REVESTIMENTOS Escolha do Sistema de Revestimento

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REVESTIMENTOS Escolha do Sistema de Revestimento"

Transcrição

1 Técnicas das Construções I REVESTIMENTOS Escolha do Sistema de Revestimento Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana (14) AULA 13

2 EXERCÍCIO 1 ESCOLHA DO SISTEMA DE REVESTIMENTO Técnicas das Construções I 2

3 5 Exercício ARGAMASSAS PARA REVESTIMENTO: Você deverá projetar os revestimentos internos e da fachada de um edifício com as características listadas a seguir, definindo as argamassas para os diversos revestimentos, nas situações de produção em obra ou compra de argamassas industrializadas, justificando a sua escolha; Faça também uma reflexão sobre o uso de argamassas industrializadas em substituição às feitas em obra, analisando-as quanto aos aspectos de controle dos materiais, organização do canteiro de obras, características finais dos revestimentos, controle da produção do revestimento, etc Técnicas das Construções I 3

4 5 Exercício ARGAMASSAS PARA REVESTIMENTO: Características do edifício: Dezoito (18) pavimentos, com área de 420m2 de pavimento tipo, com um apartamento por andar; Estrutura de concreto armado moldada no local, com laje plana de concreto armado; Vedação em alvenaria de bloco cerâmico; Revestimento de fachada: pastilha aplicada sobre emboço e massa única para receber pintura texturizada; Revestimento internos: massa única para pintura com massa corrida, para as áreas secas e tetos e emboço para cerâmica para as áreas molhadas Técnicas das Construções I 4

5 5 Exercício ARGAMASSAS PARA REVESTIMENTO: Fazendo ensaios e coletando informações com fornecedores de argamassa industrializada você montou o seguinte quadro de propriedades: Técnicas das Construções I 5

6 5 Exercício SITUAÇÃO 1 EMBOÇO EXTERNO PARA CERÂMICA: Revestimento de fachada: pastilha aplicada sobre emboço; SOLICITAÇÕES: Revestimento pesado; Grandes espessuras; Sujeito a variações dimensionais bruscas (maior para cerâmicas escuras); Sujeito a intempéries; Base com média-alta sucção inicial (em potencial) (bloco de concreto) e baixa (estrutura); Base lisa (em potencial, grande parte dos blocos de concreto de boa qualidade); Sujeito a sol e vento durante a execução; Textura final não uniforme Desempenado grosso (base para cerâmica) Técnicas das Construções I 6

7 5 Exercício SITUAÇÃO 1 EMBOÇO EXTERNO PARA CERÂMICA: Revestimento de fachada: pastilha aplicada sobre emboço; UTILIZAR CHAPISCO? Resposta: SIM O chapisco têm os seguintes objetivos: Aumentar a aderência; Uniformizar a absorção. Dosagem a ser utilizada: Chapisco no traço 1:3 (Cimento e Areia Grossa) aplicado sobre a alvenaria Técnicas das Construções I 7

8 5 Exercício SITUAÇÃO 1 EMBOÇO EXTERNO PARA CERÂMICA: Revestimento de fachada: pastilha aplicada sobre emboço; EMBOÇO (EXIGÊNCIAS) CAPACIDADE DE ADERÊNCIA: ELEVADA > 0,3 MPa (preferência em torno de 0,4MPa). DURABILIDADE: Média (é protegida pela cerâmica) - Resistência à compressão de 4,0 a 7,0 MPa. ABSORVER DEFORMAÇÕES: Média Baixa 1,5 < E < 2,5 GPa Técnicas das Construções I 8

9 5 Exercício SITUAÇÃO 1 EMBOÇO EXTERNO PARA CERÂMICA: Revestimento de fachada: pastilha aplicada sobre emboço; EMBOÇO (EXIGÊNCIAS) RESTRIÇÃO À FISSURAÇÃO: Média-baixa (protegida pela cerâmica), ou seja, pode haver pequena incidência de fissuras, desde que não comprometa a aderência. RETENÇÃO DE ÁGUA: MÉDIA-ALTA de 70% a 80% (função das condições de exposição). ACABAMENTO SUPERFICIAL: Acabamento desempenado grosso. Sem função de acabamento Técnicas das Construções I 9

10 Obs: O nível de exigência cresce de 1 para 5 (1) Baixa (2) Média-Baixa (3) Média (4) Alta (5) Elevada Técnicas das Construções I 10

11 EXIGÊNCIAS DA NBR 13749/ Técnicas das Construções I 11

12 5 Exercício SITUAÇÃO 1 EMBOÇO EXTERNO PARA CERÂMICA: Revestimento de fachada: pastilha aplicada sobre emboço; EMBOÇO (EXIGÊNCIAS) CAPACIDADE DE ADERÊNCIA > 0,3 MPa. DURABILIDADE: Média. ABSORVER DEFORMAÇÕES: Média-baixa. RESTRIÇÃO À FISSURAÇÃO: Média-baixa RETENÇÃO DE ÁGUA: Média-Alta. ACABAMENTO SUPERFICIAL: grosso Técnicas das Construções I 12

13 5 Exercício - SITUAÇÃO 1 ARGAMASSAS PARA REVESTIMENTO: Escolha da argamassa: Técnicas das Construções I 13

14 EMBOÇO (EXIGÊNCIAS) CAPACIDADE DE ADERÊNCIA: ELEVADA > 0,3 MPa (preferência em torno de 0,4MPa). DURABILIDADE: Média (é protegida pela cerâmica) - Resistência à compressão de 4,0 a 7,0 Mpa. ABSORVER DEFORMAÇÕES: Média Baixa 1,5 < E < 2,5 Gpa ARGAMASSAS RESTRIÇÃO À FISSURAÇÃO: PARA Média-baixa REVESTIMENTO: (protegida pela cerâmica), ou seja, pode haver pequena incidência de fissuras, desde que não comprometa a aderência. RETENÇÃO Escolha DE ÁGUA: da argamassa: MÉDIA-ALTA de 70% a 80% (função das condições de exposição). ACABAMENTO SUPERFICIAL: Acabamento desempenado grosso. Sem função de acabamento 5 Exercício - SITUAÇÃO 1 Resposta: INDUSTRIALIZADA A Técnicas das Construções I 14

15 5 Exercício SITUAÇÃO 2 MASSA ÚNICA EXTERNA PARA PINTURA: Revestimento de fachada: massa única para receber pintura texturizada; SOLICITAÇÕES: Revestimento pesado (pouco menor que a cerâmica) Grandes espessuras Sujeito a intempéries Base com sucção inicial alta (concreto) e baixa (estrutura) Base lisa Sujeito a sol e vento durante a execução Textura final Uniforme, desempenado fino. Função de acabamento Técnicas das Construções I 15

