1T15 São Paulo, Brasil, 7 de maio de A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia ) (LLIS3), empresa do setor de vestuário e

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1T15 São Paulo, Brasil, 7 de maio de A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia ) (LLIS3), empresa do setor de vestuário e"

Transcrição

1 São Paulo, Brasil, 7 de maio de A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia ) (LLIS3), empresa do setor de vestuário e acessórios de alto padrão no Brasil, apresenta seus resultados do primeiro trimestre de 2015 () de acordo com as normas internacionais de contabilidade (IFRS). Tendo em vista a incorporação das ações da Dudalina S.A. ( Dudalina ) pela Companhia no quarto trimestre de 2014 (4T14), são apresentadas abaixo demonstrações financeiras da Companhia de maneira a permitir a comparabilidade com períodos anteriores. Ao final deste relatório há uma reconciliação entre o resultado pró-forma e combinado. Maiores detalhes acerca das demonstrações financeiras consolidadas e próforma podem ser encontradas no site da Companhia (www.restoque.com.br).

2 São Paulo, Brasil, 7 de maio de A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia ) (LLIS3), empresa do setor de vestuário e acessórios de alto padrão no Brasil, apresenta seus resultados do primeiro trimestre de 2015 () de acordo com as normas internacionais de contabilidade (IFRS). Tendo em vista a incorporação das ações da Dudalina S.A. ( Dudalina ) pela Companhia no quarto trimestre de 2014 (4T14), são apresentadas abaixo demonstrações financeiras da Companhia de maneira a permitir a comparabilidade com períodos anteriores. Ao final deste relatório há uma reconciliação entre o resultado pró-forma e combinado. Maiores detalhes acerca das demonstrações financeiras consolidadas e próforma podem ser encontradas no site da Companhia (www.restoque.com.br). Crescimento de +6,8% na Receita Líquida combinada Crescimento no Canal Atacado de +10,2% (Restoque +46,2%) EBITDA R$ 76,5 milhões (+13,4%) Teleconferência de Resultados Data: 8 de Maio de 2015 (Sexta-Feira) Horário: 9h00 (horário de Brasília) / 8h00 (horário de NY) Telefone de conexão: +55 (11) Código de acesso: Restoque Telefone para replay: +55 (11) (código:restoque) Terceiro trimestre consecutivo de crescimento em mesmas lojas para Le Lis Blanc, e o quarto para Bo.Bô., com Dudalina e John John apresentando evolução em comparação com o 4T14; Crescimento de vendas de 10,2% no canal atacado, com +46,2% nas marcas Le Lis Blanc, Bo.Bô, John John e Rosa Chá; Crescimento de 42,5% na receita líquida das lojas Estoque, atingindo uma margem bruta nesse canal de 38,8% (+21,5 p.p.); Rigoroso controle das despesas com vendas, gerais e administrativas, que foram reduzidas em 4,2 p.p. da receita líquida; Conferência em Português com tradução simultânea em inglês Telefone de conexão: +55 (11) (866) Código de acesso: Restoque Chairman: Marcio Camargo CEO: Livinston Bauermeister VP Finanças e DRI: Marcelo Ribeiro Relações com Investidores Tel.: +55 (11) Rua Othão, n. 405, CEP , São Paulo, SP, Brasil EBITDA combinado avançando 13,4% no, com margem de 25,8% (+1,5 p.p.); Lucro líquido combinado atingindo R$ 15,2 milhões no. (R$ milhares) Receita operacional líquida combinada ,8% Le Lis Blanc ,8% Bo.Bô ,5% John John ,3% Rosa Chá n.a. Marcas Dudalina ,9% Estoque ,5% Lucro bruto combinado ,1% Margem Bruta 61,8% 59,1% -2,7 p.p. EBITDA combinado ,4% Margem EBITDA 24,3% 25,8% 1,5 p.p. Lucro líquido combinado ,8% % da Receita Líquida 8,3% 5,1% -3,2 p.p. (1) A receita líquida Le Lis Blanc também inclui a receita líquida da marca Noir; (2) Representa todas as marcas da Dudalina; (3) O canal Estoque se refere a lojas físicas e e-commerce da Companhia, que vendem coleções anteriores das marcas.

