ESTUDO DE TEXTO DIFÍCIL (MODELO) Por Claiton André Kunz 1 PEDRO 3: Oração. 2. Texto. VERSÃO TEXTO - 1 Pedro Bíblia Viva.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTUDO DE TEXTO DIFÍCIL (MODELO) Por Claiton André Kunz 1 PEDRO 3:19-20. 1. Oração. 2. Texto. VERSÃO TEXTO - 1 Pedro 3.19-20. Bíblia Viva."

Transcrição

1 ESTUDO DE TEXTO DIFÍCIL (MODELO) Por Claiton André Kunz 1. Oração 1 PEDRO 3:19-20 Obrigado Senhor Deus, pela Tua Palavra, que é viva e eficaz, e que opera em nossas vidas. Muitas vezes não compreendemos tudo o que nela está escrito, mas certamente Tu revelas aquilo que precisamos compreender. Dás-nos o entendimento necessário para compreendermos aquilo que Tu queres. No nome de Jesus, Amém. 2. Texto VERSÃO TEXTO - 1 Pedro Bíblia Viva Jerusalém Almeida NVI...e foi no Espírito que Ele visitou os espíritos em prisão, e pregou a eles os espíritos daqueles que, muito tempo atrás, nos dias de Noé, tinham-se recusado a ouvir a Deus, embora Ele esperasse por eles com toda paciência enquanto que Noé estava construindo a arca. Entretanto, apenas oito pessoas foram salvas de afogar-se naquele terrível dilúvio....no qual foi também pregar aos espíritos em prisão, a saber os que foram incrédulos outrora, nos dias de Noé, quando Deus, em sua longanimidade, contemporizava com eles, enquanto Noé construía a arca, na qual poucas pessoas, isto é, oito, foram salvas por meio da água....no qual também foi e pregou aos espíritos em prisão, os quais noutro tempo foram desobedientes quando a longanimidade de Deus aguardava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca, na qual poucos, a saber, oito pessoas, foram salvos, através da água. No qual também foi e pregou aos espíritos em prisão que há muito tempo haviam desobedecido, quando Deus esperava pacientemente nos dias de Noé, enquanto a arca era construída. Nela apenas algumas pessoas, a saber, oito, foram salvas por meio da água.

2 3. Descrição do Problema: O que significa pregar aos espíritos em prisão? Quem são estes espíritos em prisão? 4. Soluções Possíveis na Bíblia: Para entendermos esta passagem precisamos ver primeiro o contexto em que este versículo esta inserido. Na tradução NVI, a seção começa com o título Sofrendo por fazer o bem. O versículo 17 confirma isto, quando lemos: Se for esta a vontade de Deus, é melhor sofrer por fazer o bem do que por fazer o mal. Assim precisamos entender que o objetivo de Pedro nesta seção é mostrar que o sofrimento não precisa significar derrota ou reprovação divina. Na morte e na exaltação de Jesus, na salvação de Noé do Dilúvio, assim como na importância do batismo, há uma esperança certa de vitória. Não foi encontrada nenhuma passagem correlata, que também fale sobre este assunto de pregar aos espíritos em prisão. Assim este texto é de difícil compreensão. Do grego podemos extrair algumas considerações: no qual. O pronome relativo pode se referir à palavra espírito ou ao estado ou circunstâncias, isto é, em cujo estado, ou sob tais circunstâncias. 1 = aoristo indicativo ativo de = pregar, proclamar. 2 Quanto ao termo pregar ou proclamar, não podemos entendê-lo como sendo pregação do evangelho com vistas a conversão destes espíritos, pois isto é totalmente contrário a teologia bíblica, como por exemplo: Hebreus 9.27 E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo, ou seja, nada mais pode ser feito após a morte; ou então, a partir da parábola do Rico e Lázaro. 1 RIENECKER, F. & ROGER, C. Chave Lingüística do NT Grego. p Ibidem, Idem.

3 Precisa-se recorrer, portanto, ao termo pregar no sentido de proclamar, anunciar. Assim, tendo em vista o objetivo de Pedro em sua seção sobre o sofrimento, de que há uma esperança certa de vitória, pode-se considerar que o termo proclamar denote o anúncio que Cristo faz da sua vitória sobre a Morte. 5. Tentativa de Conclusão: Pode-se considerar até aqui que a pregação que Jesus faz aos espíritos em prisão, não se refere a evangelização, ou seja, pregar com vistas ao arrependimento, mas simplesmente um anúncio de sua vitória sobre a morte. 6. Comentários Bíblicos: Para A. B. Rudd, em seu livro Las Epístolas Generales, Estes versículos apresentam uma das passagens mais difíceis de interpretação do Novo Testamento. Alguns dos mais eruditos estudantes bíblicos admitem sem medo que não sabem o que quer dizer o apóstolo aqui; entretanto outros, diferindo em suas interpretações, apresentam dogmaticamente suas opiniões quanto a idéia do apóstolo. Sem confundir o leitor com as várias interpretações que se tem dado a passagem, basta apresentar a que parece a mais acertada, por estar mais de acordo com os ensinos gerais das Escrituras, e também, por estar em conformidade com a construção gramatical do original: Cristo, na pessoa de um de seus servos da antigüidade, provavelmente Noé, proclamava aos incrédulos daqueles tempos, cujos espíritos estão agora (no tempo em que Pedro escreve) encarcerados por causa de sua desobediência; havendo-se efetuado dita proclamação durante os 120 anos em que se estava construindo a arca, tempo em que Deus esperava com paciência o resultado do chamamento ao arrependimento. [...] Até o tempo da Reforma séc. XVI a interpretação geral foi que Cristo, durante o tempo que seu corpo esteve no sepulcro, ou seja, desde a sua morte até a ressurreição, foi ao lugar dos espíritos encarcerados, a fim de dar-lhes outra oportunidade de aceitar a mensagem de salvação. Tal é o ponto do chamado Credo dos Apóstolos:...que desceu ao inferno... etc. Porém desde a Reforma, esta interpretação tem perdido partidários. É certo que, a primeira vista, a afirmação se presta a esta interpretação; porém, olhando abaixo de sua superfície, se vê que tal interpretação está em oposição aos ensinos gerais das Escrituras com respeito ao assunto referente a Segunda

