Aula do Curso Básico DEUS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula do Curso Básico DEUS"

Transcrição

1 Aula do Curso Básico DEUS

2 Gênese evolução da ideia de Deus Os mecanismos da evolução Os animais e os fenômenos naturais A vida do ser humano primitivo A descoberta do espírito e suas consequências O animismo e a evolução do conceito de divindades A elaboração das divindades: evolução do Politeísmo

3 A evolução do monoteísmo Egito: O surgimento do monodeísmo Amenhotep (Amenófis) IV (Akenaton) ( a.c.) O Deus hebreu: Surgimento do monoteísmo Moisés: o deus dos exércitos Isaías ( a.c.): o Deus da Salvação Jesus (7/5 a.c.-26/28): O Deus pai amoroso e misericordioso Paulo de Tarso (±10-64): O Deus Cristão

4 Conceito espírita de Deus O que é Deus? Deus é a inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas. Que se deve entender pelo infinito? O que não tem começo nem fim; o desconhecido; tudo o que é desconhecido é infinito. Onde se vê na causa primeira uma inteligência suprema e superior a todas as inteligências? Vós tendes um provérbio que diz isto: Pela obra se reconhece o obreiro. Pois bem! Olhai a obra e procurai o obreiro. É o orgulho que engendra a incredulidade. O homem orgulhoso não quer nada acima dele, é por isso que se denomina espírito forte. Pobre ser que um sopro de Deus pode abater!

5 Inteligência de Deus Julga-se o poder de uma inteligência por suas obras; nenhum ser humano podendo criar aquilo que a natureza produz, a causa primeira é, então, uma inteligência superior à humanidade. Qualquer que sejam os prodígios realizados pela inteligência humana, esta inteligência tem ela mesma uma causa, e quanto maior seja o que ela realiza, maior deve ser a causa primeira. É esta inteligência que é a causa primeira de todas as coisas, qualquer que seja o nome sob o qual o homem a designe.

6 Deus e o infinito Poder-se-ia dizer que Deus é o infinito? Definição incompleta. Pobreza da língua dos homens, que é insuficiente para definir as coisas que estão acima de suas inteligências. Deus é infinito em suas perfeições; mas o infinito é uma abstração; dizer que Deus é o infinito é tomar o atributo pela coisa mesma, e definir uma coisa que não é conhecida por outra que não o é mais.

7 Provas da Existência da Deus Onde se pode encontrar a prova da existência de Deus? Num axioma que aplicais à vossas ciências: não há efeito sem causa. Procurai a causa de tudo o que não é a obra do homem, e vossa razão vos responderá. Para crer em Deus, é suficiente lançar os olhos sobre as obras da criação. O Universo existe, então há uma causa. Duvidar da existência de Deus seria negar que todo efeito tem uma causa, e avançar que o nada pôde fazer alguma coisa.

8 Intuição da ideia de Deus Qual consequência se pode tirar do sentimento intuitivo que todos os homens trazem neles mesmos da existência de Deus? Que Deus existe; por que, de onde lhe viria esse sentimento se não repousasse sobre nada? É ainda uma consequência do princípio que não há efeito sem causa. O sentimento íntimo que temos em nós mesmos da existência de Deus não seria resultante da educação e o produto de idéias adquiridas? Se assim fosse, por que os vossos selvagens teriam esse sentimento? Se o sentimento da existência de um ser supremo não fosse mais do que o produto de um ensinamento, ele não seria universal, e não existiria como as noções das ciências, senão entre aqueles que tivessem podido receber este ensinamento.

9 A força criadora na matéria? Poder-se-ia encontrar a causa primeira da formação das coisas nas propriedades íntimas da matéria? Mas então, qual seria a causa dessas propriedades? É preciso sempre uma causa primeira. Atribuir a formação primeira das coisas às propriedades íntimas da matéria seria tomar o efeito pela causa, por que essas propriedades são, elas mesmas, um efeito que deve ter uma causa.

10 O acaso como origem de tudo Que pensar da opinião que atribui a formação primeira a uma combinação fortuita da matéria, dito de outra maneira: ao acaso? Outro absurdo! Qual homem de bom senso pode ver o acaso como um ser inteligente? E depois, o que é o acaso? Nada. A harmonia que rege as forças do universo demonstra combinações e metas determinadas, e por isso mesmo revela o poder inteligente. Atribuir a formação primeira ao acaso seria um contrassenso, porque o acaso é cego e não pode produzir os efeitos da inteligência. Um acaso inteligente não seria mais o acaso.

11 Panteísmo (I) O que pensar da opinião segundo a qual todos os corpos da natureza, todos os seres, todos os globos do universo seriam partes da divindade e constituiriam, pelo seu conjunto, a Divindade ele mesma; dito de outra maneira, da doutrina panteísta? O homem não podendo se fazer Deus, quer pelo menos ser uma parte de Deus.

12 Panteísmo (II) Aqueles que professam esta doutrina pretendem encontrar nela a demonstração de alguns dos atributos de Deus. Os mundos sendo infinitos, Deus é, por isto mesmo, infinito; o vazio ou nada não estando em parte nenhuma, Deus está em toda parte; Deus estando em toda parte, pois que tudo é parte integrante de Deus, ele dá a todos os fenômenos da natureza uma razão de ser inteligente. Que se pode opor a esse raciocínio? A razão; refleti maduramente, e não vos será difícil de lhe reconhecer o absurdo.

13 Refutação da Lógica Panteísta (J) Esta doutrina faz de Deus um ser material que, se bem que dotado de uma inteligência suprema, seria em tamanho grande o que somos em pequeno. Ora, a matéria se transformando sem cessar, se assim fosse Deus não teria nenhuma estabilidade; ele estaria sujeito a todas as vicissitudes, a todas as mesmas necessidades da humanidade; faltar-lhe-ia um dos atributos essenciais da Divindade: a imutabilidade. As propriedades da matéria não podem se aliar à idéia de Deus sem o rebaixar em nosso pensamento, e todas as sutilezas de sofismas não chegarão a resolver o problema de sua natureza íntima.

