INLUB. Soluções em IMPERMEABILIZANTES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INLUB. Soluções em IMPERMEABILIZANTES. 11 4335-1934 11 4338-6824 www.inlub.com.br inlub@inlub.com.br"

Transcrição

1 2013 INLUB Soluções em IMPERMEABILIZANTES

2 INLUB Industria e Comércio Ltda Com sede em São Bernardo do Campo -SP, foi fundada em 2004 com objetivo de ter soluções completas na transformação dos processos químicos dos setores Construção Civil, Impermeabilizantes, Lubrificantes Industrias, Solventes Ecológicos e Desengraxantes Biodegradáveis. Atualmente é uma das principais empresas fornecedoras de produtos químicos para indústria de tintas, impermeabilizantes, lubrificantes, desengraxantes industriais, atendendo a diversos segmentos, com uma rede de consultores e técnicos em todo território nacional. INTRODUÇÃO: Objetivo deste material é apresentar os produtos técnicos impermeabilizantes fabricados pela INLUB INDÚSTRIA E COMERCIO LTDA, informar as utilizações e métodos aplicativos dos produtos além de esclarecer possíveis dúvidas quanto a aplicação e indicação de cada produto. 2

3 IMPERMEABILIZAÇÃO O que é, onde se aplica e quem faz o serviço? APRESENTAÇÃO A tecnologia pauta projetos ousados e prevê instalações inteligentes. Progredimos muito desde a época em que nossos ancestrais se abrigavam nas cavernas. No entanto, ainda sofremos com os mesmos inimigos silenciosos a umidade, a água das chuvas e os vapores que mancham nossas paredes, causam goteira em nossas lajes, estragam a pintura e os azulejos. Às vezes, até parece que eles são invencíveis. A boa notícia é que você pode, sim, evitar ou sanar os estragos que os vilões causam. Basta usar a impermeabilização como arma. O QUE É IMPERMEABILIZAR? Impermeabilizar é proteger uma estrutura contra os efeitos da umidade. Isso se faz com produtos que impedem a passagem da água através das lajes e paredes os chamados impermeabilizantes e outros acessórios para arrematar a vedação, caso do selante aplicado ao redor de janelas. E não se pode descuidar de nenhum detalhe ao montar a sua armadilha contra a umidade. Segundo a norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) que rege a seleção e projeto da impermeabilização (NBR 9575/2003), há duas maneiras de barrar a entrada da água. Uma é com os chamados sistemas rígidos em que a massa usada como reboco recebe polímeros, cristalizantes ou hidrofugantes e, dessa forma, evita que a água se infiltre nos poros do concreto. A outra, dos sistemas flexíveis, compõe-se de mantas (as famosas mantas negras de asfalto, que vêm prontas de fábrica) ou os mais modernos sistemas polímeros flexíveis compostos com cimento. ESTÁ NA BÍBLIA : Procure no Gênesis, capítulo 6, versículo 14. Lá se encontra a primeira referência à impermeabilização da história. Durante as instruções para a construção da grande arca de Noé, Deus teria dito: Faze para ti uma arca de madeira resinosa: farás compartimentos e a revestirás de betume por dentro e por fora. Essas ordens foram providenciais para gerar um barco seguro e salvar as espécies no dilúvio. TIRA-DÚVIDAS : Colocar uma lona plástica entre a terra e o concreto das sapatas impede que a água do solo suba pelas paredes? Não. Esse tipo de material não cumpre a função de vedar, Estruturas em contato com o solo devem ser impermeabilizadas com cimento polimérico ou membrana elástica sem plastificantes. 3

4 BONS MOTIVOS PARA IMPERMEABILIZAR Além dos problemas com segurança das estruturas já imaginou se a armação da laje enferruja?, os desgastes provocados pela água trazem chateações como goteiras que atormentam nos dias de chuva e a necessidade de constantes reformas e novas pinturas para aquela parede que vive manchada ou fofa. Outra razão para manter a umidade bem longe é a saúde dos moradores. O cronograma dos preparativos : Quanto mais cedo, mais barato. O ideal é incluir esse item na fase de projeto.se você não fez isso e está sentindo os primeiros ataques da umidade, apresse-se. A progressão abaixo mostra que sanar o problema custa 15 vezes mais que preveni-lo. PRINCIPAIS FATORES PARA UMA IMPERMEABILIZAÇÃO: 1.UMIDADE DO SOLO. Ela é natural da terra.absorvida pelo concreto da fundação, sobe e causa prejuízos como descolamento do piso, bolor e bolhas nos rodapés. 2.ÁGUA DE PERCOLAÇÃO. Geralmente é a chuva que cai e escorre (ou seja, não exerce pressão sobre a superfície). Provoca, por exemplo, infiltração na laje da varanda. 3.CONDENSAÇÃO. O vapor que fica no banheiro depois de um banho e deixa a superfície dos azulejos úmida, é o principal fator de manchas de bolor no forro e rejuntes. 4.ÁGUA SOB PRESSÃO. Ela aplica certa força sobre a laje ou a parede. Em piscinas, é chamada de água sob pressão positiva pois empurra a camada protetora de dentro para fora e, se encontrar falha, gera vazamento. Há também a água sob pressão negativa, que vem da terra e provoca bolhas, fissuras e até rachaduras nas paredes. 4

5 IMPORTANTE: Ao comprar um imóvel, confira no memorial descritivo do apartamento o tipo de impermeabilização utilizado nas áreas molhadas banheiros, cozinha e área de serviço. Se seu imóvel estiver no último andar, investigue também a proteção dada à laje de cobertura. Essas garantias costumam encarecer o bem, mas podem poupá-lo de futuras dores de cabeça. TIPOS DE IMPERMEABILIZAÇÃO: Existem dois tipos de sistemas mais indicados para impermeabilização: Sistemas rígidos e Sistemas Flexíveis. São dois grupos de produtos e os nomes já indicam como é seu funcionamento. Os primeiros atendem a superfícies que não sofrem movimentação causada pela variação de temperatura ou acomodação das estruturas piscinas enterradas, por exemplo. Os produtos desse grupo possuem cimento na composição. SISTEMA RÍGIDO: HIDROFUGANTE Este produto confere ao material aplicado a propriedade de repelir a água sem modificar as características visuais. Isto ocorre pela reação do produto nos poros da superfície, formando um ângulo menor que impede a penetração da água no concreto. Este sistema permite que o ar saia do material evitando trincas por pressão interna. SISTEMAS POLIMERICOS: Este sistema normalmente bi componente, composto de cimento e uma emulsão de polímeros. Sendo que o polímero promove a resistência, impermeabilidade, pressão e resistência química. ARGAMASSA POLIMERICA: Este sistema apesar de muitos fabricantes chamarem de semirigidos são na verdade rígidos. PRODUTO INLUB PARA SISTEMAS RIGIDOS DE PRESSÃO NEGATIVA: IMPERMAXI-1135 (SISTEMA SEMI FLEXIVEL RESISTENTE ATÉ 50 MCA (METROS DE COLUNA D ÁGUA), CONFORME NORMA TECNICA NBR 11905/92. HIDROFUGANTE: HIDROCERAM / HIDROCON / HIDROFUGANTE WS. SISTEMA FLEXÍVEL : Sistemas flexíveis foram desenvolvidos para suportar a dilatação e compressão térmica causada pelas diferenças de temperatura. Estes sistemas possuem polímeros em sua composição e são compostos com cimentos CPII OU CPIII. Existem ainda sistemas, prontos para aplicação compostos com silicatos e cargas minerais as chamadas manta liquida impermeabilizante. Estes sistemas são indicados para a impermeabilização de: lajes, fundações do tipo radier, pisos de terrenos, piscinas, reservatórios de água e esgoto, jardineiras etc. 5

