AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS MÓVEIS PARA DESOBSTRUÇÃO DE ESGOTO-FORTALEZA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS MÓVEIS PARA DESOBSTRUÇÃO DE ESGOTO-FORTALEZA"

Transcrição

1 DOCUMENTOS DE LICITAÇÃO LICITAÇÃO PÚBLICA INTERNACIONAL AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS MÓVEIS PARA DESOBSTRUÇÃO DE ESGOTO-FORTALEZA CONTRATANTE: COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTO DO CEARÁ CAGECE PAÍS: BRASIL

2 ESTADO DO CEARÁ COMISSÃO CENTRAL DE CONCORRÊNCIAS COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTO DO CEARÁ - CAGECE LICITAÇÃO PÚBLICA INTERNACIONAL - GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA INFRA-ESTRUTURA - SEINFRA COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTO DO CEARÁ - CAGECE COMISSÃO CENTRAL DE CONCORRÊNCIAS CCC BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO BID AVISO DE LICITAÇÃO A Companhia de Água e Esgoto do Ceará CAGECE firmou com o Banco Interamericano de Desenvolvimento BID, o Contrato de Empréstimo Nº 1502/OC-BR no montante de US$ 100,00 milhões, objetivando o financiamento parcial da implantação do Programa de Infra-Estrutura Básica em Saneamento do Estado do Ceará Saneamento é Saúde, com valor total orçado em US$ 166,67 milhões, sendo US$ 66,67 milhões de contrapartida do Governo do Estado do Ceará. A Comissão Central de Concorrências - CCC, com sede na Av. Washington Soares Nº 707, Água Fria, CEP , Telefone/FAX n.: + 55 (85) na cidade de Fortaleza, Estado do Ceará, Brasil, em nome da Companhia de Água e Esgoto do Ceará CAGECE, torna público que realizará procedimento licitatório, sendo certo o dia 02/05/2006, até às 16:00 horas, para a realização da sessão pública para o recebimento dos envelopes referentes aos documentos de habilitação e à proposta de preços, com a abertura daqueles, conforme autorização do Presidente da Comissão Central de Concorrência CCC. OBJETO: Fornecimento de equipamentos móveis para desobstrução de esgoto em Fortaleza do Programa de Infra-Estrutura Básica em Saneamento do Estado do Ceará SANEAR II. DATA: 02/05/2006 HORÁRIO: até às 16:00 horas LOCAL: Comissão Central de Concorrência - CCC Av. Washington Soares nº 707, Água Fria, Fortaleza, Ceará, Brasil. MODALIDADE: Licitação Pública Internacional LPI. TIPO: Menor preço avaliado. AQUISIÇÃO DO EDITAL: A empresa interessada em participar da presente licitação poderá obter o edital pela internet ou na sede da CAGECE, das seguintes formas: a) Pela INTERNET, gratuitamente nos endereços ou Optando por esta forma, a empresa se comunicará, através do fax + 55 (85) , com a Comissão de Licitação da CAGECE COPEL encaminhando a mensagem com as seguintes informações: Nº do Edital: LPI N 11/2006/CAGECE/CCC Nome da Empresa: Nº do CNPJ: Endereço:

3 ESTADO DO CEARÁ COMISSÃO CENTRAL DE CONCORRÊNCIAS COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTO DO CEARÁ - CAGECE LICITAÇÃO PÚBLICA INTERNACIONAL - Fone: Fax: Endereço Eletrônico: b) Junto a CAGECE, a PROPONENTE recolherá no Banco do Estado do Ceará BEC, agência 093, conta nº a importância de R$ 50,00 (cinqüenta reais), para aquisição de um exemplar do edital, incluindo cópia em meio magnético (CD) do projeto executivo de engenharia. Após o depósito, a PROPONENTE receberá o edital na Comissão de Licitação da CAGECE COPEL, localizada na Av. Dr. Lauro Vieira Chaves nº 1.030, Vila União Fortaleza Ceará Brasil. A presente Licitação será regida pelos procedimentos para Licitação do Banco Interamericano de Desenvolvimento BID, pelas disposições deste edital e, complementarmente, pelas normas gerais da Lei Federal nº 8.666/93, notadamente pelo seu art. 42, parágrafo 5º e alterações subseqüentes. No caso de conflito, prevalecerá o disposto nas normas e procedimentos constantes do Contrato de Empréstimo 1502/OC-BR. Quaisquer informações acerca da presente Licitação poderão ser solicitadas a: COMISSÃO CENTRAL DE CONCORRÊNCIA CCC Telefone/FAX: + 55 (85) Av. Washington Soares nº 707, Água Fria, CEP Fortaleza Ceará - Brasil.

4 i Prefácio Estes documentos baseiam-se nos Master Bidding Documents for Procurement of Goods and User s Guide, versão de outubro de 1999, que foram preparados por Bancos Multilaterais de Desenvolvimento e Instituições Financeiras Internacionais. Refletem o que as citadas instituições consideram como melhores práticas em matéria de licitação e contratação para a aquisição de bens. Ademais, incorporam a estrutura e as disposições do Master Bidding Documents for Procurement of Goods and User s Guide, com exceção dos casos em que tenham requerido alguma modificação, para dar cumprimento às políticas específicas de aquisições do Banco Interamericano de Desenvolvimento BID. Abreviações BID Banco Interamericano de Desenvolvimento CCI Câmara de Comércio Internacional CEC Condições Especiais do Contrato CAeQ Critérios de Avaliação e Qualificação CGC Condições Gerais do Contrato DDL Dados da Licitação DPL Documentos Padrões de Licitação DL Documentos de Licitação ET Especificações Técnicas IAO Instruções aos Ofertantes Incoterms Condições Comerciais do Câmara de Comércio Internacional LBSR Lista de Bens e Serviços Relacionados EL Edital de Licitação PEE Plano de Entrega e Execução PF Programa de Fornecimento CAGECE: Companhia de Água e Esgoto do Ceará CCC: Comissão Central de Concorrências CREA-CE: Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado do Ceará. CONTRATANTE: Companhia de Água e Esgoto do Ceará - CAGECE OFERTANTE: Sociedade(s) que participe(m) da Licitação DEN: Diretoria de Engenharia DÓLAR: Moeda corrente nos Estados Unidos da América, também expresso em US$ SANEAR II: Programa de Infra-Estrutura Básica em Saneamento do Estado do Ceará SEAD: Secretaria da Administração do Estado do Ceará SEINFRA: Secretaria da Infra-Estrutura do Estado do Ceará UGP SANEAR II: Unidade de Gestão do Programa SANEAR II

5 (Esta página é em branco)

6 Índice Geral Documentos de Licitação Índice Geral Pág. PARTE 1 Procedimentos de Licitação... 1 i Seção I. Instruções aos Ofertantes... I 1 Seção II. Dados da Licitação... II 1 Seção III. Critérios de Avaliação e Qualificação... III 1 Seção IV. Formulários da Oferta... IV 1 Seção V. Países Elegíveis... V 1 PARTE 2 Fornecimento Requerido... 2 i Seção VI. Programa de Fornecimento... VI 1 PARTE 3 Contratação... 3 i Seção VII. Condições Gerais do Contrato... VII 1 Seção VIII. Condições Especiais do Contrato... VIII 1 Seção IX. Formulários do Contrato... IX 1

7 (Esta página é em branco)

8 PARTE 1 Procedimentos de Licitação 1- PARTE 1 Procedimentos de Licitação

9 PARTE 1 Procedimentos de Licitação 1- (Esta é uma página em branco)

10 Seção I. Instruções aos Ofertantes I-1 Seção I. Instruções aos Ofertantes Índice de Cláusulas Pág. A. Generalidades... I 3 1. Objeto da Licitação... I 3 2. Fonte de Recursos... I 3 3. Práticas Corruptas... I 4 4. Ofertantes Elegíveis... I 5 5. Bens e Serviços Conexos Elegíveis... I 8 B. Conteúdo dos Documentos de Licitação... I 9 6. Seções dos Documentos de Licitação... I 9 7. Esclarecimentos sobre os Documentos de Licitação... I Modificação dos Documentos de Licitação... I 10 C. Preparação das Ofertas... I Custos da Oferta... I Idioma da Oferta... I Documentos que Compõem a Oferta... I Formulários de Apresentação de Oferta e Lista de Preços... I Ofertas Alternativas... I Preços da Oferta e Descontos... I Moedas da Oferta e Moedas de Pagamento... I Documentos que Estabelecem a Elegibilidade do Ofertante... I Documento que Estabelecem a Elegibilidade dos Bens e Serviços I 16 Conexos 18. Documentos que Estabelecem a Conformidade dos Bens e Serviços Conexos com os Documentos de Licitação... I Documentos que Estabelecem as Qualificações do Ofertante... I Período de Validade de Ofertas... I Garantia de Execução de Oferta... I Formato e Assinatura da Oferta... I 19 D. Apresentação e Abertura de Ofertas... I Apresentação e Identificação de Ofertas... I Prazo de Apresentação de Ofertas... I 20

11 Seção I. Instruções aos Ofertantes I Ofertas Tardias... I Retiro, Substituição e Modificação de Ofertas... I Abertura de Ofertas... I 21 E. Avaliação e Comparação de Ofertas... I Confidencialidade... I Esclarecimento de Ofertas... I Cumprimento de Ofertas... I Discrepâncias, Erros e Omissões... I Exame Preliminar de Ofertas... I Exame dos Termos e Condições, e Avaliação Técnica... I Conversão a uma só Moeda... I Margem de Preferência... I Avaliação de Ofertas... I Comparação de Ofertas... I Pós-qualificação do Ofertante... I Direito do Comprador de Aceitar Qualquer Oferta e de Recusar Qualquer ou Todas as Ofertas... I 28 F. Adjudicação do Contrato... I Critérios de Adjudicação... I Direito do Comprador em Variar as Quantidades no Momento da Adjudicação... I Notificação da Adjudicação... I Assinatura do Contrato... I Garantia de Cumprimento de Contrato... I Protestos e Reclamações... I 30

12 Seção I. Instruções aos Ofertantes I-3 Seção I. Instruções aos Ofertantes A. Generalidades 1. Objeto da Licitação 1.1. De acordo com o Chamado para a Licitação indicado na Seção II. Dados da Licitação (DDL), o Comprador, tal como o indicado nos DDL, emite estes Documentos de Licitação para o fornecimento de Bens e Serviços Conexos especificados na Seção VI, Programa de Fornecimento. O nome, identificação e número de lotes da Licitação Pública Internacional (LPI) estão indicados nos DDL Nestes Documentos de Licitação: (a) O termo por escrito significa uma comunicação escrita com prova de recebimento; (b) Se o contexto requerer, singular significa plural e vice-versa; e (c) Dia significa dia-calendário. 2. Fonte de Recursos 2.1. O Prestatário ou Beneficiário (doravante denominado Prestatário ) indicado nos DDL, solicitou ou recebeu um financiamento (doravante denominado fundos ) do Banco Interamericano de Desenvolvimento (doravante denominado o Banco ) para sufragar o custo do projeto especificado nos DDL. O prestatário destinará uma porção destes fundos para sufragar gastos elegíveis em virtude do Contrato objeto destes Documentos de Licitação O Banco efetuará pagamentos somente quando solicitado pelo Prestatário e depois que o Banco tenha aprovado tais pagamentos, de acordo com as condições e termos estabelecidos no Contrato de Empréstimo ente o Prestatário e o Banco (de agora em diante denominado Contrato de Empréstimo ). Os pagamentos estarão sujeitos, sob todos os aspectos, aos termos e condições estabelecidas no citado Contrato de Empréstimo. Somente o Prestatário terá direitos decorrentes do Contrato de Empréstimo para reclamar os recursos do empréstimo. 3. Práticas Corruptas 3.1. O Banco exige que os Prestatários (incluindo os beneficiários de uma doação e o Comprador), assim como os ofertantes, contratados e consultores que

13 Seção I. Instruções aos Ofertantes I-4 participem em projetos com financiamento do Banco, mantenham o mais alto nível ético, seja durante o processo de licitação ou de execução de um contrato. As definições de ações que constituem práticas corruptas e que são descritas à continuação, são as mais comuns, porém podem não ser exaustivas. Por esta razão, o Banco atuará frente a qualquer feito similar ou reclamação que se considere corrupto, conforme o procedimento estabelecido. (a) Suborno. Consiste em oferecer, dar, receber ou solicitar indevidamente qualquer coisa de valor capaz de influir nas decisões que devam tomar funcionários públicos, ou quem atue em seu lugar, no que diz respeito ao processo de licitação ou de contratação de consultores ou durante a execução do contrato correspondente. (b) Extorsão ou Coação. Consiste no ato de ameaçar a alguém ou a membros de sua família, em sua pessoa, honra, ou bens, um mal que constitui delito, para influir nas decisões durante o processo de licitação ou de contratação de consultores ou durante a execução do contrato correspondente, mesmo o objetivo sendo alcançado ou não. (c) Fraude. Consiste na ação de tergiversar dados ou fatos com o objeto de influenciar sobre o processo de uma licitação ou de contratação de consultores ou a fase de execução do contrato, em prejuízo do Prestatário e de outros participantes. (d) Colusão. Consiste nas ações entre ofertantes destinadas à obtenção de preços de licitação a níveis artificiais, não competitivos, capazes de privar o Prestatário dos benefícios de uma concorrência livre e aberta Se for comprovado, de acordo com o procedimento administrativo do Banco, que um funcionário público, ou quem atue em seu lugar, e/ou o participante ou adjudicatário proposto em um processo de aquisição, realizado com motivo de um financiamento do Banco, tenha incorrido em práticas corruptas, o Banco: (a) Recusará qualquer proposta de adjudicação relacionada com o processo de aquisição ou contratação de que se trate; e/ou

14 Seção I. Instruções aos Ofertantes I-5 (b) Declarará a uma firma e/ou ao seu pessoal diretamente envolvido nas práticas corruptas, não elegíveis para ser adjudicatários ou ser contratados no futuro com motivo de um financiamento do Banco. O impedimento que o Banco estabeleça poderá ser temporário ou permanente; e/ou (c) Anulará, e/ou acelerará o pagamento da porção do empréstimo destinado a um contrato, quando exista evidência de que representantes do Prestatário ou de um Beneficiário do empréstimo ou doação tenham incorrido em práticas corruptas, sem que o Prestatário ou o Beneficiário tenha tomado as ações adequadas para corrigir esta situação, em um prazo razoável para o Banco e de conformidade com as garantias do processo estabelecidas na legislação do país prestatário O Ofertante deverá declarar as comissões ou gratificações que tenham sido pagas ou a serem pagas a agentes, representantes, ou comissionados relacionados com esta licitação ou com a execução do contrato. A informação proporcionada deverá incluir, no mínimo, o nome e endereço do agente, representante, ou comissionado, montante e moeda, e o propósito da comissão ou gratificação. Esta informação deverá ser incluída no Formulário de Apresentação da Oferta O Fornecedor deverá permitir ao Banco ou a quem este designe, inspecionar ou realizar auditorias dos registros contábeis e estados financeiros dos fornecedores/contratados, relacionados com a execução do contrato. 4. Ofertantes Elegíveis 4.1. Um Ofertante deverá ser uma pessoa jurídica, uma entidade governamental, sujeita aos disposto na Subcláusula 4.7 das IAO, ou qualquer combinação delas que tenham a intenção formal de estabelecer um acordo ou sujeito a qualquer acordo existente, em forma de associação em participação, consórcio ou associação (APCA). A menos que se indique de outra forma nos DDL, no caso de APCA, as partes deverão estar de acordo e solidariamente responsáveis Um Ofertante e todas as partes que o constituam, deveram ter a nacionalidade do país elegível, de acordo com a Seção V, Países Elegíveis. Para se considerar que um Ofertante possui a nacionalidade de um país elegível é necessário que se cumpram os seguintes requisitos:

15 Seção I. Instruções aos Ofertantes I-6 (a) No caso de pessoas naturais: (i) (ii) ser cidadão de um país elegível; ou haver estabelecido seu domicílio em um país elegível como residente bona fide e estar legalmente autorizado a trabalhar neste país (em outra categoria que a de funcionário internacional); ou (b) No caso de pessoas jurídicas: (i) (ii) (iii) (iv) (v) Estarem constituídas, em um país elegível e operar de acordo com as disposições legais deste país; e Que mais de 50% do capital do Ofertante seja de propriedade de uma ou mais pessoas naturais ou jurídicas de paises elegíveis, de acordo com as definições assinaladas anteriormente; e Ter a sede principal de seus negócios em um território de um país elegível; e Constituir parte integral da economia do país elegível onde está domiciliado; e Que não exista qualquer acordo prévio em virtude do qual uma parte substancial dos lucros líquidos, ou de outros benefícios tangíveis da pessoa jurídica sejam creditados ou pagos a pessoas naturais que não sejam cidadãos ou residentes bona fide dos países elegíveis, ou as pessoas jurídicas que não sejam elegíveis de acordo com os requerimentos de nacionalidade desta Cláusula Os critérios indicados na subcláusula 4.2 (a) e (b) também aplicar-se-ão a qualquer subcontratado ou fornecedor de qualquer parte do contrato resultante deste processo de licitação, incluindo os serviços conexos Um Ofertante não deverá ter conflito de interesse. O Ofertante fará prevalecer os interesses do Contratante, sem considerar trabalhos futuros e evitando conflitos com outros trabalhos ou com seus próprios interesses. Os Ofertantes não qualificarão para nenhum trabalho