16 5 Exercício SITUAÇÃO 2 MASSA ÚNICA EXTERNA PARA PINTURA: Revestimento de fachada: massa única para receber pintura texturizada; UTILIZAR CHAPISCO? Resposta: SIM O chapisco têm os seguintes objetivos: Aumentar a aderência; Uniformizar a absorção. Dosagem a ser utilizada: Chapisco no traço 1:3 (Cimento e Areia Grossa) aplicado sobre a alvenaria Técnicas das Construções I 16

17 5 Exercício SITUAÇÃO 2 MASSA ÚNICA EXTERNA PARA PINTURA: Revestimento de fachada: massa única para receber pintura texturizada; EMBOÇO (EXIGÊNCIAS) CAPACIDADE DE ADERÊNCIA: ELEVADA > 0,3 MPa (preferência em torno de 0,4MPa). DURABILIDADE: Média-Alta (exposição a intemperismo) > 4,0 MPa. ABSORVER DEFORMAÇÕES: ELEVADA E>2,5 GPa Técnicas das Construções I 17

18 5 Exercício SITUAÇÃO 2 EMBOÇO EXTERNO PARA CERÂMICA: Revestimento de fachada: massa única para receber pintura texturizada; EMBOÇO (EXIGÊNCIAS) RESTRIÇÃO À FISSURAÇÃO: BAIXO (acabamento final). RETENÇÃO DE ÁGUA: MÉDIA - ALTA >70%. ACABAMENTO SUPERFICIAL: Desempenado fino. Acabamento feltrado Técnicas das Construções I 18

19 5 Exercício - SITUAÇÃO 2 ARGAMASSAS PARA REVESTIMENTO: Massa única para receber pintura texturizada; Resposta: INDUSTRIALIZADA A Técnicas das Construções I 19

20 Técnicas das Construções I 20

REVESTIMENTOS VERTICAIS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

REVESTIMENTOS VERTICAIS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I REVESTIMENTOS VERTICAIS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I O CONCEITO FUNCIONAL É um elemento funcional do edifício com funções bem

Leia mais

Argamassas de Revestimento

Argamassas de Revestimento Argamassas de Revestimento q Argamassa de revestimento é utilizada para revestir paredes, muros e tetos, os quais, geralmente, recebem acabamentos como pintura, cerâmicos, laminados, etc; q O revestimento

Leia mais

MACO II PUC GO Professora Mayara Moraes

MACO II PUC GO Professora Mayara Moraes MACO II PUC GO Professora Mayara Moraes Argamassas NBR13281 Histórico 1º. registro de emprego na construção: Pré-História Piso polido de 180 m² feito com pedras e argamassa cal e areia: ~ 7000 a 9000

Leia mais

Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa

Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa 6. Procedimento de Execução Elaboração Estruturas de Concreto e Revestimentos de Argamassa 92 Instruções para a contratação de mão-de-obra

Leia mais

AULA 6 ARGAMASSA. Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dra. Carmeane Effting. 1 o semestre 2015

AULA 6 ARGAMASSA. Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dra. Carmeane Effting. 1 o semestre 2015 AULA 6 ARGAMASSA Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dra. Carmeane Effting 1 o semestre 2015 Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Engenharia Civil ARGAMASSAS DEFINIÇÃO Materiais

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Mestrado Acadêmico Aderência à base Deficiência de Aderência Características do Substrato Dosagem da Argamassa Técnica de Execução Argamassa 2 Ok Ok Ok Ok 2 Subidas

Leia mais

Universidade Federal do Ceará. Curso de Engenharia Civil. Aula 3: Argamassa. Prof. Eduardo Cabral

Universidade Federal do Ceará. Curso de Engenharia Civil. Aula 3: Argamassa. Prof. Eduardo Cabral Universidade Federal do Ceará Curso de Engenharia Civil Aula 3: Argamassa Prof. Eduardo Cabral Definição e Histórico Piso de 180m 2 no sul da Galiléia entre 7.000a.C. e 9.000a.C. Laje de 25cm de espessura

Leia mais

AULA 6 ARGAMASSA continuação

AULA 6 ARGAMASSA continuação AULA 6 ARGAMASSA continuação Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dra. Carmeane Effting 1 o semestre 2014 Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Engenharia Civil ARGAMASSAS - PROPRIEDADES

Leia mais

O que são os revestimentos verticais??? REVESTIMENTO: Cartão de visitas da empresa!!! que cobre uma superfície

O que são os revestimentos verticais??? REVESTIMENTO: Cartão de visitas da empresa!!! que cobre uma superfície Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Construção Civil PCC-2436 Tecnologia da Construção de Edifícios II Aula 05: Revestimentos Verticais Conceituação e Classificação

Leia mais

Aula 06: Revestimentos Verticais

Aula 06: Revestimentos Verticais Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Construção Civil PCC-2436 Tecnologia da Construção de Edifícios II Aula 06: Revestimentos Verticais Comportamento do Revestimento

Leia mais

Soluções Completas Para o Seu Projeto.

Soluções Completas Para o Seu Projeto. Soluções Completas Para o Seu Projeto. Há mais de 50 anos a Argatex oferece soluções para construção civil, sempre com os princípios de oferecer produtos de alta qualidade que simplifiquem e otimizem a

Leia mais

Revestimentos de Argamassa. Tecnologia de Argamassa P R O M O Ç Ã O

Revestimentos de Argamassa. Tecnologia de Argamassa P R O M O Ç Ã O Revestimentos de Argamassa Tecnologia de Argamassa P R O M O Ç Ã O TECNOLOGIA DA ARGAMASSA Conceitos Sistema de Revestimento de Argamassa Desempenho do sistema Materiais Constituintes Dosagem Escolha do

Leia mais

PARÂMETROS DE ESPECIFICAÇÃO DE ADERÊNCIA DA ARGAMASSA DE EMBOÇO

PARÂMETROS DE ESPECIFICAÇÃO DE ADERÊNCIA DA ARGAMASSA DE EMBOÇO PARÂMETROS DE ESPECIFICAÇÃO DE ADERÊNCIA DA ARGAMASSA DE EMBOÇO Mairton Santos de Sousa - Engenheiro Civil - Consultare FORTALEZA - CE Março / 2006 1. OBJETIVOS Tem como objetivo verificar se a resistência

