HEMOGRAMA COMPLETO. GRUPO SANGUINEO Data de Coleta: 10/09/2013 Material: Sangue Método: Aglutinação Resultado...: Tipo B ERITOGRAMA:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "HEMOGRAMA COMPLETO. GRUPO SANGUINEO Data de Coleta: 10/09/2013 Material: Sangue Método: Aglutinação Resultado...: Tipo B ERITOGRAMA:"

Transcrição

1 HEMOGRAMA COMPLETO Método: Automação ERITOGRAMA: Referências Hemácias...: 4,47 milhões /mm a 5.20 milhôes/mm3 Hemoglobina...: 14,70 g % 11.7 a 15.7 g% Hematócrito...: 41,6 % 36.0 a 47.0 % Volume Corpuscular Médio (VCM): 93,06 fl 80.0 a fl Hemoglobina Corp. Média (HCM): 32,89 pg 26.0 a 32.0 pg Concentração Hemoglobina (CHCM) 35,34 % 32.0 a 36.0 % RDW...: 13,40 % 12.0 a 17.0 % LEUCOGRAMA: Leucócitos...: 5750 /mm a /mm3 Basófilos...: 1 % 58 /mm3 0 a 1 % 0 a 110/mm3 Eosinófilos...: 1 % 58 /mm3 1 a 5 % 40 a 550/mm3 Mielócitos...: 0 % 0 /mm3 0 a 0 % 0 a 0/mm3 Metamielócitos...: 0 % 0 /mm3 0 a 0 % 0 a 0/mm3 Bastões...: 0 % 0 /mm3 0 a 5 % 0 a 550/mm3 Segmentados...: 66 % 3795 /mm3 40 a 70 % 1600 a 7700/mm3 Linfócitos...: 26 % 1495 /mm3 20 a 40 % 800 a 4400/mm3 Linfócitos atípicos...: 0 % 0 /mm3 0 a 5 % 0 a 550/mm3 Monócitos...: 6 % 345 /mm3 2 a 12 % 80 a 1320/mm3 PLAQUETAS...: 182 mil/mm3 150 a 450 mil/mm3 VPM...: 8,72 fl 7.5 a 9.0 fl Plaquetócrito...: 0,146% 0.18 a 0.29 % PDW...: 17, a GRUPO SANGUINEO Método: Aglutinação Resultado...: Tipo B Página: 1 / 14

2 FATOR RH Método: Aglutinação Resultado: POSITIVO Página: 2 / 14

3 GLICOSE Método: Enzimático (Hexoquinase) Resultado...: 81 mg/dl 70 a 99 mg/dl URÉIA Método: Cinético Enzimático (Urease-GLDH) Resultado:...: 24,7 mg/dl Adultos (18 a 65 anos):até 50 mg/dl Adultos (acima 65 anos):até 71 mg/dl CREATININA Resultado...: 0,5 mg/dl Método: Picrato Alcalino cinético seg. Jaffé Homens: 0,7 a 1,3 mg/dl Mulheres: 0,5 a 1,0 mg/dl ÁCIDO ÚRICO Método: Enzimático (TBHBA) Resultado...: 2,2 mg/dl Feminino Masculino Adulto: 2,3 a 6,1 mg/dl 3,6 a 8,2 mg/dl Crianças: 0 a 1 ano 1,9 a 7,9 mg/dl 1,9 a 7,9 mg/dl 1 a 4 anos 1,7 a 5,1 mg/dl 2,2 a 5,7 mg/dl 5 a 11 anos 3,0 a 6,4 mg/dl 3,0 a 6,4 mg/dl 12 a 14 anos 3,2 a 6,1 mg/dl 3,2 a 7,4 mg/dl 15 a 17 anos 3,2 a 6,4 mg/dl 4,5 a 8,1 mg/dl Página: 3 / 14

4 PERFIL LIPÍDICO Colesterol total.: 174 mg/dl Método: Colorimétrico enzimático Triglicérides...: 47 mg/dl Método:Enzimático HDL colesterol...: 75 mg/dl Método:Colorimétrico enzimático homogênio VLDL Colesterol..: 9 mg/dl LDL Colesterol..: 90 mg/dl Valores de referência: - Idade entre 02 e 19 anos: Lípides Idade (anos) Valores (mg/dl) Desejáveis Limítrofes Aumentados - Colesterol total < a 199 =200 - Colesterol LDL < a 129 =130 - Colesterol HDL < 10 =40 10 a 19 =35 - Triglicérides < 10 =100 > a 19 =130 >130 - Adultos maiores de 20 anos: Lípides Valores (mg/dl) Categoria <200 Ótimo - Colesterol total 200 a 239 Limítrofe =240 Alto <100 Ótimo 100 a 129 Desejável - Colesterol LDL 130 a 159 Limítrofe 160 a 189 Alto =190 Muito alto - Colesterol HDL <40 Baixo =40 Desejável <150 Ótimo - Triglicérides 150 a 199 Limítrofe 200 a 499 Alto =500 Muito alto (Valores estabelecidos pela III Diretriz Brasileira sobre Dislipidemias) Página: 4 / 14

5 TGO - TRANSAMINASE OXALACÉTICA (AST) Resultado...: 15 U/L Método: UV de acordo com IFCC Homens: Até 40 U/L Mulheres: Até 32 U/L TGP - TRANSAMINASE PIRÚVICA (ALT) Resultado...: 16 U/L Método: UV de acordo com IFCC Homens: Até 41 U/L Mulheres: Até 33 U/L FERRO SÉRICO Método: FerroZine Resultado...: 120,0 µg/dl Homens: 59,0 a 158,0 µg/dl Mulheres: 37,0 a 145,0 µg/dl Página: 5 / 14

6 TSH ULTRA SENSÍVEL Resultado:...: 1,33 µui/ml Valor de referência (µui/ml): * Prematuros (28 a 36 semanas): 0,70 a 27,00 Recém nascidos (1 a 4 dias): 1,00 a 39,00 2 a 20 semanas: 1,70 a 9,10 5 meses a 20 anos: 0,70 a 6,40 Adultos: 0,40 a 4,20 Gravidez: 1 trimestre: 0,30 a 4,50 2 trimestre: 0,50 a 4,60 3º trimestre: 0,80 a 5,20 Atenção, nova metodologia para exames liberados a partir de 06/02/2013 Exame realizado no laboratório de apoio DB - Diagnósticos do Brasil T3 - TRIIODOTIRONINA Valor de referência(ng/ml): Resultado...: 1,26 ng/ml * Cordão: 0,05 a 1,41 1 a 3 dias: 1,00 a 7,40 1 a 11 meses: 1,05 a 2,45 1 a 5 anos: 1,05 a 2,69 6 a 10 anos: 0,94 a 2,41 11 a 15 anos: 0,82 a 2,13 16 a 20 anos: 0,80 a 2,10 Adultos 20 a 50 anos: 0,70 a 2,04 50 a 90 anos: 0,40 a 1,81 Gravidez Últimos 5 meses: 1,16 a 2,47 1) Atenção para novo método e novo valor de referência a partir de 05/03/2013. Observação: * Tietz Clinical Guide to Laboratory Tests, 4th Edition Página: 6 / 14

