Construção de varandas e terraços. Variantes 1-8

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Construção de varandas e terraços. Variantes 1-8"

Transcrição

1 Construção de vrnds e terrços Vrintes 1-8

2 Construção de vrnds e de terrços Estrutur de construção 1 Construção de pvimentos com Schlüter -DITRA 25 Conjunto impermeável Descoplmento conjunto Compensção d pressão de vpor sobre um superfície inclind com cpcidde de suporte. Schlüter -DITRA 25 é um impermebilizção em conjunto com revestimentos de tijoleir e pedr nturl. Além d função de impermebilizção, Schlüter -DITRA 25 tem função de descoplmento que neutrliz tensões entre bse e o pvimento de tijoleir que ocorrem devido às mudnçs de tempertur. Os restos de humidde d bse (p. ex. betonilh fresc) são drendos trvés d função de compensção d pressão de vpor do Schlüter -DITRA 25. Lje de Betão Armdo Betonilh inclind A condição pr o funcionmento d construção é existênci de um inclinção suficiente (1,5-2%) pr drengem. Schlüter -BARA-RTKEG Perfil de escomento com bordo de gotejmento e dispositivo de retenção pr o sistem de cnis de escomento Schlüter -BARIN. Schlüter -DITRA 25 Lâmin especil de polietileno que cumpre s funções de impermebilizção conjunt, descoplmento conjunto e compensção d pressão de vpor. Schlüter -KERDI-KEBA Fit de vedção em polietileno com geotextil incorpordo que grnte derênci mecânic d col vednte Schlüter -KERDI-COLL pr obter ligções de prede, de membrns e outrs ligções. Schlüter -DILEX-EKE ou -EF Perfil ngulr de um peç pr ligções flexíveis piso/prede de vrnds (pr terrços: Schlüter -DILEX-EK). Schlüter -RONDEC, -JOLLY ou -QUADEC Perfis pr remtes limpos d cerâmic junto o solo. Disponível em muits cores diferentes e com superfícies diferentes. Mteril: ço inoxidável ou lumínio Schlüter -BARIN Sistem de cnis de escomento em lumínio lcdo pr drengem de vrnds e terrços com um sistem completo de cessórios. Colocção de tijoleir de cerâmic ou pedr nturl com rgmss fin hidráulic resistente à águ e o gelo. h A estrutur qui representd pens é válid pr vrnds slientes e terrços rentes o chão (com remtes modificdos). 2 Foto d págin de título : com utorizção d RAK Cermics GmbH

3 Vrintes pr execução de rebordos Schlüter -BARA-RTKEG Schlüter -BARA-RTKEG é um perfil de escomento com topo de gotejmento pr instlr n rgmss de regulrizção pront. O perfil tem um dispositivo de retenção pr fixção do sistem de cnis Schlüter - BARIN. É utilizdo pr estrutur de construção do descoplmento conjunto Schlüter -DITRA 25. Devido o cnto fechdo obtém-se um remte de tijoleir perfeito Schlüter -BARA-RTK Schlüter -BARA-RTK ist ein Rndprofil mit Tropfknte zur Verlegung uf einen fertigen Gefälle estrich. Ds Profil ht eine Aufnhmevorrichtung zur Befestigung des Rinnensystems Schlüter -BARIN. Auf den vertieften Übergng zur Tropfknte knn ein Schlüter -JOLLY ls Abschluss der Fliesenknte verlegt werden. Die Fliesen können ber uch mit Überstnd ufgebrcht werden. Schlüter -BARA-RAK Schlüter -BARA-RAK é um perfil de escomento com bordo de gotejmento pr instlr n rgmss de regulrizção pront. O perfil tem um dispositivo de retenção pr fixção do sistem de cnis Schlüter - BARIN. N pssgem embutid pr o bordo de gotejmento pode ser colocdo um Schlüter -JOLLY como remte dos cntos de cerâmic. A cerâmic tmbém pode, no entnto, ser plicd com sliêncis. Schlüter -BARA-RAM Schlüter -BARA-RAM é um perfil de escomento com topo de gotejmento em lumínio lcdo. É linhdo n zon de escomento no sentido do betão em bruto e serve de nível pr betonilh inclind. Schlüter - BARA-RAM não está previsto pr montgem do sistem de cnis Schlüter -BARIN. No entnto, tl é possível medinte execução de furos com Ø 7 mm. Schlüter -BARA-RW Schlüter -BARA-RW é um perfil de escomento ngulr em ço inoxidável ou lumínio lcdo pr remte ds zons de escomento suspenss em vrnds e terrços. 3

4 Construção de vrnds e de terrços Estrutur de construção 2 Construção de pvimentos com Schlüter -KERDI e -DITRA-DRAIN Impermebilizção conjunt - Drengem conjunt Descoplmento conjunto A estrutur de suporte formd n superfície com inclinção suficiente é protegid contr penetrção de águ com um impermebilizção conjunt Schlüter -KERDI. A drengem conjunt Schlüter -DITRA-DRAIN é plicd n impermebilizção conjunt com rgmss fin. Com Schlüter -DITRA-DRAIN o pvimento de cerâmic plicdo em conjunto é ventildo por bixo em tod superfície, o que cus um secgem/um endurecimento rápido e uniforme d bse de rgmss fin. As tensões que surgem são neutrlizds trvés d função de descoplmento de Schlüter -DITRA-DRAIN. Lje de Betão Armdo Betonilh inclind A condição pr o funcionmento d construção é existênci de um inclinção suficiente (1,5-2%) pr drengem. Schlüter -BARA-RTKE Perfil de escomento com bordo de gotejmento e dispositivo de retenção pr o sistem de cnis de escomento Schlüter -BARIN. Atrvés ds berturs é grntid um secção de drengem e ventilção suficientemente grnde. As fends de drengem devem ser mntids berts! Schlüter -KERDI Impermebilizção conjunt em polietileno. Colgem ds junts com col vednte Schlüter -KERDI-COLL Schlüter -KERDI-KEBA Fit de vedção em polietileno com geotextil incorpordo que grnte derênci mecânic d col vednte Schlüter -KERDI-COLL pr obter ligções de prede, de membrns e outrs ligções. Schlüter -DITRA-DRAIN 4 Lâmin de drengem conjunt de polietileno, colocd em rgmss de cmd fin, com s funções de impermebilizção conjunt, ventilção por bixo e descoplmento conjunto. b Schlüter -DITRA-DRAIN 8 Lâmin de drengem conjunt especil pr grndes superfícies e construções de escds. Schlüter -DILEX-EKE ou -EF Perfil ngulr de um peç pr ligções flexíveis piso/prede de vrnds (pr terrços: Schlüter -DILEX-EK). Tijoleirs de remte Schlüter -BARIN Sistem de cnis de escomento em lumínio lcdo pr drengem de vrnds e terrços com um sistem completo de cessórios. Tijoleirs de cerâmic/cerâmic comprimid ou pedr nturl Colocção mesmo tmnhos grndes - com rgmss fin hidráulic resistente à águ e às lterções climátics. Espessur do revestimento 8 mm b Adequdo pr suplementos de grnde formto Estrutur de construção sobre çoteis A estrutur qui representd pens é válid pr vrnds slientes e terrços rentes o chão (com remtes modificdos). 4

5 Vrintes Schlüter -DITRA-DRAIN Schlüter -DITRA-DRAIN é um drengem conjunt segur e de efeito durdouro com cpilres de pssgem. A plicção é efectud n rgmss sobre o conjunto impermeável Schlüter -KERDI, ou outro conjunto impermeável dequdo, plicdo sobre inclinção. Schlüter -DITRA-DRAIN 8 Schlüter -DITRA-DRAIN 4 Schlüter -DITRA-DRAIN 8 Schlüter -DITRA-DRAIN 4 Schlüter -KERDI Schlüter -KERDI é um membrn de impermebilizção de polietileno, que está revestid de mbos os ldos com um velo com geotextil incorpordo em mbs s fces que grnte derânci mecânic do cimento col. Est é especilmente indicd pr impermebilizções em conjunto com revestimentos de cerâmic junto à prede e o solo. Schlüter -BARA-RTKE Schlüter -BARA-RTKE é um perfil de escomento com bordo de gotejmento pr colocção num solho pronto inclindo. O perfil tem um dispositivo de retenção pr fixção do sistem de cnis Schlüter -BARIN. O perfil Schlüter -BARA-RTKE é prticulrmente dequdo pr estruturs de construção com drengem conjunt chlüter -DITRA-DRAIN. Devido o cnto perfurdo obtém-se um remte de tijoleir perfeito. As fends de drengem devem ser mntids berts! Schlüter -BARA-RW Schlüter -BARA-RW é um perfil de escomento ngulr em ço inoxidável ou lumínio lcdo pr remte ds zons de escomento suspenss em vrnds e terrços. Deve ser observd possibilidde de escomento! Schlüter -BARA-RT Schlüter -BARA-RT ist é um perfil de escomento em T em lumínio lcdo pr remte ds zons de escomento livres em vrnds e terrços. O ldo do remte superior cobre o bordo do revestimento, o inferior form um bordo de gotejmento e cobre junt n drengem conjunt Schlüter -DITRA-DRAIN. Deve ser observd possibilidde de escomento! 5

