Resumo. respostas. A Caracterização da amostra em estudo. A.4. - Local de residência. 1 de 8

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resumo. respostas. A Caracterização da amostra em estudo. A.4. - Local de residência. 1 de 8"

Transcrição

1 1 de 8 respostas Resumo A Caracterização da amostra em estudo A.1. - Qual é a sua função na escola? Docente 65 20% Não docente 6 2% Aluno % A.2. - Caso seja aluno, indique o ano de escolaridade ou curso 7º 32 12% 8º % 9º 43 16% 10º 5 2% 11º 3 1% 12º 18 7% Curso C.E.F 17 6% Curso Profissional 22 8% Curso Noturno 2 1% A.3. - Sexo Feminino % Masculino % A.4. - Local de residência A Concelho Palmela Palmela Montijo palmela palmela Palmela Palmela Setubal Palmela Palmela palmela Palmela Palmela pal Palmela Palmela Palmela Porto Rico Palmela Palmela Palmela Palmela Palmela Palmela palmela Palmela Palmela Palmela Moita Palmela Palmela

2 2 de 8 novo Palmela Palmela Sesimbra Palmela Palmela Palmela Palmela Palmela palmela Palmela Setubal Palmela Palmela Palmela palmela Setubal palmela Palmela Palmela Palmela palmela palmela Barreiro Palmela Palmela Palmela pa Novo Setúbal Palmela Palmela palmela palmela Palmela Palmela palmela palmela palmela palmela Palmela palme Palmela Palmela Palmela palmela palmela Lisboa palmela Palmela jhgf Palmela Palmela Palmela palmela Palmela novo Palmela Palmela Palmela Palmela palmela Palmela palmela Palmela palmela palmela Setubal Palmela Palme Rico Palmela palmela palmela Palmela Palmela Palmela Setúbal Palmela Palmela Palmela Palmela setubal Palmel A Freguesia Pinhal Novo Pinhal Novo Montijo pinhal novo pinhal novo Pinhal novo Pinhal Novo Palmela Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo Lagoinha palmela pinhal novo Reboleira Pinhal novo Pinhal Novo Pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Brazil Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Setúbal Penteado Pinhal Novo Pinhal Novo Sado Pinhal Novo pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo P.N CiTy Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo Setubal Pinhal Novo Pinhal Novo y5btjmr Palmela Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo setubal Pinhal Novo Pinhal Novo Palmela Pinhal Novo setubal Setúbal Pinhal-Novo Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo pinhal novo Santo André Pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Santo André Pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo S. Lourenço Pinhal Novo Setubal pinhal novo Pinhal Novo pinhal novo pinhal novo pinhalnovo Pinhal Novo São Francisco Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Nova Pinhal Novo Pinhal Novo Burrolandia Setubal Pinhal Novo Pinhal Novo Palmela Pinhal Novo Pinhal Novo Quinta do conde Pinhal Novo Pinhal Novo Setubal Pinhal Novo Pinhal Novo p.n Pinhal Novo São Sebastião angola Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo pinhal novo pinhal novo pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo montijo Pinhal Novo pinhal novo Pinhal Novo Pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Palmela pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo poceirao setubal Sto. António da Charneca Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal novo pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo QUINTA DO ANJO venda do alcaide Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo pinhal novo palmela Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo São Sebastião Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo pinhal novo Pinhal Novo Pinhal NOVO pinhal novo pinhal novo pinhal novo pinhal novo palmela pinhal novo Pinhal Novo S. Sebastião Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo S.juliao Pinhal Novo Montijo Pinhal Novo Pinhal Novo Moita Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Palmela Quinta do Anjo Anunciada Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo pinhal novo pinhal novo Poceirão Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Aires pinhal novo Pinhal Novo setubal Palmela Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo Pinhal novo Palmela Aires pinhal novo Setubal Santa Catarina pinhal novo Pinhal novo worieghposjd Pinhal Novo Palmela Pinhal Novo pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal NOVO Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Benfica Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo palmela Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo setubal Pinhal Novo pinhal novo Pinhal Novo pinhalnovo pinhal novo Pinhal Novo pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo Pinhal Novo Quinta do Anjo Alhos Vedros Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Braziliania Pinhal Novo pinhal novo setubal palmela Pinhal Novo Pinhal Novo Setúbal Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo palmela Pinhal Novo montijo pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo Setúbal Pinhal novo Quinta do Anjo Pinhal Novo Alto do Seixalinho Pinhal Novo Pinhal novo Quinta do Anjo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Setubal Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Pinhal Novo Alcochete Pinhal Novo pinhal novo Pinhal Novo Alcochete Pinhal Novo Pinhal Novo pinhal novo pinhal novo A Código-Postal sei lá

3 de sei não sei pinhal novo *** A Local de residência Pinhal Novo % Outro 80 24% B Caracterização dos padrões de mobilidade nas deslocações de e para a escola B.6. - Habitualmente, qual o modo de transporte que utiliza nas deslocações para a escola? Pedonal % Bicicleta 12 4% Mota 9 3% Autocarro urbano 11 3% Transporte escolar 15 5% Comboio 10 3% Carro, como condutor 50 15% Carro, como passageiro 61 18% Carpooling (partilha de carro) 3 1% B.7. - Habitualmente, qual o modo de transporte que utiliza nas deslocações para casa? Pedonal % Bicicleta 10 3% Mota 6 2% Autocarro urbano 4 1% Transporte escolar 16 5% Comboio 8 2% Carro, como condutor 51 15% Carro, como passageiro 52 16% Carpooling (partilha de carro) 3 1% B.8. - Habitualmente, conjuga dois ou mais modos de transporte?

4 4 de 8 Sim 79 24% Não % B.9. - Se respondeu SIM na questão B.8. indique qual ou quais os modos conjugados. pedonal carro e autocarro carro Pedonal e de carro como passageiro pedonal Autocarro mota e bicicleta Pedonal carro.mota a pé e de carro Carro\Pedonal autocarro urbano, carro e pedonal Carro e pedonal bicicleta Carro, como passageiro Pedonal e carro, como passageiro nhytkut carro mota/bicicleta carro carro/aurocarro a pé e de carro. autocarro pe e carro Carro Pedonla e autocarro automavel comboio juntamente com autocarro pedonal e carro triciclo a pé e carro a pé e de carro carro Pedonal-Bicicleta carro Carro Pedonal e carro, como condutor Pedonal e Carro bicicleta e carro Mata-Velhos --- carro,pedonal Pedonal, Carro carro a pé a pé, carro carro e a pé carro e bicicleta Combóio e Pedonal avião pé carro e patas amdar Carro + Comboio pedonal e carro carro Carro, autocarro-circuito Urbano Minha vida pendonal a pé Pedonal Carro CARRO, MOTA, AVIAO autocarro urbano ambos autocarros a Pé e Carro Carro e pedonal Carro e Autocarro Urbano Pedonal Carro, Comboio Carro, como passageiro skate Pendonal Carro Bicicleta e Carro Carro, auto-carro urbano carro/pedonal carro e a pé a pe B Que distância percorre habitualmente na sua deslocação para a escola? Menos de 1 km % 1 3 km % 4 10 km 51 15% km 28 8% km 9 3% Mais de 30 km 16 5% B Quanto tempo demora, em média, a sua deslocação para a escola? Menos de 15 minutos % minutos 91 27% minutos 17 5% minutos 4 1% Mais de 60 minutos 10 3% B Que distância percorre habitualmente na sua deslocação de regresso a casa? Menos de 1 km % 1 3 km % 4 10 km 53 16% km 26 8% km 8 2% Mais de 30 km 12 4%

