Gestão de Tecnologia para Alavancar Resultados de Esgoto

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão de Tecnologia para Alavancar Resultados de Esgoto"

Transcrição

1 Gestão de Tecnologia para Alavancar Resultados de Esgoto Aurélio Fiorindo Francisco Paracampos Hélio Padula Carlos Apparecido Ronaldo Coppa Alberto Prado Cunha Amarildo Miguel Jair de Oliveira Luiz Carlos Prisiaznij Marcelo Renato Pedro Geraldo de Oliveira Luis Carlos Bolzan Regina Fernandes Roberto Teruya

2 Oportunidade Gestão de Esgoto Sistema Geoprocessamento Sistema Operacional Mapas Temáticos Outras Ferramentas

3 Oportunidade Causas Operacional Redes muito profundas e an0gas. Regiões com mau uso da rede: excesso de gordura, materiais indevidos, etc. Benchmarking Tecnologia em uso Não atendia as caracterís0cas atuais da MC Baixo vácuo, varetas seccionadas

4 Responsável pela Prática Grupos dos Sistema de Gestão MC Propósito Promover a integração e compar7lhamento das prá7cas de gestão e avanços tecnológicos, buscando padronização e o7mização das a7vidades, eficiência operacional e sa7sfação das partes interessadas Reuniões bimestrais Formado por 16 par5cipantes de todos os departamentos da MC Coordenação pelo gerente da UGR São Mateus

5 Como funciona a Prática de Gestão? Análise Par0cipa0va Análise Demandas iden5ficadas iden0ficadas e compar5lhadas compar0lhadas pelo GPMA FPM Analise custo x beneecio Gerentes GPMA compar5lham informações com as equipes Coordenador do GPMA consolida as demandas das áreas Gerentes de Departamento e Superintendente analisam o beneecio para toda a MC Superintendente e Diretor aprovam as aquisições das novas tecnologias Novas Tecnologias Consolidação Aprovação Treinamento da Força de Trabalho

6 A Ideia Know- how de processos Qualidade dos serviços Redução de serviços corre5vos Agilidade e mul5funcionalidade na execução e diagnós5co por equipe única Aprimorar serviços de desobstrução e diagnós5cos com mão de obra própria

7 Equipamentos MC Similaridade na Operação 1ª. Compra Tecnologia de Diagnós5co Sewer Jet 04 Sewer Jet 01 Sewer Rodder Sewer Jet 03 Sewer Jet 03 Sewer Rodder 02 Sewer Rodder 03 Vaccon 03 Vaccon Sewer Jet

8 Sewer Jet Desobstruções por hidrojateamento com alta pressão, com sistema de câmera de filmagem, permi7ndo fazer a desobstrução, lavagem e diagnós7co de rede Evita o retrabalho, pois garante a qualidade do serviço realizado Reduz os esforços dos operadores e o desgaste Jsico Possui sistema de bicos para diferentes caracterís7cas de obstruções

9 Evolução Tecnológica A mudança de conceito nos serviços de desobstruções com sewer jet

10 AÇÕES OPERACIONAIS.

11 DIAGNÓSTICOS PRECISOS

12 Sewer Rodder Máquina de vareta contínua (400m), utilizada para desobstrução de redes Permite fazer serviços corretivos e preventivos Possui vários tipos de acessórios para diferentes obstruções, possibilita a retirada de panos, estopas e buchas

13 Vaccon Possui bomba auto- vácuo, permite a remoção pneumá7ca de detritos, lodo, lama e grandes objetos de Poços de Visita Combinado com sistema de hidrojateamento de água de alta pressão para desobstrução de coletores Diagnós7co através da câmera de vídeo de inspeção e garan7a da qualidade Execução de serviços em local de dijcil acesso

14 Resultados Melhor Conserto de Ramal de Esgoto Desobstrução de Ramal (DD) Conserto de Coletor Desobstrução de Coletor (DC) km de rede (+3,3%) ligações (+5%)

15 Referencial Comparativo IORC - Índice de Obstrução da Rede Coletora (desobstruções de coletor / km * 1000) Melhor 320,4 293,0 250,5 194,3 159, Média mensal de Desobstruções de Coletores/Média mensal de Extensão de Rede Coletora em km * 1000

16 Treinamento & Valorização 1ª Turma Janeiro/ horas de treinamento 179 oportunidades de treinamento Custo zero para a Sabesp 08 funcionários para treinamento nos EUA

17 Desenvolvimento & Valorização

18 Desenvolvimento & Valorização

19 Retenção, Proteção e Disseminação do Conhecimento Feira da Inovação Banco do Conhecimento Relato de Viagens e Eventos Externos IGS

20 Obrigado! Pedro Geraldo de Oliveira MCS UGR São Mateus MC Unidade de Negócio Centro

MAXIMIZAÇÃO DA EFICIÊNCIA OPERACIONAL DE ESGOTO. Autor: EDUARDO VITALINO DA SILVA e MC

MAXIMIZAÇÃO DA EFICIÊNCIA OPERACIONAL DE ESGOTO. Autor: EDUARDO VITALINO DA SILVA e MC MAXIMIZAÇÃO DA EFICIÊNCIA OPERACIONAL DE ESGOTO Autor: EDUARDO VITALINO DA SILVA e MC Unidade de Negócio Centro - MC Atendemos Ø 281 km², ou 18% do município de São Paulo; Ø Cento expandido e parte da