6 OBS. IMPORTANTE: Aparentemente todos os sistemas com polímeros são iguais. Mas na verdade isto não ocorre, os polímeros se diferem em tipo (PVA OU ACRILICO) Sendo o acrílico o mais resistente quimicamente e aos intempéries. Outro fator é a quantidade de ativos em cada solução quanto maior o ativo maior a impermeabilização e resistência. Sistemas de argamassa polimérica que vem com cimento e sílica tendem a perder a eficiência, pois o cimento mesmo fechado tende a se hidratar e perder resistência o ideal é são sistema de polímeros e a compra do cimento separado. O consumidor não consegue distinguir estes fatores pois requerem testes laboratoriais. Por isto é necessário um conhecimento sobre o fabricante, seus produtos e mercado principal de atuação: Empresas que vendem exclusivamente ao varejo tendem a trabalhar com produtos inferiores a empresas que além de atender o varejo trabalha com construtoras e empresas de impermeabilização, pois estas empresas quando executam o serviço fornecem a garantia do mesmo, por no mínimo 5 anos. Já quando aplicado por pedreiros próprio dificilmente esta garantia é requerida. A PROTEÇÃO DA CASA COMEÇA NO ALICERCE > SE NÃO ESTIVER BEM IMPERMEABILIZADA, A FUNDAÇÃO PODE VIRAR UM ELEVADOR PARA A UMIDADE. SAPATA : Ela sustenta o peso da casa na base das paredes. Se correr por toda a extensão da alvenaria, chama-se sapata corrida; se estiver apenas nos pontos específicos das colunas, é a sapata isolada (veja ilustração acima). Nos dois casos pode-se associar produtos do sistema rígido e do flexível. Os primeiros aplicam-se nas partes em contato com a terra, tanto no concreto armado quanto na argamassa para assentar os tijolos que revestem o baldrame. Sobre o baldrame, na altura do contra piso, o melhor recurso são os sistemas. RADIER Esse tipo de fundação se parece com uma laje ela suporta toda a construção e também serve como contra piso. Por ser uma área extensa e, por isso, mais sujeita às fissuras, o melhor é optar pelas mantas. Elas devem envolver o lastro como um lençol de elástico protegendo um colchão. Os especialistas aconselham a colocação de britas diretamente sobre o solo, onde se erguerá o berço de concreto. As pedras servirão como drenante. SONDAGEM Muita gente dispensa o estudo do terreno (que inclui levantamento topográfico) sem saber como essas informações são valiosas na hora de determinar o tipo de fundação e de impermeabilização a serem utilizadas. É fundamental saber se há lençol freático e variação de permeabilidade. SIGA À RISCA : Está na embalagem? Aplicar menos quantidade de produto que o necessário é um erro comum. Fique atento ao consumo de material para verificar se as especificações estão sendo seguidas. A PROTEÇÃO DA CASA COMEÇA NO ALICERCE- PISO O que chamamos de piso é na verdade o piso que está em contato com a terra ou seja, o contrapiso. Portanto, quem tem fundação radier, que você anteriormente, e adotou aqueles procedimentos já está protegido. Para casas com outros modelos de fundação, o produto a ser utilizado depende das características do solo viu como é útil encomendar o estudo do terreno? Se for pouco estável, ou seja, sujeito a movimentações e umidade, parte-se para os 6

7 impermeabilizantes flexíveis. Eles mantêm a casa protegida mesmo se o vai e vem acabar ocasionando pequenas fissuras. Em solos compactos e secos, pode-se utilizar os produtos do sistema rígido. Neste caso utiliza-se IMPERMEAXI PAREDE Nas fachadas, elas sofrem com a umidade do solo e com a de percolação, causada pelas chuvas. Proteja-a dos dois lados com produtos do sistema rígido. Comece assentando as quatro primeiras fiadas de tijolo com argamassa impermeabilizante. Depois, do lado externo, aplique reboco com impermeabilizante (INLUB COL-10) que alem de impermeabilizar o reboco, confere maior aderência da argamassa e chapisco. JARDIM SUSPENSO Alguns modelos de blocos para muro de arrimo vêm com pequenos nichos onde se podem cultivar flores e outras plantinhas. Nesse caso impermeabiliza-se com SUPERFLEX PAREDE DE ENCOSTA E MURO DE ARRIMO Garagem no subsolo, porão e muro encostado no solo do terreno vizinho são os alvos mais comuns daquela umidade que chega com um empurrãozinho da terra. Para ficar 100% livre do bolor, o melhor é usar os sistemas rígidos IMPERMEAXI-1135 depois sistemas flexíveis SUPERFLEX-1145, na face da parede que toca o solo. 7

8 PISCINAS E RESERVATORIOS: PROTEÇÃO PARA UM MERGULHO SEM FURO > O mundo da impermeabilização, se divide entre os produtos do sistema rígido IMPERMEAXI-1135 e do sistema flexível SUPERFLEX Qual deles vai nadar na sua piscina? Para um resultado 100% confiável, recomenda-se o uso de ambos, ao mesmo tempo, principalmente em tanques com mais de 20 mil litros d água, ou seja, cerca de 10 x 2 m, com 1 m de profundidade. Sistemas flexíveis acompanham leves movimentações do berço sem trincar ou rachar. Já os sistemas rígidos garantem uma proteção da umidade do solo e barrancos onde serão construídos piso e paredes das piscinas. Obs: Mantas asfalticas não suportam a umidade do solo (e com a ação dos lençóis freáticos pode até descolar), por isto não são indicadas para piscinas e reservatórios. Há, sim, casos em que um sistema dispensa o outro. Por exemplo: nas piscinas elevadas (veja ilustração), quando houver certeza de que não existe umidade vinda de fora para dentro do tanque, pode-se dispensar a utilização do sistema rígido. Já nas piscinas enterradas (veja ilustração) com berço de concreto (veja ilustração), quem está dispensada é a manta, segundo a norma NBR 9575/2003. Mas, na prática, poucos construtores se arriscam a seguir essa instrução. Para eles, não há como garantir que a estrutura seja tão bem executada que não sofra fissuração, pois é difícil controlar a qualidade da concretagem e o tempo de cura. Por isso mostramos a combinação dos dois sistemas, que gera um custo aproximado de 3% do valor total da piscina. Só não requerem proteção as piscinas de fibra e de vinil, materiais impermeáveis. Mesmo assim, atenção: se a sua piscina for de vinil, mas o terreno tiver lençol freático, você vai precisar usar os dois sistemas de impermeabilização. POSIÇÕES NO TERRENO 8

9 ELEVADA São os tanques que não ficam totalmente enterrados. Por exemplo, modelos instalados no térreo com garagens no subsolo ou erguidos em terreno inclinado com uma lateral sem contato com a terra. Sempre pedem proteção flexível SUPERFLEX ENTERRADA O nome já diz tudo as laterais e a base da piscina ficam apoiadas no solo. São os tipos mais comuns em residências. Cava-se um buraco para construí-la e a impermeabilização dependerá do tipo de berço escolhido. TIPOS DE BERÇO : CONCRETO ARMADO A estrutura moldada na obra com armação de ferro tem alta resistência. Prefira concreto usinado, para ter massa mais homogênea. Se for enterrada em solo firme, pode receber proteção apenas sistema rígido IMPERMAXI ALVENARIA MISTA As paredes são erguidas com tijolos ou blocos (alvenaria) intercalados com cintas e pilares de concreto armado. Costuma sair mais em conta que o tanque feito totalmente de concreto. Sempre requer impermeabilização flexível SUPERLFLEX

10 APLICAÇÃO DO IMPERMEABILIZANTE EXIGE CUIDADOS: Já sabemos que a impermeabilização é presença garantida em quase todas as piscinas. Mas sua colocação e os detalhes que antecedem esse momento são decisivos para garantir estanqueidade absoluta. Primeiro, é preciso cortar possíveis pontas da armação do concreto que tenham ficado aparentes, pois elas podem furar a impermeabilização mesmo a flexível, cuidados especiais com os: ralos, retornos, aspiração e dispositivos de iluminação devem estar chumbados e com os reforços de impermeabilização já executados. Esses pontos costumam dar bastante problema. Quando todos os pontos estiverem prontos, aplica-se primer de SUPERFLEX-1145, garantindo a boa aderência do sistema. (PRIMER: DILUIR UMA PARTE DE SUPERFLEX EM UMA PARTE DE ÁGUA) REGULARIZAÇÃO Esta parte é muito importante e tem a finalidade de deixar de 2 cm de argamassa deixa o berço bem lisinho e nivelado. Ela é feita sem cal e com adesivo INLUB COL- 10 A cal pode desidratar os produtos do sistema rígido, que você aplica depois, impedindo a sua cura e fazendo até com que eles se destaquem O recomendado, portanto, é usar só cimento e areia, na proporção 3:1 e amolentar a massa com a solução de uma parte de INLUB COL-10 em quatro partes de AGUA. Faça um acabamento arredondado nos cantos entre piso e parede meia-cana (ilustração abaixo). Esse encontro sofre muita tensão devido ao peso da água, e com essa estratégia diminuímos o risco de fissura ou rachadura. TEST-DRIVE: Há dois testes que devem ser feitos antes da finalização da piscina. O primeiro, de carga, não é obrigatório e, portanto, muita gente o deixa de lado. Exija-o de seu instalador. Assim que o berço ficar pronto, antes de fazer a regularização, encha-o de água por 72 horas. Depois esvazie e verifique se ocorreram fissuras. Eventuais problemas poderão ser consertados antes da colocação dos azulejos. Além do mais, o peso da água fará o berço movimentar e se acomodar é bom que isso ocorra antes da impermeabilização. O segundo teste, de estanqueidade, é obrigatório. Logo após a colocação da manta, enche-se novamente o tanque por 72 horas. Se o nível continuar o mesmo, a impermeabilização está aprovada. Só então a piscina é esvaziada e começa-se a preparação para colocar o revestimento. Em ambos os testes, evite desperdício de água, planejando sua reutilização. Tenha consciência ecológica. Onde ficam os dispositivos 10

