PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE"

Transcrição

1 SEGURANÇA JURÍDICA PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EFETIVIDADE CELERIDADE IMPARCIALIDADE EQUIDADE PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL E INSTALAÇÕES FÍSICAS TRANSPARÊNCIA MORALIDADE INDEPENDÊNCIA FEVEREIRO DE 12

2 INTRODUÇÃO: O Poder Judiciário do RN realizou no ano de 11 (22/11 a 8/12) Pesquisa de Clima organizacional e satisfação com as instalações físicas buscando retratar os seguintes aspectos: Trabalho em equipe; Liderança; Conhecimento sobre o Poder Judiciário do RN; Motivação; Qualidade; Administração; Infraestrutura; Relacionamento Interpessoal e Comunicação. Do total de 16 pessoas em exercício, compreendendo magistrados e servidores, participaram 1299, tendo a pesquisa alcançou um grau de 97,9% de confiabilidade. Passamos agora a um resumo do resultado da pesquisa (levando-se sempre em conta os respondentes da pesquisa). Coordenadoria de Planejamento Estratégico 2

3 Coordenadoria de Planejamento Estratégico 3

4 DEMOGRAFIA: Quanto à posição geográfica, 59,3% dos respondentes exercem suas atividades em Natal, 15% na Grande Natal e 12,2% em Mossoró. Com relação ao local onde exercem suas atividades, 55,1% fazem parte do 1º grau de Jurisdição (área judiciária). Importante destacar que 51% dos respondentes exercem na instituição cargo efetivo não comissionado. Em relação ao quadro do Poder Judiciário do RN, pode-se verificar que a maioria dos respondentes está na instituição a mais de três anos, sendo 49,3% (mais de 3 até 1 anos), 28,8% (mais de 1 até 15 anos) e 13,9% (mais de 15 anos). No tocante ao sexo, 49,7% são do sexo masculino e,3% do sexo feminino. O nível de escolaridade da instituição está muito bom visto que 42,9% dos respondentes possuem grau superior e 38,6% especialização, apenas 14,6% ainda não possui curso superior. Quanto à faixa etária, apenas 9,5% dos respondentes possui idade inferior a anos. Coordenadoria de Planejamento Estratégico 4

5 INSTALAÇÕES FÍSICAS: Quanto aos percentuais sobre os serviços de higiene do seu local de trabalho os percentuais, ficaram entre satisfeito e insatisfeito nas seguintes regiões: Natal (49,9% de satisfação e,4% de insatisfação), Grande Natal (48,7% de satisfação e 31,3% de insatisfação), Caicó (47,3% de satisfação e,3% de insatisfação) e Mossoró (,3% de satisfação e,2% de insatisfação). As regiões de Pau dos e demonstraram um maior grau de satisfação com esses serviços. No tocante a sinalização para identificação dos setores apenas a região geográfica de Mossoró apresentou um índice de insatisfação (41,5%) maior que o percentual de satisfação que foi de 38,4%. Quanto ao acesso para portadores de necessidades especiais, a região de apresentou um índice de satisfação de 7%, enquanto as regiões de Natal e Grande Natal apresentaram percentuais de satisfação abaixo de %, ficando Natal com 43,9% de satisfação com o acesso e Grande Natal com 41,5%, todavia a região de Mossoró apresentou 37,7% de insatisfação e,2% de satisfação. Coordenadoria de Planejamento Estratégico 5

6 INSTALAÇÕES FÍSICAS: Com relação ao mobiliário (adequação e quantidade necessária) apenas a cidade de Natal apresentou índice de satisfação (37,5%) acima do índice de insatisfação. A Grande Natal, Caicó e Mossoró apresentaram índices de insatisfação acima do percentual de satisfação. E a região de apresentou 35% de muita insatisfação e 32,5% de insatisfação. Quanto ao espaço físico do ambiente de trabalho as regiões de Natal, Grande Natal e Caicó, apresentaram respectivamente os seguintes percentuais de satisfação, 47,2%, 39,5% e 49,4%, porém as regiões de Mossoró, Pau dos e apresentaram respectivamente 35,2%, 41,3% e 45% de insatisfação. Com relação ao conforto (climatização, ventilação e iluminação) a maioria das regiões apresentou bons índices de satisfação. A exceção foi a região de Mossoró que apresentaram 37,7% de insatisfação contra 36,5% de satisfação. Coordenadoria de Planejamento Estratégico 6

7 INSTALAÇÕES FÍSICAS: Já no quesito estacionamento (adequação e quantidade) os índices não foram satisfatórios em todas as regiões, sendo Natal a mais insatisfeita com 54% de muita insatisfação. No que diz respeito ao tempo de construção dos prédios, os índices apontaram em todas as regiões para mais de 6 anos de tempo de construção. No tocante ao grau de satisfação com as instalações físicas do prédio em que cada magistrado e servidor exercem suas funções, apenas, Mossoró e Pau dos não apresentaram bons índices de satisfação, sendo respectivamente,,3% e 39,2% de insatisfação. Coordenadoria de Planejamento Estratégico 7

8 CLIMA ORGANIZACIONAL: Quanto ao questionamento, se você sente orgulho de trabalhar no Poder Judiciário do RN, os percentuais foram excelentes em todas as regiões. Os magistrados e servidores em todas as regiões consideram que seu trabalho influencia no desempenho deste Poder Judiciário e sempre que necessitam do apoio de outras áreas são atendidos com presteza. O clima organizacional é excelente e existe sempre e com freqüência compartilhamento de conhecimento sobre o trabalho. O Poder Judiciário do RN investe com freqüência em treinamento, na maioria das regiões, apesar de na região de Natal ter apresentado uma taxa de 45,5% de poucas vezes que o Poder Judiciário realizou cursos. Com relação a Grande Natal, que obteve um percentual favorável de treinamentos ofertados, aponta que estes treinamentos não estão sendo abrangentes para ao exercício das suas atividades. No restante das regiões os cursos oferecidos são suficientes, bem como os índices apresentados sobre os conhecimentos adquiridos nas capacitações indicam que os conhecimentos adquiridos são, sempre e com frequência, aplicados em todas as regiões. Coordenadoria de Planejamento Estratégico 8

9 CLIMA ORGANIZACIONAL: Quanto às iniciativas apresentadas todas as regiões mencionaram que são bem recepcionadas pela instituição de forma satisfatória. Sobre o questionamento se o trabalho era reconhecido pelo seu superior hierárquico os percentuais foram excelentes em todas as regiões, obtendo resultados de sempre na região de Natal e com freqüência nas demais regiões. No tocante ao questionamento se a sua unidade define as ações e projetos com antecedência, a resposta foi com freqüência em todas as unidades (Natal 47,7%, Grande Natal 46,1%, Caicó 52,7%, Mossoró 41,5%, e Pau dos 54,4% e 42,5%). O Poder Judiciário em todas as regiões apresentou bons índices quanto a melhoria das rotinas de trabalho. Com relação aos recursos materiais necessários para a realização das suas atividades, apenas a região de não apresentou um bom índice, com um percentual de 52,5% de poucas vezes. No tocante as gratificações que são concebidas considerando os méritos das pessoas, todas as regiões apresentaram índices acima de % correspondentes a poucas vezes. Coordenadoria de Planejamento Estratégico 9

10 CLIMA ORGANIZACIONAL: Levando-se em consideração o volume de trabalho atribuído aos magistrados e servidores. As regiões de Natal (47,6%), Caicó (46,1%), Mossoró (35,8%) e Pau dos (34,8%), com freqüência conseguem concluir as atividades no horário normal de expediente, porém a Grande Natal (34,9%) relatou que nunca consegue concluir no horário normal, bem como a região de relatou que poucas vezes conseguem (37,5%) e 37,5% mencionaram que nunca conseguem executar as tarefas no horário normal de expediente. Quanto ao recebimento de informações, a região de obteve o percentual de 6% de que poucas vezes recebe informações e conhecimentos importantes ao trabalho no tempo e na forma adequada. Observa-se que todas as outras regiões com freqüência recebem informações no tempo e na forma adequada. De acordo com a pesquisa, pode-se verificar que os magistrados e servidores sempre gostam do dia a dia de trabalho no Poder Judiciário do RN. Em todas as regiões traçadas pela pesquisa os magistrados e servidores se sentem realizados, bem como estão satisfeitos com a política de capacitação e aperfeiçoamento oferecido pela instituição. E demonstraram satisfação com a remuneração recebida no desempenho de suas atividades. Coordenadoria de Planejamento Estratégico 1

