NOSSA REALIDADE. A cobertura de saneamento no Brasil não condiz com um país que aspira ter um destaque global

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NOSSA REALIDADE. A cobertura de saneamento no Brasil não condiz com um país que aspira ter um destaque global"

Transcrição

1 MAIO. 09

2 NOSSA REALIDADE A cobertura de saneamento no Brasil não condiz com um país que aspira ter um destaque global

3 NOSSA REALIDADE A falta de rede geral de esgoto atinge hoje metade da população brasileira. Somente 1/3 do esgoto coletado no País é tratado. (Trata Brasil/FGV) A taxa de redução do déficit de rede geral de esgoto no período de 1992 a 2006 foi de 1,31% ao ano. Com o PAC essa taxa passaria de 5,02% e neste ritmo o déficit, em 25 anos, cairia para 17,6%. (Trata Brasil/FGV) Sete crianças morrem todos os dias no País, vítimas de diarréia, e mais de 700 mil pessoas são internadas a cada ano nos hospitais públicos em conseqüência da falta de coleta e de tratamento de esgoto. Crianças que vivem em áreas sem saneamento aprendem 18% menos que crianças que vivem em áreas saneadas. (Trata Brasil/FGV) Trabalhadores respondem por 11% a mais das faltas aos postos de serviços do que os que vivem em áreas saneadas (Trata Brasil/FGV)

4 PROPOSTA DE MUDANÇA Da união das indústrias Amanco, Braskem, Solvay Indulpa e Tigre, foi criado em julho de 2007, o Instituto Trata Brasil, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, para mobilizar os mais variados setores da sociedade em prol do saneamento básico

5 NOSS0 DESAFIO Sensibilizar a sociedade civil e o Poder Público sobre a importância do saneamento básico para a saúde, o meio ambiente e a geração de empregos NOSSA PROPOSTA Criar um movimento nacional que envolva diferentes segmentos da sociedade para conscientizar a população sobre a importância do saneamento básico, além de cobrar do Poder Público que assegure recursos suficientes e permanentes para este setor no Brasil

6 Acreditamos que a sociedade brasileira pode atuar de forma decisiva para que os nossos governantes aportem os recursos necessários e toda a população do País tenha acesso à coleta e tratamento de esgoto NOSSA VISÃO

7 Estruturação do Trata Brasil Engajamento de entidades Profissionais da saúde Personalidades Informação e mobilização Formalização de parcerias Sensibilização da imprensa PATROCINADORES E APOIADORES PARCEIROS ESTRATÉGICOS E APOIADORES

8 ESTRATÉGIAS DE ATUAÇÃO PILARES DE ATUAÇÃO EM 2008 Divulgação Mobilização Sociedade Adesão Novos Colaboradores Projetos Específicos e Cases de Sucesso Monitoramento/Evolução

9 AÇÕES DE CONSCIENTIZAÇÃO Embaixadores Trata Brasil: Dra. Zilda Arns Neumann Dr. Artur Timerman Dr. Anthony Wong Dr. Carlos Graeff Teixeira Dr. Edson Liberal Wagner Moura Giovanna Antonelli Daiane dos Santos Giovane Gávio Adalberto Piotto Dra. Maria Cecilia Pelicioni (FSP/USP) Dr. Daniel Magnoni(IMEN / HCOR) Esforço permanente de engajamento de novos Embaixadores

10 FERRAMENTAS DE MOBILIZAÇÃO Peça impressa campanha de mídia Filme da campanha Spot da campanha Vídeo institucional do ITB

11 FERRAMENTAS DE MOBILIZAÇÃO Novo Website DE OLHO NO PAC: Monitoramento dos avanços e divulgação de planilhas específicas com foco nos projetos de esgotamento sanitário Notícias: Clipping diário Chats: Realização 1 a cada dois meses / Blog Atualização a cada dois dias Lançamento Agosto Youtube Atualização com inserções de vídeos e entrevistas Orkut Criação de comunidade e link para o endereço do Blog ITB NEWS: Newsletter e boletim impresso / trimestral w w w. t r a t a b r a s i l. o r g. b r

12 ITB na Mídia PR E COMUNICAÇÃO Valor Econômico: monitoramento obras do PAC repercussão UOL Portal Terra: Encontro com ministro Canal Saúde/Fiocruz Entrevista: Raul Pinho / Debate em estúdio: Pesquisador Marcelo Néri

13 PILARES DE ATUAÇÃO EM 2008 Projetos PROJETOS EM ANDAMENTO Trata Brasil na Comunidade Projeto 79 Cidades Pesquisas Trata Brasil/ FGV Pesquisas Trata Brasil/ IBOPE Projeto De Olho no PAC Trata Brasil na Comunidade Projeto 79 Cidades Comunicação com Gestores Pesquisas Trata Brasil FGV E IBOPE Projeto De Olho no PAC Acompanhamento dos impactos da falta de saneamento nos indicadores saúde, educação, trabalho e renda em comunidades. Piloto: Vila Dique Porto Alegre - RS Monitoramento dos avanços do saneamento em cidades com mais de 300 mil habitantes Levantamento dos impactos nos indicadores sociais com informações IBGE/PNAD e percepções da população Monitoramento das obras do PAC nas cidades com mais de 500 mil habitantes

