Esquemas de organização do texto dissertativo-argumentativo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Esquemas de organização do texto dissertativo-argumentativo"

Transcrição

1 Esquemas de organização do texto dissertativo-argumentativo

2 Esquema básico de uma redação Título 1º Parágrafo 2º parágrafo 3º parágrafo 4º parágrafo 5º parágrafo TESE + argumento 1 + argumento 2 + argumento 3 Desenvolvimento do argumento 1 Desenvolvimento do argumento 2 Desenvolvimento do argumento 3 Expressão inicial + reafirmação do TEMA + observação final Introdução Desenvolvimento Conclusão

3 Esquema de relações de causa-consequência Título 1º Parágrafo 2º parágrafo 3º parágrafo 4º parágrafo TESE + contextualização Causa (com explicações adicionais) Consequência (com explicações adicionais) Reafirmação da tese + proposta de intervenção Introdução Desenvolvimento Conclusão

4 Esquema contra - a favor Título 1º Parágrafo 2º parágrafo 3º parágrafo 4º parágrafo TESE + contextualização Análise dos aspectos favoráveis Análise dos aspectos contrários Reafirmação da tese + proposta de intervenção Introdução Desenvolvimento Conclusão

5 Esquema abordagem de temas polêmicos Título 1º Parágrafo 2º parágrafo 3º parágrafo 4º parágrafo Apresentação do tema + contextualização Análise dos aspectos favoráveis Análise dos aspectos contrários Posicionamento pessoal em relação ao tema + observação final Introdução Desenvolvimento Conclusão

6 Esquema retrospectiva histórica Título 1º Parágrafo 2º parágrafo 3º parágrafo 4º parágrafo Estabelecimento do Tema (Tese) Retrospectiva histórica (época mais distante) Retrospectiva histórica (época mais próxima e atual) Posicionamento pessoal em relação ao tema + observação final Introdução Desenvolvimento Conclusão

7 Esquema localização espacial 1 Título 1º Parágrafo 2º parágrafo 3º parágrafo 4º parágrafo Estabelecimento do Tema (Tese) Análise do Tema (Tese) relacionado à área geográfica 1. Análise do Tema (Tese) relacionado à área geográfica 1. Retomada do Tema (Tese) procedendo a uma análise comparativa referente à localização espacial. Introdução Desenvolvimento Conclusão

8 Esquema localização espacial 2 Título 1º Parágrafo 2º parágrafo 3º parágrafo 4º parágrafo Estabelecimento do Tema (Tese) Análise comparativa entre a região geográfica um e a região geográfica 2 (abordagem de um determinado aspecto) Análise comparativa entre a região geográfica um e a região geográfica 2 (abordagem de um outro aspecto) Retomada do Tema (Tese) agora analisado em relação à localização espacial. Introdução Desenvolvimento Conclusão

9 Referência: GRANATIC, Branca. Técnicas básicas de redação. São Paulo: Scipione, 2011, p. 80, 88, 94, 102, 110 e 112 (adaptado).

10 Não sei nada sobre esse tema??? O que eu faço agora???!!!

11 INICIALMENTE, é proibido entrar em pânico nada de amarelar rsrsrs Ciente de que você não está passeando na prova e de que teve o melhor treinamento em preparação para a redação do Enem, os seguintes PASSOS são o caminho para você fazer uma REDAÇÃO QUE VAI IMPACTAR o corretor. Quando o tema for algo estranho, faça ASSIM:

12 1º) Traduza o tema Observe isso no tema Enem 2012: Movimento imigratório para o Brasil no século XXI - Com esse tema, você poderia fazer assim: imigratório = imigração = entrada/chegada de pessoas de outros países para o Brasil com a finalidade de residir aqui. Movimento = ação ou comportamento de fazer algo, neste caso, sair, vir, deslocar-se para o Brasil. * Século XXI= contemporaneidade, atualidade, conjuntura política/econômica/social atual.

13 Então, temos que: Diversas pessoas/povos de outros países que estão em constante deslocamento para o Brasil com a finalidade de fixar residência aqui. Será que assim fica mais fácil?

14 2º) Delimitar a tese A grande questão é a TESE. Na maioria das vezes, você não sabe desenvolver o tema porque não sabe o que dizer sobre ele, certo?! Mas o que dizer sobre movimento imigratório? Que tese delimitar em relação a isso?

15 Tese é a afirmação de um aspectoproblema relacionado ao tema. O aspecto problema é: uma causa que impossibilita esse movimento migratório de ter um resultado positivo para o imigrante ou até para o próprio país para onde ele vai, que, no caso, é o Brasil.

16 Ou também a tese pode ser uma consequência, ou seja, um efeito negativo para os mesmos ângulos que mencionei antes: imigrante e Brasil. ou que fortalece a questão, por exemplo da persistência da violência contra a mulher (causas e/ou consequências). Então, disso você pode pensar em motivos que tornam a imigração um problema ou consequências que ela pode gerar.

17 3º) Coloque em prática a sua estratégia de introdução:

18 ALGUMAS FORMAS DE SE INICIAR UMA DISSERTAÇÃO

19 Definição: Pode-se começar a dissertar fazendo uma definição do tema, para atribuir maior clareza e objetividade ao texto. Violência consiste em... A violência se caracteriza como... Um ato é violento quando... Existe violência se...

20 Comparação: Tem-se também a opção de começar, buscando uma definição do tema por comparação. Atribui-se a violência como... A violência torna-se semelhante a... A violência parece-se com..., lembra...

21 Citação: Pode-se ainda iniciar o texto com uma citação relativa ao tema. Uma frase interessante, um verso, um fragmento... O ideal é que a citação seja feita do modo clássico: entre aspas, reproduzindo exatamente as palavras do autor e com indicação da fonte de onde foi retirada. Em seguida, faz-se uma pequena análise, um breve comentário a respeito da opinião citada, expondo, ao mesmo tempo, o seu ponto de vista sobre o assunto.

