Cartilha de Tributação 2016

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cartilha de Tributação 2016"

Transcrição

1 Cartilha de Tributação 2016 Como funciona o Imposto de Renda incidente sobre Planos de Previdência Complementar *? * Na modalidade de Contribuição Definida ou Variável

2 Conforme a legislação tributária vigente em julho de 2016 *, aplicável aos planos de previdência complementar na modalidade de contribuição variável (como o CV Prevdata II), nenhum imposto é cobrado sobre as contribuições ao Plano enquanto o Participante estiver na fase de formação da sua poupança previdenciária. Pelo contrário, ele poderá pagar menos imposto de renda, observando o limite legal, o chamado incentivo fiscal. A tributação ocorre apenas no ato do Resgate dos valores acumulados ou, mensalmente, a partir do início do recebimento dos benefícios previdenciários do plano. Naquele momento, lá no futuro, a retenção do imposto de renda poderá ocorrer de duas formas, de acordo com a opção realizada pelo participante: A) Tabela Progressiva; B) Tabela Regressiva. O participante tem que fazer esta escolha, de forma irrevogável, ao aderir ao Plano! Tabela Progressiva Tabela Regressiva * Lei Federal nº 11053, de

3 A) Tabela Progressiva Veja como funciona a Tabela Progressiva no momento do recebimento do benefício: Validade Base de Cálculo (R$) Alíquota (%) Vigência desde 01/04/2015 Fonte: Site da Secretaria da Receita Federal do Brasil Parcela a deduzir do IR (R$) Até 1.903,98 isento 0,00 De 1.903,99 até 2.826,65 7,5 142,80 De 2.826,66 até 3.751,05 15,0 354,80 De 3.751,06 até 4.664,68 22,5 636,13 Acima de 4.664,68 27,5 869,36 Obs.: A Tabela retrata valores e alíquotas vigentes em julho de 2016 Dedução por dependente: R$ 189,59 A partir dos 65 anos: a parcela até R$ 1.903,98 da renda mensal fica isenta, reduzindo o IR efetivo. Na Tabela Progressiva, a tributação é a mesma aplicada na sua remuneração. As alíquotas variam entre 0% e 27,5%, conforme o montante recebido, abatidas as deduções legais. Ou seja, quanto maior o valor, maior o Imposto. No caso de Resgates de Contribuições, os valores recebidos estarão sujeitos ao Imposto de Renda Retido na Fonte a uma alíquota de 15% sem deduções, como antecipação do imposto. IMPORTANTE O imposto retido na fonte nesta modalidade é sempre uma antecipação, isto é, será levado para a Declaração de Ajuste Anual. Neste caso, os benefícios ou o Resgate de Contribuições recebidos no ano são somados aos demais rendimentos, podendo ser compensados ou restituídos de acordo com suas despesas médicas, escolares, com seus dependentes econômicos, etc. 3

4 B) Tabela Regressiva Esta modalidade tem o objetivo de incentivar a permanência longa dos recursos em planos de previdência e incide diretamente sobre os valores dos benefícios ou resgate. É uma escolha indicada para quem quer realmente manter uma reserva para o futuro. Veja como funciona a Tabela Regressiva no momento do recebimento do benefício ou no resgate: Prazo de acumulação Alíquota Dedução Inferior ou igual a 2 anos 35% 0 Superior a 2 anos e inferior ou igual a 4 anos 30% 0 Superior a 4 anos e inferior ou igual a 6 anos 25% 0 Superior a 6 anos e inferior ou igual a 8 anos 20% 0 Superior a 8 anos e inferior ou igual a 10 anos 15% 0 Superior a 10 anos 10% 0 Obs.: Condições e alíquotas vigentes em julho/16 A Regressiva é bem diferente da clássica forma de tributação por meio de alíquotas progressivas. Na Tabela Regressiva, as alíquotas variam entre 10% e 35%, conforme o tempo no Plano: quanto maior o tempo de contribuição, menor será o Imposto, independente do valor acumulado. A legislação definiu como Prazo de Acumulação o tempo em que a contribuição ao Plano de Benefícios permanece depositada em nome do participante. Quanto maior for este tempo, menor será a alíquota do imposto de renda a ser pago no recebimento do recurso: as primeiras contribuições efetuadas são as que serão usadas para o pagamento dos primeiros benefícios mensais futuros, portanto, com a menor alíquota. No caso de Resgate, o dinheiro aplicado nos últimos dois anos pagará 35% de imposto, as contribuições feitas entre 2 e 4 anos pagarão 30%, e assim sucessivamente até chegar nos 10% (para os valores aplicados há mais de 10 anos). 4

5 IMPORTANTE Neste regime, a tributação é definitiva: ou seja, o valor do Imposto de Renda retido na fonte não pode ser restituído quando da Declaração de Ajuste Anual de Imposto de Renda (tanto para Resgate quanto para Benefício mensal). Benefícios ou Resgate são Rendimentos Tributados Exclusivamente na Fonte, não integrando, portanto, a base de cálculo do Imposto de Renda a pagar ou a ser restituído. Há exceções para os Benefícios Não Programáveis, como a renda por Invalidez e Pensão por Morte: alíquota de 25%, quando o Prazo de Acumulação for inferior ou igual a seis anos; percentual conforme a Tabela Regressiva, para Prazo de Acumulação maior que seis anos. AVALIE COM ATENÇÃO Participante 1 * Período de Contribuição: 12 anos Expectativa de Benefício: R$ 1.500,00 por mês Na Tabela Regressiva = Imposto de Renda de 10% (R$150,00), considerando as contribuições feitas há 10 anos ou mais. Na Tabela Progressiva = Isento, uma vez que o valor de benefício está na faixa de isenção. Isento na fonte, mas sujeito à tributação no ajuste anual do IR. Participante 2 * Período de Contribuição: 12 anos Expectativa de Benefício: R$ 7.000,00 por mês Na Tabela Regressiva = Imposto de Renda de 10% (R$700,00), considerando as contribuições feitas há 10 anos ou mais. Na Tabela Progressiva = Imposto de Renda no valor de R$ 1.055,64, considerando que não tem dependente ou outras deduções. Valor na fonte, mas sujeito ao ajuste anual do IR. * Exemplos de acordo com a legislação vigente. 5