14 CEF obras Saneamento Esgoto em andamento (Fonte: website CEF - atualização 02/03/09) PROJETO DE OLHO NO PAC 77 obras (27 municípios > 500 mil hab) Total = R$ 2.379,88 Milhões Financiamento = R$ 1.938,7 Milhões Valor liberado = R$ 221,8 Milhões 31% das obras estão atrasadas; 22 % não iniciadas e 4% paralisadas 57% das obras ainda não tem 10% dos serviços concluídos R$ mil Obras PAC Saneamento Esgoto CEF (> 500 mil hab) (Valores gerais em 02/03/09) Total Financiamento Liberado ADIANTADA NORMAL ATRASADA PARALISADA NÃO INICIADA ND Obras PAC Saneamento Esgoto CEF(>500 mil hab) Situação das 56 em execução (adiantadas+normais+atrasadas) Obras PAC Saneamento Esgoto CEF (> 500 mil hab) (Situação geral em 02/03/09) NÃO INICIADA (17) 22% PARALISADA (3) 4% ND (1) 1% ADIANTADA (5) 6% NORMAL (27) 36% Quantidade de obras acima de 50% entre 25 e 49,9% 16 entre 10 e 24,9% Faixa de andamento 32 abaixo de 10% 2 ND ATRASADA (24) 31%

15 PROJETO DE OLHO NO PAC BNDES obras Saneamento Esgoto em andamento (Fonte: listagem enviada pelo Banco em 05/03/09) 19 obras 6 municípios > 500 mil hab: Manaus, BH, Contagem,Curitiba, São Paulo e Sto. André Valor Total = R$ 385,8 Milhões Valor do Financiamento = R$ 309,1 Milhões Valor liberado = R$ 28,3 Milhões 9 obras Não Iniciadas, e as outras 10 com andamento Normal

16 PROJETO DE OLHO NO PAC Esclarecimentos Ministério das Cidades sobre execução orçamentária Recursos para o PAC Saneamento no Ministério das Cidades: Total = R$ 5,17 Bilhões até mar/09 R$ 3,08 Bi (das LOAs 2007, 2008 e 2009) + R$ 2,1 Bi (créditos adicionais de R$1,47 Bi em 2007 e 629,4 Mi em 2008) Conforme o SIAFI, de 2007 a mar/2009: Total empenhado = R$ 3,34 Bilhões (64,6%) Total desembolsado = R$ 1,65 Bilhões (31,9%)

17 PROJETO 79 CIDADES Ranking Modelo de Gestão Cidades > hab Indicadores (SNIS 2003/2007) Estadual-56 Municipal-18 Privados-5 Acesso a Água Coleta de Esgoto Esg.Tratado/Água Consumida Perda Total (Água Prod./Fat.) Tarifa Media Investimentos/Geração Caixa) Divulgação 14/05 Franca Uberlandia Sorocaba Santos Jundiaí Niterói Maringá Sto André Mogi Cruzes Piracicaba Dez Melhores Estadual-3 Municipal-6 Privado-1 Macapá, Canoas S.J.Meriti J.Guararapes Belém Cariacica P.Velho N.Iguaçu D Caxias S Gonçalo Dez Piores Estadual-10 Municipal-0 Privado-0

18 PROJETO 79 CIDADES Pesquisas FGV/Trata Brasil Trata Brasil: Saneamento e Saúde / Nov.2007 Trata Brasil: Saneamento, Saúde, Educação Trabalho e Turismo / Abril.08 Trata Brasil: Saneamento, Saúde e o Bolso do Consumidor / Nov.08 Trata Brasil/FGV: Impactos sociais da falta de saneamento nas 79 cidades / 2009

19 Trata Brasil na Comunidade PROJETO DE MOBILIZAÇÃO Abrangência: RS Vila Dique Porto Alegre SP - Carapicuíba Objetivos: sensibilização das comunidades beneficiadas com obras de saneamento básico pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e envolvimento dos moradores, por meio de uma avaliação das condições de saneamento, saúde,educação e renda, além da supervisão do investimento público em saneamento Piloto - Vila Dique Porto Alegre Comunidade: aproximadamente habitantes Localização: região noroeste de Porto Alegre, ao lado do Aeroporto Internacional Salgado Filho. Assentamento: Conjunto habitacional junto à Av. Bernardo Silveira Amorim, próximo ao próximo ao Complexo Cultural Porto Seco, na Zona Norte. Início: março 2007 Término do projeto: pósassentamento Parceiros: ABES-RS / Pastoral da Criança de Porto Alegre / Associação Moradores da Vila Dique

20

Investe-se muito pouco em saneamento, o que torna a universalização muito distante.

Investe-se muito pouco em saneamento, o que torna a universalização muito distante. Nossa Realidade 57% da população brasileira não possui coleta de esgoto (SNIS 2008) O Brasil é o 9º colocado no ranking mundial da vergonha com 13 milhões de habitantes sem acesso a banheiro (OMS/UNICEF)

Leia mais

TRATA BRASIL NA COMUNIDADE VILA DIQUE. Nome: RAUL PINHO Formação: Engenheiro Civil, MBA Instituição: Instituto TRATA BRASIL

TRATA BRASIL NA COMUNIDADE VILA DIQUE. Nome: RAUL PINHO Formação: Engenheiro Civil, MBA Instituição: Instituto TRATA BRASIL TRATA BRASIL NA COMUNIDADE VILA DIQUE Nome: RAUL PINHO Formação: Engenheiro Civil, MBA Instituição: Instituto TRATA BRASIL Nossa Realidade Brasil é o 7º colocado no ranking mundial da vergonha com 18

Leia mais

Evento: Fórum das Águas de Manaus - AM

Evento: Fórum das Águas de Manaus - AM Evento: Fórum das Águas de Manaus - AM Nossa Realidade 57% da população brasileira não possui coleta de esgoto (SNIS 2008) O Brasil é o 9º colocado no ranking mundial da vergonha com 13 milhões de habitantes

Leia mais

Elaboração dos Planos de Saneamento Básico 13/12/2010. Nossa Realidade. Nossa Realidade. Nova Organização da Prestação de Serviços

