ANAIS GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS VERDE (GHRM): UMA ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES VOLUNTÁRIAS DAS EMPRESAS DO SETOR PETROQUÍMICO BRASILEIRO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANAIS GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS VERDE (GHRM): UMA ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES VOLUNTÁRIAS DAS EMPRESAS DO SETOR PETROQUÍMICO BRASILEIRO"

Transcrição

1 GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS VERDE (GHRM): UMA ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES VOLUNTÁRIAS DAS EMPRESAS DO SETOR PETROQUÍMICO BRASILEIRO WESLEY RICARDO DE SOUZA FREITAS ( ) UFMS/CPAR E UNINOVE MARIA TEREZA SARAIVA SOUZA ( ) CENTRO UNIVERSITARIO DA FEI Resumo: Este artigo tem como objetivo verificar se as empresas do setor petroquímico, um dos setores considerados de alto impacto ambiental, desenvolvem práticas de recursos humanos verdes que contribuem para a gestão ambiental, denominada pela literatura como Green Human Resource Management (GHRM). É uma pesquisa exploratória, com abordagem qualitativa e o instrumento de coleta de dados utilizado foi a pesquisa documental. Os resultados mostram que há algumas práticas isoladas de GHRM na maioria das empresas estudadas. A prática de GHRM que se destacou na pesquisa foi a formação, capacitação, treinamento e educação com aspectos ambientais. Palavras-chave: Gestão de Pessoas; Gestão de Recursos Humanos; Sustentabilidade Ambiental; Gestão de Recursos Humanos Verde; GHRM. 1 Introdução As empresas estão enfrentando uma grande disputa para obter vantagem competitiva em um maior e mais exigente mercado (GOLLAN, 2005), no entanto, há a necessidade de um equilíbrio entre o crescimento industrial e a proteção do meio ambiente (DAILY; HUANG, 2001), pois as gerações futuras poderão não ter uma qualidade de vida semelhante a atual geração, consequência do atual modelo de desenvolvimento socioeconômico (BRAUN, 2001). Por conseguinte, o conceito de sustentabilidade será efetivamente posto em prática somente com o envolvimento e comprometimento da sociedade, governos e empresas (BELLEN, 2005). Nessa perspectiva, um novo modelo de desenvolvimento que privilegie equitativamente as dimensões econômicas, sociais e ambientais começa a ser exigido, e a sua viabilidade conecta-se, no todo ou em parte, às atividades conduzidas no ambiente empresarial (JABBOUR; SANTOS, 2008). O caminho para que uma organização alcance a sustentabilidade ambiental ainda é incerto (DAILY; HUANG, 2001). Além disso, os autores reconhecem a necessidade e sugerem a realização de mais pesquisas no âmbito organizacional a fim de direcionar novos rumos para a sustentabilidade. Contudo, para Boudreau e Ramstad (2005), a sustentabilidade e suas implicações para a gestão de recursos humanos têm recebido pouca atenção. Entretanto, poucos pesquisadores se atreveram a destacar a relevância da função de recursos humanos para a efetividade da gestão ambiental. São raras as evidências encontradas (DAILY; HUANG, 2001; GOLLAN, 2005; JABBOUR; SANTOS, 2008; JABBOUR; SANTOS; NAGANO, 2010; SROUFE et al. 2010; SUDIN, 2011; JACKSON et al., 2011; 1/16

2 WAGNER, 2012, RENWICK, REDMAN; MAGUIRE, 2012; DUTTA, 2012; RENWICK et al., 2012), sendo que grande parte da literatura é internacional. A Gestão de Recursos Humanos (GRH) é essencial para implementação de mudanças e para a incorporação de novas demandas nas empresas, apresentando um grande potencial para a inclusão de questões estratégicas, entretanto, a GRH precisa reconhecer a conexão com a sustentabilidade ambiental, que é uma área de rápido crescimento e escassa de literatura consolidada (JACKSON et al., 2011). Dentro de uma perspectiva evolutiva, há autores que dispõem a gestão de recursos humanos como centro da sustentabilidade organizacional (JABBOUR; SANTOS, 2008; RIMANOCZY; PEARSON, 2010), enquadrando-se no auge de um modelo evolutivo proposto por Freitas, Jabbour e Santos (2011). Inclusive, recentes call for papers e eventos destacam a relevância dessa integração: - Academy of Management Annual Meeting (AOM/2009), um dos maiores eventos da área de Administração, por meio de sua presidenta, Professora Susan Jackson, criou o Fórum Internacional GHRM, ressaltando a importância da integração da GRH com à dimensão ambiental. - Journal Human Resource Management (TAYLOR; EGRI; OSLAND, 2010), destaca a relevância da inserção da GRH no contexto da sustentabilidade; - German Journal of Research on Human Resource Management, em que os editores salientam a importância da GRH para a gestão ambiental ou GHRM (JACKSON et. al, 2011); - The International Journal of Human Resource Management, realizando um chamada para artigos envolvendo a Green (Enviromental) HRM (RENWICK et al., 2012). Inclusive, Ulrich (2011), no paper em que discute os últimos 50 anos da área e realiza uma reflexão para o futuro da GRH, e acredita que funcionários e profissionais de RH podem contribuir para a construção de organizações sustentáveis. Entretanto, Liebowitz (2010) destaca que muitos executivos e gestores ainda não conseguiram integrar a equipe de RH em torno da cultura da sustentabilidade. Deste modo, este artigo é balizado pela seguinte questão: Como a Gestão de Recursos Humanos contribui com Gestão Ambiental em empresas de segmento de alto impacto ambiental? Portanto, o objetivo desta pesquisa consiste em verificar se as empresas do setor petroquímico desenvolvem práticas de recursos humanos verdes que contribuem para a gestão ambiental, a denominada pela literatura como GHRM. Tradicionalmente, as maiorias das empresas ao redor do mundo têm empregado uma abordagem fim de tubo para as práticas ambientais, isto é, impulsionadas pela legislação e regulamentos (SUDIN, 2011) e ao passo que as grandes empresas em setores ambientalmente mais impactantes, como a indústria química, têm tendência para implementar sistemas de gestão ambiental (GONZALEZ; SARKIS; ADENSO-DIAZ, 2008). O setor petroquímico é considerado pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e desenvolvimento como o segmento de indústrias mais poluentes (KRAEMER, 2000 apud PEREIRA, FARIA, SOUZA, 2009). Assim, espera-se encontrar evidências de práticas sustentáveis, em termos ambientais, fomentadas por uma área de gestão de recursos humanos verde, bem como a ampliar a discussão sobre GHRM no Brasil, visto que a literatura é rara, pois segundo Freitas et al. (2012), que investigaram a relação entre a gestão de recursos humanos e sustentabilidade socioambiental nos principais periódicos da área de administração, analisando artigos publicados entre os anos de 2000 a 2010, dos 170 artigos encontrados na temática Gestão de 2/16

3 Recursos Humanos, apenas nove estabeleceram alguma relação entre a GRH e as dimensões socioambiental da sustentabilidade. 2 Referencial Teórico Nesta seção, apresenta-se a literatura que sustentará esta pesquisa, abordando a gestão de recursos humanos verde (GHRM) e suas respectivas práticas. 2.1 Gestão de Recursos Humanos Verde (GHRM) Para alcançar a sustentabilidade ambiental, além do aprimoramento dos detalhes técnicos do sistema, é preciso considerar o fator humano, ou seja, as condições organizacionais de RH podem ser preditores significativos de sucesso ou fracasso, por exemplo, na dimensão ambiental (DAILY; HUANG, 2001). Perron, Côte e Durry (2006) corroboram, destacando que os aspectos técnicos da gestão ambiental devem ser complementados com aspectos humanos e comportamentais da GRH. Na literatura, a gestão de recursos humanos e a gestão ambiental, são áreas que têm evoluído, inclusive reconhecendo que o foco exclusivamente sobre o desempenho financeiro apresenta uma visão limitada, de modo que, os enredamentos das organizações exigem novos modelos que exigem interdependências entre os vários elementos que compõem um sistema maior na organização (JACKSON et al., 2011), em outras palavras, várias áreas integradas em prol de um objetivo comum. Assim, a sustentabilidade organizacional exige que a organização reconheça e valorize as capacidades e competências humanas, a partir de uma abordagem mais holística e integrada a gestão do negócio (WILKINSON; HILL; GOLLAN, 2001). Como consequência, a gestão ambiental deve estar fomentada numa abordagem sistêmica para a integração da temática ambiental em todos os níveis organizacionais (JABBOUR; SANTOS; NAGANO, 2010). Nesse sentido, há uma necessidade crescente para a integração da gestão ambiental com as práticas de recursos humanos (DUTTA, 2012). Essa integração com a área de recursos humanos denomina-se Green Human Resource Management (GRHM) (RENWICK; REDMAN; MAGUIRE, 2008), que é uma nova abordagem que dizem como as práticas de recursos humanos podem contribuir para um desempenho ambiental empresarial superior (MULLER-CARMEN et al., 2011). Para Dutta (2012), a GHRM consiste no uso de políticas de gestão de recursos humanos para promover o uso sustentável dos recursos dentro das organizações, com a internalização da dimensão ambiental. Daily e Huang (2001) afirmam que um desempenho ambiental superior necessita do suporte das práticas de RH que apóiem a implementação e manutenção de sistemas de gerenciamento ambiental em todas as etapas. Não obstante, Wehrmyer (1996) destaca a importância da área de recursos humanos no contexto da gestão ambiental, principalmente, por meio de três vertentes: (1) apoiar o sistema de gestão ambiental, por meio de treinamentos, comunicação e motivação dos funcionários; (2) promover mudanças organizacionais, incorporando a variável ambiental nos valores da organização, desenvolvendo competências voltadas à gestão ambiental, e agindo eticamente nas questões de meio ambiente; (3) integrar nas práticas de recursos humanos, recrutamento e seleção, avaliação de desempenho, remuneração e treinamento, a variável ambiental. 3/16

4 Como corolário, especialistas de áreas diversas da administração, marketing, contabilidade, cadeia de suprimentos, estão analisando como as práticas dessas áreas podem contribuir com os objetivos ambientais, contudo, na intersecção da GRH com a gestão ambiental é extremamente escassa (JACKSON et al., 2011), apesar do grande potencial para pesquisa acadêmica, no aspecto empírico ainda é mais limitado (RENWICK, REDMAN; MAGUIRE, 2012). Sob o aspecto da sustentabilidade, por exemplo, Liebowitz (2010) destaca a gestão de recursos humanos é, provavelmente, o único departamento que têm profissionais habilitados para estimular as atividades e comportamentos dos executivos e funcionários, por meio da alteração nas práticas de recursos humanos. Assim, o enfoque econômico, antes preponderante, é substituído por um conceito global, pautado na integração da gestão de recursos humanos com os objetivos ambientais, que tende a refletir diretamente nos aspectos econômicos da organização. Desta forma, a incorporação do modelo de GHRM, torna-se decisivo para o sucesso de programas ambientais empresariais (MUSTER; SCHRADER, 2011). Para Wagner (2012), uma gestão de recursos humanos verde lida com as necessidades que se relacionam com a sustentabilidade ambiental. As políticas e práticas de RH verde tem foco nas capacidades individuais e coletiva (DUTTA, 2012), ou seja, capacidades para delinear o comportamento verde das pessoas e, especialmente, às características culturais da empresa (MUSTER; SCHRADER, 2011), pois, a maneira pela qual as organizações desenham as práticas de recursos humanos influencia pontualmente as atitudes e o comportamento das pessoas e consequentemente, o desempenho organizacional (VISSER, 2010). No Quadro 1, apresentam-se alguns autores que destacaram as práticas de recursos humanos verde. Autor Práticas de GHRM Daily e Destacaram algumas práticas de RH, como apoio da alta administração, treinamento, Huang empowerment, trabalho em equipe e recompensas são elementos fundamentais para a (2001) implementação de um sistema de gestão ambiental. Daily, Apresentaram como relevante às práticas de apoio da alta administração, treinamento, Bishop e recompensas, trabalho em equipe e empowerment são fundamentais para a inserção da Steneir dimensão ambiental em uma grande organização aeroespacial certificada com a ISSO (2007) nos Estados Unidos. Jabbour et Concluíram que avaliação de desempenho, recompensas e reconhecimento são práticas de RH al. (2010) relevantes para alcançar a sustentabilidade ambiental. Jackson et Os autores descrevem a direção futura da área e algumas oportunidades para pesquisas sobre al (2011) práticas funcionais de recursos humanos (Recrutamento, avaliação de desempenho, formação e desenvolvimento, recompensas e remuneração e cultura organizacional) alinhadas às iniciativas de uma gestão empresarial verde. Renwick, Realizaram um revisão da literatura e mapearam a área, identificando lacunas e sugerindo Redman e pesquisas futuras sobre a GHRM, especialmente, sobre as práticas verdes relacionadas ao Maguire recrutamento e seleção, treinamento, desenvolvimento gerencial e liderança, desempenho, (2012) recompensas e prêmios, envolvimento, empowerment e cultura. Dutta As práticas de recrutamento, seleção, treinamento, desenvolvimento e recompensas podem criar (2012) uma força de trabalho verde, que compreenda as práticas de gestão ambiental. Quadro 1: Práticas de GHRM Não é provável que seja suficiente, que apenas uma ou duas práticas de RH sejam alteradas, mas o conjunto de práticas precisam ser alteradas, a fim de criar uma cultura ambiental organizacional (LIEBOWTZ, 2010). 4/16

5 Com base nas obras de Daily e Huang (2001), Daily, Bishop e Steneir (2007), Jabbour et al. (2010), Jackson et al. (2011), Renwick, Redman e Maguire (2012) e Dutta (2012), as práticas que melhor podem contribuir efetivamente para a disseminação do fator ambiental nas empresas são recrutamento e seleção, treinamento, avaliação de desempenho, remuneração e recompensas, envolvimento, empowerment, gestão da cultura, desenvolvimento gerencial. 2.2 Práticas de Recursos humanos verde Uma das estratégias para criar uma cultura organizacional voltada ao meio ambiente é recrutar e selecionar candidatos comprometidos com a causa ambiental. Nessa conjectura, a prática de recrutamento e seleção com critérios ambientais pode criar e manter uma organização pró-ativa ambientalmente, por meio da contratação de funcionários que estejam dispostos a se envolver com as atividades de gestão ambiental (RENWICK; REDMAN; MAGUIRE, 2012). A prática de recrutamento pode suportar uma gestão ambiental eficaz, assegurando que novos funcionários compreendam a cultura ambiental de uma organização (WEHRMEYER, 1996), isto é, a área de RH na seleção de candidatos, pode selecionar visando identificar pessoas que protejam os recursos naturais e colaborem com diminuição da poluição, bem como aqueles que são adaptáveis à mudança, que estão dispostos a assumir riscos e experimentar soluções para problemas complexos (LIEBOWTZ, 2010). Entre as práticas de GHRM, a prática de treinamento é considerada essencial para a gestão ambiental (JABBOUR, TEIXEIRA, JABBOUR, 2012), consistindo num fator crítico para a melhoria da gestão ambiental nas organizações (PERRON; COTE; DUFFY, 2006), possibilitando o aumento de conhecimentos, habilidades, sensibilização e conscientização das questões ambientais (TEIXEIRA, 2010). A formação, dentre as práticas de GHRM, é fundamental, pois eleva a sensibilização das pessoas quanto ao impacto ambiental produzido pelas atividades da organização (BANSAL; ROTH, 2000 apud RENWICK; REDMAN; MAGUIRE, 2012), isto é, os funcionários devem estar bem informados sobre questões ambientais que afetam o seu local de trabalho (MADSEN; ULHOI, 2001). No aspecto da ISO 14001, a formação ambiental é essencial para a implementação da norma, bem como para o desenvolvimento de uma cultura voltada à conscientização ambiental (DAILY; HUANG, 2001). Nessa mesma linha, Madsen e Ulhoi (2001) destacam que a educação e a formação ambiental são ferramentas eficazes e fundamentais para a gestão dos recursos ambientais na perspectiva empresarial. O Trabalho de Equipe Verde é desenvolvido para resolver os problemas ambientais (MASSOUD; DAILY; BISHOP, 2008), desempenhando um papel crucial nos esforços da implementação de sistemas de gestão ambiental (DAILY; BISHOP; STEINER, 2007). Outra prática integrante e que pode colaborar com a gestão ambiental é a avaliação de desempenho, que deve de estruturada com indicadores de desempenho ambiental, as responsabilidades envolvidas, os feedback dos resultados alcançados, o estabelecimento de metas e objetivos (RENWICK, REDMAN, MAGUIRE, 2008). Para Liebowtz (2010), são raras empresas que incluem critérios relacionados à gestão ambiental na avaliação de desempenho dos funcionários, o que poderia reforçar a cultura ambiental da empresa. A prática de recompensas com critérios ambientais podem trazer benefícios à gestão ambiental (MASSOUD; DAILY, BISHOP, 2008), especialmente, se os sistemas de recompensas forem estruturados visando às performances ambientais, ou seja, uma parte do bônus mensal dos gestores devem ser conexos e dependentes dos resultados ambientais (DUTTA, 2012). Nessa ótica, a área de RH pode desenvolver programas de recompensa para 5/16

6 equipes inovadoras que promovam ideias que contribuam para a redução dos recursos naturais (LIEBOWTZ, 2010), por meio do estabelecimento de recompensas financeiras e nãofinanceiras, que são ferramentas potencialmente poderosas para apoiar as atividades de gestão ambiental (JACKSON et al., 2011) e podem ser um reforço para motivar continuamente e aumentar o compromisso dos funcionários com a temática ambiental (DAILY; HUANG, 2001). Definido como uma forma de partilha de poder com os empregados, o empowerment refere-se ao processo de tomada de decisão e autonomia do empregado no local de trabalho, inclusive, no aspecto ambiental (MASSOUD; DAILY; BISHOP, 2008), uma vez que sem o envolvimento dos trabalhos, torna-se inútil qualquer iniciativa ambiental, isto é, sem o comprometimento dos funcionários, as iniciativas ambientais podem ser limitadas (RENWICK; REDMAN; MAGUIRE, 2012). Em empresas sustentáveis, a maioria das inovações sugeridas é resultante da conscientização ambiental dos funcionários (JABBOUR; SANTOS, 2008). O aspeto da formação de desenvolvimeno das lideranças também é importante para a GHRM (RENWICK; REDMAN; MAGUIRE, 2012), pois indiscutivelmente, o gestor de recursos humanos poderá indicar gargalos e oportunidades em relação à gestão ambiental, com base nas competências do quadro de funcionários existentes na organização (FREITAS; JABBOUR; GOMES, 2011), o que auxiliará no desenvolvimento de uma cultura organizacional que suporta a gestão ambiental incentiva os funcionários a fazem sugestões que em prol do meio ambiente (RENWICK; REDMAN; MAGUIRE, 2012). A cultura organizacional é considerada um fator determinante e indicador de sucesso ou fracasso dos programas de gestão ambiental em empresas (BRIO, FERNANDES; JUNQUERA, 2007 apud JACKSON et al., 2011). 3 Procedimentos Metodológicos Nos aspectos metodológicos, esta pesquisa tem uma finalidade exploratória, pois quando lida com problemas pouco conhecidos à pesquisa têm um cunho exploratório (GODOY, 1995). Quanto à abordagem, adota-se a qualitativa, pois o interesse do pesquisador não está focalizado em quantificar uma ocorrência ou quantas vezes uma variável aparece, mas sim na qualidade em que elas se apresentam (MINAYO, 1994). O objeto de pesquisa são as empresas do setor petroquímico brasileiro, listadas pela revista Você S.A/Exame como As melhores empresas para você trabalhar, edição 2011: Dow Brasil, 3M, Basf, Monsanto, Iesa Óleo e Gás, FMC Agrícola e Du Pont. Para a coleta das evidências, adotou-se a pesquisa documental, que recorre a materiais que ainda não foram analisados (SÁ-SILVA; ALMEIDA; GUINDANI, 2009), e a análise de conteúdo, que consiste em identificar o que vem sendo dito acerca de determinado tema (VERGARA, 2005). Especificamente, verificaram-se as informações disponibilizadas voluntariamente nos sites corporativos das empresas petroquímicas, durante o período de 15 a 18 de Outubro de O segmento estudado é considerado um dos segmentos altamente poluidores e utilizadoras de recursos ambientais, segundo a Lei nº , que trata da Política Nacional de Meio Ambiente. As principais variáveis desta pesquisa, suas definições e a perspectiva por meio da qual são analisadas estão sistematizadas no Quadro 2. Variáveis Organização do setor petroquímico Perspectiva analítica Principais produtos, missão, visão e valores 6/16

7 Gestão de recursos humanos Identificar as práticas de gestão de recursos humanos adotadas Gestão ambiental Identificar as práticas de gestão ambiental adotadas Gestão de Recursos Humanos Verde Verificar se as empresas apresentam práticas de RH verdes Portal de informações Website principal da empresa, em português Informações divulgadas voluntariamente Informações, vídeos, relatórios, material de divulgação online, Relatório Socioambiental, Balanços etc. Quadro 2: Variáveis da pesquisa e perspectiva analítica Vale salientar que este artigo está replicando os procedimentos operacionais de pesquisa de Jabbour et al. (2012), que analisou as boas práticas de integração entre gestão empresarial e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio da ONU em seis multinacionais. Gestão de Recursos Humanos Gestão Ambiental GRH Verde Melhoria do Desempenho Ambiental Figura 1: Framework da pesquisa Parte-se assim do pressuposto que as principais práticas de Recurso Humano, aliadas a gestão ambiental, irão promover a Gestão de Recursos Humanos Verde (GHRM) e, consequentemente promover a melhoria do desempenho ambiental. 4. Resultados da Pesquisa Nesta seção, apresenta-se a descrição das empresas pesquisadas, as práticas de RH e os achados relacionados à gestão de recursos humanos verde. 4.1 Descrição das empresas A empresa Dow foi fundada em 1897 nos Estados Unidos e atua no Brasil desde 1956, nos segmentos energia, saúde, nutrição, transporte, infraestrutura, consumo e agricultura. Possui quinze fábricas no país e quatro escritórios de negócios localizados nas cidades do Rio de Janeiro/RJ, Ribeirão Preto/SP e São Paulo/SP, totalizando funcionários, disponibilizando uma linha de mil produtos. A 3M foi fundada em 1902 nos Estados Unidos e está no Brasil desde 1946, com a matriz brasileira localizada na cidade de Sumaré/SP, atuando nos segmentos de consumo, escritório, eletrônicos, comunicações, sistema para comunicação visual, segurança viária, cuidados com a saúde, indústria e transporte, saúde ocupacional, limpeza, proteção, mineração e siderurgia. Possui 35 unidades de negócios no Brasil e conta com funcionários. Têm certificação ISO 14001, ISO 9001 e ISOTS /16

8 A BASF, de origem alemã, fundada em 1865, atuando nos segmentos de produtos químicos, plásticos, produtos performance, para agricultura e química fina, óleo cru e gás natural. No Brasil, desde 1955, conta com unidades produtivas nas cidades de Guaratinguetá/SP, Jaboatão/PE, Mauá/SP e São Bernardo do Campo/SP, contando com funcionários. A empresa Du Pont, fundada em 1802 nos Estados Unidos, está presente no Brasil desde 1937, atuando no segmento agricultura e nutrição, segurança e proteção, materiais de alta performance, tecnologias de cor e revestimento, tecnologias de eletrônicos e comunicação. No Brasil, possui onze unidades produtivas e totaliza funcionários. A FMC Agrícola foi fundada em 1883 nos Estados Unidos e atua no Brasil desde 1950 no mercado da agricultura, atuando no segmento agricultura e nutrição, segurança e proteção, materiais de alta performance, tecnologias de cor e revestimento e tecnologias de eletrônicos e comunicação. Possui unidades de negócios em Campinas/SP, Goiânia/GO, Ribeirão Preto/SP e Uberaba/MG, totalizando 387 funcionários em A empresa IESA Óleo e Gás, de origem brasileira, fundada em 1968, atuando no segmento herbicida, inseticida, fungicida, regulador de crescimento e adjuvante. Com matriz na cidade de Araraquara/SP, conta com filiais em São Paulo/SP, Macaé/RJ, Florianópolis/SP e uma subsidiária no Rio de Janeiro/SP, possuindo funcionários. Têm certificações OHSAS 18001, ISO 9001, ISO 14001, AS 8000 e ISO/TS A Monsanto foi fundada nos Estados unidos em 1901 e está instalada no Brasil desde 1963, com 42 unidades de pesquisa e totalizando 1800 funcionários. Atua nos segmentos de sementes, hortaliças e frutas, cana-de-açúcar e herbicidas. Possui certificações ISO 14001, ISO 9001, OSHAS e BS Práticas de Recursos Humanos identificadas das empresas A Dow Brasil faz menção à Carreira, apresentando as políticas de gestão de recursos humanos da empresa. No site, foram identificadas as práticas de recrutamento, no item trabalhe conosco, programa de trainee e estágios, informando os requisitos, programas de recompensas e desenvolvimento funcional, programa relacionado à diversidade e a inclusão social, bem como as razões para se trabalhar na empresa, em termos de carreira, benefícios, carreira, programas de reconhecimento, clima e cultura organizacional. A empresa 3M não faz menção na página principal sobre a GRH. Em uma página secundária há um link denominado junte-se a nós, para os interessados efetuarem o cadastramento de currículo e verificarem a disponibilização de vagas. As práticas relatadas no site são recrutamento e seleção, informações sobre remuneração, benefícios e carreiras. No manual de sustentabilidade da Cia, há informações sobre as práticas de recursos humanos. A BASF faz menção à recursos humanos na página principal, apresentando as políticas e práticas da empresa. Também na página principal do site, há destaque para uma imagem relacionado à premiação melhores empresas para se trabalhar. As práticas de RH relatadas no site são: informações sobre o programa de trainee e estágio; prática de desenvolvimento profissional; diálogos com os funcionários; avaliação de desempenho 360 graus; treinamentos; recompensas e benefícios; programas QVT e incentivo à diversidade na composição da equipe. A empresa Du Pont faz menção à Carreiras na página principal, que ao ser clicada, abre um página secundária sobre a política e práticas de recursos humanos. O mesmo link é disponibilizado em destaque, junto com outros temas, por meio de uma imagem, no centro da 8/16

9 página principal. As práticas de RH relatadas no site são informações sobre o programa de estágio e informações sobre a carreira, inclusive com um vídeo institucional. A empresa FMC Agrícola faz menção apenas à prática de recrutamento na página principal, bem como no rodapé da página, apresentando um link denominado faça parte desse time, com o objetivo de recrutar pessoas para a empresa. Ao clicar na opção FMC, abre uma página secundária e dentro dessa pagina a um link para nossas pessoas, referindose à GRH, que destaca algumas práticas da empresa: recrutamento e seleção, comunicação, desenvolvimento profissional, gestão por competências, avaliação de desempenho e benefícios. A empresa IESA Óleo e Gás faz menção à prática recrutamento na página principal, em que há uma menção no item trabalhe conosco. Contudo, não há informações específicas para a GRH, somente informações gerais sobre um sistema integrado de gestão. No menu gestão social, na página principal, há a descrição de um programa quero-quero, destaca que a empresa busca integrar os objetivos individuais com os organizacionais por meio de diversos programas. A empresa Monsanto faz menção à gestão de recursos humanos por meio. As práticas de RH relatadas no site são recrutamento; programa de estágio; clima e pesquisa organizacional; remuneração e benefícios; desenvolvimento; práticas relacionadas à qualidade de vida; - programa de reconhecimento, pela dedicação extra, tempo de casa e resultados e reembolso para cursos acadêmicos e línguas. 4.3 Práticas de Gestão de Recursos Humanos verde Na Dow Brasil, cursos e treinamentos são ministrados alinhados à estratégia da companhia, sendo que a sustentabilidade é destacada como um dos pilares estratégicos da empresa. Além disso, a educação ambiental, mencionada no site da empresa, está relacionada à comunidade externa. Outra prática relatada, a Green Procurement, que está relacionada à cadeia de suprimentos, visa adequar a companhia para compras sustentáveis. A partir desta prática, os funcionários responsáveis pelo setor realizam campanhas internas para sensibilizar os pares em torno dos princípios da sustentabilidade ambiental, como o uso de matériasprimas de fontes renováveis, redução dos impactos ambientais e, consequentemente, redução dos custos. Dentro da Política de Meio Ambiente, Saúde e Segurança Ocupacional da 3M, o treinamento está elencado visando desenvolver o comprometimento com a política da empresa, além envolver os gestores em uma avaliação crítica dos resultados dessa política. A liderança da 3M também é responsável por garantir que os funcionários e terceiros sejam adequadamente treinados em relação à legislação e a política ambiental da empresa. Para os funcionários, uma das práticas mais relevantes é o programa Hora de Semear, nos quais àqueles que apresentam uma expertise aprofundada em determinado tema ou área transmitem seus saberes a outros funcionários da Companhia. Há uma prática de voluntariado na empresa, entretanto, não há evidência com a questão ambiental. A ênfase a educação ambiental é relacionada ao público externo, especialmente nas escolas das regiões onde estão instaladas as operações da empresa. Na Basf, por meio da Fundação Eco, a educação ambiental é desenvolvida para os diversos públicos envolvidos com a Cia. Outra prática salutar de educação ambiental refere-se ao incentivo de transporte mais sustentável, como carona solidária, criação de ciclovia e estímulo ao transporte coletivo etc. A Cia estimula o desenvolvimento de competências individuais dos funcionários m torno da sustentabilidade, por meio da ferramenta matriz da 9/16

10 sustentabilidade, que relaciona as estratégias do negócio à sustentabilidade, que identifica as ações e práticas de sustentabilidade na empresa. A FMC Agrícola faz menção à educação ambiental dos funcionários e da comunidade, assim como na Iesa Óleo e Gás, que faz referência apenas à realização de campanhas de conscientização ambiental, treinamento dos funcionários quanto aos aspectos da política de qualidade, segurança, meio ambiente, saúde no trabalho e responsabilidade social. A Monsanto, em relação à formação capacitação, treinamento e educação, destaca-se que é comum em algumas unidades da empresa a realização de passeios ecológicos e culturais. Na unidade de São José dos Campos/SP, junto com o programa de reciclagem é realizado um trabalho de conscientização dos funcionários sobre a destinação adequada do lixo, além de treinamentos virtuais sobre as questões ambientais. Na unidade de Camaçari/BA, existe um Programa de formação continuada em educação ecológica para todos os funcionários da unidade, que tem como objetivo promover a conscientização dos funcionários quanto aos aspectos ambientais relacionados ao consumo de recursos naturais. Quanto à prática de trabalho em equipe, apenas as empresas Dow Brasil apresentou equipes verdes, o time de plástico de performance, que fez uma pesquisa junto aos funcionários a fim de verificar o hábito de consumo dos funcionários, relacionado ao desperdícios de alimentos em seus domicílios. A Dow Brasil busca premiar, por meio do programa Innovation Award, os funcionários que proporem soluções em torno de dois pilares estratégicos, a inovação e a sustentabilidade. Além disso, no programa de recompensas, denominado Platinum Distinction, recompensa financeiras são destinadas àqueles que proporem ou realizarem acontecimentos extraordinários com impacto significativo nas funções/negócios /companhia. A FMC Agrícola destaca o Prêmio profissional responsável, em que os funcionários são estimulados a solidificar e aplicar os conceitos de um programa denominado 7 Hábitos de Atuação Responsável, que trata de boas práticas de manejo no campo, por exemplo, a destinação adequada de sobre de embalagens vazias, premiando as melhores ideias sobre o assunto. Na Monsanto há premiações por ações individuais e de equipes por trabalhos excepcional em várias áreas, dentre elas a ambiental. Apenas a Cia Dow Brasil mencionou o verde no processo de recrutamento e seleção, mesmo que indiretamente, conectamos química e inovação a princípios de sustentabilidade para oferecer soluções aos desafios mundiais. Na Dow Brasil, existe uma prática que libera os funcionários em pleno horário de trabalho, de acordo com um cronograma planejado, para a realização de trabalhos voluntários, inclusive, para participar do projeto sementes, que promove a educação ambiental, que conta com os voluntários para ministrar palestras sobre educação ambiental. No relatório de sustentabilidade da Cia, há menção de que o desenvolvimento sustentável depende dos públicos externos e internos, deste modo, acredita-se que os funcionários são comprometidos com a questão ambiental, enquadrando nos três pilares da empresa inovação, pessoas e sustentabilidade. Na Monsanto, destacam-se o programa de voluntariado e o comprometimento dos funcionários às diversas ações da firma, em que organizam e participam, com palestras sobre meio ambiente, mutirões de limpeza, criação de hortas comunitárias com doação de sementes de hortaliças, recuperação de áreas degradadas e plantio de árvores. A 3M apresenta uma prática implementada desde 1975, em que inseriu as questões ambientais no processo de manufatura, por meio de um programa denominado prevenção à 10/16

11 poluição se paga, que busca envolver os funcionários a projetos que reduzam os impactos ambientais e resultem em ganhos econômicos. A empresa também desenvolve projetos de gestão de resíduos, especialmente a reciclagem de materiais, destacando o grande diferencial deste projeto é a participação dos funcionários, elementos fundamentais para a eficácia do processo, já que as atividades de segregação começam nas fontes geradoras. Na FMC Agrícola, além da disponibilização dos recursos para projetos ambientais, em que equipes internas podem desenvolver ações voluntárias, como a promoção de palestras nos mais variados temas, inclusive a questão ambiental. 5. Analise e Discussão dos resultados De forma geral, há evidências de que as empresas analisadas do setor petroquímico possuem algumas práticas de uma gestão de recursos humanos verde. A empresa que apresentou as maiores evidências foi a Dow Brasil e a que a que menos apresentou foi a Du Pont, conforme tabela 1. Prática Dow Brasil 3M Basf Du Pont FMC IESA Monsa nto Formação, capacitação, treinamento e X X X - X X X educação Trabalho em equipe X X - - Avaliação de desempenho Recompensas X X - X Recrutamento e seleção X Empowerment X X - - X - X Desenvolvimento gerencial Cultura organizacional Não analisada Tabela 1: Evidências voluntárias nos sites das empresas em relação a gestão de recursos humanos verde A prática que mais se destacou foi à formação, capacitação, treinamento e educação, em que seis das sete empresas analisadas apresentaram evidências em seus sites, corroborando com as evidências Jabbour, Teixeira e Jabbour (2012) e Madsen e Olhoi (2001), que apontam a educação, o treinamento e a formação ambiental são essenciais para a gestão ambiental e gestão dos recursos naturais. A justificativa para esta prática ser a mais encontrada, pode estar na Norma ISO 14001, que em um dos seus requisitos determina a aplicação de treinamento ambiental como um dos requisitos para certificação. Não obstante, pode-se afirmar que a prática de formação, capacitação, treinamento e educação é uma das mais relevantes em prol da GHRM, pois segundo Madsen e Olhoi (2001), os funcionários devem possuir informações suficientes para as questões ambientais que afetam seu trabalho, além de ajudar na conscientização e no engajamento. Quanto à prática de trabalho em equipe, apenas as empresas Dow Brasil apresentou equipes verdes, sendo que, apesar da iniciativa, o trabalho da equipe não é voltado para os aspectos interno da empresa. Para Massoud, Daily e Bishop (2008) o trabalho em equipe ambiental é importante para resolver os problemas ambientais da empresa. Sob o aspecto de recompensas com critérios verdes, três empresas se destacaram: a Dow Brasil, a FMC e a Monsanto. Nesse sentido, as práticas de recompensas verdes das três empresas evidenciam os argumentos de Daily e Huang (2001) e Jackson et al. (2011), de que as recompensas financeiras e não financeiras podem aumentar o comprometimento dos funcionários em torno de práticas e estratégias ambientais. 11/16

12 Na prática de recrutamento e seleção, as empresas analisadas nesta pesquisa não sustentam os argumentos de Renwick, Redman e Maguire (2012), Wehrmeyer (1996) e Liebowtz (2010), quanto aos aspectos de recrutamento e seleção de candidatos com critérios ambientais, apenas a Dow Brasil citou aspectos verdes nessa prática, mesmo que indiretamente. Sobre Empowerment, a 3M, a FMC, DOW Brasil e Monsanto citam o voluntariado, a iniciativa e o comprometimento dos funcionários com as questões ambientais. Nestes casos, os argumentos de Renwick, Redman e Maguire (2012) são evidenciados, isto é, sem o envolvimento e comprometimento dos funcionários torna-se vão qualquer iniciativa ambiental. Sob o prisma estratégico, pode-se destaca que a Cia Dow Brasil, apresenta na missão e nos valores, a preocupação com a dimensão pessoa e a sustentabilidade, na qual se enquadra a questão ambiental. Vale ressaltar ainda que, a Dow é a única empresa das componentes desta pesquisa que é integrante dos guias As melhores empresas para se trabalhar e Guia Exame de Sustentabilidade. Na empresa Du Pont, apesar das dimensões pessoa e meio ambiente serem considerados como valores essenciais, não foram encontradas evidências de práticas ou uma gestão de recursos humanos verde, apenas o envolvimento dos funcionários com causas sociais. Apesar da importância para a GHRM, nenhuma das empresas mencionou o desenvolvimento gerencial com critérios verdes, apesar de grande relevância para a GHRM (RENWICK; REDMAN; MAGUIRE, 2012), especialmente o gestor de RH que poderá indicar os gargalos e oportunidades com base nas qualificações dos funcionários em relação a questão ambiental (FREITAS, JABBOUR; GOMES, 2011). A prática de avaliação de desempenho com critérios ambientais também não foi mencionada, o que compartilha os argumentos de Liebowtz (2010), que destaca que poucas empresas incluem critérios relacionados à questão ambiental na avaliação de desempenho. Apesar de ser um fator determinante para a efetividade da gestão ambiental (BRIO; FERNANDES; JUNQUERA, 2007 apud JACKSON et al., 2011), a questão da cultura organizacional não foi considerada em razão da subjetividade face ao método de pesquisa adotado, não foi possível detectar. Enquanto empresas como a Dow Brasil apresentam inúmeras evidências de um GHRM, na IESA Óleo e Gás foi mencionado apenas a prática de treinamento ambiental, enquanto na Du Pont não foi encontrada evidências de práticas ou de uma gestão de recursos humanos verde, o que fortalece os argumentos de Liebowtz (2010), que destacam que apenas uma ou duas práticas de RH verdes não são suficientes para criar uma cultura ambiental organizacional (LIEBOWTZ, 2010). Nas evidências analisada da Cia 3M, um dos fatores direcionadores para o crescimento da organização é investir em pessoas é o mais importante e apesar de apresentar uma série de programas e práticas ambientais, há poucas evidências para uma gestão GHRM. Na BASF, a maior evidência de uma gestão de recursos humanos verde consiste na inserção dos gestores de recursos humanos no comitê de sustentabilidade, integrando o comitê a gestão do negócio. Na Monsanto, a Diretoria de RH, juntamente com as outras diretorias, participa de um comitê de sustentabilidade, com o intuito de definir, disseminar e implementar os conceitos de sustentabilidade na estratégia da Monsanto do Brasil. O grupo avalia todas as práticas e processos da empresa visando garantir que aspectos sociais e ambientais também sejam 12/16

13 considerados, recomendando melhorias de gestão e implementação de tecnologias mais eficientes em relação ao meio ambiente e à sociedade. Sob o aspecto estratégico, grande parte das empresas analisadas apresenta em seus valores alguma relação com as dimensões ambiental e pessoas, exceto a Basf, FMC e Monsanto que não mencionam diretamente em seus valores aspectos ambientais. Nessa conjectura, as empresas componentes de um setor considerado altamente poluente devem considerar a gestão de recursos humanos para a efetividade da gestão ambiental, uma área que pode ser fundamental em termos de sucesso ou fracasso para estratégias, políticas e práticas verdes nas empresas (DAILY; HUANG, 2001). Uma gestão de recursos humanos verde consiste na inserção de critérios ambientais nas práticas de RH, visando o desenvolvimento uma cultura voltada à prevenção à poluição e a preservação dos recursos naturais. 6. Considerações finais Respondendo ao problema e ao objetivo proposto, pode-se afirmar que, com base apenas nas evidências disponibilizadas voluntariamente em sites e relatórios não se pode afirmar que as empresas analisadas apresentam uma gestão de recursos humanos que contribui efetivamente para a gestão ambiental em um segmento considerado de alto impacto ambiental, entretanto, apresentam práticas isoladas. As exceções foram a Dow Brasil, que das sete práticas analisadas, apresentou cinco práticas de recursos humanos verdes que contribuem para a gestão ambiental (formação, capacitação, treinamento e educação, trabalho em equipe, recompensas, recrutamento e seleção e empowerment) e a FMC Agrícola com quatro práticas (formação, capacitação, treinamento e educação, trabalho em equipe, recompensas e empowerment). A prática de GHRM maior relevância encontrada na pesquisa, em que seis das sete empresas apresentaram (apenas a Du Pont não apresentou), é a formação, capacitação, treinamento e educação. Podendo-se considerar a prática mais crítica, pois segundo Teixeira (2010), possibilita um avanço nos conhecimentos e nas habilidades dos funcionários, fortalecendo a conscientização e o comprometimento ambiental. Por fim, a Gestão de Recursos Humanos verde é uma abordagem nova, dentro de uma perspectiva evolutiva da GRH, com uma teoria recente e ainda com poucas evidências empíricas. É nesse sentido que este artigo espera contribuir. Esse artigo apresenta muitas limitações, sendo que a mais relevante está no método de pesquisa adotado, especificamente, nos instrumentos de coleta de evidências, que consistiu na análise das informações disponibilizadas voluntariamente nos sites e documentos disponibilizados. Assim, recomenda-se o aprofundamento dos estudos por meio de estudo de caso, complementando as fontes de evidências com protocolos de observação e entrevistas com os gestores da área de Recursos Humanos e outras áreas ligadas à gestão ambiental. Referências 3M. Disponível em: <http://solutions.3m.com.br/wps/portal/3m/pt_ BR/WW2 /Coun try/> Acesso em 16 Out AOM - Academy of Management Annual Meeting. Disponível em: <http://meeting. aomonline. org/2009/> Acesso em: 15 Mar BASF. Disponível em: < Acesso em 15 de Out /16

14 BELLEN, H. M. V. Indicadores de sustentabilidade: uma análise comparativa. 1 ed. Rio de Janeiro: FGV, BOUDREAU, J.W.; RAMSTAD, P.M. Talentship, talent segmentation and sustainability: a new HR decision science paradigm for a new strategy definition. Human Resource Management, v. 44, n. 2, p , DAILY, B. F.; HUANG, S.C. Achieving sustainability through attention to human resource factors in environmental management. International Journal of Operations & Production Management, v. 21, n. 12, p , DAILY, B.F.; BISHOP, J.W.; STEINER, R. The mediating role of EMS Teamwork as it pertains to HR factors and perceived environmental performance. Journal of Applied Business Research, v. 23, n. 1, p , DOW BRASIL. Disponível em: < Acesso em 15 Out DUTTA, S. Greening people: a strategic dimension. ZENITH International Journal of Business Economics & Management Research, v.2, n. 2, p , DU PONT. Disponível em: < Acesso em 17 Out FMC AGRÍCOLA. Disponível em: < https://www.fmcagricola.com.br/> Acesso em 16 Out FREITAS, W. R. S.; SOUZA, M. T. S.; TEIXEIRA, A. A.; JABBOUR, C. J. C. Produção científica sobre gestão de recursos humanos e sustentabilidade: síntese e agenda de pesquisa. In. XV Seminários em Administração (SEMEAD FEA/USP. Anais... São Paulo, FREITAS, W. R. S.; JABBOUR, C. J. C.; SANTOS, F. C. A. Continuing the evolution: towards sustainable HRM and sustainable organizations. Business Strategy Series, v. 12, n. 5, p , FREITAS, W. R. S.; JABBOUR, C. J. C.; GOMES, A. F. Gestão ambiental: um novo desafio para os profissionais de recursos humanos? Revista Cesumar - Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, v. 16, n. 1, p , GODOY, A. S. Introdução a pesquisa qualitativa e suas possibilidades. Revista de Administração de Empresas. São Paulo, v. 35, n. 2, p , Mar./Abr GOLLAN, P. K. High involvement management and human resource sustainability: The challenges and opportunities. Asia Pacific Journal of Human Resources, v. 43, n.1, p , GONZALEZ, P.; SARKIS, J.; ADENSO DIAZ, B. Environmental Management System Certification and its Influence on Corporate Practices. Evidence from the Automotive Industry. International Journal of Operations & Production Management, v. 28, n. 11, p , IESA ÓLEO E GÁS. Disponível em: < Acesso em 17 Out JABBOUR, C. J. C.; SATURNINO NETO, A.; FREITAS, W. R. S.; TEIXEIRA, A. A.; SILVA, E. J. Organizations and the United Nations Millennium Development Goals: Evidence from some of the largest companies in Brazil. Humanomics, v. 28, p , /16

15 JABBOUR, C.J.C.; SANTOS, F.C.A.; NAGANO, M.S. Contributions of HRM throughout the Stages of Environmental Management: Methodological Triangulation Applied to Companies in Brazil. International Journal of Human Resource Management, v. 21, n. 7, p , JABBOUR, C. J. C.; SANTOS, F. C. A. The central role of human resource management in the search for sustainable organizations. The International Journal of Human Resource Management, v.19, n. 12, p , JABBOUR, C. J. C.; TEIXEIRA, A. A.; JABBOUR, A. B. S. L. Treinamento ambiental em organizações com certificação ISO 14001: estudo de múltiplos casos e identificação de coevolução com a gestão ambiental. Produção, No prelo, JACKSON, S. E.; RENWICK, D. W. S.; JABBOUR, C. J. C.; MULLER-CAMEN, M. Stateof-the-Art and future directions for Green Human Resource Management: Introduction to the Special Issue. German Journal of Research in Human Resource Management, v. 25, n. 2, p , LIEBOWITZ, J. The Role of HR in achieving a sustainability culture. Journal of Sustainable Development, v. 3, n. 4, MADSEN, H.; OLHOI, J. P. Greening of human resources: environmental awareness and training interests within the workforce. Industrial Management & Data Systems, v. 101, n. 2, p , MASSOUD, J. A.; DAILY, B.F.; BISHOP, J.W. Reward for environmental performance: using the Scanlon Plan as catalyst to green organisations, Int. J. Environment, Workplace and Employment, v. 4, n.1, p.15 31, MINAYO, M. C. S. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, MONSANTO. Disponível em: < Acesso em 18 Out MULLER-CARMEM, M; JACKSON, S.; JABBOUR, C.J.C; RENWICK, D. Green Human Resource Management. Zeitschrift für Personalforschung, v. 24, n. 1, p , MUSTER, V.; SCHRADER, U. Green Work-Life Balance: A New Perspective for GHRM. German Journal of Research in Human Resource Management, v. 25, n. 2, p , PEREIRA, R. S.; FARIA, A. C.; SOUZA, M. T. S. Análise dos indicadores de sustentabilidade no segmento Químico e petroquímico. In.: XXXIII Encontro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós Graduação em Administração. Anais... ENANPAD, São Paulo, PERRON, G. M.; CÔTE, R. P.; DUFFY, J. F. Improving environmental awareness training in business. Journal of Cleaner Production, v. 14, n. 6-7, p , RENWICK, D. W.S.; JABBOUR, C. J. C.; MULLER-CAMEN, M.; REDMAN, T.; WILKISON, A. Green (Enviromental) HRM. Call for papers, for a special issue of the. The International Journal of Human of Human Resource Management, v. 23, n. 16, p , RENWICK, D. W. S.; REDMAN, T.; MAGUIRE, S. GHRM: A review, process model, and research agenda. Working Paper Series 08-01, The University of Sheffield, UK, /16

16 Disponível em: Acesso em: 24/02/2009. RENWICK, D. W.S.; REDMAN, T.; MAGUIRE, S. Green Human Resource Management: A Review and Research Agenda. International Journal of Management Reviews,no prelo, DOI: /j x RIMANOCZY, I.; PEARSON, T. Role of HR in the new world of sustainability. Industrial and Commercial Training, v. 42, n. 1, p , SA-SILVA, J. R.; ALMEIDA, C. D.; GUINDANI, J. F. Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. Revista Brasileira de História & Ciências Sociais, v. 1, n.1, SROUFE, R.; LIEBOWITZ, J.; SIVASUBRAMANIAM, N.; DONAHUE, J. F. Are You a Leader or a Laggard? HR s Role in Creating a Sustainability Culture. People & Strategy, v. 33, n. 1, p , SUDIN, S. Strategic GHRM: A proposed model that supports Corporate Environmental Citizenship. In.: 2011 International Conference on Sociality and Economics Development IPEDR, Singapore, v. 10, TAYLOR, S.; EGRI, C.; OSLAND, J. HRM s Role in Sustainability: Systems, Strategies, & Practices. Human Resource Management, call for papers, TEIXEIRA, A. A. Treinamento ambiental em organizações brasileiras: estudo de múltiplos casos. Dissertação de mestrado. Faculdade de Engenharia de Bauru, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Unesp, Campus de Bauru, ULRICH, D. Celebrating 50 years: an anniversary reflection. Human Resource Management, v. 50, n. 1, p. 3-7, URBAN, B.; GOVENDER, D. P. Empirical Evidence on Environmental Management Practices. Engineering Economics, v. 23, n. 2, p , VERGARA, S. C. Métodos de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas, VISSER, M. Configurations of human resource practices and battlefield performance: A comparison of two armies. Human Resource Management Review, v. 20, n. 4, p , WAGNER, M. Green Human Resource Benefits: Do they Matter as Determinants of Environmental Management System Implementation? J Bus Ethics, DOI /s WEHRMEYER, W. Greening people: human resource and environmental management. New York: Greenleaf, WILKINSON, A. HILL, M.; GOLLAN, P. The sustainability debate. International Journal of Operations & Production Management, v. 21, n. 12, p , /16

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann 1 OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE PARA INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR: O

INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE PARA INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR: O IV Simpósio sobre Gestão Empresarial e Sustentabilidade: Negócios Sociais e seus Desafios 24 e 25 de novembro de 2015 Campo Grande-MS Universidade Federal do Mato Grosso do Sul INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE

Leia mais

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012

Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 Planejamento Estratégico para Escritórios de Advocacia ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO EMPRESARIAL: UMA ESTRATÉGIA NA INTEGRAÇÃO DAS AÇÕES DE SUSTENTABILIDADE

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO EMPRESARIAL: UMA ESTRATÉGIA NA INTEGRAÇÃO DAS AÇÕES DE SUSTENTABILIDADE Revista Ceciliana Jun 5(1): 1-6, 2013 ISSN 2175-7224 - 2013/2014 - Universidade Santa Cecília Disponível online em http://www.unisanta.br/revistaceciliana EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO EMPRESARIAL: UMA

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Data da Criação: 09/11/2012 Dara de revisão: 18/12/2012 1 - Sumário - 1. A Instant Solutions... 3 1.1. Perfil da empresa... 3 1.2. Responsabilidade ambiental...

Leia mais

O RH dos sonhos dos CEOs

O RH dos sonhos dos CEOs O RH dos sonhos dos CEOs Expectativas e estratégias da liderança para os Recursos Humanos Presidentes de empresas de todos os portes falaram sobre a importância dos Recursos Humanos para as suas empresas

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa RESOLUÇÃO DE MESA N.º 806/2007. (publicada no DOE nº 236, de 13 de dezembro de 2007) Dispõe sobre o Programa de Gerenciamento

Leia mais

Consultoria em RH ENCANTAR COM OPORTUNIDADES DE REALIZAR SONHOS CONTECTANDO GLOBALMENTE TALENTOS IDEAIS COM ORGANIZAÇÕES

Consultoria em RH ENCANTAR COM OPORTUNIDADES DE REALIZAR SONHOS CONTECTANDO GLOBALMENTE TALENTOS IDEAIS COM ORGANIZAÇÕES Consultoria em RH ENCANTAR COM OPORTUNIDADES DE REALIZAR SONHOS CONTECTANDO GLOBALMENTE TALENTOS IDEAIS COM ORGANIZAÇÕES A EMPRESA LOUPE CONSULTORIA EM RH ESPECIALIZADA EM GESTÃO DE PESSOAS A Loupe Consultoria

Leia mais

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios

CBA. Gestão de Negócios PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Gestão de Negócios CBA Gestão de Negócios Gestão de Negócios O curso desenvolve a capacidade de compreender, de forma ampla e sistêmica, a interação entre as diversas áreas funcionais de uma empresa, além dos aspectos externos

Leia mais

Empresas e as mudanças climáticas

Empresas e as mudanças climáticas Empresas e as mudanças climáticas O setor empresarial brasileiro, por meio de empresas inovadoras, vem se movimentando rumo à economia de baixo carbono, avaliando seus riscos e oportunidades e discutindo

Leia mais

Normas ISO 14000. Jonas Lucio Maia

Normas ISO 14000. Jonas Lucio Maia Jonas Lucio Maia Agenda Origem das normas Normas ISO 14000 Similaridades GQ e GA Benefícios Críticas Bibliografia Origens das normas Quatro origens relacionadas: Padrões do Business Council for Sustainable

Leia mais

Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro. Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014

Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro. Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014 Gestão da Inovação no Contexto Brasileiro Hugo Tadeu e Hérica Righi 2014 INTRODUÇÃO Sobre o Relatório O relatório anual é uma avaliação do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo da FDC sobre as práticas

Leia mais

Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade

Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade A BUSCA CONTÍNUA DA EXCELÊNCIA DA GESTÃO É O QUE NOS MOVE! A Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) é uma instituição sem fins lucrativos, que conta com uma rede

Leia mais

O que é ser um RH estratégico

O que é ser um RH estratégico O que é ser um RH estratégico O RH é estratégico quando percebido como essencial nas decisões estratégicas para a empresa. Enquanto a área de tecnologia das empresas concentra seus investimentos em sistemas

Leia mais

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado Professora Débora Dado Prof.ª Débora Dado Planejamento das aulas 7 Encontros 19/05 Contextualizando o Séc. XXI: Equipes e Competências 26/05 Competências e Processo de Comunicação 02/06 Processo de Comunicação

Leia mais

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras 1. DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável, das áreas onde atuamos e

Leia mais

Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável.

Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável. GREEN PROJECT AWARDS BRASIL Uma iniciativa que pretende RECONHECER AS BOAS PRÁTICAS em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável. CANDIDATURAS 201 INSCRIÇÕES NO PRIMEIRO ANO INSCRIÇÕES FEITAS

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO

FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO COMO AS MUDANÇAS NAS ORGANIZAÇÕES ESTÃO IMPACTANDO A ÁREA DE RECURSOS HUMANOS Paola Moreno Giglioti Administração

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

AGENDA. 5ª Edição. Hotel Staybridge. Realização:

AGENDA. 5ª Edição. Hotel Staybridge. Realização: AGENDA 5ª Edição D? 06 de Maio de 2015 Hotel Staybridge Realização: w w w.c o r p b us i n e s s.c o m.b r Patrocínio Gold Patrocínio Bronze Apoio Realização: APRESENTAÇÃO C GESTÃO DE PESSOAS: DESAFIOS

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

MBA Executivo em Gestão de Pessoas

MBA Executivo em Gestão de Pessoas ISCTE BUSINESS SCHOOL INDEG_GRADUATE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Gestão de Pessoas www.strong.com.br/alphaville - www.strong.com.br/osasco - PABX: (11) 3711-1000 MBA

Leia mais

RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL

RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL programação do evento 4ª edição RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL 10 de abril de 2014 Staybridge Suites São Paulo PATROCÍNIO GOLD PATROCÍNIO SILVER EXPO BRAND APOIO REALIZAÇÃO Os desafios do futuro na

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

Política de Recursos Humanos do Grupo Schindler

Política de Recursos Humanos do Grupo Schindler Política de Recursos Humanos do Grupo Schindler 2 Introdução A política corporativa de RH da Schindler define as estratégias relacionadas às ações para com seus colaboradores; baseia-se na Missão e nos

Leia mais

Apresentação Institucional IEL/SC

Apresentação Institucional IEL/SC Apresentação Institucional IEL/SC Natalino Uggioni Joaçaba, 12 de Maio de 2014 IEL NO BRASIL O Sistema Indústria Presente nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, o Sistema Indústria é composto

Leia mais

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN Resumo das diretrizes e critérios da COSERN/ Grupo Neoenergia para patrocínios a projetos socioculturais e ambientais. Guia Básico do Proponente 1 Índice Introdução 2 1.

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIO. 1. Busca e Análise Ambiental. 1.1 Ambiente Interno

PLANO DE NEGÓCIO. 1. Busca e Análise Ambiental. 1.1 Ambiente Interno PLANO DE NEGÓCIO A Grael Consultoria e Assessoria é a denominação de uma empresa que se dedica à prestação de serviços em Sistemas de Gestão Empresarial, voltada à empresas, órgão públicos e entidades

Leia mais

12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015

12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015 12º PRÊMIO SER HUMANO ABRH-ES EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO A ABRH-ES (Associação Brasileira de Recursos Humanos Seccional Espírito Santo) é integrante do Sistema Nacional ABRH e configura-se como instituição

Leia mais

Educação Corporativa. Liderança Estratégia Gestão. KM Partners Educação Corporativa

Educação Corporativa. Liderança Estratégia Gestão. KM Partners Educação Corporativa Educação Corporativa Liderança Estratégia Gestão O que é Educação corporativa? Educação corporativa pode ser definida como uma prática coordenada de gestão de pessoas e de gestão do conhecimento tendo

Leia mais

Rotinas de DP- Professor: Robson Soares

Rotinas de DP- Professor: Robson Soares Rotinas de DP- Professor: Robson Soares Capítulo 2 Conceitos de Gestão de Pessoas - Conceitos de Gestão de Pessoas e seus objetivos Neste capítulo serão apresentados os conceitos básicos sobre a Gestão

Leia mais

Gestão de Recursos Humanos e Contratualização. Nelson Marconi

Gestão de Recursos Humanos e Contratualização. Nelson Marconi Gestão de Recursos Humanos e Contratualização Nelson Marconi Estágios das Políticas de Recursos Humanos 1º estágio: controles e ajuste das despesas 2º estágio: definição de políticas consistentes porém

Leia mais

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Projeto Saber Contábil O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Alessandra Mercante Programa Apresentar a relação da Gestão de pessoas com as estratégias organizacionais,

Leia mais

01/12/2012 MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL. Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO

01/12/2012 MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL. Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO TAREFAS ESTRUTURA PESSOAS AMBIENTE TECNOLOGIA ÊNFASE NAS TAREFAS Novos mercados e novos conhecimentos ÊNFASE

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DE SANTO ANDRÉ SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

FACULDADE ESTÁCIO DE SANTO ANDRÉ SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: CST em Gestão em Recursos Humanos MISSÃO DO CURSO A missão do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da ESTÁCIO EUROPAN consiste em formar

Leia mais

CURSO GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

CURSO GESTÃO POR COMPETÊNCIAS CURSO GESTÃO POR COMPETÊNCIAS Carga horária total 36 horas Profª. Clarisse Droval Especialista em gestão de pessoas, professora universitária, educadora corporativa e consultora. Coordenação acadêmica

Leia mais

RUA TERCEIRA DO PARQUE, 08, 1 ANDAR, SALA 02, GLEBA B. CAMAÇARI-BA. FONE: + 55 (71) 8846-0196 (Aparecida). E-MAIL: consultoria.marca@gmail.

RUA TERCEIRA DO PARQUE, 08, 1 ANDAR, SALA 02, GLEBA B. CAMAÇARI-BA. FONE: + 55 (71) 8846-0196 (Aparecida). E-MAIL: consultoria.marca@gmail. PORTFÓLIO MARCA CONSULTORIA & TREINAMENTOS RUA TERCEIRA DO PARQUE, 08, 1 ANDAR, SALA 02, GLEBA B. CAMAÇARI-BA. FONE: + 55 (71) 8846-0196 (Aparecida). E-MAIL: consultoria.marca@gmail.com SUMÁRIO 1 QUEM

Leia mais

GESTÃO DAS POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS NOS GOVERNOS ESTADUAIS BRASILEIROS

GESTÃO DAS POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS NOS GOVERNOS ESTADUAIS BRASILEIROS Inter-American Development Bank Banco Interamericano de Desarrollo Banco Interamericano de desenvolvimento Banque interámericaine de développment BR-P1051 Departamento de Países do Cone Sul (CSC) Rascunho

Leia mais

Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro.

Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro. Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro. www.accenture.com.br/carreiras www.facebook.com/accenturecarreiras www.twitter.com/accenture_vagas Quem somos A Accenture é uma

Leia mais

Contributo do Balanced Scorecard para Competitividade Sustentável das Organizações

Contributo do Balanced Scorecard para Competitividade Sustentável das Organizações Contributo do Balanced Scorecard para Competitividade Sustentável das Organizações Rita Almeida Dias 18 Setembro de 2012 2012 Sustentare Todos os direitos reservados Anterior Próximo www.sustentare.pt

Leia mais

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA SUMÁRIO DE PROJETOS WORKFLOW... 03 ALINHAMENTO ESTRATÉGICO... 04 IDENTIDADE CORPORATIVA... 04 GESTÃO DE COMPETÊNCIAS... 05 TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO... 05 REMUNERAÇÃO...

Leia mais

A SA 8000 e a Gestão da Qualidade e do Meio-ambiente

A SA 8000 e a Gestão da Qualidade e do Meio-ambiente A SA 8000 e a Gestão da Qualidade e do Meio-ambiente Irene Szyszka Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade - PGQP Seminário NORMA SA 8000 01/08/2002 12/09/04 Direitos Reservados 1 Missão do PGQP Promover

Leia mais

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide A Nova América na vida das pessoas 8 Cultural Empresarial Missão Do valor do campo ao campo de valor

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Um jeito Diferente, Inovador e Prático de fazer Educação Corporativa Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Objetivo: Auxiliar o desenvolvimento

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10

Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: Gestão de Pessoas Código: ENGP 599 Prérequisito: Período

Leia mais

A RESPONSABILIDADE SOCIAL INTEGRADA ÀS PRÁTICAS DA GESTÃO

A RESPONSABILIDADE SOCIAL INTEGRADA ÀS PRÁTICAS DA GESTÃO A RESPONSABILIDADE SOCIAL INTEGRADA ÀS PRÁTICAS DA GESTÃO O que isto tem a ver com o modelo de gestão da minha Instituição de Ensino? PROF. LÍVIO GIOSA Sócio-Diretor da G, LM Assessoria Empresarial Coordenador

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma

MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO MISSÃO DO CURSO Formar profissionais de elevado nível de consciência crítica, competência técnica empreendedora, engajamento

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Conteúdo

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Conteúdo Conteúdo O Instituto Ethos Organização sem fins lucrativos fundada em 1998 por um grupo de empresários, que tem a missão de mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente

Leia mais

acordo com as diferentes funções, competências e áreas de atuação dos nossos profissionais.

acordo com as diferentes funções, competências e áreas de atuação dos nossos profissionais. sustentabilidade Qualidade em serviços/aprendizagem e desenvolvimento O desenvolvimento profissional é essencial para mantermos a qualidade de nossos serviços, assegurarmos o crescimento da Organização

Leia mais

Informação de Imprensa

Informação de Imprensa Informação de Imprensa L Fundação Espaço ECO produz e dissemina conhecimento por meio da Educação para a Sustentabilidade Organização promove a transformação socioambiental de pessoas, organizações e sistemas

Leia mais

Nani de Castro. Sumário. Resumo de Qualificações... 2. Atuação no Mercado... 3. Formação Profissional... 5. Contatos... 6.

Nani de Castro. Sumário. Resumo de Qualificações... 2. Atuação no Mercado... 3. Formação Profissional... 5. Contatos... 6. Sumário Resumo de Qualificações... 2 Atuação no Mercado... 3 Formação Profissional... 5 Contatos... 6 Página 1 de 6 Resumo de Qualificações Consultora responsável pela organização e gestão da RHITSolution,

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias

MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias MBA Gestão de Pessoas Ênfase em Estratégias Curso de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização (versão 2011) Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento. 26 Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento. 26 Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento 26 Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental Da gestão da qualidade à excelência em gestão Gestão Operação Ao longo dos anos 90, as experiências

Leia mais

Francisco Cardoso SCBC08

Francisco Cardoso SCBC08 Formando profissionais para a sustentabilidade Prof. Francisco CARDOSO Escola Politécnica da USP Francisco Cardoso SCBC08 1 Estrutura da apresentação Objetivo Metodologia Resultados investigação Conclusão:

Leia mais

Já pesquisou alguma coisa sobre a Geração Y? Pois então corra, pois eles já vasculharam tudo para você.

Já pesquisou alguma coisa sobre a Geração Y? Pois então corra, pois eles já vasculharam tudo para você. Já pesquisou alguma coisa sobre a Geração Y? Pois então corra, pois eles já vasculharam tudo para você. A HR Academy e a NextView realizaram uma pesquisa focada em geração y, com executivos de RH das principais

Leia mais

Motivação para o emprego do Ecodesign: : um estudo de caso na indústria automotiva

Motivação para o emprego do Ecodesign: : um estudo de caso na indústria automotiva Engenharia de Produção Motivação para o emprego do Ecodesign: : um estudo de caso na indústria automotiva Miriam Borchardt Leonel Augusto C. Poltosi Miguel A. Sellitto Giancarlo M. Pereira Introdução Ecodesign:

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

Administração de Pessoas

Administração de Pessoas Administração de Pessoas MÓDULO 5: ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 5.1 Conceito de ARH Sem as pessoas e sem as organizações não haveria ARH (Administração de Recursos Humanos). A administração de pessoas

Leia mais

COMPETÊNCIA, CONSCIENTIZAÇÃO E TREINAMENTO

COMPETÊNCIA, CONSCIENTIZAÇÃO E TREINAMENTO COMPETÊNCIA, CONSCIENTIZAÇÃO E TREINAMENTO OBJETIVO DA SEÇÃO Esta seção apresenta a Competência, Conscientização e do Sistema da Qualidade da TELEDATA que atende ao item 6.2.2 Norma ISO 9001:2008. DIRETRIZES

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno

MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 12 (Noturno) -->Últimas Vagas até o dia 27/05/2013 CAMPUS IGUATEMI Turma 13

Leia mais

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia MESQUITA NETO, Rui 1 DIAS, Vanessa Aparecida 2 NUNES, Ruth Vieira 3 RESUMO A organização depende das pessoas para atingir

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Pessoas tem por objetivo o fornecimento de instrumental que possibilite

Leia mais

SUSTENTABILIDADE NA LOGÍSTICA REVERSA: ANÁLISE EMPÍRICA DE MULTIPLOS CASOS

SUSTENTABILIDADE NA LOGÍSTICA REVERSA: ANÁLISE EMPÍRICA DE MULTIPLOS CASOS 181 SUSTENTABILIDADE NA LOGÍSTICA REVERSA: ANÁLISE EMPÍRICA DE MULTIPLOS CASOS Valdecir Cahoni Rodrigues 1, Alvaro Costa Jardim Neto 2, Nilmaer Souza da Silva 1 1 Universidade do Oeste Paulista UNOESTE.

Leia mais

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional CASO PRÁTICO COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL E GESTÃO DE TALENTOS: COMO A GESTÃO DA CULTURA, DO CLIMA E DAS COMPETÊNCIAS CONTRIBUI PARA UM AMBIENTE PROPÍCIO À RETENÇÃO DE TALENTOS CASO PRÁTICO: COMPORTAMENTO

Leia mais

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO Programa de Educação Ambiental Interno Condicionante 57 LO 417/2010 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 04 2. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA 05 3. REGULAMENTO APLICÁVEL 06 3.1. FEDERAL

Leia mais

Desde a criação do programa, a New Age implementou e tem monitorado diversas ações com foco ambiental, social e econômico.

Desde a criação do programa, a New Age implementou e tem monitorado diversas ações com foco ambiental, social e econômico. Faz parte da vontade da diretoria da New Age contribuir socialmente para um mundo melhor, mais justo e sustentável. Acreditamos que através da educação e com a experiência que temos, transportando tantos

Leia mais

O Desafio de Reter Talentos e Desenvolver Sucessores 17 de julho de 2012 Salvador/BA

O Desafio de Reter Talentos e Desenvolver Sucessores 17 de julho de 2012 Salvador/BA Human Resources 1 O Desafio de Reter Talentos e Desenvolver Sucessores 17 de julho de 2012 Salvador/BA Human Resources 3 Human Resources 4 Nós transformamos a química para um futuro sustentável Nossos

Leia mais

A Comunicação no Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 1

A Comunicação no Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 1 A Comunicação no Modelo de Excelência da Gestão (MEG) 1 Narjara Bárbara Xavier Silva 2 Patrícia Morais da Silva 3 Resumo O presente trabalho é resultado do Projeto de Extensão da Universidade Federal da

Leia mais

Plano de Ação Política de Gestão de Pessoas

Plano de Ação Política de Gestão de Pessoas Plano de Ação Política de Gestão de Pessoas (Produto 1) TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DA BAHIA PROGRAMA DE MODERNIZAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE EXTERNO DOS ESTADOS, DISTRITO FEDERAL E MUNICÍPIOS

Leia mais

Sustentabilidade no Grupo Boticário. Atuação com a Rede de Franquias

Sustentabilidade no Grupo Boticário. Atuação com a Rede de Franquias Sustentabilidade no Grupo Boticário Atuação com a Rede de Franquias Mais de 6.000 colaboradores. Sede (Fábrica e Escritórios) em São José dos Pinhais (PR) Escritórios em Curitiba (PR) e São Paulo (SP).

Leia mais

2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tribunais Gestão de Pessoas Questões Giovanna Carranza

2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tribunais Gestão de Pessoas Questões Giovanna Carranza 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tribunais Gestão de Pessoas Questões Giovanna Carranza 01. Conceitualmente, recrutamento é: (A) Um conjunto de técnicas e procedimentos

Leia mais

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências.

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências. 1 Programa Liderar O Grupo Solvi é um conglomerado de 30 empresas que atua nas áreas de saneamento, valorização energética e resíduos. Como alicerce primordial de seu crescimento encontrase o desenvolvimento

Leia mais

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade As empresas têm passado por grandes transformações, com isso, o RH também precisa inovar para suportar os negócios

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO FEEDBACK NO PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO REALIZADO NAS ORGANIZAÇÕES DA ZONA DA MATA MINEIRA RESUMO

A IMPORTÂNCIA DO FEEDBACK NO PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO REALIZADO NAS ORGANIZAÇÕES DA ZONA DA MATA MINEIRA RESUMO 1 A IMPORTÂNCIA DO FEEDBACK NO PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO REALIZADO NAS ORGANIZAÇÕES DA ZONA DA MATA MINEIRA Daniel de Souza Ferreira 1 RESUMO Ferreira, Daniel de Souza. A Impostância do Feedback

Leia mais

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O CBA em Gestão de Negócios é um curso que proporciona aos participantes sólidos fundamentos em gestão e liderança. O programa tem o objetivo de formar

Leia mais

Na teoria e na vida, FDC

Na teoria e na vida, FDC C T E C E N T R O D E T E C N O L O G I A E M P R E S A R I A L C T E C o o p e r a ç ã o e n t r e e m p r e s a s d e g r a n d e p o r t e Na teoria e na vida, FDC AF - 05-006 - CTE02 R.indd 2 7/10/07

Leia mais

BRASIL JUNTOS PELO BRASIL

BRASIL JUNTOS PELO BRASIL JUNTOS PELO O Green Project Awards (GPA) é uma plataforma de multi-stakeholders que permite a criação de um movimento para o desenvolvimento sustentável. O grande diferencial do GPA é que ele coloca os

Leia mais

Política de Logística de Suprimento

Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento 5 1. Objetivo Aumentar a eficiência e competitividade das empresas Eletrobras, através da integração

Leia mais

PROGRAMA DE PROTEÇÃO DE PI

PROGRAMA DE PROTEÇÃO DE PI GUIA PARA MELHORAR O SEU Principais Práticas para a Proteção de PI PROGRAMA DE PROTEÇÃO DE PI 2013 Centro para Empreendimento e Comércio Responsáveis TABELA DE CONTEÚDO CAPÍTULO 1: Introdução à Proteção

Leia mais

Administração e Gestão de Pessoas

Administração e Gestão de Pessoas Administração e Gestão de Pessoas Aula Gestão de Pessoas Prof.ª Marcia Aires www.marcia aires.com.br mrbaires@gmail.com Percepção x trabalho em equipe GESTÃO DE PESSOAS A Gestão de Pessoas é responsável

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

DOCUMENTO DE REFERÊNCIA. Zig Koch

DOCUMENTO DE REFERÊNCIA. Zig Koch DOCUMENTO DE REFERÊNCIA Zig Koch O Programa E-CONS, Empreendedores da Conservação, é uma iniciativa idealizada pela SPVS - Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental e implementada em

Leia mais

Desenvolvimento Humano

Desenvolvimento Humano ASSESSORIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Desenvolvimento Humano ADVISORY Os desafios transformam-se em fatores motivacionais quando os profissionais se sentem bem preparados para enfrentá-los. E uma equipe

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 PLANO DE CURSO

Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 PLANO DE CURSO C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: Gestão de Pessoas Código: ENGP - 599 Pré-requisito: -----

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças

Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças Responsável pela elaboração e realização de projetos em empresas de porte que foram reconhecidos

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Apresentação CAMPUS IGUATEMI Inscrições em Breve Turma 02 --> *Alunos matriculados após o início das aulas poderão cursar as disciplinas já realizadas,

Leia mais

Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas:

Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas: Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas: Missão, Visão & Valores Missão Prover os clientes com soluções e serviços que os levem ao alcance de suas metas

Leia mais

Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos e o Setor de Petróleo e Gás

Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos e o Setor de Petróleo e Gás Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos e o Setor de Petróleo e Gás Ana Paula Grether Consultora da Gerência de Orientações e Práticas de Responsabilidade Social Gerência Executiva de

Leia mais

Cultura do não Foco do RH no Departamento Pessoal Não alinhamento das estratégias de Gestão de Pessoas com as estratégias do MTur Pouco envolvimento

Cultura do não Foco do RH no Departamento Pessoal Não alinhamento das estratégias de Gestão de Pessoas com as estratégias do MTur Pouco envolvimento Cultura do não Foco do RH no Departamento Pessoal Não alinhamento das estratégias de Gestão de Pessoas com as estratégias do MTur Pouco envolvimento da alta direção nos eventos Desinteresse dos servidores

Leia mais

Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br

Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br www.grupovalure.com.br Estes são alguns dos grandes desafios da atualidade no mundo profissional e o nosso objetivo é contribuir

Leia mais

MBA em Gestão de Ativos.

MBA em Gestão de Ativos. /biinternational /biinternational MBA em Gestão de Ativos. Unidade WTC www.biinternational.com.br O B.I. International O B.I. International é uma escola de educação executiva que propõe um Modelo Único

Leia mais