Porque temos direitos!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Porque temos direitos!"

Transcrição

1 Ano III, N o 35 Novembro de Maré, Rio de Janeiro - distribuição gratuita Luta não é briga Alunos de muai thay treinam firme e ainda se esforçam no colégio. pág. 11 Violência contra mulheres Participe dos 16 dias de ativismo, organizados pelo CRMM. Pág. 5 Ela é musa! Conheça a Andréa, do Parque União. Pág. 3 Porque temos direitos! Moradores aderem à campanha Somos da Maré e temos direitos, lançada em novembro pela Redes, Observatório de Favelas e Anistia Internacional. O objetivo é que todos nós possamos nos contrapor à abordagem histórica desrespeitosa da polícia na favela. Cinquenta mil folders e adesivos estão sendo distribuídos de casa em casa, informando os direitos da população e como agir em caso de abuso. Conheça a campanha e leia a opinião dos moradores sobre a iniciativa. Pág. 8 a 10 Cedae anuncia obras no sistema de esgoto Renato de Bragança Receita Feijoada de frutos do mar. pág. 15 Centro de Artes da Maré Lona Cultural Herbert Vianna Pág. 15 Consciência negra Ouvimos leitores e uma pesquisadora sobre igualdade, diferença, preconceito e cotas, um assunto pertinente num país que ainda não oferece as mesmas oportunidades para negros e brancos. Pág. 12 a 14 Segundo a Cedae, as obras na rede de esgoto do Conjunto Esperança ao Parque União terão início até março de Além disso, os resíduos da Maré passarão a ser tratados na Estação de Alegria. Ou seja, não serão mais lançados in natura nos canais. Se ocorrer como anunciado em primeira mão ao Maré, a qualidade de vida vai melhorar. Pág. 6 e 7

2 2 Humor: Saúde Pública - André de Lucena 3 Uau! É a musa do Carnaval! Direito a uma vida melhor EDITORIAL Esta edição traz matérias particularmente importantes para a Maré. Estamos tratando de temas dos mais impactantes no nosso dia a dia e apontando para uma perspectiva de vida melhor. O tema da reportagem de capa, da pág. 8 a 10, alerta os moradores para seus direitos no campo da segurança pública e, sobretudo, promove uma declaração conjunta da população local, dizendo aos policiais que nós conhecemos os nossos direitos. Como diz Eliana Sousa, aqui não tem cidadão de segunda classe; e é importante que a gente tente assumir uma nova postura perante o Estado. Outro tema dos mais relevantes envolve a saúde ambiental, que requer a oferta de serviços de saneamento bem melhores do que os verificados hoje nas comunidades. Não faz sentido, em pleno século 21, na segunda maior cidade do país, sermos obrigados a conviver com esgoto in natura nas nossas ruas e canais. Parece que teremos uma situação melhor daqui a dois anos, conforme anuncia a Cedae, em reportagem exclusiva nas páginas 6 e 7. A todos, uma boa leitura. Expediente Instituição Proponente Redes de Desenvolvimento da Maré Diretoria Andréia Martins Eblin Joseph Farage (Licenciada) Eliana Sousa Silva Edson Diniz Nóbrega Júnior Fernanda Gomes da Silva Helena Edir Patrícia Sales Vianna Shyrlei Rosendo Coordenação de Comunicação Mirella Domenich Instituição Parceira Observatório de Favelas Apoio Ação Comunitária do Brasil Administração do Piscinão de Ramos Associação Comunitária Roquete Pinto e Amigos do Conjunto Bento Ribeiro Dantas Associação dos Moradores e Amigos do Conjunto Esperança do Conjunto Marcílio Dias do Conjunto Pinheiros do Morro do Timbau do Parque Ecológico do Parque Habitacional da Praia de Ramos do Parque Maré do Parque Rubens Vaz do Parque União da Vila do João Cartas Um quebra-cabeça de fios Venho lhe pedir que faça um comentário sobre as redes de comunicação da Oi. Nossos postes são um verdadeiro emaranhados de fios, e quando a Light troca um poste aí a coisa fica feia. Se a Oi tivesse seus postes nada disso estaria acontecendo. Tenho feito pedido pra ver se melhora essa bagunça, mas de nada adianta. Everaldo Barboza da Silva Associação Pró-Desenvolvimento da Comunidade de Nova Holanda Biblioteca Comunitária Nélida Piñon Centro de Referência de Mulheres da Maré - Carminha Rosa Conexão G Conjunto Habitacional Nova Maré Conselho de Moradores da Vila dos Pinheiros Luta pela Paz União de Defesa e Melhoramentos do Parque Proletário da Baixa do Sapateiro União Esportiva Vila Olímpica da Maré Editora executiva e jornalista responsável (Mtb /RJ) Repórteres e redatores (Mtb 29919/RJ) Fabíola Loureiro (Estagiária) Fotógrafa Projeto gráfico e diagramação Pablo Ramos Logotipo Monica Soffiatti Colaboradores Anabela Paiva Aydano André Mota Flávia Oliveira Observatório de Favelas Impressão Gráfica Jornal do Commércio Tiragem exemplares Leia nosso Maré na internet e baixe o PDF: Nota da redação: Caro Everaldo, ao andar pela Maré, é fácil constatar o excesso de fiação. Para piorar, os fios estão cheios de linha e alguns com chuteiras. O morador pode ajudar não soltando pipa perto da rede elétrica e evitando colocar objetos sobre os fios. Entramos em contato com a Oi, que pediu que moradores identifiquem os pontos específicos de fiação desativada e entrem em contato para que a equipe possa atuar. A Light, por sua vez, informou que vai verificar se os fios emaranhados pertencem à concessionária e, caso sejam, tomará as providências necessárias. Redes de Desenvolvimento da Maré Rua Sargento Silva Nunes, 1012, Nova Holanda / Maré CEP: (21) (21) Os artigos assinados não representam a opinião do jornal. Leia o Maré também em Parceiros Moradora do Parque União é musa do Carnaval e pretende ser rainha de bateria Renato de Bragança Com samba no pé e sorriso no rosto, a carioca Andréa Martins Machado, 35 anos, modelo, musa da Inocentes de Belford Roxo, professora de ballet e moradora do Parque União, é uma das representantes da beleza da Maré na Sapucaí durante o Carnaval. O gosto pelo Carnaval começou ainda criança, quando seu pai a levava para os blocos e ela já usava fantasia e maquiagem. Sua musa inspiradora é a modelo Luisa Brunet. Comecei no Carnaval como passista e já passei por diversas escolas como a Inocentes de Belford Roxo, Caprichosos de Pilares, União da Ilha, Viradouro. Em 2010 ganhei o concurso de musa da comunidade de São Gonçalo. Desde então, me aposentei como passista e agora sou musa. Já fui musa da Porto da Pedra, da Inocentes de Belford Roxo e da Renascer de Jacarepaguá. Este ano eu permaneci na Renascer e recebi um convite para ser musa na Águia de Ouro, em São Paulo. O Carnaval de São Paulo é maravilhoso, mas o do Rio ainda é melhor. Já fui rainha de bateria do Boi da Ilha do Governador, mas meu sonho é ser rainha de uma escola do grupo especial, conta. Em 2010, ela chegou à final do concurso Rainha do Carnaval carioca, mas não ganhou. Este ano, ela tentou novamente, mas foi eliminada na semifinal. O que importa é que o concurso é uma vitrine e depois que eu participei surgiram muitos trabalhos, entre eles fazer parte do corpo de bailarinas do programa da Regina Casé, o Esquenta, revela. Ela, no entanto, acabou cortada do programa porque precisou faltou à gravação para socorrer a mãe, que estava doente. Ficou decepcionada, mas não se arrepende. Família em primeiro lugar, frisa. Andréa está no mundo do samba há 17 anos. Para ela, o trabalho com o Carnaval dura o ano inteiro. Andréa participa de um grupo que faz animação de festa, com uma mini escola de samba. Já passou por muitos sacrifícios para estar na avenida: dieta, malhação e procedimentos estéticos fazem parte de sua rotina. Mas não sou só um corpo bonito. Sou mãe, professora, esposa e musa. Minha vida não gira em torno do Carnaval, avisa. E jogando limpo, acrescenta: As pessoas acabam confundindo o fato de trabalhar no Carnaval com ser prostituta. Tem quem faça, como em várias profissões, mas não é o meu caso porque tudo que consegui até hoje foi com muito sacrifício e mérito, afirma. Pagar para sambar Andréa também não paga para desfilar. Apenas banca a sua roupa, mas diz que uma rainha de bateria do grupo especial chega a pagar R$ 250 mil para desfilar. As pessoas têm que pagar cargo nas escolas de samba e eu acho isso um absurdo. São poucas as escolas que dão oportunidade para as pessoas da comunidade e nas comunidades têm muitas mulheres bonitas que poderiam ter destaque durante o Carnaval, mas não têm porque quem tem dinheiro e fama paga, e paga muito caro por esses cargos de destaque. Toda passista sonha em ser rainha de bateria. E por que não dar uma oportunidade para aquela passista que está sempre presente na vida da comunidade?, questiona. Este ano ela irá desfilar na Inocentes de Jacarepaguá, Unidos de Padre Miguel e na Águia de Ouro, em São Paulo. Mas ainda aguarda os convites para desfilar no grupo especial. Não sou só um corpo bonito. Sou mãe, esposa, professora e musa, mas minha vida não gira em torno do Carnaval. PERFIL

