FUNDO DE INFRA-ESTRUTURA - CT-INFRA. Instituído pela Lei N.º , de 14/02/2001 Regulamentado pelo Decreto 3.087, de 26/04/2001

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FUNDO DE INFRA-ESTRUTURA - CT-INFRA. Instituído pela Lei N.º , de 14/02/2001 Regulamentado pelo Decreto 3.087, de 26/04/2001"

Transcrição

1 FUNDO DE INFRA-ESTRUTURA - CT-INFRA Instituído pela Lei N.º , de 14/02/2001 Regulamentado pelo Decreto 3.087, de 26/04/2001 Recursos: 20% dos recursos dos Fundos Setoriais, sendo pelo menos 30% destinados a instituições sediadas nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Objetivo: Fortalecer a infra-estrutura e serviços de apoio à pesquisa técnicocientífica desenvolvida em instituições públicas de ensino superior e de pesquisa brasileiras. Comitê Gestor: 8três representantes do MCT, sendo um da FINEP e um do CNPq; 8três representantes do Ministério da Educação, sendo um da CAPES; 8dois representantes da comunidade científica. Premissas 8 Conceitua-se infra-estrutura de P&D como o conjunto de condições materiais de apoio e instalações físicas para implementação de atividades de pesquisa e desenvolvimento. 8 30% dos recursos do CT-INFRA deverão ser aplicados em instituições sediadas nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. 8 Instituições passíveis de aplicação dos recursos do CT-INFRA: - Instituições públicas de ensino superior e de pesquisa, - Instituições qualificadas como Organizações Sociais, cujas atividades sejam dirigidas à pesquisa científica e ao desenvolvimento tecnológico.

2 Modalidades de Ação Institucional Apoio a planos de desenvolvimento da infra-estrutura institucional de pesquisa, visando a expansão e consolidação da pesquisa científica e tecnológica nas instituições, e que associem os investimentos à melhoria na gestão da infraestrutura e à definição de estratégias institucionais. Sistêmica Apoio a investimentos na otimização de infra-estrutura de uso difuso e universal, que possa ser compartilhada por várias instituições - Ex.: redes de informática, acervos bibliográficos, bibliotecas digitais e biotérios compartilhados. Fomento Qualificado Apoio a investimentos em infra-estrutura de pesquisa para uso comum de instituições nacionais em áreas temáticas relevantes (ex. Oceanografia, Biologia Molecular e Biodiversidade) Projetos Inovadores Apoio a projetos de infra-estrutura associados a novas modalidades de atuação em C&T, como por exemplo a constituição de redes acadêmicas de pesquisa. Ações Complementares 8 Contratação de estudos e constituição de grupos técnicos para realização de amplo diagnóstico da infra-estrutura existente nas instituições de ensino superior e de pesquisa brasileiras, de forma a identificar lacunas em áreas prioritárias e, se for o caso, criar novas estruturas de C&T em apoio a segmentos econômicos estratégicos do País 8 Criação de mecanismos de apoio à melhoria da gestão em infra-estrutura, envolvendo ações de planejamento estratégico e elaboração de planos de gestão da infra-estrutura nas instituições de ensino superior e de pesquisa 8 Implementação de um sistema permanente de acompanhamento e avaliação do CT-INFRA, abrangendo tanto o alcance dos resultados quanto a adequabilidade dos mecanismos e processos utilizados.

3 Edital 01/2001 Lançamento: 26/04/2001 Objetivo: apoio à implementação de planos de desenvolvimento da infraestruturinstitucional de pesquisa. Valor: R$ 150 milhões Demanda: 124 propostas pré-qualificadas, no valor total de R$550 milhões. Resultado: 68 instituições apoiadas Edital 02/2001 Lançamento: 30/08 /2001 Objetivo: definição e implementação de projetos de uso racional de energia elétrica e adoção de fontes alternativas de energia nas instituições públicas de ensino superior e de pesquisa. 1ª Etapa: Definição dos projetos - Valor: R$ 1.5 milhão Resultado: Selecionados 30 projetos 2ª Etapa: Implementação - Valor: R$ 30 milhões Prazo para apresentação das propostas: 15/03/2002 Avaliação de Mérito : 01 a 03/04/2002 Edital 03/2001 Lançamento: 27/12 /2001 Objetivo: apoio à implementação de planos de desenvolvimento da infra-estrutura institucional de pesquisa Valor: R$ 100 milhões Prazo para apresentação das propostas:: 26/04/2002

4 Avaliação de Mérito : 20 a 24/05/2002 Programa de Treinamento: 06 eventos regionais, no período de 04 a 22 de março. Resultado Operacional 2001 Projetos Valor Projetos Desembolso Ação Aprovados Total Contratados Realizado em 2001 (R$ mil) até 31/12/2001 (R$ mil) Edital 01/ Não SIAFI SIAFI Edital 02/2001-1ª Etapa Não SIAFI SIAFI Total Propostas apresentadas ao Edital 01/2001 CT-INFRA Distribuição Regional Demanda Aprovação % de Região Nº Valor (A) Nº Valor (B) atendim. Proj. R$ mil % Proj. R$ mil % (B)/(A) Norte , ,3 22,0 Nordeste , ,4 24,6 Centro-Oeste , ,4 28,3 Sub-total , ,1 25,2 Sudeste , ,5 28,6 Sul , ,3 27,1 Sub-total , ,9 28,1 Total ,2

5 EDITAL 03/ CT-INFRA Objetivo: Apoiar a execução de planos de desenvolvimento da infra-estrutura institucional de pesquisa nas instituições públicas de ensino superior e de pesquisa. Valor: R$ 100 milhões Pelo menos 30% deverão ser aplicados nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste Instituições Elegíveis: 8 Instituições públicas de ensino superior e pesquisa 8 Instituições públicas de pesquisa Poderão ser representadas por Fundações de Apoio ou entidades sem fins lucrativos, que tenham por objetivo a pesquisa, o ensino ou o desenvolvimento institucional, científico e tecnológico 8 Instituições qualificadas como Organizações Sociais, cujas atividades sejam dirigidas à pesquisa científica e ao desenvolvimento tecnológico e que mantenham Contrato de Gestão com o MCT ou o MEC - Lei 9.637, de 15/05/98. Características Gerais das Propostas 8 Cada instituição poderá participar como executora de apenas uma única proposta 8 A proposta será apresentada à FINEP pela Administração Superior da instituição 8 O ponto de partida da proposta será a realização de um diagnóstico institucional, com base no qual será elaborado o planejamento de médio e longo prazos das atividade de C&T na instituição, que será a referência para a definição das metas de implantação da infra-estrutura física de pesquisa. 8 A proposta deverá ter seu orçamento discriminado para cada uma das grandes ações ou áreas que forem priorizadas no plano da instituição.