5 5 de 8 B Quanto tempo demora, em média, a sua deslocação de regresso a casa? Menos de 15 minutos % minutos % minutos 23 7% minutos 7 2% Mais de 60 minutos 9 3% B Quantas viagens faz por dia? a viagens 2-3 viagens a 4viagens viagens contando bem foram ou viagens ou 4 2 viagens viagens viagens 4 nenhuma viagens quatro 4 viagens ida e volta como 2 viagens viagens 2 4 viagens 2 4 depende do horario 2 ou 3 2 viagens duas ida e volta como 4 viagens 2 2, viagens duas muitas ou / Duas / uma 2 ou Depende a 4 2 viagens duas viagens viagens 2 viagens ou 3 2 a depende voltas 2 2 viagens 2 2 viagens por dia viagens Viagens a viagens viagens viagens 2 B Quantos dias por semana efetua essas viagens? todos os dias 5 de 2 a dias 5 dias por semana 5 4 vezes por semana segunda terça quarta e sexta todos os dias da semana 5 todos dia 5 5 dias por semana 5 5 dias por semana y4y7u todos os dias dias por semana 3 toda a semana não muitas vexes Todos todos dias / segunda a sexta dias todos todos os dias dias por semana 4 2 dias todos os dias 5 dias todos os dias da semana Todos todos os dias Todos 5 todos os dias dias cinco 5 dias por semana muitas 5 dias por semana 5 todos Cinc os dias cinco dias semanais cinco de segunda a sexta quando venho para a escola dias 5 dias por semana dias por semana Todos vezes dias tos os dias dias Dias semanais dias por semana 5 muitos dias por semana dias dias 5 B Habitualmente, quando se desloca para a escola, qual é o ponto de origem?

6 6 de 8 Residência % Biblioteca 2 1% Centro de explicações 3 1% Escola de Música 1 0% Piscina 4 1% Ginásio 6 2% Outro 35 11% B Habitualmente, quando sai da escola, qual é o ponto de destino? Residência % Biblioteca 2 1% Centro de explicações 2 1% Escola de Música 2 1% Piscina 2 1% Ginásio 3 1% Campo de jogos 5 2% Centro comercial 4 1% Outro 43 13% B Considerando o modo como se desloca, qual é a maior dificuldade com que se depara? Falta de segurança rodoviária 64 22% Falta de segurança pessoal 29 10% Duração da viagem 69 24% Incompatibilidade de horários dos transportes públicos 16 6% Desconforto dos transportes públicos 1 0% Custo da viagem 24 8% Falta de estacionamento 10 3% Outro 75 26% B Se é utilizador do transporte colectivo, indique qual a razão: Maior rapidez 26 25% Mais barato 10 9% Maior conforto 4 4% Pontualidade 11 10% Questões ambientais 9 8% Ausência de alternativas 23 22% Outro 23 22% B Se é utilizador do transporte colectivo, considera que os horários dos transportes públicos está adaptado ao horário escolar?

7 de 8 Sim 47 46% Não 56 54% B Se é utilizador do transporte individual (carro), indique qual a razão: Maior rapidez 81 42% Mais barato 5 3% Maior conforto 26 13% Pontualidade 24 12% Necessidades familiares 19 10% Deslocações profissionais 8 4% Ausência de alternativas 18 9% Outro 13 7% B Se é utilizador do transporte individual (carro), qual o número de acompanhantes habitual? Nenhum 61 29% Um acompanhante 68 33% Dois acompanhantes 40 19% Três acompanhantes 17 8% Quatro acompanhantes 7 3% Mais de quatro 15 7% B Se é utilizador do transporte individual (carro), o que faria optar para utilizar os transportes colectivos (TC)? Melhoria da cobertura da área de residência pelo serviço de TC 38 19% Melhoria da cobertura da área envolvente à escola 11 6% Maior frequência de circulação dos TC 20 10% Melhoria do conforto e segurança das viaturas de TC 2 1% Melhoria do conforto e segurança das paragens de TC 3 2% Redução do tempo de deslocação 14 7% Maior pontualidade 11 6% Melhoria das ligações entre meios de transporte complementares 3 2% Nada me faria mudar 68 35% Outra 25 13% B Se é utilizador do transporte individual (carro), o que faria optar para utilizar os modos suaves?

8 8 de 8 Melhoria da segurança rodoviária 41 22% Ter companhia para efectuar o percurso 28 15% Criação de ciclovia 20 11% Redução do estacionamento disponível junto à escola 5 3% Estacionamento pago junto à escola 5 3% Nada me faria mudar 70 38% Outro 15 8% Número de respostas diárias

Reorganização Administrativa do Território das Freguesias - (RATF)

Reorganização Administrativa do Território das Freguesias - (RATF) Alcácer do Sal Alcácer do Sal (Santa Maria do Castelo) Agregação Alcácer do Sal Alcácer do Sal (Santiago) Agregação Alcácer do Sal Comporta Sem alteração Alcácer do Sal Santa Susana Agregação Alcácer do

Leia mais

DTEA - Transportes, Energia e Ambiente Grupo de Investigação em Energia e Desenvolvimento Sustentável Instituto Superior Técnico

DTEA - Transportes, Energia e Ambiente Grupo de Investigação em Energia e Desenvolvimento Sustentável Instituto Superior Técnico DTEA - Transportes, Energia e Ambiente Grupo de Investigação em Energia e Desenvolvimento Sustentável Instituto Superior Técnico Projecto Mobilidade Sustentável Tiago Farias 20 de Junho de 2007 DTEA Transportes,

Leia mais

Plano de Mobilidade e Transportes Intermunicipal da AI da TTT (Margem Sul)

Plano de Mobilidade e Transportes Intermunicipal da AI da TTT (Margem Sul) Plano de Mobilidade e Transportes Intermunicipal da AI da TTT (Margem Sul) 1ª Reunião da Comissão Executiva Museu Industrial do Barreiro 25 de junho 2012 27-06-2012 Área de Intervenção (AI) Concelho do

Leia mais

PESQUISA DE MOBILIDADE URBANA

PESQUISA DE MOBILIDADE URBANA PESQUISA DE MOBILIDADE URBANA A Pesquisa de Mobilidade Urbana teve como objetivo levantar a opinião da população, para avaliar a situação da mobilidade urbana em Florianópolis, e dessa forma, auxiliar

Leia mais

MOVIMENTOS PENDULARES NA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA 1991-2001

MOVIMENTOS PENDULARES NA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA 1991-2001 Informação à Comunicação Social 25 de Fevereiro de 2003 MOVIMENTOS PENDULARES NA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA 1991-2001 Deslocações entre o local de residência e o local de trabalho / estudo PORTUGAL MINISTÉRIO

