das classes dominantes da região, como também suas expectativas quanto ao crescimento dessas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "das classes dominantes da região, como também suas expectativas quanto ao crescimento dessas"

Transcrição

1 17. ALINE AMORIM CALIXTO BRUNO BRUM DE SOUZA DENIS FLAVIO DOS SANTOS Título: A ADMINSTRAÇÃO DA FORÇA DE VENDA NOS GRANDES VAREJISTAS DE SANTA CRUZ - VENDEDORES COM ORIENTAÇÃO ESPECÍFICA PARA O PÚBLICO CONSUMIDOR DA ZONA OESTE (2006) ORIENTADOR: EDNI DE CASTRO PARANHOS Este trabalho destina-se a identificar e orientar a forma como é conduzida a administração da força de venda nos grandes varejistas do bairro de Santa Cruz e adjacência. Mostrar como a forma de atendimento, mesmo não sendo explicita, existe na forma do atendimento e de outros aspectos do ato de vender (forma de pagamento, promoção de vendas, brindes, serviços, localização etc.). Um olhar detalhado sobre a forma de venda e atendimento aos consumidores das classes dominantes da região, como também suas expectativas quanto ao crescimento dessas mesmas classes e desenvolvimento da força de trabalho dos varejistas. Revelando interessantes curiosidades a respeito dos consumidores, serviços prestados e abordagem dos varejistas. Palavras-chave: Vendas, qualificação, marketing.

2 18. Autores; CINTYA DA SILVA ARAÚJO LUIZ CLÁUDIO DE CAMARGO MOUREAU LINHARES MÁRCIO ROSENDO SANTANA Título: APLICAÇÃO DA LOGÍSTICA INTEGRADA NO RESSUPRIMENTO DE PEQUENOS SUPERMERCADOS: UM ESTUDO DE CASO DA REDE SUPERCOMPRAS (2007) Orientador: Flávio Falconeri de Brito O objetivo desse trabalho é apresentar alguns conceitos logísticos no que diz respeito à gestão e análise de estoques e a reposição de mercadorias e como podem ser aplicados ao setor pequenos supermercados. O trabalho apresenta alguns conceitos relacionados ao ambiente do varejo de supermercados, abordando ainda os conceitos de logística integrada, habitualmente encontradas na literatura e em artigos de autores que se destacam na área de logística, a um destaque a gestão de estoques e seus principais indicadores e ferramentas de análise e sua aplicação, do mesmo modo foi apresentado o moderno conceito de gestão eficaz de reposição no varejo de supermercados, o Efficient Consumer Response (ECR) e seu aproveitamento no pequeno varejo. Foram observados e verificados alguns pequenos supermercados de uma rede de compras da zona oeste do Rio de Janeiro, em relação às práticas logísticas apresentadas neste estudo. Palavras-Chave: Logística, estoque, reposição, pequenos supermercados. 19.

3 ANA PAULA DE ASSIS NOVAES ERICA NEPOMUCENO DA SILVEIRA MONIQUE BARCELOS DE OLIVEIRA Título: BALANCED SCORECARD COMO FERRAMENTA DE GESTÃO ESTRATÉGICA: UM CASE NO CENTRO GERIÁTRICO MANANCIAL (2010) Professor Orientador: Me. Flávio Falconeri de Brito Na atual conjuntura econômica globalizada, de acirrada concorrência e busca por novos mercados, o alto número de informações geradas por estes sistemas corporativos dentro das empresas, torna cada vez mais complicada a vida dos executivos, que necessitam obter informações rápidas e precisas para a tomada de decisão. faz-se necessária então, a utilização de métodos de mensuração de desempenho, como forma da empresa avaliar suas principais conquistas, objetivos e os pontos críticos que a impedem de crescer. O Balanced Scorecard (BSC) surgiu na década de 90, objetivando atender estes anseios das organizações por métodos de mensuração do desempenho mais eficazes. Esta ferramenta gerencial auxilia a gestão estratégica sob quatro perspectivas: financeira, do cliente, dos processos internos da empresa e do aprendizado e crescimento. A pesquisa destaca a importância do alinhamento de toda a organização com suas estratégias, assim como a influência de elementos motivadores sobre os resultados. Também revela que é possível integrar o BSC aos processos operacionais preexistentes ao mesmo tempo em que este serve de base para o desenvolvimento de novos projetos. A importância desse sistema que agrega benefícios a todos os tipos de empresa é

4 explicitado ao decorrer desta pesquisa onde o estudo de caso, foi direcionado a um centro geriátrico, uma empresa privada, que visa qualidade, aprimoração e melhorias nos seus serviços para a obtenção de uma maior rentabilidade, e através da implantação do BSC teve uma visão mais ampla de como o seu serviço realmente é mensurado não somente por seus bens tangíveis, como também por seus bens intangíveis. Essa percepção deu-se através das 4 perspectivas apresentadas pelo BSC (Perspectivas de mercado, financeira, aprendizagem e crescimento e processos internos) as quais geraram um questionário que resultou no mapa estratégico que é a representação gráfica das estratégias a serem adotadas pela empresa para que seja possível alcançar seus objetivos. PALAVRAS-CHAVE: Balanced Scorecard. Gestão Estratégica. Desempenho. Empresas. Ferramenta. Organização. 20. ANTÔNIO SANTOS GUILHON SEBASTIÃO GEORGE GOMES SOARES DE FREITAS SILVIO DE ANDRADE SILVA JÚNIOR Título OS EFEITOS DA LIDERANÇA NA RETENÇÃO DE TALENTOS: UM ESTUDO SOBRE ROTATIVIDADE DE PESSOAS (TURNOVER) EM UMA INDÚSTRIA SIDERURGICA DO RIO DE JANEIRO (2011) Orientador: Me. Flávio Falconieri de Brito

