SEXO Sexo 1.masculino 2.feminino Caracterização Sócio-Econômica ESCO Nivel de escolaridade 1. Analfabeto até 4ª série do 1º grau (primário)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SEXO Sexo 1.masculino 2.feminino Caracterização Sócio-Econômica ESCO Nivel de escolaridade 1. Analfabeto até 4ª série do 1º grau (primário)"

Transcrição

1 SIPS- BASE SOBRE MOBILIDADE URBANA Nome Campo Descrição Valores atribuídos Local de Moradia REGI Região 1.Região Sul 2.Região Sudeste 3.Região Centro-Oeste 4.Região Nordeste 5.Região Norte ESTA Estado Não identificado (sem representatividade estatística) CIDA Cidade Não identificado (sem representatividade estatística) Caracterização do Entrevistado IDAD Idade SEXO Sexo 1.masculino 2.feminino Caracterização Sócio-Econômica ESCO Nivel de escolaridade 1. Analfabeto até 4ª série do 1º grau (primário) ETIN Cor ou Raça 1.Branca 2. De 5ª a 8ª série do 1 grau (Ginasial) 3. 2 grau completo ou incompleto (Colegial) 4. Superior incompleto 5. Superior completo ou pós graduação 80. NS/NR (Substitua o entrevistado). 2.Amarela 3.Indígena; 4.Preta/Negra 5.Parda/Morena 80.NS/NR CIVI Estado Civil 1.Solteiro 2.Casado/morando junto 3.Separado/desquitado 4.Divorciado

2 5.Viúvo 80.NS/NR REND Faixa de renda da família 1.Até 2 SM (R$ 1.020,00) MOBILIDADE URBANA MUB01 Qual o meio de transporte você mais usa para se locomover em sua cidade? (LER OPÇÕES) 2.+de 2 a 5 SM (+de R$ 1.020,00 a R$ 2.550,00) 3.+de 5 a 10 SM (+de R$ 2.550,00 a R$ 5.100,00) 4.+de 10 a 20 SM (+de R$ 5.100,00 a R$ ,00) 5.Acima de 20 SM (acimade R$ ,00) 80. NS/NR (Substitua o entrevistado) 1. Transporte Público(Faça até 53 e vá p/ 61) 4. A pé (Vá p/ 55) 5. Bicicleta (Vá p/ 55) 2. Carro (Faça 53 a 56 e vá p/ 61) 3. Moto (Faça 53 a 56 e vá p/ 61) MUB02 Que tipo de transporte público você mais usa? (LER OPÇÕES) 1. Ônibus 3. Trem 5. Van 7. NS 9. NSA 2. Metrô 4. Barco 6. Mais de um (Não ler) 8. NR MUB03 No deslocamento que você faz no dia-a-dia, você utiliza algum tipo de integração (LER OPÇÃO)? MUB04 A freqüência das linhas de transporte público ao seu dispor é adequada às suas necessidades? 01. Não existe em minha cidade 04. Ônibus-metrô 07. Outro tipo 90. NSA 02. Não usa, apesar de existir 05.Ônibus-trem 70. NS 03. Ônibus-ônibus 06. Trem-metrô 80. NR MUB05 E o serviço de transporte público que você utiliza é pontual? MUB06 MUB07 Você tem dificuldade financeira para pagar o meio de transporte que usa? Você já deixou de ir a algum lugar ou teve que usar outro meio de transporte por algum dos motivos abaixo? (LER OPÇÕES 1, 2, 3) 1. Sim 2. Não 7. NS 8. NR 9. NSA Apenas para quem usa Transporte Público, Carro ou Moto MUB09 Com que frequência você enfrenta engarrafamentos? (LER OPÇÕES) 01. Mais de 1 vez por dia vez por semana 07. Nunca vez por dia 05. De 15 em 15 dias 70.NS 90. NSA ou 3 vezes por semana vez por mês 80.NR Apenas para quem usa Carro e Moto MUB08 O veículo que você costuma usar é(ler OPÇÕES): 01. Próprio 04. Da empresa 07. Taxi 80.NR 02. Da família 05. Carona 70.NS 90.NSA 03. Emprestado 06. Empresa o leva

3 Apenas para quem usa Carro, Moto, A pé ou Bicicleta MUB10 MUB11 Como você classifica a sinalização existente em sua cidade para chegar a algum lugar? Alguma dessas condições fariam com que você usasse o transporte público?(mostrar ANEXO 04). Quais?(CITE 02 EM ORDEM DE IMPORTÂNCIA) Pelo que você conhece, mesmo que você ou alguém de sua família não tenha sido atendido por um médico especialista por meio de consulta marcada no SUS, se você pudesse sugerir melhorias nesses serviços, a qual das melhorias, entre as listadas abaixo, você daria prioridade? Escolha apenas uma opção (ANEXO 03): Apenas para quem anda a Pé ou de Bicicleta MUB12 MUB13 Quanto tempo você gasta no seu deslocamento diário (LER OPÇÕES)? Você sente que sua condição e seu espaço de pedestre/ciclista são respeitados em sua cidade? 1. Excelente 3. Boa 5. Muito ruim 8.NR 2. Muito boa 4. Ruim 7. NS 9.NSA 01. Se estivesse disponível 12. Se cobrisse uma área maior 02. Se fosse mais rápido 13. Se tivesse lugar para sentar 03. Se houvesse mais opções de horário 14. Nenhuma 04. Se chegasse num horário mais conveniente 71. Apenas 1 opção 05. Se fosse mais saudável 70.NS 06. Se poluísse menos 80.NR 07. Se fosse mais barato 90.NSA 08. Se fosse mais confortável 09. Se fosse mais seguro (menor risco de assalto) MUB11A. [ ] 10. Se fosse mais seguro (menor risco de acidente) Se Melhorar fosse mais a qualidade fácil de usar do atendimento MUB11B. [ ] dos médicos 02. Aumentar o número de médicos 03. Garantir que os médicos cumpram seu horário de trabalho 04. Reduzir o tempo de espera entre a marcação e a consulta com o especialista 05. Diminuir a demora para ser atendido no dia da consulta 70. NS 80. NR 90. NSA 1. Até 15 min 3.Até 1 hora 5.Até 3 horas 7.NS 9. NSA 2. Até 30 min 4. Até 2 horas 6. Mais de 3 horas 8.NR 1.Sim, sempre 3.Raramente 7. NS 9. NSA 2. Na maioria das vezes 4.Não, nunca 8. NR MUB14 MUB15 Você acha que a quantidade de calçadas ou ciclovias em sua cidade e a qualidade de seu pavimento são adequadas? Ao ir a pé/de bicicleta aos lugares, você encontra equipamentos de apoio como chuveiro e vestiário (para os ciclistas também paraciclo e bicicletário) em terminais, estações e edifícios de uso público? 1. Não 3. Sim 8.NR 2. Mais ou menos 7.NS 9.NSA 1.Sim, sempre 3.Raramente 7. NS 9. NSA 2. Na maioria das vezes 4.Não, nunca 8. NR PARA TODOS