6 Decisão importante e definitiva! O que preciso levar em consideração para decidir? Por ser uma opção irretratável, a decisão pelo regime de tributação deve ser feita exclusivamente pelo participante e, portanto, o mesmo deve levar em consideração alguns aspectos, tais como: Tempo que pretende ficar no plano Tempo que falta para início do benefício Valor do benefício mensal Possiblidade de opção pelo resgate Reflexo de despesas dedutíveis no futuro Outros rendimentos tributáveis no futuro A expectativa de permanência das suas contribuições no plano de previdência: por quanto tempo pretende permanecer em contribuição no plano. Tempo que falta para o início do recebimento do benefício de aposentadoria, assim como o período de recebimento do mesmo. Vale ressaltar que, durante o período de recebimento do benefício, o prazo de acumulação continua sendo contado para aplicação da alíquota na Tabela Regressiva. Valor mensal do benefício futuro. O simulador do Plano CV - Prevdata II pode ajudá-lo a planejar. Valores projetados inferiores a R$ 1.903,98 (em jul/16) estarão isentos de tributação pelo regime progressivo atual, entretanto serão levados ao ajuste anual do imposto de renda, somando-se às demais rendas tributáveis. As perspectivas de evolução de sua carreira, salário, etc. na Patrocinadora afetarão o valor de suas contribuições futuras e do benefício. A possibilidade do participante vir a efetuar o resgate de sua reserva, tendo em vista que a tributação incidirá sobre o valor total em ambos os regimes. O participante deve lembrar sempre que no regime regressivo a alíquota dependerá do prazo de acumulação de cada contribuição. Logo, quanto menor o prazo de acumulação maior a alíquota. Rendimentos submetidos à tributação regressiva não admitem deduções de despesas, já que é uma tributação definitiva. Assim, as despesas dedutíveis de IR só têm reflexo no imposto a pagar quando se considera rendas tributadas em Tabela Progressiva. Na opção pela Tabela Regressiva, os benefícios complementares recebidos no ano são levados para a Declaração Anual do Imposto de Renda como rendimentos com tributação exclusiva na fonte, isto é, esses rendimentos não vão compor a base de cálculo do imposto de renda com as outras fontes pagadoras: não serão somados aos demais rendimentos. 6

7 E se o participante não quiser optar? Todas as considerações sobre situações futuras são de caráter estritamente individual. A legislação do imposto de renda pode ser alterada ao longo dos anos, com impacto nas tabelas, alíquotas, deduções, isenções, etc. Caso o participante não faça opção dentro do prazo legal, a tributação sobre seu benefício futuro ou resgate permanecerá no regime tradicional, ou seja, Progressivo. Quem faz a comunicação à Receita Federal? A Prevdata informará à Secretaria da Receita Federal a opção do participante. Faça uma escolha consciente! Seu futuro agradece. Quer saber mais? Visite Clique em Quero Ser Participante > Tributação 7

8 Sociedade de Previdência Complementar da Dataprev - Prevdata Av. Rio Branco, 108, 12º andar Rio de Janeiro - RJ - CEP: Telefone: (21)

Material Explicativo

Material Explicativo Material Explicativo ABBprev Sociedade de Previdência Privada Este material explicativo tem como objetivo fornecer informações sobre um dos benefícios que as patrocinadoras ABB Ltda e Cooperativa de Crédito

Leia mais

Pense no seu futuro! Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II

Pense no seu futuro! Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II Pense no seu futuro! Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II A Prevdata É uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, que tem por finalidade a instituição e administração de planos de benefícios

Leia mais

Plano CV Prevdata. Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar

Plano CV Prevdata. Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar Plano CV Prevdata Conheça mais sobre o seu Plano de Previdência Complementar A entidade Nossos números Patrimônio de R$ 1,1 bilhão (dez/2016) 2 planos de benefícios e plano de gestão administrativa 36

Leia mais

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA 2017 ESSE MANUAL FOI DESENVOLVIDO PELO PORTO SEGURO PREVIDÊNCIA PARA AJUDAR NO PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO DE AJUSTE ANUAL DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2017,

Leia mais

Novo Plano de Contribuição Definida -CD

Novo Plano de Contribuição Definida -CD Previ-Siemens Novo Plano de Contribuição Definida -CD Protection notice / Copyright notice Agenda A Importância de um plano de previdência Plano de Aposentadoria CD -Previ-Siemens Contribuições Procedimentos

Leia mais

Folheto explicativo PLANO D

Folheto explicativo PLANO D Folheto explicativo PLANO D Como está o seu planejamento para a aposentadoria? Plano D Previ Novartis Veja algumas vantagens do plano: 1 2 Flexibilidade para planejar o seu futuro; Contrapartida da empresa

Leia mais

Folheto explicativo PLANO A

Folheto explicativo PLANO A Folheto explicativo PLANO A Como está o seu planejamento para a aposentadoria? Você já parou para pensar que a vida está passando rápido demais? A gente sabe que ao longo dos anos muitas prioridades surgem

Leia mais

Cartilha de Tributação. Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições

Cartilha de Tributação. Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições Cartilha de Tributação Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições A escolha de tributação - progressiva ou regressiva - só gera impactos no resgate de contribuição e/ou no recebimento

Leia mais

Para acessar o Guia de Preenchimento de Declaração de Imposto de Renda, observe a modalidade do seu Plano de Previdência.

