Editorial. Tempos modernos Tenho carro, mas prefiro andar a cavalo. Novidades saborosas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Editorial. Tempos modernos Tenho carro, mas prefiro andar a cavalo. Novidades saborosas"

Transcrição

1

2 Editorial Novidades saborosas O lançamento de produtos do Frigorífico Cotripal é motivo de satisfação e até orgulho para todos nós. Independente de ter algum vínculo direto com a Cooperativa, como associado ou colaborador, todo cidadão das comunidades onde a Cotripal atua pode se sentir envaidecido com a sofisticação e a qualidade dessas novidades. Afinal de contas, aquilo que uma empresa da região desenvolve é fruto do caráter empreendedor da nossa gente. Esse lançamento é resultado de um trabalho cuidadoso de engenharia de alimentos. Levou-se em conta, durante a pesquisa, a importância de se desenvolver produtos saudáveis, de custo acessível, com belíssimas apresentações e, o mais importante, muito saborosos. Quem experimentar comprovará, com certeza, que a meta foi satisfatoriamente atingida. O melhor de tudo é que as técnicas modernas utilizadas para o desenvolvimento dos novos produtos também estão sendo aplicadas no aperfeiçoamento daqueles já existentes. Ao adquirir qualquer um dos itens do Frigorífico Cotripal, além da excelência do sabor, o cliente leva junto para casa muita qualidade e segurança. Além disso, o lançamento chega num momento bastante propício, já que representa um gostoso presente de Dia das Mães para o consumidor. Assim, homenageando cada mamãe, comemoramos essa deliciosa conquista da Cotripal. Por Marco André Regis Gerente de Comunicação e Marketing Tempos modernos Tenho carro, mas prefiro andar a cavalo Aos 58 anos, o aposentado Francisco Freitas dos Santos desfila elegante pelas ruas do município onde mora, montado em um de seus cavalos. Residente na Linha Faxinal, interior de Panambi, ele precisa se deslocar até a cidade para realizar as tarefas comuns do dia-a-dia como pagamentos e compras. Poderia até ir de carro, mas prefiro ir a cavalo porque, além de ser mais barato, me sinto mais seguro, sei que fui eu quem o ensinou. Desde jovem, Francisco doma cavalos na chácara onde mora e passou essa tradição para seus 11 filhos, que também sabem as artimanhas da doma e do amor pelo animal. Segundo ele, seu cavalo é um bicho obediente que respeita o trânsito, os pedestres e não sobe nas calçadas. Prova disso é que o bichano ficou um bom tempo amarrado em um poste em frente ao Escritório Administrativo da Cotripal, esperando o dono voltar. E se comportou muito bem! Em pleno século 21, Francisco valoriza a tradição INFORMATIVO ATUALIDADES COTRIPAL COOPERATIVA TRITÍCOLA PANAMBI LTDA Rua Herrmann Meyer, Centro CEP: Panambi-RS Fone: (55) Fax: (55) CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Presidente: Gerhardo Strobel Vice-Presidente: Arlindo Tonel Costa Beber Conselheiros: Romeo Wentz, Ricardo Severo Malheiros, Dair Jorge Pfeifer, Selmiro Armindo Schneider, Germano Döwich, Edgar Ivo Brönstrup e Adenir Carlos Soldera CONSELHO FISCAL Ilmo Springer, Ari Scholten, Lauri Springer, Elton Trennepohl, Delmar Schmidt e Auri Lohmann COMISSÃO ORGANIZADORA Analice Malheiros Oliveira, Elmo Kläsener, Ilmo Roque Watthier, Inácio Brust, Lauro Wanderer, Marco André Regis e Monica Schlieck Heinrichs DESIGN GRÁFICO Analice Malheiros Oliveira e Monica Schlieck Heinrichs REDAÇÃO Monica Schlieck Heinrichs e Tamar Mirella P. Santos JORNALISTA RESPONSÁVEL Monica Schlieck Heinrichs - Mtb 9766 IMPRESSÃO Kunde Indústrias Gráficas Ltda - Tiragem: exemplares 02

3 Qualificação PAS está em fase de finalização na Cotripal Mais qualidade e segurança no processo de produção de alimentos Uniformes com tarja azul e verde identificam a troca diária Implantado há oito meses na Cotripal, o Programa Alimento Seguro - PAS, desenvolvido pelo Senai, apresenta resultados satisfatórios, segundo os coordenadores internos do Programa, Aléssio Hess e Dílson Frees. Mais do que sabor e aparência agradável, procuramos oferecer segurança nos alimentos produzidos na padaria, confeitaria e restaurante. Já tivemos progresso, pois muitas melhorias foram realizadas, principalmente na manipulação dos alimentos, na conservação e armazenagem de matéria-prima, comenta Aléssio, supervisor do supermercado de Panambi. As inúmeras melhorias implantadas têm a finalidade de oferecer mais qualidade nos produtos e serviços oferecidos, bem como, atender às recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Dentre as adequações destacam-se a troca diária de uniforme e o uso de sapatos brancos na área industrial, inibindo fatores que possam contagiar os alimentos; inspeção constante no recebimento, conservação e armazenagem de matéria-prima, evitando fungos e bactérias; fritura de salgados e lanches a cada duas horas; armazenagem de produtos no balcão a uma temperatura superior a 60º, evitando assim alteração no sabor e proliferação de bactérias; limpeza dos equipamentos com detergente que contém princípios ativos que higienizam e sanificam equipamentos e utensílios. Também fazem parte das ações do programa, o monitoramento diário através de anotações sobre o processo de fabricação e também sobre a saúde e higiene dos manipuladores; realização periódica de treinamento dos colaboradores e efetivação de palestra sobre Manejo Integrado de Pragas e Manejo de Resíduos (lixo). Conforme o consultor do Senai, Lazzaro Flech Silva, as etapas do Programa estão sendo cumpridas dentro do prazo e os resultados estão de acordo com as expectativas. Percebemos o comprometimento de todos os envolvidos e já notamos que os manipuladores estão se empenhando em oferecer mais qualidade em seus serviços, destaca. A próxima fase será a elaboração conjunta dos Procedimentos Operacionais Padronizados POP, que integra o controle de pragas, práticas de higiene e saúde dos manipuladores, qualidade da água, higiene de alimentos e superfície de manipulação, instruções de trabalho e planilha de seleção de fornecedores. Lazzaro explica que, a partir do POP, será elaborado, neste mês, o Manual de Boas Práticas de Fabricação, conforme resolução 216 da ANVISA. Para trabalhar as necessidades específicas da empresa, os consultores, gestores e colaboradores organizam um manual que seja adequado à mesma. O material será impresso e apresentado para auditores, que durante dois dias vão verificar se o que está escrito no material está sendo desenvolvido na prática, completa. Após o relatório dos auditores, não havendo nenhuma inconformidade, a Cotripal estará apta a receber o certificado de Boas Práticas de Fabricação documento com aval da ANVISA e do Ministério da Saúde, atestando que a empresa atua nos termos da legislação. A previsão é de que o Programa seja concluído nos próximos três meses. Aléssio e Dílson: acompanhamento diário do PAS 03

4 Lançamento Frigorífico Cotripal lança produtos especiais Novos sabores e composições diversificam o mix de produtos O Frigorífico Cotripal, seguindo conceitos de inovação e procurando trazer opções que atendam às exigências dos consumidores, lança neste mês de maio seis produtos, que incluem pão de carne e salame light, além de três tipos de lingüiça especial. Os apreciadores do Pão de Carne Tradicional agora podem encontrá-lo, também, com teor reduzido de gordura. Sem perder o sabor tradicional, o produto foi incrementado com cubos de carne suína e ervas finas. O Salame Tipo Italiano também ganha uma versão light, com menos gordura, permanecendo com o apreciado sabor. Duas novas opções da lingüiça calabresa são apresentadas. Uma é a Lingüiça Calabresa, denominada Tipo Calabresa por ser cozida e elaborada com carne bovina e suína. O produto é muito utilizado na preparação de pizzas. A outra, é a Calabresa Picante, uma lingüiça frescal, de forte sabor e apropriada para ser assada. Mais uma novidade da linha de produtos Cotripal é a Lingüiça Toscana Com Queijo, que, ao assar, o queijo derrete e se mistura com a massa, tornando o embutido mais apreciável. Outro novo produto é a Lingüiça Toscana com Tomate Seco e Ervas Finas. A iguaria traz sabor agradável e visual atraente. Segundo o supervisor do Frigorífico, Roque Andreola, as novidades vão aumentar o mix de produtos e oportunizar mais opções ao consumidor. Além de elaborarmos produtos dentro dos mais rigorosos padrões de qualidade e industrializados a partir de carnes selecionadas de suínos e bovinos, queremos ir ao encontro das necessidades e exigências dos nossos clientes. Grande parte da população busca uma melhor qualidade de vida e, por isso, procura uma alimentação mais saudável, razão pela qual lançamos a linha light, justamente para atender este público, explica. Roque Andreola Quanto aos novos sabores oferecidos nas lingüiças, Roque diz que: A Cotripal pretende trazer alternativas para aqueles que apreciam sabores diferenciados e gostam de variar o paladar. Também chegam ao mercado neste mês, duas outras novidades para os que gostam de praticidade na cozinha. Uma delas é o bife de fígado bovino, pronto para consumo (fatiado e sem membrana), que 04