Elaboração dos Planos de Saneamento Básico 13/12/2010. Nossa Realidade. Nossa Realidade. Nova Organização da Prestação de Serviços 13/12/2010 Quem somos Da união das indústrias Amanco, Braskem, Solvay Indulpa e Tigre, foi criado em julho de 2007, o Instituto Trata Brasil, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, para

Leia mais

Mobilização da sociedade para a universalização do saneamento. Novembro 2008

Mobilização da sociedade para a universalização do saneamento. Novembro 2008 Mobilização da sociedade para a universalização do saneamento Novembro 2008 Nossa Realidade A cobertura de saneamento no Brasil não condiz com um país que aspira ter um destaque global 2004 e 1990 Acesso

Leia mais

Evento - Escola Superior do Ministério Público 25.02.11

Evento - Escola Superior do Ministério Público 25.02.11 Evento - Escola Superior do Ministério Público 25.02.11 Nossa Realidade 57% da população brasileira não possui coleta de esgoto (SNIS 2008) O Brasil é o 9º colocado no ranking mundial da vergonha com 13

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL FEVEREIRO 2008

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL FEVEREIRO 2008 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL FEVEREIRO 2008 Nossa Realidade Nossa Realidade Há décadas, o Brasil investe apenas 1/3 do necessário em saneamento para atingir a universalização num prazo de 20 anos Mesmo com

Leia mais

Saneamento Básico no Brasil Situação e Proposta de Soluções. Novembro - 2009

Saneamento Básico no Brasil Situação e Proposta de Soluções. Novembro - 2009 Saneamento Básico no Brasil Situação e Proposta de Soluções Novembro - 2009 Como surgiu o Movimento Trata Brasil Da união das indústrias Amanco, Braskem, Solvay Indulpa e Tigre, foi criado em julho de

Leia mais

Importância do Saneamento Básico no Brasil: o papel da sociedade civil organizada

Importância do Saneamento Básico no Brasil: o papel da sociedade civil organizada Importância do Saneamento Básico no Brasil: o papel da sociedade civil organizada Como surgiu o Movimento Trata Brasil Da união das indústrias Amanco, Braskem, Solvay Indulpa e Tigre, foi criado em julho

Leia mais

Audiência Pública: Comissão de Meio Ambiente / 26.04.11

Audiência Pública: Comissão de Meio Ambiente / 26.04.11 Audiência Pública: Comissão de Meio Ambiente / 26.04.11 O Instituto Trata Brasil Missão Visão Valores Contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população em geral e para a redução da mortalidade

Leia mais

Saneamento Básico no Brasil Situação e Proposta de Soluções. Junho - 2010

Saneamento Básico no Brasil Situação e Proposta de Soluções. Junho - 2010 Saneamento Básico no Brasil Situação e Proposta de Soluções Junho - 2010 Como surgiu o Movimento Trata Brasil Da união das indústrias Amanco, Braskem, Solvay Indulpa e Tigre, foi criado em julho de 2007,

Leia mais

A visão social em relação ao sistema de saneamento e a importância da sociedade na elaboração do plano

A visão social em relação ao sistema de saneamento e a importância da sociedade na elaboração do plano A visão social em relação ao sistema de saneamento e a importância da sociedade na elaboração do plano Nossa Realidade 57% da população brasileira não possui coleta de esgoto (SNIS 2008) O Brasil é o 9º

Leia mais

Instituto Trata Brasil divulga novo ranking do saneamento com avaliação dos serviços nas 81 maiores cidades do País

Instituto Trata Brasil divulga novo ranking do saneamento com avaliação dos serviços nas 81 maiores cidades do País Instituto Trata Brasil divulga novo ranking do saneamento com avaliação dos serviços nas 81 maiores cidades do País Estudo revela lentidão nos avanços do atendimento voltado à água e esgotos, além de mostrar

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JUNHO 2008

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JUNHO 2008 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL JUNHO 2008 Nossa Realidade A cobertura de saneamento no Brasil não condiz com um país que aspira ter um destaque global Nossa Realidade A falta de rede geral de esgoto atinge

Leia mais

Esgoto Pós Graduação a Distância na UGF Reconhecido pelo MEC. Matricule-se! www.posead.com.br

Esgoto Pós Graduação a Distância na UGF Reconhecido pelo MEC. Matricule-se! www.posead.com.br Page 1 of 8 Home Boletim Diário EcoDebate Equipe Estatísticas Projetos Regras Revista Cidadania e Meio Ambiente Portal EcoDebate Cidadania e Meio Ambiente Esgoto a Vácuo Coleta de Esgoto a Vácuo Naval

Leia mais

Situação do Saneamento no Brasil e impactos à nossa água ABIQUIM - agosto 2014

Situação do Saneamento no Brasil e impactos à nossa água ABIQUIM - agosto 2014 Situação do Saneamento no Brasil e impactos à nossa água ABIQUIM - agosto 2014 Instituto t Trata Brasil Por um Brasil com saneamento básico As perdas de água e a cobertura dos esgotos não condizem com

Leia mais

Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento

Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento Marcelo de Paula Neves Lelis Gerente de Projetos Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental Ministério das Cidades Planejamento

Leia mais

Brasil é o 9º colocado no ranking mundial da vergonha com 13 milhões de habitantes sem acesso a banheiro (OMS/UNICEF)

Brasil é o 9º colocado no ranking mundial da vergonha com 13 milhões de habitantes sem acesso a banheiro (OMS/UNICEF) Nossa Realidade Brasil é o 9º colocado no ranking mundial da vergonha com 13 milhões de habitantes sem acesso a banheiro (OMS/UNICEF) A cobertura de saneamento no Brasil não condiz com um País que aspira