5 Para compreender as causas de rotatividade de pessoal e propor planos de ação para reduzir os índices de rotatividade, desenvolveu-se um estudo em uma empresa siderúrgica localizada na cidade do Rio de Janeiro. Trata-se de pesquisa aplicada utilizando-se de fundamentação teórica. Coletaramse dados referentes à rotatividade e ao conteúdo das entrevistas de desligamento ocorridas entre Dezembro/2008 a Maio/2009. As maiores causas da rotatividade foram: Oferta de melhores oportunidades no mercado e remuneração. A rotatividade implica em custos à empresa e perdas de produção. A gestão estratégica da rotatividade de pessoal é possível através da analise de resultado de estudos que possam auxiliar a empresa na correção de distorções dos fatores que interferem na rotatividade. Revisão das praticas de gestão estratégica de pessoal, implantação de política salarial e de benefícios, plano de carreira, melhoria da qualidade de vida são algumas propostas para redução dos índices de rotatividade para melhoria do desempenho organizacional. PALAVRAS-CHAVE: Rotatividade de Pessoal. Turnover. Gestão de Pessoas. 21. FERNANDO DE ALMEIDA FERNANDO COELHO CLÁUDIA TEIXEIRA DA SILVA TÍTULO: CONFLITOS: GESTÃO E TÉCNICAS DE NEGOCIAÇÃO (2011) Orientador: Me. Flávio Falconeri de Brito Numa visão tradicional, os conflitos são fruto do comportamentos de pequena parte de indivíduos indesejáveis. O conflito está associado a agressividade, a batalha física e verbal,

6 a violência e a sentimentos e comportamentos essencialmente negativos e prejudiciais ao grupo e a organização. É publico e notório que muitos conflitos têm efeitos negativos e prejudiciais, mas esta perspectiva é muito limitada e mesmo inadequada. Na visão atual, é vital a utilidade de um grau administrado de conflito para a saúde e força das organizações, por maior que seja a afetividade, o respeito e a compatibilidade entre as pessoas de um grupo é certo que em determinados momentos em que os pensamentos, necessidades, e ambição de cada um entre em atrito. O fato de os conflitos estarem sempre presentes na vida de cada um não significa que sejam destrutivos ou prejudiciais. PALAVRAS-CHAVE: Conflito. Ambiente. Pessoas. Organizar. Interagir. 22. Autora: MÉLANIE DA SILVA MOREIRA Título: GESTÃO DE ESTOQUE: UMA QUESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA CASE: MOLECULAR BRASIL LTDA (2010) Orientador: Me. Flávio Falconeri de Brito Este trabalho tem como finalidade demonstrar a importância da gestão de estoque que é um elemento determinante para a sobrevivência da organização no mercado onde predominam excelentes serviços e baixos custos.no cenário atual, estoque é considerado um investimento de alto risco, pois seu excesso representa capital imobilizado e sua escassez resulta em vendas

7 perdidas. O que acarreta, em ambas situações, um grande impacto sobre fluxo de caixa.com o propósito de destacar a melhor maneira de otimizar a formação de estoque sem afetar a qualidade dos serviços, veremos as diversas políticas e estratégias para a gestão de estoque. E como estudo de caso, pesquisei a rotina da Molecular Brasil Ltda, uma empresa de pequeno porte e grandes clientes. Atua como única distribuidora no Brasil de uma organização Multinacional produtora de aditivos para óleos lubrificantes e também como fabricante de seus próprios óleos e por conseqüência analisa freqüentemente seu planejamento estratégico, pois seus clientes são diferenciados e possuem necessidades totalmente ímpares.através dos resultados obtidos na pesquisa percebemos que não há regras para uma boa gestão de estoque e sim planejamentos específicos para cada organização. PALAVRAS-CHAVE: Planejamento, Estratégia, Gestão, Estoque, Qualidade, Custo. 23. Cristiane monteiro da silva Maria gorette monteiro de castro Título: A IMPORTÂNCIA ESTRATÉGICA DA LIDERANÇA: UM ESTUDO DE CASO NO SETOR DE EXPORTAÇÃO DE UMA EMPRESA DE MINERAÇÃO (2006) Prof. Orientador: Sônia Maria de Barros Loureiro Prof. Co-orientador Silvio Montes Pereira Dias

8 O presente trabalho de conclusão de curso aborda a liderança e seu impacto nas equipes profissionais do setor de exportação de uma empresa de mineração. Assim, o principal objetivo deste estudo é analisar o processo de influência dos líderes no resultado de metas e objetivos estabelecidos pela equipe e pelos colaboradores. A liderança é considerada elemento vital ao sucesso de qualquer organização, empresa ou grupo comunitário. Existem vários conceitos sobre liderança. O fato de a liderança ser um tema muito abrangente faz com que ele seja definido de maneira diferente por cada autor. Deve-se pensar na liderança como uma habilidade para inspirar as pessoas. A liderança é de extrema importância para que as organizações cresçam e se desenvolvam, fazendo com que todos que se relacionam direta ou indiretamente com a organização só tenham a ganhar com seu crescimento. As organizações precisam ser lideradas para vencer suas dificuldades mais graves e ter condições de mudar sempre que necessário. As diferentes formas de liderar devem ser consideradas e analisadas de acordo com as características particulares de cada equipe. O líder é responsável pelo conjunto de princípios ou normas que regem o comportamento das pessoas na organização. Quando um gerente quer ser um líder de equipe eficaz, precisa desenvolver suas habilidades de liderança de equipe: instruir, resolver conflitos, ouvir, dar feedback, e utilizar persuasão oral. A comunicação deve ser ferramenta muito bem utilizada, pois dela também, depende o sucesso da equipe e a eficácia no alcance de metas estabelecidas pelo grupo. PALAVRAS-CHAVE: Liderança. Impacto. Influência. Colaboradores. Princípios. Sucesso.