Para acessar o Guia de Preenchimento de Declaração de Imposto de Renda, observe a modalidade do seu Plano de Previdência. Caso não tenha recebido o Informe, via correios, acesse os Serviços ao Cliente, clicando no menu ao lado. Para acessar o Guia de Preenchimento de Declaração de Imposto de Renda, observe a modalidade do

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA DATUSPREV

CARTILHA EXPLICATIVA DATUSPREV CARTILHA EXPLICATIVA DATUSPREV DATUSPREV Sociedade de Previdência Complementar CIASC Plano CIASCPREV CNPJ 10.605.283/0001-59 CNPB 2009.0009-19 Órgão Regulamentador PREVIC Ministério da Previdência Social

Leia mais

Saiba mais sobre Finanças

Saiba mais sobre Finanças Saiba mais sobre Finanças Planejamento Previdenciário, Benefício Fiscal, 4Aposentadoria e Institutos Sumário Que estilo de vida você quer levar quando se aposentar?... 4 Iniciando o planejamento... 5

Leia mais

Plano de Benefícios CD-05

Plano de Benefícios CD-05 1/5 Plano de Benefícios CD-05 Nosso Plano é cuidar do seu futuro! 2/5 1 Apresentação A REGIUS Sociedade Civil de Previdência Privada é uma entidade fechada de previdência privada, que tem como objetivo

Leia mais

MATERIAL EXPLICATIVO PLANO CD PREVIBAYER SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

MATERIAL EXPLICATIVO PLANO CD PREVIBAYER SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA MATERIAL EXPLICATIVO PREVIBAYER SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA MATERIAL EXPLICATIVO PREZADO COLABORADOR! Você, que está sendo admitido agora ou que ainda não aderiu ao Plano CD, conheça, nas próximas

Leia mais

MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA

MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA SUMÁRIO Qual é o significado de aposentado e pensionista?...3 Quando é realizado

Leia mais

Janeiro-Dezembro/2014

Janeiro-Dezembro/2014 IRRF - Décimo terceiro salário 2014 - Roteiro Aqui serão analisados os aspectos gerais relacionados à retenção do Imposto de Renda incidente no pagamento do décimo terceiro salário. Introdução Os rendimentos

Leia mais

02 O que eu preciso fazer

02 O que eu preciso fazer 01 Quais são os documentos que necessito apresentar para requerer minha aposentadoria no FusanPrev e atualizar minha situação no SaneSaúde? Cópia simples dos seguintes documentos: - Identidade e CPF do

Leia mais

QUADRO 3 Rendimentos Tributáveis, Deduções e Imposto Retido na Fonte

QUADRO 3 Rendimentos Tributáveis, Deduções e Imposto Retido na Fonte Entenda o Comprovante de Rendimentos dos Assistidos Para a Declaração do IRPF exercício 2017, ano-calendário 2016, a FAPES preparou um roteiro explicando os principais campos do Comprovante de Rendimentos

Leia mais

Guia Declaração Imposto de Renda Investimentos. Março de Brasil

Guia Declaração Imposto de Renda Investimentos. Março de Brasil Guia Declaração Imposto de Renda 2013 Investimentos Março de 2013 Brasil Guia de Declaração IR 2013 -Investimentos 2 O dia 30/04/2013 é último dia para entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2013

Leia mais

Material Explicativo

Material Explicativo Material Explicativo Material Explicativo Índice Introdução...4 Sobre o Plano Previplan...5 Adesão...5 Benefícios do Plano...6 Entenda o Plano...7 Rentabilidade...8 Veja como funciona a Tributação...9

Leia mais

Planos individuais recebem maior volume de recursos: R$16,7 bilhões

Planos individuais recebem maior volume de recursos: R$16,7 bilhões Contribuições para planos abertos de caráter previdenciário chegam a R$ 19 bi no 3º trimestre, 49,98% maior que o registrado no mesmo período ano anterior Planos individuais recebem maior volume de recursos:

Leia mais

APRESENTAÇÃO DEFINIÇÃO. O que é o Plano de Contribuição Definida CD

APRESENTAÇÃO DEFINIÇÃO. O que é o Plano de Contribuição Definida CD APRESENTAÇÃO Esta cartilha tem o objetivo de informá-lo, de forma simples e precisa, sobre os principais pontos do Plano SERGUS de Benefícios na modalidade de Contribuição Definida (CD), baseado no seu

Leia mais

Manual do Aposentado e Pensionista

Manual do Aposentado e Pensionista Manual do Aposentado e Pensionista Plano de Benefícios COTRIJAL PREV SUMÁRIO Qual o significado de Aposentado e Pensionista?...3 Quando são realizados os pagamentos dos Benefícios?...3 Quais as formas

Leia mais

Previdência Privada. A tabela a seguir apresenta algumas diferenças entre o FAPI e PGBL.

Previdência Privada. A tabela a seguir apresenta algumas diferenças entre o FAPI e PGBL. Previdência Privada Modalidades de Previdência Privada Aberta 1) FAPI Fundo de Aposentadoria Programada Individual Inspirado no IRA Individual Retirement Account, dos Estados Unidos, onde o contribuinte

Leia mais

Manual do Aposentado e Pensionista. Plano de Benefícios SEESPPREV

Manual do Aposentado e Pensionista. Plano de Benefícios SEESPPREV Manual do Aposentado e Pensionista Plano de Benefícios SEESPPREV SUMÁRIO Qual o significado de Aposentado e Pensionista?...3 Quando é realizado o pagamento do Benefício?...3 Quais as formas de recebimento

Leia mais

Previdência complementar aberta arrecada R$ 73,7 bilhões em 2013

Previdência complementar aberta arrecada R$ 73,7 bilhões em 2013 Previdência complementar aberta arrecada R$ 73,7 bilhões em 2013 Captação líquida do sistema registrou saldo positivo de R$ 33,5 bilhões no período. Segmento fechou o ano com 13,4 milhões de participantes,