11 CLIMA ORGANIZACIONAL: Quanto a eficácia das ferramentas de comunicação interna (jornal mural, notícias do judiciário, tjtv...) todas as regiões obtiveram percentual satisfatório (Natal com 71,2%, Grande Natal 76,4%, Caicó 77,5%, Mossoró 7,5%, Pau dos 76,1% e 67,5%). Em relação ao equilíbrio entre a quantidade de pessoas e as atividades a serem realizadas, constatamos que a maioria das regiões apresentaram índices não satisfatórios, sendo a Grande Natal a mais insatisfeita, com % de muita insatisfação, a exceção foi à região de Natal, que obteve um resultado de satisfação de 43,4%. No tocante a política de benéficos (auxílio alimentação, auxílio saúde...) oferecido pela instituição todas as regiões analisadas apresentaram índice satisfatório. Coordenadoria de Planejamento Estratégico 11

12 Coordenadoria de Planejamento Estratégico 12

13 DEMOGRAFIA Em que área geográfica mais próxima, você exerce suas atividades: 6 59,3 15, 12,2 1 6,9 3,5 3,1 Natal Grande Natal Caicó Mossoró Pau dos Coordenadoria de Planejamento Estratégico 13

14 DEMOGRAFIA Local onde exerce suas atividades: 6 55, ,7 5,4 13,1 1,7 LOCAL ONDE EXERCE SUAS ATIVIDADES Coordenadoria de Planejamento Estratégico 14

15 DEMOGRAFIA Vinculo funcional: ,2 1,6 7 8,9 8,4 1,9 VÍNCULO FUNCIONAL Coordenadoria de Planejamento Estratégico 15

16 DEMOGRAFIA Há quanto tempo é servidor do órgão: 49,3 28,8 13,9 1 2,2 5,8 Menos de 1 ano Mais de 1 até 3 anos Mais de 3 até 1 anos Mais de 1 até 15 anos Mais de 15 anos TEMPO DE SERVIÇO Coordenadoria de Planejamento Estratégico 16

17 DEMOGRAFIA Sexo: 6 49,7,3 1 Masculino Feminino SEXO Coordenadoria de Planejamento Estratégico 17

18 DEMOGRAFIA Escolaridade: 42,9 38,6 1 5,1 9,5 3,8,1 ESCOLARIDADE Coordenadoria de Planejamento Estratégico 18

19 DEMOGRAFIA Faixa etária: 47,9, ,6,5 1,1 23 anos ou menos De 24 a 29 anos De a 39 anos De a 49 anos De a 59 anos 6 anos ou mais FAIXA ETÁRIA Coordenadoria de Planejamento Estratégico 19

20 Coordenadoria de Planejamento Estratégico

21 LEGENDA Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Não sei avaliar Coordenadoria de Planejamento Estratégico 21

22 QUAL O SEU GRAU DE SATISFAÇÃO COM A QUALIDADE DAS INSTALAÇÕES FÍSICAS DO PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE QUANTO AO: Serviço de higiene e limpeza das instalações físicas do seu local de trabalho? 6 58,7 49,9 48,7 47,3,3,4 31,3,3,2 28,3 1 1,1 8,8,8 11,8 7,7,5 9 11,2 13,2 5,7 6,5 6,5 2,2 17,5 12,5,6 Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Não sei avaliar Coordenadoria de Planejamento Estratégico 22

23 QUAL O SEU GRAU DE SATISFAÇÃO COM A QUALIDADE DAS INSTALAÇÕES FÍSICAS DO PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE QUANTO AO: Sinalização para identificação dos setores? 6 58,7 56, ,1 47,5,3 31,3 41,5 38,4 34,8 32,5 1 5,2 5,3 6,7 4,6,5,5 21,3 12,4 1,1 15,7 2,2 1,9 3,8,6 2,2 Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Não sei avaliar Coordenadoria de Planejamento Estratégico 23

24 QUAL O SEU GRAU DE SATISFAÇÃO COM A QUALIDADE DAS INSTALAÇÕES FÍSICAS DO PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE QUANTO AO: Acesso para portadores de necessidades especiais? ,4 43,9 41,5 37,7 45,6 28,8 26,2 23,1 25,2,2 28, ,6 5,7 5,6 13,5 1,1 3,6 12,4 5,6 2,5 4,4 15,2 12,5 12,5 8,7 2,2 2,5 2,5 Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Não sei avaliar Coordenadoria de Planejamento Estratégico 24

25 QUAL O SEU GRAU DE SATISFAÇÃO COM A QUALIDADE DAS INSTALAÇÕES FÍSICAS DO PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE QUANTO AO: Mobiliário (adequação e quantidade necessária)? 46, ,5 36,4 19,5 29,7, 27,7 18, 37,1 34,8 29,6 21,4 37, 23,8 37, 35, 32,5 27, ,8,8 1,1 5, 2,6 1,9 2,2,,,6,, Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Não sei avaliar Coordenadoria de Planejamento Estratégico 25

26 QUAL O SEU GRAU DE SATISFAÇÃO COM A QUALIDADE DAS INSTALAÇÕES FÍSICAS DO PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE QUANTO AO: Espaço físico do ambiente de trabalho? ,2 39,5 49,4 34,6 35,2 41,3 34,8 45, ,2 24,4 13,1 25,1 24,6 1,8,2 12,4 18, 25,8 13, 4,4 1,9 25, 22,5,1,,,,, Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Não sei avaliar 7,5 Coordenadoria de Planejamento Estratégico 26

27 QUAL O SEU GRAU DE SATISFAÇÃO COM A QUALIDADE DAS INSTALAÇÕES FÍSICAS DO PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE QUANTO AO: Conforto (climatização, ventilação e iluminação)? 6 51,2 45,7 55,1, 47,5 37,736,5 24,5 31,3 28,3 27,5 1 1,1 14,2 13,8 9,2,2 1,1 14,6 19,5 6,3 13, 12,5 8,7 12,5 Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Coordenadoria de Planejamento Estratégico 27

28 QUAL O SEU GRAU DE SATISFAÇÃO COM A QUALIDADE DAS INSTALAÇÕES FÍSICAS DO PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE QUANTO AO: Estacionamento (adequação e quantidade)? 6 54, 29,7 11,9 39, 34,933,7 31,8 24,1 23,6 37,1,2 21,4 34,8 45,7 15,2,, 32,5 1 3,1 4,6 1,3,5 5,6 2,2 4,3 5, 1,3 2,5,, Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Não sei avaliar Coordenadoria de Planejamento Estratégico 28

29 GRAU DE SATISFAÇÃO COM A QUALIDADE DO PRÉDIO: O prédio onde você exerce suas atividades foi construído: 9 82,4 88,7 8 73, ,8 57,5 36,4 34,8 37,1 28,1 25, 1 8,4 9,2 1,8 5, 6,3 17,4 8,7 17,5 Menos de 3 anos Mais de 3 até 6 anos Mais de 6 anos Coordenadoria de Planejamento Estratégico 29

30 GRAU DE SATISFAÇÃO COM A QUALIDADE DO PRÉDIO: No geral, qual o seu grau de satisfação com as instalações físicas do Prédio onde você exerce suas atividades? ,9 13,1 53,1,8 21, 41,6 6,1 5,1,8 1,5 31,5 1,1 46, 12,4 35,2,3 21,4 21,7 39,2 34,8 3,1 4,3,,, 25, 25, 37,5 Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Não sei avaliar 1, 2,5 Coordenadoria de Planejamento Estratégico

31 Coordenadoria de Planejamento Estratégico 31

32 LEGENDA Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 32

33 CLIMA ORGANIZACIONAL: Você sente orgulho de trabalhar no Poder Judiciário do Rio Grande do Norte? ,1 48,3 39, ,5 38, , ,5 11,9 15,4 16,4 17,4 1,4 2,1 5,6 1,1 2,5,6 Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 33

34 CLIMA ORGANIZACIONAL: Você considera que seu trabalho influencia no desempenho deste Poder Judiciário? 9 82,1 8 71,4 69,2 73, 69,5 72, , 27,2 24,5 28,3 22,5 1 15,7 2,3 3,6 2,5 2,2 5,,3, 1,1 1,1,,, Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 34

35 CLIMA ORGANIZACIONAL: Quando precisa de outras áreas é atendido com atenção e presteza? 7 67,2 65, 6 59,6 59,6 58,7,3 17,5 21,6, 28,7 23,6 15,7 16,4 16,4 26,1 15,2 15,, 1 1,3 1, 1,1,,, Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 35

36 CLIMA ORGANIZACIONAL: As pessoas se dão bem umas com as outras? ,2 65,6 65,2 63,5 72,5 6 56,6 39,1 26,2 27,2 24,7 27,7 22,5 1 6,5 7,2,1, 1,1, 8,2,6 4,3 5,,, Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 36