Leia mais

Serviço ao Aeroporto de Alcochete. Cálculo de Tempos de Percurso Estudo TIS

Serviço ao Aeroporto de Alcochete. Cálculo de Tempos de Percurso Estudo TIS Serviço ao Aeroporto de Alcochete Cálculo de Tempos de Percurso Estudo TIS TTT Beato/Montijo Março de 2008 Entrecampos Roma-Areeiro Chelas Oriente Lavradio Baixa da Banheira Alhos Vedros Moita Penteado

Leia mais

Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2. Ocupação do território, emprego e demografia

Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2. Ocupação do território, emprego e demografia Centro Algarvio Faça uma pergunta em goo.gl/slides/jtrgc2 Ocupação do território, emprego e demografia Tendências Demográficas População Residente Em 2011 residiam 258.235 hab. (+15% face a 2001). Maiores

Leia mais

Mais Bicicletas, Melhores Cidades A Promoção do Uso da Bicicleta no âmbito do PAMUS A Mobilidade Urbana Sustentável no NORTE 2020

Mais Bicicletas, Melhores Cidades A Promoção do Uso da Bicicleta no âmbito do PAMUS A Mobilidade Urbana Sustentável no NORTE 2020 Mais Bicicletas, Melhores Cidades A Mobilidade Urbana Sustentável no NORTE 2020 O Município da Maia Divisão de Planeamento Territorial e Projetos Câmara Municipal da Maia Mais Bicicletas, Melhores Cidades

Leia mais

Projecto Mobilidade Sustentável Município de Santarém Objectivos e Propostas

Projecto Mobilidade Sustentável Município de Santarém Objectivos e Propostas Objectivos e Propostas Objectivos e Propostas Relatório de Diagnóstico Diagnóstico de problemas, intenções e projectos Relatório de Objectivos e Conceito de Intervenção Definição de objectivos e escalas

Leia mais

GRUPO 4 MOBILIDADE E TRANSPORTES

GRUPO 4 MOBILIDADE E TRANSPORTES GRUPO 4 MOBILIDADE E TRANSPORTES Medidas Propostas Impacto no Município Plano de mobilidade sustentável para os funcionários da autarquia Formação em eco-condução para os gestores de frotas, motoristas

Leia mais

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL MOBILIDADE SUSTENTÁVEL Workshop Regional U.M. BRAGA 10 ABRIL 2012 SUMÁRIO Compromissos Estudos e avaliação Intervenções Financiamento e Cooperação Institucional Desafios para Municípios COMPROMISSOS A

Leia mais

CP -a articulação da AML com a Margem Sul pela TTT. (Terceira Travessia do Tejo)

CP -a articulação da AML com a Margem Sul pela TTT. (Terceira Travessia do Tejo) 9º Congresso ADFER CP -a articulação da AML com a Margem Sul pela TTT (Terceira Travessia do Tejo) Cláudia Freitas, CP Lisboa 1 e 2 Abril 2009 Índice 1. ACPLi Lisboa 1. O Serviço da CP Lisboa 2. A integração

Leia mais

www.jogosdofuturo.net 9 concelhos Desenvolvem atividades desportivas de âmbito intermunicipal. Promovem sinergias com o tecido económico e empresarial da região. 793 543 habitantes impacto na sociedade

Leia mais

Transportes Colectivos

Transportes Colectivos Exercício Resolvido 3 Transportes Colectivos A Carris pretende estudar um serviço diário nocturno alternativo à actual carreira de eléctricos 28 entre os términos dos Prazeres e Martim Moniz. O serviço

Leia mais

TRANSPORTES, MOBILIDADE E LOGÍSTICA

TRANSPORTES, MOBILIDADE E LOGÍSTICA TRANSPORTES, MOBILIDADE E LOGÍSTICA 93 A DMSL vai à Escola Descrição: Divulgação das áreas de manutenção; trabalhos efetuados na escola; divulgação de profissões; sensibilização para os consumos energéticos

Leia mais

1.º SEMINÁRIO DE ACOMPANHAMENTO Apresentação das operações em curso

1.º SEMINÁRIO DE ACOMPANHAMENTO Apresentação das operações em curso Política de Cidades Polis XXI Acções Inovadoras para o Desenvolvimento Urbano QREN/ POVT/ Eixo IX Desenvolvimento do Sistema Urbano Nacional 1.º SEMINÁRIO DE ACOMPANHAMENTO Apresentação das operações em

Leia mais

Atrasos e nervos sobre rodas

Atrasos e nervos sobre rodas Transporte Atrasos e nervos sobre rodas Atrasos, estado dos veículos e paragens a melhorar. s recebem críticas por não cumprirem horários. Quase sempre a horas, o metro deixa satisfeito quem viaja todos

Leia mais

mobilidade sustentável

mobilidade sustentável GALARDÃO eco XXI Cantanhede, 19 de Setembro de 2014 mobilidade sustentável requalificação urbana/mobilidade/ambiente/trânsito/sustentabilidade Micael Sousa PRINCÍPIOS E OBJECTIVOS PRINCÍPIOS GERAIS Redução

Leia mais

[caderno de imprensa]

[caderno de imprensa] [caderno de imprensa] 02.03.2017 www.jogosdofuturo.net JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2017 A quinta edição dos Jogos do Futuro da Região de Setúbal decorre, este ano, a 2, 3 e 4 de junho e propõe

Leia mais

CADERNO DE PROPOSTAS. no Bairro da Graça/Sapadores. Para uma melhor mobilidade e acessibilidade das crianças

CADERNO DE PROPOSTAS. no Bairro da Graça/Sapadores. Para uma melhor mobilidade e acessibilidade das crianças Ruas do Bairro Amigas da Criança CADERNO DE PROPOSTAS Para uma melhor mobilidade e acessibilidade das crianças no Bairro da Graça/Sapadores 1. ENQUADRAMENTO Andar a pé é a forma mais natural da criança

Leia mais

Tavira distinguida desde 2005 Índice ECOXXI ,5%

Tavira distinguida desde 2005 Índice ECOXXI ,5% ECO XXI 2015 -Desenvolvimento Sustentável Mobilidade Sustentável Tavira distinguida desde 2005 Índice ECOXXI 2015-64,5% ECO XXI 2015 -Desenvolvimento Sustentável Mobilidade Sustentável Indicador 18 Mobilidade

Leia mais

Barlavento Algarvio Fase 1: Caracterização e Diagnóstico

Barlavento Algarvio Fase 1: Caracterização e Diagnóstico Barlavento Algarvio Fase 1: Caracterização e Diagnóstico Enquadramento Territórios distintos em termos de povoamento, demografia, economia e orografia: Municípios de cariz mais rural e com problemas de

Leia mais

SEMANAEUROPEIADAMOBILIDADE SETEMBRO 2017

SEMANAEUROPEIADAMOBILIDADE SETEMBRO 2017 PROGRAMA DA SEMANA EUROPEIA DA MOBILIDADE 2017 Sessão de Abertura da Adesão à SEM 2017 A Câmara Municipal da Maia promove no dia 16 de setembro, pelas 15:00 horas, na Sala D. Pedro IV, da Câmara Municipal,

Leia mais

Metro Sul do Tejo. Artigo de Opinião

Metro Sul do Tejo. Artigo de Opinião Metro Sul do Tejo Artigo de Opinião Neste artigo chama-se a atenção para as ineficiências do atual sistema de transportes públicos na zona de Almada, devida à descoordenação entre as carreiras do Metro

Leia mais

REPOUSO OU MOVIMENTO?