3 Destaques do Período Resumo das Demonstrações de Resultado Combinadas (R$ milhares) Restoque Dudalina Combinado Restoque Dudalina Combinado Receita Líquida CPV (60.344) (44.977) ( ) (74.155) (46.335) ( ) D&A CPV - (714) (714) (745) (745) Lucro Bruto Margem Bruta 65,3% 55,7% 61,8% 62,1% 53,0% 59,1% (Despesas) e Receitas Operacionais Despesas Gerais e Administrativas (31.200) (8.730) (39.930) (28.120) (7.570) (35.691) Despesas com Vendas (42.634) (20.147) (62.781) (45.812) (16.081) (61.893) Despesas de Depreciação e Amortização (18.822) (1.793) (20.615) (19.376) (731) (20.107) Resultado Financeiro (19.889) (18.614) (38.354) (1.848) (40.202) Outras Receitas e Despesas (1.863) 16 (1.847) (1.571) 59 (1.512) Lucro Antes do IR e CS (666) (11.552) Margem de Lucro antes de IR e CS -0,4% 27,3% 9,9% -5,9% 26,9% 5,2% Impostos 228 (4.715) (4.487) (4.382) (211) Lucro Líquido (438) (7.381) Margem Líquida -0,3% 22,7% 8,3% -3,8% 22,6% 5,1% EBITDA Margem EBITDA 21,9% 28,5% 24,3% 23,6% 30,2% 25,8% 3

4 Comentários da Administração Neste destacamos o desempenho combinado do canal de atacado da Companhia, que avançou 10,2% na comparação com o e 46,2% nas marcas Restoque (Le Lis Blanc, Bo.Bô, John John e Rosa Chá). Também destacamos o crescimento de 42,5 canal Estoque, alinhado com a ampliação de pontos de venda que passaram de 8 no para 15 no. Não obstante, a melhora da idade média dos estoques (aging) também proporcionou ao canal ampliação de margem bruta, que atingiu 38,8% (+21,5 p.p.) no período. As vendas em mesmas lojas (same store sales ou SSS) da rede Le Lis Blanc e Bo.Bô foram positivas em 2,5% e 0,2% respectivamente, marcando o terceiro trimestre consecutivo de resultados positivos para Le Lis Blanc e o quarto para Bo.Bô. O SSS total da rede foi negativo em -2,5%, impactado pelas vendas das marcas Dudalina e John John com -17,3% e -15,6% respectivamente, mas com avanços de +3,8p.p. e +6,7p.p. na comparação com o 4T14. A margem bruta combinada no foi reduzida em -2,7 p.p., resultado da mudança de mix de vendas nos canais, com a ampliação do canal atacado e Estoque, e da queda de 2,7 p.p. na margem bruta da Dudalina, que decorre principalmente da ampliação de sua capacidade produtiva em O EBITDA combinado no atingiu R$ 76,5 milhões, com um crescimento de 13,4% em relação ao e a margem EBITDA aumentou +1,5 p.p., atingindo 25,8%. O aumento no EBITDA se deveu, por um lado, ao avanço das receitas, e, por outro, à contínua racionalização das despesas da Companhia, o que ajudou a diluir o SG&A como proporção da receita líquida em 4,2p.p. As despesas financeiras líquidas combinadas cresceram R$ 21,6 milhões comparadas ao, refletindo a alta de juros e o aumento na posição de dívida líquida da Companhia (principalmente fruto da distribuição de dividendos e recompra de ações no 4T14). Dessa maneira, a Companhia registrou no lucro líquido combinado de R$ 15,2 milhões, com uma margem líquida de 5,1%. 4