14 Refutação da Lógica Panteísta (II) Nós não sabemos tudo o que ele é, mas sabemos o que não poderia deixar de ser, e esse sistema está em contradição com suas propriedades as mais essenciais; ele confunde o criador com a criatura, absolutamente como se se quisesse que uma máquina engenhosa fosse uma parte integrante do mecânico que a concebeu. A inteligência de Deus revela-se nas suas obras como a do pintor no seu quadro; mas, as obras de Deus não são o próprio Deus, assim como o quadro não é o pintor que o concebeu e o executou.

15 Compreensão de Deus como resultado da evolução do ser humano A inferioridade das faculdades do homem não lhe permite compreender a natureza íntima de Deus. Na infância da humanidade, o homem o confunde, geralmente, com a criatura da qual lhe atribui as imperfeições; mas, à medida que o senso moral se desenvolve nele, seu pensamento penetra melhor o fundo das coisas, e ele se faz uma idéia mais justa e mais conforme com a sã razão, ainda que sempre incompleta.

16 Incapacidade do ser humano de compreender Deus Deus é um ser distinto, ou bem seria, segundo a opinião de alguns, a resultante de todas as forças e de todas as inteligências do universo reunidas? Se assim fosse, não seria Deus, porque seria o efeito e não a causa; ele não pode ser ao mesmo tempo um e outro. Deus existe, vós não podeis duvidar, é o essencial; Crede-me, não vades além; não vos percais num labirinto donde não poderíeis sair; isto não vos tornaria melhores, mas, talvez, um pouco mais orgulhosos, porque creríeis saber, e na realidade não saberíeis nada. Deixai então de lado todos esses sistemas; vós tendes bastantes coisas que vos tocam diretamente, a começar por vós mesmos; estudai vossas próprias imperfeições a fim de vos desembaraçardes delas, isto vos será mais útil do que pretender penetrar aquilo que é impenetrável.

17 Compreensão da natureza de Deus O homem pode compreender a natureza íntima de Deus? Não; é um sentido que lhe falta. Será dado um dia ao homem compreender o mistério da Divindade? Quando seu espírito não estiver mais obscurecido pela matéria e que, por sua perfeição, ele estiver mais próximo de Deus, então o verá e o compreenderá.

18 Perfeições de Deus Sim, de algumas. O homem as compreende melhor à medida que se eleva acima da matéria; ele as entrevê pelo pensamento. Quando dizemos que Deus é eterno, infinito, imutável, imaterial, único, todo-poderoso, soberanamente justo e bom, não temos uma idéia completa de seus atributos? De vosso ponto de vista, sim, porque acreditais abranger tudo; mas sabei bem que existem coisas além da inteligência do homem mais intse não podemos compreender a natureza íntima de Deus, podemos ter uma ideia de algumas de suas perfeições?eligente, e para as quais vossa linguagem, limitada a vossas idéias e a vossas sensações, não possui expressões. A razão vos diz, com efeito, que Deus deve ter essas perfeições em grau supremo, porque se tivesse uma só a menos, ou melhor, que não fosse a um grau infinito, ele não seria superior a tudo e, por conseqüência, não seria Deus. Por estar acima de todas as coisas, Deus não deve sofrer nenhuma vicissitude, e não ter nenhuma das imperfeições que a imaginação possa conceber.

19 Atributos de Deus Deus é eterno; se ele tivesse tido um começo, teria saído do nada, ou melhor, teria sido criado, ele mesmo, por um ser anterior. É assim que, de aproximação em aproximação, remontamos ao infinito e à eternidade. É imutável; se estivesse sujeito a mudanças, as leis que regem o universo não teriam nenhuma estabilidade. É imaterial; quer dizer que sua natureza difere de tudo o que nós chamamos matéria, de outra forma ele não seria imutável, porque estaria sujeito às transformações da matéria. É único; se houvessem vários deuses não existiria nem unidade de vista, nem unidade de poder no ordenamento do universo. É todo-poderoso; porque é único. Se ele não tivesse o soberano poder, existiria alguma coisa mais ou tão poderosa quanto ele, não teria feito todas as coisas, e aquelas que não tivesse feito, seriam obra de um outro Deus. É soberanamente justo e bom. A sabedoria providencial das leis divinas se revela nas pequenas coisas como nas maiores, e esta sabedoria não permite duvidar nem da sua justiça, nem da sua bondade.

ARTE PRIMEIRA PRIMÁRIAS CAPÍTULO D EUS. Deus e o infinito Provas da existência de Deus Atributos da Divindade Panteísmo DEUS E O INFINITO

ARTE PRIMEIRA PRIMÁRIAS CAPÍTULO D EUS. Deus e o infinito Provas da existência de Deus Atributos da Divindade Panteísmo DEUS E O INFINITO O LIVRO DOS ESPÍRITOS PAR ARTE PRIMEIRA AS CAUSAS PRIMÁRIAS CAPÍTULO 1 D EUS Deus e o infinito Provas da existência de Deus Atributos da Divindade Panteísmo DEUS E O INFINITO 1 O que é Deus? Deus é a inteligência

Leia mais

DEUS A Análise de Kardec.