3 4 5 NOTAS O que acontece e o que não deixa de acontecer por aqui SOS doações à biblioteca A Biblioteca Nelida Piñon, em Marcílio Dias, pede o apoio de todos para a compra de um novo prédio. A atual sede, alugada, não comporta mais a quantidade de livros. Até a sala de informática precisou ser desativada para virar depósito. Além do acervo de cerca de livros, a biblioteca oferece cursos de artesanato, alfabetização e supletivo; disponibiliza assessoria jurídica e exame de vista; e organiza passeios para as crianças. Por enquanto, segundo o administrador Geraldo Oliveira, a venda de óleo de cozinha usado vem ajudando a quitar as despesas. Para doações: Associação Semear Banco Itaú, agência 6504, conta-corrente Mais informações: EDI recebe nome de moradora O Ciep Operário Vicente Mariano, próximo ao Morro do Timbau, foi desmembrado em três. Com isso, nas estatísticas, o Rio tem mais unidades escolares. O primeiro andar do Ciep abriga agora somente os alunos do 2º segmento (6º ao 9º ano). Já o segundo andar virou Escola Municipal Escritor Bartolomeu Campos de Queiros, destinada ao 1º segmento (até ao 5º ano). E, por fim, a préescola, localizada dentro do terreno do Ciep, foi batizada de Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI) Cremilda da Silva Santos. O diferencial foi a força da mobilização para batizar o EDI com o nome de Cremilda, moradora e educadora que ajudou diversas crianças, com alfabetização e reforço escolar. Essa minha educação devo a ela, e muitos têm o mesmo pensamento, alguns já formados. Ela dedicou a vida toda ao social; foram três gerações de alunos. Fiquei feliz com esse reconhecimento da população, confessa o filho de Cremilda, Anderson Machado Pinto. Em que rua eu moro, afinal? José da Conceição Silva, morador da Nova Holanda, não vê a hora de resolver o problema do nome da sua rua. Ele mora na Rua Jorge Luiz, que há mais de 10 anos se chamava Rua E. Suas contas luz, telefone etc. chegam direitinho com o endereço atualizado. Porém, a listagem de CEP indica Rua E até hoje. Tive que abrir minha empresa recentemente como se fosse na Rua E. Quando vou comprar algo é um problema, porque meus comprovantes de residência dizem Rua Jorge Luiz, mas para o comerciante aparece Rua E, porque eles consultam pelo CEP, relata ele, que já entrou em contato com a Secretaria Municipal de Urbanismo, mas não obteve retorno. O Guia de Ruas da Maré, lançado no fim de setembro pela Redes, promete acabar com a confusão. Além disso, os presidentes das associações de moradores vão buscar solução nas suas comunidades para as ruas sem nome ou que precisam receber outro nome. Depois disso, a Redes escreverá um projeto a ser entregue à Secretaria de Urbanismo e à Câmara de Vereadores, que precisa oficializar os nomes de rua da cidade. Rovena Rosa Sala Futura Maré Anote na agenda a programação semanal da Sala Futura, uma parceira do Canal Futura com a Redes, que disponibiliza um vasto acervo de vídeos e DVDs para troca de saberes nas comunidades da Maré. Tudo gratuito. TERÇA tem FUTURA CRIANÇA, cine-sessão seguida de atividade em grupo, em dupla sessão: 10h e 14h. QUINTA é o dia Jovem da Sala futura, alternando entre o FUTURA TEEN, cinesessão que abordará os temas sexualidade e gênero, e o DEBATE-PAPO FUTURA, cine-sessão que vai explorar temas como Cidadania e Juventude, Participação Política, O Jovem na Sociedade, entre outros. As sessões também são às 10h e 14h. SEXTA é dia de REDONDA FUTURA, cinesessão quinzenal, às 17h30, para adultos e jovens da comunidade, abordando temas como Segurança Pública, Direitos Humanos, Protagonismo Político e mais. A estréia será em 16 de novembro. A Sala Futura fica no prédio da Biblioteca da Redes, na Rua Sargento Silva Nunes, 1.008, Nova Holanda. Divulgação Arquivo / Redes Está aberto o processo seletivo para as turmas de 2013 da Escola Popular de Comunicação Crítica (Espocc). O projeto, realizado pelo Observatório de Favelas em parceira com a UFRJ e patrocínio da Petrobras, vai formar 90 jovens em O encontro para discussão e aprovação do Plano de Direitos Humanos da Maré está marcado para 28 de novembro, uma O Centro de Referência de Mulheres da Maré Carminha Rosa (CRMM-CR) convida para a campanha 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres. As atividades começarão após 25/11, Dia Internacional pela Não Violência contra as Mulheres. O CRMM-CR reconhece como agressão tanto a violência física, que é mais visível, como Publicidade Afirmativa, com habilitações em cultura digital e audiovisual. A Publicidade Afirmativa, ao invés de priorizar o lucro, promove valores de sociabilidade, quer transformar a cultura do consumismo e incentivar o empreendedorismo cultural, comunitário e socioambiental. O aluno aprenderá, por exemplo, a produzir sua banda de música, fazer uma fan page e elaborar um roteiro de cinema, entre outras ideias. Discussões sobre o Plano de Direitos Humanos quarta-feira, de 16h às 21h, no Luta pela Paz, (na Rua Teixeira Ribeiro, 900). O encontro está sendo organizado pelo Iser, Pelo fim da violência contra as mulheres a psicológica, que envolve, por exemplo, o controle excessivo do marido. O centro é um espaço de orientação e reflexão. Trabalhamos a perspectiva de reconhecimento da mulher como sujeito de direitos, que pode decidir se vai trabalhar, se vai voltar a estudar, se vai sair com as amigas. Aqui, compartilhamos experiências e isso é muito rico, explica a 16 dias de ativismo 26 /11 às 13h30: Oficina artística Um bairro seguro para as mulheres, no CRMM, na Rua 17, s/n. Vila do João. 27 /11 às 11h: Panfletagem de divulgação da Campanha e do CRMM, no bandejão central da UFRJ, no Fundão. 28 /11 às 13h: Cine-pipoca Especial: Chocolate, no CRMM. 29 /11 às 10h: Mesa redonda Violência contra a mulher, políticas públicas e intervenção profissional, no Hospital Federal de Bonsucesso. 04 /12 às 13h30: Debate Saúde da mulher, no CRMM. 06 /12 às 10h: Mesa redonda Violência contra a mulher e questão de gênero, não auditório Manoel Maurício, na UFRJ da Praia Vermelha. O curso é gratuito. Acesse o edital em programa/selecao2013. Contato: Rita Afonso, coord. pedagógica tel Luta pela Paz, Observatório de Favelas e pela Redes. Mais informações: assistente social Izabel Gomes. A equipe do centro conta com 18 profissionais especializados, entre advogados, psicólogos e assistentes sociais. Veja a programação e o calendário de oficinas regulares do CRMM, que é gerenciado pela UFRJ e fica na Vila do João. Oficinas Dança 1: 2 as e 5 as às 9h30 / 3 as às 13h30 Dança 2: 5 as às 13h30 Crochê: 3 as às 9h30 e 13h30 Fuxico: 4 as às 9h30 e às 13h30 Culinária latino-americana: 4 as às 9h30 e 13h30 Bordado: 5 as às 9h30 e 13h30 Curso de direitos humanos: 2 as às 13h Curso de Cuidadoras de Crianças: 2 as às 13h Leitura: 2 as às 13h30 Aprendizagem: 4 as às 13h30 Cine-pipoca : última 4 as do mês às 13h30 Roda de conversa: penúltima 5 as do mês às 13h30 CRMM-CR, Rua 17, s/n. Vila do João 2 a a 5 a, de 9h às 12h e de 13h às 16h. Tel: ???????????? Esses e outros 300 jovens da Maré vão se formar no Ensino Médio em 1º de dezembro. Eles estão concluindo o Supletivo e vão ter direito a uma merecida festa de formatura. Reprodução / Espocc Notas