Leia mais

Gestão Operacional Total

Gestão Operacional Total Gestão Operacional Total Melhoria da Imagem perante aos Clientes e Mercado Melhoria de Produtos e Processos Preservação dos Recursos Hídricos Roberto Teruya Aurélio Fiorindo Filho Alessandra Pavaneli Sorza

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE QUALIDADE NAS ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

SISTEMA DE GESTÃO DE QUALIDADE NAS ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO SISTEMA DE GESTÃO DE QUALIDADE NAS ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Valério da Silva Ramos (*) Administrador de Empresas, pós-graduado em Gestão Econômica e Financeira

Leia mais

Construção da Rede Coletora de Esgoto. Profª Gersina N.R.C. Junior

Construção da Rede Coletora de Esgoto. Profª Gersina N.R.C. Junior Construção da Rede Coletora de Esgoto Profª Gersina N.R.C. Junior Instalação da Rede Coletora de Esgoto Assentamento do Coletor Transportar os tubos da superfície do terreno para o fundo da vala, que em

Leia mais

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento - PNQS. Bairro Ecológico promovendo a universalização do saneamento

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento - PNQS. Bairro Ecológico promovendo a universalização do saneamento Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento - PNQS Bairro Ecológico promovendo a universalização do saneamento IGS 2012 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Superintendência Comunicação Controladoria Qualidade Engenharia

Leia mais

PNQS 2013 Categoria IGS. Inovação da Gestão em Saneamento. RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão

PNQS 2013 Categoria IGS. Inovação da Gestão em Saneamento. RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão PNQS 2013 Categoria IGS Inovação da Gestão em Saneamento RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão Programa de ampliação da atuação nos Polígonos de Negócio através da Força Integrada de Vendas

Leia mais

Gestão de Economias com o Serviço de Tratamento de Esgoto Melhorias no Processo para a Universalização do Saneamento.

Gestão de Economias com o Serviço de Tratamento de Esgoto Melhorias no Processo para a Universalização do Saneamento. Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS Inovação da Gestão em Saneamento IGS Gestão de Economias com o Serviço de Tratamento de Esgoto Melhorias no Processo para a Universalização do Saneamento.

Leia mais

Prezado Cliente, www.hidrojatobrasil.com.br

Prezado Cliente, www.hidrojatobrasil.com.br Prezado Cliente, No intuito de fazermos parte do cadastro de fornecedores desta conceituada empresa, servimo-nos da presente, para levar ao seu conhecimento o perfil de nossa empresa. A HIDROJATO BRASIL,

Leia mais

Acreditação de Operadoras de Planos de Saúde

Acreditação de Operadoras de Planos de Saúde Acreditação de Operadoras de Planos de Saúde A Experiência da Bradesco Saúde Marcio Serôa de Araujo Coriolano Destaques! Marca líder e presença nacional;! Número 1 em vidas em planos corpora?vos;! 46%

Leia mais

II-338 PLANO DE MELHORIA OPERACIONAL DO SISTEMA INTEGRADO DOS COLETORES TRONCO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

II-338 PLANO DE MELHORIA OPERACIONAL DO SISTEMA INTEGRADO DOS COLETORES TRONCO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO II-338 PLANO DE MELHORIA OPERACIONAL DO SISTEMA INTEGRADO DOS COLETORES TRONCO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Antônio Simões Teixeira Filho (1) Engenheiro Civil / Sanitarista pela Pontifícia Universidade

Leia mais

Audiência Pública. Piedade. 20 de Junho de 2013

Audiência Pública. Piedade. 20 de Junho de 2013 Audiência Pública Piedade 20 de Junho de 2013 Objetivo do Encontro Audiência Pública sobre o Convênio com o Governo do Estado, Contrato de Programa com a Sabesp e Plano Municipal de Saneamento do município

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Implantação da Manutenção Preditiva na Gestão de Hidrometria

Implantação da Manutenção Preditiva na Gestão de Hidrometria Implantação da Manutenção Preditiva na Gestão de Hidrometria IGS 2012 IGS - 2012 Implantação da Manutenção Preditiva na Gestão de Hidrometria Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento - PNQS Categoria

Leia mais

Gráfico 1 Gráfico indicador GRMD ISP13 fonte: RG disponíveis no site do PNQS

Gráfico 1 Gráfico indicador GRMD ISP13 fonte: RG disponíveis no site do PNQS ORGANOGRAMA A. A OPORTUNIDADE A.1 Qual foi a oportunidade de melhoria de gestão (problema, desafio, dificuldade), solucionada pela prática de gestão implementada? Desde 1999, a OC utiliza o Modelo de Excelência

Leia mais

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS. Gestão de Informações da Pesquisa Pós-serviço Unificada da Diretoria Metropolitana

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS. Gestão de Informações da Pesquisa Pós-serviço Unificada da Diretoria Metropolitana Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS IGS Inovação da Gestão em Saneamento Gestão de Informações da Pesquisa Pós-serviço Unificada da Diretoria Metropolitana 2013 Organograma Gestão das Informações

Leia mais

Infraestrutura de Saneamento na Região Metropolitana de São Paulo

Infraestrutura de Saneamento na Região Metropolitana de São Paulo IV Congresso Brasileiro de MND II No-Dig Edição Latino Americana Infraestrutura de Saneamento na Região Metropolitana de São Paulo Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp Números da Diretoria

Leia mais

Planejamento Estratégico Temáticas do CRA

Planejamento Estratégico Temáticas do CRA Planejamento Estratégico Temáticas do CRA Autores: José Freitas Renato Arioli Shinobu Takeuchi Co-Autores: Marcel Biscaino Mauro Ochman Porto Alegre, 24 de novembro de 2014 Roteiro da Apresentação Direcionadores

Leia mais

COPASA Day 2010. Novas Tecnologias

COPASA Day 2010. Novas Tecnologias COPASA Day 2010 Novas Tecnologias Tecnologias ofertadas por Melhoria constante de qualidade e produtividade dos serviços fornecedores Melhor atendimento às demandas da população Evolução tecnológica dos

Leia mais

Breve histórico. 2 Análise de documentos e estudos relevantes. Painéis Temáticos com especialistas. 2* Diagnóstico Interno.