9 24. ADEJANE DA SILVA IARA DA SILVA FREITAS MAGDA CÉSAR DA SILVA Título: A MULHER NO MERCADO DE TRABALHO NO BAIRRO DE SANTA CRUZ E SUA PARTICIPAÇÃO NA RENDA PER CAPITA DOMICILIAR (2008) Orientador: Flávio Falconeri Co-orientador: Armando Arnaldo Este trabalho foi desenvolvido com a finalidade de analisar a evolução da participação da mulher no mercado de trabalho no bairro de Santa Cruz/RJ, a contribuição dos seus rendimentos para a renda domiciliar, o impacto desses rendimentos na desigualdade da renda domiciliar per capita e apresentar o perfil do trabalho feminino no bairro, observando as principais influências dos fatores extra-econômicos inseridas no cotidiano da mulher sobre o crescimento da participação feminina no mercado de trabalho. O aumento da contribuição da renda do trabalho feminino para a desigualdade reflete, essencialmente, forte aumento da proporção dessa parcela no rendimento domiciliar. Essa crescente entrada de mulheres no mercado de trabalho potencializa a necessidade de discussão mais aprofundada de um fenômeno antigo, mas pouco teorizado, e praticamente negligenciado nas

10 análises organizacionais Brasileiras; trata-se do fenômeno teto de vidro (barreira invisível que impede o avanço das executivas em condições iguais às dos homens) um fenômeno organizacional, que tem sido descrito como a situação na qual as mulheres, embora invistam em capacitação, continuam a receber salários inferiores aos dos homens, além de terem pouca representação em cargos de liderança. Usando uma analogia, é como se as mulheres conseguissem ver o topo de comando da organização, mas não conseguissem alcançá-la, sendo impedidas por um teto de vidro que as separa das posições de liderança. PALAVRAS-CHAVE: mulher, mercado de trabalho, renda per capita, trabalho feminino, teto de vidro. 25. ALTAIR SILVA EDUARDO LOURENÇO ARAÚJO DOS SANTOS UBIRAJARA SWINERD LUCIO PAULO SOUZA GOUVEA TÍTULO: O EMPOWERMENT E A MOTIVAÇÃO DOS EMPREGADOS DA ZONA OESTE DO RIO DE JANEIRO NO ANO DE 2003 (2004) Orientadores: Carlos Reis Sonia Maria de B. Loureiro Este trabalho objetiva determinar a importância do empowerment da motivação das pessoas no desenvolvimento de suas atividades e a conseqüência disto para os resultados e o alcance das metas das

11 organizações. Visa também demonstrar como isto pode desenvolver um sentimento de realização das pessoas e conseqüentemente uma melhor qualidade de vida. A metodologia empregada baseou-se em levantamentos obtidos através de pesquisas bibliográficas em livros, artigos, internet e pesquisa de campo. Sendo que esta última foi aplicada em locais de grandes concentrações de pessoas tais como: áreas frontais de shopping e calçadões localizados em Campo Grande, Barra da Tijuca, Bangu e Santa Cruz, tendo demonstrado que os trabalhadores sentem-se satisfeitos e motivados quando tem a possibilidade de participar das decisões que envolvem suas atividades profissionais. Em todos os estudos desenvolvidos a respeito do assunto ao longo da história, percebe-se que apesar de existir uma vasta gama de teorias e até mesmo de resultados práticos já obtidos em algumas organizações, pouco se tem feito nas empresas no sentido de criar um ambiente que propicie a motivação. Entende-se que a implantação de equipes auto-gerenciáveis, atualmente é uma forma eficaz de se conseguir criar condições para que um ambiente de trabalho se torne propício a favorecer a motivação de cada indivíduo no ambiente profissional e nos aspectos pessoais. Esta forma de trabalho além de possibilitar o exercício da autonomia e responsabilização, gera uma maior sinergia entre as equipes com a conseqüente melhoria dos resultados. 26. DANIELE DE SOUZA VENTURA ELISABETE SILVA DA CONCEIÇÃO

12 Título: GERENCIAMENTO DOS SERVIÇOS DE LOGÍSTICA (2003) DE SUPRIMENTO DE MATERIAL: CASE PETROBRAS - RJ Orientadores: Edni de Castro Paranhos Sônia Maria de Barros Loureiro O objetivo deste trabalho é destacar a importância da logística como ferramenta de gestão empresarial dado o crescente acirramento do ambiente competitivo nas últimas décadas. A logística é entendida como um conjunto de disciplinas técnicas, que trata do fluxo de materiais, desde a matéria prima, até o produto acabado, dentro de uma ótica de racionalidade econômica. A pressão do mercado por maior variedade de produtos e melhores níveis de serviços, sem prejuízo da produtividade, tem estimulado a adoção de estratégias empresariais fundamentadas em soluções logísticas capazes de reverter as ameaças geradas pelo inevitável aumento da complexidade operacional. As atividades de armazenagem, transportes, custos dos combustíveis são tratadas como meios para se alcançar eficiência no uso dos recursos, sem maiores considerações sobre os impactos na capacidade competitiva das empresas. A preocupação com o me io ambiente e a ecologia, o avanço da Tecnologia de Informação (TI) e de sistemas de gestão empresarial (Enterprise Resource Planning -ERP), são assuntos analisados neste trabalho.

13 27. ALINE REGINA DE FIGUEIREDO ÂNGELO DOS SANTOS RUBIM CLEIDIMAR TEIXEIRA DE ABREU Título: A ESTRATÉGIA COMPETITIVA DO HOTEL PORTOBELLO RESORT & SAFÁRI (2OO7) Orientador: Flavio Falconeri de Brito Este trabalho é o resultado de uma pesquisa que se iniciou no ano de 2007, e que teve como objetivo analisar a estratégia competitiva do Hotel Portobello Resort & Safári, tendo em vista que a administração estratégica e o desenvolvimento de vantagens competitivas em organizações empresariais, visam à obtenção de uma posição competitiva superior, mediante a satisfação dos seus clientes, seus diversos públicos (stakeholders) e da sociedade em que estão inseridas. Este estudo abrange uma análise reflexiva da estratégia aplicada para alcançar um diferencial na Região da Costa Verde do Rio de Janeiro, buscando assim, mostrar de que maneira o Hotel Portobello Resort & Safári se posiciona perante seus concorrentes para atingir o status de destaque. PALAVRAS CHAVE: Estratégia Competitiva. Portobello. Costa Verde. Resort.

14 28. FÁBIO SANCHES ROCHA JOÃO MÁRCIO P. F. DOS SANTOS MARCELO QUESADA FERNANDES Título: MARKETING DE RELACIONAMENTO: ANÁLISE E ESTUDO DO CRM EM UMA AGÊNCIA DO BANCO BRADESCO (2008) Orientador: Flávio Falconeri de Brito O sistema bancário brasileiro está cada vez mais competitivo, não existindo grandes diferenças entre os produtos oferecidos por uma ou outra instituição financeira, e cada vez mais ele se torna impessoal devido às tecnologias de auto-atendimento, sendo assim há a necessidade de se dar algo mais para o cliente. Além do processo de globalização, cabe ressaltar que o constante desenvolvimento da tecnologia viabilizando a rápida comunicação e divulgação de grande quantidade de informações relevantes em pouco espaço de tempo é de total importância para o atendimento dos correntistas. Diante disso como impacto direto do processo de globalização e da conseqüente oferta de produtos e serviços próximos entre si, da evolução tecnológica e o conseqüente volume de informação, ao longo dos anos está se testemunhando a força que o cliente tem. Os bancos estão percebendo que cada vez mais a relação com os seus clientes estão se tornando mais importante, não basta mais atendê-los, é preciso conhecê-los. Demanda-se, assim, uma nova sistemática de relacionamento entre a empresa e o cliente, onde a necessidade de personalizar o atendimento é o

15 ponto principal de hoje, haja vista a necessidade de satisfazê-lo, fidelizá-lo e de conquistar novos clientes. Por isso tem sido presenciada, nos últimos anos, uma demanda crescente no uso de pacotes de softwares destinados à gestão empresarial, os chamados sistemas CRM Customer Relationship Management (Gestão de Relacionamento com o Cliente). Dentro desta nova realidade em que vive o setor bancário este estudo teve a intenção de realizar um diagnóstico entre a evolução dos sistemas de informação e a evolução das estratégias de marketing, analisando como ambas caminham no sentido de proporcionar uma maior personalização nas formas de comunicação e fidelização e clientes do Banco Bradesco, através de um estudo de caso,adicionando a uma pesquisa de campo realizado junto aos funcionários da instituição da cidade do Rio de Janeiro, buscando conhecer a percepção dos mesmos com relação ao atendimento ao cliente, após a implantação do sistema CRM. Constatou-se que a implantação do CRM na agência está se mostrando eficaz. Houve crescimento na margem de contribuição (lucro gerado pelo cliente) e o aumento da venda de produtos, onde se percebeu que os melhores resultados foram encontrados no Nível de Relacionamento Exclusivo, onde os clientes são acompanhados/atendidos por um gerente de relacionamento. PALAVRAS- CHAVE: Tecnologia da Informação. Marketing de Relacionamento. CRM. 29. Autora: VALÉRIA DE JESUS RODRIGUES SOUZA Título: IDENTIFICAÇÃO E ANÁLISE DAS BARREIRAS DE IMPLANTAÇÃO DO BALANCED SCORECARD EM UMA EMPRESA PÚBLICA MC INDÚSTRIA GRÁFICA UM ESTUDO DE CASO (2004)

16 Prof. orientador: José Caetano de M. Neto Nos últimos anos tem aparecido uma série de ferramentas que auxiliam o tomador de decisões e o Balanced Scorecard - BSC revela-se como uma ferramenta capaz de atender às novas exigências de gerenciamento dentro dos cenários econômicos e mercadológicos em constante mutação. Contudo, se por um lado esse modelo de gestão parece ser um poderoso aliado de gestores, por outro são várias as barreiras encontradas para sua implantação e uso dentro de empresas, em particular as públicas, já que é comum nas Instituições Públicas a predominância da decisão política em detrimento de soluções técnicas. Assim, esse trabalho tem sua ênfase na identificação e análise das dificuldades sentidas por uma instituição de produtos gráficos do setor público brasileiro na implantação e utilização do Balanced Scorecard, utilizando como estudo de caso a CM Indústria Gráfica. 30. DANIELE FREIRE SANTANA

17 LUCIANA RODRIGUES DE SOUSA Título: RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL UM NOVO PARADIGMA NO MUNDO DOS NEGÓCIOS: CASE DO GRUPO MICHELIN Orientador: Prof. Flávio Falconeri de Brito O presente trabalho aborda o tema Responsabilidade Social Empresarial como fator determinante para que as empresas mantenham seus negócios a longo prazo. O mundo contemporâneo encontra-se em constante busca de neutralização de diversas avarias tanto ambientais como sociais, onde cada vez mais surge a necessidade de buscar um equilíbrio entre o meio ambiente e a sociedade. Surge, então, a empresa como coadjuvante dessa nova era, onde Tecnologia, Informação e Conhecimento caminham juntos, assim é necessário a empresa ter como prioridade o respeito para com seus stakeholders. Corroborando com está ideia surge então a importância do Marketing Social, cabendo a empresa de forma responsável divulgar suas práticas, fugindo assim da filantropia, e se apresentando também como responsável do meio a qual também faz parte e que tanto necessita. Vale ressaltar que uma empresa para atingir seu objetivo que é o lucro depende de vários fatores, como a matériaprima, o consumidor e as pessoas. Partindo desse pressuposto, o case apresentado focou o Grupo Michelin justamente por ser uma organização que tem em seus valores o respeito aos clientes, às pessoas, aos acionistas, ao meio-ambiente e aos fatos. PALAVRAS-CHAVE: Responsabilidade Social. Stakeholders. Marketing Social.

18

19 9 qualidade até o prazo de colocação do material envolvendo menor custo, diante das barreiras impostas quanto ao momento da decisão da compra e o tempo hábil determinado pelo setor de suprimentos de materiais.

20

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1 BUSINESS GAME UGB Eduardo de Oliveira Ormond Especialista em Gestão Empresarial Flávio Pires Especialista em Gerencia Avançada de Projetos Luís Cláudio Duarte Especialista em Estratégias de Gestão Marcelo

Leia mais

Escolha os melhores caminhos para sua empresa

Escolha os melhores caminhos para sua empresa Escolha os melhores caminhos para sua empresa O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio

Leia mais

LIDERANÇA COMO FATOR DE SUCESSO EMPRESARIAL (2006)

LIDERANÇA COMO FATOR DE SUCESSO EMPRESARIAL (2006) 11. AUTORES: LILIAN DA SILVA ALVES LÍVIA SANCHEZ PONTES DA FONSECA TÍTULO: LIDERANÇA COMO FATOR DE SUCESSO EMPRESARIAL (2006) Orientador : Silvio Montes Pereira Dias Co-orientadora : Sônia Maria de Barros

