ATO PGJ N. 45, DE 15 DE OUTUBRO DE 2010.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ATO PGJ N. 45, DE 15 DE OUTUBRO DE 2010."

Transcrição

1 1 ATO PGJ N. 45, DE 15 DE OUTUBRO DE Revogou implicitamente os Ato-PGJ ns. 17/2006 e 30/ Alterado pelo Ato-PGJ n. 57 de 17 de dezembro de 2010, publicado no DOMP n. 382 em Alterado pelo Ato-PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em Alterado pelo Ato-PGJ n , Anexo I, que entra em vigor em 04 de novembro de Dispõe sobre a concessão de diárias, ajudas de custo e indenizações de transporte para os integrantes do Ministério Público do Estado de Goiás nos deslocamentos de suas sedes de exercício ou lotação, a serviço ou participando de curso, congresso ou seminário, e dá outras providências. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE GOIÁS, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelos artigos 15, inciso XIV, e 113, 1º a 3º, da Lei Complementar Estadual n. 25, de 6 de julho de 1998, considerando o teor da Resolução n. 58/2010, de 20 de julho de 2010, do Conselho Nacional do Ministério Público - CNMP, RESOLVE fixar critérios e valores para a concessão de diárias, ajudas de custo e indenizações de transporte para os integrantes do Ministério Público do Estado de Goiás MPGO, observado o seguinte: Art. 1º. Aos integrantes do Ministério Público do Estado de Goiás, que se deslocarem, em caráter eventual, transitório e em razão do serviço, para localidade diversa de sua sede ou circunscrição, no território nacional ou para o exterior, poderão ser concedidas diárias a título de indenização das despesas de alimentação, hospedagem e locomoção urbana, sem prejuízo de outras vantagens previstas na Lei Complementar Estadual. 1º. Entende-se por sede, para os fins deste Ato, o município onde o integrante está lotado, e por circunscrição, toda a extensão territorial da comarca (municípios e distritos). 2º. Considera-se como trajeto de deslocamento a serviço o compreendido entre a residência do integrante ou a sede da Procuradoria ou Promotoria de Justiça onde exerce suas atividades e o local de destino onde deva exercer a atividade objeto desse deslocamento, nele se incluindo os traslados para alimentação, repouso e exercício de atividades, bem como à sua sede ou residência.

2 2 3. Não serão pagos os auxílios-refeição e transporte para os servidores do Ministério Público por ocasião de seus deslocamentos previstos neste Ato. Art. 2º. Para a concessão de diárias é necessário que o requerimento seja fundamentado, com indicação do trajeto a ser percorrido, data, local e horário previstos para o deslocamento, incluído o retorno, quantidade de diárias e descrição sucinta das atividades a serem executadas no deslocamento e, se for o caso, referência à identificação e programação do evento do qual participará o requerente, demonstrando-se sempre a compatibilidade dos motivos do deslocamento com o interesse público. 1º. Os requerimentos deverão ser feitos mediante sistema eletrônico, disponível na intranet do Ministério Público, devidamente autorizados pela chefia imediata, com no mínimo 5 (cinco) dias úteis e no máximo 30 (trinta) dias de antecedência do deslocamento. Redação dada pelo Ato-PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em º. No caso de ser autorizada a prorrogação do deslocamento, o interessado poderá requerer o pagamento das diárias correspondentes ainda no curso do afastamento ou nos 3 (três) dias úteis seguintes ao retorno. Redação dada pelo Ato-PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em º. Em situações de urgência e excepcionalmente, nos casos em que o requerimento não for encaminhado no prazo estabelecido no parágrafo 1º deste artigo, o interessado poderá fazê-lo em até 3 (três) dias úteis seguintes ao retorno, por meio do sistema eletrônico. Redação dada pelo Ato-PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em º. Após o prazo estabelecido no parágrafo anterior, será cabível apenas o ressarcimento das despesas afetivamente comprovadas por documento fiscal, até o limite das diárias que o interessado teria direito. Redação dada pelo Ato-PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em º. Os requerimentos deverão ser feitos mediante formulário-padrão eletrônico, constante no Anexo II, deste Ato, disponível na intranet do sítio do Ministério Público e serão

3 3 encaminhados à com no mínimo 72 (setenta e duas) horas e no máximo 30 (trinta) dias de antecedência do deslocamento. 2. No caso de ser autorizada a prorrogação do deslocamento, o interessado poderá requerer o pagamento das diárias correspondentes ainda no curso do afastamento ou nas 72 (setenta e duas) horas seguintes ao retorno, hipótese em que serão pagas, em igual prazo, após o deferimento. 3. Em situações de urgência em que o deslocamento se der sem o pagamento antecipado das diárias, o interessado poderá requerê-lo nas 72 (setenta e duas) horas seguintes ao retorno, apresentando em formulário padrão, tanto o requerimento quanto o relatório de viagem; após este prazo, será cabível apenas o ressarcimento das despesas efetivamente comprovadas por documento fiscal, até o limite das diárias a que o interessado teria direito, por meio de procedimento próprio. 4. As indenizações decorrentes dos deslocamentos efetuados sem autorização integrarão lista de pagamento organizada pela Superintendência de Finanças e serão pagas observando a ordem cronológica da decisão e a disponibilidade financeira e orçamentária da Instituição, a qual deverá atender com prioridade os pagamentos de diárias, ajudas de custo e indenizações de transporte para os deslocamentos previamente deferidos. 5. Quando o período de deslocamento se estender até o exercício seguinte, a despesa recairá no exercício em que se iniciou. 6. A autorização para o deslocamento dos integrantes poderá ser objeto de delegação e subdelegação. Art. 3º. Os valores das diárias fixados na portaria constante do Anexo I deste Ato, considerando o objetivo do deslocamento, sua duração e a distância a ser percorrida, serão calculados por dia de afastamento, respeitando-se, para os membros, o limite máximo previsto no artigo 113, 1 e 2, da Lei Compleme ntar Estadual n. 25/1998, excluído qualquer outro acréscimo e poderão, em casos excepcionais, ser alterados, observadas as seguintes condições: I inclui-se o período compreendido desde o dia da viagem de ida até o de retorno;

4 4 II - não excederá à metade do valor da diária, quando não houver pernoite fora do local de origem, na data do retorno à sede, ou quando a hospedagem for custeada por órgão ou entidade da Administração Pública; III o pagamento no caso de deslocamentos que incluam finais de semana ou feriados será excepcional, devendo estar expressamente justificado, configurando, a autorização do pagamento pelo ordenador de despesas, a aceitação da justificativa; IV - quando houver deslocamento em razão do serviço para mais de uma localidade em um mesmo dia, a diária será fixada considerando-se a cidade onde se der o pernoite, ou aquela de maior população visitada, quando o pernoite não se fizer necessário; V - as diárias a que se refere o parágrafo único, do artigo 94, da Lei Complementar Estadual n. 25/1998, não poderão ultrapassar o valor correspondente à diferença do subsídio mencionado em seu caput, sendo que, quando a substituição ou auxílio ocorrer entre cargos de mesma entrância, as diárias não poderão ultrapassar o valor correspondente à diferença de subsídio entre o cargo que o interessado ocupa e o de entrância ou categoria imediatamente superior; VI o teto das diárias dos servidores corresponderá a 60% (sessenta por cento) do valor previsto no caput deste artigo. Parágrafo único. Nos deslocamentos que exigirem pernoite, a diária posterior ao último pernoite será contada a partir das 8 horas, computando-se como meia diária a fração superior a 4 horas. Art. 4º. Os servidores que se deslocarem da sede da, Procuradoria ou Promotoria de Justiça, acompanhando membro do Ministério Público para prestar-lhe assessoramento técnico direto, que exija acompanhamento em tempo integral e hospedagem na mesma localidade, fará jus à diária correspondente a 80% (oitenta por cento) do valor percebido pela autoridade assessorada. Parágrafo único. O pagamento de diárias e indenização de transporte a Assessores de Procuradores de Justiça, Assistentes de Gabinete de Procuradores de Justiça e Assessores de Promotoria de Justiça da Capital ou do interior a título de eventual

5 5 assessoramento técnico dependerá de designação prévia do Procurador-geral de Justiça, sob pena de aplicação do disposto nos 3, in fine, a 5, do artigo 2, deste Ato. Art. 5º. Os servidores que ocupam cargos comissionados e os que estão à disposição receberão diárias iguais às pagas aos servidores efetivos do Ministério Público. Art. 6. O pagamento de diárias a palestrantes, quando for o caso, e outros colaboradores eventuais a serviço do Ministério Público do Estado de Goiás, poderá ser autorizado, em caráter excepcional e justificadamente, presente o interesse público. I o valor da diária a que se refere o parágrafo único será compatível com o valor pago pelo órgão de origem; Redação dada pelo Ato-PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em II na hipótese de assessoramento técnico direto a membro, aplicar-se-á o disposto no caput do art. 4º. Redação dada pelo Ato-PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em I - O valor da diária a que se refere o 1º será compatível com o valor pago pelo órgão de origem; II na hipótese de assessoramento técnico direto a membro, aplicar-se-á o disposto na segunda parte do inciso VI, do art. 3º. Parágrafo único. A comprovação do valor mencionado no inciso I deste artigo será de responsabilidade do palestrante ou colaborador eventual, que deverá encaminhar declaração do órgão de origem, com a antecedência prevista no artigo 2, 2, deste Ato, sob pena de indeferimento. Art. 7º. São requisitos para a concessão das diárias: I deslocamento feito para localidades cuja distância seja superior a 100 km (cem quilômetros) da sede de lotação ou duração superior a 6 horas;

6 6 II autorização da chefia imediata; III - compatibilidade dos motivos do deslocamento com o interesse público; IV correlação entre o motivo do deslocamento e as atribuições do cargo ou as atividades desempenhadas no exercício da função comissionada ou do cargo em comissão, salvo nos casos excepcionais devidamente justificados. Art. 8º. Não se pagará diária: I - para os Promotores de Justiça que substituírem Procuradores de Justiça, quando o fundamento do pedido for a substituição; II para os integrantes do Ministério Público que se deslocarem atendendo a convite dos Órgãos da Administração Superior, exceto quando houver autorização expressa do Procurador-geral de Justiça ou do Subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Administrativos; Redação dada pelo Ato-PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em II - para os membros e servidores do Ministério Público que se deslocarem atendendo a convite dos Órgãos da Administração Superior, exceto quando houver autorização expressa do Procurador-geral de Justiça ou do Subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Administrativos; III quando a distância a ser percorrida, o objeto da viagem e o deslocamento não exigirem qualquer dispêndio com alimentação e hospedagem; IV para os integrantes do Ministério Público que se deslocarem dentro dos limites territoriais de suas atribuições habituais, compreendendo toda a extensão da comarca de lotação, exceto quando o deslocamento importar em necessidade de pernoite, desde que a distância seja superior a 100 Km (cem quilômetros), assegurando-se, na hipótese de o retorno à sede ocorrer no mesmo dia, o ressarcimento das despesas com alimentação comprovadamente realizadas; Redação dada pelo Ato-PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em

7 7 IV para os membros e servidores do Ministério Público que se deslocarem dentro dos limites territoriais de suas atribuições habituais, compreendendo toda a extensão da Comarca de lotação, exceto quando o deslocamento importar em necessidade de pernoite, desde que a distância seja superior a 100 km (cem quilômetros), assegurando-se, na hipótese de o retorno à sede ocorrer no mesmo dia, o ressarcimento das despesas com alimentação comprovadamente realizadas; V para os deslocamentos realizados dentre os municípios da região metropolitana da Capital e da região de desenvolvimento integrado de Goiânia, ambas definidas na Lei Complementar Estadual n. 27, de 30 de dezembro de 1999; VI para os deslocamentos dos integrantes para freqüentarem cursos de formação, capacitação, especialização, aperfeiçoamento ou seus equivalentes, salvo se houver prévia designação do Procurador-geral de Justiça. Art. 9º. O pagamento de diárias será publicado no Diário Oficial do Ministério Público DOMP, mediante divulgação semanal de relatório, contendo a indicação do nome do membro ou servidor, cargo ou função, destino, período de afastamento, atividade a ser desenvolvida, valor despendido e, em sendo o caso, o número do processo administrativo a que se refere a autorização. Parágrafo único. Tratando-se de cumprimento de missão sigilosa, a publicação poderá ser realizada em data posterior à do deslocamento, observando-se o disposto na Lei n /1991 e Decreto Presidencial n /2002. Art. 10. As diárias serão pagas antecipadamente, mediante crédito em conta corrente e em única parcela, podendo, excepcionalmente, serem pagas no decorrer do afastamento ou posteriormente a ele, caso o deslocamento tenha se dado em razão de urgência devidamente justificada.

8 8 Parágrafo único. Serão de inteira responsabilidade do integrante eventuais alterações de percurso ou de datas e horários de deslocamento, quando não autorizados ou determinados pela Administração Superior. Art. 11. O efetivo deslocamento do membro ou servidor que importe em pagamento de diárias deverá ser comprovado no prazo máximo de 15 (quinze) dias, sob pena de devolução dos valores recebidos, assim como a adoção de outras medidas administrativas cabíveis. I - A comprovação a que se refere o caput deste artigo ocorrerá mediante: a) apresentação do comprovante original das despesas realizadas com hospedagem, no qual conste o dia da entrada e saída do hotel, em casos de pernoite, assim como o nome do integrante; b) portarias de designação, declarações de próprio punho dos membros, certidões cartorárias e/ou convocações; c) apresentação dos cartões ou comprovantes de embarque; d) relatório-padrão eletrônico resumido das atividades desenvolvidas durante o deslocamento, acostando, inclusive, os certificados de participação em cursos, congressos, seminários e outros, se for o caso, disponível na intranet do sítio do Ministério Público; e) outros que a Administração entender necessários. Parágrafo único. Caberá à Controladoria Interna analisar, fiscalizar e manifestar sobre a prestação de contas do efetivo deslocamento dos integrantes. Redação dada pelo Ato-PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em Parágrafo único. Havendo extravio dos cartões ou comprovantes de embarque, o interessado preencherá o relatório de viagem, declarando tal circunstância. Art. 12. Em caso de retorno antes do prazo previsto, as diárias recebidas em excesso deverão ser restituídas no prazo de 5 (cinco) dias úteis contados a partir do retorno à sede da, Procuradoria ou Promotoria de Justiça, com a devida

9 9 justificativa, conforme previsto no artigo 113, 3, da Lei Complementar Estadual n. 25/ º. Quando, por qualquer circunstância não ocorrer o deslocamento ou houver o creditamento de valores fora das hipóteses autorizadas neste Ato, as diárias serão restituídas em sua totalidade no prazo estabelecido no caput deste artigo, contado a partir da data do respectivo depósito na conta bancária ou do dia inicial do deslocamento. Redação dada pelo Ato PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em º. Não havendo restituição no prazo previsto neste artigo, o integrante ficará sujeito ao desconto do valor respectivo em folha de pagamento. Redação dada pelo Ato PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em º. Enquanto não cumpridas as obrigações previstas no caput deste artigo ou não prestadas contas do efetivo deslocamento no prazo previsto no art. 11, fica vedado o pagamento de novas diárias ou reembolsos. Redação dada pelo Ato PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em Quando, por qualquer circunstância não ocorrer o deslocamento ou houver o creditamento de valores fora das hipóteses autorizadas neste Ato, as diárias serão restituídas em sua totalidade no prazo estabelecido no caput deste artigo, contado a partir da data em que se efetivou o respectivo depósito na conta do integrante. 2. Não havendo restituição no prazo previsto neste artigo, o membro ou servidor ficará sujeito ao desconto do valor respectivo em folha de pagamento. 3. Enquanto não cumpridas as obrigações previstas no caput deste artigo, os membros e servidores não perceberão diárias ou reembolsos em virtude de novos deslocamentos. Art. 13. As ajudas de custo e as indenizações das despesas de transporte previstas no artigo 113, 2º, in fine, da Lei Complementar Estadual n. 25/1998, e no artigo 159,

10 10 parágrafo único, da Lei Estadual n /1988, respectivamente, serão pagas antes ou depois do deslocamento, nos valores documentalmente comprovados pelo interessado, o qual deverá optar, sempre que possível, pelo meio de transporte mais barato e pela empresa que apresentar menor preço. Art. 14. As diárias internacionais serão concedidas a partir da data do afastamento do território nacional e contadas integralmente do dia da partida até o dia do retorno, inclusive. 1. Quando o deslocamento exigir pernoite em território nacional, fora da sede, será concedida diária nacional integral, ressalvada a hipótese do inciso II do artigo 3 deste Ato, quando o valor da diária será reduzido à metade. 2. Será concedida diária nacional integral quando o retorno à sede se der no dia seguinte ao da chegada no território nacional, ressalvada a hipótese do inciso II do artigo 3 deste Ato, quando o valor da diária será reduzido à metade. 3. Quando o afastamento do território nacional ocorrer no mesmo dia do deslocamento da sede, não será concedida a diária prevista no 1 deste artigo. 4. Quando o retorno à sede ocorrer no mesmo dia da chegada no território nacional, não será concedida a diária prevista no 2 deste artigo. 5. Quando, no curso do afastamento, por qualquer forma, a despesa com hospedagem for custeada por outro órgão ou entidade, o valor da diária internacional será reduzido à metade. Art. 15. As diárias internacionais corresponderão a dólares dos Estados Unidos da América, em valores fixados na portaria anexa, convertidos pela taxa de câmbio do dia da emissão da ordem bancária. Parágrafo único. Quando, por qualquer circunstância, não ocorrer o deslocamento para o exterior, as diárias recebidas deverão ser restituídas em sua totalidade mediante conversão pela taxa do câmbio do dia anterior ao do depósito na conta do Ministério Público.

11 11 Art. 16. Responderão solidariamente pelos atos praticados em desacordo com o disposto neste Ato, além do proponente, a autoridade concedente, o ordenador de despesas e o beneficiário das diárias ou da indenização de transporte. Art. 17. As situações existentes que não se adequarem às disposições deste Ato deverão ser solucionadas no prazo de 90 (noventa) dias, sob pena de aplicação do disposto nos 3, in fine, a 5, do artigo 2, deste Ato. Art. 18. Nos casos de informações incompletas que possam dificultar a análise dos pedidos ou que possam caracterizar eventual má-fé do requerente, a Administração poderá solicitar a apresentação de outros documentos que julgar necessários, bem como instaurar sindicância para apuração dos fatos. Art. 19. As omissões serão decididas pelo Procurador-geral de Justiça. Art. 20. Este ato entrará em vigor no dia **05 de abril de 2011 *1º de março de 2011 dia 1 de janeiro de 2011, revogadas as disposições em contrário. *Redação dada pelo Ato PGJ n. 57 de 17 de dezembro de 2010, publicado no DOMP n. 382 em **Redação dada pelo Ato PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE GOIÁS, em Goiânia, aos quinze dias do mês de outubro de dois mil e dez (15.out.2010). EDUARDO ABDON MOURA PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA Este texto não substitui os publicados nos DOMPs n. 341 em 18/10/2010, n. 528 em 28/02/2011, n. 382 em 22/12/2010, n. 428 em e 1071 em 30/10/2013.

12 12 ANEXO I - Redação dada pelo Ato-PGJ n. 64/2013, que entra em vigor no dia 04 de novembro de 2013, art. 2º. A - Procuradores de Justiça e Promotores de Justiça Destinos Valores Capital de Estado (exceto Goiânia) e Distrito Federal R$600,00 Cidade de outro Estado R$500,00 Goiânia Demais cidades do Estado de Goiás R$400,00 R$350,00 Diária internacional US$437,00 B - Servidores Destinos Valores Assessoramento Técnico (valores) Capital de Estado (exceto Goiânia) e Distrito Federal R$360,00 R$480,00 Cidade de outro Estado R$300,00 R$400,00 Goiânia R$240,00 R$320,00 Demais cidades do Estado de Goiás R$210,00 R$280,00 Diária internacional US$262,00 US$350,00 - Redação dada pelo Ato-PGJ n de 29 de outubro de 2013, publicado no DOMP n em 30/10/2013. (NR)

13 13 ANEXO I A- Procuradores de Justiça e Promotores de Justiça Destinos Valores Capital de outros Estados e Brasília R$ 490,00 Cidades de outros Estados e Cidades Satélites do Distrito Federal R$ 409,00 Goiânia e Cidades do Estado de Goiás com mais de (trinta mil) habitantes R$ 273,00 Cidades do Estado de Goiás com menos de (trinta mil) habitantes R$ 223,00 Internacional (em dólar americano do dia do pagamento) US$ 437,00 B- Servidores Destinos Valores Assessoramento técnico Capital de outros Estados e Brasília R$ 294,00 Cidades de outros Estados e Cidades Satélites do Distrito Federal Goiânia e Cidades do Estado de Goiás com mais de (trinta mil) habitantes Cidades do Estado de Goiás com menos de (trinta mil) habitantes Internacional (em dólar americano do dia do pagamento) R$ 392,00 R$ 245,00 R$ 327,00 R$ 164,00 R$ 218,00 R$ 134,00 R$ 178,00 US$ 262,00 US$ 350,00

14 14 ANEXO II Relatórios de Viagem para fins de prestações de contas Redação dada pelo Ato PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de 2011, publicado no DOMP n. 428 em Formulários de requerimentos de diárias e relatórios de viagens Revogados os formulários SGRH 01 e SGRH 02, e alterados os formulários SGRH 03 e SGRH 04, do Anexo II, do Ato PGJ n. 45, de 15 de outubro de 2010 pelo Ato PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de SGRH 01 - FORMULÁRIO DE REQUERIMENTO DE Página 1 de 1 Versão 00 Excelentíssimo Senhor Procurador-geral de Justiça do Estado de Goiás Nome: Cargo: Lotação: Tel/Ramal: Requer autorização para pagamento de diária(s) conforme especificado abaixo:

15 15 Data de Saída: DADOS DA VIAGEM Quantidade de Diárias com pernoite: Quantidade de Diárias sem pernoite: Data de Retorno: Origem da Viagem: Destino da Viagem: OBS: No caso da viagem contemplar vários destinos subsequentes, favor justificar em documento anexo. MOTIVO ( ) Participação em congressos, seminários ou encontros relacionados com o exercício da função (neste caso, o membro deverá assinar o campo autorização abaixo). ( ) Designação para auxiliar/responder ( ) Substituição automática/eventual ( ) Designação da Administração Superior ( ) Outro(s) Detalhar o motivo da viagem: OBS. As diárias devem ser requeridas antes da realização da viagem. AUTORIZAÇÃO Venho por meio deste requerer autorização para participar de evento, conforme informado acima. Assinatura USO EXCLUSIVO DA SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA PARA ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS No uso das atribuições delegadas pelo Procurador-geral de Justiça, defiro o pedido formulado pelo(a) requerente, autorizando-o(a) a ausentar-se de suas funções para participar do evento supracitado. Goiânia, / / Assinatura e carimbo

16 16 OBS: Os documentos abaixo especificados deverão ser encaminhados à Superintendência de Finanças, no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, após o retorno da viagem, sob pena de restituir, de uma só vez, a importância recebida indevidamente. - Relatório de viagem (obrigatório para qualquer motivo de viagem). - Portaria de designação para auxiliar/responder. - Certidão cartorária ou declaração no relatório de viagem contendo: o serviço prestado fora da comarca de lotação com duração superior a 6 (seis) horas, se for o caso, quando o deslocamento for para localidades cuja distância seja inferior a 100 Km. - Programação de congresso/curso/seminário. - Cópia da convocação/designação para cursos/eventos. - No caso de diária com pernoite, juntar a nota fiscal original. Neste termos, pede e aguarda deferimento. Assinatura e carimbo do requerente Data: / /. Revogados os formulários SGRH 01 e SGRH 02, e alterados os formulários SGRH 03 e SGRH 04, do Anexo II, do Ato PGJ n. 45, de 15 de outubro de 2010 pelo Ato PGJ n. 09 de 24 de fevereiro de SGRH 02 - FORMULÁRIO DE REQUERIMENTO DE Página 1 de 1 Versão 00 Excelentíssimo Senhor Procurador-geral de Justiça do Estado de Goiás Nome: Cargo: Lotação: Tel/Ramal: Requer autorização para pagamento de diária(s) conforme especificado abaixo:

17 17 Data de Saída: DADOS DA VIAGEM Quantidade de Diárias com pernoite: Quantidade de Diárias sem pernoite: Data de Retorno: Origem da Viagem: Destino da Viagem: OBS: No caso da viagem contemplar vários destinos subseqüentes, favor justificar em documento anexo. MOTIVO ( ) Participação em congressos, seminários ou encontros relacionados com o exercício da função (neste caso, o servidor deverá assinar o campo autorização abaixo). ( ) Convocação para curso ( ) Serviço prestado fora da comarca de lotação ( ) Designação da Administração Superior ( ) Outro(s) Detalhar o motivo da viagem: OBS. As diárias devem ser requeridas antes da realização da viagem. AUTORIZAÇÃO Venho por meio deste requerer autorização para participar de evento, conforme informado acima. Assinatura USO EXCLUSIVO DA SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA PARA ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS No uso das atribuições delegadas pelo Procurador-geral de Justiça, defiro o pedido formulado pelo(a) requerente, autorizando-o(a) a ausentar-se de suas funções para participar do evento supracitado. Goiânia, / / Assinatura e carimbo

18 18 OBS: Os documentos abaixo especificados deverão ser encaminhados à Superintendência de Finanças, no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis, após o retorno da viagem, sob pena de restituir, de uma só vez, a importância recebida indevidamente. - Relatório de viagem (obrigatório para qualquer motivo de viagem). - Programação de congresso/curso/seminário. - Cópia da convocação/designação para cursos/eventos. - No caso de diária com pernoite, juntar a nota fiscal original.. Neste termos, pede e aguarda deferimento. Data: / / Ciente e de acordo: Assinatura do requerente Assinatura e carimbo da chefia imediata RELATÓRIO DE VIAGEM - MEMBROS 1 Identificação Nome: Cargo: Lotação: Tel/Ramal: Origem da Viagem: Destino da Viagem Data de Saída: Horário de Saída: h min Data de Retorno: Horário de Retorno: h min 2 Relatório sintético das atividades realizada

19 19 3 Observações (opcional) Este Relatório, juntamente com a documentação específica abaixo relacionada, fazem parte da Prestação de Contas, a qual deverá ser encaminhada à Controladoria Interna, no prazo máximo 15 (quinze) dias após o retorno da viagem, sob pena de restituir, de uma só vez, a importância recebida indevidamente. Relatório de viagem ( obrigatório para todos os motivos de viagem); Portaria de designação para auxiliar/responder; Certidão cartorária ou declaração no relatório de viagem contendo: o serviço prestado fora da comarca de lotação com duração superior a 6 (seis) horas, se for o caso, quando o deslocamento for para localidades cuja distância seja inferior a 100 Km; Programação de curso/congresso/seminário/encontro; Cópia de autorização/convocação/designação para o evento; Documentos comprobatórios do pernoite e de gastos com o deslocamento. Data: / /. Assinatura do membro e carimbo

20 20 RELATÓRIO DE VIAGEM - SERVIDORES 1 Identificação Nome: Cargo: Lotação: Tel/Ramal: Origem da Viagem: Destino da Viagem: Data de Saída: Horário de Saída: h min Data de Retorno: Horário de Retorno: h min 2 Relatório sintético das atividades realizadas. 3 Observações da chefia imediata (opcional) Este Relatório, juntamente com a documentação específica abaixo relacionada, fazem parte da Prestação de Contas, a qual deverá ser encaminhada à Controladoria Interna, no prazo máximo 15 (quinze) dias após o retorno da viagem, sob pena de o valor restituído, de uma só vez, ao Ministério Público a importância recebida indevidamente. Relatório de viagem ( obrigatório para todos os motivos de viagem); Programação de curso/congresso/seminário/encontro; Cópia de autorização/convocação/designação para o evento; Documentos comprobatórios do pernoite e de gastos com o deslocamento. Assinatura do servidor Data: / /. Ciente: Assinatura e carimbo da chefia imediata

21 21 Este texto não substitui os publicados nos DOMPs n. 341 em 18/10/2010, n. 528 em 28/02/2011, n. 382 em 22/12/2010, n. 428 em e 1071 em 30/10/2013.

RESOLUÇÃO N. 58, DE 20 DE JULHO DE 2010.

RESOLUÇÃO N. 58, DE 20 DE JULHO DE 2010. (Publicada no Diário da Justiça, Seção Única, de 16/08/2010, págs. 01/02) RESOLUÇÃO N. 58, DE 20 DE JULHO DE 2010. Dispõe sobre a concessão e o pagamento de diárias no âmbito do Conselho Nacional do Ministério

Leia mais

ATO Nº 017 DE 07 DE JULHO DE 2006

ATO Nº 017 DE 07 DE JULHO DE 2006 1 ATO Nº 017 DE 07 DE JULHO DE 2006 - Anexo Único alterado pelo Ato nº 30/2008 de 01/10/08, art. 1º. - Revogado implicitamente pelo Ato-PGJ nº 45/2010, de 15/10/2010, entrando em vigor: 05/04/2011 (Ato-

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE 2010 Dispõe sobre a concessão e o pagamento de diárias no âmbito do Conselho Nacional do Ministério Público, do Ministério Público da União e dos Estados e dá outras Providências.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015 Publicada no Diário da Justiça Eletrônico, nº 17, em 27/1/2015. RESOLUÇÃO Nº 545, DE 22 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre a concessão de diárias e passagens no âmbito do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 008/2012 - PGJ

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 008/2012 - PGJ PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA Publicado no D.O.E. Nº 12.629 Edição de 21 / 01 / 2012 RESOLUÇÃO Nº 008/2012 - PGJ Dispõe sobre a concessão de diárias aos servidores do Ministério Público do Estado do Rio

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 439, DE 21 DE SETEMBRO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 439, DE 21 DE SETEMBRO DE 2010 Publicada no Diário da Justiça Eletrônico em 24/9/2010. RESOLUÇÃO Nº 439, DE 21 DE SETEMBRO DE 2010 Dispõe sobre a concessão de diárias e passagens no âmbito do Supremo Tribunal Federal. O PRESIDENTE DO

Leia mais

REPUBLICADA POR ERRO MATERIAL RESOLUÇÃO N. 102/TCE-RO/2012

REPUBLICADA POR ERRO MATERIAL RESOLUÇÃO N. 102/TCE-RO/2012 REPUBLICADA POR ERRO MATERIAL RESOLUÇÃO N. 102/TCE-RO/2012 Dispõe sobre a concessão, o procedimento e a prestação de contas de diárias e passagens no âmbito do Tribunal de Contas e dá outras providências.

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 009/2013

ATO NORMATIVO Nº 009/2013 ATO NORMATIVO Nº 009/2013 Dispõe sobre a concessão e comprovação de diárias e o pagamento de indenização por despesas de transporte aos membros e servidores do Ministério Público do Estado da Bahia. O

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 152/2011

RESOLUÇÃO Nº 152/2011 RESOLUÇÃO Nº 152/2011 Dispõe sobre a concessão de diárias a Magistrados e servidores no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Acre e dá outras providências. legais e, O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR DECRETO Nº 4.076, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2008. Alterada pelo Decreto nº 16.190, de 13 de outubro de 2011. REGULAMENTA A CONCESSÃO DE DIÁRIAS AOS SERVIDORES PÚBLICOS CIVIS DO PODER EXECUTIVO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

Coordenadoria Geral do Sistema de Infra-estrutura e Logística DECRETO Nº 25.077 DE 24 DE FEVEREIRO DE 2005

Coordenadoria Geral do Sistema de Infra-estrutura e Logística DECRETO Nº 25.077 DE 24 DE FEVEREIRO DE 2005 DECRETO Nº 25.077 DE 24 DE FEVEREIRO DE 2005 Consolida as normas sobre a concessão de diárias e passagens na Administração Municipal Direta e Indireta e dá outras providências. O PREFEITO DA CIDADE DO

Leia mais

*DECRETO Nº 3328-R, DE 17 DE JUNHO DE 2013. Dispõe sobre a concessão e a prestação de contas de diárias no âmbito do Poder Executivo Estadual.

*DECRETO Nº 3328-R, DE 17 DE JUNHO DE 2013. Dispõe sobre a concessão e a prestação de contas de diárias no âmbito do Poder Executivo Estadual. (Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial de 08/07/2013) *DECRETO Nº 3328-R, DE 17 DE JUNHO DE 2013. Dispõe sobre a concessão e a prestação de contas de diárias no âmbito do Poder Executivo

Leia mais

CONSIDERANDO que deve haver compatibilidade entre o motivo do deslocamento e o interesse público;

CONSIDERANDO que deve haver compatibilidade entre o motivo do deslocamento e o interesse público; ATO DA MESA Nº 500, de 15 de julho de 2015 Dispõe sobre a concessão de diárias e passagens e a respectiva prestação de contas no âmbito da Assembleia Legislativa, e adota outras providências. A MESA DA

Leia mais

PORTARIA PGR/MPU Nº 586 DE 27 DE SETEMBRO DE 2012

PORTARIA PGR/MPU Nº 586 DE 27 DE SETEMBRO DE 2012 PORTARIA PGR/MPU Nº 586 DE 27 DE SETEMBRO DE 2012 Dispõe sobre a concessão de diárias e passagens aos membros e servidores do Ministério Público da União. O PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA, no uso da atribuição

Leia mais

Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória

Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Vitória INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03/2009 Dispõe sobre os procedimentos para realização de despesas com concessão de passagens e diárias

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 265/2009

RESOLUÇÃO Nº 265/2009 RESOLUÇÃO Nº 265/2009 EMENTA: Dispõe sobre a concessão e pagamento de diárias a magistrados e servidores, no âmbito do Poder Judiciário do Estado de Pernambuco, e dá outras providências. A CORTE ESPECIAL

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO CEARÁ Autarquia Federal criado pela Lei Nº 5.905/73 Filiado ao Conselho Internacional de Enfermeiros Genebra

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO CEARÁ Autarquia Federal criado pela Lei Nº 5.905/73 Filiado ao Conselho Internacional de Enfermeiros Genebra DECISÃO COREN/CE Nº 04/2011 INSTITUI NORMAS GERAIS PARA O PAGAMENTO DE DIÁRIAS E A CONCESSÃO DE PASSAGENS NO ÂMBITO DO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO CEARÁ- COREN/CE, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O CONSELHO

Leia mais

ATO N 83/2009. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO N 83/2009. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO N 83/2009 Regulamenta a compra de passagens e a concessão de diárias no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região e dá outras providências. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO

Leia mais

PORTARIA Nº 979/2009. RESOLVE editar a seguinte Portaria:

PORTARIA Nº 979/2009. RESOLVE editar a seguinte Portaria: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Gabinete da Procuradora Chefe PORTARIA Nº 979/2009 Disciplina, no âmbito da PR/SP, o procedimento de encaminhamento das solicitações de diárias. A PROCURADORA CHEFE DA PROCURADORIA

Leia mais

Portaria nº 37, de 13 de abril de 2009.

Portaria nº 37, de 13 de abril de 2009. Portaria nº 37, de 13 de abril de 2009. Disciplina os procedimentos para concessão de diárias e passagens, no âmbito da Fundação Cultural Palmares. O PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO CULTURAL PALMARES, no uso das

Leia mais

DECISÃO COREN-SP/DIR/02/2011 Homologada através da Decisão COFEN nº 0215/2011, de 09/11//2011.

DECISÃO COREN-SP/DIR/02/2011 Homologada através da Decisão COFEN nº 0215/2011, de 09/11//2011. DECISÃO COREN-SP/DIR/02/2011 Homologada através da Decisão COFEN nº 0215/2011, de 09/11//2011. Regulamenta o pagamento de diárias e o fornecimento de passagens para conselheiros, empregados públicos e

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº010/UNIR/PROPLAN/2014 DE 02 DE JUNHO DE 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº010/UNIR/PROPLAN/2014 DE 02 DE JUNHO DE 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº010/UNIR/PROPLAN/2014 DE 02 DE JUNHO DE 2014. Regulamenta o processo de solicitação, autorização, concessão e prestação de contas de diárias e passagens no âmbito da Fundação Universidade

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE GABINETE DA PRESIDÊNCIA *RESOLUÇÃO N.º 41/2013-TJ, DE 17 DE JULHO DE 2013

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE GABINETE DA PRESIDÊNCIA *RESOLUÇÃO N.º 41/2013-TJ, DE 17 DE JULHO DE 2013 PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE GABINETE DA PRESIDÊNCIA *RESOLUÇÃO N.º 41/2013-TJ, DE 17 DE JULHO DE 2013 Dispõe sobre a concessão e o pagamento de diárias a magistrados

Leia mais

ATO N 339/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO N 339/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO N 339/2013 Regulamenta a concessão de diárias e a aquisição de passagens aéreas no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região e dá outras providências. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.992, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2006. Dispõe sobre a concessão de diárias no âmbito da administração federal direta, autárquica

Leia mais

I - Proposto: pessoa que viaja e presta contas da viagem realizada;

I - Proposto: pessoa que viaja e presta contas da viagem realizada; 1 PORTARIA MEC 403/2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 403, DE 23 DE ABRIL DE 2009 Dispõe sobre a solicitação, autorização, concessão e prestação de contas de diárias, passagens

Leia mais

Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu

Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2014 - FOZPREV DATA: 5 de junho de 2014 SÚMULA: Regulamenta critérios de participação em eventos externos e procedimentos para a utilização de diárias de viagem e passagens custeadas

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou e eu PREFEITO MUNICIPAL sanciono a presente LEI: SEÇÃO I.

A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou e eu PREFEITO MUNICIPAL sanciono a presente LEI: SEÇÃO I. LEI Nº 2927/2014 Estabelece o Regime de Diárias e Adiantamentos do Poder Legislativo, normas para o pagamento de despesas e revoga a Lei nº. 2.887/2014. A CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO, ESTADO DO PARANÁ decretou

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA GOVERNADORIA

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA GOVERNADORIA DECRETO N.15964, DE 14 DE JUNHO DE 2011. DIÁRIO N 1754 PUBLICADO EM 15 DE JUNHO DE 2011. Dispõe sobre a Regulamentação da Concessão de Diárias, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA,

Leia mais

DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014.

DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014. DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014. Regulamenta a Lei nº 2.054 de 12 de junho de 2014 para dispor sobre o custeio de transporte, hospedagem e alimentação do colaborador eventual e do profissional técnico

Leia mais

DECRETO Nº 13.169 DE 12 DE AGOSTO DE 2011[Download]

DECRETO Nº 13.169 DE 12 DE AGOSTO DE 2011[Download] DECRETO Nº 13.169 DE 12 DE AGOSTO DE 2011[Download] Dispõe sobre a concessão de diárias no âmbito da Administração Pública direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo Estadual, e dá outras providências.

Leia mais

LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014

LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014 LEI Nº 1326/2014 De 10 de dezembro de 2014 Dispõe sobre concessão de diária aos Vereadores e servidores que menciona e dá outras providências. A Câmara Municipal de Piranguinho aprovou e eu, Prefeito Municipal,

Leia mais

DECRETO Nº 13.169 DE 12 DE AGOSTO DE 2011

DECRETO Nº 13.169 DE 12 DE AGOSTO DE 2011 1 de 8 19/8/2015 12:34 Voltar Imprimir "Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial do Estado." DECRETO Nº 13.169 DE 12 DE AGOSTO DE 2011 Dispõe sobre a concessão de diárias no âmbito da Administração

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.118/2015

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.118/2015 RESOLUÇÃO CFM Nº 2.118/2015 (Publicada no D.O.U. de 3 de março 2015, Seção I, p. 135) Normatiza os procedimentos para pagamento de diária nacional e internacional, auxílio de representação e verba indenizatória

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA PORTARIA Nº 41, DE 25 DE JUNHO DE 2014. Alterada pela Portaria PGR/MPU nº 33, de 30 de abril de 2015 Alterada pela Portaria PGR/MPU nº 60, de

Leia mais

O PRESIDENTE DO CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO, no uso de suas atribuições regimentais,

O PRESIDENTE DO CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO, no uso de suas atribuições regimentais, ATO N. 107/2009 CSJT.GP.SE PODER JUDICIÁRIO CONSELHO SUPERIOR DA Regulamenta a concessão de diárias e a aquisição de passagens aéreas no âmbito da Justiça do Trabalho de primeiro e segundo graus. O PRESIDENTE

Leia mais

RESOLUÇÃO N 47, DE 9 DE MAIO DE 2013

RESOLUÇÃO N 47, DE 9 DE MAIO DE 2013 RESOLUÇÃO N 47, DE 9 DE MAIO DE 2013 Dispõe sobre os deslocamentos a serviço no âmbito do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e dos Conselhos de Arquitetura e Urbanismo dos Estados e

Leia mais

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 16, DE 24/03/2015.

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 16, DE 24/03/2015. DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 16, DE 24/03/2015. Dispõe sobre diárias e deslocamentos a serviço, no âmbito do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás (CAU/GO) e dá outras providências. O Conselho

Leia mais

O TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA OITAVA REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, e

O TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA OITAVA REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, e TRT DA 8ª REGIÃO PROCESSO TRT Nº 1020/2001 RESOLUÇÃO Nº 118/2002 APROVA nova regulamentação de concessão de diárias e passagens aos magistrados e servidores da Justiça do Trabalho da Oitava Região, revogandose

Leia mais

Art. 3º. A concessão de diárias fica condicionada a existência de disponibilidade orçamentária e financeira.

Art. 3º. A concessão de diárias fica condicionada a existência de disponibilidade orçamentária e financeira. LEI Nº 3466/2014, DE 08 DE ABRIL DE 2014. DISPÕE SOBRE AS VIAGENS OFICIAIS E A CONCESSÃO DE DIÁRIAS AOS VEREADORES E SERVIDORES DO PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

DECRETO Nº 5.910 DE 24 DE OUTUBRO DE 1996

DECRETO Nº 5.910 DE 24 DE OUTUBRO DE 1996 DECRETO Nº 5.910 DE 24 DE OUTUBRO DE 1996 Regulamenta os artigos 68 a 71, da Lei n 6.677, de 26 de setembro de 1994, que dispõe sobre a concessão de diárias aos servidores públicos civis da administração

Leia mais

O COLÉGIO DE PROCURADORES DE JUSTIÇA, órgão da Administração Superior do Ministério Público do Estado do Pará, no uso de suas atribuições legais,

O COLÉGIO DE PROCURADORES DE JUSTIÇA, órgão da Administração Superior do Ministério Público do Estado do Pará, no uso de suas atribuições legais, RESOLUÇÃO Nº 008/2011 CPJ, DE 30 DE JUNHO DE 2011 (Publicada no Diário Oficial nº 31948. Edição de 4/7/2011) (Errata publicada no Diário Oficial nº 31950. Edição de 6/7/2011) Dispõe sobre a concessão e

Leia mais

O COLÉGIO DE PROCURADORES DE JUSTIÇA, órgão da Administração Superior do Ministério Público do Estado do Pará, no uso de suas atribuições legais,

O COLÉGIO DE PROCURADORES DE JUSTIÇA, órgão da Administração Superior do Ministério Público do Estado do Pará, no uso de suas atribuições legais, (Publicada no Diário Oficial nº 31948. Edição de 4/7/2011) (Errata publicada no Diário Oficial nº 31950. Edição de 6/7/2011) Dispõe sobre a concessão e o pagamento de diárias aos servidores do Ministério

Leia mais

Resolução nº 001, de 17 de julho de 2015. Capítulo I - Das Diárias

Resolução nº 001, de 17 de julho de 2015. Capítulo I - Das Diárias Resolução nº 001, de 17 de julho de 2015. Dispõe sobre a concessão e o pagamento de diárias, passagens e locomoção no âmbito da SCPar Porto de Imbituba S.A. e estabelece outras providências. A Diretoria

Leia mais

Instrução Normativa 001/2010-SCI, de 12 de janeiro de 2010

Instrução Normativa 001/2010-SCI, de 12 de janeiro de 2010 Instrução Normativa 001/2010-SCI, de 12 de janeiro de 2010 Disciplina os procedimentos, no âmbito da Administração Direta e Indireta, para fins de concessão de diárias e de passagens a servidores e a colaboradores

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO ASSESSORIA INTERNACIONAL REGULAMENTO GERAL PARA AFASTAMENTO DE SERVIDOR DO INSTITUTO FEDERAL GOIANO PARA

Leia mais

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS DIÁRIAS

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS DIÁRIAS PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS DIÁRIAS 1 CONCEITO Diária é uma indenização que faz jus o servidor ou agente político que se deslocar, temporariamente, da respectiva localidade onde tem exercício, a serviço

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO RESOLUÇÃO Nº 124/CSJT, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2013

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO RESOLUÇÃO Nº 124/CSJT, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2013 CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO RESOLUÇÃO Nº 124/CSJT, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2013 Regulamenta a concessão de diárias e a aquisição de passagens aéreas no âmbito da Justiça do Trabalho de primeiro

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01/2013 DE 20 DE FEVEREIRO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 01/2013 DE 20 DE FEVEREIRO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 01/2013 DE 20 DE FEVEREIRO DE 2013. INSTITUI E REGULAMENTA O PAGAMENTO DA DIARIA DE VIAGENS AOS SERVIDORES E VEREADORES DA CÂMARA MJUNICIPAL DE ALVORADA DO NORTE, E DÁ OUTRRAS PROVIDENCIAS.

Leia mais

Parágrafo único. Entende-se por sede, para os efeitos deste Decreto, a cidade, vila ou localidade onde o servidor estiver em exercício.

Parágrafo único. Entende-se por sede, para os efeitos deste Decreto, a cidade, vila ou localidade onde o servidor estiver em exercício. Decreto 446-6 de Fevereiro de 2015 Publicado no Diário Oficial nº. 9388 de 9 de Fevereiro de 2015 Súmula: Normas para o deslocamento dos servidores civis e militares da Administração Direta e Autárquica

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/2013 SISTEMA: ADMINISTRATIVO ASSUNTO: CONCESSÃO DE DIÁRIAS E INDENIZAÇÃO POR DESPESAS DE TRANSPORTE

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/2013 SISTEMA: ADMINISTRATIVO ASSUNTO: CONCESSÃO DE DIÁRIAS E INDENIZAÇÃO POR DESPESAS DE TRANSPORTE INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/2013 SISTEMA: ADMINISTRATIVO ASSUNTO: CONCESSÃO DE DIÁRIAS E INDENIZAÇÃO POR DESPESAS DE TRANSPORTE 1. Esta Instrução tem por objetivo estabelecer orientações e procedimentos

Leia mais

Art. 3º A diária será devida pela metade nos seguintes casos:

Art. 3º A diária será devida pela metade nos seguintes casos: Orientações para Solicitação e Prestação de Contas de Diárias de acordo com o Decreto nº 3328-R, de 17 de junho de 2013. DIÁRIAS Diárias são indenizações pagas antecipadamente para cobrir despesas com

Leia mais

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE

NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE RESOLUÇÃO Nº 058/2012 NORMAS PARA SOLICITAÇÃO, AUTORIZAÇÃO, CONCESSÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE TRANSPORTE, PASSAGENS, HOSPEDAGEM E ADIANTAMENTO AOS CONSELHEIROS DE SAÚDE O Conselho Municipal de Saúde,

Leia mais

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA MIMISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL - ADA PORTARIA NORMATIVA Nº 01, DE 22 DE MARÇO DE 2005. Aprova a Norma de Procedimentos Nº 02, que visa normatizar a Concessão de Diárias e Passagens e Prestação de Contas

Leia mais

DEFENSORIA PÚBLICA-GERAL DE MATO GROSSO DO SUL

DEFENSORIA PÚBLICA-GERAL DE MATO GROSSO DO SUL RESOLUÇÃO DPGE N.º 015/2007, DE 29 DE OUTUBRO DE 2007. Regulamenta o parágrafo único do artigo 59 da Lei n. 3.156, de 27 de dezembro de 2005, dispõe sobre o pagamento de diárias para indenização de despesas

Leia mais

DELIBERAÇÃO N.º 806/2013

DELIBERAÇÃO N.º 806/2013 DELIBERAÇÃO N.º 806/2013 Ementa: Delibera acerca da verba de representação, disciplina o pagamento de diárias, jetons e ressarcimento de despesas pelo CRF-PR e dá outras providências. A Presidente do Conselho

Leia mais

DISPÕE SOBRE VIAGEM A SERVIÇO E CONCESSÃO DIÁRIA DE VIAGEM, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS

DISPÕE SOBRE VIAGEM A SERVIÇO E CONCESSÃO DIÁRIA DE VIAGEM, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS RESOLUÇÃO Nº 003/20130 03/2013 DISPÕE SOBRE VIAGEM A SERVIÇO E CONCESSÃO DIÁRIA DE VIAGEM, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS Ricardo Afonso Veloso, Presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI - 04

INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI - 04 INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI - 04 DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DE DIÁRIAS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ. VERSÃO : 01 DATA: 22/03/2012 ATO APROVAÇÃO: Instrução Normativa SCI Nº 001/2010 UNIDADE RESPONSÁVEL:

Leia mais

DECRETO Nº 596/2009 D E C R E T A

DECRETO Nº 596/2009 D E C R E T A Alterado pelo Decreto nº 1724/11 DECRETO Nº 596/2009 Regulamenta a Lei nº 989/2009, que dispõe sobre a forma de pagamento de despesas de viagens através da liberação de diárias. O PREFEITO MUNICIPAL DE

Leia mais

DELIBERAÇÃO Nº 101/2014

DELIBERAÇÃO Nº 101/2014 DELIBERAÇÃO Nº 101/2014 Ementa: Dispõe sobre o pagamento de jetons e diárias no Conselho Regional de Farmácia do Estado do Espírito Santo e revoga as Deliberações n.º 14 e 16 de 2014. O PLENÁRIO DO CONSELHO

Leia mais

PORTARIA AD-Nº 362, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2010

PORTARIA AD-Nº 362, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2010 PORTARIA AD-Nº 362, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2010 Ementa: Altera a Norma Interna que trata da concessão de passagens e diárias do Confea. O Vice-Presidente no exercício da Presidência do Conselho Federal de

Leia mais

PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009

PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009 PORTARIA UFERSA/GAB Nº 428/2009, 04 de Maio de 2009 O Reitor da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, no uso das atribuições que lhe confere o Decreto do Ministério da Educação de 30 de julho de 2008,

Leia mais

PORTARIA Nº 053/2015, de 26 de Fevereiro de 2015

PORTARIA Nº 053/2015, de 26 de Fevereiro de 2015 PORTARIA Nº 053/2015, de 26 de Fevereiro de 2015 Expede normas para a concessão de diárias e passagens no âmbito do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais Câmpus Muriaé. A

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/DIR/2012 ESTABELECE AS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE CONCESSÃO DE ADIANTAMENTO, PARA COMPENSAR FUTURAS DESPESAS COM HOSPEDAGEM, LOCOMOÇÃO URBANA E ALIMENTAÇÃO, DE ALUNOS, TÉCNICOS,

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL DA 17ª REGIÃO. RESOLUÇÃO Nº 109/2014 De 25 de outubro de 2014

CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL DA 17ª REGIÃO. RESOLUÇÃO Nº 109/2014 De 25 de outubro de 2014 CONSELHO REGIONAL DE SERVIÇO SOCIAL DA 17ª REGIÃO RESOLUÇÃO Nº 109/2014 De 25 de outubro de 2014 Ementa: Institui a concessão de diárias para conselheiros(as), funcionários, assessores e convidados(as)

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá

Universidade Estadual de Maringá R E S O L U Ç Ã O N 111/2012-CAD CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, nesta Reitoria, no dia 27/4/2012. Isac Ferreira Lopes, Secretário. Fixa sistemática para pagamento

Leia mais

NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM. Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011

NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM. Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011 NOVO DECRETO DE DIÁRIAS DE VIAGEM Decreto nº. 45.618, de 09 de junho de 2011 Belo Horizonte, agosto de 2011 Agenda Diretrizes da Alteração Organização da Norma Alterações Principais Outras Alterações O

Leia mais

Diário Oficial Eletrônico

Diário Oficial Eletrônico ESTADO DO PIAUÍ CONSÓRCIO REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA PLANÍCIE LITORÂNEA PIAUIENSE Diário Oficial Eletrônico DA PLANÍCIE LITORÂNEA PIAUIENSE D0e nº 58/ CRIADO PELA RESOLUÇÃO PLENÁRIA Nº 003, DE 19 DE

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL ESTADO DO MARANHÃO PODER EXECUTIVO ANO CI Nº 055 SÃO LUÍS, TERÇA-FEIRA, 20 DE MARÇO DE 2007 EDIÇÃO DE HOJE: 14 PÁGINAS SUMÁRIO

DIÁRIO OFICIAL ESTADO DO MARANHÃO PODER EXECUTIVO ANO CI Nº 055 SÃO LUÍS, TERÇA-FEIRA, 20 DE MARÇO DE 2007 EDIÇÃO DE HOJE: 14 PÁGINAS SUMÁRIO ESTADO DO MARANHÃO DIÁRIO OFICIAL PODER EXECUTIVO ANO CI Nº 055 SÃO LUÍS, TERÇA-FEIRA, 20 DE MARÇO DE 2007 EDIÇÃO DE HOJE: 14 PÁGINAS SUMÁRIO Poder Executivo... 01 Secretaria de Estado da Administração

Leia mais

RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 11/2013. (Texto compilado com as alterações promovidas pelas Resoluções Administrativas nº 20/2013, 32/2013 e 18/2014)

RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 11/2013. (Texto compilado com as alterações promovidas pelas Resoluções Administrativas nº 20/2013, 32/2013 e 18/2014) RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 11/2013 (Texto compilado com as alterações promovidas pelas Resoluções Administrativas nº 20/2013, 32/2013 e 18/2014) Regulamenta a concessão de diárias e a aquisição de passagens

Leia mais

DECRETO JUDICIÁRIO Nº 135/2009

DECRETO JUDICIÁRIO Nº 135/2009 DECRETO JUDICIÁRIO Nº 135/2009 Dispõe sobre o registro e controle da freqüência dos servidores do Poder Judiciário. PUBLICADO NO DIÁRIO DO PODER JUDICIÁRIO NO DIA 24 DE AGOSTO DE 2009. A PRESIDENTE DO

Leia mais

SISTEMA DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS - SCDP

SISTEMA DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS - SCDP SISTEMA DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS - SCDP O Sistema de Concessão SCDP é um sistema informatizado, acessado via Internet, que integra as atividades de concessão, registro, acompanhamento, gestão

Leia mais

RESOLUÇÃO CFN N 521/2013

RESOLUÇÃO CFN N 521/2013 Página 1 de 5 RESOLUÇÃO CFN N 521/2013 Dispõe sobre a concessão de diárias, ajudas de custo e outros subsídios no âmbito dos Conselhos Federal e Regionais de Nutricionistas e dá outras providências. O

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 25/2014 Regulamenta a política de afastamento para qualificação e capacitação do Pessoal Técnico- Administrativo,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE GESTÃO ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE GESTÃO ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE GESTÃO ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA RESOLUÇÃO Nº 01/2011 Regulamenta a capacitação de Pessoal Técnico-

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31389 de 31/03/2009

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31389 de 31/03/2009 DIÁRIO OFICIAL Nº. 31389 de 31/03/2009 GABINETE DA GOVERNADORA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº_03 /2009. O Defensor Público Geral do Estado do Pará, no uso de atribuições previstas

Leia mais

PORTARIA PGR/MPU N.º 707, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2006.

PORTARIA PGR/MPU N.º 707, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2006. PORTARIA PGR/MPU N.º 707, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2006. Regulamenta a jornada de trabalho, o controle de freqüência, serviços extraordinários dos servidores do Ministério Público da União e dá outras providências.

Leia mais

IV quando o servidor ficar hospedado em imóvel pertencente ao Estado ou que esteja sob administração do mesmo ou de suas entidades.

IV quando o servidor ficar hospedado em imóvel pertencente ao Estado ou que esteja sob administração do mesmo ou de suas entidades. DECRETO N. 18.728, DE 27 DE MARÇO DE 2014. Dispõe sobre a Regulamentação da Concessão de Diárias no âmbito da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo Estadual, incluindo Autarquias, Empresas

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 448, DE 22 DE ABRIL DE 2015 Documento nº 00000.022337/2015-62

RESOLUÇÃO N o 448, DE 22 DE ABRIL DE 2015 Documento nº 00000.022337/2015-62 RESOLUÇÃO N o 448, DE 22 DE ABRIL DE 2015 Documento nº 00000.022337/2015-62 Dispõe sobre os procedimentos e critérios para concessão de Licença para Capacitação no âmbito da Agência Nacional de Águas ANA

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro Número 25-22 de dezembro de 2009 - Extraordinário

Universidade Federal do Rio de Janeiro Número 25-22 de dezembro de 2009 - Extraordinário B M OLETI Universidade Federal do Rio de Janeiro Número 25-22 de dezembro de 2009 - Extraordinário REITORIA PROF. ALOISIO TEIXEIRA Reitor PROFª SYLVIA DA SILVEIRA MELLO VARGAS Vice-Reitor PROF. JOÃO EDUARDO

Leia mais

Prof Dr. Antonio Guedes Rangel Junior

Prof Dr. Antonio Guedes Rangel Junior RESOLUÇÃO/UEPB/CONSEPE/065/2014 Regulamenta o processo de afastamento para capacitação de Docentes da UEPB. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE, da UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB,

Leia mais

RESOLUÇÃO PRESI 24 DE 05 DE DEZEMBRO DE 2014

RESOLUÇÃO PRESI 24 DE 05 DE DEZEMBRO DE 2014 TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO RESOLUÇÃO PRESI 24 DE 05 DE DEZEMBRO DE 2014 Regulamenta as indenizações a magistrados e servidores da Justiça Federal da 1ª Região em mudança de domicílio por interesse

Leia mais

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Objetivo: A presente norma tem por objetivo formalizar e agilizar os pedidos de diária e passagem a serviço da entidade bem como

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO (Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial de 03/11/2011) DECRETO Nº 2888-R, DE 01 DE NOVEMBRO DE 2011 Regulamenta o Art. 57, III, da Lei Complementar nº 46, de 31 de janeiro de 1994. O GOVERNADOR

Leia mais

REGULAMENTO DE VIAGENS, CONCESSÃO DE DIÁRIAS E DESPESAS

REGULAMENTO DE VIAGENS, CONCESSÃO DE DIÁRIAS E DESPESAS REGULAMENTO DE VIAGENS, CONCESSÃO DE DIÁRIAS E DESPESAS Dispõe sobre a concessão de diárias e despesas pagas aos funcionários, colaboradores, consultores, prestadores de serviços e Diretores da Associação

Leia mais

PROVIMENTO Nº 29/2007

PROVIMENTO Nº 29/2007 PROVIMENTO Nº 29/2007 Cria o Programa de Treinamento e Desenvolvimento Funcional dos servidores do Ministério Público do Estado do Ceará e estabelece normas para o seu funcionamento. O PROCURADOR-GERAL

Leia mais

Redação do caput do Art. 6º e do caput e inciso I de seu 1º dada pelo Decreto nº 45.258, de 22/12/09.

Redação do caput do Art. 6º e do caput e inciso I de seu 1º dada pelo Decreto nº 45.258, de 22/12/09. DECRETO Nº 44.448, de 26 de janeiro de 2007 Dispõe sobre viagem a serviço e concessão de diária a servidor dos órgãos da administração pública direta, autárquica e fundacional, e dá outras providências.

Leia mais

RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 82/2007 Dispõe sobre o afastamento de magistrados para participar de cursos ou seminários de aperfeiçoamento e estudos.

RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 82/2007 Dispõe sobre o afastamento de magistrados para participar de cursos ou seminários de aperfeiçoamento e estudos. RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 82/2007 Dispõe sobre o afastamento de magistrados para participar de cursos ou seminários de aperfeiçoamento e estudos. CERTIFICO E DOU FÉ que o Pleno do Egrégio Tribunal Regional

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.169, DE 23 DE AGOSTO DE 2011

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.169, DE 23 DE AGOSTO DE 2011 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.169, DE 23 DE AGOSTO DE 2011 Disciplina o afastamento de servidores docentes e técnico-administrativos

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 004, de 14 de março de 2.002

RESOLUÇÃO nº 004, de 14 de março de 2.002 UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE Av. Castelo Branco, 170 -CEP 88.509-900 - Lages - SC - Cx. P. 525 - Fone (0XX49) 251-1022 Fax 251-1051 RESOLUÇÃO nº 004, de 14 de março de 2.002 Estabelece normas para

Leia mais

ATO PGJ N. 17, DE 20 DE MAIO DE 2015

ATO PGJ N. 17, DE 20 DE MAIO DE 2015 - Alterado os 4º, 6º, 7º e 8º pelo Ato-PGJ n. 30-2015, art. 1º. - Alterado o artigo 7º e o anexo III pelo Ato-PGJ n. 34-2015, arts. 1º e 2º. ATO PGJ N. 17, DE 20 DE MAIO DE 2015 Institui e regulamenta

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP Instrução nº 2552 Dispõe sobre o ressarcimento de diárias e transporte aos Senhores Funcionários, quando em viagem a serviço, reuniões, eventos e treinamentos dentro e fora do Estado, formalmente convocados

Leia mais

Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX. Custo

Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX. Custo Código: MAP-DIFIN-003 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX Elaborado por: Gerência de Execução Orçamentária Aprovado por: Diretoria de Finanças e Informação de Custo 1 OBJETIVO Padroniza e orienta os

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 012, DE 20 DE MAIO DE 2014 Estabelece normas para o afastamento de servidores

Leia mais

ATO REGULAMENTAR N. 18/2012-GPGJ

ATO REGULAMENTAR N. 18/2012-GPGJ ATO REGULAMENTAR N. 18/2012-GPGJ Dispõe sobre a regulamentação de registro e controle biométrico, por meio de impressão digital, de frequência dos servidores do Ministério Público do Estado do Maranhão.

Leia mais

ATO DO 1º SECRETÁRIO Nº 2, DE 2013.

ATO DO 1º SECRETÁRIO Nº 2, DE 2013. ATO DO 1º SECRETÁRIO Nº 2, DE 2013. Regulamenta o controle do cumprimento da jornada e do horário de trabalho pelos servidores do Senado Federal, nos termos do Ato da Comissão Diretora nº 7, de 2010. O

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº01/2013-SUGEP Regulamenta as normas para concessão do Auxílio

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 248/2009

RESOLUÇÃO Nº 248/2009 RESOLUÇÃO Nº 248/2009 PROCESSO Nº 07588/2009-000-07-00-0 TIPO: Processo Administrativo PARTE 1: PROPOSIÇÃO DO PRESIDENTE DO TRT 7ª REGIÃO PARTE 2: TRIBUNAL PLENO Vistos, relatados e discutidos os presentes

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 048/2009 TODAS AS UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS. Secretário Executivo do Núcleo Sistêmico. Novo Decreto de Concessão de Diárias

ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 048/2009 TODAS AS UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS. Secretário Executivo do Núcleo Sistêmico. Novo Decreto de Concessão de Diárias ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 048/2009 UNIDADE ORÇAMENTÁRIA: TODAS AS UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS RESPONSÁVEL: Secretário Executivo do Núcleo Sistêmico ASSUNTO: Novo Decreto de Concessão de Diárias No dia 14 de agosto

Leia mais