Política de Gestão de Riscos Junho 2016

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Política de Gestão de Riscos Junho 2016"

Transcrição

1 Política de Gestão de Riscos Junho 2016 Elaboração: Risco Aprovação: Comex Classificação do Documento: Público

2 ÍNDICE 1. OBJETIVO ABRANGÊNCIA IDENTIFICAÇÃO E DESCRIÇÃO DOS RISCOS DEFINIÇÃO DOS LIMITES DE RISCO EXTRAPOLAÇÃO DOS LIMITES DE RISCO MÉTRICAS UTILIZADAS ORGANOGRAMA FLUXO DE INFORMAÇÕES ESTRUTURA DE GOVERNANÇA APROVAÇÃO E REVISÃO

3 1. OBJETIVO Esta política tem por objetivo estabelecer os fundamentos associados ao processo de gestão de riscos para o controle, gerenciamento, monitoramento, mensuração e ajuste permanente dos riscos, em conformidade com a Instrução CVM Nº 558, de 26 de março de 2015, observando também o Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas de Fundos de Investimento, regulamentos dos fundos, normas e demais regulamentações aplicáveis. 2. ABRANGÊNCIA Fundos de investimento sob gestão da Brasil Plural Gestão de Recursos e Brasil Plural Gestão de Produtos Estruturados ( GESTORAS ). 3. IDENTIFICAÇÃO E DESCRIÇÃO DOS RISCOS As áreas de Risco e Análise de Crédito consideram os riscos identificados nos regulamentos dos fundos de investimento para execução das atividades de controle, gerenciamento, monitoramento, mensuração e ajuste permanente desses riscos. Entre os riscos identificados nos regulamentos dos fundos de investimento, consideramos como os principais: Risco de Mercado: Possibilidade de ocorrência de perdas resultantes da flutuação nos valores de mercado dos ativos financeiros, inclusive derivativos, detidos na carteira do fundo de investimento em câmbio, taxas de juros, ações e mercadorias (commodities). Risco de Liquidez: Possibilidade do fundo de investimento não ser capaz de honrar eficientemente suas obrigações esperadas e inesperadas, correntes e futuras, inclusive as decorrentes de vinculação de garantias, sem afetar suas operações diárias e sem incorrer em perdas significativas, bem como de o fundo de investimento não conseguir negociar a preço de mercado uma posição, devido ao seu tamanho elevado em relação ao volume normalmente transacionado ou em razão de alguma descontinuidade no mercado. Risco de Crédito: Possibilidade de ocorrência de perdas associadas ao não cumprimento, por parte de emissores de ativos financeiros, inclusive em instrumentos derivativos, e também por parte de intermediadores e contrapartes, de suas respectivas obrigações financeiras com o fundo de investimento nos termos pactuados. Risco Operacional: Possibilidade de ocorrência de perdas resultantes de falhas, fraudes, deficiência ou inadequação de processos internos, pessoas e sistemas, ou de eventos externos. 3

4 4. DEFINIÇÃO DOS LIMITES DE RISCO Os limites são estabelecidos pelo sócio responsável pela área de Risco, com conhecimento dos sócios responsáveis pela gestão. Qualquer reavaliação, se existir, tem que ser submetida aos mesmos sócios e ao Diretor de Risco. Os riscos referentes ao portfólio são discutidos tempestivamente. 5. EXTRAPOLAÇÃO DOS LIMITES DE RISCO A área de Risco reporta imediatamente o desenquadramento aos gestores e ao Diretor de Risco, a premissa é que o fundo seja imediatamente enquadrado. Caso não seja, tanto o Diretor de Risco quanto o Comitê Executivo têm aval e acesso às corretoras para reduzir ou zerar a posição. 6. MÉTRICAS UTILIZADAS Risco de Mercado: Utilizamos o VaR (Value at Risk) modelos paramétricos e não paramétricos, Expected Shortfall, Tracking Error, Stress Test e Back Test. Adicionalmente, toda posição montada pelo gestor tem Stop-Loss definido pelo mesmo, que serão acionados mesmo que medidas de risco ainda permitam a posição. Risco de Liquidez: Utilizamos os fundamentos estabelecidos pela ANBIMA na Deliberação Nº 67 da ANBIMA, de 1 de outubro de 2015, para o gerenciamento de risco de liquidez. Conforme determina a Deliberação Nº 67, o Manual de Gerenciamento de Liquidez está registrado na ANBIMA para consulta dos participantes do mercado. Risco de Crédito: As diretrizes que norteiam o processo de análise e decisão de aquisição de dívidas ou obrigações pelos fundos de investimento geridos pelas GESTORAS, sejam eles regulados pela Instrução CVM Nº 555 ou fundos estruturados, são definidas pelo Manual de Crédito Fundos de Investimento. Este manual define a responsabilidade pela formalização da aprovação dos títulos de crédito privado, bem como pelo controle e monitoramento da qualidade dos mesmos. As práticas definidas nesse manual são executadas, sem exceção, indiferente do valor, do prazo ou da garantia do crédito em questão, atendendo o estabelecido na Instrução CVM Nº 555 e observando o Oficio-Circular CVM/SIN 6/2014. A gestão da qualidade de crédito da carteira se dá através de ratings internos, possibilitando assim verificar a aderência dos investimentos com o apetite de risco do fundo conforme definido em seu regulamento. O monitoramento da qualidade do crédito da carteira é realizado de forma contínua pela área de Análise de Crédito, com reuniões formais trimestrais para revisão da carteira documentadas por atas e em eventuais reuniões extraordinárias. Não obstante, ocorrem reuniões semanais dos gestores e analistas de crédito para atualização de informações sobre os ativos ou prévia discussão de potenciais novos ativos para a carteira, análise de risco/retorno dos ativos e da carteira, bem como eventual realinhamento estratégico, documentadas por atas. O detalhamento das métricas utilizadas está no Manual de Crédito mencionado anteriormente. 4

5 Risco Operacional: Utilizamos o Enterprise Risk Management Integrated Framework (COSO ERM Framework), emitido pelo Committee of Sponsoring Organizations of the Treadway Commission. Os processos das GESTORAS são mapeados assim como riscos e controles. Posteriormente são analisadas probabilidade e o impacto de cada risco residual. Para eventos críticos são criados planos de ação para mitigar a exposição. A revisão se dá no mínimo a cada 12 meses. Outras métricas e ferramentas específicas podem ser adotadas para atender diferentes níveis de complexidade e particularidades de fundos ou classes de fundos de investimento. 7. ORGANOGRAMA 8. FLUXO DE INFORMAÇÕES As áreas de Risco e Análise de Crédito produzem tempestivamente relatórios (diários, semanais e mensais) para controle, monitoramento, mensuração e ajuste permanente dos riscos. Em posse desses relatórios, as GESTORAS podem acompanhar os riscos incorridos pelos fundos de investimento. 9. ESTRUTURA DE GOVERNANÇA A estrutura de gerenciamento de risco é independente da área de gestão. As áreas de Risco e Análise de Crédito respondem diretamente ao Comitê Executivo do Grupo Brasil Plural. Dentro das GESTORAS, as áreas de Análise de Crédito e Risco garantem os processos de controle de risco dos cotistas, acionistas e associados. Isto é feito através de políticas, procedimentos e metodologias de risco consistentes para cada produto individualmente e consolidado. Ficam sob 5

6 responsabilidade das áreas de Risco e Análise de Crédito o desenvolvimento e implementação da estratégia de risco, seja de mercado, liquidez crédito ou operacional. Os riscos potenciais devem ser identificados, mensurados, monitorados e, caso necessário, comunicados aos gestores e Comitê Executivo. Essa comunicação é de extrema importância para o sucesso da implementação da Política de Gestão de Riscos das GESTORAS, transmitindo as informações corretas, para as pessoas certas no tempo exato. 10. APROVAÇÃO E REVISÃO Anualmente esta política será revisada pela área de risco e aprovada pelo COMEX. 6

7

MAUÁ INVESTIMENTOS LTDA. MANUAL DE CONTROLES INTERNOS

MAUÁ INVESTIMENTOS LTDA. MANUAL DE CONTROLES INTERNOS MAUÁ INVESTIMENTOS LTDA. MANUAL DE CONTROLES INTERNOS MAIO 2016 Sumário Introdução... 3 Abrangência... 3 Risco de mercado... 3 Risco de Liquidez... 4 Risco de Crédito... 4 Risco operacional... 5 Organograma...

Leia mais

Manual de Gerenciamento de Riscos

Manual de Gerenciamento de Riscos Manual de Gerenciamento de Riscos 3 de junho de 2016 1. OBJETIVO Este manual tem por objetivo definir as diretrizes do gerenciamento de riscos aplicadas aos fundos de ações geridos pela SMARTQUANT, estabelecendo

Leia mais

MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCOS

MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCOS MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCOS Junho de 2016 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. DEFINIÇÕES... 3 2.1 Risco de Mercado... 3 2.2 Risco Operacional... 3 2.3 Risco de Liquidez... 4 3. POLÍTICA DE GERENCIAMENTO

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS E CONTROLES INTERNOS - ORIGINAL ASSET MANAGEMENT

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS E CONTROLES INTERNOS - ORIGINAL ASSET MANAGEMENT POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS E CONTROLES INTERNOS - ORIGINAL ASSET MANAGEMENT Índice A) OBJETIVOS 3 B) APROVAÇÃO 3 C) ABRANGÊNCIA 3 D) DISPOSIÇÕES GERAIS 3 1. DEFINIÇÕES 3 2. ESTRUTURA DE CONTROLE E DIRETRIZES

Leia mais

MANUAL DE GESTÃO DE RISCOS

MANUAL DE GESTÃO DE RISCOS MANUAL DE GESTÃO DE RISCOS Junho, 2016 1 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 3 2. COMITÊ DE RISCO... 3 3. RISCO DE MERCADO... 5 4. RISCO DE CRÉDITO... 6 5. RISCO DE LIQUIDEZ... 7 6. RISCO DE CONTRAPARTE... 7 7. RISCO

Leia mais

MANUAL DE RISCO OPERACIONAL TERRA NOVA GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DE NEGOCIOS LTDA.

MANUAL DE RISCO OPERACIONAL TERRA NOVA GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DE NEGOCIOS LTDA. MANUAL DE RISCO OPERACIONAL TERRA NOVA GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DE NEGOCIOS LTDA. 1 Sumário Introdução...3 Definições...3 Gerenciamento de Risco...3 Apoio ao Gerenciamento...4 Escopo de Atuação de Risco...4

Leia mais

Política de Gerenciamento de Risco de Crédito Outubro 2015

Política de Gerenciamento de Risco de Crédito Outubro 2015 Política de Gerenciamento de Risco de Crédito Outubro 2015 Elaboração: Risco Aprovação: Comex Classificação do Documento: Público ÍNDICE 1. OBJETIVO... 3 2. ABRANGÊNCIA... 3 3. DEFINIÇÕES... 3 4. RESPONSABILIDADES...

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS KAPITALO INVESTIMENTOS LTDA.

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS KAPITALO INVESTIMENTOS LTDA. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS KAPITALO INVESTIMENTOS LTDA. Novembro de 2016 Sumário POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS... 3 1.1. Introdução... 3 1.2. Objetivo... 3 1.3. Metodologia de Gerenciamento de Risco...

Leia mais

Manual de Gerenciamento de Risco de Liquidez

Manual de Gerenciamento de Risco de Liquidez Manual de Gerenciamento de Risco de Liquidez Novembro 2015 1. Introdução Este manual de gerenciamento de risco de liquidez foi criado pela equipe da Spectra Investimentos e visa atender os requerimentos

Leia mais

BONSUCESSO ASSET ADMINISTRADORA DE RECURSOS LTDA

BONSUCESSO ASSET ADMINISTRADORA DE RECURSOS LTDA ELABORAÇÃO: APROVAÇÃO: GERÊNCIA DE RISCOS JULIANA PENTAGNA GUIMARÃES Diretoria da Sociedade LEANDRO SALIBA Diretoria da Sociedade INDICE 1. OBJETIVO... 2 2. REFERÊNCIAS... 2 3. CONCEITO... 2 4. ABRANGÊNCIA...

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO Junho/2016. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO Versão: 01 Revisada: Compliance Aprovação: Mario Celso Coutinho de Souza Dias Presidente 30/06/2016 1 OBJETIVO A Política de Gestão de Risco tem como objetivo definir

Leia mais

Manual de Gerenciamento de Risco de Liquidez de Fundos de Investimento da Sparta Administradora de Recursos Ltda.

Manual de Gerenciamento de Risco de Liquidez de Fundos de Investimento da Sparta Administradora de Recursos Ltda. Manual de Gerenciamento de Risco de Liquidez de Fundos de Investimento da Sparta Administradora de Recursos Ltda. Atualizado em 12/02/2015 Capítulo I Finalidade e Abrangência Art. 1º O presente Manual

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS

RELATÓRIO DE ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS RELATÓRIO DE ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS NOVEMBRO / 2016 1. ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS 1.1 INTRODUÇÃO O gerenciamento de riscos da Biorc Financeira é acompanhado constantemente pela Diretoria, sendo

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE A GESTÃO DE RISCOS BANCO ABN AMRO S.A. Setembro de 2013

RELATÓRIO SOBRE A GESTÃO DE RISCOS BANCO ABN AMRO S.A. Setembro de 2013 RELATÓRIO SOBRE A GESTÃO DE RISCOS BANCO ABN AMRO S.A. Setembro de 2013 1 1 INTRODUÇÃO O presente relatório tem por objetivo atender ao determinado na Circular 3.477 emanada pelo Banco Central do Brasil.

Leia mais

Política de Gestão de Risco

Política de Gestão de Risco Junho de 2016 fgifts Política de Gestão de Risco 1. INTRODUÇÃO E OBJETIVO Esta política tem como objetivo, nos termos da Instrução CVM nº 558 e do Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os

Leia mais

MANUAL. Gerenciamento de Risco de Liquidez

MANUAL. Gerenciamento de Risco de Liquidez Manual de Gerenciamento de Risco de Liquidez MANUAL Gerenciamento de Risco de Liquidez ÍNDICE 1. Estrutura de Gerenciamento de Riscos... 2 2. Conceito... 2 3. Objetivo... 2 4. Abrangência... 3 5. Mensuração

Leia mais

MANUAL DE GESTÃO DE RISCOS DIRETORIA DE RISCOS E PESQUISA

MANUAL DE GESTÃO DE RISCOS DIRETORIA DE RISCOS E PESQUISA DIRETORIA DE RISCOS E PESQUISA Sumário INTRODUÇÃO... 3 1. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL E DE GOVERNANÇA INTERNA... 4 1.1 Diretoria de Riscos e Pesquisa... 6 2. TIPOLOGIA DOS RISCOS... 7 2.1 Risco de Mercado...

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS CORPORATIVOS

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS CORPORATIVOS Classificação das Informações 24/9/2015 Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 REFERÊNCIA... 3 4 CONCEITOS... 3 5 DIRETRIZES... 5 6 RESPONSABILIDADES...

Leia mais

Política de Gerenciamento de Riscos. Angá Administração de Recursos

Política de Gerenciamento de Riscos. Angá Administração de Recursos Política de Gerenciamento de Riscos Angá Administração de Recursos 1. OBJETIVO Esta Política de Gerenciamento do Risco de Mercado da ANGÁ define um conjunto de controles, processos, ferramentas, sistemas

Leia mais

Morgan Stanley Administradora de Carteiras S.A. Estrutura de Gestão de Risco Política

Morgan Stanley Administradora de Carteiras S.A. Estrutura de Gestão de Risco Política Morgan Stanley Administradora de Carteiras S.A. Estrutura de Gestão de Risco Política Data Efetiva 12 de Agosto de 2016 Departmento Responsável Aprovado por Informação de Contato Diretoria de Riscos Gerente

Leia mais

POLÍTICA DE RISCO OPERACIONAL

POLÍTICA DE RISCO OPERACIONAL Informação Pública 13/5/2016 ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 REFERÊNCIA... 3 4 CONCEITOS... 3 5 DIRETRIZES... 4 6 RESPONSABILIDADES... 7 7 INFORMAÇÕES DE CONTROLE... 10 13/5/2016 Informação

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS CORPORATIVOS

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS CORPORATIVOS Informação Pública 13/5/2016 ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 REFERÊNCIA... 3 4 CONCEITOS... 3 5 DIRETRIZES... 5 6 RESPONSABILIDADES... 7 7 INFORMAÇÕES DE CONTROLE...11 13/5/2016 Informação

Leia mais

KPR INVESTIMENTOS LTDA.

KPR INVESTIMENTOS LTDA. POLÍTICA DE CONTROLE DE RISCOS KPR INVESTIMENTOS LTDA. CNPJ/MF 23.361.939/0001-87 NIRE 35.229.490.246 São Paulo POLÍTICA DE CONTROLE DE RISCOS 1. O presente Capítulo dispõe acerca da política de controle

Leia mais

Norma de Gestão de Risco

Norma de Gestão de Risco 23/06/206 20/06/206 -. OBJETIVO Esta norma estabelece a Política de gestão de Riscos, observando as melhores práticas de mercado através da governança, metodologias, processos e sistemas necessários para

Leia mais

Política de Gestão de Riscos

Política de Gestão de Riscos Política de Gestão de Riscos Introdução Pelo presente documento, a BC GESTÃO DE RECURSOS LTDA. ( Brasil Capital ), vem, nos termos da Instrução CVM n.º 558/15, do Código de Autorregulação da Associação

Leia mais

MANUAL DE GESTÃO DE RISCO

MANUAL DE GESTÃO DE RISCO MANUAL DE GESTÃO DE RISCO Atualização Junho de 2016 1 Índice Studio Investimentos... 3 Introdução... 3 Princípios do Gerenciamento de Risco... 3 Conceito de preservação da capacidade de gestão... 4 Metodologia

Leia mais

POLÍTICA DE RISCO DE CRÉDITO, DE CONCENTRAÇÃO E DE CONTRAPARTE DOS FUNDOS E CARTEIRAS GERIDOS PELO SICREDI

POLÍTICA DE RISCO DE CRÉDITO, DE CONCENTRAÇÃO E DE CONTRAPARTE DOS FUNDOS E CARTEIRAS GERIDOS PELO SICREDI POLÍTICA DE RISCO DE CRÉDITO, DE CONCENTRAÇÃO E DE CONTRAPARTE DOS FUNDOS E CARTEIRAS GERIDOS PELO SICREDI Versão: outubro/2016 1. OBJETIVO Em conformidade com a Política de Gerenciamento de Riscos dos

Leia mais

Relatório de Gestão de Risco. Relatório de Gestão de Riscos

Relatório de Gestão de Risco. Relatório de Gestão de Riscos Relatório de Gestão de Riscos 1. INTRODUÇÃO O presente relatório tem como objeto apresentar as informações quantitativas e qualitativas referentes às práticas de gestão de riscos da Agiplan Financeira

Leia mais

Política de Gestão de Risco

Política de Gestão de Risco Junho de 2016 fgifts Atualizada em Dezembro de 2016 Política de Gestão de Risco 1. INTRODUÇÃO E OBJETIVO Esta política tem como objetivo, nos termos da Instrução CVM nº 558 e do Código ANBIMA de Regulação

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS Junho/2016 Sócios / Administração 1 / 7 Índice 1. Objetivo... 3 2. Estrutura... 3 a. Comitê de Risco... 3 3. Risco de Preço... 4 4. Risco de Liquidez e Concentração... 4 5.

Leia mais

MANUAL DE GESTÃO DE RISCOS SAGA GESTÃO DE INVESTIMENTOS FINANCEIROS LTDA. ( Sociedade )

MANUAL DE GESTÃO DE RISCOS SAGA GESTÃO DE INVESTIMENTOS FINANCEIROS LTDA. ( Sociedade ) MANUAL DE GESTÃO DE RISCOS SAGA GESTÃO DE INVESTIMENTOS FINANCEIROS LTDA. ( Sociedade ) Versão Junho/2016 Objetivo: o presente instrumento tem por objetivo formalizar a metodologia de monitoramento e gerenciamento

Leia mais

SF2 Investimentos. Manual de Gerenciamento de Risco de Liquidez

SF2 Investimentos. Manual de Gerenciamento de Risco de Liquidez SF2 Investimentos Manual de Gerenciamento de Risco de Liquidez Dezembro 2015 1. OBJETIVOS Estabelecer e formalizar as diretrizes dos processos utilizados para o gerenciamento de liquidez de fundos de investimento

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS 3ª REVISÃO INÍCIO DA VIGÊNCIA. 15/junho/2016

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS 3ª REVISÃO INÍCIO DA VIGÊNCIA. 15/junho/2016 POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS 3ª REVISÃO INÍCIO DA VIGÊNCIA 15/junho/2016 Pg 1 de 6 I. OBJETIVO E ESCOPO 1. O objetivo do Gerenciamento de Riscos da Capitânia é preservar a aderência dos fundos por ela

Leia mais

Estruturas de Gerenciamento de Riscos e Comitê Regulatório de Gerenciamento de Riscos

Estruturas de Gerenciamento de Riscos e Comitê Regulatório de Gerenciamento de Riscos Estruturas de Gerenciamento de Riscos e Comitê Regulatório de Gerenciamento de Riscos 1. Definição de Risco Operacional Gerenciamento de Risco Operacional De acordo com a Resolução do CMN (Conselho Monetário

Leia mais

Política de Gestão de Risco de Investimento

Política de Gestão de Risco de Investimento Política de Gestão de Risco de Investimento Política da Schroder Brasil Junho de 2016 Todos os direitos reservados pela Schroders. Nenhuma parte desta comunicação poderá ser reproduzida ou transmitida

Leia mais

Política de Gestão de Riscos. Junho/2016 Edge Brasil Gestão de Ativos Ltda.

Política de Gestão de Riscos. Junho/2016 Edge Brasil Gestão de Ativos Ltda. Política de Gestão de Riscos Junho/2016 Edge Brasil Gestão de Ativos Ltda. 1 ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS 1.1 Introdução A presente Política de Risco tem por objetivo descrever a estrutura e metodologia

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS CONVEST CONSULTORIA DE INVESTIMENTOS LTDA.

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS CONVEST CONSULTORIA DE INVESTIMENTOS LTDA. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS CONVEST CONSULTORIA DE INVESTIMENTOS LTDA. - 1 - Sumário 1. Introdução... 3 2. Risco de Crédito... 4 3. Risco de Mercado... 4 4. Risco Operacional... 5 5. Risco de Liquidez...

Leia mais

POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE CRÉDITO 2ª REVISÃO INÍCIO DA VIGÊNCIA. 15/junho/2016

POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE CRÉDITO 2ª REVISÃO INÍCIO DA VIGÊNCIA. 15/junho/2016 POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE CRÉDITO 2ª REVISÃO INÍCIO DA VIGÊNCIA 15/junho/2016 Pg 1 de 6 I. OBJETIVO E ESCOPO 1. O objetivo desta Política é dar as diretrizes do gerenciamento do risco de crédito

Leia mais

Política de Gerenciamento de Risco de Mercado BAHIA AM RENDA VARIÁVEL LTDA

Política de Gerenciamento de Risco de Mercado BAHIA AM RENDA VARIÁVEL LTDA Política de Gerenciamento de Risco de Mercado BAHIA AM RENDA VARIÁVEL LTDA 1. OBJETIVO:... 2 2. CONCEITUAÇÃO / DEFINIÇÃO:... 2 3. ABRANGÊNCIA / ÁREAS ENVOLVIDAS:... 2 4. RESPONSABILIDADES:... 2 04.01.

Leia mais

Norma de Gestão de Risco de Mercado

Norma de Gestão de Risco de Mercado 23/06/206 20/06/206 -. OBJETIVO Esta norma estabelece a Política de Risco de Mercado, observando as melhores práticas de mercado através da governança, metodologias, processos e sistemas necessários para

Leia mais

Política institucional de gerenciamento de riscos de mercado e de liquidez

Política institucional de gerenciamento de riscos de mercado e de liquidez 1. Esta Política institucional de gerenciamento de riscos de mercado e de liquidez: a) é elaborada por proposta da área responsável pelo gerenciamento dos riscos de mercado e de liquidez do Banco Cooperativo

Leia mais

O Chief Risk Officer (CRO) responde diretamente ao Comitê de Risco, que é formado por executivos e sócios do Brasil Plural.

O Chief Risk Officer (CRO) responde diretamente ao Comitê de Risco, que é formado por executivos e sócios do Brasil Plural. POLÍTICA DE RISCOS Novembro de 2012 1. Risco O BRASIL PLURAL possui como filosofia ser conservador em sua atuação, preocupando se com a gestão eficiente dos riscos intrínsecos ao seu negócio. Para tanto,

Leia mais

Banco Safra S.A. Política de Gestão de Riscos

Banco Safra S.A. Política de Gestão de Riscos Banco Safra S.A Política de Gestão de Riscos 1.INTRODUÇÃO O presente documento tem o objetivo de apresentar as metodologias, procedimentos, e estrutura organizacional empregados no monitoramento dos principais

Leia mais

Índice. 026/3- Manual de Política de Risco Página 1 de 7. Referência: Corporativas Código: 026/3

Índice. 026/3- Manual de Política de Risco Página 1 de 7. Referência: Corporativas Código: 026/3 Índice 1. Introdução... 1 1.1 Objetivo... 2 1.2 Principios... 2 2. Estrutura Organizacional... 2 3. Risco de Mercado... 2 4. Risco de Crédito/Contraparte... 3 5. Risco Concentração... 4 6. Risco Operacional/Legal...

Leia mais

POLITICA DE GESTÃO DE RISCOS

POLITICA DE GESTÃO DE RISCOS POLITICA DE GESTÃO DE RISCOS ELDORADO DO SUL/ RS Dezembro/2016 Sumário 1. Apresentação 2. Introdução 2.1. Princípios de Basileia 2.2. Gerenciamento Integrado de Riscos 2.3. Princípios Gerais do Gerenciamento

Leia mais

POLÍTICA DE RISCO DE LIQUIDEZ

POLÍTICA DE RISCO DE LIQUIDEZ POLÍTICA DE RISCO DE LIQUIDEZ Gerência de Riscos e Compliance Página 1 Sumário 1. Objetivo... 3 2. Organograma... 3 3. Vigência... 4 4. Abrangência... 4 5. Conceito... 5 5.1 Risco de liquidez do fluxo

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO Este material foi elaborado pela Gestão de Recursos Ltda. ( ), e não pode ser copiado, reproduzido ou distribuído sem sua prévia e expressa concordância. Página 1 de 6 Ficha

Leia mais

BM&FBOVESPA. Política de Gestão de Riscos Corporativos. Diretoria de Controles Internos, Compliance e Risco Corporativo. Última Revisão: março de 2013

BM&FBOVESPA. Política de Gestão de Riscos Corporativos. Diretoria de Controles Internos, Compliance e Risco Corporativo. Última Revisão: março de 2013 BM&FBOVESPA Diretoria de Controles Internos, Compliance e Risco Corporativo Página 1 Última Revisão: março de 2013 Uso interno Índice 1. OBJETIVO... 3 2. ABRANGÊNCIA... 3 3. REFERÊNCIA... 3 4. CONCEITOS...

Leia mais

Política de Gestão de Riscos de Carteiras Administrada e Fundos de Investimento

Política de Gestão de Riscos de Carteiras Administrada e Fundos de Investimento Política de Gestão de Riscos de Carteiras Administrada e Fundos de Investimento JURISDIÇÃO GEOGRÁFICA AND BAH BRA ESP ISR LUX MEX MON PAN SUI URU USA X A informação contida neste documento é de uso interno

Leia mais

GERENCIAMENTO RISCO DE LIQUIDEZ

GERENCIAMENTO RISCO DE LIQUIDEZ GERENCIAMENTO RISCO DE LIQUIDEZ ÍNDICE 1. DEFINIÇÕES BÁSICAS... 3 2. RISCO DE LIQUIDEZ ESTRUTURA... 3 3. RESPONSABILIDADES... 3 4. METODOLOGIA... 4 5. STRESS TESTING... 4 6. SISTEMAS... 4 7. TESTES DE

Leia mais

COOPERATIVAS DE CRÉDITO RURAL COM INTERAÇÃO SOLIDÁRIA SISTEMA CRESOL SICOPER

COOPERATIVAS DE CRÉDITO RURAL COM INTERAÇÃO SOLIDÁRIA SISTEMA CRESOL SICOPER COOPERATIVAS DE CRÉDITO RURAL COM INTERAÇÃO SOLIDÁRIA SISTEMA CRESOL SICOPER ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS SISTEMA CENTRAL CRESOL SICOPER Passo Fundo RS 2016 Versão 1.0 Cooperativa Central de Crédito

Leia mais

POLÍTICA DE GERENCIAMENTO

POLÍTICA DE GERENCIAMENTO NORTE INVESTIMENTOS ADMINISTRADORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCO OPERACIONAL Versão 1.0 Vigência Agosto / 2016 Classificação das Informações [ X ] Uso Interno [ ] Uso Público Conteúdo

Leia mais

Política de Risco. Novembro de 2016

Política de Risco. Novembro de 2016 Política de Risco Novembro de 2016 Rua Leopoldo Couto de Magalhães Júnior 700 11º andar Itaim Bibi São Paulo SP 04542-000 Brasil +55 11 3701.8500 verdeasset.com.br Válido a partir de Novembro de 2016 Área

Leia mais

ARTESIA GESTÃO DE RECURSOS S.A. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS

ARTESIA GESTÃO DE RECURSOS S.A. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS ARTESIA GESTÃO DE RECURSOS S.A. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS São Paulo, 30 de maio de 2016 1. Introdução A presente Política de Gestão de Riscos ( Política ) estabelece procedimentos de controle e gerenciamento

Leia mais

MANUAL DE LIQUIDEZ FUNDOS DE INVESTIMENTO. Brainvest Consultoria Financeira LTDA

MANUAL DE LIQUIDEZ FUNDOS DE INVESTIMENTO. Brainvest Consultoria Financeira LTDA MANUAL DE LIQUIDEZ FUNDOS DE INVESTIMENTO Brainvest Consultoria Financeira LTDA ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 3 2. POLÍTICAS DO GERENCIAMENTO DO RISCO DE LIQUIDEZ 3 3. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL 6 4. RESPONSABILIDADE

Leia mais

Política de Gestão de Riscos. Junho/2016 Edge Brasil Gestão de Ativos Ltda

Política de Gestão de Riscos. Junho/2016 Edge Brasil Gestão de Ativos Ltda Política de Gestão de Riscos Junho/2016 Edge Brasil Gestão de Ativos Ltda 1 ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS 1.1 Introdução A presente Política de Risco tem por objetivo descrever a estrutura e metodologia

Leia mais

Risco de Liquidez. Um Investimentos S/A CTVM. Fev/2010 Atualização Set/ 13 Atualização Fev/14. Resolução nº 4090/12

Risco de Liquidez. Um Investimentos S/A CTVM. Fev/2010 Atualização Set/ 13 Atualização Fev/14. Resolução nº 4090/12 Risco de Liquidez Resolução nº 4090/12 Fev/2010 Atualização Set/ 13 Atualização Fev/14 Um Investimentos S/A CTVM Objetivo Estabelecer as diretrizes para o gerenciamento dos riscos de liquidez a assegurar

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCO Junho/2016 Esta Política de Gestão de Risco foi elaborada de acordo com as políticas internas da EXPLORA INVESTIMENTOS GESTÃO DE RECURSOS LTDA., inclusive o Código de Ética

Leia mais

A BAF aplica as seguintes metodologias para a gestão suas atividades:

A BAF aplica as seguintes metodologias para a gestão suas atividades: POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS A BAF Investimentos Ltda. ("BAF") tem como filosofia ser conservadora em sua atuação, visando à gestão eficiente dos riscos intrínsecos as suas atividades. Nesse sentido, os

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO Versão 2016.1 Editada em Junho de 2016 Versão: Atualizada em: Página 001/2014 28/02/2014 1/3 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. RESPONSABILIDADES... 3

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS CM CAPITAL MARKETS ASSET MANAGEMENT Data de Atualização: 06/2016 Aviso Legal: Este documento pode conter informações confidenciais e/ou privilegiadas. Se você não for o destinatário

Leia mais

MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE MERCADO

MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE MERCADO MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE MERCADO ÍNDICE 1. GERENCIAMENTO DE RISCO 3 2. DEFINIÇÃO DE RISCO DE MERCADO 3 3. ANÁLISE DE RISCO DE MERCADO 3 4. ESTRUTURA PARA O GERENCIAMENTO DOS RISCOS 4 5. ESTRUTURA

Leia mais

Relatório de Gestão de Riscos 2015

Relatório de Gestão de Riscos 2015 Relatório de Gestão de Riscos 2015 2/16 Sumário 1. Introdução... 3 2. Perfil da Instituição... 3 3. Estrutura de Gerenciamento de Riscos... 4 3.1 Gestão de Risco de Mercado... 5 3.1.1 Instrumentos de monitoramento

Leia mais

POLÍTICA DE RISCO EMISSOR: BRAZIL ASSET MANGEMENT DATA DE EMISSÃO/VIGÊNCIA: JUNHO 2016 DATA DE REVISÃO:

POLÍTICA DE RISCO EMISSOR: BRAZIL ASSET MANGEMENT DATA DE EMISSÃO/VIGÊNCIA: JUNHO 2016 DATA DE REVISÃO: POLÍTICA DE RISCO EMISSOR: BRAZIL ASSET MANGEMENT DATA DE EMISSÃO/VIGÊNCIA: JUNHO 2016 DATA DE REVISÃO: JUNHO 2016 Política de Riscos Brazil Asset Management - Citibank S.A. Pagina 1 de 26 ÍNDICE 1. Visão

Leia mais

H11 GESTÃO DE RECURSOS LTDA.

H11 GESTÃO DE RECURSOS LTDA. H11 GESTÃO DE RECURSOS LTDA. Empresa: Documento: H11 Gestão de Recursos Ltda. Versão anterior: 11/06/2015 Atualização: 18/02/2016 Data Emissão / Revisão n.º revisão: 18/02/2016 ver. 1 Página: 2 1. RISCO

Leia mais

Manual de Gerenciamento do Risco

Manual de Gerenciamento do Risco Manual de Gerenciamento do Risco Junho de 2016 Sumário 1. Objetivo 2. Classificação dos Riscos 3. Monitoramento 4. Diretoria 1. Objetivo A Política de Gestão de Riscos tem como objetivo definir e disciplinar

Leia mais

ASIA ASSET GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS

ASIA ASSET GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS ASIA ASSET GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS 1. OBJETIVO 1.1. A presente Política de Gestão de Riscos ( Política ) tem como objetivo estabelecer os fundamentos associados ao processo

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos

Relatório de Gerenciamento de Riscos Relatório de Gerenciamento de Riscos 1º Semestre de 2016 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Gerenciamento de Riscos... 3 2.1. Organograma... 4 3. Risco de Crédito... 4 3.1. Definição... 4 3.2. Gerenciamento...

Leia mais

Política de Gestão de Riscos

Política de Gestão de Riscos Política de Gestão de Riscos Skopos Investimentos Ltda. Ficha Técnica: Título: Política de Gestão de Riscos; Área responsável: Compliance Descrição do documento: O presente documento estabelece os controles

Leia mais

POLÍTICA DE RISCO DE CRÉDITO

POLÍTICA DE RISCO DE CRÉDITO POLÍTICA DE RISCO DE CRÉDITO Gerência de Riscos e Compliance Página 1 Índice 1. Objetivo... 3 2. Abrangência... 3 3. Vigência... 3 4. Conceito... 3 5. Estrutura da Área... 4 6. Análise de Risco de Crédito...

Leia mais

WORKSHOP SOBRE CONTROLOS INTERNOS Abril/2016

WORKSHOP SOBRE CONTROLOS INTERNOS Abril/2016 WORKSHOP SOBRE CONTROLOS INTERNOS Abril/2016 Organizações de todos os tipos e tamanhos enfrentam influências e fatores internos e externos que tornam incerto se e quando elas atingirão seus objetivos.

Leia mais

Política de Gestão de Riscos AES Brasil

Política de Gestão de Riscos AES Brasil Política de Gestão de Riscos AES Brasil 1 OBJETIVO Fornecer as diretrizes gerais para a Gestão de Riscos do Grupo AES no Brasil, visando conceituar e documentar os princípios de Gestão de Riscos e atividades

Leia mais

BONSUCESSO ASSET ADMINISTRADORA DE RECURSOS LTDA

BONSUCESSO ASSET ADMINISTRADORA DE RECURSOS LTDA ELABORAÇÃO: APROVAÇÃO: GERÊNCIA DE RISCOS JULIANA PENTAGNA GUIMARÃES Diretoria da Sociedade LEANDRO SALIBA Diretoria da Sociedade INDICE 1. OBJETIVO... 2 2. REFERÊNCIAS... 2 3. CONCEITO... 2 4. ABRANGÊNCIA...

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO

SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE RISCOS DEPARTAMENTO DE GESTÃO DE RISCOS 1. Gerenciamento de Riscos Atendendo recomendação do Banco Central do Brasil, conforme Resoluções BACEN

Leia mais

RISCO DE CRÉDITO Estrutura Organizacional Gerenciamento de Riscos Banco Fidis S.A.

RISCO DE CRÉDITO Estrutura Organizacional Gerenciamento de Riscos Banco Fidis S.A. RISCO DE CRÉDITO Estrutura Organizacional A estrutura para gestão de riscos do Banco Fidis deverá ser composta de Comitê de Cobrança e Risco, que é o órgão com responsabilidade de gerir o Risco de Crédito,

Leia mais

Morgan Stanley. Estrutura de Gerenciamento do Risco de Liquidez

Morgan Stanley. Estrutura de Gerenciamento do Risco de Liquidez Morgan Stanley Estrutura de Gerenciamento do Risco de Liquidez Título Estrutura de Gerenciamento do Risco de Liquidez Data de Vigência: 2015 Proprietário Tesouraria Corporativa Aprovação Diretor Financeiro

Leia mais

POLÍTICAS DE TOMADA DE DECISÃO, SELEÇÃO E ALOCAÇÃO DE ATIVOS

POLÍTICAS DE TOMADA DE DECISÃO, SELEÇÃO E ALOCAÇÃO DE ATIVOS POLÍTICAS DE TOMADA DE DECISÃO, SELEÇÃO E ALOCAÇÃO DE ATIVOS Última atualização: 30/06/2016 Produzido pela área de Riscos do Modal Asset Management Aprovado e revisado por Comitê de Risco A reprodução

Leia mais

EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE MERCADO

EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE MERCADO EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE MERCADO Janeiro 2013 Revisões Revisão Data Alteração Responsáveis 00 01/15/2013 Criação do Documento Gustavo P Gato 2 Índice

Leia mais

#pública. Risco Operacional

#pública. Risco Operacional #pública Risco Operacional Estrutura de Gerenciamento 2015 SUMÁRIO 1. Objetivo 3 2. Estrutura Organizacional 3 3. Governança para a Gestão do Risco Operacional 4 3.1 Conselho de Administração 4 3.2 Diretoria

Leia mais

MANUAL DE GESTÃO DE RISCOS

MANUAL DE GESTÃO DE RISCOS MANUAL DE GESTÃO DE RISCOS DA JUNHO 2016 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1. Objetivo... 3 2. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS... 3 2.1. Diretrizes... 3 3. RISCO DE MERCADO... 4 4. RISCO DE LIQUIDEZ... 5 4.1. Introdução...

Leia mais

POLÍTICA FORMAL DE DECISÃO DE INVESTIMENTOS E DE SELEÇÃO E ALOCAÇÃO DE ATIVOS DA O3 GESTÃO DE RECURSOS LTDA. ( Política )

POLÍTICA FORMAL DE DECISÃO DE INVESTIMENTOS E DE SELEÇÃO E ALOCAÇÃO DE ATIVOS DA O3 GESTÃO DE RECURSOS LTDA. ( Política ) POLÍTICA FORMAL DE DECISÃO DE INVESTIMENTOS E DE SELEÇÃO E ALOCAÇÃO DE ATIVOS DA O3 GESTÃO DE RECURSOS LTDA. ( Política ) 1. INTRODUÇÃO 1.1. Esta Política, adotada nos termos da Instrução de CVM 558, de

Leia mais

DAYCOVAL ASSET MANAGEMENT ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS JUNHO/2016

DAYCOVAL ASSET MANAGEMENT ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS JUNHO/2016 DAYCOVAL ASSET MANAGEMENT ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS JUNHO/2016 1. OBJETO 1.1. A área de risco da DAYCOVAL ASSET MANAGEMENT ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA. ( Daycoval

Leia mais

MANUAL DE GESTÃO DE RISCOS

MANUAL DE GESTÃO DE RISCOS MANUAL DE GESTÃO DE RISCOS Junho, 2016 1 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 3 2. COMITÊ DE RISCO e CONTROLES INTERNOS... 3 3. ORGANOGRAMA... 3 4. RISCO DE CRÉDITO... 4 5. RISCO DE LIQUIDEZ... 4 6. RISCO DE CONTRAPARTE...

Leia mais

Manual de Gestão de Risco de Mercado para Fundos de Investimento

Manual de Gestão de Risco de Mercado para Fundos de Investimento #publica Manual de Gestão de Risco de Mercado para Fundos de Investimento Aprovado pela Diretoria Executiva em 25/10/2016 Criação: 29/09/2016 Versão: 1.1 SUMÁRIO 1. CONTEXTO, FUNÇÕES E RESPONSABILIDADES

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS NOVERO INVESTIMENTOS LTDA. ( Sociedade )

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS NOVERO INVESTIMENTOS LTDA. ( Sociedade ) POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS NOVERO INVESTIMENTOS LTDA. ( Sociedade ) Versão: Novembro/2016 Objetivo: o presente instrumento tem por objetivo formalizar a metodologia de monitoramento e gerenciamento dos

Leia mais

Política de Gestão Estratégica de Riscos e Controles Internos CELESC

Política de Gestão Estratégica de Riscos e Controles Internos CELESC Política de Gestão Estratégica de Riscos e Controles Internos CELESC Política de Gestão Estratégica de Riscos e Controles Internos CELESC SUMÁRIO SUMÁRIO... 1 INTRODUÇÃO... 2 OBJETIVOS... 3 CONCEITOS...

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE A GESTÃO DE RISCOS BANCO ABN AMRO S.A. Setembro de 2013

RELATÓRIO SOBRE A GESTÃO DE RISCOS BANCO ABN AMRO S.A. Setembro de 2013 RELATÓRIO SOBRE A GESTÃO DE RISCOS BANCO ABN AMRO S.A. Setembro de 2013 SP Rua Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, 700, 4º andar Itaim Bibi São Paulo SP CEP: 04542000 Tel: (11) 30737400 Fax: (11) 30737404

Leia mais

Manual de Gerenciamento de Risco de Liquidez

Manual de Gerenciamento de Risco de Liquidez Manual de Gerenciamento de Risco de Liquidez 2015 1 A Cultinvest Asset Management apresenta o Manual de Liquidez dos Fundos de Investimento que foi elaborado de acordo com a legislação vigente e alinhado

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS Page 1 of 10 Código: Localizador: Revisão: N.º Páginas: PGR_vs.07 Z:\SISTEMA DE POLÍTICAS INTERNAS 07 10 Emissor: Data da Atualização: Integral Investimentos Ltda. 09/03/2017 Título: Política de Gestão

Leia mais

Política de Gestão de Risco Citibank DTVM S.A

Política de Gestão de Risco Citibank DTVM S.A Política de Gestão de Risco Citibank DTVM S.A VERSÃO JUNHO 2016 Vigência a partir de: 01/07/2016 ALL RIGHTS RESERVED ÍNDICE 1. Objetivo... 3 2. Abrangência... 3 3. Estrutura de Gestão de Riscos... 3 3.1.

Leia mais

MANUAL DE RISCOS DE MERCADO Modal Administradora de Recursos Ltda. - MAR

MANUAL DE RISCOS DE MERCADO Modal Administradora de Recursos Ltda. - MAR MANUAL DE RISCOS DE MERCADO Modal Administradora de Recursos Ltda. - MAR Última atualização: Junho / 2016 EXCLUSIVO PARA USO INTERNO Produzido pelas áreas de Risco Operacional e Compliance, Controladoria

Leia mais

Relatório de Gerenciamento de Riscos

Relatório de Gerenciamento de Riscos Relatório de Gerenciamento de Riscos 2º Semestre de 2016 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Gerenciamento de Riscos... 3 2.1. Organograma... 4 3. Risco de Crédito... 4 3.1. Definição... 4 3.2. Gerenciamento...

Leia mais

RELATÓRIO DE GERENCIAMENTO

RELATÓRIO DE GERENCIAMENTO RELATÓRIO DE GERENCIAMENTO DE RISCOS E DE CAPITAL Pilar 3 Basileia DATA-BASE: 31/03/2017 (1T2017) Sumário Introdução... 3 Principais Categorias de Risco... 3 Estrutura de Gerenciamento de Riscos e de Capital...

Leia mais

MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE LIQUIDEZ. Agosto / versão 3

MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE LIQUIDEZ. Agosto / versão 3 MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE LIQUIDEZ Agosto / 2015 - versão 3 SUMÁRIO I) INTRODUÇÃO... 2 II) DIRETRIZES... 2 III) DEFINIÇÕES... 3 A. CRITÉRIOS PARA LIQUIDEZ DOS ATIVOS... 3 B. CRITÉRIOS PARA CONTROLE

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS 1. OBJETIVO A presente política de Gestão de Riscos tem por objetivo principal estabelecer diretrizes e responsabilidades na gestão de riscos atrelados aos ativos de terceiros

Leia mais

Norma de Gestão de Risco de Liquidez

Norma de Gestão de Risco de Liquidez 23/ /06/206 29/ /06/207-8. OBJETIVO Esta norma estabelece a Política de gestão de Risco de Liquidez, observando as melhores práticas de mercado através da governança, metodologias, processos e sistemas

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS ESTÁTER ASSESSORIA FINANCEIRA LTDA. JUNHO/2016

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS ESTÁTER ASSESSORIA FINANCEIRA LTDA. JUNHO/2016 POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS da ESTÁTER ASSESSORIA FINANCEIRA LTDA. JUNHO/2016 ÍNDICE 1. Introdução... 3 2. Estrutura Operacional... 4 3. Gerenciamento de Riscos... 5 4. Metodologia... 8 2 1. Introdução

Leia mais

Manual de Compliance e Controles Internos Compliance

Manual de Compliance e Controles Internos Compliance Manual de Compliance e Controles Internos Compliance Junho de 2016 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. APLICABILIDADE... 2 3. RESPONSABILIDADES... 2 3.1. ÁREAS INTERNAS 2 3.2. COMPLIANCE 2 3.3. DIRETORIA 2 3.4.

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS SUMÁRIO

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS SUMÁRIO POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS SUMÁRIO I - INTRODUÇÃO... 2 II - IDENTIFICAÇÃO, AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DOS RISCOS... 2 III - FATORES DE RISCO... 4 IV - CONTROLES, GESTÃO E MITIGAÇÃO DOS RISCOS... 6 4.5.

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS JUNHO DE 2016 Sumário POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS... 3 1 Objetivos... 3 2 Princípios Gerais... 3 3 Definições... 4 4 Metodologia... 4 5 Áreas Envolvidas... 5 6 Diretrizes...

Leia mais