ASSEMBLEIA GERAL DE 13 DE MAIO DE 2009 PONTO 8 DA ORDEM DO DIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ASSEMBLEIA GERAL DE 13 DE MAIO DE 2009 PONTO 8 DA ORDEM DO DIA"

Transcrição

1 ASSEMBLEIA GERAL DE 13 DE MAIO DE 2009 PONTO 8 DA ORDEM DO DIA (DELIBERAR SOBRE A ALIENAÇÃO DE ACÇÕES PRÓPRIAS A TRABALHADORES E MEMBROS DOS ÓRGÃOS DE ADMINISTRAÇÃO DA SOCIEDADE OU DE SOCIEDADES PARTICIPADAS, AO ABRIGO DO REGULAMENTO SOBRE AQUISIÇÃO DE ACÇÕES PELOS COLABORADORES ANO DE 2009) Considerando que: Com vista a reforçar a relação dos colaboradores com a Sociedade e o seu Grupo, interessá-los nos resultados e na evolução do seu valor, proporcionar-lhes uma oportunidade de aplicação de poupanças numa sociedade cujo desenvolvimento podem acompanhar com facilidade e, dessa forma, favorecer uma maior identificação dos colaboradores com os objectivos e finalidades do Grupo, a Comissão Executiva, à semelhança do que foi efectuado em anos anteriores, decidiu, no corrente ano de 2009, ao abrigo do Regulamento Sobre Aquisição de Acções Pelos Colaboradores Ano de 2009, proporcionar-lhes a facilidade de aquisição de acções da Sociedade a um preço mais favorável do que o preço de mercado; A execução dessa atribuição, ao abrigo do referido Regulamento, poderá determinar a conveniência de se alienarem acções próprias, A Assembleia Geral, reunida em 13 de Maio de 2009, delibera: Sem prejuízo da deliberação a tomar no âmbito do Ponto 10 da Ordem do Dia, a alienação pela Sociedade, sujeita a decisão do órgão de administração, de acções próprias a colaboradores que venham a ser designados como beneficiários, nos termos seguintes: 1. Podem ser designados como Beneficiários: a) Por deliberação da Comissão de Fixação de Remunerações: Os Administradores da Sociedade. b) Por deliberação da Comissão Executiva da Sociedade: Colaboradores vinculados por contrato de trabalho sem termo à Sociedade; Administradores de sociedades sedeadas em Portugal e Espanha em cujo capital a Sociedade detenha, directa ou indirectamente, mais de 50% (adiante designadas CIMPOR-CIMENTOS DE PORTUGAL, SGPS, S.A. Rua Alexandre Herculano, LISBOA PORTUGAL * Telefone (351) Fax (351) Sociedade Aberta Número Único de Pessoa Colectiva e de Matricula na Cons.Reg.Com. de Lisboa: Capital Euros

2 sociedades dependentes); Colaboradores vinculados por contrato de trabalho sem termo a sociedades dependentes, que tenham sede em Portugal e Espanha; Administradores e quadros dirigentes de todas as sociedades dependentes sedeadas no estrangeiro, que constem de lista nominativa proposta pelos gestores das áreas respectivas e aprovada pela Comissão Executiva da Sociedade; Outros colaboradores a designar pela Comissão Executiva da Sociedade, vinculados a sociedades em que a Sociedade ou alguma sociedade dependente participe no capital social. 2. Na alienação de acções realizada ao abrigo do número anterior, deverão ser respeitadas as seguintes condições: a) O número mínimo de acções a alienar corresponde a zero e o número máximo será o que se revelar necessário, no quadro do disposto no Regulamento, tendo por referência a remuneração base mensal de cada beneficiário. b) A alienação das acções deverá verificar-se no decurso do mês de Maio do corrente ano. c) A alienação das acções poderá ser realizada por qualquer modalidade, designadamente através de uma ou mais operações fora de bolsa, por documento particular a celebrar entre a Sociedade e os beneficiários que pretendam adquirir acções. d) O preço de alienação de cada acção será o correspondente a setenta e cinco por cento do valor da cotação de fecho da Euronext Lisboa, no dia em que se efectuar a transacção. 3. A presente deliberação é válida pelo prazo mínimo de dezoito meses. Lisboa, 24 de Abril de 2009 Pelo Conselho de Administração Anexo: Regulamento de Aquisição de Acções pelos Colaboradores Ano de 2009 CIMPOR-CIMENTOS DE PORTUGAL, SGPS, S.A. Rua Alexandre Herculano, LISBOA PORTUGAL * Telefone (351) Fax (351) Sociedade Aberta Número Único de Pessoa Colectiva e de Matricula na Cons.Reg.Com. de Lisboa: Capital Euros

3 AQUISIÇÃO DE ACÇÕES PELOS COLABORADORES ANO DE 2009 REGULAMENTO Os colaboradores que se encontrem nas condições abaixo descritas (adiante designados Beneficiários), podem adquirir acções da CIMPOR Cimentos de Portugal, SGPS, S.A. (adiante designada por CIMPOR), nos seguintes termos: A) BENEFICIÁRIOS 1. a) Por deliberação da Comissão de Fixação de Remunerações: Os Administradores da CIMPOR. b) Por deliberação da Comissão Executiva da CIMPOR: Colaboradores vinculados por contrato de trabalho sem termo à CIMPOR; Administradores de sociedades sedeadas em Portugal e Espanha, em cujo capital a CIMPOR detenha, directa ou indirectamente, uma participação superior a 50% (adiante designadas Sociedades Dominadas); Colaboradores vinculados por contrato de trabalho sem termo a Sociedades Dominadas, com sede em Portugal e Espanha; Administradores e quadros dirigentes de todas as Sociedades Dominadas sedeadas no estrangeiro, que constem de lista nominativa proposta pelos gestores das áreas respectivas e aprovada pela Comissão Executiva da CIMPOR; - 1 -

4 Outros colaboradores a designar pela Comissão Executiva da CIMPOR, vinculados a sociedades em que a CIMPOR ou alguma sociedade dominada por esta participe no respectivo capital social (adiante designadas por Sociedades Participadas); 2. O disposto no número anterior não se aplica aos colaboradores que, à data de 30 de Abril, se encontrem: a) Em situação de pré-reforma; b) Com contrato a termo certo ou incerto; c) Em regime de trabalho temporário; d) Em regime de licença sem retribuição; e) A exercer actividade em entidades que não sejam Sociedades Dominadas nem Participadas. B) PREÇO DE AQUISIÇÃO E DATA DA TRANSACÇÃO 1. O preço a que os colaboradores poderão adquirir cada acção da CIMPOR será igual a 75% do valor da cotação de fecho do dia em que se efectuar a transacção, com arredondamento por excesso. 2. A data da transacção, que ocorrerá forçosamente entre os dias 13 e 19 de Maio de 2009, será fixada pela Comissão Executiva da CIMPOR, depois de conhecida a cotação de fecho dessa data. C) QUANTIDADE MÁXIMA DE ACÇÕES A ADQUIRIR POR BENEFICIÁRIO 1. A quantidade máxima de acções a adquirir depende do montante que o colaborador pretender dedicar à aquisição e do valor da cotação de fecho do dia em que se efectuar a transacção, não podendo o primeiro ultrapassar o equivalente a metade da sua remuneração base mensal ilíquida. 2. O número de acções que resultar da divisão do montante que o colaborador pretende investir pelo preço da acção será arredondado, por defeito, para múltiplo de cinco ou de dez acções, consoante o resultado seja inferior ou superior a cem, respectivamente

5 D) AQUISIÇÃO E PAGAMENTO 1. A intenção de adquirir acções nas condições descritas deve ser apresentada por cada Beneficiário até ao dia 24 de Abril do corrente ano, através de comunicação, conforme modelo em anexo, entregue na AA/RH (Apoio à Administração / Recursos Humanos) da CIMPOR ou, no caso de Espanha, na DRH (Direcção de Recursos Humanos) da CIMPOR SAGESA. 2. A titularidade das acções que cada Beneficiário vier a adquirir será transferida para a sua conta, que deverá ser domiciliada em Portugal, até ao dia 19 de Maio de O pagamento das acções que cada Beneficiário vier a adquirir será feito por desconto na sua remuneração de Maio de 2009 no caso dos Colaboradores de Empresas sedeadas em Portugal e por desconto na remuneração de Junho de 2009 para os Colaboradores de Empresas sedeadas em Espanha. E) POSSIBILIDADE DE REVOGAÇÃO DE INTENÇÕES DE AQUISIÇÃO A intenção de adquirir acções nas condições descritas poderá ser revogada até ao dia 2 de Maio de 2009, através de comunicação escrita entregue na AA/RH (Apoio à Administração / Recursos Humanos) da CIMPOR ou, no caso de Espanha, na DRH (Direcção de Recursos Humanos) da CIMPOR SAGESA. F) ENQUADRAMENTO FISCAL GERAL Nos termos do código do IRS, a diferença entre o preço de aquisição e o preço de fecho da cotação em bolsa no dia da transacção é considerada rendimento de trabalho dependente. G) ENCARGOS Os encargos com a aplicação das presentes disposições, designadamente os custos que excedam o preço a que as acções são adquiridas pelos Beneficiários, bem como os encargos inerentes às transacções necessárias à aquisição das acções por aqueles, serão suportados por cada empresa relativamente aos Beneficiários ao seu serviço

6 H) APLICAÇÃO DO PLANO 1. A aplicação destas disposições fica a cargo da Direcção de Pessoal da CIMPOR Serviços, do Centro Corporativo (CC), da AA/RH e da DRH da CIMPOR SAGESA. 2. A AA/RH e a DRH da CIMPOR SAGESA divulgarão estas disposições e coordenarão a sua aplicação nas várias empresas. 3. A Direcção de Pessoal da CIMPOR Serviços e a AA/RH, bem como a DRH da CIMPOR SAGESA relativamente a Espanha, encarregar-se-ão de: a) Definição da lista nominal dos potenciais Beneficiários; b) Recepção e controle das comunicações de intenção de compra e sua subsequente remessa ao CC; c) Registo das operações, designadamente para efeito de declaração de rendimentos, em cumprimento das obrigações fiscais. 4. O CC desenvolverá, conjuntamente com a instituição financeira designada, os procedimentos necessários à realização das transacções. 5. A aplicação deste Regulamento, caso venha a implicar a alienação de acções próprias, fica condicionada à respectiva autorização da Assembleia Geral. 3 de Abril de

7 À CIMPOR - Cimentos de Portugal, SGPS, S.A. Rua Alexandre Herculano, LISBOA Assunto: AQUISIÇÃO DE ACÇÕES DA CIMPOR Ao abrigo do Regulamento de Aquisição de Acções pelos Colaboradores Ano 2009, venho comunicar que pretendo adquirir acções da CIMPOR - Cimentos de Portugal, SGPS, S.A.. O valor que pretendo investir é de Euros. A liquidação desta operação deve efectuar-se por desconto na minha remuneração do mês de Maio de As acções deverão ser creditadas, no Banco, NIB. N.º de Empregado: Empresa/Instalação: Nome: Morada: N.º Contribuinte: Local e Data:, de de 2009 Assinatura

8 À CIMPOR - Cimentos de Portugal, SGPS, S.A. Rua Alexandre Herculano, LISBOA Assunto: REVOGAÇÃO DE INTENÇÃO DE AQUISIÇÃO DE ACÇÕES DA CIMPOR Ao abrigo do Regulamento de Aquisição de Acções pelos Colaboradores Ano 2009, venho comunicar que pretendo revogar a intenção de aquisição de acções da CIMPOR Cimentos de Portugal, SGPS, S.A. manifestada oportunamente através de carta de aquisição datada de do ano corrente. N.º de Empregado: Empresa/Instalação: Nome: Morada: N.º Contribuinte: Local e Data:, de de 2009 Assinatura

A PRESENTE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO FOI OBJECTO DE REGISTO PRÉVIO NA COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS (CMVM) SOB O Nº 9.

A PRESENTE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO FOI OBJECTO DE REGISTO PRÉVIO NA COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS (CMVM) SOB O Nº 9. CIMPOR Cimentos de Portugal, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua Alexandre Herculano, 35, em Lisboa Capital Social: 672.000.000 de Euros Matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob

Leia mais

Comunicado. Lisboa, 11 Março 2008 A ZON MULTIMÉDIA Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, S.A. ( ZON ou Sociedade ) informa o mercado:

Comunicado. Lisboa, 11 Março 2008 A ZON MULTIMÉDIA Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, S.A. ( ZON ou Sociedade ) informa o mercado: ZON Multimédia Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Av. 5 de Outubro, n.º 208, Lisboa Capital Social: 3.090.968,28 Euros Número de Matrícula na Conservatória do

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL ANUAL

ASSEMBLEIA GERAL ANUAL Tendo em consideração: A) O regime jurídico aplicável à aquisição e alienação de acções próprias por sociedades anónimas estabelecido no Código das Sociedades Comerciais; B) A previsão do Contrato de Sociedade

Leia mais

ANÚNCIO DE E DE REDUÇÃO DE CAPITAL NO MONTANTE DE SUJEITA AINDA A DELIBERAÇÃO DA ASSEMBLEIA GERAL DA SOCIEDADE COMERCIAL OREY ANTUNES, S.A.

ANÚNCIO DE E DE REDUÇÃO DE CAPITAL NO MONTANTE DE SUJEITA AINDA A DELIBERAÇÃO DA ASSEMBLEIA GERAL DA SOCIEDADE COMERCIAL OREY ANTUNES, S.A. Sociedade Comercial Orey Antunes, S.A. Sociedade Aberta Rua Carlos Alberto da Mota Pinto, n.º 17-6º andar, 1070-313 Lisboa Capital Social: EUR 13.750.000,00 Com o nº único de Matrícula e de Pessoa Colectiva

Leia mais

CONVOCATÓRIA E INFORMAÇÕES PREPARATÓRIAS PARA A ASSEMBLEIA GERAL DE 18 DE ABRIL DE 2011

CONVOCATÓRIA E INFORMAÇÕES PREPARATÓRIAS PARA A ASSEMBLEIA GERAL DE 18 DE ABRIL DE 2011 CONVOCATÓRIA E INFORMAÇÕES PREPARATÓRIAS PARA A ASSEMBLEIA GERAL DE 18 DE ABRIL DE 2011 CULTURGEST GRANDE AUDITÓRIO RUA DO ARCO DO CEGO LISBOA CIMPOR Cimentos de Portugal, SGPS, S. A. Sociedade Aberta

Leia mais

GALP ENERGIA, SGPS, S.A. Assembleia Geral Anual. 12 de maio de 2017 PROPOSTA RELATIVA AO PONTO 9

GALP ENERGIA, SGPS, S.A. Assembleia Geral Anual. 12 de maio de 2017 PROPOSTA RELATIVA AO PONTO 9 GALP ENERGIA, SGPS, S.A. Assembleia Geral Anual 12 de maio de 2017 PROPOSTA RELATIVA AO PONTO 9 Deliberar sobre a concessão de autorização ao Conselho de Administração para a aquisição e alienação de ações

Leia mais

BOLETIM DE VOTO Exercício do Voto por Correspondência Postal

BOLETIM DE VOTO Exercício do Voto por Correspondência Postal Ex.mo. Sr. Presidente da Mesa da Assembleia Geral de Accionistas da Sonae SGPS, S.A. Voto por Correspondência Postal Assembleia Geral Extraordinária de Accionistas da Sonae SGPS, S.A. de 27 de Abril de

Leia mais

Documento informativo elaborado nos termos e para os efeitos do disposto na alínea c) do n.º 2 do artigo 134.º do Código dos Valores Mobiliários

Documento informativo elaborado nos termos e para os efeitos do disposto na alínea c) do n.º 2 do artigo 134.º do Código dos Valores Mobiliários ALLIANZ SE Sede: Koeniginstrasse 28 D 80802 Munique, Alemanha Capital Social: 1.168.640.000 Matriculada no Registo Comercial B do Tribunal da Comarca de Munique, Alemanha, sob o n.º HRB 7158 Documento

Leia mais

DESPACHO DO SR. PRESIDENTE DA MESA DA ASSEMBLEIA GERAL RELATIVO A PROPOSTA APRESENTADA PELA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS, S.A.

DESPACHO DO SR. PRESIDENTE DA MESA DA ASSEMBLEIA GERAL RELATIVO A PROPOSTA APRESENTADA PELA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS, S.A. DESPACHO DO SR. PRESIDENTE DA MESA DA ASSEMBLEIA GERAL RELATIVO A PROPOSTA APRESENTADA PELA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS, S.A. ASSEMBLEIA GERAL DE 29 DE ABRIL DE 2010 CIMPOR CIMENTOS DE PORTUGAL, SGPS, S.A.

Leia mais

ESTATUTOS COPAM - COMPANHIA PORTUGUESA DE AMIDOS, SA

ESTATUTOS COPAM - COMPANHIA PORTUGUESA DE AMIDOS, SA ESTATUTOS COPAM - COMPANHIA PORTUGUESA DE AMIDOS, SA CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJECTO E DURAÇÃO DA COMPANHIA Artigo 1 1. A sociedade adopta a denominação de COPAM - COMPANHIA PORTUGUESA DE AMIDOS,

Leia mais

LITHO FORMAS, S.A. Contrato de Sociedade. CAPÍTULO I Denominação social, forma e duração

LITHO FORMAS, S.A. Contrato de Sociedade. CAPÍTULO I Denominação social, forma e duração LITHO FORMAS, S.A. Contrato de Sociedade CAPÍTULO I Denominação social, forma e duração Artigo 1º 1. A sociedade tem a denominação de Litho Formas, S.A., e teve o seu início em 5 de Dezembro de 1966. 2.

Leia mais

CORTICEIRA AMORIM, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta

CORTICEIRA AMORIM, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta CORTICEIRA AMORIM, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua de Meladas, 380 - Mozelos- Santa Maria da Feira Capital social: 133.000.000,00 Pessoa colectiva e matrícula nº 500 077 797 C.R.C. de Santa Maria

Leia mais

DL 495/ Dez-30 CIRC - Sociedades Gestoras de Participações Sociais (SGPS) - HOLDINGS

DL 495/ Dez-30 CIRC - Sociedades Gestoras de Participações Sociais (SGPS) - HOLDINGS DL 495/88 1988-Dez-30 CIRC - Sociedades Gestoras de Participações Sociais (SGPS) - HOLDINGS SOCIEDADES HOLDING Artigo 1º (sociedades gestoras de participações sociais) 1 As sociedades gestoras de participações

Leia mais

PROPOSTA. Ponto 5 da Ordem de Trabalhos da Assembleia Geral de Accionistas do Banco BPI, S.A. de 23 de Abril de 2014

PROPOSTA. Ponto 5 da Ordem de Trabalhos da Assembleia Geral de Accionistas do Banco BPI, S.A. de 23 de Abril de 2014 PROPOSTA Ponto 5 da Ordem de Trabalhos da Assembleia Geral de Accionistas do Banco BPI, S.A. de 23 de Abril de 2014 Considerando: a) O Banco BPI, S.A (Banco BPI) emitiu, em 2007, as Dated Subordinated

Leia mais

ANÚNCIO DE LANÇAMENTO DE OFERTA PÚBLICA GERAL E VOLUNTÁRIA

ANÚNCIO DE LANÇAMENTO DE OFERTA PÚBLICA GERAL E VOLUNTÁRIA EDP ENERGIAS DE PORTUGAL, S.A. Sociedade Aberta Sede social: Avenida 24 de Julho, n.º 12, 1249-300, Lisboa Capital social integralmente subscrito e realizado: 3.656.537.715,00 Matriculada na Conservatória

Leia mais

COMPTA EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA, S.A. ASSEMBLEIA GERAL

COMPTA EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA, S.A. ASSEMBLEIA GERAL COMPTA EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA, S.A. Sociedade Aberta Sede: Avenida José Gomes Ferreira, 13, Miraflores, 1495-139 Algés CAPITAL SOCIAL: 14.775.000,00 CAPITAL PRÓPRIO: 2.396.203 Número único

Leia mais

PT Multimédia, Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, SA (Sociedade Aberta) CONVOCATÓRIA

PT Multimédia, Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, SA (Sociedade Aberta) CONVOCATÓRIA PT Multimédia, Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, SA (Sociedade Aberta) Sede: Avenida 5 de Outubro, nº 208, Lisboa Capital Social: 77.274.207 Euros Matriculada na Conservatória do Registo

Leia mais

FUNDO DE CAPITAL DE RISCO PARA INVESTIDORES QUALIFICADOS GRUPO C.G.D. - CAIXA CAPITAL

FUNDO DE CAPITAL DE RISCO PARA INVESTIDORES QUALIFICADOS GRUPO C.G.D. - CAIXA CAPITAL FUNDO DE CAPITAL DE RISCO PARA INVESTIDORES QUALIFICADOS GRUPO C.G.D. - CAIXA CAPITAL 1 2 REGULAMENTO DE GESTÃO DO FUNDO DE CAPITAL DE RISCO PARA INVESTIDORES QUALIFICADOS GRUPO C.G.D. - CAIXA CAPITAL

Leia mais

Certificado de Responsabilidade para a Reforma Modelo de Pensões C (contributivo, incentivo e ciclo de vida)

Certificado de Responsabilidade para a Reforma Modelo de Pensões C (contributivo, incentivo e ciclo de vida) Certificado de Responsabilidade para a Reforma Modelo de Pensões C (contributivo, incentivo e ciclo de vida) O presente Plano tem como objectivo o estabelecimento de um sistema de poupança para a reforma

Leia mais

CONTRATO DE SOCIEDADE DO GRUPO MEDIA CAPITAL SGPS, S.A. CAPÍTULO PRIMEIRO. Denominação, sede e objecto. Artigo 1º

CONTRATO DE SOCIEDADE DO GRUPO MEDIA CAPITAL SGPS, S.A. CAPÍTULO PRIMEIRO. Denominação, sede e objecto. Artigo 1º CONTRATO DE SOCIEDADE DO GRUPO MEDIA CAPITAL SGPS, S.A. CAPÍTULO PRIMEIRO Denominação, sede e objecto Artigo 1º A sociedade adopta a denominação de Grupo Media Capital, SGPS, S.A. Artigo 2º Um - A sociedade

Leia mais

NOTA FISCAL. Oferta Pública de Venda de Ações (OPV) da

NOTA FISCAL. Oferta Pública de Venda de Ações (OPV) da NOTA FISCAL Oferta Pública de Venda de Ações (OPV) da EMPRESA GERAL DO FOMENTO, S.A. (OU «EGF») representativas de 5% do capital social reservada a Trabalhadores da EGF e respectivas participadas, a saber

Leia mais

ESTORIL SOL SGPS SA CONVOCATÓRIA

ESTORIL SOL SGPS SA CONVOCATÓRIA ESTORIL SOL, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Capital social, integralmente realizado, 59.968.420 Sociedade Anónima, sede na Av. Dr. Stanley Ho, Edifício do Casino Estoril Estoril - Cascais Matriculada na Conservatória

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA COFINA - SGPS, S.A. A REALIZAR, NA SEDE SOCIAL, NO DIA 26 DE ABRIL DE 2017, PELAS 10:30 HORAS

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA COFINA - SGPS, S.A. A REALIZAR, NA SEDE SOCIAL, NO DIA 26 DE ABRIL DE 2017, PELAS 10:30 HORAS ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA COFINA - SGPS, S.A. DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO RELATIVA AO PONTO SEGUNDO DA ORDEM DOS TRABALHOS Nos termos legais e estatutários, o Conselho de Administração da COFINA

Leia mais

REGULAMENTO DA COMISSÃO EXECUTIVA. Artigo 1.º. Âmbito

REGULAMENTO DA COMISSÃO EXECUTIVA. Artigo 1.º. Âmbito Sociedade Comercial Orey Antunes, S.A. Sociedade aberta com o Capital Social: 12.000.000,00 (doze milhões de euros) Sede: Rua Carlos Alberto da Mota Pinto, n.º 17, 6.º andar, 1070-313 Lisboa Registada

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL ANUAL DE ACCIONISTAS DE 30 DE MAIO DE 2013 PONTO 2 DA ORDEM DO DIA PROPOSTA DE APLICAÇÃO DE RESULTADOS

ASSEMBLEIA GERAL ANUAL DE ACCIONISTAS DE 30 DE MAIO DE 2013 PONTO 2 DA ORDEM DO DIA PROPOSTA DE APLICAÇÃO DE RESULTADOS BANIF BANCO INTERNACIONAL DO FUNCHAL, S.A. Sociedade Aberta Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Funchal Sede social: Rua de João Tavira, n.º 30, 9004-509, Funchal Capital social: 1.270.000.000,00

Leia mais

MARTIFER SGPS, S.A. Sociedade Aberta ASSEMBLEIA GERAL ANUAL CONVOCATÓRIA

MARTIFER SGPS, S.A. Sociedade Aberta ASSEMBLEIA GERAL ANUAL CONVOCATÓRIA MARTIFER SGPS, S.A. Sociedade Aberta ASSEMBLEIA GERAL ANUAL CONVOCATÓRIA Nos termos da lei e do contrato de sociedade, e a pedido do Conselho de Administração, convoco os Senhores Accionistas da MARTIFER

Leia mais

Código Cooperativo. CAPÍTULO III - Capital Social, Jóia e Títulos de Investimento. Lei n.º 51/96 de 7 de Setembro

Código Cooperativo. CAPÍTULO III - Capital Social, Jóia e Títulos de Investimento. Lei n.º 51/96 de 7 de Setembro Código Cooperativo CAPÍTULO III - Capital Social, Jóia e Títulos de Investimento Lei n.º 51/96 de 7 de Setembro Alterada pelos DL n.º 343/98 de 6 de Nov., DL n.º 131/99 de 21 de Abril e DL n.º 108/2001

Leia mais

POLÍTICA DE REMUNERAÇÃO

POLÍTICA DE REMUNERAÇÃO POLÍTICA DE REMUNERAÇÃO Com a publicação da Lei nº 28/2009, de 19 de Junho, as Instituições Financeiras ficaram sujeitas ao dever de aprovar, anualmente, em Assembleia Geral, uma proposta de remuneração

Leia mais

CONVOCATÓRIA. Sociedade Aberta - Capital Social ,00 - Pessoa Colectiva n.º C.R.C. Lisboa

CONVOCATÓRIA. Sociedade Aberta - Capital Social ,00 - Pessoa Colectiva n.º C.R.C. Lisboa JERÓNIMO MARTINS, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Rua Tierno Galvan, Torre 3 9.º J, Lisboa Capital Social de Euro 629.293.220,00 Matricula na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa e NIPC: 500 100 144

Leia mais

ARSENAL DO ALFEITE, S. A. ESTATUTOS

ARSENAL DO ALFEITE, S. A. ESTATUTOS ARSENAL DO ALFEITE, S. A. (Constituída pelo Decreto-Lei n.º33/2009, de 5 de Fevereiro) ESTATUTOS CAPÍTULO I Denominação, sede, objecto e duração Artigo 1º Forma e denominação A sociedade adopta a forma

Leia mais

CAIXAGEST SELECÇÃO CAPITAL GARANTIDO

CAIXAGEST SELECÇÃO CAPITAL GARANTIDO CAIXAGEST SELECÇÃO 2008 - CAPITAL GARANTIDO Fundo de Investimento Mobiliário Fechado RELATÓRIO & CONTAS Liquidação ÍNDICE 1. RELATÓRIO DE GESTÃO 2 2. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 4 EM ANEXO: RELATÓRIO DO

Leia mais

ESTATUTOS DA PARPÚBLICA - PARTICIPAÇÕES PÚBLICAS (SGPS), S.A. CAPÍTULO I Denominação, sede, duração e objecto social

ESTATUTOS DA PARPÚBLICA - PARTICIPAÇÕES PÚBLICAS (SGPS), S.A. CAPÍTULO I Denominação, sede, duração e objecto social Texto actualizado dos Estatutos da sociedade anónima PARPÚBLICA - PARTICIPAÇÕES PÚBLICAS (S.G.P.S.) S.A., elaborado nos termos do disposto no artigo 59, n. 2, do Código do Registo Comercial, em virtude

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL Convocatória

ASSEMBLEIA GERAL Convocatória INAPA INVESTIMENTOS, PARTICIPAÇÕES E GESTÃO, S.A. (sociedade aberta) Sede: Rua Braamcamp, n.º 40 9.º andar, 1250-050 Lisboa Capital social: 204 176 479,38 Número único de pessoa colectiva e de matrícula

Leia mais

Trabalhadores dependentes

Trabalhadores dependentes Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social - Principais alterações Trabalhadores dependentes Ana Duarte PwC Agenda 1. Base de incidência (novas componentes) 2. Taxas 3.

