Ano III - Nº 10 - Janeiro/Fevereiro News. Reestruturação diretiva e reforço no compromisso com a qualidade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ano III - Nº 10 - Janeiro/Fevereiro 2004. News. Reestruturação diretiva e reforço no compromisso com a qualidade"

Transcrição

1 Ano III - Nº 10 - Janeiro/Fevereiro 2004 Lançado em agosto de 2002, o Plano Fácil tem 83 mil clientes e já chega a um total de mais de 1940 indenizações Página 8 A obra dos nossos pequenos artistas Os filhos de funcionários aplicaram toda a sua criatividade na produção dos desenhos que participaram do concurso Campanha de Natal AES Sul O desenho vencedor (ao lado), de Lucas Gonçalves, 12 anos, de Santa Maria, foi estampado no cartão de Natal da empresa. E os 12 melhores foram publicados no calendário da AES Sul para Página 9 Pedro Schmidt com os vencedores Lucas Gonçalves (camisa verde, 1º lugar)) e Priscila Tolio Müller (2º lugar), e o também selecionado Igor Peixoto. Reestruturação diretiva e reforço no compromisso com a qualidade Charles Lenzi retorna à AES Sul, assume o cargo de Diretor Geral e reafirma o compromisso da empresa de promover melhorias contínuas nos serviços prestados à comunidade em sua área de abrangência. Páginas 4, 5 e central Charles Lenzi, novo Diretor Geral da AES Sul

2 2 Jan/Fev 2004 Jan/Fev Em 2004, trabalho e realizações EDITORIAL Iniciamos o ano de 2004 com muitas novidades e informações, expressas aqui nas páginas desta edição do AES Sul. Mantendo nossa filosofia de total interação e transparência para com nossos públicos, apresentamos nossa nova diretoria e também as palavras do nosso Diretor-Geral, Charles Lenzi que, em entrevista exclusiva, nos fala de sua trajetória pessoal e profissional, da empresa e do setor elétrico. É com muita satisfação, também, que divulgamos nossas realizações em 2003 e os investimentos previstos para 2004, visando sempre prestar o melhor serviço em qualidade e confiabilidade técnica e operacional, com atendimento do mais alto nível aos nossos clientes. E ainda temos muito mais a divulgar: os resultados extremamente positivos de nossos projetos culturais e de responsabilidade social, os novos serviços AES Sul, as ações e o desempenho de nossas Unidades e Times, destacando a entusiasmada participação das crianças - filhos de nossos colaboradores - no concurso de desenho "Campanha de Natal AES Sul 2003". A todos - colaboradores, parceiros e comunidade, desejamos um ano com muito trabalho e realizações! Roberto Zanardo Diretor de Comunicação e Marketing AES Sul - Distribuidora Gaúcha de Energia Presidente: Eduardo Bernini Diretor Geral: Charles Lenzi Diretor de Comunicação e Marketing: Roberto S. Zanardo Rua Dona Laura, º andar - Porto Alegre RS - Fone AES Sul Produção: Grapho's Comunicação Redação e edição: Leila Pinto (DRT 5.242), Humberto Andreatta (DRT 3.695) - Projeto Gráfico/Editoração: Cristina Pozzobon - Fotos: Acervo AES Sul - Impressão: Comunicação Impressa - Tiragem: ex. Um público superior a 11 mil pessoas, numa média de 280 por espetáculo, e uma arrecadação na ordem de R$ 35 mil - integralmente repassada para 41 projetos musicais diferentes do interior do RS. Foi esta realidade que conseguiu reunir o Sonoras Energias AES Sul - O talento musical gaúcho em alta voltagem", baseado na interiorização da música gaúcha, entre março e dezembro de Foram realizadas cinco turnês em 14 cidades-pólo (Santa Cruz do Sul, Cachoeira do Sul, Santa Maria, Lajeado, Esteio, Estrela, Montenegro, Sapiranga, Novo Hamburgo, Canoas, Santana do Livramento, Itaqui, Bom Princípio e Rosário do Em 2003, projetos Mais de 40 mil pessoas, nos municípios da área de abrangência da AES Sul, assistiram os espetáculos teatrais do Lâmpada Mágica e os shows promovidos através do Sonoras Energias, no ano de Primando pela qualidade, os projetos sociais da AES Sul visam a promoção e difusão cultural em parceria com a sociedade. Toda a renda obtida nas diversas turnês que aconteceram durante o ano foi revertida em favor de entidades artísticas e projetos de formação musical escolhidos pelas próprias comunidades. Vocal Mandrialis percorreu o interior em agosto Sonoras Energias teve público de mais de 11 mil pessoas De Quiina pra Lua, no show Maria Vai com as Outras Sul) em dias nobres a cada semana, num total de 40 shows. O primeiro roteiro aconteceu com Luis Fernando Veríssimo e Jazz 6 nos meses de março e abril, continuando em junho com "Maria vai com as Outras" do vocal De Quina pra Lua, e o "Tangos, Boleros y otras cositas más..." do Vocal Mandrialis, em agosto, chegando em novembro com o "Quartchêto" para finalizar sociais agitaram o interior em dezembro com o show "Só no Gogó" do vocal Da Boca Pra Fora. Foi um investimento forte da AES Sul na primeira linha das montagens e talentos musicais do estado. A seleção foi rigorosa: vocais com opções à capella, passando pela interpretação de MPB até o enfoque estritamente musical e instrumental tanto internacional quanto nativista - portanto diferentes e complementares a programações de circulação musical já e- xistentes. Os ingressos tiveram valor simbólico entre R$ 3,00 e R$ 6,00 tendo o resultado das bilheterias sido reinvestido exclusivamente em projetos sociais de formação musical já escolhidos pelas próprias comunidades envolvidas. Entre as atividades financiadas pela ação, estão as orquestras Jovem de Santa Cruz do Sul e de Concertos de Lajeado, Associação Cachoeirense de Amigos da Música e Amigos da Fundarte de Montenegro, Associação Esteiense de Rock, Liga Independente das Escolas de Samba de Itaqui, Bandas do Colégio Manoel Ribas de Santa Maria e Marcial Juvenil de Estrela, Corais Municipais de Santana do Livramento e de Novo Hamburgo e Meninas Cantoras de Bom Princípio, Grupos de Danças Palmares de Rosário do Sul e Ballet Folclórico Origens de Sapiranga e Instituto Movimento Cultural Canta Brasil de Canoas. O projeto, com promoção da Cida Promotora de Eventos, recebeu apoio do Instituto Estadual de Música. Lâmpada Mágica, um projeto partilhado com a sociedade Pé de Pilão: sucesso junto às crianças no mês de abril Tempestade de Paixão: espetáculo adulto, em setembro Instaurar uma nova lógica no raciocínio da produção e da circulação de espetáculos teatrais em localidades do interior do estado, compartilhando com Porto Alegre o acesso e a discussão sobre as montagens realizadas. Esta foi uma das metas ousadas que o projeto cultural Lâmpada Mágica instituiu desde sua criação, em 2000, através de sucessivos roteiros exclusivamente de peças gaúchas. A temporada 2003, finalizada em outubro, atingiu as expectativas: foram 100 entidades artísticas que receberam R$ ,00 a partir da adesão de mais de 31 mil pessoas em sete turnês de teatro desde março, com ingressos populares entre R$ 3,00 e R$ 6,00. O sucesso do projeto no ano passado garantiu-lhe, inclusive, o prêmio Destaque Gaúcho de Responsabilidade Social, da revista Destaque Gaúcho - recebido em dezembro pela diretora da AES Sul, Aglaê Gonçalves, e pela diretora Maria Aparecida Herok, da Cida Assessoria de Eventos, realizadora do Lâmpada Mágica. Foi o quarto ano consecutivo que a AES Sul promoveu o projeto, passando em cidades de toda a sua região de abrangência. A interação ficou garantida por meio de 38 co-promotores locais e apoios do Hotel Everest e do Instituto Estadual de Artes Cênicas. Entre os espetáculos selecionados estavam "Auto da Compadecida", "Pé de Pilão", "Os Enganadores da Morte", "Programa de Família" e "A História do Príncipe que Nasceu Azul. O diretor de marketing da AES Sul, Roberto Zanardo, não poupa motivos para avalizar o investimento: "o projeto valoriza a produção cultural do estado, incentivando seus atores, sua dramaturgia e os demais profissionais envolvidos nas produções. E exerce um tipo de responsabilidade social a partir de uma ação compartilhada com a sociedade, muito mais construtiva que o simples assistencialismo". Também merece destaque no projeto, segundo a Maria Aparecida Herok, a prioridade no investimento em livros. Em 2003, mais de obras foram entregues, afora outros materiais didáticos.