22 Histórico: no início do texto pode fazer um histórico, uma explanação rápida do tema através dos tempos, dando ao tema uma abordagem temporal. Antes, a violência era X ; agora é... Ontem, a violência era X ; hoje é Y ; amanhã será... Depois do histórico, apresenta-se a IDEIA CENTRAL e iniciase a argumentação.

23 Exemplo: Pode-se também escolher um fatoexemplo expressivo para iniciar o texto. Em seguida, faz-se uma análise interpretativa desse exemplo que poderá ou não ser retomado mais adiante, revelando nossa visão sobre o tema. Iniciar uma dissertação a partir de um exemplo dá concretude e comunicabilidade ao texto.

24 Estatística: Pode-se começar a redação pela apresentação de um dado estatístico esclarecedor sobre o tema. O procedimento é praticamente idêntico ao de iniciar o texto pela exemplificação. Resumo: Um resumo daquilo que se pensa sobre o assunto da redação é uma das possibilidades de início. O começo da dissertação funcionaria, assim, como uma espécie de índice, de sumário do texto, em que se apresentaria de modo sintético o tema, o ponto de vista e a argumentação.

25 Após, organizar sua entrada de texto (estratégia), você vai inserindo o tema (palavras-chave dadas na tarefa de redação) e vai apresentando a tese, a qual você definiu previamente, ou seja, antes de começar a redação. Vou usar aqui um exemplo apenas para ilustrar o que estou dizendo:

26 Medo e pânico. Estes sentimentos dominam o pensamento de muitas mulheres que já viveram e outras que ainda vivem uma rotina de violência executada, normalmente, por seus namorados, maridos (até aqui, é o contexto). (Esta frase que está começando agora inicia a apresentação do tema: palavras-chave da tarefa). Nesse contexto de agressões, o que chama muito a atenção é que a violência praticada contra a mulher não é um fato novo, contemporâneo ou até da dita modernidade. Essa violência é atemporal. Ela persiste. Insiste. Diante disso, questiona-se: (Aqui é a tese) o que fortalece essa violência que atravessa o tempo e as gerações? A resposta para isso está dentro de nossas casas: ela está na educação seccionista do tratamento dado a seus meninos e meninas.

27

PROFESSORA: CLAUDIA ROSA

PROFESSORA: CLAUDIA ROSA PROFESSORA: CLAUDIA ROSA 1- DEMONSTRAR DOMÍNIO DA MODALIDADE ESCRITA DA LÍNGUA PORTUGUESA; Usar linguagem coloquial não rola Tipo assim, use a norma culta da gramática! 2 COMPREENDER A PROPOSTA DE REDAÇÃO

Leia mais

Profª Rebecca Amor APRESENTAÇÃO

Profª Rebecca Amor APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO Profª Rebecca Amor Atua no magistério há 19 anos; Formada em Letras pela Universidade da Região de Joinville UNIVILLE - (SC); Mestrado em Letras UNIR (RO); Vice-coordenadora do projeto de

Leia mais

A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO

A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO FATOS SOBRE A PROVA DE REDAÇÃO Todas as redações desenvolvidas no ENEM são avaliadas;

Leia mais

Redação Profa. Raquel

Redação Profa. Raquel Aula Enem 2016 Redação Profa. Raquel O que sua dissertação deve apresentar: DISSERTAÇÃO Como você que será avaliado(a)? Competência 1 NORMA Demonstrar CULTA domínio da modalidade escrita formal da Língua

Leia mais

Redação. Prof. Rafael Costa

Redação. Prof. Rafael Costa Redação Prof. Rafael Costa Texto Dissertativo-argumentativo Dissertar é o mesmo que desenvolver ou explicar um assunto, discorrer sobre ele. Argumentar é convencer ou tentar convencer alguém a respeito

Leia mais

apresenta: REDAÇÃO Receita de Bolo

apresenta: REDAÇÃO Receita de Bolo apresenta: REDAÇÃO Receita de Bolo Seus estão a um passo da sua. A importância da Redação no ENEM É a única área cuja nota varia entre 0 e 1000. A importância da Redação no ENEM É a única área cuja nota

Leia mais

Sequência Didática e o Ensino do Gênero Artigo de Opinião. Ana Luiza M. Garcia

Sequência Didática e o Ensino do Gênero Artigo de Opinião. Ana Luiza M. Garcia Sequência Didática e o Ensino do Gênero Artigo de Opinião Ana Luiza M. Garcia Organização do Encontro O TRABALHO COM SD A SD DO GÊNERO ARTIGO DE OPINIÃO JOGOS (VIRTUAIS e QP BRASIL ) Questões-chave O que

Leia mais

Como Escrever para o ENEM. Profª Marta Helena Facco Piovesan Balsas/outubro de 2013

Como Escrever para o ENEM. Profª Marta Helena Facco Piovesan Balsas/outubro de 2013 Como Escrever para o ENEM Profª Marta Helena Facco Piovesan Balsas/outubro de 2013 O QUE É QUE EU ESTOU FAZENDO AQUI? O QUE É QUE EU ESTOU FAZENDO AQUI? Provas: dias 26 e 27 de OUTUBRO Por que fazer o

Leia mais

Prof. Ms. Renato Dering

Prof. Ms. Renato Dering Prof. Ms. Renato Dering A Redação é o primeiro critério de desempate na hora de escolher as Universidades e cursos superiores; A segunda forma de desempate é a prova de Linguagens; Tirar menos de 450 pontos

Leia mais

Alvorada/RS MANUAL DE REDAÇÃO

Alvorada/RS MANUAL DE REDAÇÃO Alvorada/RS MANUAL DE REDAÇÃO O TEXTO DISSERTATIVO O que é dissertar? I. Expor um assunto, esclarecendo as verdades que o envolvem, discutindo a problemática que nele reside; II. Defender princípios, tomando

Leia mais

A introdução é o 'cartão de visitas' da sua redação. Logo, além de apresentar a tese a ser defendida, ela deverá conter um toque a mais de

A introdução é o 'cartão de visitas' da sua redação. Logo, além de apresentar a tese a ser defendida, ela deverá conter um toque a mais de A introdução é o 'cartão de visitas' da sua redação. Logo, além de apresentar a tese a ser defendida, ela deverá conter um toque a mais de criatividade, pois é essa criatividade que irá prender a atenção

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ESCOLA DE ENGENHARIAS

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ESCOLA DE ENGENHARIAS 1 Centro Universitário Autônomo do Brasil - UniBrasil COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ESTAGIÁRIO(A): XXXXXXXXXXXXXX RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Relatório Final de Estágio Curricular

Leia mais

Funções Dêitica, Anafórica, Catafórica, Exofórica, Epanafórica...

Funções Dêitica, Anafórica, Catafórica, Exofórica, Epanafórica... R E L E M B R A R É S E M P R E N E C E S S Á R I O! Funções Dêitica, Anafórica, Catafórica, Exofórica, Epanafórica... Função Endofórica x Função Exofórica Inicialmente, é preciso identificarmos esses

Leia mais

Revisão da literatura / Fundamentação teórica

Revisão da literatura / Fundamentação teórica Revisão da literatura / Fundamentação teórica Reunir obras relevantes Descrever o objeto analisado Expôr o que se pensa sobre o objeto Criticar o que se pensa sobre o objeto Página 1 PARTES PRINCIPAIS

Leia mais

Universidade Federal de São João Del Rei - UFSJ CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA NOME DO ALUNO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Universidade Federal de São João Del Rei - UFSJ CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA NOME DO ALUNO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Universidade Federal de São João Del Rei - UFSJ CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA NOME DO ALUNO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO São João Del Rei - MG 20 NOME DO ALUNO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Leia mais

Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo

Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo Caro Aluno, Oficina inaugural de produção textual Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo Esta oficina tem como objetivo geral criar a oportunidade para ter o primeiro

Leia mais

EsPCEx/ EsSA REDAÇÃO -AULA 1. Profa. ElisângelaLopes

EsPCEx/ EsSA REDAÇÃO -AULA 1. Profa. ElisângelaLopes EsPCEx/ EsSA REDAÇÃO -AULA 1 Profa. ElisângelaLopes Metodologia de trabalho Uma aula semanal de 1:30 h Intercalaremos Aula expositiva e Produção de texto Literatura aula expositiva e correção de exercícios

Leia mais

1) Devemos proceder a primeira leitura de reconhecimento ininterrupta.

1) Devemos proceder a primeira leitura de reconhecimento ininterrupta. TRABALHOS CIENTÍFICOS ACADÊMICOS Muitas vezes, o estudante ou pesquisador, ao ser abordado para fazer um trabalho científico acadêmico, tem muitas dificuldades de diferenciar as características quanto

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL 1 Título: Localizando-se... 2 Autora: Adriana Regina Perez Rech 3 Docente: Lisiane Cristina Amplatz 4 Aplicativo utilizado: Geogebra 5 Disciplina: Matemática 6 Objetivos / Expectativas de aprendizagem:

Leia mais

Proposta de redação: Somos todos iguais : expressão falaciosa da democracia moderna. O racismo ainda bate às portas.

Proposta de redação: Somos todos iguais : expressão falaciosa da democracia moderna. O racismo ainda bate às portas. Racismo Proposta de redação: Somos todos iguais : expressão falaciosa da democracia moderna. O racismo ainda bate às portas. Racismo: Manifestações racistas, como a recentemente sofrida pela jornalista

Leia mais

Sugestão de Atividade / Redação / 8ª Série (9ºAno)

Sugestão de Atividade / Redação / 8ª Série (9ºAno) Sugestão de Atividade / Redação / 8ª Série (9ºAno) COMPONENTE CURRICULAR: Redação INTERDISCIPLINARIDADE: Língua Portuguesa SÉRIE: 8ª Série / 9º Ano CONTEÚDOS: Eixo Temático IV: 01: Produção de Textos Eixo

Leia mais

Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA

Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA OBJETIVO DA AULA AULA 3 O PROJETO E O ARTIGO PARTE 1 TEMA DE PESQUISA, FONTES E FICHAMENTO Objetivo Geral Auxiliar o aluno na elaboração

Leia mais

Lição 2 O Hábito da Leitura

Lição 2 O Hábito da Leitura Redação Técnica 43 Ao fi nal desta lição, esperamos que você possa: reconhecer o conceito de leitura; identifi car os principais objetivos da leitura; selecionar alguns recursos utilizados para efetuar

Leia mais

TRATAMENTO E ACOMPANHAMENTO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS CLIENTES

TRATAMENTO E ACOMPANHAMENTO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS CLIENTES TRATAMENTO E ACOMPANHAMENTO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS CLIENTES José Luis Costa (1) Administrador formado pela faculdade IPEP e Graduado em Tecnólogo em Gestão Pública, ingressou na Sanasa em 1994,

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1

METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1 METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO 1 A Redação Quando se fala em redação, em geral se associa a uma composição literária ou a uma dissertação de tese. No primeiro caso, relaciona-se a um trabalho fantasioso;

Leia mais

Sumário. Introdução, 1

Sumário. Introdução, 1 Sumário Introdução, 1 1 Como tomar o estudo e a aprendizagem mais eficazes, 5 1 Eficácia nos estudos, 5 2 Anotação, 8 2.1 Anotações corridas, 9 2.2 Anotações esquemáticas, 10 2.3 Anotações resumidas, 12

Leia mais

RESUMO Panorama da silvicultura familiar no Planalto Sul de Santa Catarina.

RESUMO Panorama da silvicultura familiar no Planalto Sul de Santa Catarina. RESUMO FRACASSO, Rafael Monari. Panorama da silvicultura familiar no Planalto Sul de Santa Catarina. 2015. 202 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal Área: Produção Florestal) Universidade do

Leia mais

Pesquisa, metodologia e métodos (O qué que eu faço...?)

Pesquisa, metodologia e métodos (O qué que eu faço...?) Pesquisa, metodologia e métodos (O qué que eu faço...?) O que é Pesquisa? O que é Metodologia? David González david.epidemio@gmail.com O que é Método? E dai? Pesquisa 1. Indagação; inquirição; busca; investigação;

Leia mais

CNSeg Seminário de Controles Internos

CNSeg Seminário de Controles Internos CNSeg Seminário de Controles Internos TEMA: ÉTICA PILAR DO CRESCIMENTO SUSTENTÁVEL São Paulo, 01.09.2011 Apresentação: LÉLIO LAURETTI (lauretti@osite.com.br) 1 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO I) INTRODUÇÃO: CONCEITOS

Leia mais

O INÍCIO DE UMA DISSERTAÇÃO TEMA: A MATERNIDADE CONCEBIDA NA CULTURA PATRIARCAL PROF. JOEL DELLA PASQUA

O INÍCIO DE UMA DISSERTAÇÃO TEMA: A MATERNIDADE CONCEBIDA NA CULTURA PATRIARCAL PROF. JOEL DELLA PASQUA O INÍCIO DE UMA DISSERTAÇÃO TEMA: A MATERNIDADE CONCEBIDA NA CULTURA PATRIARCAL PROF. JOEL DELLA PASQUA APRESENTANDO O CONCEITO DE ALGO A maternidade é considerada, culturalmente, como uma fase de plenitude

Leia mais

TEXTOS DISSERTATIVOS. Prof. Me. Maria Cristina dos S. Martins

TEXTOS DISSERTATIVOS. Prof. Me. Maria Cristina dos S. Martins TEXTOS DISSERTATIVOS Prof. Me. Maria Cristina dos S. Martins DISSERTAR É um ato que desenvolvemos todos os dias, quando procuramos justificativas: para a elevação dos preços; para o aumento da violência;

Leia mais

Tipos e técnicas de introdução. Paragrafação de início de texto dissertativo argumentativo

Tipos e técnicas de introdução. Paragrafação de início de texto dissertativo argumentativo Tipos e técnicas de introdução Paragrafação de início de texto dissertativo argumentativo Introdução A primeira parte do texto dissertativo é a introdução. Nela, são apresentados o tema e, normalmente,

Leia mais

XXXXXXX. Todos os técnicos responsáveis pelas atividades de inspeção em indústrias de medicamentos.

XXXXXXX. Todos os técnicos responsáveis pelas atividades de inspeção em indústrias de medicamentos. NOME DO X 1/6 // 1 INTRODUÇÃO O passo seguinte à aprovação de um documento do sistema de qualidade, para que ele possa realmente se tornar efetivo, é o treinamento de todos os envolvidos na execução das

Leia mais

Cada programa, projeto ou produto possui determinadas fases de desenvolvimento: São as

Cada programa, projeto ou produto possui determinadas fases de desenvolvimento: São as Cada programa, projeto ou produto possui determinadas fases de desenvolvimento: São as chamadas fases do ciclo de vida de um PROJETO Planeamento a) Fase Inicial - concetual b) Fase de planeamento c) Fase

Leia mais

Departamento Pessoal

Departamento Pessoal Departamento Pessoal Para desenvolver suas atividades a empresa precisa de pessoas, as. quais constituem os seus recursos humanos. Elas são fundamentais para que a empresa possa atingir seus objetivos

Leia mais

2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO

2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO Escolas João de Araújo Correia EB 2.3PESO DA RÉGUA Disciplina de Português 5º Ano Ano Letivo 2013/2014 CONTEÚDOS TEMÁTICOS CONTEÚDOS GRAMATICAIS CALENDARIZAÇÃO UNIDADE 0 UM, DOIS, TRÊS COMEÇAR! UNIDADE

Leia mais

ESCOLA ADVENTISTA DE SÃO BRÁS ESCOLA LIMPA, RESPONSABILIDADE DE TODOS!

ESCOLA ADVENTISTA DE SÃO BRÁS ESCOLA LIMPA, RESPONSABILIDADE DE TODOS! ESCOLA ADVENTISTA DE SÃO BRÁS ESCOLA LIMPA, RESPONSABILIDADE DE TODOS! SERVIÇO DE ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL 2012 Este projeto foi elaborado pela Escola Estadual Esterina Placco situada na cidade de São Carlos-SP

Leia mais

#11 no ranking da Forbes The World s Most Innovative Companies. Inteligência Artificial: Carro autônomo e Duer

#11 no ranking da Forbes The World s Most Innovative Companies. Inteligência Artificial: Carro autônomo e Duer #11 no ranking da Forbes The World s Most Innovative Companies Valor de mercado: US$ 62 bi 6ª empresa de internet mais valiosa do mundo 46 mil funcionários Inteligência Artificial: Carro autônomo e Duer

Leia mais

Cursos Profissionais de Nível Secundário

Cursos Profissionais de Nível Secundário Cursos Profissionais de Nível Secundário Técnico de Apoio à infância e Técnico de Turismo Ano Letivo: 2014/2015 Matemática (100 horas) 10º Ano PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO A1 Geometria Resolução de problemas

Leia mais

Como fazer um caixa rápido de à em 48 horas

Como fazer um caixa rápido de à em 48 horas Como fazer um caixa rápido de 2.500 à 5.000 em 48 horas (Existem caminhos diferentes para conseguir isso, mas esse método já foi testado e funciona muito bem) Esse é o método Caixa Rápido Principais características:

Leia mais

ELABORAÇÃO DE ESTUDOS DE REVISÃO DA LITERATURA

ELABORAÇÃO DE ESTUDOS DE REVISÃO DA LITERATURA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FISIOTERAPIA TRAUMATO- ORTOPÉDICA METODOLOGIA DA INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA ELABORAÇÃO DE ESTUDOS DE REVISÃO DA LITERATURA Profa. MsC. Paula Silva de Carvalho Chagas Departamento

Leia mais

INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA. TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada

INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA. TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada O aprendizado e a progressão da criança dependerão do processo por ela desenvolvido,

Leia mais

Sistemas de Informação. Metodologia Científica 3º Período

Sistemas de Informação. Metodologia Científica 3º Período Sistemas de Informação Metodologia Científica 3º Período SUMÁRIO CAPÍTULO 3 Fichamento Bibliográfico Fichas de Síntese Geral. Fichas de Síntese Detalhada. Fichas de Transcrição. FICHAS DE SÍNTESE GERAL

Leia mais

INFORMAÇÃO- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA PROVA 344 INFORMAÇÃO- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 12º Ano de Escolaridade CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS SOCIOLOGIA ANO LECTIVO 2011/2012 Tipo de prova: Escrita Duração (em minutos): 90 TEMAS CONTEÚDOS

Leia mais

Formas de organizar os conteúdos CONTEÚDOS ESCOLARES

Formas de organizar os conteúdos CONTEÚDOS ESCOLARES Formas de organizar os conteúdos CONTEÚDOS ESCOLARES Multidisciplinaridade: é a organização de conteúdos mais tradicional. Os conteúdos escolares são apresentados por matérias independentes umas das outras.

Leia mais

sugestões para planos de sessão e exercícios

sugestões para planos de sessão e exercícios Parte II sugestões para planos de sessão e exercícios 315 316 317 318 319 320 Tema: Papéis sociais, paradigmas e estereótipos em Igualdade de oportunidades Exercício 1 Objectivo: Identificar estereótipos

Leia mais

Migração. João Vechio Laurent Alphonse Rafael Silva

Migração. João Vechio Laurent Alphonse Rafael Silva Migração João Vechio 076761 Laurent Alphonse - 094876 Rafael Silva 095831 Agenda Histórico Incongruência Comparativa Reflexão Econômica Fluxos Migratórios no Mundo: 2006 Fluxos Migratórios para o Brasil

Leia mais

PRINCÍPIOS DA ENGENHARIA DE SOFTWARE- AULA 06. Prof.: Franklin M. Correia

PRINCÍPIOS DA ENGENHARIA DE SOFTWARE- AULA 06. Prof.: Franklin M. Correia 1 PRINCÍPIOS DA ENGENHARIA DE SOFTWARE- AULA 06 Prof.: Franklin M. Correia NOS CAPÍTULOS ANTERIORES... Atividades de Gerenciamento Planejamento de Projetos Programação de Projeto O QUE TEMOS PARA HOJE!!

Leia mais

MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE. Competências a serem Desenvolvidas:

MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE. Competências a serem Desenvolvidas: MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE EDUCADORES: INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS Competências a serem Desenvolvidas: O participante desenvolve o recurso de contar

Leia mais

Química 12.º Ano Unidade 2 Combustíveis, Energia e Ambiente Carlos Alberto da Silva Ribeiro de Melo

Química 12.º Ano Unidade 2 Combustíveis, Energia e Ambiente Carlos Alberto da Silva Ribeiro de Melo Química 12.º Ano Unidade 2 Combustíveis, Energia e Ambiente Carlos Alberto da Silva Ribeiro de Melo Lição n.º 54 Sumário: Continuação da aula anterior. Hidrocarbonetos: grupos funcionais. Isomeria. COMPETÊNCIAS

Leia mais

Rogério Medeiros

Rogério Medeiros Programa Nacional de Capacitação do SUAS - Sistema Único de Assistência Social CAPACITASUAS DIAGNÓSTICO SOCIOTERRITORIAL PARA AÇÕES DO BSM E DO SUAS Ministrado por Rogério de Souza Medeiros Objetivo geral

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS

ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS A redação de um relatório científico tem como um de seus principais objetivos registrar com exatidão e clareza como o experimento foi realizado e compreendido.

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO GRUPO DISCIPLINAR DE BIOLOGIA E GEOLOGIA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO A avaliação é uma componente essencial do processo de ensino-aprendizagem e deve ser sistemática e cuidadosa para ser objetiva e rigorosa.

Leia mais

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André Objetivos Gerais: Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André # Promover as competências necessárias para as práticas de leitura e escrita autônomas

Leia mais

Relatório de autoavaliação do Instituto Superior de Educação e Trabalho ISET

Relatório de autoavaliação do Instituto Superior de Educação e Trabalho ISET Relatório de autoavaliação do Instituto Superior de Educação e Trabalho ISET No âmbito do processo de autoavaliação procurámos captar as opiniões de alunos e estudantes. Foi assim solicitado a estudantes

Leia mais

Título do artigo Subtítulo (opcional)

Título do artigo Subtítulo (opcional) 1 MODELO Título do artigo Subtítulo (opcional) Nome Completo dos autores em Ordem Alfabética 1 Professor Orientador (Nome Completo) 2 RESUMO O resumo só poderá ser elaborado depois de concluído o trabalho.

Leia mais

Prova Qualis. Orientações Gerais:

Prova Qualis. Orientações Gerais: Prova Qualis Orientações Gerais: Horário; Duração da prova: 2h30; Composição: questões objetivas e discursivas; Conteúdo: as provas abrangem conteúdos de formação geral e específicos; Orientações. Oficina:

Leia mais

Citações NBR 10520/2002

Citações NBR 10520/2002 Citações NBR 10520/2002 Citação é mencionar uma informação extraída de outra fonte (livros, revistas, fitas de vídeo, CD-ROM, documentos extraídos da Internet). As citações podem ser direta, indireta e

Leia mais

Sugestões para cada seção

Sugestões para cada seção Escrever um Artigo Científico não das tarefas mais fáceis, mas com um as dicas (a seguir), que preparamos para auxiliar estudantes que precisam desenvolver textos científicos, ficará muito mais fácil.

Leia mais

MATRIZES DE REFERÊNCIA COMPETÊNCIAS E HABILIDADES QUE SERÃO AVALIADAS: ENSINO FUNDAMENTAL I ANOS INICIAIS

MATRIZES DE REFERÊNCIA COMPETÊNCIAS E HABILIDADES QUE SERÃO AVALIADAS: ENSINO FUNDAMENTAL I ANOS INICIAIS MATRIZES DE REFERÊNCIA COMPETÊNCIAS E HABILIDADES QUE SERÃO AVALIADAS: ENSINO FUNDAMENTAL I ANOS INICIAIS II. Implicações do Suporte, do Gênero e /ou do Enunciador na Compreensão do Texto Estabelecer relação

Leia mais

INTERDISCIPLINARIDADE. Aula 3 3º ENCONTRO OS TEMAS TRANSVERSAIS E A INTERDISCIPLINARIDADE.

INTERDISCIPLINARIDADE. Aula 3 3º ENCONTRO OS TEMAS TRANSVERSAIS E A INTERDISCIPLINARIDADE. INTERDISCIPLINARIDADE Aula 3 3º ENCONTRO OS TEMAS TRANSVERSAIS E A INTERDISCIPLINARIDADE. Angela Maria de Souza Fabianovicz ObjeDvo: Demonstrar a importância dos temas transversais que propõe a organização

Leia mais

Especialização em Direito Societário - Aplicado a Gestão da Empresa - Ingresso Contínuo

Especialização em Direito Societário - Aplicado a Gestão da Empresa - Ingresso Contínuo Especialização em Direito Societário - Aplicado a Gestão da Empresa - Ingresso Contínuo DESCRIÇÃO Organização e Realização: Universidade Estácio de Sá FBT - Faculdade Brasileira de Tributação Carga Horária:

Leia mais

Dicas EPIS ALUNOS. Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3

Dicas EPIS ALUNOS. Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3 Janeiro Balanço e Resultados Escolares Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3 Aproveita o início deste período para fazeres um balanço do teu comportamento e dos teus resultados escolares no 1º Período.

Leia mais

DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor

DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor A seguir são propostos alguns procedimentos que, caso sejam exercitados cotidianamente, podem ser muito eficientes para o desenvolvimento

Leia mais

ATIVIDADE AVALIATIVA DE RECUPERAÇÃO

ATIVIDADE AVALIATIVA DE RECUPERAÇÃO ATIVIDADE AVALIATIVA DE RECUPERAÇÃO Nome: Nº DA CHAMADA: Tempo estipulado pelo professor para a aplicação da Avaliação: h/a º TRIMESTRE/ 0 º ANO Componente Curricular: Redação Ano/ Série e Turma: Data:

Leia mais

Disciplina de Matemática. Critérios de Avaliação do Ensino Secundário

Disciplina de Matemática. Critérios de Avaliação do Ensino Secundário AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº 2 DE BEJA ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. MANUEL I ANO LECTIVO DE 2015-2016 DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS Disciplina de Matemática Critérios de Avaliação

Leia mais

Preciso saber se estou indo bem!

Preciso saber se estou indo bem! Preciso saber se estou indo bem! Autor: Richard L. Williams Alunos: Lubiana, Maiara, Pedro e Skalit Turma: 1º Administração Venda Nova do Imigrante, Maio de 2012. Qual o principal assunto do livro O livro

Leia mais

IME, UFF 10 de dezembro de 2013

IME, UFF 10 de dezembro de 2013 Lógica IME, UFF 10 de dezembro de 2013 Sumário.... Considere o seguinte argumento Um problema de validade (1) p q q r r s s t p t (1) é válido ou não? A resposta é sim... Uma demonstração Uma demonstração

Leia mais

O que é planejamento estratégico?

O que é planejamento estratégico? O que é planejamento estratégico? Um dos fatores de sucesso das empresas é possuir um bom planejamento. Mas o que é planejamento? Nós planejamos diariamente, planejamos nossas atividades, nossas finanças,

Leia mais

TRABALHO INTERDISCIPLINAR Análise SWOT - Ranking Base para desenvolvimento cap. 6.4 do Relatório Elaborado por: Prof. Mestra Rosimeire Ayres

TRABALHO INTERDISCIPLINAR Análise SWOT - Ranking Base para desenvolvimento cap. 6.4 do Relatório Elaborado por: Prof. Mestra Rosimeire Ayres TRABALHO INTERDISCIPLINAR Análise SWOT - Ranking Base para desenvolvimento cap. 6.4 do Relatório Elaborado por: Prof. Mestra Rosimeire Ayres A famosa matriz SWOT, também dita análise, foi desenvolvida

Leia mais

3º ANO PROF.ª DINANCI SILVA

3º ANO PROF.ª DINANCI SILVA 3º ANO PROF.ª DINANCI SILVA AULA 08 Conteúdo: Interpretação de texto e elementos coesivos. Habilidade: D06 - Inferir o assunto principal de um texto. D15 - Estabelecer relações entre partes de um texto,

Leia mais

Profa. Dra. Maria da Conceição Lima de Andrade

Profa. Dra. Maria da Conceição Lima de Andrade Profa. Dra. Maria da Conceição Lima de Andrade Conceitos de pesquisa A Pesquisa é: procedimento reflexivo sistemático, controlado e crítico, que permite descobrir novos fatos ou dados, relações ou leis,

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE PCCSs - Planos de Cargos Salários. Escritório Regional do DIEESE em Goiás Goiânia 23 de novembro de 2012

CONSIDERAÇÕES SOBRE PCCSs - Planos de Cargos Salários. Escritório Regional do DIEESE em Goiás Goiânia 23 de novembro de 2012 CONSIDERAÇÕES SOBRE PCCSs - Planos de Cargos Salários Escritório Regional do DIEESE em Goiás Goiânia 23 de novembro de 2012 1 PCSS Principais Conceitos 2 Planos de Carreira estão no centro dos debates

Leia mais

3ºs anos do Ensino Médio Terceiro trimestre

3ºs anos do Ensino Médio Terceiro trimestre Estimado estudante! (Este bilhete deve ser assinado pelos pais e/ou responsáveis e permanecer colado na agenda) 3ºs anos do Ensino Médio Terceiro trimestre Você está recebendo o calendário com as datas

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VIZELA VIZELA Escola sede: ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS DE VIZELA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE SOCIOLOGIA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VIZELA VIZELA Escola sede: ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS DE VIZELA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE SOCIOLOGIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VIZELA VIZELA Escola sede: ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS DE VIZELA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE SOCIOLOGIA Prova: 344 / 2015 12.º Ano de Escolaridade Formação

Leia mais

6 de dezembro de 2012

6 de dezembro de 2012 Escola Básica de Santa Catarina Ficha de Avaliação de Matemática 6 de dezembro de 2012 A PREENCHER PELO ALUNO 7ºano Nome: nº Turma A PREENCHER PELO PROFESSOR Classificação: Nível: ( ) Rubrica do professor:

Leia mais

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIREÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE HISTÓRIA.

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIREÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE HISTÓRIA. SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIREÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE HISTÓRIA Código 19 3.º Ciclo do Ensino Básico Ano Letivo 2015 / 2016 O presente documento

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA A TAREFA E ORIENTAÇÃO PARA O EGO: A OPINIÃO DOS ATLETAS DA SELECÇÃO PORTUGUESA DE ANDEBOL SUB-20

ORIENTAÇÃO PARA A TAREFA E ORIENTAÇÃO PARA O EGO: A OPINIÃO DOS ATLETAS DA SELECÇÃO PORTUGUESA DE ANDEBOL SUB-20 ORIENTAÇÃO PARA A TAREFA E ORIENTAÇÃO PARA O EGO: A OPINIÃO DOS ATLETAS DA SELECÇÃO PORTUGUESA DE ANDEBOL SUB-20 (2009) Susana Isabel Vicente Ramos Professora na Faculdade de Ciências do Desporto e Educação

Leia mais

Metodologia Científica

Metodologia Científica Metodologia Científica O PROCESSO DE LEITURA E DA PRODUÇÃO DE TEXTOS Profª Ma. Fabiana Rocha O PROCESSO DE LEITURA Importância da Leitura Aprendizagem do ser humano; Enriquecer o vocabulário; Obter conhecimento;

Leia mais

Metodologias de Pesquisa em Ciências: análises quantitativa e qualitativa

Metodologias de Pesquisa em Ciências: análises quantitativa e qualitativa Metodologias de Pesquisa em Ciências: análises quantitativa e qualitativa 2ª Edição MAKILIM NUNES BAPTISTA DINAEL CORRÊA DE CAMPOS SUMÁRIO PARTE I - CIÊNCIA E PESQUISA... 1 1 OS DILEMAS DO PRESENTE...

Leia mais

O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA

O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA CENÁRIO HISTÓRICO A Sociologia surge como conseqüência das mudanças trazidas por duas grandes revoluções do século XVIII. As mudanças trazidas pelas duas

Leia mais

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CAMPO MOURÃO COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular CAMPO MOURÃO 2010 1. APRESENTAÇÃO A finalidade

Leia mais

Análise retrospectiva e crítica das taxas de retorno calculadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para as concessões no setor

Análise retrospectiva e crítica das taxas de retorno calculadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para as concessões no setor Análise retrospectiva e crítica das taxas de retorno calculadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para as concessões no setor Antonio Zoratto Sanvicente Insper Instituto de Ensino e Pesquisa

Leia mais

CONCEPÇÕES DO ENSINO DE FILOSOFIA Uma reflexão sobre o currículo

CONCEPÇÕES DO ENSINO DE FILOSOFIA Uma reflexão sobre o currículo Uma reflexão sobre o currículo 1. A NATUREZA DA FILOSOFIA Atitude reflexiva que investiga criticamente condições de possibilidade. (PCN+, 1999; OCN, 2006) "A principal ocupação da Filosofia é questionar

Leia mais

O USO DE TÉCNICAS DE MODELAGEM MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES LICENCIADOS EM MATEMÁTICA. VANDERLAN DE SOUZA SILVA

O USO DE TÉCNICAS DE MODELAGEM MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES LICENCIADOS EM MATEMÁTICA. VANDERLAN DE SOUZA SILVA O USO DE TÉCNICAS DE MODELAGEM MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES LICENCIADOS EM MATEMÁTICA. VANDERLAN DE SOUZA SILVA Goiás, Colégio Estadual Jardim Dom Bosco, 2015. vandermatema@hotmail.com JOSE CARLOS

Leia mais

Resultados parciais da pesquisa "Mais Justiça e Sociedade" Centro de Justiça e Sociedade Pesquisadora Luci Oliveira

Resultados parciais da pesquisa Mais Justiça e Sociedade  Centro de Justiça e Sociedade Pesquisadora Luci Oliveira Resultados parciais da pesquisa "Mais Justiça e Sociedade" www.fgv.br/direitorio Centro de Justiça e Sociedade Pesquisadora Luci Oliveira ASPECTOS POSITIVOS E NEGATIVOS DA COMUNIDADE Se o(a) Sr(a) pudesse

Leia mais

Para Rauen ( 2002) esquema é um tipo de produção textual que explicita a linha diretriz do autor de um documento de base.

