Avaliando Competitividade de Empresas Através de Ativos Intangíveis: a abordagem de análise qualitativa do BNDES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Avaliando Competitividade de Empresas Através de Ativos Intangíveis: a abordagem de análise qualitativa do BNDES"

Transcrição

1 Avaliando Competitividade de Empresas Através de Ativos Intangíveis: a abordagem de análise qualitativa do BNDES 1

2 AGENDA I. Antecedentes II. A Metodologia de Avaliação de Competitividade de Empresas III. Benefícios e Desafios 2

3 AGENDA I. Antecedentes 3

4 BNDES: competitividade das empresas Empresas sustentáveis a longo prazo Implementar política industrial Necessidade de avaliar competitividade de empresas Desenvolver um instrumento para avaliar competitividade 4

5 Competitividade: conceito Competitividade: Capacidade de uma empresa formular e implementar estratégias concorrenciais que lhe permitam conservar, de maneira duradoura, uma posição sustentável no mercado. (Coutinho e Ferraz, 1994) Os fatores determinantes da competitividade podem ser internos ou externos à empresa (Ferraz, Kupfer e Haguenauer, 1996). 5

6 Fatores internos: além das finanças Lucro / Despesas com intangíveis } BSC } BSC ERP P&D BSC ERP P&D Design }CRM BSC ERP P&D Design CRM Mkt Empresa A Empresa B T Fonte: Eduardo Rath Fingerl AS COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DA EMPRESA DEVEM SER VALORIZADAS NA DECISÃO DE FINANCIAMENTO 6

7 Ativos Intangíveis: importância crescente Os ativos intangíveis são centrais na determinação da competitividade de empresas. Figure: Rising U.S. non-farm business investment in intangible assets (% of output) Source: Corrado and Hulten (2010)

8 Ativos Intangíveis: exemplos Exemplo mais Conhecido: Processos Internos à Empresa, RH, Ambiente de Trabalho Redes de Relacionamento com Agentes Estratégicos Capacidade Inovativa

9 Objetivo central da nova abordagem Ampliar o escopo da avaliação de empresas com a inclusão de parâmetros de natureza qualitativa. Aspectos Financeiros Aspectos Não-Financeiros Ativos Intangíveis Competitividade da empresa Estratégia da empresa

10 II. Metodologia de Avaliação de Competitividade (e de Ativos Intangíveis) de Empresas - MAE 10

11 Implantação da MAE Desenvolvimento Difusão Consolidação Otimização GT Avaliação de Ativos Intangíveis Desenvolvimento MAG Contratação do CRIE/COPPE/UFRJ Set/09: Formação de GTs para apoio Aprovação do Questionário em Diretoria Aprovação dos Processos pela Diretoria Ampliação do escopo do projeto: MAE Competitividade Início de Treinamento Amplo Revisão da Abordagem Setorial HOJE Desenvolvimentos para aplicação ao rating Jan/10: Aprovação DIR do questionário e processos para testes Lançamento do Sistema de Aplicação Novas versões do Questionário Início do Processo de Validação Aplicação Piloto Introdução da MAE no rating pela AC/DERISC Banco de Informações Empresariais

12 Estrutura da MAE Ativos Intangíveis CAPITAL ESTRATÉGICO CAPITAL SOCIOAMBIENTAL CAPITAL DE RELACIONAMENTO CAPITAL FINANCEIRO CAPITAL DE GOVERNANÇA CORPORATIVA CAPITAL HUMANO CAPITAL DE PROCESSOS E INOVAÇÃO Competitividade 12

13 Nova cultura organizacional Processo sistemático para avaliação de empresas, de maneira colegiada, através de metodologia estruturada Sistematizar e gerenciar informações sobre empresas para suporte à concessão de apoio financeiro Conhecimento Tácito ACOMPANHAMENTO Conhecimento Explícito

14 MAE em números Empresas já avaliadas : 121 Empregados Envolvidos:

15 Apoio do TI: Sistema MAE 15

16 III. Benefícios e Desafios 16

17 Benefícios e Desafios BENEFÍCIOS Captura e sistematização de informações sobre empresas Maior conhecimento sobre as empresas Foco na empresa, não apenas no projeto Abordagem de temas transversais x abordagem financista Visão colegiada: multiplicidade de pontos de vista Insumo para relatórios e avaliações de risco Maior conhecimento setorial 17