Breve histórico. 2 Análise de documentos e estudos relevantes. Painéis Temáticos com especialistas. 2* Diagnóstico Interno. 2 Análise de documentos e estudos relevantes Painéis Temáticos com especialistas Breve histórico 1 Reunião de partida e agenda de trabalho 2* Diagnóstico Interno 3 Mapeamento de tendências (mundo e Brasil)

Leia mais

O SERVIÇO DE ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO PÓS-VENDA (CAPELA DO SOCORRO) EM UMA DAS MAIORES EMPRESAS DE SANEAMENTO DO MUNDO: SABESP

O SERVIÇO DE ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO PÓS-VENDA (CAPELA DO SOCORRO) EM UMA DAS MAIORES EMPRESAS DE SANEAMENTO DO MUNDO: SABESP UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI GERALDO DO NASCIMENTO JUNIOR O SERVIÇO DE ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO PÓS-VENDA (CAPELA DO SOCORRO) EM UMA DAS MAIORES EMPRESAS DE SANEAMENTO DO MUNDO: SABESP SÃO PAULO

Leia mais

Utilizamos uma equipe técnica com profissionais de ampla experiência profissional.

Utilizamos uma equipe técnica com profissionais de ampla experiência profissional. A empresa WATERSHIP SERVIÇOS E REPAROS NAVAIS LTDA, sob o nome fantasia WATERSHIP SERVICES, localizada no estado do Rio de Janeiro, com matriz na Cidade de São Gonçalo, foi criada tendo como objetivo executar

Leia mais

Escritórios de Projeto Local: a busca contínua pela Eficiência Operacional

Escritórios de Projeto Local: a busca contínua pela Eficiência Operacional Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS Inovação da Gestão em Saneamento IGS Escritórios de Projeto Local: a busca contínua pela Eficiência Operacional 2011 1 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA OC 2 A

Leia mais

ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO I AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO Nº 3/2009-ER01 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, HIDRÁULICAS, SANITÁRIA, COMBATE A INCÊNDIO E GRUPO

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E OPERACIONAL EM EMPRESAS DE SANEAMENTO

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E OPERACIONAL EM EMPRESAS DE SANEAMENTO EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E OPERACIONAL EM EMPRESAS DE SANEAMENTO MARCOS ANTONIO DANELLA Quem Somos Engenheiro, Administrador, professor PUC Campinas Gerente Regional de Operações no Setor Elétrico (29 anos)

Leia mais

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Inovação da Gestão em Saneamento

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Inovação da Gestão em Saneamento Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Inovação da Gestão em Saneamento PNQS 2010 IGS SETEMBRO/2010 ORGANOGRAMA DA ORGANIZAÇÃO CANDIDATA Vice-presidência de GO Superintendência T Gerência Prod. e Desenvolvimento

Leia mais

Premio Nacional da Qualidade em Saneamento - PNQS

Premio Nacional da Qualidade em Saneamento - PNQS Gestão do desempenho das ações de RSE por meio dos indicadores Ethos Premio Nacional da Qualidade em Saneamento - PNQS Inovação da Gestão em Saneamento - IGS 0 Organograma Superintendência Controladoria

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013. Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total

ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013. Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total ANEXO III 1 ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013 Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total 1 CAMINHÃO TOCO COM CAPACIDADE DE CARGA ÚTIL VARIANDO DE 10.000 A 12.000KG. DEVERÁ COMPOR

Leia mais

Seminário Nacional AESBE 30 anos

Seminário Nacional AESBE 30 anos Experiências de Sucesso nas Empresas Estaduais de Saneamento TELEMETRIA 26/08/2015 Silvana Corsaro Candido da Silva de Franco, Gerente do Departamento de Planejamento, Gestão e Operação da Produção Seminário

Leia mais

CEMEO - A INOVAÇÃO NO MONITORAMENTO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO E COLETA COM FOCO NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO

CEMEO - A INOVAÇÃO NO MONITORAMENTO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO E COLETA COM FOCO NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO PNQS 2012 Categoria IGS Inovação da Gestão em Saneamento RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão CEMEO - A INOVAÇÃO NO MONITORAMENTO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO E COLETA COM FOCO NA GESTÃO DA

Leia mais

Ins$tucional Ago/2013

Ins$tucional Ago/2013 Ins$tucional Ago/2013 Conhecendo a Fundada em 2005 na cidade de Santana do Parnaíba (região metropolitana da capital paulista), a Sustentec - Serviços em Tecnologia Ltda é uma empresa provedora de soluções

Leia mais

CONVITE SESC/MA 13/0001-CV ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E PLANILHA DE SERVIÇO ORIENTATIVA ESPECIFICAÇÕES / DETALHAMENTO TÉCNICO