DEUS A Análise de Kardec. DEUS A Análise de Kardec www.gede.net.br Objetivo: Aprimorar o entendimento sobre a visão espírita de Deus, delineada por Kardec n'o Livro dos Espíritos e n'a Gênese. Pontos a debater: 1) O que é Deus;

Leia mais

Módulo 1 - Aula 02 - Deus e seus Atributos e Jesus Modelo e Guia - 1 semestre

Módulo 1 - Aula 02 - Deus e seus Atributos e Jesus Modelo e Guia - 1 semestre Módulo 1 - Aula 02 - Deus e seus Atributos e Jesus Modelo e Guia - 1 semestre 10 - Março Objetivo: Apresentar Deus e seus atributos e Jesus Modelo e Guia e desmistificar que Deus não é Jesus Apresentar

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo Roteiro 1 Elaborar uma linha histórica da evolução da ideia

Leia mais

SEF Sociedade Espírita Fraternidade Estudo Teórico-prático da Doutrina Espírita

SEF Sociedade Espírita Fraternidade Estudo Teórico-prático da Doutrina Espírita SEF Sociedade Espírita Fraternidade Estudo Teórico-prático da Doutrina Espírita Unidade 1 Tema: DEUS Introdução. Deus Criador. Definição de Deus. Da Natureza Divina. Atributos de Deus. Provas da existência

Leia mais

A Evolução do Espírito Claudio C. Conti

A Evolução do Espírito Claudio C. Conti A Evolução do Espírito Claudio C. Conti ccconti@bol.com.br Segundo a Doutrina Espírita, os espíritos estão sempre em evolução, porém alguns podem até embaraçar este progresso durante certo, todavia, este

Leia mais

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS MÓDULO 5 O SIGNIFICADO DA IMORTALIDADE EM NOSSAS VIDAS A ESSÊNCIA DA IMORTALIDADE 1º. ENCONTRO A ESSÊNCIA DA IMORTALIDADE Objetivo

Leia mais

ESPÍRITO, MATÉRIA E FLUIDOS. Patrick Pires da Costa

ESPÍRITO, MATÉRIA E FLUIDOS. Patrick Pires da Costa ESPÍRITO, MATÉRIA E FLUIDOS Patrick Pires da Costa "O fluido perispirítico é o agente de todos os fenômenos espíritas, que só se podem produzir pela ação recíproca dos fluidos que emitem o médium e o Espírito.

Leia mais

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS BÁSICAS DA DOUTRINA ESPÍRITA E DO EVANGELHO DE JESUS.

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS BÁSICAS DA DOUTRINA ESPÍRITA E DO EVANGELHO DE JESUS. ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS BÁSICAS DA DOUTRINA ESPÍRITA E DO EVANGELHO DE JESUS MÓDULO 12 O SIGNIFICADO DA LEI DE JUSTIÇA, AMOR E CARIDADE EM NOSSAS VIDAS A ESSÊNCIA DA LEI MAIOR 1º. ENCONTRO

Leia mais

Em termos religiosos, qual era a compreensão tradicional da realidade?

Em termos religiosos, qual era a compreensão tradicional da realidade? PERISPÍRITO Em termos religiosos, qual era a compreensão tradicional da realidade? Compreensão dual da realidade - espírito - matéria Qual o equívoco da compreensão dual da realidade? Qual o equívoco da

Leia mais

Deus. Coisas físicas Nº1

Deus. Coisas físicas Nº1 A ESSÊNCIA DE TUDO, A Santidade, Retidão e Justiça de Nº1 Deus Deus é diferente de todos os outros seres. Só Ele é infinito e não criado. Todos os demais são finitos e criados. O termo bíblico para essa

Leia mais

Perguntar: Por que a última pedra caiu? Foi empurrada pela anterior e assim sucessivamente. O efeito teve uma causa primeira. Assim tudo na vida.

Perguntar: Por que a última pedra caiu? Foi empurrada pela anterior e assim sucessivamente. O efeito teve uma causa primeira. Assim tudo na vida. Tema: Da existência de Deus Faixa etária: Juventude Atividade de Integração Pedir que montem um dominó em pé. Todos devem ajudar. Cada um com uma pedra. Depois de pronto o evangelizador dará um pequeno

Leia mais

Introdução a Filosofia

Introdução a Filosofia Introdução a Filosofia Baseado no texto de Ludwig Feuerbach, A essência do homem em geral, elaborem e respondam questões relacionadas a este tema. 1- Quem foi Feuerbach? PERGUNTAS 2- Qual é a diferença

Leia mais

QUEM É DEUS? OS NOMES DE DEUS. Todos os verdadeiros cristãos creem num Deus trinitário, Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo.

QUEM É DEUS? OS NOMES DE DEUS. Todos os verdadeiros cristãos creem num Deus trinitário, Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. QUEM É DEUS? OS NOMES DE DEUS Todos os verdadeiros cristãos creem num Deus trinitário, Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. Eles são iguais em poder, eternidade e na posse de todos os atributos

Leia mais

O Cristo consolador. Roteiro 1

O Cristo consolador. Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, O Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e Consolações Roteiro 1 O Cristo consolador Objetivo Explicar

Leia mais

Aristóteles, Ética a Nicômaco, X 7, 1177 b 33.

Aristóteles, Ética a Nicômaco, X 7, 1177 b 33. 91 tornar-se tanto quanto possível imortal Aristóteles, Ética a Nicômaco, X 7, 1177 b 33. 92 5. Conclusão Qual é o objeto da vida humana? Qual é o seu propósito? Qual é o seu significado? De todas as respostas

Leia mais

Deus. Sérgio Biagi Gregório

Deus. Sérgio Biagi Gregório Deus Sérgio Biagi Gregório SUMÁRIO: 1. Introdução. 2. Conceito: 2.1. A Origem da Idéia de Deus; 2.2. Etimologia; 2.3. Significado de Deus. 3. Deus e a Divindade: Monoteísmo e Politeísmo. 4. A Revelação

Leia mais

Curso de Teologia de Leigos

Curso de Teologia de Leigos Curso de Teologia de Leigos O MISTÉRIO DA CRIAÇÃO; DEUS MANTÉM E SUSTENTA A CRIAÇÃO; DEUS REALIZA O SEU PROJETO: A DIVINA PROVIDÊNCIA; A DIVINA PROVIDÊNCIA E AS CAUSAS SEGUNDAS; A DIVINA PROVIDÊNCIA E

Leia mais

O Céu e o Inferno e a Ciência Contemporânea

O Céu e o Inferno e a Ciência Contemporânea V Congresso Espiritismo O Céu e o Inferno de Platão e Dante à Kardec O Céu e o Inferno e a Ciência Contemporânea Agosto de 2015 Claudio C. Conti www.ccconti.com Qual a melhor receita para uma vitamina

Leia mais

Aula 08 Terceiro Colegial.

Aula 08 Terceiro Colegial. Aula 08 Terceiro Colegial Cristianismo: Entre a Fé e a Razão Busca por uma base racional para sustentar a fé Formulações filosóficas se estendendo por mais de mil anos Cristianismo Palavra de Jesus, que

Leia mais

É possível não crer em Deus?

É possível não crer em Deus? É possível não crer em Deus? Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br Adriana Pizzutti dos Santos É possível não crer em Deus? Adriana Pizzutti dos Santos Ateísmo Ateu é quem não crê na existência

Leia mais

O Espírito Santo e a origem da Palavra: Revelador. Inspirador. Verdadeiro. O Espírito Santo e a Palavra hoje. Nosso instrutor. Não há contradição.

O Espírito Santo e a origem da Palavra: Revelador. Inspirador. Verdadeiro. O Espírito Santo e a Palavra hoje. Nosso instrutor. Não há contradição. Lição 1 para 7 de janeiro de 2017 O Espírito Santo foi o motor e a gênese do processo de criação da Palavra escrita de Deus a Bíblia. Mas sua relação com a Palavra não acabou com seu processo de escrita.

Leia mais

As provas da existência de Deus: Tomás de Aquino e o estabelecimento racional da fé. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira

As provas da existência de Deus: Tomás de Aquino e o estabelecimento racional da fé. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira As provas da existência de Deus: Tomás de Aquino e o estabelecimento racional da fé. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Tomás de Aquino (1221-1274) Tomás de Aquino - Tommaso d Aquino - foi um frade dominicano

Leia mais

Apresentação no Templo

Apresentação no Templo Os Evangelhos, luz perene para os fiéis até o fim dos tempos, nada relatam sobre a vida diária no lar da Sagrada Família. E poucos detalhes nos transmitem dos principais episódios da infância de Jesus,

Leia mais

Metafísica: Noções Gerais (por Abraão Carvalho in:

Metafísica: Noções Gerais (por Abraão Carvalho in: : Noções Gerais (por Abraão Carvalho in: www.criticaecriacaoembits.blogspot.com) é uma palavra de origem grega. É o resultado da reunião de duas expressões, a saber, "meta" e "physis". Meta significa além

Leia mais

7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA

7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de Jesus Roteiro 7 Objetivo Interpretar, à luz da Doutrina

Leia mais

Fundamentos Monoteístas. por Sha ul Bensiyon

Fundamentos Monoteístas. por Sha ul Bensiyon Fundamentos Monoteístas por Sha ul Bensiyon Aula 1 O Eterno Ateus e o Universo Uma piada diz: A crença de que não havia nada, e nada aconteceu ao nada, e então o nada magicamente explodiu sem razão alguma,

Leia mais

Que mandais fazer de mim? Que mandais fazer de mim?

Que mandais fazer de mim? Que mandais fazer de mim? Que mandais fazer de mim? 1 / 6 Vontade própria. Eis uma dos maiores tesouros que guardamos conosco. Dificilmente algo nos é tão caro e precioso quanto a possibilidade de decidir por nós mesmos o que fazer,

Leia mais

Atividade de Integração. Sugestão para aplicação do conteúdo doutrinário

Atividade de Integração. Sugestão para aplicação do conteúdo doutrinário Aula nº: Data: / / Tema: Lei da Reprodução Atividade de Integração Compartilhar: Sugestão para aplicação do conteúdo doutrinário 1 o. Momento: Distribuir a cada participante um exemplar de O Livro dos

Leia mais

29 DE OUTUBRO DE 2009 OS ANIMAIS ESTÃO EM PROCESSO DE EVOLUÇÃO E SÃO MAIS INTELIGENTES DO QUE IMAGINAMOS.

29 DE OUTUBRO DE 2009 OS ANIMAIS ESTÃO EM PROCESSO DE EVOLUÇÃO E SÃO MAIS INTELIGENTES DO QUE IMAGINAMOS. 29 DE OUTUBRO DE 2009 OS ANIMAIS ESTÃO EM PROCESSO DE EVOLUÇÃO E SÃO MAIS INTELIGENTES DO QUE IMAGINAMOS. Os cães podem farejar situações injustas e apresentar uma emoção simples, similar à inveja ou ciúmes,

Leia mais

O nome do Senhor é Torre Forte; o justo foge para ela e está seguro (Provérbios 18.10)

O nome do Senhor é Torre Forte; o justo foge para ela e está seguro (Provérbios 18.10) Nossa Torre Forte O nome do Senhor é Torre Forte; o justo foge para ela e está seguro (Provérbios 18.10) Introdução O nome do Senhor! Seria difícil começar uma declaração sobre o Refúgio divino de forma

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA 04-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Porque é que o Filho de Deus se fez homem? para nossa salvação,

Leia mais

O QUE É O ESPIRITISMO 1

O QUE É O ESPIRITISMO 1 O QUE É O ESPIRITISMO 1 Facilitadores Alex Olegário e Roberto Camilo 17/18-Janeiro-2016 OBJETIVO Conhecer sobre: O Conceito do Espiritismo O Codificador Se me amais, guardai os meus mandamentos; e eu rogarei

Leia mais

«Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.» (João 16:33)

«Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.» (João 16:33) Lição 4 para 22 de outubro de 2016 O livro de Jó e o de Gênesis foram escritos por Moisés durante o tempo que esteve em Midiã. Isto faz Jó um dos primeiros livros da Bíblia. A diferença do resto dos livros

Leia mais

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS.