5 Resumo Operacional A tabela abaixo apresenta os principais indicadores operacionais da Companhia: Companhia Combinada de Lojas Próprias ,1% Área de vendas das Lojas Próprias (m 2 ) ,5% Área média de vendas (m 2 ) ,3% Receita Líquida por m² (R$/m²) ,3% Ticket médio ,3% SSS -20,7% -2,5% n.a (1, 2) Le Lis Blanc de Lojas Próprias ,0% Área de vendas (m²) ,1% Área média de vendas (m²) ,1% Receita Líquida por m² (R$/m²) ,1% Ticket médio ,3% SSS -20,5% 2,5% n.a Dudalina S.A Número de Lojas Próprias ,7% Área de vendas das Lojas Próprias (m 2 ) ,4% Área média de vendas (m 2 ) ,2% Receita Líquida por m² (R$/m²) ,1% Ticket médio ,6% SSS -0,6% -17,3% n.a Bo.Bô Número de Lojas Próprias ,3% Área de vendas das Lojas Próprias (m 2 ) ,2% Área média de vendas (m 2 ) ,0% Receita Líquida por m² (R$/m²) ,6% Ticket médio ,1% SSS -19,1% 0,2% n.a John John Número de Lojas Próprias ,3% Área de vendas das Lojas Próprias (m 2 ) ,0% Área média de vendas (m 2 ) ,0% Receita Líquida por m² (R$/m²) ,7% Ticket médio ,3% SSS -33,7% -15,6% n.a Rosa Chá Número de Lojas Próprias ,0% Área de vendas das Lojas Próprias (m 2 ) ,0% Área média de vendas (m 2 ) ,0% Receita Líquida por m² (R$/m²) ,0% Ticket médio ,0% SSS - 0,0% n.a (1) Desde o 3T13, a apresentação de informações operacionais de Le Lis Banc incorpora a marca Noir, Le Lis. Assim, das 111 lojas da Le Lis Blanc no, há 37 operações Noir, Le Lis, sendo 32 inserções da marca Noir, Le Lis ( corners ) em lojas Le Lis Blanc, 4 lojas da configuração híbrida (onde a área anexa de vendas Noir, Le Lis possui entrada própria e área de vitrine) e 1 loja independente (stand-alone). (2) Do total de m 2 de área de vendas das Lojas Le Lis Blanc, m 2 referem-se à marca Le Lis Blanc e m 2 referem-se a lojas híbridas da Noir, Le Lis e inserções de corners Noir, Le Lis nas lojas Le Lis Blanc e 53 m² referem-se à 1 loja da Noir independente. 5

6 Lojas e Área de Vendas Durante o, houve crescimento de 1 loja própria da marca Rosa Chá. Foram encerradas 1 loja própria da marca Dudalina e 1 loja própria da marca John John. No final do, a área de vendas média, por loja própria, era de 190,6m 2, sendo 333,8m 2 a área média das lojas da marca Le Lis Blanc (incluindo Noir, Le Lis), 62,6 m 2 a área média das lojas Dudalina, 76,6m 2 a área média das lojas Bo.Bô, 181,2m 2 a área média das lojas John John e 124,1m 2 a área média das lojas Rosa Chá. Faturamento Líquido (faturamento bruto, excluindo devoluções) O faturamento líquido combinado no totalizou R$384,9 milhões, com 7,4% de crescimento em relação ao. O aumento de vendas adveio principalmente da performance do canal atacado (venda para clientes multimarcas), que cresceu 10,2% e ampliou sua participação sobre o faturamento em 0,8p.p. O gráfico a seguir apresenta a abertura entre os canais de distribuição para os períodos indicados: Gráfico 1: Evolução do Faturamento Líquido por canal (em R$ milhões) Combinado Var % / Outros Canais 358,4 26,2 +7,4% 384,9 32,4 +23,8% Multimarcas 115,6 127,3 +10,2% Lojas Próprias 216,6 225,2 +3,9% Lojas próprias No, o faturamento líquido de lojas próprias cresceu 3,9%, em linha com a ampliação da área de vendas da rede. As vendas em mesmas lojas registraram crescimento para as marcas Le Lis Blanc e Bo.Bô. O varejo como um todo teve uma variação SSS de -2,5%, impactada pelo desempenho das marcas Dudalina e John John. 6