37 CLIMA ORGANIZACIONAL: Os colegas compartilham conhecimentos sobre o trabalho? 6 55, 46,2 43,4 47,7 43,1,4 48,4 44,6 42,8 41,3 47,8 27,5 1 1, 9,2 11,2 12,6,4,,, 8,7 2,2 17,5, Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 37

38 CLIMA ORGANIZACIONAL: Este poder Judiciário favorece a realização de treinamentos necessários ao desenvolvimento do seu trabalho? 7 64, 6 45,5 41,8 43,1,5 46,5,3 56,5, 1 9,6 12,3 3,1 4,1 16,9 19,1 11,9 26,1 17,4, 1,3, Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca 27,5, 2,5 Coordenadoria de Planejamento Estratégico 38

39 CLIMA ORGANIZACIONAL: Os cursos e treinamentos que você fez são suficientes para o exercício das suas atividades? 7 62,5 6 46,8 42, 42,6 52,8 49,1 54,4 1 12,5 35,1 1,8 22,5 21,3 5,6 4,6 3,4 13,8 34,6 21,7 2,5 19,6 4,3, 7,5, Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 39

40 CLIMA ORGANIZACIONAL: As minhas iniciativas são bem recepcionadas na instituição? ,3 55,9 59,6 51, 6,9 52,5 25,8 24,6 23,6 32,7 21,7, 16,1 17,4 14,6 13,8 17,4 15, 1 3,8 2,1 2,2 2,5, 2,5 Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico

41 CLIMA ORGANIZACIONAL: Você aplica os conhecimentos adquiridos nas capacitações recebidas? 6 54,3 43,4 42,6 41,5 37,3 49,4 46,1,3 47,8 43,5 47,5 42,5 1 17,4 1,9 15,4 11,3 3,4,5 1,1,6 2,2, Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca 1,, Coordenadoria de Planejamento Estratégico 41

42 CLIMA ORGANIZACIONAL: Seu trabalho é reconhecido pelo seu superior imediato? 6 56,2 42,9 39,7,4 38,5 37,2 35,8,, 27, 22, 26,1 21,7 22,5 22,5 14,5 14,9 15,7 1 2,9 6,2 1,1 5, 2,2 5, Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 42

43 CLIMA ORGANIZACIONAL: A sua unidade define as ações e projetos com antecedência? 6 52,7 54,4 47,7 46,1 34,4 41,5 31,5 31,4,4 42,5, 24,7 24, 21,4 1 3,6 14,4 5,1 12,4 3,4 8,7 5,7 6,5 12,5 5, Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 43

44 CLIMA ORGANIZACIONAL: A sua unidade valoriza a melhoria das rotinas de trabalho? 7 61,8 6 41,4 39,1 17,3 26,7 44, 26,2 15,7 18, 25,2 49,7 22, 36,9 32,6 28,3, 45,, 1 2,2 3,1 4,5 3,1 2,2 5, Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 44

45 CLIMA ORGANIZACIONAL: O Poder Judiciário do RN oferece recursos materiais necessários para a realização das suas atividades? 7 66,2 6 56,9 59,8 54,3 52,5 45,6 42,1 1 28,7 12,1 1,8 2,3 1,5 13,5 16,9 3,4 7,5 32,7 19,6 26,1 25, 22,5,,, Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 45

46 CLIMA ORGANIZACIONAL: Neste Poder Judiciário as gratificações são concedidas considerando os méritos das pessoas? 6 57,5 47,3 46,1 46,6 41,3 32,6 32,6 27,9 19,7 19,5 27,2 25,8 24,5 21,4 21,7 26,1,, 1 5,1 7,2 9, 7,5 1,9 2,5 Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 46

47 CLIMA ORGANIZACIONAL: O volume de trabalho atribuído a você permite que as tarefas sejam concluídas no horário normal de expediente? 47,6 46,1 34,9 35,8 34,8 32,1 32,6 37,5 37,5 15,8 24,8 11,8 28,2 24,6 12,3 11,2 27, 15,7 14,5 17,6 1,9 21,7, 1 5, Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 47

48 CLIMA ORGANIZACIONAL: Recebo informações e conhecimentos importantes ao meu trabalho no tempo e na forma adequada? , 45,6 63, 52,8, 6, 31,2 38,5 29,2 35,2 39,1 32,5 1 12,6 3,2 1,3 5,6 6,7 1,1 1,1 8,7 5, 1,9 2,2 2,5 Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 48

49 CLIMA ORGANIZACIONAL: Você tem vontade de vir trabalhar? 8 73, ,4 61, 61,7 56,5 43,5 52,5 47,5 36,,3 23,6 35,8 1 7,7 4,2 3,4 1,9,4 1,,,6,,,, Sempre Com frequência Poucas vezes Nunca Coordenadoria de Planejamento Estratégico 49

50 LEGENDA Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Coordenadoria de Planejamento Estratégico

51 AVALIE AS QUESTÕES ABAIXO DE ACORDO COM SEU GRAU DE SATISFAÇÃO EM RELAÇÃO AO (A): Realização profissional? ,4 65,1 51,7 59,2 71,8 7, 1 11,2 8,1 21,3 13,3 6,7 14,9 32,6 22,6 13, 1,1 8,8 9,4 8,7 1, 5,6 6,5 2,5 Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito 17,5 Coordenadoria de Planejamento Estratégico 51

52 AVALIE AS QUESTÕES ABAIXO DE ACORDO COM SEU GRAU DE SATISFAÇÃO EM RELAÇÃO AO (A): Política de capacitação e aperfeiçoamento oferecida pela instituição. 7 65,3 6,7 6 56,7 55, 48,4 48,2 42,5 43,6 35, 31,4,4 24,7 1 5,1 4, 5,6 2,6 6,7 7,9 9,4 2,5, 4,3 2,5 7,5 Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Coordenadoria de Planejamento Estratégico 52

53 AVALIE AS QUESTÕES ABAIXO DE ACORDO COM SEU GRAU DE SATISFAÇÃO EM RELAÇÃO AO (A): Remuneração adequada às atividades que desempenha. 6 53,5 52,8 55,4 44,6 45,7 47,5 1 9,6 18,1 18,8 1,8 32,8 13,5 11,8 12,4 21,3 15,1 11,9, 23,9 17,6 15,2 15,2 15, 7,5 Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Coordenadoria de Planejamento Estratégico 53

54 AVALIE AS QUESTÕES ABAIXO DE ACORDO COM SEU GRAU DE SATISFAÇÃO EM RELAÇÃO AO (A): Eficácia das ferramentas de comunicação interna (jornal mural, notícias do judiciário, TJTV...) ,2 76,4 77,5 7,5 76,1 67, ,2 1,1 11,8 5,5 4,1 7,7 3,4 13,5 17,6 17,4 17,5 5,6 5, 6,9 6,5 7,5 7,5, Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Coordenadoria de Planejamento Estratégico 54

55 AVALIE AS QUESTÕES ABAIXO DE ACORDO COM SEU GRAU DE SATISFAÇÃO EM RELAÇÃO AO (A): Equilíbrio entre a quantidade de pessoas e as atividades a serem realizadas na unidade que trabalho. 49,5 34,3 43,4, 35,4 21, 33,7 26,4 41,3 39, 32,1 32,6 23,9 22,5 42,5, 16,8 15,7 1 5,5 3,6 1,1 2,5 2,2 5, Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Coordenadoria de Planejamento Estratégico 55

56 AVALIE AS QUESTÕES ABAIXO DE ACORDO COM SEU GRAU DE SATISFAÇÃO EM RELAÇÃO AO (A): Política de benefícios (auxílio alimentação, auxílio saúde,...) oferecida pela instituição é satisfatória ,7 57,3 57,9 54,4 44,6,8 31,5,4 1 6,1 18,7 14,514,9 9,7 4,5 6,7 9,4 22 1,7 13 2, Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Coordenadoria de Planejamento Estratégico 56

57 Coordenadoria de Planejamento Estratégico 57

58 DEMOGRAFIA POR : Local onde exerce suas atividades , ,7 67,4 77,5 6 43,7 1 13,5 21,9 19,1 13,2 12,8 9,7 1,7 13 1, ,3 6,5 3,1 4,6 3,42,2 2,2 3,8 1,7 2,1 1,1,6 1,9 2,2 5 7,5 2º Grau (área judiciária) 2º Grau (área adminsitrativa) 1º Grau (área judiciária) 1º Grau (área adminsitrativa) JECC (área judiciária) JECC (área adminsitrativa) Coordenadoria de Planejamento Estratégico 58