CONVITE SESC/MA 13/0001-CV ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E PLANILHA DE SERVIÇO ORIENTATIVA ESPECIFICAÇÕES / DETALHAMENTO TÉCNICO CONVITE SESC/MA 1/0001-CV ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS E PLANILHA DE SERVIÇO ORIENTATIVA ESPECIFICAÇÕES / DETALHAMENTO TÉCNICO 1. ESCOPO DOS SERVIÇOS 1.1 BOMBEAMENTO ESCALONADO INICIAL Deve ser feito

Leia mais

Inovação na gestão do processo de manutenção com foco na satisfação do cliente

Inovação na gestão do processo de manutenção com foco na satisfação do cliente Inovação na gestão do processo de manutenção com foco na satisfação do cliente Presidência Diretoria Superintendência Pólo de Comunicação Departamento Administrativo Departamento de Engenharia e Operação

Leia mais

Manual de regras do Programa de valorização de boas idéias

Manual de regras do Programa de valorização de boas idéias GLOBAL SERVIÇOS E ASSISTÊNCIA 24H NO AR Manual de regras do Programa de valorização de boas idéias Versão 1.0 25/02/2011 Ano 2011 RESUMO Este documento tem como objetivo esclarecer as regras e os critérios

Leia mais

Relatório da Gestão. Unidade de Gerenciamento Regional Mooca. Prêmio Nacional da. PNQS - Nível II

Relatório da Gestão. Unidade de Gerenciamento Regional Mooca. Prêmio Nacional da. PNQS - Nível II Relatório da Gestão Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS - Nível II 2014 Unidade de Gerenciamento Regional Mooca Sumário I - IX 1-10 11-15 16-22 23-28 29-33 34-42 43-51 52-60 1-3 1-4 P.

Leia mais

Normas da ABNT precisam ser seguidas

Normas da ABNT precisam ser seguidas Normas da ABNT precisam ser seguidas Além das leis ambientais e toda a burocracia que o negócio da revenda exige, o revendedor precisa realizar os procedimentos de acordo com as normas da Associação Brasileira

Leia mais

Gestão do Processo de Manutenção Eletromecânica A quebra de paradigmas em busca da excelência.

Gestão do Processo de Manutenção Eletromecânica A quebra de paradigmas em busca da excelência. PNQS 2010 Categoria IGS Inovação da Gestão em Saneamento RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão Gestão do Processo de Manutenção Eletromecânica A quebra de paradigmas em busca da excelência.

Leia mais

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS Sistema Eletrobrás Política de Logística de Suprimento do Sistema Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO 4 POLÍTICA DE Logística de Suprimento

Leia mais

Otimizar e automatizar o processo de solicitação de fornecimento de energia elétrica pela FECOERGS na COPREL

Otimizar e automatizar o processo de solicitação de fornecimento de energia elétrica pela FECOERGS na COPREL Otimizar e automatizar o processo de solicitação de fornecimento de energia elétrica pela FECOERGS na COPREL Área de atuação das 23 coopera1vas de distribuição e geração do sistema Fecoergs 48.704 Nº

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 66, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 66, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 66, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012. Institui o Programa de Fortalecimento Institucional da ANAC. A DIRETORIA DA AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL - ANAC, no exercício das competências

Leia mais

Implantação da plataforma ESRI na Sabesp Desafios/Soluções/Oportunidades

Implantação da plataforma ESRI na Sabesp Desafios/Soluções/Oportunidades Implantação da plataforma ESRI na Sabesp Desafios/Soluções/Oportunidades A Sabesp STATUS: PATRIMÔNIO LÍQUIDO: R$ 10,5 bilhões* EMPREGADOS: 14.896 Fundada em 1973 como sociedade de participação acionária

Leia mais

P L A N O M U N I C I P A L D E S A N E A M E N T O B Á S I C O

P L A N O M U N I C I P A L D E S A N E A M E N T O B Á S I C O P L A N O M U N I C I P A L D E S A N E A M E N T O B Á S I C O V o l u m e V R E L A T Ó R I O D O S P R O G R A M A S, P R O J E T O S E A Ç Õ E S P A R A O A L C A N C E D O C E N Á R I O R E F E R

Leia mais

Estabelecer um parâmetro para o mapeamento dos processos operacionais da universidade.

Estabelecer um parâmetro para o mapeamento dos processos operacionais da universidade. Unidade Processo Universidade Federal da Bahia Superintendência de Avaliação e Desenvolvimento Institucional Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional 1 de 5 Glossário de Siglas

Leia mais

Diretoria Técnica Gerência de Controle de Perdas e Sistemas

Diretoria Técnica Gerência de Controle de Perdas e Sistemas Título: Gestão da Pesquisa de vazamentos não visíveis AUTORES: Claudio Luiz Tiozzi Rubio Cargo Atual: Coordenador Macromedição e Pesquisas Formação: Engenharia Mecânica Área de Atuação: Controle de Perdas,

Leia mais

Programa Gestão do Conhecimento

Programa Gestão do Conhecimento Companhia de Águas e Esgotos CAERN Gerência de Desenvolvimento Humano - GDH Programa Gestão do Conhecimento (Relatório) Resultados da Pesquisa e para Implementação do Programa Sumário 1.. 2. sobre Gestão

Leia mais

Relatório de Descrição de Prática de Gestão PNQS IGS 2013

Relatório de Descrição de Prática de Gestão PNQS IGS 2013 Relatório de Descrição de Prática de Gestão PNQS IGS 2013 Presidência da OC Ouvidoria da OC Diretoria A Diretoria B Diretoria da OC Diretoria D Diretoria E Superintendência 1 Superintendência 2 Superintendência