3 4 Jan/Fev 2004 Jan/Fev Sempre tive a AES Sul como o meu ponto de referência A origem italiana de Charles Lenzi, Diretor- Geral da AES Sul (cargo criado a partir da reestruturação diretiva da empresa) logo se faz notar pela expressividade dos gestos e da fala. Engenheiro Eletricista com habilitação em Eletrônica, formado pela PUC, desde a infância e adolescência em Caxias do Sul acalentava o sonho de viver e trabalhar fora do país, de vivenciar novas culturas. O Mestrado na Unicamp (Universidade de Campinas, em São Paulo) em Automação Industrial levou-o a atuar na empresa Gazola, indústria metalúrgica sediada em Caxias, onde iniciou, na prática, sua atuação executiva: da área de automação partiu para o gerenciamento de sistemas e processos de produção, informação e planejamento, culminando com a gestão administrativo-financeira da empresa. "Foi um grande desafio e uma experiência enriquecedora, porque realmente acredito que, quando se quer, é possível aprender tudo", observa Lenzi. Pósgraduado em Finanças pela Universidade de Caxias do Sul, com formação executiva pelo CENEX (Centro de Excelência Empresarial), Charles Lenzi trabalhou em empresas do grupo AES na Índia e na Venezuela, e deixou a Vice-Presidência de Operações da AES Eletropaulo para retornar à AES Sul - onde começou em 1998 como Gerente de Negócios da Unidade de São Leopoldo - em mais um grande desafio profissional. Charles Lenzi: incentivo às iniciativas e à administração compartilhada da empresa AES Sul : Sua formação inicial o levava para o setor industrial. Como aconteceu o setor elétrico na sua carreira? Eu estava já há dez anos na Gazola, onde cresci e aprendi muito. Por volta de 1996/97, comecei a sentir uma certa inquietude, ansiedade. Só que aí eu já tinha dois filhos -o Bruno e o Pedro, hoje com 13 e 9 anos. E tenho uma grande cúmplice, uma parceira, que é a minha mulher Maria Cristina. Ela captou isso, e um dia disse : "Eu sei o que está te preocupando, o que está te deixando tão inquieto. Você está querendo novos ares, e está com receio. Acho que é muito pior ficar assim, deixar de viver um possível sonho, porque está receoso. Nós te apoiamos em tudo, sem problemas". Aí eu me abri um pouco para o mercado, comecei a sinalizar que eu queria novas oportunidades, e acabou acontecendo a AES na minha vida. Entrei na AES Sul em agosto de 98, como gerente de negócios da unidade de São Leopoldo. AES Sul : Como foi o desenvolvimento de sua carreira na AES Sul? No final de 98, conversando com o pessoal da Região Metropolitana, que eram as pessoas que eu tinha mais contato, vimos que nas nossas áreas havia muitas oportunidades de trabalhar de forma mais conjunta, com maior integração. Começamos, então, a ter idéias, a propor alterações. Isso coincidiu com a chegada do Rich Bulger como presidente, que era uma pessoa muito aberta, aprendi muito com ele. Ele apoiou essa iniciativa, e me pediu que passasse a coordenar esse processo de reestruturação da empresa. Nessa época, o Pedro Schmidt, o Antonio Carlos, o Busato e outras pessoas se agregaram ao grupo que pensava a reestruturação, com a orientação de consultores contratados. Definimos a empresa de um jeito diferente, com novas áreas, com novos cargos e responsabilidades. Foi uma experiência riquíssima, porque a forma como entendemos, na AES Sul, a filosofia da corporação foi uma das mais bem sucedidas, em termos de valores, responsabilidade compartilhada, o entendimento de que todos são líderes, da administração participativa no sentido de que cada um é responsável pelo que faz, tem responsabilidade, autonomia e amor. AES Sul : E a expansão profissional para outras empresas do grupo AES? Ao final de 1999, estava numa reunião em Uruguaiana com o pessoal da AES América do Sul - que abrangia AES Sul, AES Uruguaiana e as empresas da Argentina. O Rich me perguntou: você gostaria de trabalhar na Índia? Ele disse que a AES tinha lá uma distribuidora, a AES Cesco, que estava enfrentando alguns problemas. A Cesco fica em Bhubaneshwar, perto do Golfo de Bengala. Ainda não estava claro para mim que tipo de responsabilidades eu teria lá, mas conversando depois com o Shazad, que era o Group Manager do grupo Oasis, do qual a Índia fazia parte, fui convidado para conhecer a empresa. Marquei uma viagem para janeiro de 2000, e minha mulher foi comigo. Foi uma viagem super interessante. De Porto Alegre a Bhubaneshwar, são exatamente 24 horas em vôo; passamos lá mais ou menos uma semana, e o lugar, para os nossos padrões, é completamente diferente. E, por infelicidade, uns meses antes, havia tido um super-ciclone naquela região que destruiu a cidade toda. Lembro que na volta conversei mais um pouco com o Shazad e aí entendi que minha posição lá era para ser o Diretor Presidente da Cesco. Na volta, minha mulher disse que a viagem tinha sido excelente, mas ela tinha certeza de que jamais voltaria lá de novo. Eu estava muito entusiasmado com a possibilidade de trabalhar lá, com o desafio, mas também um pouco preocupado com o local. A Índia é um país muito interessante, mas Orissa, onde fica Bhubaneshwar, é um dos estados mais pobres, e é um choque você chegar no local. Mas voltamos para o Brasil e tirei uma semana de férias em Santa Catarina. No meio de um churrasco, conversei com minha família e decidimos ir. Ficamos lá dois anos. A Índia é um país muito interessante, e foi uma experiência de vida e de trabalho inesquecível. Após esse período, voltei ao Brasil e, como estava disponível dentro do grupo AES tive a grata surpresa de receber convites para trabalhar na Argentina, nos Estados Unidos, na Venezuela e em São Paulo. Acabamos optando pela Venezuela, onde trabalhei na EDC. De lá, assumi a Vice-Presidência de Operações da Eletropaulo, já na gestão do Bernini. AES Sul : O que significa, pessoal e profissionalmente, retornar à AES Sul? Sinto-me gratificado de estar podendo voltar nessa posição. Sei da responsabilidade que tenho com as pessoas da AES Sul. Para mim não é simplesmente um cargo. Sinto que, além da minha gestão, tenho o compromisso de continuar o bom trabalho que está sendo feito aqui, e, se possível, melhorar - porque o nosso desafio é melhorar, aperfeiçoar, crescer cada vez mais, ter melhores resultados. Mas sinto também, por outro lado, o compromisso de não decepcionar as pessoas. Porque elas têm muita admiração pela última diretoria, especialmente pelo Pedro. Eu também tenho muita admiração por ele. Considero muito importante o Pedro ter aceitado ficar conosco como diretor comercial. Isso é uma coisa que eu jamais vou esquecer. Porque ele podia ter pensado em questões pessoais, e isso mostra que entre nós não existe isso. Somos profissionais, amigos, vamos trabalhar de forma conjunta, integrada, e eu estou vindo para somar. Sei que tenho uma grande responsabilidade com as pessoas da AES Sul, e estou vindo para somar AES Sul : Como define seu estilo de trabalho? Gosto de compartilhar responsabilidades, gosto de trabalhar em equipe, mas acho que cada um tem que se sentir responsável. Sou muito ansioso no sentido de que gosto de ver as coisas prontas logo. Não sou de esperar. Então se alguma coisa precisa ser feita, eu vou ajudar a fazer, para ver o resultado logo. A AES Sul é uma das poucas empresas que conheço que tem essa cultura de compromisso. AES Sul : Qual vai ser o foco principal da sua atuação, que questão vai ser prioritária? Acho que temos uma série de questões. Temos a financeira, que precisamos resolver, isso é fundamental. A reestruturação financeira é prioritária. Também é importante dar continuidade aos nossos programas de melhorias na qualidade do serviço. Somos uma empresa prestadora de um serviço público. E temos que dar satisfações à comunidade. Precisamos melhorar cada vez mais nossos indicadores de qualidade, trabalhar muito a questão da percepção do cliente em relação à AES Sul. Temos que construir nossa imagem em função da qualidade do nosso atendimento, do nosso serviço, da forma como tratamos o cliente. Temos, ainda, que reforçar a autoestima das pessoas AES em relação à empresa, ao prazer de trabalhar na AES Sul, em relação a vontade de atender ao cliente, de prestar um serviço público, e conseqüentemente, de prestar contas à comunidade pelo serviço que a sociedade está pagando. Arrecadamos uma receita, que é fruto de uma tarifa, que pesa no bolso de todo mundo, e eu tenho que justificar para as pessoas, dar uma resposta de onde estamos aplicando os recursos vindos da tarifa para os clientes entenderem que estamos revertendo para eles essa tarifa em serviços cada vez melhores. AES Sul : Ao retornar para a AES Sul, como viu a empresa? Para mim, a AES Sul sempre foi um ponto de referência. Tanto, que em todos lugares onde passei sempre citei a AES Sul como exemplo em várias questões. Quando estava na EDC na Venezuela trouxe pessoas pa-ra visitar a Sul porque achava que a EDC tinha muito a aprender com a AES Sul. Quando estava na Eletropaulo, a mesma coisa.. Assim como a AES Sul tem muita coisa a aprender com as outras. A grande vantagem que talvez eu possa trazer é incentivar esse intercâmbio. Temos uma missão importante, pois somos responsáveis por entregar um produto essencial à vida das pessoas AES Sul : Isso vem ao encontro da nova política de integração e sinergia entre as empresas AES no Brasil? Exatamente. Uma das grandes missões que temos para 2004 é que na medida em que passamos ter uma coordenação maior entre as empresas do grupo, com um presidente único, o Bernini, que tem uma visão de negócios e do setor elétrico espetacular, o grande ganho que podemos ter é ampliar a integração e sinergia entre as empresas AES no Brasil. AES Sul : Que expectativas tem para o setor elétrico em geral, e para a AES Sul em particular, em 2004? Eu sou um otimista, mas com base na realidade. Acho que aquilo que depende da empresa, do nosso talento, criatividade e vontade de fazer as coisas acontecerem, sei que temos amplas condições de fazer o melhor. Em nível de país, de empresa, de setor elétrico, de implementar todas as mudanças necessárias para retomar crescimento, para fazer da AES Sul a melhor distribuidora de energia elétrica do país, para consolidar a imagem do grupo AES no país e para consolidar o setor elétrico como um fator principal da infraestrutura para retomada do crescimento, de forma contínua e sustentável. AES Sul : Que mensagem gostaria de passar para as pessoas - da AES Sul, parceiros, contratados e comunidade em geral? É uma mensagem de otimismo. Acho que as pessoas têm que continuar acreditando nelas mesmas. Cada uma das pessoas da AES Sul tem que continuar fazendo o seu trabalho da melhor forma possível, entender e acreditar que a AES está cada vez mais forte em nível de país, que nós somos um grupo que quer continuar no país porque acredita no Brasil, e que nós temos uma missão muito importante: somos responsáveis por entregar um produto que é essencial para a vida das pessoas. E fazer isso com alegria, responsabilidade, determinação, sabendo que estamos entregando um produto com qualidade, que é um vetor importante para o desenvolvimento e para a qualidade de vida das pessoas, o que é um motivo de orgulho. Nem todas as pessoas têm a oportunidade de fazer a diferença. E nós, da AES, temos essa oportunidade.