4 Chance depois da morte (Veja-se Lc 16:23-31; Hb 9:27). [...] O Dr. Nathaniel Marshman Williams, diz o seguinte a respeito destes versículos: Traduza-se o resto deste versículo e a primeira parte do 20: «Ele foi e pregou aos espíritos encarcerados quando anteriormente foram desobedientes». Aqueles que ouviram a pregação, a ouviram quando estavam vivendo na desobediência. Eles rejeitaram a pregação, se perderam (v.20b; 2 Pe 2:5), e agora, escreve Pedro, estão no cárcere, separados do corpo e, portanto, representados como espíritos. Outra consideração que milita contra a interpretação da descida de Cristo ao inferno, etc., é a seguinte: Se Ele o fez assim, por que favoreceria aos que, na história bíblica, sobrepujaram a todos os de qualquer outra época em sua maldade? A descrição desta maldade que consta em Gn 6:5-7, é quase sem igual na história da raça humana. Ainda supondo que Cristo haja descido ao inferno, é inconcebível que houvera manifestado tanta parcialidade aos espíritos dos homens mais corrompidos que jamais haviam vivido sobre a terra. 3 Shedd, em seu livro Nos Passos de Jesus, no qual comenta esta epístola, observa que, Antes de sua ressurreição (durante o intervalo entre a morte e o momento em que foi vivificado), ou depois, em seu corpo ressurreto, ele desceu à prisão dos espíritos (tartarus, 2 Pe 2.4; Jd 6) para anunciar sua vitória sobre a morte e o julgamento que foi autorizado a pronunciar sobre eles. Tais espíritos aprisionados não eram totalmente humanos, mas provavelmente anjos que pecaram (Gn 6.1-7; outros textos referem-se aos anjos como «espíritos», 1 Rs 22.21; Lc 10.20; Hb 1.14). Possuindo corpos humanos, eles coabitaram com mulheres e produziram a geração pré-diluviana (nephilim). Não devemos pensar que a «pregação» (Ekeruyxen, «anunciar», «proclamar») se refere ao evangelho proclamado com a intenção de que os «espíritos» cressem e fossem salvos. O Novo Testamento afirma que os poderosos seres espirituais inimigos, chamados de principados e potestades, não entendiam a importância da morte de Cristo. Se tivessem compreendido, jamais teriam crucificado o Senhor da Glória (1 Co 2.8; Cl 2.15). Contudo é importantíssimo que esses poderes elementares conheçam que Jesus Cristo é vitorioso e juiz (1 Co ; Ef 1.21; 2.7; 3.10). 4 W. W. Welch, faz o seguinte comentário sobre este versículo:...pregou aos espíritos em prisão. Isto não significa que Cristo pregou o evangelho àqueles que viveram e morreram 3 RUDD, A. B. Las Epístolas Generales. pp SHEDD, R. P. Nos Passos de Jesus. pp

5 antes, dando-lhes assim uma segunda oportunidade de salvação. Foi uma proclamação de Sua vitória sobre o inimigo que tinha planos de frustrar o plano divino da salvação desde o princípio. Foi também uma proclamação de Sua vitória sobre a morte e a sepultura, de modo que agora Ele tinha suas chaves na mão. Esses espíritos em prisão parece referir-se aos seres humanos desobedientes de toda a história da humanidade, e especificamente aos que precederam o período de Noé, fazendo referência particular a essa gente por causa da intensidade de sua maldade e medida revoltante da sua desobediência. Noé sofreu muito como pregador da justiça. Deus esperou ansiosamente uma reação positiva, mas ninguém reagiu desse modo. O inimigo que pensava destruir completamente os planos divinos para uma família espiritual, corrompendo toda a raça humana, foi desapontado em seu plano, e faz-se a proclamação de seu fracasso. 5 E. F. Harrison, citado na Enciclopédia Histórico-Teológica da Igreja Cristã, faz as seguintes observações: Alguns têm sustentado que a referência diz respeito às pessoas do tempo de Noé que ouviram a pregação do Espírito mediante seus lábios, mas a rejeitaram e, agora, na época em que Pedro está escrevendo, são espíritos desincorporados, aprisionados, que aguardam o juízo final. Contra essa idéia há a corrente de pensamento que parece colocar esta pregação depois da morte de Cristo e de Sua volta à vida, mas antes de Sua ressurreição. Além disso, a palavra espírito é raramente usada no tocante aos mortos, muito menos na forma absoluta de declaração. Algumas pessoas vêem nesta passagem uma pregação feita por Cristo aos mortos entre a Sua morte e Sua ressurreição, quer simplesmente para anunciar aos santos do Antigo Testamento a Sua vitória, quer para dar uma oportunidade adicional às pessoas que morreram sem arrepender-se. É altamente improvável que uma doutrina tão importante como a bendita esperança fosse exposta em linguagem tão enigmática, especialmente quando é tacitamente contrariada por declarações das Escrituras (e.g. Hb 9.27). É muito recomendável o ponto de vista de que os espíritos são anjos que pecaram nos tempos de Noé (Gn 6.1-5). Não somente os anjos bons são chamados de espíritos (Hb 1.14), mas também os demônios (Lc 10.20). Embora a palavra prisão seja dificilmente um termo natural aplicável ao estado dos seres humanos mortos, é apropriada para os espíritos malignos (2 Pe 2.4; Jd 6). A estes Cristo proclamou o Seu triunfo. O contexto parece apoiar esta 5 WELCH, W. W. Primeira Epístola de Pedro. p.68.