59 DEMOGRAFIA POR : Vínculo funcional: 8 77,6 7 62,9 6 45,7,2 56, ,7 21, ,6 17,5 14,4 13,5 13 7,1 1,1 4,3 7,2 5,6 6,3 4, ,8 3,6 2,2 2,5 2,2 1,1,6 2,2 2,5 Desembargador (a) Juiz (a) Efetivo não comissionado Efetivo comissionado Comissionado sem vínculo efetivo Cedido Cedido comissionado Coordenadoria de Planejamento Estratégico 59

60 DEMOGRAFIA POR : Há quanto tempo é servidor deste Poder: ,4 61,8 66,7 6,9 1 5,5 3,2 43,1 32,9 15,3 1,5 8,7 27,2 9,2 28, ,3 22,5 16, ,5 1,7 5 6,5 4,3,6 Menos de 1 ano Mais de 1 até 3 anos Mais de 3 até 1 anos Mais de 1 até 15 anos Mais de 15 anos Coordenadoria de Planejamento Estratégico 6

61 DEMOGRAFIA POR : Sexo: ,8 56,4 61,8 61,6 6,9 62,5 44,2 43,6 38,2 38,4 39,1 37,5 1 Masculino Feminino Coordenadoria de Planejamento Estratégico 61

62 DEMOGRAFIA POR : Escolaridade: 6 55,1 44,4 42,4 43,1 25,6,3 42, ,3 39,1 32,6 32, ,7 2,3 17,9 1,8 1,7 12,5 7,9 5,1 6,3 4,5 2,6 2,2 1,9 2,5,1 Ensino médio Superior incompleto Superior completo Especialização Mestrado Doutorado 17,5 Coordenadoria de Planejamento Estratégico 62

63 DEMOGRAFIA POR : Faixa etária: ,5 33,4 51,8 27,2 46,1 32,6 11,7 11,8 11,2 11,9 13 1,1 7,5 7,7 8,8 4,3,3 1,6 1,6 2,5 2,5,5,6 52,9 25, ,7 42,5 32,5 23 anos ou menos De 24 a 29 anos De a 39 anos De a 49 anos De a 59 anos 6 anos ou mais Coordenadoria de Planejamento Estratégico 63

64 OBRIGADA! Dr. Guilherme Newton Monte Pinto Juíz Auxiliar da Presidência Maristela Rodrigues Q. Freire Coord. do Planejamento Estratégica Patrycia Karina Araújo Janiere de Lira Kalina de Holanda Maia Dir. do Departamento de Engenharia Klícia de Holanda Maia Dir. do Departamento de Recursos Humanos Coordenadoria de Planejamento Estratégico 64

Dimensão 3: Responsabilidade Social da Instituição de Ensino Superior

Dimensão 3: Responsabilidade Social da Instituição de Ensino Superior 72 73 No que concerne na autoavaliação para o ensino, pesquisa, a pós-graduação e a extensão, os dados apontam a satisfação para as questões da dimensão 2. Com exceção, do nível de formação dos alunos

Leia mais

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Engenharia de Petróleo e Gás

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Engenharia de Petróleo e Gás Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Engenharia de Petróleo e Gás A presente pesquisa foi realizada em dezembro de 2010 na Unidade de Duque

Leia mais

ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS COLABORADORES SOBRE SEU AMBIENTE DE TRABALHO ATRAVÉS DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL

ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS COLABORADORES SOBRE SEU AMBIENTE DE TRABALHO ATRAVÉS DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS COLABORADORES SOBRE SEU AMBIENTE DE TRABALHO ATRAVÉS DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL WILLIAM

Leia mais

RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012

RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012 RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012 2012 Dados da Instituição FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DO SUL DE MINAS - FACESM Código: 508 Faculdade privada sem fins lucrativos Estado: Minas Gerais

Leia mais

Resultados Gerais: "Inquérito de Avaliação da Satisfação dos Colaboradores"

Resultados Gerais: Inquérito de Avaliação da Satisfação dos Colaboradores Resultados Gerais: "Inquérito de Avaliação da Satisfação dos Colaboradores" número de ações que realizou até ao presente Valid nada pouco 22 7,4 8,0 8,0 44 14,8 16,1 24,1 126 42,4 46,0 70,1 65 21,9 23,7

Leia mais

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Tecnologia em Radiologia

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Tecnologia em Radiologia Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso superior de Tecnologia em Radiologia A presente pesquisa foi realizada em dezembro de 2010 na Unidade de Duque de

Leia mais

Parte 3 Descrição da Pesquisa de Satisfação com os Usuários

Parte 3 Descrição da Pesquisa de Satisfação com os Usuários Parte 3 Descrição da Pesquisa de Satisfação com os Usuários - 2010 Perfil dos Usuários: Observa-se no gráfico 1 abaixo, que do total de usuários (N = 42) que respondeu à pesquisa, a maioria (67%) era de

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL Estado do Ceará Poder Judiciário Tribunal de Justiça Secretaria de Gestão de Pessoas

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL Estado do Ceará Poder Judiciário Tribunal de Justiça Secretaria de Gestão de Pessoas PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2015 Estado do Ceará Poder Judiciário Tribunal de Justiça Secretaria de Gestão de Pessoas Estado do Ceará Poder Judiciário Tribunal de Justiça Secretaria de Gestão de

Leia mais

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética A presente pesquisa foi realizada em março de 2013, na unidade da

Leia mais

ANEXO XXV Proposição de Pesquisa sobre Clima Organizacional da TI da UNIFESP. Proposta de pesquisa estudo organizado em abril/2011 (não realizado)

ANEXO XXV Proposição de Pesquisa sobre Clima Organizacional da TI da UNIFESP. Proposta de pesquisa estudo organizado em abril/2011 (não realizado) ANEXO XXV Proposição de Pesquisa sobre Clima Organizacional da TI da UNIFESP Proposta de pesquisa estudo organizado em abril/2011 (não realizado) 383 Pesquisa sobre clima organizacional na TI - UNIFESP/Hospital

Leia mais

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso de Educação Física

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso de Educação Física Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do curso de Educação Física A presente pesquisa foi realizada maio de 2011 na Unidade de Duque de Caxias, tendo como universo

Leia mais

Clima organizacional dos colaboradores da indústria de Panificação do Grupo Cíntia

Clima organizacional dos colaboradores da indústria de Panificação do Grupo Cíntia Clima organizacional dos colaboradores da indústria de Panificação do Grupo Cíntia Michele Firmino Guimarães Vanessa Q. Rocha Centro Universitário do Norte (Uninorte) RESUMO Este trabalho vem mostrar o

Leia mais

2ª RAE DO PLANO DE GESTÃO DA CORREGEDORIA GERAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE

2ª RAE DO PLANO DE GESTÃO DA CORREGEDORIA GERAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE CORREGEDORIA GERAL DE JUSTIÇA 2ª RAE DO PLANO DE GESTÃO DA CORREGEDORIA GERAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE JUNHO DE 2013 PERSPECTIVA Processos Internos TEMA

Leia mais

Avaliação do Desempenho Sistêmico da FACENE Alunos

Avaliação do Desempenho Sistêmico da FACENE Alunos Avaliação do Desempenho Sistêmico da FACENE 2008.2 Alunos Foram analisadas as respostas, a um questionário estruturado, dos alunos do P1 ao P7 da FACENE, no período letivo de 2008.2, perfazendo um total

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2015

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2015 PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2015 COOPERATIVA GERAL Quantidade de colaboradores: 1146 Quantidade de Respondentes: 835 Percentual de participação: 73% Dr. João Damasceno Porto Diretor Administrativo

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública: Nível de Satisfação da FEJUNAV

Pesquisa de Opinião Pública: Nível de Satisfação da FEJUNAV Pesquisa de Opinião Pública: Nível de Satisfação da FEJUNAV Naviraí, Junho de 2017 1. Introdução A satisfação dos clientes possui um papel fundamental nos estágios iniciais do relacionamento. Se as experiências

Leia mais

DIAGNÓSTICO ORGANIZACIONAL: QUALIDADE E CLIMA ORGANIZACIONAL NO TRABALHO EM UM RESTAURANTE DA CIDADE DE JOÃO PESSOA

DIAGNÓSTICO ORGANIZACIONAL: QUALIDADE E CLIMA ORGANIZACIONAL NO TRABALHO EM UM RESTAURANTE DA CIDADE DE JOÃO PESSOA DIAGNÓSTICO ORGANIZACIONAL: QUALIDADE E CLIMA ORGANIZACIONAL NO TRABALHO EM UM RESTAURANTE DA CIDADE DE JOÃO PESSOA Erick Araújo Silva Sayomara Silva Meireles Thales Batista de Lima RESUMO: Atualmente,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO NA CARREIRA. TÉCNICOS-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO Aula 3

DESENVOLVIMENTO NA CARREIRA. TÉCNICOS-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO Aula 3 DESENVOLVIMENTO NA CARREIRA TÉCNICOS-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO Aula 3 O que é Incentivo à Qualificação? É o percentual concedido aos servidores que possuem curso de educação formal superior ao exigido

Leia mais

Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo SERVIDORES RESPONDENTES

Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo SERVIDORES RESPONDENTES Tribunal de Justiça Militar do Estado SERVIDORES 100,0% RESPONDENTES Percentual de respostas positivas dos de tribunais/conselhos Concordância 95,4% 99,2% 76,5% Estão felizes com a escolha profissional

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública: Nível de Satisfação 2º Naviraí Motorcycle

Pesquisa de Opinião Pública: Nível de Satisfação 2º Naviraí Motorcycle Pesquisa de Opinião Pública: Nível de Satisfação 2º Naviraí Motorcycle Naviraí, Agosto de 2017 1. Introdução A satisfação dos clientes possui um papel fundamental nos estágios iniciais do relacionamento.

