Relatório de Análise 2012

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório de Análise 2012"

Transcrição

1

2 Relatório de Análise

3 Chubb do Brasil Cia. de Seguros Relatório Anual Exercício 2011 E m p r e s a d e R a t i n g I n t e r n a c i o n a l : Moody s Investors Service A u d i t o r e s E x t e r n o s : Ernst & Young Auditores Independentes R e s p o n s á v e l T é c n i c o : Francisco Galiza 3

4 Relatório de Análise 2012 N o s s o C o m p r o m i s s o Caro (a), O presente relatório reúne as principais conquistas da Chubb do Brasil em 2011, ano bastante desafiador, mas, talvez por isso mesmo, marcado por grandes avanços. Nesses doze meses, registramos acertos e vitórias de grande relevância para o nosso negócio, implementamos inovações importantes e consolidamos nossa vocação de empresa sustentável, sob todos os aspectos. A seguradora registrou patrimônio líquido de R$ 362,9 milhões de reais, o que representa aumento de cerca de 8% em relação a 2010, e lucro líquido de R$ 32,2 milhões. Ultrapassamos a marca de R$1 bilhão em ativos totais, consequência do crescimento de 11,7% nos prêmios emitidos. Com a sempre indispensável colaboração de nossos parceiros, entre corretores e Centrais de Negócios, conseguimos ampliar nossa presença nas diversas regiões do país. Hoje, contamos com cerca de cinquenta Centrais por todo o Brasil, que responderam por aproximadamente 20% do prêmio emitido pela Chubb no ano. Essa capilaridade faz toda a diferença para que estejamos cada vez mais próximos de nossos clientes finais, oferecendo um atendimento sempre mais individualizado e capaz de responder aos anseios e necessidades de um público bem informado e exigente. Uma decisão estratégica que nos permitiu colher bons frutos foi o investimento realizado em infraestrutura tecnológica e aperfeiçoamento de processos e controles internos, com significativo ganho de produtividade e eficiência. Além disso, fiéis aos princípios que regem a seguradora desde a sua fundação, mantivemos o foco no relacionamento e na valorização das pessoas. No contato com parceiros e clientes essa postura foi explicitada pela campanha publicitária de 2011, que buscou reconhecer aquilo que é importante para o segurado, ou seja, tranquilidade para usufruir suas conquistas. Internamente, essa filosofia refletiu-se nas diversas ações voltadas ao aprimoramento e reconhecimento de nossos profissionais, por meio de treinamentos, oficinas de gestão e programas de desenvolvimento que abrangeram quase a totalidade dos colaboradores. Não por acaso, a Pesquisa de Engajamento Global, realizada pela Chubb em suas subsidiárias em todo o mundo, registrou no Brasil um dos maiores índices de participação e satisfação geral. Ainda com foco nas pessoas, continuamos a atuar fortemente nas áreas social e ambiental. Nesta última, o destaque é para o projeto Paperless, criado para diminuir de forma drástica o consumo de papel nas atividades da companhia e assim contribuir para a redução do desmatamento do planeta. Convido você a olhar com atenção os números e demais dados que se seguem. Eles retratam uma empresa sólida, responsável e extremamente bem avaliada pelo mercado. E queremos compartilhar esse sucesso com você! Um grande abraço, Acacio Queiroz Presidente & CEO da Chubb Seguros Presidente do Conselho de Administração 4

5 Chubb do Brasil Cia. de Seguros 5

6 Relatório de Análise 2012 CENESP - Centro Empresarial de São Paulo 6

7 Chubb do Brasil Cia. de Seguros C o r p o D i r e t i v o Acacio Queiroz Presidente do Conselho de Administração Acacio Queiroz Presidente & CEO Sidney Munhoz Vice-Presidente e Diretor de Linhas Pessoais Priscilla T. Magni Diretora de Linhas Pessoais Francisco Toledo Diretor de Seguro de Pessoas e Massificados Robert Hufnagel Diretor de Ramos Elementares e Filiais Luis Ricardo Almeida Diretor de Tecnologia / Operações Elizabeth K. Alves Diretora Financeira Marcus Pompili Diretor de Recursos Humanos Fernando Valentim Diretor de Sinistros Matriz São Paulo - SP Av. Maria Coelho Aguiar, 215 Bloco F - 4º andar CEP: SAC: (24 Horas) SAC (Pessoas com deficiência auditiva ou de fala): (24 Horas) Sinistro: (2ª a 6ª feira das 8h às 20h) Atendimento a Corretores e Centrais de Negócios: (2ª a 6ª feira das 8h às 20h) Sucursais Belo Horizonte - MG Rua Paraíba, andar CEP: Tel.: (31) Fax: (31) Brasília - DF SHS Quadra 06 Bloco C - Salas 1607/1608 Ed. Brasil XXI - Asa Sul - CEP: Tel.: (61) Fax: (61) Curitiba - PR Rua Pasteur, Conj andar Batel - CEP: Tel.: (41) Fax: (41) Porto Alegre - RS Rua Félix da Cunha, º andar Sala Moinhos de Vento CEP: Tel.: (51) Fax: (51) Rio de Janeiro - RJ Av. Rio Branco, andar - GR 1102 Centro - Ed. Manhattan Tower CEP: Tel.: (21) Fax: (21)

8 Relatório de Análise

9 Chubb do Brasil Cia. de Seguros S u m á r i o Metodologia Resumo Relatório Dados da Organização Atuação Internacional Atuação no Brasil Análise Econômica e Financeira Evolução Análise Global Investimentos e Despesas Administrativas Capitalização e Liquidez Análise Estratégica Tecnologia Relacionamento e Recursos Humanos Responsabilidade Socioambiental Marketing Estratégia Comercial Descrição dos Produtos

10 Relatório de Análise 2012 Rating da Moody s Investors Service Rating à Unidade Brasileira do Grupo Chubb Aaa.br - Na escala brasileira local Baa1 - Na escala global de moeda local Na análise realizada pela Moody s, conforme a tabela 1, os seguintes pontos foram considerados chaves para a avaliação: Tabela 1 - Fatores Relevantes - Avaliação da Moody s - Chubb Seguros Fatores Relevantes Operando em nichos de mercado, a seguradora tem fortes posições em negócios específicos como transportes e seguros pessoais. A seguradora tem sido capaz de diminuir as suas despesas de subscrição, otimizando processos e sua infraestrutura operacional. Existe uma baixa concentração em ramos de negócios, resultando em uma diluição de risco, com menor volatilidade. Os seus produtos têm a característica de serem pouco expostos a catástrofes. No caso da transferência de riscos, ela é feita, sobretudo, para resseguradoras altamente bem avaliadas. A maior parte dos ativos está alocada em títulos públicos nacionais. Em vista disso, a sua avaliação é fortemente influenciada por esse fator. A seguradora trabalha com um baixo grau de alavancagem, devido ao seu histórico de bons resultados e aportes de capital. A seguradora tem tido boas margens de rentabilidade (tanto geral como operacional). A seguradora tem eficientes canais de distribuição. As suas reservas estão de acordo com os riscos assumidos. A seguradora tem a flexibilidade financeira de utilizar o suporte da matriz, se necessário. Fonte: Relatório Moody s, novembro de METODOLOGIA: A Escala Nacional Brasileira da Moody s classifica o risco de crédito de uma entidade em bases relativas a outras entidades no mesmo país. 0s ratings na escala global de moeda local indicam o risco de crédito relativo de uma entidade numa base globalmente comparável. Conjuntamente, os ratings na escala nacional e na escala global proveem uma opinião abrangente sobre o risco de crédito de uma entidade. Os ratings de força financeira de seguradoras da Moody s são opiniões sobre a capacidade das companhias seguradoras para pagar os sinistros das apólices de seguros e suas obrigações. 10