7 T4 LIVRE - TIROXINA LIVRE Resultado:...: 1,04 ng/dl Valor de referência (ng/dl):0,61 a 1,48 ATENÇÃO PARA OS NOVOS VALORES DE REFERÊNCIA A PARTIR DO DIA 08/11/2012 Nota: Atenção, nova metodologia para resultados liberados a partir de 19/02/2013. Exame realizado no laboratório de apoio DB - Diagnósticos do Brasil. PROGESTERONA Valor de referência (ng/ml): Resultado...: 10,72 ng/ml Homens: 0,14 a 2,06 Mulheres com menstruação regular: fase folicular: 0,31 a 1,52 fase lútea: 5,16 a 18,56 Mulheres na pós-menopausa: inferior a 0,78 Mulheres grávidas: 1 trimestre: 4,73 a 50,74 2º trimestre: 19,41 a 45,30 1) Atenção para nova metodologia utilizada a partir de 13/02/ ) Exame realizado no laboratório de apoio DB - Diagnósticos do Brasil FERRITINA Valor de referência(ng/ml): Resultado...: 48,70 ng/ml Homens: 21,81 a 274,66 Mulheres:4,63 a 204,00 Crianças:* Recém natos: 25,0 a 200,0 1 mês: 200,0 a 600,0 2 a 5 meses: 50,0 a 200,0 6 meses a 15 anos: 7,0 a 140,0 Página: 7 / 14

8 ANTI-HAV (Anticorpos Totais) Resultado...: 13,70 Método:QUIMIOLUMINESCÊNCIA Não reagente: < 1.00 Reagente: > ou = ) Atenção para novo método e novo valor de referência a partir de 13/02/2013. ANTI-HAV IgM Resultado...: 0,37 Não reagente: < 0.80 Indeterminado: 0.80 a 1.20 Reagente: > 1.20 Nota: Atenção para nova metodologia a partir de 16/02/2013. Exame realizado no laboratório de apoio DB - Diagnósticos do Brasil HBsAg Resultado...: 0,31 Não reagente: <1,00 Reagente: > ou = 1,00 Nota: Exame realizado no laboratório de apoio DB - Diagnósticos do Brasil. Observação: Obs: Se reagente, a critério clínico, sugere-se realização de exame confirmatório por técnica molecular. Página: 8 / 14

9 ANTI-HBC IgG Resultado...: 0,10 Não reagente: < 1.00 Reagente: > ou = ) Atenção para novo método e novo valor de referência a partir de 25/02/2013. ANTI-HBC IgM Resultado...: 0,05 Não reagente: < 1.00 Reagente: > ou = ) Atenção para novo método e novo valor de referência a partir de 15/02/2013. ANTI-HCV Resultado...: 0,08 Valor de referência(s/co): Não reagente: < 1.00 Reagente: > ou = ) Atenção para novo método e novo valor de referência a partir de 20/02/2013. Página: 9 / 14

10 ANTI-HIV 1 E 2 Método: Quimioluminescência (CLIA) Resultado...: 0,21 Não reagente: < 1.00 Reagente: > ou = ) Atenção para nova metodologia a partir de 06/02/2013. Observação: De acordo com o disposto na Resolução RDC nº 302/ANVISA, de 13 de outubro de 2005 e atendendo a Portaria nº 151, de 14 de outubro de 2009, do Ministério da Saúde. Pesquisa simultânea de Antígenos p24 do HIV e Anticorpos para o HIV-1(grupo M e O) e HIV-2. INTERPRETAÇÃO: AMOSTRA NÃO REAGENTE PARA HIV: O resultado não-reagente não exclui a possibilidade de infecção recente pelo vírus HIV. Há que se considerar o período da "Janela Imunológica". Em caso de suspeita de infecção pelo HIV, uma nova amostra deverá ser coletada 30 dias após a data da coleta da amostra atual. AMOSTRA REAGENTE PARA HIV: Somente será considerado resultado definitivamente reagente quando a amostra reagente para HIV em teste de triagem for reagente por um teste confirmatório. OBSERVAÇÕES: 1) Não existem testes laboratoriais que apresentem 100% de sensibilidade e 100% de especificidade. Em decorrência disso, resultados falso-negativos, falso-positivos ou discrepantes entre os testes distintos podem ocorrer na rotina do laboratório clínico. 2) Esclarecemos ainda que existe a possibilidade de exames falsos positivos para HIV devido à reatividade cruzada com IgM, induzida pela vacina contra H1N1. Esta Nota Técnica substitui a Nota Técnica Nº 02/ GGSTO/DIDBB/ANVISA de 08/03/2010 3) A detecção de anticorpos anti-hiv, em crianças com idade inferior a 18 meses, não caracteriza infecção, devido a possibilidade de transferência de anticorpos maternos anti-hiv pela placenta, sendo necessária a realização de outros testes complementares para a confirmação do diagnóstico.* 4) A interpretação de qualquer resultado laboratorial para pesquisa da presença de infecção pelo HIV requer correlação de dados clínico-epidemiológicos, devendo ser realizada apenas pelo(a) médico(a). *Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento DST/Aids. Página: 10 / 14

11 CHAGAS (TRYPANOSOMA CRUZI) Método: Hemaglutinação Indireta Resultado...: NÃO REAGENTE Não reagente Nota: Informamos que a organização mundial de saúde preconiza o uso de pelo menos dois testes de diferentes metodologias para o diagnóstico laboratorial da doença de chagas. TOXOPLASMOSE IgG, ANTICORPOS Resultado...: 42,30 UI/mL Valor de referência(ui/ml): Não reagente: <1,60 Indeterminado: 1,60 a 2,90 Reagente: > ou = 3,00 1) Atenção para novo método e novo valor de referência a partir de 21/03/2013. TOXOPLASMOSE IgM, ANTICORPOS Resultado...: 0,13 Não reagente: < 0.50 Indeterminado: 0.50 a 0.60 Reagente: > ou = 0.60 Nota: Atenção, nova metodologia a partir de 16/02/2013 Exame realizado no laboratório de apoio DB - Diagnósticos do Brasil. Página: 11 / 14

12 RUBÉOLA IgG, ANTICORPOS ANTI Resultado..: 32,30 UI/mL Valor de referência(ui/ml): Não reagente: 0,01 a 4,9 Indeterminado: 5,0 a 9,9 Reagente: > ou = 10,0 1) Atenção para novo método e novo valor de referência a partir de 27/02/2013. RUBÉOLA IgM, ANTICORPOS ANTI Resultado...: 0,19 Não reagente: < 1.20 Indeterminado: 1.20 a 1.60 Reagente: > ou = ) Atenção para novo método e novo valor de referência a partir de 22/03/2013. CITOMEGALOVIRUS IgG, ANTICORPOS Método:QUIMIOLUMINESCÊNCIA Valor de referência (UA/mL): Resultado...: 151 UA/mL Não reagente: < 6,00 Reagente : > ou = 6,00 1) Atenção para novo método e novo valor de referência a partir de 25/02/2013. Página: 12 / 14

13 CITOMEGALOVIRUS IgM, ANTICORPOS Resultado...: 0,24 Não reagente: < 0.85 Indeterminado: 0.85 a 1.00 Reagente: > ) Atenção para novo método e novo valor de referência a partir de 01/03/2013. Observação: Obs: Em casos com presença de reatividade para IgG e IgM, conforme a indicação clínica, é possível associar avidez de IgG para auxílio de diagnóstico entre infecção primária e pregressa. BRUCELOSE Método: Aglutinação bacteriana (Rosa Bengala) Resultado...: Inferior a 25 UI/mL Até 25 UI/mL Nota: A partir de 15/03/2012, está sendo utilizada nova metodologia com novo valor de referência. No acompanhamento clínico, a comparação de resultados deve ser feita com cautela. ANTICORPOS ANTI HTLV I E II Resultado...: 0,14 Não reagente: Inferior a 1,00 Reagente: Superior ou igual a 1,00 Nota: Exame realizado no laboratório de apoio DB - Diagnósticos do Brasil. OBSERVAÇÃO: Em resultados positivos sugere-se, a critério médico, confirmação por outra metodologia (PCR ou Imuno-blot). VDRL Método: Floculação Não Reagente Resultado...: NÃO REAGENTE NOTA:O Resultado laboratorial indica o estado sorológico do indivíduo e deve ser associado à sua história clínica e/ou epidemiologica. Página: 13 / 14