Leia mais

Argamassas mistas. Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira

Argamassas mistas. Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira Argamassas mistas Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira Argamassas mistas de cimento, cal e areia destinadas ao uso em alvenarias e revestimentos Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira Fonte: NBR 7200:1998 NBR 13529:2013

Leia mais

Prof. Aline Fernandes de Oliveira, Arquiteta Urbanista 2010

Prof. Aline Fernandes de Oliveira, Arquiteta Urbanista 2010 de Oliveira, Arquiteta Urbanista 2010 DEFINIÇÃO. Mistura de aglomerantes e agregados com água, possuindo capacidade de endurecimento (NBR 7200).. São materiais de construção constituídos por uma mistura

Leia mais

Capítulo 26. Argamassas

Capítulo 26. Argamassas Capítulo 26 Argamassas Helena Carasek Universidade Federal de Goiás Definição Argamassas são materiais de construção, com propriedades de aderência e endurecimento, obtidos a partir da mistura homogênea

Leia mais

Tecnologia das construções

Tecnologia das construções Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Engenharia Civil Tecnologia da Construção Civil I Revestimentos argamassados Execução de edificações Revestimentos argamassados

Leia mais

EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO EM EDIFICAÇÕES DE ALVENARIA ESTRUTURAL ENGENHEIROS FERNANDO LUCAS MATEUS SOUZA RODRIGO DE MORAES FARIAS

EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO EM EDIFICAÇÕES DE ALVENARIA ESTRUTURAL ENGENHEIROS FERNANDO LUCAS MATEUS SOUZA RODRIGO DE MORAES FARIAS EXECUÇÃO DE REVESTIMENTO EM EDIFICAÇÕES DE ALVENARIA ESTRUTURAL ENGENHEIROS FERNANDO LUCAS MATEUS SOUZA RODRIGO DE MORAES FARIAS 25 de setembro de 2009 OBRA CITTÀ LAURO DE FREITAS Perspectiva da entrada

Leia mais

Técnicas de Construção Civil 3 Revestimento Interno e Externo

Técnicas de Construção Civil 3 Revestimento Interno e Externo Curso Técnico em Edificações Disciplina Técnicas de Construção Civil 3 Revestimento Interno e Externo Docente: Profa. Priscila B. Alves TCCC3 O que é? Pra que serve? Quais os tipos? Introdução Nada mais

Leia mais

Prof. Msc. Jerônimo Cabral. Dra. Kay Loh Msc. Gilberto R. Cavani

Prof. Msc. Jerônimo Cabral. Dra. Kay Loh Msc. Gilberto R. Cavani Promoção Realização 21 a 25 de setembro de 2009 Hotel Maksoud Plaza São Paulo Anomalias em Fachadas de Edificações Dra. Kay Loh Msc. Gilberto R. Cavani Msc. Jerônimo Cabral P. Fagundes Neto Comunicados

Leia mais

Disciplina: Construção Civil 4. Orçamento de Obras. Aula 06 Composição de Custo Unitário e Levantamento de Quantitativos ALVENARIA

Disciplina: Construção Civil 4. Orçamento de Obras. Aula 06 Composição de Custo Unitário e Levantamento de Quantitativos ALVENARIA Disciplina: Construção Civil 4 Orçamento de Obras Aula 06 Composição de Custo Unitário e Levantamento de Quantitativos ALVENARIA 1 A etapa de levantamento de quantitativos é uma das que intelectualmente

Leia mais

Argamassas e Revestimento

Argamassas e Revestimento Introdução 2/26 Argamassas e Revestimento Argamassa é o resultado da mistura de aglomerante, agregado miúdo, água e às vezes aditivos, usada para assentamento de alvenarias e revestimentos. Aglomerante:

Leia mais

Disciplina: Materiais de Construção I Assunto: Argamassas no estado seco e fresco Prof. Ederaldo Azevedo Aula 6 e-mail: ederaldoazevedo@yahoo.com.br 1.1 Conceitos Básicos: Argamassa é um material composto,

Leia mais

Técnicas das Construções I ALVENARIA. Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana (14) AULA 6

Técnicas das Construções I ALVENARIA. Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana (14) AULA 6 200888 Técnicas das Construções I ALVENARIA Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana pastana@projeta.com.br (14) 3422-4244 AULA 6 Objetivos: 1. DISCUTIR A IMPORTÂNCIA DA ALVENARIA DE VEDAÇÃO. 2. DISCUTIR

Leia mais

Conheça os produtos industrializados existentes no mercado e veja dicas para compra, recebimento e armazenamento

Conheça os produtos industrializados existentes no mercado e veja dicas para compra, recebimento e armazenamento Argamassas de revestimento Conheça os produtos industrializados existentes no mercado e veja dicas para compra, recebimento e armazenamento Reportagem: Gisele C. Cichinelli As argamassas de revestimento

Leia mais

poder de compra x custo da construção

poder de compra x custo da construção ALVENARIA ESTRUTURAL - introdução e materiais - Engenheiro Civil - Ph.D. 85-3244-3939 9982-4969 la99824969@yahoo.com.br poder de compra: poder de compra x custo da construção custo da construção: tecnologia:

Leia mais

Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa

Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa 2. Deficiência x Excelência Elaboração Estruturas de Concreto e Revestimentos de Argamassa 7 Estruturas de Concreto e Revestimentos de Argamassa

Leia mais

Técnicas de construção. Vedações Verticais. Profa. Keila Bento

Técnicas de construção. Vedações Verticais. Profa. Keila Bento Técnicas de construção Vedações Verticais Profa. Keila Bento Vedações verticais Definição UM SUBSISTEMA DOS EDIFÍCIOS CONSTITUÍDO PELOS ELEMENTOS QUE: DEFINEM E LIMITAM VERTICALMENTE O EDIFÍCIO E SEUS

Leia mais

Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa

Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa Diretrizes de Projeto de Revestimento de Fachadas com Argamassa 7. Inspeção e Controle Elaboração Estruturas de Concreto e Revestimentos de Argamassa 129 No recebimento dos materiais o fornecedor dos materiais

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DE ARGAMASSA DE REVESTIMENTO A BASE DE CAL E ADITIVADA. Palavras-Chave: Revestimento argamassado, incorporador de ar, cal hidratada.