Leia mais

VAA VISTA ALEGRE ATLANTIS, SGPS SA.

VAA VISTA ALEGRE ATLANTIS, SGPS SA. VAA VISTA ALEGRE ATLANTIS, SGPS SA. Sociedade aberta Sede: Lugar da Vista Alegre, 3830-292 Ílhavo Matriculada na C.R.C. de Ílhavo - NIPC: 500.978.654 Capital social: 92.507.861,92 Euros -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Regulamento do Programa Valorização Profissional

Regulamento do Programa Valorização Profissional Regulamento do Programa Valorização Profissional 1 - Objectivos: a) Qualificar activos que se encontram em períodos temporários de inactividade por baixa de actividade sazonal comprovada, através de Planos

Leia mais

PPR ÚNICO - 3ª Série. Ficha de Produto. Plano Poupança Reforma

PPR ÚNICO - 3ª Série. Ficha de Produto. Plano Poupança Reforma Plano Poupança Reforma Tipo de Cliente Particulares, Profissionais Liberais e Empresas. Descrição O PPR Único - 3ª Série é um Plano de Poupança Reforma, que se destina a fomentar poupanças para constituição

Leia mais

ESTATUTOS. (Nova redação dos artigos 9º, 10º, 11º, 12º e 16º)

ESTATUTOS. (Nova redação dos artigos 9º, 10º, 11º, 12º e 16º) ESTATUTOS (Nova redação dos artigos 9º, 10º, 11º, 12º e 16º) Artigo 1.º A Fundação D. Anna de Sommer Champalimaud e Dr. Carlos Montez Champalimaud (Fundação), criada por António de Sommer Champalimaud

Leia mais

REPÚBLICA DE ANGOLA CONSELHO DE MINISTROS. Decreto n.º 42/08. de 3 de Julho

REPÚBLICA DE ANGOLA CONSELHO DE MINISTROS. Decreto n.º 42/08. de 3 de Julho REPÚBLICA DE ANGOLA CONSELHO DE MINISTROS Decreto n.º 42/08 de 3 de Julho Considerando que a protecção social obrigatória compreende, além do regime dos trabalhadores por conta de outrem, o regime dos

Leia mais

Depósito Indexado, denominado em Euros, pelo prazo de 12 meses (360 dias), não mobilizável antecipadamente.

Depósito Indexado, denominado em Euros, pelo prazo de 12 meses (360 dias), não mobilizável antecipadamente. Designação Classificação Valorização Industrial Produto Financeiro Complexo Depósito Indexado Depósito Indexado, denominado em Euros, pelo prazo de 12 meses (360 dias), não mobilizável antecipadamente.

Leia mais

Formulário Societário de Declaração de Participação em Assembleia Geral 1

Formulário Societário de Declaração de Participação em Assembleia Geral 1 Formulário Societário de Declaração de Participação em Assembleia Geral 1 Presidente da Mesa da Assembleia Geral da CIMPOR CIMENTOS DE PORTUGAL, SGPS, S.A. Rua Alexandre Herculano, nº 35 1250 009 LISBOA

Leia mais

1. A sociedade tem por objecto:.

1. A sociedade tem por objecto:. CONTRATO DE SOCIEDADE ANÓNIMA Artigo 1.º Tipo e firma 1. A sociedade é [civil] OU [comercial], adopta o tipo de sociedade anónima e a firma. 2. A sociedade tem o número de pessoa colectiva e o número de

Leia mais

CONTRATO DE SOCIEDADE DO BANCO PORTUGUÊS DE INVESTIMENTO, S.A. (Versão consolidada com as alterações aprovadas na reunião

CONTRATO DE SOCIEDADE DO BANCO PORTUGUÊS DE INVESTIMENTO, S.A. (Versão consolidada com as alterações aprovadas na reunião CONTRATO DE SOCIEDADE DO BANCO PORTUGUÊS DE INVESTIMENTO, S.A. (Versão consolidada com as alterações aprovadas na reunião da Assembleia Geral de 10 de Abril de 2008) CONTRATO DE SOCIEDADE DO BANCO PORTUGUÊS

Leia mais

FACTO RELEVANTE. Boadilla del Monte (Madrid), 12 de Janeiro de 2012

FACTO RELEVANTE. Boadilla del Monte (Madrid), 12 de Janeiro de 2012 FACTO RELEVANTE No seguimento do comunicado de facto relevante de 12 de Dezembro de 2011 (número de registo 154599), o Banco Santander, S.A. comunica o suplemento ao documento informativo do aumento de

Leia mais

CONTRATO DE SOCIEDADE. AQUASIS Sistemas de Informação, S.A. ARTIGO PRIMEIRO. Tipo e Firma

CONTRATO DE SOCIEDADE. AQUASIS Sistemas de Informação, S.A. ARTIGO PRIMEIRO. Tipo e Firma CONTRATO DE SOCIEDADE de AQUASIS Sistemas de Informação, S.A. ARTIGO PRIMEIRO Tipo e Firma A sociedade é constituída segundo o tipo de sociedade anónima e adopta a firma AQUASIS Sistemas de Informação,

Leia mais

Reditus Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. ESTATUTOS

Reditus Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. ESTATUTOS Reditus Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A. ESTATUTOS CAPITULO PRIMEIRO Denominação, sede, objectivo e duração ARTIGO PRIMEIRO (Denominação Social) A sociedade adopta a denominação de Reditus

Leia mais

AVISO N.º 07/2013 de 22 de Abril ASSUNTO: CONSTITUIÇÃO, FUNCIONAMENTO E EXTINÇÃO DE CASAS DE CÂMBIO

AVISO N.º 07/2013 de 22 de Abril ASSUNTO: CONSTITUIÇÃO, FUNCIONAMENTO E EXTINÇÃO DE CASAS DE CÂMBIO Publicado no Diário da República, I série, nº 74, de 22 de Abril AVISO N.º 07/2013 de 22 de Abril ASSUNTO: CONSTITUIÇÃO, FUNCIONAMENTO E EXTINÇÃO DE CASAS DE CÂMBIO Havendo necessidade de adequar as regras

Leia mais

IBERSOL S.G.P.S., S.A.

IBERSOL S.G.P.S., S.A. IBERSOL S.G.P.S., S.A. Sede: Praça do Bom Sucesso, 105/159, 9º, Porto Capital social: 20.000.000 Euros Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Porto sob o número único de matrícula e de identificação

Leia mais

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL FUTEBOL, S.A.D.