14 EAS - ELEM. ANORMAIS/SEDIMENTOSCOPIA Data de Coleta: 21/09/2013 Material: Urina Método: Microscopia CARÁC. FÍSICO/QUÍMICO: Valores de referência: Densidade...: ph... 6,0 5,0-8,5 PESQUISAS BIOQUÍMICAS: Proteínas...: Negativo Negativo Glicose...: Negativo Negativo Corpos cetônicos...: Negativo Negativo Hemoglobina...: Negativo Negativo Bilirrubina...: Negativo Negativo Urobilinogênio...: Menor que 1,0 mg/dl Menor que 1,0 mg/dl Nitrito...: Negativo Negativo SEDIMENTOSCOPIA Células epiteliais...: 5 p/c Variável com sexo e idade Piócitos...: 2 p/c Até 6 p/c Flora Bacteriana...: Escassa Escassa Filamentos de Muco...: Escasso Página: 14 / 14

T3 - TRIIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28. T3 LIVRE Coleta: 18/11/2005 06:28. T4 - TETRAIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28

T3 - TRIIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28. T3 LIVRE Coleta: 18/11/2005 06:28. T4 - TETRAIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28 AUTENTICIDADE: 755339 Set.Tecnico Imunoensaio T3 - TRIIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28 Resultado 108.6 ng/dl Referencial: Criancas ate 5 anos 105.0 a 269.0 ng/dl 5 a 10 anos 94.0 a 241.0 ng/dl Maiores

Leia mais

Valores de Referencia (Adultos - Homens) HEMACIAS: 4.85 milhoes/mm3. Relativo (%) /mm3 VR (%) VR (mm3) LEUCOCITOS: 4.400

Valores de Referencia (Adultos - Homens) HEMACIAS: 4.85 milhoes/mm3. Relativo (%) /mm3 VR (%) VR (mm3) LEUCOCITOS: 4.400 Resultados Página: 1/13 HEMOGRAMA ERITROGRAMA Valores de Referencia (Adultos - Homens) HEMACIAS: 4.85 milhoes/mm3 04.50 a 06.10 HEMOGLOBINA: 13.5 g/dl 13.00 a 16.50 HEMATOCRITO: 41.1 % 36.00 a 54.00 VCM:

Leia mais

LABORATORIO NEFRODATA - LIFESYS

LABORATORIO NEFRODATA - LIFESYS HEMOGRAMA COMPLETO 2e7cca4ba4544fca5241caf8039deedb Método: Sistema Automatizado - Citometria de Fluxo ERITROGRAMA Hemoglobina..: 15,0 g/dl 13,5 a 17,5 g/dl Hemácias...: 5,0 milhões/mm³ 4,50 a 5,90 milhões/mm3

Leia mais

Isaac de Melo Xavier Junior Fernando Jose Goncalves Cardoso

Isaac de Melo Xavier Junior Fernando Jose Goncalves Cardoso 535C5710 «$E9T"J0 03.362451.01.41:15 Setor Técnico Urinalise Emissão 03/10/2008 SUMARIO DE URINA Coleta: 03/10/2008 ASPECTOS FÍSICO-QUÍMICOS Valores de referência Cor Amarelo claro Amarelo claro - amarelo

Leia mais

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS. Dúvidas Técnicas: Telefone: PABX (011) 3053-6611 Ramal: 2028

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS. Dúvidas Técnicas: Telefone: PABX (011) 3053-6611 Ramal: 2028 Telefone PABX (011) 3053-6611 e-mail hcor@hcor.com.br Dúvidas Técnicas Telefone PABX (011) 3053-6611 Ramal 2028 EQUIPE CLINIC CHECK UP Num. Pedido 050802886 10/08/2005 060000 Emissão 11/08/2005 135055

Leia mais

HEMOGRAMA COMPLETO Método : Análise realizada por Citometria de fluxo fluorescente e impedância "XE2100-Sysmex" Material: SANGUE TOTAL COM EDTA

HEMOGRAMA COMPLETO Método : Análise realizada por Citometria de fluxo fluorescente e impedância XE2100-Sysmex Material: SANGUE TOTAL COM EDTA Unidade : VICENTE PIRES Página: 1/7 HEMOGRAMA COMPLETO Método : Análise realizada por Citometria de fluxo fluorescente e impedância "XE2100-Sysmex" Material: SANGUE TOTAL COM EDTA Eritrograma Valores de

Leia mais

HEMOGRAMA COMPLETO SERIE VERMELHA

HEMOGRAMA COMPLETO SERIE VERMELHA Histórico de exames desde 1996 Laudo HEMOGRAMA COMPLETO SERIE VERMELHA CONTAGEM DE HEMACIAS : 4,83 m ilhoes/m m 3 DOSAGEM DA HEMOGLOBINA : 14,4 g/dl AVALIACAO DO HEMATOCRITO : 44,4 % VOLUME GLOBULAR MEDIO

Leia mais

Material: Sangue c/edta Método..: Citometria/Automatizado e estudo morfológico em esfregaço corado

Material: Sangue c/edta Método..: Citometria/Automatizado e estudo morfológico em esfregaço corado HEMOGRAMA COMPLETO Material: Sangue c/edta Método..: Citometria/Automatizado e estudo morfológico em esfregaço corado ERITROGRAMA V.R: Homens Mulheres Hemacias em milhoes/mm3...: 5,08 4,5 a 5,9 4,0 a 5,4

Leia mais

HEMOGRAMA COMPLETO ERITOGRAMA:

HEMOGRAMA COMPLETO ERITOGRAMA: HEMOGRAMA COMPLETO Método: Automação ERITOGRAMA: Referências Hemácias...: 4,58 milhões /mm3 4.00 a 5.20 milhôes/mm3 Hemoglobina...: 14,40 g % 11.7 a 15.7 g% Hematócrito...: 41,5 % 36.0 a 47.0 % Volume

Leia mais

Layout de Importação de Resultados de Exames

Layout de Importação de Resultados de Exames Layout de Importação de Resultados de Exames O processo de atualização dos resultados de exames laboratoriais é uma tarefa extensa e exaustiva. Para tal, foi implementada uma rotina no Nefrodata-ACD que

Leia mais

Histórico de exames desde 1996

Histórico de exames desde 1996 Endereço: R Itaipava, 62, Apto 303 - Jd Botanico - Rio de Janeiro - RJ Nascimento: 12/08/1951 (62 anos), Sexo: M: Médico: Luiz Maurino Abreu (RJ-CRM-52355942) Unidade: Leblon - Cid Leblon HEMOGRAMA COMPLETO

Leia mais

HEMOGRAMA COMPLETO Método : Analise realizada por Citometria de fluxo fluorescente e impedância "XE2100-Sysmex" Material: SANGUE TOTAL COM EDTA

HEMOGRAMA COMPLETO Método : Analise realizada por Citometria de fluxo fluorescente e impedância XE2100-Sysmex Material: SANGUE TOTAL COM EDTA Unidade : GAMA LESTE Página: 1/5 HEMOGRAMA COMPLETO Método : Analise realizada por Citometria de fluxo fluorescente e impedância "XE2100-Sysmex" Material: SANGUE TOTAL COM EDTA Eritrograma Resultados Homens

Leia mais

ESTADO DO MATO GROSSO

ESTADO DO MATO GROSSO Folha: 1/12 (As propostas serão abertas para julgamento às 08:30 horas do dia 09/08/2016). Fornecedor: Cidade: Endereço: CNPJ / CPF: Validade da Proposta:......... Estado:...... Inscrição Estadual:......

