção de Recursos Externos à SES/RJ 0,00 Outras Receitas 0,00 Sub-Total(2) ,64 B = Total das Receitas (1) + (2) ,72 Despesas CUSTEIO Salários ,25 Benefícios -293,60 Encargos e Contribuições ,40 Indenizações e Avisos Prévios (Rescisões) ,05 Provisões (13º + Férias) ,95 Outras Despesas de Pessoal 0,00 Sub-Total (3) ,05 Materiais de Consumo (4) ,13 Serviços de Terceiros (5) ,95 Serviços Públicos (6) 66,26 Tributárias/Financeiras (7) 354,95 Outras Despesas Operacionais (8) ,38 INSTITUTO DOS LAGOS - RIO 12/15

12 C = Total das Despesas CUSTEIO (3)+(4)+(5)+(6)+(7)+(8) ,72 Despesas INVESTIMENTO Equipamentos 0,00 Móveis e Utensílios 0,00 Obras e Instalações 0,00 Intangível (Direito e uso) 0,00 Veículos 0,00 D = Total Despesas Investimento 0,00 E = TOTAL GERAL DE DESPESAS (C+D) ,72 F = SADO ACUMULADO ATUAL (A+B-E) 0, Despesas Realizadas A partir da competência maio/2013 o relatório de despesas realizadas passou a ser gerado em PDF através da Duosystem, e por este motivo o referido relatório passou a fazer parte do ANEXO VIII desta Prestação de Contas. 4- RELATÓRIO ADMINISTRATIVO Aquisição de Bens Duráveis UNIDADE GERENCIADA: UPA SANTA LUZIA OS RESPONSÁVEL: INSTITUTO DOS LAGOS RIO AQUISIÇÃO DE BENS DURÁVEIS JUNHO/2013 N o Controle Patrimonial OS Nº Controle Patrimonial SES/RJ Tipo (1) Descrição do bem CNPJ Fornecedor Qtde. N o Nota Fiscal Data da aquisição Vida útil estimada (em anos) Valor Unitário (R$) Motivo da Aquisição Setor de Destino NÃO HOUVE AQUISIÇÃO DE BENS DURÁVEIS NO MÊS DE JUNHO DE 2013 INSTITUTO DOS LAGOS - RIO 13/15

13 4.2 - Outros Investimentos UNIDADE GERENCIADA: UPA SANTA LUZIA OS RESPONSÁVEL: INSTITUTO DOS LAGOS RIO Outros Investimentos JUNHO/2013 Data Aquisição Código da Despesa Tipo de Investimento Descrição Qtde. Valor Unitário (R$) NÃO FORAM REALIZADOS OUTROS INVESTIMENTOS NO MÊS DE JUNHO/2013 Milton Vieira Borges Filho Gerente de Prestação de contas INSTITUTO DOS LAGOS - RIO 14/15

14 ANEXOS INSTITUTO DOS LAGOS - RIO 15/15

15 ANEXO I UNIDADE GERENCIADA: UPA SANTA LUZIA - SG II OS RESPONSÁVEL: INSTITUTO DOS LAGOS RIO CRONOGRAMA/ESTIMATIVA DE PRODUÇÃO ATIVIDADES JANEIRO/2013 FEVEREIRO/2013 MARÇO/2013 ABRIL/2013 MAIO/2013 JUNHO/2013 PREV. REAL. % PREV. REAL. % PREV. REAL. % PREV. REAL. % PREV. REAL. % PREV. REAL. % ACOLHIMENTO % % % % % % ATENDIMENTO DE CLASSIFICAÇÃO DE RISCO % % % % % % ATENDIMENTO MÉDICO ADULTO E CRIANÇAS % % % % % % ATENDIMENTO ODONTOLÓGICO % % % % % % PROCEDIMENTO % % % % % % EXAMES % % % % % % CUIDADO MULTIPROFISSIONAL % % % % % % DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS NAS 24 HORAS % % % % % %

16 ANEXO II UNIDADE GERENCIADA: São Gonçalo II OS RESPONSÁVEL: Instituto dos Lagos Rio QUANTITATIVO PROCEDIMENTOS E EXAMES junho/2013 DESCRIÇÃO EXAMES FREQUÊNCIA SELAMENTO PROVISORIO DE CAVIDADE DENTÁRIA 0 COLETA DE MATERIAL PARA EXAME DE LABORATÓRIO DOSAGEM DE ÁCIDO ÚRICO 14 DOSAGEM DE AMILASE 133 DOSAGEM DE BILIRRUBINA TOTAL E FRAÇÕES 210 DOSAGEM DE CÁLCIO 160 DOSAGEM DE CLORETO 0 DOSAGEM DE COLESTEROL HDL 18 DOSAGEM DE COLESTEROL LDL 1 DOSAGEM DE COLESTEROL TOTAL 53 DOSAGEM DE CREATININA 762 DOSAGEM DE CREATINOFOSFOQUINASE (CPK) 513 DOSAGEM DE CREATINOFOSFOQUINASE FRAÇÃO MB 511 DOSAGEM DE DESIDROGENASE LATICA 0 DOSAGEM DE FERRITINA 0 DOSAGEM DE FERRO SÉRICO 0 DOSAGEM DE FOSFATASE ALCALINA 27 DOSAGEM DE GAMA-GLUTAMIL-TRANSFERASE (GAMA GT) 20 DOSAGEM DE GLICOSE 723 DOSAGEM DE HEMOGLOBINA GLICOSILADA 0 DOSAGEM DE LIPASE 13 DOSAGEM DE MAGNÉSIO 140 DOSAGEM DE POTÁSSIO 680 DOSAGEM DE PROTEÍNAS TOTAL E FRAÇÕES 59 DOSAGEM DE SÓDIO 667 DOSAGEM DE TRANSAMINASE GLOTAMICO-OXALACETICA TGO 355 DOSAGEM DE TRANSAMINASE GLOTAMICO-PIRUVICA TGP 355 DOSAGEM DE TRIGLICERIDEOS 52 DOSAGEM DE UREIA 775 ELETROFORESE DE PROTEINAS 0 GASOMETRIA (PH PCO2 PO2 BICARBONATO AS2 (EXCETO BASE 33 CONTAGEM DE PLAQUETAS 0 DETERMINAÇÃO DO TEMPO DE TROMBOPLASTINA PARCIAL ATIVADA (TPP ATIVADA) 34 DETERMINAÇÃO DE TEMPO E ATIVIDADE DA PROTROMBINA (TAP) 34 DETERMINAÇÃO DE VELOCIDADE DE HEMOSSEDIMENTAÇÃO (VHS) 8 DOSAGEM DE HEMOGLOBINA 0 HEMATOCRITO 0 HEMOGRAMA COMPLETO 2904 ANÁLISE DE CARACTERES FÍSICOS, ELEMENTOS E SEDIMENTOS NA URINA 1018 DETERMINAÇÃO DE FATOR REUMATOIDE 0 DETERMINAÇÃO QUANTITATIVA DE PROTEINA C REATIVA 0 DOSAGEM DE ANTIGENO PROSTATICO ESPECIFICO (PSA) 0 DOSAGEM DE GONADOTROFINA CORIÔNICA HUMANA (HCG, BETA HCG) 100 PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI-HIV 1 (WESTERN BLOT) 0 PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI-HIV 1 + ANTI-HIV -2(ELISA) 5 PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIMICROSSOMAS 0 PESQUISA DE ANTICORPOS ANTITIREOGLOBULINA 0