18 Pesquisa de opinião 100% 97% 100% 95% 92% 92% 90% 87% 85% 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 13% 15% 10% 0% 3% Aprofundamento do conhecimento sobre a empresa Abordagem dos temas transversais 0% Visão mais compartilhada da empresa pelas diferentes áreas do BNDES 5% Captura e sistematização de informações sobre as empresas e setores 8% Elaboração do Relatório de Análise, Enquadramento ou Rating da empresa Acompanhamento da empresa 8% Conhecimento sobre o setor e posicionamento da empresa CONCORDO DISCORDO 18

19 Benefícios e Desafios DESAFIOS Benchmarks em mudança constante Evidências / indicadores de resultado e efetividade Abordagem setorial: identificar a dinâmica de segmentos específicos Relacionamento com empresas avaliadas: feedback e agenda 19

20 Obrigado! 20

Rumos do Desenvolvimento: Estratégia Empresarial, Inovação e Visão sobre Intangíveis

Rumos do Desenvolvimento: Estratégia Empresarial, Inovação e Visão sobre Intangíveis Rumos do Desenvolvimento: Estratégia Empresarial, Inovação e Visão sobre Intangíveis Seminário FIRJAN / COPPE "Inteligência Estratégica: modismo ou imperativo? 22/08/08 Helena Tenório Veiga de Almeida

Leia mais

competitividade com base no padrão de concorrência

competitividade com base no padrão de concorrência A metodologia de avaliação de empresas: uma sistemática para avaliar ativos intangíveis e competitividade com base no padrão de concorrência 9 Adriano Dias Mendes João Paulo Carneiro de H. Braga 1 A atuação

Leia mais

FUNÇÕES MOTORAS (Produtos e Serviços)

FUNÇÕES MOTORAS (Produtos e Serviços) FUNÇÕES MOTORAS (Produtos e Serviços) 1. MÉTODO MENTOR - Modelagem Estratégica Totalmente Orientada para Resultados Figura 1: Método MENTOR da Intellectum. Fonte: autor, 2007 O método MENTOR (vide o texto

Leia mais

APRESENTAÇÃO INOVAÇÃO COM DESIGN POR QUÊ E COMO?

APRESENTAÇÃO INOVAÇÃO COM DESIGN POR QUÊ E COMO? APRESENTAÇÃO INOVAÇÃO COM DESIGN POR QUÊ E COMO? Por quê o design pode inovar? O design é forte elemento de competitividade empresarial, em especial para os segmentos pressionados pela concorrência internacional...

Leia mais

Brasília (DF), 26 de novembro de 2010. Clarisse Droval

Brasília (DF), 26 de novembro de 2010. Clarisse Droval Brasília (DF), 26 de novembro de 2010 1 Propósito e Natureza Discussão dos grandes temas nacionais pertinentes ao conhecimento Papel de natureza social, desde 04/07/2008 está qualificada pelo Ministério

Leia mais

www.dehterakm.com beatriz@dehtearkm.com

www.dehterakm.com beatriz@dehtearkm.com www.dehterakm.com beatriz@dehtearkm.com Quem somos? A BEATRIZ DEHTEAR KM apresenta a seus clientes uma proposta totalmente inovadora para implementar a Gestão do Conhecimento Organizacional. Nosso objetivo

Leia mais

Pesquisa Prazer em Trabalhar 2015

Pesquisa Prazer em Trabalhar 2015 Pesquisa Prazer em Trabalhar 2015 As 15 Melhores Práticas em Gestão de Pessoas no Pará VIII Edição 1 Pesquisa Prazer em Trabalhar Ano VI Parceria Gestor Consultoria e Caderno Negócios Diário do Pará A

Leia mais

Planejamento Estratégico INPE. São José dos Campos, 15 de março de 2007

Planejamento Estratégico INPE. São José dos Campos, 15 de março de 2007 Planejamento Estratégico INPE São José dos Campos, 15 de março de 2007 Fases e documentos FASE 1: Preparação e Lançamento do processo de Planejamento Estratégico Documento 1: Proposta de planejamento estratégico

Leia mais

INTELIGÊNCIA COMPETITIVA. Transformando dados em decisões estratégicas

INTELIGÊNCIA COMPETITIVA. Transformando dados em decisões estratégicas INTELIGÊNCIA COMPETITIVA Transformando dados em decisões estratégicas Primeiramente, qual a diferença? DADOS INFORMAÇÃO CONHECIMENTO CONHECIMENTO Conjunto de informações analisadas INFORMAÇÃO Conjunto

Leia mais

Como vai a Governança de TI no Brasil? Resultados de pesquisa com 652 profissionais