REPOUSO OU MOVIMENTO? REPOUSO OU MOVIMENTO? Para a pessoa na rua o automóvel está em repouso ou em movimento? Para a pessoa na rua o comboio está em repouso ou em movimento? Para a pessoa na rua o avião está em repouso ou em

Leia mais

Movimentos Pendulares e Organização do Território Metropolitano: Área Metropolitana de Lisboa e Área Metropolitana do Porto, 1991-2001

Movimentos Pendulares e Organização do Território Metropolitano: Área Metropolitana de Lisboa e Área Metropolitana do Porto, 1991-2001 26 de Setembro de 2003 Movimentos Pendulares e Organização do Território Metropolitano: Área Metropolitana de Lisboa e Área Metropolitana do Porto, 1991-2001 PORTUGAL A análise dos movimentos pendulares

Leia mais

MEIOS DE TRANSPORTE E DURAÇÕES DOS PERCURSOS CASA-TRABALHO

MEIOS DE TRANSPORTE E DURAÇÕES DOS PERCURSOS CASA-TRABALHO Meios de Transporte e Durações dos Percursos Casa - Trabalho MEIOS DE TRANSPORTE E DURAÇÕES DOS PERCURSOS CASA-TRABALHO Deslocações pendulares de activos empregados residentes na Região Norte EDUARDO PEREIRA

Leia mais

Transportes Sul do Tejo MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

Transportes Sul do Tejo MOBILIDADE SUSTENTÁVEL Transportes Sul do Tejo MOBILIDADE SUSTENTÁVEL Graça Calapez Barreiro, 22 de Outubro de 2010 HISTÓRIA A T.S.T. constitui-se a partir de um dos centros da Rodoviária Nacional. Foi privatizada em Janeiro

Leia mais

REDE CICLOVIAS NA CIDADE DE VILA NOVA DE FAMALICÃO PROJETOS EIXO 1 EIXO 4

REDE CICLOVIAS NA CIDADE DE VILA NOVA DE FAMALICÃO PROJETOS EIXO 1 EIXO 4 FAMALICÃO CICLÁVEL UMA REDE, UMA COMUNIDADE REDE CICLOVIAS NA CIDADE DE VILA NOVA DE FAMALICÃO PROJETOS EIXO 1 EIXO 4 Porquê criar corredores dedicados para bicicletas? para INCENTIVAR BICI COMO MEIO DE

Leia mais

Seminário de Transporte Ferroviário Transportes e Negócios

Seminário de Transporte Ferroviário Transportes e Negócios Seminário de Transporte Ferroviário Transportes e Negócios Ana Cristina Dourado > 1 de Outubro de 2009 > A FERTAGUS, empresa do GRUPO BARRAQUEIRO, venceu o concurso internacional para a exploração Ferroviária

Leia mais

Rede Aga Khan para o Desenvolvimento Aga Khan Development Network

Rede Aga Khan para o Desenvolvimento Aga Khan Development Network www.akdn.org Arquitectura l Sociedade Civil l Cultura l Desenvolvimento Económico Educação l Saude l Cidades Históricasl Assitencia Humanitária Microfinança l Musica l Planeamento e Construção Desenvolvimento

Leia mais

REVISÃO DO PDM DO CONCELHO DO FUNCHAL FREGUESIA DO MONTE. Proposta da Junta de Freguesia do Monte

REVISÃO DO PDM DO CONCELHO DO FUNCHAL FREGUESIA DO MONTE. Proposta da Junta de Freguesia do Monte REVISÃO DO PDM DO CONCELHO DO FUNCHAL FREGUESIA DO MONTE 1. Mobilidade Urbana 1.1. Estacionamento na Zona. Proposta da Junta de Freguesia do Monte 1. Criar zonas de estacionamento público de forma a retirar

Leia mais

Residentes em Portugal realizaram 15,4 milhões de viagens turísticas em 2010

Residentes em Portugal realizaram 15,4 milhões de viagens turísticas em 2010 PROCURA TURÍSTICA DOS RESIDENTES Janeiro a Dezembro de 2010 30 de Maio de 2011 Residentes em Portugal realizaram 15,4 milhões de viagens turísticas em 2010 Em 2010 foram realizadas cerca de 15,4 milhões

Leia mais

What We re Doing For Cycling no município do Seixal

What We re Doing For Cycling no município do Seixal What We re Doing For Cycling no município do Seixal SEIXAL Seixal: 94 km2 158 269 habitantes 94 600 empregados e estudantes 47 800 ficam no concelho (50%) Seixal: 94 km2 158 269 habitantes 94 600 empregados

Leia mais

CARDÁPIO EDUCAÇÃO INFANTIL 1ª SEMANA DO MÊS SEGUNDA TERÇA QUARTA 31/07 QUINTA 01 SEXTA 02 SUCO IOGURTE FRUTA PÃO C/ RECHEIO

CARDÁPIO EDUCAÇÃO INFANTIL 1ª SEMANA DO MÊS SEGUNDA TERÇA QUARTA 31/07 QUINTA 01 SEXTA 02 SUCO IOGURTE FRUTA PÃO C/ RECHEIO AGOSTO SEGUNDA TERÇA QUARTA 31/07 QUINTA 01 SEXTA 02 PÃO C/ SEGUNDA 05 TERÇA 06 QUARTA 07 QUINTA 08 SEXTA 09 (SEM ) / ) / PÃO C/ SEGUNDA 12 TERÇA 13 QUARTA 14 QUINTA 15 SEXTA 16 PÃO COM SEGUNDA 19 TERÇA

Leia mais

5º Congresso do SPGL ELEIÇÃO DE DELEGADOS. Zona Sindical Almada/Seixal

5º Congresso do SPGL ELEIÇÃO DE DELEGADOS. Zona Sindical Almada/Seixal 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico e Secundário Zona Sindical /Seixal ALMADA Agrupamento SEC. ANTÓNIO GEDEÃO * EB2,3 ALEMBRANÇA EB2,3 COM. CONCEIÇÃO E SILVA EB2,3/SEC. RUY LUÍS GOMES EB2,3 FRANCISCO SIMÕES

Leia mais

Os veículos eléctricos na Alta de Coimbra

Os veículos eléctricos na Alta de Coimbra WORKSHOP Combustíveis e veículos alternativos Práticas correntes e futuras linhas de orientação política para o transporte de passageiros (Projecto Alter-Motive) Os veículos eléctricos na Alta de Coimbra

Leia mais

MUNICÍPIO DE CASTELO BRANCO ÁREA DE ESTUDO

MUNICÍPIO DE CASTELO BRANCO ÁREA DE ESTUDO MUNICÍPIO DE CASTELO BRANCO ÁREA DE ESTUDO Castelo Branco Em 2001: População concelho: 55 708 População Sede concelho: 30 449 (55%) Área: 1438,2 km2 Freguesias: 25 Cidade de Castelo Branco População actual:

Leia mais

ALGUNS DADOS SOBRE DESLOCAÇÕES PENDULARES NA ÁREA METROPOLITANA DO PORTO

ALGUNS DADOS SOBRE DESLOCAÇÕES PENDULARES NA ÁREA METROPOLITANA DO PORTO ALGUNS DADOS SOBRE DESLOCAÇÕES PENDULARES NA ÁREA METROPOLITANA DO PORTO ANTÓNIO EDUARDO PEREIRA* O estudo das deslocações pendulares revela-se altamente esclarecedor sob múltiplos pontos de vista. Por

Leia mais

Plano de Mobilidade de Praia da Vitória Propostas de Intervenção

Plano de Mobilidade de Praia da Vitória Propostas de Intervenção Plano de Mobilidade Plano de Mobilidade de Praia da de Praia da Vitória Vitória Propostas de Intervenção Propostas de Intervenção 16 11-09 Apresentação Resumo Diagnóstico Propostas de Intervenção Solução

Leia mais

Probabilidade de morte (%) <5% Velocidade do veículo na colisão (km/h)

Probabilidade de morte (%) <5% Velocidade do veículo na colisão (km/h) 30 29 28 27 26 25 24 23 22 21 20 19 18 17 16 15 14 13 12 11 10 98 76 54 32 1 30 Probabilidade de morte (%) 1 0.8 0.6 0.4 0.2

Leia mais

JOGOS A REALIZAR ENTRE 06/10/2017 E 12/10/2017

JOGOS A REALIZAR ENTRE 06/10/2017 E 12/10/2017 CAMPEONATO DISTRITAL DA 1ªDIVISÃO 111. 00. 001. 0 PALMELENSE F.CLUBE VASCO GAMA A.C. 111. 00. 002. 0 U.F.C.MOITENSE CHARNECA DA 376 JUNCAL DESPORTOS-MOITA 111. 00. 003. 0 ALMADA ATL. CLUBE BEIRA MAR ALMADA

Leia mais

Orientações para a Apresentação de Pedido de Adesão

Orientações para a Apresentação de Pedido de Adesão Orientação para a apresentação de Pedido de Adesão Orientações para a Apresentação de Pedido de Adesão Elaborado a 23 dezembro 2015 Revisto em 19 de fevereiro de 2016 0 Índice 1. Enquadramento... - 1-2.

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 57/X

PROJECTO DE LEI N.º 57/X PROJECTO DE LEI N.º 57/X CONFIRMA O PASSE SOCIAL INTERMODAL COMO TÍTULO NOS TRANSPORTES COLECTIVOS DE PASSAGEIROS E ACTUALIZA O ÂMBITO GEOGRÁFICO DAS RESPECTIVAS COROAS NA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA

Leia mais

Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente Perfil de Ordenamento do Território e Impactes Ambientais

Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente Perfil de Ordenamento do Território e Impactes Ambientais Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente Perfil de Ordenamento do Território e Impactes Ambientais ANA MORGADO DE BRITO NEVES Orientador: Mestre José Carlos Ribeiro Ferreira

Leia mais

MONTIJO, CIDADE SAUDÁVEL E SUSTENTÁVEL:

MONTIJO, CIDADE SAUDÁVEL E SUSTENTÁVEL: 1. Designação do projecto: MONTIJO, CIDADE SAUDÁVEL E SUSTENTÁVEL: DA CICLOVIA A UMA REDE PEDONAL E CICLÁVEL 2. Tema (enquadramento nos temas da sessão): - Cidades saudáveis e respostas locais - Forma

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA NA MARGEM SUL

QUALIDADE DE VIDA NA MARGEM SUL QUALIDADE DE VIDA NA MARGEM SUL Há quem afirme que nos últimos 40 anos não houve visão de conjunto para o desenvolvimento da Margem Sul. Sobre esta falsa questão, entendo que é necessário dizer o seguinte:

Leia mais

JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2013

JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2013 JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2013 A terceira edição dos Jogos do Futuro da Região de Setúbal, decorre este ano de 31 de maio a 2 de junho e propõe aos jovens da região atividade desportiva nas

Leia mais

Nuno Soares Ribeiro VTM Consultores

Nuno Soares Ribeiro VTM Consultores Nuno Soares Ribeiro VTM Consultores 25 NOVEMBR0 2008 1 Índice 1. Enquadramento 2. Conceito do Sistema 3. Inserção no Território Demografia Mobilidade Geração e Troca de Viagens 4. Desenvolvimento do Traçado

Leia mais

JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2017

JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2017 JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2017 REGULAMENTO GERAL 1. Organização Os Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2017, adiante designados por Jogos do Futuro 2017, são uma organização conjunta das Câmaras

Leia mais

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2017

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2017 AÇÃO SOCIAL 3.6 Espaço Dar e Receber Antigo Centro de Saúde de Carcavelos Não aprovada 6.2 Remodelação/requalificação do espaço da ARESC São Domingos de Rana Aprovada com 9.1 Multicultural Centre Parque

Leia mais

Mobilidade Sustentável. Mário Alves Bernardo Pereira André Fernandes

Mobilidade Sustentável. Mário Alves Bernardo Pereira André Fernandes Mobilidade Sustentável Mário Alves Bernardo Pereira André Fernandes Estrutura da Apresentação Parte I O Indicador 18 Mobilidade Sustentável Parte II Principais alterações Parte I A B C D E Promoção dos

Leia mais

PIDDAC Distrito de Setúbal PROPOSTAS

PIDDAC Distrito de Setúbal PROPOSTAS PIDDAC Distrito de Setúbal PROPOSTAS Acessibilidades e transportes Estudos para a extensão do Metro Sul do Tejo: 2ª Fase Corroios/Fogueteiro; 3ª Fase Fogueteiro/Seixal/Barreiro; Prolongamento até à Moita;

Leia mais

Plano Estratégico dos Transportes (2011-2015)

Plano Estratégico dos Transportes (2011-2015) JAN.2012 Plano Estratégico dos Transportes (2011-2015) Transportes Públicos de Passageiros Fernando Nunes da Silva Vereador da Mobilidade - Câmara Municipal de Lisboa Plano Estratégico de Transportes (2011

Leia mais

CAPACIDADE INSTALADA NA REGIÃO DE LISBOA E VALE DO TEJO

CAPACIDADE INSTALADA NA REGIÃO DE LISBOA E VALE DO TEJO CAPACIDADE INSTALADA NA REGIÃO DE LISBOA E VALE DO TEJO NÍVEL 1 NÍVEL 2 NÍVEL 3 CRICAD ARSLVT CRICAD ARSLVT HOSPITAIS DA ÁREA DE INFLUÊNCIA DA ARSLVT LISBOA NORTE (215 157) Freguesias do Concelho de Lisboa:

Leia mais

Apresentação Transversal - MPT

Apresentação Transversal - MPT Apresentação Transversal - MPT Acessibilidade de peões/ ciclistas e espaço público Predominância do TI; As deslocações pedonais no território algarvio nem sempre têm posição de destaque; Quota modal das