17 ANEXO II PESQUISA DE ANTICORPOS CONTRA ANTIG. DE SUPERFÍCIE DO VIRUS DA HEPATITE B (ANTI HBS) 2 PESQUISA DE ANTICORPOS CONTRA ANTIG. E DO VIRUS DA HEPATITE B (ANTI HBE) 0 PESQUISA DE ANTICORPOS IGG ANTITOXOPLASMA 0 PESQUISA DE ANTICORPOS IGG CONTRA ARBOVIRUS DENGUE E FEBRE AMARELA 39 PESQUISA DE ANTICORPOS IGG CONTRA O VIRUS DA HEPATITE A (HAV-IGG) 0 PESQUISA DE ANTICORPOS IGG CONTRA O VIRUS HERPES SIMPLES 0 PESQUISA DE ANTICORPOS IGM ANTITOXOPLAMS 0 PESQUISA DE ANTICORPOS IGM CONTRA ANTIGENO CENTRAL DO VIRUS DA HEPATITE B (ANTI-HBC-IGM) 2 PESQUISA DE ANTICORPOS IGM CONTRA O VIRUS DA HEPATITE A (HAV-IGG) 0 PESQUISA DE ANTICORPOS IGM CONTRA O VIRUS HERPES SIMPLES 0 PESQUISA DE ANTIGENO CARCINOEMBRIONARIO (CEA) 0 PESQUISA DE ANTIGENO DE SUPERFICIE DO VIRUS DA HEPATITE B (HBSAG) 5 PESQUISA DE ANTIGENO E DO VIRUS DA HEPATITE B (HBEAG) 0 TESTE DE VDRL P/ DETECÇÃO DE SIFILIS 0 TESTE FTA-ABS IGG P/ DIAGNOSTICO DA SIFILIS 1 PESQUISA DE OVOS E CISTOS DE PARASITAS 1 DOSAGEM DE ESTRADIOL 0 DOSAGEM DE ESTRIOL 0 DOSAGEM DE ESTRONA 0 DOSAGEM DE GONADOTROFINA CORIONICA HUMANA (HCG, BETA HCG) 0 DOSAGEM DE HORMONIO FOLICULO-ESTIMULANTE (FSH) 0 DOSAGEM DE HORMONIO LUTEINIZANTE (LH) 0 DOSAGEM DE PROGESTERONA 0 DOSAGEM DE PROLACTINA 0 DOSAGEM DE TESTOSTERONA 0 DOSAGEM DE TIROXINA T4 0 DOSAGEM DE TIROXINA LIVE (T4 LIVRE) 0 ANTIBIOGRAMA 24 BACILOSCOPIA DIRETA P/ BAAR TUBERCULOSE (DIAGNÓSTICA) 0 CULTURA DE BACTERIAS P/ IDENTIFICACAO 24 CULTURA PARA BAAR 5 HEMOCULTURA 0 DETERMINAÇÃO DIRETA E REVERSA DE GRUPOS ABO 7 PESQUISA DE FATOR RH (INCLUI D FRACO 7 RADIOGRAFIA DE CRANIO (PA + LATERAL + OBLIGUA / BRETTON + HIRTZ) 1 RADIOGRAFIA DE CRANIO (PA + LATERAL) 23 RADIOGRAFIA DE MAXILAR (PA + OBLIQUA) 0 RADIOGRAFIA DE OSSOS DA FACE (MN + LATERAL + HIRTZ) 7 RADIOGRAFIA DE SEIOS DA FACE (FN + MN + LATERAL + HIRTZ) 391 RADIOGRAFIA PANORÂMICA 0 RADIOGRAFIA PERI-APICAL INTRPROXIMAL (BITE WING) 0 RADIOGRAFIA DE COLUNA CERVICAL (PA + LATERAL +TO+ OBLIQUAS) 8 RADIOGRAFIA DE COLUNA CERVICAL (AP + LATERAL +TO/FLEXÃO) 0 RADIOGRAFIA DE COLUNA CERVICAL FUNCIONAL/DINAMICA 0 RADIOGRAFIA DE COLUNA TORACICA (AP + LATERAL) 5 RADIOGRAFIA DE COLUNA TOROCO-LOMBAR 20 RADIOGRAFIA DE COLUNA TOROCO-LOMBAR (DINAMICA) 0 RADIOGRAFIA DE COLUNA SACRO- COCCIGEA 0 RADIOGRAFIA DE COSTELAS POR HEMITORAX 4 RADIOGRAFIA DE ESOFAGO 0 RADIOGRAFIA DE ESTERNO 0

18 ANEXO II RADIOGRAFIA DE TORAX (PA + LATERAL + OBLIQUA) 45 RADIOGRAFIA DE TORAX (PA) 1127 RADIOGRAFIA DE ANTEBRAÇO 5 RADIOGRAFIA DE ARTICULAÇÃO ESCAPULO- UMERAL 7 RADIOGRAFIA DE COTOVELO 2 RADIOGRAFIA DE MÃO 27 RADIOGRAFIA DE MÃO E PUNHO P/ DETERMINAÇÃO DE IDADE ÓSSEA 0 RADIOGRAFIA DE ESCAPULA/OMBRO (TRES POSIÇÕES) 10 RADIOGRAFIA DE PUNHO (AP + LATERAL+ OBLIQUA) 10 RADIOGRAFIA DE ABDOMEN AGUDO (MÍNIMO DE 3 INCIDÊNCIAS) 41 RADIOGRAFIA DE ABDOMEN SIMPLES (AP) 14 RADIOGRAFIA DE ARTICULAÇÃO COXO-FEMORAL 0 RADIOGRAFIA DE ARTICULAÇÃO TIBIO-TARSICA 4 RADIOGRAFIA DE BACIA 2 RADIOGRAFIA DE CALCANEO 4 RADIOGRAFIA DE COXA 1 RADIOGRAFIA DE JOELHO (AP + LATERAL) 9 RADIOGRAFIA DE JOELHO OU PATELA (AP + LATERAL + AXIAL) 0 RADIOGRAFIA DE JOELHO OU PATELA (AP + LATERAL +OBLIQUA + 3 AXIAIS 0 RADIOGRAFIA DE PE/ DEDOS DO PE 15 RADIOGRAFIA DE PERNA 2 ELETROCARDIOGRAMA 300 TESTE RÁPIDO PARA DETECCÇÃO DE INFECÇÃO PELO HIV 0 TOTAL DESCRIÇÃO PROCEDIMENTOS FREQUÊNCIA CONSULTA DE PROFISSIONAL DE NIVEL SUPERIOR NA ATENÇÃO BASICA (EXCETO MÉDICO) 0 CONSULTA DE PROFISSIONAL DE NIVEL SUPERIOR NA ATENÇÃO ESPECIALIZADA(EXCETO MÉDICO) ATENDIMENTO DE URGENCIA EM ATENÇÃO ESPECIALIZADA ATENDIMENTO DE URGENCIA EM ATENÇÃO BASICA 0 AFERIÇÃO DE PRESSÃO ARTERIAL 8577 INALAÇÃO/NEBULIZAÇÃO 895 RETIRADA DE PONTOS DE CIRURGIA BASICA 1 SONDAGEM GÁSTRICA 1 CAPEAMENTO PULPAR 0 RESTAURAÇÃO DE DENTE DECÍDUO 0 RESTAURAÇÃO DE DENTE PERMANENTE ANTERIOR 1 RESTAURAÇÃO DE DENTE PERMANENTE POSTERIOR 1 ACESSO A POLPA DENTAL E MEDICAÇÃO 5 CURATIVO DE DEMORA C/ OU S/ PREPARO BIOMECANICO 6 PULPOTOMIA DENTARIA 0 RASPAGEM ALISAMENTO E POLIMENTO SUBGENGIVAIS (POR SEXTANTE) 0 RASPAGEM ALISAMENTO SUBGENGIVAIS (POR SEXTANTE) 0 REEMBASAMENTO E CONSERTO DE PRÓTESE DENTÁRIA 0 DRENAGEM DE ABSCESSO 0 CURETAGEM PERIAPICAL 0 EXODONTIA DE DENTE DECIDUO 2 EXODONTIA DE DENTE PERMANENTE 6 ODONTOSECÇÃO/RADILECTOMIA/TUNELIZAÇÃO 0 TRATAMENTO DE ALVEOLITE 0 ADMISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS NA ATENÇÃO ESPECIALIZADA OXIGENOTERAPIA 329

19 ANEXO II CATETERISMO VESICAL DE DEMORA 25 CATETERISMO VESICAL DE ALIVIO 12 GLICEMIA CAPILAR 1900 CURATIVO GRAU I C/ OU S/ DEBRIDAMENTO POR PACIENTE 58 EXCISAO E/ OU SUTURA SIMPLES DE PEQUENAS LESÕES /FERIMENTOS DE PELE/ ANEXOS E MUCOSAS 1 TOTAL 23321

20 OS RESPONSÁVEL: INSTITUTO DOS LAGOS RIO Atividades UNIDADE GERENCIADA: UPA SANTA LUZIA - SG II CRONOGRAMA/ESTIMATIVA DE PRODUÇÃO Janeiro Fevereiro Março Meta Qtde % Mínima Pontos Qtde % Meta Mínima Pontos Qtde % Meta Mínima Pontos 1 Taxa de Satisfação dos Usuários Total de usuários satisfeitos (alternativas - Bom e Ótimo) atendidos na unidade de saúde 0? 80%? 0? 80%? 0? 80%? Total de usuários que foram pesquisados no período em análise Taxa de prontuários médicos corretamente finalizados Total de prontuários finalizados corretamente após atendimento % 100% 9 100% 100% 9 100% Total de Atendimentos % Taxa de Revisão de Prontuários pela Comissão pela Comissão de Óbito Taxa de Revisão de Prontuários, pela Comissão de CCIH Taxa de revisão de prontuários das salas amarela e vermelha Total de prontuários revisados pela Comissão de Revisão de Óbito 0 0 0? 100%?? 100%? Total de prontuários de usuários que vieram a óbito Total de prontuários de usuários com infecção revisados pela CCIH 0 0 0? 100%?? 100%? Total de prontuários de usuários com infecção Total de prontuários revisados das salas amarela e vermelha 0 0 0? 90%?? 90%? Total de prontuários das salas amarela e vermelha 0 0 0??? 100% 100% 90%??? 6 Taxa de usuários adultos classificados quanto ao risco pelo enfermeiro Total de usuários classificados quanto ao risco por enfermeiro % 70% % 70% 10 91% Total de usuários registrados % 10 7 Taxa de usuários classificados como risco vermelho com tempo máximo de espera para atendimento < 5 minutos contados desde a chegada até o início do atendimento % 100% % 100% % 100% 9 Total de usuários classificados como Risco Vermelho Taxa de usuários classificados como risco amarelo com tempo máximo de medido desde o acolhimento ao atendimento médico % 90% % 90% % 90% 9 Total de usuários classificados como Risco Amarelo Taxa de usuários classificados como risco verde com tempo máximo de medido desde o acolhimento ao atendimento médico % 80% % 80% % 80% 9 Total de usuários classificados como Risco Verde Taxa de transferência dos usuários Total de usuários atendidos que foram transferidos % 1% 10 1% 1% 10 Total de usuários atendidos % 1% Taxa de profissionais cadastrados no CNES Total de profissionais médicos com cadastro no CNES ? 100%? 100% 100% 8 100% Total de médicos na Unidade % 8 Total 47 Total 55 Total 64 Conceito C Conceito C Conceito C