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS. ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS MÓDULO 8 O SIGNIFICADO DAS LEIS DE LIBERDADE, RESPONSABILIDADE E CAUSA E EFEITO EM NOSSAS VIDAS O SIGNIFICADO DAS PROVAS E

Leia mais

Doutrina da Trindade. Aula 16/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Doutrina da Trindade. Aula 16/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Doutrina da Trindade Aula 16/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira S Conceitos sobre a Trindade S Monarquianismo Deus é um único ser S S Adocionismo Um só Deus, Jesus é adotado (revestido de Deus)

Leia mais

Da Matéria ao Espírito

Da Matéria ao Espírito Vós sois deuses, porém vos tendes esquecido. Sto. Agostinho Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os Deuses. Assim falou o iniciado cristão Santo Agostinho. Prof. Instr. Eliseu Mocitaíba da Costa

Leia mais

ESPAÇO, MATÉRIA E TEMPO

ESPAÇO, MATÉRIA E TEMPO ESPAÇO, MATÉRIA E TEMPO O Livro dos Espíritos 82. Será certo dizer-se que os Espíritos são imateriais? Como se pode definir uma coisa, quando faltam termos de comparação e com uma linguagem deficiente?

Leia mais

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS MÓDULO 5 O SIGNIFICADO DA IMORTALIDADE EM NOSSAS VIDAS A ESSÊNCIA DA IMORTALIDADE PARTE II 2º. ENCONTRO A ESSÊNCIA DA IMORTALIDADE

Leia mais

Nova Estrutura do Curso: Avisos

Nova Estrutura do Curso: Avisos Nova Estrutura do Curso: Avisos Nova Estrutura do Curso Disciplinas de Teologia Sistemática: Introdução a Teologia Sistemática Doutrina de Deus Teontologia Doutrina do Ser Humano Antropologia Doutrina

Leia mais

C R U SO O NOÇ O Õ Ç E Õ S BÁ B SICA C S

C R U SO O NOÇ O Õ Ç E Õ S BÁ B SICA C S CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA Mundos Habitados EDITORA 1 1 / 10 2 2 / 10 São habitados todos os globos que se movem no espaço? Sim, e o homem terreno está longe de ser, como supõe, o primeiro

Leia mais

No velho testamento as realizações de Deus e do Espírito são usadas frequentemente de forma intercambiável.

No velho testamento as realizações de Deus e do Espírito são usadas frequentemente de forma intercambiável. A divindade do Espírito Santo vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente O Espírito Santo é representado na Escritura como possuindo a autoridade e os atributos divinos, os Pais da Igreja nunca apresentaram

Leia mais

Lição 1 para o dia 3 de Janeiro de 2009

Lição 1 para o dia 3 de Janeiro de 2009 Lição 1 para o dia 3 de Janeiro de 2009 Havendo Deus falado muitas vezes e de muitas maneiras em outro tempo aos pais pelos profetas, nestes dias nos falou por meio de seu Filho, a quem constituiu herdeiro

Leia mais

19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos?

19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos? 19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos? GUIA PROTECTOR Sens, 1862 Essas pessoas têm mais egoísmo do

Leia mais

TEÍSMO ABERTO O QUE É TEÍSMO ABERTO:

TEÍSMO ABERTO O QUE É TEÍSMO ABERTO: 1 TEXTO BASE Ainda a palavra me não chegou à língua, e tu, SENHOR, já a conheces toda. Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles

Leia mais

Unidade 2: História da Filosofia Filosofia Clássica. Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes

Unidade 2: História da Filosofia Filosofia Clássica. Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes Unidade 2: História da Filosofia Filosofia Clássica Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes Conteúdo (a) Nascimento da filosofia (b) Condições históricas para seu nascimento (c) Os principais períodos

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA DOUTRINA ESPÍRITA ESPÍRITA E ESPIRITISMO

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA DOUTRINA ESPÍRITA ESPÍRITA E ESPIRITISMO INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA DOUTRINA ESPÍRITA 1 ESPÍRITA E ESPIRITISMO Para designar coisas novas, são necessárias palavras novas. A clareza de uma língua assim exige, a fim de evitar que uma mesma palavra

Leia mais

SANTO AGOSTINHO - INFLUÊNCIAS

SANTO AGOSTINHO - INFLUÊNCIAS SANTO AGOSTINHO SANTO AGOSTINHO - INFLUÊNCIAS Em Cartago, Santo Agostinho estudou literatura, filosofia e retórica. Sua paixão por filosofia foi despertada pela leitura do livro Hortensius, de Cícero um

Leia mais

AULA FILOSOFIA. O realismo aristotélico

AULA FILOSOFIA. O realismo aristotélico AULA FILOSOFIA O realismo aristotélico DEFINIÇÃO O realismo aristotélico representa, na Grécia antiga, ao lado das filosofias de Sócrates e Platão, uma reação ao discurso dos sofistas e uma tentativa de

Leia mais

As epístolas de Paulo (1)

As epístolas de Paulo (1) FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Roteiro 14 As epístolas de Paulo (1) Objetivos Assinalar características

Leia mais

Porque a loucura de Deus é mais sábia que os homens. I Coríntios 1:25

Porque a loucura de Deus é mais sábia que os homens. I Coríntios 1:25 A Porque a loucura de Deus é mais sábia que os homens. I Coríntios 1:25 Vejamos o contexto: I Coríntios 1:18-31 Porque a palavra da cruz é deveras loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos,

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita LIVRO III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo III Ensinos por Parábolas

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita LIVRO III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo III Ensinos por Parábolas FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita LIVRO III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo III Ensinos por Parábolas Objetivo Explicar, sob a ótica espírita, os ensinamentos

Leia mais

LIÇÃO 2 O ÚNICO DEUS VERDADEIRO E A CRIAÇÃO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 2 O ÚNICO DEUS VERDADEIRO E A CRIAÇÃO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 2 O ÚNICO DEUS VERDADEIRO E A CRIAÇÃO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO NÃO EXISTE OUTRO DEUS YAHWEH é o único e verdadeiro Deus não existindo outro deus além dele. Nesta lição estudaremos

Leia mais

Capítulo 15 de "O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec" - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO.