6 interpretação (1 Pe 3.22) Conclusão Final: Pode-se concluir, com base no que foi visto até aqui, que é impossível que Cristo tenha pregado aos espíritos em prisão com vistas ao seu arrependimento, conforme passagens que contradizem esta possibilidade, como por exemplo Hb 9:27 e Lc O que pode-se concluir então, é que Cristo anunciou ( proclamou, e não evangelizou ) a sua vitória sobre o inimigo e a morte, para estes espíritos em prisão. Quanto a estes espíritos em prisão, a probabilidade maior é de que sejam anjos caídos dos quais fala também em 2 Pe 2.4 e em Jd 6. Havendo, porém, a possibilidade de ser ampliada esta abrangência para todos aqueles que estavam no Hades. 6 HARRISON, E. F. In: ELWELL, W. A. Enciclopédia Histórico-Teológica da Igreja Cristã. p.60.

Todos Batizados em um Espírito

Todos Batizados em um Espírito 1 Todos Batizados em um Espírito Leandro Antonio de Lima Podemos ver os ensinos normativos a respeito do batismo com o Espírito Santo nos escritos do apóstolo Paulo, pois em muitas passagens ele trata

Leia mais

I. A decadência espiritual da sociedade - O Sal Se tor vers. 1-5

I. A decadência espiritual da sociedade - O Sal Se tor vers. 1-5 ESTUDO 09-6:1-13 A MANIFESTAÇÃO DA IRA E DA GRAÇA DE DEUS : Existem aspectos no Evangelho de Cristo que são extremamente duros, e ao mesmo tempo consoladores. Quando pensamos na seriedade do pecado diante

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem?

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? O Batismo nas Águas O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? É UMA ORDENANÇA DE JESUS O batismo é uma ordenança clara de Jesus para todo aquele que

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO DECLARAÇÃO DE FÉ Pr Josemeire Ribeiro CRM PR 2015 O que é credo? É o que eu creio. PLANO DE SALVAÇÃO QUEDA REDENÇÃO RESTAURAÇÃO Declaração de Fé da IEQ foi compilada por sua fundadora Aimeé Semple McPherson,

Leia mais

www.projeto-timoteo.org 2ª edição Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Apostila do Aluno

www.projeto-timoteo.org 2ª edição Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Apostila do Aluno Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo 1 Apostila do Aluno Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza

Leia mais

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo 10.14 O batismo do Espírito Santo #61 Estudamos o novo nascimento e vimos como o Espírito Santo realiza essa obra juntamente com a Palavra de Deus. Tínhamos que entender o novo nascimento e como alguém

Leia mais

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 Cantai de júbilo a Deus, força nossa; celebrai o Deus de Jacó.2 Salmodiai e fazei soar o tamboril, a suave harpa com o saltério.3 Tocai a trombeta na Festa da Lua Nova, na

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 Apostila Fundamentos Batismo nas Águas batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 B a t i s m o n a s Á g u a s P á g i n a 2 Batismo nas Águas Este é outro passo que está

Leia mais

Igreja Batista Renovada de Boituva www.igrejabatista.boituvasp.com.br

Igreja Batista Renovada de Boituva www.igrejabatista.boituvasp.com.br 34 Lição 5 A Quem deve ser batizado? Antes de subir ao céu, o Senhor Jesus Cristo ordenou aos seus discípulos: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda a criatura. Quem crê e for batizado

Leia mais

O CÂNON Sagrado compreende 46 Livros no ANTIGO TESTAMENTO e 27 Livros no NOVO TESTAMENTO.

O CÂNON Sagrado compreende 46 Livros no ANTIGO TESTAMENTO e 27 Livros no NOVO TESTAMENTO. Ao contrário do que parece à primeira vista, a Bíblia não é um livro único e independente, mas uma coleção de 73 livros, uma mini biblioteca que destaca o a aliança e plano de salvação de Deus para com

Leia mais

ESCATOLOGIA - Doutrina das últimas coisas.