Leia mais

Parasitológico de Fezes

Parasitológico de Fezes Data de impressão: 03/04/2012 14:52:53 Parasitológico de Fezes Material: Fezes (a fresco) Método: HPJ e Microscopia Ótica Resultado: Análise Macroscópica: - Consistência: Pastosa - Coloração...: Castanho

Leia mais

Layout de Exportação de Solicitações de Exames

Layout de Exportação de Solicitações de Exames Layout de Exportação de Solicitações de Exames Este manual descreve de forma detalhada o arquivo em formato texto, contendo informações sobre as solicitações dos exames dos pacientes, que deverá ser enviado

Leia mais

Layout de Importação de Resultado de Exames

Layout de Importação de Resultado de Exames Nefrodata-ACD Automação para Centros de Hemodiálise Layout de Importação de Resultado de Exames O processo de atualização dos resultados de exames laboratoriais é uma tarefa extensa e exaustiva. Para tal,

Leia mais

Exames de análises clínicas Laboratório Central

Exames de análises clínicas Laboratório Central Exames de análises clínicas Laboratório Central Simples o Ácido úrico sérico o Ácido úrico urinário o Albumina o Amilase (LIQUOR) o Amilase (sérica) o Anti estreptolisina (ASLO) o Antibiograma o Baciloscopia

Leia mais

Urinálise Sedimentoscopia Identificação

Urinálise Sedimentoscopia Identificação Caso Clínico Item EAS04 Paciente masculino, 60 anos, transplantado renal em acompanhamento no ambulatório de pacientes transplantados. Foram solicitados o Exame físico-químico da urina e análise do sedimento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORAÍ ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORAÍ ESTADO DO PARANÁ ATA REFERENTE Á ABERTURA E JULGAMENTO Nº 078/2014 CHAMADA PÚBLICA N 003/2014 Processo. : 146/2014 Chamada Pública n 003/2014 OBJETO DA LICITAÇÃO: Contratação de laboratório para realização de exames clínicos

Leia mais

Layout de Exportação de Resultado de Exames. 1º Grupo. Descrição Tipo Tamanho Obrigatoriedade Valores Possíveis

Layout de Exportação de Resultado de Exames. 1º Grupo. Descrição Tipo Tamanho Obrigatoriedade Valores Possíveis Nefrodata-ACD Automação para Centros de Hemodiálise Layout de Exportação de Resultado de Exames Este manual descreve de forma detalhada o arquivo em formato texto, contendo informações sobre as solicitações

Leia mais

Resultados de Exames. Data do Exame: 16/04/2015. GASOMETRIA VENOSA Método: Potenciometria/Amperometria/Espectrofotometria

Resultados de Exames. Data do Exame: 16/04/2015. GASOMETRIA VENOSA Método: Potenciometria/Amperometria/Espectrofotometria Data do Exame: 16/04/2015 Paciente: CLAUDIA MACEDO Resultados de Exames GASOMETRIA VENOSA Método: Potenciometria/Amperometria/Espectrofotometria ph : 7,37 7,33 a 7,43 po2 : 157 mmhg 30 a 50 mmhg pco2:

Leia mais

HEMOGRAMA COMPLETO Método : Análise realizada por Citometria de fluxo fluorescente e impedância "XE2100-Sysmex" Material: SANGUE TOTAL COM EDTA

HEMOGRAMA COMPLETO Método : Análise realizada por Citometria de fluxo fluorescente e impedância XE2100-Sysmex Material: SANGUE TOTAL COM EDTA Unidade :CRISPIM Página: 1/18 HEMOGRAMA COMPLETO Método : Análise realizada por Citometria de fluxo fluorescente e impedância "XE2100-Sysmex" Material: SANGUE TOTAL COM EDTA Eritrograma Valores de Referência

Leia mais

SÓDIO: 140 meq/l [DATA DA COLETA : 19/11/13 07:00] Método...: Fotometria de chama Vlor. Ref.: 135 a 145 meq/l Material..: sangue

SÓDIO: 140 meq/l [DATA DA COLETA : 19/11/13 07:00] Método...: Fotometria de chama Vlor. Ref.: 135 a 145 meq/l Material..: sangue GLICEMIA DE JEJUM: 115 mg/dl Método...: Enzimático Vlor. Ref.: 65 a 99 mg/dl Material..: Plasma fluoretado RESULTADOS ANTERIORES: 06/09/13 = 110 mg/dl 02/08/13 = 97 mg/dl URÉIA: 32 mg/dl Método...: Enzimático

Leia mais

ANEXO II. 1 HEPATITE B VÍRUS DA HEPATITE B (Hepatitis B Vírus HBV)

ANEXO II. 1 HEPATITE B VÍRUS DA HEPATITE B (Hepatitis B Vírus HBV) ANEXO II ANEXO DA RESOLUÇÃO SESA Nº.../2009 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ALTERAÇÃO DA CAUSA DE REJEIÇÃO DO CÓDIGO 57 (INCONCLUSIVO), PELOS SERVIÇOS DE HEMOTERAPIA NO SHTWEB. 1. Segundo a RDC nº 153 de 14

Leia mais

PORTARIA Nº 3.193/GM DE 24 DEZEMBRO DE 2008.

PORTARIA Nº 3.193/GM DE 24 DEZEMBRO DE 2008. PORTARIA Nº 3.193/GM DE 24 DEZEMBRO DE 2008. Altera a Tabela de s, Medicamentos, Órteses/Próteses e Materiais Especiais do Sistema Único de Saúde SUS. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições

Leia mais

Coombs Indireto Soro Jejum desnecessário Fibrinogênio Plasma Jejum desnecessário Grupo Sangüíneo Sangue total com EDTA e K3 Jejum desnecessário

Coombs Indireto Soro Jejum desnecessário Fibrinogênio Plasma Jejum desnecessário Grupo Sangüíneo Sangue total com EDTA e K3 Jejum desnecessário HEMATOLOGIA: Células LE Sangue sem anticoagulante Jejum desnecessário Coombs Direto Sangue total com EDTA Jejum desnecessário Coombs Indireto Soro Jejum desnecessário Fibrinogênio Plasma Jejum desnecessário

Leia mais

TABELA DE PREÇOS. BIOQUÍMICA SÉRICA VALOR MATERIAL PRAZO Ácidos biliares totais (jejum) 115,00 Soro sanguíneo 5 dias

TABELA DE PREÇOS. BIOQUÍMICA SÉRICA VALOR MATERIAL PRAZO Ácidos biliares totais (jejum) 115,00 Soro sanguíneo 5 dias TABELA DE PREÇOS ANÁLISE CITOLÓGICA VALOR MATERIAL PRAZO Líquidos cavitários (pleural, pericárdico e peritoneal) 100,00 Fluido em tubo seco e EDTA 24 horas Líquor 100,00 Fluido em tubo seco 24 horas Citologia

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Instrumento de convênio que entre si fazem, de um lado a CNPJ nº, com sede social na CEP Nº inscrita no CREMEB-BA sob o Nº, Telefone, Endereço eletrônico, doravante denominado

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Instrumento de convênio que entre si fazem, de um lado a CNPJ nº, com sede social na CEP Nº -inscrita no CREMEB-BA sob o Nº, Telefone ( ), Endereço eletrônico, doravante

Leia mais

Anexo I Relação de exames laboratoriais Pregão presencial nº 20/2015

Anexo I Relação de exames laboratoriais Pregão presencial nº 20/2015 Anexo I Relação de exames laboratoriais Pregão presencial nº 20/2015 ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO DO PROCEDIMENTO VALOR 01 02.02.05.001-7 ANÁLISE DE CARACTERES FÍSICOS, 3,70 ELEMENTOS E SEDIMENTOS NA URINA (EQU)

Leia mais

O CONTROLE DE PRODUTOS PRÉ E PÓS MERCADO E O INSTITUTO NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE EM SAÚDE- INCQS/FIOCRUZ

O CONTROLE DE PRODUTOS PRÉ E PÓS MERCADO E O INSTITUTO NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE EM SAÚDE- INCQS/FIOCRUZ O CONTROLE DE PRODUTOS PRÉ E PÓS MERCADO E O INSTITUTO NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE EM SAÚDE- INCQS/FIOCRUZ INCQS- LINHA DO TEMPO 1954 1978-81 Lei nº 2.187- cria o LCCDM- Laboratório Central de Controle

Leia mais

Sangue: funções gerais

Sangue: funções gerais Sangue Sangue: funções gerais Transporte de nutrientes para órgãos e tecidos; Regulação térmica e hídrica; Transporte de gases para órgãos e tecidos; Defesa do organismo; Coagulação. Componentes do Sangue

Leia mais

LEI N.º 1.713/06, DE 18 DE AGOSTO DE 2006.