21 Atividades Qtde % Abril Maio Junho Meta Meta Meta Mínima Pontos Qtde % Mínima Pontos Qtde % Mínima Pontos 1 Taxa de Satisfação dos Usuários Total de usuários satisfeitos (alternativas - Bom e Ótimo) atendidos na unidade de saúde % 80% % 80% % 80% 10 Total de usuários que foram pesquisados no período em análise Taxa de prontuários médicos corretamente finalizados Taxa de Revisão de Prontuários pela Comissão pela Comissão de Óbito Total de prontuários finalizados corretamente após atendimento % 100% 9 100% 100% 0 100% Total de Atendimentos Total de prontuários revisados pela Comissão de Revisão de Óbito ? 100%? 100% 100% 8 100% Total de prontuários de usuários que vieram a óbito % 100% Taxa de Revisão de Prontuários, pela Comissão de CCIH Total de prontuários de usuários com infecção revisados pela CCIH 0 0 0? 100%?? 100%? Total de prontuários de usuários com infecção 0 0 0? 100%? 5 6 Taxa de revisão de prontuários das salas amarela e vermelha Taxa de usuários adultos classificados quanto ao risco pelo enfermeiro Total de prontuários revisados das salas amarela e vermelha ? 90%? 98% 90% 10 99% Total de prontuários das salas amarela e vermelha Total de usuários classificados quanto ao risco por enfermeiro % 70% 10 88% 70% 10 90% Total de usuários registrados % 70% Taxa de usuários classificados como risco vermelho com tempo máximo de espera para atendimento < 5 minutos contados desde a chegada até o início do atendimento % 100% % 100% % 100% 9 Total de usuários classificados como Risco Vermelho Taxa de usuários classificados como risco amarelo com tempo máximo de medido desde o acolhimento ao atendimento médico % 90% % 90% % 90% 9 Total de usuários classificados como Risco Amarelo Taxa de usuários classificados como risco verde com tempo máximo de medido desde o acolhimento ao atendimento médico % 80% % 80% % 80% 9 Total de usuários classificados como Risco Verde Taxa de transferência dos usuários Total de usuários atendidos que foram transferidos % 1% 10 0% 1% 10 Total de usuários atendidos % 1% Taxa de profissionais cadastrados no CNES Total de profissionais médicos com cadastro no CNES % 100% 8 100% 100% 8 100% Total de médicos na Unidade % 8 Total 74 Total 83 Total 92 Conceito B Conceito B Conceito A

22 Þ ²½»» ß² 3 ½± øê ±»»³ λ Ú± æ ððððî ÒÍÌ ÌËÌÑ ÜÑÍ ÔßÙÑÍ ó Î Ñ øðèèð ÝÒÐÖñÝÐÚæ ðéòèïíòéíçñðððîóìî Û²¼òæ ßÊÛÒ Üß Þ ÍÐÑ ÜÑÓ ÖÑ]Ñ Üß ÓßÌß ÍñÒfóóÍßÒÌß ÔËÆ ß ó ÝÛÐæ îìéîîóïïé Ó«² ½3 ±æ Î Ñ ÜÛ ÖßÒÛ ÎÑ ËÚæ ÎÖ Û³ ¼±»³æ ðïñïïñîðïí л 3±¼±æ Ö«² ± ¼» îðïí ß½» ± Ì» ½ Ý º ½ ¼± Ò±³» ¼ ݱ² ÝñÝò Í ¼± ² ½ Ó±ªòÜ7¾ ± Ó±ªòÝ 7¼ ± Í ¼± Ú ² ððððï ïðððððððð ßÌ ÊÑ ïëòíîèòêëëôíè ïòéìêòèêíôðç íòíððòèèíôêç ïíòééìòêíìôéè ððððî ïïððððððð Ý ÎÝËÔßÒÌÛ ïëòíîëòêëêôëç ïòéìíòëëëôðç íòíððòèèíôêç ïíòéêèòíîéôçç ððððë ïïðìððððð _ÎÛß ÜÛ ÐÎÑÖÛÌÑÍ ïôðð ïòëéçòééèôðï ïòëéçòééèôðï ïôðð ðîððë ïïðìðíððð Ü ÍÐÑÒSÊÛÔ ó Í]Ñ ÙÑÒYßÔÑ ïôðð ïòëéçòééèôðï ïòëéçòééèôðï ïôðð ðîïðë ïïðìðíððï Þ ¼» ½± ¹ îèðç ½ñ½ ïèëîéóî ïôðð ïòëéçòééèôðï ïòëéçòééèôðï ïôðð ðððïî ïïîðððððð ÒÊÛÍÌ ÓÛÒÌÑÍ ó ËÐßÍ ëòëçíòðèíôëì ïêòééëôêì ïòëéçòééèôðï ìòðíðòðèïôïé ðîððê ïïîððíððð ßÐÔ Ý º ÒßÒÝò Í]Ñ ÙÑÒYßÔÑ ëòëçíòðèíôëì ïêòééëôêì ïòëéçòééèôðï ìòðíðòðèïôïé ðîïïð ïïîððíððï Ý ¼ò б«²9 Í=± Ù±²9 ± ëòëçíòðèíôëì ïêòééëôêì ïòëéçòééèôðï ìòðíðòðèïôïé ðððéè ïïîëððððð ÛÍÌÑÏËÛÍ ïçêòçëéôíê ïíïòîííôçì ïîëòëéîôïì îðîòêïçôïê ðîðéç ïïîëðíððð ÛÍÌÑÏËÛ ËÐß Í]Ñ ÙÑÒYßÔÑ ïçêòçëéôíê ïíïòîííôçì ïîëòëéîôïì îðîòêïçôïê ðîíèë ïïîëðíððï Û ò Ó»¼ ½òñ ² ò Ú ³ ½»«½± íðòðéëôïí ïïèòëëìôðî èëòîîíôïé êíòìðëôçè ðîíèê ïïîëðíððî Û òó òø± òó»¼òññ¼±² òñô ¾± ïêêòèèîôîí ïîòêéçôçî ìðòíìèôçé ïíçòîïíôïè ðððîì ïïíðððððð ßÜ ßÒÌßÓÛÒÌÑÍ ß ÌÛÎÝÛ ÎÑÍ ëòíðîôéï ïëòéêéôëð ïëòéëëôëí ëòíïìôêè ðîððè ïïíððìððð ßÜ ßÒÌßÓÛÒÌÑÍ ó Í]Ñ ÙÑÒYßÔÑ ëòíðîôéï ïëòéêéôëð ïëòéëëôëí ëòíïìôêè ðîïìì ïïíððìððì ß¼ ² ³»² ± Ê» Ì ² ±» ëòíðîôéï ïëòéêéôëð ïëòéëëôëí ëòíïìôêè ððèðð ïïëðððððð ÍËÞÊÛÒY]Ñ ß ÎÛÝÛÞÛÎ çòëíðòíïïôçè ðôðð ðôðð çòëíðòíïïôçè ððèîî ïïëððéððð ÍËÞÊÛÒY]Ñ Ðñ ÒÊ Í]Ñ ÙÑÒ ðôðð ðôðð ðôðð ðôðð ððèîí ïïëððéððï Í«¾ªò ñ ²ª»½ Í=± Ù±² êèïòìèðôðð ðôðð ðôðð êèïòìèðôðð ððèîì ïïëððéððí Í«¾ò ñ ²ª»½»¾ Í=± Ù±² óêèïòìèðôðð ðôðð ðôðð óêèïòìèðôðð ððèîê ïïëððèððð ÍËÞÊÛÒY]Ñ ÐñÝËÍÌÛ Ñ Í]Ñ ÙÑÒ óçòëíðòíïïôçè ðôðð ðôðð óçòëíðòíïïôçè ððèîé ïïëððèððð Í«¾ªò ñ½½ Í=± Ù±² ïçòðêðòêîíôçê ðôðð ðôðð ïçòðêðòêîíôçê ððèîè ïïëððèððî Í«¾ªò ñ½½»¾ Í=± Ù±² óçòëíðòíïïôçè ðôðð ðôðð óçòëíðòíïïôçè ðððëî ïîððððððð ÓÑÞ Ô ÆßÜÑ îòççèôéç íòíðèôðð ðôðð êòíðêôéç ðððêè ïîðìððððð _ÎÛß ÜÛ ÐÎÑÖÛÌÑÍ îòççèôéç íòíðèôðð ðôðð êòíðêôéç ðððéî ïîðìðíððð ÓÑÞ Ô ÆßÜÑ ËÐß Í]Ñ ÙÑÒYßÔÑ îòççèôéç íòíðèôðð ðôðð êòíðêôéç ðîïìè ïîðìðíððï Ó «²»» «³»² ± îòççèôéç íòíðèôðð ðôðð êòíðêôéç