Leia mais

Estudo Trata Brasil confirma relação entre doenças e falta de saneamento

Estudo Trata Brasil confirma relação entre doenças e falta de saneamento Estudo Trata Brasil confirma relação entre doenças e falta de saneamento Estudo revela expressiva participação infantil nas internações por diarréias e que, em 2008, 67 mil crianças com até 5 anos foram

Leia mais

Simpósio Estadual Saneamento Básico e Resíduos Sólidos: Avanços Necessários MPRS 20.08.2015

Simpósio Estadual Saneamento Básico e Resíduos Sólidos: Avanços Necessários MPRS 20.08.2015 Simpósio Estadual Saneamento Básico e Resíduos Sólidos: Avanços Necessários MPRS 20.08.2015 O saneamento básico no Brasil não condiz com o país que é a 7ª. economia do mundo da população não possui coleta

Leia mais

Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil

Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil PATROCINADOR INICIATIVA REALIZAÇÃO SUBCAPA O trabalho e a pesquisa O TRABALHO E A PESQUISA A 4ª edição do relatório principais investimentos

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E MOBILIZAÇÃO SOCIAL EM SANEAMENTO - PEAMSS

PROGRAMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E MOBILIZAÇÃO SOCIAL EM SANEAMENTO - PEAMSS PROGRAMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E MOBILIZAÇÃO SOCIAL EM SANEAMENTO - PEAMSS Anja Meder Steinbach Bióloga Mestre em Desenvolvimento Regional Fundação Agência de água do Vale do Itajaí Camila Schreiber

Leia mais

Planos de Comunicação

Planos de Comunicação Planos de Comunicação Inspiração Se você falar com um homem em uma língua que ele compreende, isso entra na cabeça dele. Se você falar com ele em sua própria língua, atinge seu coração. Nelson Mandela

Leia mais

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA 1. Plano de Comunicação interna 1.1 Aspectos estruturantes 1.1.1 Objetivo O objetivo maior do plano de comunicação interna é fortalecer a gestão do Programa Arpa, a coesão entre parceiros e agentes diretamente

Leia mais

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Morgana Hamester História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Contexto atual Modelização digital contemporaneidade;

Leia mais

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA. D 4.7 Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas (20h) (Aula 3: Monitoramento do PAC)

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA. D 4.7 Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas (20h) (Aula 3: Monitoramento do PAC) EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA D 4.7 Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas (20h) (Aula 3: Monitoramento do PAC) Professor: Pedro Antônio Bertone Ataíde 23 a 27 de março

Leia mais

Cesar Seara Conselheiro ABCON Brasil

Cesar Seara Conselheiro ABCON Brasil Cesar Seara Conselheiro ABCON Brasil 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL A SAÚDE COMEÇA PELA BOCA E, PELA ÁGUA QUE SE BEBE! UMA TRISTE REALIDADE! FONTE: ITB ABCON

Leia mais

Nota técnica Março/2014

Nota técnica Março/2014 Nota técnica Março/2014 Sistemas de Saneamento no Brasil - Desafios do Século XXI João Sergio Cordeiro O Brasil, no final do ano de 2013, possuía população de mais de 200 milhões de habitantes distribuídos

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE Coordenação Regional de santa Catarina ATENÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE Coordenação Regional de santa Catarina ATENÇÃO ATENÇÃO Apresentação do Seminário A Lei da Política Nacional do Saneamento Básico (lei 11.445/07) e o Inquérito Civil Público Estadual 04/04/PGJ/MPSC, realizado nos dias 30 e 31 de outubro de 2008. Arquivos

Leia mais

Planejamento Estratégico 2007 2008. Quatro Projetos da Equipe 1

Planejamento Estratégico 2007 2008. Quatro Projetos da Equipe 1 Planejamento Estratégico 2007 2008 Objetivo Estratégico: Estimular criação / desenvolvimento e fortalecimento de programas estaduais e setoriais. Quatro Projetos da Equipe 1 revisão em 26/09/2007 Missão:

Leia mais

SUGESTÕES DE COMO ABORDAR NAS EMPRESAS O TEMA DO ENFRENTAMENTO DA EXPLORAÇÃO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

SUGESTÕES DE COMO ABORDAR NAS EMPRESAS O TEMA DO ENFRENTAMENTO DA EXPLORAÇÃO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES SUGESTÕES DE COMO ABORDAR NAS EMPRESAS O TEMA DO ENFRENTAMENTO DA EXPLORAÇÃO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES PRESIDENTA DA REPÚBLICA Dilma Vana Rousseff MINISTRA DE ESTADO CHEFE DA SECRETARIA DE

Leia mais

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014 O que o Brasil já ganhou com a Copa 2 O que o Brasil já ganhou com a Copa Investimentos A Copa do Mundo é um grande investimento para todos brasileiros Os únicos

Leia mais

Encontro Nacional das Águas

Encontro Nacional das Águas Encontro Nacional das Águas 31.08.12 ÁGUA E ESGOTAMENTO SANITÁRIO DESAFIOS E OPORTUNIDADES NO BRASIL As perdas de água e a cobertura dos esgotos no Brasil não condizem com um país com destaque global Vivemos

Leia mais

Mesa Redonda Universalização do saneamento e mobilização social em comunidades de baixa renda

Mesa Redonda Universalização do saneamento e mobilização social em comunidades de baixa renda Secretaria Nacional de Mesa Redonda Universalização do saneamento e mobilização social em comunidades de baixa renda PLANEJAMENTO E CONTROLE SOCIAL COMO ESTRATÉGIAS PARA UNIVERSALIZAR O SANEAMENTO Marcelo

Leia mais

POLÍTICAS PERMANENTES DE HABITAÇÃO

POLÍTICAS PERMANENTES DE HABITAÇÃO POLÍTICAS PERMANENTES DE HABITAÇÃO A IMPORTÂNCIA DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA Outubro / 2014 POLÍTICAS PERMANENTES DE HABITAÇÃO Histórico recente da evolução do crédito à moradia Impactos dos investimentos