4 6 Jan/Fev 2004 Jan/Fev Novo organograma e forte aposta na qualidade dos serviços O ano de 2004 começa com nova gestão na AES Sul - Distribuidora Gaúcha de Energia. Em coletiva de imprensa realizada dia 14 de janeiro, foi apresentada a nova diretoria executiva da empresa. A distribuidora passa a ser presidida por Eduardo Bernini, que assumiu também a presidência das demais empresas do grupo AES no Brasil: AES Eletropaulo, AES Tietê e AES Uruguaiana. O objetivo, segundo Bernini, é "articular maior integração e aproveitar melhor suas sinergias, mantendo e incentivando a identidade e características próprias de cada empresa". Como Diretor-Geral da AES Sul, Charles Lenzi conduziu a apresentação que destacou também as realizações de 2003 e os investimentos previstos para Segurança, qualidade e relacionamento com a comunidade O Diretor-Geral da AES Sul, Charles Lenzi, abriu a coletiva apresentando a nova estrutura diretiva da empresa, situando-a como positiva e dinâmica para seu desempenho técnico e operacional (veja o novo organograma à direita, embaixo). Abordando os indicadores de qualidade da empresa como fatores preponderantes para o reconhecimento público obtido em 2003, quando a AES Sul conquistou importantes distinções empresariais - Melhor Distribuidora Elétrica da Região Sul e Melhor Avaliação de Desempenho, pela Revista Eletricidade Moderna, 2º Principais projetos Eficientização Força motriz de clientes industriais Sistemas de bombeamento para irrigação de lavouras de arroz Iluminação do Hospital Bruno Hörn, de Lajeado luminação pública - substituição de lâmpadas Sociais/Culturais Projeto Cultural Lâmpada Mágica: de 2000 a 2003, 37 espetáculos foram assistidos por 180 mil pessoas, arrecadando mais de R$ 380 mil distribuídos para 436 entidades culturais e assistenciais na região atendida pela AES Sul. Projeto Escolas: de 2000 a 2003, mais de 100 mil estudantes de ensino básico receberam orientação e informações sobre o uso seguro da energia elétrica. Lugar Nacional no Prêmio Procel - Eletrobrás, Prêmio Exame como uma das dez Melhores Empresas para se trabalhar no Brasil - Lenzi enfatizou a atenção máxima dada às questões de segurança, que transcendem o âmbito interno da empresa para atingir terceirizados e comunidade. Destacou, ainda, os principais projetos em eficientização energética, que no ano passado receberam investimentos de mais de R$ 5 milhões, assim como os projetos sociais e culturais que concretizam a responsabilidade social como um dos mais importantes valores empresariais. O presidente Eduardo Bernini - presidente Paulistano, 47 anos, economista formado pela Universidade de São Paulo, atua há 27 anos no setor elétrico. Presidiu a Eletropaulo, foi secretário adjunto de Energia no Ministério de Minas e Energia, tendo presidido também a VBC Energia e a EDP Brasil. A estrutura da AES Sul Área de concessão:... Municípios:... Redes de Distribuição:... Linhas de Transmissão:... Potência Instalada:... Número de Clientes:... Funcionários:... O novo organograma km km km ,4 MVA Investimentos e realizações Atingindo o patamar de investimentos de R$ 371 milhões 736 mil desde sua criação, em 1997, até 2003, a AES Sul investiu no ano passado R$ 46 milhões 120 mil, e soma ao montante global de investimentos o valor de R$ 50 milhões 350 mil previstos para Entre as principais realizações de 2003 estão: Ampliação da Subestação São Leopoldo de 42 MVA para 60 MVA. Ampliação da Subestação Esteio de 25 MVA para 42 MVA. Construção de 28km de Linha de Transmissão para atendimento a Taquari. Implantação de Telecomando em 14 Subestações. Construção de 292km de Linhas de Distribuição. Aquisição de 15 reguladores de tensão melhor qualidade do fornecimento de energia. Aquisição de 5 reguladores eletrônicos melhor confiabilidade no sistema. Aquisição de 20 chaves telecomandadas. Os principais investimentos para 2004 são: DISTRIBUIÇÃO Região Metropolitana Região Central Região dos Vales Região Fronteira Expansão de alimentadores Sub-Total SUBTRANSMISSÃO Construção de 2 linhas de transmissão Manutenção da transmissão Sub-Total OUTROS Frota, Tecnologia da Informação, Infraestrutura TOTAL GERAL O presidente Eduardo Bernini destaca que a distribuição dos investimentos "de forma equilibrada" pelas quatro regiões atendidas pela AES Sul mostra que a distribuidora valoriza os padrões de qualidade para atender com excelência e qualidade a todos os seus clientes, salientando que como "empresa prestadora de serviços que pleiteia remuneração adequada pelos serviços que presta, também tem o dever e a responsabilidade de fornecer R$ 11 milhões 680 mil R$ 10 milhões 836 mil R$ 6 milhões 615 mil R$ 8 milhões 522 mil R$ 2 milhões 693 mil R$ 40 milhões 346 mil R$ 5 milhões 903 mil R$ 1 milhão 225 mil R$ 7 milhões 128 mil R$ 2 milhões 876 mil R$ 50 MILHÕES 350 MIL A responsabilidade da empresa diante da comunidade o melhor serviço com a melhor qualidade possível ao seu consumidor, interagindo com a sociedade com respeito e transparência". Esta postura, completou o Diretor-Geral Charles Lenzi, se concretiza nos índices obtidos pela AES Sul na Pesquisa ANEEL que mediu a satisfação do consumidor com os serviços recebidos: a AES Sul atingiu 68,57, muito superior à média nacional de 64,51.