16 Seção I. Instruções aos Ofertantes I-7 Os Ofertantes não qualificarão para nenhum trabalho que esteja em conflito com suas obrigações prévias ou atuais com outros clientes, ou que possam colocá-los em uma posição de não poder executá-lo em benefício dos interesses do Contratante O Ofertante que tenha conflito de interesse será desqualificado. Considerar-se-á que um Ofertante tenha conflito de interesse com uma ou mais das partes participantes neste processo de licitação, se: (a) Seus sócios, diretores e demais pessoal técnico ou profissional, ou seus subcontratados, pertencem ou tenham pertencido ao pessoal permanente ou temporário da instituição que recebe o financiamento (Mutuário, Beneficiário ou Contratante), ou da instituição que seja beneficiária dos bens na data de apresentação da solicitação de financiamento, pré-qualificação dos solicitantes para este processo licitatório, apresentação das ofertas, ou dentro dos 6 (seis) meses anteriores a estas datas; ou (b) A maioria de seu capital social pertence direta ou indiretamente aos mesmos sócios ou acionistas; ou (c) Recebem ou tenham recebido subsídios diretos de qualquer das pessoas naturais ou jurídicas mencionadas na letra (b) anterior; ou (d) Seus representantes legais são os mesmos, ou tem alguma pessoa natural ou jurídica em comum que é parte de seus diretórios ou conselhos de administração, ou quando a maioria de votos em suas assembléias ou juntas de sócios pertencem direta ou indiretamente as mesmas pessoas naturais ou jurídicas; ou (e) Mantiver uma relação, seja direta ou intermediária, que lhes permita obter informação sobre outras ofertas, ou influenciar sobre as mesmas ou sobre as decisões do Contratante, com respeito a este processo de licitação; ou (f) Apresentar mais de uma oferta para este processo de licitação. Esta regra não afeta o caso de ofertas alternativas, que sejam permitidas segundo a Cláusula 13 das IAO, e não restrinja a participação de subcontratados em mais de uma oferta, nem a participação em qualidade de ofertante e subcontratado no mesmo processo de licitação

17 Seção I. Instruções aos Ofertantes I-8 subcontratado no mesmo processo de licitação. Porém, não será permitido que um Ofertante que apresenta uma oferta com um subcontratado, participe no mesmo processo mudando os papéis entre si; ou (g) Tiver participado direta ou indiretamente em qualquer capacidade na elaboração do desenho, estudos de factibilidade, termos de referência, ou das especificações técnicas dos bens e serviços conexos objeto deste processo de licitação Serão desclassificadas as pessoas jurídicas que o Banco tenha declarado ou declare inelegíveis à data limite de apresentação de ofertas ou posteriormente, desde o inicio do processo de aquisição até a data de adjudicação do contrato, de acordo com a Cláusula 3 das IAO As entidades governamentais somente poderão ser consideradas elegíveis se puderem demonstrar que gozam de personalidade jurídica, autonomia legal e financeira, e operem em concordância com os princípios de direito privado de seus respectivos países Os Ofertantes deverão demonstrar, quando solicitado pelo Contratante e à sua satisfação, que continuam sendo elegíveis. 5. Bens e Serviços Conexos Elegíveis 5.1. Todos os bens e serviços conexos que tenham que ser fornecidos de acordo com o Contrato, e que sejam financiados pelo Banco, deverão ter sua origem em países elegíveis (ver Seção V, Países Elegíveis) Para a finalidade desta Cláusula, o termo bens inclui produtos, matérias primas, máquinas, equipamentos e plantas industriais; e serviços conexos inclui serviços, tais como: seguros, instalação, treinamento e manutenção inicial O termo país de origem significa o país no qual os bens tenham sido retirados, colhidos, cultivados, produzidos, manufaturados ou processados; ou o país no qual como efeito da manufatura, processamento ou montagem, tenha resultado em outro artigo, comercialmente reconhecido que difira substancialmente em suas características básicas de seus componentes importados A nacionalidade da firma que produza, embale, distribua

18 Seção I. Instruções aos Ofertantes I-9 ou venda os bens, não determina a origem dos mesmos Se assim for indicado nos DDL, o Ofertante deverá demonstrar que foi devidamente autorizado pelo fabricante dos bens indicados na oferta para fornecê-los no país do Comprador Os serviços conexos deverão ser fornecidos por empresas de países elegíveis. No caso de transporte de bens, estes deverão ser transportados em um navio que cumpra com, pelo menos, um dos critérios a seguir: (a) Que a bandeira do navio seja de um país elegível; (b) Que o proprietário do navio seja de país elegível; (c) Que o navio esteja registrado em país elegível; (d) Que a empresa emissora do conhecimento de carga, seja de país elegível. B. Conteúdo dos Documentos de Licitação 6. Seções dos Documentos de Licitação 6.1. Os Documentos de Licitação são formados pelas Partes 1, 2 e 3, com suas respectivas Seções a seguir indicadas. Além disto, os documentos compreendem qualquer adendo que se emita de conformidade com a Cláusula 8 das IAO. PARTE 1. Procedimentos de Licitação Seção I. Instruções aos Ofertantes (IAO) Seção II. Dados da Licitação (DDL) Seção III. Critérios de Avaliação e de Qualificação Seção IV. Formulários da Oferta Seção V. Países Elegíveis PARTE 2. Fornecimentos Requeridos Seção VI. Programa de Fornecimento PARTE 3. Contratação Seção VII. Condições Gerais do Contrato (CGC) Seção VIII. Condições Especiais do Contrato (CEC) Seção IX. Formulários do Contrato O Aviso de Licitação que emite o Comprador não faz parte dos Documentos de Licitação.

19 Seção I. Instruções aos Ofertantes I O Comprador não é responsável se os Documentos de Licitação e seus adendos não estiverem completos, quando os mesmos não forem obtidos diretamente dele É de responsabilidade do Ofertante o exame de todas as instruções, formulários, termos e especificações contidas nos Documentos de Licitação. A falta de apresentação de toda a informação ou documentação requerida nos Documentos de Licitação, poderá constituir causa de recusa da oferta. 7. Esclarecimentos sobre os Documentos de Licitação 8. Modificação dos Documentos de Licitação 7.1. Todo o Ofertante que solicitar alguma explicação sobre os Documentos de Licitação, poderá fazê-la por escrito ao Comprador, à direção indicada nos DDL. O Comprador responderá também, por escrito, às solicitações de esclarecimentos que sejam recebidas, pelo menos vinte e um (21) dias antes da data limite de apresentação de ofertas. O Comprador enviará cópia das respostas, incluindo uma descrição das consultas realizadas, sem identificar a sua fonte, a todos os Ofertantes que tenham adquirido os Documentos de Licitação diretamente do Comprador. Se como resultado dos esclarecimentos, o Comprador considerar necessário modificar os Documentos de Licitação, deverá fazê-lo seguindo o procedimento indicado na Cláusula 8 e Subcláusula 24.2, das IAO O Comprador poderá alterar os Documentos de Licitação através da emissão de adendos, em qualquer momento antes da data limite de apresentação das ofertas Os adendos que sejam emitidos farão parte dos Documentos de Licitação e deverão ser notificados, por escrito, a todos os Ofertantes que tenham adquirido os Documentos de Licitação diretamente do Comprador No caso de que se tenha emitido adendo aos Documentos de Licitação, e para dar mais tempo aos Ofertantes na preparação de suas ofertas devido a estas modificações, o Comprador poderá, à sua conveniência, prorrogar a data limite de apresentação de ofertas, de acordo com a Subcláusula 24.2 das IAO. 9. Custos da Oferta C. Preparação das Ofertas 9.1. O Ofertante custeará todos os gastos relacionados com a preparação e apresentação de sua oferta. O Comprador não será responsável, em nenhum caso, por estes custos independentemente da forma em que

20 Seção I. Instruções aos Ofertantes I-11 estes custos, independentemente da forma em que ocorra a licitação ou ao seu resultado. 10. Idioma da Oferta 11. Documentos que Compõem a Oferta A oferta preparada pelo Ofertante, assim como toda a correspondência e documentos relativos a ela, que sejam trocados entre ele e o Comprador, deverão ser redigidos no idioma indicado nos DDL. Os documentos complementares e os textos impressos que fazem parte da oferta poderão estar escritos em outro idioma, sob a condição de que as partes relevantes deste material estejam acompanhadas de uma tradução fidedigna ao idioma indicado nos DDL. Para efeitos da interpretação da oferta, prevalecerá a citada tradução A oferta deverá incluir os seguintes documentos: a) Apresentação da Oferta e Lista de Preços, de acordo com as Cláusulas 12, 14 e 25 das IAO; b) Garantia da Manutenção da Oferta, de acordo com a Cláusula 21 das IAO; c) Ofertas alternativas, quando estas sejam permitidas, de acordo com a Cláusula 13 das IAO; d) Confirmação por escrito que autorize o signatário da oferta a comprometer o Ofertante, de acordo com a Cláusula 22 das IAO; e) Evidência documentada sobre a elegibilidade do Ofertante para apresentar a oferta, de acordo com a Cláusula 16 das IAO; f) Evidência documentada de que os bens e serviços conexos que forneça o Ofertante, sejam de origem elegível, de acordo com a Cláusula 17 das IAO; g) Evidência documentada de que os bens e serviços conexos cumprem com os Documentos de Licitação, de acordo com as Cláusulas 18 e 30 das IAO; h) Evidência documentada estabelecendo que o Ofertante está qualificado para executar o Contrato no caso de que sua oferta seja aceita, de acordo com a Cláusula 19 das IAO; e i) Qualquer outro documento requerido nos DDL. 12. Formulários de Apresentação da Oferta e Lista de O Ofertante deverá apresentar o formulário de Apresentação da Oferta, incluso na Seção IV, Formulários da Oferta. O formulário deverá ser