Leia mais

Estratégia para a promoção da utilização dos modos suaves

Estratégia para a promoção da utilização dos modos suaves Estratégia para a promoção da utilização dos modos suaves Eng.ª Rita Soares Seminário de divulgação e participação pública, Aveiro 12.06.2013.PT Transportes Inovação e Sistemas, S.A. 1 15 Objetivos Estratégicos

Leia mais

Direção Regional de Setúbal

Direção Regional de Setúbal SPGL Sindicato dos Professores da Grande Lisboa Direção Regional de Setúbal Eleição dos Delegados ao 5º Congresso do SPGL 5 e 6 de fevereiro de 2015 2º, 3º CEB e Secundário António Gedeão EB2,3 Alembrança

Leia mais

3,11% 3,03% 2,82% 2,76% 2,56% 1,92% 1,62% 1,52% 1,48% 0,00% 1,00% 2,00% 3,00% 4,00% 5,00% 6,00%

3,11% 3,03% 2,82% 2,76% 2,56% 1,92% 1,62% 1,52% 1,48% 0,00% 1,00% 2,00% 3,00% 4,00% 5,00% 6,00% Problemáticas Especificas e Respostas Sociais Famílias e comunidade Rendimento Social de Inserção População Beneficiária de RSI (%) Barreiro Montijo Almada Setúbal Peninsula de Setúbal Portugal Continental

Leia mais

PORTAGENS AS NOVAS FRONTEIRAS DE LISBOA. Revista ACP TEMA DE CAPA ID: 27641689 01-11-2009

PORTAGENS AS NOVAS FRONTEIRAS DE LISBOA. Revista ACP TEMA DE CAPA ID: 27641689 01-11-2009 Pág: 12 Área: 19,57 x 24,59 cm² Corte: 1 de 7 CONSTITUEM-SE HOJE COMO QUE NOVAS FRONTEIRAS. EM RELAÇÃO A LISBOA, ESTÃO PERFEITAMENTE DEMARCADAS. FALAMOS DAS PORTAGENS QUE RODEIAM A CAPITAL, CONDICIONANDO

Leia mais

Objetivo: Estimar o perfil dos usuários das linhas de ônibus com destino ou origem na Rodoviária de Parnaíba.

Objetivo: Estimar o perfil dos usuários das linhas de ônibus com destino ou origem na Rodoviária de Parnaíba. Ficha técnica Objetivo: Estimar o perfil dos usuários das linhas de ônibus com destino ou origem na Rodoviária de Parnaíba. Período de coleta de dados: 29 de maio a 29 de junho de 2014. Local de coleta:

Leia mais

MUNICÍPIOS DA PENÍNSULA DE SETÚBAL JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2017 SKATE REGULAMENTO

MUNICÍPIOS DA PENÍNSULA DE SETÚBAL JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2017 SKATE REGULAMENTO JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2017 SKATE REGULAMENTO 1. Organização A organização da competição de Skate dos Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2017 é da responsabilidade da Câmara Municipal de

Leia mais

RIBEIRINHO. Caracterização e Propostas de Reestruturação. Núcleo de Estudos e Planeamento

RIBEIRINHO. Caracterização e Propostas de Reestruturação. Núcleo de Estudos e Planeamento ACES ARCO RIBEIRINHO Caracterização e Propostas de Reestruturação Núcleo de Estudos e Planeamento 09-10-2015 Índice 1. Introdução... 3 2. ACES 10 Arco Ribeirinho... 3 2.1. População Residente... 3 2.2.

Leia mais

Mobilidade Sustentável em Meio Urbano Quais as medidas para uma mobilidade sustentável?

Mobilidade Sustentável em Meio Urbano Quais as medidas para uma mobilidade sustentável? Mobilidade Sustentável em Meio Urbano Quais as medidas para uma mobilidade sustentável? MIEC Porto Novembro 2013 Grupo: 11MC01_1 Supervisor: Sara Ferreira Monitores: André Lopes Christopher Ribeiro Delcio

Leia mais

REPOUSO, MOVIMENTO, TRAJETÓRIA, ESPAÇO, DESLOCAMENTO, RAPIDEZ MÉDIA.

REPOUSO, MOVIMENTO, TRAJETÓRIA, ESPAÇO, DESLOCAMENTO, RAPIDEZ MÉDIA. REPOUSO, MOVIMENTO, TRAJETÓRIA, ESPAÇO, DESLOCAMENTO, RAPIDEZ MÉDIA. 1 MOVIMENTO OU REPOUSO? Quais são os corpos que estão em repouso? Quais são os corpos que estão em movimento? Para definir repouso ou

Leia mais

ESTUDO DE PROCURA E MOBILIDADE E ASSESSORIA TÉCNICA T ÂMBITO DA TERCEIRA TRAVESSIA DO TEJO EM LISBOA

ESTUDO DE PROCURA E MOBILIDADE E ASSESSORIA TÉCNICA T ÂMBITO DA TERCEIRA TRAVESSIA DO TEJO EM LISBOA ESTUDO DE PROCURA E MOBILIDADE E ASSESSORIA TÉCNICA T NO ÂMBITO DA TERCEIRA TRAVESSIA DO TEJO EM LISBOA Contrato : 4910000167 / 10 RELATÓRIO RIO DA FASE IV ESTUDO FINAL DE PROCURA E MOBILIDADE DEZEMBRO

Leia mais

INQUÉRITO AOS CANDIDATOS. Relatório dos inquéritos realizados a todos os candidatos

INQUÉRITO AOS CANDIDATOS. Relatório dos inquéritos realizados a todos os candidatos INQUÉRITO AOS CANDIDATOS Relatório dos inquéritos realizados a todos os candidatos Ano Letivo 2013/2014 Sumário 1. O Inquérito... 3 2. Caraterização dos Candidatos... 4 3. Informação Relativa à Candidatura

Leia mais

Mestrado Integrado em Engenharia Civil. Disciplina: TRANSPORTES Prof. Responsável: José Manuel Viegas

Mestrado Integrado em Engenharia Civil. Disciplina: TRANSPORTES Prof. Responsável: José Manuel Viegas Mestrado Integrado em Engenharia Civil Disciplina: TRANSPORTES Prof. Responsável: José Manuel Viegas Sessão Prática 8 (Tipo B): Organizarviços de transpor urbano Curso 2008/09 1/21 Classificação Geral

Leia mais

mobilis > Página 1 a 3 > Página 4 a 5 Estimado Cliente,

mobilis > Página 1 a 3 > Página 4 a 5 Estimado Cliente, Estimado Cliente, Nas próximas páginas pode consultar os horários do Mobilis e das Urbanas de Leiria, os dois serviços de transporte que compõe a rede de transportes da Cidade de Leiria. mobilis CIRCULAR

Leia mais

Setembro Dia Europeu Sem Carros 22 Semana Europeia da Mobilidade

Setembro Dia Europeu Sem Carros 22 Semana Europeia da Mobilidade Câmara Municipal: Cidade ÉVORA Évora Setembro Dia Europeu Sem Carros 22 Semana Europeia da Mobilidade 16 17 18 19 20 21 22 Área da cidade 13,5 Km 2 População total 41 163 hab. Dimensão da ZSTA 700 m População