11 Chubb do Brasil Cia. de Seguros 11

12 Relatório de Análise 2012 M e t o d o l o g i a Metodologia de Análise de Empresa de Rating Local O estudo apresentado neste relatório teve por meta classificar os níveis de gerenciamento e de riscos da Chubb do Brasil Companhia de Seguros, por meio de análises quantitativa e qualitativa de seus dados econômicos públicos e internos previamente auditados e fiscalizados, tanto por empresa terceira quanto pelo poder público. Após análise detalhada das informações colhidas nesse tipo de avaliação, a empresa pode ser qualificada em uma das sete possibilidades descritas no quadro a seguir, de acordo com a conclusão obtida. Qualificação Azul (Muito Boa) Verde (de Boa para Muito * Boa) Verde (Boa) Amarela (de Regular para * Boa) Amarela (Regular) Vermelha (de Deficiente para * Regular) Vermelha (Deficiente) c o r a z u l 12

13 Chubb do Brasil Cia. de Seguros R e s u m o Evolução da Avaliação da Companhia Cenário Estratégico Avaliação Qualificação De um modo geral, o cenário estratégico favorável da companhia tem se mantido ao longo dos anos. Em destaque: Dezembro/2005 Azul Muito Boa Dezembro/2006 Azul Muito Boa Dezembro/2007 Azul Muito Boa Dezembro/2008 Azul Muito Boa Dezembro/2009 Azul Muito Boa Dezembro/2010 Azul Muito Boa Dezembro/2011 Azul Muito Boa A seguradora é subsidiária de um grupo estrangeiro de grande porte, com excelentes margens de rentabilidade e ótimas avaliações de agências classificadoras internacionais. Internamente, as margens de rentabilidade da seguradora são boas e constantes, com pouca volatilidade. A Chubb tem uma longa experiência no mercado brasileiro, com canais de distribuição bem estabelecidos. A seguradora tem obtido ganhos de escala em seus negócios pelo crescimento da sua receita ao longo dos anos. A empresa tem recebido diversos prêmios de qualidade, o que comprova a boa imagem perante seus parceiros, corretores e clientes. A qualidade da sua carteira é um ponto positivo e permite estimar projeções positivas no longo prazo. muito boa 13

14 Relatório de Análise 2012 R e l a t ó r i o 1. Dados da Organização 1.1. Atuação Internacional A Chubb, fundada em 1882 na cidade de Nova York, iniciou as suas atividades na área de seguros marítimos e de cargas. Em menos de dez anos, seus conhecimentos já eram aplicados também aos seguros comerciais e pessoais. Em 1967, a empresa passou a ser constituída de capital aberto, formando uma holding denominada The Chubb Corporation. Em 1984, passou a ter suas ações negociadas na Bolsa de Nova York. Na tabela 2, outras informações atuais sobre o grupo. Tabela 2 - Informações Institucionais - Grupo Chubb 11ª maior seguradora de ramos elementares dos EUA 120 escritórios em 27 países 10,1 mil empregados Opera com 8,5 mil corretores independentes 185ª maior corporação norte-americana US$ 50 bilhões em ativos Atualmente, o grupo Chubb fatura quase US$ 12 bilhões, distribuídos em vários segmentos de negócios. No gráfico 1, está um perfil da receita da companhia neste último ano, dividido em seguros especializados (23% do total), pessoais (34% do total) e comerciais (43% do total). Gráfico 1 Perfil da Receita Grupo Chubb Pessoais 34% 43% 23% Comerciais Especializados 14

15 Chubb do Brasil Cia. de Seguros A tabela 3, em complemento, apresenta dados financeiros do Grupo. Tabela 3 Evolução dos Dados Internacionais - Grupo Chubb - US$ milhões Chubb Corporation Prêmios Ganhos (PG) Sinistros Retidos (SR) Despesas (D) Lucro Líquido (LL) Patrimônio Líquido (PL) SR/PG -52,7% -58,3% -55,3% -57,9% -63,6% D/PG -29,6% -30,2% -30,3% -31,2% -31,7% Custos (SR+D)/PG -82,3% -88,5% -85,6% -89,1% -95,3% LL/PL anterior 20,2% 12,5% 16,3% 13,9% 10,8% Na análise dos números dos últimos anos, alguns aspectos se destacam. Em primeiro lugar, a margem de rentabilidade sempre positiva e estável (em média, entre 10% e 15%), como indica o gráfico 2. Um segundo aspecto é a estabilidade da receita, dentro de uma estratégia conservadora de captação de riscos. Apesar da turbulência no mercado de capitais ocorrida nos últimos anos, o faturamento da companhia tem se situado entre US$ 11 e US$ 12 bilhões, indicando uma estabilidade dos números. Esse cenário é respaldado por excelentes notas de empresas classificadoras de risco internacionais, como indica a tabela 4. Gráfico 2 Rentabilidade - Grupo Chubb Internacional Tabela 4 Classificações de Risco Internacionais - Grupo Chubb 25 % 20 % 15 % 10 % Empresa classificadora Standard & Poor s Moody s Avaliação Rating A+ (The Chubb Corporation) Rating AA (Seguradoras do Grupo) Rating A2 (The Chubb Corporation) Rating Aa2 (Seguradoras do Grupo) 5 % AM Best Rating A++ (Seguradoras do Grupo) Rating aa- (The Chubb Corporation) 0% Fitch Ratings Rating A+ (The Chubb Corporation) Rating AA (Seguradoras do Grupo) Pelas quatro empresas de avaliação, o resultado favorável e altamente positivo é similar. 15

16 Relatório de Análise Atuação no Brasil Participação no Grupo A Chubb iniciou suas operações no mercado brasileiro em 1973, com a aquisição do controle acionário da mais antiga seguradora em atividade na América Latina, a Argos Fluminense. Em 1992, a Argos passou a chamar-se Chubb do Brasil Cia. de Seguros, alteração alinhada à estratégia de disseminação da marca da corporação ao redor do mundo. Ao final de 2008, com a abertura do mercado de resseguros no Brasil, e respeitando as regras estabelecidas por lei com relação ao direito de preferência, o Grupo Chubb trouxe para o País a Federal Insurance, que desde 2009 opera como resseguradora admitida cativa dos negócios da Chubb Seguros. Em 2011, a empresa apurou um resultado operacional de R$ 14,8 milhões. Atualmente, a seguradora tem sua matriz instalada em São Paulo, com sucursais em Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ) e Porto Alegre (RS), e oferece produtos nas linhas de seguros pessoais e empresariais. 16

17 Chubb do Brasil Cia. de Seguros A Chubb do Brasil é uma das maiores operações da The Chubb Corporation fora dos Estados Unidos e a maior da América Latina. Nos últimos anos, sua participação nos negócios do Grupo tem sido crescente, como indica o gráfico 3. 3,5 % 3,0 % 2,5 % 2,0 % 1,5 % 1,0 % 0,5 % Gráfico 3 Participação da Chubb do Brasil nos Negócios do Grupo - % Prêmios Ganhos 0,0% Em termos de receita, em 2001, a Chubb do Brasil respondia por aproximadamente 0,9% do total do grupo, passando para 3,5% em Outra característica de atuação da seguradora é o crescimento relativo maior em outros Estados. No gráfico 4, pode ser observada a evolução das participações dos Estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais na receita total da companhia. As metas de aumento do volume de negócios foram definidas com base em análises das particularidades de cada região e voltadas à melhoria do mix das carteiras. Gráfico 4 Evolução da Receita - Chubb Seguros - Estados Selecionados (%) Rio de Janeiro Minas Gerais Rio de Janeiro Minas Gerais Rio de Janeiro Minas Gerais Rio de Janeiro Minas Gerais Rio de Janeiro Minas Gerais 17

18 Relatório de Análise 2012 Premiações Recebidas Em 2011, a Chubb conquistou diversos prêmios, oferecidos por renomados veículos voltados ao mercado segurador e outras publicações de grande prestígio, como reconhecimento de sua performance e comprometimento, conforme indica a tabela 5. Tabela 5 Premiações Diversas - Chubb do Brasil Fontes Premiações Prêmio Revista Segurador Brasil Prêmio Revista Seguro Total Prêmio Melhores da Dinheiro Prêmio Cobertura Performance Anuário Valor 1000 Destaque do Mercado na Carteira de Entretenimento. Excelência e mérito em Seguros de Alto Padrão. Excelência e mérito em Seguros de Acidentes Pessoais. Excelência e mérito em Modelo de Gestão e Governança Corporativa. Eleita em terceiro lugar em Responsabilidade Social. Melhor performance econômico-financeira: Carteira de Riscos Diversos. Melhor performance econômico-financeira: Carteira de Seguros de RC-D&O. Colocação entre as 50 maiores seguradoras na 11ª edição do anuário, publicação do jornal Valor Econômico, que destaca as empresas mais eficientes em 25 setores da economia nacional. A companhia ocupou a 14ª posição em prêmios emitidos líquidos, nos ramos gerais. Entre as 20 maiores seguradoras, a Chubb ocupou a 7ª colocação em menor sinistralidade. 18

19 Chubb do Brasil Cia. de Seguros 19

20 Relatório de Análise Análise Econômica e Financeira 2.1. Evolução Em 2011, os prêmios diretos da companhia foram de R$ 968 milhões. O gráfico 5 mostra uma trajetória de crescimento bem clara nos últimos anos. Gráfico 5 Prêmios Diretos Chubb Seguros R$ milhões O gráfico 6 apresenta a distribuição da receita em 2011, em Prêmios Retidos. Gráfico 6 Perfil da Carteira Chubb Seguros Riscos Diversos Transportes DPVAT 6% 8% 6% Demais 13% Auto + RC Auto 37% Vida em Grupo + Prestamista 14% 16% AP No perfil da carteira, um destaque é a diversificação. Na liderança dos negócios, o ramo Auto + RC Facultativo Auto, com 37% do total. Em seguida, os ramos ligados a Pessoas (Vida em Grupo, Prestamista e Acidentes Pessoais). Depois, Transportes e Riscos Diversos. 20

21 Chubb do Brasil Cia. de Seguros 2.2. Análise Global A tabela 6 apresenta alguns números referentes aos resultados da Chubb Seguros. Tabela 6 Dados Contábeis Chubb Seguros - R$ Milhões Prêmios Ganhos (PG) 574,6 571,8 607,3 685,5 782,1 Sinistros Retidos (SR) -256,2-244,2-290,3-344,4-396,5 Desp. Comercialização (DC) -115,9-113,6-108,4-126,2-144,8 Desp. Adm.(DA) e Tributos* -96,3-90,7-97,7-111,3-127,0 Out. Rec./Desp. Oper. (ORD) -90,2-114,1-94,4-108,4-134,7 Res. Investimentos (RI) 30,6 39,2 35,5 44,2 61,4 Resultado Operacional (RO) 46,6 48,4 52,0 39,4 40,5 Res. Não Operacional (RNO) 0,0-0,3-0,2 0,0 0,0 Tributos e Participações (T) -12,2-12,1-14,2-8,9-8,3 Lucro Líquido (LL) 34,4 36,0 37,6 30,5 32,2 Patrimônio Líquido (PL) 238,2 271,6 306,7 334,5 362,9 Ativo (A) 565,5 720,0 846,0 954, RO = PG-SR-DC-DA+RI-ORD RI = Financeiro + Patrimonial + Equivalência Patrimonial + Previdência Privada (*) Incluídas Despesas com Tributos Na tabela 7, é feita uma análise do comportamento dos indicadores obtidos a partir dos números anteriores. Tabela 7 Indicadores Obtidos Chubb Seguros - Valores % Indicadores Empresa PG/PG 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% SR/PG -44,6% -42,7% -47,8% -50,2% -50,7% DC/PG -20,2% -19,9% -17,8% -18,4% -18,5% DA/PG -16,8% -15,9% -16,1% -16,2% -16,2% ORD/PG -15,7% -20,0% -15,5% -15,8% -17,2% RI/PG 5,3% 6,9% 5,8% 6,4% 7,9% RO/PG 8,1% 8,5% 8,6% 5,7% 5,2% Indicadores Empresa LL/PL anterior 16,4% 15,1% 13,8% 9,9% 9,6% LL/PG 6,0% 6,3% 6,2% 4,4% 4,1% RI/A 5,4% 5,4% 4,2% 4,6% 5,5% PL/A 42,1% 37,7% 36,3% 35,0% 33,0% Na análise dos números, é possível constatar que, nos últimos anos, a empresa tem mantido taxas de rentabilidade positivas. 21

22 Relatório de Análise 2012 No gráfico 7, é possível observar as taxas de rentabilidade dos últimos anos. Gráfico 7 Taxa de Rentabilidade - LL/PL Anterior Chubb Seguros (%) Outro indicador interessante é o da evolução do Patrimônio Líquido (em R$ e em US$), conforme demonstra o gráfico 8. Gráfico 8 Evolução do Patrimônio Líquido Chubb Seguros - R$ e US$ R$ milhões US$ milhões R$ milhões US$ milhões Devido ao crescimento da companhia, o Patrimônio Líquido passou de um patamar de US$ 23 milhões, em 2002, para aproximadamente US$ 200 milhões, em

23 Chubb do Brasil Cia. de Seguros 2.3. Investimentos e Despesas Administrativas Neste item, é apresentada uma avaliação do comportamento do Resultado dos Investimentos e das Despesas Administrativas da Chubb Seguros. Na tabela 8, estão destacados dados sobre o perfil de investimentos da companhia. Tabela 8 Investimentos e Indicadores Dados Contábeis - Chubb Seguros - R$ Milhões Contas Imobilizado 19,3 13,0 8,1 4,7 3,7 Resultado Financeiro 30,6 39,2 35,5 44,2 61,4 Aplicações Financeiras* 338,6 404,5 489,0 584,3 632,2 Ativo 565,5 720,0 846,0 954, Indicadores Imobilizado/Ativo 3,4% 1,8% 1,0% 0,5% 0,3% Aplicações/Ativo 59,9% 56,2% 57,8% 61,2% 57,0% Imobilizado/Aplicações 5,7% 3,2% 1,7% 0,8% 0,6% Res. Financeiro/Aplicações 9,0% 9,7% 7,3% 7,6% 9,7% *Alocadas no Ativo Circulante e no Realizável a Longo Prazo. A tabela 9 detalha os dados das Despesas Administrativas. Tabela 9 Despesas Administrativas e Indicadores Dados Contábeis - Chubb Seguros - R$ Milhões Perfil Despesas Administrativas Pessoal Próprio (PP) -30,8-34,4-35,5-41,0-47,8 Localização e Funcionamento (LF) -19,1-10,6-14,0-16,6-19,5 Serviços de Terceiros e Outros (ST) -46,4-45,7-48,2-53,7-59,7 Despesas Administrativas (DA) -96,3-90,7-97,7-111,3-127,0 PG 574,6 571,8 607,3 685,5 782,1 Indicadores PP/PG -5,4% -6,0% -5,8% -6,0% -6,1% LF/PG -3,3% -1,9% -2,3% -2,4% -2,5% ST/PG -8,1% -8,0% -7,9% -7,8% -7,6% DA/PG -16,8% -15,9% -16,1% -16,2% -16,2% 23