Leia mais

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Página 1 de 6 MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados: 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas

Leia mais

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto CURRÍCULO DO PROFESSOR Administradora com mestrado e doutorado em engenharia de produção

Leia mais

INFORMAÇÃO E VANTAGEM COMPETITIVA EM ORGANIZAÇÃO DE MÓVEIS E ELETROS

INFORMAÇÃO E VANTAGEM COMPETITIVA EM ORGANIZAÇÃO DE MÓVEIS E ELETROS INFORMAÇÃO E VANTAGEM COMPETITIVA EM ORGANIZAÇÃO DE MÓVEIS E ELETROS Elane de Oliveira, UFRN 1 Max Leandro de Araújo Brito, UFRN 2 Marcela Figueira de Saboya Dantas, UFRN 3 Anatália Saraiva Martins Ramos,

Leia mais

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning Curso e- Learning Planejamento Estratégico através do Balanced Scorecard Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO - MBA Executivo em Gestão Empresarial

MANUAL DO CANDIDATO - MBA Executivo em Gestão Empresarial Conheça a Faccentro Educação de excelência de mãos dadas com o mercado de trabalho. Esse é o compromisso da rede de ensino FACCENTRO, que possui mais de 15 anos de tradição e reconhecimento em ensino técnico.

Leia mais

BALANCED SCORECARD. Balanced Scorecard

BALANCED SCORECARD. Balanced Scorecard Olá, pessoal! Hoje trago para vocês uma aula sobre um dos tópicos que será cobrado na prova de Analista do TCU 2008: o Balanced Scorecard BSC. Trata-se de um assunto afeto à área da Contabilidade Gerencial,

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani Ementa Conceitos básicos de informática; evolução do uso da TI e sua influência na administração; benefícios; negócios na era digital; administração

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Recursos Humanos 2011-1 DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO LIDERANÇA AUTOCRÁTICA: O RELACIONAMENTO

Leia mais

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve.

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve. Balanced Scorecard BSC 1 2 A metodologia (Mapas Estratégicos e Balanced Scorecard BSC) foi criada por professores de Harvard no início da década de 90, e é amplamente difundida e aplicada com sucesso em

Leia mais

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica Ementários Disciplina: Gestão Estratégica Ementa: Os níveis e tipos de estratégias e sua formulação. O planejamento estratégico e a competitividade empresarial. Métodos de análise estratégica do ambiente

Leia mais

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS

II SIMPÓSIO DE PESQUISA E DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 2014 ANAIS BUSINESS GAME UGB VERSÃO 2 Luís Cláudio Duarte Graduação em Administração de Empresas APRESENTAÇÃO (DADOS DE IDENTIFICAÇÃO) O Business Game do Centro Universitário Geraldo Di Biase (BG_UGB) é um jogo virtual

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015

PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 PLANO ESTRATÉGICO 2015 2018 REVISÃO 4.0 DE 09/09/2015 Líderes : Autores do Futuro Ser líder de um movimento de transformação organizacional é um projeto pessoal. Cada um de nós pode escolher ser... Espectador,

Leia mais

Balanced Scorecard. Resumo Metodológico

Balanced Scorecard. Resumo Metodológico Balanced Scorecard Resumo Metodológico Estratégia nunca foi foi tão tão importante Business Week Week Entretanto... Menos de de 10% 10% das das estratégias efetivamente formuladas são são eficientemente

Leia mais

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado)

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 14 (Nova) -->Início Confirmado:05/07/2013 Mercados dinâmicos têm imposto desafios crescentes para as empresas:

Leia mais

Treinamento do Sistema RH1000

Treinamento do Sistema RH1000 Treinamento do Sistema RH1000 = Conceitos de Gestão por Competências = Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial Atualizado em 21Ago2015 1 Tópicos abordados Principais processos 4 Vantagens 5 Avaliação de

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS NÚCLEO COMUM

GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS NÚCLEO COMUM GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS NÚCLEO COMUM DISCIPLINA: Gestão de Pessoas EMENTA: O sistema clássico de estruturação da gestão de recursos humanos e suas limitações: recrutamento e seleção, treinamento

Leia mais

AGENDA. 5ª Edição. Hotel Staybridge. Realização:

AGENDA. 5ª Edição. Hotel Staybridge. Realização: AGENDA 5ª Edição D? 06 de Maio de 2015 Hotel Staybridge Realização: w w w.c o r p b us i n e s s.c o m.b r Patrocínio Gold Patrocínio Bronze Apoio Realização: APRESENTAÇÃO C GESTÃO DE PESSOAS: DESAFIOS

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Um jeito Diferente, Inovador e Prático de fazer Educação Corporativa Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Objetivo: Auxiliar o desenvolvimento

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. O que são

Leia mais

O CRM e a TI como diferencial competitivo

O CRM e a TI como diferencial competitivo O CRM e a TI como diferencial competitivo Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr.br Profº Dr. Luciano Scandelari (UTFPR) luciano@cefetpr.br

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão Empresarial Coordenação Acadêmica: Ana Maria Viegas Reis, MSc

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão Empresarial Coordenação Acadêmica: Ana Maria Viegas Reis, MSc CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão Empresarial Coordenação Acadêmica: Ana Maria Viegas Reis, MSc APRESENTAÇÃO A FGV é uma instituição privada sem fins lucrativos, fundada

Leia mais

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT) E A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Profº Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr,br Profº Dr. Luciano

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA Capítulo 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 2.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? Como os sistemas de informação apóiam

Leia mais

MBA em Gestão Empresarial com Ênfase na Transformação Organizacional

MBA em Gestão Empresarial com Ênfase na Transformação Organizacional MBA em Gestão Empresarial com Ênfase na Transformação Organizacional Coordenação Acadêmica: Wankes da Silva Ribeiro Coordenação da Ênfase: Wankes Leandro Ribeiro JUSTIFICATIVA O MBA em Gestão Empresarial

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

abril de 2011 Remuneração Estratégica nas Organizações

abril de 2011 Remuneração Estratégica nas Organizações abril de 2011 Remuneração Estratégica nas Organizações O RH nesses 20 anos Tático, político e de políticas Desdobrador da estratégia Influenciador da estratégia e da operação Consultor e assessor para