4 6 7 Cedae anuncia obras no sistema de esgoto Segundo a estatal, as intervenções, aguardadas há mais de 20 anos, Trechos da entrevista concedida pelo diretor da Cedae, começarão em março do ano que vem e devem levar dois anos Marcello Mota, em 29 de outubro. POLÍTICAS PÚBLICAS Na última edição, o Maré de Notícias mostrou como são falhos o abastecimento de água e a rede coletora de esgoto na Maré, serviços públicos de responsabilidade da Cedae, empresa do governo do estado. Diversos problemas foram relatados por moradores e por presidentes das associações das comunidades. Neste número, o diretor de Distribuição e Comercialização Metropolitana da Cedae, Marcello Motta, assegura que a estatal fará uma avaliação na distribuição de água e anuncia obras para melhorar a rede de esgoto e iniciar o tratamento dos resíduos na Estação de Alegria, no Caju. Caso o investimento anunciado seja realmente feito, os problemas de vazamento de esgoto serão minimizados e os canais (valões), no futuro, terão aparência bem melhor. Provavelmente haverá necessidade de obras de dragagem dos canais para complementar o serviço, mas este trabalho, segundo Motta, não é de responsabilidade da Cedae, e sim do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Segundo Alexandre Pessoa Dias, engenheiro sanitarista da Fiocruz, se a Cedae investir mesmo em coletores-tronco, levando o esgoto até a estação de tratamento, os moradores e trabalhadores da Maré sentirão melhorias até quando as chuvas vierem. Haverá menos enchentes, a saúde ambiental da população local vai melhorar, assim como a qualidade das águas da Baía de Guanabara. Segundo ele, a melhor campanha educativa que o Estado pode fazer é investir em saneamento. É muito difícil fazer campanha educativa quando as pessoas convivem com o esgoto por onde elas andam. Tem que investir no saneamento dessas áreas com concentração populacional, de baixa renda, mas o governo prioriza as áreas nobres e depois a comunidade é culpada por jogar esgoto na Baía, critica Alexandre. Mas vamos precisar de paciência: serão 720 dias corridos de obras, com intervenções em algumas ruas para troca de tubulação. Nosso jornal vem documentando os constantes problemas na rede de esgoto. Na foto acima, o vazamento em frente ao posto de saúde Augusto Boal, no Timbau (edição 31). Na foto abaixo, o vazamento crônico é na Nova Holanda (Ed. 32) Investimento da Cedae na Maré Haverá um investimento de R$ 35 milhões somente na Maré, valor vindo por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2. Será um conjunto de intervenções, como o novo tronco coletor do Faria Timbó. Esse pacote atingirá Maré, Manguinhos, Alemão e Jacarezinho. Na Maré, as obras contemplarão as comunidades do Parque União até o Conjunto Esperança. As outras três comunidades (Roquete Pinto, Praia de Ramos e Marcílio Dias) que não serão assistidas nesse projeto passarão por uma verificação das dificuldades enfrentadas. Planejamento das obras Será uma obra que deve ser iniciada em quatro meses, com prazo de 720 dias corridos, para construção de seis elevatórias de pequeno porte. Um dos pontos é a construção da elevatória da Bento Ribeiro Dantas, com capacidade de direcionar até 900 litros de esgoto por segundo e conectar na galeria de cintura até a Estação de Tratamento do Parque Alegria, no Caju. Para receber essa capacidade de resíduos só da Maré, haverá uma ampliação da estação. Obras nas ruas A intervenção será também de ligação interdomiciliar. Para isso é necessário abrir ruas para investimentos de novas redes coletoras de 150 a milímetros, aproveitando o que existe em bom estado. Também ocorrerá remanejamento de canos que se encontram dentro da boca de lobo (bueiro retangular de água pluvial). Vazamentos crônicos de esgoto A Maré tem um posto avançado que realiza as demandas de manutenção. Precisamos avaliar e buscar soluções. Uma reclamação da equipe é a dificuldade de entrar em certas ruas, por serem estreitas. Para melhorar essa situação incluiremos a compra de um conjunto de vara de aço para a melhor desobstrução por via manual. Para 2013 deveremos adquirir um equipamento a diesel para desobstruir linha de esgoto. Agora vamos pontuar quais os locais necessitam de troca de rede e limpeza dos coletores. Sabemos que não vamos solucionar todos os problemas da comunidade, mas precisamos minimizá-los com operação de sistema, atuando preventivamente. Pagamento de tarifa Com a finalização das obras, em área de comunidade será cobrada apenas a tarifa social (atualmente em R$ 18,76 mensais). Papel do cidadão Um dos problemas é a educação ambiental. No estado do Rio, alguns usuários transformam o vaso sanitário em lata de lixo. Isso causa problema porque a rede coletora de esgoto é estreita. Precisamos fazer uma campanha para mudar essa situação, começando pela criança. Outra orientação é não ligar tubulação de esgoto à água pluvial. Falta d àgua na Maré Não há falta de água, e sim ausência de pressão. Há casas de cinco pavimentos, mas para chegar num segundo andar seria necessária uma pressão de seis mca (metro de coluna d água), para atingir seis metros. E na Vila do Pinheiro, próximo ao Parque ecológico, onde é final de linha de abastecimento, é complicado. O que pedimos é que as pessoas tenham um reservatório inferior, ou seja, quando começa a verticalizar é fundamental o uso de uma caixa d água de PVC, até para suportar uma parada de sistema e ter uma reserva de acordo com o número de moradores da residência. Hoje atendemos a cinco metros de coluna d água, um primeiro pavimento. A Maré pode ter locais com pressão maior. Estaremos estudando a região mencionada como um todo (proximidades do Parque Ecológico), para ver a possibilidade de aumentar a pressão da rede. Para aumentar a força de final de linha precisamos restringir o início da distribuição, para empurrar mais água. Outra medida é instalar válvulas de pressão para a distribuição adequada, é uma possibilidade. Água para Todos Agora é a segunda etapa, momento de qualificar os problemas, uma reavaliação. É estudar os vazamentos de tubulação que podem ser por baixo recobrimento. Nessa fase é equacionar as comunidades onde ainda há problema de abastecimento. Não vamos repetir o que existiu no início, que foi a troca da caixa de amianto pela moderna, porque já que ocorreu a venda de algumas, então resolvemos parar com esse trabalho. Não vamos solucionar todos os problemas da comunidade, mas precisamos minimizá-los com operação de sistema, atuando preventivamente. Políticas Públicas

5 8 Este conteúdo faz parte 9 SEGURANÇA PÚBLI- ALTO LÁ! Somos da Maré e temos direitos! Os moradores e trabalhadores da Maré, mais uma vez, fazem sua própria história e dizem Não para as práticas desrespeitosas dos policiais As associações de moradores, a Redes, o Observatório de Favelas e a Anistia Internacional estão desenvolvendo uma ação de mobilização dos moradores em busca do direito à segurança pública. É a campanha Somos da Maré e temos direitos. A ideia é que possamos nos contrapor à abordagem histórica dos policiais, que entram em nossas casas, reviram tudo, inclusive quando não há ninguém. Nas ruas, também exigimos respeito, simplesmente porque a segurança pública é um direito de todos, não importa se é morador de Ipanema, de Santa Cruz ou da Maré. do folder que está sendo distribuído de porta em porta nas 16 comunidades Segurança Pública Adesivo criado para ser colado na porta da frente das casas da Maré Camisetas de identificação da campanha. Uma equipe distribuirá o adesivo e o folder de porta em porta durante os meses de novembro e dezembro Banner para que os policiais possam ler o nosso recado O respeito deve ser mútuo Leia na próxima página como foi o primeiro ato de mobilização da campanha

6 10 11 Campanha mobiliza moradores Muay thai na Maré Segurança Pública Nós No dia 6 de novembro, cerca de 100 moradores da comunidade e membros das instituições organizadoras participaram do lançamento da campanha Somos da Maré e temos direitos. O grupo visitou casas da Nova Holanda com o objetivo de mobilizar a população. Os moradores receberam o folder da campanha e colaram o adesivo na porta de entrada de suas casas. Ao longo de novembro e dezembro, o material será distribuído de casa em casa nas 16 comunidades. Leia as opiniões sobre a campanha, uma iniciativa inédita da Redes da Maré, do Observatório de Favelas e da Anistia Internacional. sublinhamos que nossa ação não é contra a polícia, nossa ação é a favor do direito à segurança, que interessa a todas as pessoas. Nós não admitimos que o direito seja incompleto. A proposta é inverter a ideia de que a favela é um receptor passivo das ações do Estado. Não deve ser assim. Boa A Átila Roque, diretor da Anistia Internacional no Brasil ideia esse adesivo, importante. Sinto que o trabalho da polícia é importante, mas eles invadem a casa das pessoas. Desde que eles não chutem a porta do morador, está bom. Senhor de 60 anos, há 40 na Maré Uma campanha está certíssima porque os policiais ultrapassam o poder deles. Nós temos os mesmos direitos e eu não aceito eles entrarem dentro da nossa casa assim. Eles nunca assumem o lado deles. Andréa Marinho Os policiais são abusados, não respeitam nossos direitos. Uma vez, eu estava de resguardo pois tinha tido bebê, eles bateram na minha casa, mas eu demorei a atender porque tive dificuldades de levantar. Eles socavam a porta, reclamaram da demora e quiseram ver foto do meu marido. Estou colocando o adesivo da campanha para ver se eles aprender a ter educação. Acho uma boa essa campanha porque eles invadem mesmo. Entram direto na casa da gente, pegam a gente desprevenida, não dá. D. Maria Augusta da Conceição vez meu pai acordou com a arma apontada para ele. Os policiais entraram do nada e revistaram a casa. Estão errados porque entraram sem permissão. Relato de uma adolescente de 17 anos Sueli Marmelo Acho Essa ação chama a atenção para um lado importante do direito à segurança pública, que é o papel do morador, que pode contribuir para que esse direito seja garantido. O receio de alguns moradores de se colocar diante dos policiais é justamente porque esse direito sempre chegou de maneira autoritária. Aqui não existe cidadão de segunda classe. Eliana Sousa Silva, diretora da Redes legal a campanha, mas vou ser sincera: se eles quiserem fazer ruindade, na hora não vai ter jornal para mostrar e eles vão fazer. Tomara que eles passem a respeitar. Somos moradores da favela, somos trabalhadores. Não quero ser prejudicada pela polícia. A campanha é importante para gente saber se defender. Precisamos ser respeitados. D. Maria Rodrigues Araújo Moradora que teve sua porta arrombada pela polícia (?) Arte marcial criada por monges é ensinada a atletas da Vila do João (!) Treinos: Academia do Aroldo: R. Seis - Vila do João. 2 as, 4 as e 6 as pela manhã Custo: R$ 20 (para compra de materiais) Aceita alunos com 16 anos ou mais As graduações: O aluno pode fazer o exame de dois em dois anos Branco Branco / vermelha Vermelha Vermelha / azul claro Azul claro Azul claro / azul escuro Azul escuro Azul escuro / preta Preta Alunos treinam na academia da Vila do João Criado por monges na Tailândia há mais de um século, com o objetivo de defesa, o muay thai se tornou uma das artes marciais mais completas, exercitando punhos, cotovelos, joelhos, canelas e pés. O mestre Nélio Naja trouxe as técnicas para o Brasil e ensinou a diversos alunos, entre eles Jefferson Correia, que repassa o que aprendeu a 15 alunos na Vila do João. Os atletas aprendem movimentação, luta, técnica, defesa pessoal e disciplina. Uma das regras é a proibição de brigar fora das competições. Tirar boas notas no colégio também faz parte do jogo. Caso contrário, o aluno ficará fora do treino. Segundo Jefferson, esta regra se torna um incentivo aos estudos, porque ninguém quer deixar de treinar. Apesar de o aluno aprender a bater em partes específicas, Jefferson diz que o muay thai não é uma arte violenta. É uma arte como outra qualquer. O importante é respeitar que o que se aprende deve ficar na academia e na competição. Anderson Silva (lutador brasileiro) teve sua origem nessa luta, e por isso é tranquilo e técnico, destaca o instrutor. Por ser uma luta que libera adrenalina, é comum verificar mudança no comportamento de quem começa a treinar, principalmente dos jovens mais rebeldes, revela Jefferson. O atleta procura sempre o conselho do mestre ou instrutor e também a união com a família. Quando os alunos começam a treinar o muay thai, eles encontram a necessidade de esforço e de doutrina, explica o instrutor, que há oito anos apura as técnicas e hoje já é graduado em azul claro com azul escuro. Para levar a doutrina do muay thai, ele é acompanhado de perto pelo mestre Gustavo Muniz. Um dos momentos de maior empenho é a competição, que consiste em três rounds de dois minutos cada, com uso de capacete, caneleiras, luvas e protetor bucal. Contudo, o aluno só vai à competição com total preparação. ESPORTE