ESCATOLOGIA - Doutrina das últimas coisas. ESCATOLOGIA - Doutrina das últimas coisas. Em relação à volta do Senhor Jesus, a única unanimidade que há entre os teólogos é que ela acontecerá. Nos demais aspectos, são várias correntes defendidas. Cada

Leia mais

Apêndice 2. Instruções para Manejar Bem a Palavra da Verdade

Apêndice 2. Instruções para Manejar Bem a Palavra da Verdade APÊNDICE 2 259 Apêndice 2 Instruções para Manejar Bem a Palavra da Verdade Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade (2

Leia mais

Ano XVI - N.º924-26/02/2012 BAPTISMO

Ano XVI - N.º924-26/02/2012 BAPTISMO Ano XVI - N.º924-26/02/2012 BAPTISMO Leitura do Livro do Génesis Deus disse a Noé e a seus filhos: «Estabelecerei a minha aliança convosco, com a vossa descendência e com todos os seres vivos que vos acompanham:

Leia mais

Aspetos inclusivos e exclusivos na fé nova-apostólica

Aspetos inclusivos e exclusivos na fé nova-apostólica Igreja Nova Apostólica Internacional Aspetos inclusivos e exclusivos na fé nova-apostólica Depois de, na última edição, termos abordado os aspetos inclusivos e exclusivos no Antigo e no Novo Testamento,

Leia mais

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos 4.12) Quando você se arrepende dos seus pecados e crê

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB)

DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB) DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB) A Igreja de Jesus Cristo está comprometida somente com o Antigo e Novo Testamentos como a única autoridade escrita de fé e conduta.

Leia mais

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 A trindade sempre existiu, mas se apresenta com maior clareza com vinda de Cristo e a redação do Novo Testamento. Por exemplo,

Leia mais

AD Campinas- SP. Lição 2

AD Campinas- SP. Lição 2 TEXTO ÁUREO Escola Bíblica Dominical AD Campinas- SP Lição 2 12 de Abril de 2009 A Superioridade da Mensagem da Cruz "Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos,

Leia mais

A morte física é o resultado final da vida nesse mundo decaído. 1 Jo 5:19

A morte física é o resultado final da vida nesse mundo decaído. 1 Jo 5:19 1 Todos Morrem! Pessoas morrem diariamente, seja por acidente ou de câncer, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral, ou como vítimas de quaisquer das numerosas outras doenças. Alguns chegam a morrer

Leia mais

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO O que é uma pessoa cristã? É a pessoa que acredita que o Deus vivo é revelado em e por meio de Jesus Cristo, que aceita Jesus Cristo como Senhor e Salvador, que

Leia mais

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista.

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Lição 11 A DOUTRINA DO BATISMO NAS ÁGUAS Por: Pr Valdimário Santos O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Em Mateus 3.1,2 notamos que a mensagem

Leia mais

#62. O batismo do Espírito Santo (continuação)

#62. O batismo do Espírito Santo (continuação) O batismo do Espírito Santo (continuação) #62 Estamos falando sobre alguns dons do Espírito Santo; falamos de suas obras, dos seus atributos, como opera o novo nascimento e, por último, estamos falando

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula IV - Introdução ao Novo Testamento e o caráter Literário dos evangelhos A ORIGEM DO NOME A expressão traduzida

Leia mais

O Arrebatamento da Igreja

O Arrebatamento da Igreja Texto Base: 1Ts 4.13-18 O Arrebatamento da Igreja "Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes com respeito aos que dormem, para não vos entristecerdes como os demais, que não têm esperança. Pois,

Leia mais

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica A unidade na fé a caminho da missão Nossa Visão Manifestar a unidade da igreja por meio do testemunho visível

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE TEOLOGIA SISTEMATICA (PERGUNTAS E RESPOSTAS)

QUESTIONÁRIO DE TEOLOGIA SISTEMATICA (PERGUNTAS E RESPOSTAS) QUESTIONÁRIO DE TEOLOGIA SISTEMATICA (PERGUNTAS E RESPOSTAS) 1. O que é Revelação segundo a Bíblia? Revelação segundo a Bíblia é trazer a luz aquilo que estava oculto, no que se refere ao programa de Deus

Leia mais

Perfil da Igreja que possui maturidade

Perfil da Igreja que possui maturidade Perfil da Igreja que possui maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO Atos 2.7-45 7 - E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?

Leia mais

O tempo é chegado", dizia ele. "O Reino de Deus está próximo. Arrependam-se e creiam nas boas novas!" (Mc 1:15).

O tempo é chegado, dizia ele. O Reino de Deus está próximo. Arrependam-se e creiam nas boas novas! (Mc 1:15). O tempo é chegado", dizia ele. "O Reino de Deus está próximo. Arrependam-se e creiam nas boas novas!" (Mc 1:15). Filosofia humanista: Pensamentos positivos e maravilhosos acerca de si mesmos. Dá grande

Leia mais

203 SEMANA 11 ESBOÇO SEMANA 11 ESBOÇO 202. ESBOÇOO evangelho, a salvação de Deus e a necessidade de uma transferência dispensacional

203 SEMANA 11 ESBOÇO SEMANA 11 ESBOÇO 202. ESBOÇOO evangelho, a salvação de Deus e a necessidade de uma transferência dispensacional SEMANA 11 ESBOÇO 202 203 SEMANA 11 ESBOÇO Dia 1 ESBOÇOO evangelho, a salvação de Deus e a necessidade de uma transferência dispensacional Leitura Bíblica: At 1:6-8; 8:12; 13:39; 14:3; 16:31; 20:24 I. O

Leia mais

Pedro Livro de Atos ITQ-Vila Ema Prof.Baroni

Pedro Livro de Atos ITQ-Vila Ema Prof.Baroni Pedro Livro de Atos ITQ-Vila Ema Prof.Baroni Os Apóstolos Recebem o Espírito Santo (2:1-4) As coisas relatadas no capítulo 2 aconteceram no dia de Pentecostes (2:1), que foi o dia depois do sétimo sábado

Leia mais

Romanos 1-6. A Justiça de Deus. editora batista regular. Por JOHN A. STEWART

Romanos 1-6. A Justiça de Deus. editora batista regular. Por JOHN A. STEWART Romanos 1-6 A Justiça de Deus Por JOHN A. STEWART editora batista regular "Construindo Vidas na Palavra de Deus" Rua Kansas, 770 - Brooklin - CEP 04558-002 - São Paulo - SP 2010 2009 Lamplighters International.