24 Relatório de Análise 2012 Em relação aos valores apresentados, destacam-se: A diminuição constante dos indicadores de imobilização. Essa é uma estratégia da empresa, que visa a uma maior liquidez nos seus ativos. O aumento progressivo do capital disponível para aplicação financeira, em razão dos lucros acumulados. As despesas administrativas controladas, ao longo do tempo, pelos ganhos de escala das vendas, porém, sem deixar de investir nos processos e sistemas. No gráfico 9, observa-se uma representação do comportamento das despesas com pessoal próprio, também em queda, pelos ganhos de escala da companhia. Gráfico 9 Pessoal Próprio / Prêmios Ganhos - Valores em Módulo Chubb Seguros (%)

25 Chubb do Brasil Cia. de Seguros 2.4. Capitalização E Liquidez A tabela 10 apresenta diversos dados e indicadores da Chubb Seguros, relativos a seus níveis de capitalização e liquidez. Tabela 10 Capitalização, Liquidez e Indicadores Dados Contábeis Chubb Seguros - R$ Milhões Contas Prêmios Retidos (PR) 551,0 611,3 658,3 731,0 827,8 Sinistros Retidos (SR) -256,2-244,2-290,3-344,4-396,5 Disponível + Aplicações (DI) 341,4 409,5 498,7 588,0 663,9 Ativo Circulante (AC) 419,6 365,2 523,5 501,7 788,2 Ativo Permanente (AP) 24,4 18,9 16,1 12,7 13,9 Provisões Técnicas (PT) 245,8 303,2 424,0 502,3 576,3 Passivo Circulante (PC) 326,8 384,2 532,8 613,3 728,9 Patrimônio Líquido (PL) 238,2 271,6 306,7 334,5 362,9 Ativo (A) 565,5 720,0 846,0 954, ,9 Indicadores Capitalização PL/PR 43,2% 44,4% 46,6% 45,8% 43,8% PL/SR -93,0% -111,2% -105,6% -97,1% -91,5% MNO 292,3% 187,1% 266,0% 284,2% 228,7% Indicadores Liquidez AC/(PC-PT) 518,0% 450,9% 481,2% 451,9% 516,5% AP/PL 10,2% 7,0% 5,2% 3,8% 3,8% MNO = PL / (A - PL - PT) * Aplicações no Ativo Circulante e no Realizável a Longo Prazo. 25

26 Relatório de Análise 2012 Nesse item particular, dois aspectos podem ser destacados: Apesar do aumento expressivo de receita, a seguradora tem conseguido manter as taxas de solvência, em função dos resultados positivos acumulados (conforme o gráfico 10). O grau de imobilização tem diminuído ao longo dos anos (como ilustra o gráfico 11). Gráfico 10 Patrimônio Líquido / Prêmios Retidos Chubb Seguros (%) Gráfico 11 Ativo Permanente / Patrimônio Líquido Chubb Seguros (%)

27 Chubb do Brasil Cia. de Seguros 3. Análise Estratégica A filosofia que norteia a seguradora desde a sua fundação é a busca da excelência, tanto nos produtos e serviços oferecidos quanto no relacionamento com clientes, colaboradores e parceiros. Assim, fiel a seus princípios, a Chubb intensificou em 2011 a sua política de investimentos em infraestrutura, inovação e racionalização dos processos, bem como na valorização das pessoas, alcançando assim expressivos ganhos de produtividade e eficiência, que possibilitaram o crescimento sustentado da companhia. Com foco na busca de novos negócios e na lucratividade, o aperfeiçoamento contínuo no aspecto operacional foi acompanhado do aprimoramento dos controles internos e da atenção permanente às melhores práticas de governança corporativa. Sob a liderança de gestores pautados pela busca de transparência e com visão de futuro, a Chubb conta hoje com uma carteira mais diversificada, que permitiu crescimento acima da média do mercado nos últimos anos. Também com os olhos voltados para o futuro, a seguradora vem ampliando seus programas de responsabilidade socioambiental, que envolvem colaboradores e parceiros e beneficiam diversas entidades sociais. Dessa forma, a companhia assume um papel consciente e proativo na construção de um planeta mais saudável e de uma sociedade mais humana e mais justa Tecnologia Na área de TI, o ano foi marcado pela continuidade dos projetos iniciados em 2010, com o intuito de proporcionar melhor integração e maior funcionalidade aos aplicativos utilizados em toda a companhia. Se no ano anterior havia sido dada grande ênfase à área de Sinistros, em 2011, as melhorias ocorreram de forma maciça em todas as áreas de back office. Um exemplo importante é o mecanismo de captura de dados de seguros de Vida e Acidentes Pessoais via web, que além de permitir rápida e dinâmica consistência das informações dos segurados deu maior agilidade ao processo de faturamentos mensais associados àquelas apólices. Ações de TI voltadas à segurança da infraestrutura, à eficiência e à racionalização de insumos e processos subsidiaram os bons resultados atingidos pelas demais áreas da Chubb. A tabela 11 detalha as principais realizações do ano. 27

28 Relatório de Análise 2012 Infraestrutura e segurança Tabela 11 Principais realizações de TI em Como sequência do projeto de ampliação e melhoria da infraestrutura, em 2011, a área investiu na instalação e ajuste dos equipamentos adquiridos no ano anterior, assim como na implantação de itens de proteção e segurança do parque computacional. O gerador que garante autonomia de oito horas ao Data Center e o sistema de supressão de fogo são importantes exemplos. Racionalização de insumos Em consonância com o projeto Paperless, que visa à racionalização e ao consumo responsável, foram lançadas as bases para intensificar a redução do uso de papel em toda a empresa. Para isso, as apólices em papel foram redesenhadas e ganharam novo formato, menor e mais moderno. Também foi disponibilizado o recurso de geração de apólice digital, após a realização de um bem-sucedido teste com o produto Seguro de Automóvel, o que permitirá estender seu uso para todos os demais produtos em Relacionamento e Recursos Humanos A Chubb sabe que o sucesso resulta do envolvimento, engajamento e empenho das pessoas que compõem a empresa. Por isso, busca o constante desenvolvimento de seus colaboradores, por meio de programas que abrangem múltiplos aspectos do indivíduo, alinhando produtividade, bem-estar no trabalho e qualidade de vida. Dentro dessa visão, a Chubb deu sequência a atividades como o programa Equilíbrio e Bem- -Estar, voltado à promoção de hábitos saudáveis, e às ações do Comitê da Diversidade. O Projeto Encantar, com foco na cultura da clientividade, desde 2008, vinha sendo o carro-chefe das iniciativas destinadas a aprimorar a qualidade do atendimento. Neste ano, ele foi encerrado depois de atingir seu propósito: sensibilizar e preparar cada profissional para encantar e surpreender o cliente, superando suas expectativas. Em julho, foi disseminada internamente a Filosofia Chubb 4.0, que criou uma nova visão de futuro para a condução sustentável dos negócios, com vistas à longevidade da empresa. Apoiada em dez mandamentos, comportamentos e atitudes esperadas dos líderes e colaboradores, a Filosofia Chubb 4.0 significou um passo adiante na busca da excelência em todos os níveis um valor essencial para a companhia. 28