6 Construção de vrnds e de terrços Estrutur de construção 3 Construção de pvimentos com Schlüter -TROBA-PLUS, Schlüter -BEKOTEC-DRAIN e Schlüter -DITRA-DRAIN Impermebilizção Cmd de distribuição de bix espessur - Drengem conjunt Descoplmento conjunto A estrutur de suporte tem de ser formd com um superfície inclind e é protegid contr penetrção de águ por um impermebilizção segundo norm DIN Entre impermebilizção e cmd de distribuição de crg (betonilh em cimento) coloc-se Schlüter - TROBA-PLUS como drengem pr águ infiltrd. A cmd de distribuição de crg é executd de form fin no Schlüter -BEKOTEC- DRAIN. Entre betonilh e o pvimento de tijoleir é plicd drengem conjunt com cpilres de pssgem Schlüter -DITRA-DRAIN em rgmss fin. Assim consegue-se um ventilção por bixo em tod superfície do pvimento o que lev um secgem/um endurecimento rápido e uniforme d rgmss fin. As tensões que surgem são neutrlizds trvés d função de descoplmento de Schlüter -DITRA-DRAIN. Lje de Betão Armdo Betonilh inclind A condição pr o funcionmento d construção é existênci de um inclinção suficiente (1,5-2%) pr drengem. Schlüter -BARA-RTK Perfil de escomento com bordo de gotejmento e dispositivo de retenção pr o sistem de cnis de escomento Schlüter -BARIN. c Impermebilizção de construções segundo norm DIN d Schlüter -TROBA-PLUS Drengem de superfícies com cpilres de pssgem pr drengem eficz de águ infiltrd e ventilção por bixo em tod superfície. Observr possibilidde de drengem! e Schlüter -BEKOTEC-DRAIN Cmd de distribuição de bix espessur como sistem pr betonilhs flutuntes sem fissurs e funcionis. (Betonilh de cimento CT C25 F4 ou rgmss de grnuldo). Schlüter -DITRA-DRAIN 4 Lâmin de drengem conjunt de polietileno, colocd em rgmss de cmd fin, com s funções de impermebilizção conjunt, ventilção por bixo e descoplmento conjunto. b Schlüter -DITRA-DRAIN 8 Lâmin de drengem conjunt especil pr grndes superfícies e construções de escds. g Schlüter -KERDI-KEBA Fit de vedção em polietileno com geotextil incorpordo que grnte derênci mecânic d col vednte Schlüter -KERDI-COLL pr obter ligções de prede, de membrns e outrs ligções. h Schlüter -DILEX-EKE ou -EF Perfil ngulr de um peç pr ligções flexíveis piso/prede de vrnds (pr terrços: Schlüter -DILEX-EK ou -RF). i Schlüter -RONDEC, JOLLY ou -QUADEC Perfis pr remtes limpos d cerâmic junto o solo. Disponível em muits cores diferentes e com superfícies diferentes. Mteril: ço inoxidável ou lumínio j Schlüter -BARA-RT Perfil de escomento com ldo de remte e bordo de escomento. k Schlüter -BARIN Sistem de cnis de escomento em lumínio lcdo pr drengem de vrnds e terrços com um sistem completo de cessórios. Tijoleirs de cerâmic/cerâmic comprimid ou pedr nturl Colocção mesmo tmnhos grndes - com rgmss fin hidráulic resistente à águ e às lterções climátics g h i k Adequdo pr suplementos de grnde formto j A estrutur qui representd pens é válid pr vrnds slientes e terrços rentes o chão (com remtes modificdos). As estruturs de construção de çoteis têm de ser executds com um isolmento e respectiv impermebilizção em conformidde com s norms em vigor. 6

7 Vrintes pr execução de rebordos Schlüter -TROBA-PLUS Schlüter -TROBA-PLUS é um drengem de superfícies de efeito durdouro que rompe os cpilres e evcu águ de form segur. Os nós em form de cones truncdos estreitos são ltmente resistentes e estão cobertos com um velo forrdo permeável à águ. Estes nós elevm o revestimento em tod superfície, formndo um zon de drengem uniforme. Deve ser observd possibilidde de escomento! Schlüter -BEKOTEC-DRAIN Schlüter -BEKOTEC-DRAIN é técnic de construção segur de pvimentos, como sistem pr betonilhs flutuntes e betonilhs exteriores sem fissurs e funcionis com revestimentos cerâmicos e em pedr nturl. Schlüter -DITRA-DRAIN Schlüter -DITRA-DRAIN é um drengem conjunt segur e de efeito durdouro com cpilres de pssgem. A plicção é efectud n rgmss sobre o conjunto impermeável Schlüter -KERDI, ou outro conjunto impermeável dequdo, plicdo sobre inclinção. Schlüter -BARA-RT Schlüter -BARA-RT é um perfil de escomento em T em lumínio lcdo pr remte ds zons de escomento livres em vrnds e terrços. O ldo do remte superior cobre o bordo do revestimento, o inferior form um bordo de gotejmento e pode cobrir junt n drengem de superfícies Schlüter -TROBA-PLUS. Deve ser observd possibilidde de escomento! Schlüter -BARA-RW Schlüter -BARA-RW é um perfil de escomento ngulr em ço inoxidável ou lumínio lcdo pr remte ds zons de escomento suspenss em vrnds e terrços. Deve ser observd possibilidde de escomento! 7

8 Construção de vrnds e de terrços Estrutur de construção 4 Construção de pvimentos com Schlüter -TROBA-PLUS 8G e Schlüter -BEKOTEC-DRAIN Impermebilizção Drengem de superfícies Construção de pvimentos bix espessur Argmss de grnuldo A estrutur de suporte tem de ser formd com um superfície inclind e é protegid contr penetrção de águ por um impermebilizção segundo norm DIN Entre impermebilizção e cmd de distribuição de crg (betonilh em cimento) coloc-se Schlüter -TROBA-PLUS 8G como drengem de superfícies pr águ infiltrd. A cmd de distribuição de crg de rgmss de grnuldo é executd de form bix espessur no Schlüter -BEKOTEC-DRAIN. O pvimento de tijoleir é plicdo fresco n bse de rgmss fresc. Lje de Betão Armdo Betonilh inclind A condição pr o funcionmento d construção é existênci de um inclinção suficiente (1,5-2%) pr drengem. Schlüter -BARA-RTK Perfil de escomento com bordo de gotejmento e dispositivo de retenção pr o sistem de cnis de escomento Schlüter -BARIN. c Impermebilizção de construções segundo norm DIN d Schlüter -TROBA-PLUS 8G Drengem de superfícies com cpilres de pssgem e com tecido de rede pr o escomento eficz de águ infiltrd e ventilção por bixo em tod superfície. e Schlüter -BEKOTEC-DRAIN Argmss fin, como sistem pr pvimentos de tijoleir e pedr nturl sem fissurs e funcionis, plicd fresc com um cmd de contcto n bse de rgmss de cimento ou de grnuldo e com elevd permebilidde à águ. f Schlüter -KERDI-KEBA Fit de vedção em polietileno com geotextil incorpordo que grnte derênci mecânic d col vednte Schlüter -KERDI-COLL pr obter ligções de prede, de membrns e outrs ligções. g Schlüter -RONDEC, JOLLY ou -QUADEC Perfis pr remtes limpos d cerâmic junto o solo. Disponível em muits cores diferentes e com superfícies diferentes. Mteril: ço inoxidável ou lumínio h Schlüter -BARA-RT Perfil de escomento com ldo de remte e bordo de escomento. Observr possibilidde de drengem. i Schlüter -BARIN Sistem de cnis de escomento em lumínio lcdo pr drengem de vrnds e terrços com um sistem completo de cessórios. Tijoleir de cerâmic ou plcs de pedr nturl Aplicção fresc n cmd de distribuição de crg. f e g i h A estrutur qui representd pens é válid pr vrnds slientes e terrços rentes o chão (com remtes modificdos). As estruturs de construção de çoteis têm de ser executds com um isolmento e respectiv impermebilizção em conformidde com s norms em vigor. 8

9 Vrintes pr execução de rebordos Schlüter -TROBA-PLUS 8G Schlüter -TROBA-PLUS-G é um drengem de superfícies de efeito durdouro que rompe os cpilres e evcu águ de form segur. Os nós em form de cones truncdos estreitos são ltmente resistentes e estão cobertos com um tecido de rede forrdo permeável à águ. Estes nós elevm o revestimento em tod superfície, formndo um zon de drengem uniforme. Schlüter -TROBA-PLUS 8G é especilmente dequdo pr combinção com betonilhs de drengem. Schlüter -BEKOTEC-DRAIN Schlüter -BEKOTEC-DRAIN é técnic de construção segur de pvimentos, como sistem pr betonilhs flutuntes e betonilhs exteriores sem fissurs e funcionis com revestimentos cerâmicos e em pedr nturl. Schlüter -BARA-RT Schlüter -BARA-RT é um perfil de escomento em T em lumínio lcdo pr remte ds zons de escomento livres em vrnds e terrços. O ldo do remte superior cobre o bordo do revestimento, o inferior form um bordo de gotejmento e pode cobrir junt n drengem de superfícies Schlüter -TROBA-PLUS 8G. Deve ser observd possibilidde de escomento! Schlüter -BARA-RKLT Schlüter -BARA-RKLT é um perfil de escomento com orifícios de drengem em lumínio lcdo. Tmbém é dequdo pr ljes de grnde formto. BARA-RLKT possui um câmr de perfil em T pr fixção do sistem de cnis Schlüter -BARIN. As fends de drengem devem ser mntids berts! Schlüter -BARA-RKL Schlüter -BARA-RKL é um perfil de escomento ngulr com orifícios de drengem em lumínio lcdo. É indicdo pr ljes de grnde formto, que são colocds, à escolh, sobre sibro/grvilh solt ou poios sobrelevdos. As fends de drengem devem ser mntids berts! 9

10 Construção de vrnds e de terrços Estrutur de construção 5 Construção de pvimentos com Schlüter -TROBA-PLUS e Schlüter -DITRA-DRAIN Impermebilizção - Drengem - Cmd de distribuição de crg - Drengem conjunt - Descoplmento conjunto A estrutur de suporte tem de ser formd com um superfície inclind e é protegid contr penetrção de águ por um impermebilizção d construção segundo norm DIN Entre impermebilizção e cmd de distribuição de crg (betonilh em cimento) coloc-se Schlüter -TROBA-PLUS como drengem pr águ infiltrd. As diferentes diltções dos mteriis entre cerâmic/pedr nturl e o solho em cimento, originds pels mudnçs de tempertur, são neutrlizds trvés d função de descoplmento de Schlüter -DITRA-DRAIN, que se coloc sobre o solho em cimento. Lje de Betão Armdo Betonilh inclind A condição pr o funcionmento d construção é existênci de um inclinção suficiente (1,5-2%) pr drengem. Schlüter -BARA-RTK Perfil de escomento com bordo de gotejmento e dispositivo de retenção pr o sistem de cnis de escomento Schlüter -BARIN. Impermebilizção de construções segundo norm DIN Fit de isolmento de bordo Schlüter -TROBA-PLUS Lâmin de drengem pr um drengem durdour de águ infiltrd. Schlüter -BARA-RW Perfil de escomento ngulr. Cmd de distribuição de crg (betonilh) Schlüter -DITRA-DRAIN 4 Lâmin de drengem conjunt de polietileno, colocd em rgmss de cmd fin, com s funções de impermebilizção conjunt, ventilção por bixo e descoplmento conjunto. b Schlüter -DITRA-DRAIN 8 Lâmin de drengem conjunt especil pr grndes superfícies e construções de escds. Schlüter -KERDI-KEBA Fit de vedção em polietileno com geotextil incorpordo que grnte derênci mecânic d col vednte Schlüter -KERDI-COLL pr obter ligções de prede, de membrns e outrs ligções. Schlüter -DILEX-EKE ou -EF Perfil ngulr de um peç pr ligções flexíveis piso/prede de vrnds (pr terrços: Schlüter -DILEX-EK). Schlüter -RONDEC/ -JOLLY ou -QUADEC pr remtes limpos d cerâmic junto o solo. Disponível em muits cores diferentes e com superfícies diferentes. Mteril: ço inoxidável ou lumínio Schlüter -BARIN Sistem de cnis de escomento em lumínio lcdo pr drengem de vrnds e terrços com um sistem completo de cessórios m Tijoleir de cerâmic ou plcs de pedr nturl Colocção mesmo tmnhos grndes - com rgmss fin hidráulic resistente à águ e às lterções climátics. Brreir contr o vpor segundo norm DIN Isolmento ESTRUTURA DE CONSTRUÇÃO 5 A 5 A: ESTRUTURA SEM ISOLAMENTO COM IMPERMEABILIZAÇÃO ESTRUTURA DE CONSTRUÇÃO 5 B ESTRUTURA DE CONSTRUÇÃO 5 A S O B R E A Ç O T E I A S Adequdo pr suplementos de grnde formto 5A: MONTAGEM SEM ISOLAMENTO COM IMPERMEABILIZAÇÃO 5B: MONTAGEM COM ISOLAMENTO TÉRMICO E IMPERMEABILIZAÇÃO 10