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL FUTEBOL, S.A.D. SPORTING CLUBE DE PORTUGAL FUTEBOL, S.A.D. Sociedade Aberta Capital Social: 67.000.000 Capital Próprio aprovado em Assembleia Geral de 30 de Setembro de 2015: 7.043.000 Sede Social: Estádio José de Alvalade

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DE ACIONISTAS DE 30 DE NOVEMBRO DE 2015

ASSEMBLEIA GERAL DE ACIONISTAS DE 30 DE NOVEMBRO DE 2015 ASSEMBLEIA GERAL DE ACIONISTAS DE 30 DE NOVEMBRO DE 2015 PONTO UM DA ORDEM DE TRABALHOS: Ratificar, aprovando a designação efetuada pelo Conselho de Administração, a designação de revisor oficial de contas

Leia mais

Trabalhadores Independentes

Trabalhadores Independentes Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social - Principais alterações Trabalhadores Independentes Rita Rodrigues PwC Agenda 1. Trabalhadores abrangidos 8. Obrigações das

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL ANUAL

ASSEMBLEIA GERAL ANUAL ASSEMBLEIA GERAL ANUAL Sociedade Comercial Orey Antunes, S.A. (sociedade aberta) Sede: Rua Maria Luísa Holstein, n.º 20, Freguesia de Alcântara, Concelho de Lisboa Capital Social: 12.000.000,00 (doze milhões

Leia mais

PPR ÚNICO - 7ª Série. Ficha de Produto. Plano Poupança Reforma

PPR ÚNICO - 7ª Série. Ficha de Produto. Plano Poupança Reforma Mod. RVF692007/01-1012 Plano Poupança Reforma Tipo de Cliente Particulares, Profissionais Liberais e Empresas. Descrição O PPR Único - 7ª Série é um Plano de Poupança Reforma, que se destina a fomentar

Leia mais

PORTUGAL TELECOM, SGPS S.A. CONVOCATÓRIA

PORTUGAL TELECOM, SGPS S.A. CONVOCATÓRIA PORTUGAL TELECOM, SGPS S.A. Sociedade Aberta Sede: Avenida Fontes Pereira de Melo, 40, Lisboa Capital Social: 395.099.775 Euros Nº de Matrícula na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa e de Pessoa

Leia mais

BANCO BPI, S.A. ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS CONVOCATÓRIA

BANCO BPI, S.A. ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS CONVOCATÓRIA BANCO BPI, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua Tenente Valadim, n.º 284, Porto Capital Social: 990 000 000 Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Porto sob o número único de matrícula e pessoa

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EXECUTIVO DA EDP ENERGIAS DE PORTUGAL, S.A.

REGULAMENTO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EXECUTIVO DA EDP ENERGIAS DE PORTUGAL, S.A. REGULAMENTO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EXECUTIVO DA EDP ENERGIAS DE PORTUGAL, S.A. Fevereiro 2012 REGULAMENTO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EXECUTIVO EDP Energias de Portugal, S.A. ARTIGO 1.º (Âmbito)

Leia mais

d) 400. Justificação:

d) 400. Justificação: 1. Os juros de suprimentos recebidos (pessoas singulares e colectivas): a) São objecto de retenção na fonte à taxa de 15%; b) São objecto de retenção na fonte a uma taxa liberatória de 15%; c) São objecto

Leia mais

Convocatória Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD Sociedade Aberta. Assembleia Geral

Convocatória Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD Sociedade Aberta. Assembleia Geral Convocatória Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD Sociedade Aberta Sociedade anónima desportiva, com sede no Estádio José Alvalade, Rua Professor Fernando da Fonseca, freguesia do Lumiar, em Lisboa,

Leia mais

ESTATUTOS CAPÍTULO I. Denominação, sede, objecto e duração da sociedade ARTIGO 1º

ESTATUTOS CAPÍTULO I. Denominação, sede, objecto e duração da sociedade ARTIGO 1º ESTATUTOS CAPÍTULO I Denominação, sede, objecto e duração da sociedade ARTIGO 1º A sociedade anónima que, por força do Decreto-Lei nº 93/93, de 24 de Março, continua a personalidade jurídica da empresa

Leia mais

GALP ENERGIA, SGPS, S.A. Assembleia Geral Anual 16 de abril de 2015 PROPOSTA RELATIVA AO PONTO 13

GALP ENERGIA, SGPS, S.A. Assembleia Geral Anual 16 de abril de 2015 PROPOSTA RELATIVA AO PONTO 13 GALP ENERGIA, SGPS, S.A. Assembleia Geral Anual 16 de abril de 2015 PROPOSTA RELATIVA AO PONTO 13 Declaração da Comissão de Remunerações sobre a Política de Remuneração dos membros dos Órgãos Sociais da

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE TÉCNICOS DE CONTABILIDADE

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE TÉCNICOS DE CONTABILIDADE MAPA DAS OBRIGAÇÕES FISCAIS E PARAFISCAIS DE MAIO 2017 Dia 10: IVA: Envio da declaração mensal referente ao mês de março 2017 e anexos. IRS/IRC: Declaração de rendimentos pagos e de retenções, deduções,

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO OBRIGADO PORTUGAL. Capítulo I Princípios Gerais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO OBRIGADO PORTUGAL. Capítulo I Princípios Gerais ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO OBRIGADO PORTUGAL Capítulo I Princípios Gerais Artigo 1º Denominação, sede e duração 1. A Associação, sem fins lucrativos, adota a denominação ASSOCIAÇÃO OBRIGADO PORTUGAL. 2. A

Leia mais

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL FUTEBOL, SAD

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL FUTEBOL, SAD SPORTING CLUBE DE PORTUGAL FUTEBOL, SAD Sociedade Aberta Capital Social: 39 000 000 euros Capital Próprio: (75.593.000) euros aprovado em Assembleia Geral de 28 de Setembro de 2012 Sede Social: Estádio

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA COMISSÃO EXECUTIVA DA PORTUCEL, S.A. Artigo 1º (Designação e Objecto)

REGULAMENTO INTERNO DA COMISSÃO EXECUTIVA DA PORTUCEL, S.A. Artigo 1º (Designação e Objecto) REGULAMENTO INTERNO DA COMISSÃO EXECUTIVA DA PORTUCEL, S.A. Artigo 1º (Designação e Objecto) A Comissão Executiva é designada pelo Conselho de Administração e tem como objectivo deliberar sobre as matérias

Leia mais

Publicado no Diário da República, I série, nº 21, de 03 de Fevereiro AVISO N.º 01/2017

Publicado no Diário da República, I série, nº 21, de 03 de Fevereiro AVISO N.º 01/2017 Publicado no Diário da República, I série, nº 21, de 03 de Fevereiro AVISO N.º 01/2017 ASSUNTO: REALIZAÇÃO DE INVESTIMENTOS NO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS POR ENTIDADES NÃO RESIDENTES CAMBIAIS Considerando

Leia mais

COMISSÃO DE VENCIMENTOS DA SONAE, SGPS, SA

COMISSÃO DE VENCIMENTOS DA SONAE, SGPS, SA Ex.mo Senhor Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Sonae - SGPS, S.A. Lugar do Espido, Via Norte 4471-909 Maia Ponto n.º 8 A Comissão de Vencimentos propõe à Assembleia Geral que delibere aprovar,

Leia mais

PEC PRODUTOS PECUÁRIOS DE PORTUGAL, S.G.P.S., S.A.