CARACTERIZAÇÃO DE ARGAMASSA DE REVESTIMENTO A BASE DE CAL E ADITIVADA. Palavras-Chave: Revestimento argamassado, incorporador de ar, cal hidratada. CARACTERIZAÇÃO DE ARGAMASSA DE REVESTIMENTO A BASE DE CAL E ADITIVADA Frederico Hobold Filho (1); Fernando Pelisser (2) UNESC Universidade do Extremo Sul Catarinense (1)fred_hobold@hotmail.com (2)fep@unesc.net

Leia mais

PERFIS DE DESEMPENHO E QUALIDADE PARA AS ARGAMASSAS DE REVESTIMENTO ESTABILIZADAS. Prof Elton Bauer UnB Dezembro/2014

PERFIS DE DESEMPENHO E QUALIDADE PARA AS ARGAMASSAS DE REVESTIMENTO ESTABILIZADAS. Prof Elton Bauer UnB Dezembro/2014 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UnB FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTRUTURAS E CONSTRUÇÃO CIVIL PECC PRÊMIO CBIC DE INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE

Leia mais

PROJETO E EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS CERÂMICOS

PROJETO E EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS CERÂMICOS Fundação Carmelitana Mário Palmério Materiais de Construção Civil PROJETO E EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS CERÂMICOS Professor: Yuri Cardoso Mendes Revestimentos cerâmicos Para realizar um bom projeto de revestimento

Leia mais

Professor: Eng Civil Diego Medeiros Weber.

Professor: Eng Civil Diego Medeiros Weber. Professor: Eng Civil Diego Medeiros Weber. PATOLOGIA NOS PISOS DE CONCRETO PATOLOGIA DAS ESTRUTURAS (PISOS) As patologias dos pisos cimentados agrupam-se nas divisões: Fissuras; Desgaste superficial; Delaminação;

Leia mais

Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco DISCIPLINA. Construção Civil II

Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco DISCIPLINA. Construção Civil II Curso: Engenharia Civil Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco DISCIPLINA Construção Civil II Aula 01 Vedações verticais Alvenaria de vedação e Gesso acartonado Prof. Dr. Alberto Casado

Leia mais

BAUCRYL AC PLUS aditivação de argamassas colantes abril / 2006

BAUCRYL AC PLUS aditivação de argamassas colantes abril / 2006 BAUCRYL AC PLUS aditivação de argamassas colantes abril / 2006 POR QUE ADITIVAR ARGAMASSAS COLANTES? A utilização de argamassas colantes bi componentes é prática comum nos países da Europa, nos Estados

Leia mais

CONSTRUÇÃO CIVIL II ENG 2333 (2016/1)

CONSTRUÇÃO CIVIL II ENG 2333 (2016/1) ENG 2333 (2016/1) Aula 05 Revestimentos Argamassados de Paredes ARGAMASSA NBR 13281: Mistura homogênea de agregados miúdos, aglomerantes inorgânicos e água, contendo ou não aditivos químicos, com propriedades

Leia mais

f xm - Resistência média das amostras f xk ALVENARIA ESTRUTURAL Blocos: Propriedades desejáveis : Resistência à compressão: MATERIAIS

f xm - Resistência média das amostras f xk ALVENARIA ESTRUTURAL Blocos: Propriedades desejáveis : Resistência à compressão: MATERIAIS Alvenaria Ministério Estruturalda Educação Universidade Federal do Paraná Setor de Tecnologia Construção Civil II ( TC-025) Blocos: Propriedades desejáveis : Resistência à compressão: Função da relação

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETURA. ARQ. Cesar Luiz Basso

MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETURA. ARQ. Cesar Luiz Basso MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETURA RESPONSÁVEL: ARQ. Cesar Luiz Basso CAU: A5819-0 OBRA: LOCAL: 6098 NÚCLEO PEDAGÓGICO CAMPUS JORGE AMADO - SUBESTAÇÃO SECUNDÁRIA BR415 Rodovia Itabuna/ Ilhéus - BA 1 CONTROLE

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETURA. ARQ. Cesar Luiz Basso

MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETURA. ARQ. Cesar Luiz Basso MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETURA RESPONSÁVEL: ARQ. Cesar Luiz Basso CAU: A5819-0 OBRA: LOCAL: 6098 NÚCLEO PEDAGÓGICO CAMPUS JORGE AMADO - SUBESTAÇÃO PRIMÁRIA BR415 Rodovia Itabuna/ Ilhéus - BA 1 CONTROLE

Leia mais

Tecnologia da Construção Civil - I Revestimento. Roberto dos Santos Monteiro

Tecnologia da Construção Civil - I Revestimento. Roberto dos Santos Monteiro Tecnologia da Construção Civil - I Revestimento Reves%mento NBR 7200 - Execução de revestimento de paredes e tetos de argamassas inorgânicas Procedimento. Esta Norma fixa o procedimento de execução de

Leia mais

TECNOLOGIA DE ARGAMASSAS

TECNOLOGIA DE ARGAMASSAS TECNOLOGIA DE ARGAMASSAS Prof. Dr a Marienne do Rocio M.Maron da Costa mariennecosta@uol.com.br Tópico da Disciplina TC 034 Materiais III Departamento de Construção Civil- DCC Universidade Federal do Paraná

Leia mais

Argamassas e Equipamentos

Argamassas e Equipamentos Componentes: Argamassas e Equipamentos Engº Fábio Campora Argamassa Equipamentos Logística de obra Equipe de aplicação Argamassa Definição Argamassa Mistura homogênea de agregados miúdos, aglomerantes

Leia mais

Deve ser lançado sobre o paramento previamente umedecido com auxílio da colher, em uma única camada de argamassa.

Deve ser lançado sobre o paramento previamente umedecido com auxílio da colher, em uma única camada de argamassa. APÓS ESTUDAR ESTE CAPÍTULO; VOCÊ DEVERÁ SER CAPAZ DE: Analisar o tipo de revestimento que mais se enquadra para uma determinada superfície; Executar corretamente os diversos tipos de revestimentos; Especificar

Leia mais

Faculdade Sudoeste Paulista Curso de Engenharia Civil Técnicas da Construção Civil

Faculdade Sudoeste Paulista Curso de Engenharia Civil Técnicas da Construção Civil AULA 11 CONTRAPISOS O contrapiso é uma camada de argamassa executada sobre uma base, que pode ser a laje de um pavimento ou um lastro de concreto, se for sobre o solo. Sua função é regularizar a superfície

Leia mais

LEVANTAMENTO DOS MATERIAIS E TECNOLOGIAS EMPREGADOS PELAS EMPRESAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL NA REGIÃO DE CRICIÚMA. Júlia Lima; Andrea Murillo Betioli