Capítulo 15 de O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO. Autor: André Martinez REFLEXÕES ESPÍRITAS: O Maior Mandamento Capítulo 15 de "O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec" - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO. Este

Leia mais

AGOSTINHO O FILÓSOFO

AGOSTINHO O FILÓSOFO Filosofia / Sociologia 3ª Série do Ensino Médio Prof. Danilo Arnaldo Briskievicz AGOSTINHO O FILÓSOFO ENTRE O BEM E O MAL OU SE CORRER, O BICHO PEGA; SE FICAR, O BICHO COME. Santo Agostinho no detalhe

Leia mais

O CÉU E A TERRA Catequese com adultos Chave de Bronze

O CÉU E A TERRA Catequese com adultos Chave de Bronze O CÉU E A TERRA 07-01-2011 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze O que significa que Deus é omnipotente? Deus revelou-se como «o Forte, o Potente», Aquele para quem «nada é impossível». A sua omnipotência

Leia mais

Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Pr Joaquim Costa Junior 1. conforme Seu poder.

Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Pr Joaquim Costa Junior 1. conforme Seu poder. Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Pr Joaquim Costa Junior 1 conforme Seu poder. Efésios 3:20 Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos,

Leia mais

A SANTA TRINDADE LIÇÕES DO DISCIPULADO Nº 3

A SANTA TRINDADE LIÇÕES DO DISCIPULADO Nº 3 LIÇÕES DO DISCIPULADO Nº 3 A SANTA TRINDADE A doutrina da Trindade não é fácil de ser compreendida, mas é um tema apaixonante. Ao lermos as Escrituras encontramos que há três pessoas que possuem os atributos

Leia mais

Exercitando o raciocínio lógico-dedutivo!

Exercitando o raciocínio lógico-dedutivo! Exercitando o raciocínio lógico-dedutivo! Exercícios de raciocínio lógico-dedutivo a favor de Deus. Primeiramente devemos entender o conceito da dedução lógica, para então, realizarmos o seu exercício.

Leia mais

LEI DIVINA OU NATURAL

LEI DIVINA OU NATURAL O LIVRO DOS ESPÍRITOS PAR ARTE TERCEIRA LEIS MORAIS CAPÍTULO 1 LEI DIVINA OU NATURAL Características da lei natural Origem e conhecimento da lei natural O bem e o mal Divisão da lei natural CARACTERÍSTICAS

Leia mais

Somente Deus. 2 Antes que nascessem os montes, ou que tivesses formado a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade tu és Deus.

Somente Deus. 2 Antes que nascessem os montes, ou que tivesses formado a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade tu és Deus. Lição 2 Somente Deus Quem é Deus? Como Ele é? Como conhecê-lo? Vamos estudar como Ele é pela Palavra dele. O que Ele diz sobre si mesmo, o que Ele faz Jeremias 9 23 Assim diz o Senhor: Não se glorie o

Leia mais

ESTUDO BÍBLICO I A SALVAÇÃO EM JESUS CRISTO SAMUEL CORNÉLIO

ESTUDO BÍBLICO I A SALVAÇÃO EM JESUS CRISTO SAMUEL CORNÉLIO ESTUDO BÍBLICO I A SALVAÇÃO EM JESUS CRISTO SAMUEL CORNÉLIO AGOSTO 2016 www.abracandoapalavra.org A Salvação em JESUS CRISTO Um Novo Nascimento De acordo com a Bíblia, O Santo, Eterno, Soberano e Todo

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração 30 DE DEZEMBRO Deus eterno e todo-poderoso, que

Leia mais

Estes dons são: Sabedoria: comunica-nos o desejo pelas coisas de Deus.

Estes dons são: Sabedoria: comunica-nos o desejo pelas coisas de Deus. Sabedoria: comunica-nos o desejo pelas coisas de Deus. Sabedoria: É o dom de perceber o que favorece e o que prejudica o projeto de Deus. Ele nos fortalece nossa caridade e nos prepara para uma visão plena

Leia mais

A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5

A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5 A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo V Aprendendo com Fatos Cotidianos Objetivo Analisar os ensinamentos

Leia mais

LIÇÃO 5 A IDENTIDADE DO ESPÍRITO SANTO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 5 A IDENTIDADE DO ESPÍRITO SANTO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 5 A IDENTIDADE DO ESPÍRITO SANTO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O ESPÍRITO SANTO É DEUS A Santa Bíblia nos apresenta de forma detalhada o Espírito Santo como Deus e com características

Leia mais

A humanidade regenerada

A humanidade regenerada A humanidade regenerada Roteiro 9 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada Objetivos

Leia mais

Evangelho. As Bem- Aventuranças Mateus: 5:1-12

Evangelho. As Bem- Aventuranças Mateus: 5:1-12 Evangelho As Bem- Aventuranças Mateus: 5:1-12 12 As Bem Aventuranças 1. Bem Aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos Céus. 2. Bem Aventurados os que choram, porque eles serão consolados.