LEI N.º 1.713/06, DE 18 DE AGOSTO DE 2006. LEI N.º 1.713/06, DE 18 DE AGOSTO DE 2006. Autoriza chamamento público para credenciamento de serviços de exames laboratoriais e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE PAVERAMA-RS, no uso das

Leia mais

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS UNIDADE FUNCIONAL PATOLOGIA E MEDICINA LABORATORIAL

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS UNIDADE FUNCIONAL PATOLOGIA E MEDICINA LABORATORIAL Emissão: 28/06/2015 às 17:45 Fl.: 1 PROLACTINA Método: ELETROQUIMILUMINESCÊNCIA RESULTADO: 10,3 ng/ml V.R.: Mulher não grávida: 3,0-18,6 ng/ml Homens: 3,7-17,9 ng/ml SÓDIO MATERIAL: SANGUE Método: POTENCIOMÉTRICO

Leia mais

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS UNIDADE FUNCIONAL PATOLOGIA E MEDICINA LABORATORIAL

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS UNIDADE FUNCIONAL PATOLOGIA E MEDICINA LABORATORIAL Emissão: 28/06/2015 às 17:42 Fl.: 1 PROLACTINA Método: ELETROQUIMILUMINESCÊNCIA RESULTADO: 6,9 ng/ml V.R.: Mulher não grávida: 3,0-18,6 ng/ml Homens: 3,7-17,9 ng/ml GLICOSE RESULTADO: 92 mg/dl V.R.: Jejum:

Leia mais

A portaria 29, de 17 de dezembro de 2013 SVS/MS, regulamenta o diagnóstico da infecção pelo HIV, no Brasil.

A portaria 29, de 17 de dezembro de 2013 SVS/MS, regulamenta o diagnóstico da infecção pelo HIV, no Brasil. Aula 3 Base racional da portaria 29 de 17/12/2013 SVS/MS A portaria 29, de 17 de dezembro de 2013 SVS/MS, regulamenta o diagnóstico da infecção pelo HIV, no Brasil. Ao se elaborar uma portaria para normatizar

Leia mais

4. Que outros dados epidemiológicos seriam importantes para o caso?

4. Que outros dados epidemiológicos seriam importantes para o caso? Caso Clínico 1 Identificação - R.E.M.O, 42 anos, feminino, professora, natural dee São Paulo, residente em Belém há vários anos. História da Doença Atual - Procurou atendimento médico emm 15/5/2006, relatando

Leia mais

Programações de Automação Biotécnica Clinline 150

Programações de Automação Biotécnica Clinline 150 Indice ÁCIDO ÚRICO - MONO 3 ALBUMINA 4 α-amilase 5 ALT / TGP 6 AST / TGO 7 BILIRRUBINA DIRETA 8 BILIRRUNINA TOTAL 9 CÁLCIO ASX 10 CÁLCIO 11 CK NAC 12 CK MB 13 CLORO 14 COLESTEROL 15 CREATININA 16 DESIDROGENASE

Leia mais

Tempo de Jejum para realização de Exames

Tempo de Jejum para realização de Exames Tempo de Jejum para realização de Exames Jejum não necessário Amilase, Bilirrubina, Células LE, CKMB, Coombs Direto, Coombs Indireto, CPK, Desidrogenase Lática, Gasometria, Pesquisa de Drepanócitos, Eletroforese

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.242, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2011

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.242, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2011 DOU Nº 1 de 02 de janeiro de 2012 seção 1 págs. 50 a 52 GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.242, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2011 Dispõe sobre o Fluxograma Laboratorial da Sífilis e a utilização de testes rápidos

Leia mais

DISCIPLINA DE PATOLOGIA CLÍNICA I - 5º período CASOS CLÍNICOS. A.A., 68 anos de idade, sexo feminino, natural e residente em Contagem, MG

DISCIPLINA DE PATOLOGIA CLÍNICA I - 5º período CASOS CLÍNICOS. A.A., 68 anos de idade, sexo feminino, natural e residente em Contagem, MG DISCIPLINA DE PATOLOGIA CLÍNICA I - 5º período CASOS CLÍNICOS CASO CLÍNICO 1 A.A., 68 anos de idade, sexo feminino, natural e residente em Contagem, MG HMA: Paciente procura assistência médica com queixas

Leia mais

GESTANTE HIV* ACOMPANHAMENTO PRÉ-NATAL. Profª.Marília da Glória Martins Recomendações do Ministério da Saúde

GESTANTE HIV* ACOMPANHAMENTO PRÉ-NATAL. Profª.Marília da Glória Martins Recomendações do Ministério da Saúde GESTANTE HIV* ACOMPANHAMENTO PRÉ-NATAL Profª.Marília da Glória Martins Recomendações do Ministério da Saúde Abordagem inicial a Os serviços que hoje são considerados porta de entrada para o diagnóstico

Leia mais

Diagnóstico Laboratorial na Doença de Chagas

Diagnóstico Laboratorial na Doença de Chagas Diagnóstico Laboratorial na Doença de Chagas Silvana Maria Eloi Santos Departamento de Propedêutica Complementar Faculdade de Medicina - UFMG Laboratório de Doença de Chagas CPqRR - FIOCRUZ Ministério

Leia mais

DISCIPLINA DE PATOLOGIA CLÍNICA I 5º período CASOS CLÍNICOS. A.A., 68 anos de idade, sexo feminino, natural e residente em Contagem, MG

DISCIPLINA DE PATOLOGIA CLÍNICA I 5º período CASOS CLÍNICOS. A.A., 68 anos de idade, sexo feminino, natural e residente em Contagem, MG DISCIPLINA DE PATOLOGIA CLÍNICA I 5º período CASOS CLÍNICOS CASO CLÍNICO 1 A.A., 68 anos de idade, sexo feminino, natural e residente em Contagem, MG HMA: Paciente procura assistência médica com queixas

Leia mais

Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008

Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008 Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008 Altera a Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses/Próteses e Materiais Especiais do Sistema Único de Saúde - SUS.