Leia mais

PLANO DE BENEFÍCIOS DA EMPRESA DE TRENS URBANOS DE PORTO ALEGRE - TRENSURB

PLANO DE BENEFÍCIOS DA EMPRESA DE TRENS URBANOS DE PORTO ALEGRE - TRENSURB Manual do Aposentado e Pensionista Plano TRENSUB PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DA EMPRESA DE TRENS URBANOS DE PORTO ALEGRE - TRENSURB SUMÁRIO Qual é o significado de Aposentado e Pensionista?... 3 Quando é

Leia mais

PLANO DE APOSENTADORIA BASF

PLANO DE APOSENTADORIA BASF Formulário de inscrição para o Plano de Aposentadoria BASF 1. Dados do participante Nome do Participante: Matrícula: Data de admissão: Patrocinadora: Estado Civil: CPF: 2. Declaração do participante Na

Leia mais

Manual do Aposentado e Pensionista EBC Prev. Plano de Benefícios da EBC Empresa Brasil de Comunicação

Manual do Aposentado e Pensionista EBC Prev. Plano de Benefícios da EBC Empresa Brasil de Comunicação Manual do Aposentado e Pensionista Prev Plano de Benefícios da Empresa Brasil de Comunicação SUMÁRIO Qual é o significado de Aposentado e Pensionista?...3 Quando é realizado o pagamento das parcelas do

Leia mais

Rendimentos Recebidos Acumuladamente (RRA)

Rendimentos Recebidos Acumuladamente (RRA) (RRA) TRIBUTAÇÀO DOS RRA EM RELAÇÃO AO ANO-CALENDÁRIO DE RECEBIMENTO: - RRA RELATIVOS AO ANO-CALENDÁRIO DE RECEBIMENTO: Ocorrência/tipos de RRA: REGRA GERAL, JUSTIÇA FEDERAL e JUSTIÇA DO TRABALHO.

Leia mais

O que você quer ser quando envelhecer

O que você quer ser quando envelhecer O que você quer ser quando envelhecer Entenda como funciona o Fundo de Pensão Multipatrocinado da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Rio Grande do Sul - OABPrev-RS. 2 01 02 03 O que é OABPrev-RS?

Leia mais

IRPF Imposto sobre a Renda da Pessoa Física. Leonardo Ribeiro

IRPF Imposto sobre a Renda da Pessoa Física. Leonardo Ribeiro IRPF 2016 Imposto sobre a Renda da Pessoa Física Leonardo Ribeiro Sumário Capítulo 1. Obrigatoriedade...3 Capítulo 2. Tabela IRPF 2016... 7 Capítulo 3. Documentação necessária...9 Capítulo 4. Documentação

Leia mais

Cartilha do Participante. Previdência Complementar CASFAM

Cartilha do Participante. Previdência Complementar CASFAM Cartilha do Participante Previdência Complementar CASFAM APRESENTAÇÃO Caro (a) Participante, Preparar-se para o futuro, podendo aproveitar o período de aposentadoria com saúde e conforto, implica controlar

Leia mais

Planos de previdência complementar arrecadam R$ 7 bilhões em novembro

Planos de previdência complementar arrecadam R$ 7 bilhões em novembro Planos de previdência complementar arrecadam R$ 7 bilhões em novembro Captação líquida do sistema registrou saldo positivo de R$ 3,9 bilhões no período, 6,69% acima dos R$ 3,6 bilhões em outubro A arrecadação

Leia mais

Captação líquida dos planos de previdência privada avança 287,03% em outubro frente ao mês anterior

Captação líquida dos planos de previdência privada avança 287,03% em outubro frente ao mês anterior Captação líquida dos planos de previdência privada avança 287,03% em outubro frente ao mês anterior Ingresso de recursos no sistema tem alta de 8,05% e chega a R$ 6,8 bilhões no mês Prosseguindo tendência

Leia mais

Aplicações de investidores em previdência complementar aberta crescem 50,41% em julho frente igual período do ano anterior

Aplicações de investidores em previdência complementar aberta crescem 50,41% em julho frente igual período do ano anterior Aplicações de investidores em previdência complementar aberta crescem 50,41% em julho frente igual período do ano anterior Volume de recursos que ingressaram no sistema bateu a marca de R$ 5,8 bilhões.

Leia mais

CARTILHA DA PORTABILIDADE. - Visão Prev -

CARTILHA DA PORTABILIDADE. - Visão Prev - CARTILHA DA PORTABILIDADE - - CARTILHA DA PORTABILIDADE Tome uma decisão consciente entenda, conheça e analise todos os fatores envolvidos em um processo de portabilidade. Após o encerramento de seu vínculo

Leia mais

na modalidade Contribuição Definida

na modalidade Contribuição Definida 1 DIRETORIA * Estruturados DE PREVIDÊNCIA na modalidade Contribuição Definida legislação Conforme a Legislação Tributária vigente*, aplicável aos Planos de Previdência Complementar modelados em Contribuição

Leia mais

ALFAPREV OURINVEST. Previdência Privada ALFA PREVIDÊNCIA CONGLOMERADO ALFA

ALFAPREV OURINVEST. Previdência Privada ALFA PREVIDÊNCIA CONGLOMERADO ALFA ALFAPREV OURINVEST Previdência Privada CONGLOMERADO ALFA Tradição e solidez fazendo história A história do Conglomerado Financeiro Alfa teve início em 1925, com a fundação do Banco da Lavoura de Minas

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos - THZMPX - Dedução INSS da base de imposto de renda sobre salários e férias do empregado quando ela tiver

Parecer Consultoria Tributária Segmentos - THZMPX - Dedução INSS da base de imposto de renda sobre salários e férias do empregado quando ela tiver - THZMPX - Dedução INSS da base de imposto de renda sobre 19/02/2016 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 6 3. Análise da Legislação... 7 4. Conclusão... 9

Leia mais

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A INSTRUÇÃO NORMATIVA 1343 DE 5 DE ABRIL DE 2013.