Leia mais

ESTRUTURA DA CARREIRA

ESTRUTURA DA CARREIRA ESTRUTURA DA CARREIRA Os 365 cargos foram classificados a partir dos requisitos de escolaridade, nível de responsabilidade, conhecimentos, habilidades específicas, formação especializada, experiência,

Leia mais

2012/2013 RELATÓRIO DE EMPREGABILIDADE

2012/2013 RELATÓRIO DE EMPREGABILIDADE INSTITUTO SUPERIOR DE LÍNGUAS E ADMINISTRAÇÃO DE LEIRIA (ISLA-LEIRIA) 2012/2013 RELATÓRIO DE EMPREGABILIDADE Resultado do inquérito estatístico aos diplomados Dezembro de 2014 ÍNDICE I. INTRODUÇÃO... 3

Leia mais

RESULTADO DAS AÇÕES DE MELHORIAS IMPLEMENTADAS

RESULTADO DAS AÇÕES DE MELHORIAS IMPLEMENTADAS RESULTADO DAS AÇÕES DE MELHORIAS IMPLEMENTADAS 2016 CATEGORIAS: CATEGORIA: Campus Mossoró Reforma CAC Unidade Mossoró Área de Convivência: Melhoria na iluminação, climatização; Melhorias nos banheiros

Leia mais

RELATÓRIO PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL

RELATÓRIO PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 16ª REGIÃO SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E ESTATÍSTICA RELATÓRIO PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2011 1 - INTRODUÇÃO O Tribunal Regional do Trabalho

Leia mais

Tribunal Superior do Trabalho SERVIDORES RESPONDENTES

Tribunal Superior do Trabalho SERVIDORES RESPONDENTES Tribunal Superior SERVIDORES 34,2% RESPONDENTES Percentual de respostas positivas dos de tribunais/conselhos Concordância 85,9% 98,4% 70,7% Estão felizes com a escolha profissional de trabalhar no Poder

Leia mais

O gestor de Pessoas nas Entidades Filantrópicas de saúde: O futuro / tendências. Miriam Branco da Cunha

O gestor de Pessoas nas Entidades Filantrópicas de saúde: O futuro / tendências. Miriam Branco da Cunha O gestor de Pessoas nas Entidades Filantrópicas de saúde: O futuro / tendências Miriam Branco da Cunha Principais Desafios Um mundo autônomo Vários negócios dentro de um só: farmácia, suprimentos, alimentação,

Leia mais

Análise da Pesquisa de Satisfação dos Clientes ano base 2014

Análise da Pesquisa de Satisfação dos Clientes ano base 2014 Análise da Pesquisa de Satisfação dos Clientes ano base 2014 Pesquisa de Satisfação dos Clientes - 2014 Pontos fortes do escritório apontados pelos clientes Pesquisa de Satisfação dos Clientes - 2014 Pontos

Leia mais

Resultados da Pesquisa de Clima Organizacional 2010

Resultados da Pesquisa de Clima Organizacional 2010 Resultados da Pesquisa de Clima Organizacional 2010 População e amostra da pesquisa 350 300 População Amostra 294 250 219 200 150 100 50 75 52 100 152 0 Técnicoadministrativos (69%) Docentes (46%) Geral

Leia mais

Cada criatura é um rascunho,a ser retocado sem cessar..." Guimarães Rosa

Cada criatura é um rascunho,a ser retocado sem cessar... Guimarães Rosa Clima organizacional Cada criatura é um rascunho,a ser retocado sem cessar..." Guimarães Rosa Conceitos básicos Clima Organizacional é o potencial de energia disponível para alavancar resultados. Perfil

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINTER Portaria do MEC 688, de 25 de maio de 2012.

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINTER Portaria do MEC 688, de 25 de maio de 2012. CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINTER Portaria do MEC 688, de 25 de maio de 2012. PLANO DE AÇÃO E MELHORIAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL MODALIDADE A DISTÂNCIA CURITIBA 2015 1 Plano de de Melhorias

Leia mais

QUADROS RESUMOS GOIÁS

QUADROS RESUMOS GOIÁS QUADROS RESUMOS GOIÁS Total de profissionais: 46.744 Enfermeiros: 11.801 Auxiliares e Técnicos de Enfermagem: 34.943 QUADRO RESUMO PERFIL SÓCIO ECONOMICO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM GOIÁS BLOCO 1 Descrição

Leia mais

PRINCIPAIS RESULTADOS DA PESQUISA

PRINCIPAIS RESULTADOS DA PESQUISA PESQUISA DE CLIMA PRINCIPAIS RESULTADOS DA PESQUISA 2016 1 PARTICIPAÇÃO DOS COLABORADORES A pesquisa realizada em Novembro/Dezembro de 2016 obteve a seguinte participação dos colaboradores: 88% 90 122

Leia mais

Perfil Agentes de Crédito do Banco do Povo Paulista - FAIXA ETÁRIA Total: 587 entrevistados

Perfil Agentes de Crédito do Banco do Povo Paulista - FAIXA ETÁRIA Total: 587 entrevistados 18-29 anos 165 28,11% 3-4 anos 224 38,16% 41-5 anos 134 22,83% 51-6 anos 56 9,54% Acima 6 anos 8 1,36% 25 Perfil Agentes de Crédito do Banco do Povo Paulista - FAIXA ETÁRIA 2 15 5 18-29 anos 3-4 anos 41-5

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A SISTEMÁTICA DE ENTREGA DOS RELATÓRIOS DE GESTÃO EM 2009

PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A SISTEMÁTICA DE ENTREGA DOS RELATÓRIOS DE GESTÃO EM 2009 PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A SISTEMÁTICA DE ENTREGA DOS RELATÓRIOS DE GESTÃO EM 2009 /Adplan 7/10/2009 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PERFIL DAS UNIDADES DOS RESPONDENTES... 3 3. SÍNTESE DAS OPINIÕES DOS

Leia mais

Pesquisa de clima organizacional

Pesquisa de clima organizacional : Número de participantes: Nononononono Ltda 30.720 20-02-2005 15:02:33 geral da empresa: 3,83 3,99 3,79 3,99 4,05 3,90 3,83 3,79 3,89 Legenda (1) - Muito fraco ou discordo plenamente (2) - Fraco ou discordo

Leia mais

2. Formação Acadêmica. 3. Quais motivos levaram você a escolher as Faculdades INTA como local de trabalho? Mestrado (em andamento): 20 %

2. Formação Acadêmica. 3. Quais motivos levaram você a escolher as Faculdades INTA como local de trabalho? Mestrado (em andamento): 20 % 2. Formação Acadêmica Mestrado (em andamento): 20 % Doutorado (Concluído): 40 % Mestrado (Concluído): 26.6 % Doutorado (em andamento): 13.3 % 3. Quais motivos levaram você a escolher as Faculdades INTA

Leia mais

DESENVOLVIMENTO NA CARREIRA. TÉCNICOS-ADMINISTRATIVOS EM EM EDUCAÇÃO Aula Aula 1 1

DESENVOLVIMENTO NA CARREIRA. TÉCNICOS-ADMINISTRATIVOS EM EM EDUCAÇÃO Aula Aula 1 1 DESENVOLVIMENTO NA CARREIRA TÉCNICOS-ADMINISTRATIVOS EM EM EDUCAÇÃO Aula Aula 1 1 O servidor Técnico-Administrativo é responsável por executar atividades relacionadas ao suporte que as instituições federais

Leia mais

2012/2013 RELATÓRIO DE EMPREGABILIDADE

2012/2013 RELATÓRIO DE EMPREGABILIDADE INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DE SANTARÉM (ISLA-SANTARÉM) 2012/2013 RELATÓRIO DE EMPREGABILIDADE Resultado do inquérito estatístico aos diplomados Dezembro de 2014 ÍNDICE I. INTRODUÇÃO...