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO Ementa: Identificar os elementos básicos das organizações: recursos, objetivos e decisões. Desenvolver

Leia mais

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em MARKETING

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em MARKETING PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL com ênfase em MARKETING SIGA: TMBAGE Av. Conselheiro Nébias, 159 Bairro Paquetá Santos SP - CEP 11015-001 - Fone: (13) 3228 6000 Rua

Leia mais

MBA Executivo em Gestão de Pessoas

MBA Executivo em Gestão de Pessoas ISCTE BUSINESS SCHOOL INDEG_GRADUATE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Gestão de Pessoas www.strong.com.br/alphaville - www.strong.com.br/osasco - PABX: (11) 3711-1000 MBA

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 1 OBJETIVOS 1. Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? 2. Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

Gestão estratégica em finanças

Gestão estratégica em finanças Gestão estratégica em finanças Resulta Consultoria Empresarial Gestão de custos e maximização de resultados A nova realidade do mercado tem feito com que as empresas contratem serviços especializados pelo

Leia mais

IMPACTOS DA LOGÍSTICA DE SERVIÇOS NA ECONOMIA BRASILEIRA E A CONTRIBUIÇÃO DAS FACULDADES

IMPACTOS DA LOGÍSTICA DE SERVIÇOS NA ECONOMIA BRASILEIRA E A CONTRIBUIÇÃO DAS FACULDADES IMPACTOS DA LOGÍSTICA DE SERVIÇOS NA ECONOMIA BRASILEIRA E A CONTRIBUIÇÃO DAS FACULDADES Ednilson Zanini 1 O serviço logístico tornou-se uma ferramenta importante para o desenvolvimento de relacionamentos

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas

MBA em Gestão de Pessoas REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Profª. Dra. Ana Ligia Nunes Finamor A Escola de Negócios de Alagoas. A FAN Faculdade de Administração e Negócios foi fundada

Leia mais

Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler

Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler Faculdade Internacional de Curitiba MBA em Planejamento e Gestão Estratégica Mapas Estratégicos Prof. Adriano Stadler AULA 5 - PERSPECTIVA DE APRENDIZADO E CRESCIMENTO Abertura da Aula Uma empresa é formada

Leia mais

Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.3, n.4, julho-dezembro/2013 QUALIDADE TOTAL

Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.3, n.4, julho-dezembro/2013 QUALIDADE TOTAL QUALIDADE TOTAL Fabiana Neves Jussara Rodrigues Menezes Faculdade Paulo Setúbal Prof. Engo. Helder Boccaletti Faculdade Paulo Setúbal, Tatuí-SP/ Fatec Itapetininga Revista Perspectiva em Educação, Gestão

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Pessoas tem por objetivo o fornecimento de instrumental que possibilite

Leia mais

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 141 A LOGÍSTICA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Douglas Fernandes 1, Josélia Galiciano Pedro 1 Docente do Curso Superior

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

Módulo 3: O Metódo Balance Scorecard (BSC)

Módulo 3: O Metódo Balance Scorecard (BSC) ENAP Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gestão da Estratégia com uso do BSC Conteúdo para impressão Módulo 3: O Metódo Balance Scorecard (BSC) Brasília 2014

Leia mais

UTILIZANDO O BALANCED SCORECARD PARA GERENCIAR PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS. JOSÉILTON SILVEIRA DA ROCHA MS.c 1 PAULO MAURICIO SELIG Dr.

UTILIZANDO O BALANCED SCORECARD PARA GERENCIAR PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS. JOSÉILTON SILVEIRA DA ROCHA MS.c 1 PAULO MAURICIO SELIG Dr. UTILIZANDO O BALANCED SCORECARD PARA GERENCIAR PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS. JOSÉILTON SILVEIRA DA ROCHA MS.c 1 PAULO MAURICIO SELIG Dr. 1 UFBA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA JSROCHA@EPS.UFSC.BR UFSC UNIVERSIDADE

Leia mais

MBA Gestão de Negócios, Comércio e Operações Internacionais

MBA Gestão de Negócios, Comércio e Operações Internacionais MBA Gestão de Negócios, Comércio e Operações Internacionais Inscrições Abertas: Início das aulas: 24/08/2015 Término das aulas: 24/08/2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às 22h30 Semanal

Leia mais

Gestão estratégica em processos de mudanças

Gestão estratégica em processos de mudanças Gestão estratégica em processos de mudanças REVISÃO DOS MACRO PONTOS DO PROJETO 1a. ETAPA: BASE PARA IMPLANTAÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO DE PERFORMANCE PROFISSIONAL, que compreenderá o processo de Análise

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial Sistemas de Informação Empresarial SIG Sistemas de Informação Gerencial Visão Integrada do Papel dos SI s na Empresa [ Problema Organizacional ] [ Nível Organizacional ] Estratégico SAD Gerência sênior

Leia mais

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Josiane Corrêa 1 Resumo O mundo dos negócios apresenta-se intensamente competitivo e acirrado. Em diversos setores da economia, observa-se a forte

Leia mais

Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT CIÊNCIAS CONTÁBEIS e ADMINISTRAÇÃO Sistemas de Informação Gerencial SUPPLY CHAIN MANAGEMENT maio/2014 APRESENTAÇÃO Em um ambiente onde a mudança é a única certeza e o número de informações geradas é desmedido,

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Apresentação O programa de MBA em Estratégia e Liderança Empresarial tem por objetivo preparar profissionais para

Leia mais

MBA Gestão da Tecnologia de Informação

MBA Gestão da Tecnologia de Informação MBA Gestão da Tecnologia de Informação Informações: Dias e horários das aulas: Segundas e Terças-feiras das 18h00 às 22h00 aulas semanais; Sábados das 08h00 às 12h00 aulas quinzenais. Carga horária: 600

Leia mais

BALANCED SCORECARD Um estudo de caso em uma empresa de varejo

BALANCED SCORECARD Um estudo de caso em uma empresa de varejo BALANCED SCORECARD Um estudo de caso em uma empresa de varejo CLIENTES PROCESSOS INTERNOS VISÃO E ESTRATÉGIA FINANÇAS APRENDIZADO E CRESCIMENTO Como definir a empresa? Que visão a empresa deve ter? Quais

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Empresarial

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Empresarial CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão Empresarial Coordenação Acadêmica FGV : Professora Denize Dutra CÓDIGO NO SIGA : VIANNA0/TMBAGE*1225-14 1. ECONOMIA EMPRESARIAL Fundamentos

Leia mais

Planejamento Econômico-Financeiro

Planejamento Econômico-Financeiro Planejamento Econômico-Financeiro São Paulo, Junho de 2011 Esse documento é de autoria da E Cunha Consultoria. A reprodução deste documento é permitida desde que citadas as fontes e a autoria do estudo.