11 Vrintes pr execução de rebordos Schlüter -TROBA-PLUS Schlüter -TROBA-PLUS é um drengem de superfícies de efeito durdouro que rompe os cpilres e evcu águ de form segur. Os nós em form de cones truncdos estreitos são ltmente resistentes e estão cobertos com um velo forrdo permeável à águ. Estes nós elevm o revestimento em tod superfície, formndo um zon de drengem uniforme. Deve ser observd possibilidde de escomento! Schlüter -DITRA-DRAIN Schlüter -DITRA-DRAIN é um drengem conjunt segur e de efeito durdouro com cpilres de pssgem. A plicção é efectud n rgmss sobre o conjunto impermeável Schlüter -KERDI, ou sobre outro conjunto impermeável dequdo plicdo sobre inclinção. Schlüter -BARA-RT Schlüter -BARA-RT é um perfil de escomento em T em lumínio lcdo pr remte ds zons de escomento livres em vrnds e terrços. O ldo do remte superior cobre o bordo do revestimento, o inferior form um bordo de gotejmento e pode cobrir junt n drengem de superfícies Schlüter -TROBA-PLUS. Deve ser observd possibilidde de escomento! Schlüter -BARA-RW Schlüter -BARA-RW é um perfil de escomento ngulr em ço inoxidável ou lumínio lcdo pr remte ds zons de escomento suspenss em vrnds e terrços. Deve ser observd possibilidde de escomento! 11

12 Construção de vrnds e de terrços Estrutur de construção 6 Colocção solt sobre Schlüter -Trob-Stelz-dr e Schlüter -Trob-Plus 8G Impermebilizção Drengem de superfícies Pontos de rgmss fin A estrutur de suporte tem de ser formd com um superfície inclind e é protegid contr penetrção de águ por um impermebilizção d construção segundo norm DIN ou, em lterntiv, com Schlüter -KERDI. Sobre impermebilizção é plicd drengem de superfícies resistente à pressão Schlüter -TROBA-PLUS 8G pr o escomento d águ infiltrd e como cmd de suporte pr ljets monobloco. Além disso, Schlüter -TROBA-PLUS 8G cri cmd de seprção e protecção d impermebilizção. As ljets são plicds nos pontos de cruzmento ds junts (e consonte crg tmbém n zon meio ds ljets) em superfícies definids de rgmss fin efectuds sobre os néis de fixção reutilizáveis Schlüter -TROBA-STELZ-DR. Lje de Betão Armdo Betonilh inclind A condição pr o funcionmento d construção é existênci de um inclinção suficiente (1,5-2%) pr drengem. Schlüter -BARA-RKLT Perfil de escomento ngulr com berturs de drengem pr ljets solts. As fends de drengem devem ser mntids berts! Impermebilizção de construções segundo norm DIN Alterntiv: Impermebilizção com Schlüter -KERDI d Schlüter -TROBA-PLUS 8G Lâmin de drengem pr um drengem durdour de águ infiltrd, protegendo simultnemente impermebilizção. Observr possibilidde de drengem. e Schlüter -TROBA-STELZ-DR Anéis de cofrgem pr rgmss de cmd fin sobre Schlüter -TROBA-PLUS 8G. Podem ficr como cofrgem perdid ou ser reutilizdos. f Fit de isolmento de bordo g Schlüter -KERDI-KEBA Fit de vedção em polietileno com geotextil incorpordo que grnte derênci mecânic d col vednte Schlüter -KERDI-COLL pr obter ligções de prede, de membrns e outrs ligções. h Plcs monobloco de grnde formto Ljets de betão, ljets de pedr nturl e peçs em cerâmic. i Schlüter -BARIN Sistem de cnis de escomento em lumínio lcdo pr drengem de vrnds e terrços com um sistem completo de cessórios. j Schlüter -RONDEC/ -JOLLY ou -QUADEC Perfis pr remtes limpos d cerâmic junto o solo. Disponível em muits cores diferentes e com superfícies diferentes. Mteril: ço inoxidável ou lumínio f j e d i b A estrutur qui representd pens é válid pr vrnds slientes e terrços rentes o chão (com remtes modificdos). As estruturs de construção de çoteis têm de ser executds com um isolmento e respectiv impermebilizção em conformidde com s norms em vigor. 12

13 Vrintes pr execução de rebordos Schlüter -TROBA-STELZ-DR Schlüter -TROBA-STELZ-DR são néis de cofrgem pr rgmss de cmd fin sobre Schlüter - TROBA-PLUS 8G. Depois d plicção d rgmss de cmd fin, os néis podem ficr como cofrgem perdid ou ser retirdos e reutilizdos. Schlüter -TROBA-PLUS 8G Schlüter -TROBA-PLUS 8G é um drengem de superfícies de efeito durdouro que rompe os cpilres e evcu águ de form segur. Os nós em form de cones truncdos estreitos são ltmente resistentes e estão cobertos com um tecido de rede forrdo permeável à águ. Estes nós elevm o revestimento em tod superfície, formndo um zon de drengem uniforme. Schlüter -BARA-RKLT Schlüter -BARA-RKLT é um perfil de escomento com orifícios de drengem em lumínio lcdo. É indicdo pr ljets de grnde formto, que são colocdos, à escolh, sobre sibro/grvilh solt ou poios sobrelevdos. BARA-RLKT possui um câmr de perfil em T pr fixção do sistem de cnis Schlüter -BARIN. As fends de drengem devem ser mntids berts! Schlüter -BARA-RK Schlüter -BARA-RK é um perfil de remte em T. O ldo do remte nterior tem um ldo de gotejmento relçdo que cobre junt pr drengem de superfícies Schlüter -TROBA-PLUS 8G. Deve ser observd possibilidde de escomento! Schlüter -BARA-RT Schlüter -BARA-RT é um perfil de escomento em T em lumínio lcdo pr remte ds zons de escomento livres em vrnds e terrços. O ldo do remte superior cobre o bordo do revestimento, o inferior form um bordo de gotejmento e cobre, eventulmente, junt pr drengem de superfícies Schlüter -TROBA-PLUS 8G. Deve ser observd possibilidde de escomento! 13

14 Construção de vrnds e de terrços Estrutur de construção 7 Colocção solt sobre néis de rgmss Schlüter -TROBA-STELZ Impermebilizção Drengem de superfícies Apoios sobrelevdos de rgmss A estrutur de suporte tem de ser formd com um superfície inclind e é protegid contr penetrção de águ por um impermebilizção d construção segundo norm DIN Sobre impermebilizção coloc-se Schlüter -TROBA-PLUS 8G. Schlüter - TROBA-STELZ-MR são néis de plástico que servem como poio n colocção de ljets de grnde formto em vrnds e terrços. Os néis de plástico de 25 mm de ltur são preenchidos nos pontos de cruzmento ds junts com rgmss onde são depois colocds s ljets. Lje de Betão Armdo Betonilh inclind A condição pr o funcionmento d construção é existênci de um inclinção suficiente (1,5-2%) pr drengem. Schlüter -BARA-RKLT Perfil de escomento ngulr com berturs de drengem pr ljets solts. As fends de drengem devem ser mntids berts! Impermebilizção de construções segundo norm DIN d Schlüter -TROBA-PLUS 8G Lâmin de drengem pr um drengem durdour de águ infiltrd, protegendo simultnemente impermebilizção. e Schlüter -TROBA-STELZ-MR Anéis de plástico em polietileno pr o enchimento posterior com rgmss fresc f Fit de isolmento de bordo g Schlüter -KERDI-KEBA Fit de vedção em polietileno com geotextil incorpordo que grnte derênci mecânic d col vednte Schlüter -KERDI-COLL pr obter ligções de prede, de membrns e outrs ligções. h Plcs monobloco de grnde formto Ljets de betão, ljets de pedr nturl e peçs em cerâmic. i Schlüter -BARIN Sistem de cnis de escomento em lumínio lcdo pr drengem de vrnds e terrços com um sistem completo de cessórios. j Schlüter -RONDEC/ -JOLLY ou -QUADEC Perfis pr remtes limpos d cerâmic junto o solo. Disponível em muits cores diferentes e com superfícies diferentes. Mteril: ço inoxidável ou lumínio j A estrutur qui representd pens é válid pr vrnds slientes e terrços rentes o chão (com remtes modificdos). As estruturs de construção de çoteis têm de ser executds com um isolmento e respectiv impermebilizção em conformidde com s norms em vigor. 14

15 Vrintes pr execução de rebordos Schlüter -TROBA-STELZ Schlüter -TROBA-STELZ-MR serve como cofrgem pr fbricção de poios sobrelevdos em rgmss pr plicção de ljets em vrnds e terrços. O mteril não podrece, é fisiologicmente inofensivo e suport betuminosos. Os néis Schlüter -TROBA-STELZ podem ser unidos medinte um encixe telescópico, de modo obter sem qulquer problem um juste em ltur do revestimento, independentemente d inclinção locl d bse. Schlüter -TROBA-PLUS 8G Schlüter -TROBA-PLUS 8G é um drengem de superfícies de efeito durdouro que rompe os cpilres e evcu águ de form segur. Os nós em form de cones truncdos estreitos são ltmente resistentes e estão cobertos com um tecido de rede forrdo permeável à águ. Estes nós elevm o revestimento em tod superfície, formndo um zon de drengem uniforme. Deve ser observd possibilidde de escomento! Schlüter -BARA-RKLT Schlüter -BARA-RKLT é um perfil de escomento com orifícios de drengem em lumínio lcdo. É indicdo pr ljets de grnde formto, que são colocdos, à escolh, sobre sibro/grvilh solt ou poios sobrelevdos. BARA-RLKT possui um câmr de perfil em T pr fixção do sistem de cnis Schlüter -BARIN. As fends de drengem devem ser mntids berts! Schlüter -BARA-RKL Schlüter -BARA-RKL é um perfil de escomento com orifícios de drengem em lumínio lcdo. É indicdo como remte de bordo pr vrnds e terrços com ljes de grnde formto, que são colocdos, à escolh, sobre sibro/grvilh solt ou poios sobrelevdos. As fends de drengem devem ser mntids berts! Schlüter -BARA-RWL Schlüter -BARA-RWL é um perfil de escomento ngulr com orifícios de drengem em lumínio lcdo. É indicdo como remte de bordo pr vrnds e terrços com ljes de grnde formto, que são colocdos, à escolh, sobre em sibro/grvilh solt ou poios sobrelevdos. As fends de drengem devem ser mntids berts! 15