Leia mais

Muitos descrentes ao observarem a obra da cruz em sua visão natural pensam que tal gesto praticado por Jesus parece ser de derrota e não de vitória.

Muitos descrentes ao observarem a obra da cruz em sua visão natural pensam que tal gesto praticado por Jesus parece ser de derrota e não de vitória. 1 A OBRA DA CRUZ Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo. Gálatas 6.14 OBJETIVO. Este sermão tem

Leia mais

Como se tornar um cristão

Como se tornar um cristão Como se tornar um cristão Deus tem um "padrão de som palavras" para a fé cristã e estamos a "hold" para este padrão (2 Tim. 1: 13). Padrão de Deus é parte da "porta estreita" que conduz à vida (MT. 7:

Leia mais

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Roteiro 1- Introdução 2- Fundamento Bíblico 3- Conclusão 1. Introdução Voce entende por que é importante

Leia mais

4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO

4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO 4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO O batismo nas águas é um dos passos importantes nos primeiros princípios da doutrina de Cristo. Ele não é apenas uma forma ou cerimônia sem sentido, mas uma experiência

Leia mais

Jesus Ensinou o Batismo

Jesus Ensinou o Batismo O Batismo: CONOZCA Santo (Mateus 28:18, 19). AL MAESTRO Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações,

Leia mais

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE AS GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA LIÇÃO 07 O QUE A BÍBLIA DIZ A RESPEITO DA SALVAÇÃO INTRODUÇÃO Chegamos ao que pode ser o tópico mais importante desta série: a salvação. Uma pessoa pode estar equivocada

Leia mais

Apesar de toda diversidade a Bíblia toda contém uma só idéia central: Jesus Cristo, o Senhor, que ama e salva o homem pecador. Gn 3.15; Ap 19.

Apesar de toda diversidade a Bíblia toda contém uma só idéia central: Jesus Cristo, o Senhor, que ama e salva o homem pecador. Gn 3.15; Ap 19. Apresentação do Curso Existem duas formas de se estudar teologia, uma é através da Teologia Bíblica que extrai as verdades que formularão as doutrinas diretamente do texto. A outra maneira é através da

Leia mais

CURSO DE EVANGELIZAÇÃO

CURSO DE EVANGELIZAÇÃO CURSO DE EVANGELIZAÇÃO Evangelismo, o que é? Definindo termos: vamos dar algumas definições de alguns termos relacionados com o evangelismo. Evangelho: quer dizer boas notícias, ou boas novas. Segundo

Leia mais

Ungidos Para Servir. Continua sendo um déficit entre o povo de Deus, o discernimento de seus ministérios e o entendimento do propósito da unção.

Ungidos Para Servir. Continua sendo um déficit entre o povo de Deus, o discernimento de seus ministérios e o entendimento do propósito da unção. Ungidos Para Servir Apesar dos esforços teológicos, a história cristã avançou dois mil anos e não conseguiu, em sua trajetória, evitar a má interpretação sobre o chamado ministerial dos santos e sobre

Leia mais

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 INTRODUÇÃO O Evangelho de João registra 7 afirmações notáveis de Jesus Cristo. Todas começam com Eu sou. Jesus disse: Eu sou o pão vivo

Leia mais

JESUS DESCEU À MANSÃO DOS MORTOS ANO DA FÉ

JESUS DESCEU À MANSÃO DOS MORTOS ANO DA FÉ JESUS DESCEU À MANSÃO DOS MORTOS ANO DA FÉ Durante a permanência de Cristo no túmulo, sua Pessoa Divina continuou a assumir tanto a sua alma como o seu corpo, embora separados entre si pela morte. Por

Leia mais

Em que sois batizados então? (Atos 19:3)

Em que sois batizados então? (Atos 19:3) Em que sois batizados então? (Atos 19:3) O Senhor Jesus Cristo deu uma ordem expressa aos seus discípulos, quando disse: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer

Leia mais

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte 8º Capítulo Petros Os Dons Pilares 1ª Parte O texto de I Co 12:7-11 fala sobre os dons espirituais, aqui chamados de carismáticos; O texto de Ef 4:11 fala sobre os dons ministeriais, aqui chamados de dons

Leia mais

"Maria!"! !!!!!!!! Carta!de!Pentecostes!2015! Abade!Geral!OCist!

