Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana."

Transcrição

1

2 Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana.

3 27.2 Conteúdo: Gênero dissertativo-argumentativo.

4 Habilidade: Reconhecer recursos linguísticos de conexão textual (coesão sequencial) em um texto (D16).

5 REVISÃO LENDO A CHARGE MÉDICOS ESTRANGEIROS...

6 REVISÃO CONSUMINDO CRÍTICA

7 TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO FORMAR OPINIÃO ARGUMENTAR CONVENCER ENCONTRAR SOLUÇÃO

8 ESTRUTURA INTRODUÇÃO TEMA + ARGUMENTOS 1 E 2 DESENVOLVIMENTO CONCLUSÃO ARGUMENTO 1 ARGUMENTO 2 TEMA + ARGUMENTOS + SOLUÇÃO

9 Amor à venda A vitória do capitalismo na Guerra Fria gerou muitas consequências para o mundo, sendo uma delas a competição desenfreada das multinacionais por novos mercados. Um dos principais alvos desse cenário são as crianças, indivíduos facilmente manipuláveis devido a sua pequena capacidade de julgamento crítico. Sua inocência é, dessa forma, cruelmente convertida em lucro, fato que não deve ser permitido nem tolerado.

10 A infância é uma fase de formação e aprendizagem, sendo necessário, portanto, que os bons costumes sejam cultivados. É, também, uma fase em que tudo é novo e interessante. Dessa forma, os produtos apresentados em comerciais inevitavelmente seduzirão meninos e meninas que, por sua vez, passarão a pautar sua felicidade naquilo que podem adquirir.

11 A ausência cada vez maior dos pais na vida dos filhos é outro fator que torna urgente a intervenção do Estado nos meios de comunicação. A presença constante e o carinho paterno são, hoje, raros às crianças e, cientes disso, tentam compensar o desfalque lhes dando tudo o que pedem, desde carrinhos de controle remoto a iphones. Mal sabem que o que estão fazendo é fomentar uma indústria que, aos poucos, aprisiona seus filhos ao materialismo e escraviza-os aos gostos do capitalismo.

12 A proteção das crianças brasileiras quanto às investidas do mercado deve, portanto, ser promovida não apenas pelo Estado, mas também por aqueles que são responsáveis por sua formação. Ao primeiro cabe apresentar projetos de lei que limitem o teor persuasivo das propagandas. Sua aprovação contaria com a aprovação da população. Além disso, disciplinas extras poderiam ser criadas com o respaldo na atual LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação),

13 para que houvesse a conscientização desses 'pequenos cidadãos' no que se refere a problemática do consumo excessivo. Vale ainda citar o papel dos pais, aos quais cabe a importante função de ser um bom exemplo, afinal, a verdadeira felicidade não pode ser mediada por elementos materiais e sim pelo amor.

14 1. (UDESC 2008) Identifique a ordem em que os períodos devem aparecer, para que constituam um texto coeso e coerente. (Texto de Marcelo Marthe: Tatuagem com bobagem. Veja, 05 mar. 2008, p. 86.)

15 I. Elas não são mais feitas em locais precários, e sim em grandes estúdios onde há cuidado com a higiene. II. As técnicas se refinaram: há mais cores disponíveis, os pigmentos são de melhor qualidade e ferramentas como o laser tornaram bem mais simples apagar uma tatuagem que já não se quer mais. III. Vão longe, enfim, os tempos em que o conceito de tatuagem se resumia à velha âncora de marinheiro.

16 IV. Nos últimos dez ou quinze anos, fazer uma tatuagem deixou de ser símbolo de rebeldia de um estilo de vida marginal. Assinale a alternativa que contém a sequência correta, em que os períodos devem aparecer. a) II, I, III, IV b) IV, II, III, I c) IV, I, II, III d) III, I, IV, II e) I, III, II, IV

17 RESUMO DO DIA Competência 5 Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos. Partindo-se de uma proposta de redação que apresenta uma situação-problema, conclui-se que toda a construção da argumentação deve ter como objetivo a apresentação de possíveis soluções para a questão levantada (de preferência na conclusão).

18 A solução deve resultar de uma relação lógica e coerente com os argumentos, opiniões, informações e dados apresentados no desenvolvimento. É aconselhável cautela diante de seu posicionamento a respeito de determinadas questões, por exemplo, o preconceito racial, social e/ou religioso, a prática de tortura ou a apologia à violência de qualquer espécie. Dica: apresentar soluções éticas e que respeitem as diferenças socioculturais.

19 Continuação das produções textuais. Texto 1 Elaborar o desenvolvimento O Brasil Hoje A realidade brasileira deixa claro que nosso país é palco de grandes contradições sociais, culturais e econômicas. A origem disso pode ser procurada, e provavelmente será encontrada, na exploração do Brasil pelas grandes potências, que contavam com o apoio de nossa elite e com a falta de voz ativa de membros favorecidos.

20 Diante de todas essas contradições, de todas as injustiças, os brasileiros precisam parar para se perguntar qual é, de fato, o significado do dia 7 de setembro para nosso país.

1º ANO ENSINO MÉDIO DATA: / /2012

1º ANO ENSINO MÉDIO DATA: / /2012 NOME: 1º ANO ENSINO MÉDIO DATA: / /2012 Prof(a): Silvana B.T. Rett Nº VALOR: NOTA Observações: Nome completo. Não é permitida rasura em questão de múltipla escolha. Permitido apenas caneta azul ou preta.