Leia mais

ESTRADA SUSTENTÁVEL Uma plataforma colaborativa para o Desenvolvimento Sustentável

ESTRADA SUSTENTÁVEL Uma plataforma colaborativa para o Desenvolvimento Sustentável 1 ESTRADA SUSTENTÁVEL Uma plataforma colaborativa para o Desenvolvimento Sustentável 2 Desafios para o desenvolvimento sustentável O mundo esta ficando cada vez mais urbano Mais da metade da população

Leia mais

Banco Interamericano de Desenvolvimento. Instrução Operacional CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO

Banco Interamericano de Desenvolvimento. Instrução Operacional CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO Instrução Operacional CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO CAMPANHAS DE CONSCIENTIZAÇÃO SUMÁRIO Página INTRODUÇÃO 3 1. ÁREA DE ATUAÇÃO 4 2. DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS AO BNB 4 3. RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS 5

Leia mais

CONFEA 21 a 25 de fevereiro de 2011

CONFEA 21 a 25 de fevereiro de 2011 CONFEA 21 a 25 de fevereiro de 2011 Prevenção de Catástrofes...da previsão ao controle Margareth Alheiros UFPE 22/02/2011 O que a sociedade sabe sobre Desastres? O que circula na imprensa: imagens com

Leia mais

Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014

Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014 Code-P0 Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014 Encontro Nacional - Abracen Eventos Esportivos e os Impactos para o país São Paulo, 7 de março de 2012 Code-P1 O Brasil

Leia mais

Sustentabilidade e formação de lideranças

Sustentabilidade e formação de lideranças Sustentabilidade e formação de lideranças ForGRAD Fórum de Pró-Reitores de Graduação das Universidades Brasileiras Foz do Iguaçu, 24 de novembro de 2011 O MUNDO MUDOU... A sociedade se organiza em redes,

Leia mais

I Seminário Nacional de Controle Social A sociedade no acompanhamento da gestão pública Brasília, 25, 26 e 27 de Set/2009

I Seminário Nacional de Controle Social A sociedade no acompanhamento da gestão pública Brasília, 25, 26 e 27 de Set/2009 I Seminário Nacional de Controle Social A sociedade no acompanhamento da gestão pública Brasília, 25, 26 e 27 de Set/2009 Observatório da Educação participação e controle da sociedade civil nas políticas

Leia mais

Comitê Gestor do PAC

Comitê Gestor do PAC RORAIMA Apresentação Esta publicação apresenta informações regionalizadas do 4º balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), referente a abril de 2008. Traz, também, dados sobre outros importantes

Leia mais

AÇÕES DE GOVERNO LITORAL NORTE

AÇÕES DE GOVERNO LITORAL NORTE GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL GOVERNO DE RESULTADOS AÇÕES DE GOVERNO LITORAL NORTE GOVERNADORA YEDA CRUSIUS IMBÉ Janeiro/2010 SUPERANDO DESAFIOS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO CORAGEM PARA FAZER 40

Leia mais

Usina Hidrelétrica de Belo Monte

Usina Hidrelétrica de Belo Monte Usina Hidrelétrica de Belo Monte PA Ao dar continuidade ao maior programa de infraestrutura do Brasil desde a redemocratização, o Governo Federal assumiu o compromisso de implantar um novo modelo de desenvolvimento

Leia mais

Fundação SEADE. www.seade.gov.br

Fundação SEADE. www.seade.gov.br Agosto de 0 N o 0 Fecundidade continua em queda em São Paulo A taxa de fecundidade, no Estado de São Paulo, chegou a, fi lho por mulher, em 009, o que representa metade da registrada em 980 (3, fi lhos

Leia mais

Resposabilidade Social Corporativa investindo em Desenvolvimento Humano

Resposabilidade Social Corporativa investindo em Desenvolvimento Humano Resposabilidade Social Corporativa investindo em Desenvolvimento Humano Ana Rosa M. Soares Oficial do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento Setembro, 2008. Índice de Desenvolvimento Humano

Leia mais

Redução da Pobreza no Brasil

Redução da Pobreza no Brasil Conferencia Business Future of the Americas 2006 Câmara Americana de Comércio Redução da Pobreza no Brasil Resultados Recentes e o Papel do BNDES Demian Fiocca Presidente do BNDES Rio de Janeiro, 5 de

Leia mais

Soluciones para ciudades : La evolución de un proyecto que ayuda a construir ciudades sostenibles Erika Mota Associação Brasileira de Cimento

Soluciones para ciudades : La evolución de un proyecto que ayuda a construir ciudades sostenibles Erika Mota Associação Brasileira de Cimento Soluciones para ciudades : La evolución de un proyecto que ayuda a construir ciudades sostenibles Erika Mota Associação Brasileira de Cimento Portland Contexto das políticas públicas no Brasil Capacidade

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil.