4 MUB16 MUB17 Quais foram os principais motivos que levaram você a escolher o meio de transporte que você mais usa (MOSTRAR ANEXO 05)(CITE 02 EM ORDEM DE IMPORTÂNCIA)? Qual o motivo da maioria dos seus deslocamentos dentro da cidade? (LER OPÇÕES) 01. É o único que você tem conhecimento 11.É fácil de usar 02. É mais rápido 12.Cobre uma grande área 03. Sai num horário adequado à sua necessidade 13.Por comodidade 04. Chega no horário desejado a seu destino 14. Outro motivo 05. É saudável 71.Apenas 1 opção 06. Polui pouco 70.NS 07. É mais barato 80.NR 08. É mais confortável MUB16A. [ ] 09. Tem menor risco de assalto 10. Tem menor risco de acidente MUB16B. [ ] 1. Trabalho 2. Educação 3. Saúde 4. Lazer 7. NS 8. NR MUB18 MUB19 MUB20 MUB24 Quais as características mais importantes para um bom transporte (MOSTRAR ANEXO 05)(CITE 02 EM ORDEM DE IMPORTÂNCIA)? Considerando as duas características indicadas no item anterior, como avalia o meio de transporte que você mais usa? (LER OPÇÕES) Em sua opinião, a qualidade do(das) em sua cidade é (LER OPÇÕES): Quais são suas três principais fontes de informação sobre transporte em sua cidade(mostrar ANEXO 05)? 01, Ter disponível mais de uma forma de se deslocar 11. Ser fácil de usar 02. Se rápido 12. Cobrir uma área maior 03. Sair num horário adequado à sua necessidade 13. Ser cômodo 04. Chegar no horário desejado a seu destino 14. Outra característica 05. Ser saudável 71. Apenas 1 opção 06. Poluir pouco 70. NS 07. Ser barato 80. NR 08. Ser confortável MUB18A. [ ] 09. Ter menor risco de assalto 10. Ter menor risco de acidente MUB18B. [ ] 1.Muito Bom 3. Regular 5. Muito Ruim 7. NS 2.Bom 4.Ruim 8. NR 1. Muito Bom 3. Regular 5. Muito Ruim 7. NS 9. NSA 2. Bom 4.Ruim 6. Não tem na minha cidade 8. NR 65. trânsito MUB20. [ ] 66. transporte público MUB21. [ ] 67. calçadas MUB22. [ ] 68. ciclovias e ciclofaixas MUB23. [ ] 01. Pontos de parada 06. Telefone 11.Outros 02. Terminais/estações 07. Jornal 70.NS 03. Ruas 08. Internet 80.NR 04. TV 09. Conversas 05. Rádio 10. Funcionários

5 MUB25 MUB26 MUB27 MUB28 MUB29 MUB30 Você se sente seguro no meio de transporte que você mais usa? (LER OPÇÕES) Você já sofreu (ou conhece alguém que sofreu) acidente usando o meio de transporte que você mais usa?(ler OPÇÕES) Você já foi assaltado (ou conhece alguém que foi) usando o meio de transporte que mais usa?(ler OPÇÕES) Você considera ter alguma limitação física que te dificulte na locomoção pela cidade ou no uso de algum transporte? Qual? O meio de transporte que você utiliza com mais freqüência está adequado/adaptado às suas restrições de locomoção? (Se "Sim na MUB28) Você já deixou de andar ou usar o transporte público por este não ser adaptado às suas restrições de locomoção? 01. Sim, já sofri acidente 70.NS 02. Sim, conheço quem já sofreu acidente 80. NR 03. Sim, já sofri e conheço quem já sofreu 04.Não, nunca sofri acidente, nem conheço quem já sofreu 01. Sim, já fui assaltado 70.NS 02. Sim, conheço quem já foi assaltado 80. NR 03. Sim, já fui assaltado e conheço quem já foi 04.Não, nunca fui assaltado, nem conheço quem já foi 01. Sim, dificuldade de visão 05. Sim, outra deficiência física 70. NS 02. Sim, dificuldade de audição 06. Sim, mais de uma das anteriores 80. NR 03. Sim, deficiência motora 07. Não (Vá p/ 76) 04. Sim, dificuldade para andar 1.Sim, sempre 3.Raramente 7. NS 9. Não tenho restrição locomotora 2.Na maioria das vezes 4.Não, nunca 8. NR 1. Sim 2. Não 7. NS 8. NR 9. NSA LEGENDA: NR = Não respondeu NS = Não Sabe NSA=Nenhuma das anteriores.

SEXO Sexo 1.masculino 2.feminino Caracterização Sócio-Econômica ESCO Nivel de escolaridade 1. Analfabeto até 4ª série do 1º grau (primário)

SEXO Sexo 1.masculino 2.feminino Caracterização Sócio-Econômica ESCO Nivel de escolaridade 1. Analfabeto até 4ª série do 1º grau (primário) SIPS- BASE SOBRE SAUDE Nome Campo Descrição Valores atribuídos Local de Moradia REGI Região 1.Região Sul 2.Região Sudeste 3.Região Centro-Oeste 4.Região Nordeste 5.Região Norte ESTA Estado Não identificado

Leia mais

SIPS Sistema de Indicadores de Percepção Social

SIPS Sistema de Indicadores de Percepção Social SIPS Sistema de Indicadores de Percepção Social Mobilidade Urbana IPEA 24 de janeiro de 2011 Sumário 1. Introdução 2. Mobilidade e meios de transporte 3. Meios de transporte e questões de infraestrutura

Leia mais

SIPS- BASE SOBRE BANCOS

SIPS- BASE SOBRE BANCOS SIPS- BASE SOBRE BANCOS Nome Campo Descrição Valores atribuídos Local de Moradia REGI Região 1.Região Sul 2.Região Sudeste 3.Região Centro-Oeste 4.Região Nordeste 5.Região Norte ESTA Estado Não identificado

Leia mais

Job 150904 Setembro / 2015

Job 150904 Setembro / 2015 Job 50904 Setembro / Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de

Leia mais

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado.