Maria!! !!!!!!!! Carta!de!Pentecostes!2015! Abade!Geral!OCist! CartadePentecostes2015 AbadeGeralOCist "Maria" Carissimos, vos escrevo repensando na Semana Santa que passei em Jerusalém, na Basílica do Santo Sepulcro, hóspede dos Franciscanos. Colhi esta ocasião para

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XXII A PRIMEIRA CARTA DE PEDRO E REFLEXÕES SOBRE O SOFRIMENTO Até aqui o Novo Testamento tem dito pouco sobre

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

O SENHOR JESUS CRISTO

O SENHOR JESUS CRISTO O SENHOR JESUS CRISTO I. SUA EXISTÊNCIA A) Provada pelo Antigo Testamento: (Mq 5.2; Is 9:6 Pai da Eternidade ) B) Provada pelo Novo Testamento: 1) João 1.1, em comparação com o versículo 14. 2) Jo 8.58

Leia mais

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO ETERNIDADE DEUS PAI LOGUS ESPIRITO SANTO A TRINDADE 1Jo.5.7 LOGUS QUER DIZER PALAVRA OU VERBO SE REFERE AO FILHO NA ETERNIDADE I - SUA PRÉ-EXISTÊNCIA 1 - SUA EXISTÊNCIA

Leia mais

Pr. João Antonio C. Campos

Pr. João Antonio C. Campos Pr. João Antonio C. Campos Batalha Espiritual a Nível solo (Individual) 1 Introdução Existem três níveis de batalha espiritual ou guerra espiritual: - Nível 1: Batalha a nível de solo (pessoa a pessoa

Leia mais

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESTUDO 4 Palavra Viva RELEMBRANDO SANTIFICAÇÃO Nossos três grandes inimigos: O MUNDO A CARNE O D IABO 'Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque

Leia mais

IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS

IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS INTRODUÇÃO Culto é um serviço Espiritual oferecido a Deus. Expressão mais profunda do nossos sentimentos de adoração

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

João Batista: Preparando o caminho para Jesus

João Batista: Preparando o caminho para Jesus Lição 3 12 a 19 de julho João Batista: Preparando o caminho para Jesus Sábado à tarde Ano Bíblico: Pv 8 11 VERSO PARA MEMORIZAR: Em verdade vos digo: entre os nascidos de mulher, ninguém apareceu maior

Leia mais

#68. 10.21 Introdução à Escatologia

#68. 10.21 Introdução à Escatologia 10.21 Introdução à Escatologia #68 Daqui para frente, estamos entrando na parte escatológica da Bíblia. O que é escatologia? É o estudo das últimas coisas. Vivemos a época da Igreja, a qual terminará com

Leia mais

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966.

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Azusa Revista de Estudos Pentecostais 1 STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Josias Novak 1 1 A promessa do Espírito Em sua exposição Stott afirma que a

Leia mais

saudá-lo, desejando sobre você e toda a sua família as mais preciosas bênçãos do Senhor. É um prazer estar junto com você nesse encontro em que temos

saudá-lo, desejando sobre você e toda a sua família as mais preciosas bênçãos do Senhor. É um prazer estar junto com você nesse encontro em que temos Olá amigo estamos iniciando mais um programa da série Através da Bíblia, quero saudá-lo, desejando sobre você e toda a sua família as mais preciosas bênçãos 1 do Senhor. É um prazer estar junto com você

Leia mais

10. A IGREJA. 10.1 Introdução. Aula 49

10. A IGREJA. 10.1 Introdução. Aula 49 10. A IGREJA Aula 49 10.1 Introdução Deus não está interessado em levar pessoas para o céu, Ele quer sim trazer o céu para a terra. Por causa disso, Deus vai fazer nova terra. Porém, Deus quer trazer o

Leia mais

O Discipulado e a Vida da Igreja

O Discipulado e a Vida da Igreja Série Estudos Bíblicos Nº 2 O Discipulado e a Vida da Igreja Um Estudo Bíblico Essencial ao Crescimento e Maturidade Cristã Ademir Ifanger E s t u d o s B í b l i c o s P á g i n a 2 Índice Estudo Bíblico

Leia mais

ACADEMIA DA ALMA DESENVOLVENDO A ESPIRITUALIDADE O Espírito Santo em nossa espiritualidade João 14.1-31 1

ACADEMIA DA ALMA DESENVOLVENDO A ESPIRITUALIDADE O Espírito Santo em nossa espiritualidade João 14.1-31 1 ACADEMIA DA ALMA DESENVOLVENDO A ESPIRITUALIDADE O Espírito Santo em nossa espiritualidade João 14.1-31 1 O Discurso no Cenáculo 2 (João 13 17) começa com a lição de serviço e humildade de Jesus ao lavar

Leia mais

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3 LEMBRETE IMPORTANTE: As palavras da bíblia, são somente as frases em preto Alguns comentários explicativos são colocados entre os versículos, em vermelho. Mas é apenas com o intuito

Leia mais

Lição 10. Como entender a realidade da morte? Texto Bíblico: 1Coríntios 15.20-28; 43-58

Lição 10. Como entender a realidade da morte? Texto Bíblico: 1Coríntios 15.20-28; 43-58 Lição 10 Como entender a realidade da morte? Texto Bíblico: 1Coríntios 15.20-28; 43-58 Introdução: O Apóstolo Paulo estava trabalhando algumas discrepâncias doutrinárias na Igreja de Corinto e, especificamente,

Leia mais

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 Mantendo-vos, portanto, firmes, tendo cingido os vossos rins com a verdade, vestindo a couraça da justiça e calçando os pés

Leia mais

Série: Nova Identidade A GLÓRIA DE CRISTO 1ª PARTE. Apostila 25 A Glória de Cristo 1ª Parte