PEC PRODUTOS PECUÁRIOS DE PORTUGAL, S.G.P.S., S.A. PEC PRODUTOS PECUÁRIOS DE PORTUGAL, S.G.P.S., S.A. Sede: Rua General Ferreira Martins, 8, 8.º, Miraflores Algés Matriculada na Conservatória de Registo Comercial de Cascais sob o n.º 9546 Pessoa colectiva

Leia mais

Convite para apresentação de proposta ao abrigo do Acordo Quadro ANCP

Convite para apresentação de proposta ao abrigo do Acordo Quadro ANCP «Empresa» «Morada1» «Cod_Postal» «Localidade» Nossa referência Assunto: Convite para apresentação de proposta ao abrigo do Acordo Quadro ANCP Aquisição de serviços de dados acesso à internet e conectividade

Leia mais

Regulamento do Bradesco Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce. Capítulo I - Do Fundo

Regulamento do Bradesco Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce. Capítulo I - Do Fundo Regulamento do Bradesco Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce Capítulo I - Do Fundo Artigo 1 o ) O Bradesco Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce, doravante denominado Fundo,

Leia mais

OBRIGAÇÕES DE CAIXA FNB Índices 06/08 Instrumento de Captação de Aforro Estruturado Prospecto Informativo da Emissão

OBRIGAÇÕES DE CAIXA FNB Índices 06/08 Instrumento de Captação de Aforro Estruturado Prospecto Informativo da Emissão 1 / 5 OBRIGAÇÕES DE CAIXA FNB Índices 06/08 Instrumento de Captação de Aforro Estruturado Prospecto Informativo da Emissão As obrigações de caixa FNB Índices 06/08 são um Instrumento de Captação de Aforro

Leia mais

SÚMULA DE INFORMAÇÕES CONSTANTES DA ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DE 5 DE ABRIL DE 2017

SÚMULA DE INFORMAÇÕES CONSTANTES DA ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DE 5 DE ABRIL DE 2017 SÚMULA DE INFORMAÇÕES CONSTANTES DA ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DE 5 DE ABRIL DE 2017 Identificação da Sociedade: ( Cimpor ),, com o Número Único de Pessoa Coletiva e de matrícula na Conservatória do Registo

Leia mais

SUPLEMENTO AO DOCUMENTO INFORMATIVO AUMENTO DE CAPITAL POR INCORPORAÇÃO DE RESERVAS

SUPLEMENTO AO DOCUMENTO INFORMATIVO AUMENTO DE CAPITAL POR INCORPORAÇÃO DE RESERVAS BANCO SANTANDER, S.A. Sede social: Paseo de Pereda, 9-12, Santander, Espanha Capital Social: 7.158.316.402,50 euros Registada no Registro Mercantil de Santander - Cantabria H286, F. 64, Livro n.º 5, Ins.

Leia mais

ESTATUTOS GALP ENERGIA, SGPS, S.A.

ESTATUTOS GALP ENERGIA, SGPS, S.A. ESTATUTOS GALP ENERGIA, SGPS, S.A. A crescer com a exploração e produção GALP ENERGIA, SGPS, S.A. CAPÍTULO I Firma, sede, duração e objecto Artigo 1º Firma e Regime 1. A Sociedade adopta a denominação

Leia mais

ANÚNCIO DOS RESULTADOS CONSOLIDADOS EM 2003

ANÚNCIO DOS RESULTADOS CONSOLIDADOS EM 2003 CIMPOR-CIMENTOS DE PORTUGAL, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua Alexandre Herculano, 35 1250-009 LISBOA Capital Social: 672.000.000 Euros Registada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa, sob

Leia mais

Depósito Indexado ( Depósito ), denominado em Euros ( ), pelo prazo de 12 meses (360 dias), não mobilizável antecipadamente.

Depósito Indexado ( Depósito ), denominado em Euros ( ), pelo prazo de 12 meses (360 dias), não mobilizável antecipadamente. Designação Classificação Valorização USD Produto Financeiro Complexo Depósito Indexado Depósito Indexado ( Depósito ), denominado em Euros ( ), pelo prazo de 12 meses (360 dias), não mobilizável antecipadamente.

Leia mais

Lei nº 94/2009, de 1 de Setembro

Lei nº 94/2009, de 1 de Setembro Lei nº 94/2009, de 1 de Setembro Aprova medidas de derrogação do sigilo bancário, bem como a tributação a uma taxa especial dos acréscimos patrimoniais injustificados superiores a 100 000, procedendo a

Leia mais

ANÚNCIO DE LANÇAMENTO DE OFERTA PÚBLICA GERAL E OBRIGATÓRIA DE AQUISIÇÃO DE AÇÕES REPRESENTATIVAS DO CAPITAL SOCIAL DO BANCO BPI, S.A.

ANÚNCIO DE LANÇAMENTO DE OFERTA PÚBLICA GERAL E OBRIGATÓRIA DE AQUISIÇÃO DE AÇÕES REPRESENTATIVAS DO CAPITAL SOCIAL DO BANCO BPI, S.A. CaixaBank, S.A. Sede: Avenida Diagonal, 621 Barcelona Capital Social: 5.981.438.031,00 Matriculada no Registo Comercial de Barcelona com o C.I.F A-08663619 (Oferente) ANÚNCIO DE LANÇAMENTO DE OFERTA PÚBLICA

Leia mais

ASS EMBLEIA GERAL ANUAL PORTUGAL TELECOM, SGPS S.A.

ASS EMBLEIA GERAL ANUAL PORTUGAL TELECOM, SGPS S.A. ASS EMBLEIA GERAL ANUAL PORTUGAL TELECOM, SGPS S.A. 30 de abril de 2014 PROPOSTA DO CONSELHO D E ADMINISTRAÇÃO PONTO 3 DA ORDEM DE TRABALHOS: (Deliberor sobre a proposta de aplicação de resultodo5) Considerando

Leia mais

PLANO DE AQUISIÇÃO DE ACÇÕES PELOS COLABORADORES DA ABB 2016 DOCUMENTO DE DIVULGAÇÃO

PLANO DE AQUISIÇÃO DE ACÇÕES PELOS COLABORADORES DA ABB 2016 DOCUMENTO DE DIVULGAÇÃO PLANO DE AQUISIÇÃO DE ACÇÕES PELOS COLABORADORES DA ABB 2016 DOCUMENTO DE DIVULGAÇÃO 0. Introdução A ABB Ltd. (infra identificada) decidiu implementar um programa de aquisição de acções para os colaboradores

Leia mais

PPR FUTURO. Informações Pré-Contratuais. Plano Poupança Reforma BPN

PPR FUTURO. Informações Pré-Contratuais. Plano Poupança Reforma BPN TIPO DE CLIENTE Particulares, Profissionais Liberais e Empresas. SEGMENTO-ALVO Destina-se a fomentar a poupança para constituição de um complemento de reforma. Direccionado para Clientes com idade inferior

Leia mais

CIMPOR - CIMENTOS DE PORTUGAL SGPS, S.A.