Leia mais

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL Alessandro Siqueira Tetznerl (1) : Engº. Civil - Pontifícia Universidade Católica de Campinas com pós-graduação em Gestão de Negócios

Leia mais

18º Congresso de Iniciação Científica GESTÃO DE PESSOAS E SUAS RELAÇÕES COM A ESTRATÉGIA ORGANIZACIONAL: UM ESTUDO EXPLORATIVO

18º Congresso de Iniciação Científica GESTÃO DE PESSOAS E SUAS RELAÇÕES COM A ESTRATÉGIA ORGANIZACIONAL: UM ESTUDO EXPLORATIVO 18º Congresso de Iniciação Científica GESTÃO DE PESSOAS E SUAS RELAÇÕES COM A ESTRATÉGIA ORGANIZACIONAL: UM ESTUDO EXPLORATIVO Autor(es) ALINE MOREIRA Orientador(es) ARSÊNIO FIRMINO DE NOVAES NETTO Apoio

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES

PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES Fábio S. de Oliveira 1 Daniel Murara Barcia 2 RESUMO Gerenciar informações tem um sido um grande desafio para as empresas diante da competitividade

Leia mais

Transformando seu investimento ERP em resultados para seu negócio

Transformando seu investimento ERP em resultados para seu negócio 1 SUMÁRIO 1 2 3 4 Introdução A história do ERP O que um ERP fará pelo seu negócio? 1.1 - Otimização dos processos 1.2 - Gerenciamento completo 1.3 - Informações relevantes 1.4 - Controle Tributário ERP

Leia mais

Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO

Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO Apresentação Previsão de Início Julho/2013 Inscrições em Breve - Turma 01 - Campus Stiep O curso de Comunicação Organizacional

Leia mais

Disciplina : Avaliação de Desempenho. Prof. Robson Soares

Disciplina : Avaliação de Desempenho. Prof. Robson Soares Capítulo 4 Balanced Scorecard Disciplina : Avaliação de Desempenho Prof. Robson Soares À medida que são verificados os diversos conceitos e concepções ligados a avaliação de desempenho, torna-se necessário

Leia mais

Estratégia Competitiva 16/08/2015. Módulo II Cadeia de Valor e a Logistica. CADEIA DE VALOR E A LOGISTICA A Logistica para as Empresas Cadeia de Valor

Estratégia Competitiva 16/08/2015. Módulo II Cadeia de Valor e a Logistica. CADEIA DE VALOR E A LOGISTICA A Logistica para as Empresas Cadeia de Valor Módulo II Cadeia de Valor e a Logistica Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. CADEIA DE VALOR E A LOGISTICA A Logistica para as Empresas Cadeia de Valor Estratégia Competitiva é o conjunto de planos, políticas,

Leia mais

Dia de Campo COOPRATA. 15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados.

Dia de Campo COOPRATA. 15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados. Dia de Campo COOPRATA 15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados. Gestão de Pessoas e o Mercado de trabalho Como está o mercado de trabalho para contratação de pessoas? Segundo a

Leia mais

MBA Gestão de Negócios e Pessoas

MBA Gestão de Negócios e Pessoas PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nome do Curso MBA Gestão de Negócios e Pessoas Área de Conhecimento Ciências Sociais Aplicadas Nome do Coordenador do Curso e Breve Currículo: Prof.

Leia mais

FUNÇÕES MOTORAS (Produtos e Serviços)

FUNÇÕES MOTORAS (Produtos e Serviços) FUNÇÕES MOTORAS (Produtos e Serviços) 1. MÉTODO MENTOR - Modelagem Estratégica Totalmente Orientada para Resultados Figura 1: Método MENTOR da Intellectum. Fonte: autor, 2007 O método MENTOR (vide o texto

Leia mais

MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias

MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização (versão 2011) Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

1 - Como definir o Balanced Scorecard (BSC)?

1 - Como definir o Balanced Scorecard (BSC)? 1 - Como definir o Balanced Scorecard (BSC)? Conceitualmente, o Balanced Scorecard, também conhecido como BSC, é um modelo de gestão que auxilia as organizações a traduzir a estratégia em objetivos operacionais

Leia mais

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios CBA Gestão de Negócios Gestão de Negócios O curso desenvolve a capacidade de compreender, de forma ampla e sistêmica, a interação entre as diversas áreas funcionais de uma empresa, além dos aspectos externos

Leia mais

Clima organizacional e o desempenho das empresas

Clima organizacional e o desempenho das empresas Clima organizacional e o desempenho das empresas Juliana Sevilha Gonçalves de Oliveira (UNIP/FÊNIX/UNESP) - jsgo74@uol.com.br Mauro Campello (MC Serviços e Treinamento) - mcampello@yahoo.com Resumo Com

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

Sistemas de Informações

Sistemas de Informações Sistemas de Informações Prof. Marco Pozam- mpozam@gmail.com A U L A 0 5 Ementa da disciplina Sistemas de Informações Gerenciais: Conceitos e Operacionalização. Suporte ao processo decisório. ERP Sistemas

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann 1 OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Drª. Ana Maria Viegas Reis

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Drª. Ana Maria Viegas Reis CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Drª. Ana Maria Viegas Reis APRESENTAÇÃO A FGV é uma instituição privada sem fins lucrativos, fundada em

Leia mais

K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT

K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT Conhecimento para a ação em organizações vivas CONHECIMENTO O ativo intangível que fundamenta a realização dos seus sonhos e aspirações empresariais. NOSSO NEGÓCIO EDUCAÇÃO