Leia mais

1- CONTEXTO E CARACTERIZAÇÃO GERAL DO AGRUPAMENTO

1- CONTEXTO E CARACTERIZAÇÃO GERAL DO AGRUPAMENTO 1- CONTEXTO E CARACTERIZAÇÃO GERAL DO AGRUPAMENTO 1.1- Enquadramento territorial e contexto físico O concelho da Moita onde se localiza o Agrupamento de Escolas Fragata do Tejo está situado na região de

Leia mais

18% 14% 11% 7% 7% 7% < >60. Classes etárias (anos)

18% 14% 11% 7% 7% 7% < >60. Classes etárias (anos) ANEXO II: Apresentação gráfica da análise dos resultados dos Inquéritos Os gráficos em seguida apresentados, resultam da análise estatística dos dados obtidos através dos inquéritos realizados aos frequentadores

Leia mais

Vacinação contra a. em zona de risco LARGO DA ACADEMIA NACIONAL DE BELAS ARTES, LISBOA TELEF FAX.

Vacinação contra a. em zona de risco LARGO DA ACADEMIA NACIONAL DE BELAS ARTES, LISBOA TELEF FAX. Manual de Procedimentos Vacinação contra a Febre do Nilo Ocidental em zona de risco Direcção Geral de Veterinária Direcção de Serviços de Saúde e Protecção Animal PORTUGAL Página 1 de 6 Manual de Procedimentos

Leia mais

RESULTADOS RELATIVOS A GONDOMAR INDICADORES DO «CIDADES»

RESULTADOS RELATIVOS A GONDOMAR INDICADORES DO «CIDADES» RESULTADOS RELATIVOS A GONDOMAR INDICADORES DO «CIDADES» INDICADOR TOTAL QUE ASSINALA O ITEM (N) % NO TOTAL DE INQUIRIDOS Os espaços públicos estão limpos? 28 46% Os espaços públicos são agradáveis? 31

Leia mais

NOTA DE IMPRENSA Condicionamentos de Trânsito Final da Liga dos Campeões

NOTA DE IMPRENSA Condicionamentos de Trânsito Final da Liga dos Campeões Ministério da Administração Interna POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA Comando Metropolitano de Lisboa NOTA DE IMPRENSA Condicionamentos de Trânsito Final da Liga dos Campeões O Comando Metropolitano de Lisboa

Leia mais

AMADO. Censos 2011 SÍNTESE DOS RESULTADOS DEFINITIVOS

AMADO. Censos 2011 SÍNTESE DOS RESULTADOS DEFINITIVOS AMADO ORA Censos 2011 SÍNTESE DOS RESULTADOS DEFINITIVOS SÍNTESE DOS RESULTADOS DEFINITIVOS POPULAÇÃO RESIDENTE, POPULAÇÃO PRESENTE, FAMÍLIAS, NÚCLEOS FAMILIARES, ALOJAMENTOS E EDIFÍCIOS.. 3 POPULAÇÃO

Leia mais

Serviço ao Aeroporto de Alcochete

Serviço ao Aeroporto de Alcochete chete Serviço ao Aeroporto de Alcochete Cálculo de Tempos de Percurso TTT Chelas/Barreiro Março de 2007 Oriente Lavradio (novo) Baixa da Banheira Alhos Vedros Moita Penteado Pinhal Novo Aeropo rto de Alco

Leia mais

FESTAS EM HONRA DE NOSSA SENHORA DA ATALAIA 2011

FESTAS EM HONRA DE NOSSA SENHORA DA ATALAIA 2011 FESTAS EM HONRA DE NOSSA SENHORA DA ATALAIA 2011 Programa SEXTA-FEIRA, 26 DE AGOSTO 19.00 horas Abertura da FESTA GRANDE com uma salva de 21 morteiros, na presença das entidades oficiais convidadas, com

Leia mais

Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro. Susana Castelo

Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro. Susana Castelo Boas Práticas: Região de Aveiro Plano Intermunicipal de Mobilidade e Transportes da Região de Aveiro Susana Castelo Susana.castelo@tis.pt Região de Aveiro O processo do PIMT-RA Em 2011, a CIRA lançou o

Leia mais

Mobilidade Urbana Sustentável. A necessidade de PMUS. Paulo Ribeiro. Jornada de Mobilidade Urbana. Azurém, 24 de julho

Mobilidade Urbana Sustentável. A necessidade de PMUS. Paulo Ribeiro. Jornada de Mobilidade Urbana. Azurém, 24 de julho Mobilidade Urbana Sustentável A necessidade de PMUS Jornada de Mobilidade Urbana Paulo Ribeiro Azurém, 24 de julho TRANSPORTES DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTABILIDADE Aumento da população Crescimento das

Leia mais

Projecto Mobilidade Sustentável Auditório Alto dos Moinhos Estação de Metro do Alto dos Moinhos Lisboa

Projecto Mobilidade Sustentável Auditório Alto dos Moinhos Estação de Metro do Alto dos Moinhos Lisboa Projecto Mobilidade Sustentável Auditório Alto dos Moinhos Estação de Metro do Alto dos Moinhos Lisboa 19 de Setembro de 2008 Plano de Mobilidade Sustentável de Faro Vítor Teixeira, Manuela Rosa e Celeste

Leia mais

MOTIVAÇÃO (VASTO MANANCIAL DE INFORMAÇÃO) AS CIDADES MÉDIAS COMO PADRÃO DE POVOAMENTO DO TERRITÓRIO NACIONAL A MARCA DAS DÉCADAS MAIS RECENTES PROBLEM

MOTIVAÇÃO (VASTO MANANCIAL DE INFORMAÇÃO) AS CIDADES MÉDIAS COMO PADRÃO DE POVOAMENTO DO TERRITÓRIO NACIONAL A MARCA DAS DÉCADAS MAIS RECENTES PROBLEM Grupo de interesse Agência Portuguesa de Ambiente em Lisboa, 30 Novembro 2007 Mobilidade Sustentável em cidades de média dimensão Coordenação: Universidades de Aveiro e Coimbra MOTIVAÇÃO (VASTO MANANCIAL

Leia mais

Workshop Regional de Disseminação do Pacote da Mobilidade

Workshop Regional de Disseminação do Pacote da Mobilidade Workshop Regional de Disseminação do Universidade do Minho - Braga -10 de Abril de 2012 GUIÃO Orientador da Temática dos Transportes nos Planos Municipais de Ordenamento do Território António Pérez Babo

Leia mais

Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano PEDU versão de trabalho. 7 de Setembro de 2015

Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano PEDU versão de trabalho. 7 de Setembro de 2015 Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano PEDU versão de trabalho 7 de Setembro de 2015 Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano PEDU = Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável PAMUS nível intermunicipal

Leia mais

ECOXXI 2014 Indicador Mobilidade Sustentável. Catarina Marcelino, GPIA/IMT David Vale, FA-UTL Mário Alves, Transitec