Para Rauen ( 2002) esquema é um tipo de produção textual que explicita a linha diretriz do autor de um documento de base. Esquema Textual Para Rauen ( 2002) esquema é um tipo de produção textual que explicita a linha diretriz do autor de um documento de base. Assim esquema é a apresentação do texto, colocando em destaque

Leia mais

Quem cuida da minha empresa? EU!

Quem cuida da minha empresa? EU! Quem cuida da minha empresa? EU! SUMÁRIO Introdução...2 Capítulo 1 Cuidados nas Estratégias Empresariais..3 Capítulo 2 Cuidados nos Processos Empresariais...4 Capítulo 3 Cuidados nas Finanças Empresariais...5

Leia mais

REGULAMENTO DESAFIO ACADEMIA DA RUA 3 X 3

REGULAMENTO DESAFIO ACADEMIA DA RUA 3 X 3 REGULAMENTO DESAFIO ACADEMIA DA RUA 3 X 3 As Regras do Jogo de Basquete Oficiais da FIBA são válidas para todas as situações de jogo não especificamente mencionadas nestas Regras do Jogo 3x3. Art. 1 Quadra

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Norte Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID/Letras Escola Estadual Prof.

Universidade Federal do Rio Grande do Norte Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID/Letras Escola Estadual Prof. Universidade Federal do Rio Grande do Norte Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID/Letras Escola Estadual Prof. José Fernandes Machado Professor Supervisor: Ladmires Carvalho Bolsistas:

Leia mais

Mini-curso. Formação de professores e avaliação: instrumentos para avaliação processual em sala de aula

Mini-curso. Formação de professores e avaliação: instrumentos para avaliação processual em sala de aula Mini-curso Formação de professores e avaliação: instrumentos para avaliação processual em sala de aula Professor responsável Prof. Dr. Daniel Abud Seabra Matos (UFOP) Mariana 2014 2 Prezados/as professores/as,

Leia mais

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 1º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 1º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA Processo de Admissão de Novos Estudantes 2016 Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no 1º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA CONTEÚDOS Efetuar cálculos com números reais envolvendo as operações

Leia mais

REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR

REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR NORMA 1: 1) Domínio da norma padrão da língua portuguesa; Concordância verbo-nominal; Regência verbo-nominal; Acentuação; Ortografia; Pontuação; Flexão

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. O relatório segue padrão ABNT (NBR 14724:2011), como descrito nos próximos itens:

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. O relatório segue padrão ABNT (NBR 14724:2011), como descrito nos próximos itens: NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Os professores e alunos participantes do Programa de Pesquisa e Iniciação Científica deverão apresentar Relatório Final referente às suas atividades,

Leia mais

Guia de Pesquisa na Internet. Bibliotecas Escolares

Guia de Pesquisa na Internet. Bibliotecas Escolares Guia de Pesquisa na Internet Bibliotecas Escolares A Internet constitui a principal tecnologia de informação, comunicação e entretenimento do mundo Este guia tem por objectivo ajudar-te a encontrar, rapidamente,

Leia mais

A CRISE ECONÔMICA NA VISÃO DOS EMPRESÁRIOS

A CRISE ECONÔMICA NA VISÃO DOS EMPRESÁRIOS A CRISE ECONÔMICA NA VISÃO DOS EMPRESÁRIOS Abril 2016 9 em cada 10 empresários acreditam que a crise tem afetado seus negócios O país vem enfrentando, desde o ano passado, uma crise econômica de grandes

Leia mais

1- Objeto de Avaliação

1- Objeto de Avaliação Informação - Prova de Equivalência à Frequência Geografia 3º ciclo do Ensino Básico 2016 1- Objeto de Avaliação As Orientações Curriculares para o 3º ciclo do ensino básico da disciplina de Geografia integram

Leia mais

Os artigos doutrinários devem ter no mínimo 10 e no máximo 40 páginas.

Os artigos doutrinários devem ter no mínimo 10 e no máximo 40 páginas. NORMAS DE FORMATAÇÃO DA REVISTA BRASILEIRA DE ARBITRAGEM (RBA) 1. INFORMAÇÃO GERAL A. A RBA é uma publicação conjunta de Kluwer Law International e do Comitê Brasileiro de Arbitragem B. Os artigos submetidos

Leia mais

Como ajudar o seu filho nas escolhas académicas e profissionais. Ideias para hoje e amanhã

Como ajudar o seu filho nas escolhas académicas e profissionais. Ideias para hoje e amanhã Como ajudar o seu filho nas escolhas académicas e profissionais Ideias para hoje e amanhã Os Pais e a Carreira dos Filhos O futuro profissional dos filhos é uma preocupação natural para todos os pais,

Leia mais

TÓPICOS DA MATRIZ DE REFERÊNCIA DE LÍNGUA PORTUGUESA ENSINO FUNDAMENTAL ( DE ACORDO COM SAEB)

TÓPICOS DA MATRIZ DE REFERÊNCIA DE LÍNGUA PORTUGUESA ENSINO FUNDAMENTAL ( DE ACORDO COM SAEB) TÓPICOS DA MATRIZ DE REFERÊNCIA DE LÍNGUA PORTUGUESA ENSINO FUNDAMENTAL ( DE ACORDO COM SAEB) I. PROCEDIMENTOS DE LEITURA Localizar informações explícitas em um texto. Inferir o sentido de uma palavra

Leia mais