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. Job 44/4 Setembro/04 Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de

Leia mais

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado.

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. Job 1566/10 Setembro/ Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 16 anos ou mais

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: LOCOMOÇÃO URBANA AGOSTO/2011

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: LOCOMOÇÃO URBANA AGOSTO/2011 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: LOCOMOÇÃO URBANA AGOSTO/2011 PESQUISA CNI-IBOPE CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI Robson Braga de Andrade Presidente Diretoria Executiva - DIREX José Augusto Coelho

Leia mais

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado.

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. Job 64/ Setembro/ Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de São

Leia mais

Metodologia. MARGEM DE ERRO O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Metodologia. MARGEM DE ERRO O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Metodologia COLETA Entrevistas domiciliares com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA Município de São Paulo. UNIVERSO moradores de 16 anos ou mais. PERÍODO DE CAMPO de 26 de setembro a 1º de outubro

Leia mais

Mobilidade urbana e a emissão do gases de efeito estufa GEE na região central de Porto Alegre

Mobilidade urbana e a emissão do gases de efeito estufa GEE na região central de Porto Alegre Pesquisa de Opinião Mobilidade urbana e a emissão do gases de efeito estufa GEE na região central de Porto Alegre Soluções e desafios na busca de uma melhor qualidade do ar. Sumário 1. Objetivos 3 2. Metodologia

Leia mais

Mobilidade Urbana Urbana

Mobilidade Urbana Urbana Mobilidade Urbana Urbana A Home Agent realizou uma pesquisa durante os meses de outubro e novembro, com moradores da Grande São Paulo sobre suas percepções e opiniões em relação à mobilidade na cidade

Leia mais

abastecimento de água e imagem da COPASA Montes Claros

abastecimento de água e imagem da COPASA Montes Claros Avaliação do Serviço o de abastecimento de água e imagem da COPASA Montes Claros Pesquisa realizada entre 24 e 28 de Abril de 2010 Informações Metodológicas Tipo de pesquisa: Survey, utiliza-se de questionário

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA AVALIAÇÃO DE INTERVENÇÕES PARA PROMOÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA NA ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE - VERSÃO USUÁRIO CADASTRO

QUESTIONÁRIO PARA AVALIAÇÃO DE INTERVENÇÕES PARA PROMOÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA NA ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE - VERSÃO USUÁRIO CADASTRO QUESTIONÁRIO PARA AVALIAÇÃO DE INTERVENÇÕES PARA PROMOÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA NA ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE - VERSÃO USUÁRIO CADASTRO Pesquisador responsável: ID Geres: ID Município: Data: Início do preenchimento:

Leia mais

Pesquisa de Levantamento e Percepções sobre o Estacionamento de Veículos no Centro de Campo Grande - MS

Pesquisa de Levantamento e Percepções sobre o Estacionamento de Veículos no Centro de Campo Grande - MS Pesquisa de Levantamento e Percepções sobre o Estacionamento de Veículos no Centro de Campo Grande - MS Julho de 2012 1 Catalogação Bibliográfica Pesquisa de Opinião Pública do Comércio Varejista de Campo

Leia mais

PEDALANDO NA CIDADE ESTUDO DE COMPORTAMENTO SOBRE O USO DA BICICLETA NO BRASIL FEVEREIRO 2015 UM PROJETO IDEALIZADO E EXECUTADO POR THINKING INSIGHT

PEDALANDO NA CIDADE ESTUDO DE COMPORTAMENTO SOBRE O USO DA BICICLETA NO BRASIL FEVEREIRO 2015 UM PROJETO IDEALIZADO E EXECUTADO POR THINKING INSIGHT PEDALANDO NA CIDADE ESTUDO DE COMPORTAMENTO SOBRE O USO DA BICICLETA NO BRASIL FEVEREIRO 2015 UM PROJETO IDEALIZADO E EXECUTADO POR THINKING INSIGHT TUDO TEM UM COMEÇO. E EM 1855, FOI CONSTRUÍDA A PRIMEIRA

Leia mais

para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio:

para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio: BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta BH tem espaço para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio: Índice Quando você estiver pedalando. 04 Quando você estiver dirigindo. 10 Algumas

Leia mais

Pesquisa sobre Transporte Não-Motorizado Realizado por Bicicleta na Cidade de Londrina

Pesquisa sobre Transporte Não-Motorizado Realizado por Bicicleta na Cidade de Londrina Pesquisa sobre Transporte Não-Motorizado Realizado por Bicicleta na Cidade de Londrina Cristiane Biazzono Dutra¹ 1) Prefeitura do Município de Londrina; Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina

Leia mais

Pesquisa Perfil do Visitante da Orla de Ipanema - Porto Alegre

Pesquisa Perfil do Visitante da Orla de Ipanema - Porto Alegre Pesquisa Perfil do Visitante da Orla de Ipanema - Porto Alegre Movimento Ipanema Natureza Humana Secretaria Municipal de Turismo de Porto Alegre Novembro/2009 Objetivo: Perfil do Visitante da Orla de Ipanema

Leia mais

RELATÓRIO SOCIOECONÔMICO DOS CALOUROS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM RECURSOS HUMANOS

RELATÓRIO SOCIOECONÔMICO DOS CALOUROS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM RECURSOS HUMANOS RELATÓRIO SOCIOECONÔMICO DOS CALOUROS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM RECURSOS HUMANOS FEVEREIRO DE 2011 Tabela 01 Estado civil: Solteiro 28 82 Casado 5 15 Viúvo Divorciado 1 3 Desquitado União estável

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Campus universitário, Plano de mobilidade cicloviária, Fatores que incentivam o uso da bicicleta.