5 8 Jan/Fev 2004 Jan/Fev Desde agosto de 2002, quando foi lançado, o Plano Fácil conta com a adesão de quase 11% dos clientes residenciais da AES Sul, o que é a melhor medida do sucesso alcançado pelo projeto em toda a região de abrangência da empresa. Após um ano e meio em vigor, o seguro já encaminhou 1941 indenizações. O Plano Fácil, seguro para clientes residenciais que a AES Sul Distribuidora Gaúcha de Energia oferece desde agosto de 2002, chegou ao final de 2003 contabilizando um número de adesões que é a maior prova do seu sucesso: nada menos do que clientes - o que significa um expressivo percentual (quase 11%) do total atendido pela empresa ( clientes). A grande aceitação, afirma Rita Gazzo, responsável pelo projeto, se deve à variedade de coberturas que o seguro oferece, ao seu baixo custo e à praticidade da sua contratação, sendo pago mensalmente, junto com a conta da luz. O pronto atendimento aos sinistros cobertos pelo Plano Fácil também é um grande propagador do seguro - a julgar tanto pelos depoimentos das pessoas já beneficiadas por ele quanto pelos clientes - 13, no total - que já foram recompensados com a premiação de R$ 5.000,00 (líquido de R$ 3.750,00, descontado o Imposto de Renda) que o Plano também instituiu. No quadro abaixo, estão dois desses depoimentos. Até o dia 14 de janeiro, o seguro do Plano Fácil já havia indenizado ocorrências, nas suas várias modalidades de cobertura, totalizando mais de R$ 1,3 milhão (quadro ao lado). Dos 904 casos de prejuízos causados por vendavais - lembra Rita - cerca de 300 ocorreram numa única ocasião: o temporal que se abateu sobre Santa Maria em setembro de 2002, apenas um mês depois do lançamento do Plano. Outro dado significativo, apurado até o momento, é o benefício que ele já trouxe aos clientes em 452 casos de desemprego. O projeto visa a fidelização dos clientes da AES Sul e foi criado com o objetivo de proporcionar aos consumidores maior tranqüilidade e segurança, no caso de incidência de uma ou mais das situações de risco previstas. Tem apoio da Aon Affinity do Brasil, empresa que oferece assessoria a diversas corporações mundiais, especializada na elaboração, distribuição e administração de produtos e serviços de seguros massificados. As novas adesões podem ser obtidas facilmente. Para isso, e também para resolver dúvidas, prestar esclarecimentos (e até para eventuais cancelamentos), o Plano Fácil possui um número próprio de telefone para ligações gratuitas: é o O seguro é muito bom e o prêmio veio em boa hora Dilsio Jorge Spose Santa Cruz do Sul Plano Fácil tem 83 mil clientes Sinistros indenizados até 14/01/2004 Cobertura Casos aprovados Indenizações (R$) Raio ,97 Incêndio ,71 Vendaval ,51 Explosão 1 230,00 Morte ,03 Incapacidade Física ,57 Invalidez Permanente 0 0,00 Desemprego ,47 TOTAL R$ ,26 Início do Plano Fácil: agosto/2002 Gerusa Cristiane Cárdias Matins Triunfo O Times da Região Metropolitana reforçam ação de segurança s times da Metropolitana estão produzindo material próprio e contínuo de divulgação sobre os diversos aspectos relacionados à segurança e preservação ambiental além das ações que já são praticadas na rotina da empresa. A segurança, tanto internamente como em trabalhos realizados junto à comunidade, é uma das prioridades estratégicas da AES Sul. Desde fevereiro de 2003, os times de Canoas, São Leopoldo (times de Serviços e de Processo), Novo Hamburgo, Montenegro, Sede e Florestal já produziram, revezadamente, nove folders, com propósito preventivo e conteúdo informativo. As abordagens foram: Lesões por Esforços Repetitivos (LER), Segurança no Trânsito,. Choques Elétricos, Coleta Seletiva, EPIs e EPCs, preservação mbiental na ]Usina de Preservação e Horto Florestal, Álcool e Drogas no Trabalho, Tabagismo, Procedimento Operacional Padrão e Qualidade de Vida no Trabalho. Todos os folders, informa Luís Souza, técnico de segurança da SESMT Metropolitana, são distribuídos mão-a-mão nas unidades da Metropolitana e junto às contratadas, e seu Bianca Gripp e Fernando Szulczewski, do time de Novo Hamburgo conteúdo é posto à disposição das demais unidades via Intranet. Nosso objetivo é oferecer materiais de orientação, para que as pessoas possam refletir sobre eles e aplicar no seu dia-a-dia, diz Luís. A ação contínua do trabalho encontra, como resposta, uma ação dedicada das unidades. Um cronograma, estabelecido já no início do ano passado, estabelece qual a unidade responsável pela preparação do material, a cada mês. E a projeção já está feita até dezembro de 2004, devendo prolongar-se continuamente. Um dos últimos contemplados no sorteio do seguro Plano Fácil, casado, pai de Dilsio (sete anos) e Rafael (14 anos ), Dilsio é operador de gancho da Santa Cruz Rodovias. Pela primeira vez na vida ganhou algum concurso. Melhor ainda, para ele o prêmio veio em boa hora : Isso mesmo. Fiz o Seguro Plano Fácil para ter mais segurança no caso de incêndio, danos elétricos ou temporais. E fiquei muito espantado por ganhar o sorteio, pois nunca havia sido sorteado antes. Uma parte do dinheiro vai ajudar a pagar a mão de obra de uma casa que estou construindo, e outra parte vou dar de entrada numa moto, mesmo Dilsio Spose e o líder de Santa Cruz, José Ricardo Azambuja usada, mas que vai ajudar muito. Podem ter certeza. Aqui na região, mais de vinte pessoas vão fazer o seguro. O pessoal que trabalha com a minha esposa, que é funcionária pública (trabalha na creche do município) ficou muito interessado, e todo mundo quer saber como aderir ao seguro, que é muito bom. Gerusa, 25 anos, trabalha no Laboratório Lapem, mora com os pais e relata como foi ser sorteada: "Fiz o seguro por insistência dos meus pais, que acharam que era importante. Mas eu não esperava ser sorteada, porque nunca ganhei nem em rifa. Quando fiquei sabendo, fiquei espantada, mas muito feliz, porque é bem mais que meu salário, e chegou em muito boa hora. Ainda não defini o que fazer, mas vou pagar umas contas e quero também fazer algo útil. Acho que vou deixar para fazer matrícula na faculdade, quero muito fazer Farmácia. Depois que ganhei, todo mundo do trabalho, e amigos, perguntam do seguro, como é que faz, porque é muito bom! Projeto aproxima a AES Sul das comunidades locais O projeto Café com a AES Sul - Comece o Dia com Energia, deu sua partida na cidade de Itaqui, no último mês de dezembro. Lá, diversos representantes da empresa reuniram-se com os meios de comunicações locais, representantes da comunidade, empresários, poder público, entidades e associações comerciais, industriais e de serviços, com um objetivo prédefinido. Foram apresentados as realizações e investimentos da AES Sul, que assim mostra-se aberta e transparentes, estreitando seu relacionamento com a comunidade local. O projeto também fortalece e dá visibilidade ao líder local, criando um "estoque de boa vontade" e proximidade. A idéia é realizar este evento mensalmente, cada vez em uma cidade da área de concessão da empresa. A estréia em Itaqui, segundo o Diretor de Comunicação e Marketing Roberto Zanardo, foi excelente. A resposta foi superpositiva, pois 23 pessoas compareceram, entre jornalistas, líderes empresariais e associativos. Cumprimos nosso objetivo de proximidade e relacionamento". O calendário nos demais municípios, para os encontros do projeto em 2004, ainda está sendo montado. Itaqui: representantes da comunidade no encontro com a empresa