Leia mais

João Damasceno: Deus Transcende toda Essência

João Damasceno: Deus Transcende toda Essência João Damasceno: Deus Transcende toda Essência Autor: Sávio Laet de Barros Campos. Bacharel-Licenciado em Filosofia Pela Universidade Federal de Mato Grosso. 1.1) O Conhecimento Universal da Existência

Leia mais

DO DEUS PAI E DO FILHO DE DEUS E DO ESPIRITO SANTO

DO DEUS PAI E DO FILHO DE DEUS E DO ESPIRITO SANTO DO DEUS PAI E DO FILHO DE DEUS E DO ESPIRITO SANTO Desde os mais remotos tempos da existência humana, sempre houve no coração dos homens, o desejo de saber qual seria o nome do Deus Todo poderoso. Desde

Leia mais

EU SOU PALAVRA ESPAÇO COSMOS ESPÍRITO UNIVERSAL

EU SOU PALAVRA ESPAÇO COSMOS ESPÍRITO UNIVERSAL EU SOU PALAVRA ESPAÇO COSMOS ESPÍRITO UNIVERSAL PAI PENSAMENTO CABEÇA INTENÇÃO FILHO VERBO CORAÇÃO DESEJO ESPÍRITO AÇÃO SEXO VONTADE ---------------------------------------------------------------------

Leia mais

LIÇÃO 4 O SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 4 O SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 4 O SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO JESUS, O FILHO DE DEUS Jesus é um Deus que se fez carne e habitou entre nós para salvar a humanidade. Nesta lição

Leia mais

Modernismo em Portugal

Modernismo em Portugal Modernismo em Portugal Caeiro Campos Fernando Pessoa Pessoa e seus Reis Heterônimos Fernando Pessoa (1888-1935) Grande parte da crítica considera Fernando Pessoa o maior poeta moderno da Língua Portuguesa.

Leia mais

OS ATRIBUTOS DE DEUS A solidão de Deus. Estudo do livro de A. W. Pink

OS ATRIBUTOS DE DEUS A solidão de Deus. Estudo do livro de A. W. Pink OS ATRIBUTOS DE DEUS Estudo do livro de A. W. Pink Imprescindível meditarmos na perfeição de Deus Revelação de Deus: As coisas encobertas pertencem ao Senhor, nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem,

Leia mais

HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO

HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO I - A ORIGEM DO PECADO 1. Em relação a Deus. Em Seu plano permitiu que suas criaturas (anjos e homens) tivessem a liberdade (livre arbítrio) de viver em amor e obediência

Leia mais

Mas o fruto do Espírito é amor (Gálatas 5:22)

Mas o fruto do Espírito é amor (Gálatas 5:22) Lição 7 para 18 de fevereiro de 2017 Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. (João 15:1-2)

Leia mais

PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO

PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO Aula Conteúdo da Aula Referências 1 TEMA: O CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA - Integração Ficha do aluno - preencher e entregar o programa - Objetivos,

Leia mais

DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA. LEITURA I Actos 6,1-7. «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...»

DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA. LEITURA I Actos 6,1-7. «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...» DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA LEITURA I Actos 6,1-7 «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...» Leitura dos Actos dos Apóstolos Naqueles dias, aumentando o número dos discípulos, os helenistas

Leia mais

A forte simpatia do dinheiro na carteira

A forte simpatia do dinheiro na carteira A forte simpatia do dinheiro na carteira Uma simpatia para quando o dinheiro é para ontem e não pode deixar de aparecer na sua carteira! Para não faltar mais dinheiro em sua casa. Não é para a riqueza

Leia mais

2009 United States Spiritist Council

2009 United States Spiritist Council 2009 United States Spiritist Council Existência*de*Deus! Existência dos espíritos e sua sobrevivência após a morte* Reencarnação* Pluralidade dos mundos habitados* Comunicabilidade com os espíritos* Declaração

Leia mais

A MISERICÓRDIA DE DEUS

A MISERICÓRDIA DE DEUS A MISERICÓRDIA DE DEUS Misericórdia é um sentimento de compaixão (despertado pela desgraça ou pela miséria alheia). A expressão misericórdia tem origem latina, é formada pela junção de miserere (ter compaixão),

Leia mais

CRISTO, IDEAL DA PROCURA DE DEUS COMO CONVERSÃO. CIMBRA 2014 MOSTEIRO DA TRANSFIGURAÇÃO SANTA ROSA RS

CRISTO, IDEAL DA PROCURA DE DEUS COMO CONVERSÃO. CIMBRA 2014 MOSTEIRO DA TRANSFIGURAÇÃO SANTA ROSA RS CRISTO, IDEAL DA PROCURA DE DEUS COMO CONVERSÃO. CIMBRA 2014 MOSTEIRO DA TRANSFIGURAÇÃO SANTA ROSA RS Introdução A fidelidade ao espírito do evangelho e aos ensinamentos de São Paulo, o sentido da Igreja

Leia mais

IMMANUEL KANT ( ) E O CRITICISMO

IMMANUEL KANT ( ) E O CRITICISMO AVISO: O conteúdo e o contexto das aulas referem-se aos pensamentos emitidos pelos próprios autores que foram interpretados por estudiosos dos temas RUBENS expostos. RAMIRO Todo JR exemplo (TODOS citado

Leia mais

A GÊNESE Capítulo III. O Bem e o Mal. Claudio Conti

A GÊNESE Capítulo III. O Bem e o Mal. Claudio Conti A GÊNESE Capítulo III O Bem e o Mal Claudio Conti Origem do Bem e do Mal 1- Sendo Deus o princípio de todas as coisas e sendo todo sabedoria, todo bondade, todo justiça, tudo o que dele procede há de participar

Leia mais

Propedêutica Bíblica. 10 de Fevereiro de 2014 Síntese e conclusões

Propedêutica Bíblica. 10 de Fevereiro de 2014 Síntese e conclusões Propedêutica Bíblica 10 de Fevereiro de 2014 Síntese e conclusões ORAÇÃO Lucas, 24, 13-33 13* Nesse mesmo dia, dois dos discípulos iam a caminho de uma aldeia chamada Emaús, que ficava a cerca de duas