PALAVRAS-CHAVE: Campus universitário, Plano de mobilidade cicloviária, Fatores que incentivam o uso da bicicleta. Mobilidade cicloviária em Campus Universitário. Marcos Antonio Garcia Ferreira 1 ; Suely da Penha Sanches 1 1: Universidade Federal de São Carlos, Rodovia Washington Luis, km 235 13565-905 São Carlos,

Leia mais

Tel. (11) 5592-5592 / www.fortknox.com.br. Manual de Segurança

Tel. (11) 5592-5592 / www.fortknox.com.br. Manual de Segurança Tel. (11) 5592-5592 / www.fortknox.com.br Segurança no dia-a-dia Vol. X Manual de Segurança Apresentação N ão há estratégias ou sistemas de segurança intransponíveis. Isso é o que dizem todos os especialistas

Leia mais

Percepção pública da CT&I no Brasil 2015

Percepção pública da CT&I no Brasil 2015 Percepção pública da CT&I no Brasil 2015 Percepção pública da CT&I no Brasil 2015 Questionário Pesquisa realizada entre os dias 22/12/2014 e 16/3/2015, em 1962 entrevistas. Equipe Mariano Laplane (Supervisão)

Leia mais

Avaliação do Programa Cidadania em Trânsito ALUNOS Novembro / 2013

Avaliação do Programa Cidadania em Trânsito ALUNOS Novembro / 2013 Avaliação do Programa Cidadania em Trânsito ALUNOS Novembro / 2013 1 INDICE: METODOLOGIA:... 3 PERFIL DOS RESPONDENTES:... 4 CIDADANIA EM TRÂNSITO... 5 A Gidion é uma empresa que:...5 Você sabe se tem

Leia mais

Condições de vida das pessoas com deficiência no Brasil

Condições de vida das pessoas com deficiência no Brasil Condições de vida das pessoas com deficiência no Brasil Relatório de Pesquisa de Opinião Pública Nacional Metodologia Pesquisa de opinião pública tipo quantitativa Universo: Cadastro de pessoas do IBDD

Leia mais

Monitorar a satisfação dos usuários dos transportes rodoviários em linhas intermunicipais, interestaduais e internacionais.

Monitorar a satisfação dos usuários dos transportes rodoviários em linhas intermunicipais, interestaduais e internacionais. Especificações Técnicas Objetivo geral: Monitorar a satisfação dos usuários dos transportes rodoviários em linhas intermunicipais, interestaduais e internacionais. Público-alvo: Pessoas físicas usuárias

Leia mais

Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para. São Paulo Janeiro de de 2010

Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para. São Paulo Janeiro de de 2010 Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para São Paulo Janeiro de de 2010 Back Ground A Pesquisa de Imagem dos Transportes na Região Metropolitana de São Paulo vem sendo realizada anualmente,

Leia mais

MAIS DE 70% NÃO SABEM DENUNCIAR UMA OBRA IRREGULAR

MAIS DE 70% NÃO SABEM DENUNCIAR UMA OBRA IRREGULAR MAIS DE 70% NÃO SABEM DENUNCIAR UMA OBRA IRREGULAR Emmanuelle Serrano Queiroz O tema fiscalização de obras está bastante estampado na mídia devido aos vários acontecimentos. Pelo fato de o assunto ter

Leia mais

As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras. Diretoria de Engenharia - DE

As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras. Diretoria de Engenharia - DE As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras Diretoria de Engenharia - DE Cidades candidatas e seus aeroportos Aeroportos da INFRAERO primeira e última imagem que o turista estrangeiro

Leia mais

PESQUISA. Avaliação do BRT TransOeste. Abril 2013

PESQUISA. Avaliação do BRT TransOeste. Abril 2013 PESQUISA Avaliação do BRT TransOeste Abril 2013 1 METODOLOGIA Objetivo: levantar informações sobre as viagens no BRT TransOeste, avaliar a satisfação com este modal, bem como as máquinas de recarga do

Leia mais

Dia Mundial sem Carro Faça sua parte, o planeta agradece!!

Dia Mundial sem Carro Faça sua parte, o planeta agradece!! Dia Mundial sem Carro Faça sua parte, o planeta agradece!! Prefira o transporte público. Além de ser menos poluente, você evitará parte do estresse do dia-a-dia; Use bicicleta ou caminhe sempre que possível.

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública sobre Transportes Coletivos

Pesquisa de Opinião Pública sobre Transportes Coletivos Pesquisa de Opinião Pública sobre Transportes Coletivos Realizada por encomenda da Especificações Período de campo: setembro de 2004 Universo: população geral, com idade entre 16 e 64 anos (inclusive),

Leia mais

Identificação dos fatores que influenciam o uso da bicicleta, visando o direcionamento de programas cicloviários

Identificação dos fatores que influenciam o uso da bicicleta, visando o direcionamento de programas cicloviários CICLOVIAS AN P Identificação dos fatores que influenciam o uso da bicicleta, visando o direcionamento de programas cicloviários Claudia Cotrim Pezzuto Programa de Pós-Graduação em Engenharia Urbana, Universidade

Leia mais

SENSUS. Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE. 03 a 07 de Novembro de 2010

SENSUS. Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE. 03 a 07 de Novembro de 2010 Pesquisa e Consultoria Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE 03 a 07 de Novembro de 2010 Rua Grão Pará 737, 4 andar Cep 30150-341 Belo Horizonte MG Tel. 31-33042100

Leia mais

Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa

Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa Analisando viagens a pé e por bicicletas na integração com transporte de massa Fernanda Borges Monteiro, Vânia Barcellos Gouvêa Campos arqnandy@gmail.com; vania@ime.eb.br Instituto Militar de Engenharia

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DO AMAPÁ PERFIL SÓCIO-CULTURAL DOS ALUNOS DE ADMINISTRAÇÃO DA ESTÁCIO FAMAP MACAPÁ 2011.1

FACULDADE ESTÁCIO DO AMAPÁ PERFIL SÓCIO-CULTURAL DOS ALUNOS DE ADMINISTRAÇÃO DA ESTÁCIO FAMAP MACAPÁ 2011.1 FACULDADE ESTÁCIO DO AMAPÁ PERFIL SÓCIO-CULTURAL DOS ALUNOS DE ADMINISTRAÇÃO DA ESTÁCIO FAMAP MACAPÁ 2011.1 PERFIL SÓCIO-CULTURAL DOS ALUNOS DA ESTÁCIO-FAMAP 1. Apresentação Gráfica Gráfico 1: Sexo 35,90%

Leia mais

A importância do estudo das diferenças de percepção entre ciclistas e aspirantes para o planejamento.