6 10 Jan/Fev 2004 Jan/Fev Campanha de Natal, uma explosão de criatividade Cada time da AES Sul criou uma comissão para a escolha dos melhores trabalhos produzidos pelos filhos dos seus respectivos funcioonários. No total, 40 dessas obras criativas da meninada foram submetidos a uma comissão julgadora (também formada por um representante de cada time) e finalmente, assim, foram escolhidos, em dezembro, os trabalhos vencedores da Campanha de Natal AES Sul Os vencedores, ao final, foram Lucas Gonçalves, 12 anos, de Santa Maria, que pelo seu 1º lugar ganhou não apenas um aparelho de videokê e uma menção honrosa, mas também teve seu trabalho estampado no cartão de Natal da AES Sul produzido pela empresa em apoio ao UNICEF, organismo das Nações Unidas que mobiliza recursos internacionais para realizar trabalhos de apoio às crianças em todo o mundo. Pricila Tolio Müller, 15 anos, de São Pedro do Sul, a 2ª colocada, ganhou um video game, e Jéssica Maciel, 13 anos, de São Leopoldo, saiu feliz com sua mochila esportiva. Ambos, assim como nove outros classificados, também fizeram jus a uma menção honrosa, e mais do que isso: o trabalho dos 12, mês a mês, ilustrou o calendário da AES Sul para Os demais receberam um certificado de participação, assinado pelo presidente da empresa. As cerimônias de Os desenhos de Priscila (2º lugar) e Jéssica (3º lugar) Caroline, Júlia, Juliana Cichelero, Jéssica, Juliana Pressi e Chana Brinck entrega das premiações, menções e certificados foram realizadas em São Leopoldo e Santa Maria ocasiões em que o maior prêmio foi recebido, mesmo pela AES Sul: o sorriso e a emoção das crianças. Os selecionados Primeiros colocados: - Lucas Gonçalves - 12 anos - Santa Maria - Pricila Tolio Müller - 15 anos - São Pedro do Sul (time de Santa Maria) - Jéssica Maciel - 13 anos - SÃo Leopoldo Demais selecionados: - Ígor Peixoto - 15 anos - Santa MAria - Juliana Pressi - 12 anos - Montenegro - Mirele Farias de Paula - 12 anos -São Borja - Júlia Fialho Soares - 9 anos - São Leopoldo - Chana Rorsch Brinck - 12 anos - São Leopoldo - Juliana Cichelero - 13 anos - São Leopoldo - Caroline Grendene Zanardo - 12 anos - Porto Alegre - Julia R. Frescura - 11 anos - São Borja - Diego Marques - 7 anos - Itaqui O As festas de final de ano nas unidades da AES Sul, em dezembro de 2003: Santa Cruz (à esquerda) e Alegrete As comemorações de final de ano nas unidades da AES Sul final de 2003 foi devidamente comemorado nas unidades da AES Sul em todo o estado e exemplo disso foram as confraternizações realizadas pelos times de Alegrete, Santa Cruz, Lajeado e Sant Ana do Livramento. Em Lajeado, a festa ocorreu no dia 20 de dezembro, na Sede Campestre do SESI, começando com uma mateada pela manhã que foi seguida de um churrasco ao meio-dia. A programação da tarde um torneio de futebol não aconteceu em virtude de um temporal na região, mas a turma não se deu por vencida: à noite, com a presença de todos os colegas e familiares (cerca de 100 pessoas), houve um bom arrasta-pé, apresentação da Orquestra Infanto Juvenil do SESI e um jantar com direito a Papai Noel, presentes e brindes. O Papai Noel também esteve presente em Santa Cruz, no salão da Associação Atlética Souza Cruz, totalmente decorado pelos funcionários do time. Lá, reuniram-se quase 170 pessoas, contando familiares e convidados. Depois da entrega dos brindes, a noite terminou com um jantar, seguido de um baile animado pela Banda Nova. O mesmo clima esteve presente na confraternização dos colegas de Sant Ana do Livramento, onde o Papai Noel, o videokê A confraternização na unidade de Lajeado e duas animadoras garantiram a alegria da criançada. Em um clima descontraído, a equipe desfrutou de um bom jantar, comemorando a passagem do Natal e a chegada do ano de Eficiência energética no Hospital Bruno Born, em Lajeado: mais um projeto concluído pela AES Sul Ainda no final de 2003, as direções do Hospital Bruno Born, de Lajeado, e a direção da AES Sul entregaram à comunidade os novos equipamentos instalados naquela instituição com a finalidade de melhorar a utilização da energia elétrica, visando reduzir desperdícios. Segundo o coordenador do Programa de Eficiência Energética da AES Sul, Antônio Saldanha Nunes, foram investidos em torno de R$ 180 mil no projeto. Ele contemplou desde o levantamento do estado de máquinas e equipamentos que utilizam energia elétrica, dos sistemas de iluminação, de força motriz, de condicionamento ambiental e aquecimento de água, avaliação e aquisição de novas tecnologias com melhor rendimento, até um curso de capacitação, com foco na Gestão da Energia, a uma equipe de profissionais da instituição. De acordo com Saldanha, o desperdício de energia elétrica não se dá apenas por equipamentos ineficientes mas também pelo fator cultural ou seja, na atitude correta e conhecimento de quem opera estes equipamentos. O projeto fez parte do programa anual de eficiência energética da AES Sul, que também contemplou, em parceria com a prefeitura municipal de Lajeado, a remodelação do sistema de iluminação pública na área atendida pela concessionária. No projeto de eficientização das instalações do Hospital Bruno Born foram substituídas lâmpadas e reatores no sistema de iluminação interna em corredores, salas de atendimento e quartos, o que resultou em uma redução de 34% na potência instalada e em um aumento de 9,1% no fluxo luminoso. Isto, salienta Saldanha, porque a tecnologia atualizada das novas lâmpadas e reatores eletrônicos proporcionam melhor nível de iluminamento com menor consumo de energia. Mas o ganho principal foi obtido com o trabalho de substituição de 38 chuveiros elétricos por coletores solares, tecnologia que utiliza a luz solar para aquecer a água destinada ao consumo. A redução de consumo, nesse caso, foi de 23%, com economia de kwh/ano e demanda evitada de 48,8 kw. No sistema de condicionamento ambiental também foram substituídos aparelhos de arcondicionado tecnologicamente defasados, ou mesmo no final da vida útil, por novos de reconhecida eficiência e certificação de rendimento do Procel/Eletrobras. Como resultado final, após a implementação do projeto, o Hospital que na parceria foi responsável pela maior parte dos serviços de mão-de-obra contabilizou uma economia de cerca de 23%, ou kwh/ano, e uma demanda evitada de 73 kw. O trabalho em parceria realizado entre a concessionária e a instituição reverte em benefícios concretos às comunidades regionais atendidas no hospital, por possibilitar que os recursos até então gastos em desperdícios no consumo de energia elétrica sejam carreados para melhorias na atividadefim da instituição, que é o atendimento da saúde destas comunidades. A responsabilidade técnica pelo diagnóstico energético realizado e pela implementação das novas tecnologias ficou a cargo do Grupo de Eficiência Energética da PUCRS.