29 Chubb do Brasil Cia. de Seguros Essa busca também resultou na formação de três grupos de trabalho (Focus Group), com a finalidade de identificar oportunidades de melhorias na organização e desenhar os planos de ação necessários para sua implementação. Ao reunir profissionais de diversas áreas da empresa, os grupos também proporcionam uma interação bastante positiva para o desenvolvimento pessoal e profissional dos colaboradores. Merece destaque, ainda, a Pesquisa de Engajamento Global, que mensurou o grau de envolvimento do colaborador brasileiro com a organização como um todo e apresentou excelentes resultados. A tabela 12 relaciona as principais ações voltadas a pessoas. Conselho da Diversidade Tabela 12 Principais ações voltadas a pessoas O Conselho da Diversidade, criado pela Chubb em 2002, incentiva o relacionamento interpessoal no ambiente de trabalho e dá ênfase ao respeito às características individuais. Neste ano, o grupo promoveu importantes eventos destinados a colaboradores, como a Semana Pais e Mães que Trabalham e a Semana das Gerações. Mais de cem profissionais participaram de almoços no formato work and lunch, durante os quais foram promovidas reflexões e discussões a respeito desses e outros temas. A proposta foi aproximar colaboradores que, passando por momentos de vida semelhantes, pudessem compartilhar experiências e ajudar-se mutuamente. Programa Equilíbrio e Bem-Estar Dando continuidade às ações realizadas em 2010, o programa ofereceu palestras voltadas à conscientização dos colaboradores sobre a manutenção da saúde em seus diversos aspectos físico, emocional e familiar. A Chubb acredita que desse equilíbrio essencial depende a produtividade e a qualidade de qualquer trabalho. O Quick Massage (serviço de massagem rápida) e o Grupo de Caminhada e Corrida, que reúne colaboradores e seus familiares em parques da cidade de São Paulo, seguem em plena atividade, bem como o Circuito da Saúde, iniciativa focada em medicina preventiva que faz encaminhamentos para 29

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA Exercício 2008 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Exercício 2008 GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL Relatório 1. Institucional

Leia mais

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS ATIVOS INTANGÍVEIS Embora a Organização não registre seus ativos intangíveis, há evidências da percepção de sua magnitude pelos investidores e que pode ser encontrada na expressiva diferença entre o Valor

Leia mais

Relatório. Análise Econômica. Cia. Excelsior de Seguros Classificação: Cor Azul. Muito Boa Março/2011

Relatório. Análise Econômica. Cia. Excelsior de Seguros Classificação: Cor Azul. Muito Boa Março/2011 Relatório Análise Econômica Cia. Excelsior de Seguros Classificação: Cor Azul Muito Boa Março/2011 www.ratingdeseguros.com.br Responsável Técnico: Francisco Galiza Email: galiza@ratingdeseguros.com.br

Leia mais

História 1882 Thomas Chubb Nova York The Chubb Corporation Argos Fluminense 33 países 130 escritórios

História 1882 Thomas Chubb Nova York The Chubb Corporation Argos Fluminense 33 países 130 escritórios História Em 1882, Thomas Chubb estabeleceu uma companhia de seguros marítimos na área portuária da cidade de Nova York. Nascia, naquele momento, o que hoje é a holding The Chubb Corporation, uma das maiores

Leia mais

Relatório de Análise 2013

Relatório de Análise 2013 Relatório de Análise 2013 2 Chubb do Brasil Cia. de Seguros Relatório Anual Exercício 2012 Empresa de Rating Internacional: Moody s Investors Service Auditores Externos: Ernst & Young Auditores Independentes

Leia mais

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na Visão das Seguradoras: Uma análise da distribuição de seguros no Brasil Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV), membro do Conselho Editorial da FUNENSEG, catedrático pela ANSP e sócio da empresa "Rating

Leia mais

Mairton Machado de Souza Diretor Comercial. Adriana Naves Diretora de Acidentes Pessoais. Ernesto Canedo Diretor de Bens Pessoais

Mairton Machado de Souza Diretor Comercial. Adriana Naves Diretora de Acidentes Pessoais. Ernesto Canedo Diretor de Bens Pessoais ACE SEGURADORA S.A. CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL Muito Boa Março/2006 Mairton Machado de Souza Diretor Comercial Adriana Naves Diretora de Acidentes Pessoais Ernesto Canedo Diretor de Bens Pessoais Gustavo

Leia mais

TNT Cargas e Encomendas Expressas

TNT Cargas e Encomendas Expressas TNT Cargas e Encomendas Expressas Introdução Ação: Programa Road Safety Período: outubro de 2011 - atual Responsável pela ação: Setor de Treinamento de Motoristas E-mail: emerson.lima@tntbrasil.com.br

Leia mais

O lançamento aconteceu em 8 de março de 2004, Dia Internacional da Mulher.

O lançamento aconteceu em 8 de março de 2004, Dia Internacional da Mulher. Sinopse As últimas décadas marcaram o avanço do papel da mulher na economia. Cada vez mais mulheres são responsáveis pela administração de seus lares e é crescente sua participação no mercado de trabalho,

Leia mais

FEDERAL SEGUROS RELATÓRIO. Responsabilidade Técnica: CLASSIFICAÇÃO: COR VERDE De Boa para Muito Boa Março / 2005.

FEDERAL SEGUROS RELATÓRIO. Responsabilidade Técnica: CLASSIFICAÇÃO: COR VERDE De Boa para Muito Boa Março / 2005. FEDERAL SEGUROS RELATÓRIO Análise Econômica CLASSIFICAÇÃO: COR VERDE De Boa para Muito Boa Março / 2005 Responsabilidade Técnica: www.ratingdeseguros.com.br Sócio Principal: Francisco Galiza e-mail: galiza@ratingdeseguros.com.br

Leia mais

PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE

PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO 2014 GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE O modelo de Gestão da Sustentabilidade do GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE é focado no desenvolvimento de

Leia mais

1. COMISSÃO EXECUTIVA DE RECURSOS HUMANOS

1. COMISSÃO EXECUTIVA DE RECURSOS HUMANOS Governança Corporativa se faz com Estruturas O Itaú se orgulha de ser um banco essencialmente colegiado. A Diretoria atua de forma integrada e as decisões são tomadas em conjunto, buscando sempre o consenso

Leia mais

RBC BRASIL DTVM LTDA. Confiança que faz a diferença

RBC BRASIL DTVM LTDA. Confiança que faz a diferença RBC BRASIL DTVM LTDA Confiança que faz a diferença Sobre o RBC Brasil O RBC Brasil (RBC Brasil DTVM Ltda) é uma subsidiária integral do Royal Bank of Canada, cuja história de atuação em nosso país remonta

Leia mais

Vida Segura Empresarial Bradesco:

Vida Segura Empresarial Bradesco: PRÊMIO ANSP 2005 Vida Segura Empresarial Bradesco: A democratização do acesso ao Seguro de Vida chega às Micro e Pequenas Empresas. 1 SUMÁRIO 1. Sinopse 3 2. Introdução 4 3. O desafio de ser o pioneiro

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Data da Criação: 09/11/2012 Dara de revisão: 18/12/2012 1 - Sumário - 1. A Instant Solutions... 3 1.1. Perfil da empresa... 3 1.2. Responsabilidade ambiental...

Leia mais

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade.

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade. MISSÃO Oferecer serviços imobiliários de qualidade, gerando valor para os clientes, colaboradores, sociedade e acionistas. VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários

Leia mais

MÍDIA KIT C O M U N I C A Ç Ã O I N T E G R A D A CONTEÚDOS INTEGRADOS EM TODOS OS CANAIS DE COMUNICAÇÃO: Redes Sociais

MÍDIA KIT C O M U N I C A Ç Ã O I N T E G R A D A CONTEÚDOS INTEGRADOS EM TODOS OS CANAIS DE COMUNICAÇÃO: Redes Sociais C O M U N I C A Ç Ã O I N T E G R A D A MÍDIA KIT 2015 CONTEÚDOS INTEGRADOS EM TODOS OS CANAIS DE COMUNICAÇÃO: Impresso Web Tablets Smartphones Apps Parceiros Estratégicos Portal da ABF Mailing Exclusivo

Leia mais

Introdução 02. A Estratégia Corporativa ESPM Brasil 03. A Definição do Negócio 03. Imagem 03. Objetivos Financeiros 04

Introdução 02. A Estratégia Corporativa ESPM Brasil 03. A Definição do Negócio 03. Imagem 03. Objetivos Financeiros 04 ESTUDO DE CASO A construção do BSC na ESPM do Rio de Janeiro Alexandre Mathias Diretor da ESPM do Rio de Janeiro INDICE Introdução 02 A Estratégia Corporativa ESPM Brasil 03 A Definição do Negócio 03 Imagem

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 4T11

Reunião Pública dos Analistas 4T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 4T11 Porto Seguro Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Porto Seguro Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados

Leia mais

Seguros, Previdência e Capitalização

Seguros, Previdência e Capitalização Seguros, Previdência e Capitalização Análise das contas Patrimoniais e do Resultado Ajustado do Grupo Bradesco de Seguros, Previdência e Capitalização: Balanço Patrimonial Mar10 Dez09 Mar09 Ativo Circulante

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 1T11

Reunião Pública de Analistas 1T11 Reunião Pública de Analistas 1T11 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Líder nacional em seguro de residência Empregados Diretos Porto S/A Sucursais

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 3T11

Reunião Pública dos Analistas 3T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 3T11 Porto Seguro História e Posição A empresa se desenvolveu e atingiu posição de liderança em Auto e Residência, e conta com forte estrutura operacional e de distribuição

Leia mais

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário XXI EDIÇÃO DO CONGRESSO FENABRAVE TERMINA COM PREVISÃO OTIMISTA PARA

Leia mais

Apresentação Comercial. Generali Brasil Seguros

Apresentação Comercial. Generali Brasil Seguros Apresentação Comercial Generali Brasil Seguros O GRUPO GENERALI Liderança, a, solidez e presença a global Assicurazioni Generali SPA., fundada em 1831 em Trieste Itália. 85.000 funcionários no mundo e

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Uma evolução nos sistemas de controle gerencial e de planejamento estratégico Francisco Galiza Roteiro Básico 1 SUMÁRIO:

Leia mais

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 I) Critérios www.ratingdeseguros.com.br 1) Os dados usados serão os números de 2007 e do 1º Semestre de 2008. 2) Os prêmios serão dados nas

Leia mais

FRANQUIA MODALIDADE QUIOSQUE

FRANQUIA MODALIDADE QUIOSQUE FRANQUIA MODALIDADE QUIOSQUE SUMÁRIO QUEM SOMOS 02 PREMIAÇÕES 03 ONDE ESTAMOS 04 O MODELO QUIOSQUE 06 NOSSO NEGÓCIO 07 MULTIMARCAS 07 MULTISERVIÇOS 08 PERFIL DO FRANQUEADO 09 VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 2T10

Reunião Pública de Analistas 2T10 Reunião Pública de Analistas 2T10 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Maior seguradora do Brasil Posição Companhia `Principal Produto 1 Bradesco

Leia mais

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE)

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) É o chamado do Ministério da Educação (MEC) à sociedade para o trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria da

Leia mais

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil.

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil. A ABEMD, Associação Brasileira de Marketing Direto, é uma entidade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1976 e constituída por pessoas jurídicas e físicas interessadas na aplicação de estratégias e técnicas

Leia mais

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL índice APRESENTAÇÃO...3 POLíTICA DE PATROCíNIOS DA VOLVO DO BRASIL...3 1. Objetivos dos Patrocínios...3 2. A Volvo como Patrocinadora...3 3. Foco de Atuação...4

Leia mais

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 EBITDA atingiu a soma de R$ 391 milhões no ano passado São Paulo, 24 de março de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do Grupo Algar,

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio Software de Gestão Rural ADM Rural 4G 2011 ADM Rural 4G Agenda de Apresentação E Empresa Planejar O Software ADM Rural 4G Diferenciais Benefícios em

Leia mais

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale 1.1 Histórico da Prática Eficaz Por meio do Departamento

Leia mais

Resultados do 2T08 PSSA3

Resultados do 2T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Perspectivas Perspectivas para o para segundo 2008 semestre de 2008 A Aumento criação de de empregos 31,6% no formais número até de empregos junho foi o formais maior desde em relação

Leia mais

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Questões Onde queremos chegar? Como vamos chegar? Onde estamos? Como estamos indo? 2 Mercado Segurador Brasileiro Expanção Geográfica: Oportunidade de Crescimento Queremos

Leia mais

Projeto APAS Affinity Auto

Projeto APAS Affinity Auto Projeto APAS Affinity Auto Índice Objetivo Parceiros Produto Estrutura de Atendimento Preços Por Amostragem Objetivo Desenvolver produtos de seguros e benefícios para funcionários, dirigentes e sócios

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Autor: Jeferson Correia dos Santos ARTIGO TÉCNICO INOVAÇÃO NA GESTÃO DE PÓS-VENDAS: SETOR AUTOMOTIVO RESUMO A palavra inovação tem sido atualmente umas das mais mencionadas

Leia mais

MÍDIA KIT 2014/2015 C O M U N I C A Ç Ã O I N T E G R A D A CONTEÚDOS INTEGRADOS EM TODOS OS CANAIS DE COMUNICAÇÃO: Redes Sociais

MÍDIA KIT 2014/2015 C O M U N I C A Ç Ã O I N T E G R A D A CONTEÚDOS INTEGRADOS EM TODOS OS CANAIS DE COMUNICAÇÃO: Redes Sociais C O M U N I C A Ç Ã O I N T E G R A D A MÍDIA KIT 2014/2015 CONTEÚDOS INTEGRADOS EM TODOS OS CANAIS DE COMUNICAÇÃO: Impresso Web Tablets Smartphones Apps Parceiros Estratégicos Portal da ABF Mailing Exclusivo

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

PRODUTOS PARA VOCÊ TRADIÇÃO E QUALIDADE EM SERVIÇOS!