Leia mais

ANEXO I CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E ATRIBUIÇÕES CARGO/FUNÇÃO

ANEXO I CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E ATRIBUIÇÕES CARGO/FUNÇÃO EDITAL DE ABERTURA N 006/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA ADMISSÃO POR TEMPO DETERMINADO PARA O DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE SÁUDE. ANEXO I CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E ATRIBUIÇÕES CARGO/FUNÇÃO ENSINO

Leia mais

KATAL. BTS 302 a 310 BioSystems ACIDO URICO. SAC INTERTECK KATAL : (_11) LOCALIDAD...* PUNTO FINAL COM ESTANDAR

KATAL. BTS 302 a 310 BioSystems ACIDO URICO. SAC INTERTECK KATAL : (_11) LOCALIDAD...* PUNTO FINAL COM ESTANDAR ACIDO URICO : mg/dl MODO LECTURA : MONOCROMÁTICA : 546nm TIEMPO ESTABIL. : 1 VOL.ASP. :800 TIPO DE REACCION : CRESCIENTE ESTANDAR : * Reagente de trabalho: Pronto para uso. Estabilidade: 18 meses, se armazenado

Leia mais

Infecções congênitas. Prof. Regia Lira

Infecções congênitas. Prof. Regia Lira Infecções congênitas Prof. Regia Lira 12 de maio de 2015 ADAPTAÇÃO IMUNOLÓGICA MATERNO-FETAL Interpretação de resultados dos imunoensaios: Feto ou necém-nascido: sistema imune em desenvolvimento (fora

Leia mais

Órgão/Entidade : SECRETARIA DA SAUDE Unidade Licitação : FUNDO ESTADUAL DE SAUDE - HOSPITAL GERAL DO ESTADO. Preço Total: Preço Total: Preço Total:

Órgão/Entidade : SECRETARIA DA SAUDE Unidade Licitação : FUNDO ESTADUAL DE SAUDE - HOSPITAL GERAL DO ESTADO. Preço Total: Preço Total: Preço Total: Licitação : PP154/2014 Data e Hora da Entrega das Propostas: 03/10/2014-09:00 Grupo :027-Materiais e Equip. de Uso Hospitalar, Odontológico, Veterinário e de Laboratório Órgão/Entidade : SECRETARIA DA

Leia mais

Exames realizados pela Unidade de Patologia Clínica do HC-UFTM

Exames realizados pela Unidade de Patologia Clínica do HC-UFTM Exames realizados pela Unidade de Patologia Clínica do HC-UFTM SETOR BIOQUÍMICA E HORMÔNIOS- RAMAL: 3318-5546 25 - HIDROXIVITAMINA D ACIDO FOLICO ACIDO URICO ACIDO URICO NA URINA DE 24H ÁCIDO URICO NA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 001/2012

PROCESSO SELETIVO Nº 001/2012 PROCESSO SELETIVO Nº 001/2012 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a contratação de serviços laboratoriais

Leia mais

INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA AGUDA EM CÃES

INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA AGUDA EM CÃES INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA AGUDA EM CÃES Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Hospital Veterinário Universitário Universidade Federal de Santa Maria Quando se suspeita de insuficiência hepática

Leia mais

Anexo Técnico de Acreditação Nº E0009-1 Accreditation Annex nr.

Anexo Técnico de Acreditação Nº E0009-1 Accreditation Annex nr. Tel +351.212 948 21 Fax +351.212 948 22 Anexo Técnico de Acreditação Nº E9-1 A entidade a seguir indicada está acreditada como Laboratório Clínico, segundo a norma NP EN ISO 15189:27 Endereço Address Contacto

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO TIPO UNIDADE QTD

ESPECIFICAÇÃO ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO TIPO UNIDADE QTD 1 30642 KITS PARA ANÁLISES CLÍNICAS 1.1 36005 KIT - DETERMINAÇÃO QUANTITATIVA DE ANTITPO (ANTICORPOS ANTIPEROXIDASE DA TIREÓIDE) TESTE 800 APLICAÇÃO:para determinação quantitativa in vitro de anticorpos

Leia mais

Heterologous antibodies to evaluate the kinetics of the humoral immune response in dogs experimentally infected with Toxoplasma gondii RH strain

Heterologous antibodies to evaluate the kinetics of the humoral immune response in dogs experimentally infected with Toxoplasma gondii RH strain 67 4.2 Estudo II Heterologous antibodies to evaluate the kinetics of the humoral immune response in dogs experimentally infected with Toxoplasma gondii RH strain Enquanto anticorpos anti-t. gondii são

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO PORTARIA PRESI 257

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO PORTARIA PRESI 257 TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO PORTARIA PRESI 257 Dispõe sobre o Exame Periódico de Saúde EPS no âmbito do Tribunal Regional Federal da 1ª Região e das Seções e Subseções Judiciárias vinculadas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00004/2016 (SRP)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00004/2016 (SRP) Pregão Eletrônico MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00004/2016 (SRP) Às 15:20 horas do dia 05 de fevereiro de 2016,

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas Medicina Veterinária Zoonoses. Diagnóstico laboratorial Brucelose TESTE DO 2-MERCAPTOETANOL

Universidade Federal de Pelotas Medicina Veterinária Zoonoses. Diagnóstico laboratorial Brucelose TESTE DO 2-MERCAPTOETANOL Universidade Federal de Pelotas Medicina Veterinária Zoonoses Diagnóstico laboratorial Brucelose TESTE DO 2-MERCAPTOETANOL Teste do 2-ME Confirmativa (infecção crônica) Laboratório credenciado / oficial

Leia mais

EXAMES LABORATORIAIS PROF. DR. CARLOS CEZAR I. S. OVALLE

EXAMES LABORATORIAIS PROF. DR. CARLOS CEZAR I. S. OVALLE EXAMES LABORATORIAIS PROF. DR. CARLOS CEZAR I. S. OVALLE EXAMES LABORATORIAIS Coerências das solicitações; Associar a fisiopatologia; Correlacionar os diversos tipos de exames; A clínica é a observação

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: Tomada de Preços

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: Tomada de Preços EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: Tomada de Preços Processo nº...: 25/11 Modalidade...: Tomada de Preços nº 3/2011 Data de Recebimento dos Envelopes: 17/05/11 Horário...: 09:00 --------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Exames laboratoriais específicos

Exames laboratoriais específicos Exames laboratoriais específicos para o diagnóstico de Dengue. Sônia Conceição Machado Diniz Especialista em diagnóstico laboratorial de doenças tropicais IMT/SP Responsável pelo Serviço de Virologia e

Leia mais

Determinação de parâmetros bioquímicos algumas considerações

Determinação de parâmetros bioquímicos algumas considerações Determinação de parâmetros bioquímicos algumas considerações Como vimos anteriormente, são feitas análises ao sangue porque: papel de transporte através do organismo resposta rápida em termos de flutuações

Leia mais

Nome que consta no Site Nome Correto (conforme Linha de Produtos) Nomes dos arquivos para acrescentar. Anti - HBc --- Anti - HBs ---

Nome que consta no Site Nome Correto (conforme Linha de Produtos) Nomes dos arquivos para acrescentar. Anti - HBc --- Anti - HBs --- Ácido Úrico Uric Acid AFP AFP Albumina 001 Albumina AlfaAmilase a-amilase Amilase 002 Amilase Anti - HBc --- Anti - HBs --- Anti - HCV Anti-HCV Anti-HCV Double Spot Test --- Anti-n-DNA quick teste SLE

Leia mais

RELAÇÃO DE EXAMES REALIZADOS NO IBEx

RELAÇÃO DE EXAMES REALIZADOS NO IBEx 1 Ácido úrico 2 Albumina 3 Alfa 1 glicoproteína ácida 4 Alfa fetoproteína 5 Amilase 6 Androstenediona 7 Anticorpos Anti-HIV I, Western Blot 8 Anticorpos anti-hiv1 + HIV2 (Determinação Conjunta) ELISA 9

Leia mais

Testes sorológicos de triagem para componentes hemoterápicos.

Testes sorológicos de triagem para componentes hemoterápicos. Parecer do Grupo Técnico de Auditoria em Saúde 08/06 Tema: Testes sorológicos de triagem para doenças infecciosas em doadores de sangue I Data: 13/03/2006 II Grupo de Estudo: Dra. Célia Maria da Silva

Leia mais

Hemoglobina. Uma mulher com Hb de 11,5 a vida toda pode ser considerada normal e não anêmica.