7 Lojas multimarcas O faturamento líquido combinado no canal de atacado (vendas para lojas multimarcas) cresceu 10,2%, passando de R$115,6 milhões no para R$127,3 milhões no. Considerando apenas as marcas Le Lis Blanc, John John, Bo.Bô e Rosa Chá, o crescimento do faturamento líquido chega a 46,2%, enquanto as marcas Dudalina e Individual crescem 6,2% e 6,5% respectivamente. O crescimento agregado da Dudalina neste canal, no entanto, foi impactado por uma reestruturação na marca Base, e mostrou retração de 3,0%. Outros canais O conjunto da rede de lojas Estoque (lojas físicas e online que vendem produtos de coleções passadas), franquias e e- commerce apresentou no um crescimento de 23,8% na comparação com o. Esse crescimento se deve principalmente ao aumento de lojas Estoque, que passaram de 8 lojas ao final do para 15 lojas ao final do. Destacamos que o crescimento do faturamento de 42,5% na rede Estoque está alinhado com a melhora da idade média dos estoques (aging), resultando à essa rede, além do crescimento acelerado, também ampliação de margem bruta, que subiu +21,5 p.p. no trimestre. 7

8 Lucro Bruto O lucro bruto combinado no foi de R$174,8 milhões (+2,1%), representando uma margem bruta de 59,1% (- 2,7p.p.). A margem bruta foi impactada principalmente por mudanças de mix de vendas nos canais, com a ampliação do canal atacado e da rede Estoque e queda de -2,7 p.p. na margem bruta da Dudalina, que decorre principalmente da recente ampliação de sua capacidade produtiva. Gráfico 2: Evolução do Lucro Bruto e da Margem Bruta (em R$ milhões e %) Combinada Margem Bruta (%) Lucro Bruto (R$ Milhões) Var % / 171,3 174,8 +2,1% 61,8% 59,1% Despesas com Vendas, Gerais e Administrativas (SG&A) As despesas com vendas, gerais e administrativas, excluindo-se despesas com depreciação e amortização, totalizaram R$ 99,0 milhões. O SG&A combinado, comparado ao total de R$ 104,5 milhões no, foi reduzido em 5,2% e passou a representar 33,5% da receita líquida (-4,2 p.p). Essa redução de despesas como percentual da receita líquida se deve à maior participação do canal de atacado sobre o total de vendas da Companhia, bem como à constante disciplina na racionalização de despesas e aumento da eficiência operacional da Companhia. EBITDA e Margem EBITDA No, o EBITDA combinado foi de R$ 76,5 milhões, com margem EBITDA de 25,8%. O resultado evidencia crescimento nominal de 13,4% contra, com ganho de margem em 1,5 p.p. 8