16 Construção de vrnds e de terrços Estrutur de construção 8 Colocção solt sobre Schlüter -TROBA em sibro/grvilh Impermebilizção Drengem de superfícies Sibro/grvilh A estrutur de suporte tem de ser formd com um superfície inclind e é protegid contr penetrção de águ por um impermebilizção d construção segundo norm DIN Entre impermebilizção e cmd de sibro ou grvilh é plicdo Schlüter - TROBA como cmd de protecção e seprção d impermebilizção. Est cmd protege impermebilizção contr dnos mecânicos e impede o ssentr ds pedrinhs de sibro/grvilh. Atrvés d função de drengem, águ infiltrd é escod de form rápid e segur, de modo que não se poss formr betão de gelo. Lje de Betão Armdo Betonilh inclind A condição pr o funcionmento d construção é existênci de um inclinção suficiente (1,5-2%) pr drengem. Schlüter -BARA-RKLT Perfil de escomento ngulr com berturs de drengem pr ljes solts. As fends de drengem devem ser mntids berts! Impermebilizção de construções segundo norm DIN Alterntiv: Impermebilizção com Schlüter -KERDI Schlüter -TROBA Lâmin de drengem pr um drengem durdour de águ infiltrd e pr protecção simultâne d impermebilizção. Sibro ou grvilh (Limitdo à zon de escomento) Fit de isolmento de bordo Schlüter -KERDI-KEBA Fit de vedção em polietileno com geotextil incorpordo que grnte derênci mecânic d col vednte Schlüter -KERDI-COLL pr obter ligções de prede, de membrns e outrs ligções. Plcs monobloco de grnde formto Blocos de betão, de pedr nturl e elementos de cerâmic Schlüter -BARIN Sistem de cnis de escomento em lumínio lcdo pr drengem de vrnds e terrços com um sistem completo de cessórios. j Schlüter -RONDEC/-JOLLY ou QUADEC Perfis pr remtes limpos d cerâmic junto o solo. Disponível em muits cores diferentes e com superfícies diferentes. Mteril: ço inoxidável ou lumínio j A estrutur qui representd pens é válid pr vrnds slientes e terrços rentes o chão (com remtes modificdos). As estruturs de construção de çoteis têm de ser executds com um isolmento e respectiv impermebilizção em conformidde com s norms em vigor. 16

17 Vrintes pr execução de rebordos Schlüter -TROBA/-TROBA-PLUS Schlüter -TROBA A e Schlüter -TROBA-PLUS B são drengens de superfície segurs e durdours pr colocção sobre impermebilizções plicds horizontlmente com pendente. A águ infiltrd sobre impermebilizção pode ser elimind sem exercer qulquer pressão trvés ds cviddes ds lâmins de drengem, no sentido dos pontos de drengem. Pr lém disto, membrn de isolmento é protegid de form eficz contr dnos. A B Schlüter -BARA-RKLT Schlüter -BARA-RKLT é um perfil de escomento com orifícios de drengem em lumínio lcdo. É dequdo pr elementos de plcs de grndes formtos que podem ser plicdos num cmd de brit solt, pens ligdos nos bordos, ou em poios sobrelevdos. BARA-RLKT possui um câmr de perfil em T pr fixção do sistem de cnis Schlüter -BARIN. As fends de drengem devem ser mntids berts! Schlüter -BARA-RKL Schlüter -BARA-RKL é um perfil de escomento com orifícios de drengem em lumínio lcdo. Enqunto remte de bordo, é dequdo pr vrnds e terrços com elementos de plcs de grndes formtos que podem estr colocdos sobre cmds de brit solt, pens ligdos nos bordos, ou em poios sobrelevdos. As fends de drengem devem ser mntids berts! Schlüter -BARA-RWL Schlüter -BARA-RWL é um perfil de escomento ngulr de com orifícios de drengem em lumínio lcdo. Enqunto remte de bordo, é dequdo pr vrnds e terrços com elementos de plcs de grndes formtos que podem estr colocdos sobre cmds de brit solt, pens ligdos nos bordos, ou em poios sobrelevdos. As fends de drengem devem ser mntids berts! 17

18 Outros produtos do sistem Schlüter -BARIN Schlüter -BARIN é um sistem de cnis em lumínio lcdo pr o escomento de superfícies de vrnds e terrços. Este pode ser fixdo os perfis Schlüter - BARA previstos pr o efeito. Os tubos de descid de águs pluviis Schlüter -BARIN-BR estão disponíveis em lumínio lcdo condizer com os cnis. Schlüter -BARA-RAP Schlüter -BARA-RAP é um perfil de revestimento em lumínio lcdo. Serve em combinção com o perfil de suporte Schlüter -BARA-RW pr remtr s zons de escomento (lteris) livres em vrnds e terrços e previne um escomento descontroldo de águs pluviis e de limpezs trvés dos rebordos de vrnds (protecção contr slpicos). Schlüter -TROBA-LINE-TL Schlüter -TROBA-LINE-TL é um clh de drengem em ço inoxidável com grelh de cobertur de 75, 110 e 160 mm de lrgur, que pode ser instld em elementos de ports em vrnds e terrços de reduzid ltur, pr evitr cumulção de águ. Tmbém pode ser utilizdo como cnl de drengem de superfícies. Schlüter -TROBA-LINE-TLR Schlüter -TROBA-LINE-TLR é um clh de drengem com um grelh superior em ço inoxidável polido de 110 e 160 mm de lrgur, que pode ser instld em elementos de ports em vrnds e terrços de reduzid ltur, pr evitr cumulção de águ. Tmbém pode ser utilizdo como cnl de drengem de superfícies sujeits elevds gressões mecânics. Schlüter -KERDI-DRAIN Schlüter -KERDI-DRAIN é um sistem de escomento de águs no solo pr ligção segur conjuntos impermeáveis com Schlüter -KERDI ou outros sistems especiis de impermebilizção. 18

19 Cortes trnsversis de perfis Schlüter -BARA-RTK Schlüter -BARA-RTKE Schlüter -BARA-RTKEG 110 mm 85 mm mm 85 mm 60 mm H 85 mm 60 mm H Schlüter -BARA-RAK Schlüter -BARA-RAM 50 Schlüter -BARA-RK 85 mm mm 61 mm 100 mm 85 mm mm mm Schlüter -BARA-RKB Schlüter -BARA-RKLT Schlüter -BARA-RKL 80 mm 2,5 20 = H 1, mm 110 mm mm 25 Schlüter -BARA-RWL Schlüter -BARA-RW Schlüter -BARA-RT 90 mm H 90 mm mm 61 mm 20 = H H = 30 / 40 / 50 / 75 mm H = 30 / 40 / 50 / 75 mm = H = H 100 mm H1 90 mm H = 15/25/30/40/55/75/95/120/150 mm H = 15/25/30/40/55/75/95/120/150 mm H/H1 = 9/60, 12/16, /12/65, 20/50, 25/40, 30/35 mm 19

20 Informção. Pr todos os que pretendem sber mis! Conseguimos lhe entusismr com os produtos do sistem Schlüter? Nesse cso, quererá gor por certo sber mis. A form mis rápid consiste em ceder à Internet. Em encontrrá mis informções pens com um clique. i O seu revendedor especilizdo: Schlüter-Systems KG Schmölestrße 7 D Iserlohn Tel.: Fx: Gbinete de poio o cliente Portugl Ru do Pssdouro, 31 Loj E P Fermentelos Tel.: Fx: Art. n Edição 08/15

Construção de varandas e terraços Variantes 1-8

Construção de varandas e terraços Variantes 1-8 Construção de varandas e terraços Variantes 1-8 CONSTRUÇÃO DE VARANDAS E DE TERRAÇOS ESTRUTURA DE CONSTRUÇÃO 1 Construção de pavimentos com Schlüter -DITRA Conjunto impermeável Desacoplamento conjunto

Leia mais

Construção de varandas e terraços. Variantes 1-6

Construção de varandas e terraços. Variantes 1-6 Construção de varandas e terraços Variantes 1-6 IMPERMEABILIZAÇÃO, DESACOPLAMENTO E COMPENSAÇÃO DA PRESSÃO DE VAPOR ESTRUTURA DA CONSTRUÇÃO 1 Construção de varandas com Schlüter -DITRA Conjunto impermeável

Leia mais

COBERTURAS. Ficha Técnica 01. Nomenclatura. Tipos

COBERTURAS. Ficha Técnica 01. Nomenclatura. Tipos Fich Técnic 01 COBERTURAS Nomencltur 1 Pendente 2 Cumeeir 3 Rincão 4 Tcniç 5 Lró 6 Bordo lterl de empen 7 Alpendre 8 Beir 8b Beirdo 9 Empen 10 Linh de máxim pendente Tipos Telhdo de um águ Telhdo de qutro

Leia mais

Construção e montagem

Construção e montagem Construção e montgem Tetos Knuf D11 Construção Os tetos Knuf com chps de gesso podem ser fixdos diretmente o teto originl ou suspensos com tirnte e suportes. As chps de gesso são prfusds num estrutur metálic,

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO LAMINADOS

BOLETIM TÉCNICO LAMINADOS A BOLETIM TÉCNICO LAMINADOS Últim tulizção Mio/2011 VERSÃO MAIO/2011 ACABAMENTOS NATURAL: O cbmento pdrão d chp possui bi reflectânci e pode presentr vrições de brilho. BRILHANTE: Esse tipo de cbmento

Leia mais

Schlüter -KERDI-BOARD Base de aplicação, placa de construção, impermeabilização conjunta

Schlüter -KERDI-BOARD Base de aplicação, placa de construção, impermeabilização conjunta Base de aplicação, placa de construção, impermeabilização conjunta A base universal para a aplicação de cerâmica No ponto! Seja no caso de mosaicos ou cerâmicas de grande formato, o que é decisivo para

Leia mais

Revestimentos com alto desempenho para indústria de petróleo e gás. Desempenho excepcional, excelente serviço ao cliente

Revestimentos com alto desempenho para indústria de petróleo e gás. Desempenho excepcional, excelente serviço ao cliente Petróleo e Gás Revestimentos com lto desempenho pr indústri de petróleo e gás Desempenho excepcionl, excelente serviço o cliente Representndo Revestimentos de polietileno Revestimentos de polipropileno