11 O nível da água está baixando. Como se localizam os vazamentos? Observe em que altura o vazamento se estabiliza. Na maior parte dos casos, o problema se situa ao redor dos pontos de tubulação ou de iluminação. Se a estrutura de concreto do berço tiver sido mal executada e trincar, principalmente nos encontros entre pisos e paredes, também podem ocorrer vazamentos que a impermeabilização não conseguiria deter. Nesse caso, será preciso consertar a estrutura e impermeabilizar novamente. Os azulejos estão descolando. Isso é culpa da impermeabilização? Nem sempre. Até dez anos atrás, não tínhamos os rejuntes flexíveis e, por isso, é relativamente comum encontrar piscinas antigas com os azulejos descolando. As argamassas utilizadas eram rígidas e não acompanha movimentação dos acabamentos. Mas também é possível que a proteção mecânica das paredes não tenha sido estruturada e esteja caindo ou, ainda, que tenha havido falha na impermeabilização e a umidade do solo esteja empurrando a manta. ÁGUA DE CHUVA > Sua idéia é fazer um tanque para armazená-la? Recomenda-se que ele seja de concreto, com tampa. Normalmente fica na laje de cobertura, pois assim a gravidade manda água até as torneiras, dispensando bomba. Deve ser impermeabilizado com argamassa polimérica, que acompanha eventuais fissuras da estrutura. Três demãos desse produto, aplicadas em sentidos cruzados, garantem a proteção. ÁGUA BEM PROTEGIDA NOS PRÉDIOS Prédios têm reservatórios no subsolo que garantem o abastecimento por até dois dias. Esses tanques costumam ser de concreto e sua construção segue a norma NBR 5626/98 ele deve ser erguido como uma caixa sem tampa com duas pequenas janelinhas. É por elas que o instalador entra para aplicar membranas de polímeros flexíveis e cimento, passadas com broxa. Para reservatórios utilizar o produto: SUPERFLEX Telhados e lajes de Cobertura > FIQUE LIVRE DAS GOTEIRAS 11

12 Como é a cobertura da sua casa? Se você tem laje, mesmo que protegida por um belo telhado, precisa investir em impermeabilização. Assim, ainda que a água infiltre por uma telha trincada ou desencaixada, as gotículas não vão passar da laje e você estará livre de manchas de bolor e pinga-pinga. Se você usa a laje de cobertura como terraço ou solário e, portanto, ela fica descoberta, redobre a atenção. A água vai incidir diretamente sobre a superfície e, nesse caso, além das indesejáveis goteiras, a umidade pode penetrar na estrutura, corroer o ferro e colocar a obra em risco. Embora o concreto tenha aquele aspecto forte e impenetrável, ele sempre apresenta fissuras a maioria nem se vê a olho nu. A laje também protege outras estruturas da casa, como as paredes. Vimos que o sistema mais indicado para impermeabilização de superfícies que se movimentam, como as lajes, é o flexível, porque ele acompanha as dilatações e compressões térmicas. Produtos Indicados: SUPERFLEX-1145 OU IMPERFLEX-IL. Observação: Estes sistemas são indicados para locais com baixo movimento de pessoas. A LAJE SE MOVIMENTA Expostas a frio e calor, laje e parede se mexem. Com isso, o concreto pode rachar. Aí, o caminho está livre para a água. A manta deve subir 30 cm e ficar embutida na parede. Depois, recebe argamassa estruturada. O topo da platibanda (mureta) pede proteção: se escorrer água por trás da manta, o produto descola. PRIMEIRO CUIDE DOS RALOS Revestir a parte interna dos ralos com tecido de poliéster e aplicar três demão do produto sobre o tecido. 12

13 CANTOS ARREDONDADOS E PRIMER Na hora de regularizar a laje, um caimento de 1% em direção ao ralo. No encontro entre laje e mureta, o canto precisa ficar arredondado. Quando a superfície estiver lisa e limpa, passe o primer do produto e depois aplique as demais demãos. Obs.: Para áreas maiores que 20 m2 é indicado colocar véu de poliéster na segunda demão e depois mais duas demãos cruzadas para cobertura. A TODA PROVA > Como nas piscinas, aqui também tem teste de estanqueidade. Tampa-se as aberturas dos ralos, enche-se a laje com uma lâmina de 5 cm de água e esperam-se 72 horas. Se o nível da água descer, é sinal de vazamento. Também vale procurar manchas de umidade no teto pelo interior da casa. Assim se detectam falhas nas emendas. DUPLA DINÂMICA Para uma super proteção se não houver trânsito de pessoas sobre a laje, use SUPERFLEX- TERM e depois aplica-se duas demãos de VERNIZ-IL Além de resistente, a associação melhora o conforto térmico porque o acabamento é branco e reflete os raios solares. PROTEGENDO O TELHADO: O telhado tem a finalidade principal de proteger as estruturas e coberturas da casa, porém quem vai proteger o telhado? IMPER-TELHA-IL (impermeabilizante brilhante com hidrofugante para proteção de telhas e tijolos). HIDROCERAM: (hidrofugante pronto para aplicação, não altera as características visuais do material aplicado). Cada vez mais o telhado tem sido utilizado como diferencial por arquitetos e engenheiros e a durabilidade estética e funcional do telhado requer cuidados: Telhas impermeabilizadas ou hidrofugadas absorvem menos água o que lhe confere maior durabilidade, menor índice de sujidade por fungos ou sais hidrossolúveis, alem de menor peso sobre a casa e madeiramento. Cozinha, Banheiro, área de serviço, varanda e jardineira > CERQUE OS PONTOS CRÍTICOS DA CASA Quem mora em prédio sabe: vazamento traz a maior chateação. Seja você a vítima ou o culpado. E o cenário são sempre banheiros, cozinhas e lavanderias, que não por acaso também são chamados de áreas molhadas. Alguns construtores estão dispensando a proteção 13

14 desses locais pois consideram que eles não deveriam ser lavados. Mas nem sempre isso fica claro para o comprador do imóvel. Em banheiros, mesmo as paredes pedem cuidado, pois estão sujeitas à água de percolação aquela que escorre pela parede depois do seu banho. Essas superfícies devem ser protegidas até, no mínimo, 1,90 m de altura, conforme a norma brasileira NBR 9575/2003. Os materiais do sistema flexível são os mais recomendados. IMPERFLEX-IL OU SUPERFLEX-1145 (MEMBRANAS). BANHEIRO COM MEMBRANA. Barato e Fácil Materiais rígidos são também podem ser utilizados para impermeabilização banheiros. Além de ser fácil de aplicar, tem a vantagem de não aumentar a espessura do piso, camada é de no máximo 2 mm e sobre ela pode-se assentar o revestimento diretamente, sem utilização de argamassa de proteção mecânica. IMPERMAXI Importante por ser rígido se houver dilatação térmica pode ocorrer trincas e possíveis vazamentos. CUIDADOS ESPECIAIS: Algumas situações em áreas frias devem se tomar maiores cuidados: Colocação de box, ralos e banheiras pode ocorrer vazamentos que podem prejudicar a impermeabilização. Para resolver estas situações aplique mastiques. Mastiques são produtos flexíveis, de poliuretano ou silicone, evitam que se formem fissuras no encontro entre os diferentes materiais. Sobrados > Na construção de casa com dois ou mais pavimentos, a tubulação de hidráulica deve ser posicionada na laje ainda na fase de concretagem. Se você não fez isso, chumbe os canos com graute, mistura mais fluida de pedriscos e concreto. Execute a impermeabilização e, depois de o serviço pronto, faça o teste de estanqueidade. Teste: tampam-se os canos e ralos, coloca-se água a 2 cm de altura e esperam-se 72 horas para saber se a estrutura e a proteção não apresentam vazamentos. Só então coloque o revestimento. 14