7 Me identifico muito com o Rio Grande do Sul Hermes R. P. M. de Oliveira, nosso colega do setor de Planejamento e Engenharia, em São Leopoldo, nasceu numa espécie de pequeno paraíso - São Lourenço, uma estância hidromineral localizada na Serra da Mantiqueira, sul de Minas Gerais. Mas não a conheceu, 43 anos atrás. Mal completado o primeiro ano de vida, mudou-se, junto com a família, para Volta Redonda, no Rio de Janeiro. Ali e em Angra dos Reis, até os 15 anos, viveu o que a infância e a adolescência lhe ofereceram de mais forte coisas como as que ainda traz na memória. Eram, de um lado, o futebol com os amigos, os jogos de xadrez, o amor avassalador pelo Fluminense - que o fazia cumprir um caminho obrigatório de mais de 100 km até o Rio, em dias de clássico carioca. De outro, em Angra, o Colégio Naval, onde cumpriu seus estudos secundários que o levaram aos primeiros ensaios do que seria um gosto insuspeito para um jovem da sua idade: uma supercarga de informações, tiradas dos livros, sobre temas como a II Guerra Mundial e a mitologia grega. Predileção, aliás, que se estendeu ao longo da vida. "Hoje eu penso ter muitas informações dessas duas áreas", diz Hermes, liberado de qualquer falsa modéstia. O segundo grau foi cursado no Colégio Naval, que o conduziria a um futuro como oficial de Marinha. Como, durante esse tempo, a carreira de engenharia foi priorizada, ele não seguiu adiante no Colégio. O curso superior de engenharia elétrica, níveis de graduação e mestrado, acabou sendo cumprido na Escola Federal de Engenharia, em Itajubá (MG) - período em que trabalhava numa Consultora na área de engenharia de eletricidade. E, concluído o mestrado, veio para o Rio Grande do Sul para ser professor na engenharia elétrica da Unijuí, onde, de 1994 a 1997, lecionou as cadeiras de Circuitos Elétricos e Sistema de Potência. Em março de 1998, ingressava na AES Sul. Cinco anos atrás não havia, na empresa, um setor de Planejamento e Engenharia como ele é hoje - com seus 11 engenheiros e um estagiário. "Apesar de, à época, não ser a minha especialidade direta, iniciei na empresa um treinamento geral sobre proteção e fui incumbido de criar uma cultura geral quanto à importância desse item". Em palavras simples, proteção significa um ajuste de equipamentos que garanta, quando a rede elétrica está sob defeito, segurança às pessoas em contatos com condutores energizados e o desligamento da mesma, afetando o menor número possível de consumidores. A especialidade de Hermes é o "controle de tensão", ou seja, a definição de diretrizes para a área técnica da empresa, envolvendo desde a pesquisa de tecnologias a serem adotadas e a posterior avaliação do desempenho do sistema. Profissionalmente, é um trabalho que o faz se sentir realizado - mas que até vai além disso, por conta de uma filosofia de ação inter- Times que a AES Sul pratica. "Ela nos dá oportunidades para desenvolver experiências sem que tenhamos que nos prender aos nossos cargos, e de interagir com outras áreas que eventualmente estejam com problemas. É uma empresa ímpar nesse sentido", elogia. Casado com Hebe e com dois filhos Camille, de seis anos, e Marcello, três meses e meio Hermes se considera, depois de 11 anos, muito próximo dos gaúchos. Às vezes, eu vou lá para cima e volto pensando assim: sinto muita falta daqui, afirma, já como legítimo curtidor das coisas do Sul - desde as pessoas, pelas quais tomou grande afeto, e o indispensável churrasco, como "carnívoro inveterado" confesso que é, até o chimarrão, hábito diário do qual, de jeito nenhum, é capaz de abrir mão. Jan/Fev Hermes de Oliveira PERFIL Planejamento e Engenharia São Leopoldo Leituras: Faz bastante tempo que minhas leituras andam sempre em torno de engenharia de distribuição. Mas gosto muito dos escritores latino-americanos, principalmente Mario Vargas Llosa e Gabriel Garcia Marques. Filmes: Hoje, mais desenhos e filmes infantis, como Procurando Nemo e Vida de Inseto. É por causa da minha filha. Filmes de ação e de aventura, também. Música: Até os 25 anos, era rock, o que não deixei de gostar, mas parei de ouvir pela pouca criatividade dos grupos após os anos 70. Hoje, gosto bastante do Simply Red e George Benson, por exemplo. Na música nacional, minha predileção é pelo pessoal do Clube da Esquina, Beto Guedes, Lô Borges, Milton Nascimento. Um lugar: No Brasil, Cabo Frio, no Rio de Janeiro. Fora, Madrid, que dificilmente pode existir cidade mais bonita do mundo. Detesta: "Ficar parado sem ter o que fazer. E assistir jogo ruim de futebol. É brabo. Adora: Passear e viajar com a minha família, viver os meus filhos, e todo ano rever as pessoas de quem eu gosto, lá no Rio. Hobby: Hoje, é engenharia de distribuição, também. Aliás, meu próprio trabalho é um hobby. Antes era a Mitologia Grega e a 2ª Guerra Mundial. Entendo muito dessas duas coisas.

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Seção: Entrevista Pág.: www.catho.com.br SABIN: A MELHOR EMPRESA DO BRASIL PARA MULHERES Viviane Macedo Uma empresa feita sob medida para mulheres. Assim

Leia mais

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social O Projeto Social Luminando O LUMINANDO O Luminando surgiu como uma ferramenta de combate à exclusão social de crianças e adolescentes de comunidades

Leia mais

Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009

Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009 Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009 Seção: Estilo&Gestão RH Pág.: www.catho.com.br Assunto: Entrevista Marly Vidal Marly Macedo ajuda a Sabin a ser uma das melhores empresas para trabalhar Tatiana Aude

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Brasília, 02 de janeiro de 2015. Ministra Miriam Belchior, demais autoridades, parentes e amigos aqui presentes.

Leia mais

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais!

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Por Rafael Piva Guia 33 Prático Passos para criar Ideias de Negócio Vencedores! Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Que bom que você já deu um dos

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

Estamos presentes em 20 estados

Estamos presentes em 20 estados http://goo.gl/7kuwo O IDEBRASIL é voltado para compartilhar conhecimento de gestão com o empreendedor do pequeno e micro negócio, de forma prática, objetiva e simplificada. A filosofia de capacitação é

Leia mais

membros do time, uma rede em que eles possam compartilhar desafios, conquistas e que possam interagir com as postagens dos colegas.

membros do time, uma rede em que eles possam compartilhar desafios, conquistas e que possam interagir com as postagens dos colegas. INTRODUÇÃO Você, provavelmente, já sabe que colaboradores felizes produzem mais. Mas o que sua empresa tem feito com esse conhecimento? Existem estratégias que de fato busquem o bem-estar dos funcionários

Leia mais

PESQUISA DE CABELEIREIRA/TÉCNICO DE ESTÉTICA:

PESQUISA DE CABELEIREIRA/TÉCNICO DE ESTÉTICA: Fundo Perpétuo de Educação PESQUISA DE CABELEIREIRA/TÉCNICO DE ESTÉTICA: Os depoimentos, ensinamentos e metas dos participantes mais bem sucedidos. A escolha da escola fez a diferença na sua colocação

Leia mais

Informativo EDIÇÃO 12 ANO IV. Julho/ Agosto/ Setembro 2015. PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS:

Informativo EDIÇÃO 12 ANO IV. Julho/ Agosto/ Setembro 2015. PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS: EDIÇÃO 12 ANO IV (11) 3648-4700 / (21) 3161-8600 www.pacer.com.br Informativo Julho/ Agosto/ Setembro 2015 PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS: 10 ANOS PACER:

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

2ª SEMANA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA MARÇO

2ª SEMANA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA MARÇO Design & Saúde Financeira para maiores de 50 anos Vera Damazio Laboratório Design Memória Emoção :) labmemo (: O que Design tem a ver com Saúde Financeira para maiores de 50 anos? E o que faz um Laboratório

Leia mais

Você é comprometido?

Você é comprometido? Você é comprometido? Não, isso não é uma cantada. O que o seu chefe quer saber é se você veste a camisa da organização. Você adora seu trabalho e desempenha suas funções com eficiência, mas não aposta

Leia mais

ACS Assessoria de Comunicação Social

ACS Assessoria de Comunicação Social DISCURSO DO MINISTRO DA EDUCAÇÃO, HENRIQUE PAIM Brasília, 3 de fevereiro de 2014 Hoje é um dia muito especial para mim. É um dia marcante em uma trajetória dedicada à gestão pública ao longo de vários

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

20. Minha senha não funciona! Não consigo acessar meu Painel de Negócios e nem comprar em meu Espaço!...12 21. Se consultores e CNOs tiverem dúvida,

20. Minha senha não funciona! Não consigo acessar meu Painel de Negócios e nem comprar em meu Espaço!...12 21. Se consultores e CNOs tiverem dúvida, ÍNDICE 1. O que é a Rede Natura?...04 2. É preciso ser Consultor Presencial para tornar-se um Franqueado Digital?...04 3. Por que a Natura criou a Rede Natura?...04 4. A Rede Natura nasceu incluindo os

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

PERSONAL SHOPPER MARY KAY

PERSONAL SHOPPER MARY KAY PERSONAL SHOPPER MARY KAY O QUE É? Personal shopping é uma ocupação, na qual se ajuda alguém a fazer suas compras, dando conselhos e fazendo sugestões para os clientes. A personal shopper vai dar ao cliente

Leia mais

Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 1

Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 1 Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 1 Se não pode subir a montanha, torne-se uma. Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 2 ISSO ESTÁ ME GERANDO R$7.278,05 - R$10.588,38 POR SEMANA E VOCÊ PODE FAZER

Leia mais

Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório

Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório Recursos Humanos Coordenação de Gestão de Pessoas Pesquisa de Clima Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório Introdução No dia 04 de Agosto de 2011, durante a reunião de Planejamento, todos os

Leia mais

7 Negócios Lucrativos

7 Negócios Lucrativos 7 Negócios Lucrativos CAPÍTULO 1 Mentalidade Geralmente empreendedores ficam caçando uma maneira nova de ganhar dinheiro constantemente, e de fato é isso que faz com que uns cheguem ao topo e outros não,

Leia mais

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao.

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao. QUEM É A HUAWEI A Huawei atua no Brasil, desde 1999, através de parcerias estabelecidas com as principais operadoras de telefonia móvel e fixa no país e é líder no mercado de banda larga fixa e móvel.