Leia mais

Poupar energia com cerâmica

Poupar energia com cerâmica Poupar energia com cerâmica made by Schlüter-Systems 0 50 100 150 200 250 300 350 400 >400 Poupança de energia. Conforto. Fiável. Poupar energia com cerâmica! Quando se fala actualmente de uma construção

Leia mais

... ... a. Anexo I - Tabela de Tolerâncias Dimensionais e de Montagem de Elementos Pré-Fabricados. Identificação: A1.N2 Revisão: 03 Folha: 3 / 5

... ... a. Anexo I - Tabela de Tolerâncias Dimensionais e de Montagem de Elementos Pré-Fabricados. Identificação: A1.N2 Revisão: 03 Folha: 3 / 5 Identificção: A1.N2 Revisão: 03 Folh: 1 / 5 Função do Elemento Pinéis Arquitetônicos (item b1 do requisito Pilres, Vis, Pórticos, Terçs e Escds (itens b2, b3 e b4 do requisito Ljes Armds ou Protendids

Leia mais

Manual de Operação e Instalação

Manual de Operação e Instalação Mnul de Operção e Instlção Clh Prshll MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS Cód: 073AA-025-122M Rev. B Novembro / 2008 S/A. Ru João Serrno, 250 Birro do Limão São Pulo SP CEP 02551-060 Fone: (11) 3488-8999

Leia mais

PROJECTO DE ISOLAMENTO SONORO

PROJECTO DE ISOLAMENTO SONORO TRAÇAR CÁLCULO, LDA. ENGENHARIA / URBANIZAÇÕES / PROJECTOS Ru Mrquês de Pombl, Lote B, R/Chão Dto.º, 2775 265 Prede, Telefone: 21-4587500 PROJECTO DE ISOLAMENTO SONORO CLIENTE: António Miguel Gueifão Crvo

Leia mais

Escoamento. Escoamentos de água no solo para a impermeabilização conjunta

Escoamento. Escoamentos de água no solo para a impermeabilização conjunta Schlüter -KERDI-DRAIN Escoamento 8.2 Escoamentos de água no solo para a impermeabilização conjunta Aplicação e funcionamento Schlüter -KERDI-DRAIN é um sistema de escoamento de águas no solo destinado

Leia mais

Rolamentos com uma fileira de esferas de contato oblíquo

Rolamentos com uma fileira de esferas de contato oblíquo Rolmentos com um fileir de esfers de contto oblíquo Rolmentos com um fileir de esfers de contto oblíquo 232 Definições e ptidões 232 Séries 233 Vrintes 233 Tolerâncis e jogos 234 Elementos de cálculo 236

Leia mais

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA #8. fonte imagem: Google Earth

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA #8. fonte imagem: Google Earth FUNCIONL ENTORNO IDENTIFICR RELÇÃO DO EDIFÍCIO COM OS ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERNDO OS TRIBUTOS DO LUGR - MSSS EDIFICDS, RELÇÕES DE PROXIMIDDE, DIÁLOGO, INTEGRÇÃO OU UTONOMI O ENTORNO D CSH #9 É COMPOSTO

Leia mais

ONDULADA. www.eternit.com.br. Eternit S.A. - R. Dr. Fernandes Coelho, 85-8º and. - São Paulo - SP - CEP 05423-040 - Tel.

ONDULADA. www.eternit.com.br. Eternit S.A. - R. Dr. Fernandes Coelho, 85-8º and. - São Paulo - SP - CEP 05423-040 - Tel. ONDULADA www.eternit.com.br Eternit S.A. - R. Dr. Fernndes Coelho, 85-8º nd. - São Pulo - SP - CEP 05423-040 - Tel.: (11) 3038-3838 Verstilidde e resistênci tod prov. A telh Onduld é um produto de grnde

Leia mais

Técnica das Construções Edmundo Rodrigues 9

Técnica das Construções Edmundo Rodrigues 9 Técnic ds Construções Edmundo Rodrigues 9 2.4. Elborção dos projetos construtivos Os projetos que devem ser elbordos de modo definir todos os procedimentos construtivos clssificm-se como: projeto de rquitetur;

Leia mais

ETUSC 01/20 A01 LEGENDA: 2- FONTE 4- A- QUARTEL DA TROPA B- CASA DO COMANDANTE 5- CASA DA PALAMENTA 6- BATERIA 8- CISTERNA 10- CASA DA GUARDA

ETUSC 01/20 A01 LEGENDA: 2- FONTE 4- A- QUARTEL DA TROPA B- CASA DO COMANDANTE 5- CASA DA PALAMENTA 6- BATERIA 8- CISTERNA 10- CASA DA GUARDA LEGEND: 1- NOVO PIOL D PÓLVOR 2- FONTE 3- NTIGO PIOL D PÓLVOR 4- - B- CS DO COMNDNTE 5- CS D PLMENT 6- BTERI 7- CS DOS MOÇOS I 8- CISTERN 9- CS DOS MOÇOS II 10- CS D GURD 11- RMZÉM D PRI 9 8 6 10 7 5 3

Leia mais

N Questões - Flexão QUESTÕES DE PROVAS E TESTES (Flexão Pura)

N Questões - Flexão QUESTÕES DE PROVAS E TESTES (Flexão Pura) QUESTÕES DE ROVS E TESTES (Flexão ur) (1) Estudo Dirigido 04-02 r cd um ds vigs esquemtizds bixo, com s respectivs seções trnsversis mostrds o ldo, pede-se: ) Trçr o digrm de forçs cortntes, ssinlndo os

Leia mais

LFS Catálogo 2014. Sistemas de condução de cabos THINK CONNECTED.

LFS Catálogo 2014. Sistemas de condução de cabos THINK CONNECTED. LFS Ctálogo 2014 Sistems de condução de cbos THINK CONNECTED. Bem-vindo o poio o cliente Telefone de ssistênci: +351 219 253 220 Fx pr questões: +351 219 151 429 Fx pr encomends: +351 219 151 429 E-mil:

Leia mais

Manual de instalação. Aquecedor de reserva de monobloco de baixa temperatura Daikin Altherma EKMBUHCA3V3 EKMBUHCA9W1. Manual de instalação

Manual de instalação. Aquecedor de reserva de monobloco de baixa temperatura Daikin Altherma EKMBUHCA3V3 EKMBUHCA9W1. Manual de instalação Aquecedor de reserv de monoloco de ix tempertur Dikin EKMBUHCAV EKMBUHCA9W Portugues Índice Índice Acerc d documentção. Acerc deste documento... Acerc d cix. Aquecedor de reserv..... Pr retirr os cessórios

Leia mais

LFS - Canaletas de PVC UFS - Caixas de Tomada para Piso

LFS - Canaletas de PVC UFS - Caixas de Tomada para Piso Ctálogo LFS - UFS LFS - Cnlets de PVC UFS - Cixs de Tomd pr Piso fique conectdo. pense oo. Linh LFS Cnlets de PVC Com lto pdrão estético, s cnlets OBO vlorizm o miente, lém de oferecerem possiilidde de

Leia mais

b 2 = 1: (resp. R2 e ab) 8.1B Calcule a área da região delimitada pelo eixo x, pelas retas x = B; B > 0; e pelo grá co da função y = x 2 exp

b 2 = 1: (resp. R2 e ab) 8.1B Calcule a área da região delimitada pelo eixo x, pelas retas x = B; B > 0; e pelo grá co da função y = x 2 exp 8.1 Áres Plns Suponh que cert região D do plno xy sej delimitd pelo eixo x, pels rets x = e x = b e pelo grá co de um função contínu e não negtiv y = f (x) ; x b, como mostr gur 8.1. A áre d região D é

Leia mais

Ondulada Brasilit. Catálogo Técnico

Ondulada Brasilit. Catálogo Técnico Onduld Brsilit Ctálogo Técnico TECNOLOGIA CRFS: CIMENTO REFORÇADO COM FIO SINTÉTICO. A ALTERNATIVA SEGURA DA BRASILIT PARA A SUBSTITUIÇÃO DEFINITIVA DO AMIANTO. Seguindo um tendênci mundil, e em respeito

Leia mais

Base de duche Concept XPS standard

Base de duche Concept XPS standard Ficha técnica Base de duche Concept XPS standard Sistema de impermeabilização integral para bases de duche construídas. A base de duche Concept XPS é um sistema prefabricado para bases de duche construídas.

Leia mais

ESTRUTURAS DE CONTENÇÃO AULA 1. CIV 247 OBRAS DE TERRA Prof. Romero César Gomes

ESTRUTURAS DE CONTENÇÃO AULA 1. CIV 247 OBRAS DE TERRA Prof. Romero César Gomes ESTRUTURAS DE CONTENÇÃO AULA 1 CIV 47 OBRAS DE TERRA Prof. Romero Césr Gomes 1.1 Introdução. 1. Tipos de Estruturs de Contenção. 1.3 Empuxos de Terr. Aul 1 Introdução São estruturs projetds pr resistir

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL ARTE DESPERTAR MARCA ARTE DESPERTAR VERSÃO PREFERENCIAL A mrc é compost pelo símbolo e pelo logotipo Arte Despertr. Ambos devem ser utilizdos n disposição

Leia mais

TABELA DE PREÇOS 2012

TABELA DE PREÇOS 2012 TABELA DE PREÇOS 01 PORTAS SECCIONADAS Residenciis FRAME GROOVE WHITE FLAT WOOD WOOD FLAT SLIDE DOOR Industriis BIG BIG ICE BIG ALU AUTOMATISMOS PARA PORTAS SECCIONADAS PROL BRAVO SLIDE BARMOR ELLARD LIFT

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Comissão Permanente de Concurso Público CONCURSO PÚBLICO 23 / MAIO / 2010

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Comissão Permanente de Concurso Público CONCURSO PÚBLICO 23 / MAIO / 2010 Ministério d Educção Universidde Tecnológic Federl do Prná Comissão Permnente de Concurso Público PR CONCURSO PÚBLICO 23 / MAIO / 2010 ÁREA / SUBÁREA: ELETROTÉCNICA GABARITO PROJETOS ELÉTRICOS INSTRUÇÕES

Leia mais

ESPECIALISTAS. Sistemas de segurança avançados para espaços confinados DOS MUNDIAIS NA PROTECÇÃO ANTIQUEDA E SALVAMENTO SISTEMAS DE ELEVAÇÃO

ESPECIALISTAS. Sistemas de segurança avançados para espaços confinados DOS MUNDIAIS NA PROTECÇÃO ANTIQUEDA E SALVAMENTO SISTEMAS DE ELEVAÇÃO Sistems de segurnç vnçdos pr espços confindos SISTEMAS DE ELEVAÇÃO AVANÇADOS SISTEMA ANTIQUEDA PORTÁTIL SISTEMA DE CONTRAPESO CÁPSULA DE TANQUE E SISTEMA DE ENTRADA LATERAL ELEVAÇÃO COM PÓLOS E ACESSÓRIOS