7 12 13 DIREITOS HUMA- Qual é a sua COR? No mês da Consciência Negra, ouvimos leitores e uma pesquisadora sobre igualdade, diferença, preconceito e cotas A sergipana Maria Rita Santos, aposentada e moradora da Nova Holanda, conta que já sofreu preconceito diversas vezes. Eu tinha uns 35 anos na época e fui fazer a unha de uma cliente na zona sul. Chegando lá, me dirigi ao elevador social e o porteiro logo veio dizendo que eu deveria pegar o de serviço. Disse a ele que não existe isso de elevadores separados. Aí chegou o síndico perguntando o que estava acontecendo e eu expliquei a ele. Ele aumentou o tom da voz e disse que o elevador social era só para os moradores. Pedi mais respeito, que ele baixasse o tom e disse que podia pegar o elevador social a hora que eu quisesse. Subi e cheguei ao apartamento da minha freguesa e falei tudo pra ela. O marido dela desceu e convocou uma reunião entre os moradores e falou com eles: Essa senhora é amiga da minha esposa e na minha família não tem racismo. Ela é de cor e por isso não Dos 513 deputados federais, somente 43 se auto-declaram negros ou pardos. E dos 81 senadores, apenas dois. Os dados foram divulgados pelo Inesc. De cada 100 brasileiros de cor preta 34 ganham até um salário mínimo, ao passo que entre os brancos, somente 22 estão nesta faixa de renda mais baixa. FONTE: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), pode pegar o elevador?, conta. Rita diz que várias vezes tentaram barrá-la no elevador. Para a aposentada, ainda existe muito racismo no Brasil, partindo inclusive dos negros. O homem negro, quando tem uma condição de vida melhor, não procura uma mulher negra. Ele quer a branca, a loira. Ele não casa com a raça. O Pelé, os artistas e jogadores de futebol são exemplos disso, observa. Carlos André, estudante de direto, morador de Niterói e trabalhador na Maré, também já passou por várias situações de racismo, além de ter visto muitas outras pessoas sofrendo do mesmo crime (sim! Racismo é crime!). Não é exagero, já sofri tanto com isso que em um momento da minha vida resolvi, de uma vez por todas, levar para o lado da comédia toda essa agressão por questões de segurança psicológica e porque precisava seguir minha vida. Além das situações em lojas de departamento, porta de banco e o famoso comparativo com os animais primatas, no período escolar, a mais absurda situação vivida por mim foi quando em uma festa de casamento, a filha do noivo parou em frente à mesa na qual eu estava sentado com meus amigos e disse que estava tudo bem, exceto a escuridão naquele lado do salão. Falou isso me olhando com cara de raiva. Levantei imediatamente e fui em direção à delegacia. Só não registrei a ocorrência por conta da turma do deixa disso e pelo pedido emocionado do noivo, lamenta. A socióloga e professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rosana Heringer, explica que o preconceito e a discriminação estão presentes nas sociedades humanas, geralmente como uma reação de um determinado grupo a quem for de fora, a quem for diferente. Já o preconceito de negros contra negros também acontece porque os negros vivem e foram socializados na mesma sociedade em que o preconceito está presente; e eles mesmos ouviram desde crianças que negro é feio, negro é sujo etc. Por isso é tão importante educar as crianças e jovens com outra visão, para que eles não sigam reproduzindo esses preconceitos, sugere. Cota ou não, eis a questão Quando o assunto são as cotas para o ingresso dos negros nas universidades, a polêmica aumenta ainda mais. Carlos é a favor, pois a nação tem uma enorme dívida com o povo negro que ela acolhe. Dona Rita, entretanto, pensa diferente. Todos nós somos iguais. Por isso acho que não deveria ter distinção para entrar A população negra vem aumentando no Brasil. De acordo com o Censo 2010, pretos e pardos são maioria e representam 97 milhões de brasileiros. FONTE: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na faculdade. Estudei apenas até a 5ª série e não continuei por falta de oportunidade. Eu sou contra ter uma quantidade de negros para entrar na faculdade, conclui. A professora Rosana lembra que as cotas foram adotadas depois de muitos anos de luta e mobilização do movimento negro, que sempre apresentou para a sociedade brasileira a bandeira da igualdade de No Brasil, de cada 100 brancos, oito ganham mais de cinco salários mínimos. Entre os que se declaram pretos, somente dois em cada 100 estão nesta faixa de renda. Direitos Humanos