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A INSTRUÇÃO NORMATIVA 1343 DE 5 DE ABRIL DE 2013. TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE A INSTRUÇÃO NORMATIVA 1343 DE 5 DE ABRIL DE 2013. No período de 01.01.1989 a 31.12.1995, por força da legislação vigente, as contribuições efetuadas pelos participantes para a previdência

Leia mais

Fiscal Legislação Tributária Questões Imposto de Renda - 1 Rafael Saldanha

Fiscal Legislação Tributária Questões Imposto de Renda - 1 Rafael Saldanha Fiscal Legislação Tributária Questões Imposto de Renda - 1 Rafael Saldanha 2014 2015 Copyright. Curso Agora Eu Eu Passo - - Todos os direitos reservados ao ao autor. Legislação Receita Federal IRPF e IRPJ

Leia mais

Cartilha de Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2017

Cartilha de Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2017 Cartilha de Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2017 SEJA BEM-VINDO! Esta Cartilha traz informações para você, que possui um plano de previdência, preencher corretamente a sua Declaração Anual

Leia mais

Sumário DEFINIÇÕES 05

Sumário DEFINIÇÕES 05 Sumário INTRODUÇÃO 04 DEFINIÇÕES 05 1. O que é um plano de previdência complementar? 05 2. O que é um Fundo de Pensão? 05 3. O que é a SÃO FRANCISCO? 05 4. O que é o Codeprev? 05 5. Quais são as modalidades

Leia mais

Itaú Fundo Multipatrocinado Material Explicativo do Plano de Benefícios Schneider

Itaú Fundo Multipatrocinado Material Explicativo do Plano de Benefícios Schneider Itaú Fundo Multipatrocinado Material Explicativo do Plano de Benefícios Schneider Indice Introdução... 4 Inscrição no Plano... 4 Contribuição para o Plano... 5 Saldo de Conta... 6 Os Benefícios do Plano...

Leia mais

Material Explicativo Plano de Benefícios Avon 2016

Material Explicativo Plano de Benefícios Avon 2016 Material Explicativo Plano de Benefícios Avon 2016 Material Explicativo ÍNDICE 1. Mensagem importante pra você... 4 2. Que tal planejar sua aposentadoria?... 5 3. Estamos juntos!... 6 4. Saiba quem pode

Leia mais

ENTENDENDO A PREVIDÊNCIA PRIVADA

ENTENDENDO A PREVIDÊNCIA PRIVADA ENTENDENDO A PREVIDÊNCIA PRIVADA Porque é importante fazer um plano de Previdência Privada? A previdência social teve um déficit em 2016 de 151,9 BILHÕES de Reais e a previsão para 2017 é de 181,2 BILHÕES

Leia mais

Material Explicativo. Plano de Previdência Tokio Marine

Material Explicativo. Plano de Previdência Tokio Marine Material Explicativo Plano de Previdência Tokio Marine Este material apresenta um resumo das principais características do Plano e não dispensa a leitura do seu Regulamento, cujo teor sempre prevalecerá

Leia mais

Adesão ao Plano de Benefícios HP

Adesão ao Plano de Benefícios HP Adesão ao Plano de Benefícios HP 1 Objetivo da HP Prev Proporcionar aos seus participantes a oportunidade de contribuir para a HP Prev e, juntamente com as contribuições da patrocinadora, formar uma renda

Leia mais

vista PREVIDÊNCIA Plano de Contribuição Definida Gerdau

vista PREVIDÊNCIA Plano de Contribuição Definida Gerdau futuro vista PREVIDÊNCIA Plano de Contribuição Definida Gerdau INTRODUÇÃO TERMOS E CONCEITOS POR QUE TER UM PLANO DE PREVIDÊNCIA? COMO FUNCIONA O PLANO DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA GERDAU? CONTRIBUIÇÃO MENSAL

Leia mais

cartilha de regime de tributação

cartilha de regime de tributação cartilha de regime de tributação Apresentação O INFRAPREV elaborou esta cartilha com o objetivo de orientar o participante na escolha do regime de tributação quando do ingresso no seu plano de previdência.

Leia mais

Entenda mais sobre. Novo Plano Copasa

Entenda mais sobre. Novo Plano Copasa Entenda mais sobre O Novo Plano Copasa Apresentação Senhor (a) Participante: Ao publicar este material, a Fundação Libertas tem por objeto facilitar o entendimento e a disseminação dos principais dispositivos

Leia mais

Itaú Fundo Multipatrocinado Material Explicativo do Plano de Aposentadoria da ESPM

Itaú Fundo Multipatrocinado Material Explicativo do Plano de Aposentadoria da ESPM Itaú Fundo Multipatrocinado Material Explicativo do Plano de Aposentadoria da ESPM Índice Introdução... 4 Inscrição no Plano... 4 Contribuição para o Plano... 4 Saldo de Conta... 6 Os Benefícios do Plano...

Leia mais

Carteira de investimentos bate a marca de R$ 401 bilhões, alta de 12,14% frente a junho de 2013

Carteira de investimentos bate a marca de R$ 401 bilhões, alta de 12,14% frente a junho de 2013 Previdência complementar aberta arrecada R$ 7,4 bilhões em junho e cresce 42,1% frente ao mesmo mês do ano anterior. No acumulado do semestre, captação tem ritmo menor que em 2013. Carteira de investimentos

Leia mais

Quem Pode Investir no TD?

Quem Pode Investir no TD? 2 1 3 Quem Pode Investir no TD? Pessoa física com CPF, residente no Brasil. Para tal: Cadastro junto a instituição financeira habilitada (conta corrente). Mínimo: R$ 30 por operação. Máximo: R$ 1.000.000,00

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Introdução - Entenda o Conceito da Previdência Complementar PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR - Você precisa O que é Previdência complementar pode ser definida como o patrimônio que irá garantir uma vida digna

Leia mais

PREVIDÊNCIA PRIVADA. Entenda de forma simples e fácil

PREVIDÊNCIA PRIVADA. Entenda de forma simples e fácil PREVIDÊNCIA PRIVADA Entenda de forma simples e fácil O que é Previdência Privada? A previdência privada é uma forma de construir a sua aposentadoria. Por meio de depósitos mensais, você acumulará recursos.