21 Seção I. Instruções aos Ofertantes I-12 Preços preenchido sem alterações em seu formato e não serão aceitos substitutos. Todos os espaços em branco deverão ser preenchidos com a informação solicitada, que inclui: (a) o número designado a cada um dos adendos recebidos ao Documento de Licitação; (b) Breve descrição dos bens e serviços conexos oferecidos; (c) O preço total da oferta; (d) Qualquer desconto oferecido e sua metodologia de aplicação; (e) O período de validade da oferta; (f) Compromisso de apresentar uma Garantia de Execução do Contrato e o valor; (g) Declaração de nacionalidade do Ofertante; (h) Declaração de que o Ofertante, incluindo todos os seus integrantes, como tal, não estejam participando em mais de uma oferta nesta licitação, à exceção das ofertas alternativas, de acordo com a Cláusula 13 das IAO; (i) Confirmação de que o Ofertante não está declarado inelegível pelo Banco; (j) Declaração de comissões e gratificações; e (k) Assinatura autorizada O Ofertante deverá apresentar o formulário da Lista de Preços para bens e serviços conexos incluído na Seção IV, Formulários da Oferta. A Lista de Preços deverá indicar, segundo corresponda: (i) (ii) (iii) (iv) O número do item; Uma breve descrição dos bens ou serviços conexos a serem fornecidos; O país de origem e, se for aplicável, a porcentagem do conteúdo nacional; A quantidade;

22 Seção I. Instruções aos Ofertantes I-13 (v) (vi) (vii) (viii) (ix) Os preços unitários; Os direitos aduaneiros e todo o imposto pago ou a ser pago, no país do Comprador; O preço total por item; Os subtotais e totais segundo a Lista de Preços, e A assinatura autorizada 13. Ofertas Alternativas 14. Preços da Oferta e Descontos A menos que se indique o contrário nos DDL, não serão consideradas ofertas alternativas Os preços e descontos taxados pelo Ofertante na Apresentação da Oferta e na Lista de Preços, deverão ser ajustados aos requerimentos especificados a seguir Todos os itens do Programa de Fornecimento deverão ser indicados na Lista de Preços, em separado e com seu correspondente preço. Se uma Lista de Preços inclui itens sem preço, se entenderá que o preço que falta está incluso no preço de outros itens. Será considerado que os itens não inclusos na Lista de Preços, tampouco estão na oferta. Neste caso, e sempre que a Oferta se ajuste fundamentalmente aos Documentos de Licitação, será aplicado o ajuste correspondente, seguindo para isto o indicado na Subcláusula 31.3 das IAO O preço que deve ser indicado na Apresentação da Oferta, de acordo com a Subcláusula 12.1 (c), será o preço total da oferta, excluindo qualquer desconto que houvera sido proposto O Ofertante deverá indicar todo o desconto incondicional, assim como a metodologia de sua aplicação, na Apresentação da Oferta, de acordo com a Subcláusula 12.1(d) das IAO Os termos EXW, CIF, CIP e outros similares, serão regidos pelas normas indicadas na edição de Incoterms, publicada pela Câmara de Comércio Internacional, que esteja vigente à data do Aviso de Licitação, ou segundo seja especificado nos DDL Os preços propostos na Lista de Preços para bens e serviços conexos, serão desagregados, quando corresponda, segundo o indicado a seguir:

23 Seção I. Instruções aos Ofertantes I-14 (a) Para bens: (i) o preço de cada um dos itens que constituem os bens, taxados de acordo com CIP ou outro termo de Incoterms, segundo o especificado nos DDL; (ii) (vi) todos os direitos aduaneiros, impostos sobre vendas e outros impostos, pagos ou a serem pagos, e aplicáveis no país do Comprador, aos bens, ou a seus componentes e à matéria prima utilizada em sua fabricação ou embalagem, se o Ofertante resultar adjudicatário; e o preço total do item. (b) Para serviços conexos: (i) o preço de cada um dos itens que constituem os serviços conexos; (ii) (vii) Todos os direitos aduaneiros, impostos sobre vendas e outros impostos, pagos e a serem pagos, e aplicáveis no país do Comprador, aos serviços conexos, se o Ofertante resultar adjudicatário; e O preço total do item Os preços cotados pelo Ofertante permanecerão fixos durante a execução do Contrato e não estão sujeitos a nenhum tipo de variação, salvo indicação contrária nos DDL. Conforme o disposto na Cláusula 30 das IAO, as ofertas que forem apresentadas com preços ajustáveis, serão consideradas que não estão dentro dos padrões dos Documentos de Licitação e, portanto, serão recusadas. Por outro lado, se for indicado nos DDL, que os preços indicados estão sujeitos a ajustes durante a execução do Contrato, as ofertas que cotem preços fixos não serão recusadas, e se considerará que o ajuste de preços é igual a zero Se assim for indicado na Subcláusula 1.1. das IAO, os Ofertantes poderão apresentar ofertas para contratos individuais (lotes) ou para qualquer combinação de contratos (pacotes). Os Ofertantes que desejem oferecer uma redução de preço para o caso de ser adjudicado mais de um contrato deverão especificar em sua oferta as reduções de preço aplicáveis a cada pacote, ou

DOCUMENTOS PADRÃO DE LICITAÇÃO

DOCUMENTOS PADRÃO DE LICITAÇÃO BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO REPRESENTAÇÃO NO BRASIL FUNDAÇÃO PARA A CONSERVAÇÃO E A PRODUÇÃO FLORESTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO DOCUMENTOS PADRÃO DE LICITAÇÃO AQUISIÇÃO DE BENS São Paulo, SP

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DA LICITAÇÃO RECOMENDAÇÃO PARA ADJUDICAÇÃO DO CONTRATO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DA LICITAÇÃO RECOMENDAÇÃO PARA ADJUDICAÇÃO DO CONTRATO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DA LICITAÇÃO E RECOMENDAÇÃO PARA ADJUDICAÇÃO DO CONTRATO Public Disclosure Authorized Public Disclosure Authorized Public Disclosure Authorized Public Disclosure Authorized Nome

Leia mais

DOCUMENTOS DE LICITAÇÃO DATA DE EMISSÃO: 12/02/2014

DOCUMENTOS DE LICITAÇÃO DATA DE EMISSÃO: 12/02/2014 DOCUMENTOS DE LICITAÇÃO DATA DE EMISSÃO: 12/02/2014 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EM REGIME DE FÁBRICA DE SOFTWARE LICITAÇÃO PÚBLICA INTERNACIONAL Nº: 001 PROFISCORS PROJETO:

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO Data de Emissão: 04/02/2013. para

EDITAL DE LICITAÇÃO Data de Emissão: 04/02/2013. para i EDITAL DE LICITAÇÃO Data de Emissão: 04/02/2013 para Aquisição de Livros: Material didático e pedagógico, obras literárias, livros paradidáticos e publicações pedagógicas para formação de acervo bibliográfico

Leia mais

DOCUMENTOS DE LICITAÇÃO

DOCUMENTOS DE LICITAÇÃO DOCUMENTOS DE LICITAÇÃO LICITAÇÃO PÚBLICA INTERNACIONAL PARA CONTRATAÇÃO DE OBRAS CIVIS PARA CONSTRUÇÃO DA INFRAESTRUTURA DA SUBSEDE VALE DA REVOLTA DO PARQUE ESTADUAL DOS TRÊS PICOS, NO MUNICÍPIO DE TERESÓPOLIS-RJ.

Leia mais

Aquisição de Medidores Eletrônicos de Energia Elétrica Monofásicos e Polifásicos

Aquisição de Medidores Eletrônicos de Energia Elétrica Monofásicos e Polifásicos Sumário i MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRAS PROJETO ENERGIA+ PROJETO DE REABILITAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DA ELETROBRÁS D O C U M E N T O S P A R A L I C I T A Ç Ã

Leia mais

Aquisição de Bens Banco Mundial

Aquisição de Bens Banco Mundial i E D I T A L D E L I C I T A Ç Ã O Aquisição de Bens Banco Mundial E D I T A L D E L I C I T A Ç Ã O Aquisição de 01 (um) Sistema de Espectrofotometria de Absorção Atômica, 01 (um) Espectrômetro de Plasma

Leia mais

PROJETO INTEGRADO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO RIO GRANDE DO NORTE PROJETO RN SUSTENTÁVEL

PROJETO INTEGRADO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO RIO GRANDE DO NORTE PROJETO RN SUSTENTÁVEL PROJETO INTEGRADO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO RIO GRANDE DO NORTE PROJETO RN SUSTENTÁVEL LICITAÇÃO PÚBLICA INTERNACIONAL (ICB) Nº XXX EXECUÇÃO DAS OBRAS DE XXX ACORDO DE EMPRÉSTIMO N. XXX -BR BANCO

Leia mais

Aquisição de Serviços outros que não Consultoria & Guia do Usuário

Aquisição de Serviços outros que não Consultoria & Guia do Usuário Modelo de Documentos de Licitação Aquisição de Serviços outros que não Consultoria & Guia do Usuário Banco Mundial Dezembro de 2002 Revisto em abril de 2007 Revisões Abril de 2007: As Diretrizes de Licitação