5 vai ser comercializado congelado e, a outra, o mondongo cortado em tiras, próprio para molhos e saladas. Os produtos são fracionados e apresentados em embalagens que atendem às necessidades de consumo das famílias e oferecem preços compatíveis, que respondem às expectativas dos consumidores. No total, a linha de produtos industrializados do Frigorífico Cotripal inclui mais de 30 itens que são comercializados em todo o estado do Rio Grande do Sul. * Pão de Carne Light - fatiado 200g * Salame Tipo Italiano Light fatiado 100g e mini-peça * Lingüiça Tipo Calabresa - peça, fatiada 150g ou 1kg * Lingüiças Especiais (Lingüiça Toscana com queijo, Lingüiça toscana com tomate seco e ervas finas, Lingüiça calabresa picante) - pacote com três gomos, congeladas, aproximadamente 600g Comprometimento com qualidade e segurança O Frigorífico da Cotripal está realizando, desde janeiro de 2005, programas de qualidade que estão sendo implantados e passados aos colaboradores de todos os setores do estabelecimento. Trata-se de treinamentos relacionados a higienização e boas práticas. Primeiramente os colaboradores participaram do treinamento de Boas Práticas de Fabricação - BPFs. Nessa oportunidade, os procedimentos de higiene pessoal e comportamento no trabalho, que devem ser seguidos por manipuladores de alimentos, foram repassados aos colaboradores. Tudo isso, a fim de garantir a qualidade higiênico-sanitária e a conformidade dos alimentos com a legislação. No mês de abril, os colaboradores participaram de um novo treinamento, desta vez sobre Procedimento Padrão de Higiene Operacional - PPHOs, onde foram abordados cuidados rotineiros necessários para que o estabelecimento industrial evite a contaminação e a adulteração do produto e preserve a qualidade e a integridade da marca por meio da higiene realizada antes, durante e depois das operações. O treinamento foi dividido entre os setores de abate, indústria e fatiamento e expedição de produtos embutidos. Segundo a farmacêutica bioquímica da Cotripal que ministrou o treinamento, Julie Julie Casarotto Casarotto, o trabalho tem como objetivo evitar a contaminação dos produtos. Os cuidados com a limpeza, higienização e a desinfecção dos equipamentos, utensílios e manipuladores de alimentos, são de extrema importância para a segurança microbiológica dos produtos, sendo, para tanto, necessária a conscientização de todos os funcionários. Para a colaboradora do setor de elaboração de produtos do frigorífico, Isoldi Ulzefer, é importante saber que o produto que se consome é produzido com segurança. Com os procedimentos implantados no setor, começamos a fazer a higienização com mais consciência. Eu gostaria de consumir produtos de outras marcas com a mesma tranqüilidade com que consumo os produtos do frigorífico. Nós respeitamos todos os procedimentos. Isoldi Ulzefer 05

6 Aconteceu Cotripal recebe visita do seu primeiro gerente administrativo Esteve visitando a Cotripal, no dia 11 de abril, o primeiro gerente administrativo da empresa, Karl A. Walter Tang, que permaneceu de 1963 a 1980 no cargo. Residindo atualmente na capital paulista, ele esteve em Panambi para rever familiares e amigos. A última vez que visitou a cidade foi em Muita coisa mudou na Cooperativa, ela está cada vez maior e melhor. Está tudo muito bonito e organizado, comenta. Walter ainda diz que guarda boas lembranças do tempo em que atuou na Cotripal. Estou muito feliz em reviver fatos do passado e rever amigos e ex-colegas. Produtores rurais se reúnem com deputado federal Diretoria da Cotripal e produtores rurais estiveram reunidos, com o deputado Luiz Carlos Henze no dia 17 de abril, no auditório da Cooperativa, para avaliar as linhas de financiamentos disponíveis aos agricultores, que em virtude dos prejuízos causados na lavoura de soja pela estiagem vão precisar de recursos do governo para formação da lavoura de trigo. Henze disse que está se empenhando para agilizar a homologação dos decretos de emergência nos municípios mais prejudicados e solicitando novas opções de financiamento, bem como a redução de juros. Walter Tang (centro) juntamente com a diretoria e ex-colegas da Cooperativa Cerca de 60 pessoas participaram do encontro Cotripal comemora o Dia do Serralheiro No último sábado, 23 de abril, em comemoração ao Dia do Serralheiro, a Cotripal, em parceria com a Gerdau, surpreendeu os profissionais com visita e entrega de um kit especial. Para a maioria dos serralheiros, a data nunca foi comemorada e nem sequer lembrada. Valdemar Diehl, da Favipal Metalúrgica Ltda disse que: foi uma visita inesperada, pois nem eu sabia que existia este dia. No total, foram entregues 26 kits aos clientes de Panambi e região. Curso para padeiros e confeiteiros de Pejuçara A equipe que vai atuar na padaria, instalada no supermercado Cotripal de Pejuçara, recebeu treinamento nos dias 12 e 13 de abril. A preparação de pães, tortas, bolos, cucas, salgados e diversos tipos de lanches fizeram parte do curso. Emerson Neves, da empresa Borghetti Distribuidora de Alimentos Ltda, de Passo Fundo, foi o ministrante das aulas. 06 Arnaldo Frederico Purper e Valdemar Diehl receberam o kit do vendedor das Lojas Cotripal, Adilson Antônio de Andrade Emerson Neves (direita) acompanhado dos profissionais da padaria

7 Mães Ser mãe é... Eu sei que vou te amar, por toda a minha vida eu vou te amar, o trecho da música de autoria de Tom Jobim e Vinícius de Moraes traduz a essência da maternidade: o amor eterno. Sublime, grandioso e incondicional, o sentimento materno é para toda a vida. Em cada gesto, em cada olhar, as mães expressam em tempo integral, sua ternura, proteção e o desejo do que há de melhor para seus filhos. Neste dia 8 de maio, Dia das Mães, a Cotripal quer homenagear estas heroínas, através do depoimento de colaboradoras e associadas sobre o que é ser mãe. Ser mãe é sorrir, tendo que chorar. É uma benção divina. É ser de tudo um pouco: conselheira, amiga, médica, professora... É se preocupar com o presente e o futuro. Estou sempre orientando minha filha para que ela siga uma profissão que a faça feliz e realizada. Vinilza Hauenstein - mãe de Luana Colaboradora da Loja de Confecções - Panambi Ser mãe é uma doação, pois dedicamos toda a vida aos filhos. Eles são a razão principal da minha existência, pois quero vê-los com saúde e com alegria. Sempre passo a eles a importância do estudo, sou exigente neste aspecto porque acredito que a educação vai lhes dar uma profissão e um futuro melhor. Procuro instruí-los na religião cristã, ensinando a importância da fé para enfrentar as dificuldades da vida. Irene Schmidt Jungbeck - mãe de Rafael, Micaela, Maísa e Maiara Esposa do associado Claúdio Jungbeck - Linha Jacicema - Panambi Ser mãe é sorrir quando muitas vezes se tem vontade de chorar. É ser esforçada, forte, trabalhadora. É ensinar sempre, corrigir se necessário e aconselhar quando for solicitado, para que os filhos sejam motivo de orgulho e felicidade. Ângela Fahl - mãe de Alana Lais Colaboradora da Loja de Confecções - Panambi Ser mãe é um dom divino. É estar sempre alerta, para orientar os filhos sobre os caminhos da vida. Procuro mostrar a eles o valor da família, do estudo e do trabalho. O perigo das drogas, da bebida e da violência são assuntos que me preocupam muito, por isso, constantemente falo com eles sobre isso. Sonho o melhor para todos, mas o meu desejo principal é que possam seguir uma profissão e ganhar a vida com honestidade. Erica da Silva - mãe de Rodrigo, Rita de Cássia e Raissa Esposa do associado Mário Moreira da Silva - Linha Mambuca - Condor É um sentimento maravilhoso concedido por Deus. É a alegria de dar a vida, de ter alguém tão especial como um filho. Ser mãe é uma tarefa muito difícil, pois envolve vários sentimentos, como: amor, preocupação, alegria e angústia. Enfim ser mãe é tudo. Não há nada no mundo que possa ser comparado a esse sentimento. Mãe é uma palavra tão pequena, mas que define com grandeza algo tão forte e que se faz muito especial. Vanuza Bohn Kensy - mãe de Samuel Colaboradora da Loja de Confecções - Panambi Ser mãe é um compromisso para a vida toda. É ter dedicação 24 horas por dia, pois assim como estamos rodeados de coisas boas, também convivemos com tantas coisas ruins, como as drogas e a violência. Minha dedicação é para que eles sejam pessoas do bem, que conquistem a sua independência profissional e que encontrem a felicidade. Eneida Elisete Breitenbach - mãe de Alessandra e Diego Esposa do associado Lino Carlos Breitenbach - Linha 32 Ajuricaba 07