Leia mais

O Deus de Abraão e de Jesus Cristo - 1

O Deus de Abraão e de Jesus Cristo - 1 O Deus de Abraão e de Jesus Cristo - 1 Deus em questão CREIO EM UM SÓ DEUS A Fé dirige-se a Deus, tem Deus por objecto. Deus é actualmente posto em questão. Deus em questão A hipótese de Deus parece desnecessária

Leia mais

SANTO AGOSTINHO E O CRISTIANISMO

SANTO AGOSTINHO E O CRISTIANISMO SANTO AGOSTINHO SANTO AGOSTINHO E O CRISTIANISMO Aos 28 anos, Agostinho partir para Roma. Estava cansando da vida de professor em Cartago e acreditava que em Roma encontraria alunos mais capazes. Em Milão,

Leia mais

O ÚNICO DEUS DE ISRAEL

O ÚNICO DEUS DE ISRAEL - 2014 - QUE A GRAÇA E A PAZ DO NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO ESTEJA SEMPRE COM VOCÊ! Boa Leitura! JESUS: O Cordeiro e O Leão O ÚNICO DEUS DE ISRAEL O DEUS JEOVÁ É JESUS... Sim ou Não? Para afirmar

Leia mais

Madrinha Percília Percília Matos da Silva

Madrinha Percília Percília Matos da Silva Madrinha Percília Percília Matos da Silva Tema 2012: Flora Brasileira Bougainvillea spectabilis 1 www.hinarios.org 2 01 NOSSO MESTRE NOS ENSINA Nosso mestre nos ensina Nós devemos aprender A doutrina do

Leia mais

1 Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons

1 Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1 A loucura do Evangelho João 1:1 No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ele estava com Deus no princípio. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele,

Leia mais

Gênesis 1:1 É a MAÇANETA, o TRINCO que abrirá a porta para descobrir toda a beleza, de toda a história da humanidade e do universo.

Gênesis 1:1 É a MAÇANETA, o TRINCO que abrirá a porta para descobrir toda a beleza, de toda a história da humanidade e do universo. Gênesis 1:1 É a MAÇANETA, o TRINCO que abrirá a porta para descobrir toda a beleza, de toda a história da humanidade e do universo. * Por toda a Bíblia vemos referências e afirmações sobre a CRIAÇÃO, sempre

Leia mais

DEUS É BOM E IMUTÁVEL

DEUS É BOM E IMUTÁVEL Eu,, servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo, envio saudações a todo o povo de Deus espalhado pelo mundo inteiro. DEUS É BOM E IMUTÁVEL INTRODUÇÃO Não podemos perder de vista nunca que apesar de todas as

Leia mais

Pluralidade dos Mundos Habitados. Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF

Pluralidade dos Mundos Habitados. Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF Habitados Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF Jesus referiu-se em algum momento de suas pregações à existência de outros mundos habitados? Qualquer pessoa que pensa, ao

Leia mais

Karma, Reencarnação e Livre Arbítrio. Prof. Eliseu Mocitaíba da Costa

Karma, Reencarnação e Livre Arbítrio. Prof. Eliseu Mocitaíba da Costa Karma, Reencarnação e Livre Arbítrio Prof. Eliseu Mocitaíba da Costa Karma, Reencarnação e Livre Arbítrio O Karma - Ação e Reação Reencarnação Livre Arbítrio - O Pensamento Labirintos da Alma - Os Pecados

Leia mais

ARTE DE AMAR EM BUSCA DO PERFEITO AMOR

ARTE DE AMAR EM BUSCA DO PERFEITO AMOR A ARTE DE AMAR EM BUSCA DO PERFEITO AMOR EM BUSCA DO PERFEITO AMOR #4 A ARTE DE AMAR COMO DEUS NOS AMA Henri Nouwen A volta do filho pródigo Esta é a filiação divina. E é a esta filiação que sou chamado.

Leia mais

Maria, a SEMPRE VIRGEM

Maria, a SEMPRE VIRGEM Maria, a SEMPRE VIRGEM José André de Azevedo Maria, a Sempre Virgem 1 REFLETINDO A Igreja celebra Maria como a Aeiparthenos (sempre Virgem). Ora, a Virgindade Perpétua de Maria, por ser da ordem dos portentos,

Leia mais

Estudo do Livro : O Espírito da Filosofia Oriental de Huberto Rohden

Estudo do Livro : O Espírito da Filosofia Oriental de Huberto Rohden Estudo do Livro : O Espírito da Filosofia Oriental de Huberto Rohden 1º PARTE Introdução A filosofia oriental é a filosofia desenvolvida nos países da Ásia Oriental e do Oriente Médio, como Índia, Irã,

Leia mais

EGC - Engenharia e gestão do conhecimento Disciplina: Complexidade, conhecimento e sociedades em rede Professor: Aires Rover Aluna: Desirée Sant Anna

EGC - Engenharia e gestão do conhecimento Disciplina: Complexidade, conhecimento e sociedades em rede Professor: Aires Rover Aluna: Desirée Sant Anna OSHO - INTUIÇÃO EGC - Engenharia e gestão do conhecimento Disciplina: Complexidade, conhecimento e sociedades em rede Professor: Aires Rover Aluna: Desirée Sant Anna Maestri 2016/1 O LIVRO três partes

Leia mais

Colossences 2,9: Porquanto, nele, habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade.

Colossences 2,9: Porquanto, nele, habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade. CRISTO É VERDADEIRAMENTE DEUS vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente A natureza divina: Cristo é verdadeiramente Deus, ele não é um homem elevado à divindade, mas, pelo contrário, ele é o Verbo de

Leia mais