A importância do estudo das diferenças de percepção entre ciclistas e aspirantes para o planejamento. A importância do estudo das diferenças de percepção entre ciclistas e aspirantes para o planejamento. AUTORES ALVES, Felipe Alberto Martins¹; ANDRADE, Beatriz Rodrigues². ¹Universidade Federal do Ceará.

Leia mais

N : PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Entrevistador: Nome do entrevistado: (xx)xxxxxxxx. Endereço: Cidade: Situação do domicílio: 1.Urbano 2.

N : PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Entrevistador: Nome do entrevistado: (xx)xxxxxxxx. Endereço: Cidade: Situação do domicílio: 1.Urbano 2. Entrevistador: Nome do entrevistado: Telefone: (xx)xxxxxxxx N : Endereço: Cidade: Situação do domicílio: 1.Urbano 2.Rural Estado: AC AP DF MA MT PE RJ RR SE AL BA ES MG PA PI RN RS SP AM CE GO MS PB PR

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Percepção do estado de saúde Notas Técnicas

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Percepção do estado de saúde Notas Técnicas Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Percepção do estado de saúde Notas Técnicas Sumário Origem dos dados... 3 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 4 Variáveis de conteúdo... 4 %Autoavaliação

Leia mais

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas Especificações Técnicas Metodologia Técnicaeformadecoleta: Quantitativa: survey telefônico, com amostra 2.322 entrevistas, realizadas entre os dias 17 de junho e 07 de julho de 2009, pelo Instituto Vox

Leia mais

Pesquisa revela o sonho de consumo dos paulistas

Pesquisa revela o sonho de consumo dos paulistas Pesquisa revela o sonho de consumo dos paulistas As empresas Sampling Pesquisa de Mercado e Limite Pesquisa de Marketing saíram às ruas em Junho e Julho de 2005 para saber qual o sonho de consumo dos Paulistas.

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Pessoas com Deficiências Notas Técnicas

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Pessoas com Deficiências Notas Técnicas Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Pessoas com Deficiências Notas Técnicas Sumário Origem dos dados... 3 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 4 Variáveis de conteúdo... 4 %Pessoas c/alguma

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ.

RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ. RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ. Apresentação Este relatório contém os resultados da 1ª pesquisa de Qualidade de Vida na cidade de Aracruz solicitada pela FACE. O objetivo

Leia mais

Atitudes pela Educação Novembro de 2014

Atitudes pela Educação Novembro de 2014 Atitudes pela Educação Novembro de 2014 Realização: Instituto Paulo Montenegro IBOPE Inteligência Parceiros da pesquisa: Todos Pela Educação Fundação Itaú Social Fundação Maria Cecília Souto Vidigal Fundação

Leia mais

LOJAS DE RUA GANHAM A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR NA HORA DE FAZER COMPRAS Inayara Soares da Silva

LOJAS DE RUA GANHAM A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR NA HORA DE FAZER COMPRAS Inayara Soares da Silva LOJAS DE RUA GANHAM A PREFERÊNCIA DO CONSUMIDOR NA HORA DE FAZER COMPRAS Inayara Soares da Silva A atual praticidade na hora de fazer compras e procurar alguns tipos de serviço leva o consumidor a optar

Leia mais

MOBILIDADE URBANA SOBRE DUAS RODAS: UM OLHAR DE GÊNERO NO USO DAS CINQUENTINHAS NA SOCIEDADE E CONSUMO ATUAL

MOBILIDADE URBANA SOBRE DUAS RODAS: UM OLHAR DE GÊNERO NO USO DAS CINQUENTINHAS NA SOCIEDADE E CONSUMO ATUAL MOBILIDADE URBANA SOBRE DUAS RODAS: UM OLHAR DE GÊNERO NO USO DAS CINQUENTINHAS NA SOCIEDADE E CONSUMO ATUAL Micheline(1); Laura (2); Marília(3) (Micheline Cristina Rufino Maciel; Laura Susana Duque-Arrazola;

Leia mais

SABESPREV: PESQUISA DE IMAGEM E SATISFAÇÃO 2011 TOTAL

SABESPREV: PESQUISA DE IMAGEM E SATISFAÇÃO 2011 TOTAL TOTAL Objetivos: avaliar o processo de Comunicação da SABESPREV; avaliar o processo de Atendimento Pessoal e Telefônico aos Beneficiários e Participantes da SABESPREV; avaliar o processo de atendimento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/CAPES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/CAPES UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/CAPES SUBPROJETO LETRAS-INGLÊS VITÓRIA FORMULÁRIO PARA DIAGNÓSTICO DO ENSINO

Leia mais

As soluções para salvar o planeta já existem faz tempo. É só começar a usá-las.

As soluções para salvar o planeta já existem faz tempo. É só começar a usá-las. As soluções para salvar o planeta já existem faz tempo. É só começar a usá-las. Bicicleta 1818 cartilha com os novos procedimentos de acesso ao estacionamento. INTRODUÇÃO Pensar na qualidade de vida de

Leia mais

Condições de vida das pessoas com deficiência no Brasil. Pesquisa de opinião pública nacional

Condições de vida das pessoas com deficiência no Brasil. Pesquisa de opinião pública nacional Condições de vida das pessoas com deficiência no Brasil Pesquisa de opinião pública nacional P01*. Gostaria de saber se em sua cidade, os prédios públicos estão adaptados à suas necessidades como pessoa

Leia mais

Condições de vida das pessoas com deficiência no Brasil. Pesquisa de opinião pública nacional

Condições de vida das pessoas com deficiência no Brasil. Pesquisa de opinião pública nacional Condições de vida das pessoas com deficiência no Brasil Pesquisa de opinião pública nacional Metodologia A população considerada é a população de pessoas com deficiência, com 16 anos, cadastradas no Instituto

Leia mais

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte (SisMob-BH)

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte (SisMob-BH) modo ônibus metrô Sistema de Informações da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte (SisMobBH) suplementar táxi distribuição modal com base em pesquisas Tabela 211 Indicadores de distribuição modal em Belo

Leia mais

Entre 10 e 22 de junho de 2015, em pontos de fluxo da capital paulista, foram entrevistados 1.287 pessoas que disseram morar na cidade de São Paulo e

Entre 10 e 22 de junho de 2015, em pontos de fluxo da capital paulista, foram entrevistados 1.287 pessoas que disseram morar na cidade de São Paulo e Entre 10 e 22 de junho de 2015, em pontos de fluxo da capital paulista, foram entrevistados 1.287 pessoas que disseram morar na cidade de São Paulo e responderam a questões sobre progressismo e conservadorismo.