8 Atividade Pecuária Criação de Terneira: planejamento e bons resultados Na pecuária, não basta uma boa nutrição para garantir o crescimento de uma novilha. Nem adianta um sêmen de boa genética se não existir um bom manejo durante o crescimento do animal. Para que o rebanho se desenvolva com qualidade, existe um grande número de ações conjuntas que o produtor deve respeitar Acompanhamento do parto e do primeiro dia de vida Para que o parto se dê de maneira segura e sem complicações, as condições higiênicas do ambiente onde a vaca se encontra deverão ser observadas. Na maioria das vezes, a vaca pare sozinha e ao produtor cabe somente colocar iodo no umbigo da terneira recém-nascida, evitando a entrada de bactérias que possam causar algum tipo de infecção. Nas primeiras 2 horas, é importante que a terneira consuma o colostro primeiro leite que a vaca produz, rico em anticorpos para a proteção do recém-nascido. Ela deve consumir cerca de 10% do seu peso vivo em até 24 horas, pois, após esse período, o intestino não consegue absorver os nutrientes. O leite normal é secretado por volta do quarto dia. Para onde vai a terneira? Os produtores normalmente organizam as terneiras em baias coletivas. Neste caso, corre-se o risco de que elas comecem a querer mamar umas nas outras. O correto é o sistema de casinhas, onde a terneira pode pegar sol e acaba se acostumando com as mudanças do clima. Nesse local estão colocados o fenil e os cochos de água e ração. Depois de 100 dias, as terneiras que estavam em casinhas ou baias individuais, são transferidas para piquetes ou baias coletivas, onde o planejamento dos lotes é feito de terneiras com idades semelhantes. Isto é importante pelo fator da alimentação, não havendo competição entre grandes e pequenos pela comida. A silagem só é aconselhada a partir do 6º mês, desde que antes disso tenha à disposição um volumoso (pastagem e feno) de qualidade. Qual a melhor alimentação? Depois de colocadas em baias ou casinhas, as terneiras ganham leite duas vezes ao dia, pela manhã e à noite, num total de 4 litros/dia. Existe a possibilidade de ser dado o leite puro da vaca ou ainda o leite em pó com água morna a partir do 7º dia de vida. A partir do 3º dia, o produtor pode fornecer água e, no 5º dia, uma ração especial para terneiras, mas somente a quantidade que ela realmente consuma. O feno é introduzido a partir do 45º dia. Aos 60 dias pode ser fornecida a Ração Inicial para Terneiras da Cotripal. Na época em que ocorre o desmame, a terneira deverá estar comendo 700 a 800 gramas/dia, período em que se monitora o desenvolvimento corporal do animal. O produtor também deve estar atento à higiene do cocho onde coloca a ração, sempre retirando as sobras que ficam antes de depositar o alimento novamente. Isso evita problemas como a diarréia. Vermífugos e Vacinas O produtor deve estar atento também ao tempo de vida da terneira que, com 15 dias, deve receber a primeira aplicação de vermífugo. O medicamento pode ser injetável ou via-oral, não podendo ser utilizado o mesmo princípio ativo nas próximas aplicações, pois causa resistência do parasita ao produto. Pode ser utilizado com O sistema de casinha é um bom investimento, pois o produtor pode utilizá-la para futuras criações intervalo de 45 dias, até os 8 meses de idade, depois, de 3 em 3 meses. A Brucelose nas terneiras também afeta muitas criações por tratar-se de uma doença que causa problemas reprodutivos, como o aborto. Dessa maneira, as terneiras com idade entre 3 e 6 meses devem ser vacinadas. Recomenda-se, ainda, a vacinação contra Clostrioses, entre elas, o Carbúnculo Sintomático, que ocorre freqüentemente em terneiras bem criadas. Descorna Descorna é a retirada dos chifres que pode ser feita pelo próprio produtor, enquanto a terneira for nova, com a utilização de uma pomada cáustica, a partir do 15º dia ou ainda com ferro, normalmente feito aos 60 dias, de preferência antes do desmame. A Cotripal, através do seu setor veterinário, dispõe de materiais especiais para esse trabalho e, em casos mais complicados, as veterinárias podem auxiliar na retirada dos chifres. Informações importantes: Uma novilha de raça holandesa com 15 meses deve pesar entre 330 a 350 kg, pois essa é a idade em que começam a emprenhar ou estão aptas à reprodução. Prenha, o peso planejado de uma terneira chega a 530 ou 580 kg, suficiente para que o animal realize um bom parto e tenha uma boa produção. É importante frisar que o produtor pecuarista não precisa criar todas as terneiras que nascerem, mas 20% do rebanho deve ser reposto com novilhas. Os terneiros machos, neste caso, são improdutivos e devem ser retirados da propriedade, dando prioridade à criação das fêmeas de reposição. Para o aperfeiçoamento do potencial genético, as terneiras devem ser melhores que suas mães. Se criadas dentro do planejamento adequado, serão vacas saudáveis no futuro e, com certeza, irão gerar lucro para os produtores pecuaristas. Por isso a importância da conscientização e do planejamento na hora da criação. Veterinárias: Anelise Decian Döwich, Inge Martha Dörr Rossi e Margit Heringer. Mais informações podem ser obtidas no setor de Assistência Veterinária que encontra-se em nova localização, junto às Lojas Cotripal de Panambi. 08

AÇÕES DE FISCALIZAÇÃO SANITÁRIA EM ALIMENTOS COMERCIALIZADOS EM TERESINA - PI

AÇÕES DE FISCALIZAÇÃO SANITÁRIA EM ALIMENTOS COMERCIALIZADOS EM TERESINA - PI AÇÕES DE FISCALIZAÇÃO SANITÁRIA EM ALIMENTOS COMERCIALIZADOS EM TERESINA - PI Ferreira, L.C.R.P. (1) ; Lima, N.A. (1) ; Muratori, M.C.S. (1) ; Júnior, M.H.K. (1) ; Costa, M.S.J. (2) ; Nascimento, I.V.

Leia mais

Anais da 3ª Jornada Científica da UEMS/Naviraí

Anais da 3ª Jornada Científica da UEMS/Naviraí Anais da 3ª Jornada Científica da UEMS/Naviraí 22 a 26 de Outubro de 2013 Naviraí/MS - Brasil www.uems.br/navirai Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - Unidade de Naviraí 97 Avaliação das Condições

Leia mais

Enquete. de Atualidades Cotripal. Viagem a China. Programa Alimento Seguro é implantado na Cotripal Preparativos para o XXXIII Enescoop

Enquete. de Atualidades Cotripal. Viagem a China. Programa Alimento Seguro é implantado na Cotripal Preparativos para o XXXIII Enescoop Distribuição Gratuita Enquete Ano II - nº 13-1 ano de Cotripal ` Viagem a China 03 06 Programa Alimento Seguro é implantado na Cotripal Preparativos para o XXXIII Enescoop 08 Editorial PARABÉNS, ATUALIDADES!