23 Þ ²½»» ß² 3 ½± øê ±»»³ λ Ú± æ ððððí ÒÍÌ ÌËÌÑ ÜÑÍ ÔßÙÑÍ ó Î Ñ øðèèð ÝÒÐÖñÝÐÚæ ðéòèïíòéíçñðððîóìî Û²¼òæ ßÊÛÒ Üß Þ ÍÐÑ ÜÑÓ ÖÑ]Ñ Üß ÓßÌß ÍñÒfóóÍßÒÌß ÔËÆ ß ó ÝÛÐæ îìéîîóïïé Ó«² ½3 ±æ Î Ñ ÜÛ ÖßÒÛ ÎÑ ËÚæ ÎÖ Û³ ¼±»³æ ðïñïïñîðïí л 3±¼±æ Ö«² ± ¼» îðïí ß½» ± Ì» ½ Ý º ½ ¼± Ò±³» ¼ ݱ² ÝñÝò Í ¼± ² ½ Ó±ªòÜ7¾ ± Ó±ªòÝ 7¼ ± Í ¼± Ú ² ðððïê îðððððððð ÐßÍÍ ÊÑ ïëòíîèòêëëôíè íòìîðòìïïôêí ïòèêêòíçïôðí ïíòééìòêíìôéè ðððïé îïððððððð Ý ÎÝËÔßÒÌÛ ïëòíîèòêëëôíè íòìîðòìïïôêí ïòèêêòíçïôðí ïíòééìòêíìôéè ðððîï îïðìððððð _ÎÛß ÜÛ ÐÎÑÖÛÌÑÍ ïòëïêòëíîôëê ïòëëçòìêèôëï ïòêðîòêíïôêé ïòëëçòêçëôéî ðîððç îïðìðíððð ÝÑÒÌßÍ ß ÐßÙßÎ Í]Ñ ÙÑÒYßÔÑ ïòëïêòëíîôëê ïòëëçòìêèôëï ïòêðîòêíïôêé ïòëëçòêçëôéî ðîîîì îïðìðíððï Í ²¼ ½ ± Ð ¹ çìéôíè ðôðð ðôðð çìéôíè ðîîîë îïðìðíððì лª ¼ò ͱ½ Ð ¹ îîçòçîïôìé îíðòïíïôéï îîìòïîèôïê îîíòçïéôçî ðîîîê îïðìðíððë ÚÙÌÍ Ð ¹ ëëòïìîôéð ëëòïìîôéð ëìòîëçôëè ëìòîëçôëè ðîêéî îïðìðíððê Ð Í Ð ¹ éòïéêôçî éòïéêôçî êòéèîôìë êòéèîôìë ðîîïê îïðìðíððé Î Ú±²» Ð ¹ ó ½-¼ ðëêï éíòîïîôëê éíòîêëôéê êèòëíçôèï êèòìèêôêï ðîîíð îïðìðíððè Ñ ¼»² ¼± Ð ¹ ëéðòììíôèî ëéïòèéïôèë ëìçòéîêôïç ëìèòîçèôïê ðîîíï îïðìðíððç λ ½ +» Ð ¹ ïíòíðïôçî ëëòîëïôéç ìëòçïíôíï íòçêíôìì ðîîèê îïðìðíðïí Í» ª 9± л ¼± Ð ¹ íîëòèðêôèè íïîòéêìôëé íïìòèïèôêì íîéòèêðôçë ðîîðï îïðìðíðïì Ú± ²»½»¼±» Ð ¹ ïçìòìïïôïè ïçíòðèèôíè îîìòëïéôíì îîëòèìðôïì ðîîçë îïðìðíðïë ÒÍÍ ¼» Ì» ½» ± Ð ¹ îïçôíè ðôðð ðôðð îïçôíè ðîîïë îïðìðíðïê ÍÍ ¼» Ì» ½» ± Ð ¹ êïðôðð ðôðð ðôðð êïðôðð ðîíèí îïðìðíðïç ÎÐß Ð ¹ óïïòïêíôîî ìòéððôðð ëçòçèëôèï ììòïîîôëç ðîèçè îïðìðíðîð ÎÎÚ ñ ÎÐß Ð ¹ íëéôëè ðôðð ðôðð íëéôëè ðîíîî îïðìðíðîï» ± ¼³ ² ª± Ð ¹ ëêòïìíôçç ëêòðéìôèí ëíòçêðôíè ëìòðîçôëì ðððèê îïðéððððð ÐÎÑÊ ÍKÛÍ èçðòðíêôïé ìëòçíïôìí îêíòéëçôíê ïòïðéòèêìôïð ðððèé îïðéðïððð ÐÎÑÊ Í]Ñ ÜÛ ÚWÎ ßÍ îéðòðìïôíì ïëòðèðôðì ïðïòêðïôðê íëêòëêîôíê ðîìèé îïðéðïððì Ð ±ªò Ú7 Í=± Ù±²9 ± îéðòðìïôíì ïëòðèðôðì ïðïòêðïôðê íëêòëêîôíê ðððèè îïðéðîððð ÐÎÑÊ Í]Ñ ïíf ÍßÔ_Î Ñ îëêòëîìôïé ïïòêèêôèð éêòïêêôèç íîïòððìôîê ðîìèç îïðéðîððì Ð ±ªò ïífí ò Í= Ù±²9 ± îëêòëîìôïé ïïòêèêôèð éêòïêêôèç íîïòððìôîê ðððèç îïðéðíððð ÐÎÑÊ Í]Ñ ÜÛ ÎÛÍÝ Í]Ñ íêíòìéðôêê ïçòïêìôëç èëòççïôìï ìíðòîçéôìè ðîìçð îïðéðíððì Ð ±ªò λ ½ =± Í=± Ù±²9 ± íêíòìéðôêê ïçòïêìôëç èëòççïôìï ìíðòîçéôìè ððèëé îïëðððððð ÍËÞÊ ß ÎÛßÔ ÆßÎ ïîòçîîòðèêôêë ïòèïëòðïïôêç ðôðð ïïòïðéòðéìôçê ððèéê îïëððéððð ÍËÞÊÛÒY]Ñ Ðñ ÒÊ Í]Ñ ÙÑÒ êèïòìèðôðð ðôðð ðôðð êèïòìèðôðð ððèéé îïëððéððï Í«¾ò ñ ²ª» Í=± Ù±² êèïòìèðôðð ðôðð ðôðð êèïòìèðôðð ððèéç îïëððèððð ÍËÞÊ ÐñÝËÍÌ Í]Ñ ÙÑÒ ïîòîìðòêðêôêë ïòèïëòðïïôêç ðôðð ïðòìîëòëçìôçê ððèèð îïëððèððï Í«¾ªò ñ½ Í=± Ù±² ïçòðêðòêîíôçê ðôðð ðôðð ïçòðêðòêîíôçê ððèèï îïëððèððî Í«¾ò Ðñ½«Î» Í=± Ù±² óêòèîðòðïéôíï ïòèïëòðïïôêç ðôðð óèòêíëòðîçôðð

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS - REALENGO MAIO DE 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS - REALENGO MAIO DE 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS - REALENGO MAIO DE 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ 1 - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Neste mês foram atendidos 9.884 pacientes, sendo 5.889

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS COLUBANDÊ MAIO DE 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS COLUBANDÊ MAIO DE 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS COLUBANDÊ MAIO DE 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ 1 - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Neste mês foram atendidos 11.588 pacientes, sendo 8.625

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS COLUBANDÊ FEVEREIRO DE 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS COLUBANDÊ FEVEREIRO DE 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS COLUBANDÊ FEVEREIRO DE 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ O.S. ORGANIZAÇÃO SOCIAL CNPJ N.º 07.813.739/0001-61 Rua do Carmo, 09, 10º andar,

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS RICARDO DE ALBUQUERQUE MARÇO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS RICARDO DE ALBUQUERQUE MARÇO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS RICARDO DE ALBUQUERQUE MARÇO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ 1 - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Neste mês foram atendidos 10145 pacientes,

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS COLUBANDÊ JUNHO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS COLUBANDÊ JUNHO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS COLUBANDÊ JUNHO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ O.S. ORGANIZAÇÃO SOCIAL CNPJ N.º 07.813.739/0001-61 Rua do Carmo, 09, 10º andar,