Leia mais

CARTA CONVITE PARA AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS CONEXOS Nº 001/2015 PROJETO: FORMAÇÃO DA EQUIPE DE BASE DO ESPERIA

CARTA CONVITE PARA AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS CONEXOS Nº 001/2015 PROJETO: FORMAÇÃO DA EQUIPE DE BASE DO ESPERIA CARTA CONVITE PARA AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS CONEXOS Nº 001/2015 PROJETO: FORMAÇÃO DA EQUIPE DE BASE DO ESPERIA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS ESPORTIVOS, EQUIPAMENTOS E TECNOLOGIA APLICADA NA FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A REVISÃO EX-POST DOS PROCESSOS DE AQUISIÇÕES DA DOCUMENTAÇÃO COMPROBATÓRIA DAS SOLICITAÇÕES DE DESEMBOLSO

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A REVISÃO EX-POST DOS PROCESSOS DE AQUISIÇÕES DA DOCUMENTAÇÃO COMPROBATÓRIA DAS SOLICITAÇÕES DE DESEMBOLSO Banco Interamericano de Desenvolvimento TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A REVISÃO EX-POST DOS PROCESSOS DE AQUISIÇÕES DA DOCUMENTAÇÃO COMPROBATÓRIA DAS SOLICITAÇÕES DE DESEMBOLSO (Documento AF-500) Washington,

Leia mais

Condições Gerais de Compra da Air Products Brasil Ltda.

Condições Gerais de Compra da Air Products Brasil Ltda. Condições Gerais de Compra da Air Products Brasil Ltda. 1. Aplicabilidade 2. Entrega 3. Preços e pagamentos 4. Inspeção 5. Garantia 6. Cancelamento 7. Subcontratação e Cessão 8. Código de conduta 9. Saúde

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS SECRETARIA MUNICIPAL DE INFRAESTRUTURA SEMINF

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS SECRETARIA MUNICIPAL DE INFRAESTRUTURA SEMINF PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS SECRETARIA MUNICIPAL DE INFRAESTRUTURA SEMINF PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO URBANO E INCLUSÃO SOCIOAMBIENTAL DE MANAUS - PROURBIS EMPRÉSTIMO Nº 2267/OC-BR BANCO INTERAMERICANO

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA

EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA O LEILÃO DE COMPRA e os procedimentos a ele relativos serão regidos pelas disposições deste EDITAL e seus Anexos. ÍNDICE Capítulo 1 Informações

Leia mais

ACORDO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL ENTRE O JAPÃO E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

ACORDO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL ENTRE O JAPÃO E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ACORDO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL ENTRE O JAPÃO E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL O Japão e a República Federativa do Brasil, Desejosos de regular suas relações mútuas na área de Previdência Social, Acordaram

Leia mais

CONCORRÊNCIA PÚBLICA BID - 06/2014 AVISO DE LICITAÇÃO PÚBLICA NACIONAL (LPN) OBRA: REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DA GARE - PASSO FUNDO/RS

CONCORRÊNCIA PÚBLICA BID - 06/2014 AVISO DE LICITAÇÃO PÚBLICA NACIONAL (LPN) OBRA: REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DA GARE - PASSO FUNDO/RS CONCORRÊNCIA PÚBLICA BID - 06/2014 AVISO DE LICITAÇÃO PÚBLICA NACIONAL (LPN) OBRA: REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DA GARE - PASSO FUNDO/RS O PREFEITO MUNICIPAL DE PASSO FUNDO, no uso de suas atribuições, torna

Leia mais

Dia útil: significa um dia de trabalho, conforme definido pelo Provedor nas respectivas Normas suplementares.

Dia útil: significa um dia de trabalho, conforme definido pelo Provedor nas respectivas Normas suplementares. Normas do RRDRP Estas Normas estão em vigor para todos os processos de RRDRP. Os processos administrativos referentes a resolução de disputas nos termos do Procedimento de resolução de disputas de restrições

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA O presente conjunto de Condições Gerais de Venda da GLUAL HIDRÁULICA se aplica a todas as entregas e a todos os serviços. ARTIGO 1. INFORMAÇÕES GERAIS ARTIGO 2. - OFERTAS E PEDIDOS ARTIGO 3. ESTUDOS, PLANTAS

Leia mais

GUIA PARA A PREPARAÇÃO DE PEDIDOS DE DESEMBOLSO

GUIA PARA A PREPARAÇÃO DE PEDIDOS DE DESEMBOLSO Banco Interamericano de Desenvolvimento GUIA PARA A PREPARAÇÃO DE PEDIDOS DE DESEMBOLSO Empréstimos, Cooperações Técnicas e Pequenos Projetos Representação no Brasil Setor Fiduciário Rev.: Abril / 2009

Leia mais

DIÁRIO DA REPÚBLICA SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE S U M Á R I O. 1280 SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 77 6 de Novembro de 2009

DIÁRIO DA REPÚBLICA SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE S U M Á R I O. 1280 SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 77 6 de Novembro de 2009 Sexta Feira, 6 de Novembro de 2009 Número 77 1280 SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 77 6 de Novembro de 2009 SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE MINISTÉRIO DO PLANO E FINANÇAS, MINISTÉRIO DO COMÉRCIO INDÚSTRIAS

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS FINANCIADO PELA UE/PELO FED

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS FINANCIADO PELA UE/PELO FED Divulgação limitada à Entidade Adjudicante e ao autor do documento, tendo em vista proteger os dados pessoais e a vida privada, bem como a confidencialidade de informações comerciais e industriais FORMULÁRIO

Leia mais

MODELO AQUISIÇÃO DE BENS

MODELO AQUISIÇÃO DE BENS MODELO EDITAL-PADRÃO CONCORRÊNCIA PÚBLICA COM DIVULGAÇÃO NACIONAL (NCB) AQUISIÇÃO DE BENS VERSÃO REVISADA E CONSOLIDADA SOB A COORDENAÇÃO DO BANCO INTERNACIONAL DE RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO BIRD (BANCO

Leia mais

BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO REPRESENTAÇÃO NO BRASIL EDITAL DE LICITAÇÃO EDITAL LPN Nº 001/2014

BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO REPRESENTAÇÃO NO BRASIL EDITAL DE LICITAÇÃO EDITAL LPN Nº 001/2014 BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO REPRESENTAÇÃO NO BRASIL EDITAL DE LICITAÇÃO EDITAL LPN Nº 001/2014 LICITAÇÃO PÚBLICA NACIONAL (LPN) PARA EXECUÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS DEZEMBRO 2014 1 Prefácio PREFÁCIO

Leia mais

EDITAL Nº 40-8373/2006 CONCORRÊNCIA PÚBLICA COM DIVULGAÇÃO NACIONAL (NCB) PARA AQUISIÇÃO DE BENS/SERVIÇOS

EDITAL Nº 40-8373/2006 CONCORRÊNCIA PÚBLICA COM DIVULGAÇÃO NACIONAL (NCB) PARA AQUISIÇÃO DE BENS/SERVIÇOS EDITAL Nº 40-8373/2006 CONCORRÊNCIA PÚBLICA COM DIVULGAÇÃO NACIONAL (NCB) PARA AQUISIÇÃO DE BENS/SERVIÇOS Conteúdo i EDITAL-PADRÃO DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA COM DIVULGAÇÃO NACIONAL PARA AQUISIÇÕES DE BENS

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA LPN 001/2014

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA LPN 001/2014 ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA LPN 001/2014 LICITAÇÃO PÚBLICA NACIONAL (LPN) PARA AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO INTEGRADA QUE DISPONIBILIZE A EXECUÇÃO DA CAMADA DE APLICAÇÃO E O ARMAZENAMENTO E

Leia mais

Anexo 8: Arranjos de Implementação das Aquisições

Anexo 8: Arranjos de Implementação das Aquisições A. GERAL Anexo 8: Arranjos de Implementação das Aquisições Esta operação é um empréstimo de US$ 240 milhões, voltado a diversos setores. Ela contém um componente SWAP de US$ 237 milhões e um componente

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE PROPOSTAS

SOLICITAÇÃO DE PROPOSTAS SOLICITAÇÃO DE PROPOSTAS BRA/09/G31 Projeto de Transformação do Mercado de Eficiência Energética Brasil 07 de abril de 2014 1 Seção 1. Carta Convite Brasília, 07 de abril de 2014 RFP 24802/2014: Contratação

Leia mais

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

NORMAS DE PROCEDIMENTO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE ORIGEM DO ACE 36

NORMAS DE PROCEDIMENTO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE ORIGEM DO ACE 36 NORMAS DE PROCEDIMENTO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE ORIGEM DO ACE 36 BRASIL - BOLÍVIA APROVADO PELO DECRETO N os 2.240 DE 17/12/1.996 E 4.161 DE 12/03/2.002 1 Notas Explicativas 1. Declaração 1.1. A

Leia mais

A N E X O III REGRAS DE ORIGEM ARTIGO 1. Serão consideradas originárias das Partes as seguintes mercadorias:

A N E X O III REGRAS DE ORIGEM ARTIGO 1. Serão consideradas originárias das Partes as seguintes mercadorias: A N E X O III REGRAS DE ORIGEM ARTIGO 1 Serão consideradas originárias das Partes as seguintes mercadorias: a) Mercadorias inteiramente obtidas ou elaboradas inteiramente no território de uma das Partes,

Leia mais

Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento

Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento Condições Gerais aplicáveis aos convênios de empréstimo e de garantia para os empréstimos de margem fixa 1 de setembro de 1999 Índice Número do artigo

Leia mais

O Acordo de Madrid relativo ao Registro. Internacional de Marcas e o Protocolo. referente a este Acordo: Objetivos,

O Acordo de Madrid relativo ao Registro. Internacional de Marcas e o Protocolo. referente a este Acordo: Objetivos, O Acordo de Madrid relativo ao Registro Internacional de Marcas e o Protocolo referente a este Acordo: Objetivos, Principais Características, Vantagens Publicação OMPI N 418 (P) ISBN 92-805-1313-7 2 Índice

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015

EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015 EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015 LEILÃO PÚBLICO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BTG PACTUAL COMERCIALIZADORA DE ENERGIA LTDA., pessoa jurídica de direito privado, com sede na Avenida Brigadeiro Faria Lima, n.º

Leia mais

PROGRAMA INTEGRADO DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE DE FORTALEZA

PROGRAMA INTEGRADO DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE DE FORTALEZA PROGRAMA INTEGRADO DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE DE FORTALEZA PARCIALMENTE FINANCIADO PELO BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO - BID CONTRATO 2207/OC-BR LICITAÇÃO PÚBLICA NACIONAL (LPN) Nº 01/2013

Leia mais

Guia da Quarta Rodada de Licitações

Guia da Quarta Rodada de Licitações Guia da Quarta Rodada de Licitações Esse Guia tem como o objetivo, informar e esclarecer possíveis dúvidas em relação a documentos que deverão ser apresentados e valores das Taxas de Participação do processo

Leia mais

L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras e outros serviços, N.º 4/2014 Menor preço POR ITEM

L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras e outros serviços, N.º 4/2014 Menor preço POR ITEM Serviço Autônomo Municipal de Saneamento Básico SAMAE Travessa Theodoro Junctum, 124 - Bairro Centro RIO NEGRINHO - SC - Santa Catarina 85.908.309/0001-37 89.295-000 L I C I T A Ç Ã O: Convite: Compras

Leia mais

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA VULCABRAS AZALEIA S. A. DE 31 DE JANEIRO DE 2011. O

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL EDITAL DE LICITAÇÃO nº 002/2012 TOMADA DE PREÇOS PARA PRESTADORES DE SERVIÇOS E PRESTAÇÕES DE CONTAS NA GESTÃO DE PROJETOS A CBHb, de acordo com a Lei 10.264 de 16 de julho de 2001 Lei Agnelo/Piva, regulamentada

Leia mais

GABINETE DO Primeiro-ministro INSTITUTO DE INOVAÇÃO E CONHECIMENTO

GABINETE DO Primeiro-ministro INSTITUTO DE INOVAÇÃO E CONHECIMENTO REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE S.TOMÉ E PRÍNCIPE GABINETE DO Primeiro-ministro (Unidade Disciplina Trabalho) INSTITUTO DE INOVAÇÃO E CONHECIMENTO (Conhecimento, Tecnologia e Inovação) DOCUMENTO DE LICITAÇÃO

Leia mais

Circ.Demap/Dilic-571/2013 Brasília, 4 de dezembro de 2013 Pt. 1301581740

Circ.Demap/Dilic-571/2013 Brasília, 4 de dezembro de 2013 Pt. 1301581740 1 Circ.Demap/Dilic-571/2013 Brasília, 4 de dezembro de 2013 Pt. 1301581740 Às Licitantes da Concorrência Internacional Demap nº 133/2013 Prezados Senhores: Referimo-nos ao Edital da Concorrência Internacional

Leia mais

DOCUMENTO PARA AUDITORIAS EXTERNAS DE PROJETOS FINANCIADOS PELO BID SOLICITAÇÃO PADRÃO DE PROPOSTAS SELEÇÃO DE AUDITORES EXTERNOS DE PROJETOS

DOCUMENTO PARA AUDITORIAS EXTERNAS DE PROJETOS FINANCIADOS PELO BID SOLICITAÇÃO PADRÃO DE PROPOSTAS SELEÇÃO DE AUDITORES EXTERNOS DE PROJETOS Banco Interamericano de Desenvolvimento DOCUMENTO PARA AUDITORIAS EXTERNAS DE PROJETOS FINANCIADOS PELO BID SOLICITAÇÃO PADRÃO DE PROPOSTAS SELEÇÃO DE AUDITORES EXTERNOS DE PROJETOS (Documento AF-200)

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO Brasília, 10 de Janeiro de 2013. Prezadas Senhoras, Prezados Senhores, A ONU Mulheres Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres solicita

Leia mais

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO PNUD BRASIL

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO PNUD BRASIL PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO PNUD BRASIL LICITAÇÃO PÚBLICA INTERNACIONAL nº 80000/2013 ACORDO DE LONGO PRAZO (LTA) PARA O FORNECIMENTO DE SERVIÇOS (ALUGUEL DE CONTAINER PRA PROJETOS

Leia mais

10. Convenção Relativa à Competência das Autoridades e à Lei Aplicável em Matéria de Protecção de Menores

10. Convenção Relativa à Competência das Autoridades e à Lei Aplicável em Matéria de Protecção de Menores 10. Convenção Relativa à Competência das Autoridades e à Lei Aplicável em Matéria de Protecção de Menores Os Estados signatários da presente Convenção, Desejando estabelecer disposições comuns relativas

Leia mais

EMBAIXADA DA REPÚBLICA ARGENTINA NA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

EMBAIXADA DA REPÚBLICA ARGENTINA NA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL EDITAL DE BASES E CONDIÇÕES PROCEDIMENTO DE SELEÇÃO TIPO: Contratação Direta por Trâmite Simplificado Nº 8 / Exercício: 2015 CLASSE: Sem classe MODALIDADE: Sem modalidade PROCESSO: Nº 40/2015 Objetivo

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO ANEXO 2 MODELOS DE CARTAS E DECLARAÇÕES Modelo de Pedido de Esclarecimentos Ref.: Concorrência Pública nº [ ]/2011 Pedido de Esclarecimentos, [qualificação], por seu(s) representante(s) legal(is), apresenta

Leia mais

Contrato para Compra de Investimento No. [referência da SOCIEDADE]

Contrato para Compra de Investimento No. [referência da SOCIEDADE] Contrato para Compra de Investimento No. [referência da SOCIEDADE] Entre [ ].. representada pelas pessoas devidamente autorizadas nomeadas na página de assinatura do presente CONTRATO, doravante denominada

Leia mais

EMBAJADA DE LA REPÚBLICA ARGENTINA EN LA REPÚBLICA FEDERATIVA DEL BRASIL

EMBAJADA DE LA REPÚBLICA ARGENTINA EN LA REPÚBLICA FEDERATIVA DEL BRASIL PROCEDIMENTO DE SELEÇÃO BASES E CONDIÇÕES PARTICULARES TIPO: Contratação Direta por Trâmite Simplificado Nº 3/2015 Exércicio: 2015 CLASSE: Sem classe MODALIDADE: Ordem de Compra Aberta PROCESSO Nº 4/2015

Leia mais

Condições Gerais de Uso Cartão Rendimento Visa TravelMoney

Condições Gerais de Uso Cartão Rendimento Visa TravelMoney Condições Gerais de Uso Cartão Rendimento Visa TravelMoney BANCO RENDIMENTO S/A, com sede na Av. Brigadeiro Faria Lima, 2.092, 19ºandar, São Paulo, Capital, inscrito no C.N.P.J. sob no. 68.900.810/0001-38,

Leia mais

CONCORRÊNCIA PÚBLICA BID - 07/2014 AVISO DE LICITAÇÃO PÚBLICA NACIONAL (LPN) OBRA: REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DA GARE - PASSO FUNDO/RS

CONCORRÊNCIA PÚBLICA BID - 07/2014 AVISO DE LICITAÇÃO PÚBLICA NACIONAL (LPN) OBRA: REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DA GARE - PASSO FUNDO/RS CONCORRÊNCIA PÚBLICA BID - 07/2014 AVISO DE LICITAÇÃO PÚBLICA NACIONAL (LPN) OBRA: REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DA GARE - PASSO FUNDO/RS O PREFEITO MUNICIPAL DE PASSO FUNDO, no uso de suas atribuições, torna

Leia mais

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Física CONTRATO DE ASSINANTE A1

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Física CONTRATO DE ASSINANTE A1 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL que entre si fazem, de um lado, como contratada a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Empresa Pública de Direito Privado, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

POLÍTICA DO BANCO SOBRE A AUDITORIA DE PROJETOS E ENTIDADES. (Documento AF-100) Washington, DC. Consultas: (202) 623-1617 y 2235 dev-fmr@iadb.