ECOXXI 2014 Indicador Mobilidade Sustentável. Catarina Marcelino, GPIA/IMT David Vale, FA-UTL Mário Alves, Transitec ECOXXI 2014 Indicador Mobilidade Sustentável Catarina Marcelino, GPIA/IMT David Vale, FA-UTL Mário Alves, Transitec O problema: Predominância de soluções de transporte para problemas urbanos Aumento das

Leia mais

Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa

Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa Objectivos Metodologia Casos de Estudo Proposta de Estratégias Conclusões Desenvolvimentos Futuros Definir estratégias que permitam aumentar

Leia mais

ITRP - Inquérito ao Transporte Rodoviário de Passageiros

ITRP - Inquérito ao Transporte Rodoviário de Passageiros INSTRUMENTO DE NOTAÇÃO DO SISTEMA ESTATÍSTICO NACIONAL (LEI Nº 22/2008 DE 13 DE MAIO) RESPOSTA CONFIDENCIAL E OBRIGATÓRIA REGISTADO NO INE SOB O Nº 10133 VÁLIDO ATÉ 31/12/2017 ITRP - Inquérito ao Transporte

Leia mais

WORKSHOP. O transporte de crianças do Jardim de Infância e do 1º Ciclo na cidade de Castelo Branco Oportunidades e Desafios

WORKSHOP. O transporte de crianças do Jardim de Infância e do 1º Ciclo na cidade de Castelo Branco Oportunidades e Desafios WORKSHOP O transporte de crianças do Jardim de Infância e do 1º Ciclo na cidade de Castelo Branco Oportunidades e Desafios Castelo Branco, Novembro de 2010 1.INTRODUÇÃO No âmbito do projecto Deslocações

Leia mais

JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016

JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 1. Organização REGULAMENTO GERAL Os Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2016, adiante designados por Jogos do Futuro 2016, são uma organização conjunta das Câmaras

Leia mais

ALMADA FICHA TÉCNICA. Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011

ALMADA FICHA TÉCNICA. Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011 DMPATO DPU Divisão de Estudos e Planeamento A ALMADA FICHA TÉCNICA Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011 Serviço Divisão de Estudos e Planeamento Departamento de Planeamento

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL DA REGIÃO DE LEIRIA Abril 2017

PLANO DE AÇÃO DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL DA REGIÃO DE LEIRIA Abril 2017 PLANO DE AÇÃO DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL DA REGIÃO DE LEIRIA Abril 2017 01 02 03 FASEAMENTO/CARACTERIZAÇÃO E DIAGNÓSTICO AÇÕES PAMUS MUNICIPAIS AÇÕES PAMUS INTERMUNICIPAIS www.cimregiaodeleiria.pt

Leia mais

Freguesia de Quinta do Anjo

Freguesia de Quinta do Anjo Freguesia de Quinta do Anjo Escola Básica Bairro Alentejano - reparação da cobertura 5.000 30.000 Plano Urbanização de Cabanas 19.680 3.075 Plano Pormenor da Quinta do Bacelo - Qta do Anjo 17.670 10.423

Leia mais

Autárquicas Inquérito sobre Políticas e Propostas para a Mobilidade em Bicicleta. Não responderam: PSD.CDS.MPT.PPM CDU PAN PNR PTP PDR.

Autárquicas Inquérito sobre Políticas e Propostas para a Mobilidade em Bicicleta. Não responderam: PSD.CDS.MPT.PPM CDU PAN PNR PTP PDR. - Autárquicas 217 Autárquicas 217 Inquérito sobre Políticas e Propostas para a Mobilidade em Bicicleta Município: 47 Sintra Participantes no inquérito: Não responderam: PS PSD.CDS.MPT.PPM CDU PAN PNR PTP

Leia mais

ABRA A PORTA A UM BOM NEGÓCIO IMÓVEIS COMERCIAIS LISBOA GRANDE VENDA DE IMÓVEIS COMERCIAIS LOJAS, ARMAZÉNS, ESCRITÓRIOS DESDE Comércio 27.

ABRA A PORTA A UM BOM NEGÓCIO IMÓVEIS COMERCIAIS LISBOA GRANDE VENDA DE IMÓVEIS COMERCIAIS LOJAS, ARMAZÉNS, ESCRITÓRIOS DESDE Comércio 27. LISBOA 17 DE NOVEMBRO 78.000 27.000 Ref.ª 18511 - Lote 10 Leiria - Marrazes Área: 135+465m 2 Ano: 2002 Valor de Referência: 78.000 Ref.ª 13116 - Lote 16 Sesimbra - Quinta do Conde Área: 83m 2 Ano: 2000

Leia mais

CONCLUSÕES E CONTRIBUTOS DOS PARTICIPANTES NO WORKSHOP SOBRE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL 28-01-2009

CONCLUSÕES E CONTRIBUTOS DOS PARTICIPANTES NO WORKSHOP SOBRE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL 28-01-2009 CONCLUSÕES E CONTRIBUTOS DOS PARTICIPANTES NO WORKSHOP SOBRE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL 28-01-2009 Aos alunos participantes foram colocadas de forma informal, um conjunto de questões: 1- Qual o meio de transporte

Leia mais

Resumo Ver as respostas completas

Resumo Ver as respostas completas 1 de 6 11-04-2012 16:44 respostas Resumo Ver as respostas completas Ano de escolaridade 5º Ano 3 2% 6º Ano 0 0% 7º Ano 1 1% 8º Ano 32 20% 9º Ano 37 23% 10º Ano 10 6% 11º Ano 30 19% 12º Ano 14 9% CEF 3º

Leia mais

Direção Regional de Setúbal

Direção Regional de Setúbal SPGL Sindicato dos Professores da Grande Lisboa Direção Regional de Setúbal Eleição dos Delegados ao 2º Congresso Nacional dos Professores 29 e 30 de abril de 206 Setores Direção Regional de Setúbal Pré

Leia mais

ÍNDICE ÍNDICE DE FIGURAS

ÍNDICE ÍNDICE DE FIGURAS SEIXAL À LUPA DIAGNÓSTICO SOCIAL DO SEIXAL CAPÍTULO 1 ENQUADRAMENTO E MOBILIDADE TERRITORIAL D IVISÃO DE A S 1 R ÇÃO O ª OCIAL EVISÃO UTUBRO 2014 ÍNDICE Índice de Figuras... 1 Ficha Técnica da 1ª Revisão

Leia mais

Workshop Regional de Mobilidade Sustentável MOBILIDADE SUSTENTÁVEL NA CIDADE DE PONTA DELGADA

Workshop Regional de Mobilidade Sustentável MOBILIDADE SUSTENTÁVEL NA CIDADE DE PONTA DELGADA Workshop Regional de Mobilidade Sustentável MOBILIDADE SUSTENTÁVEL NA CIDADE DE PONTA DELGADA Lisboa, 12 de Fevereiro de 2008 Instituto Superior Técnico 1º Relatório * IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO FÍSICA

Leia mais

1. As áreas metropolitanas no país: características e dinâmicas

1. As áreas metropolitanas no país: características e dinâmicas Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto Jorge Malheiros Nuno Marques da Costa Eduarda Marques da Costa Instituto de Geografia e Ordenamento do Território Universidade de Lisboa Associação Portuguesa de

Leia mais