6 8 O plano de desenvolvimento da infra-estrutura institucional de pesquisa deverá ser formalmente aprovado pelo Órgão Colegiado Superior da instituição executora. Situações específicas 8 Institutos de Pesquisa vinculados ao MCT - as propostas deverão ser encaminhadas com a aprovação do Secretário de Coordenação de Unidades de Pesquisa desse Ministério. 8 Instituições que possuem mais de uma unidade, situadas em regiões diferentes - deverão apresentar proposta única, discriminando, claramente, em que unidades serão aplicados os recursos solicitados. 8 Hospitais Universitários - as demandas de infra-estrutura de pesquisa para estas unidades deverão ser incorporadas às propostas das Universidades às quais estejam vinculadas. 8 Hospitais públicos que desenvolvem pesquisa e que têm natureza jurídica própria, autônoma, embora vinculados academicamente à Universidade, poderão apresentar proposta em separado ao Edital. Prazo de Execução das Propostas: 24 meses Desembolso dos recursos: Em três parcelas O valor a ser liberado em 2002 não poderá ultrapassar 35% do total concedido. Itens financiáveis: equipamentos, material permanente e material bibliográfico instalação, recuperação e manutenção de equipamentos instalações civis e reformas em geral construção de novas instalações (desde que estritamente vinculadas à implementação do plano de pesquisa) despesas com importação de equipamentos

7 Valores Limite Instituições com até 100 pesquisadores doutores R$ ,00 Instituições com mais de 100 pesquisadores doutores Valor máximo = nº de pesquisadores doutores x R$ ,00, não podendo superar o limite de R$ ,00 Para o cálculo do número total de doutores, deverá ser considerado apenas 50% do número de pesquisadores doutores que trabalhem em tempo parcial na instituição. Exemplo: Nº total de pesquisadores doutores: em tempo integral Cálculo do nº de doutores: 90 + (60 2) = em tempo parcial Valor limite da solicitação: 120 x R$ ,00 = R$ ,00 Critérios de Avaliação Pré-qualificação 8 envio da versão eletrônica e postagem da cópia impressa da proposta até a data limite estabelecida - 26/04/ fidedignidade da informação sobre o número de pesquisadores doutores em atividade na instituição 8 elegibilidade das instituições proponente e executora da proposta No caso das Organizações Sociais deverá ser apresentada cópia autenticada dos Estatutos Sociais, devidamente registrados, na forma da Lei nº 9.637/98 8 preenchimento completo do formulário 8 atendimento dos prazos limite de execução da proposta Avaliação de Mérito 8 consistência e coerência internas do plano, visão institucional e natureza estratégica

8 8 mérito e relevância da proposta científica e tecnológica no contexto de C&T 8 importância do plano para o desenvolvimento regional/nacional 8 resultados e impactos esperados 8 qualificação e competência da(s) equipe(s) responsável(veis) pelas áreas priorizadas e pela coordenação da implantação do plano da instituição 8 articulação com organismos locais/regionais de fomento e pesquisa 8 viabilidade de realização das metas físicas no prazo de execução estabelecido na proposta 8 adequação do orçamento proposto à implementação das metas físicas Apresentação das Propostas Prazo limite: 26/04/2002 Encaminhamento à FINEP: 8 por via eletrônica, através do formulário próprio, e 8 cópia impressa, assinada pelos dirigentes das instituições participantes (proponente e executora) e pelo coordenador do projeto, acompanhada do respectivo disquete. A cópia impressa deverá conter a seguinte identificação: Edital CT-INFRA/Institucional FINEP 03/2001 (sigla proponente)/ (sigla executor)/ (sigla projeto) Após o encerramento do prazo limite não serão aceitos adendos ou esclarecimentos que não forem explícita e formalmente solicitados pela FINEP a todos os proponentes. Condições para contratação das propostas As instituições proponentes deverão comprovar perante a FINEP sua situação de regularidade, através dos seguintes documentos: Certidão Negativa de Débitos de Tributos e Contribuições Federais;

9 Certidão Negativa quanto à Dívida Ativa da União, expedida pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional; Certificado de regularidade de situação perante o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço-FGTS; Certidão Negativa de Débito-CND, junto ao INSS; Os órgãos ou entidades da Administração Pública direta e indireta da União deverão também apresentar o Certificado de Regularidade Previdenciária- CRP (Decreto nº 3.788, de ). Caso haja previsão estatutária para a contratação, deverá também ser apresentada cópia da autorização do órgão deliberativo.

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT-INFRA 03/2003

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT-INFRA 03/2003 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE PROJETOS INSTITUCIONAIS DE IMPLANTAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA FÍSICA DE PESQUISA O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA MCT, por intermédio da Financiadora

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/Ação Transversal - NOVOS CAMPI - 05/2006

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/Ação Transversal - NOVOS CAMPI - 05/2006 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/Ação Transversal - NOVOS CAMPI - 05/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE IMPLANTAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA DE PESQUISA NOS NOVOS CAMPI DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS

Leia mais

Financiadora de Estudos e Projetos CT-INFRA PRO-INFRA. Ricardo Rosa Chefe do Departamento de Infra-Estrutura das Universidades

Financiadora de Estudos e Projetos CT-INFRA PRO-INFRA. Ricardo Rosa Chefe do Departamento de Infra-Estrutura das Universidades Financiadora de Estudos e Projetos CT-INFRA PRO-INFRA Ricardo Rosa Chefe do Departamento de Infra-Estrutura das Universidades Recursos Aplicados pelo CT-INFRA Ações Implementadas pela FINEP Nº Projetos

Leia mais

BREVIÁRIO DO EDITAL MCTI/FINEP/FNDCT 03/2016 Ação Transversal APOIO INSTITUCIONAL

BREVIÁRIO DO EDITAL MCTI/FINEP/FNDCT 03/2016 Ação Transversal APOIO INSTITUCIONAL BREVIÁRIO DO EDITAL MCTI/FINEP/FNDCT 03/2016 Ação Transversal APOIO INSTITUCIONAL Junho/2016 CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/FNDCT 03/2016 Ação Transversal - APOIO INSTITUCIONAL APOIO FINANCEIRO A INSTITUIÇÕES

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/FNDCT - Ação Transversal APOIO INSTITUCIONAL - 03/2016

CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/FNDCT - Ação Transversal APOIO INSTITUCIONAL - 03/2016 CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/FNDCT - Ação Transversal APOIO INSTITUCIONAL - 03/2016 APOIO FINANCEIRO A INSTITUIÇÕES DE PESQUISA NAS DIVERSAS ÁREAS DE CONHECIMENTO EM TODO O TERRITÓRIO NACIONAL. 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

1º Simpósio de Inovação Tecnológica - UNESP

1º Simpósio de Inovação Tecnológica - UNESP 1º Simpósio de Inovação Tecnológica - UNESP Fernando de Nielander Ribeiro Diretor Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP São Paulo, 25 de setembro de 2007. Estrutura do MCT Conselho Nacional de C&T

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO Visando subsidiar a proposição de propostas a CHAMADA INTERNA DA PROPI/IFTM EDITAL MCT/FINEP/CT-INFRA-PROINFRA 02/2014, apresentamos a seguir os critérios a serem considerados quando da avaliação das mesmas:

Leia mais

C H A M A D A P Ú B L I C A C O N F E A 2015

C H A M A D A P Ú B L I C A C O N F E A 2015 C H A M A D A P Ú B L I C A C O N F E A 2015 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO FINANCEIRO NA EXECUÇÃO DE PROJETOS ORIUNDOS DAS ENTIDADES REGIONAIS COM REGISTRO HOMOLOGADO PELO CONFEA E VINCULADAS

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS UNIDADE CONTAGEM COORDENAÇÃO DE PESQUISA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS UNIDADE CONTAGEM COORDENAÇÃO DE PESQUISA EDITAL PERMANTE PICV A Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais convoca os alunos interessados em apresentar propostas de projetos de pesquisa para o Programa de Iniciação Científica Voluntária

Leia mais

Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos

Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos EDITAL PROFÁGUA 003/2017 CHAMADA A PROPOSTAS DE ADESÃO A REDE DO MESTRADO PROFISSIONAL DE GESTÃO E REGULAÇÃO DE RECURSOS

Leia mais

RESUMO DA CHAMADA MCTI/FINEP/FNDCT AÇÃO TRANSVERSAL APOIO INSTITUCIONAL 03/2016 APOIO A INSTITUIÇÕES DE PESQUISA NAS DIVERSAS ÁREAS DE CONHECIMENTO

RESUMO DA CHAMADA MCTI/FINEP/FNDCT AÇÃO TRANSVERSAL APOIO INSTITUCIONAL 03/2016 APOIO A INSTITUIÇÕES DE PESQUISA NAS DIVERSAS ÁREAS DE CONHECIMENTO RESUMO DA CHAMADA MCTI/FINEP/FNDCT AÇÃO TRANSVERSAL APOIO INSTITUCIONAL 03/2016 APOIO A INSTITUIÇÕES DE PESQUISA NAS DIVERSAS ÁREAS DE CONHECIMENTO EM TERRITÓRIO NACIONAL Salvador Jun/2016 1. OBJETIVO

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA ALTO MÉDIO SÃO FRANCISCO EDITAL Nº. 01/2016 PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DIRETORIA ACADÊMICA

FACULDADE DE TECNOLOGIA ALTO MÉDIO SÃO FRANCISCO EDITAL Nº. 01/2016 PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DIRETORIA ACADÊMICA FACULDADE DE TECNOLOGIA ALTO MÉDIO SÃO FRANCISCO EDITAL Nº. 01/2016 PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DIRETORIA ACADÊMICA EDITAL Nº. 01/2016 PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA A Faculdade de Tecnologia

Leia mais

Universidade CEUMA REITORIA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão

Universidade CEUMA REITORIA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão EDITAL DE APOIO A PUBLICAÇÃO APUB EDITAL Nº 03/PROP/2013 A Universidade CEUMA, por meio da Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão (PROP), torna público o presente edital e convida docentes

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO - UFOP PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO - UFOP PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO EDITAL PROGRAD/PROPLAD Nº 01, de 05 de maio de 2014. As Pró-reitorias de Graduação (PROGRAD) e de Planejamento e Desenvolvimento (PROPLAD) no uso das atribuições que lhes conferem o Regimento Geral da

Leia mais

UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROPP

UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROPP UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROPP EDITAL Nº. 008/PROPP/2013 CHAMADA DE PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA GRADUAÇÃO O Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação

Leia mais

APOIO À MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS MULTIUSUÁRIOS

APOIO À MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS MULTIUSUÁRIOS Edital PROPP 07/2017 APOIO À MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS MULTIUSUÁRIOS A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPP), da Universidade Federal de Ouro Preto, torna público, o lançamento do edital PROPP

Leia mais

EDITAL DE APOIO À PESQUISA DA UFMT - Campus Cuiabá

EDITAL DE APOIO À PESQUISA DA UFMT - Campus Cuiabá EDITAL DE APOIO À PESQUISA DA UFMT - Campus Cuiabá EDITAL PROPEQ/UFMT DE APOIO À PESQUISA PARA DOCENTES/CAMPUS SEDE (PAP/SEDE UFMT) PAP/UFMT EDIÇÃO 001 Abril de 2013 I) OBJETIVOS: O Programa de Apoio à

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PROPLAN Pró-Reitoria de Planejamento, Orçamento e Finanças PROGRAD Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional PRPPG Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROEC

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT-INFRA - PROINFRA

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT-INFRA - PROINFRA CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT-INFRA - PROINFRA - 02/2010 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS INSTITUCIONAIS DE IMPLANTAÇÃO DE INFRAESTRUTURA DE PESQUISA 1. OBJETIVO Selecionar propostas para

Leia mais

Projeto: Acompanhamento e Avaliação das Ações do CT-INFRA no Âmbito das Instituições

Projeto: Acompanhamento e Avaliação das Ações do CT-INFRA no Âmbito das Instituições Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação Projeto: Acompanhamento e Avaliação das Ações do CT-INFRA no Âmbito das Instituições Edital CT-INFRA 1/21 - A distribuição de recursos

Leia mais

INSTITUTO DE PESQUISA, TECNOLOGIA E NEGÓCIOS Nº 01/2017

INSTITUTO DE PESQUISA, TECNOLOGIA E NEGÓCIOS Nº 01/2017 INSTITUTO DE PESQUISA, TECNOLOGIA E NEGÓCIOS EDITAL DE CRIAÇÃO E CADASTRO DE GRUPOS DE PESQUISA Nº 01/2017 O Instituto de Pesquisa, Tecnologia e Negócios (IPTN), no uso de suas atribuições legais, torna

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PROPLAN Pró-Reitoria de Planejamento, Orçamento e Finanças. PROGRAD Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional PRPPG Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROEC

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRPDI Orientação Geral O Plano de Desenvolvimento Institucional -PDI, elaborado para um período de 5

Leia mais

NORMA REGULADORA DA RELAÇÃO DO HOSPITAL DE CLINICAS DE PORTO ALEGRE COM A FUNDAÇÃO MÉDICA DO RIO GRANDE DO SUL

NORMA REGULADORA DA RELAÇÃO DO HOSPITAL DE CLINICAS DE PORTO ALEGRE COM A FUNDAÇÃO MÉDICA DO RIO GRANDE DO SUL NORMA REGULADORA DA RELAÇÃO DO HOSPITAL DE CLINICAS DE PORTO ALEGRE COM A FUNDAÇÃO MÉDICA DO RIO GRANDE DO SUL Considerando os objetivos do Hospital de Clínicas de Porto Alegre - HCPA, em especial, sua

Leia mais

Os recursos para o Prime são provenientes do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT).

Os recursos para o Prime são provenientes do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT). Perguntas Frequentes O que é o Programa Primeira Empresa Inovadora (Prime)? Trata-se de um programa inovador criado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e sua Agência Financiadora de Estudos e

Leia mais

Universidade CEUMA REITORIA Gerência de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão

Universidade CEUMA REITORIA Gerência de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão EDITAL DE APOIO A PUBLICAÇÃO APUB EDITAL Nº 07/GPG/2017 A Universidade CEUMA, por meio da (GPG), torna público o presente edital e convida docentes a apresentarem propostas no âmbito do programa de Divulgação

Leia mais

2º EDITAL SANTANDER/USP/FUSP DE Direitos Fundamentais e Políticas Públicas

2º EDITAL SANTANDER/USP/FUSP DE Direitos Fundamentais e Políticas Públicas 2º EDITAL SANTANDER/USP/FUSP DE Direitos Fundamentais e Políticas Públicas PRÓ-REITORIA DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA 1. OBJETIVO 1.1. O objetivo do presente edital é apoiar financeiramente projetos

Leia mais

Relação de Itens alterados na Chamada

Relação de Itens alterados na Chamada RERRATIFICAÇÃO Chamada Pública MCTI/FINEP/FNDCT Ação Transversal APOIO INSTITUCIONAL - 03/2016 Alertamos para a Rerratificação da Chamada, conforme site da FINEP. Solicitamos atender às orientações em

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA Agosto de 2015 INTRODUÇÃO O Ministério de Educação (MEC) através do Sistema Nacional

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e Inovação - PRPPGI AVALIAÇÃO DE MÉRITO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e Inovação - PRPPGI AVALIAÇÃO DE MÉRITO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e Inovação - PRPPGI AVALIAÇÃO DE MÉRITO Demanda: PRPPG/UNIVASF/MCT/FINEP/CT-INFRA-PROINFRA 01/2013 Proponente: Título

Leia mais

Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI

Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI PROGRAMA INSTITUCIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL 2011 EDITAL PROPEPG Nº 07/2010 A Pró-Reitoria de Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação PROPEPG, visando aperfeiçoar as ações relativas à Assistência Social, em

Leia mais

EDITAL DE CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO NA UFSCAR PARA O PRIMEIRO SEMESTRE DE 2017

EDITAL DE CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO NA UFSCAR PARA O PRIMEIRO SEMESTRE DE 2017 EDITAL DE CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO NA UFSCAR PARA O PRIMEIRO SEMESTRE DE 2017 JUSTIFICATIVA Em atenção ao art. 66 e seu parágrafo único do Estatuto Geral da Universidade Federal de São Carlos UFSCar, e

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/MDS/CAIXA REDE DE TECNOLOGIA SOCIAL INCUBAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SOLIDÁRIOS - 01/2005

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/MDS/CAIXA REDE DE TECNOLOGIA SOCIAL INCUBAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SOLIDÁRIOS - 01/2005 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/MDS/CAIXA REDE DE TECNOLOGIA SOCIAL INCUBAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SOLIDÁRIOS - 01/2005 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE REAPLICAÇÃO DE TECNOLOGIA DE INCUBAÇÃO

Leia mais

RESUMO DA CHAMADA PÚBLICA MCTI/SECIS/FINEP/FNDCT - VIVER SEM LIMITE 01/2015

RESUMO DA CHAMADA PÚBLICA MCTI/SECIS/FINEP/FNDCT - VIVER SEM LIMITE 01/2015 RESUMO DA CHAMADA PÚBLICA MCTI/SECIS/FINEP/FNDCT - VIVER SEM LIMITE 01/2015 Salvador Out/2015 1. OBJETIVO Selecionar propostas para apoio financeiro a projetos de pesquisa, desenvolvimento tecnológico

Leia mais

2.1. Serão avaliados projetos com realização nos municípios de Catalão e Ouvidor, no Estado de Goiás; e Cubatão, no Estado de São Paulo.

2.1. Serão avaliados projetos com realização nos municípios de Catalão e Ouvidor, no Estado de Goiás; e Cubatão, no Estado de São Paulo. MANUAL PARA APOIO A PROJETOS SOCIAIS - SELEÇÃO 2016/2017 NEGÓCIOS NIÓBIO E FOSFATOS 1. APRESENTAÇÃO 1.1. Iniciativas sociais são parte do compromisso dos negócios de Nióbio e Fosfatos com as comunidades

Leia mais

Perguntas freqüentes FAQ

Perguntas freqüentes FAQ Perguntas freqüentes FAQ CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/FSA PRODECINE 01/2008 PRODUÇÃO CINEMATOGRÁFICA 1) Como faço para enviar meu projeto? O primeiro passo para inscrever um projeto em qualquer uma das seleções

Leia mais

1. CHAMADA CNPQ/MCTIC/CBAB Nº 10/ CENTRO BRASILEIRO-ARGENTINO DE BIOTECNOLOGIA PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL EM BIOTECNOLOGIA

1. CHAMADA CNPQ/MCTIC/CBAB Nº 10/ CENTRO BRASILEIRO-ARGENTINO DE BIOTECNOLOGIA PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL EM BIOTECNOLOGIA APOIO A INSTITUCIONAL 1. CHAMADA CNPQ/MCTIC/CBAB Nº 10/2016 - CENTRO BRASILEIRO-ARGENTINO DE BIOTECNOLOGIA PROJETOS DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL EM BIOTECNOLOGIA Selecionar propostas em cooperação com a

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO N 01/2016 PROAD

ORDEM DE SERVIÇO N 01/2016 PROAD ORDEM DE SERVIÇO N 01/2016 PROAD O Pró-Reitor de Administração da Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre UFCSPA, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, divulga o

Leia mais

RESOLUÇÃO SETUR Nº 09, DE 25 DE AGOSTO DE 2010.

RESOLUÇÃO SETUR Nº 09, DE 25 DE AGOSTO DE 2010. RESOLUÇÃO SETUR Nº 09, DE 25 DE AGOSTO DE 2010. Estabelece os critérios necessários para a liberação do Certificado de Reconhecimento dos Circuitos Turísticos a que se refere o Decreto Estadual nº 43.321/2003.

Leia mais

ATUAÇÃO DA CPA. Roteiro. Avaliação do ensino superior. Avaliação do Ensino Superior. Autoavaliação na UFMS

ATUAÇÃO DA CPA. Roteiro. Avaliação do ensino superior. Avaliação do Ensino Superior. Autoavaliação na UFMS ATUAÇÃO DA CPA Avaliação do ensino superior Roteiro Avaliação do Ensino Superior Legislação SINAES Autoavaliação Institucional Dimensões Autoavaliação na UFMS Instrumentos AVALIAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR

Leia mais

1º EDITAL SANTANDER/USP/FUSP DE Fomento às Iniciativas de Cultura e Extensão

1º EDITAL SANTANDER/USP/FUSP DE Fomento às Iniciativas de Cultura e Extensão 1º EDITAL SANTANDER/USP/FUSP DE Fomento às Iniciativas de Cultura e Extensão PRÓ-REITORIA DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA 1. OBJETIVO 1.1. O objetivo do presente edital é apoiar financeiramente projetos

Leia mais

EDITAL. PARA INVESTIMENTO NAS ASSOCIAÇÕES METODISTAS DE AÇÃO SOCIAL AMAS e MINISTÉRIOS DE AÇÃO SOCIAL (MAS)

EDITAL. PARA INVESTIMENTO NAS ASSOCIAÇÕES METODISTAS DE AÇÃO SOCIAL AMAS e MINISTÉRIOS DE AÇÃO SOCIAL (MAS) EDITAL PARA INVESTIMENTO NAS ASSOCIAÇÕES METODISTAS DE AÇÃO SOCIAL AMAS e MINISTÉRIOS DE AÇÃO SOCIAL (MAS) A Câmara de Ação Social da 3ª Região Eclesiástica, visando a aplicação de recursos destinados

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA GRADUAÇÃO DIVISÃO DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA GRADUAÇÃO DIVISÃO DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA GRADUAÇÃO DIVISÃO DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS Edital PROGRAD/PFA/UPE Nº 004/014 I EDITAL A Pró-Reitoria de Graduação

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE AÇÃO SOCIAL

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE AÇÃO SOCIAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE AÇÃO SOCIAL E D I T A L / P R O P E P G N º 1 2 d e 0 4 d e a g o s t o d e 2 0 1 7 A Pró-Reitoria de Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação PROPEPG, visando aperfeiçoar as ações

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CHAMADA INTERNA PRPPG/UFC CHAMADA INTERNA DE SUBPROJETOS PARA O CT-INFRA DA UFC PROINFRA 2013 A Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação

Leia mais

Faculdade de Medicina do ABC

Faculdade de Medicina do ABC Faculdade de Medicina do ABC Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde Edital para Preenchimento da Cota Institucional de Bolsa de Pós-Doutorado CAPES A Faculdade de Medicina do ABC faz saber que

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional PDI -

Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - Diretrizes para Elaboração Eixos Temáticos Essenciais do PDI Perfil Institucional Avaliação e Acompanhamento do Desenvolvimento Institucional Gestão Institucional

Leia mais

A FAPEMA atua em parceria com os diversos setores da sociedade a fim de inserir a Ciência, Tecnologia e Inovação no desenvolvimento humano,

A FAPEMA atua em parceria com os diversos setores da sociedade a fim de inserir a Ciência, Tecnologia e Inovação no desenvolvimento humano, A importância das fundações de amparo à pesquisa na atuação dos NIT s Presidente: Dra. Rosane Nassar Meireles Guerra Assessora de planejamento: Márcia Maciel www.fapema.br A FAPEMA atua em parceria com

Leia mais

EDITAL DE APOIO A PESQUISADORES INTERNACIONAIS VISITANTES UFMT

EDITAL DE APOIO A PESQUISADORES INTERNACIONAIS VISITANTES UFMT EDITAL DE APOIO A PESQUISADORES INTERNACIONAIS VISITANTES UFMT EDITAL PROPEQ/UFMT DE APOIO A PESQUISADORES INTERNACIONAIS VISITANTES - Julho de 2014 I) OBJETIVOS: O Edital de Apoio à participação de pesquisadores

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIO

PROCEDIMENTO PARA CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIO PROCEDIMENTO PARA CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIO 1. Abertura de processo pelo COORDENADOR DO PROJETO, sendo juntados os seguintes documentos: 1.1. Ofício de encaminhamento do projeto, assinado por seu COORDENADOR,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONSULTORIA PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO PLANO DE TRABALHO DA INICIATIVA DIÁLOGO EMPRESAS E POVOS INDIGENAS

TERMO DE REFERÊNCIA CONSULTORIA PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO PLANO DE TRABALHO DA INICIATIVA DIÁLOGO EMPRESAS E POVOS INDIGENAS TERMO DE REFERÊNCIA CONSULTORIA PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO PLANO DE TRABALHO DA INICIATIVA DIÁLOGO EMPRESAS E POVOS INDIGENAS (JULHO à DEZEMBRO DE 2017) I. Histórico e Contexto Em 2012, associações indígenas

Leia mais

1. REQUISITOS DO SOLICITANTE

1. REQUISITOS DO SOLICITANTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EDITAL Nº 023/PRPGP/UFSM, DE 03 DE ABRIL DE 2012 Programa Especial de Incentivo às Revistas Científicas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 475, DE 14 DE ABRIL DE 2008 O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E O MINISTRO DE

Leia mais

OPAS/OMS Representação do Brasil Programa de Cooperação Internacional em Saúde - TC 41 Resumo Executivo de Projeto (Modelo I)

OPAS/OMS Representação do Brasil Programa de Cooperação Internacional em Saúde - TC 41 Resumo Executivo de Projeto (Modelo I) Identificação do Projeto OPAS/OMS Representação do Brasil Programa de Cooperação Internacional em Saúde - TC 41 Resumo Executivo de Projeto (Modelo I) Rede de Cooperação Técnica em Saúde da União de Nações

Leia mais

INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA FINOVA

INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA FINOVA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA FINOVA EDITAL 001/2015 PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS Parceiros: Nova Andradina, agosto de 2015 1) OBJETO A FINOVA Fundação Instituto de Inovação e Tecnologia

Leia mais

Edital Universidade Santa Úrsula-USU: 02/ Programa Institucional Interno de Criação, Consolidação e Apoio a Grupos de Pesquisa

Edital Universidade Santa Úrsula-USU: 02/ Programa Institucional Interno de Criação, Consolidação e Apoio a Grupos de Pesquisa Edital Universidade Santa Úrsula-USU: 02/2017 - Programa Institucional Interno de Criação, Consolidação e Apoio a Grupos de Pesquisa A Universidade Santa Úrsula - USU - do Rio de Janeiro, por intermédio

Leia mais

Edital 02/2015 DIRPPG-SH APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS - RECURSO CAMPUS SANTA HELENA

Edital 02/2015 DIRPPG-SH APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS - RECURSO CAMPUS SANTA HELENA Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Edital 02/2015

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/CT-INFRA 01/2013

CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/CT-INFRA 01/2013 CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/CT-INFRA 01/2013 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS INSTITUCIONAIS DE IMPLANTAÇÃO DE INFRAESTRUTURA DE PESQUISA NAS ICT S E PARA APOIO AOS CAMPI REGIONAIS DE

Leia mais

Edital Universidade Santa Úrsula-USU: 01/ Programa Institucional Interno de Criação, Consolidação e Apoio a Grupos de Pesquisa

Edital Universidade Santa Úrsula-USU: 01/ Programa Institucional Interno de Criação, Consolidação e Apoio a Grupos de Pesquisa Edital Universidade Santa Úrsula-USU: 01/2017 - Programa Institucional Interno de Criação, Consolidação e Apoio a Grupos de Pesquisa A Universidade Santa Úrsula - USU - do Rio de Janeiro, por intermédio

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 11/99 COPLAD

RESOLUÇÃO Nº 11/99 COPLAD RESOLUÇÃO Nº 11/99 COPLAD Estabelece normas para a constituição e utilização do Fundo de Desenvolvimento Acadêmico FDA. O CONSELHO DE PLANEJAMENTO E ADMINISTRAÇÃO, da Universidade Federal do Paraná, órgão

Leia mais

Universidade Federal da Bahia. Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional. Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento

Universidade Federal da Bahia. Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional. Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento Unidade Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento Processo Acordos tripartite entre a UFBA Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional 1 de 5 Glossário

Leia mais

O Instituto ABRADEE da Energia a serviço da sociedade para aprimoramento do Modelo do Setor Elétrico Brasileiro. Brasília 014 de outubro de 2015

O Instituto ABRADEE da Energia a serviço da sociedade para aprimoramento do Modelo do Setor Elétrico Brasileiro. Brasília 014 de outubro de 2015 O Instituto ABRADEE da Energia a serviço da sociedade para aprimoramento do Modelo do Setor Elétrico Brasileiro 1 Brasília 014 de outubro de 2015 Pauta 1) Por que propor um Projeto de P&D Estratégico para

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA 2015

CHAMADA PÚBLICA 2015 EDITAL 37 CHAMADA PÚBLICA 2015 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS TÉCNICOS COM FINALIDADE DIDÁTICO-PEDAGÓGICA EM CURSOS REGULARES NO 1/7 EXECUÇÃO: OUTUBRO/2015 A JUNHO/2016. A Reitora do

Leia mais

/

/ InovaPequena Empresa RS 2014 1º Bloco: Conceituando Inovação; 2 Bloco: Programa Inova Pequena Empresa RS 2014 SEBRAETEC Diferenciação; 3 Bloco: Estruturação do projeto no Sistema de Gestão de Projetos

Leia mais

Apoio para Participação Individual de Empresas em Feiras no Exterior

Apoio para Participação Individual de Empresas em Feiras no Exterior Unidade de Projetos Termo de Referência sobre Apoio para Participação Individual de Empresas em Feiras no Exterior REVISTO E ATUALIZADO Março de 2013 Elaborado por: Apex-Brasil Pág: 1 / 36 GESTOR DE PROJETOS

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional

Plano de Desenvolvimento Institucional data Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - 2016-2020 Prof. Esper Cavalheiro Pró-Reitor de Planejamento - PROPLAN Profa. Cíntia Möller Araujo Coordenadora de Desenvolvimento Institucional e Estudos

Leia mais

EDITAL FACEPE 04/2009 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS CONJUNTOS DE PESQUISA E/OU DESENVOLVIMENTO NO ÂMBITO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA FACEPE/INRIA

EDITAL FACEPE 04/2009 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS CONJUNTOS DE PESQUISA E/OU DESENVOLVIMENTO NO ÂMBITO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA FACEPE/INRIA EDITAL FACEPE 04/2009 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS CONJUNTOS DE PESQUISA E/OU DESENVOLVIMENTO NO ÂMBITO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA FACEPE/INRIA A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado

Leia mais

O presente Edital tem por objeto a seleção pública de projetos para apoio financeiro à pesquisa científica e tecnológica do Banco da Amazônia.

O presente Edital tem por objeto a seleção pública de projetos para apoio financeiro à pesquisa científica e tecnológica do Banco da Amazônia. 1 APRESENTAÇÃO O presente Edital tem por objeto a seleção pública de projetos para apoio financeiro à pesquisa científica e tecnológica do Banco da Amazônia. A seleção pública para os projetos de pesquisa

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ AGÊNCIA DE INOVAÇÃO UFPR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ AGÊNCIA DE INOVAÇÃO UFPR EDITAL PERMANENTE DE SELEÇÃO DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DA MODALIDADE RESIDENTE Edital nº AGI-01/2017 Processo n.º 23075.153629/2016-59 Este Edital se regerá

Leia mais

ANEXO I PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA PARFOR

ANEXO I PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA PARFOR ANEXO I PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DOS PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA PARFOR Orientações gerais às Instituições Formadoras de Educação Superior para o desenvolvimento dos CURSOS ESPECIAIS PRESENCIAIS I

Leia mais

Vanderlan Vasconselos. Coordenação MCT/FINEP/RS. Agência Brasileira de Inovação 2004/2005

Vanderlan Vasconselos. Coordenação MCT/FINEP/RS. Agência Brasileira de Inovação 2004/2005 Vanderlan Vasconselos Coordenação MCT/FINEP/RS. Agência Brasileira de Inovação 2004/2005 MISSÃO Promover e financiar a inovação e a pesquisa científica e tecnológica em empresas, universidades, centros

Leia mais

Estratégias da FINEP e seus Instrumentos de Apoio à Inovação. Prof. Oswaldo Massambani Titular da Superintendência Regional de São Paulo

Estratégias da FINEP e seus Instrumentos de Apoio à Inovação. Prof. Oswaldo Massambani Titular da Superintendência Regional de São Paulo Estratégias da FINEP e seus Instrumentos de Apoio à Inovação Prof. Oswaldo Massambani Titular da Superintendência Regional de São Paulo A Finep A Finep é uma empresa pública vinculada ao MCTIC (Ministério

Leia mais

Chamada MCTI/CNPq/CT-ENERG Nº 33/2013 Tecnologias em Smart Grids

Chamada MCTI/CNPq/CT-ENERG Nº 33/2013 Tecnologias em Smart Grids Chamada MCTI/CNPq/CT-ENERG Nº 33/2013 Tecnologias em Smart Grids Perguntas Mais Freqüentes (Frequently Asked Questions - FAQ) 1) O que se busca com a Chamada Nº 33/2013 Tecnologias em Smart Grids? O objetivo

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA DO EDITAL PDS/RN

TERMO DE REFERÊNCIA DO EDITAL PDS/RN TERMO DE REFERÊNCIA DO EDITAL PDS/RN 0001-2013 1. Apresentação A CPFL Energias Renováveis explora oportunidades no mercado brasileiro de geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis, por meio

Leia mais

FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas

FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas Diálogo sobre apoio à Inovação na Pequena Empresa São Paulo, 19 de março de 2014 Agenda da reunião Apresentação 1. Palavra da Diretoria

Leia mais

Regulamento Programa de Desenvolvimento de Extensão

Regulamento Programa de Desenvolvimento de Extensão Regulamento Programa de Desenvolvimento de Extensão Elaborado por: Georgia Miranda Tomich Coordenadora de Pesquisa e Extensão da FESAR Redenção 2017 1 I Dos Objetivos: São objetivos do Programa de Extensão

Leia mais

Política de Patrocínios das Empresas Eletrobras ANEXO

Política de Patrocínios das Empresas Eletrobras ANEXO POLÍTICA ANTITRUSTE DAS EMPRESAS ELETROBRAS Política de Patrocínios das Empresas Eletrobras ANEXO Versão 2.0 19/05/2014 1 A proposta de patrocínio deverá ser apresentada à Eletrobras, preferencialmente,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES EDITAL n o 023/2006-CGCI/CAPES Chamada Pública de Projetos para a Escola de Altos Estudos Cooperação

Leia mais

FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas

FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas FAPESP: Apoio à Pesquisa para Inovação Tecnológica em Pequenas Empresas Diálogo sobre Apoio à Pesquisa para Inovação na Pequena Empresa São Paulo, 1º de abril de 2015 Diálogo sobre Apoio à Pesquisa para

Leia mais

Faculdade de Saúde e Desenvolvimento Humano Santo Agostinho FS Coordenadoria de Pesquisa e Extensão COPEX Curso de Graduação em Enfermagem

Faculdade de Saúde e Desenvolvimento Humano Santo Agostinho FS Coordenadoria de Pesquisa e Extensão COPEX Curso de Graduação em Enfermagem GRUPO DE PESQUISA EM ENFERMAGEM - GPEn PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE ENFERMAGEM PIC-ENF ICV MODALIDADE: INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA EDITAL 001/2017 O Instituto Educacional Santo Agostinho

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA POSSIBILIDADES E CAMINHOS

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA POSSIBILIDADES E CAMINHOS EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA POSSIBILIDADES E CAMINHOS Universidade Federal de Juiz de Fora 11 de Dezembro de 2009 Celso Costa Diretor de Educação a Distância DED CAPES MEC SISTEMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL

Leia mais

CARTA-CONVITE MC/MCT/FINEP/FUNTTEL - 07/2004

CARTA-CONVITE MC/MCT/FINEP/FUNTTEL - 07/2004 CARTA-CONVITE MC/MCT/FINEP/FUNTTEL - 07/2004 CARTA-CONVITE ÀS INSTITUIÇÕES HABILITADAS NA CHAMADA PÚBLICA MC/MCT/FINEP/FUNTTEL - 01/2004 PARA O TEMA SERVIÇOS, APLICAÇÕES E CONTEÚDO DO SISTEMA BRASILEIRO

Leia mais

Chamada de Apoio a Eventos Científicos em Saúde

Chamada de Apoio a Eventos Científicos em Saúde Ministério da Saúde Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos Departamento de Ciência e Tecnologia Chamada de Apoio a Eventos Científicos em Saúde - 2014 1) TÍTULO DO TERMO DE REFERÊNCIA:

Leia mais

EDITAL Nº 05/2017 DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS ACADÊMICOS

EDITAL Nº 05/2017 DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS ACADÊMICOS EDITAL Nº 05/2017 DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO O Estatuto da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), em seu capítulo segundo, inciso III, estabelece a universalização

Leia mais

EDITAL Nº 04/2017 PPG/UEMA CONCESSÃO DE BOLSA DE FIXAÇÃO DE DOUTOR

EDITAL Nº 04/2017 PPG/UEMA CONCESSÃO DE BOLSA DE FIXAÇÃO DE DOUTOR EDITAL Nº 04/2017 PPG/UEMA CONCESSÃO DE BOLSA DE FIXAÇÃO DE DOUTOR A Universidade Estadual do Maranhão - UEMA torna público e convoca os interessados a apresentarem propostas para obtenção de bolsas de

Leia mais

TUTORIAL DO EDITAL CAPES Nº 6/2017. PROGRAMA STIC AmSud/CAPES

TUTORIAL DO EDITAL CAPES Nº 6/2017. PROGRAMA STIC AmSud/CAPES TUTORIAL DO EDITAL CAPES Nº 6/2017 PROGRAMA STIC AmSud/CAPES Abril/2017 PROGRAMA STIC AmSud/CAPES EDITAL Nº 6/2017 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, Fundação Pública,

Leia mais

CEB DISTRIBUIÇÃO S.A.

CEB DISTRIBUIÇÃO S.A. PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE CHAMADA PÚBLICA DE P&D 001/2016. Última atualização: 11/07/2016 1. FORMA E PRAZO DE ENTREGA DAS PROPOSTAS As propostas serão entregues por via eletrônica e também por via impressa

Leia mais

/

/ Mas afinal, o que é Inovação? Tudo o que diferencia e gera valor a um negócio Idéia + implementação + resultados Sinônimo de longevidade, sobrevivência, diferenciação e competitividade Invenção Quebrando

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA CHAMADA PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA CHAMADA PÚBLICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA CHAMADA PÚBLICA SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA O PROJETO INSTITUCIONAL DA UFRN À CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/FNDCT 02/2016 CENTROS NACIONAIS

Leia mais

EDITAL DE CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO NA UFSCAR PARA O SEGUNDO SEMESTRE DE 2017

EDITAL DE CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO NA UFSCAR PARA O SEGUNDO SEMESTRE DE 2017 EDITAL DE CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO NA UFSCAR PARA O SEGUNDO SEMESTRE DE 2017 JUSTIFICATIVA O estatuto da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) no Capítulo 1, artigo 3º define como finalidade da UFSCar

Leia mais

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO PROPEGI/UPE

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO PROPEGI/UPE UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO PROPEGI/UPE PROGRAMA DE APOIO À PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DA UPE EDITAL AMD e AQD 2017 Finalidade Este documento estabelece

Leia mais

INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ SEBRAE

INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ SEBRAE INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ 2014 - SEBRAE Anexo II ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DO PROJETO Modalidade 2 Implantação do CERNE 2 Brasília, 2014 Código da Proposta: (Uso do Sebrae): 1. DADOS DA ENTIDADE

Leia mais

Universidade Estadual do Paraná Unespar Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PRPPG

Universidade Estadual do Paraná Unespar Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PRPPG Universidade Estadual do Paraná Unespar Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PRPPG Edital n. 11/2016 PRPPG/Unespar Programa Institucional de Pesquisa Básica e Aplicada Apoio Fundação Araucária A Pró-Reitoria

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO - TOR/OEI/MEC/FNDE/DIPRO/

Leia mais

I SEMINÁRIO ESTADUAL SOBRE POLÍTICA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO. 1º de outubro de 2009

I SEMINÁRIO ESTADUAL SOBRE POLÍTICA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO. 1º de outubro de 2009 I SEMINÁRIO ESTADUAL SOBRE POLÍTICA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO 1º de outubro de 2009 (112 MUNICÍPIOS) (64 MUNICÍPIOS) (91 MUNICÍPIOS) (16 MUNICÍPIOS) (10 MUNICÍPIOS) (IDH Médio M Nacional = 0,766) Especificação

Leia mais

ANEXO I MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

ANEXO I MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS ANEXO I MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 1. Introdução Segue abaixo modelo padrão para a elaboração de Projeto Técnico para os interessados em enviar proposta ao edital 01/2017 do Fundesis.

Leia mais

Edital 001/2017/UFSJ/PROPE Apoio à Organização de Eventos

Edital 001/2017/UFSJ/PROPE Apoio à Organização de Eventos 1. Objetivo Conceder apoio financeiro para organização de s acadêmicos, nas diferentes áreas de conhecimento, contribuindo para a difusão de conhecimento, nas suas dimensões de ensino, pesquisa e extensão.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA (UNILAB)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA (UNILAB) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA (UNILAB) RESOLUÇÃO N 03, DE 22 DE MARÇO DE 2013. Aprova o Regimento Interno do Polo de Apoio Presencial de

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR 1. Título do Projeto: Aprimoramento da sistemática de

Leia mais