POLÍTICA DO BANCO SOBRE A AUDITORIA DE PROJETOS E ENTIDADES. (Documento AF-100) Washington, DC. Consultas: (202) 623-1617 y 2235 dev-fmr@iadb. Banco Interamericano de Desenvolvimento POLÍTICA DO BANCO SOBRE A AUDITORIA DE PROJETOS E ENTIDADES (Documento AF-100) Washington, DC. Consultas: (202) 623-1617 y 2235 dev-fmr@iadb.org 1 Í N D I C E Página

Leia mais

MODELO EDITAL-PADRÃO CONCORRÊNCIA PÚBLICA COM DIVULGAÇÃO NACIONAL (NCB) PARA CONTRATAÇÃO OBRAS CIVIS

MODELO EDITAL-PADRÃO CONCORRÊNCIA PÚBLICA COM DIVULGAÇÃO NACIONAL (NCB) PARA CONTRATAÇÃO OBRAS CIVIS MODELO EDITAL-PADRÃO CONCORRÊNCIA PÚBLICA COM DIVULGAÇÃO NACIONAL (NCB) PARA CONTRATAÇÃO DE OBRAS CIVIS VERSÃO REVISADA E CONSOLIDADA SOB A COORDENAÇÃO DO BANCO INTERNACIONAL DE RECONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Convite nº 081/2007 Fls.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Convite nº 081/2007 Fls. Convite nº 081/2007 Fls. 1 CARTA CONVITE Processo nº 11784/05 Convite nº 081/2007 Entrega Envelopes até o dia: 15 de junho de 2007, às 14h00. Abertura Envelopes dia: 15 de junho de 2007, às 14h30. A COMISSÃO

Leia mais

NORMAS DE PROCEDIMENTO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE ORIGEM ACE 59 MERCOSUL E PAÍSES MEMBROS DA CAN (COLOMBIA EQUADOR VENEZUELA)

NORMAS DE PROCEDIMENTO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE ORIGEM ACE 59 MERCOSUL E PAÍSES MEMBROS DA CAN (COLOMBIA EQUADOR VENEZUELA) NORMAS DE PROCEDIMENTO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE ORIGEM ACE 59 MERCOSUL E PAÍSES MEMBROS DA CAN (COLOMBIA EQUADOR VENEZUELA) APROVADO PELO DECRETO Nº 5.361 DE 31/01/2.005 Notas Explicativas 1. Declaração

Leia mais

2. ADESÃO AO PROGRAMA 2.1. A adesão pelos CLIENTES ao PROGRAMA será automática quando do desbloqueio dos CARTÕES.

2. ADESÃO AO PROGRAMA 2.1. A adesão pelos CLIENTES ao PROGRAMA será automática quando do desbloqueio dos CARTÕES. REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BENEFÍCIOS PAN+ 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. Este Regulamento estabelece as regras de participação dos clientes pessoa física Titulares e Adicionais ("CLIENTES" ou "CLIENTE")

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-14

EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-14 EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-14 A BRASIL COMERCIALIZADORA DE ENERGIAS S/A (COMPRADORA), com sede na Rua Helena, 260, conjunto 72, CEP 04552-050, Bairro Vila Olímpia, Cidade de

Leia mais

CONCORRÊNCIA PÚBLICA COM DIVULGAÇÃO NACIONAL (NCB) CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM SERVIÇOS DE AGENCIAMENTO DE VIAGENS.

CONCORRÊNCIA PÚBLICA COM DIVULGAÇÃO NACIONAL (NCB) CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM SERVIÇOS DE AGENCIAMENTO DE VIAGENS. GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS CONCORRÊNCIA PÚBLICA COM DIVULGAÇÃO NACIONAL (NCB) NCB 003/2014 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM SERVIÇOS DE AGENCIAMENTO DE VIAGENS. Maio/201 GOVERNO DO ESTADO DO

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 3.931, DE 19 DE SETEMBRO DE 2001. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21

Leia mais

22100022.12.362.014.21747.0700000.33903000.51.0.30-4955

22100022.12.362.014.21747.0700000.33903000.51.0.30-4955 Convite N.º 003/2015 Natureza da Despesa Funcional Programática Data da Emissão 15 de Junho de 2015 Data da Licitação 22 de Junho de 2015 Horário da Licitação 08:00h Tipo de Licitação Aquisição de Material

Leia mais

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Jurídica CONTRATO DE ASSINANTE A1

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Jurídica CONTRATO DE ASSINANTE A1 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL que entre si fazem, de um lado, como contratada a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Empresa Pública de Direito Privado, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL PROCESSO Nº 01550.000345/2009-46. PREGÃO Nº 26/2009. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 1/2010. A FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA, pessoa jurídica de direito público vinculada a Ministério da Cultura, com sede

Leia mais

Sipaf; IX - Proponente: pessoa física ou jurídica que solicita a permissão de uso do Sipaf.

Sipaf; IX - Proponente: pessoa física ou jurídica que solicita a permissão de uso do Sipaf. PORTARIA Nº 7, DE 13 DE JANEIRO DE 2012 Institui o selo de identificação da participação da agricultura familiar e dispõe sobre os critérios e procedimentos relativos à permissão, manutenção, cancelamento

Leia mais

Região Metropolitana de Campinas

Região Metropolitana de Campinas MA-GRC-001 Versão: 01 Vigência: 2015 Página: 1 / 11 Região Metropolitana de Campinas 1 MA-GRC-001 Versão: 01 Vigência: 2015 Página: 2 / 11 ÍNDICE 1. Objetivo... 3 2. Direito de obtenção e utilização...

Leia mais

REGULAMENTO Promoção TÉCNICO PREMIADO Dados da Promotora: Via Varejo S.A. CNPJ: 33.041.260/0652-90 Rua João Pessoa, 83 São Caetano do Sul - SP

REGULAMENTO Promoção TÉCNICO PREMIADO Dados da Promotora: Via Varejo S.A. CNPJ: 33.041.260/0652-90 Rua João Pessoa, 83 São Caetano do Sul - SP REGULAMENTO Promoção TÉCNICO PREMIADO Dados da Promotora: Via Varejo S.A. CNPJ: 33.041.260/0652-90 Rua João Pessoa, 83 São Caetano do Sul - SP A Via Varejo S/A.,é subscritora dos Títulos de Capitalização

Leia mais

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO PNUD BRASIL

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO PNUD BRASIL PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO PNUD BRASIL LICITAÇÃO PÚBLICA INTERNACIONAL nº 80014/2014 (Locação de Sistemas Baseados em Estruturas de Alumínio Componíveis para Montagem de Cenário

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 GABINETE DO GOVERNADOR D E C R E T O Nº 1.093, DE 29 DE JUNHO DE 2004 Institui, no âmbito da Administração Pública Estadual, o Sistema de Registro de Preços

Leia mais

Licitação Pública Nacional EDITAL NCB 001/2009

Licitação Pública Nacional EDITAL NCB 001/2009 Modelo: Edital Padrão OBRAS CIVIS Concorrência Pública Nacional i PROJETO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL DO ESTADO DO AMAZONAS PARA O PROGRAMA ZONA FRANCA VERDE- PRODERAM Licitação Pública Nacional EDITAL

Leia mais

REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA SITA SOCIEDADE CORRETORA DE CÂMBIO E VALORES MOBILIÁRIOS S/A

REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA SITA SOCIEDADE CORRETORA DE CÂMBIO E VALORES MOBILIÁRIOS S/A REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA SOCIEDADE CORRETORA DE CÂMBIO E VALORES MOBILIÁRIOS S/A Esta Sociedade Corretora, em atenção ao disposto no art. 6º da Instrução nº 387/03 da CVM, define através deste

Leia mais

ERRATA II - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

ERRATA II - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ERRATA II - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1. INTRODUÇÃO Este documento contém a descrição dos procedimentos e critérios a serem adotados para avaliação, julgamento e classificação das propostas das licitantes

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS EDITAL Nº 008/2015

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS EDITAL Nº 008/2015 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS EDITAL Nº 008/2015 CONVÊNIO Nº: 812779/2014 SDH/PR PROCESSO LICITATÓRIO Nº: 012/2015 TIPO: Cotação prévia de preços / Menor preço OBJETO: Contratação de Seguro contra Acidentes

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00 FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO DAYCOVAL RENDA ITAPLAN CNPJ/MF N.º 10.456.810/0001-00 ATA DE ASSEMBLEIA GERAL DE COTISTAS REALIZADA EM 04 DE MAIO DE 2012 I. Data, Hora e Local da Reunião: Aos 03 de maio,

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO

ACORDO DE COOPERAÇÃO ACORDO DE COOPERAÇÃO DEFINE O ACORDO DE COOPERAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL E O CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESPIRITO SANTO - CREA/ES, PARA CONCESSÃO

Leia mais

Regulamento geral para a certificação dos Sistemas de Gestão

Regulamento geral para a certificação dos Sistemas de Gestão Regulamento geral para a certificação dos Sistemas de Gestão Em vigor a partir de 01/04/2016 RINA Via Corsica 12 16128 Genova - Itália tel. +39 010 53851 fax +39 010 5351000 website : www.rina.org Normas

