Realização Coordenação Geral Coordenação de Ensino a Distância

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Realização Coordenação Geral Coordenação de Ensino a Distância"

Transcrição

1 Realização Coordenação Geral Coordenação de Ensino a Distância

2 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO EM GESTÃO CULTURAL 3 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 4 RECURSOS HUMANOS E TÉCNICOS 11 CONTRAPARTIDA LOCAL 11 CONTATOS 12

3 1. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO EM GESTÃO CULTURAL O Programa de Formação em Gestão Cultural para Pontos de Cultura faz parte de um convênio de mútua cooperação e colaboração entre a Comunidade Santo Antônio e o Ministério da Cultura/Programa Cultura Viva que tem como objeto a formação em Gestão Cultural para os gestores dos Pontos de Cultura do Brasil. Tal iniciativa contempla ações formativas presenciais e processos complementares de educação a distância (utilizando internet), possibilitando a formação colaborativa entre Pontos de Cultura, professores, monitores e parceiros, compartilhando experiências de maneira planejada (estudo direcionado). As aulas estão divididas em duas etapas: presencial e a distância. Para os encontros presenciais, com duração de três dias cada, foram convidados professores especialistas em temas relacionados aos eixos temáticos propostos, com experiências conceituais e práticas nas diversas áreas do conhecimento. Após o encontro presencial, os alunos participam do processo formativo utilizando plataforma de EAD (Ensino a Distância). O processo formativo a distância é composto de: a) curso a distância com duração de dois meses para aprofundamento dos temas abordados nas aulas presenciais e complementação de disciplinas e abordagens; b) fornecimento de midiateca permanente e atualizada mensalmente com textos, artigos, vídeos e documentos norteadores da ação cultural em transversalidade com outras áreas; c) espaço virtual para troca de conhecimentos, discussão sobre temas específicos, motivação à participação dos Pontos para que continuem investindo na qualificação de seus membros e a utilizarem as demais ferramentas e veículos de comunicação e participação do Programa Cultura Viva. O Programa de Formação em Gestão Cultural tem como objetivo principal, qualificar e instrumentalizar os Pontos de Cultura, colaborando para desenvolver competências para: Compreender o contexto cultural onde estão inseridos. Estabelecer diagnósticos, planejar e propor ações culturais consistentes. Garantir a sustentabilidade de suas iniciativas. Facilitar os processos de circulação de informações culturais, a gestão compartilhada o trabalho em redes culturais. Facilitar a interlocução com os diferentes agentes culturais do mercado e do Estado. Compreender os mecanismos administrativos, jurídicos e a prestação de contas de um projeto.

4 2. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 2.1. PRESENCIAL 1º dia Abertura oficial/apresentação do programa - presencial e a distância Módulo 1: Gestão Cultural e Planejamento Estratégico Ementa: A profissionalização do campo da gestão cultural, o cenário contemporâneo e as novas possibilidades de atuação no setor de cultura, suas interfaces e os princípios inerentes a essa profissão. Novos conceitos e referenciais teóricos e práticos. Organização de instituições culturais a partir de uma nova dinâmica do setor cultural, com base em pesquisa, planejamento estratégico, plano de ação, plano de sustentabilidade e projetos. Professor: Romulo Avelar Currículo: Administrador, produtor e gestor cultural. Atuou em empresas como Fiat, MBR e Teatro Alterosa, e na área pública, como Diretor de Promoção da Fundação Clóvis Salgado e Presidente da Comissão Técnica de Análise de Projetos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura. Consultor de diversos grupos e entidades culturais e Assessor de Planejamento do Grupo Galpão e do Grupo do Beco. Autor do livro O Avesso da Cena: Notas sobre Produção e Gestão Cultural. 2º dia Módulo 2: Economia da Cultura: oferta, distribuição, fruição, monitoramento e avaliação Ementa: Discussão sobre formas de monitoramento e, conseqüentemente, as avaliações dos resultados das atividades de instituições culturais. Apresentação de instrumentos orientadores para um sistema de monitoramento e avaliação contínuo. Análise de critérios e parâmetros referenciais que possam munir o setor de dados e indicadores para avaliação, tanto de políticas quanto de programas e projetos culturais. Professora: Ana Carla Fonseca Currículo: Ana Carla Fonseca Reis é Administradora Pública pela Fundação Getulio Vargas de São Paulo; Economista, Mestre em Administração de Empresas e Doutoranda em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo, liderou projetos globais de marketing com base na América Latina, em Londres e Milão. Fundadora da empresa Garimpo de Soluções economia, cultura e desenvolvimento (www.garimpodesolucoes.com.br), Consultora em economia criativa para a ONU, curadora dos congressos Creative Clusters (Reino Unido) e Creative Cities Summit 2.0 (Estados Unidos), diretora temática de seminários nacionais e internacionais, autora de Marketing Cultural e Financiamento da Cultura, de Economia da Cultura e Desenvolvimento Sustentável (Prêmio Jabuti 2007 em Economia, Administração e

5 Negócios), e co-editora de Economia Criativa como Estratégia de Desenvolvimento. Professora: Ana Flávia Machado Currículo: Graduou-se em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (1985), mestrado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1993) e doutorado em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000). Atualmente é Professora Associada da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia da Cultura e Economia do Trabalho, atuando principalmente nos seguintes temas: consumo de cultura, cidades criativas, economia da informação, mercado de trabalho, pobreza e desigualdade. Em 2009, fez curso de especialização Economics of Art and Culture organizado pela European Science Days, em Steyr, Áustria. Publicou mais 20 vinte artigos em periódicos acadêmicos nacionais e internacionais na área de Economia, entre eles, em co-autoria com Sibelle Diniz, o primeiro artigo elaborado por pesquisadores brasileiros no Journal of Cultural Economics, intitulado Analysis of the Consumption of Artistic-Cultural Goods and Services in Brazil. 3º dia Módulo 3 - Gestão Jurídico-Financeira / Prestação de Contas Ementa: Apresentação da legislação básica e conceitos jurídicos pertinentes. Aspectos teóricos e práticos. Prestação de contas. Estudos de casos. Professor: Otávio Pedersoli Currículo: Otávio Pedersolli é Coordenador de Direito Constitucional da Escola Superior de Advocacia da OAB/MG; Professor Titular de Direito Constitucional da Faculdade Metropolitana; Mestrando em Direito Público pela PUC/Minas; Graduado em Direito pela UFMG; autor do livro Aventuras da Doutora Constituição CURSO A DISTÂNCIA (Seis módulos ministrados em 2 meses subsequentes) Fórum de discussão na plataforma EAD INSPIRE: A proposta do curso à distância é dar continuidade ao processo formativo iniciado no formato presencial e contribuir para o estabelecimento de um diálogo mais permanente entre os Pontos de Cultura. Dinâmica: Publicação de três textos de referência de professores convidados e questões provocativas para o debate. Módulo 1 - Adaptação EAD INSPIRE (05 dias) Ementa: Quebrar resistências de uma aprendizagem virtual e estabelecer uma relação

6 amigável com a tecnologia. Analisar os vários pontos da plataforma do curso, otimizar a utilização de seus recursos e explicitar a metodologia de aprendizagem adotada. Por fim, apresentar o curso, detalhar o conteúdo de cada aula, os nomes e currículos dos profissionais envolvidos em sua concepção pedagógica e fazer um exercício prático no Fórum. Professor: Diego Ribeiro Currículo: Graduado em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda (2007), atua na área cultural desde Produtor cultural, atualmente trabalha na Rubim Produções. Foi gerente de difusão social do CeMAIS - Centro Mineiro de Alianças Intersetoriais (www.cemais.org.br) e assessor de comunicação do projeto Plug Minas - Centro de Formação e Experimentação (www.plugminas.mg.gov.br), trabalhando na OSCIP Instituto Cultural Sérgio Magnani. Participou da concepção e desenvolvimento da plataforma EAD DUO, da qual foi gestor até o janeiro de Módulo 2 Gestão financeira: Prestação de contas (12 dias) Ementa: Apresentação da legislação básica e conceitos jurídicos pertinentes. Aspectos teóricos e práticos. Prestação de contas passo a passo. Estudos de casos. Professor: Diana Gebrim Currículo: Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Ouro Preto (OAB/MG ); especialista em Gestão Cultural pela Universidade UNA de Belo Horizonte; Sócia da Diversidade Consultoria, desde 2006 trabalha como gestora cultural, consultora em desenvolvimento e planejamento jurídico, administrativo- financeiro e em direito autoral e do entretenimento, produção executiva e relações internacionais de projetos artísticos e culturais, realizados através de leis e mecanismos de incentivo à cultura, convênios, fundos e recursos privados. Está na equipe de diversos projetos, dentre eles os longas-metragens Os Residentes, de Tiago Mata Machado, O Céu sobre os Ombros de Sérgio Borges, A Falta que me Faz, Acácio e Aboio de Marília Rocha e Deserto Azul de Éder Santos, das mostras de cinema e festivais tais como Mostra Jean Rouch, do Balafon, FAN 2007, da Fundação Municipal de Cultura e Forumdoc.bh (de 2007 a 2011), da Associação Filmes de Quintal. Foi também professora de Gestão de Projetos para os Ponto de Cultura aprovados no edital 2009 da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais e escreve no Editorial Direito e Cultura do Jornal Letras. Módulo 3 Política Cultural (12 dias) Ementa: A disciplina visa dar aos estudantes noções sobre: conceitos de cultura; fatores que estão fazendo da cultura um tema relevante na atualidade; conceitos básicos de política cultural; direitos humanos e direitos culturais; componentes e formação histórica das políticas culturais; e campos de ação da política cultural. Professor: Gustavo Jardim

7 Currículo: Artista visual e gestor cultural. Realiza vídeos documentários, filmes experimentais, instalações e construção de roteiros multimídia. Coordena projetos nas áreas da Arte, Tecnologia e Cultura, como o REPIA Residência de Pesquisa Interdisciplinar Avançada. Bacharel em Relações Internacionais pela PUC-Minas, com extensão no curso de Comunicação Social. Estudou Cinema Etnográfico na Universidade de Toronto. É fundador e integra do coletivo artístico DuRolo, em Belo Horizonte. É professor em cursos ligados à produção e gestão cultural de universidades e colaborador junto a organizações do terceiro setor ligadas ao audiovisual em Minas Gerais. Foi fundador do Contato Centro de Referência da Juventude, onde permaneceu diretor por oito anos. É diretor dos filmes Rivadavia 2010 e A Hora do Primeiro Tiro entre outros. Dirigiu também os programas Mediações Culturais e Viva Cultura Viva, série disponibilizada na internet. Autor de artigos e aplicativo virtual (E.AR Espaço de Aprendizado em Rede) sobre produção colaborativa e aprendizado em rede, trabalha como educador em programas de formação de artística. Módulo 4 Economia Solidária e Sustentabilidade (12 dias) Ementa: Apresentar e discutir fundamentos, princípios e conceitos da Economia Solidária; a relação Economia Solidária e Sustentabilidade; Compartilhar a diversidade de conhecimentos, linguagens e experiências vivenciadas pelo movimento de economia solidária no Brasil, abrangendo aspectos econômicos, políticos, sociais e culturais da nossa realidade; estudo de casos de empreendimentos autogestionários e práticas sustentáveis. Professores: Enio Dutra e Ana Flávia Macedo Currículos: Enio Dutra: Engenheiro eletricista da Cemig (até 1996); Formação em Análise Institucional e Esquizoanálise pelo Instituto Félix Guattari; Participação no curso EAD de multiplicadores de DLIS (desenvolvimento local integrado e sustentável) e outros. Foi presidente do Sindieletro/MG; coordenador do Orçamento Participativo da prefeitura de BH (1994/1996) e de João Monlevade; coordenador do Fórum de Participação Popular da PBH (1995/96); Instrutor de programas de capacitação em gestão social de conselheiros municipais e regionais (MG e SP); instrutor do curso de planejamento cultural, do programa Oficina de Cultura da SEC/MG ; Participou da comissão organizadora 1a e 2a feiras mineiras de Economia Solidária; Coordenou projetos de constituição de grupos de geração de trabalho e renda na perspectiva da Economia Solidária, como assessor da ong O Movimento do Graal no Brasil; foi secretário executivo do Fórum Mineiro de Economia Solidária; coordenador estadual da ADS (Agencia de Desenvolvimento Solidário da CUT/MG /07); assessor de economia solidária e cooperativismo da FETRAF/MG (Federação dos Trabalhadores da AgriculturaFamiliardeMG-2006/07). Ana Flávia Macedo: Gestora cultural há mais de 15 anos, atuando nas áreas pública, privada e no terceiro setor. Cursou história na UFMG e diversos cursos na área cultural

8 na Fundação João Pinheiro em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura/MG e com o Observatório de Políticas Culturais da USP. Foi Assessora de Planejamento (6 anos) e Diretora de Planejamento e Orçamento (3 anos) da Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais. Atuou com instrutora em cursos de Formação de Agentes Culturais; de Planejamento e Gestão da Cultura; Elaboração e desenvolvimento de projetos culturais; e de Política Cultural. Coordenou projetos de constituição de grupos de geração de trabalho e renda na perspectiva da Economia Solidária, como assessora da ong O Movimento do Graal no Brasil, e foi Secretária Executiva do Fórum Mineiro de Economia Solidária, participando da Comissão Organizadora das 1a e 2a feiras mineiras de Economia Solidária. Atualmente é analista de projetos sociais da Associação Municipal de Assistência Social AMAS, onde, entre outras atividades, faz a gestão do convênio do Ponto de Cultura da instituição. Módulo 5 Planejamento e Cultura (12 dias) Ementa: Análise do ambiente organizacional e do processo de planejamento na gestão da cultura. Professor: José Wanderley Novato-Silva Currículo: Sociólogo, mestre em Administração e Doutor em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, onde também realiza trabalhos de consultoria e pesquisa envolvendo organizações do Terceiro Setor e outras do setor público e privado. Professor dos cursos de Comunicação e Administração da PUCMinas, também lecionou em diversos cursos de pós-graduação na área de gestão cultural, gestão de marketing e gestão estratégica pela Fundação Clóvis Salgado, Fundação João Pinheiro, Fundação Dom Cabral e IEC/PUCMinas. Como pesquisador publicou inúmeros artigos em livros, revistas e congressos no Brasil e no exterior. Sua experiência profissional inclui tanto passagens por organizações como a Duo Informação e Cultura e K.S. Projetos Sócio-Culturais como Petrobrás e Fiat Automóveis, além de desenvolver atividades de consultoria em organizações de diversos setores. Módulo 6 Redes Sociais e Comunicação (12 dias) Ementa: Introdução à teoria das redes. Conectividade, auto-organização e dinâmicas de colaboração horizontal. Aspectos teóricos da organização em rede. Aspectos práticos relativos à criação, animação e gestão de redes sociais - com ênfase especial nos processos de cooperação cultural. Experiências brasileiras de redes no campo da cultura. Professor: Cássio Martinho Currículo: Jornalista e consultor em gestão de redes para uma série de instituições governamentais e ONGs. É professor do curso de Comunicação Social da Faculdade Estácio de Sá, de Belo Horizonte, e de cursos de pós-graduação, como Gestão Social (Fundação João

9 Pinheiro), Gestão Cultural (Centro Universitário UNA), Políticas públicas para juventude (PUC-MG) e Ensino e Pesquisa no campo da arte e da cultura (UEMG-Escola Guignard), entre outros. Autor do livro Redes - uma introdução às dinâmicas da conectividade e da auto-organização (WWF Brasil, Brasília, 2003). 2.3 CARGA HORÁRIA Presencial: 24 horas A distância: 65 horas (estimativa) 2.4 METODOLOGIA Curso presencial A metodologia do curso propõe a utilização dos seguintes recursos didáticos: aulas expositivas, apresentação de estudos de casos, projetos e utilização de recursos tecnológicos como multimídia e internet. Os conteúdos buscam aliar conhecimentos teóricos e práticos que levarão à reflexão e a instrumentalização específica no campo da gestão cultural. Curso a distância Os cursos são criados tendo em vista o atendimento às necessidades pessoais e profissionais de cada usuário, além de possuir um calendário apropriado para essa modalidade de aprendizagem. Nos cursos a distância utilizados pela plataforma da empresa responsável contratada, o modelo pedagógico é o que os especialistas chamam de Modelo 50/50 ( wrap around ), em que metade das atividades envolve auto-instrução (leitura de textos e artigos de especialistas) e outra metade envolve aprendizagem colaborativa e a criação de uma comunidade virtual (debates entre professores e alunos por meio de um fórum de discussão). A melhor forma de um site de EAD auxiliar na criação de uma comunidade virtual é proporcionado pelo formato e conteúdo disponibilizado: seja pela navegabilidade e interface amigável, seja pelas informações consistentes, atuais e relevantes ao aprendizado. Para tanto, seu design e apresentação são fundamentais. Há uma atenção especial à criação de um cronograma de aulas, com tópicos bem definidos e tarefas divididas por aula/atividade. A plataforma de educação a distância da Inspire Gestão Cultural, possui ambientes para fórum de debates, midiateca (biblioteca digital multimídia), mural (espaço virtual destinado à troca de mensagens entre alunos) além de contar, também, com área para cadastro de perfil dos participantes e do Cafezinho, espaço de diálogos informais, com o objetivo de integração da turma. O material didático é acessível via plataforma EAD e via arquivo eletrônico no formato Portable Document Format (PDF) opção Versão para impressão disponível no ambiente

10 virtual de aulas. O aluno deve fazer a leitura do conteúdo para então participar do Fórum de Debates. Em cada uma das disciplinas um professor fica disponível para participação no Fórum durante o período das aulas e respondem às dúvidas dos alunos, comentam textos, propõem análises, comparam e complementam questões. A escolha por uma metodologia de formação a distância busca responder às necessidades de uma formação continuada e aprofundada, que consiga acompanhar os gestores nos desafios e atividades cotidianas, motivando-os à continuidade de seus trabalhos. Seleção dos alunos A escolha dos gestores para cursar os módulos presencial e a distancia será feita pelo próprio Ponto de Cultura. Requisitos: Ser gestor/membro de um Ponto de Cultura e ter acesso à um computador conectado à internet. Sistemas de Avaliação A leitura dos conteúdos e a participação no fórum de debates são obrigatórias para que o aluno obtenha certificado de conclusão do curso. Os relatórios quantitativos de acompanhamento de acessos ao curso e participação no Fórum, são gerados automaticamente pelo sistema administrador. A análise qualitativa é feita diariamente pela Monitoria e a partir de questões levantadas nos Questionários de Avaliação. Os alunos são notificados de forma personalizada, buscando uma comunicação objetiva para suprir as necessidades individuais de aprendizado. Professores e coordenação pedagógica avaliarão o contexto geral das discussões de cada módulo permitindo, ao final do curso, a avaliação do aproveitamento geral da turma. Controle de Freqüência Módulo Presencial: Lista de Presença Módulo a distância: O controle de freqüência é feito a partir do relatório de acessos à plataforma, que é gerado automaticamente pelo sistema, propiciando um acompanhamento diário das participações dos alunos. Indicadores de Desempenho O indicador de desempenho dos alunos para sua certificação é trabalhado de forma quantitativa, conforme indicado no item anterior (controle de frequência); e qualitativa através da participação nos fóruns (sistema de fomento ao debate através de perguntas postadas pelos professores). Certificação

11 É outorgada uma certificação de curso livre aos alunos que cumprirem as metas estabelecidas para cada modo 3. RECURSOS HUMANOS E TÉCNICOS A equipe do Programa de Formação em Gestão Cultural é composta de Coordenação Geral, Coordenação de Conteúdos, Monitorias, Suporte Técnico, Docentes especialistas no tema de cada curso, web designer, Produção Executiva e assistente de produção. 4. CONTRAPARTIDA LOCAL Para a realização do curso, contamos com a parceria do Programa Mais Cultura das Secretarias Estaduais de Cultura em: 1. Espaço para a realização do curso equipado com computador e projetor multimídia; 2. Lanche para os alunos. Dois por dia durante três dias e; 3. Auxílio na divulgação do curso junto aos Pontos de Cultura.

12 5. CONTATOS COMUNIDADE SANTO ANTONIO - COMUNA SA Contatos: Patricia Faria ou Christiane Birchal Rua Antônio Torres, 53, Sagrada Família, BH Cep Fone: (31) Celular: (31) Patricia Faria INSPIRE GESTÃO CULTURAL Contato: Maria Helena Cunha (coordenadora) ou Bruno Gomes Fone: (31) Celular: (31)

Realização Coordenação Geral Coordenação de Ensino a Distância

Realização Coordenação Geral Coordenação de Ensino a Distância Realização Coordenação Geral Coordenação de Ensino a Distância SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO EM GESTÃO CULTURAL 3 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 4 RECURSOS HUMANOS E TÉCNICOS 11 CONTRAPARTIDA LOCAL

Leia mais

GUIA DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO EM GESTÃO CULTURAL PARA OS PONTOS DE CULTURA DO BRASIL. Realização

GUIA DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO EM GESTÃO CULTURAL PARA OS PONTOS DE CULTURA DO BRASIL. Realização GUIA DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO EM GESTÃO CULTURAL PARA OS PONTOS DE CULTURA DO BRASIL Realização Coordenação Geral Coordenação de Ensino a Distância SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO EM GESTÃO

Leia mais

Pontão de Cultura. Guia do Programa de Formação em Gestão Cultural para os Pontos de Cultura do Brasil. Paraíba

Pontão de Cultura. Guia do Programa de Formação em Gestão Cultural para os Pontos de Cultura do Brasil. Paraíba Pontão de Cultura Guia do Programa de Formação em Gestão Cultural para os Pontos de Cultura do Brasil Paraíba 2014 SUMÁRIO 1. Apresentação do Programa de Formação em Gestão Cultural 3 2. Conteúdo Programático

Leia mais

Pontão de Cultura. Guia do Programa de Formação em Gestão Cultural para os Pontos de Cultura do Brasil. Maranhão

Pontão de Cultura. Guia do Programa de Formação em Gestão Cultural para os Pontos de Cultura do Brasil. Maranhão Pontão de Cultura Guia do Programa de Formação em Gestão Cultural para os Pontos de Cultura do Brasil Maranhão 2013 SUMÁRIO 1. Apresentação do Programa de Formação em Gestão Cultural 3 2. Conteúdo Programático

Leia mais

Pontão de Cultura. Guia do Programa de Formação em Gestão Cultural para os Pontos de Cultura do Brasil. Mato Grosso

Pontão de Cultura. Guia do Programa de Formação em Gestão Cultural para os Pontos de Cultura do Brasil. Mato Grosso Pontão de Cultura Guia do Programa de Formação em Gestão Cultural para os Pontos de Cultura do Brasil Mato Grosso Outubro de 2013 SUMÁRIO 1. Apresentação do Programa de Formação em Gestão Cultural 3 2.

Leia mais

Guia do Aluno. Curso a Distância (EAD) Patrimônio Imaterial: fortalecendo o Sistema Nacional

Guia do Aluno. Curso a Distância (EAD) Patrimônio Imaterial: fortalecendo o Sistema Nacional Curso a Distância (EAD) Patrimônio Imaterial: fortalecendo o Sistema Nacional Guia do Aluno 2013 1 SUMÁRIO 1 Apresentação... 3 1.1 O GUIA... 3 1.2 - INTRODUÇÃO AO CURSO... 3 1.3 OBJETIVOS... 4 2 - Conteúdo

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

SEMINÁRIO SISTEMA INTERMUNICIPAL DE CAPACITAÇÃO EM PLANEJAMENTO E GESTÃO LOCAL PARTICIPATIVA PORTO ALEGRE - 21 A 23 DE NOVEMBRO/2007

SEMINÁRIO SISTEMA INTERMUNICIPAL DE CAPACITAÇÃO EM PLANEJAMENTO E GESTÃO LOCAL PARTICIPATIVA PORTO ALEGRE - 21 A 23 DE NOVEMBRO/2007 SEMINÁRIO SISTEMA INTERMUNICIPAL DE CAPACITAÇÃO EM PLANEJAMENTO E GESTÃO LOCAL PARTICIPATIVA PORTO ALEGRE - 21 A 23 DE NOVEMBRO/2007 Informações gerais da cidade Ofertas de capacitação Demandas de capacitação

Leia mais

Escola de Políticas Públicas

Escola de Políticas Públicas Escola de Políticas Públicas Política pública na prática A construção de políticas públicas tem desafios em todas as suas etapas. Para resolver essas situações do dia a dia, é necessário ter conhecimentos

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL Eixos Temáticos, Diretrizes e Ações Documento final do II Encontro Nacional de Educação Patrimonial (Ouro Preto - MG, 17 a 21 de julho

Leia mais

MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital Objetivo do curso:

MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital Objetivo do curso: Com carga horária de 420 horas o curso MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no curso: 04) para avaliação nos

Leia mais

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: Profissionais graduados, que lidam ou estejam interessados em atuar com gestão e marketing de serviços.

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: Profissionais graduados, que lidam ou estejam interessados em atuar com gestão e marketing de serviços. A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Realização de rodas de conversa e de troca de conhecimento para intercâmbio do que foi desenvolvido e produzido.

Realização de rodas de conversa e de troca de conhecimento para intercâmbio do que foi desenvolvido e produzido. Realização de rodas de conversa e de troca de conhecimento para intercâmbio do que foi desenvolvido e produzido. Criar novos mecanismos de intercâmbio e fortalecer os programas de intercâmbio já existentes,

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: Graduados em nível superior que atuam ou pretendem atuar na docência em instituições de ensino superior.

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: Graduados em nível superior que atuam ou pretendem atuar na docência em instituições de ensino superior. A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 462, de 10/09/2012. VIGÊNCIA: 10/09/2012 POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 1/6 ÍNDICE

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Tecnólogo em Sistemas para Internet FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

PLANO SETORIAL DE DANÇA. DOCUMENTO BASE: Secretaria de Políticas Culturais - SPC Fundação Nacional de Artes FUNARTE Câmaras Setoriais de Dança

PLANO SETORIAL DE DANÇA. DOCUMENTO BASE: Secretaria de Políticas Culturais - SPC Fundação Nacional de Artes FUNARTE Câmaras Setoriais de Dança PLANO SETORIAL DE DANÇA DOCUMENTO BASE: Secretaria de Políticas Culturais - SPC Fundação Nacional de Artes FUNARTE Câmaras Setoriais de Dança MARÇO DE 2009 CAPÍTULO I DO ESTADO FORTALECER A FUNÇÃO DO ESTADO

Leia mais

MESTRADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS. 1.1 Matriz Curricular Disciplinas obrigatórias

MESTRADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS. 1.1 Matriz Curricular Disciplinas obrigatórias MESTRADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS 1.1 Matriz Curricular Disciplinas obrigatórias C/H Memória Social 45 Cultura 45 Seminários de Pesquisa 45 Oficinas de Produção e Gestão Cultural 45 Orientação

Leia mais

PROGRAMA DO CURSO DE FORMAÇÃO EM ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA (OPC)

PROGRAMA DO CURSO DE FORMAÇÃO EM ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA (OPC) PROGRAMA DO CURSO DE FORMAÇÃO EM ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA (OPC) Realização: INSTITUTO DO SER Orientação Profissional e de Carreira em parceria com o INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO DE NEGÓCIOS

Leia mais

PROGRAMA DO CURSO DE FORMAÇÃO EM ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA (OPC)

PROGRAMA DO CURSO DE FORMAÇÃO EM ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA (OPC) PROGRAMA DO CURSO DE FORMAÇÃO EM ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA (OPC) Realização: INSTITUTO DO SER Orientação Profissional e de Carreira em parceria com o INSTITUTO BRASILEIRO DE GESTÃO DE NEGÓCIOS

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Tecnologia em Sistemas para Internet FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: Curso RESTRITO a graduados com formação em Direito.

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: Curso RESTRITO a graduados com formação em Direito. A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com.

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com. A pós-graduação é fundamental para manter-se bem colocado no mercado de trabalho e para aperfeiçoar competências profissionais. Além de enriquecer o currículo, este tipo de especialização ajuda a melhorar

Leia mais

ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO

ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Políticas públicas: a cultura como fator de desenvolvimento econômico

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Projetos 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que apontam a

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DO CAMPO COM ÊNFASE EM ECONOMIA SOLIDÁRIA EJA CAMPO/ECOSOL Nível: Especialização Modalidade: Presencial / A distância

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DO CAMPO COM ÊNFASE EM ECONOMIA SOLIDÁRIA EJA CAMPO/ECOSOL Nível: Especialização Modalidade: Presencial / A distância EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DO CAMPO COM ÊNFASE EM ECONOMIA SOLIDÁRIA EJA CAMPO/ECOSOL Nível: Especialização Modalidade: Presencial / A distância Parte 1 Código / Área Temática 34/Educação de Jovens e

Leia mais

ANEXO I. Plano de Trabalho

ANEXO I. Plano de Trabalho ANEXO I Plano de Trabalho As Propostas Técnicas para a implementação do Curso de Especialização de Saúde da Família e do Curso de Especialização em Gestão da Atenção Básica apresentadas pelas instituições

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

Público Alvo: Investimento. Disciplinas:

Público Alvo: Investimento. Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher TERMO DE REFERENCIA Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher Supervisão Geral No âmbito do Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher, conveniado com a Secretaria Especial

Leia mais

3.1 Planejar, organizar logística e tecnicamente das Oficinas temáticas de formação da Agentes de Prevenção e seus parceiros locais.

3.1 Planejar, organizar logística e tecnicamente das Oficinas temáticas de formação da Agentes de Prevenção e seus parceiros locais. EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 10/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 10/2012 TIPO: MELHOR TÉCNICA O Centro de Promoção da Saúde, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita

Leia mais

A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS

A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS São Paulo SP Maio 2012 Setor Educacional Educação Corporativa Classificação das Áreas

Leia mais

DOUTORADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS

DOUTORADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS DOUTORADO EM MEMÓRIA SOCIAL E BENS CULTURAIS DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS Tópicos Avançados em Memória Social 45 Tópicos Avançados em Cultura 45 Tópicos Avançados em Gestão de Bens Culturais 45 Seminários

Leia mais

REGULAMENTO SEMANA UEMG

REGULAMENTO SEMANA UEMG REGULAMENTO SEMANA UEMG Belo Horizonte, abril de 2015 0 SUMÁRIO CAPÍTULO I DA SEDE, DATA E DA INSTITUIÇÃO PROMOTORA... 2 CAPÍTULO II DA ABRANGÊNCIA DA SEMANA UEMG... 2 CAPÍTULO III DOS OBJETIVOS... 2 CAPÍTULO

Leia mais

Judiciário e Políticas Públicas ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013

Judiciário e Políticas Públicas ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013 Judiciário e Políticas Públicas ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944

Leia mais

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD.

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 203. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. GESTÃO EAD Os currículos deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico

Leia mais

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso AUTO-AVALIAÇAO INSTITUCIONAL DO CURSO DE PEDAGOGIA FACED-UFAM / Professores Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso Objetivos do Curso 01 - Tenho conhecimento do Projeto Pedagógico do Curso.

Leia mais

Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão Objetivo do curso:

Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão Objetivo do curso: Com carga horária de 720 horas o curso Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros

Leia mais

Profissionais graduados em Psicologia e Medicina que tenham interesse em atuar na área do trabalho e organizacional.

Profissionais graduados em Psicologia e Medicina que tenham interesse em atuar na área do trabalho e organizacional. A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Desafios e Perspectivas para o Orçamento Participativo

Desafios e Perspectivas para o Orçamento Participativo Desafios e Perspectivas para o Orçamento Participativo A Experiência de Belo Horizonte Claudinéia Ferreira Jacinto Secretaria Municipal Adjunta de Planejamento, Orçamento e Informação Prefeitura de Belo

Leia mais

MBA Executivo. Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça

MBA Executivo. Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça 1 O Instituto COPPEAD: O Instituto COPPEAD oferece o curso de especialização

Leia mais

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTOS DOS CONSELHOS ESCOLARES PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Arcos Dorados

MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Arcos Dorados MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Arcos Dorados MBA ESTRATÉGIAS PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Sustentabilidade deixou de ser uma escolha e tornou-se premissa fundamental para a competitividade

Leia mais

Regulamento de Estágio Curricular

Regulamento de Estágio Curricular Regulamento de Estágio Curricular REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR O presente regulamento normatiza o Estágio Curricular em acordo com a Lei nº 11.788, de 25/09/2008, componente do Projeto Pedagógico

Leia mais

Objetivo do curso: Formar profissionais qualificados na gestão comercial, possibilitando assim o crscimento individual e corporativo.

Objetivo do curso: Formar profissionais qualificados na gestão comercial, possibilitando assim o crscimento individual e corporativo. O Curso de Tecnologia em Gestão Comercial tem por finalidade formar profissionais na área de Gestão Comercial, embasando-os de conhecimentos técnicos, científicos e gerenciais. Desenvolvendo capacidades

Leia mais

RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008

RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008 CONSUC Parecer 12/2008 Aprovado em 02/12/2008 RESOLUÇÃO N 012, de 02 de dezembro de 2008 Cria o Núcleo de Educação a Distância (NEAD) e aprova seu Regimento Interno O DIRETOR GERAL DA FACULDADE DAS AMÉRICAS,

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2013 INTRODUÇÃO: O presente trabalho apresenta a relação de Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu a serem reorganizados no

Leia mais

O Projeto Casa Brasil de inclusão digital e social

O Projeto Casa Brasil de inclusão digital e social II Fórum de Informação em Saúde IV Encontro da Rede BiblioSUS O Projeto Casa Brasil de inclusão digital e social Maria de Fátima Ramos Brandão Outubro/2007 1 Apresentação O Projeto Casa Brasil Modelos

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. Termo de Referência. Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico

Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. Termo de Referência. Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher Termo de Referência Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico No âmbito do Programa Pernambuco Trabalho e Empreendedorismo da Mulher conveniado

Leia mais

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância A Escola A ENAP pode contribuir bastante para enfrentar a agenda de desafios brasileiros, em que se destacam a questão da inclusão e a da consolidação da democracia. Profissionalizando servidores públicos

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Introdução à Pedagogia Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º 1 - Ementa (sumário, resumo) A disciplina se constitui como

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 O Observatório de Favelas torna pública, por meio desta chamada, as normas do processo de seleção de alunos para

Leia mais

DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP

DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP São Paulo - SP - maio 2011 Rita Maria Lino Tarcia, Universidade Federal

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS 1 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS SUMÁRIO INTERATIVO ENTENDENDO SOBRE O PROGRAMA TELECURSO TEC... 3 ÁREAS DE ESTUDO DO TELECURSO

Leia mais

Plano de Ensino. DIRETOR(A) GERAL DO CAMPUS: Ana Rita Kraemmer da Fontoura DIRETOR (A) DE ENSINO: Alessandro Bazzan DOCENTE(A): Gustavo Griebler

Plano de Ensino. DIRETOR(A) GERAL DO CAMPUS: Ana Rita Kraemmer da Fontoura DIRETOR (A) DE ENSINO: Alessandro Bazzan DOCENTE(A): Gustavo Griebler Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Tecnólogo em Sistemas para Internet FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL UNIDADE SANTO AMARO São Paulo, fevereiro de 2012 NOSSA MISSÃO Proporcionar acesso a um ensino de qualidade para diferentes segmentos da população, criando vínculos fortes e duradouros

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Tecnólogo em Sistemas para Internet FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

e construção do conhecimento em educação popular e o processo de participação em ações coletivas, tendo a cidadania como objetivo principal.

e construção do conhecimento em educação popular e o processo de participação em ações coletivas, tendo a cidadania como objetivo principal. Educação Não-Formal Todos os cidadãos estão em permanente processo de reflexão e aprendizado. Este ocorre durante toda a vida, pois a aquisição de conhecimento não acontece somente nas escolas e universidades,

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - NEAD

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - NEAD REGULAMENTO DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - NEAD A política de Educação a Distância EAD está claramente expressa em diversos documentos e regulamentos internos da instituição Regulamento do NEAD Os

Leia mais

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica Edital 1/2014 Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica A (PoloSul.org) torna pública a presente chamada e convida os interessados para apresentar propostas de incubação

Leia mais

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil Fernando Jose Spanhol, Dr www.egc.ufsc.br www.led.ufsc.br O Sistema UAB Denominação representativa genérica para a rede

Leia mais

Projeto Escola com Celular

Projeto Escola com Celular Projeto Escola com Celular Rede Social de Sustentabilidade Autores: Beatriz Scavazza, Fernando Silva, Ghisleine Trigo, Luis Marcio Barbosa e Renata Simões 1 Resumo: O projeto ESCOLA COM CELULAR propõe

Leia mais

O MBA CONTROLLER foi lançado em 1994 e é o mais tradicional MBA do mercado brasileiro

O MBA CONTROLLER foi lançado em 1994 e é o mais tradicional MBA do mercado brasileiro MBA Controller Ao cursar o MBA CONTROLLER FIPECAFI/ANEFAC, o aluno convive com pessoas de diferentes perfis entre os mais diversos segmentos de mercado e com a experiência profissional exigida para que

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Público - alvo O MBA em Marketing Estratégico é indicado para profissionais com experiência profissional mínima de três anos, com formação universitária em qualquer área e

Leia mais

Programa de vivência, criação e circulação artística e cultural. Programa de vivência, criação e circulação artística e cultural

Programa de vivência, criação e circulação artística e cultural. Programa de vivência, criação e circulação artística e cultural 1 1. Apresentação // 4 2. Objetivos e metas // 8 3. Estratégia - Música e Economia criativa // 9 4. Temáticas // 9 5. Programas // 10 6. Projetos Especiais // 10 7. Conselho gestor // 11 1. Apresentação

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014 A CPA (Comissão Própria De Avaliação) apresentou ao MEC, em março de 2015, o relatório da avaliação realizada no ano de 2014. A avaliação institucional, realizada anualmente, aborda as dimensões definidas

Leia mais

DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E COMUNICAÇÃO (Tecnologia, Inclusão Digital e Comunicação)

DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E COMUNICAÇÃO (Tecnologia, Inclusão Digital e Comunicação) DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E COMUNICAÇÃO (Tecnologia, Inclusão Digital e Comunicação) OBJETIVOS E METAS 1. Garantir a inclusão digital, instalando computadores nas escolas públicas de ensino fundamental

Leia mais

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ESTUDOS E PESQUISAS SOBRE DESATRES CEPED/RS CURSO DE EXTENSÃO

Leia mais

Apoio ao Desenvolvimento da Educação Especial

Apoio ao Desenvolvimento da Educação Especial Programa 0049 DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO ESPECIAL Objetivo Ampliar e melhorar a oferta de atendimento aos portadores de necessidades educativas especiais. Público Alvo Alunos com necessidades educativas

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012

SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012 SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2º Semestre de 2012 COORDENAÇÃO GERAL Diretor Geral Prof. Adalberto Miranda Distassi Coordenadoria Geral de Estágios Prof. Ricardo Constante Martins Coordenador

Leia mais

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do Dimensão 2 As políticas para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão e as respectivas normas de operacionalização, incluídos os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, as bolsas de

Leia mais

Formação de recursos humanos em saúde: tecnologias de informação e comunicação como recurso didático no Programa FAIMER Brasil

Formação de recursos humanos em saúde: tecnologias de informação e comunicação como recurso didático no Programa FAIMER Brasil ARTIGO Formação de recursos humanos em saúde: tecnologias de informação e comunicação como recurso didático no Programa FAIMER Brasil AUTORES Vera Lúcia Garcia Dra. em Distúrbios da Comunicação Humana

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Tecnólogo em Sistemas para Internet FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

Boas Práticas de Gestão Internacional dos Governos Subnacionais Brasileiros

Boas Práticas de Gestão Internacional dos Governos Subnacionais Brasileiros Encontro Cooperação Internacional Descentralizada do Brasil Boas Práticas de Gestão Internacional dos Governos Subnacionais Brasileiros Prefeitura de Belo Horizonte Histórico das Relações Internacionais

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 1º Fica aprovado, conforme anexo, o Regulamento da Coordenação de Ensino a Distância do Centro Universitário Franciscano do Paraná.

RESOLUÇÃO. Artigo 1º Fica aprovado, conforme anexo, o Regulamento da Coordenação de Ensino a Distância do Centro Universitário Franciscano do Paraná. RESOLUÇÃO CONSEPE 14/2006 Referenda a aprovação do Regulamento da Coordenação de Ensino a Distância do Centro Universitário Franciscano do Paraná. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA N.º

TERMO DE REFERÊNCIA N.º MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE DIRETORIA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL, DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA COORDENAÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

DESCRIÇÃO DA PLATAFORMA

DESCRIÇÃO DA PLATAFORMA DESCRIÇÃO DA PLATAFORMA Descrição da plataforma A efaculdade é uma plataforma de aprendizagem a distância, desenvolvida por profissionais brasileiros com o intuito de atender às necessidades de nossas

Leia mais

OFICINAS DE FORMAÇÃO EM ECONOMIA SOLIDÁRIA: Porto Velho, 26 de agosto de 2006.

OFICINAS DE FORMAÇÃO EM ECONOMIA SOLIDÁRIA: Porto Velho, 26 de agosto de 2006. Fórum Rondoniense de Economia Solidária Projeto de Desenvolvimento Local e Economia Solidária OFICINAS DE FORMAÇÃO EM ECONOMIA SOLIDÁRIA: Porto Velho, 26 de agosto de 2006. OBJETIVO GERAL: Levar a todas

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA:2013 EMENTA OBJETIVOS

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA:2013 EMENTA OBJETIVOS EIXO TECNOLÓGICO:Ensino Superior Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Licenciatura em Física FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( x ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

X Encontro Nacional de Escolas de Governo

X Encontro Nacional de Escolas de Governo X Encontro Nacional de Escolas de Governo Painel Cursos de pós-graduação nas escolas de governo A experiência da Enap na oferta de cursos de pós-graduação lato sensu Carmen Izabel Gatto e Maria Stela Reis

Leia mais

Trilha 4 Diversidade e Conteúdo Matriz GERAL de sistematização

Trilha 4 Diversidade e Conteúdo Matriz GERAL de sistematização Trilha 4 Diversidade e Conteúdo Matriz GERAL de sistematização coordenador: Lisandro Zambenedetti Granville relatores: Francele Cocco e Lucas Farinella Pretti A) Questões-chave SUSTENTABILIDADE DE PRODUTORES

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios CURSO: Bacharelado em Administração MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO PLANO DE ENSINO FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO O curso de Pós-graduação Lato Sensu Especialização em Propriedade Intelectual e Inovação faz parte do Programa de Capacitação dos

Leia mais

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para:

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para: Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para: Técnico em Informática na Formação de Instrutores Carga Horária: 1000 horas Estágio Curricular:

Leia mais

Carga horária e duração. O curso tem carga horária de 360 horas/aula. Duração: aproximadamente 24 meses Horário: terças e quintas 7h às 9h30

Carga horária e duração. O curso tem carga horária de 360 horas/aula. Duração: aproximadamente 24 meses Horário: terças e quintas 7h às 9h30 Pós-Graduação em Gestão do Entretenimento Público-alvo Indicado para profissionais que atuam com entretenimento e cultura tanto em produtoras de cinema, de eventos e de conteúdo, centros culturais, consultorias

Leia mais

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA Quando focalizamos o termo a distância, a característica da não presencialidade dos sujeitos, num mesmo espaço físico e ao mesmo tempo, coloca se como um

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO ESCOLAR (Ênfase em Coordenação Pedagógica) PROJETO PEDAGÓGICO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO ESCOLAR (Ênfase em Coordenação Pedagógica) PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO ESCOLAR (Ênfase em Coordenação Pedagógica) PROJETO PEDAGÓGICO Campo Limpo Paulista 2012 1 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO ESCOLAR Marcos Legais Resolução

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Com carga horária de 480 horas o curso Enfermagem do Trabalho é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no

Com carga horária de 480 horas o curso Enfermagem do Trabalho é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no Com carga horária de 480 horas o curso Enfermagem do Trabalho é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no curso: 04) para avaliação nos diversos pólos, atividades

Leia mais