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil. A ABEMD, Associação Brasileira de Marketing Direto, é uma entidade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1976 e constituída por pessoas jurídicas e físicas interessadas na aplicação de estratégias e técnicas

Leia mais

SANEAMENTO BÁSICO CENÁRIOS E DESAFIOS

SANEAMENTO BÁSICO CENÁRIOS E DESAFIOS www.tratabrasil.org.br SANEAMENTO BÁSICO CENÁRIOS E DESAFIOS Quem somos? Uma OSCIP criada em 2007 que tem interesse nos avanços do saneamento básico e na conscientização e proteção dos recursos hídricos

Leia mais

Riscos de deslizamentos de encostas em áreas urbanas

Riscos de deslizamentos de encostas em áreas urbanas Riscos de deslizamentos de encostas em áreas urbanas Thiago Galvão Geógrafo Desenvolvimento Urbano MINISTÉRIO DAS CIDADES Celso Carvalho Frederico Seabra Leonardo Ferreira Thiago Galvão A resposta necessária

Leia mais

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Outubro 2009

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Outubro 2009 Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Outubro 2009 BH COPA 2014 Agenda Resumo Institucional Os Projetos que Apoiamos Formas de Atuação Condições de Financiamento Fechamento Agenda Resumo

Leia mais

Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015

Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015 Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015 A proposta de plano de comunicação elaborada pela Coordenação- Geral de Comunicação e Editoração

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA DADOS DA CONSULTORIA

TERMO DE REFERÊNCIA DADOS DA CONSULTORIA TERMO DE REFERÊNCIA DADOS DA CONSULTORIA Função no Projeto: Contratação de consultoria especializada para desenvolver e implementar estratégias de impacto e sustentabilidade da Campanha Coração Azul no

Leia mais

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s SeminárioADI-2012 Inclusão financeira inovação para as MPE s Guilherme Lacerda Diretor de Infraestrutura Social, Meio Ambiente, Agropecuária e Inclusão Social Barcelona Outubro 2012 1. Diagnóstico Não

Leia mais

esgotamento sanitário inadequado e impactos na saúde da população

esgotamento sanitário inadequado e impactos na saúde da população esgotamento sanitário inadequado e impactos na saúde da população um diagnóstico da situação nos 81 municípios brasileiros com mais de 300 mil habitantes Índice 2 Introdução 3 4 Resumo 6 8 12 14 16 18

Leia mais

PLANO DE AÇÃO NO SANEAMENTO 2014-2017 12/04/2011

PLANO DE AÇÃO NO SANEAMENTO 2014-2017 12/04/2011 PLANO DE AÇÃO NO SANEAMENTO 2014-2017 LEI FEDERAL Nº 11.445/2007 Estabelece diretrizes nacionais para o saneamento básico e para a política federal de saneamento básico. O Artigo 3º, define SANEAMENTO

Leia mais

Demonstrativo da extrema pobreza: Brasil 1990 a 2009

Demonstrativo da extrema pobreza: Brasil 1990 a 2009 Campinas, 29 de fevereiro de 2012 AVANÇOS NO BRASIL Redução significativa da população em situação de pobreza e extrema pobreza, resultado do desenvolvimento econômico e das decisões políticas adotadas.

Leia mais

PAC Programa de Aceleração do Crescimento. Retomada do planejamento no país. Marcel Olivi

PAC Programa de Aceleração do Crescimento. Retomada do planejamento no país. Marcel Olivi PAC Programa de Aceleração do Crescimento Retomada do planejamento no país Marcel Olivi PAC PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CRESCIMENTO Lançado em 22/01/2007 o programa é constituído por Medidas de estímulo

Leia mais

PAC 2 superará em 72% a execução total do PAC 1

PAC 2 superará em 72% a execução total do PAC 1 EXECUÇÃO GLOBAL DO PAC 2 ATÉ OUTUBRO DE 2014 R$ 1,009 trilhão 91,3% do previsto até 2014 ATÉ DEZEMBRO DE 2014 R$ 1,066 trilhão 96,5% do previsto até 2014 PAC 2 superará em 72% a execução total do PAC 1

Leia mais

Sistema de Gestão de Informações: apoio ao monitoramento do PAC, COPA, BSM. Miriam Chaves Brasília, 21/set/2011

Sistema de Gestão de Informações: apoio ao monitoramento do PAC, COPA, BSM. Miriam Chaves Brasília, 21/set/2011 Sistema de Gestão de Informações: apoio ao monitoramento do PAC, COPA, BSM Miriam Chaves Brasília, 21/set/2011 Novos Paradigmas Ambiente heterogêneo aproveitando sistemas existentes Integração de dados

Leia mais

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões MÍDIA KIT INTERNET Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões Segundo pesquisa da Nielsen IBOPE, até o 1º trimestre/2014 número 18% maior que o mesmo período de 2013. É a demonstração

Leia mais

PROJETO ESTRADA SUSTENTÁVEL. A rodovia como vetor de desenvolvimento sustentável do Brasil

PROJETO ESTRADA SUSTENTÁVEL. A rodovia como vetor de desenvolvimento sustentável do Brasil 1 PROJETO ESTRADA SUSTENTÁVEL A rodovia como vetor de desenvolvimento sustentável do Brasil 2 ObjeBvos Criar uma referência de desenvolvimento sustentável para as estradas brasileiras de forma colaborabva

Leia mais

Universidade Livre para a Eficiência Humana. Desenvolver e valorizar o ser humano nas empresas e sociedade

Universidade Livre para a Eficiência Humana. Desenvolver e valorizar o ser humano nas empresas e sociedade Universidade Livre para a Eficiência Humana Desenvolver e valorizar o ser humano nas empresas e sociedade MISSÃO Realizar ações inovadoras de inclusão social no mundo do trabalho, por meio do desenvolvimento

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida profissionais

Leia mais

Estratégias para o desenvolvimento humano

Estratégias para o desenvolvimento humano ofício Estratégias para o desenvolvimento humano A Olhar Cidadão é uma empresa de planejamento estratégico, gestão e inovação, na qual se desenvolvem soluções integradas, projetos e ideias que contribuam

Leia mais

2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES

2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, desenvolvimento da comunidade e formação de jovens fazem parte da história do Instituto.