LEVANTAMENTO DOS MATERIAIS E TECNOLOGIAS EMPREGADOS PELAS EMPRESAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL NA REGIÃO DE CRICIÚMA. Júlia Lima; Andrea Murillo Betioli LEVANTAMENTO DOS MATERIAIS E TECNOLOGIAS EMPREGADOS PELAS EMPRESAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL NA REGIÃO DE CRICIÚMA Júlia Lima; Andrea Murillo Betioli 1 Instituto Federal de Santa Catarina/ Departamento de Construção

Leia mais

Argamassa TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES ARGAMASSA. Elizeth Neves Cardoso Soares 2016

Argamassa TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES ARGAMASSA. Elizeth Neves Cardoso Soares 2016 TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES ARGAMASSA Elizeth Neves Cardoso Soares 2016 Definições Pastas Resulta das reações químicas do cimento com a água. Quando há água em excesso, denomina-se nata. Argamassa São misturas

Leia mais

Alvenaria de Vedação. Tecnologia das Construções Profª Bárbara Silvéria

Alvenaria de Vedação. Tecnologia das Construções Profª Bárbara Silvéria Alvenaria de Vedação Tecnologia das Construções Profª Bárbara Silvéria Considerações Gerais Alvenaria, pelo dicionário da língua portuguesa, é a arte ou ofício de pedreiro ou alvanel, ou ainda, obra composta

Leia mais

ANÁLISE EXPERIMENTAL DA RESISTÊNCIA DE ADERÊNCIA À TRAÇÃO EM REVESTIMENTOS ARGAMASSADOS

ANÁLISE EXPERIMENTAL DA RESISTÊNCIA DE ADERÊNCIA À TRAÇÃO EM REVESTIMENTOS ARGAMASSADOS ANÁLISE EXPERIMENTAL DA RESISTÊNCIA DE ADERÊNCIA À TRAÇÃO EM REVESTIMENTOS ARGAMASSADOS RESUMO Lucas Borsatto Schmitz (1), Jakson Fábio Bitencourt Araújo (2) UNESC Universidade do Extremo Sul Catarinense

Leia mais

ALVENARIT. Produto pronto para o uso. Misturar o produto antes da aplicação, utilizando ferramenta limpa a fim de evitar a sua contaminação

ALVENARIT. Produto pronto para o uso. Misturar o produto antes da aplicação, utilizando ferramenta limpa a fim de evitar a sua contaminação Produto ALVENARIT é um aditivo que proporciona ótima trabalhabilidade às argamassas de assentamento e rebocos. Por ser líquido, facilita o trabalho, proporcionando economia de material, praticidade no

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO de Março de 2015 Saint Gobain Weber Quartzolit.

RELATÓRIO TÉCNICO de Março de 2015 Saint Gobain Weber Quartzolit. RELATÓRIO TÉCNICO 143 015-205 05 de Março de 2015 Saint Gobain Weber Quartzolit. Ensaios de caracterização e de desempenho de argamassa inorgânica para revestimento de paredes e tetos CLIENTE SAINT-GOBAIN

Leia mais

Substrato utilizado: Alvenaria de blocos cerâmicos ranhurados, conforme Figura 01. Não houve regularização do substrato com aplicação de chapisco.

Substrato utilizado: Alvenaria de blocos cerâmicos ranhurados, conforme Figura 01. Não houve regularização do substrato com aplicação de chapisco. LABORATÓRIO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL LMCC ENDEREÇO: Cidade Universitária Camobi, Santa Maria/RS CEP 97105 900 TELEFONE: (55) 220 8608 (Fax) Direção 220 8313 Secretaria 220 8468 Ensaios E-MAIL:

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO DA TELA METÁLICA PARA O INCREMENTO DA RESISTÊNCIA À TRAÇÃO NA FLEXÃO DE REVESTIMENTOS DE ARGAMASSA

CONTRIBUIÇÃO DA TELA METÁLICA PARA O INCREMENTO DA RESISTÊNCIA À TRAÇÃO NA FLEXÃO DE REVESTIMENTOS DE ARGAMASSA CONTRIBUIÇÃO DA TELA METÁLICA PARA O INCREMENTO DA RESISTÊNCIA À TRAÇÃO NA FLEXÃO DE REVESTIMENTOS DE ARGAMASSA G. R. ANTUNES A. B. MASUERO D. H. KLEBER Aluna de Doutorado Profª. Eng.ª Civil Aluno de Graduação

Leia mais

REVESTIMENTO EM ARGAMASSAS

REVESTIMENTO EM ARGAMASSAS REVESTIMENTOS Ministério EM ARGAMASSAS da Educação Universidade Federal do Paraná Setor de Tecnologia Construção Civil II ( TC-025) REVESTIMENTO EM ARGAMASSAS Prof. José de Almendra Freitas Jr. freitasjose@terra.com.br

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. - ÁREAS Do terreno ,92 M2 A construir ,08 M2

MEMORIAL DESCRITIVO. - ÁREAS Do terreno ,92 M2 A construir ,08 M2 MEMORIAL DESCRITIVO Objeto: UBS Local: AV. DOS ESTUDANTE Cidade: APARECIDA DO TABOADO - BAIRRO: REDIDENCIAL PRIMAVERA Prop.: PREFEITURA MUNICIPAL DE APARECIDA DO TABOADO/MS - ÁREAS Do terreno... 4.085,92

Leia mais

matriais Os aditivos são usados para aumentar a coesão da mistura ainda fresca. 6) Aço: de acordo com as especificações brasileiras.

matriais Os aditivos são usados para aumentar a coesão da mistura ainda fresca. 6) Aço: de acordo com as especificações brasileiras. matriais 5) Aditivos: de acordo com as especificações brasileiras. Nas argamassas industrializadas a cal é substituída por aditivos, plastificantes ou incorporadores de ar. Os aditivos são usados para

Leia mais

Elementos de vedação e divisórios

Elementos de vedação e divisórios UNIV. FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV CIV601 - Técnicas Construtivas Elementos de vedação e divisórios Prof. Guilherme Brigolini CONCEITUAÇÃO vedação vertical: elementos que compartimentam

Leia mais

Soluções para Alvenaria

Soluções para Alvenaria Aços Longos Soluções para Alvenaria BelgoFix Tela BelgoRevest Murfor Produtos ARCE1109-0210_SOL_ALVENARIA.indd 1 20/01/14 15:00 BelgoFix BelgoFix : marca registrada da Belgo Bekaert Arames Telas Soldadas