Leia mais

ÎÛÔßÌMÎ Ñ ÜÛ ÛÈÛÝËY]Ñ Û ÐÎÛÍÌßY]Ñ ÜÛ ÝÑÒÌßÍ Üß ËÐß Ì ÐÑ ó îì ØÑÎßÍ Š ÞßÒÙË ÓßÎYÑ ÜÛ îðïì ÝÑÒÌÎßÌÑ ÜÛ ÙÛÍÌ]Ñ Š ÍÛÍñÎÖ

ÎÛÔßÌMÎ Ñ ÜÛ ÛÈÛÝËY]Ñ Û ÐÎÛÍÌßY]Ñ ÜÛ ÝÑÒÌßÍ Üß ËÐß Ì ÐÑ ó îì ØÑÎßÍ Š ÞßÒÙË ÓßÎYÑ ÜÛ îðïì ÝÑÒÌÎßÌÑ ÜÛ ÙÛÍÌ]Ñ Š ÍÛÍñÎÖ ÎÛÔßÌMÎ Ñ ÜÛ ÛÈÛÝËY]Ñ Û ÐÎÛÍÌßY]Ñ ÜÛ ÝÑÒÌßÍ Üß ËÐß Ì ÐÑ ó îì ØÑÎßÍ Š ÞßÒÙË ÓßÎYÑ ÜÛ îðïì ÝÑÒÌÎßÌÑ ÜÛ ÙÛÍÌ]Ñ Š ÍÛÍñÎÖ ÑòÍò Š ÑÎÙßÒ ÆßY]Ñ ÍÑÝ ßÔ ÝÒÐÖ Òòf ðéòèïíòéíçñðððïóêï Ϋ¼± Ý ³±ô ðçô ïðf ²¼ ô Ý»² ±

Leia mais

Lista de Abreviaturas

Lista de Abreviaturas UPA 24h Engenho Novo Relatório de Execução Competência 07/2015 Contrato de Gestão nº 026/2013 Coordenador Sistemas de Informação: Silvio Maffei Analista de Informação: Roberta Passetto Lista de Abreviaturas

Leia mais

UNIDADE GERENCIADA: UPA UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO JACAREPAGUÁ Período:Março/2014 Aquisição de Bens Duráveis N o Controle Patrimonial OS Nº Controle Patrimonial Tipo(1) Descrição do bem CNPJ Fornecedor

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS SÃO PEDRO DA ALDEIA MAIO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS SÃO PEDRO DA ALDEIA MAIO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS SÃO PEDRO DA ALDEIA MAIO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ O.S. ORGANIZAÇÃO SOCIAL CNPJ N.º 07.813.739/0001-61 Rua do Carmo, 09, 10º

Leia mais

Anexo I Relação de exames laboratoriais Pregão presencial nº 20/2015

Anexo I Relação de exames laboratoriais Pregão presencial nº 20/2015 Anexo I Relação de exames laboratoriais Pregão presencial nº 20/2015 ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO DO PROCEDIMENTO VALOR 01 02.02.05.001-7 ANÁLISE DE CARACTERES FÍSICOS, 3,70 ELEMENTOS E SEDIMENTOS NA URINA (EQU)

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS - FONSECA MAIO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS - FONSECA MAIO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS - FONSECA MAIO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ O.S. ORGANIZAÇÃO SOCIAL CNPJ N.º 07.813.739/0001-61 Rua do Carmo, 09, 10º andar,

Leia mais

RelatóRio de execução

RelatóRio de execução RelatóRio de execução JANEIRO/2015 CONSIDERAÇÕES INICIAIS Início de um novo ano seguindo as diretrizes de qualidade e excelência técnica preconizadas pelo Instituto D or de Gestão de Saúde Pública. O Contrato

Leia mais

CARGO UNIDADE Cod. Bras. Ocupação CATEGORIA PROFISSIONAL (1) QTDE. Forma de contratação (2) Carga Horária Semanal (3) Salário Base (R$) (4) Encargos (R$) (4) Benefícios (R$) (4) SALÁRIO TOTAL DA SALÁRIO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 001/2012

PROCESSO SELETIVO Nº 001/2012 PROCESSO SELETIVO Nº 001/2012 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a contratação de serviços laboratoriais

Leia mais

Agência:3033 Conta:43500-7 DEMONSTRATIVO MENSAL - CONTA CORRENTE DATA HISTÓRICO DOCTO CRÉDITO DÉBITO SALDO 27/07/12 SALDO ANTERIOR 0,00 02/01/13 PAGAMENTO GOVERNO RJ 23593 1.744.840,00 UG296100/2012OB023593

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 001/2010 VISANDO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE EXAMES AUXILIARES DE DIAGNÓSTICO

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 001/2010 VISANDO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE EXAMES AUXILIARES DE DIAGNÓSTICO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 001/2010 VISANDO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE EXAMES AUXILIARES DE DIAGNÓSTICO O Município de IPÊ - RS, através do presente Edital, comunica a todos os interessados o procedimento

Leia mais

RELAÇÃO DE EXAMES REALIZADOS NO IBEx

RELAÇÃO DE EXAMES REALIZADOS NO IBEx 1 Ácido úrico 2 Albumina 3 Alfa 1 glicoproteína ácida 4 Alfa fetoproteína 5 Amilase 6 Androstenediona 7 Anticorpos Anti-HIV I, Western Blot 8 Anticorpos anti-hiv1 + HIV2 (Determinação Conjunta) ELISA 9

Leia mais

Extrato Mensal / Por Período HOSPITAL E MATERNIDADE THEREZINHA DE JESUS CNPJ: 021.583.042/0005-04 Nome do usuário: RAFAEL GOMES MARTINS Data da operação: 13/07/2015-11h31 Agência Conta Total Disponível

Leia mais

Jornal Oficial do Município - Sousa, Edição Especial 28 de Outubro de 2014.

Jornal Oficial do Município - Sousa, Edição Especial 28 de Outubro de 2014. Jornal Oficial do Município - Sousa, Jornal Oficial do Município - Sousa, LICITAÇÕES AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 00072/2014 Torna público que fará realizar através da Pregoeira Oficial e Equipe

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO UPA TIPO III - 24 HORAS FONSECA 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ

RELATÓRIO DE GESTÃO UPA TIPO III - 24 HORAS FONSECA 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ RELATÓRIO DE GESTÃO UPA TIPO III - 24 HORAS FONSECA 2013 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ Sumário 1- A instituição 02 2- Indicadores sobre o corpo funcional 05 3- Resultados 2013 06 4- Principais Ações de Gestão

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Instrumento de convênio que entre si fazem, de um lado a CNPJ nº, com sede social na CEP Nº -inscrita no CREMEB-BA sob o Nº, Telefone ( ), Endereço eletrônico, doravante

Leia mais

Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008

Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008 Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008 Altera a Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses/Próteses e Materiais Especiais do Sistema Único de Saúde - SUS.

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Instrumento de convênio que entre si fazem, de um lado a CNPJ nº, com sede social na CEP Nº inscrita no CREMEB-BA sob o Nº, Telefone, Endereço eletrônico, doravante denominado

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS COLUBANDÊ MAIO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS COLUBANDÊ MAIO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ RELATÓRIO DE EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DA UPA TIPO III - 24 HORAS COLUBANDÊ MAIO DE 2014 CONTRATO DE GESTÃO SES/RJ 1 - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Neste mês foram atendidos 8.986 pacientes, sendo 6.728

Leia mais

Relatório de Execução

Relatório de Execução 01/2013 ítulo do Relatório Relatório de Execução Contrato de Gestão nº 27/2012 da UPA ILHA DO GOVERNADOR Lista de Abreviaturas CTA CAF OSS SACG SES/RJ Comissão Técnica de Apoio Comissão de Acompanhamento

Leia mais

Coombs Indireto Soro Jejum desnecessário Fibrinogênio Plasma Jejum desnecessário Grupo Sangüíneo Sangue total com EDTA e K3 Jejum desnecessário

Coombs Indireto Soro Jejum desnecessário Fibrinogênio Plasma Jejum desnecessário Grupo Sangüíneo Sangue total com EDTA e K3 Jejum desnecessário HEMATOLOGIA: Células LE Sangue sem anticoagulante Jejum desnecessário Coombs Direto Sangue total com EDTA Jejum desnecessário Coombs Indireto Soro Jejum desnecessário Fibrinogênio Plasma Jejum desnecessário

Leia mais

Relatório de Execução

Relatório de Execução 01/2013 Relatório de Execução Contrato de Gestão nº 26/2012 da UPA ENGENHO NOVO o do Relatório Lista de Abreviaturas CTA CAF OSS SACG SES/RJ Comissão Técnica de Apoio Comissão de Acompanhamento e Fiscalização

Leia mais

Convênio com a Prefeitura Municipal da Estância Balneária

Convênio com a Prefeitura Municipal da Estância Balneária 205 Convênio com a Prefeitura Municipal da Estância Balneária 205 205 Santa Casa de Misericórdia de Ilhabela Rua Padre Bronislau Chereck, 5 Centro Ilhabela / SP 630-000 Fone(2) 3896-222 email: provedoria@santacasailhabela.org.br

Leia mais

Relatório de Execução

Relatório de Execução 05/2014 Relatório de Execução Contrato de Gestão nº 029/2013 da UPA Penha Título do Relatório Lista de Abreviaturas CTA - Comissão Técnica de Apoio CAF - Comissão de Acompanhamento e Fiscalização CCIH

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICIPIO DE ITATIBA DO SUL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 017/2013

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICIPIO DE ITATIBA DO SUL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 017/2013 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 017/2013 O Município de Itatiba do Sul, RS, torna público, em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93 e suas alterações, que no dia 20 de dezembro de 2013, às 10:00 horas,

Leia mais

Relatório de Execução

Relatório de Execução 05/2014 Relatório de Execução Contrato de Gestão nº 007/2012 da UPA Irajá Título do Relatório Lista de Abreviaturas CTA - Comissão Técnica de Apoio CAF - Comissão de Acompanhamento e Fiscalização CCIH