Leia mais

INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de

INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de d e b e z e r r o d e c o r t e INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de produção. As técnicas utilizadas

Leia mais

http://www.emater.mg.gov.br/site_emater/serv_prod/livraria/pecuaria/inseminacao.ht...

http://www.emater.mg.gov.br/site_emater/serv_prod/livraria/pecuaria/inseminacao.ht... Página 1 de 6 Pecuária Inseminação Artificial em Bovinos Nome Inseminação Artificial em Bovinos Produto Informação Tecnológica Data Agosto - 2000 Preço - Linha Pecuária Informações resumidas sobre Resenha

Leia mais

Manual de Normas, Rotinas e Procedimentos Sumário ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS

Manual de Normas, Rotinas e Procedimentos Sumário ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS BOAS PRÁTICAS NA MANIPULAÇÃO E Sumário ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Normas Gerais Objetivos da Unidade de Alimentação e Nutrição Descrição Geral dos Serviços da UAN Dietas gerais e dietas especiais, destinadas

Leia mais

A PRODUCAO LEITEIRA NOS

A PRODUCAO LEITEIRA NOS A PRODUCAO LEITEIRA NOS ESTADOS UNIDOS Estatisticas A produção leiteira durante Janeiro de 2012 superou os 7 bilhões de kg, 3.7% acima de Janeiro de 2011. A produção por vaca foi em media 842 kg em Janeiro,

Leia mais

WebSite da Vigilância Sanitária

WebSite da Vigilância Sanitária Página 1 de 5 SERVIÇOS MAIS ACESSADOS: Selecione um Serviço Página Principal Quem somos Regularize sua Empresa Roteiros Denúncias e Reclamações Vigilância e Fiscalização Sanitária em Indústrias de Alimentos

Leia mais

PRÁTICAS DE MANEJO PARA CORRETA CRIAÇÃO DE BEZERRAS LEITEIRAS

PRÁTICAS DE MANEJO PARA CORRETA CRIAÇÃO DE BEZERRAS LEITEIRAS PRÁTICAS DE MANEJO PARA CORRETA CRIAÇÃO DE BEZERRAS LEITEIRAS Ricardo Dias Signoretti 1 Em sistemas de produção de bovinos leiteiros a criação de bezerras na fase compreendida do nascimento ao desaleitamento,

Leia mais

XVII SIPAT enfatiza qualidade de vida

XVII SIPAT enfatiza qualidade de vida Distribuição Gratuita Ano I - nº 12 - Especial: Encarte para a criançada XVII SIPAT enfatiza qualidade de vida 06 Cotripal completa 47 anos 05 07 Dia de Campo: Trigo e implementos agrícolas Editorial 02

Leia mais

adota a seguinte Resolução de Diretoria Colegiada e eu, Diretor-Presidente, determino a sua publicação:

adota a seguinte Resolução de Diretoria Colegiada e eu, Diretor-Presidente, determino a sua publicação: Resolução - RDC nº 275, de 21 de outubro de 2002(*) Republicada no D.O.U de 06/11/2002 Dispõe sobre o Regulamento Técnico de Procedimentos Operacionais Padronizados aplicados aos Estabelecimentos Produtores/Industrializadores

Leia mais

Manual. do Produtor. de bezerro de corte

Manual. do Produtor. de bezerro de corte Manual do Produtor de bezerro de corte INTRODUÇÃO 02 A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracterizase como um período fundamental no processo de produção. As técnicas

Leia mais

COMO INICIAR UMA CRIAÇÃO DE OVINOS

COMO INICIAR UMA CRIAÇÃO DE OVINOS COMO INICIAR UMA CRIAÇÃO DE OVINOS Cristiane Otto de Sá 1 e José Luiz de Sá 2 1. QUE TIPO DE PESSOA TEM VOCAÇÃO PARA CRIAR OVINOS O ovino foi um dos primeiros animais a ser domesticado pelo homem. Após

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA INDAIATUBA/SP

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA INDAIATUBA/SP SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA INDAIATUBA/SP GUIA DE ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO MANUAL DE BOAS PRÁTICAS (MBP) E PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS PADRONIZADOS (POPs) PARA

Leia mais

EDITAL Nº 013, DE 06 DE DEZEMBRO DE 2011.

EDITAL Nº 013, DE 06 DE DEZEMBRO DE 2011. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS JI-PARANÁ Rua Rio Amazonas, 151 Bairro Jardim dos Migrantes 76900-730 Ji-Paraná RO EDITAL Nº 013, DE 06 DE DEZEMBRO DE 2011. EDITAL PARA SELEÇÃO

Leia mais

RESPOSTA TÉCNICA. Informações referentes às legislações e normas de higiene e segurança de alimentos e aplicação de norma ISO à produção de alimentos.

RESPOSTA TÉCNICA. Informações referentes às legislações e normas de higiene e segurança de alimentos e aplicação de norma ISO à produção de alimentos. RESPOSTA TÉCNICA Título Higiene e segurança de alimentos Resumo Informações referentes às legislações e normas de higiene e segurança de alimentos e aplicação de norma ISO à produção de alimentos. Palavras-chave

Leia mais

Boas Práticas de Fabricação

Boas Práticas de Fabricação Embrapa Hortaliças II Encontro Nacional do Agronegócio Pimentas (Capsicum spp.) Boas Práticas de Fabricação Fernando Teixeira Silva Embrapa Agroindústria de Alimentos I- Introdução As Boas Práticas de

Leia mais

Gestão na Suinocultura Com Foco na Produtividade

Gestão na Suinocultura Com Foco na Produtividade Gestão na Suinocultura Com Foco na Produtividade Marco Lubas Cuiabá 05-05-2010 Produtividade 1. Quanto está produzindo? 2. Quanto é o potencial de sua produção? 3. Quais os Limitantes? PRODUTIVIDADE X

Leia mais

Boas práticas na manipulação do pescado

Boas práticas na manipulação do pescado Boas práticas na manipulação do pescado O Brasil tem uma grande variedade de pescados e todas as condições para a produção deste alimento saudável e saboroso. Para que o pescado continue essa fonte rica

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE PRODUTOS SANEANTES EM DOMICÍLIOS DO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA (RS)¹.

UTILIZAÇÃO DE PRODUTOS SANEANTES EM DOMICÍLIOS DO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA (RS)¹. UTILIZAÇÃO DE PRODUTOS SANEANTES EM DOMICÍLIOS DO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA (RS)¹. DEON, Bárbara Cecconi ²; HECKTHEUER, Luiza Helena³; SACCOL, Silvana 4 ; MEDEIROS, Laissa Benites 5 ; ORSOLIN, Giulianna

Leia mais

Animal. Casa. Compras. Fitness. Ensino. Gastronomia. Ano 1. Nº 1. 20 mil exemplares. www.revistacomuniq.com.br facebook.

Animal. Casa. Compras. Fitness. Ensino. Gastronomia. Ano 1. Nº 1. 20 mil exemplares. www.revistacomuniq.com.br facebook. Animal Casa Ano 1. Nº 1. 20 mil exemplares www.revistacomuniq.com.br facebook.com/revistacomuniq 2013 Compras Gastronomia Ensino Fitness Animal Casa www.revistacomuniq.com.br facebook.com/revistacomuniq

Leia mais

INFORMAMOS OS LANÇAMENTOS DE PRODUTOS NA APAS 2007: PERDIGÃO - NOVO SABOR DO QUICKPIZZA: FRANGO COM REQUEIJÃO E MUSSARELA

INFORMAMOS OS LANÇAMENTOS DE PRODUTOS NA APAS 2007: PERDIGÃO - NOVO SABOR DO QUICKPIZZA: FRANGO COM REQUEIJÃO E MUSSARELA INFORMAMOS OS LANÇAMENTOS DE PRODUTOS NA APAS 2007: PERDIGÃO - NOVO SABOR DO QUICKPIZZA: FRANGO COM REQUEIJÃO E MUSSARELA Opção chega para suprir a expectativa de consumidores cada vez mais exigentes O

Leia mais

8º Simposio de Ensino de Graduação ATUAÇÃO DA ENGENHARIA DE ALIMENTOS NA ÁREA DE CONSULTORIA

8º Simposio de Ensino de Graduação ATUAÇÃO DA ENGENHARIA DE ALIMENTOS NA ÁREA DE CONSULTORIA 8º Simposio de Ensino de Graduação ATUAÇÃO DA ENGENHARIA DE ALIMENTOS NA ÁREA DE CONSULTORIA Autor(es) SIMONE RODRIGUES DOS SANTOS Orientador(es) ÂNGELA DE FÁTIMA KANESAKI CORREIA 1. Introdução O estágio