Hemoglobina. Uma mulher com Hb de 11,5 a vida toda pode ser considerada normal e não anêmica. 11 de Agosto de 2008. Professor Fernando Pretti. Anemia Abordagem Diagnóstica Definição É a redução, abaixo do normal, da concentração de hemoglobina circulante total. A anemia não é um diagnóstico de

Leia mais

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 SERVIÇO DE CONTROLE EXTERNO DA QUALIDADE - CEQ

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 SERVIÇO DE CONTROLE EXTERNO DA QUALIDADE - CEQ INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 SERVIÇO DE CONTROLE EXTERNO DA QUALIDADE - CEQ O INSTITUTO DE SAÚDE E GESTÃO HOSPITALAR - ISGH, pessoa jurídica de direito privado, associação sem fins lucrativos de

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DOS MARCADORES SOROLÓGICOS DAS HEPATITES VIRAIS

INTERPRETAÇÃO DOS MARCADORES SOROLÓGICOS DAS HEPATITES VIRAIS INTERPRETAÇÃO DOS MARCADORES SOROLÓGICOS DAS HEPATITES VIRAIS Francisco José Dutra Souto Hospital Universitário Júlio Müller Universidade Federal de Mato Grosso 31 de agosto de 2016 UFMT HEPATITES VIRAIS

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N.º 02/2016

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N.º 02/2016 ESTADO DO RIO GARNDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE CRISTAL DO SUL DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N.º 02/2016 CREDENCIAMENTO DE LABORATÓRIOS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS À

Leia mais

O estudo laboratorial da série vermelha é composto de vários testes que serão comentados a seguir. Ele é chamado de eritrograma.

O estudo laboratorial da série vermelha é composto de vários testes que serão comentados a seguir. Ele é chamado de eritrograma. Introdução O hemograma pode ser entendido como o exame do sangue periférico que permite fazer avaliação da série vermelha, série branca (leucócitos), e das plaquetas. Grosso modo, o sangue pode ser conceituado

Leia mais

Procedimentos de coleta de sangue. Práticas de Biomedicina ll Prof: Archangelo Padreca Fernandes

Procedimentos de coleta de sangue. Práticas de Biomedicina ll Prof: Archangelo Padreca Fernandes Procedimentos de coleta de sangue Práticas de Biomedicina ll Prof: Archangelo Padreca Fernandes Fases da realização do exame Fase pré-analítica: 46-68% dos erros. Fase analítica: 7-13% dos erros. Fase

Leia mais

DEFINIÇÃO. quantidade de plaquetas.

DEFINIÇÃO. quantidade de plaquetas. HEMOGRAMA DEFINIÇÃO É o exame mais requisitado pela medicina e nele analisa-se as células sanguíneas. É comum você pegar um laudo dividido em três partes:eritrograma, parte que analisa as células vermelhas

Leia mais

Assunto: Atualização da investigação de caso suspeito de sarampo em João Pessoa/PB - 22 de outubro de 2010

Assunto: Atualização da investigação de caso suspeito de sarampo em João Pessoa/PB - 22 de outubro de 2010 MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE Departamento de Vigilância Epidemiológica Esplanada dos Ministérios, Edifício Sede, 1º andar 70.058-900 Brasília-DF Tel. 3315 2755/2812 NOTA TÉCNICA

Leia mais

CRF-RS. Cartilha Analítica. Comissão de Análises Clínicas 2007

CRF-RS. Cartilha Analítica. Comissão de Análises Clínicas 2007 CRF-RS Cartilha Analítica Comissão de Análises Clínicas 2007 APRESENTAÇÃO A presente Cartilha Analítica foi elaborada pela Comissão Assessora de Análises Clínicas do CRF-RS, gestão 2006/2007, composta

Leia mais

PODER EXECUTIVO LUIZ FABRÍCIO DO RÊGO TORQUATO Prefeito Municipal ZÉLIA MARIA LEITE Vice-Prefeito CPL

PODER EXECUTIVO LUIZ FABRÍCIO DO RÊGO TORQUATO Prefeito Municipal ZÉLIA MARIA LEITE Vice-Prefeito CPL DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO Instituído pela Lei Municipal n 901, de 02 de julh o de 2002. ADMINISTRAÇÃO DO EXMO. SR. PREFEITO LUIZ FABRÍCIO DO REGO TORQUATO ANO XI N 1089 PAU DOS FERROS/RN, Sexta-feira,

Leia mais

TABELA DE CÓDIGOS CONCENTRADO DE HEMÁCIAS

TABELA DE CÓDIGOS CONCENTRADO DE HEMÁCIAS UNIDADE HEMACIAS CONCENTRADO DE HEMÁCIAS TRIAGEM CLÍNICA DE DOADOR COLETA DE SANGUE DE DOADOR 40402045 27020010 PROCESSAMENTO ABO/RH(**) Doador ANTICORPOS IRREGULARES(**) Doador TAXA DE BOLSA PLASTICA

Leia mais

Matriz/Analito. Gram - Esfregaço preparado a partir de crescimento bacteriano, na forma física e digitalizada.

Matriz/Analito. Gram - Esfregaço preparado a partir de crescimento bacteriano, na forma física e digitalizada. Folha: 1 de 19 BACTERIOLOGIA Bacterioscopia BAAR e Gram, identificação e teste de susceptibilidade a antimicrobianos de microrganismos ambulatoriais e hospitalares BAAR - Lâmina com esfregaço prepara com

Leia mais

Manual do Exame Médico

Manual do Exame Médico 1 Manual do Exame Médico Guia completo e atualizado de recomendações sobre a etapa do exame médico em concursos (com foco no concurso da Polícia Federal) Este material não deve ser comercializado em nenhuma

Leia mais

TRATAMENTO DE HEPATITE C CRÔNICA

TRATAMENTO DE HEPATITE C CRÔNICA TRATAMENTO DE HEPATITE C CRÔNICA Departamento de Clínica Médica Disciplina de Gastroenterologia PROTOCOLO DE TRATAMENTO DE HEPATITE C CRÔNICA COM INTERFERON E RIBAVIRINA. INTRODUÇÃO A hepatite C vem sendo

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00033/2014 (SRP)

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00033/2014 (SRP) 14/10/2014 COMPRASNET O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO Pregão Eletrônico CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00033/2014 (SRP) Às 16:20 horas do dia 14

Leia mais

GORDUROSA NÃO ALCOÓLICA LICA DIAGNÓSTICO HELMA PINCHEMEL COTRIM FACULDADE DE MEDICINA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

GORDUROSA NÃO ALCOÓLICA LICA DIAGNÓSTICO HELMA PINCHEMEL COTRIM FACULDADE DE MEDICINA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA DOENÇA A HEPÁTICA GORDUROSA NÃO ALCOÓ DIAGNÓSTICO HELMA PINCHEMEL COTRIM FACULDADE DE MEDICINA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA DOENÇA A HEPÁTICA GORDUROSA NÃO ALCOÓ ESTEATOSE ESTEATO-HEPATITE (NASH) FIBROSE

Leia mais

APLICAÇÕES GOLD ANALISA PARA O QUICK LAB

APLICAÇÕES GOLD ANALISA PARA O QUICK LAB ÁCIDO ÚRICO - PP - Cat. 451 200 Determinações - Volume: 200 ml Técnica de Análise: Seguir as Instruções de Uso do produto. Calibração Para a calibração, usar o (1) do kit ou o Calibrador Gold Analisa Cat.