Série: Nova Identidade A GLÓRIA DE CRISTO 1ª PARTE. Apostila 25 A Glória de Cristo 1ª Parte Apostila 25 A Glória de Cristo 1ª Parte Introdução: Nestes dois últimos domingos abordamos como cristãos devem reagir diante das situações de perseguição. É injusto sofrer por praticar o bem e viver de

Leia mais

Os salvos que já morreram ainda não se encontraram com o Senhor? (1Ts 4.13-18)

Os salvos que já morreram ainda não se encontraram com o Senhor? (1Ts 4.13-18) Os salvos que já morreram ainda não se encontraram com o Senhor? (1Ts 4.13-18) Compreendendo o destino humano 1 por Paulo Sérgio de Araújo Conforme a antropologia bíblica, a natureza humana consiste de

Leia mais

A Justificação em Paulo e Tiago George Knight III

A Justificação em Paulo e Tiago George Knight III 1 A Justificação em Paulo e Tiago George Knight III Nas cartas do apóstolo Paulo, a doutrina da justificação é o maravilhoso ensino bíblico de que Deus nos aceita como justos em Cristo e perdoa nossos

Leia mais

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Introdução Almejamos uma nova compreensão da espiritualidade, que nos impulsione a realizar o projeto integral de Deus, expressando assim genuína adoração (Jo 4.23-24).

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha

TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha 7 João Desfrutando João ao máximo Pode-se resumir o fato mais relevante de toda a história em quatro palavras: Jesus Cristo é Deus! A maior declaração da Bíblia

Leia mais

A TEOLOGIA DE GENESIS Márcio Martins

A TEOLOGIA DE GENESIS Márcio Martins A TEOLOGIA DE GENESIS Márcio Martins O LIVRO DE GENESIS PODE SER CONSIDERADO COMO A BASE TEOLÓGICA DO NOVO TESTAMENTO. GENESIS DE CERTA FORMA ESTÁ MAIS PROXIMO DO NOVO TESTAMENTO DO QUE DO VELHO. VARIOS

Leia mais

LIÇAO 2 Jesus Cristo: um Exemplo de Crescimento

LIÇAO 2 Jesus Cristo: um Exemplo de Crescimento - LIÇAO 2 Jesus Cristo: um Exemplo de Crescimento Você se lembra de alguma vez em que você realmente surpreendeu seus pais, ou um professor com alguma demonstração de amadurecimento? Alguma vez já viu

Leia mais

ODeusquefaladeseja queohomemfaleporele

ODeusquefaladeseja queohomemfaleporele SEMANA 1 ESBOÇO 2 3 SEMANA 1 ESBOÇO Dia 1 Dia 2 ESBOÇO ODeusquefaladeseja queohomemfaleporele Leitura bíblica: Hb 1:1-3; Jo 1:1, 14, 18; Gn 1:26-28 I. A Bíblia primeiro revela Deus e, em segundo lugar,

Leia mais

Introdução à 26/05/2011 A doutrina de Cristo segundo as escrituras Divindade de Cristo O que a história da igreja fala sobre o assunto? A Igreja Primitiva No início do século II, o cristianismo era uma

Leia mais

A Bíblia afirma que Jesus é Deus

A Bíblia afirma que Jesus é Deus A Bíblia afirma que Jesus é Deus Há pessoas (inclusive grupos religiosos) que entendem que Jesus foi apenas um grande homem, um mestre maravilhoso e um grande profeta. Mas a Bíblia nos ensina que Jesus

Leia mais

APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA. Responda o questionário! Tema "Conhecendo a Bíblia."

APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA. Responda o questionário! Tema Conhecendo a Bíblia. APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA Responda o questionário! Tema "Conhecendo a Bíblia." Responda estas questões relacionadas à bíblia, e teste seus conhecimentos e quem acertar acima de 88% ganha

Leia mais

BATISMO E SANTA CEIA

BATISMO E SANTA CEIA BATISMO E SANTA CEIA INTRODUÇÃO (Seria interessante que neste dia houvesse a celebração de uma cerimônia batismal, ou então uma santa ceia...) O cristianismo é uma religião de poder! E o apóstolo S. Paulo

Leia mais

UMA AVALIAÇÃO DA MÚSICA DA NOSSA IGREJA

UMA AVALIAÇÃO DA MÚSICA DA NOSSA IGREJA UMA AVALIAÇÃO DA MÚSICA DA NOSSA IGREJA Aula 8 Objetivo: Capacitar o aluno para avaliar toda música (os hinos, cânticos espirituais, solos, cânticos para o coral, etc.) que cantamos e ouvimos. Segunda

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DE LÍNGUAS

INTERPRETAÇÃO DE LÍNGUAS 1 INTERPRETAÇÃO DE LÍNGUAS OBJETIVO. 7 A manifestação do Espírito é concedida a cada um visando a um fim proveitoso. 8 Porque a um é dada, mediante o Espírito, a palavra da sabedoria; e a outro, segundo

Leia mais

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio Aulas sobre o Espírito Santo e você. EBD ADU 2011 Prefácio 1. Quem é o Espírito Santo? 2. Os símbolos do Espírito Santo 3. O Espírito Santo e as Escrituras 4. Da criação até o nascimento de Jesus 5. Do