Leia mais

Data 18 de dezembro de 2014 Processo Interessado CNPJ/CPF

Data 18 de dezembro de 2014 Processo Interessado CNPJ/CPF 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 373 - Cosit Data 18 de dezembro de 2014 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE A RENDA DE PESSOA FÍSICA - IRPF REGIME DE TRIBUTAÇÃO.

Leia mais

MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA. ALLIANCEprev. Plano de Benefícios da Alliance

MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA. ALLIANCEprev. Plano de Benefícios da Alliance MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA ALLIANCEprev Plano de Benefícios da Alliance 1 SUMÁRIO Qual o significado de Aposentado e Pensionista?...3 Quando é realizado o pagamento do Benefício?...3 O que é Benefício

Leia mais

ITAÚ FUNDO MULTIPATROCINADO MANUAL DO PARTICIPANTE PLANO DE APOSENTADORIA DA ALSTOM

ITAÚ FUNDO MULTIPATROCINADO MANUAL DO PARTICIPANTE PLANO DE APOSENTADORIA DA ALSTOM ITAÚ FUNDO MULTIPATROCINADO MANUAL DO PARTICIPANTE PLANO DE APOSENTADORIA DA ALSTOM Sumário 1 2 Como funciona o Sistema Previdenciário no Brasil... 4 Conheça com detalhes o Plano de Aposentadoria da ALSTOM...

Leia mais

A DEFASAGEM NA CORREÇÃO DA TABELA DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA

A DEFASAGEM NA CORREÇÃO DA TABELA DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA A DEFASAGEM NA CORREÇÃO DA TABELA DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 1. Marco Legal Vigente Em 25 de março de 2011 o Governo Federal editou a MP 528 que foi convertida na Lei nº 12.469, de 26 de agosto

Leia mais

ITAÚ FUNDO MULTIPATROCINADO. Material Explicativo do Plano de Aposentadoria McPrev

ITAÚ FUNDO MULTIPATROCINADO. Material Explicativo do Plano de Aposentadoria McPrev ITAÚ FUNDO MULTIPATROCINADO Material Explicativo do Plano de Aposentadoria McPrev ÍNDICE Introdução...3 Inscrição no Plano...3 Contribuição para o Plano...4 Os Benefícios do Plano...7 O Pagamento dos Benefícios...8

Leia mais

Imposto de Renda e Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior 2017/2016. Luciana Pantaroto, CFP 21/03/2017

Imposto de Renda e Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior 2017/2016. Luciana Pantaroto, CFP 21/03/2017 Imposto de Renda e Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior 2017/2016 Luciana Pantaroto, CFP 21/03/2017 Declaração de ajuste anual 2017/2016 Informações gerais Quem está obrigado a entregar? Quem

Leia mais

CARTILHA DO PARTICIPANTE. O OABPREV/RS é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, criada para administrar planos de previdência.

CARTILHA DO PARTICIPANTE. O OABPREV/RS é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, criada para administrar planos de previdência. O que é o OABPREV/RS? CARTILHA DO PARTICIPANTE O OABPREV/RS é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, criada para administrar planos de previdência. Quem instituiu o OABPREV/RS? A Ordem dos Advogados

Leia mais

Previdencia PREVIDÊNCIA

Previdencia PREVIDÊNCIA Cartilha 2 Previdencia PREVIDÊNCIA 3 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes dos planos de previdência complementar: PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador

Leia mais

IRPF, IRPJ e CSLL: Tabelas Progressivas do Imposto de Renda vigentes desde 1998

IRPF, IRPJ e CSLL: Tabelas Progressivas do Imposto de Renda vigentes desde 1998 IRPF, IRPJ e CSLL: Tabelas Progressivas do Imposto de Renda vigentes desde 1998 Resumo: Neste Roteiro apresentaremos para nossos leitores as Tabelas Progressivas, anual e mensal, para cálculo do Imposto

Leia mais

MANUAL DO PARTICIPANTE DO PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA

MANUAL DO PARTICIPANTE DO PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA MANUAL DO PARTICIPANTE DO PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA SUMÁRIO O que é o SGC PREV?...3 Quem pode participar do SGC PREV?...3 Quem pode ser

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE IR PREVIDÊNCIA

GUIA PARA ELABORAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE IR PREVIDÊNCIA Enviamos a todos os clientes que tenham realizado no ano-calendário de 2015 contribuições para o plano de previdência, resgates ou recebido renda de aposentadoria, o INFORME DE RENDIMENTO FINANCEIRO E

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA

CARTILHA EXPLICATIVA CARTILHA EXPLICATIVA DATUSPREV Sociedade de Previdência Complementar CIASC Plano CIASCPREV CNPJ 10.605.283/0001-59 CNPB 2009.0009-19 Órgão Regulamentador PREVIC Ministério da Previdência Social CORPO ADMINISTRATIVO

Leia mais

Apresentação DOCUMENTOS INSTITUCIONAIS ELETROS

Apresentação DOCUMENTOS INSTITUCIONAIS ELETROS Apresentação Os participantes de Planos de Previdência Complementar estruturados na modalidade de Contribuição Definida (CD), como é o caso do Plano CD CERON, contam com duas opções de tributação do imposto

Leia mais

Guia do Participante. Planos Básico e Suplementar de Aposentadoria Modalidade Contribuição Definida

Guia do Participante. Planos Básico e Suplementar de Aposentadoria Modalidade Contribuição Definida Planos Básico e Suplementar de Aposentadoria Modalidade Contribuição Definida Prezado Colaborador, O Guia do Participante tem por objetivo resumir as informações dos seguintes regulamentos oficiais: Regulamento

Leia mais

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA 1/5 Plano de Benefícios CD-02 Cuidar do seu futuro é o nosso negócio! 2/5 1 Por que foi criado o Plano CD-02? O Plano CD-02 foi desenhado no modelo de Contribuição Definida, um plano totalmente individual,

Leia mais

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS Esta cartilha traz informações e dicas, de forma simples e clara, para que você conheça as vantagens que o seu plano de previdência oferece. Leia com atenção e comece a

Leia mais

DUAS DEFINIÇÕES IMPORTANTES

DUAS DEFINIÇÕES IMPORTANTES Você está trabalhando, construindo sua vida e de sua família. Tudo vai bem. Mas... Você já começou a pensar na sua aposentadoria? Quando se aposentar, você receberá o benefício do INSS, mas ele será suficiente?