Leia mais

PORTARIA PRESI 257 - CONSOLIDADA

PORTARIA PRESI 257 - CONSOLIDADA TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO PORTARIA PRESI 257 - CONSOLIDADA Dispõe sobre o Exame Periódico de Saúde EPS no âmbito do Tribunal Regional Federal da 1ª Região e das Seções e Subseções Judiciárias

Leia mais

TÍTULO: DIFERENÇAS DE VOLUME SANGUÍNEO COLETADO E SUA INFLUÊNCIA NO HEMOGRAMA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS

TÍTULO: DIFERENÇAS DE VOLUME SANGUÍNEO COLETADO E SUA INFLUÊNCIA NO HEMOGRAMA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS TÍTULO: DIFERENÇAS DE VOLUME SANGUÍNEO COLETADO E SUA INFLUÊNCIA NO HEMOGRAMA CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: BIOMEDICINA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES

Leia mais

Reconhecida de Utilidade Pública pela Lei nº 4.555/93 - Estado do Piauí

Reconhecida de Utilidade Pública pela Lei nº 4.555/93 - Estado do Piauí PREFEITURA MUNICIPAL DE BAIXA GRANDE DO RIBEIRO - PI Concurso Público Edital n 01/2011 Resultado da análise dos recursos interpostos contra o gabarito preliminar das provas objetivas As bancas examinadoras

Leia mais

Notificações de Tuberculose no Estado do Rio de Janeiro Dados básicos. Notas Técnicas. Origem dos dados

Notificações de Tuberculose no Estado do Rio de Janeiro Dados básicos. Notas Técnicas. Origem dos dados Notificações de Tuberculose no Estado do Rio de Janeiro Dados básicos Notas Técnicas Origem dos dados Os dados disponíveis são oriundos do Sistema de Informação de Agravos de Notificação Sinan, que é alimentado

Leia mais

Relatório de Caso Clínico

Relatório de Caso Clínico UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Faculdade de Veterinária Departamento de Patologia Clínica Veterinária Disciplina de Bioquímica e Hematologia Clínica (VET03121) http://www.ufrgs.br/favet/bioquimica

Leia mais

PCDT / CID 10: M05.0; M05.1**;M05.2**; M05.3; M05.8; M06.0; M06.8; M08.0*

PCDT / CID 10: M05.0; M05.1**;M05.2**; M05.3; M05.8; M06.0; M06.8; M08.0* PCDT / CID 10: M05.0; M05.1**;M05.2**; M05.3; M05.8; M06.0; M06.8; M08.0* 1. Medicamentos DMARDS não Biológicos 1.2. Medicamentos DMARDS Biológicos Azatioprina 50mg, comprimido; Certolizumabe pegol 200mg,

Leia mais

Proposta Programa Saúde Sob Medida Check up diferenciado ABGS

Proposta Programa Saúde Sob Medida Check up diferenciado ABGS Proposta Programa Saúde Sob Medida Check up diferenciado ABGS 1 Informações da proposta Nossa proposta é composta por um Check Up Completo, Check up Feminino e Avaliação Esportiva direcionada aos associados

Leia mais

Orientações para o preenchimento da planilha dos dados de produção de Bancos de Tecidos Músculo-esqueléticos

Orientações para o preenchimento da planilha dos dados de produção de Bancos de Tecidos Músculo-esqueléticos Orientações para o preenchimento da planilha dos dados de produção de Bancos de Tecidos Músculo-esqueléticos 1. Considerações iniciais Estas orientações têm por objetivo instruir os Bancos de Tecidos Músculo-esqueléticos

Leia mais

Solicitação e interpretação de exames bioquímicos: visão do nutricionista

Solicitação e interpretação de exames bioquímicos: visão do nutricionista Solicitação e interpretação de exames bioquímicos: visão do nutricionista Felipe Fedrizzi Donatto Nutricionista CRN3:18.215 (UNIMEP) Mestre em Educação Física (UNIMEP) Doutorando em Biologia Celular (ICB-USP)

Leia mais

INTERPRETAÇÃO CLÍNICA DO HEMOGRAMA

INTERPRETAÇÃO CLÍNICA DO HEMOGRAMA INTERPRETAÇÃO CLÍNICA DO COMPLETO: É a avaliação qualitativa e quantitativa dos elementos do sangue. Alterações fisiológicas podem ocorrer no hemograma por exercícios físicos e refeições gordurosas. Pode

Leia mais

ESTUDO DO PERFIL LIPÍDICO DE INDIVÍDUOS DO MUNICÍPIO DE MIRANDOPOLIS/SP

ESTUDO DO PERFIL LIPÍDICO DE INDIVÍDUOS DO MUNICÍPIO DE MIRANDOPOLIS/SP PALAVRAS-CHAVE Lipídios, Dislipidemias, Lipidograma CONEXÃO ESTUDO DO PERFIL LIPÍDICO DE INDIVÍDUOS DO MUNICÍPIO DE MIRANDOPOLIS/SP Alyne Maia Silva 1 Jéssica Fontoura Junqueira 1 Tatiane Kelly Correa

Leia mais

AVALIAÇÃO BIOQUÍMICA NO IDOSO

AVALIAÇÃO BIOQUÍMICA NO IDOSO C E N T R O U N I V E R S I T Á R I O C AT Ó L I C O S A L E S I A N O A U X I L I U M C U R S O D E N U T R I Ç Ã O - T U R M A 6 º T E R M O D I S C I P L I N A : N U T R I Ç Ã O E M G E R I AT R I A

Leia mais

Raniê Ralph Semio 2. 01 de outubro de 2007. Professor Fernando Pretti. Hemograma Interpretação. O hemograma é um exame complementar muito importante.

Raniê Ralph Semio 2. 01 de outubro de 2007. Professor Fernando Pretti. Hemograma Interpretação. O hemograma é um exame complementar muito importante. 01 de outubro de 2007. Professor Fernando Pretti. Hemograma Interpretação O hemograma é um exame complementar muito importante. Doenças do sangue Anemias Doenças hemorrágicas: hemofilia, cirrosse hepática,

Leia mais

a) Aponte as medidas que deverão ser adotadas com relação aos contactantes. (5,0 pontos)

a) Aponte as medidas que deverão ser adotadas com relação aos contactantes. (5,0 pontos) 01 Concurso Uma adolescente de 17 anos de idade, estudante do ensino médio, chega para atendimento na UPA na segunda feira pela manhã, com relato de febre alta (> 38,5ºC), tosse seca, coriza e hiperemia

Leia mais

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS

BENEFÍCIOS DOS ADVOGADOS ESPÍRITO SANTO SAÚDE CONDIÇÕES Check-Up Hospital da Luz / Clínica Parque dos Poetas / Centro Clínico da Amadora Consultas > 45 anos < 45 anos Menopausa > 38 anos < 38 anos Consulta de Oftalmologia Consulta

Leia mais

ECLIPSE. Indice ÁCIDO ÚRICO 3 ALBUMINA 4

ECLIPSE. Indice ÁCIDO ÚRICO 3 ALBUMINA 4 Indice ÁCIDO ÚRICO 3 ALBUMINA 4 α-amilase 5 BILIRRUBINA DIRETA 6 BILIRRUBINA TOTAL 7 CÁLCIO 8 CÁLCIO AZUL DE METILTIMOL 9 CLORETO 10 COLESTEROL 11 COLESTEROL HDL 12 CREATININA 13 CREATINO KINASE MB (CK-MB)

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17043 PROVEDOR DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA (PEP) PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE LTDA.

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17043 PROVEDOR DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA (PEP) PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE LTDA. Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 8 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO PROVEDOR DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA (PEP) ACREDITAÇÃO N PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE LTDA. PEP 0013 SAÚDE

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARIQUEMES ESTADO DE RONDÔNIA

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARIQUEMES ESTADO DE RONDÔNIA TERCEIRA RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 A Prefeitura Municipal de Ariquemes, no uso de suas atribuições legais resolve tornar pública a terceira retificação do edital de Abertura,

Leia mais