15 PISO É FOCO NA ÁREA DE SERVIÇO E COZINHA > Como já aprendemos, numa casa térrea o problema que atinge o piso da cozinha e da área de serviço é a umidade ascendente. A impermeabilização deve ser feita no alicerce, no radier e nos baldrames. No caso de sapatas corridas ou isoladas, usa-se cristalizantes ou hidrofugantes. Olha o nível Na hora de assentar o revestimento, os pedreiros marcam o nível, ou seja, batem dois pregos um em cada extremidade do cômodo e passam uma linha de lado a lado, para evitar que eles furem a impermeabilização nesse momento os pregos devem ser batidos sobre pedacinhos de madeira e, depois, cole provisoriamente essa madeira no piso usando um pouco de argamassa. Troca de revestimento Se decidir atualizar o piso de qualquer área molhada, considere também o custo de refazer a impermeabilização. Não importa qual o sistema utilizado, é praticamente impossível retirar revestimentos e contrapiso sem danificar a proteção contra umidade. De preferência, reaplique os mesmos produtos usados originalmente. Vedantes Sele o vão entre bancada da pia e parede com silicone. Dê preferência àqueles aditivados, com fungicida, que impedem o aparecimento de bolor. PRESERVE VARANDAS E FLOREIRAS >Eis dois pontos que pouca gente se lembra de impermeabilizar. E, aí, depois de uma chuva ou de um tempo de uso, a água penetra na estrutura. O resultado pode ser manchas na parede (em que está a floreira) ou pinga-pinga sob 15

16 a varanda. Para evitar contratempos, use produtos do sistema flexível nos dois casos. Ambas as situações estão muito suscetíveis a trincas devido à exposição ao sol e à chuva a variação de temperatura as leva a contrair e a dilatar, provocando as famigeradas rachaduras. SUPERFLEX-1145 OU IMPERLFEX-IL COM TELA ESTRUTURANTE (MEMBRANA).. 16

17 PRODUTOS INLUB APLICAÇÃO SUPERFLEX IMPER INLUB INLUB PLAST- IMPER IMPERMAXI IMPERFLEX HIDRO HIDRO SUPERFLEX 1145 FLEX-IL COL 10 DES 10 CON TELHA-IL 1135 TERM CERAM CON-IL -EPS LAJES EXPOSTAS MARQUISES / SACADAS AREAS FRIAS (WC/ COZINHA) BALDRAME CALHAS RESERVATORIOS DE AGUA PISCINAS UMIDADE EM PAREDES LAGOS ARTIFICIAS IMPERMEABILIZANTE DE MOLDURAS EM EPS (ISOPOR) TELHAS DE CONCRETO

18 APLICAÇÃO SUPERFLEX IMPER INLUB INLUB PLAST- IMPER IMPERMAXI IMPERFLEX HIDRO HIDRO SUPERFLEX 1145 FLEX-IL COL 10 DES 10 CON TELHA-IL 1135 TERM CERAM CON-IL -EPS TELHAS CERAMICAS PISOS CERAMICO REJUNTE PEDRAS(MINEIRA, GOIANA E SÃO TOMÉ) REBOCO / CHAPISCO PLASTIFICANTE DESMOLDE DE FORMAS TIJOLOS DE BARRO UMIDADE PRESSÃO NEGATIVA REVESTIMENTO TERMO-ACUSTICO. TELHAS METALICAS 18

19 NORMAS BRASILEIRAS PARA IMPERMEABILIZAÇÃO: Normas NBR-08083/82 - Material e sistemas utilizados em impermeabilização. NBR-08521/83 - Emulsões asfálticas com fibras de amianto para impermeabilização NBR-09227/84 - Véu de fibras de vidro para impermeabilização NBR-09228/84 - Feltros asfálticos para impermeabilização NBR-09229/84 - Mantas de butil para impermeabilização NBR-09396/82 - Elastômeros em solução para impermeabilização NBR-09574/85 - Execução de impermeabilização NBR-09575/85 - Elaboração de projetos de impermeabilização NBR-09685/86 - Emulsões asfálticas sem carga para impermeabilização NBR-09686/86 - Solução asfáltica empregada como material de imprimação na impermeabilização NBR /86 - Emulsão asfáltica com carga para impermeabilização NBR /86 - Materiais e sistemas de impermeabilização NBR /83 - Mantas de polímeros para impermeabilização (PVC) NBR /84 - Asfaltos oxidados para impermeabilização NBR /87 - Mantas asfálticas com armadura para impermeabilização NBR /90 - Mantas de etileno - propileno-dieno-monômero (EPDM) NBR-11905/92 - Sistemas de impermeabilização compostos por cimento impermeabilizante polímeros-cristalização NBR /92 - Potabilidade de água aplicável em sistemas de impermeabilização - método de ensaio NBR /92 - Cimento impermeabilizante e polímeros - aderência aplicável em sistema de impermeabilização - composto por cimento impermeabilizante e polímeros - método de ensaio NBR /90 - Seleção de impermeabilização INLUB INDUSTRIA E COMERCIO LTDA /

Impermeabilização de edificações residenciais urbanas

Impermeabilização de edificações residenciais urbanas Impermeabilização de edificações residenciais urbanas Serviços Reparo - Proteção Impermeabilização - Graute Atuação em todo território nacional em obras de infraestrutura www.rossetiimper.com.br Aplicador

Leia mais

Tecnologia da Construção IMPERMEABILIZAÇÃO. Profº Joel Filho

Tecnologia da Construção IMPERMEABILIZAÇÃO. Profº Joel Filho Tecnologia da Construção IMPERMEABILIZAÇÃO Profº Joel Filho Introdução: Impermeabilização NBR 9575/2003 - Elaboração de Projetos de Impermeabilização Item 6 Projeto 6.1. Elaboração e responsabilidade técnica

Leia mais

MANTA POLIMÉRICA é um impermeabilizante flexível a base de cimentos especiais modificados com polímeros acrílicos de excelente qualidade.

MANTA POLIMÉRICA é um impermeabilizante flexível a base de cimentos especiais modificados com polímeros acrílicos de excelente qualidade. Data da última revisão: 03/2011 DEFINIÇÃO MANTA POLIMÉRICA é um impermeabilizante flexível a base de cimentos especiais modificados com polímeros acrílicos de excelente qualidade. MANTA POLIMÉRICA é fácil

Leia mais

UMIDADES E IMPERMEABILIZAÇÕES

UMIDADES E IMPERMEABILIZAÇÕES 200888 Técnicas das Construções I UMIDADES E IMPERMEABILIZAÇÕES Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana pastana@projeta.com.br (14) 3422-4244 AULA 5 o Impermeabilização é a proteção das construções contra

Leia mais

MACTRASET foi desenvolvido para evitar e eliminar definitivamente umidade e infiltrações, sendo de preparo e aplicação muito fáceis.

MACTRASET foi desenvolvido para evitar e eliminar definitivamente umidade e infiltrações, sendo de preparo e aplicação muito fáceis. Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO MACTRASET foi desenvolvido para evitar e eliminar definitivamente umidade e infiltrações, sendo de preparo e aplicação muito fáceis. MACTRASET resiste às pressões

Leia mais

O QUARTO ELEMENTO DA CONSTRUÇÃO

O QUARTO ELEMENTO DA CONSTRUÇÃO O QUARTO ELEMENTO DA CONSTRUÇÃO Porque Impermeabilizar? O que leva construtoras, construtores, proprietários de imóveis, etc... a procura de impermeabilizantes? De cada 10 pessoas que procuram produtos

Leia mais

Internacional SOLUTIONS

Internacional SOLUTIONS Internacional SOLUTIONS SILICONE NEUTRO Silicone neutro Impermeabilizante de uso profissional. Inodoro e com fungicida. ADERE EM: Madeira, concreto, tijolo, vidro, PVC, plástico, alumínio, etc. APLICAÇÃO:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Técnicas Construtivas. Prof. Guilherme Brigolini

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Técnicas Construtivas. Prof. Guilherme Brigolini UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Técnicas Construtivas Prof. Guilherme Brigolini Impermeabilidade das construções Impedir a passagem indesejável água, fluído e vapores Pode conter

Leia mais

Mantas pré-fabricadas, a base de asfaltos modificados e estruturadas com armadura de alta performance.