Leia mais

Fundamentos Estratégicos

Fundamentos Estratégicos 1 Fundamentos Estratégicos MISSÃO Fornecer soluções e serviços em sistemas de suspensões, eixos e componentes para veículos comerciais com inovação, qualidade, segurança e sustentabilidade. VISÃO Ser reconhecida,

Leia mais

RELATÓRIO DE RESPOSTAS OBTIDAS NA PESQUISA DE AUTOAVALIAÇÃO 2016 CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS CCR: MODALIDADE PRESENCIAL

RELATÓRIO DE RESPOSTAS OBTIDAS NA PESQUISA DE AUTOAVALIAÇÃO 2016 CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS CCR: MODALIDADE PRESENCIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL RELATÓRIO DE RESPOSTAS OBTIDAS NA PESQUISA DE AUTOAVALIAÇÃO 2016 DE CIÊNCIAS RURAIS

Leia mais

LEI Nº , DE 2 DE FEVEREIRO DE Seção XXIV. Do Plano de Carreiras e Cargos do Inmetro

LEI Nº , DE 2 DE FEVEREIRO DE Seção XXIV. Do Plano de Carreiras e Cargos do Inmetro LEI Nº 11.907, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2009. Seção XXIV Do Plano de Carreiras e Cargos do Inmetro Art. 147. Os arts. 56, 60, 61, 62 e 63 da Lei n o 11.355, de 19 de outubro de 2006, passam a vigorar com a

Leia mais

Programa FIC+Feliz. Maio/2016 Belo Horizonte - MG. Maria Lúcia Rezende Milhorato

Programa FIC+Feliz. Maio/2016 Belo Horizonte - MG. Maria Lúcia Rezende Milhorato Programa FIC+Feliz Maio/2016 Belo Horizonte - MG Maria Lúcia Rezende Milhorato CONTEXTO A Credicom foi piloto no projeto do Índice de Felicidade Interna do Cooperativismo FIC, promovido pelo SESCOOP Nacional

Leia mais

Modelo SESI de Sustentabilidade no Trabalho

Modelo SESI de Sustentabilidade no Trabalho Modelo SESI de Sustentabilidade no Trabalho O QUE É O MODELO O Modelo SESI de Sustentabilidade no Trabalho é uma ferramenta de diagnóstico e auto-avaliação que propõe às indústrias brasileiras uma reflexão

Leia mais

APÊNDICE A Questionários Aplicados

APÊNDICE A Questionários Aplicados APÊNDICE A Questionários Aplicados CPA Comissão Própria de Avaliação 60 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS SERTÃOZINHO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA AUTOAVALIAÇÃO

Leia mais

ADM Administração para Engenharia. Prof. Henrique

ADM Administração para Engenharia. Prof. Henrique ADM29008 Administração para Engenharia Prof. Henrique Roteiro Introdução Abordagem Clássica (Teorias Clássica e Científica) Teoria Comportamental (Relações Humanas) Hierarquia de Necessidades (Maslow)

Leia mais

Submodelo estrutural da satisfação dos colaboradores da DGPJ com a cooperação e comunicação Submodelo estrutural da satisfação

Submodelo estrutural da satisfação dos colaboradores da DGPJ com a cooperação e comunicação Submodelo estrutural da satisfação Análise da Satisfação, Lealdade e Envolvimento dos Colaboradores Lisboa, Março de 2014 Índice 1. Modelo de medida da satisfação dos colaboradores da DGPJ e respetivos indicadores... 4 1.1. Dimensão expectativas

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE Sistema de Gestão da Qualidade

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE Sistema de Gestão da Qualidade RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2012 Sistema de Gestão da Qualidade 1/13 SUMÁRIO 1. - Introdução.... 3 2. - Metodologia.... 3 2.1 - Amostragem e

Leia mais

DEMISSÃO DE TERCEIROS

DEMISSÃO DE TERCEIROS DEMISSÃO DE TERCEIROS Demissão de terceiros Perfil de respondentes Sexo (%) Por grau de escolaridade do profissional demitido (%) 67,8 32,2 Por faixa etária (%) Ensino médio ou técnico; 40,4 Formação superior;

Leia mais

ROTEIRO DE VISITA INSTITUCIONAL CENTRO DE REFERÊNCIA DE ATENDIMENTO À MULHER EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA. Equipe que realizou a visita:

ROTEIRO DE VISITA INSTITUCIONAL CENTRO DE REFERÊNCIA DE ATENDIMENTO À MULHER EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA. Equipe que realizou a visita: ROTEIRO DE VISITA INSTITUCIONAL CENTRO DE REFERÊNCIA DE ATENDIMENTO À MULHER EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA Equipe que realizou a visita: Dia e horário da visita: Promotora de Justiça que acompanhou a visita:

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE Sistema de Gestão da Qualidade

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE Sistema de Gestão da Qualidade RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2010 Sistema de Gestão da Qualidade - 1 - SUMÁRIO 1. - Introdução.... 3 2. - Metodologia.... 3 2.1 - Amostragem e

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO CONSELHO SUPERIOR DA RELATÓRIO DE DIAGNÓSTICO DA QUALIDADE NO USO DO SISTEMA PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO DA Fase 1 (magistrados e servidores da Justiça do Trabalho) Secretaria de Tecnologia da Informação

Leia mais

3. Formação Acadêmica. 4. Quais motivos levaram você a escolher as Faculdades INTA como local de trabalho? Mestrado (em andamento): 40 %

3. Formação Acadêmica. 4. Quais motivos levaram você a escolher as Faculdades INTA como local de trabalho? Mestrado (em andamento): 40 % 3. Formação Acadêmica Doutorado (Concluído): 40 % Mestrado (em andamento): 40 % Doutorado (em andamento): 0 % Mestrado (Concluído): 20 % 4. Quais motivos levaram você a escolher as Faculdades INTA como

Leia mais

I WORKSHOP DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA GESTÃO DE PESSOAS DA USP

I WORKSHOP DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA GESTÃO DE PESSOAS DA USP I WORKSHOP DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA GESTÃO DE PESSOAS DA USP NOVEMBRO 2010 Propostas de MISSÃO para a Gestão de Pessoas da USP Criar condições para o engajamento pessoal e profissional dos servidores

Leia mais

Q1 Cidade de Residência:

Q1 Cidade de Residência: Q Cidade de Residência: Respondidas: 8 Ignoradas: RIO DE JANEIRO ANGRA DO REIS APERIBE ARARUAMA AREAL ARMACAO DO BUZIOS ARRAIAL DO CABO BARRA DO PIRAI BARRA MANSA BELFORD ROXO BOM JARDIM BOM JESUS DO ITABAPOANA

Leia mais

2011/2012 RELATÓRIO DE EMPREGABILIDADE

2011/2012 RELATÓRIO DE EMPREGABILIDADE INSTITUTO SUPERIOR DE LÍNGUAS E ADMINISTRAÇÃO DE LEIRIA (ISLA-LEIRIA) 2011/2012 RELATÓRIO DE EMPREGABILIDADE Resultado do inquérito estatístico aos diplomados Dezembro de 2013 ÍNDICE I. INTRODUÇÃO... 3

Leia mais

O PAPEL DO CLIMA ORGANIZACIONAL NO DESEMPENHO EMPRESARIAL

O PAPEL DO CLIMA ORGANIZACIONAL NO DESEMPENHO EMPRESARIAL O PAPEL DO CLIMA ORGANIZACIONAL NO DESEMPENHO EMPRESARIAL Clariana de Lima RODRIGUES 1 Ritiely Mariano PRETEL 2 RESUMO O desempenho de cada pessoa está diretamente relacionado com a sua satisfação em relação

Leia mais

Integração da Análise SWOT com o Método ELECTRE TRI na Avaliação do Desempenho dos Programas de Pós-Graduação

Integração da Análise SWOT com o Método ELECTRE TRI na Avaliação do Desempenho dos Programas de Pós-Graduação Integração da Análise SWOT com o Método ELECTRE TRI na Avaliação do Desempenho dos Programas de Pós-Graduação Mestranda: Roberta Braga Neves Orientador: Prof. Dr. Helder Gomes Costa Mestrado em Engenharia