Leia mais

Obrigado por escolher Besafe izi Kid i-size. Informação vital. Preparação para instalação SIP+

Obrigado por escolher Besafe izi Kid i-size. Informação vital. Preparação para instalação SIP+ 1 6 d c e Mnul de utilizção f h g i j k l m 7 8 10 2 3 9 c e d no sentido inverso o d mrch Altur 61-105 cm 4 5 11 12 Peso máximo 18 kg Idde 6m-4 UN regultion no. R129 i-size 8 9 Origdo por escolher Besfe

Leia mais

Capa piscina jacuzzi Final.pdf 1 3/24/09 12:32 PM C M Y CM MY CY CMY K

Capa piscina jacuzzi Final.pdf 1 3/24/09 12:32 PM C M Y CM MY CY CMY K Cp piscin jcuzzi Finl.pdf C M Y CM MY CY CMY K 1 3//09 1:3 PM ÍNDICE 1 SISTEMA DE RECIRCULAÇÃO E TRATAMENTO E SELEÇÃO DO FILTRO............................. FILTROS Equipmentos pr Piscins -Filtro de crtucho

Leia mais

CTM Primeira Lista de Exercícios

CTM Primeira Lista de Exercícios CTM Primeir List de Exercícios. Cite crcterístics típics de cd um ds 5 clsses de mteriis presentds no curso. Metis: resistentes, dúcteis, bons condutores térmicos/elétricos Cerâmics: resistentes, frágeis,

Leia mais

Relações em triângulos retângulos semelhantes

Relações em triângulos retângulos semelhantes Observe figur o ldo. Um escd com seis degrus está poid em num muro de m de ltur. distânci entre dois degrus vizinhos é 40 cm. Logo o comprimento d escd é 80 m. distânci d bse d escd () à bse do muro ()

Leia mais

PORTFÓLIO DE SISTEMAS E SOLUÇÕES SAPA

PORTFÓLIO DE SISTEMAS E SOLUÇÕES SAPA PORTFÓLIO DE SISTEMAS E SOLÇÕES SAPA Sbi que s jnels de má qulidde são responsáveis té 30% ds necessiddes de quecimento de um cs? m ds medids mis eiczes seguir é troc de jnels, pois são os elementos mis

Leia mais

Desempenho de coletores solares planos

Desempenho de coletores solares planos Universidde do Vle do Rio dos Sinos UNISINOS Progrm de Pós-Grdução em Engenhri Mecânic Energi Solr érmic Desempenho de coletores solres plnos 2 º. semestre, 2015 Os testes seguem norms específics. Brsil:

Leia mais

A MODELAGEM MATEMÁTICA NA CONSTRUÇÃO DE TELHADOS COM DIFERENTES TIPOS DE TELHAS

A MODELAGEM MATEMÁTICA NA CONSTRUÇÃO DE TELHADOS COM DIFERENTES TIPOS DE TELHAS A MODELAGEM MATEMÁTICA NA CONSTRUÇÃO DE TELADOS COM DIFERENTES TIOS DE TELAS Angéli Cervi, Rosne Bins, Til Deckert e edro A.. Borges 4. Resumo A modelgem mtemátic é um método de investigção que utiliz

Leia mais

LINHA DE PRODUTOS MARINE STEEL LIFTING

LINHA DE PRODUTOS MARINE STEEL LIFTING LINHA E PROUTOS Somos um empres especilizd n comercilizção de ferrgens pr embrcções e cessórios pr mrrção e elevção de crgs. Com o objetivo de fcilitr utilizção do nosso ctálogo, clssificmos nossos produtos

Leia mais

Técnica de conexões pneumáticas Programa complementar Parafusos obturadores e apoio. Catálogo impresso

Técnica de conexões pneumáticas Programa complementar Parafusos obturadores e apoio. Catálogo impresso Técnic de conexões pneumátics Progrm complementr Prfusos obturdores e poio Ctálogo impresso 2 Técnic de conexões pneumátics Progrm complementr Prfusos obturdores e poio Peç em cruz, cônic rosc intern,

Leia mais

Stûv 16-in [pt] instalace installation installatie installazione instalación instalace installation

Stûv 16-in [pt] instalace installation installatie installazione instalación instalace installation zione instlce instlltion instlltie instllzione instlción instlção instlce destindo instlltion o instldor instlltie instlce instlltion instlltie instllzione instlción instlce instlltion instlltie instllzione

Leia mais

Stûv 16-in [pt] instalace installation installatie installazione instalación instalace installation

Stûv 16-in [pt] instalace installation installatie installazione instalación instalace installation zione instlción instlção instlce instlltion instlltie instllzione instlción instlção instlce instlltion instlltie instllzione instlción instlção instlce instlltion instlltie instllzione instlción instlção

Leia mais

Manual de Operações Atualização do KIT I

Manual de Operações Atualização do KIT I Mnul de Operções Atulizção do KIT I ÍNDICE ANTES DE INICIAR... 2 NOVOS RECURSOS...2 EXIBIÇÃO DO TECIDO DURANTE O ALINHAMENTO DA POSIÇÃO DO BORDADO... 3 ALTERAÇÃO DO TAMANHO DO DESENHO, MANTENDO A DENSIDADE

Leia mais

Rua Guishi Yoshioka, 305 - Itaquera - São Paulo/SP Tel. (011) 6525-9555

Rua Guishi Yoshioka, 305 - Itaquera - São Paulo/SP Tel. (011) 6525-9555 PAULISTEEL Ru Guishi Yoshiok, 0 Itquer São Pulo/SP Tel. (0) 9 0 nos Perfil U pdrão merino Perfil I pdrão merino Perfil H pdrão merino Perfil T Cntoneir s iguis Cntoneir s desiguis Trilhos Perfís As Prlels

Leia mais

Controlador de Temperatura Modular

Controlador de Temperatura Modular Controldor de Tempertur Modulr E5ZN Novo Controldor de tempertur de montgem em clh DIN Possui dois cnis de controlo de tempertur, pesr de ter um lrgur de pens,5 mm. O Controldor de tempertur pode ser substituído

Leia mais

MANUAL DE USO DA MARCA DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA

MANUAL DE USO DA MARCA DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA MANUAL DE USO DA MARCA DA MARÇO/2011 1 Identidde Visul Sobre o Mnul d Mrc Este mnul vis pdronizr e estbelecer regrs de uso pr mrc d Forç Aére Brsileir. Mrc é um símbolo que funcion como elemento identificdor

Leia mais

14. Geradores de Vapor

14. Geradores de Vapor 14. Gerdores de Vpor 14.1. Introdução Equipmento destindo à produção de por. O por gerdo pode ser utilizdo pr diersos fins: quecimento, processos industriis, como fluido de trblho em máquins motors. Pr

Leia mais

Parabond 700 Adesivo estrutural elástico de elevada aderência e resistência inicial

Parabond 700 Adesivo estrutural elástico de elevada aderência e resistência inicial Parabond 700 Adesivo estrutural elástico de elevada aderência e resistência inicial Produto: Parabond 700 é um adesivo de alta qualidade, cura rápida, permanentemente elástico, à base de MS polímero, com

Leia mais

Simbolicamente, para. e 1. a tem-se

Simbolicamente, para. e 1. a tem-se . Logritmos Inicilmente vmos trtr dos ritmos, um ferrment crid pr uilir no desenvolvimento de cálculos e que o longo do tempo mostrou-se um modelo dequdo pr vários fenômenos ns ciêncis em gerl. Os ritmos

Leia mais

IP-09 INSTRUÇÃO DE PROJETO DE REFORÇO PARA RESTAURAÇÃO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS

IP-09 INSTRUÇÃO DE PROJETO DE REFORÇO PARA RESTAURAÇÃO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS 1. OBJETIVO O presente documento tem por objetivo presentr s instruções pr projeto de reforço dos pvimentos executdos pel Prefeitur do Município de São Pulo. 2. INTRODUÇÃO Este procedimento estbelece critérios

Leia mais

Processo TIG. Eletrodo (negativo) Argônio. Arco elétrico Ar Ar + + e - Terra (positivo)

Processo TIG. Eletrodo (negativo) Argônio. Arco elétrico Ar Ar + + e - Terra (positivo) Processo TIG No processo de soldgem rco sob proteção gsos, região se unir é quecid té que se tinj o ponto de fusão, pr que isto ocorr, é fornecid um energi trvés do rco elétrico, que irá fundir tnto o

Leia mais

ACESSÓRIOS PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA

ACESSÓRIOS PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA ACESSÓRIOS Telecomndo Suporte do telecomndo Pilhs (dus) ENGLISH PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA Este prelho não se destin ser utilizdo por pessos (incluindo crinçs) com diminuições, físics, mentis ou sensoriis

Leia mais

01. Documento comprovativo da legitimidade do requerente. Pág. a. 02. Termo de responsabilidade do técnico pela ocupação da via pública. Pág.

01. Documento comprovativo da legitimidade do requerente. Pág. a. 02. Termo de responsabilidade do técnico pela ocupação da via pública. Pág. Câmr Municipl d Amdor DAU - Deprtmento de Administrção Urbnístic OCUPAÇÃO DA VIA PÚBLICA 20 Assunto: Ocupção d Vi Públic. MOD. 20/CMA/DAU/2004 FOLHA 00 List de Documentos (Consultr instruções em nexo)

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM SINAIZAÇÃ SINAIZAÇÃ - SINAIZAÇÃ INSIUIÇÃ: CNMÍNI (áres de interesse coletivo) PAVIMN: Subsolo, érreo e Andr. otem xterno de Identificção SPCIFICAÇÃ otem de lumínio de 2 fces, medindo 200 x 570 cm, composto

Leia mais

Instruções de Manutenção

Instruções de Manutenção Boletim 112-P Metrico Instruções de Mnutenção TORRES DE ARREFECIMENTO ABERTAS, TORRES DE ARREFECIMENTO EM CIRCUITO FECHADO E CONDENSADORES EVAPORATIVOS PARA PEÇAS ORIGINAIS E ASSISTÊNCIA DA EVAPCO, CONTACTE

Leia mais

XEROX BOLETIM DE SEGURANÇA XRX07-001

XEROX BOLETIM DE SEGURANÇA XRX07-001 XEROX BOLETIM DE SEGURANÇA XRX07-001 XEROX Boletim de Segurnç XRX07-001 Há vulnerbiliddes n ESS/Controldor de Rede que, se forem explords, podem permitir execução remot de softwre rbitrário, flsificção