Leia mais

I B OP E Opinião. O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água

I B OP E Opinião. O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Águas no Brasil: A visão dos brasileiros O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água Dezembro, 2006 METODOLOGIA OBJETIVO Levantar informações para

Leia mais

I - QUESTIONÁRIO SÓCIO-ECONÔMICO-EDUCACIONAL 3 ASSINALE A ALTERNATIVA QUE IDENTIFICA A SUA COR OU RAÇA: 1 BRANCA 2 PRETA 3 PARDA 4 AMARELA 5 INDÍGENA

I - QUESTIONÁRIO SÓCIO-ECONÔMICO-EDUCACIONAL 3 ASSINALE A ALTERNATIVA QUE IDENTIFICA A SUA COR OU RAÇA: 1 BRANCA 2 PRETA 3 PARDA 4 AMARELA 5 INDÍGENA I - QUESTIONÁRIO SÓCIO-ECONÔMICO-EDUCACIONAL 1 SEXO: 1 MASCULINO 2 FEMININO 2 QUAL A SUA IDADE? 1 MENOS DE 16 ANOS 2 DE 16 A 18 ANOS 3 DE 19 A 21 ANOS 4 DE 22 A 25 ANOS 5 DE 26 A 30 ANOS 6 MAIS DE 31 ANOS

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA INSCRIÇÃO (DESCRIÇÃO DAS MODALIDADES NO EDITAL)

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA INSCRIÇÃO (DESCRIÇÃO DAS MODALIDADES NO EDITAL) Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO Campus Itapetininga PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA

Leia mais

Sexo. Faixa etária. Questionário Sociocultural Campus Campo Grande - RJ 2011. Geral 1 - Sexo: % MASCULINO 44,4% FEMININO 55,6% Total 1204

Sexo. Faixa etária. Questionário Sociocultural Campus Campo Grande - RJ 2011. Geral 1 - Sexo: % MASCULINO 44,4% FEMININO 55,6% Total 1204 1 - Sexo: MASCULINO 44,4 FEMININO 55,6 Sexo FEMININO; 55,6 MASCULINO; 44,4 2 - Qual a sua faixa etária? ATÉ 17 ANOS 0,7 DE 18 A 24 ANOS 36,3 DE 25 A 35 ANOS 42,8 DE 36 A 50 ANOS 17,4 A PARTIR DE 51 ANOS

Leia mais

Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas

Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas Estudo realizado pelo Instituto Futura a pedido da Vale. Novembro de 2013 Pesquisa de Satisfação do Trem de Passageiros

Leia mais

PROGRAMA DE MOBILIDADE NÃO MOTORIZADA PARA O ESTADO DA BAHIA

PROGRAMA DE MOBILIDADE NÃO MOTORIZADA PARA O ESTADO DA BAHIA PROGRAMA DE MOBILIDADE NÃO MOTORIZADA PARA O ESTADO DA BAHIA DIURB - Diretoria de Equipamentos e Qualificação Urbanística SUDEN - Superintendência de Desenvolvimento Urbanístico COISP - Coordenação de

Leia mais

SIPS. Paulo Corbucci

SIPS. Paulo Corbucci SIPS Educação Paulo Corbucci Brasília lia,, 28 de fevereiro de 2011 SOBRE O SIPS O Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS), elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), é uma

Leia mais

Pesquisa Quantitativa Plastivida. Setembro de 2012

Pesquisa Quantitativa Plastivida. Setembro de 2012 Pesquisa Quantitativa Plastivida Setembro de 2012 objetivo geral Verificar a opinião da população de Belo Horizonte acerca da retirada das sacolas plásticas dos estabelecimentos comerciais da cidade e

Leia mais

PESQUISA DE MOBILIDADE URBANA

PESQUISA DE MOBILIDADE URBANA SALVADOR PESQUISA DE MOBILIDADE URBANA Avaliação da qualidade de serviço no transporte público PERÍODO: 11 A 14 DE JUNHO DE 2012 ENTREVISTAS: 2.000 Resumo: A população de Salvador se desloca duas vezes

Leia mais

Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício

Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício 1 Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício 2013 Índice 2 OBJETIVO E PÚBLICO ALVO METODOLOGIA PLANO DE SAÚDE O MERCADO DE PLANO DE SAÚDE PERFIL

Leia mais

1. DADOS DA APLICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO

1. DADOS DA APLICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO Nº questionário: IMPACTO NA EQÜIDADE DE ACESSO E A EFICIÊNCIA DAS REDES INTEGRADAS DE SERVIÇOS DE SAÚDE NA COLÔMBIA E BRASIL EQUITY-LA INQUÉRITO DE EQUIDADE NO ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE Pernambuco -

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Cobertura de Plano de Saúde Notas Técnicas

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Cobertura de Plano de Saúde Notas Técnicas Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Cobertura de Plano de Saúde Notas Técnicas Sumário Origem dos dados... 2 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 3 Variáveis de conteúdo... 3 %Pessoas

Leia mais

Mobilidade em um Campus Universitário. Suely da Penha Sanches 1 ; Marcos Antonio Garcia Ferreira 1

Mobilidade em um Campus Universitário. Suely da Penha Sanches 1 ; Marcos Antonio Garcia Ferreira 1 Mobilidade em um Campus Universitário. Suely da Penha Sanches 1 ; Marcos Antonio Garcia Ferreira 1 1 Universidade Federal de São Carlos PPGEU, Rodovia Washington Luis, km 235, (16) 33519677 ssanches@ufscar.br;

Leia mais

RELATÓRIO SOCIOECONÔMICO DE AVALIAÇÃO DOS CALOUROS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE GESTÃO EM MARKETING