8 14 15 Direitos Humanos oportunidades. As cotas passaram a existir mais de 100 anos após a abolição da escravidão de pessoas de origem africana. O fim da escravidão aconteceu sem nenhuma política de inclusão socioeconômica do negro livre, que até então sequer podia estudar. Considero que as cotas raciais são importantes porque partem do princípio de que o país reconhece que houve injustiça em relação aos negros no Brasil e que isso precisa ser reparado de alguma forma. O Brasil precisa de um projeto de igualdade racial. Acredito que só vamos avançar do ponto de vista do desenvolvimento econômico, humano e social se encararmos de frente essa questão e criarmos meios para diminuir estas desigualdades, ressalta Rosana. Porém, a estudante de publicidade, Ana Carolina Oliveira, moradora da Baixa do Sapateiro, não acha certo ter que existir cotas. Tenho a impressão de que 20 de novembro é o Dia da Consciência Negra, dedicado a refletir sobre a condição do negro na sociedade brasileira. Os negros foram mais da metade (54%) dos inscritos no último Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em novembro, segundo o Ministério da Educação. A distribuição por raças é um dos recortes previstos na nova Lei de Cotas para ingressar nas universidades públicas federais. querem dizer que, por sermos negros, temos menos capacidade de entrar para o mundo acadêmico. Rosana explica que esse tipo de pensamento é muito comum no Brasil e evidencia o ideal de uma sociedade igualitária, baseada exclusivamente no mérito e nas características de cada indivíduo. Esse pensamento nos foi ensinado desde que éramos pequenos, mas não é a realidade do Brasil. É claro que este ideal é importante e iremos sempre buscar realizá-lo, mas o fato é que hoje há uma linha de cor no Brasil que divide em grande medida as pessoas segundo suas oportunidades e chances de sucesso na vida. Ainda assim, a maioria das pessoas acredita no mérito e nas chances iguais para todos, e por isso acreditam que não deve haver distinção nem cotas. Mas a realidade não é essa, por enquanto. As cotas podem contribuir para que assim seja no futuro. NOVEMBRO: Temporada Maré de Artes Cênicas Programa infantil Dia 24 /11, sábado, às 18h Espetáculo teatral solo A Árvore que Contava Sonhos c/ Ilana Pogrebinschi, contadora de histórias e atriz. Uma flor que acaba de nascer encontra um menino para brincar. Entre uma brincadeira e outra, ele percebe que a flor não sabe que faz parte de uma árvore. Juntos eles descobrem que todos somos um. Programa adulto Dia 25/ 11, domingo, às 18h Espetáculo de dança 100 gestos com a Cia Dani Lima Do que se trata um gesto? Ao buscar a resposta para esta e outras perguntas, a coreógrafa Dani Lima criou o espetáculo 100 gestos, centrado no estudo sobre os movimentos e em seu papel na formação das subjetividades. R. Bitencourt Sampaio, 181 Nova olanda (21) as 3 as 4 as 5 as 6 as ENTRADA FRANCA OFICINAS REGULARES Dança contemporânea (12-18 anos) 18h30-20h Dança de rua (Nível avançado) 20h-21h30 Cineclube Maré Cine sempre às 17h30 Consciência corporal (a partir de 16 anos) 18h30-20h Percussão (Método O Passo) 20h-21h30 Introdução ao balé (a partir de 8 anos) 9h30-11h na Redes Dança de rua (a partir de 10 anos) 17h-18h30 Consciência Corporal (7-12 anos) 18h30-20h Dança criativa (7-12 anos) 18h30-20h Dança contemporânea 20h-21h30 Introdução ao Balé (a partir de 8 anos) 17hs-18h30 Dança de salão (a partir de 16 anos) 18h30-20h e 20h-21h30 Confira a programação no local ou pelo telefone: (de segunda a sexta, de 14h às 21h30) Feijoada de frutos do mar da Jurema Ingredientes: 1 kg de camarão graúdo 1 kg de badejo ou dourado ½ kg de carne de siri 1 kg de feijão mulatinho Três maços de coentro Modo de preparar: Tempere e cozinhe o peixe, o camarão e o siri, separadamente; Lave a casca do camarão, bata no liquidificador, deixe escorrer e peneire; Coloque o feijão para cozinhar com o caldo da casca de camarão; Depois do feijão cozido, misture os frutos do mar e refogue com alho, coentro, pimenta e sal a gosto.????????????? CULTURA Tempero: 2 cebolas 2 pimentões 1 cabeça de alho grande Sal e pimenta a gosto O segredo está no coentro; por isso, ele tempera tanto os frutos do mar quanto o feijão. Dica da Jurema: Com feijão mulatinho o prato fica melhor. O feijão branco, se ficar muito cozinho, desmancha todo. Serve 20 pessoas. Fabíola Loureiro Herbert Vianna Lona cultural PROGRAME-SE! TODA A PROGRAMAÇÃO É GRATUITA! PROGRAMAÇÃO Cineclube RABIOLA Todas as sextas, às 16h30 O melhor do cinema infantil e infantojuvenil com muita diversão, pipoca e guaraná! Em novembro: 16/11- Meu Malvado Favorito 23/11 - Pokémon 30/11 - Toy Story 3 Favela Rock 16/11, às 21h Tributo a Renato Russo, com a banda 7 Cidades Forró na Lona 23/11, às 21h Com o grupo Os Três Forrozeiros OFICINAS REGULARES Violão & Cavaquinho 2 as - 15h às 17h 3 as - 18h às 20h Circo 2 as - 15 às 17h e 4 as - 15 às 71h Percussão 2 as e 3 as - 9h às 11h30 Gastronomia 4 as - 9h às 12h e 13h às 16h Gastronomia Cidadania 4 as - 13h às 15h Consulte a programação de shows em Teatro Sábados - 10h às 12h Dança de salão Sábados - 18h às 20h Grafite & desenho Sábados - 12:30h às 13:30h Construção de brinquedos Sábados - 13:30 às 14:30h Contação de história Sábados - 14:30 às 15:30h Biblioteca Popular Municipal Jorge Amado De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h Ao lado da Lona Cultural Municipal Herbert Vianna e atende a toda a comunidade do Complexo da Maré. Além de um amplo acervo, a biblioteca oferece brinquedoteca, gibiteca e empréstimo domiciliar, além de diversas oficinas. R. Ivanildo Alves, s/n - Nova Maré - Tels.: / FACE: Lona da Maré - ORKUT: Lona Cultural da Maré - cultura

9 16 ESPAÇO ABERTO Garanta o seu jornal pra maré todos os meses! participar do maré Busque um exemplar na Associação de Moradores da sua comunidade! Esse menino vai longe! Com apenas 11 anos de idade, Tobias já demonstra ter dom para desenhar. Ele é morador da Nova Holanda, aluno da Escola Municipal Hélio Smidt e tem aulas de grafite com o Felipe Reis. Esbanjando alegria o mineiro é um gênio! Essa família simpática estava toda sorridente outro dia em frente à Redes, quando um deles pediu para ser fotografado para o Maré. Topamos na hora! Apresentamos a todos Lucielma Rodrigues (de blusa preta) com seus três filhos: Antônio, Vitória (de azul) e Ana Cristina (na ponta da direita). A família mora na Nova Holanda e esbanja alto-astral. Diogo Fernandes )Rindoatoa Loira em apuros Um mineirinho estava caminhando, viu uma lâmpada e esfregou-a; vem um Gênio concedendo 3 desejos. O mineiro pensou e falou: - Eu quero um queijo! E o gênio deu o queijo. E disse: - Qual o 2º pedido? - Hmmmm... me dá outro queijo!! - Tem certeza? - Tenho sim! E o gênio deu o 2º queijo e disse: - Agora preste muita atenção no que vai pedir! Qual é o 3º? - Eu quero uma muié! E o gênio deu a mulher mas, por curiosidade, perguntou: - Desculpe, mas o que vai fazer com uma mulher e dois queijos? - É que eu fiquei com vergonha de pedir outro queijo!! A loira estava tendo problemas com a impressora e ligou para a assistência técnica, fazendo voz que entendia do assunto: Oi, moço. A minha impressora pifou! Ela é colorida ou preto e branco? Hum Nenhum dos dois, moço! Nenhum dos dois? Como assim? perguntou o técnico. na verdade Ela é meio bege...

Rio de Janeiro-RJ, 07 de março de 2007

Rio de Janeiro-RJ, 07 de março de 2007 Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração dos condomínios do Programa de Arrendamento Residencial em Santa Cruz Rio de Janeiro-RJ, 07 de março de 2007

Leia mais

Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada

Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada Terça-feira, 11 de março de 2014 Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada Nádia Junqueira Goiânia - Dalila tem 15 anos, estuda o 2º ano no Colégio

Leia mais

Capa e Diagramação Jordane Mendes Nicole Ferreira. Texto Naraiany Almeida

Capa e Diagramação Jordane Mendes Nicole Ferreira. Texto Naraiany Almeida Capa e Diagramação Jordane Mendes Nicole Ferreira Texto Naraiany Almeida Nicole Ferreira Ilustrações Davi Vinícius dos Santos Gomes Ítalo Gabriel Pimenta Italon Antunes Barreto Jéssica Pâmela de Souza

Leia mais

Entendendo o que é Gênero

Entendendo o que é Gênero Entendendo o que é Gênero Sandra Unbehaum 1 Vila de Nossa Senhora da Piedade, 03 de outubro de 2002 2. Cara Professora, Hoje acordei decidida a escrever-lhe esta carta, para pedir-lhe ajuda e trocar umas

Leia mais

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país Brasil Você sabia que... A pobreza e a desigualdade causam a fome e a malnutrição. Os alimentos e outros bens e serviços básicos que afetam a segurança dos alimentos, a saúde e a nutrição água potável,

Leia mais

coleção Conversas #26 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #26 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. Saí da prisão volto coleção Conversas #26 - setembro 2015 - e estou ou não desempregado, para o crime? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS, da

Leia mais

Apresentação. SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho. COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira

Apresentação. SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho. COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira Apresentação SUPERINTEDÊNCIA GERAL Magda Fonseca Coutinho COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Mércia Corrêa de Oliveira Descritivo: "A educação deve possibilitar ao corpo e à alma toda a perfeição e a beleza que podem

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

USO DE DEDOCHES NO REPASSE DAS RECOMENDAÇÕES DE ATIVIDADES FÍSICAS PARA CRIANÇAS

USO DE DEDOCHES NO REPASSE DAS RECOMENDAÇÕES DE ATIVIDADES FÍSICAS PARA CRIANÇAS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LABORATÓRIO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE USO DE DEDOCHES NO REPASSE DAS RECOMENDAÇÕES DE

Leia mais

Eu, Você, Todos Pela Educação

Eu, Você, Todos Pela Educação Eu, Você, Todos Pela Educação Um domingo de outono típico em casa: eu, meu marido, nosso filho e meus pais nos visitando para almoçar. Já no final da manhã estava na sala lendo um livro para tentar relaxar

Leia mais

consulta participativa de opinião

consulta participativa de opinião consulta participativa de opinião Interesses e perspectivas dos jovens da Brasilândia, Cachoeirinha e Freguesia do Ó CONSULTA PARTICIPATIVA DE OPINIÃO: INTERESSES E PERSPECTIVAS DOS JOVENS DA BRASILÂNDIA,

Leia mais

P/1 Então por favor, começa com o seu nome completo, local e a data de nascimento.

P/1 Então por favor, começa com o seu nome completo, local e a data de nascimento. museudapessoa.net P/1 Então por favor, começa com o seu nome completo, local e a data de nascimento. R Meu nome é Kizzes Daiane de Jesus Santos, 21 de julho de 1988, eu nasci em Aracaju, no estado do Sergipe.