Mantas pré-fabricadas, a base de asfaltos modificados e estruturadas com armadura de alta performance. ATENDEMOS: Aterros Sanitários Bacias de Contenção de Dejetos Box / Banheiros Box / Banheiros Sistema Drywall Espelhos D' água Estações de Tratamento de Água Estações de Tratamento de Efluentes Floreiras

Leia mais

Soluções Técnicas em Construção

Soluções Técnicas em Construção Betumanta E Composto de asfalto elastomerico (S.B.S.), reforçado por um filme de polietileno de alta densidade com 50 micra de espessura. Esse produto foi desenvolvido para ser aplicado à maçarico. O produto

Leia mais

Soluções de Alto Desempenho para Construção PRODUTO MULTIUSO PARA OBRAS ECONÔMICAS

Soluções de Alto Desempenho para Construção PRODUTO MULTIUSO PARA OBRAS ECONÔMICAS Soluções de Alto Desempenho para Construção PRODUTO MULTIUSO PARA OBRAS ECONÔMICAS + + desempenho por m² AMP ARGAMASSA MODIFICADA COM POLÍMERO ( + ) MEMBRANA POLIMÉRICA O BAUCRYL ECOVEDA é um polímero

Leia mais

Em toda construção o natural é ter técnica.

Em toda construção o natural é ter técnica. Em toda construção o natural é ter técnica. A TECNIKA iniciou suas atividades em meados de 2003, impulsionada pela demanda do mercado, sempre preocupada em buscar e oferecer soluções técnicas inovadoras,

Leia mais

Resistente à altas pressões hidrostáticas, tanto positivas quanto negativas; Não altera a potabilidade da água, sendo atóxico e inodoro;

Resistente à altas pressões hidrostáticas, tanto positivas quanto negativas; Não altera a potabilidade da água, sendo atóxico e inodoro; VIAPLUS BRANCO 1. Descrição Revestimento impermeabilizante, semiflexível, bicomponente (A+B), à base de cimentos especiais, aditivos minerais e polímeros de excelentes características impermeabilizantes.

Leia mais

Aula 24: IMPERMEABILIZAÇÃO SISTEMAS E EXECUÇÃO

Aula 24: IMPERMEABILIZAÇÃO SISTEMAS E EXECUÇÃO PCC-2436 ecnologia da Construção de Edifícios II Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Construção Civil PCC-2436 ecnologia da Construção de Edifícios II SISEMAS

Leia mais

Construção. Impermeabilizante liquido para preparo de concreto e argamassa. Descrição do Produto Usos. Características / Vantagens.

Construção. Impermeabilizante liquido para preparo de concreto e argamassa. Descrição do Produto Usos. Características / Vantagens. Ficha do Produto Edição 22/04/2011 Sikacim Impermeabilizante Construção Sikacim Impermeabilizante Impermeabilizante liquido para preparo de concreto e argamassa. Descrição do Produto Usos Características

Leia mais

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó Dê asas à sua imaginação nas diversas aplicações do Pó Xadrez. Aplicações Xadrez Pigmento em Pó O PÓ XADREZ é um pigmento concentrado que proporciona efeitos decorativos em diversas aplicações. Mais econômico,

Leia mais

Execução de projetos com vista à impermeabilização

Execução de projetos com vista à impermeabilização Execução de projetos com vista à impermeabilização O arquiteto e o engenheiro, ao realizar um projeto para qualquer tipo de construção, devem preocupar-se com os problemas de impermeabilização já durante

Leia mais

Sistema de Impermeabilização (Membrana)

Sistema de Impermeabilização (Membrana) Sistema de Impermeabilização (Membrana) MI - Membrana Impermeável Locais de Aplicação: Lajes, piscinas, banheiros, cozinhas, caixas d água, reservatórios, baldrames, calhas, muros de arrimo, alvenaria,

Leia mais

VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica.

VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica. Descrição VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica. Características Densidade: 1,02 g/cm 3 Aparência: Cor preta Composição básica: emulsão asfáltica modificada com elastômeros

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES

IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES Prof. Marco Pádua A cobertura é uma fase importante da edificação. Não só a questão estética deve ser considerada, como a escolha dos elementos, a posição

Leia mais

VEDATOP é um revestimento modificado com polímeros acrílicos, de alta aderência e impermeabilidade.

VEDATOP é um revestimento modificado com polímeros acrílicos, de alta aderência e impermeabilidade. Descrição VEDATOP é um revestimento modificado com polímeros acrílicos, de alta aderência e impermeabilidade. Adere perfeitamente ao concreto, à alvenaria e à argamassa. VEDATOP não é tinta de acabamento,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções. Patologia: Impermeabilização X Umidade

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções. Patologia: Impermeabilização X Umidade UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções Patologia: Impermeabilização X Umidade Impermeabilidade das construções Impedir a passagem indesejável água, fluído e

Leia mais

membrana impermeabilizante

membrana impermeabilizante 01 Descrição: votomassa é uma impermeável flexível e antifissura resistente a cargas, que dispensa o uso de telas, para aplicação em diversos substratos. 02 Classificação técnica: ANTES Hydro Ban votomassa

Leia mais

MOGIBASE IMPERMEABILIZANTE DE CONCRETO E ARGAMASSAS

MOGIBASE IMPERMEABILIZANTE DE CONCRETO E ARGAMASSAS MOGIBASE IMPERMEABILIZANTE DE CONCRETO E ARGAMASSAS COMPOSIÇÃO: Sais inorgânicos e estabilizantes. PROPRIEDADES: Impermeabilizante de concreto e argamassas. MOGIBASE é de fácil aplicação e não altera os

Leia mais

Sistemas de Impermeabilização

Sistemas de Impermeabilização Sistemas de Impermeabilização Projecto de Construção CET Seia Eng. Sá Neves Eng. Sá Neve Sistema invertido ou tradicional : Os sistemas em cobertura invertida são os mais aconselháveis devido a maior durabilidade

Leia mais

MASSA LISA PROTEC. Embalagem: Saco de 20 kg Consumo: 1,0 a 1,3 kg/m² por milímetro de espessura

MASSA LISA PROTEC. Embalagem: Saco de 20 kg Consumo: 1,0 a 1,3 kg/m² por milímetro de espessura MASSA LISA Massa extra-lisa para revestimento de paredes e tetos. Substitui a massa corrida e o gesso, reduzindo o uso de lixas. Sem desperdício e de rápida aplicação; Reduz o uso de lixas; Aplicação sobre

Leia mais

Viaplus 7000 Revestimento Impermeabilizante Cimentício Flexível com Fibras Sintéticas

Viaplus 7000 Revestimento Impermeabilizante Cimentício Flexível com Fibras Sintéticas Ficha Técnica de Produto Versão 20-08-2015 Viaplus 7000 1 /5 Viaplus 7000 Revestimento Impermeabilizante Cimentício Flexível com Fibras Sintéticas 1. Descrição Revestimento impermeabilizante, flexível,

Leia mais

Aula 23: IMPERMEABILIZAÇÃO

Aula 23: IMPERMEABILIZAÇÃO PCC-2436 ecnologia da Construção de Edifícios II Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Construção Civil PCC-2436 ecnologia da Construção de Edifícios II Aula 23:

Leia mais

VEDBEM PRESSÃO é uma argamassa polimérica acrílica de alta performance, totalmente flexível, resistente à trincas, movimentações e grandes pressões.

VEDBEM PRESSÃO é uma argamassa polimérica acrílica de alta performance, totalmente flexível, resistente à trincas, movimentações e grandes pressões. Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO VEDBEM PRESSÃO é uma argamassa polimérica acrílica de alta performance, totalmente flexível, resistente à trincas, movimentações e grandes pressões. VEDBEM PRESSÃO

Leia mais

VAZAMENTOS E INFILTRAÇÕES

VAZAMENTOS E INFILTRAÇÕES VAZAMENTOS E INFILTRAÇÕES Um dos maiores inimigos das estruturas, tanto de concreto, aço ou madeira é a umidade, ela age no local por anos silenciosamente e quando damos conta lá está um enorme prejuízo

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II

IMPERMEABILIZAÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II IMPERMEABILIZAÇÃO Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II SISTEMAS DE IMPERMEABILIZAÇÃO Conjunto de produtos e serviços destinados a conferir

Leia mais

VEDAJÁ é um revestimento impermeável de alta aderência e de fácil aplicação.