Leia mais

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br Desde 2008 Mídia Kit 2015 encontrasãopaulo www.encontrasaopaulo.com.br Introdução O Mídia Kit 2015 do guia online Encontra São Paulo tem o objetivo de contextualizar a atuação do site no segmento de buscas

Leia mais

Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí

Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí O que é? O Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí é uma associação de direito privado, sem

Leia mais

3º Balanço das ações do Governo Brasileiro para a Copa- Abril 2012

3º Balanço das ações do Governo Brasileiro para a Copa- Abril 2012 Code-P0 3º Balanço das ações do Governo Brasileiro para a Copa- Abril 2012 Brasília, Maio de 2012 Code-P1 Conteúdo do documento Visão geral das ações Visão por tema 1 Code-P2 Ciclos dos preparativos do

Leia mais

Conheça agora o grupo de profissionais engajados e as propostas para a Renovação da Gestão do Conrerp 4ª Região

Conheça agora o grupo de profissionais engajados e as propostas para a Renovação da Gestão do Conrerp 4ª Região Conheça agora o grupo de profissionais engajados e as propostas para a Renovação da Gestão do Conrerp 4ª Região Em nossa trajetória profissional, cada um dos membros da Chapa 2, viveu as aventuras e desafio

Leia mais

Atividade I Como podemos fortalecer o Núcleo na Região para garantir a continuidade dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - ODMs?

Atividade I Como podemos fortalecer o Núcleo na Região para garantir a continuidade dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - ODMs? QUATRO BARRAS 09/07/2007 Horário: das 13h às 17h30 Local: Atividade I Como podemos fortalecer o Núcleo na Região para garantir a continuidade dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - ODMs? Grupo 01:

Leia mais

Visa, como objetivo final, a promoção do desenvolvimento sustentável da região.

Visa, como objetivo final, a promoção do desenvolvimento sustentável da região. Agenda 21 Comperj Iniciativa voluntária de relacionamento da Petrobras para contribuir para que o investimento na região retorne para a população, fomentando a formação de capital social e participação

Leia mais

SOBRE A FÉRIAS VIVAS MISSÃO. Lutar pela conscientização e proteger vidas no turismo nacional. VISÃO

SOBRE A FÉRIAS VIVAS MISSÃO. Lutar pela conscientização e proteger vidas no turismo nacional. VISÃO SOBRE A FÉRIAS VIVAS A Associação Férias Vivas é a primeira ONG de âmbito nacional voltada para a segurança no turismo e no lazer. A organização foi criada em 2002 a partir da iniciativa de um grupo de

Leia mais

COMPROMISSO: TODOS PELA EDUCAÇÃO. MOZART NEVES RAMOS Presidente-Executivo

COMPROMISSO: TODOS PELA EDUCAÇÃO. MOZART NEVES RAMOS Presidente-Executivo COMPROMISSO: TODOS PELA EDUCAÇÃO MOZART NEVES RAMOS Presidente-Executivo Se quisermos ter Educação de qualidade para todos, teremos de ter todos pela qualidade da Educação. Declaração Mundial Sobre Educação

Leia mais

22-03-2013. Porto Vivo, SRU (2013)

22-03-2013. Porto Vivo, SRU (2013) Reabilitação Urbana na Cidade do Porto: Incentivos e Oportunidades 21 de março de 2013 Porto Vivo, SRU (2013) Rui Ferreira de Espinheira Quelhas 2 1 1900-13% 1950-40% 2000-46,6% 2010-50,6% 2050-69,6% População

Leia mais

OBJETIVO prioridade da agenda política.

OBJETIVO prioridade da agenda política. SANEAR É VIVER OBJETIVO Propor ao governo e à sociedade ações que melhorem o desempenho do saneamento do país e elevem o tema ao status de prioridade da agenda política. A exemplo da ação que resultou

Leia mais

Plano de trabalho ABMES 2013

Plano de trabalho ABMES 2013 1. Apoio às IES de pequeno porte (eventos presenciais e a distância) Diretoria, Assessoria, Consultores e IES apoiadoras Realizar seminário na com o objetivo de identificar a situação atual das PMIES Contratar

Leia mais

Combate à Pobreza, Crescimento Inclusivo e Nova Agenda Social. Centro de Políticas Sociais FGV Wanda Engel Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2015

Combate à Pobreza, Crescimento Inclusivo e Nova Agenda Social. Centro de Políticas Sociais FGV Wanda Engel Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2015 Combate à Pobreza, Crescimento Inclusivo e Nova Agenda Social Centro de Políticas Sociais FGV Wanda Engel Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2015 Marcos da Política de Combate à Pobreza Antecedentes: Assistência

Leia mais

Interior de SP. Mailing Jornais

Interior de SP. Mailing Jornais São Paulo AGORA SÃO PAULO BRASIL ECONÔMICO D.C.I. DESTAK (SP) DIÁRIO DO COMMERCIO (SP) DIÁRIO DE SÃO PAULO DIÁRIO DO GRANDE ABC EMPREGO JÁ (SP) EMPREGOS & CONCURSOS (SP) EMPRESAS & NEGÓCIOS (SP) FOLHA

Leia mais

Uso de Ferramentas Online e Redes Sociais em Educação Financeira

Uso de Ferramentas Online e Redes Sociais em Educação Financeira Uso de Ferramentas Online e Redes Sociais em Educação Financeira BRASIL: contexto econômico e divisão de classes A/B C D/E Fonte: FGV/IBOPE 2011 População x distribuição de renda A/B C D/E Fonte: FGV/IBOPE

Leia mais

O jornalismo ambiental e suas estratégias de divulgação: estudo de caso do projeto Reflorestando as Nascentes

O jornalismo ambiental e suas estratégias de divulgação: estudo de caso do projeto Reflorestando as Nascentes O jornalismo ambiental e suas estratégias de divulgação: estudo de caso do projeto Reflorestando as Nascentes Denise Fernandes Britto Prefeitura Municipal de Jaboticabal Objetivo Identificar as principais

Leia mais

Mais de 1,2 milhão de visitantes únicos por mês, com mais de 3,5 milhões de visualizações mensais.