Leia mais

redação e pleno desenvolvimento do tema, atendendo aos limites Atendimento à proposta de propostos. redação e desenvolvimento do

redação e pleno desenvolvimento do tema, atendendo aos limites Atendimento à proposta de propostos. redação e desenvolvimento do Critérios de Correção de Redação Ensino Médio ENSINO MéDIO TExTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO NÍVEL DE DESPENHO E NOTA CORRESPONDENTE Situações que dificultam a correção da produção textual: letra ilegível

Leia mais

1ª PROVA DE REDAÇÃO MODELO ENEM

1ª PROVA DE REDAÇÃO MODELO ENEM 1ª PROVA DE REDAÇÃO MODELO ENEM - 2016 3ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor: Exame Nacional do Ensino Médio EDUCANDO PARA SEMPRE INSTRUÇÕES 1. A REDAÇÃO SERÁ

Leia mais

REDAÇÃO 3º SIMULADO MODELO ENEM ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR 2º NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor:

REDAÇÃO 3º SIMULADO MODELO ENEM ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR 2º NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor: 3º SIMULADO MODELO ENEM - 2015 3ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR 2º DIA REDAÇÃO EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor: INSTRUÇÕES 1. A REDAÇÃO SERÁ AVALIADA DE

Leia mais

apresenta: REDAÇÃO Receita de Bolo

apresenta: REDAÇÃO Receita de Bolo apresenta: REDAÇÃO Receita de Bolo Seus estão a um passo da sua. A importância da Redação no ENEM É a única área cuja nota varia entre 0 e 1000. A importância da Redação no ENEM É a única área cuja nota

Leia mais

3º SIMULADO MODELO ENEM

3º SIMULADO MODELO ENEM 3º SIMULADO MODELO ENEM - 2016 3ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR REDAÇÃO 2º DIA NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor: Exame Nacional do Ensino Médio EDUCANDO PARA SEMPRE INSTRUÇÕES 1. A REDAÇÃO

Leia mais

TURMA 2304 REDAÇÃO - CONVÊNIO PROFESSORA MARILÉA F. DA ROCHA O ENEM ESTÁ PRÓXIMO, PORTANTO VAMOS RELEMBRAR: As 5 competências.

TURMA 2304 REDAÇÃO - CONVÊNIO PROFESSORA MARILÉA F. DA ROCHA O ENEM ESTÁ PRÓXIMO, PORTANTO VAMOS RELEMBRAR: As 5 competências. TURMA 2304 REDAÇÃO - CONVÊNIO PROFESSORA MARILÉA F. DA ROCHA O ENEM ESTÁ PRÓXIMO, PORTANTO VAMOS RELEMBRAR: As 5 competências Competência 1: demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. Essa competência

Leia mais

Data da entrega: 09/06/2017. COLÉGIO MONJOLO QUIZ N / 2 BIMESTRE. PORTUGUÊS ELIANE Aluno(a): 3ª Série. Conteúdo

Data da entrega: 09/06/2017. COLÉGIO MONJOLO QUIZ N / 2 BIMESTRE. PORTUGUÊS ELIANE Aluno(a): 3ª Série. Conteúdo COLÉGIO MONJOLO QUIZ N 14 2017 / 2 BIMESTRE PORTUGUÊS ELIANE Aluno(a): 3ª Série Conteúdo Data da entrega: 09/06/2017. Coerência A Coerência é a relação lógica das ideias de um texto que decorre da sua

Leia mais

REDAÇÃO I UMA IDEIA NA CABEÇA, UM LÁPIS NA MÃO E MUITO ESFORÇO

REDAÇÃO I UMA IDEIA NA CABEÇA, UM LÁPIS NA MÃO E MUITO ESFORÇO P R O F. E R I VA N F E R N A N D E S REDAÇÃO I UMA IDEIA NA CABEÇA, UM LÁPIS NA MÃO E MUITO ESFORÇO A Redação no ENEM COMPETÊNCIAS DA REDAÇÃO DO ENEM A redação é dividida em cinco aspectos, chamados de

Leia mais

A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO

A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO FATOS SOBRE A PROVA DE REDAÇÃO Todas as redações desenvolvidas no ENEM são avaliadas;

Leia mais

PROFESSORA: CLAUDIA ROSA

PROFESSORA: CLAUDIA ROSA PROFESSORA: CLAUDIA ROSA 1- DEMONSTRAR DOMÍNIO DA MODALIDADE ESCRITA DA LÍNGUA PORTUGUESA; Usar linguagem coloquial não rola Tipo assim, use a norma culta da gramática! 2 COMPREENDER A PROPOSTA DE REDAÇÃO

Leia mais

1º SIMULADO MODELO ENEM

1º SIMULADO MODELO ENEM 1º SIMULADO MODELO ENEM - 2016 3ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR REDAÇÃO 2º DIA NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor: Exame Nacional do Ensino Médio EDUCANDO PARA SEMPRE INSTRUÇÕES 1. A REDAÇÃO

Leia mais

Gabarito - Objetivas 32- D 33- B 34- D 35- C 36- A 37- D 40- A. Padrão de Resposta Biologia Discursiva

Gabarito - Objetivas 32- D 33- B 34- D 35- C 36- A 37- D 40- A. Padrão de Resposta Biologia Discursiva 1- A 2- C 3- B 4- C 5- E 6- B 7- E 8- B 9- A 10- B 11- C 12- E 13- A 14- E 15- B 16- E 17- C 18- E 19- B 20- D Gabarito - Objetivas 21- A 22- C 23- C 24- D 25- B 26- D 27- E 28- D 29- E 30- C 31- B 32-

Leia mais

Gabarito - Objetivas 32- D 33- B 34- D 35- C 36- A 37- D 40- A. Padrão de Resposta Biologia Discursiva

Gabarito - Objetivas 32- D 33- B 34- D 35- C 36- A 37- D 40- A. Padrão de Resposta Biologia Discursiva 1- A 2- C 3- B 4- C 5- E 6- B 7- E 8- B 9- A 10- B 11- C 12- E 13- A 14- E 15- B 16- E 17- C 18- E 19- B 20- D Gabarito - Objetivas 21- A 22- C 23- C 24- D 25- B 26- D 27- E 28- D 29- E 30- C 31- B 32-

Leia mais

Gabarito - Objetivas. Padrão de Resposta Biologia Discursiva

Gabarito - Objetivas. Padrão de Resposta Biologia Discursiva 1- D 2- B 3- D 4- D 5- B 6- A 7- C 8- C 9- D 10- A 11- E 12- B 13- B 14- A 15- D 16- C 17- E 18- C 19- C 20- A Gabarito - Objetivas 21- B 22- C 23- E 24- C 25- E 26- A 27- B 28- B 29- C 30- C 31- A 32-

Leia mais

Mapeamento dos Critérios de Correção de Redação e correspondência com Matrizes de Referência para Avaliação

Mapeamento dos Critérios de Correção de Redação e correspondência com Matrizes de Referência para Avaliação Mapeamento dos e correspondência com Para cada aspecto avaliado há uma ou mais habilidades correspondentes das Matrizes que o aluno precisa desenvolver Para desenvolver a competência escritora: o Crie

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

ELEMENTOS DE TEXTUALIDADE

ELEMENTOS DE TEXTUALIDADE ELEMENTOS DE TEXTUALIDADE NOÇÃO DE TEXTO Texto ou discurso é uma ocorrência linguística falada ou escrita, de qualquer extensão. Para ser considerada um texto, uma ocorrência linguística precisa ser percebida

Leia mais

TEMPO DE DURAÇÃO: 1h. Obrigatória entrega no final da aula. PROPOSTA DE REDAÇÃO

TEMPO DE DURAÇÃO: 1h. Obrigatória entrega no final da aula. PROPOSTA DE REDAÇÃO SIMULADO PRESENCIAL ENEM 2010 TEMPO DE DURAÇÃO: 1h. Obrigatória entrega no final da aula. PROPOSTA DE REDAÇÃO Com base na leitura dos textos motivadores e nos conhecimentos construídos ao longo de sua

Leia mais

Prof. Ms. Renato Dering

Prof. Ms. Renato Dering Prof. Ms. Renato Dering A Redação é o primeiro critério de desempate na hora de escolher as Universidades e cursos superiores; A segunda forma de desempate é a prova de Linguagens; Tirar menos de 450 pontos

Leia mais

ROTEIRO DE REDAÇÃO. Professor da Disciplina: Mª Cristina Peixoto Data: / /2017 2º TRIMESTRE Aluno (a): Nº: Nota:

ROTEIRO DE REDAÇÃO. Professor da Disciplina: Mª Cristina Peixoto Data: / /2017 2º TRIMESTRE Aluno (a): Nº: Nota: ROTEIRO DE REDAÇÃO Professor da Disciplina: Mª Cristina Peixoto Data: / /2017 2º TRIMESTRE Aluno (a): Nº: Nota: 9º ano [A ] [B] Ensino Médio Período: Matutino Conteúdo: Artigo de opinião O que é o artigo

Leia mais

A introdução é o 'cartão de visitas' da sua redação. Logo, além de apresentar a tese a ser defendida, ela deverá conter um toque a mais de

A introdução é o 'cartão de visitas' da sua redação. Logo, além de apresentar a tese a ser defendida, ela deverá conter um toque a mais de A introdução é o 'cartão de visitas' da sua redação. Logo, além de apresentar a tese a ser defendida, ela deverá conter um toque a mais de criatividade, pois é essa criatividade que irá prender a atenção

Leia mais

Redação Profa. Raquel

Redação Profa. Raquel Aula Enem 2016 Redação Profa. Raquel O que sua dissertação deve apresentar: DISSERTAÇÃO Como você que será avaliado(a)? Competência 1 NORMA Demonstrar CULTA domínio da modalidade escrita formal da Língua

Leia mais

Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo

Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo Caro Aluno, Oficina inaugural de produção textual Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo Esta oficina tem como objetivo geral criar a oportunidade para ter o primeiro

Leia mais

tese tema argumentos TEMA TESE ARGUMENTOS

tese tema argumentos TEMA TESE ARGUMENTOS Defesa de uma tese, de uma opinião a respeito do tema proposto, apoiada em argumentos consistentes estruturados de forma coerente e coesa, de modo a formar uma unidade textual. Seu texto deverá ser redigido

Leia mais

5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Ortografia e Produção de Texto Nome:

5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Ortografia e Produção de Texto Nome: 5 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Ortografia e Produção de Texto Nome: Leia este texto e resolva as questões 1 e 2. PÉS NO CHÃO Dos problemas que afligem o Brasil, a educação é o primeiro

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE GRADUACÃO Curso Semestral Disciplina DIREITOS DIFUSOS E COLETIVOS - TUTELAS COLETIVAS. Código 120 Curso Graduação

PLANO DE ENSINO DE GRADUACÃO Curso Semestral Disciplina DIREITOS DIFUSOS E COLETIVOS - TUTELAS COLETIVAS. Código 120 Curso Graduação DE GRADUACÃO Curso Semestral Disciplina DIREITOS DIFUSOS E COLETIVOS - TUTELAS COLETIVAS Código 120 Curso Graduação Período 9º PERÍODO Turma (s) A B - D Carga Horária 32 horas relógio 39 horas-aula Eixo

Leia mais

NOÇÕES DE TEXTO/DISCURSO ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO PROFA. MS. ANA HELENA R. FIAMENGUI

NOÇÕES DE TEXTO/DISCURSO ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO PROFA. MS. ANA HELENA R. FIAMENGUI NOÇÕES DE TEXTO/DISCURSO ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO PROFA. MS. ANA HELENA R. FIAMENGUI O QUE É UM TEXTO? PORTANTO ENTENDE-SE QUE O CLIMA É DESCONTROLADO POR CAUSA DO

Leia mais

PALESTRA SOBRE REDAÇÃO DO ENEM

PALESTRA SOBRE REDAÇÃO DO ENEM PALESTRA SOBRE REDAÇÃO DO ENEM Profa. Íris Cristine Odízio - O EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO. - REDAÇÃO. HISTÓRIA DO EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado

Leia mais

SITUAÇÃO DE USO Escolha de atividades físicas e aconselhamento e discussão sobre elas.

SITUAÇÃO DE USO Escolha de atividades físicas e aconselhamento e discussão sobre elas. UNIDADE: Quero perder uns quilinhos / Brasil SITUAÇÃO DE USO Escolha de atividades físicas e aconselhamento e discussão sobre elas. EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM - Reconhecer o recurso argumentação em propagandas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS DISPONÍVEIS/2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS DISPONÍVEIS/2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS DISPONÍVEIS/015 I ADEQUAÇÃO A- ao tema = 0 a pontos B- à leitura da coletânea =

Leia mais

E.E. SENADOR LUIZ NOGUEIRA MARTINS ATPC 04 DE AGOSTO 2017 PC: ANA LUCIA FAZANO PARTE 1

E.E. SENADOR LUIZ NOGUEIRA MARTINS ATPC 04 DE AGOSTO 2017 PC: ANA LUCIA FAZANO PARTE 1 3º Bimestre 2º Bimestre 1º Bimestre E.E. SENADOR LUIZ NOGUEIRA MARTINS Relação entre as Habilidades Previstas no Currículo do Estado de São Paulo e as Habilidades Previstas na Matriz de Referência do SARESP

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa 200 160 120 GRADE DE CORREÇÃO DO ENEM Demonstra excelente

Leia mais

CRITÉRIOS DE CORREÇÃO DA PROVA DE REDAÇÃO PARA O CURSO LETRAS LIBRAS. I ADEQUAÇÃO Adequação ao tema

CRITÉRIOS DE CORREÇÃO DA PROVA DE REDAÇÃO PARA O CURSO LETRAS LIBRAS. I ADEQUAÇÃO Adequação ao tema UFG/CS PS/011-1 RESPOSTAS ESPERADAS OFICIAIS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO DA PROVA DE REDAÇÃO PARA O CURSO LETRAS LIBRAS I ADEQUAÇÃO (SERÁ CONSIDERADO O USO DE LÍNGUA PORTUGUESA COMO SEGUNDA LÍNGUA) A- ao tema

Leia mais

Interculturalidade no ensino de línguas: uma análise do programa inglês sem fronteiras

Interculturalidade no ensino de línguas: uma análise do programa inglês sem fronteiras Interculturalidade no ensino de línguas: uma análise do programa inglês sem fronteiras Prof.Dra.Giselda Costa - giseldacosta@ifpi.edu.br Profa.Ms. Selma Cardoso selmacardoso@ifpi.edu.br Percurso da Apresentação

Leia mais

Não considerada: 0 pontos Precário: 40 pontos Insuficiente: 80 pontos Mediano: 120 pontos Bom: 160 pontos Ótimo: 200 pontos

Não considerada: 0 pontos Precário: 40 pontos Insuficiente: 80 pontos Mediano: 120 pontos Bom: 160 pontos Ótimo: 200 pontos Competências ENEM Antes de relacionarmos as cinco competências do ENEM, esclarecemos que a prova de redação vale 1000 pontos no total (dividindo esse valor entre os 5 aspectos, cada um deles tem peso de

Leia mais

AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO HETEROGÊNEO

AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO HETEROGÊNEO ISSN: 1981-3031 AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO HETEROGÊNEO ¹Iris Conceição da Silva ²Marcela Querino da Silva ³Veridiana Querino da Silva RESUMO O presente artigo tem a intenção

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO MARANHÃO

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO MARANHÃO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO MARANHÃO DECISÃO DOS RECURSOS (INFRARRELACIONADOS) I DOS RECURSOS Trata-se de recursos interpostos pelos candidatos infrarrelacionados concorrentes aos cargos disponibilizados,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Médio Etec Etec: PROFESSORA NAIR LUCCAS RIBEIRO Código: 156 Município: TEODORO SAMPAIO Área de conhecimento: Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias Componente

Leia mais

PROPOSTA DE REDAÇÃO PARA A CATEGORIA 5.ª E 6.ª SÉRIES/ 6.º E 7.º ANOS. Videogame: permitir ou proibir?

PROPOSTA DE REDAÇÃO PARA A CATEGORIA 5.ª E 6.ª SÉRIES/ 6.º E 7.º ANOS. Videogame: permitir ou proibir? PROPOSTA DE REDAÇÃO PARA A CATEGORIA 5.ª E 6.ª SÉRIES/ 6.º E 7.º ANOS TEXTO MOTIVADOR Videogame: permitir ou proibir? Por mais que os pais procurem proibir ou limitar o uso de videogames, esses eletrônicos

Leia mais

CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO X INGRESSO NA EDUCAÇÃO SUPERIOR

CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO X INGRESSO NA EDUCAÇÃO SUPERIOR CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO X INGRESSO NA EDUCAÇÃO SUPERIOR MARIA ESTER GALVÃO CARVALHO PRESIDENTE DO CEE-GO FÓRUM NACIONAL DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO TERESINA-PI, JUNHO DE 2016 ... Mire veja: o

Leia mais

Sugestão de Atividade / Redação / 8ª Série (9ºAno)

Sugestão de Atividade / Redação / 8ª Série (9ºAno) Sugestão de Atividade / Redação / 8ª Série (9ºAno) COMPONENTE CURRICULAR: Redação INTERDISCIPLINARIDADE: Língua Portuguesa SÉRIE: 8ª Série / 9º Ano CONTEÚDOS: Eixo Temático IV: 01: Produção de Textos Eixo

Leia mais

COMPETÊNCIAS INSTRUMENTOS / PROCESSOS PESOS / % DOMÍNIO COGNITIVO. Compreensão/Expressão oral

COMPETÊNCIAS INSTRUMENTOS / PROCESSOS PESOS / % DOMÍNIO COGNITIVO. Compreensão/Expressão oral Agrupamento de Escolas Poeta António Aleixo Escola Secundária Poeta António Aleixo CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO ANO LETIVO 2016 / 2017 Departamento de Línguas - Grupo 300 Cursos Científico-Humanísticos

Leia mais

A CONSTITUIÇÃO DO PARÁGRAFO:

A CONSTITUIÇÃO DO PARÁGRAFO: A CONSTITUIÇÃO DO PARÁGRAFO: Olá a todos! Vamos assistir a uma Apresentação da Profa. Dra. Marcela Silvestre sobre a Constituição do Parágrafo. Ao final desta espera-se que você aprenda sobre a construção

Leia mais

BERÇARISTA. CURSO 180h: CURSO 260h:

BERÇARISTA. CURSO 180h: CURSO 260h: ARTES ENSINO FUNDAMENTAL Histórico do ensino da arte no brasil. Educação por meio da arte. Histórico do ensino da arte no brasil. Educação por meio da arte. Artes e educação, concepções teóricas. Histórico

Leia mais

Aula inaugural de redação Manual de Redação Ensino Fundamental e Médio Modalidade Presencial

Aula inaugural de redação Manual de Redação Ensino Fundamental e Médio Modalidade Presencial Aula inaugural de redação Manual de Redação Ensino Fundamental e Médio 1. Objetivos/Habilidades: Conhecer a estrutura e a organização do tipo textual que será cobrado no processo de avaliação do Ensino

Leia mais

EAD- 622 FUNDAMENTOS DE CIÊNCIAS SOCIAIS O PROCESSO DE SOCIALIZAÇÃO

EAD- 622 FUNDAMENTOS DE CIÊNCIAS SOCIAIS O PROCESSO DE SOCIALIZAÇÃO EAD- 622 FUNDAMENTOS DE CIÊNCIAS SOCIAIS O PROCESSO DE SOCIALIZAÇÃO Prof. André Fischer Monitora: Veronica PROCESSOS SOCIAIS Ser humano é um ser que interage (influência entre indivíduos) Interação cria

Leia mais

Alvorada/RS MANUAL DE REDAÇÃO

Alvorada/RS MANUAL DE REDAÇÃO Alvorada/RS MANUAL DE REDAÇÃO O TEXTO DISSERTATIVO O que é dissertar? I. Expor um assunto, esclarecendo as verdades que o envolvem, discutindo a problemática que nele reside; II. Defender princípios, tomando

Leia mais

GRUPO 1 GRUPO 2 GRUPOS 3e4

GRUPO 1 GRUPO 2 GRUPOS 3e4 GRUPO 1 GRUPO GRUPOS 3e UFG/CS RESPOSTAS ESPERADAS OFICIAIS GRUPO I ADEQUAÇÃO A-ao tema = 0 a pontos B-à leitura da coletânea = 0 a pontos C-ao gênero textual = 0 a pontos D-à modalidade = 0 a pontos CRITÉRIOS

Leia mais

Exercícios Gerais de Escrita - Coesão e Coerência, Parágrafo e Argumentação

Exercícios Gerais de Escrita - Coesão e Coerência, Parágrafo e Argumentação Exercícios Gerais de Escrita - Coesão e Coerência, Parágrafo e Argumentação Exercícios Gerais de Escrita - Coesão e Coerência, Parágrafo e Argumentação 1. Complete o texto abaixo, com as palavras destacadas,

Leia mais

Plano de ensino: CONTEÚDO, METODOLOGIA E PRÁTICA DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO, METODOLOGIA E PRÁTICA DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA

Plano de ensino: CONTEÚDO, METODOLOGIA E PRÁTICA DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO, METODOLOGIA E PRÁTICA DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA Plano de ensino: CONTEÚDO, METODOLOGIA E PRÁTICA DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA Título Contextualização Ementa Objetivos gerais CONTEÚDO, METODOLOGIA E PRÁTICA DE ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA A língua portuguesa,

Leia mais

Do lugar de cada um, o saber de todos nós 5 a - edição COMISSÃO JULGADORA orientações para o participante

Do lugar de cada um, o saber de todos nós 5 a - edição COMISSÃO JULGADORA orientações para o participante Do lugar de cada um, o saber de todos nós 5 a - edição - 2016 COMISSÃO JULGADORA orientações para o participante Caro(a) participante da Comissão Julgadora da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo

Leia mais

ÉTICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA. PROFa. DRA. CARLA GIANI MARTELLI UNESP- FCL- ARARAQUARA

ÉTICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA. PROFa. DRA. CARLA GIANI MARTELLI UNESP- FCL- ARARAQUARA ÉTICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA PROFa. DRA. CARLA GIANI MARTELLI UNESP- FCL- ARARAQUARA VALORIZAÇÃO DA ÉTICA Clamor social por mais ética Padrões éticos e morais mais rigorosos no mundo todo Poderia existir

Leia mais

Secretaria Municipal de Educação

Secretaria Municipal de Educação Processo Seletivo (edital 002/2006) Caderno de Prova Redação e Conhecimentos Gerais Conhecimentos Gerais Conhecimentos Gerais Dia: 19 de novembro de 2006 Horário de início: 8:30 h Duração: 3 horas (para

Leia mais

PROVA DE REDAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA

PROVA DE REDAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA PROVA DE REDAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUÇÕES GERAIS 1 - O texto a ser elaborado deve conter, no máximo, 30 (trinta) linhas. 2 - A variante lingüística a ser utilizada é o padrão culto formal. 3 - Na

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA Motivos para atribuir nota zero à redação: Fuga total ao tema; Não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa; Texto com até 7 (sete)

Leia mais

REDAÇÃO OFICIAL PLANO DE CURSO

REDAÇÃO OFICIAL PLANO DE CURSO REDAÇÃO OFICIAL PLANO DE CURSO Sumário 1. INFORMAÇÕES GERAIS... 2 2. EMENTA... 2 3. OBJETIVO... 3 4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO... 3 5. PROPOSTA METODOLÓGICA... 4 6. PROPOSTA AVALIATIVA... 5 7. APROVAÇÃO E

Leia mais

Informação-Prova de Equivalência à Frequência COMPONENTE ESCRITA

Informação-Prova de Equivalência à Frequência COMPONENTE ESCRITA Agrupamento de Escolas do Viso Porto Prova de Equivalência à Frequência Francês (LE II) Prova 16 3º- Ciclo do Ensino Básico Informação-Prova de Equivalência à Frequência Tipo de Prova: Escrita e Oral Duração:

Leia mais

A dissertação escolar no ENEM. Professor Rógi

A dissertação escolar no ENEM. Professor Rógi A dissertação escolar no ENEM Professor Rógi Rógi Almeida Formação: Letras Português UFPI/ULBRA 18 anos de experiência em Leitura e Produção Textual; Experiência em textos voltados para o ENEM (competências

Leia mais

SIMULADO 3º Ano G2 PROPOSTA DE REDAÇÃO. Texto I. Como ter saúde mental e física. Texto II

SIMULADO 3º Ano G2 PROPOSTA DE REDAÇÃO. Texto I. Como ter saúde mental e física. Texto II PROPOSTA DE A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre

Leia mais

Aulas 5 e 6 / 28 e 30 de março

Aulas 5 e 6 / 28 e 30 de março Aulas 5 e / 8 e 30 de março 1 Notação de soma e produto Como expressar a seguinte soma de uma maneira mais concisa? 1 + + 3 3 + + 10? Note que as parcelas são semelhantes, e que a única coisa que varia

Leia mais

Concurso de Redação São Francisco de Sales

Concurso de Redação São Francisco de Sales Concurso de Redação São Francisco de Sales 1. Tema O Colégio Salesiano Nossa Senhora da Vitória promove o 1º Concurso Interno de Redação Francisco de Sales com o tema: A nossa preocupação como Meio Ambiente,

Leia mais

REDAÇÃO PLANO DE CURSO

REDAÇÃO PLANO DE CURSO REDAÇÃO PLANO DE CURSO Sumário 1. INFORMAÇÕES GERAIS... 2 2. EMENTA... 2 3. OBJETIVO... 3 4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO... 3 5. PROPOSTA METODOLÓGICA... 4 6. PROPOSTA AVALIATIVA... 5 7. APROVAÇÃO E REQUISITO

Leia mais

CONTAR UMA HISTÓRIA É DAR UM PRESENTE DE AMOR.

CONTAR UMA HISTÓRIA É DAR UM PRESENTE DE AMOR. CONTAR UMA HISTÓRIA É DAR UM PRESENTE DE AMOR. LEWIS CARROL Elaborado pelas assessoras Patrícia Ribeiro e Rosinara Nascimento, em 2011, nas oficinas pedagógicas para as educadoras, ocorridas nas Livrarias

Leia mais

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA METODOLOGIA DE PESQUISA E ESCRITA CIENTÍFICA

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA METODOLOGIA DE PESQUISA E ESCRITA CIENTÍFICA METODOLOGIA DE PESQUISA E ESCRITA CIENTÍFICA PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA O QUE É METODOLOGIA DE PESQUISA E ESCRITA CIENTÍFICA? Elaborar um trabalho científico exige método. Daí o significado da palavra

Leia mais

PROPOSTA DE REDAÇÃO. Onda de Refugiados na Europa

PROPOSTA DE REDAÇÃO. Onda de Refugiados na Europa MARATONA DE ESTUDOS PROPOSTA DE REDAÇÃO Onda de Refugiados na Europa Refugiado é toda a pessoa que, em razão de fundados temores de perseguição devido a sua raça, religião, nacionalidade, associação a

Leia mais

REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR

REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR NORMA 1: 1) Domínio da norma padrão da língua portuguesa; Concordância verbo-nominal; Regência verbo-nominal; Acentuação; Ortografia; Pontuação; Flexão

Leia mais

Onde se lê: O processo classificatório será constituído por uma prova de Redação.

Onde se lê: O processo classificatório será constituído por uma prova de Redação. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROCESSO SELETIVO CONCURSO VESTIBULAR EAD - UAB/UFSM (2º Semestre) EDITAL N. 042/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL 040/2016

Leia mais

DATA: 26 / 09 / 2014 II ETAPA AVALIAÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE REDAÇÃO E EXPRESSÃO 1.º ANO/EM

DATA: 26 / 09 / 2014 II ETAPA AVALIAÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE REDAÇÃO E EXPRESSÃO 1.º ANO/EM SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 6 / 9 / UNIDADE: II ETAPA AVALIAÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE REDAÇÃO E EXPRESSÃO.º ANO/EM ALUNO(A): Nº: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

PRODUÇÃO DE TEXTO RECUPERAÇÃO ROTEIRO E TRABALHO

PRODUÇÃO DE TEXTO RECUPERAÇÃO ROTEIRO E TRABALHO PRODUÇÃO DE TEXTO RECUPERAÇÃO ROTEIRO E TRABALHO ANO: 9º TURMAS: A B C D E ETAPA: 1ª DATA: /05/2017 PROFESSORAS: RAQUEL MARIA VALOR: 3,0 PONTOS ALUNO(A): Nº: NOTA: I INTRODUÇÃO Este roteiro tem como objetivo

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE ITENS E QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE ITENS E QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE ITENS E QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA Resumo esquemático do Guia de Elaboração e Revisão de Questões e Itens de Múltipla Escolha, da Secretaria de Estado de Educação de Minas

Leia mais

CURSO PRÁTICO DE GESTÃO

CURSO PRÁTICO DE GESTÃO +351 21 00 33 892 CURSO PRÁTICO DE GESTÃO Código da Formação: 1660614 Preço: 1995 (+iva) Preço para particulares: 1535 Duração: 6 dias - 42 horas Local: LISBOA INSCREVA-SE LISBOA 1 até 31 Maio 2017 1 até

Leia mais

VERSÃO DE TRABALHO. Exame Final Nacional de Inglês Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade Continuação bienal

VERSÃO DE TRABALHO. Exame Final Nacional de Inglês Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade Continuação bienal Exame Final Nacional de Inglês Prova 0.ª Fase Ensino Secundário 07.º Ano de Escolaridade Continuação bienal Decreto-Lei n.º 9/0, de de julho Critérios de Classificação 8 Páginas Prova 0/.ª F. CC Página