VEDAJÁ é um revestimento impermeável de alta aderência e de fácil aplicação. Descrição VEDAJÁ é um revestimento impermeável de alta aderência e de fácil aplicação. Pode ser aplicado sobre concreto, alvenaria e argamassa. VEDAJÁ proporciona impermeabilidade, mesmo com a ocorrência

Leia mais

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I REVESTIMENTO DEFACHADA Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I FUNÇÕES DO REVESTIMENTO DE FACHADA Estanqueida de Estética CONDIÇÕES DE INÍCIO

Leia mais

Construção. Aditivo impermeabilizante de pega normal para argamassa e concreto não armado. Descrição do Produto. Usos. Características/ Vantagens

Construção. Aditivo impermeabilizante de pega normal para argamassa e concreto não armado. Descrição do Produto. Usos. Características/ Vantagens Ficha do Produto Edição 18/5/2010 Sika 1 Construção Sika 1 Aditivo impermeabilizante de pega normal para argamassa e concreto não armado Descrição do Produto Usos Características/ Vantagens Dados do Produto

Leia mais

Residencial Recanto do Horizonte

Residencial Recanto do Horizonte MEMORIAL DESCRITIVO Residencial Recanto do Horizonte FUNDAÇÃO E ESTRUTURA As Fundações serão executadas de acordo com o projeto estrutural, elaborado de acordo com as normas técnicas pertinentes e baseadas

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA.

MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA. MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA. Dados da Obra: Endereço da obra: Rua Amazonas, nº512, Centro. Parte

Leia mais

Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética

Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética REVESTIMENTO DE FACHADA Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética Documentos de referência para a execução do serviço: Projeto arquitetônico Projeto de esquadrias NR 18 20

Leia mais

Utilize os produtos Ciplak e garanta uma impermeabilização durável e segura.

Utilize os produtos Ciplak e garanta uma impermeabilização durável e segura. A Ciplak Impermeabilizantes é uma divisão da LWART Química, empresa do Grupo Lwart, especializada na fabricação de produtos impermeabilizantes, isolantes termo acústicos e outros produtos para proteção

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada:

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada: PROJETO Nº 051/2013 Solicitação: Memorial Descritivo Tipo da Obra: Reforma, ampliação e adequação acesso Posto de Saúde Santa Rita Área existente: 146,95 m² Área ampliar: 7,00 m² Área calçadas e passeio:

Leia mais

BIANCO é uma resina sintética de alto desempenho que proporciona excelente aderência das argamassas aos mais diversos substratos.

BIANCO é uma resina sintética de alto desempenho que proporciona excelente aderência das argamassas aos mais diversos substratos. Descrição BIANCO é uma resina sintética de alto desempenho que proporciona excelente aderência das argamassas aos mais diversos substratos. BIANCO confere maior elasticidade e, assim, maior resistência

Leia mais

Manual do impermeabilizador

Manual do impermeabilizador 1 Manual do impermeabilizador Preparação e aplicação em superfícies cimenticia Índice INTRODUÇÃO PROJETO DE IMPERMEABILIZAÇÃO ESTATÍSTICAS NORMAS TÉCNICAS ELABORAÇÃO DO PROJETO DE IMPERMEABILIZAÇÃO NBR

Leia mais

Excelente aderência quando aplicado sobre superfícies de concreto ou argamassa;

Excelente aderência quando aplicado sobre superfícies de concreto ou argamassa; VIAPLUS 7000-FIBRAS 1. Descrição Impermeabilizante à base de resinas termoplásticas e cimentos com aditivos e incorporação de fibras sintéticas (polipropileno). Essa composição resulta em uma membrana

Leia mais

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO:

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO: INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível de alta adesividade para áreas internas e externas. Assenta e rejunta pastilhas de porcelana e cerâmica até 7,5 x 7,5 cm,

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÃO EM EDIFICAÇÕES

IMPERMEABILIZAÇÃO EM EDIFICAÇÕES IMPERMEABILIZAÇÃO EM EDIFICAÇÕES Necessidade da impermeabilização Introdução a Impermeabilização Projeto de impermeabilização Execução de impermeabilização 1 - A NECESSIDADE DA IMPERMEABILIZAÇÃO Problemas

Leia mais

Manual do Impermabilizador

Manual do Impermabilizador Rev.05 Manual do Impermabilizador Esta especificação técnica tem por objetivo fornecer subsídios na metodologia adequada de impermeabilização com mantas asfálticas. Em cada caso, deverão ser analisadas

Leia mais

lwarflex Manta asfáltica

lwarflex Manta asfáltica 8 lwarflex Manta asfáltica Manta impermeabilizante pré-fabricada à base de asfalto modificado com polímeros estruturada com poliéster pré-estabilizado. É necessário fazer proteção mecânica para proteção

Leia mais

Unisalesiano Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Engenharia Civil. Construção Civil II. Impermeabilização. Prof. André L.

Unisalesiano Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Engenharia Civil. Construção Civil II. Impermeabilização. Prof. André L. Unisalesiano Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Engenharia Civil Construção Civil II Impermeabilização Prof. André L. Gamino Normalização ABNT: Termos Gerais NBR 9575 (2010): Impermeabilização

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL! Construção Civil II 1 0 Semestre de 2015 Professoras Heloisa Campos e Elaine Souza

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL! Construção Civil II 1 0 Semestre de 2015 Professoras Heloisa Campos e Elaine Souza UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL Construção Civil II 1 0 Semestre de 2015 Professoras Heloisa Campos e Elaine Souza EXERCÍCIO IMPERMEABILIZAÇÃO A seguir está modificado um

Leia mais

DICAS PARA PREVENIR PROBLEMAS

DICAS PARA PREVENIR PROBLEMAS DICAS PARA PREVENIR PROBLEMAS Impermeabilização adequada das fundações de estruturas da obra. Todas as fundações e estruturas da obra com infiltração ou impermeabilização inadequada, principalmente no

Leia mais

Resinas e. impermeabilizantes

Resinas e. impermeabilizantes Resinas e impermeabilizantes 02923 Flexível 360GR Cinza UNIT. É um adesivo selante, de alta flexibilidade e alongamento, formulado a partir de resinas elastoméricas de poliuretano, que sela a penetração

Leia mais

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Conceitos importantes UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Prof. Angelo Just da Costa e Silva Materiais betuminosos Impermeabilização Betume: aglomerante orgânico obtido por processo industrial (resíduo

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO O

MEMORIAL DESCRITIVO O MEMORIAL DESCRITIVO O presente memorial tem por objetivo estabelecer requisitos técnicos, definir materiais e padronizar os projetos e execuções da obra localizada na Rua Jorge Marcelino Coelho, s/n, Bairro

Leia mais

Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS

Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS MEMORIAL DESCRITIVO: APRESENTAÇÃO DO EMPREENDIMENTO: LOCALIZAÇÃO: Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS DESCRIÇÃO: Edifício

Leia mais

Construção de Edícula

Construção de Edícula Guia para Construção de Edícula Guia do montador Mais resistência e conforto para sua vida. As paredes com Placas Cimentícias Impermeabilizadas e Perfis Estruturais de Aço Galvanizado para steel framing

Leia mais

VEDAPREN. Densidade: 1,02 g/cm³ Aparência: Preto(a) Composição básica: Emulsão asfáltica modificada com elastômeros. Validade: 24 meses

VEDAPREN. Densidade: 1,02 g/cm³ Aparência: Preto(a) Composição básica: Emulsão asfáltica modificada com elastômeros. Validade: 24 meses Produto VEDAPREN é uma manta líquida, de base asfalto e aplicação a frio, pronta para uso e moldada no local. Cobre a estrutura com uma proteção impermeável. Apresenta ótimas características de elasticidade

Leia mais

SIGMA IMPERMEABILIZANTE 1

SIGMA IMPERMEABILIZANTE 1 1 A manta líquida SIGMA foi especialmente desenvolvida para ser aplicada nas áreas da construção civil formando uma camada impermeável e elástica, impedindo a umidade e infiltração de água em materiais

Leia mais

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível, de alta adesividade, para áreas internas e externas. O Maxijunta Pastilhas de Porcelana é indicado principalmente para