Leia mais

EDITAL PADRÃO DE LICITAÇÕES LICITAÇÃO DE OBRAS

EDITAL PADRÃO DE LICITAÇÕES LICITAÇÃO DE OBRAS EDITAL PADRÃO DE LICITAÇÕES LICITAÇÃO DE OBRAS Pequenos Contratos The World Bank Washington, D.C. (Janeiro de 1995) Índice Prefácio, v Seção 4. Dados de Contrato Como Usar este Livro, vi Edital de Convocação,

Leia mais

SUSE LINUX Enterprise Server (SLES) 10 Contrato de Licença de Software da Novell

SUSE LINUX Enterprise Server (SLES) 10 Contrato de Licença de Software da Novell SUSE LINUX Enterprise Server (SLES) 10 Contrato de Licença de Software da Novell LEIA ESTE CONTRATO COM ATENÇÃO. AO INSTALAR OU DE QUALQUER OUTRA FORMA UTILIZAR O SOFTWARE (INCLUINDO SEUS COMPONENTES),

Leia mais

MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, DO COMÉRCIO E DO TURISMO INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL P R E S I D Ê N C I A

MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, DO COMÉRCIO E DO TURISMO INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL P R E S I D Ê N C I A Ato Normativo 128/97 05/03/1997 ATO NORMATIVO Nº 128 MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, DO COMÉRCIO E DO TURISMO INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL P R E S I D Ê N C I A Assunto: Dispõe sobre aplicação

Leia mais

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS DA CEG 1.º PARTES a) CEG: COMPANHIA DISTRIBUIDORA DE

Leia mais

REPÚBLICA DA NAMÍBIA. Lei de Investimentos Estrangeiros

REPÚBLICA DA NAMÍBIA. Lei de Investimentos Estrangeiros REPÚBLICA DA NAMÍBIA Lei de Investimentos Estrangeiros Promulgada em 7 de julho de 1992 e com emenda pela Lei 24 de 1993, Emenda da Lei de Investimentos Estrangeiros de 1993 LEI Para a disposição ao fomento

Leia mais

DOCUMENTO PARA AUDITORIAS EXTERNAS DE PROJETOS FINANCIADOS PELO BID

DOCUMENTO PARA AUDITORIAS EXTERNAS DE PROJETOS FINANCIADOS PELO BID DOCUMENTO PARA AUDITORIAS EXTERNAS DE PROJETOS FINANCIADOS PELO BID SOLICITAÇÃO DE PROPOSTAS SELEÇÃO DE AUDITORES EXTERNOS DE PROJETOS Í N D I C E Página PREFÁCIO... 1 SEÇÃO I CARTA CONVITE... 5 SEÇÃO

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CFC Nº. 1.220/09 Aprova a NBC TA 510 Trabalhos Iniciais Saldos Iniciais. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO o processo de

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. pela. EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A. -EMBRATEL uma subsidiária da EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A.

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. pela. EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A. -EMBRATEL uma subsidiária da EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A. Anexo [ ] Oferta de Compra em Dinheiro de todas e quaisquer Ações Preferenciais (inclusive as Ações Preferenciais representadas por American Depositary Shares) ao preço de R$ 23,00 por Ação Preferencial

Leia mais

Termos e Condições Gerais de Venda SCHNEIDER OPTICAL MACHINES DO BRASIL LTDA. (doravante designada SCHNEIDER )

Termos e Condições Gerais de Venda SCHNEIDER OPTICAL MACHINES DO BRASIL LTDA. (doravante designada SCHNEIDER ) Termos e Condições Gerais de Venda de SCHNEIDER OPTICAL MACHINES DO BRASIL LTDA. (doravante designada SCHNEIDER ) Termos e Condições Gerais de Venda.docRJ#386656_v1 1/12 1. Disposições Gerais Aplicabilidade

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 1 DA CONVOCAÇÃO

TERMO DE REFERÊNCIA 1 DA CONVOCAÇÃO COTAÇÃO PRÉVIA N 0102/2015 PROCESSO N : 003002/2015 CV 004/2015-IDESQ-SPD TIPO DA LICITAÇÃO: Menor Preço ( Maior Desconto sobre a taxa de administração da contratada) DATA DA REALIZAÇÃO: 05/11/2015 Das

Leia mais

Broward County Public Schools Educação de Estudantes Excepcionais Programa para Superdotados (Exceptional Student Education - Gifted Program)

Broward County Public Schools Educação de Estudantes Excepcionais Programa para Superdotados (Exceptional Student Education - Gifted Program) Salvaguardas Processuais para Estudantes Excepcionais que São Superdotados 6A-6.03313 Salvaguardas Processuais para Estudantes Excepcionais que São Superdotados. Informar os pais sobre os seus direitos

Leia mais

COMPANHIA DE GAS DO CEARA COTAÇÃO DE PREÇOS Nº 20150378 DECRETO Nº 28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006

COMPANHIA DE GAS DO CEARA COTAÇÃO DE PREÇOS Nº 20150378 DECRETO Nº 28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 COMPANHIA DE GAS DO CEARA COTAÇÃO DE PREÇOS Nº 20150378 DECRETO Nº 28.397, DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS

REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS 1. DISPOSIÇÕES GERAIS a) Este Regulamento faz parte integrante do Contrato de Cartão de Crédito ( Contrato ) e regula as condições aplicáveis ao Programa

Leia mais

ANEXO III PREGÃO PRESENCIAL SESC/MA Nº 15/0019-PG MINUTA DO CONTRATO

ANEXO III PREGÃO PRESENCIAL SESC/MA Nº 15/0019-PG MINUTA DO CONTRATO ANEXO III PREGÃO PRESENCIAL SESC/MA Nº 15/0019-PG MINUTA DO CONTRATO Instrumento Particular de Contrato referente ao PREGÃO PRESENCIAL SESC/MA Nº 15/0019-PG, que entre si fazem o Serviço Social do Comércio

Leia mais

ANEXO 10 TDR AUDITORES

ANEXO 10 TDR AUDITORES ANEXO 10 TDR AUDITORES PROJETO DE SUSTENTABILIDADE HÍDRICA DE PERNAMBUCO PSHPE (N. DO EMPRÉSTIMO) TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA PARA AUDITORIA DO XX ANO DO PROJETO DE

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A AUDITORIA EXTERNA DE PROJETOS FINANCIADOS PELO BID. (Documento AF-400)

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A AUDITORIA EXTERNA DE PROJETOS FINANCIADOS PELO BID. (Documento AF-400) Banco Interamericano de Desenvolvimento TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A AUDITORIA EXTERNA DE PROJETOS FINANCIADOS PELO BID (Documento AF-400) Washington, DC. Consultas: (202) 623-1617 y 2235 dev-fmr@iadb.org

Leia mais

DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009

DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009 DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO ORIGEM DA TOMADA DE PREÇOS: EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009 - PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2009.40.38.00182

Leia mais

ANEXO II À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA S.A. REALIZADA EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009

ANEXO II À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA S.A. REALIZADA EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009 ANEXO II À ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA S.A. REALIZADA EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009 POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA JULIO SIMÕES LOGÍSTICA

Leia mais

Seleção de Consultores

Seleção de Consultores MODELO-PADRÃO DE SOLICITAÇÃO DE PROPOSTAS Seleção de Consultores Banco Mundial Washington, D.C. Maio de 2004 Este Modelo-Padrão de Solicitação de Propostas aplica-se aos serviços de consultoria financiados

Leia mais

CONVITE 25/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas

CONVITE 25/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas CONVITE 25/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LINGUISTICOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LINGUISTICOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LINGUISTICOS Assinam o presente contrato, as partes: Prestador de Serviço: Laerte José da Silva, doravante TRADUTOR, residente à Rua Maria Cândida de Jesus, 485/402, Belo

Leia mais

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL EDITAL DE SELEÇÃO E FINANCIAMENTO DE PROJETOS ESCOTEIROS -1/2013 A União dos Escoteiros do Brasil torna público o Edital para seleção e financiamento de projetos escoteiros,

Leia mais

Regulamento Prêmio Top de Arquitetura e Decoração 2011

Regulamento Prêmio Top de Arquitetura e Decoração 2011 Regulamento Prêmio Top de Arquitetura e Decoração 2011 Do concurso 1) O concurso Prêmio Top de Arquitetura e Decoração, promovido pela C&C Casa e Construção Ltda., com sede na Av. Miguel Stéfano, 2.394

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_02-15

EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_02-15 EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_02-15 A BRASIL COMERCIALIZADORA DE ENERGIAS LTDA (VENDEDORA), com sede na Rua Helena, 260, conjunto 72, CEP 04552-050, Bairro Vila Olímpia, Cidade de São

Leia mais

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal:

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal: TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: CEP: Telefone: Representante legal: RG: CPF: 1. Por este termo, o associado

Leia mais

PROGRAMA EMPRESA CIDADÃ. São utilizadas, as abreviaturas abaixo, com os seguintes significados:

PROGRAMA EMPRESA CIDADÃ. São utilizadas, as abreviaturas abaixo, com os seguintes significados: PROGRAMA EMPRESA CIDADÃ Fica instituído pela ABTRF Associação Brasileira da The Rotary Foundation, o Programa Empresa Cidadã, objeto da presente NORMA, que se regulará pelas definições e instruções a seguir

Leia mais