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

As BOAS NOVAS PARA VOCÊ Por Charles Brock

As BOAS NOVAS PARA VOCÊ Por Charles Brock As BOAS NOVAS PARA VOCÊ Por Charles Brock Estudo bíblico baseado no Evangelho de João BOAS NOVAS PARA VOCÊ Lição 1 OS PROBLEMAS DO HOMEM 1. O evangelho de João foi escrito para que que Jesus é o Cristo,

Leia mais

SEMINÁRIO TEOLÓGICO ESBOÇO ESTRUTURAL DO CURSO

SEMINÁRIO TEOLÓGICO ESBOÇO ESTRUTURAL DO CURSO SEMINÁRIO TEOLÓGICO Prof. Herbert A. Pereira ESBOÇO ESTRUTURAL DO CURSO LOCAL Igreja Evangélica Deus Todo Poderoso Rua Schoroeder, 410 Jardim Santa Maria Guarulhos - SP. PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS PROLEGÔMENOS

Leia mais

O SEGREDO DA IGREJA GLORIOSA

O SEGREDO DA IGREJA GLORIOSA O SEGREDO DA IGREJA GLORIOSA Qualquer pessoa que lê atenciosamente o livro de Atos dos Apóstolos, achará uma grande diferença entre a igreja atual e a igreja primitiva. Se quisermos, hoje, voltar àquele

Leia mais

2012 Shedd Publicações

2012 Shedd Publicações 2012 Shedd Publicações 1 a Edição - Setembro de 2012 Publicado no Brasil com a devida autorização e com todos os direitos reservados por Shedd Publicações Rua São Nazário, 30, Sto Amaro São Paulo-SP -

Leia mais

Curso Bíblico Básico

Curso Bíblico Básico Curso Bíblico Básico Euaggelion (euaggelion) boa notícia se referia a uma proclamação; Palavra usada para indicar vitória em batalhas, nascimento ou presença de um imperador (mundo romano); Na LXX indica

Leia mais

Lição 4. Usando a Bíblia. A importância da Bíblia na sua vida: É muito importante que um novo cristão estabeleça o

Lição 4. Usando a Bíblia. A importância da Bíblia na sua vida: É muito importante que um novo cristão estabeleça o Livro 1 página 28 Lição 4 Usando a Bíblia A importância da Bíblia na sua vida: É muito importante que um novo cristão estabeleça o hábito de ler regularmente a Bíblia. É uma fonte de bênção, inspiração,

Leia mais

8 Por que Jesus Veio à Terra?

8 Por que Jesus Veio à Terra? POR QUE JESUS VEIO À TERRA? 79 8 Por que Jesus Veio à Terra? O que você diria se um repórter de jornal viesse até você, enquanto você caminhava na calçada de uma rua em sua cidade, e perguntasse: Qual

Leia mais

Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII

Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII Quando, porém, chegou a plenitude do tempo, enviou Deus o seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a Lei,

Leia mais

O chamado de Jesus ao discipulado

O chamado de Jesus ao discipulado Lição 3 12 a 19 de janeiro O chamado de Jesus ao discipulado Sábado à tarde Ano Bíblico: Gn 37 39 VERSO PARA MEMORIZAR: "Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não

Leia mais

Bible Chronos Di Nelson

Bible Chronos Di Nelson Bible Chronos Di Nelson Comparada cronológica e homileticamente Novo Testamento Versão Di Nelson Bible Chronos Volume II BIBLE CHRONOS TEXTO E COMENTÁRIO EM ORDEM HISTÓRICO- DOUTRINÁRIA BASEADOS NOS FATOS

Leia mais

O significado de Sua morte

O significado de Sua morte Lição 10 31 de maio a 7 de junho O significado de Sua morte Sábado à tarde Ano Bíblico: Et 8 10 Verso para Memorizar: "Pois o próprio Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a Sua

Leia mais

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

JESUS PREGANDO NA QUINTA DIMENSÃO. William Soto Santiago Sábado, 4 de Abril de 2015 Calli Colômbia. Reverendo William Soto Santiago, Ph. D.

JESUS PREGANDO NA QUINTA DIMENSÃO. William Soto Santiago Sábado, 4 de Abril de 2015 Calli Colômbia. Reverendo William Soto Santiago, Ph. D. JESUS PREGANDO NA QUINTA DIMENSÃO William Soto Santiago Sábado, 4 de Abril de 2015 Calli Colômbia Reverendo William Soto Santiago, Ph. D. CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO http://www.cder.com.br

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO Vós ouviste o que vos disse: Vou e retorno a vós. Se me amásseis, ficaríeis alegres por eu ir para o Pai, porque o Pai é maior do que eu. João

Leia mais

1 O PESO DE DEUS É PELO MUNDO

1 O PESO DE DEUS É PELO MUNDO UMA ESTRATÉGIA PARA A IGREJA NOS ÚLTIMOS DIAS 1 O PESO DE DEUS É PELO MUNDO O peso principal de Deus não é pela igreja, mas pelo mundo. Ele está preocupado com o mundo que criou. João 3:16 não fala que

Leia mais

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015 1 QUEM É JESUS Jo 1 26 Respondeu João: Eu batizo com água, mas entre vocês está alguém que vocês não conhecem. 27 Ele é aquele que vem depois de mim, e não sou digno de desamarrar as correias de suas sandálias

Leia mais

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Copyright 2009 por Marcos Paulo Ferreira Eliézer dos Santos Magalhães Aridna Bahr Todos os direitos em língua portuguesa reservados por: A. D. Santos Editora Al. Júlia da Costa, 215 80410-070 - Curitiba

Leia mais