Leia mais

REVISTA SAÚDE TRABALHAR COM TRABALHAR COM A POR ONDE COMEÇAR? 29/9/2010 SETEMBRO DE 2010 UFSM UFSM. PPHO na Indústria de Laticínios

REVISTA SAÚDE TRABALHAR COM TRABALHAR COM A POR ONDE COMEÇAR? 29/9/2010 SETEMBRO DE 2010 UFSM UFSM. PPHO na Indústria de Laticínios REVISTA SAÚDE SETEMBRO DE 2010 POR ONDE COMEÇAR? TRABALHAR COM ALIMENTOS É TRABALHAR COM A SAÚDE DAS PESSOAS 1 Para garantirmos a produção de alimentos seguros, precisamos traduzir a legislação e as normas

Leia mais

Programa Alta Gestação promove democratização da inseminação artificial em ovinos no Brasil

Programa Alta Gestação promove democratização da inseminação artificial em ovinos no Brasil Programa Alta Gestação promove democratização da inseminação artificial em ovinos no Brasil Parceria entre Alta Genetics, Pfizer e Sérgio Nadal promete acelerar os rebanhos comerciais do país. A carne

Leia mais

Ana Lúcia de Freitas Saccol. Santa Maria, julho de 2007

Ana Lúcia de Freitas Saccol. Santa Maria, julho de 2007 Ana Lúcia de Freitas Saccol Santa Maria, julho de 2007 Ingestão de alimentos ou água contaminados Estão independente de toda a tecnologia OMS + de 60% das DTA são provocadas por agentes microbiológicos

Leia mais

Doutoranda: Carolina de Gouveia Mendes

Doutoranda: Carolina de Gouveia Mendes UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO UFERSA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ANIMAIS - DCAn DISCIPLINA: INSPEÇÃO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL Doutoranda: Carolina de Gouveia Mendes 2013 INTRODUÇÃO Principais

Leia mais

UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CTC - CENTRO TECNOLÓGICO EQA - DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS

UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CTC - CENTRO TECNOLÓGICO EQA - DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CTC - CENTRO TECNOLÓGICO EQA - DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA QUÍMICA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS RODRIGO MIZUKAWA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO OTIMIZE

Leia mais

AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA SOBRE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS

AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA SOBRE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA SOBRE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS WILLIAM CESAR LATORRE Diretor de Alimentos Centro de Vigilância Sanitária SES / SP Decreto Lei 986, de 21/10/1969 Institui normas

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS PAIS

A IMPORTÂNCIA DOS PAIS 1 A IMPORTÂNCIA DOS PAIS NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR ELABORADO POR LUCILEIDE RODRIGUES DOS SANTOS Gerente de Supervisão e Avaliação DAE SEED/SE 2 EQUIPE DAE SEED/SE Edneia Elisabete Cardoso Diretora DAE - SEED/SE

Leia mais

Art. 1º - O artigo 104 do Decreto Estadual nº 31.455, de 20 de fevereiro de 1987, passa a vigorar com a seguinte redação:

Art. 1º - O artigo 104 do Decreto Estadual nº 31.455, de 20 de fevereiro de 1987, passa a vigorar com a seguinte redação: DECRETO Nº 2, DE 8 DE JANEIRO DE 2015. Altera e acresce dispositivos ao Decreto nº 31.455, de 1987, que regulamenta os arts. 30 e 31 da Lei nº 6.320, de 20 de dezembro de 1983, que dispõem sobre alimentos

Leia mais

PROGRAMA ALIMENTO SEGURO VOLTADO PARA A CADEIA PRODUTIVA DO LEITE

PROGRAMA ALIMENTO SEGURO VOLTADO PARA A CADEIA PRODUTIVA DO LEITE PROGRAMA ALIMENTO SEGURO VOLTADO PARA A CADEIA PRODUTIVA DO LEITE Nívea Maria Vicentini Pesquisadora Embrapa Gado de Leite 15 o Encontro Técnico do Leite Campo Grande, 15 de maio de 2012 O QUE É O PAS?

Leia mais

Experiência do Estágio na Schreiber Foods do Brasil. Médica Veterinária Jéssica Silvério Miranda jsmiranda23@gmail.com

Experiência do Estágio na Schreiber Foods do Brasil. Médica Veterinária Jéssica Silvério Miranda jsmiranda23@gmail.com Experiência do Estágio na Schreiber Foods do Brasil Médica Veterinária Jéssica Silvério Miranda jsmiranda23@gmail.com A paixão pelo leite surgiu aos poucos desde o terceiro ano da faculdade de veterinária.

Leia mais

Programa Estadual de Controle e Erradicação da Tuberculose e Brucelose Bovídea - PROCETUBE

Programa Estadual de Controle e Erradicação da Tuberculose e Brucelose Bovídea - PROCETUBE Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio Departamento de Defesa Agropecuária Divisão de Defesa Sanitária Animal Programa Estadual de Controle e Erradicação da Tuberculose

Leia mais

HIGIENE ZOOTÉCNICA. Prof. Paulo Francisco Domingues Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública FMVZ UNESP - Botucatu 1.

HIGIENE ZOOTÉCNICA. Prof. Paulo Francisco Domingues Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública FMVZ UNESP - Botucatu 1. HIGIENE ZOOTÉCNICA Prof. Paulo Francisco Domingues Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública FMVZ UNESP - Botucatu 1 Tortuga A HIGIENE NO PROCESSO DE PRODUÇÃO ANIMAL Genética Alimentação Produção

Leia mais

para controle da mastite e melhora da qualidade do leite

para controle da mastite e melhora da qualidade do leite Björn Qvarfordt Técnico habilitado realizando manutenção preventiva no equipamento de ordenha Medidas práticas para controle da mastite e melhora da qualidade do leite Por: Renata Travaglini Gonçalves

Leia mais

O NOME DO PROJETO. SENAR Minas ESPAÇO RESERVADO PARA O NOME DO PALESTRANTE

O NOME DO PROJETO. SENAR Minas ESPAÇO RESERVADO PARA O NOME DO PALESTRANTE Coordenadoria ESPAÇO RESERVADO de Formação PARA Profissional Rural O NOME DO PROJETO SENAR Minas ESPAÇO RESERVADO PARA O NOME DO PALESTRANTE CNA Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil representação

Leia mais

DEMANDA AJUDA PRODUTOR A ENFRENTAR ALTA DE INSUMOS

DEMANDA AJUDA PRODUTOR A ENFRENTAR ALTA DE INSUMOS DEMANDA AJUDA PRODUTOR A ENFRENTAR ALTA DE INSUMOS Os preços recebidos pelos produtores de leite em março (referente à produção de fevereiro) seguiram em alta, de acordo com levantamentos do Centro de

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS EM UMA CANTINA ESCOLAR 1

DOCUMENTAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS EM UMA CANTINA ESCOLAR 1 DOCUMENTAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS EM UMA CANTINA ESCOLAR 1 NAISSINGER, Maritiele 2 ; SACCOL, Ana Lúcia de Freitas 2 ; PINHEIRO, Nayara 2 ; SILVA, Micheline 3 1 Trabalho de Pesquisa Curso de Nutrição, UNIFRA.

Leia mais

O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção

O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção Leite relatório de inteligência JANEIRO 2014 O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção Na busca da eficiência nos processos produtivos na atividade leiteira este

Leia mais

Confira datas e programação dos cursos a seguir:

Confira datas e programação dos cursos a seguir: Centro Regional de Qualificação Profissional de Produtores de Nova Petrópolis Aprender Fazendo, Compromisso com a Qualificação Profissional da Família Rural. O CETANP Centro Regional de Qualificação Profissional

Leia mais

MANUAL DE RASTREABILIDADE

MANUAL DE RASTREABILIDADE MANUAL DE RASTREABILIDADE A.P.C.B.R.H/RASTRECERT CNPJ: 76.607.597/0001-07 Inscrição Estadual: 101.15739-39 Endereço: Rua Professor Francisco Dranka, nº 608 Bairro Orleans - CEP: 81200-560 Curitiba-Paraná

Leia mais

ANEXO I REGULAMENTO TÉCNICO PARA O TRANSPORTE DE ALIMENTOS, MATÉRIA- PRIMA, INGREDIENTES E EMBALAGENS.