Leia mais

Programa de Gerenciamento nos Procedimentos de Exportação: Aborda temas sobre a estrutura do comércio exterior brasileiro e processos administra4vos na exportação. Workshop de Inteligência Compe==va: Visa

Leia mais

CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO 3 MODELOS DE RELATÓRIOS DE MANUTENÇÃO

CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO 3 MODELOS DE RELATÓRIOS DE MANUTENÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 1 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES ANEXO 3 MODELOS DE RELATÓRIOS DE MANUTENÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 007/2006 2 TAG Condição esperada / Atividade IL Quantidade de luminárias

Leia mais

Laboratório de Inovação na Atenção Condições Crônicas

Laboratório de Inovação na Atenção Condições Crônicas Laboratório de Inovação na Atenção Condições Crônicas A inicia'va do Laboratório de Inovação sobre crônicas na APS fixa- se na busca de solução para o problema universal que defrontam os sistemas de saúde,

Leia mais

Projeto Olho Vivo Atuação estratégica nas necessidades dos clientes para melhoria da Satisfação.

Projeto Olho Vivo Atuação estratégica nas necessidades dos clientes para melhoria da Satisfação. IGS INOVAÇÃO DA GESTÃO EM SANEAMENTO Ciclo 2012 Case: Projeto Olho Vivo Atuação estratégica nas necessidades dos clientes para melhoria da Satisfação. A. A OPORTUNIDADE A.1. Qual foi a oportunidade de

Leia mais

TABELA II RECEITA INDIRETA DOS SERVIÇOS ITEM SERVIÇOS VALOR EM R$

TABELA II RECEITA INDIRETA DOS SERVIÇOS ITEM SERVIÇOS VALOR EM R$ TABELA II RECEITA INDIRETA DOS SERVIÇOS ITEM SERVIÇOS VALOR EM R$ 1 Aferição de hidrômetros 35,53 2 Desobstrução de esgoto 61,64 3 Acréscimo por impontualidade Vide Obs 4 Serviço de Religação de água (Social)

Leia mais

PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS DA PRODUÇÃO

PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS DA PRODUÇÃO Pág.: 1 de 9 Identificação do equipamento ELEVADOR DE PASSAGEIROS E CARGAS Com Relação às Torres: Prumo; Espessura da parede do tubo; Resistência e nivelamento da base; Estaiamento; Aterramento elétrico

Leia mais

www.pwc.com.br Como melhorar a gestão da sua empresa?

www.pwc.com.br Como melhorar a gestão da sua empresa? www.pwc.com.br Como melhorar a gestão da sua empresa? Como melhorar a gestão da sua empresa? Melhorar a gestão significa aumentar a capacidade das empresas de solucionar problemas. Acreditamos que, para

Leia mais

TPM. Manutenção Produtiva Total ou Total Productive Maintenance

TPM. Manutenção Produtiva Total ou Total Productive Maintenance TPM Manutenção Produtiva Total ou Total Productive Maintenance ORIGEM DA TPM Durante muito tempo as indústrias funcionaram com o sistema de manutenção corretiva. Com isso, ocorriam: Desperdícios; Retrabalhos;

Leia mais

Necessidades de Ajustes das Políticas de Saneamento para Pequenos Sistemas

Necessidades de Ajustes das Políticas de Saneamento para Pequenos Sistemas Necessidades de Ajustes das Políticas de Saneamento para Pequenos Sistemas Seminário Soluções Inovadoras de Tratamento e Reuso de Esgotos em Comunidades Isoladas 21/06/2013 Diretoria de Sistemas Regionais

Leia mais

Programa Corporativo de Redução de Perdas de Água da Sabesp

Programa Corporativo de Redução de Perdas de Água da Sabesp Workshop Inovação e Tecnologias Globais em Saneamento Programa Corporativo de Redução de Perdas de Água da Sabesp Eric C Carozzi 29.07.2014 Visão geral das Perdas de Água na Sabesp - Balanço Hídrico Balanço

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV MANUAL DA QUALIDADE Manual da Qualidade - MQ Página 1 de 15 ÍNDICE MANUAL DA QUALIDADE 1 INTRODUÇÃO...3 1.1 EMPRESA...3 1.2 HISTÓRICO...3 1.3 MISSÃO...4 1.4 VISÃO...4 1.5 FILOSOFIA...4 1.6 VALORES...5

Leia mais

Coleta e Transporte de Esgoto Sanitário

Coleta e Transporte de Esgoto Sanitário Coleta e Transporte de Esgoto Sanitário Giovana Martinelli da Silva Ricardo Franci Gonçalves Universidade Federal do Espírito Santo Índice Evolução Histórica Definição Objetivos Tipos de Sistemas Componentes

Leia mais

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS. Inovação da Gestão em Saneamento IGS. Mobilidade na Gestão do Relacionamento com os Clientes

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS. Inovação da Gestão em Saneamento IGS. Mobilidade na Gestão do Relacionamento com os Clientes Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS Inovação da Gestão em Saneamento IGS Mobilidade na Gestão do Relacionamento com os Clientes 2012 1 Diretoria da Presidência Diretoria Administrativa Diretoria

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:20008 SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL 14001:2004 SISTEMA DA GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA OHSAS 18001:2007

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:20008 SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL 14001:2004 SISTEMA DA GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA OHSAS 18001:2007 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001:20008 SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL 14001:2004 SISTEMA DA GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA OHSAS 18001:2007 RUA BARRA FUNDA, 16 SÃO PAULO / SP Sra. Sandra Freire Gerente