Leia mais

MONOCOLOR CHICAGO>MARSALA DESIGN DA TRANSFORMAÇÃO. Código 185

MONOCOLOR CHICAGO>MARSALA DESIGN DA TRANSFORMAÇÃO. Código 185 DESIGN DA TRANSFORMAÇÃO FICHA TÉCNICA MONOCOLOR CHICAGO>MARSALA Código 185 Marsala, famoso vinho tinto italiano é o nome dado ao produto inspirado na agitada vida noturna da cidade de Chicago. A cidade

Leia mais

Projeto e Planejamento P R O M O Ç Ã O

Projeto e Planejamento P R O M O Ç Ã O Revestimentos em Argamassa Projeto e Planejamento P R O M O Ç Ã O E agora? Por onde começo? Conhecendo os sistemas disponíveis Fazendo um projeto de produção Planejando a operação - Planejamento Decidindo

Leia mais

Estudo de Diferentes Tipos de Argamassas de Revestimento à Base de Cimento com Adição de Cal e Aditivos Químicos

Estudo de Diferentes Tipos de Argamassas de Revestimento à Base de Cimento com Adição de Cal e Aditivos Químicos Estudo de Diferentes Tipos de Argamassas de Revestimento à Base de Cimento com Adição de Cal e Aditivos Químicos Fernando Pelisser; UNESC; Brasil; fep@unesc.net Gihad Mohamad; UNESC; Brasil; gihad@unesc.net

Leia mais

Produtividade, Economia e Facilidade de Aplicação.

Produtividade, Economia e Facilidade de Aplicação. Produtividade, Economia e Facilidade de Aplicação. Artos Expansões é representante oficial da Usina Fortaleza em Santa Catarina Contato: Fabiano Palmieri & Marcelo Palmieri 48 9908-8040 48 8866-6228 fabiano.palmieri@gmail.com

Leia mais

FQ-PD-05 FICHA TÉCNICA. Rev.: 02 Pág.: 1/5. Criado: 11/08/2016. Atualizado: 30/06/ PRODUTO: Rejunte Cerâmicas

FQ-PD-05 FICHA TÉCNICA. Rev.: 02 Pág.: 1/5. Criado: 11/08/2016. Atualizado: 30/06/ PRODUTO: Rejunte Cerâmicas Rev.: 02 Pág.: 1/5 1. PRODUTO: Rejunte Cerâmicas 2. DESCRIÇÃO: O Rejunte Cerâmicas é uma argamassa de rejuntamento Tipo I para placas cerâmicas, de fácil aplicação, excelente aderência e resistência mecânica.

Leia mais

ANÁLISE DE DIFERENTES TIPOS DE ARGAMASSA DE REVESTIMENTO

ANÁLISE DE DIFERENTES TIPOS DE ARGAMASSA DE REVESTIMENTO RESUMO ANÁLISE DE DIFERENTES TIPOS DE ARGAMASSA DE REVESTIMENTO Gustavo Spillere Bif (1); Fernando Pelisser (2) UNESC Universidade do Extremo Sul Catarinense (1)gustavobif@hotmail.com (2)fep@unesc.net

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DA 2ª ETAPA DA CONSTRUÇÃO DO BLOCO DE DIREITO

MEMORIAL DESCRITIVO DA 2ª ETAPA DA CONSTRUÇÃO DO BLOCO DE DIREITO MEMORIAL DESCRITIVO DA 2ª ETAPA DA CONSTRUÇÃO DO BLOCO DE DIREITO OBRA: CONSTRUÇÃO-BLOCO DIREITO PROPRIETÁRIO: FUNDAÇAO INTEGRADA MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR DE MINEIROS (FIMES) ENDEREÇO OBRA:RUA 22 ESQ.

Leia mais

ARGAMASSA BRASIL + CASA DAS ARGAMASSAS

ARGAMASSA BRASIL + CASA DAS ARGAMASSAS Vai construir ou reformar? Conte com a Casa das Argamassas. Adquira argamassas para a sua obra, seja ela interna ou externa, temos o produto certo para você. Somos Revendedores Autorizados da Argamassa

Leia mais

NBR 14081/2004. Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas Requisitos

NBR 14081/2004. Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas Requisitos NBR 14081/2004 Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas Requisitos OBJETIVO: Fixar as condições exigíveis para argamassas colantes industrializadas destinadas ao assentamento

Leia mais

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO II CÓDIGO: IT837 CRÉDITOS: T2-P2 INSTITUTO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO II CÓDIGO: IT837 CRÉDITOS: T2-P2 INSTITUTO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO II CÓDIGO: IT837 CRÉDITOS: T2-P2 INSTITUTO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO OBJETIVO DA DISCIPLINA: Fornecer ao aluno as informações necessárias sobre a constituição,

Leia mais

REVESTIMENTOS DE PAREDE

REVESTIMENTOS DE PAREDE REVESTIMENTOS DE PAREDE REVESTIMENTO DE PAREDES CHAPISCO EMBOÇO REBOCO CHAPISCO SUPERFÍCIE ÁSPERA ENTRE A ALVENARIA E O EMBOÇO ARGAMASSA DE CIMENTO E AREIA 1:3, CONSISTÊNCIA BEM PLÁSTICA COLHER DE PEDREIRO

Leia mais

CONSTRUÇÃO CIVIL II ENG 2333 (2016/1)

CONSTRUÇÃO CIVIL II ENG 2333 (2016/1) ENG 2333 (2016/1) Aula 06 Revestimentos de fachadas REVESTIMENTOS DE FACHADAS REVESTIMENTOS DE FACHADAS REVESTIMENTOS DE FACHADAS REVESTIMENTOS DE FACHADAS REVESTIMENTOS DE FACHADAS Proteção Valorização

Leia mais

ARGAMASSA BRASIL + CASA DAS ARGAMASSAS

ARGAMASSA BRASIL + CASA DAS ARGAMASSAS Vai construir ou reformar? Conte com os produtos da Argamassa Brasil. A Casa das Argamassas é a distribuidora autorizada na região. Possuímos uma linha completa para a sua necessidade, oferecendo produtos

Leia mais

Quem busca qualidade em seu trabalho usa Qualimassa em sua obra.