ANEXO I REGULAMENTO TÉCNICO PARA O TRANSPORTE DE ALIMENTOS, MATÉRIA- PRIMA, INGREDIENTES E EMBALAGENS. RESOLUÇÃO.../SESA/PR O Secretário Estadual de Saúde, no uso de suas atribuições legais e: CONSIDERANDO a Portaria nº 326/1997/SVS/MS, a Resolução RDC nº275/2002, a Resolução RDC nº 216/2004, da ANVISA,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO E DO MANEJO DE VACAS LEITEIRAS EM PRODUÇÃO

A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO E DO MANEJO DE VACAS LEITEIRAS EM PRODUÇÃO A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO E DO MANEJO DE VACAS LEITEIRAS EM PRODUÇÃO 1 Ricardo Dias Signoretti A atual situação econômica da cadeia produtiva do leite exige que os produtores realizem todas as atividades

Leia mais

INFORMATIVO. Cruzamento Industrial e suas vantagens Pág. 5

INFORMATIVO. Cruzamento Industrial e suas vantagens Pág. 5 INFORMATIVO Bauru, 21 de março 2008 nº 012 Saiba como aumentar a fertilidade em seu rebanho Pág. 2 O Informativo NOBRE desse mês, trás uma série de informações para seus leitores,sobretudo para quem deseja

Leia mais

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL A promoção da alimentação saudável é uma diretriz da Política Nacional de Alimentação e Nutrição e uma das prioridades para a segurança alimentar e nutricional

Leia mais

PROBOVI PROGRAMA DE NUTRIÇÃO PARA BOVINOS

PROBOVI PROGRAMA DE NUTRIÇÃO PARA BOVINOS 1 PROBOVI PROGRAMA DE NUTRIÇÃO PARA BOVINOS www.kerabrasil.com.br Fone:(54)2521-3124 Fax:(54)2521-3100 2 INTRODUÇÃO PROGRAMA KERA PARA BOVINOS DE LEITE E CORTE Com o acelerado melhoramento genético dos

Leia mais

PROGRAMA DE FOMENTO AO CRUZAMENTO ANGUS MANUAL

PROGRAMA DE FOMENTO AO CRUZAMENTO ANGUS MANUAL PROGRAMA DE FOMENTO AO CRUZAMENTO ANGUS MANUAL 1. A RAÇA ABERDEEN ANGUS Originária da Escócia, a raça foi selecionada em função de suas características superiores de precocidade, fertilidade, rusticidade,

Leia mais

RestoClean X10 é a solução inteligente para a limpeza e higienização definitiva nas cozinhas industriais

RestoClean X10 é a solução inteligente para a limpeza e higienização definitiva nas cozinhas industriais www.restoclean.com.br RestoClean X10 é a solução inteligente para a limpeza e higienização definitiva nas cozinhas industriais Criada em março de 2009, a RestoClean responsável pelo produto no Brasil vem

Leia mais

BOVINOS RAÇAS SINTÉTICAS

BOVINOS RAÇAS SINTÉTICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA LABORATÓRIO DE FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO BOVINOS RAÇAS SINTÉTICAS Disciplina: Exterior e raças Prof. Mauricio van Tilburg

Leia mais

Ciclo pecuário. Comportamento de preços

Ciclo pecuário. Comportamento de preços Comportamento de preços... Continuação da aula anterior 3 fenômenos de preço Sazonalidade: seca e águas / safra entre safra Ciclo da pecuária: Flutuação de preços que ocorre periodicamente na comercialização

Leia mais

Med. Vet. Avelino Murta avelino@biocampomg.com.br

Med. Vet. Avelino Murta avelino@biocampomg.com.br Med. Vet. Avelino Murta avelino@biocampomg.com.br QUEM SOMOS Localizada em Montes Claros, norte de Minas Gerais, a BIOCAMPO Assistência Veterinária foi fundada em 2010 e atua na área de Reprodução Bovina.

Leia mais

COLOSTRAGEM DO BEZERRO RECÉM-NASCIDO

COLOSTRAGEM DO BEZERRO RECÉM-NASCIDO COLOSTRAGEM DO BEZERRO RECÉM-NASCIDO O colostro é o leite obtido na primeira ordenha após o parto. Da segunda à 10 a ordenha pós-parto, o leite obtido se chama leite de transição, pois vai ficando mais

Leia mais

Menu Dzetta. Alimento seguro é sempre um bom negócio! para que você atenda seus clientes com Segurança e Qualidade!

Menu Dzetta. Alimento seguro é sempre um bom negócio! para que você atenda seus clientes com Segurança e Qualidade! Menu Dzetta para que você atenda seus clientes com Segurança e Qualidade! Alimento seguro é sempre um bom negócio! Rua Miguel de Frias, 206/403 Icaraí Niterói RJ Cep: 24.220-004 Tel: 55 (21) 2620-7474

Leia mais

BRUCELOSE E TUBERCULOSE BOVINA E BUBALINA Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Animal (PNCEBT)

BRUCELOSE E TUBERCULOSE BOVINA E BUBALINA Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Animal (PNCEBT) BRUCELOSE E TUBERCULOSE BOVINA E BUBALINA Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Animal (PNCEBT) Prof. Dr. Ernst E. Müller Departamento de Medicina Veterinária Preventiva

Leia mais

JORNAL ESTAÇÃO FELICIDADE

JORNAL ESTAÇÃO FELICIDADE CAMPANHA DA FRATERNIDADE SAÚDE PÚBLICA Quem és, deixa marca! CRIANÇA SAUDÁVEL É CRIANÇA FELIZ! BRINCAR É SAUDÁVEL E APRENDE-SE MUITO HIGIENE CORPORAL SEMANA PASSIONISTA - BRINCADEIRAS INFANTIS A importância

Leia mais

COMEMORA EM GRANDE ESTILO ANOS DE VIDA UNIVERSO HOLD VEJA TAMBÉM LANÇAMENTOS TOUCA TERAPÊUTICA PALMILHA INFRAVERMELHO

COMEMORA EM GRANDE ESTILO ANOS DE VIDA UNIVERSO HOLD VEJA TAMBÉM LANÇAMENTOS TOUCA TERAPÊUTICA PALMILHA INFRAVERMELHO M A G A Z I N E UNIVERSO HOLD COMEMORA 02 ANOS DE VIDA EM GRANDE ESTILO VEJA TAMBÉM LANÇAMENTOS TOUCA TERAPÊUTICA PALMILHA INFRAVERMELHO CDH RIO DE JANEIRO UNIVERSO HOLD PRESENTE NO MERCADO CARIOCA MATRIZ

Leia mais

SUPLEMENTAÇÃO DE BEZERROS DE CORTE

SUPLEMENTAÇÃO DE BEZERROS DE CORTE SUPLEMENTAÇÃO DE BEZERROS DE CORTE Nos primeiros meses de vida os bezerros obtêm grande parte dos nutrientes de que precisa do leite materno, que é de fácil digestão para o animal que ainda é jovem. Em

Leia mais

Instruções e planilhas para o controle de produção visando o melhoramento genético na bovinocultura de corte de base familiar

Instruções e planilhas para o controle de produção visando o melhoramento genético na bovinocultura de corte de base familiar ISSN 0103-376X Setembro, 2006 Instruções e planilhas para o controle de produção visando o melhoramento genético na bovinocultura de corte de base familiar 57 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Leia mais

CLÍNICA UPTIME TRATAMENTO DA DOR E PROBLEMAS EMOCIONAIS OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO. (segunda parte) A ESCOLHA

CLÍNICA UPTIME TRATAMENTO DA DOR E PROBLEMAS EMOCIONAIS OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO. (segunda parte) A ESCOLHA OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO (segunda parte) A ESCOLHA Responda à seguinte pergunta: Você gosta de carro? Se você gosta, vamos em frente. Escolha o carro de seus sonhos: Mercedes,

Leia mais

Fazenda São Francisco São Francisco de Paula-RS Proprietário: José Lauri Moreira de Lucena

Fazenda São Francisco São Francisco de Paula-RS Proprietário: José Lauri Moreira de Lucena Fazenda São Francisco São Francisco de Paula-RS Proprietário: José Lauri Moreira de Lucena Área total: 354 ha Área pastoril: 330 ha Sistema de produção: Cria de Bovinos Histórico 1982 Início da propriedade