Como vai a Governança de TI no Brasil? Resultados de pesquisa com 652 profissionais Fórum de Governança Tecnologia e Inovação LabGTI/UFLA Como vai a Governança de TI no Brasil? Resultados de pesquisa com 652 profissionais Pamela A. Santos pam.santos91@gmail.com Paulo H. S. Bermejo bermejo@dcc.ufla.br

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo X RH

Gerenciamento de Projetos Modulo X RH Gerenciamento de Projetos Modulo X RH Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento de Projetos

Leia mais

Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Profa.:Lillian Alvares

Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Profa.:Lillian Alvares Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Profa.:Lillian Alvares Comunidades de Prática Grupos informais e interdisciplinares de pessoas unidas em torno de um interesse

Leia mais

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 Universo TOTVS Fundada em 1983 6ª maior empresa de software (ERP) do mundo Líder em Software no Brasil e

Leia mais

AA1000: Estrutura de gestão da responsabilidade corporativa. Informações gerais

AA1000: Estrutura de gestão da responsabilidade corporativa. Informações gerais AA1000: Estrutura de gestão da responsabilidade corporativa Informações gerais Produzido por BSD Brasil. Pode ser reproduzido desde que citada a fonte. Introdução Lançada em novembro de 1999, em versão

Leia mais

Gestão Estratégica. de Pessoas. Gestão por competências e desenvolvimento de líderes

Gestão Estratégica. de Pessoas. Gestão por competências e desenvolvimento de líderes Gestão Estratégica de Pessoas Gestão por competências e desenvolvimento de líderes Agenda Contextualização Evolução Conceito Gestão por competências Desenvolvimento de novos líderes Avaliação das pessoas

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL

ÊNFASE EM GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO DO CONHECIMENTO E INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente

Leia mais

Relações com Investidores. Thiago Almeida Ribeiro da Rocha

Relações com Investidores. Thiago Almeida Ribeiro da Rocha Relações com Investidores Thiago Almeida Ribeiro da Rocha I IBRI - Instituto Brasileiro de Relações com Investidores "...é uma associação sem fins econômicos,... criada em junho de 1997 com o objetivo

Leia mais

GESTÃO DO CONHECIMENTO

GESTÃO DO CONHECIMENTO GESTÃO DO CONHECIMENTO Mapeamento de Processos 210022170 FELIPE CORREIA DA COSTA 210021247 RAFAEL MARTINELLI MOURA 210021149 ROGÉRIO PEREIRA DE CAMARGO Julho / 2012 A EMPRESA Jovem, porém Sólida Atuação

Leia mais

GESTÃO DO CONHECIMENTO

GESTÃO DO CONHECIMENTO PODER JUDICIÁRIO Tribunal de Justiça do Estado do Ceará GESTÃO DO CONHECIMENTO ARNOUDO ALVES, MsC ETICE Empresa de Tecnologia da Informação do Estado / SEPLAG DAE Departamento de Arquitetura e Engenharia

Leia mais

Taxonomias para orientar e coordenar a formulação, execução, acompanhamento e avaliação das políticas de APLS

Taxonomias para orientar e coordenar a formulação, execução, acompanhamento e avaliação das políticas de APLS Taxonomias para orientar e coordenar a formulação, execução, acompanhamento e avaliação das políticas de APLS José E Cassiolato Coordenador da RedeSist, IE-UFRJ Marcelo G P de Matos Pesquisador da RedeSist,

Leia mais

Módulo 2: O que é GC na Administração Pública Brasileira?

Módulo 2: O que é GC na Administração Pública Brasileira? Módulo 2: O que é GC na Administração Pública Brasileira? 1 Objetivos do Módulo Situar a GC no contexto das iniciativas de Eficiência, Qualidade e Efetividade Social na Administração Pública Brasileira

Leia mais

Universidade de Brasília. Faculdade de Ciência da Informação. Prof a Lillian Alvares

Universidade de Brasília. Faculdade de Ciência da Informação. Prof a Lillian Alvares Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Prof a Lillian Alvares Fóruns Comunidades de Prática Mapeamento do Conhecimento Portal Intranet Extranet Banco de Competências Memória Organizacional

Leia mais

A Gestão do Conhecimento vai, no entanto, muito além, do investimento em tecnologia ou o gerenciamento da inovação.