Leia mais

Manual do produto. Furação e Rosqueamento. _ Walter Titex & Walter Prototyp. A rosca perfeita

Manual do produto. Furação e Rosqueamento. _ Walter Titex & Walter Prototyp. A rosca perfeita Mnul do produto Furção e Rosquemento _ Wlter Titex & Wlter Prototyp A rosc perfeit CONTEÚDO 2 Exemplos de plicção 2 Usingem de longrins 4 Usingem de engrengens 6 Informções do produto 6 Wlter Titex Broc

Leia mais

INSTABILIDADE DE CHAPAS INSTABILIDADE DE CHAPAS MÉTODO DAS LARGURAS EFETIVAS APLICAÇÃO A PERFIS FORMADOS A FRIO APLICAÇÃO A PERFIS SOLDADOS

INSTABILIDADE DE CHAPAS INSTABILIDADE DE CHAPAS MÉTODO DAS LARGURAS EFETIVAS APLICAÇÃO A PERFIS FORMADOS A FRIO APLICAÇÃO A PERFIS SOLDADOS INSTABILIDADE DE CHAPAS INSTABILIDADE DE CHAPAS MÉTODO DAS LARGURAS EFETIVAS APLICAÇÃO A PERFIS FORMADOS A FRIO FLAMBAGEM POR FLEXÃO FLAMBAGEM POR TORÇÃO FLAMBAGEM POR FLEXO-TORÇÃO FLAMBAGEM LATERAL FLAMBAGEM

Leia mais

OWAlifetime OWAconsult. Resistência ao fogo FOGO: EN 13501 A NORMA EUROPEIA

OWAlifetime OWAconsult. Resistência ao fogo FOGO: EN 13501 A NORMA EUROPEIA OWAlifetime OWAconsult Resistênci o fogo FOGO: EN 13501 A NORMA EUROPEIA 2 As norms europeis As Norms Europeis Hrmonizs sobre o Fogo são um conjunto e norms que form ceits por toos os píses Comunie Econômic

Leia mais

ALICATES. Furo do rebite calibrado permite perfeito. sua vida útil. com alicates padrões.

ALICATES. Furo do rebite calibrado permite perfeito. sua vida útil. com alicates padrões. AICAES Mior Vid Útil do Corte Design do corte perfeiçodo e trtdo termicmente pr mior vid útil do licte. Cbo Ergonômico Cbo ntidesliznte fbricdo em duplo mteril pr mior conforto. Mior Durbilidde Fbricdo

Leia mais

Telha Lógica 50 anos de garantia. Telhas Cerâmicas

Telha Lógica 50 anos de garantia. Telhas Cerâmicas Telhas Cerâmicas Poupe 20% no seu telhado com a Rainha das Telhas Telha Lógica 50 anos de garantia Telhas Cerâmicas ESTRD DE CTETE, Km52 (VI MZOZO) TEL: +244 945 410 990 +244 923 467 200 manuel@pro-arq.net

Leia mais

Professores Edu Vicente e Marcos José Colégio Pedro II Departamento de Matemática Potências e Radicais

Professores Edu Vicente e Marcos José Colégio Pedro II Departamento de Matemática Potências e Radicais POTÊNCIAS A potênci de epoente n ( n nturl mior que ) do número, representd por n, é o produto de n ftores iguis. n =...... ( n ftores) é chmdo de bse n é chmdo de epoente Eemplos =... = 8 =... = PROPRIEDADES

Leia mais

9. CABEÇOTE/VÁLVULAS INFORMAÇÕES DE SERVIÇO DIAGNÓSTICO DE DEFEITOS 9-1

9. CABEÇOTE/VÁLVULAS INFORMAÇÕES DE SERVIÇO DIAGNÓSTICO DE DEFEITOS 9-1 9. CABEÇOTE/VÁLVULAS INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 9-1 DIAGNÓSTICO DE DEFEITOS 9-1 DESCRIÇÃO DO SISTEMA 9-2 9-5 BALANCIM, EIXOS DO BALANCIM 9-6 INSPEÇÃO DO CABEÇOTE 9-7 DESMONTAGEM DO CABEÇOTE 9-8 MOLAS DAS VÁLVULAS

Leia mais

Colchões mais seguros

Colchões mais seguros Colchões mis seguros Eficáci comprovd n prevenção e terpi de úlcers por pressão Úlcers por pressão um grve risco à súde Apesr de todos os vnços d medicin, s úlcers por pressão (tmbém denominds escrs de

Leia mais

ACO Edifícios. Drenagem Inox Modular. Sistemas de Drenagens Modulares em Aço Inox Modular 20 Modular 125 Modular 200

ACO Edifícios. Drenagem Inox Modular. Sistemas de Drenagens Modulares em Aço Inox Modular 20 Modular 125 Modular 200 CO Edifícios Drenagem Inox Modular Sistemas de Drenagens Modulares em ço Inox Modular 20 Modular 125 Modular 200 Sistema de Canais de Drenagem Modulares em ço Inoxidável Visão geral do sistema Introdução

Leia mais

De esfera De agulha e borboleta Válvulas axiais

De esfera De agulha e borboleta Válvulas axiais Válvuls industriis De esfer De gulh e borbolet Válvuls xiis Válvuls industriis Válvuls industriis Esfer, série universl (P. 6-8) Esfer, série universl de purg (P. 6-13) Esfer, série universl com trvmento

Leia mais

A sapata corrida é normalmente utilizada como apoio direto de paredes, muros, e de pilares alinhados, próximos entre si.

A sapata corrida é normalmente utilizada como apoio direto de paredes, muros, e de pilares alinhados, próximos entre si. 7 Fundções 7.1 Spts 7.1.1 Spts Corrids 7.1.1.1 Introdução A spt corrid é normlmente utilizd como poio direto de predes, muros, e de pilres linhdos, próximos entre si. pilres vig de rigidez spt corrid )

Leia mais

APONTAMENTOS DE ÁLGEBRA LINEAR E GEOMETRIA ANALÍTICA

APONTAMENTOS DE ÁLGEBRA LINEAR E GEOMETRIA ANALÍTICA UNIVERSIDADE DO ALGARVE ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA APONTAMENTOS DE ÁLGEBRA LINEAR E GEOMETRIA ANALÍTICA (II Determinntes) ÁREA DEPARTAMENTAL DE ENGENHARIA CIVIL Determinntes Índice 2 Determinntes 2

Leia mais

IP-06 INSTRUÇÃO PARA DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS COM BLOCOS INTERTRAVADOS DE CONCRETO

IP-06 INSTRUÇÃO PARA DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS COM BLOCOS INTERTRAVADOS DE CONCRETO 1. OBJETIVO O objetivo deste documento é fornecer os subsídios de projeto pr pvimentos com peçs pré-moldds de concreto no Município de São Pulo, orientndo e pdronizndo os procedimentos de cráter técnico.

Leia mais

1 Fórmulas de Newton-Cotes

1 Fórmulas de Newton-Cotes As nots de ul que se seguem são um compilção dos textos relciondos n bibliogrfi e não têm intenção de substitui o livro-texto, nem qulquer outr bibliogrfi. Integrção Numéric Exemplos de problems: ) Como

Leia mais

Cartilha Explicativa. Segurança para quem você ama.

Cartilha Explicativa. Segurança para quem você ama. Crtilh Explictiv Segurnç pr quem você m. Bem-vindo, novo prticipnte! É com stisfção que recebemos su desão o Fmíli Previdênci, plno desenhdo pr oferecer um complementção de posentdori num modelo moderno

Leia mais

ATENUADORES DE SOM ATENUAÇÃO ACÚSTICA EM SISTEMAS CENTRALIZADOS DE AVAC C A D E R N O T É C N I C O C O M P R E Ç Á R I O - A G O S T O 2 0 1 0

ATENUADORES DE SOM ATENUAÇÃO ACÚSTICA EM SISTEMAS CENTRALIZADOS DE AVAC C A D E R N O T É C N I C O C O M P R E Ç Á R I O - A G O S T O 2 0 1 0 C A D E R N O T É C N I C O C O M P R E Ç Á R I O A G O S T O 0 0 AGOSTO.00 ATENUADORES DE SOM ATENUAÇÃO ACÚSTICA EM SISTEMAS CENTRALIZADOS DE AVAC ( ) CASA DA MÚSICA * A IMPORTÂNCIA DO SILÊNCIO ( ) *

Leia mais

PROJETO DE CONSTRUÇÃO DE FOSSA BIODISGESTORA

PROJETO DE CONSTRUÇÃO DE FOSSA BIODISGESTORA PROJETO DE CONSTRUÇÃO DE FOSSA BIODISGESTORA Acdêmicos: Adenilton Sntos Moreir 123 RESUMO Este rtigo present um projeto de foss biodigestor, que será executdo pelo utor do mesmo, su principl finlidde é

Leia mais

EXUSTOR LOCL TERFU Exaustor local com juntas de fricção para locais de trabalho onde é exigida grande flexibilidade. TERFU é um exaustor local com juntas de fricção projetado para uso em locais de trabalho

Leia mais

GEO046 Geofísica. Fenômeno observado. Polarização elétrica induzida. Polarização de eletrodo

GEO046 Geofísica. Fenômeno observado. Polarização elétrica induzida. Polarização de eletrodo GEO046 Geoísic Aul n o 09 MÉTODOS ELÉTRICOS Polrizção induzid e potencil espontâneo enômeno observdo Após interrupção de um corrente elétric contínu, observse que o potencil elétrico não deci instntnemente

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE MINISTRO ANDREAZZA Lei de Criação 372 13/02/92

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE MINISTRO ANDREAZZA Lei de Criação 372 13/02/92 PROGRAMA FINALÍSTICO PROGRAMA FINALÍSTICO PROGRAMA : 15 Mnutenção e Revitlizção do Ensino Infntil FUNDEB 40% 1. Problem: O município possui pens dus escol que oferece ensino infntil e não tende tod demnd.

Leia mais

Acoplamento. Tipos de acoplamento. Acoplamento por dados. Acoplamento por imagem. Exemplo. É o grau de dependência entre dois módulos.

Acoplamento. Tipos de acoplamento. Acoplamento por dados. Acoplamento por imagem. Exemplo. É o grau de dependência entre dois módulos. Acoplmento É o gru de dependênci entre dois módulos. Objetivo: minimizr o coplmento grndes sistems devem ser segmentdos em módulos simples A qulidde do projeto será vlid pelo gru de modulrizção do sistem.