Leia mais

APRENDA A COMO DUPLICAR SUAS VENDAS EM APENAS

APRENDA A COMO DUPLICAR SUAS VENDAS EM APENAS AGORA VOCÊ VAI BATER TODOS OS SEUS RECORDES DE VENDAS! APRENDA A COMO DUPLICAR SUAS VENDAS EM APENAS EXCLUSIVO PARA CONSULTORAS DE VENDAS WILLIAM MACHADO 2015 E-BOOK Versão GRATUITA Beta 1.3 ATENÇÃO! Falei

Leia mais

PARCERIAS MAPA MS ABIA INMETRO ABNT PIF ANDEF SUPORTE INSTITUCIONAL

PARCERIAS MAPA MS ABIA INMETRO ABNT PIF ANDEF SUPORTE INSTITUCIONAL PARCERIAS MAPA MS ABIA INMETRO ABNT PIF ANDEF SUPORTE INSTITUCIONAL ABRANGÊNCIA DO PAS INDÚSTRIA COMERCIALIZAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO CONSUMIDOR FINAL INDÚSTRIA DISTRIBUIÇÃO MESA CADEIA PRODUTIVA AÇÕES ESPECIAIS

Leia mais

Curso de inseminação artificial da Alta dá dicas de como aumentar a rentabilidade em sua fazenda

Curso de inseminação artificial da Alta dá dicas de como aumentar a rentabilidade em sua fazenda São Paulo, 12 março de 2014 Curso de inseminação artificial da Alta dá dicas de como aumentar a rentabilidade em sua fazenda Suprir a demanda de mercado com produtos de qualidade e sustentáveis. Este é

Leia mais

PROGRAMAS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM REBANHOS BOVINOS: ANÁLISE DOS GANHOS PARA OS PEQUENOS PRODUTORES

PROGRAMAS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM REBANHOS BOVINOS: ANÁLISE DOS GANHOS PARA OS PEQUENOS PRODUTORES PROGRAMAS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM REBANHOS BOVINOS: ANÁLISE DOS GANHOS PARA OS PEQUENOS PRODUTORES Rafael Herrera Alvarez Médico Veterinário, Doutor, Pesquisador Científico do Pólo Centro Sul/APTA

Leia mais

MANEIRA PRÁTICA DE REALIZAR CONTROLE REPRODUTIVO EM GADO LEITEIRO EM PROPRIEDADES COM ECONOMIA FAMILIAR

MANEIRA PRÁTICA DE REALIZAR CONTROLE REPRODUTIVO EM GADO LEITEIRO EM PROPRIEDADES COM ECONOMIA FAMILIAR 1 BOLETIM TÉCNICO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS DEPARTAMENTO DE MEDICINA VETERINÁRIA MANEIRA PRÁTICA DE REALIZAR CONTROLE REPRODUTIVO EM GADO LEITEIRO EM PROPRIEDADES COM ECONOMIA FAMILIAR Boletim Técnico

Leia mais

SOLUÇÃO COMPLETA PARA SUA COZINHA PROFISSIONAL

SOLUÇÃO COMPLETA PARA SUA COZINHA PROFISSIONAL TOPEMA COZINHAS PROFISSIONAIS INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. AV. ROBERTO GORDON, 171 - DIADEMA - SÃO PAULO - SP - BRASIL - CEP 09990-090 TEL.: (11) 2134-7400 / FAX.: (11) 2134-7416 topema@topema.com www.topema.com

Leia mais

Conheça a nossa história

Conheça a nossa história 9 Conheça a nossa história É uma empresa goiana, formada por uma equipe que trabalha a mais de 8 anos com a comercialização de alimentos saudáveis no estado de Goiás, oferecendo sanduíches naturais e o

Leia mais

QUALIFICAÇÃO DA PRODUÇÃO LEITEIRA FAMILIAR POR MEIO DE ATIVIDADES DIDÁTICAS

QUALIFICAÇÃO DA PRODUÇÃO LEITEIRA FAMILIAR POR MEIO DE ATIVIDADES DIDÁTICAS QUALIFICAÇÃO DA PRODUÇÃO LEITEIRA FAMILIAR POR MEIO DE ATIVIDADES DIDÁTICAS EJE- EXTENSIÓN, DOCENCIA E INVESTIGACIÓN PICOLI, Tony 1 ; ZANI, João Luíz 2 ; MARQUES, Lúcia Treptow 3 ; SCHUCH, Luís Filipe

Leia mais

Alimentos Minimamente Processados : controle sanitário e legislação

Alimentos Minimamente Processados : controle sanitário e legislação Alimentos Minimamente Processados : controle sanitário e legislação REGINALICE MARIA DA GRAÇA A BUENO Gerência de Inspeção e Controle de Riscos de Alimentos - ANVISA Controle sanitário dos alimentos Ações

Leia mais

FERRAMENTAS DA QUALIDADE. Prof. Dr. Renato Montini FATEC MC

FERRAMENTAS DA QUALIDADE. Prof. Dr. Renato Montini FATEC MC FERRAMENTAS DA QUALIDADE Prof. Dr. Renato Montini FATEC MC As ferramentas da qualidade têm os seguintes objetivos: Facilitar a visualização e o entendimento dos problemas; Sintetizar o conhecimento e as

Leia mais

3M Soluções Comerciais Núcleo Limpeza Profissional. Produtividade. é a chave para o seu. Sucesso

3M Soluções Comerciais Núcleo Limpeza Profissional. Produtividade. é a chave para o seu. Sucesso 3M Soluções Comerciais Núcleo Limpeza Profissional Produtividade é a chave para o seu Sucesso 3 Conheça alguns números da performance global da 3M US$ 7,7 bi em investimentos em P&D (nos últimos 5 anos)

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO PARA REGISTRO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL FOLHA 1

INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO PARA REGISTRO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL FOLHA 1 INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO PARA REGISTRO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL - O formulário deve ser preenchido em 2 vias. - Preencher a máquina ou por computador. FOLHA 1 IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Características dos Touros Senepol. Benefício ao Criador Invernista Confinador. Senepol SL

Características dos Touros Senepol. Benefício ao Criador Invernista Confinador. Senepol SL Senepol SL Programa SLde Melhoramento Estância Santa Luzia SENEPOL Benefícios dos Touros Senepol Santa Luzia Venda permanente Reprodutores & Doadoras Qualidade diferenciada a preço justo Na condução, Pedro

Leia mais

Padrão de Respostas Prova Discursiva

Padrão de Respostas Prova Discursiva 01 Padrão de Respostas Prova Discursiva a) Evitam movimentos manuais repetitivos e agilizam a tempo de distribuição das refeições, aumentando a produtividade. (Valor: 7,0 pontos) b) Como agentes de transformação,

Leia mais

AVALIAÇÕES DAS CONDIÇÕES HIGIÊNICO-SANITÁRIAS DA PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO EM UM EVENTO COMERCIAL

AVALIAÇÕES DAS CONDIÇÕES HIGIÊNICO-SANITÁRIAS DA PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO EM UM EVENTO COMERCIAL V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 AVALIAÇÕES DAS CONDIÇÕES HIGIÊNICO-SANITÁRIAS DA PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO EM UM EVENTO COMERCIAL Deijiane de Oliveira

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE. Curso de Tecnologia em Alimentos. Trabalho de Conclusão de Estágio

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE. Curso de Tecnologia em Alimentos. Trabalho de Conclusão de Estágio UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE Curso de Tecnologia em Alimentos Trabalho de Conclusão de Estágio AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES HIGIÊNICO-SANITÁRIAS NA PRODUÇÃO DE EMBUTIDOS CÁRNEOS Tamara Bellettini

Leia mais

LEVANTAMENTO DAS CONDIÇÕES HIGIÊNICO-SANITÁRIAS EM UM RESTAURANTE POPULAR DE TERESINA-PI

LEVANTAMENTO DAS CONDIÇÕES HIGIÊNICO-SANITÁRIAS EM UM RESTAURANTE POPULAR DE TERESINA-PI LEVANTAMENTO DAS CONDIÇÕES HIGIÊNICO-SANITÁRIAS EM UM RESTAURANTE POPULAR DE TERESINA-PI Joseth Gláucia de Siqueira Rêgo Machado* - NOVAFAPI Carlos de Souza Meneses**- NOVAFAPI Clélia de Moura Fé Campos***

Leia mais

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Alimentação saudável É saborosa, variada, colorida e com harmonia entre quantidades e qualidade! Sempre que possível faça as refeições junto à família,