Leia mais

PROJETO NINHO VAZIO EM BUSCA DA EDUCAÇÃO EMOCIONAL

PROJETO NINHO VAZIO EM BUSCA DA EDUCAÇÃO EMOCIONAL PROJETO NINHO VAZIO EM BUSCA DA EDUCAÇÃO EMOCIONAL Oficinas de apoio e fortalecimento de laços intergeracionais, com dinâmicas, arteterapia, psicoeducativos, exercícios de alongamento, respiração e relaxamento,

Leia mais

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso.

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. Cliocar Acessórios: A construção de um negócio A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. 2 Conteúdo Resumo executivo... 2 Conhecendo o mercado... 2 Loja

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais

Os desafios do Bradesco nas redes sociais Os desafios do Bradesco nas redes sociais Atual gerente de redes sociais do Bradesco, Marcelo Salgado, de 31 anos, começou sua carreira no banco como operador de telemarketing em 2000. Ele foi um dos responsáveis

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING 1 ÍNDICE 03 04 06 07 09 Introdução Menos custos e mais controle Operação customizada à necessidade da empresa Atendimento: o grande diferencial Conclusão Quando

Leia mais

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto.

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto. Boa tarde a todos, para quem não me conhece sou o Ricardo Aragão Pinto, e serei o Presidente do Concelho Fiscal desta nobre Fundação. Antes de mais, queria agradecer a todos por terem vindo. É uma honra

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

Pronac Nº 1111032 Você em Cenna é um concurso cultural que irá eleger atores e atrizes amadores de todo o país, que enviarão vídeos de suas performances para votação popular e de júri especializado. Os

Leia mais

Por Tiago Bastos 1. 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online

Por Tiago Bastos 1. 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online Por Tiago Bastos 1 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online Se não pode subir a montanha, torne-se uma. Por Tiago Bastos 2 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

Por que ouvir a sua voz é tão importante?

Por que ouvir a sua voz é tão importante? RESULTADOS Por que ouvir a sua voz é tão importante? Visão Tokio Marine Ser escolhida pelos Corretores e Assessorias como a melhor Seguradora pela transparência, simplicidade e excelência em oferecer soluções,

Leia mais

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O cirurgião dentista Robinson Shiba, proprietário da rede China In Box, em 1992 deixava de exercer sua profissão como dentista para inaugurar a primeira

Leia mais

Desejamos a você um completo sucesso, construindo sua verdadeira riqueza.

Desejamos a você um completo sucesso, construindo sua verdadeira riqueza. PROGRAMA MASTER 72h MASTER 72h Prezado Consultor, Nós da família Hinode preparamos esse material com muito carinho para você, pois temos um sonho de fazer desse mundo, um mundo melhor. Nosso objetivo é

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 70 A ONG brasileira está em crise? 06 de fevereiro de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através

Leia mais

PROJETO ESCOLA PARA PAIS

PROJETO ESCOLA PARA PAIS PROJETO ESCOLA PARA PAIS Escola Estadual Professor Bento da Silva Cesar São Carlos São Paulo Telma Pileggi Vinha Maria Suzana De Stefano Menin coordenadora da pesquisa Relator da escola: Elizabeth Silva

Leia mais

Gestão do Conhecimento e Governo Como sensibilizar os órgãos governamentais para implementarem a GC

Gestão do Conhecimento e Governo Como sensibilizar os órgãos governamentais para implementarem a GC Gestão do Conhecimento e Governo Como sensibilizar os órgãos governamentais para implementarem a GC Elisabeth Gomes elisabeth.gomes@sbgc.org.br Diretora de relações com o governo - SBGC 2º Fórum de Gestão

Leia mais

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS Relatório de Atividades 2014 Sumário 1.0 Introdução - Pág 3 2.0 Quem Somos, Estatísticas, Valores - Pág 4 3.0 Projetos 2014 - Pág 5 a 15 3.1 Novo site - Pág 5 a 12

Leia mais

Prioridades para o PA 2014 Comunidade Externa. Câmpus Restinga Junho, 2013. Desenvolvimento Institucional

Prioridades para o PA 2014 Comunidade Externa. Câmpus Restinga Junho, 2013. Desenvolvimento Institucional Prioridades para o PA 2014 Comunidade Externa Câmpus Restinga Junho, 2013 Desenvolvimento Institucional APRESENTAÇÃO O presente relatório deve ser considerado como um Anexo ao Diagnóstico das Prioridades

Leia mais

"Organizar evento é como uma grande orquestra"

Organizar evento é como uma grande orquestra "Organizar evento é como uma grande orquestra" Publicação: 25 de Maio de 2014 às 00:00 O primeiro evento que ela organizou foi aos 12 anos, a festa junina da escola. O que Tânia Trevisan não imaginava

Leia mais

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Jornal de Brasília Data: 22/08/2009 Seção: Sociedade Pág.: 49 Assunto: Great Place to Work

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Jornal de Brasília Data: 22/08/2009 Seção: Sociedade Pág.: 49 Assunto: Great Place to Work Veículo: Jornal de Brasília Data: 22/08/2009 Seção: Sociedade Pág.: 49 Assunto: Great Place to Work Veículo: Site Revista Making Of Data: 20/08/2009 Seção: Marketing Pág.: www.revistamakingof.com.br Assunto:

Leia mais

NOTÍCIAS. Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal. V.4 - N.4 - Setembro de 2015

NOTÍCIAS. Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal. V.4 - N.4 - Setembro de 2015 V.4 - N.4 - Setembro de 2015 Vilma Lúcia da Silva 05 Assessora de Comunicação do Parque da Cidade Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal Só no mês de setembro o Parque da Cidade recebeu

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso

Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso Sumário introdução 03 Capítulo 5 16 Capítulo 1 Pense no futuro! 04 Aproveite os fins de semana Capítulo 6 18 Capítulo 2 07 É preciso

Leia mais

Centro Comunitário Vila Gaúcha. Projeto Experimental II

Centro Comunitário Vila Gaúcha. Projeto Experimental II Centro Comunitário Vila Gaúcha Projeto Experimental II Apresentação da Empresa O Centro Comunitário Vila Gaúcha presta atendimento regular em Educação Infantil, Serviço de Apoio Sócio Educativo, Trabalho

Leia mais

Fomento a Projetos Culturais nas Áreas de Música e de Artes Cênicas

Fomento a Projetos Culturais nas Áreas de Música e de Artes Cênicas Programa 0166 Música e Artes Cênicas Objetivo Aumentar a produção e a difusão da música e das artes cênicas. Público Alvo Sociedade em geral Ações Orçamentárias Indicador(es) Número de Ações 7 Taxa de

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching,

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, 5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, Consultoria, Terapias Holísticas e Para Encher Seus Cursos e Workshops. Parte 01 Como Se Posicionar e Escolher os Clientes dos Seus Sonhos 1 Cinco Etapas Para

Leia mais

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL Lembro-me que haviam me convocado para uma entrevista de trabalho no NOVOTEL. Lembro-me de estar ansioso e ter passado a noite anterior preparando a minha entrevista. Como iria

Leia mais

Padrão exclusivo para sua empresa. nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar

Padrão exclusivo para sua empresa. nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar especial gestão Padrão exclusivo para sua empresa nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes. A frase consagrada de Albert Einstein não poderia ser mais clara: quer

Leia mais

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA Nome: Juliana Malacarne de Pinho No. USP 7166759 Curso ECA: Jornalismo Dados do Intercâmbio Universidade: Universidade NOVA de Lisboa Curso: Comunicação Social Período:

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013. Isabella Assunção Cerqueira Procópio

Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013. Isabella Assunção Cerqueira Procópio Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013 Isabella Assunção Cerqueira Procópio Janeiro de 2013 1 Sumário 1. Dados Básicos de Identificação...3 2. Histórico

Leia mais

Educação Financeira se aprende na Escola?