RELATÓRIO SOCIOECONÔMICO DE AVALIAÇÃO DOS CALOUROS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE GESTÃO EM MARKETING RELATÓRIO SOCIOECONÔMICO DE AVALIAÇÃO DOS CALOUROS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE GESTÃO EM MARKETING FEVEREIRO DE 2011 Relatório Socioeconômico da Faculdade Montes Belos Para elaborarmos o perfil

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2009 (Do Sr. Jaime Martins) O Congresso Nacional decreta:

PROJETO DE LEI Nº, DE 2009 (Do Sr. Jaime Martins) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI Nº, DE 2009 (Do Sr. Jaime Martins) Institui o Programa Bicicleta Brasil, para incentivar o uso da bicicleta visando a melhoria das condições de mobilidade urbana. O Congresso Nacional decreta:

Leia mais

Seminário: Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo

Seminário: Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo : Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo Tema: Uma Agenda para a Mobilidade Urbana da Metrópole Planejamento Urbano, Mobilidade e Modos Alternativos de Deslocamento Engº Jaime

Leia mais

Relatório de Trabalho Estatístico Laboratório de Estatística DEST- CCE - UFES

Relatório de Trabalho Estatístico Laboratório de Estatística DEST- CCE - UFES CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA LABORATÓRIO DE ESTATÍSTICA Av. Fernando Ferrari, S/N - Goiabeiras 296-9 - Vitória ES Brasil E-mail: lestat@cce.ufes.br Fone: (27) 335247 Fax: (27)

Leia mais

Rede Cicloviária Leblon. Rio de Janeiro 2012

Rede Cicloviária Leblon. Rio de Janeiro 2012 Rede Cicloviária Leblon. Rio de Janeiro 2012 Rede Cicloviária Leblon: O Leblon, passa por uma fase de intensas mudanças, com as obras da linha 4 do Metrô o trânsito do bairro sofreu e sofrerá várias alterações

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA INSCRIÇÃO (DESCRIÇÃO DAS MODALIDADES NO EDITAL)

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA INSCRIÇÃO (DESCRIÇÃO DAS MODALIDADES NO EDITAL) Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO Campus Itapetininga PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Águas no Brasil: A Visão dos Brasileiros

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Águas no Brasil: A Visão dos Brasileiros PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Águas no Brasil: A Visão dos Brasileiros O que o brasileiro pensa sobre a conservação e o uso da água no Brasil METODOLOGIA OBJETIVO Levantar informações para subsidiar o planejamento

Leia mais

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 20 de janeiro de 2012 ESTADO DE MINAS

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 20 de janeiro de 2012 ESTADO DE MINAS ESTADO DE MINAS 1 ESTADO DE MINAS 2 3 4 5 6 ESTADO DE MINAS 7 ESTADO DE MINAS 8 ESTADO DE MINAS 9 O TEMPO 10 11 12 O TEMPO 13 O TEMPO 14 O TEMPO Leilão dos aeroportos de Guarulhos, Brasília e Campinas

Leia mais

Sistema integrado de análise e avalização Estatística. Todos. fr= TODO total elementos = 325

Sistema integrado de análise e avalização Estatística. Todos. fr= TODO total elementos = 325 Sistema integrado de análise e avalização Estatística Todos fr= TODO total elementos = 325 01. Qual das situações abaixo está mais de acordo para identificar a relação da família com o Colégio Barão de

Leia mais

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Redes de Computadores AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Redes de Computadores AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Redes de Computadores AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FORTALEZA, 21 DE JULHO DE 2011 FEMININO; 1 Sexo MASCULINO; 89,3% MASCULINO FEMININO A PARTIR DE 51 ANOS;

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO outubro 2013 Plano de Mobilidade Urbana de São Paulo Em atendimento à Lei Federal 12.587 Institui a Política Nacional de Mobilidade Urbana

Leia mais

O uso do Crédito por consumidores que não possuem conta corrente

O uso do Crédito por consumidores que não possuem conta corrente O uso do Crédito por consumidores que não possuem conta corrente Maio de 2015 Slide 1 OBJETIVOS DO ESTUDO Mapear atitudes e comportamentos das pessoas que não possuem conta corrente em banco com relação

Leia mais

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Turismo AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Turismo AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Turismo AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FORTALEZA, 21 DE JULHO DE 2011 Sexo MASCULINO; 23,2% DE 36 A 50 ANOS; 7,9% A PARTIR DE 51 ANOS; Faixa etária ATÉ 17 ANOS;

Leia mais

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Marketing AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Marketing AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Marketing AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FORTALEZA, 21 DE JULHO DE 2011 Sexo MASCULINO; 35,6% DE 36 A 50 ANOS; 8,0% A PARTIR DE 51 ANOS; 1,8% Faixa etária ATÉ

Leia mais

Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para. São Paulo Fevereiro de de 2011

Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para. São Paulo Fevereiro de de 2011 Estudo realizado pela Toledo & Associados com exclusividade para São Paulo Fevereiro de de 2011 Background A Pesquisa de Imagem dos Transportes na Região Metropolitana de São Paulo vem sendo realizada

Leia mais

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Nutrição AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Nutrição AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Nutrição AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FORTALEZA, 21 DE JULHO DE 2011 FEMININO; 90,4% Sexo MASCULINO; 9,6% MASCULINO FEMININO DE 36 A 50 ANOS; 7,1% A PARTIR

Leia mais

PLANOS DE SAÚDE. Leandro de Souza Lino

PLANOS DE SAÚDE. Leandro de Souza Lino 1 PLANOS DE SAÚDE Leandro de Souza Lino Na atualidade, as pessoas estão cada vez mais preocupadas com a qualidade de vida e, por sua vez, com a saúde. Assim, a necessidade de ter planos de saúde se faz

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Saúde Bucal Notas Técnicas

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Saúde Bucal Notas Técnicas Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Saúde Bucal Notas Técnicas Sumário Origem dos dados... 3 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 4 Variáveis de conteúdo... 4 %Escova dentes 2x ou + p/dia...