Leia mais

Tempo de Jejum para realização de Exames

Tempo de Jejum para realização de Exames Tempo de Jejum para realização de Exames Jejum não necessário Amilase, Bilirrubina, Células LE, CKMB, Coombs Direto, Coombs Indireto, CPK, Desidrogenase Lática, Gasometria, Pesquisa de Drepanócitos, Eletroforese

Leia mais

Relatório de Execução

Relatório de Execução 07/2013 Relatório de Execução Título do Relatório Contrato de Gestão nº 007/2012 da UPA IRAJÁ Lista de Abreviaturas CTA CAF OSS SACG SES/RJ Comissão Técnica de Apoio Comissão de Acompanhamento e Fiscalização

Leia mais

ANEXO ÚNICO Fica a Credenciada Camil - Centro de Assistência Médica Itabapoana - Ltda a prestar os seguintes serviços de saúde aos municípios consorciados ao CIM POLO SUL: 001 - Colonoscopia (coloscopia)

Leia mais

Laboratório. PATOLOGIA CLÍNICA (laboratório) BIOQUÍMICA

Laboratório. PATOLOGIA CLÍNICA (laboratório) BIOQUÍMICA Laboratório PATOLOGIA CLÍNICA (laboratório) BIOQUÍMICA Tel: 2107-5313 1 Acido Úrico. 2 Albumina. 3 Albumina em urina isolada. 4 Albumina Fluidos Corporais. 5 Alfa 1 glicoproteína ácida. 6 Alfa Amilase.

Leia mais

Extrato Mensal / Por Período HOSPITAL E MATERNIDADE THEREZINHA DE JESUS CNPJ: 021.583.042/0007-68 Nome do usuário: THAIS DE OLIVEIRA DE MELLO Data da operação: 04/11/2015-11h46 Agência Conta Total Disponível

Leia mais

LEI N.º 1.713/06, DE 18 DE AGOSTO DE 2006.

LEI N.º 1.713/06, DE 18 DE AGOSTO DE 2006. LEI N.º 1.713/06, DE 18 DE AGOSTO DE 2006. Autoriza chamamento público para credenciamento de serviços de exames laboratoriais e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE PAVERAMA-RS, no uso das

Leia mais

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS. Dúvidas Técnicas: Telefone: PABX (011) 3053-6611 Ramal: 2028

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS. Dúvidas Técnicas: Telefone: PABX (011) 3053-6611 Ramal: 2028 Telefone PABX (011) 3053-6611 e-mail hcor@hcor.com.br Dúvidas Técnicas Telefone PABX (011) 3053-6611 Ramal 2028 EQUIPE CLINIC CHECK UP Num. Pedido 050802886 10/08/2005 060000 Emissão 11/08/2005 135055

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: Tomada de Preços

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: Tomada de Preços EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: Tomada de Preços Processo nº...: 25/11 Modalidade...: Tomada de Preços nº 3/2011 Data de Recebimento dos Envelopes: 17/05/11 Horário...: 09:00 --------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS FEVEREIRO/2014

PRESTAÇÃO DE CONTAS FEVEREIRO/2014 PRESTAÇÃO DE CONTAS FEVEREIRO/2014 28/02/2014 HOSPITAL ESTADUAL ALBERTO TORRES V. Relatório referente a execução do Contrato de Gestão 31/2012 sobre as ações executadas sobre o apoio ao gerenciamento e

Leia mais

Relatório de Execução

Relatório de Execução 04/2014 Relatório de Execução Contrato de Gestão nº 026/2012 da UPA Engenho Novo Título do Relatório Lista de Abreviaturas CTA - Comissão Técnica de Apoio CAF - Comissão de Acompanhamento e Fiscalização

Leia mais

Agência:3033 Conta:45900-3 DEMONSTRATIVO MENSAL - CONTA CORRENTE DATA HISTÓRICO DOCTO CRÉDITO DÉBITO SALDO 26/12/12 SALDO ANTERIOR 0,00 02/01/13 PAGAMENTO GOVERNO RJ 23631 16.815.655,52 UG296100/2012OB023631

Leia mais

Relatório de Execução

Relatório de Execução 03/2014 Relatório de Execução Título do Relatório Contrato de Gestão nº 007/2012 da UPA Irajá 3º Relatório Mensal de Acompanhamento do Contrato de Lista de Abreviaturas CTA - Comissão Técnica de Apoio

Leia mais

Órgão/Entidade : SECRETARIA DA SAUDE Unidade Licitação : FUNDO ESTADUAL DE SAUDE - HOSPITAL GERAL DO ESTADO. Preço Total: Preço Total: Preço Total:

Órgão/Entidade : SECRETARIA DA SAUDE Unidade Licitação : FUNDO ESTADUAL DE SAUDE - HOSPITAL GERAL DO ESTADO. Preço Total: Preço Total: Preço Total: Licitação : PP154/2014 Data e Hora da Entrega das Propostas: 03/10/2014-09:00 Grupo :027-Materiais e Equip. de Uso Hospitalar, Odontológico, Veterinário e de Laboratório Órgão/Entidade : SECRETARIA DA

Leia mais

Complexidade 0202030016 CONTAGEM DE LINFOCITOS B MC 0202030024 CONTAGEM DE LINFOCITOS CD4/CD8 AC 0202030032 CONTAGEM DE LINFOCITOS T TOTAIS

Complexidade 0202030016 CONTAGEM DE LINFOCITOS B MC 0202030024 CONTAGEM DE LINFOCITOS CD4/CD8 AC 0202030032 CONTAGEM DE LINFOCITOS T TOTAIS Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS ANEXO I - LOTE 03 Procedimento (Sintético com Valor) Situação

Leia mais

Nome que consta no Site Nome Correto (conforme Linha de Produtos) Nomes dos arquivos para acrescentar. Anti - HBc --- Anti - HBs ---

Nome que consta no Site Nome Correto (conforme Linha de Produtos) Nomes dos arquivos para acrescentar. Anti - HBc --- Anti - HBs --- Ácido Úrico Uric Acid AFP AFP Albumina 001 Albumina AlfaAmilase a-amilase Amilase 002 Amilase Anti - HBc --- Anti - HBs --- Anti - HCV Anti-HCV Anti-HCV Double Spot Test --- Anti-n-DNA quick teste SLE

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N.º 02/2016

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N.º 02/2016 ESTADO DO RIO GARNDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE CRISTAL DO SUL DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N.º 02/2016 CREDENCIAMENTO DE LABORATÓRIOS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS À

Leia mais

Assunto: Nova classificação de caso de dengue OMS

Assunto: Nova classificação de caso de dengue OMS Assunto: Nova classificação de caso de dengue OMS 1. A partir de janeiro de 2014 o Brasil adotará a nova classificação de caso de dengue revisada da Organização Mundial de Saúde (detalhamento anexo I):

Leia mais

MUNICÍPIO DE BOM RETIRO DO SUL GABINETE DO PREFEITO

MUNICÍPIO DE BOM RETIRO DO SUL GABINETE DO PREFEITO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO O Município de Bom Retiro do Sul, nos termos da Lei Municipal nº 2.745, de 18 de agosto de 2004, comunica aos interessados que está procedendo ao Chamamento Público, no período

Leia mais

O Laboratório Clínico do D.A.V. do Jockey Club de São Paulo conta com amplo e bem estruturado espaço, além de equipamentos modernos que conferem

O Laboratório Clínico do D.A.V. do Jockey Club de São Paulo conta com amplo e bem estruturado espaço, além de equipamentos modernos que conferem O Laboratório Clínico do D.A.V. do Jockey Club de São Paulo conta com amplo e bem estruturado espaço, além de equipamentos modernos que conferem fidedignidade aos resultados. Seu principal objetivo é assegurar

Leia mais

Palavras- chave: Vigilância epidemiológica, Dengue, Enfermagem

Palavras- chave: Vigilância epidemiológica, Dengue, Enfermagem ANÁLISE DAS NOTIFICAÇÕES DE DENGUE APÓS ATUAÇÃO DO SERVIÇO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA HOSPITALAR INTRODUÇÃO: A Dengue é uma doença infecciosa febril aguda de amplo espectro clínico e de grande importância

Leia mais

Sumário Introdução...3 Exames de sangue...4 Exames de materiais biológicos diversos...7 Listas dos Exames do SUS realizados pelo Unilab...

Sumário Introdução...3 Exames de sangue...4 Exames de materiais biológicos diversos...7 Listas dos Exames do SUS realizados pelo Unilab... Sumário Introdução...3 Exames de sangue...4 Bioquímica...4 Hematologia...5 Imunologia...5 Hormônios...6 Drogas terapêuticas...6 Exames de materiais biológicos diversos...7 Secreção Vaginal e Endocervical...7

Leia mais

Anexo Técnico de Acreditação Nº E0009-1 Accreditation Annex nr.