Educação Financeira se aprende na Escola? Educação Financeira se aprende na Escola? Você é previdente e pensa que o futuro é consequência das escolhas do presente? Missão DSOP Educação Financeira Disseminar a educação financeira no Brasil e no

Leia mais

Promover maior integração

Promover maior integração Novos horizontes Reestruturação do Modelo de Gestão do SESI leva em conta metas traçadas pelo Mapa Estratégico Promover maior integração entre os departamentos regionais, as unidades de atuação e os produtos

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

Este texto é de autoria da Diretora de Vendas Cláudia Leme, muito bom!!! Vale a pena conferir!!! O PRIMEIRO PEDIDO

Este texto é de autoria da Diretora de Vendas Cláudia Leme, muito bom!!! Vale a pena conferir!!! O PRIMEIRO PEDIDO Este texto é de autoria da Diretora de Vendas Cláudia Leme, muito bom!!! Vale a pena conferir!!! O PRIMEIRO PEDIDO A Sra Mary Kay já dizia: nada acontece enquanto você não vende alguma coisa. Se você está

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA

A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA Elaine Schweitzer Graduanda do Curso de Hotelaria Faculdades Integradas ASSESC RESUMO Em tempos de globalização, a troca de informações

Leia mais

Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços

Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços Guia Fundamental para Gestão de Qualidade em Serviços Objetivo Capacitar os participantes a interpretarem os requisitos da Norma ISO 9001:2008, relacionados aos

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Elisa Maçãs IDÉIAS & SOLUÇÕES Educacionais e Culturais Ltda www.ideiasesolucoes.com 1

Leia mais

Agradeço aos conselheiros que representam todos os Associados do Estado, o que faço na pessoa do Conselheiro Decano, João Álfaro Soto.

Agradeço aos conselheiros que representam todos os Associados do Estado, o que faço na pessoa do Conselheiro Decano, João Álfaro Soto. Agradecimentos: Cumpre-me inicialmente agradecer a toda Diretoria Executiva, especialmente ao Teruo, por confiarem no meu trabalho e me darem toda a autonomia necessária para fazer o melhor que fui capaz

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor

PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Inscrição Prêmio ABF-AFRAS - Categoria Fornecedor Dados da empresa Razão Social: Visa do Brasil Empreendimentos Ltda. Nome Fantasia:

Leia mais

www.poderdocoachingemgrupos.com.br

www.poderdocoachingemgrupos.com.br Pesquisa de Mercado A condução de pesquisas de mercado é uma das atividades mais eficazes e importantes que você pode fazer quando você estiver projetando seu coaching em grupo. Você vai se surpreender

Leia mais

02/12/2004. Discurso do Presidente da República

02/12/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de entrega do Prêmio Finep e sanção da Lei de Inovação de Incentivo à Pesquisa Tecnológica Palácio do Planalto, 02 de dezembro de 2004 Meus companheiros ministros,

Leia mais

PRIMEIRO ENCONTRO análise da sequência de. vendas de eben pagan

PRIMEIRO ENCONTRO análise da sequência de. vendas de eben pagan PRIMEIRO ENCONTRO análise da sequência de vendas de eben pagan Laila Vanetti - Agosto de 2014 Sequência de e-mails tem poder Vamos pensar em uma Carta de Vendas? E-mails Carta de Vendas Estrutura da carta

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

Teste sua empregabilidade

Teste sua empregabilidade Teste sua empregabilidade 1) Você tem noção absoluta do seu diferencial de competência para facilitar sua contratação por uma empresa? a) Não, definitivamente me vejo como um título de cargo (contador,

Leia mais

FUNK CONSCIENTIZA. VAI 1 - música

FUNK CONSCIENTIZA. VAI 1 - música PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, fevereiro de 2010 FUNK CONSCIENTIZA VAI 1 - música Proponente Nome RG: CPF: Endereço Fone: E-mail: DADOS

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

ebook Aprenda como aumentar o poder de captação do seu site. por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação

ebook Aprenda como aumentar o poder de captação do seu site. por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação Sobre o Autor: Sempre fui comprometido com um objetivo de vida: TER MINHA PRÓPRIA EMPRESA. Mas assim como você, eu também ralei bastante

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II Capítulo II Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo Dois Como uma nota de $10 me deixou mais rico do que todos os meus amigos Das centenas de estratégias de construção de riqueza que

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas?

Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas? 2 Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas? É SOBRE ISSO QUE VOU FALAR NESTE TEXTO. A maioria das empresas e profissionais

Leia mais

PROJETOS DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL

PROJETOS DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL PROJETOS DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL Semana Cidades Catraca Livre: Cultura e Educação São Paulo, junho de 2010 AGENDA A B C PRODUÇÃO X ACESSO À CULTURA PROJETOS CULTURAIS ELABORAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS

Leia mais

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br Realização e Organização www.vamaislonge.com.br Quem somos... Leonardo Alvarenga, tenho 23 anos, sou criador do Não Tenho Ideia e do #VáMaisLonge. Sou formado em Educação Física mas larguei tudo logo após

Leia mais

Projetos sociais. Criança Futuro Esperança

Projetos sociais. Criança Futuro Esperança Projetos sociais Newsletter externa ABB - Projetos sociais Criança Futuro Esperança Maria Eslaine conta sobre o início de seu curso profissionalizante 02 De ex-aluno do projeto a funcionário da ABB 04

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com TRECHO: A VOLTA POR CIMA Após me formar aos vinte e seis anos de idade em engenharia civil, e já com uma

Leia mais

Como saber se sua empresa é. Sustentável Guia Definitivo para Diagnóstico

Como saber se sua empresa é. Sustentável Guia Definitivo para Diagnóstico Como saber se sua empresa é Sustentável Guia Definitivo para Diagnóstico Sumário 02 Introdução Presença na estratégia Práticas Pré produção Práticas Produção Práticas Gestão Como verificar 03 04 06 07

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 1 Ser Voluntário

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 1 Ser Voluntário Organizando Voluntariado na Escola Aula 1 Ser Voluntário Objetivos 1 Entender o que é ser voluntário. 2 Conhecer os benefícios de ajudar. 3 Perceber as oportunidades proporcionadas pelo voluntariado. 4

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

PROJETO MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA: CONVIVÊNCIA, CIDADANIA, SAÚDE E LAZER

PROJETO MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA: CONVIVÊNCIA, CIDADANIA, SAÚDE E LAZER SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA AGROTÉCNICA FEDERAL DE UBERLÂNDIA Fazenda Sobradinho, s/ nº, Município de Uberlândia, CEP: 38.400-974, telefone: (34) 3233-8800 Fax: (34) 3233-8833,

Leia mais

MINIWEB EDUCAÇÃO - A EXPERIÊNCIA DA CRIAÇÃO DE UM PORTAL EDUCACIONAL E CURSOS A DISTÂNCIA.

MINIWEB EDUCAÇÃO - A EXPERIÊNCIA DA CRIAÇÃO DE UM PORTAL EDUCACIONAL E CURSOS A DISTÂNCIA. 1 MINIWEB EDUCAÇÃO - A EXPERIÊNCIA DA CRIAÇÃO DE UM PORTAL EDUCACIONAL E CURSOS A DISTÂNCIA. Profa. Arlete Embacher MiniWeb Educação S/C Ltda webmaster@miniweb.com.br Resumo Este relato descreve como surgiu

Leia mais

No ano de 2010, tomei uma decisão. Ir para uma cidade menor, longe da agitada metrópole.

No ano de 2010, tomei uma decisão. Ir para uma cidade menor, longe da agitada metrópole. Faça parte da família IMOVELLOGIA. Olá, Inicialmente quero me apresentar para que possa oferecer a você, profissional do setor de imóveis, uma inovação tecnológica fundamental nos dias de hoje. Sou administrador

Leia mais

Fotos: Luís Antônio Rodrigues. No Perfil Ché & Colin

Fotos: Luís Antônio Rodrigues. No Perfil Ché & Colin Fotos: Luís Antônio Rodrigues No Perfil & Perfil Em meio às gravações no estúdio Brothers da Lua do músico, juntamente com o gravamos uma entrevista, onde eles nos contam como começou essa amizade e parceria,

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR 1. Como são os cursos ofertados pela plataforma freire e quais os benefícios para os professores que forem selecionados? O professor sem formação poderá estudar nos

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER. Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira. São José dos Campos SP. Abril de 2011

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER. Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira. São José dos Campos SP. Abril de 2011 CENTRO HISTÓRICO EMBRAER Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira São José dos Campos SP Abril de 2011 Apresentação e Formação Acadêmica Meu nome é Eustáquio, estou com sessenta anos, nasci em Minas Gerais,

Leia mais

05/12/2006. Discurso do Presidente da República

05/12/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, no encerramento da 20ª Reunião Ordinária do Pleno Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social Palácio do Planalto, 05 de dezembro de 2006 Eu acho que não cabe discurso aqui,

Leia mais

Iniciar com qualidade

Iniciar com qualidade Iniciar com qualidade Depois de ver as dicas da Diretora Nacional Executiva de Vendas Independente Glória Mayfield lembre se de compartilhar com suas Consultoras que na Mary Kay elas nunca começam sozinhas.

Leia mais