Leia mais

Projeto Providência. Criança Esperança apoia projeto que é exemplo de esforço e dedicação em benefício de crianças e adolescentes carentes

Projeto Providência. Criança Esperança apoia projeto que é exemplo de esforço e dedicação em benefício de crianças e adolescentes carentes ações de cidadania Criança Esperança apoia projeto que é exemplo de esforço e dedicação em benefício de crianças e adolescentes carentes Com o apoio da UNESCO, por meio do Programa Criança Esperança, a

Leia mais

Água: nós somos os responsáveis!

Água: nós somos os responsáveis! Teatro de Fantoches Personagens: Prof: Helena, André, Mariazinha, Júlia. Água: nós somos os responsáveis! No caminho da escola, Mariazinha passa na casa da sua amiga Júlia para irem juntas à aula. Mariazinha:

Leia mais

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Caro professor, Este link do site foi elaborado especialmente para você, com o objetivo de lhe dar dicas importantes para o seu

Leia mais

AÇOUGUE CULTURAL T-BONE LER PARA CRESCER

AÇOUGUE CULTURAL T-BONE LER PARA CRESCER AÇOUGUE CULTURAL T-BONE LER PARA CRESCER BRASÍLIA / DF 1 APRESENTAÇÃO O Açougue Cultural T-Bone desenvolve desde 2003 vários projetos na área da cultura, o principal é a Biblioteca Comunitária T-Bone,

Leia mais

LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA

LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA (versão simples da Lei da Comunicação Social Eletrônica) CAPÍTULO 1 PARA QUE SERVE A LEI Artigo 1 - Esta lei serve para falar como vai acontecer de fato o que está escrito em alguns

Leia mais

PROPOSTA PEDAGÓGICA. Elaborada por Ana Carolina Carvalho

PROPOSTA PEDAGÓGICA. Elaborada por Ana Carolina Carvalho PROPOSTA PEDAGÓGICA Elaborada por Ana Carolina Carvalho PROPOSTA PEDAGÓGICA Crianças do Brasil Suas histórias, seus brinquedos, seus sonhos elaborada por ANA CAROLINA CARVALHO livro de JOSÉ SANTOS ilustrações

Leia mais

Facilitando a criação e distribuição de conteúdos, a SaferNet Brasil licencia seus materiais de forma aberta através do Creative Commons.

Facilitando a criação e distribuição de conteúdos, a SaferNet Brasil licencia seus materiais de forma aberta através do Creative Commons. Olá, você esta acessando um dos materiais vencedores no concurso InternÉtica 2011, realizado pela SaferNet Brasil e o Instituto Childhood Brasil. Facilitando a criação e distribuição de conteúdos, a SaferNet

Leia mais

A vez e a voz das crianças

A vez e a voz das crianças 119 outubro de 2010-ESPECIAL CRIANÇA PARA LER NO AR A vez e a voz das crianças Às vésperas de 12 de outubro, Dia das Crianças, eu convido você, ouvinte, a refletir sobre os direitos das meninas e meninos

Leia mais

InfoReggae - Edição 09 Os Núcleos: Cantagalo 6 de setembro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior

InfoReggae - Edição 09 Os Núcleos: Cantagalo 6 de setembro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

LIVRO DO PROFESSOR LIBRAS 1 O ANO 35. Espaços da escola. Encaminhamento

LIVRO DO PROFESSOR LIBRAS 1 O ANO 35. Espaços da escola. Encaminhamento Atividade 9 Espaços da escola Encaminhamento Leve os alunos para conhecer os espaços da escola: sala de leitura, informática, refeitório, quadra de futebol, parque, etc. Peça para os alunos registrarem

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Escola Municipal de Ensino Fundamental David Canabarro Florianópolis, 3892 Mathias Velho/Canoas Fone: 34561876/emef.davidcanabarro@gmail.com DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Nome: Stefani do Prado Guimarães Ano

Leia mais

Programacao. programacao de aniversario

Programacao. programacao de aniversario Programacao programacao de aniversario Teatro de Tabuas comemora 13 anos com temporada em Campinas Duas estruturas itinerantes estarao em atividade O grupo Teatro de Tábuas, sediado na cidade de Campinas,

Leia mais

Nós, alunos do 2º A, queremos tratar as pessoas com respeito e amor, estudar com muita dedicação e sempre pensar antes de tomar decisões.

Nós, alunos do 2º A, queremos tratar as pessoas com respeito e amor, estudar com muita dedicação e sempre pensar antes de tomar decisões. Como tratar as pessoas: de uma maneira boa, ajudar todas as pessoas. Como não fazer com os outros: não cuspir, empurrar, chutar, brigar, não xingar, não colocar apelidos, não beliscar, não mentir, não

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance Sobre o autor: Meu nome é Rodrigo Marroni. Sou apaixonado por empreendedorismo e vivo desta forma há quase 5 anos. Há mais de 9 anos já possuía negócios paralelos ao meu trabalho e há um pouco mais de

Leia mais

VOVÔ DO ILÊ - Fundador e presidente do Ilê Aiyê

VOVÔ DO ILÊ - Fundador e presidente do Ilê Aiyê VOVÔ DO ILÊ - Fundador e presidente do Ilê Aiyê Antônio Carlos dos Santos, ou Vovô do Ilê, como é mais conhecido, foi um dos responsáveis pela criação da Associação Cultural Bloco Carnavalesco Ilê Aiyê.

Leia mais

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social O Projeto Social Luminando O LUMINANDO O Luminando surgiu como uma ferramenta de combate à exclusão social de crianças e adolescentes de comunidades

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

Diagnosticando os problemas da sua empresa

Diagnosticando os problemas da sua empresa Diagnosticando os problemas da sua empresa O artigo que você vai começar a ler agora é a continuação da matéria de capa da edição de agosto de 2014 da revista VendaMais. O acesso é restrito a assinantes

Leia mais

InfoReggae - Edição 32 Inclusão Digital 11 de abril de 2014. Coordenador Executivo José Júnior

InfoReggae - Edição 32 Inclusão Digital 11 de abril de 2014. Coordenador Executivo José Júnior O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

O terceiro passo foi a construção e análise de gráfico Produção de lixo doméstico por residência:

O terceiro passo foi a construção e análise de gráfico Produção de lixo doméstico por residência: Consumo, lixo e Cidadania Alunos do 8º ano aprofundam estudo do tema nas aulas de Geografia O projeto interdisciplinar Consumo, lixo e cidadania, que vem sendo desenvolvido com as turmas de 8º ano, está

Leia mais

Lista de Projetos Contemplados no Programa Integração Petrobras Comunidade

Lista de Projetos Contemplados no Programa Integração Petrobras Comunidade Lista de Projetos Contemplados no Programa Integração Petrobras Comunidade ITABORAÍ Projeto: Fábrica de Sonhos Nome da instituição: Liga Independente das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos de Itaboraí

Leia mais

Corpo Ás As 10 Páginas Que Vão Transformar o Seu Corpo 2013 www.luisascensao.pt

Corpo Ás As 10 Páginas Que Vão Transformar o Seu Corpo 2013 www.luisascensao.pt Corpo Ás As 10 Páginas Que Vão Transformar o Seu Corpo www.luisascensao.pt Página 1 de 10 Termos e Condições Madeira, Portugal. Autor: Luís Ascensão (o Ás). Todos os direitos reservados. Copyright 2012,

Leia mais

Como é a criança de 4 a 6 anos

Como é a criança de 4 a 6 anos de 4 a 6 anos Como é a criança Brinque: lendo histórias, cantando e desenhando. A criança se comunica usando frases completas para dizer o que deseja e sente, dar opiniões, escolher o que quer. A criança

Leia mais

Introdução. Área de Atuação do Projeto

Introdução. Área de Atuação do Projeto TÍTULO: OFICINA DE CIÊNCIAS E CONSCIÊNCIA AMBIENTAL COMO METODOLOGIA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL AUTORES: Marta Ângela Marcondes e Virginia da Costa Liebort Nina, e-mail: biomam@uol.com.br

Leia mais

O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR

O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR Já pensou um bairro inteirinho se transformando em escola a

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

Educação Integral Relatório em Junho/2013

Educação Integral Relatório em Junho/2013 Comunidade Escola Família Educação Integral Relatório em Junho/2013 Objetivo 3 O principal objetivo desta pesquisa é avaliar o conhecimento da população brasileira sobre educação integral. Metodologia

Leia mais

PESQUISA DIAGNÓSTICA - SISTEMATIZAÇÃO. - Sim, estou gostando dessa organização sim, porque a gente aprende mais com organização das aulas.

PESQUISA DIAGNÓSTICA - SISTEMATIZAÇÃO. - Sim, estou gostando dessa organização sim, porque a gente aprende mais com organização das aulas. ESCOLA MUNICIPAL BUENA VISTA Goiânia, 19 de junho de 2013. - Turma: Mestre de Obras e Operador de computador - 62 alunos 33 responderam ao questionário Orientador-formador: Marilurdes Santos de Oliveira

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

Você precisa. saber. Edição V Ano III Abril de 2013. Colhendo frutos 1

Você precisa. saber. Edição V Ano III Abril de 2013. Colhendo frutos 1 Você precisa saber Edição V Ano III Abril de 2013 Colhendo frutos 1 editorial O município de Ijaci já começou o ano com boas ideias, novidades e continuidade para as ações que fizeram a diferença em 2012.