Leia mais

- Pisos e revestimentos Industriais (pinturas especiais, autonivelantes, uretânicas, vernizes...);

- Pisos e revestimentos Industriais (pinturas especiais, autonivelantes, uretânicas, vernizes...); A TECNIKA iniciou suas atividades em meados de 2003, impulsionada pela demanda do mercado, sempre preocupada em buscar e oferecer soluções técnicas inovadoras, tendo como focos principais as áreas de impermeabilização

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: Reforma da Câmara Municipal de Conchas 2ª Fase

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: Reforma da Câmara Municipal de Conchas 2ª Fase MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Reforma da Câmara Municipal de Conchas 2ª Fase Este Memorial Descritivo tem por finalidade especificar os materiais e serviços a serem executados na REFORMA DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA OBRA.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA OBRA. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAM ENTO DE ENGENHARIA E INFRAESTRUTURA BR 406 - Km 73 n 3500 Perímetro Rural do Município de João Câmara / RN, CEP: 59550-000

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Residencial Nihal Rua Aragão Bozano, 131 Lotes 2, Quadra 57, Torres, RS

MEMORIAL DESCRITIVO. Residencial Nihal Rua Aragão Bozano, 131 Lotes 2, Quadra 57, Torres, RS MEMORIAL DESCRITIVO Residencial Nihal Rua Aragão Bozano, 131 Lotes 2, Quadra 57, Torres, RS 1. LOCALIZAÇÃO: O empreendimento localiza-se à Rua Aragão Bozano,131 Lotes 2, Quadra 57, Praia Grande, Torres/RS.

Leia mais

PONDERAÇÕES PARA PROJETOS E INSTALAÇÕES. IMPERMEABILIZAÇÃO E REVESTIMENTOS NAS EDIFICAÇÕES

PONDERAÇÕES PARA PROJETOS E INSTALAÇÕES. IMPERMEABILIZAÇÃO E REVESTIMENTOS NAS EDIFICAÇÕES PONDERAÇÕES PARA PROJETOS E INSTALAÇÕES. IMPERMEABILIZAÇÃO E REVESTIMENTOS NAS EDIFICAÇÕES EXPLICAÇÕES A MEDITAR DE MODO GERAL. -Objetivando um bom desempenho e perfeito trabalho de execução das obras

Leia mais

ADESIVO ACRÍLICO PARA CHAPISCO E ARGAMASSA

ADESIVO ACRÍLICO PARA CHAPISCO E ARGAMASSA ADESIVO ACRÍLICO PARA CHAPISCO E ARGAMASSA Adesivo acrílico em emulsão aquosa PROPRIEDADES DA ARGAMASSA Excelente plasticidade Boa impermeabilidade Minimiza retração após secagem A mistura permanece homogênea,

Leia mais

Parede de Garrafa Pet

Parede de Garrafa Pet CONCEITO As paredes feitas com garrafas pet são uma possibilidade de gerar casas pré fabricadas através da reciclagem e é uma solução barata e sustentável. As garrafas pet são utilizadas no lugar dos tijolos

Leia mais

GESTÃO DO CONTROLE TECNOLÓGICO DE REVESTIMENTOS. Comunidade da Construção de Vitória

GESTÃO DO CONTROLE TECNOLÓGICO DE REVESTIMENTOS. Comunidade da Construção de Vitória GESTÃO DO CONTROLE TECNOLÓGICO DE REVESTIMENTOS 1 Objetivo Utilizar o controle tecnológico como ferramenta imprescindível para execução do revestimento de argamassa e cerâmica em fachadas, aumentando a

Leia mais

Prof. Marcos Valin Jr. Por quê Impermeabilização. www.mvalin.com.br 1

Prof. Marcos Valin Jr. Por quê Impermeabilização. www.mvalin.com.br 1 Por quê Impermeabilizar www.mvalin.com.br 1 www.mvalin.com.br 2 www.mvalin.com.br 3 O concreto e as argamassas utilizadas nos revestimentos possuem poros, trincas epequenas fissuras, na maioria das vezes

Leia mais

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul 1. O presente memorial tem por

Leia mais

LINHA de Argamassas. Uma mistura de qualidade com alta produtividade.

LINHA de Argamassas. Uma mistura de qualidade com alta produtividade. Concreto LINHA de Argamassas Uma mistura de qualidade com alta produtividade. Estabilizada 01Argamassa Projetada A evolução chegou ao canteiro de obras. Elimine etapas, corte custos e aumente o controle

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÃO. Construção Civil II ( TC-025) Prof. José de Almendra Freitas Jr. freitasjose@terra.com.br

IMPERMEABILIZAÇÃO. Construção Civil II ( TC-025) Prof. José de Almendra Freitas Jr. freitasjose@terra.com.br Impermeabilização Ministério da Educação 15:02 Universidade Federal do Paraná Setor de Tecnologia Construção Civil II ( TC-025) IMPERMEABILIZAÇÃO Prof. José de Almendra Freitas Jr. freitasjose@terra.com.br

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO COMERCIAL CHATÊAU DE LA VIE

MEMORIAL DESCRITIVO COMERCIAL CHATÊAU DE LA VIE MEMORIAL DESCRITIVO COMERCIAL CHATÊAU DE LA VIE Rua Clemente Pinto, 146. Pág. 1 / 9 1 GENERALIDADES E DISPOSIÇÕES GERAIS O presente memorial descritivo tem por objetivo especificar o tipo, qualidade e

Leia mais

PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT FICHA TÉCNICA DO PRODUTO

PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT FICHA TÉCNICA DO PRODUTO PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT FICHA TÉCNICA DO PRODUTO PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT É uma tinta isolante térmica, composta de polímeros acrílicos elastoméricos, microesferas de cerâmicas, e aditivos especiais

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS. Local: Rua Paulino Teixeira, N 41 e 51 Bairro Rio Branco Porto Alegre

MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS. Local: Rua Paulino Teixeira, N 41 e 51 Bairro Rio Branco Porto Alegre MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS Local: Rua Paulino Teixeira, N 41 e 51 Bairro Rio Branco Porto Alegre INDICE 1. GENERALIDADES 1.1. OBJETOS E DADOS 1.2. NORMAS 1.3. PLANTAS 2. INTERPRETAÇÃO 3.

Leia mais

Memoria descritivo do Residencial Liguria

Memoria descritivo do Residencial Liguria ESPECIFICAÇÕES BÁSICAS MEMORIAL DESCRITIVO DA CONSTRUÇÃO FUNDAÇÕES As fundações serão do tipo diretas, com utilização de sapatas, calculadas conforme solicitações de carga. ESTRUTURA O prédio terá estrutura

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DA OBRA (Versão resumida)

MEMORIAL DESCRITIVO DA OBRA (Versão resumida) MEMORIAL DESCRITIVO DA OBRA (Versão resumida) TAMANHO E DEPENDÊNCIAS DO IMÓVEL Definido com o Corretor de Imóveis da negociação em conjunto com nosso Escritório de Arquitetura parceiro: FRAN Arquitetura

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÕES INTRODUÇÃO 2. A IMPORTÂNCIA DA IMPERMEABILIZAÇÃO

IMPERMEABILIZAÇÕES INTRODUÇÃO 2. A IMPORTÂNCIA DA IMPERMEABILIZAÇÃO IMPERMEABILIZAÇÕES INTRODUÇÃO A umidade sempre foi uma preocupação para o homem desde o tempo em que habitava as cavernas. O homem primitivo passou a se refugiar em cavernas para proteger das chuvas, animais,

Leia mais

A OCORRÊNCIA DE EFLORESCÊNCIA EM LOCAIS IMPERMEABILIZADOS COM MANTA ASFÁLTICA

A OCORRÊNCIA DE EFLORESCÊNCIA EM LOCAIS IMPERMEABILIZADOS COM MANTA ASFÁLTICA A OCORRÊNCIA DE EFLORESCÊNCIA EM LOCAIS IMPERMEABILIZADOS COM MANTA ASFÁLTICA IRENE DE AZEVEDO LIMA JOFFILY (1) ANA LUIZA ALVES DE OLIVEIRA (2) (1) Professora UniCeub/Virtus Soluções (2) Graduanda em Engenharia

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOUTOR PEDRINHO Estado de Santa Catarina

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOUTOR PEDRINHO Estado de Santa Catarina MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Obra: AMPLIAÇÃO UNIDADE DE SAÚDE CENTRAL Local: Rua Santa Catarina, Centro Área de Ampliação: 161,82 m² Município: Doutor Pedrinho SC Data: Novembro / 2015

Leia mais

Elastron, membrana anticorrosiva e impermeabilizante. Fácil, a frio e sem juntas.