CIMPOR - CIMENTOS DE PORTUGAL SGPS, S.A. CIMPOR - CIMENTOS DE PORTUGAL SGPS, S.A. ESTATUTOS 1/9 CAPITULO I FIRMA, SEDE, OBJECTO ARTIGO PRIMEIRO A sociedade adota a forma de sociedade anónima, a denominação social de CIMPOR - Cimentos de Portugal,

Leia mais

ALTERAÇÃO AO CONTRATO CONSTITUTIVO DO FUNDO DE PENSÕES UNICRE

ALTERAÇÃO AO CONTRATO CONSTITUTIVO DO FUNDO DE PENSÕES UNICRE ALTERAÇÃO AO CONTRATO CONSTITUTIVO DO FUNDO DE PENSÕES UNICRE Contratantes: Primeira : UNICRE - Instituição Financeira de Crédito, S.A., com sede em Lisboa na Av. António Augusto de Aguiar n.º 122, em

Leia mais

Perspectivar os negócios de amanhã

Perspectivar os negócios de amanhã www.pwc.com/pt/tax/ma Perspectivar os negócios de amanhã O impacto das últimas medidas fiscais na actividade de M&A Management 2 PwC Clarificação dos conceitos de gratificação e de carácter regular para

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO PARA AUTORIZAÇÃO DE MODALIDADES AFIM DE JOGOS DE FORTUNA OU AZAR (Aplicável a Entidades com fins lucrativos)

DOCUMENTAÇÃO PARA AUTORIZAÇÃO DE MODALIDADES AFIM DE JOGOS DE FORTUNA OU AZAR (Aplicável a Entidades com fins lucrativos) O Concurso destina-se a todas as pessoas singulares que sejam titulares de um CARTÃO DE DESCONTO IMEDIATO SOLRED Quota-Sócio SLB (cartão de Sócio do SLB com logótipo REPSOL gravado no verso) válido, adiante

Leia mais

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Códigos Tributários ª Edição. Atualização nº 1

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Códigos Tributários ª Edição. Atualização nº 1 Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Códigos Tributários 2017 19ª Edição Atualização nº 1 1 [1] Código do Trabalho CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS Atualização nº 1 ORGANIZAÇÃO BDJUR BIBLIOTECA DIGITAL JURÍDICA EDITOR

Leia mais

Diploma. Define o regime jurídico das sociedades gestoras de participações sociais

Diploma. Define o regime jurídico das sociedades gestoras de participações sociais Diploma Define o regime jurídico das sociedades gestoras de participações sociais Com a publicação do Código das Sociedades Comerciais, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 262/86, de 2 de Setembro, e do Decreto-Lei

Leia mais

REGULAMENTADO SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO. 16 de Dezembro de 2013

REGULAMENTADO SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO. 16 de Dezembro de 2013 SESSÃO ESPECIAL DE MERCADO REGULAMENTADO Apuramento do Resultado da Oferta Pública de Subscrição de 200.000.000 UNIDADES DE PARTICIPAÇÃO Representativas do Fundo de Participação CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO

Leia mais

Condições Gerais

Condições Gerais ÍNDICE Condições Gerais.03 Artigo 1º Definições.03 Artigo 2º Garantias.03 Artigo 3º Capital Garantido.03 Artigo 4º Rendimento Mínimo Garantido.03 Artigo 5º Duração do Contrato.03 Artigo 6º Prémios e Comissões

Leia mais

ESTATUTOS DA ACADEMIA DE LETRAS DE TRÁS-OS-MONTES CAPÍTULO I CONSTITUIÇÃO, DURAÇÃO E SEDE

ESTATUTOS DA ACADEMIA DE LETRAS DE TRÁS-OS-MONTES CAPÍTULO I CONSTITUIÇÃO, DURAÇÃO E SEDE ESTATUTOS DA ACADEMIA DE LETRAS DE TRÁS-OS-MONTES CAPÍTULO I CONSTITUIÇÃO, DURAÇÃO E SEDE Artigo 1º Constituição e denominação É constituída uma associação civil sem fins lucrativos denominada Academia

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA CA NOTA 20

REGULAMENTO DO PROGRAMA CA NOTA 20 REGULAMENTO DO PROGRAMA CA NOTA 20 1. Objectivos O Programa CA Nota 20 é um concurso promovido pela Caixa Central Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo, CRL, contribuinte nº 501 464 301, com sede na

Leia mais

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA ENTRE:

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA ENTRE: CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA ENTRE: ------------------------------------------------------------------------------------------------------- PRIMEIRA CONTRATANTE: ------------------------------------------------------------------------

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA CONTRATO N. 12/2015 REFORÇO DO ESPORÃO DA PRAIA DO SUL - ERICEIRA

CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA CONTRATO N. 12/2015 REFORÇO DO ESPORÃO DA PRAIA DO SUL - ERICEIRA Aos dez dias do mês de Março do ano dois mil e quinze, no edifício dos Paços do Município de Mafra, perante mim, Ana Maria Ferreira Loureiro Pereira Viana Taborda Barata, Licenciada em Direito, Directora

Leia mais

EXTRACTO DA ACTA Nº 21. Aos trinta dias do mês de Maio de dois mil e oito, pelas dezoito horas e trinta

EXTRACTO DA ACTA Nº 21. Aos trinta dias do mês de Maio de dois mil e oito, pelas dezoito horas e trinta EXTRACTO DA ACTA Nº 21 Aos trinta dias do mês de Maio de dois mil e oito, pelas dezoito horas e trinta minutos, reuniu em Assembleia Geral, no Auditório do Estádio José Alvalade, na Rua Professor Fernando

Leia mais

KLABIN S.A. PLANO DE REMUNERAÇÃO VARIÁVEL DE LONGO PRAZO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS

KLABIN S.A. PLANO DE REMUNERAÇÃO VARIÁVEL DE LONGO PRAZO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS 1 KLABIN S.A. PLANO DE REMUNERAÇÃO VARIÁVEL DE LONGO PRAZO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º Os objetivos do Plano da companhia são os seguintes. a) estimular a expansão da Companhia e o atingimento das

Leia mais

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo Designação Classificação Caracterização do Produto Garantia de Capital Caixa Eurovalor maio 2016_PFC Produto Financeiro Complexo Depósito Indexado Depósito indexado não mobilizável antecipadamente, pelo

Leia mais

A associação tem como fim...

A associação tem como fim... ASSOCIAÇÃO Artigo 1.º Denominação, sede e duração 1. A associação, sem fins lucrativos, adopta a denominação, e tem a sede na, freguesia de, concelho de e constitui-se por. 2. A associação tem o número

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL CONVOCATÓRIA

ASSEMBLEIA GERAL CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL CONVOCATÓRIA Sociedade Comercial Orey Antunes, SA. (Sociedade Aberta) Sede: Rua dos Remolares, n.º 14, freguesia de São Paulo, concelho de Lisboa Capital Social: 10.000.000,00 (dez milhões

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL ANUAL CONVOCATÓRIA

ASSEMBLEIA GERAL ANUAL CONVOCATÓRIA BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Praça D. João I, 28 - Porto Capital Social: 3.500.000.000 euros Matriculada na C.R.C. do Porto Número único de matrícula e identificação fiscal 501

Leia mais

UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS

UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS 1 Qual o diploma legal que regula a venda com redução de preços sob a forma de Promoções, Saldos e Liquidação? -

Leia mais

FISCALIDADE DE EMPRESA II

FISCALIDADE DE EMPRESA II FISCALIDADE DE EMPRESA II Questionário Ano 2006 Carlos Manuel Freitas Lázaro 1 1. É tributado como rendimento da categoria B: A) A indemnização paga pela companhia de seguros a empresário em nome individual,

Leia mais