Leia mais

ENEM PROVA DE REDAÇÃO

ENEM PROVA DE REDAÇÃO ENEM PROVA DE REDAÇÃO EVOLUÇÃO DE TEMAS 1998 VIVER E APRENDER 1999 - CIDADANIA E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 2000 DIRETIOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE: COMO ENFRENTAR ESSE DESAFIIO NACIONAL? 2001 DESENVOLVIMENTO

Leia mais

CURSO DE REDAÇÃO. Alexandre Linares Ana Paula Dibbern

CURSO DE REDAÇÃO. Alexandre Linares Ana Paula Dibbern CURSO DE REDAÇÃO Alexandre Linares alexandrelinares@gmail.com Ana Paula Dibbern apdibbern@gmail.com A redação pode mudar a sua vida

Leia mais

Colégio Valsassina. Modelo pedagógico do jardim de infância

Colégio Valsassina. Modelo pedagógico do jardim de infância Colégio Valsassina Modelo pedagógico do jardim de infância Educação emocional Aprendizagem pela experimentação Educação para a ciência Fatores múltiplos da inteligência Plano anual de expressão plástica

Leia mais

REDAÇÃO. Professor Moacir Cabral

REDAÇÃO. Professor Moacir Cabral REDAÇÃO Professor Moacir Cabral Redação (redigir/escrever): ação ou resultado de escrever com ordem e método. Tipos de texto: Narrativo Descritivo Dissertativo Qualidades fundamentais do texto Clareza:

Leia mais

CONSTRUINDO UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA SOBRE NÚMEROS COMPLEXOS POR MEIO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS

CONSTRUINDO UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA SOBRE NÚMEROS COMPLEXOS POR MEIO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS CONSTRUINDO UMA SEQUÊNCIA DIDÁTICA SOBRE NÚMEROS COMPLEXOS POR MEIO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS Fernando Valério Ferreira de Brito fernandobrito500@gmail.com Ewerton Roosewelt Bernardo da Silva e.roosewelt@hotmail.com

Leia mais

OBJETIVOS DESENVOLVIMENTO

OBJETIVOS DESENVOLVIMENTO Entidade Mantenedora: SEAMB Sociedade Espírita Albertino Marques Barreto CNPJ:16.242.620/ 0001-77 Educação Infantil: Jardim I II Unidade Sequência nº 01 Período: 19 a 23/05/2014 Tema Transversal Norteador:

Leia mais

DATA: 15 / 04 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE REDAÇÃO E EXPRESSÃO 1.º ANO/EM ALUNO(A): Nº: TURMA: PROPOSTA DE REDAÇÃO

DATA: 15 / 04 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE REDAÇÃO E EXPRESSÃO 1.º ANO/EM ALUNO(A): Nº: TURMA: PROPOSTA DE REDAÇÃO SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: / 0 / 06 UNIDADE: I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE REDAÇÃO E EXPRESSÃO.º ANO/EM ALUNO(A): Nº: TURMA: PROFESSOR (A): VALOR:

Leia mais

Projeto 1000 no Enem. Conclusão. Bruna Camargo (67) (Aulas particulares)

Projeto 1000 no Enem. Conclusão. Bruna Camargo (67) (Aulas particulares) Projeto 1000 no Enem Conclusão OBSERVAÇÕES IMPORTANTES: Nas dissertações, a conclusão é a parte final que condensa os pontos centrais da discussão, inclusive o posicionamento apresentado na tese. A conclusão

Leia mais

PRÁTICAS PIBID: O TRABALHO COM O TEXTO DISSERTATIVO- ARGUMENTATIVO EM SALA DE AULA

PRÁTICAS PIBID: O TRABALHO COM O TEXTO DISSERTATIVO- ARGUMENTATIVO EM SALA DE AULA PRÁTICAS PIBID: O TRABALHO COM O TEXTO DISSERTATIVO- ARGUMENTATIVO EM SALA DE AULA PEREIRA, Ana Paula. (anapaulapereiraamo@gmail.com) FERNANDES, Cibele de Lima. (cibelelima40@gmail.com) BEZERRA, Daniela

Leia mais

O GÊNERO DISSERTATIVO ARGUMENTANTIVO NO ENSINO FUNDAMENTAL II UMA EXPERIÊNCIA VIVENCIADA EM SALA DE AULA COM O PIBID

O GÊNERO DISSERTATIVO ARGUMENTANTIVO NO ENSINO FUNDAMENTAL II UMA EXPERIÊNCIA VIVENCIADA EM SALA DE AULA COM O PIBID O GÊNERO DISSERTATIVO ARGUMENTANTIVO NO ENSINO FUNDAMENTAL II UMA EXPERIÊNCIA VIVENCIADA EM SALA DE AULA COM O PIBID Eliane Gomes da Silva (Autor) 1 ; Maria Verônica Sousa Cavalcante (Co-autor) 2 ; Marinaldo

Leia mais

Competências globais a serem adquiridas na série

Competências globais a serem adquiridas na série PLANO DE ENSINO - 2016 Disciplina: Língua Portuguesa 9º ANO Professor: Ricardo Andrade Competências globais a serem adquiridas na série.fundamentar uma aprendizagem significativa, desenvolvendo múltiplas

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA Samantha Carla e Igor Dessoles GÊNERO: CARTA DO LEITOR

SEQUÊNCIA DIDÁTICA Samantha Carla e Igor Dessoles GÊNERO: CARTA DO LEITOR SEQUÊNCIA DIDÁTICA Samantha Carla e Igor Dessoles GÊNERO: CARTA DO LEITOR INTRODUÇÃO O gênero discursivo escolhido para o trabalho com a turma de ensino médio 2º Ano B, no turno noturno da E. E. Berilo

Leia mais

PCI CONCURSOS 2016: Abertos, Previstos

PCI CONCURSOS 2016: Abertos, Previstos PCI CONCURSOS 2016: Abertos, Previstos A PCI Concursos é um dos sites mais conceituados quando o assunto são concursos públicos, por isso, se você quer saber de tudo que acontece, quais concursos vão abrir,