Leia mais

Colóquio Internacional de Esportes Percurso formativo: políticas públicas e acesso

Colóquio Internacional de Esportes Percurso formativo: políticas públicas e acesso Colóquio Internacional de Esportes Percurso formativo: políticas públicas e acesso Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de Técnico em Esportes e Atividade Física 27/mar/2012 Unidades de Ensino

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa RESOLUÇÃO DE MESA N.º 806/2007. (publicada no DOE nº 236, de 13 de dezembro de 2007) Dispõe sobre o Programa de Gerenciamento

Leia mais

CAPRECY Conheça o equipamento italiano que combina o hidrojato sugador com um sistema de reciclagem contínuo de água.

CAPRECY Conheça o equipamento italiano que combina o hidrojato sugador com um sistema de reciclagem contínuo de água. CAPRECY Conheça o equipamento italiano que combina o hidrojato sugador com um sistema de reciclagem contínuo de água. Com CAPRECY, a economia é tão clara quanto a água. São Paulo 2 A NOVITÀ importa e distribui

Leia mais

- RJ O Gerenciamento dos Recursos HídricosH nas grandes Cidades. Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp

- RJ O Gerenciamento dos Recursos HídricosH nas grandes Cidades. Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp III Pré-ENCOB - RJ O Gerenciamento dos Recursos HídricosH nas grandes Cidades Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - Sabesp 5ª Maior

Leia mais

Política de Logística de Suprimento

Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento 5 1. Objetivo Aumentar a eficiência e competitividade das empresas Eletrobras, através da integração

Leia mais

PADRÃO DO SISTEMA DE GESTÃO

PADRÃO DO SISTEMA DE GESTÃO Emitente QUALIDADE E GESTÃO Revisão: 00 Pág. 1/5 Nome Data Elaboração Verificação Aprovação Núcleo de Gestão e Qualidade. Núcleo de Gestão e Qualidade Alta Direção (subprefeito, coordenadores, chefe de

Leia mais

Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão

Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão v5 Sobre o IPEG Organização sem fins lucrativos Fundação em 2001 Lei no 11594/2003 cria o PPQG Mais de 300 empresas reconhecidas 13 Associadas

Leia mais

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A Diretoria Técnica

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A Diretoria Técnica TÍTULO: PLANO DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA PARA REDES DE ÁGUA E ESGOTO NUMA CIDADE DE 01 MILHÃO DE HABITANTES. TEMA: Organização e Gestão dos Serviços de Saneamento. Nome dos Autores: 1 - Engº Marco Antonio

Leia mais

Paulo Massato Yoshimoto. Diretor Metropolitano - Sabesp

Paulo Massato Yoshimoto. Diretor Metropolitano - Sabesp Paulo Massato Yoshimoto Diretor Metropolitano - Sabesp O papel da SABESP no ciclo de vida da água Redução do volume produzido. Preservação e despoluição dos mananciais. Água de reúso Controle de Perdas

Leia mais

PNQS 2012 Categoria IGS. Inovação da Gestão em Saneamento. RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão. Conselho de Clientes

PNQS 2012 Categoria IGS. Inovação da Gestão em Saneamento. RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão. Conselho de Clientes 1 PNQS 2012 Categoria IGS Inovação da Gestão em Saneamento RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão Conselho de Clientes Setembro 2012 ORGANOGRAMA 2 PRESIDÊNCIA ASSESSORIAS 1 2 3 4 5 ORGANIZAÇAO

Leia mais

SABESP - Unidade de Negócio Leste - ML

SABESP - Unidade de Negócio Leste - ML SABESP - Unidade de Negócio Leste - ML Sabesp a Partir de 1995 Reestruturação dos processos críticos para reduzir: Satisfação do cliente e qualidade de vida Aumento da qualidade dos serviços Custo Tempo

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA AUTOMÁTICO DE CONTROLE DE BOMBEAMENTO NO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO SAAE DE GUARULHOS-SP

IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA AUTOMÁTICO DE CONTROLE DE BOMBEAMENTO NO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO SAAE DE GUARULHOS-SP IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA AUTOMÁTICO DE CONTROLE DE BOMBEAMENTO NO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO SAAE DE GUARULHOS-SP Geraldo Pereira de Abreu* Técnico em Eletroeletrônica pelo Colégio Torricelli

Leia mais

Unidade de Negócio Centro - MC

Unidade de Negócio Centro - MC Unidade de Negócio Centro - MC Ativos Intangíveis São bens ou recursos que não podem ser tocados, são recursos abstratos. Para que servem Ativos Intangíveis? Para agregar valor ao negócio e contribuir

Leia mais

GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS

GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS GESTÃO DE PROCESSOS E MELHORIA OPERACIONAL O CASO DA ELETROBRAS Alberto Wajzenberg Gerente de Desenvolvimento Organizacional alberto.wajzenberg@eletrobras.com Brasilia 7 de novembro de 2013 GESTÃO DE PROCESSOS

Leia mais

1986 2000 2013 VALORES

1986 2000 2013 VALORES HISTÓRIA Motivado pelo espírito empreendedor e acreditando num futuro de oportunidades, em 1986 o fundador da JDF deu início a suas atividades como uma pequena oficina de manutenção de máquinas. No início

Leia mais

Seminário GVcev Ferramentas e Aplicações voltadas à melhoria dos processos. Márcio Roldão INDG