Leia mais

Administração de Cargos e Salários

Administração de Cargos e Salários Administração de Cargos e Salários Professor : Glauco Zambonini Bibliografia base: Pontes, Benito Rodrigues Administração de cargos e salários / Benito Rodrigues Pontes. 12 ed. São Paulo : LTr, 2007 ISBN

Leia mais

FACULDADE BARRETOS COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA

FACULDADE BARRETOS COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA FACULDADE BARRETOS COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DISCENTES Barretos, Março 2010 RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL RELATOR: Prof. Dr. Rodrigo Ruiz Sanches

Leia mais

Avaliação do Desempenho Sistêmico da FACENE 2011 ALUNOS

Avaliação do Desempenho Sistêmico da FACENE 2011 ALUNOS Avaliação do Desempenho Sistêmico da FACENE 2011 ALUNOS Foram analisadas as respostas dos alunos da FACENE no período letivo 2011.1 e 2011.2, a um questionário estruturado, perfazendo um total de 896 alunos

Leia mais

Resultado da 1ª Medição de Temperatura

Resultado da 1ª Medição de Temperatura Resultado da 1ª Medição de Temperatura DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL Rio de Janeiro, 10 de novembro de 2016 Fatores do curso normal de trabalho Resultado da 1ª Medição de Temperatura Avaliamos vários

Leia mais

Relatório: Pesquisa de Satisfação popular da atual gestão na cidade de Aparecida

Relatório: Pesquisa de Satisfação popular da atual gestão na cidade de Aparecida Relatório: Pesquisa de Satisfação popular da atual gestão na cidade de Aparecida A ideia da realização dessa pesquisa deu-se pela parceria entre o UNISAL Lorena e a Rádio Aparecida cujo objetivo era ouvir

Leia mais

Revisão aprovada na 1ª Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo

Revisão aprovada na 1ª Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo Revisão aprovada na 1ª Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo Fevereiro de 2016 Contribuir para a melhor qualidade de vida de seus participantes, oferecendo produtos e serviços previdenciários

Leia mais

Avaliação do Desempenho Sistêmico da FACENE Funcionários. Quadro 1 Avaliação do Desempenho Sistêmico Institucional Funcionários

Avaliação do Desempenho Sistêmico da FACENE Funcionários. Quadro 1 Avaliação do Desempenho Sistêmico Institucional Funcionários Avaliação do Desempenho Sistêmico da FACENE 2008.2 Funcionários Foram analisadas as respostas, a um questionário estruturado, dos funcionários da FACENE no período letivo de 2008.2, perfazendo um total

Leia mais

Relatório Global da Avaliação de Satisfação realizada em 2011

Relatório Global da Avaliação de Satisfação realizada em 2011 No período compreendido entre 05-12-2011 e 30-01-2012 foi realizada a Avaliação de Satisfação referente ao ano de 2011, tendo sido inquiridas todas as partes interessadas. No total foram enviados / entregues

Leia mais

PESQUISAS ESTRATÉGICAS

PESQUISAS ESTRATÉGICAS PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO Rua Barão de Jaguara, 901 Centro Campinas/SP 13.015-927 Fone: (19) 3234-4575 Fax: (19) 3233-3551 www.trt15.gov.br PESQUISAS

Leia mais

Planejamento Estratégico em Gestão de Pessoas

Planejamento Estratégico em Gestão de Pessoas Planejamento Estratégico em Gestão de Pessoas Prof. Dr. Amarilio Vieira de Macedo Neto PRESIDENTE do HCPA Departamento de Cirurgia da FAMED/UFRGS Serviço de Cirurgia Torácica do HCPA aneto@hcpa.edu.br

Leia mais

Centro de Educação Especial de Rio Maior O Ninho

Centro de Educação Especial de Rio Maior O Ninho Centro de Educação Especial de Rio Maior O Ninho AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS COLABORADORES Ano 2014 RESULTADO DA AVALIAÇÃO DE SATISFAÇÃO DOS COLABORADORES A presente apresentação de resultados surge na

Leia mais

Como são remunerados os professores?

Como são remunerados os professores? Como são remunerados os professores? Em 2012, apenas em Portugal e Espanha a remuneração dos professores é superior à da média dos restantes licenciados na função pública. No entanto, a diferença entre

Leia mais

Eixo Temático: Estratégia e Internacionalização de Empresas NÍVEL DE SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UM RESTAURANTE EM SANTA MARIA RS

Eixo Temático: Estratégia e Internacionalização de Empresas NÍVEL DE SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UM RESTAURANTE EM SANTA MARIA RS Eixo Temático: Estratégia e Internacionalização de Empresas NÍVEL DE SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UM RESTAURANTE EM SANTA MARIA RS CUSTOMER SATISFACTION LEVEL OF A RESTAURANT IN SANTA MARIA RS Angela Pellegrin

Leia mais

FORMULÁRIOS DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO INDIVIDUAL SERVIDOR MATRÍCULA CARGO SETOR CAMPUS PERÍODO DE AVALIAÇÃO

FORMULÁRIOS DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO INDIVIDUAL SERVIDOR MATRÍCULA CARGO SETOR CAMPUS PERÍODO DE AVALIAÇÃO FORMULÁRIOS DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO INDIVIDUAL SERVIDOR MATRÍCULA CARGO SETOR CAMPUS PERÍODO DE AVALIAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO FORMULÁRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA EQUIPE

Leia mais

RAMO DE AUTOMÓVEIS EM PALMAS-TO

RAMO DE AUTOMÓVEIS EM PALMAS-TO RAMO DE AUTOMÓVEIS EM PALMAS-TO 1 2 3 6 Resumo Este trabalho busca estudar um dos mais complexos elementos do comportamento seja na cultura, crença, classe social entre outros, o clima organizacional analisa

Leia mais

Pesquisa do Clima organizacional na UFPE Introdução

Pesquisa do Clima organizacional na UFPE Introdução Pesquisa do Clima organizacional na UFPE Introdução Nos últimos anos a preocupação com o "Clima organizacional", tanto no meio acadêmico como empresarial, tem sido objeto de pesquisa visando a identificação

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO CLIMA ORGANIZACIONAL PARA O SUCESSO DA EMPRESA

A IMPORTÂNCIA DO CLIMA ORGANIZACIONAL PARA O SUCESSO DA EMPRESA A IMPORTÂNCIA DO CLIMA ORGANIZACIONAL PARA O SUCESSO DA EMPRESA O sucesso de uma empresa e um bom clima organizacional estão intimamente ligados. Quando os funcionários sentem felicidade nas tarefas e

Leia mais

PESQUISA DE MOBILIDADE URBANA

PESQUISA DE MOBILIDADE URBANA PESQUISA DE MOBILIDADE URBANA A Pesquisa de Mobilidade Urbana teve como objetivo levantar a opinião da população, para avaliar a situação da mobilidade urbana em Florianópolis, e dessa forma, auxiliar

Leia mais

Pesquisa Qualificação Profissional 2016

Pesquisa Qualificação Profissional 2016 Pesquisa Qualificação Profissional 2016 Coordenadores Paulo Tarso Vilela de Resende Paulo Renato de Sousa Paula Oliveira Simone Nunes (PUC-Minas) Bolsistas Fapemig Bruna Catão Braga Larissa de Freitas

Leia mais

ESTUDO DA QUALIDADE DOS ÔNIBUS COLETIVOS URBANOS EM CAMPINA GRANDE. PALAVRAS-CHAVE: Ônibus coletivos. Qualidade do serviço. Usuários.

ESTUDO DA QUALIDADE DOS ÔNIBUS COLETIVOS URBANOS EM CAMPINA GRANDE. PALAVRAS-CHAVE: Ônibus coletivos. Qualidade do serviço. Usuários. ESTUDO DA QUALIDADE DOS ÔNIBUS COLETIVOS URBANOS EM CAMPINA GRANDE Danillo Barros CORDEIRO 1; SharaSonally Oliveira de SOUSA 2; Joherlan Campos de FREITAS 3. 1. Departamento de Estatística, Universidade

Leia mais

Obrigado por aceitar ser entrevistado neste estudo coordenado por.