Leia mais

OS NOVOS PARADIGMAS E DESAFIOS DA FUNÇÃO CONTROLADORIA

OS NOVOS PARADIGMAS E DESAFIOS DA FUNÇÃO CONTROLADORIA Ribeirão Preto -SP OS NOVOS PARADIGMAS E DESAFIOS DA FUNÇÃO CONTROLADORIA Palestrante Luís Valíni Neto Técnico Contábil - Administrador de Empresas pela Universidade de Ribeirão Preto - Pós - graduado

Leia mais

BSC Balance Score Card

BSC Balance Score Card BSC (Balance Score Card) BSC Balance Score Card Prof. Gerson gerson.prando@fatec.sp.gov.br Uma das metodologias mais visadas na atualidade éobalanced ScoreCard, criada no início da década de 90 por Robert

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Sistemas de Informação. O uso de sistemas de informações como ferramentas de gestão

Sistemas de Informação. O uso de sistemas de informações como ferramentas de gestão Sistemas de Informação O uso de sistemas de informações como ferramentas de gestão Objetivos Impactos na gestão das empresas: Macro mudanças no ambiente Novas tecnologias de comunicação e informática Macro

Leia mais

Fornecer conteúdos e refletir sobre práticas atualizadas de comunicação e marketing, como as técnicas e ferramentas de marketing digital.

Fornecer conteúdos e refletir sobre práticas atualizadas de comunicação e marketing, como as técnicas e ferramentas de marketing digital. MBA em Marketing Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições em Breve Turma 09 --> A globalização e os avanços tecnológicos estão abrindo oportunidades de negócios, novas formas de comercialização e despertando

Leia mais

- Como utilizar essas medidas para analisar, melhorar e controlar o desempenho da cadeia de suprimentos?

- Como utilizar essas medidas para analisar, melhorar e controlar o desempenho da cadeia de suprimentos? Fascículo 5 A medição do desempenho na cadeia de suprimentos Com o surgimento das cadeias de suprimento (Supply Chain), a competição no mercado tende a ocorrer cada vez mais entre cadeias produtivas e

Leia mais

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado Professora Débora Dado Prof.ª Débora Dado Planejamento das aulas 7 Encontros 19/05 Contextualizando o Séc. XXI: Equipes e Competências 26/05 Competências e Processo de Comunicação 02/06 Processo de Comunicação

Leia mais

Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Profa.:Lillian Alvares

Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Profa.:Lillian Alvares Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Profa.:Lillian Alvares Comunidades de Prática Grupos informais e interdisciplinares de pessoas unidas em torno de um interesse

Leia mais

UCAM UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES FRANCISCO DE ASSIS GURGEL A IMPORTÂNCIA DO ERP NA GESTÃO EMPRESARIAL

UCAM UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES FRANCISCO DE ASSIS GURGEL A IMPORTÂNCIA DO ERP NA GESTÃO EMPRESARIAL UCAM UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES FRANCISCO DE ASSIS GURGEL A IMPORTÂNCIA DO ERP NA GESTÃO EMPRESARIAL NATAL RN 2013 UCAM UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES FRANCISCO DE ASSIS GURGEL A IMPORTÂNCIA DO ERP NA GESTÃO

Leia mais

INTEGRAÇÃO ENTRE MARKETING E LOGÍSTICA EMPRESARIAL: UM ESTUDO DE CASO NO SETOR DE MÓVEIS PLANEJADOS

INTEGRAÇÃO ENTRE MARKETING E LOGÍSTICA EMPRESARIAL: UM ESTUDO DE CASO NO SETOR DE MÓVEIS PLANEJADOS INTEGRAÇÃO ENTRE MARKETING E LOGÍSTICA EMPRESARIAL: UM ESTUDO DE CASO NO SETOR DE MÓVEIS PLANEJADOS Amanda Cristina Nunes Alves (SSP) amandac.06@hotmail.com Anne Sthefanie Santos Guimaraes (SSP) annesthefanie14@hotmail.com

Leia mais

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAS

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAS PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL com ênfase em DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAS SIGA: TMBAGE Av. Conselheiro Nébias, 159 Bairro Paquetá Santos SP - CEP 11015-001 -

Leia mais

METODOLOGIA PARA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NA PEQUENA EMPRESA: UM ESTUDO DE CASO

METODOLOGIA PARA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NA PEQUENA EMPRESA: UM ESTUDO DE CASO METODOLOGIA PARA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NA PEQUENA EMPRESA: UM ESTUDO DE CASO Mauricio João Atamanczuk (UTFPR) atamanczuk@hotmail.com Prof. Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefet.br RESUMO:

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS APRESENTAÇÃO O curso de especialização Gestão de Pessoas tem por meta desenvolver gestores para atuarem em empresas que estejam inseridas no processo de globalização

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA SUMÁRIO DE PROJETOS WORKFLOW... 03 ALINHAMENTO ESTRATÉGICO... 04 IDENTIDADE CORPORATIVA... 04 GESTÃO DE COMPETÊNCIAS... 05 TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO... 05 REMUNERAÇÃO...

Leia mais

MBA Gestão de Negócios FIA-ROTARY Turmas Março 2016

MBA Gestão de Negócios FIA-ROTARY Turmas Março 2016 A Fundação de Rotarianos de São Caetano do Sul - ROTARY Colégio Eduardo Gomes objetivando o desenvolvimento profissional de seus associados e seus familiares estabeleceu parceria educacional com a Fundação

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação INSTITUTO VIANNA JÚNIOR LTDA FACULDADES INTEGRADAS VIANNA JÚNIOR Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação Lúcia Helena de Magalhães 1 Teresinha Moreira de Magalhães 2 RESUMO Este artigo traz

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Planejamento Estratégico Planejamento de TI

Estratégias em Tecnologia da Informação. Planejamento Estratégico Planejamento de TI Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 7 Planejamento Estratégico Planejamento de TI Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA OBJETIVOS Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em LOGÍSTICA EMPRESARIAL

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em LOGÍSTICA EMPRESARIAL PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL com ênfase em LOGÍSTICA EMPRESARIAL SIGA: TMBAGE Av. Conselheiro Nébias, 159 Bairro Paquetá Santos SP - CEP 11015-001 - Fone: (13) 3228

Leia mais