Seminário GVcev Ferramentas e Aplicações voltadas à melhoria dos processos. Márcio Roldão INDG Seminário GVcev Ferramentas e Aplicações voltadas à melhoria dos processos Márcio Roldão INDG ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL - INDG; NOVAS OPORTUNIDADES DE MELHORIA DOS RESULTADOS:

Leia mais

Polí%ca Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e Estratégia Intersetorial de Prevenção e Controle da Obesidade

Polí%ca Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e Estratégia Intersetorial de Prevenção e Controle da Obesidade Polí%ca Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e Estratégia Intersetorial de Prevenção e Controle da Obesidade Seminário Frutas e Hortaliças Florianópolis/SC 07 de agosto de 2014 Câmara Intersetorial

Leia mais

PROGRAMA MAXION WHEELS DE SUSTENTABILIDADE

PROGRAMA MAXION WHEELS DE SUSTENTABILIDADE PROGRAMA MAXION WHEELS DE SUSTENTABILIDADE Marcelo Rodrigues Dias Carneiro IOCHPE-MAXION S.A.- Divisão Maxion Wheels - Fumagalli RESUMO No mundo atual, o tema sustentabilidade é bastante discutido e incentivado

Leia mais

Sistema de Esgoto. Órgãos acessórios. Profª Gersina Nobre

Sistema de Esgoto. Órgãos acessórios. Profª Gersina Nobre Sistema de Esgoto Órgãos acessórios Profª Gersina Nobre Concepção da coleta de esgoto sanitário Para a concepção da coleta de esgoto sanitário é necessária a definição dos dispositivos que serão empregados

Leia mais

Desenvolvendo competências nos gestores públicos

Desenvolvendo competências nos gestores públicos Desenvolvendo competências nos gestores públicos Walter Sigollo Superintendente de Recursos Humanos e Qualidade 26/maio/2011 Contexto do País - Mercado Estudo Mercer Consulting Outsourcing - abril 2011

Leia mais

Pesquisa de Maturidade do GERAES. Data de aplicação: 21/02/08

Pesquisa de Maturidade do GERAES. Data de aplicação: 21/02/08 Pesquisa de Maturidade do GERAES Data de aplicação: 21/02/08 Pesquisa de Maturidade Metodologia MPCM / Darci Prado Disponível em www.maturityresearch.com Metodologia da pesquisa 5 níveis e 6 dimensões

Leia mais

Apresentação ao Grupo de Usuários PROCERGS

Apresentação ao Grupo de Usuários PROCERGS Apresentação ao Grupo de Usuários PROCERGS Ricardo Neves Pereira Subsecretário da RE Ivo Estevão Luft Júnior Assessor de Planejamento APLAN 22/03/2013 Introdução Apresentação pessoal A transferência do

Leia mais

Elevatórias de Esgoto Sanitário. Profª Gersina N.R.C. Junior

Elevatórias de Esgoto Sanitário. Profª Gersina N.R.C. Junior Elevatórias de Esgoto Sanitário Profª Gersina N.R.C. Junior Estações Elevatórias de Esgoto Todas as vezes que por algum motivo não seja possível, sob o ponto de vista técnico e econômico, o escoamento

Leia mais

Relatório de Estágio Curricular. Ademar Branco Bandeira Filho

Relatório de Estágio Curricular. Ademar Branco Bandeira Filho Instituto Tecnológico de Aeronáutica Engenharia de Infra-Estrutura Aeronáutica Relatório de Estágio Curricular Ademar Branco Bandeira Filho São José dos Campos Novembro 2005 Relatório de Estágio Curricular

Leia mais

Declaração de Escopo. Projeto PDTI Informações Gerenciais

Declaração de Escopo. Projeto PDTI Informações Gerenciais Declaração de Escopo Projeto PDTI Informações Gerenciais Maio/2008 PRESIDÊNCIA Belo Horizonte, MG 3 3 Revisão 2 após replanejamento do projeto Fátima Freiria 05/05/2008 2 2 Revisão 1 após contratação Consist

Leia mais

MAGIZ, A PLATAFORMA EDUCACIONAL

MAGIZ, A PLATAFORMA EDUCACIONAL MAGIZ, A PLATAFORMA EDUCACIONAL PADRÃO INTERNACIONAL PARA O ESTUDANTE BRASILEIRO A plataforma magiz foi criada pela Sciere com a noção de que, com a aplicação intensa da tecnologia, a educação a distância

Leia mais

Alinhamento estratégico: Estudo de caso da despoluição da bacia do Córrego Mandaqui

Alinhamento estratégico: Estudo de caso da despoluição da bacia do Córrego Mandaqui Alinhamento estratégico: Estudo de caso da despoluição da bacia do Córrego Mandaqui BEVILACQUA, NELSON a,b *, HOURNEAUX JR., FLAVIO c a. Fundação Instituto de Administração - FIA, São Paulo b. Companhia

Leia mais

O que é filtragem? Técnicas de filtragem para irrigação. Porque utilizar a filtragem? Distribuição das partículas sólidas

O que é filtragem? Técnicas de filtragem para irrigação. Porque utilizar a filtragem? Distribuição das partículas sólidas Técnicas de filtragem para irrigação Prof. Roberto Testezlaf Faculdade de Engenharia Agrícola UNICAMP IV SIMPÓSIO DE CITRICULTURA IRRIGADA Bebedouro, 06 de julho de 2006 O que é filtragem? Processo de

Leia mais

REDE PARA A INCLUSÃO DIGITAL

REDE PARA A INCLUSÃO DIGITAL Inovação da Gestão em Saneamento IGS PNQS 2014 REDE PARA A INCLUSÃO DIGITAL Organograma Superintendência Controladoria Polo de Comunicação Marketing e Grandes consumidores Depto de Planejamento e Relações

Leia mais

DISPOSITIVO PARA REALIZAR A RETIRADA E INSTALAÇÃO DO CONJUNTO CHOQUE E TRAÇÃO DOS VAGÕES.