Leia mais

União Popular de Mulheres. de Campo Limpo e Adjacências. em parceria com SARAU DO BINHO. apresentam. Bibliomoto

União Popular de Mulheres. de Campo Limpo e Adjacências. em parceria com SARAU DO BINHO. apresentam. Bibliomoto União Popular de Mulheres de Campo Limpo e Adjacências em parceria com SARAU DO BINHO apresentam Edital ProAC nº 05 de 18 de maio a 12 de julho de 2010 SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA São Paulo, Julho

Leia mais

Sistema de Ensino CNEC. ROTEIRO SEMANAL 4 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA SEGUNDA-FEIRA 02/02/2015

Sistema de Ensino CNEC. ROTEIRO SEMANAL 4 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA SEGUNDA-FEIRA 02/02/2015 ROTEIRO SEMANAL 4 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA SEGUNDA-FEIRA 02/02/ Apresentação da professora (conversa informal) Atividades de integração: 1 o Hora da foto As crianças ficam esparramadas

Leia mais

NOTÍCIAS. Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal. V.4 - N.4 - Setembro de 2015

NOTÍCIAS. Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal. V.4 - N.4 - Setembro de 2015 V.4 - N.4 - Setembro de 2015 Vilma Lúcia da Silva 05 Assessora de Comunicação do Parque da Cidade Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal Só no mês de setembro o Parque da Cidade recebeu

Leia mais

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar CATEGORIAS OBJECTIVOS ESPECÍFICOS S. C. Sim, porque vou para a beira de um amigo, o Y. P5/E1/UR1 Vou jogar à bola, vou aprender coisas. E,

Leia mais

Regras de Convivência Documentos Básicos (Última Revisão em agosto de 2009)

Regras de Convivência Documentos Básicos (Última Revisão em agosto de 2009) Regras de Convivência Documentos Básicos (Última Revisão em agosto de 2009) Rua Capistrano de Abreu, 29 Botafogo 2538-3231 Rua Conde de Irajá, 224 Botafogo 2538-3231 Rua Marques, 19 Humaitá 2538-3232 www.sapereira.com.br

Leia mais

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE

AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE AULA CRIATIVA DE HISTÓRIA - FOLCLORE Mesmo não acreditando na Educação Criativa, o professor pode fazer uma experiência para ver o resultado. É o caso da professora deste relato. Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 O Observatório de Favelas torna pública, por meio desta chamada, as normas do processo de seleção de alunos para

Leia mais

JULHO. -0104-QJ - GUIA DE JULHO SECULTFOR - progrmaçao infantil.indd 1 10/07/13 11:01

JULHO. -0104-QJ - GUIA DE JULHO SECULTFOR - progrmaçao infantil.indd 1 10/07/13 11:01 JULHO -0104-QJ - GUIA DE JULHO SECULTFOR - progrmaçao infantil.indd 1 10/07/13 11:01 Programação Infantil No mês de férias, a Secretaria de Cultura de Fortaleza, dedicou uma programação especial para as

Leia mais

ENTRE FRALDAS E CADERNOS

ENTRE FRALDAS E CADERNOS ENTRE FRALDAS E CADERNOS Entre Fraldas e Cadernos Proposta metodológica: Bem TV Educação e Comunicação Coordenação do projeto: Márcia Correa e Castro Consultoria Técnica: Cláudia Regina Ribeiro Assistente

Leia mais

Escola de Português Verão de 2015 Ano 13 Nível 2 Exercícios Semana 1 Parte 2 Revisão Verbos irregulares no pretérito perfeito do indicativo:

Escola de Português Verão de 2015 Ano 13 Nível 2 Exercícios Semana 1 Parte 2 Revisão Verbos irregulares no pretérito perfeito do indicativo: Escola de Português Verão de 2015 Ano 13 Nível 2 Exercícios Semana 1 Parte 2 Revisão Verbos irregulares no pretérito perfeito do indicativo: 1) Complete as frases abaixo com o pretérito perfeito dos seguintes

Leia mais

Família e dinheiro. Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? Todos juntos ganham mais

Família e dinheiro. Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? Todos juntos ganham mais 1016327-7 - set/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTAMARIANA

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTAMARIANA 264 Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Santa Mariana, realizada em data de quatro de Novembro de 2013. Ata nº 070/13 Aos quatro dias do mês de Novembro de dois mil e treze, reuniu- se, em Sessão Ordinária

Leia mais

COMPROMISSO COM O FUTURO

COMPROMISSO COM O FUTURO Editora Artecétera apresenta: COMPROMISSO COM O FUTURO Papel Reciclado com a Família Qualidade Família Qualidade em: toda forma de vida no planeta obedece às leis naturais, agindo no meio ambiente e sendo

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

chegaram há pouco tempo lá. Foi a partir deste trabalho que ocorreu a opção pela utilização da metodologia do Circo Social. No mesmo ano, foi criada

chegaram há pouco tempo lá. Foi a partir deste trabalho que ocorreu a opção pela utilização da metodologia do Circo Social. No mesmo ano, foi criada 3 Armando a lona Para o circo, a lona é de suma importância, pois é dentro dela que a mágica acontece. A lona de circo é inconfundível. Alta e colorida, erguida por cordas e pilares, ela anuncia de longe:

Leia mais

Fundação comemora 20 anos de existência e inicia campanha

Fundação comemora 20 anos de existência e inicia campanha Publicação da Fundação de Defesa dos Direitos Humanos Margarida Maria Alves Ano 12 - n 32 -fevereiro, março e abril de 2014 Fundação comemora 20 anos de existência e inicia campanha A F u n d a ç ã o d

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - t t o y ç r n s s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - t t o y ç r n s s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. Vocês acham possam a coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - cer d o t t o a r que ga cr ia n y ç a s s? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

Índice de Percepção da Presença do Estado

Índice de Percepção da Presença do Estado Índice de Percepção da Presença do Estado IBRE e CPDOC Rio de Janeiro, 21 de Junho de 2010. Objetivo O objetivo principal é desenvolver um índice que mensure a percepção da presença do Estado na sociedade

Leia mais

Esta é uma história para divertir, ensinar e conscientizar. Boa leitura!

Esta é uma história para divertir, ensinar e conscientizar. Boa leitura! É de pequeno que se aprende, como diz o ditado. Pensando desta forma, as secretarias de Estado de Saúde e Defesa Civil e de Educação decidiram unir forças para combater um inimigo de todos: o mosquito

Leia mais

set-dez 2013 comunidade cabelo seco, marabá cursos projetos ações culturais inscrições 01 a 08 setembro

set-dez 2013 comunidade cabelo seco, marabá cursos projetos ações culturais inscrições 01 a 08 setembro comunidade cabelo seco, marabá set-dez 2013 cursos projetos ações culturais inscrições 01 a 08 setembro Vamos criar uma Universidade Comunitária dos Rios? Querida comunidade de Cabelo Seco! Amigos e amigas

Leia mais

Sumário. 1. Apresentação. 2. Agência 2ª Chance. 3. Atividades Socioculturais de Vigário Geral. 4. Atividades Socioculturais do Cantagalo

Sumário. 1. Apresentação. 2. Agência 2ª Chance. 3. Atividades Socioculturais de Vigário Geral. 4. Atividades Socioculturais do Cantagalo Sumário 1. Apresentação 2. Agência 2ª Chance 3. Atividades Socioculturais de Vigário Geral 4. Atividades Socioculturais do Cantagalo 5. Atividades Socioculturais do Caju 6. Atividades Externas dos Grupos

Leia mais

Texto a ser submetido ao Prêmio VivaLeitura 2014 UM OLHAR NEGRO: RELATO DA EXPERIÊNCIA DO PONTO DE CULTURA SANTA BÁRBARA

Texto a ser submetido ao Prêmio VivaLeitura 2014 UM OLHAR NEGRO: RELATO DA EXPERIÊNCIA DO PONTO DE CULTURA SANTA BÁRBARA Texto a ser submetido ao Prêmio VivaLeitura 2014 UM OLHAR NEGRO: RELATO DA EXPERIÊNCIA DO PONTO DE CULTURA SANTA BÁRBARA JUSTIFICATIVA Desde 1996, o trabalho social voluntário, voltado para crianças e

Leia mais

Ministério da Cultura e a Ong. Sol do Vale. Apresentam:

Ministério da Cultura e a Ong. Sol do Vale. Apresentam: Ministério da Cultura e a Ong. Sol do Vale Apresentam: Divino Encontro História Cultura Tradição Divino Encontro História, Cultura e Tradição A Sol do Vale O Divino Encontro Órgãos e entidades parceiras

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

Terça-feira, 27.07.10

Terça-feira, 27.07.10 Terça-feira, 27.07.10 Pensamento do dia: A felicidade consiste em preparar o futuro, pensando no presente e esquecendo o passado, se foi triste. John Ruskin A dúvida é: Incluso ou inclusas seguem as notas

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 79 Memória Institucional - Documentação 17 de abril de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através

Leia mais

O Livro de informática do Menino Maluquinho

O Livro de informática do Menino Maluquinho Coleção ABCD - Lição 1 Lição 1 O Livro de informática do Menino Maluquinho 1 2 3 4 5 6 7 8 Algumas dicas para escrever e-mails: 1. Aprender português. Não adianta fi car orgulhoso por mandar um e-mail

Leia mais

Conversando com os pais

Conversando com os pais Conversando com os pais Motivos para falar sobre esse assunto, em casa, com os filhos 1. A criança mais informada, e de forma correta, terá mais chances de saber lidar com sua sexualidade e, no futuro,

Leia mais

Esta nova sequência tem uma novidade: ela é inédita!