PRODUTOS PARA VOCÊ TRADIÇÃO E QUALIDADE EM SERVIÇOS! PRODUTOS PARA VOCÊ TRADIÇÃO E QUALIDADE EM SERVIÇOS! sdfgdfhfdgfsgfdgfsdg sdfgsdgsfdgfd PRODUTOS PARA VOCÊ PRODUTOS PARA VOCÊ Simples e econômico: com apenas uma apólice, toda sua frota fica segurada.

Leia mais

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 POR AÇÃO ATÉ MAIO DE 2008. São Paulo, 02 de julho de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados dos 5M08. As informações

Leia mais

GOVERNANÇA CORPORATIVA CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO CONSULTIVO

GOVERNANÇA CORPORATIVA CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO CONSULTIVO GOVERNANÇA CORPORATIVA CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO CONSULTIVO O QUE É GOVERNANÇA CORPORATIVA? Conselho de Família GOVERNANÇA SÓCIOS Auditoria Independente Conselho de Administração Conselho Fiscal

Leia mais

PROTEÇÃO ITAÚ MICROCRÉDITO

PROTEÇÃO ITAÚ MICROCRÉDITO PROTEÇÃO ITAÚ MICROCRÉDITO Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga Inovação em seguros edição 2012 CONTEÚDO 1 Introdução... 2 2 Objetivo... 3 3 Desenvolvimento do trabalho... 4 Parceria entre as duas áreas

Leia mais

Caso de Sucesso. Campanhas Personalizadas de Precisão: Como garantir receita incremental melhorando a Experiência do Cliente. Cliente Apresentado:

Caso de Sucesso. Campanhas Personalizadas de Precisão: Como garantir receita incremental melhorando a Experiência do Cliente. Cliente Apresentado: Caso de Sucesso Campanhas Personalizadas de Precisão: Como garantir receita incremental melhorando a Experiência do Cliente Cliente Apresentado: COOP - Cooperativa de Consumo Quem são os clientes da COOP?

Leia mais

FUNDAMENTOS DA GESTÃO

FUNDAMENTOS DA GESTÃO Um dos pilares da Ultrapar está no virtuoso relacionamento que a companhia mantém com os diferentes públicos, graças a uma política baseada na ética, na transparência e no compartilhamento de princípios,

Leia mais

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras 1. DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável, das áreas onde atuamos e

Leia mais

Itaú Seguros Princípios para Sustentabilidade em Seguros

Itaú Seguros Princípios para Sustentabilidade em Seguros Itaú Seguros Princípios para Sustentabilidade em Seguros Relatório 2014-2015 Itaú Seguros Perfil Desde 1921, a seguradora do Itaú atua no setor de seguros atendendo a empresas e pessoas físicas, disponibilizando

Leia mais

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a

Leia mais

Planejamento Estratégico de Comunicação Interna Comunica Pirelli A Pirelli mais perto de você Versão resumida

Planejamento Estratégico de Comunicação Interna Comunica Pirelli A Pirelli mais perto de você Versão resumida Planejamento Estratégico de Comunicação Interna Comunica Pirelli A Pirelli mais perto de você Versão resumida Análise do contexto da organização A Pirelli é a quinta maior empresa do mundo no mercado de

Leia mais

Royal & SunAlliance Seguros

Royal & SunAlliance Seguros Royal Acidentes Pessoais O maior patrimônio de uma empresa são as pessoas. Por isso, o Royal Acidentes Pessoais garante a tranqüilidade dos funcionários e de suas famílias diante de imprevistos ocorridos.

Leia mais

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

Critérios: Qualificação:

Critérios: Qualificação: Classificação: COR AZUL MUITO BOA Agosto/2010 Critérios: O objetivo deste estudo é expressar uma opinião sobre os níveis de gerenciamento e de risco desta seguradora, a partir das análises quantitativa

Leia mais

4 O CASO PETROBRAS 4.1 HISTÓRICO DA PETROBRAS

4 O CASO PETROBRAS 4.1 HISTÓRICO DA PETROBRAS 4 O CASO PETROBRAS 4.1 HISTÓRICO DA PETROBRAS A Petrobras foi criada em 3 de outubro de 1953, pela Lei 2.004, assinada pelo então presidente Getúlio Vargas, em meio a um ambiente de descrédito em relação

Leia mais

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO 1 MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO 2 PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR 3 4 PERSPECTIVAS E EVOLUÇÃO FUTURA ESTRATÉGIA EM AÇÃO 1 MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO Seguros Gerais 14 Milhões de Automóveis Segurados 7 Milhões

Leia mais

Seguro ACE PME: Plano de Seguro diferenciado com ampla cobertura para pequenas e médias empresas.

Seguro ACE PME: Plano de Seguro diferenciado com ampla cobertura para pequenas e médias empresas. INSURING PROGRESS Seguro ACE PME: Plano de Seguro diferenciado com ampla cobertura para pequenas e médias empresas. 2 Veja por que a parceria com a área de PME da ACE é fácil e lucrativa A ACE Seguradora

Leia mais

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010.

PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010. PROMOÇÃO DE CRÉDITO: COMO AMPLIAR AS VENDAS E GARANTIR QUALIDADE OPORTUNIDADES NO MERCADO DE SEGUROS SP, 10.11.2010 Eugênio Velasques 2020 2030 2040 2050 2010 Evolução da População 300 250 200 150 5 vezes

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

Seguros Massificados no Varejo: Modelo de Gestão e Desafios. Jun/12

Seguros Massificados no Varejo: Modelo de Gestão e Desafios. Jun/12 Seguros Massificados no Varejo: Modelo de Gestão e Desafios Jun/12 atendendo e entendendo os diversos públicos Histórico de Sucesso 1981 92 94 95 00 03 Inauguração 1ª BY TENNIS Belo Horizonte (MG) Unificação

Leia mais

Randon. Troféu Diamante PQRS 2009

Randon. Troféu Diamante PQRS 2009 Randon Consórcios Troféu Diamante PQRS 2009 Empresas Randon Empresas Randon participação no mercado brasileiro Reboques e semirreboques 35,21% Caminhões fora-de-estrada (até 35 t) 87,00% Freios a ar 53,40%

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

Cidadania Global na HP

Cidadania Global na HP Cidadania Global na HP Mensagem abrangente Com o alcance global da HP, vem sua responsabilidade global. Levamos a sério nossa função como ativo econômico, intelectual e social para as Comunidades em que

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Setembro de 2010 Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014

CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014 CÓDIGO DE ÉTICA PI.001.00000000 A - 04 de Junho de 2014 PALAVRA DA DIRETORIA Apresentamos, com muito prazer, o do Grupo Galvão, que foi elaborado de maneira participativa com representantes dos colaboradores

Leia mais

Visão Geral da Marisa

Visão Geral da Marisa Junho 2012 Visão Geral da Marisa 63 anos de história Produtos e serviços financeiros Foco na classe C Maior varejista de moda feminina e íntima do Brasil Lojas multiformato Top of mind Presença em todo

Leia mais

A representação institucional do mercado segurador

A representação institucional do mercado segurador A representação institucional do mercado segurador A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização CNseg é a entidade de representação

Leia mais

Relatório de Comunicação e Engajamento COE. Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM

Relatório de Comunicação e Engajamento COE. Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM Relatório de Comunicação e Engajamento COE Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM Declaração de Apoio Continuo do Presidente 21/08/2015 Para as partes interessadas: Tenho o prazer de confirmar

Leia mais

A gente cuida de tudo que tem valor para você.