DISPOSITIVO PARA REALIZAR A RETIRADA E INSTALAÇÃO DO CONJUNTO CHOQUE E TRAÇÃO DOS VAGÕES. . DISPOSITIVO PARA REALIZAR A RETIRADA E INSTALAÇÃO DO CONJUNTO CHOQUE E TRAÇÃO DOS VAGÕES. RESUMO Com a evolução dos tempos a técnica ferroviária foi sendo aperfeiçoada de tal maneira que se formar homens

Leia mais

Medição Individualizada Qualidade e Custos compatíveis - Direito do Cliente -

Medição Individualizada Qualidade e Custos compatíveis - Direito do Cliente - Medição Individualizada Qualidade e Custos compatíveis - Direito do Cliente - Regina Ap. A. Siqueira Superintendente de Planejamento e Desenvolvimento da Metropolitana Sabesp São Paulo - Brasil A Sabesp

Leia mais

LOUÇAS E INSTALAÇÕES SANITÁRIAS

LOUÇAS E INSTALAÇÕES SANITÁRIAS Antes de executar qualquer furação nas paredes, consulte a planta de instalações hidráulicas em anexo, para evitar perfurações e danos à rede hidráulica, bem como na impermeabilização. Não jogue quaisquer

Leia mais

TARIFÁRIO PARA 2013 CARTAGUA, ÁGUAS DO CARTAXO, S.A.

TARIFÁRIO PARA 2013 CARTAGUA, ÁGUAS DO CARTAXO, S.A. CARTAGUA, ÁGUAS DO CARTAXO, S.A. TARIFÁRIO PARA 2013 O presente tarifário está de acordo com o adicional ao protocolo aprovado relativo à aplicação do tarifário dos serviços de água e saneamento do Cartaxo

Leia mais

Grupo da Qualidade. Grupos de Trabalho

Grupo da Qualidade. Grupos de Trabalho Grupos de Trabalho Grupo da Qualidade A finalidade do Grupo da Qualidade é promover ações para discussão e melhoria do sistema de gestão da qualidade das empresas associadas ao Sindipeças. Coordenador:

Leia mais

Centro de Controle Operacional, Laboratório Águas de Barcelona, Gestão Comercial e Gestão de Perdas

Centro de Controle Operacional, Laboratório Águas de Barcelona, Gestão Comercial e Gestão de Perdas Relatório da Missão do PNQS 2014 à Espanha Centro de Controle Operacional, Laboratório Águas de Barcelona, Gestão Comercial e Gestão de Perdas Barcelona Terça-feira, 19 Maio de 2015 Aline Martins Brito

Leia mais

O papel da Auditoria quanto a Segurança da Informação da organização

O papel da Auditoria quanto a Segurança da Informação da organização 22 de julho de 2011 O papel da Auditoria quanto a Segurança da Informação da organização Francisco Fernandes Superintendente Geral de Auditoria de TI Banco Safra Sistema Financeiro Nacional Fonte: Banco

Leia mais

b) supervisionar o cumprimento desta política pelas entidades integrantes do Sistema Sicoob;

b) supervisionar o cumprimento desta política pelas entidades integrantes do Sistema Sicoob; 1. Esta Política institucional de gestão de pessoas: Política institucional de gestão de pessoas a) é elaborada por proposta da área de Gestão de Pessoas da Confederação Nacional das Cooperativas do Sicoob

Leia mais

Gestão do Conhecimento Corporativo: a experiência da Itaipu Binacional

Gestão do Conhecimento Corporativo: a experiência da Itaipu Binacional Gestão do Conhecimento Corporativo: a experiência da Itaipu Binacional I Simpósio de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciência da Informação Universidade Estadual de Londrina - UEL Londrina 06 de março de 2010

Leia mais

Seja um franqueado DEKRA

Seja um franqueado DEKRA Seja um franqueado DEKRA DEKRA SE A DEKRA no mundo Fundada em 1927, em Stuttgart, na Alemanha, a DEKRA esta presente em mais de 50 países e conta com mais de 25 mil colaboradores, atingindo em 2011 um

Leia mais

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS. Categoria IGS - Inovação da Gestão em Saneamento ENTENDER PARA ATENDER

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS. Categoria IGS - Inovação da Gestão em Saneamento ENTENDER PARA ATENDER Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento PNQS Categoria IGS - Inovação da Gestão em Saneamento ENTENDER PARA ATENDER Setembro/2012 PNQS 2012 - Inovação da Gestão em Saneamento IGS PNQS 2012 - IGS Página

Leia mais

Rede Social e En-dades de Ensino. Laércio Cosen-no Mai/2011

Rede Social e En-dades de Ensino. Laércio Cosen-no Mai/2011 Rede Social e En-dades de Ensino Laércio Cosen-no Mai/2011 Relembrando o III Congresso... Educação Tradicional Conhecimento centralizado Ensino presencial Mundo com fronteiras Professor - > célula de conhecimento

Leia mais