Leia mais

LINGUAGEM E ARGUMENTAÇÃO JURÍDICA

LINGUAGEM E ARGUMENTAÇÃO JURÍDICA AULA 20 PG 1 Este material é parte integrante da disciplina Linguagem e Argumentação Jurídica oferecido pela UNINOVE. O acesso às atividades, as leituras interativas, os exercícios, chats, fóruns de discussão

Leia mais

Vestibular ª Fase REDAÇÃO. Aguarde a autorização para abrir o caderno e iniciar a prova

Vestibular ª Fase REDAÇÃO. Aguarde a autorização para abrir o caderno e iniciar a prova Vestibular 2008 1ª Fase REDAÇÃO Instruções Gerais: Aguarde a autorização para abrir o caderno e iniciar a prova No dia de hoje (11/11), você deverá elaborar uma Redação e responder as questões de Língua

Leia mais

5 Maneiras Top Para Ganhar Dinheiro com Marketing Digital

5 Maneiras Top Para Ganhar Dinheiro com Marketing Digital 5 Maneiras Top Para Ganhar Dinheiro com Marketing Digital Introdução Este ebook foi criado com intenção de ajudar todos que estão iniciando no marketing digital, é 100% gratuito e não pode ser vendido

Leia mais

PÔSTER/BANNER - ANÁLISE LINGUÍSTICA: UM NOVO OLHAR, UM OUTRO OBJETO. HÁ PRECONCEITO LINGUÍSTICO EM SEU ENTORNO SOCIAL?

PÔSTER/BANNER - ANÁLISE LINGUÍSTICA: UM NOVO OLHAR, UM OUTRO OBJETO. HÁ PRECONCEITO LINGUÍSTICO EM SEU ENTORNO SOCIAL? PÔSTER/BANNER - ANÁLISE LINGUÍSTICA: UM NOVO OLHAR, UM OUTRO OBJETO. HÁ PRECONCEITO LINGUÍSTICO EM SEU ENTORNO SOCIAL? ELAINE HELENA NASCIMENTO DOS SANTOS O objetivo deste trabalho é discutir sobre o preconceito

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO

COMO ELABORAR UM ARTIGO COMO ELABORAR UM ARTIGO Jaqueline C. Bueno 1 Resumo Nosso objetivo é detalhar os passos na elaboração de um artigo acadêmico. Utilizaremos a NBR 6022 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)

Leia mais

ANEXO I. Conhecer e usar língua(s) estrangeira(s) moderna(s) como instrumento de acesso a informações e a outras culturas e grupos sociais.

ANEXO I. Conhecer e usar língua(s) estrangeira(s) moderna(s) como instrumento de acesso a informações e a outras culturas e grupos sociais. ANEXO I I. EIXOS COGNITIVOS a) Dominar linguagens: dominar a norma culta da Língua Portuguesa e fazer uso das linguagens matemática, artística e científica e das línguas espanhola e inglesa. b) Compreender

Leia mais

Nesse artigo falaremos sobre: Tipos de Riscos. Aprenda a fazer análise de riscos com o método William T. Fine

Nesse artigo falaremos sobre: Tipos de Riscos. Aprenda a fazer análise de riscos com o método William T. Fine Este conteúdo faz parte da série: Gestão de Riscos Ver 2 posts dessa série Nesse artigo falaremos sobre: Tipos de Riscos Como fazer análise de riscos Como o método William T. Fine pode te ajudar ainda

Leia mais

SUGESTÕES PARA ESCREVER MELHOR

SUGESTÕES PARA ESCREVER MELHOR SUGESTÕES PARA ESCREVER MELHOR Trueffelpix / Shutterstock.com A MELHOR MANEIRA DE APRIMORAR A ESCRITA É... ESCREVENDO! Nas telas seguintes você conhecerá algumas estratégias interessantes para desenvolver

Leia mais

Introdução 1 Língua, Variação e Preconceito Linguístico 1 Linguagem 2 Língua 3 Sistema 4 Norma 5 Português brasileiro 6 Variedades linguísticas 6.

Introdução 1 Língua, Variação e Preconceito Linguístico 1 Linguagem 2 Língua 3 Sistema 4 Norma 5 Português brasileiro 6 Variedades linguísticas 6. Introdução 1 Língua, Variação e Preconceito Linguístico 1 Linguagem 2 Língua 3 Sistema 4 Norma 5 Português brasileiro 6 Variedades linguísticas 6.1 Padrão vs. não padrão 6.2 Variedades sociais 6.3 Classificação

Leia mais

MATERIAIS PARA PROFESSORES, PAIS E FILHOS

MATERIAIS PARA PROFESSORES, PAIS E FILHOS Nível de competência B2 Oficina de escrita (Adaptada de Materiais para o Novo Programa de Português do Ensino Básico SD3_Ano7_FT03) Vai propor a aquisição de novas obras para a biblioteca escolar. Comece

Leia mais

O uso da reportagem na aula de redação: o relato de uma experiência no Projeto Alternativa Cidadã

O uso da reportagem na aula de redação: o relato de uma experiência no Projeto Alternativa Cidadã O uso da reportagem na aula de redação: o relato de uma experiência no Projeto Alternativa Cidadã O presente artigo relata a experiência realizada no Projeto Alternativa Cidadã, um curso pré-vestibular

Leia mais

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André Objetivos Gerais: Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André # Promover as competências necessárias para as práticas de leitura e escrita autônomas

Leia mais

ESTRUTURAÇÃO RESPOSTAS DISCURSIVAS

ESTRUTURAÇÃO RESPOSTAS DISCURSIVAS NOTA DE AULA 3 ESTRUTURAÇÃO RESPOSTAS DISCURSIVAS R E S P O S T A S D I S C U R S I V A S Ao se responder a questões em provas escolares, exercícios, vestibulares, concursos, etc. sempre somos colocados

Leia mais

Redação. Prof. Rafael Costa

Redação. Prof. Rafael Costa Redação Prof. Rafael Costa Texto Dissertativo-argumentativo Dissertar é o mesmo que desenvolver ou explicar um assunto, discorrer sobre ele. Argumentar é convencer ou tentar convencer alguém a respeito

Leia mais