A gente cuida de tudo que tem valor para você. A gente cuida de tudo que tem valor para você. PRAZER, SOMOS A MAPMA. Somos uma empresa reconhecida pela vasta experiência profissional nas áreas de consultoria, corretagem de seguros e administração de

Leia mais

Alinhamento entre Estratégia e Processos

Alinhamento entre Estratégia e Processos Fabíola Azevedo Grijó Superintendente Estratégia e Governança São Paulo, 05/06/13 Alinhamento entre Estratégia e Processos Agenda Seguros Unimed Modelo de Gestão Integrada Kaplan & Norton Sistema de Gestão

Leia mais

Valor das marcas de 23 clubes do Brasil

Valor das marcas de 23 clubes do Brasil Valor das marcas de 23 clubes do Brasil Edição de 2013 Valor das marcas de 23 clubes do Brasil Pelo quinto ano consecutivo a BDO publica seu estudo avaliando as marcas dos maiores clubes de futebol do

Leia mais

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Maximize o desempenho das suas instalações Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Sua empresa oferece um ambiente de trabalho com instalações eficientes e de qualidade? Como você consegue otimizar

Leia mais

Nascemos na era digital. Mas somos muito mais que isso.

Nascemos na era digital. Mas somos muito mais que isso. Nascemos na era digital. Mas somos muito mais que isso. Uma agência digital? Sim, porém vamos além, formamos uma equipe que aplica experiência e inteligência em todos os nossos trabalhos. Com conhecimento

Leia mais

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar.

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. 0 0 Participação da Indústria no PIB - Internacional Prêmios/PIB em % (2004) 1 1 A Indústria de Seguros no Brasil Desde a implantação do Plano Real,

Leia mais

Resultados do 3T08 PSSA3

Resultados do 3T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Porto Seguro Fundação Mudança de controle Líder Segmento Auto no Brasil Grupos Seguradores Funcionários diretos Sucursais e escritórios no Brasil Principais cidades 2 Estrutura Societária

Leia mais

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII)

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII) PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO Secretaria-Executiva Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional Plano de Integridade Institucional (PII) 2012-2015 Apresentação Como

Leia mais

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida Apresentação Institucional Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida A empresa que evolui para o seu crescimento A VCN Virtual Communication Network, é uma integradora de Soluções Convergentes

Leia mais

Panorama da empresa. Estratégia de negócio. Performance e Portfólio de produtos

Panorama da empresa. Estratégia de negócio. Performance e Portfólio de produtos 2014 Panorama da empresa Estratégia de negócio Performance e Portfólio de produtos Panorama da empresa Panorama da empresa Nossa História Criada em 1992 para atuar nos ramos de vida e acidentes pessoais,

Leia mais

Gestão de Benefícios

Gestão de Benefícios Gestão de Benefícios 2EASY GESTÃO DE BENEFÍCIOS A 2Easy Benefícios é uma unidade de negócios da 2Easy Solutions, reconhecida pelo seu know how em Soluções para Gestão de Pessoas. A 2Easy Benefícios nasceu

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

Entrevista CADERNOS DE SEGURO

Entrevista CADERNOS DE SEGURO Entrevista 6 Marco Antonio Rossi Presidente da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) POR Vera de Souza e Lauro Faria

Leia mais

UIPES/ORLA Sub-Região Brasil

UIPES/ORLA Sub-Região Brasil 1 A CARTA DE BANGKOK PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE NO MUNDO GLOBALIZADO 1 Introdução Área de atuação. A Carta de Bangkok (CB) identifica ações, compromissos e garantias requeridos para atingir os determinantes

Leia mais

Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade

Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade A BUSCA CONTÍNUA DA EXCELÊNCIA DA GESTÃO É O QUE NOS MOVE! A Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) é uma instituição sem fins lucrativos, que conta com uma rede

Leia mais

Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007

Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007 Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007 1) Introdução Nos últimos dias úteis de 2006, o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP)

Leia mais

POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA

POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA POLÍTICA DE GOVERNANÇA COOPERATIVA 1 1. APRESENTAÇÃO Esta política estabelece os princípios e práticas de Governança Cooperativa adotadas pelas cooperativas do Sistema Cecred, abordando os aspectos de

Leia mais

Públicos de Interesse. Promoção da Saúde na empresa 004 Qualidade no Atendimento 006 Ações de Relacionamento 012

Públicos de Interesse. Promoção da Saúde na empresa 004 Qualidade no Atendimento 006 Ações de Relacionamento 012 A empresa Governança Estratégia Visão da Sustentabilidade Públicos de Interesse Desempenho Públicos de Interesse Promoção da Saúde na empresa 004 Qualidade no Atendimento 006 Ações de Relacionamento 012

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Sul Mineira 1 Índice Política de Sustentabilidade Unimed Sul Mineira Mas o que é Responsabilidade Social? Premissas Básicas Objetivos da Unimed Sul Mineira Para a Saúde Ambiental

Leia mais

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo INTRODUÇÃO O Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia desenvolvida para traduzir, em termos operacionais, a Visão e a Estratégia das organizações

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Promover a inserção de mulheres no mercado de trabalho por meio de projetos de geração de renda é o objetivo do Instituto Lojas

Leia mais

Uma análise econômica do seguro-saúde Francisco Galiza Outubro/2005 www.ratingdeseguros.com.br

Uma análise econômica do seguro-saúde Francisco Galiza Outubro/2005 www.ratingdeseguros.com.br Uma análise econômica do seguro-saúde Francisco Galiza Outubro/2005 www.ratingdeseguros.com.br Um dos ramos mais importantes do mercado segurador brasileiro é o de saúde. Surgido sobretudo com uma opção

Leia mais

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA GRUPO MARÍTIMA SEGUROS RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA Exercício 2007 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Exercício 2007 GRUPO MARÍTIMA SEGUROS

Leia mais

Press Release 2T15 12/08/2015

Press Release 2T15 12/08/2015 Press Release 2T15 12/08/2015 Sumário 1. Destaques do período... 4 2. Sumário de resultados... 5 3. Receita bruta... 6 3.1 Produtos de bancassurance... 6 3.1.1 Vida... 7 3.1.2 Habitacional... 7 3.1.3 Prestamista...

Leia mais

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL APRESENTAÇÃO A White Martins representa na América do Sul a Praxair, uma das maiores companhias de gases industriais e medicinais do mundo, com operações em

Leia mais

Você já pensou em como realizar os seus sonhos?

Você já pensou em como realizar os seus sonhos? Você já pensou em como realizar os seus sonhos? Sua escola adota o Programa DSOP de Educação Financeira nas Escolas Etapas do Programa : Curso de Educação Financeira; Capacitação Pedagógica; Palestra para

Leia mais

PME BRASIL. ACE Brasil

PME BRASIL. ACE Brasil PME BRASIL Grupo ACE Criada em 1.985 Receita de Prêmio Superior a US$ 20 bilhões em 2010 Classificação AAA+ pela Moody s. Ativos de mais de US$ 78 bilhões Atuação em Seguros e Resseguros Presente em mais

Leia mais