Leia mais

FISCAIS 2.CARACTERÍSTICAS DO PLANO PS II

FISCAIS 2.CARACTERÍSTICAS DO PLANO PS II 2 SUMÁRIO pág. 5 APRESENTAÇÃO pág. 61.VANTAGENS FISCAIS 2.CARACTERÍSTICAS DO PLANO PS II pág. 8 3.ESCOLHA DO REGIME TRIBUTÁRIO pág. 9 4.PRINCIPAIS BENEFÍCIOS pág. 13 5.INSTITUTOS 4 Apresentação O SERPROS

Leia mais

PARECER. Trata-se de consulta formulada acerca da obrigatoriedade ou não dos Regimes Próprios de Previdência de contribuírem com o PASEP.

PARECER. Trata-se de consulta formulada acerca da obrigatoriedade ou não dos Regimes Próprios de Previdência de contribuírem com o PASEP. PARECER EMENTA: Contribuição PASEP. Regimes Próprios de Previdência. Trata-se de consulta formulada acerca da obrigatoriedade ou não dos Regimes Próprios de Previdência de contribuírem com o PASEP. As

Leia mais

1-Previdencia Corporativa

1-Previdencia Corporativa 1-Previdencia Corporativa Entidades Abertas Previdência Complementar EAPC - Planos Individuais - Planos Corporativos Entidades Fechadas de Previdência Complementar EFPC - Fundações são os Fundos de Pensão

Leia mais

Novo cenário, maiores benefícios

Novo cenário, maiores benefícios Manual de Aderentes Novo cenário, maiores benefícios A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC) aprovou a implantação do Plano de Benefícios Previdenciários PrevAmazônia (CNPB nº.

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Apuração e tributação de rendimento recebido acumuladamente (RRA)

Orientações Consultoria de Segmentos Apuração e tributação de rendimento recebido acumuladamente (RRA) Orientações Consultoria de Segmentos acumuladamente (RRA) 20/08/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 3.1 Dos RRA Relativos

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Apuração e tributação de rendimento recebido acumuladamente (RRA)

Orientações Consultoria de Segmentos Apuração e tributação de rendimento recebido acumuladamente (RRA) Orientações Consultoria de Segmentos acumuladamente (RRA) 20/08/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 3.1 Dos RRA Relativos

Leia mais

NOTA TÉCNICA DO DEPARTAMENTO JURÍDICO - NOVO SISTEMA PREVIDENCIÁRIO DO ESTADO

NOTA TÉCNICA DO DEPARTAMENTO JURÍDICO - NOVO SISTEMA PREVIDENCIÁRIO DO ESTADO NOTA TÉCNICA DO DEPARTAMENTO JURÍDICO - NOVO SISTEMA PREVIDENCIÁRIO DO ESTADO 1. REGIME DE PREVIDÊNCIA Com a entrada em vigor da Lei Complementar Estadual nº 14.750/2015, restou estabelecida nova sistemática

Leia mais

Material Explicativo BASF. Plano de Aposentadoria BASF Material Explicativo

Material Explicativo BASF. Plano de Aposentadoria BASF Material Explicativo Material Explicativo BASF Plano de Aposentadoria BASF Material Explicativo 1 Apresentação O Plano de Aposentadoria BASF é uma ferramenta importante de planejamento financeiro para o futuro. A iniciativa

Leia mais

18. CONFIRA 15 NÚMEROS E DATAS IMPORTANTES PARA QUEM VAI DECLARAR IRPF EM 2017

18. CONFIRA 15 NÚMEROS E DATAS IMPORTANTES PARA QUEM VAI DECLARAR IRPF EM 2017 NOTÍCIAS 18. CONFIRA 15 NÚMEROS E DATAS IMPORTANTES PARA QUEM VAI DECLARAR IRPF EM 2017 A entrega do Imposto de Renda 2017, referente aos ganhos de 2016, começou no dia 2 de março e vai terminar em 28

Leia mais

Page 1 of 5 Carnê-Leão CARNÊ-LEÃO RECOLHIMENTO 242 Quem está sujeito ao recolhimento mensal obrigatório (carnê-leão)? Sujeita-se ao recolhimento mensal obrigatório a pessoa física residente no Brasil que

Leia mais

Guia Sicoob UniMais do Imposto de Renda 2017

Guia Sicoob UniMais do Imposto de Renda 2017 Guia Sicoob UniMais do Imposto de Renda 2017 Índice Imposto de Renda 2017... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração.... 04 Orientações gerais... 05 Formas de entrega... 06 Multa pelo atraso na entrega...

Leia mais

LEI Nº , DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000

LEI Nº , DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000 PLR 79 LEI Nº 10.101, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000 Dispõe sobre a participação dos trabalhadores nos lucros ou resultados da empresa e dá outras providências. Faço saber que o PRESIDENTE DA REPÚBLICA adotou

Leia mais

I - comissão escolhida pelas partes, integrada, também, por um representante indicado pelo sindicato da respectiva categoria;

I - comissão escolhida pelas partes, integrada, também, por um representante indicado pelo sindicato da respectiva categoria; LEI N o 10.101, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000. Conversão da MPv nº 1.982-77, de 2000 Texto compilado Dispõe sobre a participação dos trabalhadores nos lucros ou resultados da empresa e dá outras providências.