Esta nova sequência tem uma novidade: ela é inédita! Esta nova sequência tem uma novidade: ela é inédita! Hum, essa não é uma novidade. As outras também eram de certa forma inéditas, uma vez que o layout era baseado na estrutura dos Gurus, mas vamos lá,

Leia mais

Você, no entanto, pode nos ajudar!

Você, no entanto, pode nos ajudar! Este livro pode ser adquirido por educação, negócios, vendas ou uso promocional. Embora toda precaução tenha sido tomada na preparação deste livro, o autor não assume nenhuma responsabilidade por erros

Leia mais

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina Primeiro escritório de inclusão social da América Latina 18 de setembro Nós do Centro: mais uma ação para a comunidade do Grupo Orsa O Grupo Orsa, por meio da Fundação Orsa, inaugura um espaço inovador

Leia mais

Circuito Usiminas de Cultura

Circuito Usiminas de Cultura 5 Itaúna, 23 de maio de 2014 Miss Comerciária Estadual neste sábado Circuito Usiminas de Cultura resgatam histórias de Itaúna, poderá ser conferida no Varal Fotográfico, da CINEAR. Ele vai reunir fotografias

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem.

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem. Pais e filhos 1º cena: música ambiente (início da música pais e filhos legião urbana - duas pessoas entram com um mural e começam a confeccionar com frases para o aniversário do pai de uma delas (Fátima),

Leia mais

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012 NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Nome da Equipa GMR2012 Alexandre Sousa Diogo Vicente José Silva Diana Almeida Dezembro de 2011 1 A crise vista pelos nossos avós

Leia mais

Envolver. Ao som da infância. Diversão, Cultura e Arte. Edição VIII Ano III Dezembro de 2013

Envolver. Ao som da infância. Diversão, Cultura e Arte. Edição VIII Ano III Dezembro de 2013 Envolver Edição VIII Ano III Dezembro de 2013 Ao som da infância Diversão, Cultura e Arte 1 editorial primeiras letras O último Envolver do ano chega cheio de novidades e ações, principalmente voltadas

Leia mais

Histórias de. Comunidade de Aprendizagem. Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1

Histórias de. Comunidade de Aprendizagem. Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1 Histórias de Comunidade de Aprendizagem Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1 Introdução O projeto Comunidade de Aprendizagem é baseado em um conjunto de atuações de êxito voltadas para a transformação

Leia mais

EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes

EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes EMTI JARDIM NOVO MUNDO Goiânia, 14 de junho de 2013 Tabulação do questionário Assembleia do Estudantes Sim (32) Não (00) Sim (12) Nulo (20) 01 Está gostando das aulas? Estão atendendo suas expectativas?

Leia mais

NURAP 2 NURAP 3. Colaboração: Aprendizes Raquel André Silva

NURAP 2 NURAP 3. Colaboração: Aprendizes Raquel André Silva EXPEDIENTE Ano 3 - Dezembro - Edição 29 NURAP em revista é uma publicação do NURAP ( Núcleo de Aprendizagem Profissional) Destinada aos seus parceiros e aprendizes. Colaboração: Aprendizes Raquel André

Leia mais

Curso de Direito Atividades de aprofundamento acadêmico nº 04 2S2015

Curso de Direito Atividades de aprofundamento acadêmico nº 04 2S2015 Curso de Direito Atividades de aprofundamento acadêmico nº 04 2S2015 Professor responsável: Ricardo Lorenzi Pupin Aluno: Semestre/turma: Disciplina: Geral Tema da atividade: Arrastões nas praias do Rio

Leia mais

Conheça o. Pedi para o cliente confiar e resolvi com Amanco. Veja nesta edição: Ano VII - nº2 - junho de 2013. pág. 2 pág. 3 pág. 4 pág. 5 pág.

Conheça o. Pedi para o cliente confiar e resolvi com Amanco. Veja nesta edição: Ano VII - nº2 - junho de 2013. pág. 2 pág. 3 pág. 4 pág. 5 pág. Ano VII - nº2 - junho de 2013 Conheça o luis Carlos Pedi para o cliente confiar e resolvi com Amanco Veja nesta edição: pág. 2 pág. 3 pág. 4 pág. 5 pág. 6 Publicidade: Sidney Magal faz comercial da Amanco

Leia mais

Resumo. GT Produção Laboratorial Impresso Jornal cultural 2ª Opinião Márcia Eliane Rosa Professora de Jornalismo, doutoranda na ECA/USP

Resumo. GT Produção Laboratorial Impresso Jornal cultural 2ª Opinião Márcia Eliane Rosa Professora de Jornalismo, doutoranda na ECA/USP GT Produção Laboratorial Impresso Jornal cultural 2ª Opinião Márcia Eliane Rosa Professora de Jornalismo, doutoranda na ECA/USP Resumo O 2ª Opinião - Espaço cultural é um jornal-laboratório que vem sendo

Leia mais

Fundado em 19 de MARÇO de 1990 - Diretora: Maria Coeli Galiaço Prata. A grandiosa Feira de Artesanato do Educandário São José!

Fundado em 19 de MARÇO de 1990 - Diretora: Maria Coeli Galiaço Prata. A grandiosa Feira de Artesanato do Educandário São José! JORNAL do Edição Nº 13 De 1º a 30 de SETEMBRO de 2012 Educandário São José Fundado em 19 de MARÇO de 1990 - Diretora: Maria Coeli Galiaço Prata A grandiosa Feira de Artesanato do Educandário São José!

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam

Leia mais

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história.

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Nem um sopro de vento. E já ali, imóvel frente à cidade de portas e janelas abertas, entre a noite vermelha do poente e a penumbra do jardim,

Leia mais

DISCURSO PROFERIDO PELO NOBRE DEPUTADO HELIO DE SOUSA, EM CARÁTER EXCEPCIONAL, NO DIA 08 DE OUTUBRO DE 2015

DISCURSO PROFERIDO PELO NOBRE DEPUTADO HELIO DE SOUSA, EM CARÁTER EXCEPCIONAL, NO DIA 08 DE OUTUBRO DE 2015 DISCURSO PROFERIDO PELO NOBRE DEPUTADO HELIO DE SOUSA, EM CARÁTER EXCEPCIONAL, NO DIA 08 DE OUTUBRO DE 2015 Senhores Deputados, meu pronunciamento é em caráter excepcional. Eu tenho uma história de vida

Leia mais

Presidente de associação de moradores não quer ser político e mantém-se no cargo há 14 anos

Presidente de associação de moradores não quer ser político e mantém-se no cargo há 14 anos Fonte: O Globo Síndico de Copacabana percorre o bairro de bicicleta para descobrir problemas Presidente de associação de moradores não quer ser político e mantém-se no cargo há 14 anos Artur Xexéo axexeo@oglobo.com.br

Leia mais

O LABORATÓRIO DE PESQUISA DA UNICARIOCA

O LABORATÓRIO DE PESQUISA DA UNICARIOCA Enquete Um estudo feito por matemáticos da Universidade de Vermont, nos Estados Unidos, mostrou que o dia preferido pelas pessoas é o domingo. Os pesquisadores analisaram 2,4 milhões de mensagens pela

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

GENTE EDUCADA, CIDADE BONITA. Modelo de Projeto para Leopoldina Minas Gerais. Projeto de Atividades. 1º Edição

GENTE EDUCADA, CIDADE BONITA. Modelo de Projeto para Leopoldina Minas Gerais. Projeto de Atividades. 1º Edição GENTE EDUCADA, CIDADE BONITA Projeto de Atividades 1º Edição Modelo de Projeto para Leopoldina Minas Gerais 1. INTRODUÇÃO A educação atualmente não pode se restringir apenas ao ambiente escolar, o estudante

Leia mais

Gosto do convívio com os passageiros

Gosto do convívio com os passageiros 2 Maio é o mês das mães. E é com grande satisfação que dedicamos uma atenção especial às profissionais que fazem parte da família Viação Nossa Senhora do Amparo. Tanto na coluna amigo motorista quanto

Leia mais

FUGA de Beatriz Berbert

FUGA de Beatriz Berbert FUGA de Beatriz Berbert Copyright Beatriz Berbert Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 FUGA FADE IN: CENA 1 PISCINA DO CONDOMÍNIO ENTARDECER Menina caminha sobre a borda

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014 Atividades Pedagógicas Agosto 2014 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA GRUPO IV A GRUPO IV B GRUPO IV C GRUPO IV

Leia mais

Cartilha de conceitos e passo a passo para inscrição

Cartilha de conceitos e passo a passo para inscrição Cartilha de conceitos e passo a passo para inscrição Projeto PNE Sports Foto: André Valentim / Banco de Imagens Petrobras ÍNDICE APRESENTAÇÃO 06 INSCRIÇÃO 12 Passo a passo para Inscrição 13 TECNOLOGIA

Leia mais

Termo de Referência para Elaboração de Plano de Gestão de Praça do PAC modelo de 700m 2

Termo de Referência para Elaboração de Plano de Gestão de Praça do PAC modelo de 700m 2 MINISTÉRIO DA CULTURA Diretoria de Infraestrutura Cultural Secretaria Executiva Termo de Referência para Elaboração de Plano de Gestão de Praça do PAC modelo de 700m 2 1. Objetivos A Praça do PAC é de

Leia mais