Obrigado por aceitar ser entrevistado neste estudo coordenado por. ESCALA DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DA EQUIPE TÉCNICA COM OS SERVIÇOS DE SAÚDE MENTAL (SATIS-BR) Bandeira, M., Pitta, AMF e Mercier,C (000). Escalas Brasileiras de Avaliação da Satisfação (SATIS-BR) e da

Leia mais

Relatório de Acompanhamento do Projeto - RAP

Relatório de Acompanhamento do Projeto - RAP Código do Projeto: 1/2011 IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO NOME DO PROJETO: IMPLANTAÇÃO DA MODELO DE GESTÃO DE PESSOAS POR COMPETÊNCIAS DEMANDANTE: SECRETARIA DE GESTÃO DE PESSOAS DATA DA DEMANDA: 24/02/2012 MOTIVADOR:

Leia mais

Avaliação de Desempenho do Técnico Administrativo em Educação

Avaliação de Desempenho do Técnico Administrativo em Educação Avaliação de Desempenho do Técnico Administrativo em Educação ANEXO I CAMPUS AUTO AVALIAÇÃO DO SERVIDOR 2016 Nome do Servidor: Cargo: Classe: Nível: Padrão: Período de Avaliação: / / a / / Lotação: Função

Leia mais

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO COM OS SERVIÇOS COLABORADORES

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO COM OS SERVIÇOS COLABORADORES AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO COM OS SERVIÇOS COLABORADORES VERSÃO RESUMIDA NOTA INTRODUTÓRIA O Instituto Politécnico de Portalegre tem vindo a apostar estrategicamente num sistema de gestão de qualidade assente

Leia mais

RESULTADO DOS QUESTIONÁRIOS DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO

RESULTADO DOS QUESTIONÁRIOS DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO RELATÓRIO RESULTADO DOS QUESTIONÁRIOS DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO GABINETE DE ATENDIMENTO AO MUNÍCIPE ANO 2015 Elaborado por: Gestora da Qualidade Célia Marques Índice Índice de Ilustrações... 2 Índice

Leia mais

DEVOLUTIVA DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL Ações para 2011/2012

DEVOLUTIVA DA PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL Ações para 2011/2012 Sede Ecoville 2 CAMPUS CURITIBA Sede Central CAMPUS CURITIBA PRINCÍPIOS NORTEADORES Pesquisa sem finalidade classificatória. Objetiva levantar fortalezas e fragilidades da gestão. Os resultados devem ser

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: UM ESTUDO DE CASO NA NORMANDO GOMES & IRMÃOS (NORMANDO RECAP)

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: UM ESTUDO DE CASO NA NORMANDO GOMES & IRMÃOS (NORMANDO RECAP) ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: UM ESTUDO DE CASO NA NORMANDO GOMES & IRMÃOS (NORMANDO RECAP) Andrea

Leia mais

Tendências na área de Recursos Humanos

Tendências na área de Recursos Humanos Tendências na área de Recursos Humanos Confira a 6ª edição do maior censo de Recursos Humanos, realizado pelo RH Portal em 2016. Veja o que os profissionais estão falando sobre a realidade do RH no mercado

Leia mais

2013/2014 RELATÓRIO DE EMPREGABILIDADE

2013/2014 RELATÓRIO DE EMPREGABILIDADE INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DE SANTARÉM (ISLA-SANTARÉM) 2013/2014 RELATÓRIO DE EMPREGABILIDADE Resultado do inquérito estatístico aos diplomados Dezembro de 2015 ÍNDICE I. INTRODUÇÃO...

Leia mais

Formulário de Avaliação de Desempenho UNIMED CAMPINA GRANDE. Registro funcional: Diretoria / Gerencia: Data da Avaliação:

Formulário de Avaliação de Desempenho UNIMED CAMPINA GRANDE. Registro funcional: Diretoria / Gerencia: Data da Avaliação: Formulário de Avaliação de Desempenho UNIMED CAMPINA GRANDE Nota Final: Para uso do RH Nome do Avaliado: Cargo: Registro funcional: Diretoria / Gerencia: Data da Avaliação: Nome do Avaliador: Cargo: ASSIDUIDADE

Leia mais

Clima Organizacional

Clima Organizacional slide 1 Clima Organizacional Maria Cristina Bohnenberger cristin@feevale.br Conceitos de Clima organizacional É a qualidade ou propriedade do ambiente organizacional que é percebida ou experimentada pelos

Leia mais

PRIMEIRA PROVA ESCRITA DISCURSIVA

PRIMEIRA PROVA ESCRITA DISCURSIVA PRIMEIRA PROVA ESCRITA DISCURSIVA CESPE/UnB TJ/PB Nesta prova, faça o que se pede, usando os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva os textos para o CADERNO DE TEXTOS

Leia mais

Padrão de Vencimento. João Pessoa, de maio de Cargo

Padrão de Vencimento. João Pessoa, de maio de Cargo INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA FICHA DE INSCRIÇÃO Curso: Excelência na Prestação de Serviços na Administração Pública Módulo I Excelência no Relacionamento e Atendimento

Leia mais

Questionário de Satisfação dos clientes da CPCJ de Silves

Questionário de Satisfação dos clientes da CPCJ de Silves Questionário de Satisfação dos clientes da CPCJ de Silves INDÍCE Pag. I Introdução 2 II - Método de Recolha e tratamento de dados 2 III - Perfil dos Clientes 3 IV Análise 3 V - Conclusões finais 14 VI

Leia mais

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 NATAL/RN MARÇO/2012

Leia mais

Áreas de Abordagem. Com base na experiência acumulada do IBOPE Inteligência, somada a recentes

Áreas de Abordagem. Com base na experiência acumulada do IBOPE Inteligência, somada a recentes Objetivo O IBOPE Inteligência desenvolveu uma metodologia exclusiva de medição e explicação da satisfação dos usuários de serviços públicos no Brasil, que oferece aos gestores uma ferramenta precisa para

Leia mais

NAGEH Pessoas. Eixo: Capacitação e Desenvolvimento de Pessoal 28/09/2015. Compromisso com a Qualidade Hospitalar

NAGEH Pessoas. Eixo: Capacitação e Desenvolvimento de Pessoal 28/09/2015. Compromisso com a Qualidade Hospitalar Eixo: Capacitação e Desenvolvimento de Pessoal 28/09/2015 Agenda: 28/09/2015 8:30 as 9:00 h Recepção dos participantes 9:00 as 11:00 h Eixo: Capacitação e Desenvolvimento 11:00 as 11:30 h Análise de Indicadores

Leia mais

PERFIL DO PROFISSIONAL DOS PARQUES ESTADUAIS DE SANTA CATARINA

PERFIL DO PROFISSIONAL DOS PARQUES ESTADUAIS DE SANTA CATARINA PERFIL DO PROFISSIONAL DOS PARQUES ESTADUAIS DE SANTA CATARINA Autores: Paulo Henrique Antunes PITTARELLO, Marina Tété VIEIRA. Identificação autores: Aluno pesquisador, curso técnico em hospedagem, IFC-

Leia mais

Aspectos Sociais da Colheita Florestal Mecanizada e Semimecanizada

Aspectos Sociais da Colheita Florestal Mecanizada e Semimecanizada Aspectos Sociais da Colheita Florestal Mecanizada e Semimecanizada Larissa Santos Rocha (1) ; Luís Carlos de Freitas (2) ; Mislene Barbosa Rocha (3) (1) Estudante; Universidade Estadual do Sudoeste da

Leia mais

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA COORDENADORIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL COAI COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PARTE I O DOCENTE AVALIA AS AÇÕES DO CURSO Prezado(a)

Leia mais

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E VENCIMENTOS

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E VENCIMENTOS III Congresso Consad de Gestão Pública PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E VENCIMENTOS Fernanda Mayer dos Santos Souza Painel 02/008 Avaliação de desempenho e remuneração variável PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E

Leia mais

10. Metas e Indicadores 1. PERSPECTIVA: SOCIEDADE. Tema: Qualidade 2. PERSPECTIVA: PROCESSOS INTERNOS. Tema: Responsabilidade socioambiental

10. Metas e Indicadores 1. PERSPECTIVA: SOCIEDADE. Tema: Qualidade 2. PERSPECTIVA: PROCESSOS INTERNOS. Tema: Responsabilidade socioambiental 10. Metas e Indicadores As metas representam os resultados a serem alcançados pelo tribunal para atingir os objetivos propostos. Elas permitem um melhor controle do desempenho da instituição, pois são

Leia mais

GeCo.mpany CONSULTORIA & COACHING DE EXECUTIVOS EM GESTÃO EMPRESARIAL

GeCo.mpany CONSULTORIA & COACHING DE EXECUTIVOS EM GESTÃO EMPRESARIAL GeCo.mpany CONSULTORIA & COACHING DE EXECUTIVOS EM GESTÃO EMPRESARIAL CONSULTORIA & COACHING DE EXECUTIVOS EM GESTÃO EMPRESARIAL A GeCompany oferece consultoria empresarial e cursos de qualidade. Nossa

Leia mais