A Gestão do Conhecimento vai, no entanto, muito além, do investimento em tecnologia ou o gerenciamento da inovação. Aponta a Gestão do Conhecimento como uma estratégia central para desenvolver a competitividade de empresas e países, discute o investimento em pesquisa e desenvolvimento, e os avanços da tecnologia gerencial

Leia mais

CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE

CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 GRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE ÁREA DE NEGÓCIOS E ENGENHARIA Recesso: 19 a de julho de 2016 29 de junho a 13 de julho de 2016 Legenda: Programa Pós-Flex Gestão e Negócios

Leia mais

Monitoramento Contínuo com SAP GRC Process Control - Visão do Negócio

Monitoramento Contínuo com SAP GRC Process Control - Visão do Negócio Monitoramento Contínuo com SAP GRC Process Control - Visão do Negócio Marcio Tangerini, CISA, CRISC Gerente Setorial de Controle e Conformidade Tecnologia e Infraestrutura de Sistemas de Informação e Automação

Leia mais

REFERENCIAIS DE IMPLANTAÇÃO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: MODELO IPEA

REFERENCIAIS DE IMPLANTAÇÃO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: MODELO IPEA REFERENCIAIS DE IMPLANTAÇÃO DE GESTÃO DO CONHECIMENTO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: MODELO IPEA VALIDAÇÃO DO MODELO CONCEITUAL DE GC DOS CORREIOS POR MEIO DO PROCESSO PILOTO CEP Alceu Roque Rech CORREIOS 17.06.13

Leia mais

GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS

GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS Alberto Wajzenberg Gerente de Desenvolvimento Organizacional alberto.wajzenberg@eletrobras.com Brasilia 7 de novembro de 2013 GESTÃO DE PROCESSOS

Leia mais

I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N

I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N Dan Vesset Vice-presidente de Programa, Business Analytics P r át i cas recomendadas para uma estr a t ég i a d e B u s i n e s s I n teligence e An a l yt i c s

Leia mais

TIControle. Governança Corporativa e Gestão Estratégica no Senado Federal. Doris Peixoto Diretora Geral

TIControle. Governança Corporativa e Gestão Estratégica no Senado Federal. Doris Peixoto Diretora Geral TIControle Governança Corporativa e Gestão Estratégica no Senado Federal Doris Peixoto Diretora Geral 11/04/2012 Tópicos para nossa conversa de hoje A migração da Governança de TI para o nível corporativo

Leia mais

Curso Desenvolvimento de Dashboards com o Excel 2007 e 2010

Curso Desenvolvimento de Dashboards com o Excel 2007 e 2010 Curso Desenvolvimento de Dashboards com o Excel 2007 e 2010 O mercado globalizado e altamente competitivo implica em que, as empresas que almejam serem líderes no mercado onde atuam, devem ter agilidade

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Leandro Schunk

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Leandro Schunk TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Módulo 4 Governança de TI Dinâmica 1 Discutir, em grupos: Por que então não usar as palavras ou termos Controle, Gestão ou Administração? Qual seria a diferença entre os termos:

Leia mais

Prof. Lillian Alvares. Departamento de Ciência da Informação e Documentação. Universidade de Brasília

Prof. Lillian Alvares. Departamento de Ciência da Informação e Documentação. Universidade de Brasília Prof. Lillian Alvares Departamento de Ciência da Informação e Documentação Universidade de Brasília Objetivos Melhorar a eficiência e produtividade no trabalho por meio do compartilhamento de conhecimento

Leia mais

Programa de Aceleração do Novo Ciclo

Programa de Aceleração do Novo Ciclo Programa de Aceleração do Novo Ciclo 14 de Agosto, 2013 Três frentes de trabalho foram criadas Formação dos grupos de trabalho e mergulho nas oportunidades: diagnóstico operacional e oportunidades de curto

Leia mais

Balanced Scorecard. Resumo Metodológico

Balanced Scorecard. Resumo Metodológico Balanced Scorecard Resumo Metodológico Estratégia nunca foi foi tão tão importante Business Week Week Entretanto... Menos de de 10% 10% das das estratégias efetivamente formuladas são são eficientemente

Leia mais

Gestão de TI. Aula 9 - Prof. Bruno Moreno 27/06/2011

Gestão de TI. Aula 9 - Prof. Bruno Moreno 27/06/2011 Gestão de TI Aula 9 - Prof. Bruno Moreno 27/06/2011 Aula passada... CRM BI - Introdução Sistemas Interorganizacionais 17:08 2 Aula de hoje... Gestão do Conhecimento 17:08 3 85% dos ativos de conhecimento