Mais de 1,2 milhão de visitantes únicos por mês, com mais de 3,5 milhões de visualizações mensais. Mais de 1,2 milhão de visitantes únicos por mês, com mais de 3,5 milhões de visualizações mensais. O Brasil é o único país com mais de 100 milhões de habitantes que assumiu o desafio de ter um Sistema

Leia mais

Situação do saneamento básico no País 3 anos após a aprovação da Lei 11.445

Situação do saneamento básico no País 3 anos após a aprovação da Lei 11.445 Situação do saneamento básico no País 3 anos após a aprovação da Lei 11.445 Yves Besse Agosto 2010 ABCON Fundação 1996 Associação brasileira das concessionárias privadas de serviço público de água e esgoto

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE FUNDO COMUNITÁRIO DE VOLTA REDONDA

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE FUNDO COMUNITÁRIO DE VOLTA REDONDA Casas Populares SUB-FUNÇÃO: PROGRAMA Nº - 244 482 HABITAÇÃO URBANA Reduzir do déficit habitacional e a melhoria dos padrões locais de moradia, contemplar a transferencia de moradias e de população localizadas

Leia mais

PDE Plano de Desenvolvimento da Educação

PDE Plano de Desenvolvimento da Educação PDE Plano de Desenvolvimento da Educação Secretaria de Educação Básica Ministério da Educação Foto: João Bittar Garantir o direito de aprender, para todos e para cada um. PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

O BADESUL Agência de Desenvolvimento, controlada pelo Governo Estadual, integra Sistema

O BADESUL Agência de Desenvolvimento, controlada pelo Governo Estadual, integra Sistema O BADESUL Agência de Desenvolvimento, controlada pelo Governo Estadual, integra o Sistema de Desenvolvimento do Estado coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento SDPI. Tem

Leia mais

Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes

Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes Financiamento e apoio técnico Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Conselho Nacional dos Direitos

Leia mais

Luiz Ildebrando PIERRY 28/4/2009

Luiz Ildebrando PIERRY 28/4/2009 Luiz Ildebrando PIERRY 28/4/2009 Estrutura da AQRS/PGQP 2009/2010 CONSELHO SUPERIOR CONSELHO FISCAL CTSA CTSA CONSELHO DIRETOR SECRETARIA EXECUTIVA Comitês Setoriais Comitês Regionais Org. com Termo de

Leia mais

Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Guarulhos Departamento de Relações Comunitárias PROGRAMA DE USO RACIONAL DA ÁGUA MOBILIZAÇÃO COMUNITÁRIA

Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Guarulhos Departamento de Relações Comunitárias PROGRAMA DE USO RACIONAL DA ÁGUA MOBILIZAÇÃO COMUNITÁRIA Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Guarulhos Departamento de Relações Comunitárias PROGRAMA DE USO RACIONAL DA ÁGUA MOBILIZAÇÃO COMUNITÁRIA AUTOR: Tatiana Rodrigues Moura. Chefe de Seção de Expediente

Leia mais

PESQUISA SOBRE VOLUNTARIADO NO BRASIL

PESQUISA SOBRE VOLUNTARIADO NO BRASIL PESQUISA SOBRE VOLUNTARIADO NO BRASIL Voluntário é o cidadão que, motivado pelos valores de participação e solidariedade, doa seu tempo, trabalho e talento, de maneira espontânea e não remunerada, para

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

Breve Histórico do Saneamento Básico no Brasil

Breve Histórico do Saneamento Básico no Brasil Breve Histórico do Saneamento Básico no Brasil Historicamente o abastecimento de água e o tratamento de esgotos eram atribuições municipais; Na década de 60 foram criadas as cias estaduais, dentre elas

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

Incidência em políticas públicas: ampliando as possibilidades. Rafael Gioielli Instituto Votorantim / Brasil

Incidência em políticas públicas: ampliando as possibilidades. Rafael Gioielli Instituto Votorantim / Brasil Incidência em políticas públicas: ampliando as possibilidades Rafael Gioielli Instituto Votorantim / Brasil Políticas públicas e Investimento Social Privado MODELO MAIS COMUM MODELO ALTERNATIVO ISP INFLUENCIAR

Leia mais

SEMINÁRIOS TEMÁTICOS. Mesa 1: Produção Habitacional : programas de financiamento da habitação de interesse social

SEMINÁRIOS TEMÁTICOS. Mesa 1: Produção Habitacional : programas de financiamento da habitação de interesse social SEMINÁRIOS TEMÁTICOS Mesa 1: Produção Habitacional : programas de financiamento da habitação de interesse social Maria do Carmo Avesani Diretora do Departamento de Produção Habitacional Secretaria Nacional

Leia mais

Boletins jornalísticos na rádio: combate à queima de ônibus destacando a importância do transporte por ônibus na Região Metropolitana de São Paulo.

Boletins jornalísticos na rádio: combate à queima de ônibus destacando a importância do transporte por ônibus na Região Metropolitana de São Paulo. Boletins jornalísticos na rádio: combate à queima de ônibus destacando a importância do transporte por ônibus na Região Metropolitana de São Paulo. Roberto Sganzerla. CMT Consórcio Metropolitano de Transportes

Leia mais

Sustentabilidade no Grupo Boticário. Atuação com a Rede de Franquias

Sustentabilidade no Grupo Boticário. Atuação com a Rede de Franquias Sustentabilidade no Grupo Boticário Atuação com a Rede de Franquias Mais de 6.000 colaboradores. Sede (Fábrica e Escritórios) em São José dos Pinhais (PR) Escritórios em Curitiba (PR) e São Paulo (SP).

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais