CRISTO, IDEAL DA PROCURA DE DEUS COMO CONVERSÃO. CIMBRA 2014 MOSTEIRO DA TRANSFIGURAÇÃO SANTA ROSA RS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CRISTO, IDEAL DA PROCURA DE DEUS COMO CONVERSÃO. CIMBRA 2014 MOSTEIRO DA TRANSFIGURAÇÃO SANTA ROSA RS"

Transcrição

1 CRISTO, IDEAL DA PROCURA DE DEUS COMO CONVERSÃO. CIMBRA 2014 MOSTEIRO DA TRANSFIGURAÇÃO SANTA ROSA RS

2 Introdução A fidelidade ao espírito do evangelho e aos ensinamentos de São Paulo, o sentido da Igreja e o cristocentrismo deram à sua concepção do ideal monástico um cunho de catolicidade onde se reconheceram todas as famílias religiosas e os próprios leigos (Philipon, p. 139).

3 Introdução O monaquismo, a vida religiosa, não são instituições criadas à margem do cristianismo; mergulhando suas raízes no evangelho de Cristo, eles não visam senão exprimir o evangelho em sua integridade. Nossa santidade religiosa é a plenitude de nossa adoção divina em Jesus Cristo (CIM I, 2, 4).

4 Introdução A extraordinária fecundidade sobrenatural da qual a Regra faz prova através dos séculos, só se explica pelo caráter essencialmente cristão impresso por São Bento a todo seu ensinamento... A Regra é, no pensamento de São Bento, um simples guia seguro para levar a Deus. Escrevendo-a ele não quer instituir algo novo fora ou paralelo à vida cristã (CIM Prol. e I, sumário).

5 Introdução Vede como para São Bento, Cristo deve ser tudo para o monge. Em todas as coisas, ele deseja que o monge recorra a Cristo, que pense Nele, que se apoie Nele; ele quer que o monge veja Cristo em todos, no abade, nos irmãos, nos doentes, nos hóspedes, nos peregrinos, nos pobres. Ele quer que, se for o caso, o monge reze por seus inimigos por amor de Cristo. Porque tanta insistência? Porque ele quer fazer do monge, pelo amor que ele tributa a Cristo, um perfeito filho do Pai celeste (CIM 1,2,5).

6 Apresentação da obra Prefácio I Parte: Exposição geral da instituição monástica. Procurar Deus. No segmento de Cristo. Consideração do abade como o que tem o lugar de Cristo no mosteiro. A sociedade cenobítica. A A obra do desprendimento ( Deixamos tudo ). A compunção do coração. A renúncia a si mesmo. A pobreza. A humildade. O bem da obediência. II Parte: Ponto de partida e caráter duplo da perfeição monástica. A vitória que levamos sobre o mundo é nossa fé. A profissão monástica. Os instrumentos das boas obras. B A vida de união com Cristo ( e Te seguimos ). O Ofício divino, louvor divino. O Ofício divino, meio de união com Deus. A oração monástica. O espírito de abandono. O zelo bom. Que a paz de Cristo habite vossos corações.

7 Cristo, ideal da procura de Deus como conversão. São Bento não indica a seus monges nenhuma obra especial como fim particular a seguir. O fim é, como ele o diz, buscar Deus : Si vere Deum quaerit (RB 58). Eis o que ele pede antes de tudo àqueles que vêm bater à porta do mosteiro para serem recebidos na qualidade de monges. Nesta disposição ele resume todas as outras; ele faz desta busca a chave de toda sua doutrina e a coloca no centro de toda a vida que ele quer que seus filhos levem. Este é o fim que ele indica a seus filhos. Por esta razão devemos ter sempre este mesmo objetivo diante dos olhos, examiná-lo com frequência e, sobretudo, agir somente em vista dele. (CIM Prefácio)

8 Cristo, ideal da procura de Deus como conversão. A influência do objeto é predominante no valor de nossas ações (CIM 1) O motivo pelo qual nós agimos, o fim que perseguimos, e que deve orientar toda nossa vida, é de importância capital para nós (CIM 1)

9 Cristo, ideal da procura de Deus como conversão. A Cristo: objeto da procura de Deus. Deus exige que O procuremos tal como Ele é em Si mesmo, de uma maneira conforme a nosso fim sobrenatural. Mas Deus, diz São Paulo, habita em uma luz inacessível (1Tm 6,16) na própria santidade. Então, como chegar a Ele? Pelo Cristo. O Cristo Jesus é o Verbo encarnado, o Homem Deus. É Ele que se torna nossa via... esta via é segura, infalível... esta via é única, não há outra... Portanto, para encontrar Deus, para chegar ao fim de nossa procura, basta-nos seguir Cristo Jesus (CIM 1,2,1)

10 Cristo, ideal da procura de Deus como conversão. A Cristo: objeto da procura de Deus. A atividade humana de Cristo, a que derivava de suas faculdades humanas como fonte imediata, eram soberanamente livres. É no exercício desta atividade livre que nós podemos encontrar em Jesus isto que definimos como Procurar Deus (CIM 1,1,5).

11 Cristo, ideal da procura de Deus como conversão. Sequela Christi : procura de Deus como conversão. A procura de Deus toma, para nós, o caráter de um retorno ao Deus que perdemos. Presos à solidariedade original, todos nós abandonamos Deus pelo pecado para nos tornarmos às criaturas... É este caráter de retorno profundamente impresso na vida cristã, que São Bento ensina, como Mestre, desde as primeiras linhas do Prólogo, àquele que se apresenta a ele: Escuta, meu filho, inclina o ouvido de teu coração... aprende a voltar Àquele de quem te desviastes. Eis o objetivo bem determinado e preciso. Ora, por qual caminho devemos voltar a Deus?... Para encontrar Deus, para chegar ao objetivo de nossa busca, devemos seguir Cristo Jesus (CIM Sommaire. 1,2,1).

12 Cristo, ideal da procura de Deus como conversão. Sequela Christi : procura de Deus como conversão. Tudo o que Jesus cumpriu foi perfeito, não somente pelo amor com o qual Ele o cumpriu, mas também pela maneira que Ele realizou; tudo o que Jesus fez, suas mínimas ações, eram ações de um Deus e agradam infinitamente o Pai: estas ações são para nós exemplos a seguir, modelos de perfeição... imitando Cristo Jesus, estamos seguros de sermos como Ele agradáveis ao Pai, ainda que a um título diferente. Contemplemos, portanto, no Evangelho os exemplos de Jesus: eles são a norma de toda santidade humana. Se permanecemos unidos a Jesus pela fé em sua Doutrina, pela imitação de suas virtudes, principalmente de suas virtudes religiosas, chegaremos, com certeza, a Deus. (CIM 1,2,1).

13 Cristo, ideal da procura de Deus como conversão. Sequela Christi : procura de Deus como conversão. Cristo no espírito, Cristo no coração, Cristo nas mãos: pensamento permanente em Cristo, amor perpétuo a Cristo, consciente e constante imitação de Cristo. Eis o que dá certeza da união de nossas almas com Deus, e faz de nosso serviço uma realidade, uma obra de amor... De todos os meios que São Bento propõe a seus discípulos para alimentar a chama da verdadeira vida espiritual, aquele sobre o qual ele insiste mais frequentemente e com mais claridade, é o olhar íntimo da alma ao divino Mestre e a imitação de seus exemplos (CIM 1,2,5).

14 Cristo, ideal da procura de Deus como conversão. Sequela Christi : procura de Deus como conversão. Tudo se resume em permanecer unido a Jesus em todas as coisas, a contemplá-lo sem cessar para imitá-lo e cumprir tudo como Ele, por amor (CIM 1,2,4).

PARA A PRIMEIRA PROFISSÃO DE UM RELIGIOSO

PARA A PRIMEIRA PROFISSÃO DE UM RELIGIOSO PRMERA PROFSSÃO DE UM RELGOSO 333 PARA A PRMERA PROFSSÃO DE UM RELGOSO rmãos e irmãs: A nossa família espiritual está hoje em festa por este(s) servo(s) de Deus, que se consagra(consagram) ao serviço de

Leia mais

O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e

O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e irmãos uns dos outros; identifica-nos com Jesus-Verdade,

Leia mais

E"se"Deus"nos"desse"o"seu"Coração?"

EseDeusnosdesseoseuCoração? CartadeQuaresma2014doAbadeGeralOCist E"se"Deus"nos"desse"o"seu"Coração?"!Jerusalém,!Basílica!do!Santo!Sepulcro,! Ícone!de!Cristo!no!Calvário! QueridosIrmãoseIrmãscistercienses, Este ano envio uma Carta

Leia mais

Mas o fruto do Espírito é amor (Gálatas 5:22)

Mas o fruto do Espírito é amor (Gálatas 5:22) Lição 7 para 18 de fevereiro de 2017 Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. (João 15:1-2)

Leia mais

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação. Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação. 5 Introdução A devoção ao Imaculado Coração de Maria é uma das mais belas manifestações

Leia mais

NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO.

NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO. NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO. O CÉU É UMA EXPERIÊNCIA CORPÓREA Mt 22, 23-32 I COR 2, 9-10 É como está escrito: Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou

Leia mais

Solenidade da Ascensão do Senhor - Ano B Seg, 29 de Dezembro de :11 - Última atualização Sáb, 16 de Maio de :44

Solenidade da Ascensão do Senhor - Ano B Seg, 29 de Dezembro de :11 - Última atualização Sáb, 16 de Maio de :44 At 1,1-11 Sl 46 Ef 4,1-13 Mc 16,15-20 Hoje, celebramos o mistério da Ascensão do Senhor. É mistério porque brota do coração de Deus, é mistério porque ultrapassa tudo quanto possamos imaginar, é mistério

Leia mais

Natal de 2016 Missa do Dia

Natal de 2016 Missa do Dia Natal de 2016 Missa do Dia no espaço, já somos homens e mulheres da eternidade, ou como diziam os Padres da Igreja: Homens do Oitavo dia, porque o nascimento de Deus em Belém da Judéia transcende o tempo

Leia mais

Curso de Teologia de Leigos

Curso de Teologia de Leigos Curso de Teologia de Leigos O MISTÉRIO DA CRIAÇÃO; DEUS MANTÉM E SUSTENTA A CRIAÇÃO; DEUS REALIZA O SEU PROJETO: A DIVINA PROVIDÊNCIA; A DIVINA PROVIDÊNCIA E AS CAUSAS SEGUNDAS; A DIVINA PROVIDÊNCIA E

Leia mais

A Missão de Jesus. guia e modelo da Humanidade. Roteiro 4

A Missão de Jesus. guia e modelo da Humanidade. Roteiro 4 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Roteiro 4 A Missão de Jesus guia e modelo da Humanidade Objetivos Explicar

Leia mais

7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA

7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de Jesus Roteiro 7 Objetivo Interpretar, à luz da Doutrina

Leia mais

Oração pessoal: condição indispensável para ser intercessor

Oração pessoal: condição indispensável para ser intercessor Oração pessoal: condição indispensável para ser intercessor Certamente todo intercessor sabe a importância que a oração tem em sua vida e também sabe que orar é mais do que fazer algumas petições ao Senhor,

Leia mais

Eis aqui a serva do Senhor. Faça -se em mim segundo a tua palavra (Lc 1,38)

Eis aqui a serva do Senhor. Faça -se em mim segundo a tua palavra (Lc 1,38) Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra (Lc Janeiro de 2012 / Ano MMXII 1 EDITORIAL Queridos Amigos, Jesus nasceu, um ano novo começou!

Leia mais

OS VERDADEIROS ADORADORES

OS VERDADEIROS ADORADORES - Aula 3 OS VERDADEIROS ADORADORES Objetivo: ao final da aula, o aluno deverá buscar se identificar como um adorador dentro dos padrões bíblicos, empenhando-se por cultuar a Deus do modo que O agrada e

Leia mais

Rumo à Solenidade de Nossa Senhora do Carmo (4)

Rumo à Solenidade de Nossa Senhora do Carmo (4) (4) Maria na sua missão de mãe de família, na sua casa de Nazaré Contemplamos Maria como mãe de família, na sua casa em Nazaré, na vida simples de todos os dias, na intimidade do Seu lar de amor, onde

Leia mais

Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Pr Joaquim Costa Junior 1. conforme Seu poder.

Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Pr Joaquim Costa Junior 1. conforme Seu poder. Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Pr Joaquim Costa Junior 1 conforme Seu poder. Efésios 3:20 Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos,

Leia mais

O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS

O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS Ef. 1: 1-14 Slide 1 O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS Ef.1 : 1-14 1. Paulo, apóstolo de Cristo Jesus por vontade de Deus, aos santos que vivem em Éfeso e fiéis em Cristo

Leia mais

em 9 de janeiro de 1862,

em 9 de janeiro de 1862, Rosário Vivo Pauline-Marie Jaricot nasceu em Lião, França, no dia 22 de julho de 1799, e morreu em Lorette, em 9 de janeiro de 1862, aos 63 anos. Sociedade para a Propagação da Fé Ela é a fundadora da

Leia mais

Misericordiosos como o Pai Sede misericordiosos, como também o vosso Pai é misericordioso Lc 6,36

Misericordiosos como o Pai Sede misericordiosos, como também o vosso Pai é misericordioso Lc 6,36 Misericordiosos como o Pai Sede misericordiosos, como também o vosso Pai é misericordioso Lc 6,36 Vídeo: Parcialmente nublado Só mesmo com Deus! A bondade é uma qualidade do caracter, a misericórdia é

Leia mais

Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão.

Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão. Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão. Como animadores da comunhão, temos a missão de acolher,

Leia mais

As epístolas de Paulo (1)

As epístolas de Paulo (1) FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Roteiro 14 As epístolas de Paulo (1) Objetivos Assinalar características

Leia mais

Profissão Solene e Consagração Monástica de Ir. Maria Aparecida. Mandirituba, 31 de maio de 2015.

Profissão Solene e Consagração Monástica de Ir. Maria Aparecida. Mandirituba, 31 de maio de 2015. Profissão Solene e Consagração Monástica de Ir. Maria Aparecida. Mandirituba, 31 de maio de 2015. Caríssima Ir. Maria Aparecida, Caríssimas Prioresas Ana Maria e Chantal, Caríssimas monjas deste Mosteiro,

Leia mais

HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO

HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO I - A ORIGEM DO PECADO 1. Em relação a Deus. Em Seu plano permitiu que suas criaturas (anjos e homens) tivessem a liberdade (livre arbítrio) de viver em amor e obediência

Leia mais

O QUE DEUS QUER DE MIM? 09 de Dezembro de 2011 Ministério Loucura da Pregação. "ELE te declarou, ó homem, o que é bom;

O QUE DEUS QUER DE MIM? 09 de Dezembro de 2011 Ministério Loucura da Pregação. ELE te declarou, ó homem, o que é bom; O QUE DEUS QUER DE MIM? 09 de Dezembro de 2011 Ministério Loucura da Pregação "ELE te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o SENHOR requer de ti, 1 / 6 senão que pratiques a justiça, e ames a

Leia mais

Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4

Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4 Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4 Ser motivado na vida de um dos discípulos de Jesus, que como nós, possuía defeitos, mas que, como é possível a nós, foi

Leia mais

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus Paróquia de Barco Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus Missa com crianças Entrada: Linda noite, Linda noite Linda noite de Natal (bis) Introdução A imagem de Maria está aqui ao lado, porque hoje celebramos

Leia mais

TEMA: O NOVO NASCIMENTO E A CONVERSÃO.

TEMA: O NOVO NASCIMENTO E A CONVERSÃO. TEMA: O NOVO NASCIMENTO E A CONVERSÃO. Texto: E dar-lhes-ei coração para que me conheçam, porque eu sou o SENHOR; e ser-me-ão por povo, e eu lhes serei por Deus, porque se converterão a mim de todo o seu

Leia mais

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS 279 I rmãs e irmãos: Ao celebrar a solenidade de São N. (de Santa N.), nosso irmão (nossa irmã) na fé e no Baptismo, oremos a Deus Pai todo-poderoso, dizendo (ou: cantando): R. Deus, fonte de toda a santidade,

Leia mais

DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA. LEITURA I Actos 6,1-7. «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...»

DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA. LEITURA I Actos 6,1-7. «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...» DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA LEITURA I Actos 6,1-7 «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...» Leitura dos Actos dos Apóstolos Naqueles dias, aumentando o número dos discípulos, os helenistas

Leia mais

XXVII - DOMINGO DO TEMPO COMUM C A fé como um grão de mostarda

XXVII - DOMINGO DO TEMPO COMUM C A fé como um grão de mostarda XXVII - DOMINGO DO TEMPO COMUM C A fé como um grão de mostarda Lc 17, 5-10 Meus caros irmãos e irmãs, Todos os textos da liturgia deste domingo nos falam sobre a fé, que é o fundamento de toda a vida cristã.

Leia mais

Profissão Simples dos Irmãos INÁCIO E MAURO 16 DE JULHO DE 2016

Profissão Simples dos Irmãos INÁCIO E MAURO 16 DE JULHO DE 2016 Profissão Simples dos Irmãos INÁCIO E MAURO 16 DE JULHO DE 2016 Caríssimos Irmãos e Irmãs: Na festa da Virgem do Carmo, tão popular entre nós brasileiros, os Irmãos Inácio e Mauro emitirão seus votos monásticos

Leia mais

O Evangelho de Deus. A Dinâmica da Espiritualidade Cristã de A a Z

O Evangelho de Deus. A Dinâmica da Espiritualidade Cristã de A a Z O Evangelho de Deus A Dinâmica da Espiritualidade Cristã de A a Z O que é o Evangelho? Não se trata do ABC da vida cristã que nos introduz aos cursos mais avançados de D a Z. O que é o Evangelho? O Evangelho

Leia mais

LISTAGEM DAS COLEÇÕES DE AUDIOS

LISTAGEM DAS COLEÇÕES DE AUDIOS R LISTAGEM DAS COLEÇÕES DE AUDIOS C001 Conferências de Set 2001 A Vida no Reino Delcio Meireles 8 C002 Conferências de Nov 2001 A Restauração Delcio Meireles 5 C003 Conferências de Mar 2002 Apocalipse

Leia mais

Por ocasião das eleições municipais, o Ministério Fé e Política da RCCBRASIL preparou uma carta pra te ajudar ainda mais nessa escolha, confira:

Por ocasião das eleições municipais, o Ministério Fé e Política da RCCBRASIL preparou uma carta pra te ajudar ainda mais nessa escolha, confira: Por ocasião das eleições municipais, o Ministério Fé e Política da RCCBRASIL preparou uma carta pra te ajudar ainda mais nessa escolha, confira: Amados irmãos e irmãs em Cristo Jesus, A Paz de Jesus! A

Leia mais

Workshop Ministério de Formação RCC/Brasil

Workshop Ministério de Formação RCC/Brasil Workshop Ministério de Formação RCC/Brasil Ensino: Aos Pés do Mestre Aos Pés do Mestre Escuta Profética Núcleo MF/Campinas/2015 Visualização: Jesus sentado ensinando e formando à todos. Ele voltassem para

Leia mais

Santa Terezinha do Menino Jesus

Santa Terezinha do Menino Jesus Novena milagrosa a Santa Terezinha do Menino Jesus Missionária por vocação Festa: 1 o de outubro editora Ave-maria Breve relato histórico Teresa nasceu em Alençon (França) em 1873. Menina bela, filha de

Leia mais

IDENTIDADE. Jovem, Igreja e Sociedade Paulo Alves

IDENTIDADE. Jovem, Igreja e Sociedade Paulo Alves IDENTIDADE Jovem, Igreja e Sociedade Paulo Alves EFÉSIOS 4.17-24 Jovem, Igreja e Sociedade Paulo Alves 17 Assim, eu lhes digo, e no Senhor insisto, que não vivam mais como os gentios, que vivem na futilidade

Leia mais

1 - VIDA DE SÃO PAULO

1 - VIDA DE SÃO PAULO 1 - VIDA DE SÃO PAULO Paulo de Tarso, o apóstolo dos gentios nasceu na cidade de Tarso, entre os anos 15 e 5 a.c. De acordo com os costumes da sua época, tinha como nomes: Saulo para o mundo judeu e Paulo

Leia mais

Sede felizes! Felizes sereis. Felizes sereis. Felizes sereis. Felizes sereis.

Sede felizes! Felizes sereis. Felizes sereis. Felizes sereis. Felizes sereis. Sede felizes! Combatei a miséria e reparti do que é vosso com os outros. Sede pacientes, tolerantes, dialogantes, humildes. Tende esperança no meio da escuridão, aguardando a aurora. Conservai essa vossa

Leia mais

LITURGIA DOMINICAL VII DOMINGO TEMPO COMUM ANO A

LITURGIA DOMINICAL VII DOMINGO TEMPO COMUM ANO A LITURGIA DOMINICAL VII DOMINGO TEMPO COMUM ANO A Orações próprias do VII Domingo do Tempo comum (Missal Romano, p. 401); Prefácio dos Domingos do Tempo Comum VIII (Missal Romano, p. 483); Oração Eucarística

Leia mais

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra);

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra); Uma nova paróquia Introdução DA: Conversão Pastoral Escolha de outro caminho; Transformar a estrutura paroquial retorno a raiz evangélica; Jesus: modelo (vida e prática); Metodologia: Nele, com Ele e a

Leia mais

SOMOS VENCEDORES EM CRISTO JESUS. Quero usar a figura de um atleta - é alguém que sabe que tem um potencial pra vencer.

SOMOS VENCEDORES EM CRISTO JESUS. Quero usar a figura de um atleta - é alguém que sabe que tem um potencial pra vencer. SOMOS VENCEDORES EM CRISTO JESUS Quero usar a figura de um atleta - é alguém que sabe que tem um potencial pra vencer. Você sabia que no Reino de Deus todos nós somos atletas de Cristo? Paulo usa essa

Leia mais

ECLESIALIDADE DA VIDA CONSAGRADA

ECLESIALIDADE DA VIDA CONSAGRADA ECLESIALIDADE DA VIDA CONSAGRADA Profa. Ir. Thereza Rosa Benedetto PUCRS O presente artigo apresenta aspectos concernentes à eclesialidade da Vida Consagrada. A Igreja reconhece que existe Vida Consagrada,

Leia mais

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 Senhor Jesus, Tu tens palavras de vida eterna e Tu revelas-te a nós como Pão da vida

Leia mais

VISITA AOS POBRES TREINAMENTO GLOBAL SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO CONSELHO GERAL INTERNACIONAL TREINAMENTO GLOBAL

VISITA AOS POBRES TREINAMENTO GLOBAL SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO CONSELHO GERAL INTERNACIONAL TREINAMENTO GLOBAL SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO CONSELHO GERAL INTERNACIONAL VISITA AOS POBRES 1 Visitar os pobres nos proporciona a experiência necessária para julgar os problemas sociais FRANCOIS LALLIER, AGOSTO DE

Leia mais

Orando novamente: Fortalecimento e conhecimento de Deus. Ef 3: Presb. Cícero Nogueira Martins

Orando novamente: Fortalecimento e conhecimento de Deus. Ef 3: Presb. Cícero Nogueira Martins Orando novamente: Fortalecimento e conhecimento de Deus Ef 3: 14-21 Presb. Cícero Nogueira Martins 1 Efésios - Esboço Louvor pela redenção 1.1-14 Oração por revelação 1.15-23 Posição do cristão 2.1-3.13

Leia mais

CATECISMO do Século XXI

CATECISMO do Século XXI CATECISMO do Século XXI IGREJA ANGLICANA REFORMADA DO BRASIL IGREJA ANGLICANA REFORMADA DO BRASIL Sumário Introdução 1 Prefácio 3 A Chamada de Deus 7 A Fé Cristã 11 A Obediência Cristã 17 O Crescimento

Leia mais

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI O CRISTO CONSOLADOR O JUGO DO CRISTO Vinde a mim todos os que estais cansados sob o peso do vosso fardo e vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de

Leia mais

Natal do Senhor-Ano A. «O Verbo era a luz verdadeira, que, vindo ao mundo, ilumina todo o homem..»

Natal do Senhor-Ano A. «O Verbo era a luz verdadeira, que, vindo ao mundo, ilumina todo o homem..» «O Verbo era a luz verdadeira, que, vindo ao mundo, ilumina todo o homem..» 1 Ambiente: A Igreja primitiva recorreu, com frequência, a hinos para celebrar, expressar e anunciar a sua fé. O prólogo ao Evangelho

Leia mais

Valores de uma Igreja RELACIONAL

Valores de uma Igreja RELACIONAL Valores de uma Igreja RELACIONAL O que já aprendemos... A Igreja deve valorizar e incentivar os relacionamentos Os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum... Da multidão dos que creram, uma

Leia mais

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João (Jo 1,29-34)

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João (Jo 1,29-34) 2º DOMINGO DO TEMPO COMUM - ANO A 15 de Janeiro de 2017 Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João (Jo 1,29-34) 1 / 6 Naquele tempo, João Baptista viu Jesus, que vinha ao seu encontro, e exclamou:

Leia mais

8800 DESDE O DIA EM QUE ACEITEI JESUS (E)-PARTITURA

8800 DESDE O DIA EM QUE ACEITEI JESUS (E)-PARTITURA 8800 DESDE O DIA EM QUE ACEITEI JESUS (E)-PARTITURA A Agora sou feliz, agora vivo bem, com Jesus e mais ninguém C# C# A A A A / C# B G# G# G# G# / F# E D# B C# D# E a minha vida se transformou G# G# A

Leia mais

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 Sumário O que é vocação Matrimónio, sinal e missão Matrimónio, aliança e compromisso Missão em casal Missão

Leia mais

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles»

ASCENSÃO DO SENHOR. «Elevou-Se à vista deles» ASCENSÃO DO SENHOR LEITURA I Actos 1, 1-11 Leitura dos Actos dos Apóstolos «Elevou-Se à vista deles» No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar, desde

Leia mais

Celebração de São Marcelino Champagnat

Celebração de São Marcelino Champagnat Celebração de São Marcelino Champagnat Misericordioso como o Pai Reflexão inicial Dirigente: Desde muito cedo, os primeiros Irmãos reconheceram em Marcelino a figura de um pai. A paternidade espiritual,

Leia mais

Introdução Traduções e Referências Bíblicas Lição Conceitos Básicos. Lição Criação. Lição 3...

Introdução Traduções e Referências Bíblicas Lição Conceitos Básicos. Lição Criação. Lição 3... SUMÁRIO Introdução... 7 Traduções e Referências Bíblicas... 8 Lição 1... 10 Conceitos Básicos Lição 2... 12 Criação Lição 3... 14 Queda Lição 4... 16 A Promessa do Senhor Lição 5... 18 A Chegada do Salvador

Leia mais

SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO

SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO Objetivo geral do encontro: Ao final deste encontro, o grupo deverá ser capaz de compreender o Matrimônio como uma instituição elevada à categoria de Sacramento por Jesus Cristo,

Leia mais

Comentário da Mensagem nº 43, de 04/06/1988

Comentário da Mensagem nº 43, de 04/06/1988 Comentário da Mensagem nº 43, de 04/06/1988 Vamos meditar a Mensagem nº 43, de 04/06/1988, que Nossa Senhora transmitiu em Anguera/BA, a Pedro Regis. Para ver a mensagem, clique aqui. Nossa Boa Mãe vem

Leia mais

EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA?

EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA? EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA? O documento Conclusivo da V Conferência contém inúmeras e oportunas indicações pastorais, motivadas por ricas reflexões à luz da fé e do atual contexto

Leia mais

ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO?

ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO? 1 ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO? ESPIRITUALISMO Oposto do materialismo Quem quer que acredite haver em si alguma coisa mais do que matéria é espiritualista. ESPIRITISMO ou DOUTRINA ESPÍRITA Termo criado

Leia mais

Direcionamentos para 2017

Direcionamentos para 2017 Direcionamentos para 2017 A Festa jubilar com certeza vai nos levar a atualização de muitas graças em nossa vida e também no que o Espirito Santo vem realizando na vida de muitas pessoas. Pensando sobre

Leia mais

1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos

1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos NOVENA À NOSSA SENHORA DE CARAVAGGIO 1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos Vós que consolastes a pobre Joaneta em meio à sua aflição familiar, concedei a graça que tanto necessito, intercedendo junto a Jesus

Leia mais

A celebração da Eucaristia (São Justino) Sáb, 23 de Maio de :39 -

A celebração da Eucaristia (São Justino) Sáb, 23 de Maio de :39 - Caro(a) Amigo(a), apresento-lhe um pedacinho da Primeira Apologia em favor dos cristãos, de São Justino, mártir do início do século II Ele foi cristão da geração seguinte à geração apostólica Escreveu

Leia mais

III Encontro Nacional de Coordenadores de ESDE

III Encontro Nacional de Coordenadores de ESDE III Encontro Nacional de Coordenadores de ESDE Critérios para Seleção de Expositores e de Bibliografias para Cursos de Capacitação de Coordenador e Monitor do ESDE Um curso regular de Espiritismo seria

Leia mais

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras RELEMBRANDO... 2.1-10: a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras O ARGUMENTO SEGUINTE... 2.11-22: A humanidade como um todo. Judeus e gentios unidos em

Leia mais

OFICINA. Formadora: Helena Gaia

OFICINA. Formadora: Helena Gaia OFICINA Formadora: Helena Gaia Deus abre à Igreja os horizontes de uma humanidade mais preparada para a sementeira evangélica (João Paulo II, RM n. 3). DA, 548: Compartilhar o dom do Encontro c/ Cristo

Leia mais

O Cristo consolador. Roteiro 1

O Cristo consolador. Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, O Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e Consolações Roteiro 1 O Cristo consolador Objetivo Explicar

Leia mais

DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A

DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A EIS O CORDEIRO DE DEUS QUE TIRA O PECADO DO MUNDO DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A EUCARISTIA 19H DINAMIZAÇÃO DO 10º ANO DE CATEQUESE IGREJA MATRIZ DE VILA DO CONDE Cântico Inicial: Filho de Deus 1. Somos

Leia mais

allos Manual do Aluno Escola Ministerial Allos

allos Manual do Aluno Escola Ministerial Allos allos Escola Ministerial Allos www.escolaallos.com História A Escola Ministerial Allos é uma escola que se dedica na preparação dos filhos de Deus para realização da obra do Senhor nesta terra, a fim de

Leia mais

Assessoria de Educação. Pastor Joel Nascimento Congresso Renovação Ministerial Fev/2016 Avivamento Bíblico - Jaçanã

Assessoria de Educação. Pastor Joel Nascimento Congresso Renovação Ministerial Fev/2016 Avivamento Bíblico - Jaçanã Assessoria de Educação Pastor Joel Nascimento Congresso Renovação Ministerial Fev/2016 Avivamento Bíblico - Jaçanã Agenda O que é a EBD? Considerações sobre o Ensino Algumas recomendações para os professores

Leia mais

MENSAGEM DO BISPO AUXILIAR DOM LAMPRA CÁ ALUSIVA AO ANO 2017

MENSAGEM DO BISPO AUXILIAR DOM LAMPRA CÁ ALUSIVA AO ANO 2017 MENSAGEM DO BISPO AUXILIAR DOM LAMPRA CÁ ALUSIVA AO ANO 2017 Caros irmãos em Cristo, Hoje celebramos a Solenidade da Maternidade Divina de Maria, o Dia Mundial da Paz e o Primeiro dia do Ano Civil 2017.

Leia mais

Capítulo 17 de O Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec - Sede Perfeitos Itens 1 e 2 Caracteres da perfeição.

Capítulo 17 de O Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec - Sede Perfeitos Itens 1 e 2 Caracteres da perfeição. Autor: André Martinez REFLEXÕES ESPÍRITAS: Caracteres da perfeição - Capítulo 17 de O Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec - Sede Perfeitos Itens 1 e 2 Caracteres da perfeição. Esta reflexão

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 24 de Agosto - São Bartolomeu - Apóstolo 1) Oração Ó Deus,

Leia mais

QUEM SOMOS NÓS. CONSEQUENCIAS DOS VICIOS, DEFEITOS E VIRTUDES C.E.S. JOVEM

QUEM SOMOS NÓS. CONSEQUENCIAS DOS VICIOS, DEFEITOS E VIRTUDES C.E.S. JOVEM QUEM SOMOS NÓS. CONSEQUENCIAS DOS VICIOS, DEFEITOS E VIRTUDES C.E.S. JOVEM ESTUDOS E DISSERTAÇÕES EM TORNO DOS LIVROS BÁSICOS DA DOUTRINA DOS ESPÍRITOS C.E.S. DEDICATÓRIA DEDICAMOS ESTA OBRA, PARA AQUELE

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE AULA 6: SOTERIOLOGIA Baseado em Jeremias 9: 24, a Igreja Pentecostal Deus é Amor oferece a você, obreiro, a oportunidade aprofundar seu conhecimento na palavra de Deus

Leia mais

de Jesus, nos é dada a oportunidade de iluminar as nossas ações.

de Jesus, nos é dada a oportunidade de iluminar as nossas ações. Novena de Natal O tempo do Advento é constituído das quatro semanas que antecedem o Natal do Senhor. É, portanto, tempo de piedosa espera. Ora, esperar uma pessoa querida requer alegre e cuidadosa preparação.

Leia mais

Eis-te aqui! Eis um livro com uma mensagem! - O perdão do teu passado - Um propósito para a tua vida futura - Uma morada no céu

Eis-te aqui! Eis um livro com uma mensagem! - O perdão do teu passado - Um propósito para a tua vida futura - Uma morada no céu Eis-te aqui! Eis um livro com uma mensagem! Uma mensagem que vai responder à tua pergunta o que posso fazer aqui na terra? Há uma mensagem que responde a todas as tuas perguntas e dúvidas. Este livro demonstra

Leia mais

Sexto Domingo do Tempo Comum Ano B 15 de fevereiro de 2015

Sexto Domingo do Tempo Comum Ano B 15 de fevereiro de 2015 Sexto Domingo do Tempo Comum Ano B 15 de fevereiro de 2015 Caríssimos Irmãos e Irmãs: A Lei Mosaica e os contemporâneos de Jesus consideravam a lepra qualquer tipo de mancha na pele como consequência do

Leia mais

Unidade da Humanidade

Unidade da Humanidade Mensagem ao público pelo Espírito Leocádio José Correia através do médium Maury Rodrigues da Cruz em 19 de agosto de 2015 na Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas, Curitiba, Paraná, Brasil. Recomendamos

Leia mais

Também foram apresentadas sugestões de temáticas para alguns encontros que já fazem parte da vida do movimento nos estados e dioceses:

Também foram apresentadas sugestões de temáticas para alguns encontros que já fazem parte da vida do movimento nos estados e dioceses: O Conselho Nacional da RCCBRASIL, que está reunido em Brasília desde a última quarta-feira, dia 21, discerniu a temática que deverá acompanhar as missões, encontros e ser trabalhada nas reuniões de oração

Leia mais

Como ser. Salvo TRIMESTRE LIÇÃO.

Como ser. Salvo TRIMESTRE LIÇÃO. Como ser TRIMESTRE Salvo LIÇÃO 05 www.classedaescolasabatina.com.br LIÇÃO4 relembrando SALVAÇÃO A BASE: UM DOM UMA INICIATIVA UM SACRIFÍCIO O RESULTADO: UMA LIBERTAÇÃO UMA VIDA ETERNA VERSO PARA MEMORIZAR!!

Leia mais

Sumário. VOLUME UM A obra do Espírito Santo na Igreja como um todo. CAPÍTULO UM Introdução

Sumário. VOLUME UM A obra do Espírito Santo na Igreja como um todo. CAPÍTULO UM Introdução Sumário Prefácio do autor... 13 Nota explicativa à edição americana... 19 Lista parcial dos trabalhos do Dr. Kuyper... 23 Nota introdutória pelo Prof. Benjamin B. Warfield, D. D., LL. D.... 27 VOLUME UM

Leia mais

Material de Palestra Religiões e Preces Palestra 016

Material de Palestra Religiões e Preces Palestra 016 Material de Palestra Religiões e Preces Palestra 016 RELIGIÕES E PRECES 016 WILSON DA CUNHA 1 Todas as religiões recomendam o exercício e a prática em torno da prece. Mas os séculos passam e nós permanecemos

Leia mais

Nº 9 C 3º Domingo do Tempo Comum O Espírito de Deus está sobre mim

Nº 9 C 3º Domingo do Tempo Comum O Espírito de Deus está sobre mim Nº 9 C 3º Domingo do Tempo Comum-24.1.2016 O Espírito de Deus está sobre mim Quando me levanto para um novo dia e dou graças ao Senhor pelo dom maravilhoso da vida, o Espírito de Deus está sobre mim. Quando

Leia mais

Título: AS VERDADES ABSOLUTAS DE DEUS Autor: J. K. Literaturas em formato digital:

Título: AS VERDADES ABSOLUTAS DE DEUS Autor: J. K. Literaturas em formato digital: Título: AS VERDADES ABSOLUTAS DE DEUS Autor: J. K. Literaturas em formato digital: www.acervodigitalcristao.com.br Literaturas em formato Impresso: www.verdadesvivas.com.br Evangelho em 03 Minutos: www.3minutos.net

Leia mais

LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O DIA DO SENHOR EM TODAS AS ÉPOCAS O dia do Senhor representou para Judá e Israel um severo julgamento devido a altivez humana que

Leia mais

O FRUTO DO ESPÍRITO O PODER DE UMA VIDA ORIENTADA PELO ESPÍRITO SANTO

O FRUTO DO ESPÍRITO O PODER DE UMA VIDA ORIENTADA PELO ESPÍRITO SANTO O FRUTO DO ESPÍRITO O PODER DE UMA VIDA ORIENTADA PELO ESPÍRITO SANTO O Fruto do Espírito é a metáfora utilizada pelo apóstolo Paulo para descrever os efeitos da vinda do Espírito Santo de Deus a nós,

Leia mais

BREVE CATECISMO DE WESTMINSTER PERGUNTA 35

BREVE CATECISMO DE WESTMINSTER PERGUNTA 35 BREVE CATECISMO DE WESTMINSTER PERGUNTA 35 PERGUNTA 35: Que é regeneração? RESPOSTA: É a obra da livre graça de Deus, pela qual somos conservados pelo Espírito Santo na perseverança da fé em Cristo, adquirindo,

Leia mais

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade Tanto o Documento de Aparecida (248) como a Exortação Apostólica Verbum Domini (73) se referem à uma nova linguagem e a um novo passo na questão bíblica:

Leia mais

Novena rezada todos os dias no Monte Gargano

Novena rezada todos os dias no Monte Gargano Novena rezada todos os dias no Monte Gargano [* O Rosário de São Miguel Arcanjo,é um rosário especifico de 9 contas] Reza-se as 9 saudações (um Pai Nosso + três Ave-Marias cada), deixando para por fim

Leia mais

«Vai, profeta, ao meu povo»

«Vai, profeta, ao meu povo» Perdão, Senhor. «Vai, profeta, ao meu povo» Leitura da Profecia de Amós Amós 7, 12-15 Naqueles dias, Amasias, sacerdote de Betel, disse a Amós: «Vai-te daqui, vidente. Foge para a terra de Judá. Aí ganharás

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS, O.CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Quinta-feira da 1ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Ó Deus,

Leia mais

Quem vive na graça é santo

Quem vive na graça é santo CAPA Quem vive na graça é santo A viagem apostólica do Papa Bento XVI à Alemanha 22-25 de setembro de 2011 30 30DIAS Nº 9-2011 PITADAS DE CATECISMO O Senhor ressuscitado: perdão e novo início Neste tempo,

Leia mais

Nota: As palavras do Papa estão em negrito e os nossos acréscimos estão em itálico. CIC significa Catecismo da Igreja Católica.

Nota: As palavras do Papa estão em negrito e os nossos acréscimos estão em itálico. CIC significa Catecismo da Igreja Católica. A luz da Fé O Papa Francisco presenteia para todos nós sua primeira Encíclica, titulada Lumen Fidei (Luz da Fé). Logo abaixo apresentamos um trecho da referida Carta. O que seria a Luz da Fé? Nós precisamos

Leia mais

Carta aos Filipenses. Carta aos Filipenses:

Carta aos Filipenses. Carta aos Filipenses: : Filipos: cidade na Macedônia que recebeu seu nome de Filipe II, pai de Alexandre o Grande, que a conquistou no 4 século a.c. Tornou-se colônia romana no 2 século a.c. A segunda das chamadas Cartas da

Leia mais

Que mandais fazer de mim? Que mandais fazer de mim?

Que mandais fazer de mim? Que mandais fazer de mim? Que mandais fazer de mim? 1 / 6 Vontade própria. Eis uma dos maiores tesouros que guardamos conosco. Dificilmente algo nos é tão caro e precioso quanto a possibilidade de decidir por nós mesmos o que fazer,

Leia mais

No velho testamento as realizações de Deus e do Espírito são usadas frequentemente de forma intercambiável.

No velho testamento as realizações de Deus e do Espírito são usadas frequentemente de forma intercambiável. A divindade do Espírito Santo vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente O Espírito Santo é representado na Escritura como possuindo a autoridade e os atributos divinos, os Pais da Igreja nunca apresentaram

Leia mais

Lição 1 EFEITOS RELEVANTES DE UMA VIDA DE ORAÇÃO. Pra. Rosa Maria Valadão IEBI Rio Grande, RS

Lição 1 EFEITOS RELEVANTES DE UMA VIDA DE ORAÇÃO. Pra. Rosa Maria Valadão IEBI Rio Grande, RS Lição 1 EFEITOS RELEVANTES DE UMA VIDA DE ORAÇÃO Pra. Rosa Maria Valadão IEBI Rio Grande, RS Texto Áureo Orem Continuamente. 1 Tessalonicenses 5.17 CONHECER: Aspectos doutrinários sobre o tema Vida em

Leia mais

O QUE É O ESPIRITISMO 1

O QUE É O ESPIRITISMO 1 O QUE É O ESPIRITISMO 1 Facilitadores Alex Olegário e Roberto Camilo 17/18-Janeiro-2016 OBJETIVO Conhecer sobre: O Conceito do Espiritismo O Codificador Se me amais, guardai os meus mandamentos; e eu rogarei

Leia mais

(Traduzido de Concise Bible Dictionary - G.A.Morrish, E.L.Bevir, J.N.Darby e J.A.Trench)

(Traduzido de Concise Bible Dictionary - G.A.Morrish, E.L.Bevir, J.N.Darby e J.A.Trench) Título: AS CARTAS AS SETE IGREJAS (Traduzido de Concise Bible Dictionary - G.A.Morrish, E.L.Bevir, J.N.Darby e J.A.Trench) Literaturas em formato digital: www.acervodigitalcristao.com.br Literaturas em

Leia mais