Quem busca qualidade em seu trabalho usa Qualimassa em sua obra. Catálogo Técnico Quem busca qualidade em seu trabalho usa Qualimassa em sua obra. 25 kg Como Preparar Base Dosagem Mistura Teste Revestimento: Áreas internas - chapisco opcional. Áreas externas - chapisco

Leia mais

Usina Fortaleza - Rua São Paulo, 02 - Engenho Novo Barueri SP

Usina Fortaleza - Rua São Paulo, 02 - Engenho Novo Barueri SP PÁGINA 01/05 RELATÓRIO DE ENSAIO : Ensaio em argamassa texturizada INTERESSADO : Usina Fortaleza - Rua São Paulo, 02 - Engenho Novo Barueri SP REFERÊNCIA : n/d NATUREZA DO TRABALHO : Determinação da resistência

Leia mais

RELATÓRIO DE ENSAIO Nº

RELATÓRIO DE ENSAIO Nº 1/5 RELATÓRIO DE ENSAIO Nº 1 047 554-203 CLIENTE: USINA FORTALEZA ICMF LTDA. Rodovia Lívio Tagliassachi, Km 3,5 Parque Varanguera São Roque - SP CEP 18132-545 Tel.: (11) 4784-9797 NATUREZA DO TRABALHO:

Leia mais

1.8 Desenvolvimento da estrutura de edifícios 48

1.8 Desenvolvimento da estrutura de edifícios 48 Sumário Capítulo 1 Desenvolvimento histórico de materiais, elementos e sistemas estruturais em alvenaria 23 1.1 História dos materiais da alvenaria 24 1.2 Pedra 24 1.3 Tijolos cerâmicos 26 1.4 Blocos sílico-calcários

Leia mais

Associação Educativa Evangélica UniEvangélica Curso de Engenharia Civil Professora Moema Castro, MSc.

Associação Educativa Evangélica UniEvangélica Curso de Engenharia Civil Professora Moema Castro, MSc. Associação Educativa Evangélica UniEvangélica Curso de Engenharia Civil Professora Moema Castro, MSc. M A T E R I A I S D E C O N S T R U Ç Ã O C I V I L I I AGREGADOS ARGAMASSA A n á p o l i s, 2 0 1

Leia mais

REVESTIMENTOS VERTICAIS EM ARGAMASSAS E GESSO

REVESTIMENTOS VERTICAIS EM ARGAMASSAS E GESSO Revest. em Ministério argamassas da e gesso Educação 14:52 Universidade Federal do Paraná Setor de Tecnologia Construção Civil II ( TC-025) REVESTIMENTOS VERTICAIS EM ARGAMASSAS E GESSO Prof. José de Almendra

Leia mais

CONSTRUÇÃO CIVIL II ENG 2333 (2016/1)

CONSTRUÇÃO CIVIL II ENG 2333 (2016/1) ENG 2333 (2016/1) Aula 07 Revestimentos cerâmicos de paredes REVESTIMENTOS DE PAREDES Conjunto de camadas que recobre as vedações e a estrutura de um edifício com as funções de complementar as funções

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSTRUÇÃO CIVIL II

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSTRUÇÃO CIVIL II REVEST. EM Ministério ARGAMASSAS da Educação e GESSO Universidade Federal do Paraná Setor de Tecnologia CONCEITO FUNCIONAL DE REVESTIMENTOS: Construção Civil II ( TC-025) REVESTIMENTO EM ARGAMASSAS E GESSO

Leia mais

ENGENHARIA CIVIL CAMPUS DA FAROLÂNDIA 2013

ENGENHARIA CIVIL CAMPUS DA FAROLÂNDIA 2013 ENGENHARIA CIVIL CAMPUS DA FAROLÂNDIA 2013 ALVENARIA ESTRUTURAL Definição: processo construtivo que se caracteriza pelo uso de paredes de alvenaria como principal estrutura suporte do edifício, dimensionada

Leia mais

ALV L ENA N RI R A I E ST S RU R TURA R L L 1

ALV L ENA N RI R A I E ST S RU R TURA R L L 1 ALVENARIA ESTRUTURAL 1 APRESENTAÇÃO O curso de Alvenaria Estrutural será apresentado em forma de treinamento profissional, visando a prática construtiva e ao dimensionamento. Seguirá as prescrições das

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A VF

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A VF a) Descreva a ruptura do concreto, relatando o seu comportamento quando submetido à tensões de compressão até 30% da ruptura, entre 30 e 50%, entre 50% e 75% e de 75% até o colapso. b) Defina cura do concreto,

Leia mais

COMPOSIÇÕES REPRESENTATIVAS DO SERVIÇO DE EMBOÇO/MASSA ÚNICA INTERNA

COMPOSIÇÕES REPRESENTATIVAS DO SERVIÇO DE EMBOÇO/MASSA ÚNICA INTERNA SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES REPRESENTATIVAS DO SERVIÇO DE EMBOÇO/MASSA ÚNICA INTERNA LOTE 1 Versão: 003 Vigência: 11/2014

Leia mais

MONOCOLOR CRONOS>NUDE DESIGN DA TRANSFORMAÇÃO. Código 112

MONOCOLOR CRONOS>NUDE DESIGN DA TRANSFORMAÇÃO. Código 112 DESIGN DA TRANSFORMAÇÃO FICHA TÉCNICA MONOCOLOR CRONOS>NUDE Código 112 ACABAMENTOS Superficial lixado interno Lixado externo Nude e a simplicidade de sua cor permitiram a criação de um produto de beleza

Leia mais

Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco. TR Tecnologia dos Revestimentos

Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco. TR Tecnologia dos Revestimentos PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco TR Tecnologia dos Revestimentos Aula 05 Argamassas para revestimento: dosagem Prof. Dr. Alberto

Leia mais

PROVA COMENTADA. Carga acidental (Q) = 0,5 kn/m² Carga permanente (G) = (0,12 cm X 25 kn/m³) + 1,0 kn/m² + 1,0 kn/m² = 4,0 kn/m²

PROVA COMENTADA. Carga acidental (Q) = 0,5 kn/m² Carga permanente (G) = (0,12 cm X 25 kn/m³) + 1,0 kn/m² + 1,0 kn/m² = 4,0 kn/m² ? Graute Um primeiro objetivo seria proporcionar a integração da armadura com a alvenaria, no caso de alvenaria estrutural armada ou em armaduras apenas de caráter construtivo. O segundo objetivo seria

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS II PATOLOGIAS EM REVESTIMENTOS DE ARGAMASSA

CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS II PATOLOGIAS EM REVESTIMENTOS DE ARGAMASSA PATOLOGIAS EM REVESTIMENTOS DE ARGAMASSA AS FISSURAS NOS REVESTIMENTOS RESPONDEM EM MÉDIA POR 15% DOS CHAMADOS PARA ATENDIMENTO PÓS-OBRA DENTRO DO PRAZO DE GARANTIA ORIGEM E INCIDÊNCIA DAS MANIFESTAÇÕES