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO DO RESPONSÁVEL PELO EMPREENDIMENTO: 1.1. NOME: 1.3. CPF: 1.4. Endereço: 2.1-Razão Social: 2.2- Nome Fantasia:

1. IDENTIFICAÇÃO DO RESPONSÁVEL PELO EMPREENDIMENTO: 1.1. NOME: 1.3. CPF: 1.4. Endereço: 2.1-Razão Social: 2.2- Nome Fantasia: Cdstro de Instlções e Sistems de Armzenmento de Derivdos de Petróleo e Outros Combustíveis 1. IDENTIFICAÇÃO DO RESPONSÁVEL PELO EMPREENDIMENTO: 1.1. NOME: 1.2. Doc. Identidde: Órgão Expedidor: UF: 1.3.

Leia mais

Técnica de drenagem. Sumidouros Advantix de pavimento medida do sistema 145

Técnica de drenagem. Sumidouros Advantix de pavimento medida do sistema 145 Sumidouros Advantix de pavimento medida do sistema 145 Técnica de drenagem X3 PT 3/15 Tabela de Preços 2015 Reservados os direitos a alteracoes tecnicas. Sumidouros Advantix de sistema 145 Os sumidouros

Leia mais

Prova Experimental. Determinação da estrutura cristalina e da concentração de um cristal coloidal, por meio de difracção/difração de luz visível.

Prova Experimental. Determinação da estrutura cristalina e da concentração de um cristal coloidal, por meio de difracção/difração de luz visível. Prov Experimentl Determinção d estrutur cristlin e d concentrção de um cristl coloidl, por meio de difrcção/difrção de luz visível. Durção: 4 h. NÃO escrev o seu nome em qulquer ds folhs. Numere tods s

Leia mais

As coberturas planas podem ser classificadas, segundo vários aspectos: - acessíveis a veículos (ligeiros ou pesados);

As coberturas planas podem ser classificadas, segundo vários aspectos: - acessíveis a veículos (ligeiros ou pesados); 9. COBERTURAS DE EDIFÍCIOS 9.1. CLASSIFICAÇÃO DAS COBERTURAS EM TERRAÇO As coberturas planas podem ser classificadas, segundo vários aspectos: quanto à acessibilidade - não acessíveis (à excepção de trabalhos

Leia mais

TEMA CENTRAL: A interface do cuidado de enfermagem com as políticas de atenção ao idoso.

TEMA CENTRAL: A interface do cuidado de enfermagem com as políticas de atenção ao idoso. TERMO DE ADESÃO A POLITICA DE INSCRIÇÃO NOS EVENTOS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENFERMAGEM 9ª. JORNADA BRASILEIRA DE ENFERMAGEM GERIÁTRICA E GERONTOLÓGICA TEMA CENTRAL: A interfce do cuiddo de enfermgem

Leia mais

1. O item 3 da Instrução n. 009, de 02/05/2011, publicada no DOE de 03/05/2011, passa a vigorar com a seguinte redação:

1. O item 3 da Instrução n. 009, de 02/05/2011, publicada no DOE de 03/05/2011, passa a vigorar com a seguinte redação: INSTRUÇÃO N. 15 DE 3 DE NOVEMBRO DE 211 Alter Instrução n. 9/211, que orient os órgãos e entiddes d Administrção Públic do Poder Executivo Estdul, qunto os procedimentos licittórios e contrtções de serviços

Leia mais

T E L H A S M E T Á L I C A S. Catálogo Técnico

T E L H A S M E T Á L I C A S. Catálogo Técnico T E L H A S M E T Á L I C A S Ctálogo Ténio T E L H A S M E T Á L I C A S Visndo ofereer informções e orientções pr o melhor proveitmento dos produtos d Linh Metáli, Eternit elorou este tálogo ténio. Nele

Leia mais

CATÁLOGO TÉCNICO DE PRODUTO

CATÁLOGO TÉCNICO DE PRODUTO Descrição: O Sistema de Estação de Trabalho e Montagem - S.A.M. - apresenta soluções refinadas e flexíveis, com ótima relação de custo benefício que se adequa perfeitamente às necessidades de sua empresa.

Leia mais

Operadores momento e energia e o Princípio da Incerteza

Operadores momento e energia e o Princípio da Incerteza Operdores momento e energi e o Princípio d Incertez A U L A 5 Mets d ul Definir os operdores quânticos do momento liner e d energi e enuncir o Princípio d Incertez de Heisenberg. objetivos clculr grndezs

Leia mais

Resolução A primeira frase pode ser equacionada como: QUESTÃO 3. Resolução QUESTÃO 2 QUESTÃO 4. Resolução

Resolução A primeira frase pode ser equacionada como: QUESTÃO 3. Resolução QUESTÃO 2 QUESTÃO 4. Resolução (9) - www.elitecmpins.com.br O ELITE RESOLVE MATEMÁTICA QUESTÃO Se Améli der R$, Lúci, então mbs ficrão com mesm qunti. Se Mri der um terço do que tem Lúci, então est ficrá com R$, mis do que Améli. Se

Leia mais

CDI-II. Resumo das Aulas Teóricas (Semana 12) y x 2 + y, 2. x x 2 + y 2), F 1 y = F 2

CDI-II. Resumo das Aulas Teóricas (Semana 12) y x 2 + y, 2. x x 2 + y 2), F 1 y = F 2 Instituto Superior Técnico eprtmento de Mtemátic Secção de Álgebr e Análise Prof. Gbriel Pires CI-II Resumo ds Auls Teórics (Semn 12) 1 Teorem de Green no Plno O cmpo vectoril F : R 2 \ {(, )} R 2 definido

Leia mais

Matemática D Extensivo V. 6

Matemática D Extensivo V. 6 Mtemátic D Extensivo V. 6 Exercícios 0) ) cm Por definição temos que digonl D vle: D = D = cm. b) 6 cm² A áre d lterl é dd pel som ds áres dos qutro ldos que compõe: =. ² =. ( cm)² = 6 cm² c) 96 cm² O

Leia mais

D I V I S Ã O D E S O L D A S P A R A B R A S A G E M. Nossas inovações, suas soluções

D I V I S Ã O D E S O L D A S P A R A B R A S A G E M. Nossas inovações, suas soluções D I V I S Ã O D E S O L D A S P A R A B R A S A G E M Nosss inovções, sus soluções ÍICE 03 Sobre Cennbrs / O que é brsgem 04 Vntgens do processo de brsgem / Termos utilizdos nos processos de brsgem 05

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO. DISCIPLINA: OPERAÇÕES TÉCNICAS DE RECEÇÃO (12º Ano Turma M)

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO. DISCIPLINA: OPERAÇÕES TÉCNICAS DE RECEÇÃO (12º Ano Turma M) ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO DISCIPLINA: (12º Ano Turm M) PLANIFICAÇÃO ANUAL Diretor do Curso Teres Sous Docente Teres Bstos Ano Letivo 2015/2016 Competêncis

Leia mais

Desvio do comportamento ideal com aumento da concentração de soluto

Desvio do comportamento ideal com aumento da concentração de soluto Soluções reis: tividdes Nenhum solução rel é idel Desvio do comportmento idel com umento d concentrção de soluto O termo tividde ( J ) descreve o comportmento de um solução fstd d condição idel. Descreve

Leia mais

Algoritmos de Busca de Palavras em Texto

Algoritmos de Busca de Palavras em Texto Revisdo 08Nov12 A busc de pdrões dentro de um conjunto de informções tem um grnde plicção em computção. São muits s vrições deste problem, desde procurr determinds plvrs ou sentençs em um texto té procurr

Leia mais

2013 2014 rosm n ZORAKI

2013 2014 rosm n ZORAKI 2013 2014 ZORAKI rosm n ÍNDICE CARABINAS DE PRESSÃO PISTOLAS DE PRESSÃO LUNETAS E MIRAS HOLOGRÁFICAS CANIVETES E FACAS COFRES E MALETA ARCOS E BALESTRAS JOGO DE DARDOS E ACESSÓRIOS ALGEMAS, BASTÃO E ACESSÓRIOS

Leia mais

Laboratório de Controle de

Laboratório de Controle de Laboratório de Controle de Qualidade - LCQ SENAI/CETEMO Eng. Maria Ballestrin Bertarello NBR 15860/2010 Está dividida em duas partes Parte 1 Requisitos de segurança Parte 2 Métodos de ensaios Escopo berços

Leia mais

COPEL INSTRUÇÕES PARA CÁLCULO DA DEMANDA EM EDIFÍCIOS NTC 900600

COPEL INSTRUÇÕES PARA CÁLCULO DA DEMANDA EM EDIFÍCIOS NTC 900600 1 - INTRODUÇÃO Ests instruções têm por objetivo fornecer s orientções pr utilizção do critério pr cálculo d demnd de edifícios residenciis de uso coletivo O referido critério é plicável os órgãos d COPEL

Leia mais

Internação WEB BR Distribuidora v20130701.docx. Manual de Internação

Internação WEB BR Distribuidora v20130701.docx. Manual de Internação Mnul de Internção ÍNDICE CARO CREDENCIADO, LEIA COM ATENÇÃO.... 3 FATURAMENTO... 3 PROBLEMAS DE CADASTRO... 3 PENDÊNCIA DO ATENDIMENTO... 3 ACESSANDO O MEDLINK WEB... 4 ADMINISTRAÇÃO DE USUÁRIOS... 5 CRIANDO

Leia mais

a) sexto b) sétimo c) oitavo d) nono e) décimo

a) sexto b) sétimo c) oitavo d) nono e) décimo 1 INSPER 16/06/013 Seu Pé Direito ns Melhores Fculddes 1. Nos plnos seguir, estão representds dus relções entre s vriáveis x e y: y = x e y = x, pr x 0.. Em um sequênci, o terceiro termo é igul o primeiro

Leia mais

DET. ESGOTO 1 DET. ESGOTO 2

DET. ESGOTO 1 DET. ESGOTO 2 DET. ESGOTO 4 0,02 (40) -0,42 CI-01 DET. ESGOTO 5 mm i=1% i=1% i=1% TQ-6 CS-01 i=1% COMPRESSOR GENTES TQ-6 CV-4 DET. ESGOTO 1 i=1% (49) -0,51 CS-03 CI-03 mm i=1% CS-05 DET. ESGOTO 7 CUIDDOS BÁSICOS i=1%

Leia mais

Técnica de conexões pneumáticas Acessório para uniões Parafusos obturadores e apoio. Catálogo impresso

Técnica de conexões pneumáticas Acessório para uniões Parafusos obturadores e apoio. Catálogo impresso Técnic de conexões pneumátics Acessório pr uniões Prfusos obturdores e poio Ctálogo impresso 2 Técnic de conexões pneumátics Acessório pr uniões Prfusos obturdores e poio Adptdor rosc extern M5-3/8 Rosc

Leia mais

Técnica de escoamento

Técnica de escoamento Catálogo 2011/2012 Técnica de escoamento Advantix Sumidouros 2 Código EAN O código EAN é composto pelo número do fabricante 4015211 e pelo número do artigo, como neste exemplo 305611. A alteração dos últimos

Leia mais