Leia mais

Os 10 Mandamentos da Gestão do Conhecimento

Os 10 Mandamentos da Gestão do Conhecimento 1 Os 10 Mandamentos da Gestão do Conhecimento Gestão do Conhecimento é o tipo de tema que apaixona. Isso mesmo. Muitos se apaixonam, mas poucos casam. Só que deveriam. Parte da culpa desse estigma está

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

Projeto Corporativo Relacionamento Externo. Apresentação RIALIDE

Projeto Corporativo Relacionamento Externo. Apresentação RIALIDE Projeto Corporativo Relacionamento Externo // 1 Apresentação RIALIDE 25 de novembro de 2014 1 Agenda // 2 Contextualização e Objetivos do Projeto Abordagem Metodológica Etapas do Projeto Benchmarking Segmentação

Leia mais

ANÁLISE DOS FATORES DE COMPETITIVIDADE NA COMERCIALIZAÇÃO DE BENS E SERVIÇOS NA INDÚSTRIA BAIANA DE SOFTWARE

ANÁLISE DOS FATORES DE COMPETITIVIDADE NA COMERCIALIZAÇÃO DE BENS E SERVIÇOS NA INDÚSTRIA BAIANA DE SOFTWARE ANÁLISE DOS FATORES DE COMPETITIVIDADE NA COMERCIALIZAÇÃO DE BENS E SERVIÇOS NA INDÚSTRIA BAIANA DE SOFTWARE Lucas Santos Cerqueira (UNIFACS ) lucasscerqueira@gmail.com Este estudo pretende analisar os

Leia mais

Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO. Profa. Leonor Cordeiro Brandão

Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO. Profa. Leonor Cordeiro Brandão Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO Profa. Leonor Cordeiro Brandão Relembrando Vimos alguns conceitos importantes: O que são dados; O que é informação; Quando uma informação se transforma em conhecimento;

Leia mais

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People.

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. O SoftExpert BPM Suite é uma suíte abrangente de módulos e componentes perfeitamente integrados, projetados para gerenciar todo o ciclo de

Leia mais

Gestão do Conhecimento

Gestão do Conhecimento e do Capital Intelectual Anhanguera Educacional Unidade FACNET Curso: MBA em Gestão de Pessoas Disciplina: Aula 01 08/02/2014 Professor: Rodrigo Porto Agenda 1º encontro 08/02/2014 Parte 1 Curso e Apresentações

Leia mais

Pós-Graduação Business Intelligence

Pós-Graduação Business Intelligence Pós-Graduação Business Intelligence Tendências de Mercado de Business Intelligence Aula 04 Como se organizar para o sucesso em BI Dinâmica Organizacional Complexa Cria o maior ônus para o sucesso de BI

Leia mais

CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE

CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 GRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE ÁREA DE NEGÓCIOS E ENGENHARIA Recesso: 18 a 31 de julho de 2016 29 de junho a 20 de julho de 2016 Legenda: Programa Pós-Flex Gestão

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Agenda Apresentação Planejamento Estratégico Stratec Perguntas Agenda David Azevedo davidazevedo@hotmail.com (019) 99764-4664 Clientes dos Segmentos Eletrodomésticos Home Appliances

Leia mais

Análise do Ambiente estudo aprofundado

Análise do Ambiente estudo aprofundado Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Etapa 5 Disciplina Gestão Estratégica e Serviços 7º Período Administração 2013/2 Análise do Ambiente estudo aprofundado Agenda: ANÁLISE DO AMBIENTE Fundamentos Ambientes

Leia mais

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna A estratégia do PGQP frente aos novos desafios 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna PROCESSO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO MACROFLUXO ENTRADAS PARA O PROCESSO - Análise de cenários e conteúdos

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS 1 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA DAS DISCIPLINAS 2014.1 BRUSQUE (SC) 2013 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 3 01 FUNDAMENTOS EM SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO...

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

Índice de Sustentabilidade Empresarial - ISE Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno Público 1

Índice de Sustentabilidade Empresarial - ISE Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno Público 1 Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno Público 1 Sustentabilidade em Bolsas de Valores Estímulo à transparência e ao desempenho socioambiental das empresas listadas Critérios mínimos de listagem.

Leia mais

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios UNIMEP MBA em Gestão e Negócios Módulo: Sistemas de Informações Gerenciais Aula 4 TI com foco nos Negócios: Áreas envolvidas (Parte II) Flávio I. Callegari www.flaviocallegari.pro.br O perfil do profissional

Leia mais

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto CURRÍCULO DO PROFESSOR Administradora com mestrado e doutorado em engenharia de produção

Leia mais

Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios

Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa

Leia mais

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação Módulo 15 Resumo Neste módulo vamos dar uma explanação geral sobre os pontos que foram trabalhados ao longo desta disciplina. Os pontos abordados nesta disciplina foram: Fundamentos teóricos de sistemas

Leia mais

Universidade de Brasília. Faculdade de Ciência da Informação. Profa. Lillian Alvares

Universidade de Brasília. Faculdade de Ciência da Informação. Profa. Lillian Alvares Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares Fóruns / Listas de discussão Espaços para discutir, homogeneizar e compartilhar informações, idéias e experiências que

Leia mais

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 ÁREAS DE NEGÓCIOS E ENGENHARIA O Programa Pós-Flex da Universidade Positivo possui 15 cursos voltados para

Leia mais

Gestão de Riscos na Embrapa

Gestão de Riscos na Embrapa Gestão de Riscos na Embrapa Gestão de riscos na Embrapa - Agenda A Embrapa Ponto de partida Reestruturação Organizacional Política de gestão de risco Metodologia Alinhamento de processos Contexto atual

Leia mais

Algumas Instituições. World Bank. Gartner Group. Knowledge Transfer International APQC OCDE IPEA

Algumas Instituições. World Bank. Gartner Group. Knowledge Transfer International APQC OCDE IPEA Principais Autores Michael Polanyi Karl M. Wiig Henry Mitzenberg Betty Ann Mackintosh Gordon Petrash Ikujiro Nonaka Hirotaka Takeuchi J. Bair E. Stear J. Hibbard Verna Allee Ross Dawson Tom Davenport Larry

Leia mais

Seminário Telecentros Brasil

Seminário Telecentros Brasil Seminário Telecentros Brasil Inclusão Digital e Sustentabilidade A Capacitação dos Operadores de Telecentros Brasília, 14 de maio de 2009 TELECENTROS DE INFORMAÇÃO E NEGÓCIOS COMO VEÍCULO DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E GESTÃO DO CONHECIMENTO EM BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS BRASILEIRAS E PORTUGUESAS

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E GESTÃO DO CONHECIMENTO EM BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS BRASILEIRAS E PORTUGUESAS 1 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E GESTÃO DO CONHECIMENTO EM BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS BRASILEIRAS E PORTUGUESAS São Carlos SP Abril 2011 Euro Marques Júnior USP eurojr@uol.com.br Educação Universitária Serviços

Leia mais

Qual o papel do RH nos processos de mudança de cultura organizacional

Qual o papel do RH nos processos de mudança de cultura organizacional 9115 Qual o papel do RH nos processos de mudança de cultura organizacional 20 de Outubro, 2011 2011 Accenture. Todos os direitos reservados. Accenture, seu logo e High performance. Delivered. são marcas

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS Professora: Valéria Vargens Email: valeriapitagoras@gmail.com Projetos Temporário Original Multifuncional Atividades Permanente Repetitivo Funcional Características distintivas:

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações

Tecnologia e Sistemas de Informações Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 3 Componentes de SIs Pessoas SI Organiz. Unidades que exercem diferentes funções, tais

Leia mais

Slide do Prof. Silvio Meira. http://www.innosight.com/documents/diprimer.pdf

Slide do Prof. Silvio Meira. http://www.innosight.com/documents/diprimer.pdf Slide do Prof. Silvio Meira http://www.innosight.com/documents/diprimer.pdf Slide do Prof. Silvio Meira http://www.innosight.com/documents/diprimer.pdf Slide do Prof. Silvio Meira Slide do Prof. Silvio

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning Curso e- Learning Planejamento Estratégico através do Balanced Scorecard Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS Vanice Ferreira 12 de junho de 2012 GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais DE QUE PROCESSOS ESTAMOS FALANDO? GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais

Leia mais

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios CBA Gestão de Negócios Gestão de Negócios O curso desenvolve a capacidade de compreender, de forma ampla e sistêmica, a interação entre as diversas áreas funcionais de uma empresa, além dos aspectos externos

Leia mais

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Adm.Walter Lerner 1.Gestão,Competência e Liderança 1.1.Competências de Gestão Competências Humanas e Empresariais são Essenciais Todas as pessoas estão, indistintamente,

Leia mais

Universidade de Brasília. Departamento de Ciência da Informação e Documentação. Prof a.:lillian Alvares

Universidade de Brasília. Departamento de Ciência da Informação e Documentação. Prof a.:lillian Alvares Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Prof a.:lillian Alvares Fóruns óu s/ Listas de discussão Espaços para discutir, homogeneizar e compartilhar informações, idéias

Leia mais

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS IS/TI

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS IS/TI COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS IS/TI DESCRIÇÕES DOS NÍVEIS APRENDIZ Aprende para adquirir conhecimento básico. É capaz de pôr este conhecimento em prática sob circunstâncias normais, buscando assistência se necessário.

Leia mais

Siemens PLM Connection

Siemens PLM Connection Siemens PLM Connection Month 11, 2012 Gestão do Conhecimento na MM Cofap: Utilizando o PLM para implantação de práticas 2012. Siemens Product Lifecycle Management Protection Software notice Inc. / Copyright

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

Pós-Graduação em GESTÃO DO AGRONEGÓCIO

Pós-Graduação em GESTÃO DO AGRONEGÓCIO Pós-Graduação em GESTÃO DO AGRONEGÓCIO Ingresso agosto de 2016 Informações: (51) 3218-1355 ernani.neto@espm.br O Curso tem por objetivo capacitar os participantes na utilização de práticas contemporâneas

Leia mais

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação Capítulo 2 E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação 2.1 2007 by Prentice Hall OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever as principais características das empresas que são importantes

Leia mais

Política de Responsabilidade Social e Ambiental do BNDES

Política de Responsabilidade Social e Ambiental do BNDES Responsabilidade Social e Ambiental do BNDES Linha do Tempo BNDES - Destaques 1986 Criação do Programa de Conservação do Meio Ambiente 2003 Projeto dos Guias Ambientais 2005 Aprovação da Política Ambiental

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios.

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios. Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Capítulo 2 E-business: como as empresas usam os sistemas de informação

Leia mais

GESTÃO CORPORATIVA - DGE

GESTÃO CORPORATIVA - DGE GESTÃO CORPORATIVA Heleni de Mello Fonseca Diretoria de Gestão Empresarial - DGE Apresentador: Lauro Sérgio Vasconcelos David Belo Horizonte, 29 de maio de 2006 1 AGENDA Direcionamento Estratégico Iniciativas

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA METODOLOGIA BALANCED SCORECARD NAS EMPRESAS INCUBADAS NO

IMPLANTAÇÃO DA METODOLOGIA BALANCED SCORECARD NAS EMPRESAS INCUBADAS NO IMPLANTAÇÃO DA METODOLOGIA BALANCED SCORECARD NAS EMPRESAS INCUBADAS NO MIDILAGES Autores: Msc. Angelo Augusto Frozza Msc. Carlos Eduardo de Liz Gr. Rafael Magnabosco Campo Grande, setembro 2010 Este artigo

Leia mais

PANORAMA E TENDENCIAS DA GESTÃO DO CONHECIMENTO NO BRASIL

PANORAMA E TENDENCIAS DA GESTÃO DO CONHECIMENTO NO BRASIL PANORAMA E TENDENCIAS DA GESTÃO DO CONHECIMENTO NO BRASIL HEITOR J PEREIRA. Professor da FIA Fundação Instituto de Administração. Ex-Presidente da SBGC Soc. Bras. Gestão do Conhecimento Revolução Agrícola

Leia mais

Balanced Scorecard JAIME JOSÉ VELOSO

Balanced Scorecard JAIME JOSÉ VELOSO Balanced Scorecard JAIME JOSÉ VELOSO Wikipédia Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenvolvida pelos professores da Harvard Business School (HBS) Robert Kaplan

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo para

Leia mais

FAR - FACULDADE ALMEIDA RODRIGUES PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU CURSO GESTÃO DE PESSOAS EMENTA. Conteúdo Programático

FAR - FACULDADE ALMEIDA RODRIGUES PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU CURSO GESTÃO DE PESSOAS EMENTA. Conteúdo Programático FAR - FACULDADE ALMEIDA RODRIGUES PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU CURSO GESTÃO DE PESSOAS EMENTA Conteúdo Programático Módulo I 1) Teoria das Organizações Imagens das Organizações como Paradigmas Científicos

Leia mais

BPM E SOA MODELO PARA O DESENVOLVIMENTO CORPORATIVO

BPM E SOA MODELO PARA O DESENVOLVIMENTO CORPORATIVO BPM E SOA MODELO PARA O DESENVOLVIMENTO CORPORATIVO João Felipe D Assenção Faria Arquiteto JEE Especialista SOA/BPM JOÃO FELIPE D ASSENÇÃO FARIA Arquiteto JEE (12 anos) Especialista SOA/BPM (aprox. 4 anos)

Leia mais

Alinhamento de Competências e Feedback

Alinhamento de Competências e Feedback Alinhamento de Competências e Feedback Diretoria Marketing e Agosto de 2006 Catho Consultoria Adolfo Pinheiro, 2464 cj34 - São Paulo SP CEP: 04734-004 Índice 1. Objetivo 03 2. Processo 03 3. Questionário

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Aula 03 CMMI Capability Maturity Model Integration Parte II Agenda sumária dos Processos em suas categorias e níveis de maturidade

Leia mais

Educação Corporativa no TCU. Vilmar Agapito Teixeira Diretor de Desenvolvimento de Competências Instituto Serzedello Corrêa

Educação Corporativa no TCU. Vilmar Agapito Teixeira Diretor de Desenvolvimento de Competências Instituto Serzedello Corrêa Educação Corporativa no TCU Vilmar Agapito Teixeira Diretor de Desenvolvimento de Competências Instituto Serzedello Corrêa Programa de Formação AUFC-TEFC 2009 Blog de concurseiro Para consultores, combinar

Leia mais

Auditoria Interna do Futuro: Você está Preparado? Oswaldo Basile, CIA, CCSA. Presidente IIA Brasil

Auditoria Interna do Futuro: Você está Preparado? Oswaldo Basile, CIA, CCSA. Presidente IIA Brasil Auditoria Interna do Futuro: Você está Preparado? Oswaldo Basile, CIA, CCSA. Presidente IIA Brasil O futuro é (deveria ser) o sucesso Como estar preparado? O que você NÃO verá nesta apresentação Voltar

Leia mais

TI na evolução da sociedade do conhecimento. Outubro / 2012

TI na evolução da sociedade do conhecimento. Outubro / 2012 TI na evolução da sociedade do conhecimento Outubro / 2012 Sociedade do Conhecimento ÍNDICE I) Premissas para um case de sucesso II) Sociedade do Conhecimento III) Evolução da TI IV) Arena Digital V) Passos

Leia mais

Gestão do Valor Tecnológico

Gestão do Valor Tecnológico Maison do Conhecimento Grupo ECC Gestão do Valor Tecnológico A Tecnologia Gerenciada como Ativo CONFIDENCIAL Sobre o Grupo ECC www.grupoecc.com.br O grupo é formado por empresas de consultoria, tecnologia,

Leia mais

Política de Responsabilidade Social e Ambiental do BNDES: Uma Agenda de Trabalho para o Desenvolvimento Sustentável

Política de Responsabilidade Social e Ambiental do BNDES: Uma Agenda de Trabalho para o Desenvolvimento Sustentável Responsabilidade Social e Ambiental do BNDES: Uma Agenda de Trabalho para o Desenvolvimento Sustentável Linha do Tempo BNDES - Destaques 1986 Criação do Programa de Conservação do Meio Ambiente 2003 Projeto

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO

RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO Apesar de as empresas brasileiras estarem despertando para o valor das ações de educação corporativa em prol dos seus negócios, muitos gestores ainda

Leia mais

MBA Gerenciamento de Projetos CULTURA ORGANIZACIONAL

MBA Gerenciamento de Projetos CULTURA ORGANIZACIONAL Universidade Federal Fluminense Núcleo de Competitividade, Estratégia e Organização-LabCEO MBA Gerenciamento de Projetos CULTURA ORGANIZACIONAL Prof. Martius Vicente R. y Rodriguez martiusyrodriguez@gmail.com

Leia mais

Pesquisa sobre Iniciativas em BPM

Pesquisa sobre Iniciativas em BPM Pesquisa sobre Iniciativas em BPM Apresentação...2 1. Perfil dos Participantes da Pesquisa...3 2. Como as organizações estão adotando o BPM... 4 2.1. Como as organizações entendem o conceito de BPM?...

Leia mais

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Tecnologia da Informação. O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Sustentabilidade. na Construção Civil. Antônio Barbosa. (Diretor de Crédito Imobiliário) Participação

Sustentabilidade. na Construção Civil. Antônio Barbosa. (Diretor de Crédito Imobiliário) Participação Sustentabilidade na Construção Civil Antônio Barbosa (Diretor de Crédito Imobiliário) Participação O porque do Programa... Sustentabilidade no Banco Real Sustentabilidade na Construção Civil = PROGRAMA

Leia mais