Leia mais

8/2/2011 AGLOMERANTES. Definição: Exemplos: Aglomerantes. Nomenclatura. Relação Pega x Endurecimento. Propriedades. Argila Gesso Cal Cimento Betume

8/2/2011 AGLOMERANTES. Definição: Exemplos: Aglomerantes. Nomenclatura. Relação Pega x Endurecimento. Propriedades. Argila Gesso Cal Cimento Betume Definição: AGLOMERANTES Aglomerantes são materiais ativos, geralmente pulverulentos, que entram na composição das pastas, argamassas e concretos. Nomenclatura Exemplos: Aglomerantes Aglomerantes = materiais

Leia mais

Revestimentos de Argamassa. Tecnologia da Argamassa P R O M O Ç Ã O

Revestimentos de Argamassa. Tecnologia da Argamassa P R O M O Ç Ã O Revestimentos de Argamassa Tecnologia da Argamassa P R O M O Ç Ã O Revestimento de Argamassa Material Projeto Equipamentos e ferramentas inadequado Problemas no revestimento Planejamento Treinamento Roteiro

Leia mais

18/junho/2015 Caesar Business Faria Lima São Paulo, SP. Desempenho potencial de alvenarias de blocos cerâmicos vazados Eng Ercio Thomaz

18/junho/2015 Caesar Business Faria Lima São Paulo, SP. Desempenho potencial de alvenarias de blocos cerâmicos vazados Eng Ercio Thomaz 18/junho/2015 Caesar Business Faria Lima São Paulo, SP Desempenho potencial de alvenarias de blocos cerâmicos vazados Eng Ercio Thomaz 1 Quem deve atender é o sistema construtivo como um todo (paredes,

Leia mais

Interação de paredes

Interação de paredes 1/36 Alvenaria Estrutural Interação de paredes 2/36 TRABALHO EXPERIMENTAL REALIZADO Blocos cerâmicos com dimensão modular 15cm x 20cm x 30cm Tipo Largura (cm) Altura ( cm) Comp.(cm) Meio bloco 14 19 14

Leia mais

Desempenho em serviço Prof. Maristela Gomes da Silva

Desempenho em serviço Prof. Maristela Gomes da Silva Desempenho em serviço Prof. Maristela Gomes da Silva Departamento de Engenharia Civil Bibliografia referência para esta aula ISAIA, G. C. (editor) Materiais de Construção Civil e Princípios de ciência

Leia mais

Estúdio de Arquitetura: sustentabilidade

Estúdio de Arquitetura: sustentabilidade Estúdio de Arquitetura: sustentabilidade Lorrânia Pimenta Orientadores: André Prado/ Sheila Passos Piso Áreas Molhadas SUMÁRIO Características de cerâmica e porcelanato Exemplos de cerâmica e porcelanato

Leia mais

SAC 0800-VEDACIT DEMAIS DEPARTAMENTOS (11) DE SEGUNDA A SEXTA DAS 8H ÀS 17H45

SAC 0800-VEDACIT DEMAIS DEPARTAMENTOS (11) DE SEGUNDA A SEXTA DAS 8H ÀS 17H45 Produto VEDAFIX SBR é um polímero sintético que adicionado ao chapisco, à argamassa ou ao concreto modifica suas características, proporcionando grande aderência aos mais diversos substratos. Confere boa

Leia mais

Pasta e argamassa de cimento Portland para recuperação estrutural

Pasta e argamassa de cimento Portland para recuperação estrutural TEMA 3 Caracterização de materiais Pasta e argamassa de cimento Portland para recuperação estrutural Profa. Dra. Sandra Maria de Lima 1,a, Graduanda Tecgo Controle de Obras Rafaela Tyeme Moreira Tatsuno

Leia mais

LUIZA. Execução do Revestimento de Fachada de Argamassa. Santos / SP. Universidade Santa Cecília Santos / SP. Universidade Santa Cecília Santos / SP

LUIZA. Execução do Revestimento de Fachada de Argamassa. Santos / SP. Universidade Santa Cecília Santos / SP. Universidade Santa Cecília Santos / SP Execução do Revestimento de Fachada de Argamassa Aluno(s): Lucio Vinicius Andrade Carlini Luiza Pautz Aguiar Professor : Damin Santos / SP LUIZA 1 Revestimento Função Proteger os elementos da vedação e

Leia mais

TRAÇO Exercício (II) - 4 Módulos

TRAÇO Exercício (II) - 4 Módulos TRAÇO Exercício (II) - 4 Módulos Prof. Marco Pádua NOTA: Para a Recuperação, copiar o texto integralmente, sem desenhos. Calculo das quantidades de materiais necessários para executar 4 (quatro) cômodos

Leia mais

AlvenAriA. Construção Civil i engenharia Civil fucamp 2017/I. Professor Yuri

AlvenAriA. Construção Civil i engenharia Civil fucamp 2017/I. Professor Yuri Professor Yuri Construção Civil i engenharia Civil fucamp 2017/I 7. Alvenaria Definição: Alvenaria é um conceito da construção civil que designa o conjunto de pedras, tijolos ou blocos de concreto, que

Leia mais

A Nova NBR Preparo, Controle e Recebimento de Concreto, com Foco na Durabilidade

A Nova NBR Preparo, Controle e Recebimento de Concreto, com Foco na Durabilidade A Nova NBR 12655 Preparo, Controle e Recebimento de Concreto, com Foco na Durabilidade Enga. Inês Laranjeira da Silva Battagin Superintendente do ABNT/CB-18 A Nova NBR 12655:2006 Principal exigência para

Leia mais

CONSTRUÇÃO CIVIL II ENG 2333 (2016/1)

CONSTRUÇÃO CIVIL II ENG 2333 (2016/1) ENG 2333 (2016/1) Aula 12 Forros FORROS Definição: Revestimento da face inferior da laje ou de telhados de modo a constituir a superfície superior de um ambiente fechado FORROS FORROS Critérios de escolha:

Leia mais

FQ-PD-05 FICHA TÉCNICA. Rev.: 02 Pág.: 1/5. Criado: 11/08/2016. Atualizado: 05/06/ PRODUTO: Multi Porcelanato Interno

FQ-PD-05 FICHA TÉCNICA. Rev.: 02 Pág.: 1/5. Criado: 11/08/2016. Atualizado: 05/06/ PRODUTO: Multi Porcelanato Interno Rev.: 02 Pág.: 1/5 1. PRODUTO: Multi Porcelanato Interno 2. DESCRIÇÃO: A Multi Porcelanato Interno é uma argamassa colante especial para assentamento de peças cerâmicas tipo porcelanato em áreas internas.

Leia mais