Leia mais

Nosso Planeta Mobile: Brasil

Nosso Planeta Mobile: Brasil Nosso Planeta Mobile: Brasil Como entender o usuário de celular Maio de 2013 1 Resumo executivo Os smartphones se tornaram indispensáveis para nosso cotidiano. A difusão dos smartphones atinge 26 % da

Leia mais

ANEXO II QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DADOS DO ESTUDANTE

ANEXO II QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DADOS DO ESTUDANTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS SÃO CARLOS Rod. Washington Luis, km 235 Prédio AT6 Sala 136 Monjolinho São Paulo/SP - CEP 13565-905 - Fone

Leia mais

LEVANTAMENTO SOCIOECONÔMICO E AMBIENTAL

LEVANTAMENTO SOCIOECONÔMICO E AMBIENTAL LEVANTAMENTO SOCIOECONÔMICO E AMBIENTAL Resultado dos questionários aplicados Julho/2011 Índice 1. DADOS PESSOAIS... 3 2. DADOS SOCIOECONÔMICOS E CULTURAIS... 4 3. QUALIDADE DE VIDA... 5 ANEXO A QUESTIONÁRIO

Leia mais

DELIVERY. Revieni Chisté Zanotelli. Revieni Chisté Zanotelli é economista e analista de pesquisas da Futura

DELIVERY. Revieni Chisté Zanotelli. Revieni Chisté Zanotelli é economista e analista de pesquisas da Futura DELIVERY Revieni Chisté Zanotelli O serviço de entrega de produtos (delivery) foi criado para proporcionar comodidade às pessoas e, também, para aqueles que estão sem tempo de ir até ao estabelecimento

Leia mais

Nosso Planeta Mobile: Brasil

Nosso Planeta Mobile: Brasil Nosso Planeta Mobile: Brasil Como entender o usuário de celular Maio de 2012 1 Resumo executivo Os smartphones se tornaram indispensáveis para nosso cotidiano. A difusão dos smartphones atinge 14% da população,

Leia mais

ESCALA DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS FAMILIARES COM OS SERVIÇOS DE SAÚDE MENTAL (SATIS-BR)

ESCALA DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS FAMILIARES COM OS SERVIÇOS DE SAÚDE MENTAL (SATIS-BR) ESCALA DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS FAMILIARES COM OS SERVIÇOS DE SAÚDE MENTAL (SATIS-BR) Bandeira, M.; Mercier, C.; Perreault,M.; Libério, M.MA e Pitta, AMF (00). Escala Brasileira de Avaliação da Satisfação

Leia mais

Pesquisa Avaliação Administrativa Município de São Paulo

Pesquisa Avaliação Administrativa Município de São Paulo Pesquisa Avaliação Administrativa Município de São Paulo Dezembro 200 2 Metodologia & Amostra Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais. Objetivo

Leia mais

Segurança do trânsito 8. A sinalização rodoviária Fevereiro 2010. 8. A sinalização

Segurança do trânsito 8. A sinalização rodoviária Fevereiro 2010. 8. A sinalização 8. A sinalização Aula Interdisciplinar Indicação: 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental Ilustração do Manual de Direção Defensiva do DENATRAN Através da sinalização, os responsáveis pelo trânsito transmitem

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA INSCRIÇÃO (DESCRIÇÃO DAS MODALIDADES NO EDITAL)

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA INSCRIÇÃO (DESCRIÇÃO DAS MODALIDADES NO EDITAL) PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA INSCRIÇÃO (DESCRIÇÃO DAS MODALIDADES NO EDITAL) Nesse questionário, você deverá preencher dados sobre você e sua família. Se

Leia mais

Avaliação de Planos de Saúde. Maio de 2015

Avaliação de Planos de Saúde. Maio de 2015 Avaliação de Planos de Saúde Maio de 2015 Índice OBJETIVO METODOLOGIA PLANO DE SAÚDE O Mercado de plano de saúde Perfil do beneficiário vs Não beneficiário Beneficiários Satisfação, Recomendação, Continuidade

Leia mais

METODOLOGIA & PERFIL

METODOLOGIA & PERFIL Maio2010 JOB 100283 METODOLOGIA & PERFIL Metodologia e Amostra Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais. Objetivo Geral Levantar um conjunto de informações

Leia mais

MANUAL DOS PAIS UM PROJETO DESTINADO ÀS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

MANUAL DOS PAIS UM PROJETO DESTINADO ÀS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 UM PROJETO DESTINADO ÀS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL É hora de promover a segurança e a harmonia no trânsito. E os pais podem dar o exemplo. No Brasil, o índice

Leia mais

Manual Bicicleta e Comércio

Manual Bicicleta e Comércio Manual Bicicleta e Comércio 66% dos comerciantes dizem que as vendas aumentaram após a implantação de ciclovias em São Francisco - Estados Unidos 49% de aumento nas vendas em comércios próximos a ciclovias

Leia mais

MULHER NO MERCADO DE TRABALHO

MULHER NO MERCADO DE TRABALHO MULHER NO MERCADO DE TRABALHO Tâmara Freitas Barros A mulher continua a ser discriminada no mercado de trabalho. Foi o que 53,2% dos moradores da Grande Vitória afirmaram em recente pesquisa da Futura,

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA: RELEVÂNCIA DAS AÇÕES EM FAVOR DA BICICLETA São Paulo, 18 de junho de 2012

RELATÓRIO DA PESQUISA: RELEVÂNCIA DAS AÇÕES EM FAVOR DA BICICLETA São Paulo, 18 de junho de 2012 RELATÓRIO DA PESQUISA: RELEVÂNCIA DAS AÇÕES EM FAVOR DA BICICLETA São Paulo, 18 de junho de 2012 ÍNDICE: I. APRESENTAÇÃO E OBJETIVOS DO PROJETO II. METODOLOGIA DAS RESPOSTAS III. UNIVERSO DA PESQUISA IV.

Leia mais

METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO. A margem de erro máxima para o total da amostra é 2,0 pontos percentuais.

METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO. A margem de erro máxima para o total da amostra é 2,0 pontos percentuais. METODOLOGIA METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO 2.085 pessoas foram entrevistadas, a partir de 16 anos, de todos os níveis econômicos em todas as regiões do país. As entrevistas foram

Leia mais

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ TÍTULO: A MOBILIDADE URBANA E SEUS IMPACTOS EM MEIO À SOCIEDADE ACADÊMICA E ANÁLISE DO PERFIL DOS ALUNOS DE COMÉRCIO EXTERIOR DA UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS

Leia mais