Anexo Técnico de Acreditação Nº E0009-1 Accreditation Annex nr. Tel +351.212 948 21 Fax +351.212 948 22 Anexo Técnico de Acreditação Nº E9-1 A entidade a seguir indicada está acreditada como Laboratório Clínico, segundo a norma NP EN ISO 15189:27 Endereço Address Contacto

Leia mais

ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE APOIO À ASSISTÊNCIA HOSPITALAR

ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE APOIO À ASSISTÊNCIA HOSPITALAR ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE APOIO À ASSISTÊNCIA HOSPITALAR Pelo presente termo de compromisso, de um lado a Secretaria de Estado da Saúde do Estado do Rio de Janeiro/ Fundo Estadual de Saúde, com endereço

Leia mais

ESTADO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI. Camaçari, 06 de Abril de 2015. Solicitação de orçamento Processo nº 1390/2014

ESTADO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI. Camaçari, 06 de Abril de 2015. Solicitação de orçamento Processo nº 1390/2014 Camaçari, 06 de Abril de 2015 Solicitação de orçamento Processo nº 1390/2014 Solicitamos desta empresa orçamento para a prestação serviços de exames de radiodiagnósticos (Raio X) no Município de Camaçari-BA,

Leia mais

PORTARIA Nº 1.032, DE 5 DE MAIO DE 2010

PORTARIA Nº 1.032, DE 5 DE MAIO DE 2010 PORTARIA Nº 1.032, DE 5 DE MAIO DE 2010 Inclui procedimento odontológico na Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses e Próteses e Materiais Especiais do Sistema Único de Saúde - SUS, para atendimento

Leia mais

ROTINAS DO SETOR 1- ABORDAGEM

ROTINAS DO SETOR 1- ABORDAGEM REGIMENTO INTERNO A Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante CIH-DOTT atende às exigências da legislação vigente, tendo sido instituída pelas Portarias n. os 191, de 09

Leia mais

PROTOCOLO DE ABORDAGEM E TRATAMENTO DA SEPSE GRAVE E CHOQUE SÉPTICO DAS UNIDADES DE PRONTO ATENDIMENTO (UPA)/ ISGH

PROTOCOLO DE ABORDAGEM E TRATAMENTO DA SEPSE GRAVE E CHOQUE SÉPTICO DAS UNIDADES DE PRONTO ATENDIMENTO (UPA)/ ISGH PROTOCOLO DE ABORDAGEM E TRATAMENTO DA SEPSE GRAVE E CHOQUE SÉPTICO DAS UNIDADES DE PRONTO ATENDIMENTO (UPA)/ ISGH 1. APRESENTAÇÃO A SEPSE TEM ALTA INCIDÊNCIA, ALTA LETALIDADE E CUSTO ELEVADO, SENDO A

Leia mais

CONSTRUINDO UMA NOVA PROPOSTA PARA REMUNERAÇÃO VARIÁVEL

CONSTRUINDO UMA NOVA PROPOSTA PARA REMUNERAÇÃO VARIÁVEL CONSTRUINDO UMA NOVA PROPOSTA PARA REMUNERAÇÃO VARIÁVEL SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE DE CURITIBA - JULHO 213 CONTEXTO 22 CONTRATO DE GESTÃO E O IDQ Objetivo de incentivar qualidade e produtividade Componente

Leia mais

DENGUE. Médico. Treinamento Rápido em Serviços de Saúde. Centro de Vigilância Epidemiológica Prof. Alexandre Vranjac

DENGUE. Médico. Treinamento Rápido em Serviços de Saúde. Centro de Vigilância Epidemiológica Prof. Alexandre Vranjac DENGUE Treinamento Rápido em Serviços de Saúde Médico 2015 Centro de Vigilância Epidemiológica Prof. Alexandre Vranjac O Brasil e o estado de São Paulo têm registrado grandes epidemias de dengue nos últimos

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17043 PROVEDOR DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA (PEP) PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE LTDA.

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17043 PROVEDOR DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA (PEP) PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE LTDA. Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 8 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO PROVEDOR DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA (PEP) ACREDITAÇÃO N PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE LTDA. PEP 0013 SAÚDE

Leia mais

PORTARIA Nº 2.041 DE 25 DE SETEMBRO DE 2008. Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS.

PORTARIA Nº 2.041 DE 25 DE SETEMBRO DE 2008. Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS. PORTARIA Nº 2.041 DE 25 DE SETEMBRO DE 2008. Tabela s, Medicamentos e OPM do SUS. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições, que lhe confere o inciso II do parágrafo único do art. 87, da Constituição

Leia mais

Odontologia 2.004 à 2.007

Odontologia 2.004 à 2.007 Odontologia 2.004 à 2.007 Procedimentos após 10/99 à 12/07 2.004 2.005 2.006 2.007 TOTAL 0301101-PROCEDIMENTOS COLETIVOS (PACIENTE/MES) 3.161 5.145 434-8.740 0301102-ACAO COLETIVA ESCOVACAO DENTAL SUPERVISION

Leia mais

Prevenção e Controle de Infecção em Situações Especiais: Pacientes em atendimento domiciliar. Enfª. Viviane Silvestre

Prevenção e Controle de Infecção em Situações Especiais: Pacientes em atendimento domiciliar. Enfª. Viviane Silvestre Prevenção e Controle de Infecção em Situações Especiais: Pacientes em atendimento domiciliar Enfª. Viviane Silvestre O que é Home Care? Metas Internacionais de Segurança do Paciente Metas Internacionais

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PÁGINA: 1/10 1. OBJETIVO Padronizar os processos atuais, visando melhoria contínua do sistema. 2. ÁREAS ENVOLVIDAS/PERFIL DE DISTRIBUIÇÃO 2.1 Presidência 2.2 Gerência de RH 2.3 Gerências: Operações, ADM/Financeiro,

Leia mais

EXAMES CLASSIFICAÇÃO prazo material COLETA VETERINARIO. cloretos Bioquimico até 24h tubo vermelho R$ 20,00 R$

EXAMES CLASSIFICAÇÃO prazo material COLETA VETERINARIO. cloretos Bioquimico até 24h tubo vermelho R$ 20,00 R$ . TABELA DE PREÇOS 2015 EXAMES CLASSIFICAÇÃO prazo material COLETA VETERINARIO ácido úrico Bioquimico até 24h tubo vermelho R$ 20,00 R$ 14,00 Aplicação ACTH = R$ 15,00/Kg Hormonal ----------- -----------------

Leia mais

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS 01.01.01.001-0 Procedimento x CBO ATIVIDADE EDUCATIVA / ORIENTACAO

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA Quando da apresentação de protocolos, manual de normas e rotinas, procedimento operacional padrão (POP) e/ou outros documentos,

Leia mais

PROTOCOLO PARA INVESTIGAÇÃO DE SURTOS

PROTOCOLO PARA INVESTIGAÇÃO DE SURTOS PROTOCOLO PARA INVESTIGAÇÃO DE SURTOS Proposta Final Salvador, Agosto de 2011 1 PROTOCOLO DE AÇÃO PARA AS SITUAÇÕES DE SURTOS CLASSIFICADOS COMO EMERGÊNCIA EM SAÚDE PÚBLICA O conceito de emergência de

Leia mais

Site: www.med-rad.med.br

Site: www.med-rad.med.br AMB TUSS PROCEDIMENTO TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DESC PART 34010017 41001109 TOMOG. COMP. ABDOMEN SUPERIOR C/C 550,00 805,00 34010201 41001095 TOMOG. COMP. ABDOMEN TOTAL C/C 750,00 1.030,00 34010025 41001141

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA 21cir FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecimento: Portaria nº 604, de 31 de maio de 1995 E-mail: denf@unir.br Campus Porto Velho/RO. BR 364,

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS JUN/2013

PRESTAÇÃO DE CONTAS JUN/2013 PRESTAÇÃO DE CONTAS JUN/2013 30/06/2013 COMPLEXO ESTADUAL DE SAÚDE V Relatório de gestão dos serviços assistenciais do Complexo Estadual de Saúde - CES, no Estado do Rio de Janeiro, pela entidade de direito

Leia mais

Dengue grave. Diagnóstico laboratorial da dengue em seres humanos

Dengue grave. Diagnóstico laboratorial da dengue em seres humanos Prefeitura Municipal de Curitiba - Secretaria Municipal da Saúde Centro de Epidemiologia - Vigilância Epidemiológica DENGUE (CID A90 ou A91) CHIKUNGUNYA (CID A92) ZIKA (CID A92.8) Definição de caso suspeito

Leia mais

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DAS FICHAS

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DAS FICHAS MANUAL PARA PREENCHIMENTO DAS FICHAS OBJETIVO Este manual foi elaborado para orientar o usuário quanto ao preenchimento das fichas de Coleta de Dados Simplificados (CDS). Esse documento visa descrever

Leia mais

Extrato Mensal / Por Período HOSPITAL E MATERNIDADE THEREZINHA DE JESUS CNPJ: 021.583.042/0007-68 Nome do usuário: ANDRÉ LUIZ MARTINS PENIDO COELHO Data da operação: 02/02/2015-12h02 Extrato de: Ag: 3033

Leia mais

Check-ups Específicos

Check-ups Específicos Check-ups Específicos Os nossos check-ups específicos permitem obter um exame rigoroso e detalhado de uma área concreta da saúde, segundo as necessidades concretas de cada paciente. TIPOS DE EXAMES ESPECIAIS:

Leia mais

Seminário estratégico de enfrentamento da. Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS. Maio, 2013

Seminário estratégico de enfrentamento da. Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS. Maio, 2013 Seminário estratégico de enfrentamento da Tuberculose e Aids no Estado do Rio de Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS Maio, 2013 1.Detecção de casos e tratamento da tuberculose 1.1. Descentralizar

Leia mais

Proposta Programa Saúde Sob Medida Check up diferenciado ABGS

Proposta Programa Saúde Sob Medida Check up diferenciado ABGS Proposta Programa Saúde Sob Medida Check up diferenciado ABGS 1 Informações da proposta Nossa proposta é composta por um Check Up Completo, Check up Feminino e Avaliação Esportiva direcionada aos associados

Leia mais

INSTITUTO DE MEDICINA INTEGRAL PROFº FERNANDO FIGUEIRA - IMIP

INSTITUTO DE MEDICINA INTEGRAL PROFº FERNANDO FIGUEIRA - IMIP INSTITUTO DE MEDICINA INTEGRAL PROFº FERNANDO FIGUEIRA - IMIP Complexo Hospitalar - Hospital Filantrópico - Área 69.000 m² - 10 prédios - 1.143 leitos - 101 leitos de UTI NHE (VEH / GRSH / CCIH) COMISSÕES

Leia mais

T3 - TRIIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28. T3 LIVRE Coleta: 18/11/2005 06:28. T4 - TETRAIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28

T3 - TRIIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28. T3 LIVRE Coleta: 18/11/2005 06:28. T4 - TETRAIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28 AUTENTICIDADE: 755339 Set.Tecnico Imunoensaio T3 - TRIIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28 Resultado 108.6 ng/dl Referencial: Criancas ate 5 anos 105.0 a 269.0 ng/dl 5 a 10 anos 94.0 a 241.0 ng/dl Maiores

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO PARA ENFRENTAMENTO DA DENGUE NO CEARÁ 2011

PLANO ESTRATÉGICO PARA ENFRENTAMENTO DA DENGUE NO CEARÁ 2011 2 PLANO ESTRATÉGICO PARA ENFRENTAMENTO DA DENGUE NO CEARÁ 2011 RISCO Pico Abril e Maio Desafios identificados na assistência Superlotação nas emergências dos hospitais (municípios estão concentrando o

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS RELATÓRIO FÍSICO-FINANCEIRO

PRESTAÇÃO DE CONTAS RELATÓRIO FÍSICO-FINANCEIRO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRINHA GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL UNIDADE CENTRAL DE CONTROLE INTERNO PRESTAÇÃO DE CONTAS RELATÓRIO FÍSICO-FINANCEIRO ANEXO II FORMULÁRIO A

Leia mais

FLUXO PARA ACOMPANHAMENTO, ENCERRAMENTO E DIGITAÇÃO DOS CASOS DE DENGUE

FLUXO PARA ACOMPANHAMENTO, ENCERRAMENTO E DIGITAÇÃO DOS CASOS DE DENGUE Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil Subsecretaria de Promoção, Atenção Primária e Vigilância em Saúde Superintendência de Vigilância em Saúde Coordenação

Leia mais

Município. Prefeitura Municipal de Ibicoara - BA. Sexta-feira - 23 de setembro de 2011 - Ano VI - N º 59 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS NR 006/2011 PMI

Município. Prefeitura Municipal de Ibicoara - BA. Sexta-feira - 23 de setembro de 2011 - Ano VI - N º 59 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS NR 006/2011 PMI do Município Prefeitura Municipal de Ibicoara - BA Sexta-feira - - Ano VI - N º 59 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS NR 006/2011 PMI Aos dezessete dias do mês de junho de 2011, a PREFEITURA MUNICIPAL DE IBICOARA,

Leia mais

4 TERMO ADITIVO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 0001/2012 FMS

4 TERMO ADITIVO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 0001/2012 FMS ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE FRAIBURGO 4 TERMO ADITIVO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 0001/2012 FMS OBJETO: Credenciamento de empresas do ramo interessadas na prestação de serviços de consultas

Leia mais

Nestes 30 anos, crescemos, amadurecemos e compreendemos nosso papel na sociedade.

Nestes 30 anos, crescemos, amadurecemos e compreendemos nosso papel na sociedade. Nestes 30 anos, crescemos, amadurecemos e compreendemos nosso papel na sociedade. Auditoria em Hemoterapia Experiências vivenciadas BREVE HISTÓRICO TRANSFUSÃO SANGUÍNEA HEMOCOMPONENTES HEMODERIVADOS TRANSFUSÃO

Leia mais

Nota Técnica N.º 29 /14 Recife, 09 de outubro de 2014. Assunto: Notificação dos casos suspeitos da Febre Chikungunya

Nota Técnica N.º 29 /14 Recife, 09 de outubro de 2014. Assunto: Notificação dos casos suspeitos da Febre Chikungunya Nota Técnica N.º 29 /14 Recife, 09 de outubro de 2014 Assunto: Notificação dos casos suspeitos da Febre Chikungunya 1. Características da doença A Febre do Chikungunya (CHIKV) é uma doença causada por

Leia mais

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS ESPÍRITO SANTO SAÚDE CONDIÇÕES Check-Up Hospital da Luz / Clínica Parque dos Poetas / Centro Clínico da Amadora Consultas > 45 anos < 45 anos Menopausa > 38 anos < 38 anos Consulta de Oftalmologia Consulta

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO 2013

AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO 2013 1 AVALIAÇÃO DOS PLANOS DE SAÚDE PELOS USUÁRIOS ANO II SÃO PAULO Temas 2 Objetivo e metodologia Utilização dos serviços do plano de saúde e ocorrência de problemas Reclamação ou recurso contra o plano de

Leia mais

MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB -

MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB - 1 MANUAL INSTRUTIVO DOS CÓDIGOS ODONTOLÓGICOS DO SIA/SUS - TSB E ASB - Porto Alegre, 2014. 1 2 S ODONTOLÓGICOS PARA AUXILIARES E TÉCNICOS EM SAÚDE BUCAL Tabela 1: Tipos de Procedimentos Odontológicos para

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 1 Brasília/DF - 2007 1. Introdução A meta deste trabalho é estruturar e auxiliar no correto preenchimento das Guias

Leia mais

Layout de Importação de Resultado de Exames

Layout de Importação de Resultado de Exames Nefrodata-ACD Automação para Centros de Hemodiálise Layout de Importação de Resultado de Exames O processo de atualização dos resultados de exames laboratoriais é uma tarefa extensa e exaustiva. Para tal,

Leia mais

TEXTO BÁSICO PARA SUBSIDIAR TRABALHOS EDUCATIVOS NA SEMANA DE COMBATE À DENGUE 1

TEXTO BÁSICO PARA SUBSIDIAR TRABALHOS EDUCATIVOS NA SEMANA DE COMBATE À DENGUE 1 TEXTO BÁSICO PARA SUBSIDIAR TRABALHOS EDUCATIVOS NA SEMANA DE COMBATE À DENGUE 1 A Dengue A dengue é uma doença infecciosa de origem viral, febril, aguda, que apesar de não ter medicamento específico exige

Leia mais

Portaria n.º 398/GM Em 04 de abril de 2003.

Portaria n.º 398/GM Em 04 de abril de 2003. Portaria n.º 398/GM Em 04 de abril de 2003. Publicada em 08/04/2003. O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, considerando o disposto no item 7.4 do Capítulo I da Norma Operacional da

Leia mais

ACIDENTE DE TRABALHO COM EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO

ACIDENTE DE TRABALHO COM EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO ACIDENTE DE TRABALHO COM EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO CID-10: Z20.9 Elaboração: equipe técnica Camila Seixas - Médica - Vigilância em Saúde do Trabalhador Frederico Leão - Médico - Vigilância em Saúde

Leia mais

Extrato Mensal / Por Período HOSPITAL E MATERNIDADE THEREZINHA DE JESUS CNPJ: 021.583.042/0007-68 Nome do usuário: ALINE CANDIDO OLIVEIRA Data da operação: 22/07/2015-18h06 Agência Conta Total Disponível

Leia mais

Check-Up. Check-Up. MALO CLINIC Medical Care. Av. dos Combatentes, n.º43 1600-042 Lisboa T (+ 351) 217 228 110

Check-Up. Check-Up. MALO CLINIC Medical Care. Av. dos Combatentes, n.º43 1600-042 Lisboa T (+ 351) 217 228 110 MALO CLINIC Medical Care Tem como objetivo a prevenção e o diag nós tico precoce e pré-sintomático das doenças com maior impacto na qualidade de vida. Re presenta uma oportuni dade para a tomada de consci

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO O Município de Quatro Irmãos/RS, comunica aos interessados que está procedendo ao CHAMAMENTO PÚBLICO, a partir de 26 de agosto de 2011 até dia 12 de setembro de 2011, no horário

Leia mais

Relatório de Gestão da CCIH

Relatório de Gestão da CCIH Relatório de Gestão da CCIH 1 - Apresentação A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar CCIH é formada por membros executores -01 enfermeira, 01 farmacêutica e 01 infectologista e consultoresrepresentantes

Leia mais