Elastron, membrana anticorrosiva e impermeabilizante. Fácil, a frio e sem juntas. Elastron, membrana anticorrosiva e impermeabilizante. Fácil, a frio e sem juntas. SOMA DE VALORES A JR Tecnologia em Superfícies (nome fantasia) iniciou suas atividades em 1991 com o nome JR Gonçalves

Leia mais

SISTEMA CONSTRUTIVO ISOCRET ESTRUTURA /REVESTIMENTO

SISTEMA CONSTRUTIVO ISOCRET ESTRUTURA /REVESTIMENTO Sistema Construtivo Fabricado de acordo com a ISO 9002 Conforto as normas ASTM( EUA) e ABNT (Brasil). Comprovada em testes de desempenho realizados pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul Secretaria Municipal de Obras Departamento Engenharia

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul Secretaria Municipal de Obras Departamento Engenharia ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1 ARQUITETURA 1.1 VEDAÇÕES 1.1.1 Alvenaria de Blocos Cerâmicos Tipo: 10x20x20 Aplicação: todas as Paredes internas e externas 1.2 ESQUADRIAS 1.2.1 Porta de madeira Compensada As

Leia mais

ADESIVO BISCUIT CASCOREZ

ADESIVO BISCUIT CASCOREZ ADESIVO SCUIT CASCOREZ ADITIVOS 008 HB002402. 464 500g porcelana fria 46436 1kg porcelana fria 14077 14079 15995 750 gramas 531000 ADESIVO CONTATO TRADICIONAL ADESIVO MADEIRA CASCOREZ EXTRA 881448 887268

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. As fundações serão em estacas rotativas, com blocos de fundação, executadas por firma especializada.

MEMORIAL DESCRITIVO. As fundações serão em estacas rotativas, com blocos de fundação, executadas por firma especializada. MEMORIAL DESCRITIVO 1. INFORMAÇÕES GERAIS Este PRÉDIO terá uso exclusivo RESIDENCIAL e terá 12 (doze) pavimentos, sendo que o 1º PAV SUB SOLO terá 26 espaços de garagem cobertos; o 2 PAV terá o hall de

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL I SERVIÇOS DE ENGENHARIA Constitui objeto do presente memorial descritivo uma edificação para abrigar segura e adequadamente equipamentos de rede estabilizada, Grupo Moto-gerador

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO versão 04

MEMORIAL DESCRITIVO versão 04 MEMORIAL DESCRITIVO versão 04 Arquitetônico Hidrossanitário EMPREENDIMENTO: Edifício Residencial ÁREA CONSTRUIDA: 2.323,60 m² ÁREA DO TERRENO: 1.474,00 m² LOCALIZAÇÃO: Rua Ianne Thorstemberg, n 344 Bairro

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR 1 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 MEMORIAL DESCRITIVO 3 I. DADOS FÍSICOS LEGAIS 3 II. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 3 III.

Leia mais

1. FUNDAÇÃO (ALICERCES)

1. FUNDAÇÃO (ALICERCES) Memorial Descritivo 1. FUNDAÇÃO (ALICERCES) 1.1. Feitio de sapatas com dimensões de 60cm x 60cm x 30cm (sessenta centímetros de largura por sessenta centímetros de comprimento por trinta centímetros de

Leia mais

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Banheiros Públicos Rincão do Segredo Local: Rua Carlos Massman - Rincão do Segredo Alm. Tam. do Sul-RS Proprietário: Município de Almirante Tamandaré do Sul / RS 1. O presente

Leia mais

Valores em Reais. Preço Unit. (Mat.+MO) Preço Parcial 1.0 EDIFÍCIO SEDE

Valores em Reais. Preço Unit. (Mat.+MO) Preço Parcial 1.0 EDIFÍCIO SEDE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS Coordenação-Geral de Recursos Logísticos Coordenação de Obras e Suporte Técnico Divisão de Engenharia PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

Leia mais

SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO

SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO SISTEMAS CONSTRUTIVOS Professor:Regialdo BLOCOS DE CONCRETO CONCEITO A tipologia estrutural composta por bloco, argamassa, graute e eventualmente armações é responsável por um dos sistemas construtivos

Leia mais

CGP. diâmetro interno = 0,30m; parte submersa do sépto = 0,20m; capacidade de retenção = 18 litros; diâmetro nominal da tubulação de saída DN 75.

CGP. diâmetro interno = 0,30m; parte submersa do sépto = 0,20m; capacidade de retenção = 18 litros; diâmetro nominal da tubulação de saída DN 75. Memorial de cálculo Projeto: Residência Renato Cortez Assunto: Saneamento ecológico a/c Renato Cortez 1. caixa de gordura De acordo com a NBR 8160, para a coleta de apenas uma cozinha, pode-ser uma caixa

Leia mais

Hotelaria SAÚDE NOVA COLEÇÃO 2013. A segurança de se sentir bem. Recomendado para os segmentos:

Hotelaria SAÚDE NOVA COLEÇÃO 2013. A segurança de se sentir bem. Recomendado para os segmentos: A segurança de se sentir bem. NOVA COLEÇÃO 2013 Crédito Equipotel 2010 - Arquiteta Jorgina Nello Optima Multisafe (cor 3240861), Aquarelle Wall HFS (cor 3942023) Recomendado para os segmentos: SAÚDE Hotelaria

Leia mais

Dicas importantes para você construir ou reformar a sua casa.

Dicas importantes para você construir ou reformar a sua casa. Distribuição gratuita Dicas importantes para você construir ou reformar a sua casa. 1 Este folheto fornece informações úteis para orientá-lo na construção ou reforma de sua casa. Qualquer construção ou

Leia mais

Elementos Estruturais de Concreto Armado

Elementos Estruturais de Concreto Armado UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Técnicas Construtivas Elementos Estruturais de Concreto Armado Prof. Guilherme Brigolini Elementos Estruturais de Concreto Armado Produção de

Leia mais

Impermeável Protector Resistente impermeabilizações objectivo - problema - solução objectivo 1 Prevenir a infiltração de água para os pavimentos e paredes das cozinhas, casas de banho, balneários e outros

Leia mais

1.3 MÁQUINAS E FERRAMENTAS Serão fornecidos todos os equipamentos e ferramentas adequadas de modo a garantir o bom desempenho da obra.

1.3 MÁQUINAS E FERRAMENTAS Serão fornecidos todos os equipamentos e ferramentas adequadas de modo a garantir o bom desempenho da obra. MEMORIAL DESCRITIVO IDENTIFICAÇÃO: EDIFÍCIO SPAZIO DI ACÁCIA Proponente : Construtora Brum Ltda. Construtora : Construtora Brum Ltda. Empreendimento : Edifício Spazio Di Acácia Endereço : Rui Barbosa,

Leia mais

Placa de obra: Haverá a colocação em local visível de placa de obra, metálica, fixada em estrutura de madeira, conforme padrão fornecido SOP.

Placa de obra: Haverá a colocação em local visível de placa de obra, metálica, fixada em estrutura de madeira, conforme padrão fornecido SOP. MEMORIAL DESCRITIVO RECONSTRUÇÃO DO ALBERGUE JUNTO AO PRESIDIO ESTADUAL DE VACARIA RS. VACARIA RS. GENERALIDADES: Este Memorial Descritivo tem a função de propiciar a perfeita compreensão do projeto e

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Nome/Nº RE.PRO.023. Memorial Descritivo (7.3.2)

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Nome/Nº RE.PRO.023. Memorial Descritivo (7.3.2) 02/07/22 12/12/22 Versão MEMORIAL DESCRITIVO RESIDENCIAL NERIÁ Rua A.J. Renner, 1.390 Estância Velha Canoas / RS Arquivo: P:\SGQ\Registros\ e Desenvolvimento\0-RE.PRO.023 - Memorial Descritivo V.\Residencial

Leia mais

ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 80,20m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS

ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 80,20m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS ENDEREÇO: Rua nº 01 - Loteamento Maria Laura ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² 1 INSTALAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRA 1.1 Abrigo provisório de madeira executada na obra para alojamento e depósitos de materiais e ferramentas

Leia mais