Leia mais

COMISSÃO MISTA DESTINADA A PROFERIR PARECER À MEDIDA PROVISÓRIA Nº 670, DE 15 DE MARÇO DE

COMISSÃO MISTA DESTINADA A PROFERIR PARECER À MEDIDA PROVISÓRIA Nº 670, DE 15 DE MARÇO DE MPV 670 00117 CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO MISTA DESTINADA A PROFERIR PARECER À MEDIDA PROVISÓRIA Nº 670, DE 15 DE MARÇO DE 2015. MEDIDA PROVISÓRIA Nº 670, DE 2015 Altera a Lei nº 11.482, de 31 de maio

Leia mais

PLANO DE BENEFÍCIOS DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA FUNOESC

PLANO DE BENEFÍCIOS DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA FUNOESC PLANO DE BENEFÍCIOS DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA FUNOESC SUMÁRIO 1. O plano Unoesc Prev... 4 2. Quem pode ser participante?... 4 3. Quem pode ser beneficiário do participante no

Leia mais

ITAÚ FUNDO MULTIPATROCINADO MANUAL DO PARTICIPANTE PLANO DE APOSENTADORIA DA ALSTOM

ITAÚ FUNDO MULTIPATROCINADO MANUAL DO PARTICIPANTE PLANO DE APOSENTADORIA DA ALSTOM ITAÚ FUNDO MULTIPATROCINADO MANUAL DO PARTICIPANTE PLANO DE APOSENTADORIA DA ALSTOM Sumário 1 2 Como funciona o Sistema Previdenciário no Brasil... 4 Conheça com detalhes o Plano de Aposentadoria da ALSTOM

Leia mais

a redução vai afetar o seu plano

a redução vai afetar o seu plano Como a redução da taxa de juros da meta atuarial vai afetar o seu plano Novos tempos O crescimento econômico vivido pelo Brasil nos últimos anos levou o país a reduzir as suas taxas de juros. Essa tendência

Leia mais

Guia do Participante. Planos Básico e Suplementar de Aposentadoria Modalidade Contribuição Definida

Guia do Participante. Planos Básico e Suplementar de Aposentadoria Modalidade Contribuição Definida Guia do Participante Planos Básico e Suplementar de Aposentadoria Modalidade Contribuição Definida Prezado Colaborador, O Guia do Participante tem por objetivo resumir as informações dos seguintes Regulamentos

Leia mais

Entretanto, este benefício se restringe a um teto de 12% da renda total tributável. O plano VGBL é vantajoso em relação ao PGBL para quem:

Entretanto, este benefício se restringe a um teto de 12% da renda total tributável. O plano VGBL é vantajoso em relação ao PGBL para quem: 2 1 3 4 2 PGBL ou VGBL? O plano PGBL, dentre outras, tem a vantagem do benefício fiscal, que é dado a quem tem renda tributável, contribui para INSS (ou regime próprio ou já aposentado) e declara no modelo

Leia mais

Seja bem-vindo! Odebrecht Previdência Guia Explicativo

Seja bem-vindo! Odebrecht Previdência Guia Explicativo GUIA EXPLICATIVO Odebrecht Previdência Guia Explicativo Seja bem-vindo! Este guia foi especialmente desenvolvido para proporcionar uma rápida reflexão sobre o seu futuro, além de contribuir para que você,

Leia mais

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: BARBARA NOLLI BITTENCOURT Data de Nascimento: 16/02/1985 Título Eleitoral: 167745080256 Possui cônjuge ou companheiro(a)? Não Houve mudança de endereço? Não Um dos declarantes

Leia mais

CIRCULAR Nº 11/2017 São Paulo, 22 de fevereiro de IRPF 2017 Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda

CIRCULAR Nº 11/2017 São Paulo, 22 de fevereiro de IRPF 2017 Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda CIRCULAR Nº 11/2017 São Paulo, 22 de fevereiro de 2017. IRPF 2017 Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda Pessoa Física Ano-Base 2016 Prezado Cliente, No dia 20 de fevereiro de 2017 a Receita

Leia mais

Manual do Participante do Plano HCPA PREV PLANO DE BENEFÍCIOS E CUSTEIO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE

Manual do Participante do Plano HCPA PREV PLANO DE BENEFÍCIOS E CUSTEIO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE Manual do Participante do Plano HCPA PREV PLANO DE BENEFÍCIOS E CUSTEIO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE 1 SUMÁRIO 1. O que é o HCPA PREV 3 2. Quem pode participar do

Leia mais

Guia Unicred do IMPOSTO DE RENDA 2016

Guia Unicred do IMPOSTO DE RENDA 2016 Guia Unicred do IMPOSTO DE RENDA 2016 1 ÍNDICE Imposto de Renda 2016... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração... 04 Orientações gerais.... 05 Formas de entrega.... 06 Multa pelo atraso na entrega...

Leia mais

Manual do Aposentado e Pensionista EBC Prev. Plano de Benefícios da EBC Empresa Brasil de Comunicação

Manual do Aposentado e Pensionista EBC Prev. Plano de Benefícios da EBC Empresa Brasil de Comunicação Manual do Aposentado e Pensionista Prev Plano de Benefícios da Empresa Brasil de Comunicação SUMÁRIO Qual é o significado de Aposentado e Pensionista?...3 Quando é realizado o pagamento das parcelas do

Leia mais

FIQUE POR DENTRO. Plano vale mais. cartilha

FIQUE POR DENTRO. Plano vale mais. cartilha FIQUE POR DENTRO Plano vale mais cartilha 15ª edição agosto/2016 1 2 Vale Mais Um futuro sustentável para você e sua família É no presente que você planta o seu futuro. E a escolha de um plano de benefícios

Leia mais

Regime de Tributação de Imposto de Renda

Regime de Tributação de Imposto de Renda Apresentação O INFRAPREV elaborou esta cartilha com o objetivo de orientar o participante na escolha do regime de tributação quando do ingresso no seu Plano de Contribuição Variável. Com a publicação da

Leia mais