Leia mais

MANEJO DE BOVINOS DE CORTE Confinamento. Prof : Ricardo Alexandre Silva Pessoa

MANEJO DE BOVINOS DE CORTE Confinamento. Prof : Ricardo Alexandre Silva Pessoa MANEJO DE BOVINOS DE CORTE Confinamento Prof : Ricardo Alexandre Silva Pessoa Julho/2013 1 Confinamento - sistema de criação onde lotes de animais são encerrados em piquetes ou currais com área restrita

Leia mais

UM MERCADO EM CRESCIMENTO CONHEÇA AS OPORTUNIDADES E COMO PARTICIPAR

UM MERCADO EM CRESCIMENTO CONHEÇA AS OPORTUNIDADES E COMO PARTICIPAR FOOD SERVICE UM MERCADO EM CRESCIMENTO CONHEÇA AS OPORTUNIDADES E COMO PARTICIPAR I-INTRODUÇÃO AO MERCADO DE FOOD SERVICE INTRODUÇÃO Mercado que envolve toda a cadeia de produção e distribuição de alimentos,

Leia mais

O MANEJO SANITÁRIO E SUA IMPORTÂNCIA NO NOVO CONTEXTO DO AGRONEGÓCIO DA PRODUÇÃO DE PECUÁRIA DE CORTE

O MANEJO SANITÁRIO E SUA IMPORTÂNCIA NO NOVO CONTEXTO DO AGRONEGÓCIO DA PRODUÇÃO DE PECUÁRIA DE CORTE O MANEJO SANITÁRIO E SUA IMPORTÂNCIA NO NOVO CONTEXTO DO AGRONEGÓCIO DA PRODUÇÃO DE PECUÁRIA DE CORTE Guilherme Augusto Vieira, MV, MSc gavet@uol.com.br 1 Danilo Gusmão de Quadros, Eng.Agro,DSc - uneb_neppa@yahoo.com.br

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO HORTALIÇAS E VEGETAIS PROCESSADOS

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO HORTALIÇAS E VEGETAIS PROCESSADOS OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO HORTALIÇAS E VEGETAIS PROCESSADOS 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação

Leia mais

6 CURSO DE CONTROLE DE QUALIDADE NA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS

6 CURSO DE CONTROLE DE QUALIDADE NA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS Universidade de Passo Fundo Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária Curso de Medicina Veterinária 6 CURSO DE CONTROLE DE QUALIDADE NA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS Médico Veterinário Profº Dr. Elci Lotar

Leia mais

José Ferreira Pankowski

José Ferreira Pankowski José Ferreira Pankowski O conselheiro técnico da Associação dos Criadores de Nelore de Mato Grosso, José Ferreira Pankowski, é o entrevistado da semana do site da Nelore MT. Ele fala sobre o desenvolvimento

Leia mais

PROCESSAMENTO DA CARNE SUÍNA

PROCESSAMENTO DA CARNE SUÍNA PROCESSAMENTO DA CARNE SUÍNA Miryelle Freire Sarcinelli 1 (e-mail: miryelle@hotmail.com.) Katiani Silva Venturini 1 (e-mail: katiani_sv@hotmail.com.) Luís César da Silva 2 (website: www.agais.com) 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Rafael Siqueira 0 SUCESSO. é apenas seu! 5 passos para conquistar o caminho para o seu Sucesso!

Rafael Siqueira 0 SUCESSO. é apenas seu! 5 passos para conquistar o caminho para o seu Sucesso! 0 SUCESSO é apenas seu! 5 passos para conquistar o caminho para o seu Sucesso! 0 SUCESSO é apenas seu! 5 passos para conquistar o caminho para o seu Sucesso! Versão 1.0 Introdução: Acredito que o processo

Leia mais

SELO ALIMENTOS DO PARANÁ INFORMAÇÕES GERAIS

SELO ALIMENTOS DO PARANÁ INFORMAÇÕES GERAIS SELO ALIMENTOS DO PARANÁ INFORMAÇÕES GERAIS Curitiba, 18 de março de 2015. 1 SELO ALIMENTOS DO PARANÁ INFORMAÇÕES GERAIS Sumário APRESENTAÇÃO... 3 JUSTIFICATIVAS E BENEFÍCIOS... 3 COMO OBTER O SELO...

Leia mais

Saudabilidade no Food Service. Tendências

Saudabilidade no Food Service. Tendências Saudabilidade no Food Service Tendências Introdução ao Mercado de Food Service Introdução Mercado que envolve toda a cadeia de produção e distribuição de alimentos, bebidas, insumos, equipamentos e serviços

Leia mais

2 Planilha para Cálculo do Custo de Produção de Leite na Agricultura Familiar

2 Planilha para Cálculo do Custo de Produção de Leite na Agricultura Familiar ISSN 1516-41XX Planilha para Cálculo do Custo de Produção de Leite na Agricultura Familiar 32 Introdução Economistas rurais, administradores e zootecnistas elaboram diversas planilhas de custo de produção

Leia mais

Manifesto: Agricultura em alerta

Manifesto: Agricultura em alerta Ano III - nº 31 - Maio de 2006 Manifesto: Agricultura em alerta Artigo: Cultura do trigo 08 10 Pecuária Leiteira: Investimentos e resultados Editorial Por Marco André Regis Gerente de Comunicação e Marketing

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2005

PROJETO DE LEI Nº, DE 2005 PROJETO DE LEI Nº, DE 2005 (Do Sr. Alex Canziani) Dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de cozinheiro. Congresso Nacional decreta: Art. 1º Considera-se cozinheiro, para efeitos desta

Leia mais

RELATÓRIO MISSÃO À CHINA BAKERY CHINA

RELATÓRIO MISSÃO À CHINA BAKERY CHINA RELATÓRIO MISSÃO À CHINA BAKERY CHINA Panificação na China A panificação chinesa tem aspectos peculiares, não é um país de tradição no consumo de panificados, mas tem desenvolvido sua indústria a partir

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO MANEJO NO PERÍODO SECO

A IMPORTÂNCIA DO MANEJO NO PERÍODO SECO A IMPORTÂNCIA DO MANEJO NO PERÍODO SECO Ricardo Dias Signoretti 1 Na prática, o período seco e transição (pré-parto) constituem-se num desafio aos técnicos e produtores de leite, que devem ficar atentos

Leia mais

A MIXIE RESPONDE TOP 10 DÚVIDAS DO ONLINE

A MIXIE RESPONDE TOP 10 DÚVIDAS DO ONLINE A MIXIE RESPONDE TOP 10 DÚVIDAS DO ONLINE DICA DA MIXIE - MARÇO 2014 1 SOCORRO! AS NATAS FICARAM LÍQUIDAS. O QUE FAZER? Use sempre natas indicadas para bater, ou seja, com pelo menos 35% de gordura. Quanto

Leia mais

União das Polícias faz violência cair no Município Após assumir há seis

União das Polícias faz violência cair no Município Após assumir há seis 2 3 União das Polícias faz violência cair no Município Após assumir há seis meses a Seccional de Diadema, a delegada Martha Rocha de Castro (foto) afirma que está feliz com o trabalho da Polícia Civil,

Leia mais

Criando o hábito de ser mais produtivo

Criando o hábito de ser mais produtivo Criando o hábito de ser mais produtivo Introdução No momento atual brasileiro, aumentar a produtividade é um fator essencial para a sobrevivência das empresas. Além da produtividade, empresas de pequeno

Leia mais

O impacto do touro no rebanho de cria

O impacto do touro no rebanho de cria Algumas contas simples podem constatar que o touro de cria é um fator de produção de extrema relevância A realidade de mercado atual exige do pecuarista competência para se manter no negócio, e visão estratégica

Leia mais

A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay.

A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay. A Vivenda do Camarão é a maior rede de restaurantes de frutos do mar do país, presente em 20 estados brasileiros e 1 unidade no Paraguay. O cardápio Vivenda oferece Produtos Congelados, In Natura, e em

Leia mais

Apresentação Oficial da SCI - 001/SET/2015 01/26

Apresentação Oficial da SCI - 001/SET/2015 01/26 Apresentação Oficial da SCI - 001/SET/2015 01/26 Sistema de Consumo Inteligente 02/26 Como se tornar um Consumidor Inteligente Stella Luri Depto. de Compras Hoje você terá a oportunidade de conhecer a

Leia mais