9 Resultado financeiro, amortização e depreciação O resultado financeiro líquido combinado passou de uma despesa financeira de R$ 18,6 milhões no para R$40,2 milhões no. O crescimento da despesa financeira é resultado dos aumentos da taxa básica de juros e do endividamento líquido médio da Companhia, explicado em detalhes mais abaixo, e está em linha com o reportado no 4T14. As despesas com depreciação e amortização combinadas passaram de R$21,3 milhões no para R$20,9 milhões no, refletindo a equiparação de procedimentos entre Restoque e Dudalina. A Dudalina deixou de amortizar fundos de comércio e houve, em dezembro de 2014, revisão sobre as estimativas da vida útil de benfeitorias em imóveis de terceiros, que foi estendida de 10 para 15 anos. Lucro (Prejuízo) Líquido Em o lucro líquido combinado foi de R$ 15,2 milhões, comparado com R$23,0 milhões em, atingindo uma margem líquida de 5,1%. Investimentos Durante o foram feitos investimentos líquidos de R$ 11,6 milhões, em comparação com R$ 5,8 milhões no, valor este reduzido em R$ 5,0 milhões pela venda de um terreno da Companhia. Em uma comparação ajustada por essa venda, os investimentos do comparados ao aumentaram 5,6%. Esses investimentos são referentes à montagem de novas lojas próprias, manutenção de lojas existentes e operações de retaguarda. No foram realizados também R$ 7,8 milhões de investimentos em intangível, dos quais R$ 6,5 milhões se referem a desenvolvimento de coleção. Os investimentos em intangíveis no totalizaram R$ 8,2 milhões, havendo uma queda de 4,7% no. Endividamento A dívida líquida consolidada passou de R$ 376,3 milhões ao final do para R$682,8 milhões ao final do. O aumento durante o exercício de 2014 se deve principalmente à aquisição de R$ 101 milhões em ações para tesouraria e pagamento de R$ 36 milhões em dividendos pela Restoque. Durante o, o crescimento da dívida foi resultado das variações sazonais do uso de capital de giro do negócio. Apesar da variação em termos nominais, a relação Dívida Líquida/EBITDA nos últimos 12 meses foi reduzida de 2,7x no (resultado consolidado, sem combinação com Dudalina), para 2,1x no, utilizando-se no o EBITDA combinado dos últimos 12 meses. (R$ milhares) 4T14 Disponibilidades Empréstimos e Financiamento de curto prazo ( ) ( ) ( ) Empréstimos e Financiamento de longo prazo ( ) ( ) ( ) Dívida Líquida ( ) ( ) ( ) 9

10 Sobre a Restoque A Restoque é uma das principais empresas varejistas do setor de vestuário e acessórios de alto padrão no Brasil. Conta atualmente com 7 marcas próprias, Le Lis Blanc, Dudalina, Bo.Bô, John John, Individual, Base e Rosa Chá. Os clientes das marcas são principalmente mulheres e homens com alto poder aquisitivo, de todas as faixas etárias. A Companhia desenvolve uma ampla linha de produtos para diversas ocasiões, cria produtos de vestuário e acessórios e contrata fornecedores para sua produção. Comercializa seus produtos por meio de lojas próprias, vendas on-line e lojas multimarcas. Promove os conceitos das marcas em todos os aspectos de seus negócios, por meio de produtos de alto-padrão, da experiência de compra em suas lojas e de atendimento diferenciado. A Dudalina ganhou notoriedade pela qualidade de suas camisas, seu principal produto, que combinam corte impecável e matéria-prima diferenciada. Focada em um público de alto poder aquisitivo, a Dudalina é sinônimo de alto padrão de acabamento, cuja tecnologia foi desenvolvida ao longo de mais de 57 anos de história. Aviso Legal Declarações ora feitas sobre eventos futuros estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições da Administração e informações a que a Companhia atualmente tem acesso. Declarações sobre eventos futuros incluem informações sobre as intenções, crenças ou expectativas atuais da Companhia. As ressalvas com relação a declarações e informações acerca do futuro também incluem informações sobre resultados operacionais possíveis ou presumidos, bem como declarações que são precedidas, seguidas ou que incluem as palavras "acredita", "poderá", "irá", "continua", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "estima" ou expressões semelhantes. As declarações e informações sobre o futuro não são garantias de desempenho. Elas envolvem riscos, incertezas e suposições porque se referem a eventos futuros, dependendo, portanto, de circunstâncias que poderão ocorrer ou não. Os resultados futuros e a criação de valor para os acionistas poderão diferir de maneira significativa daqueles expressos ou sugeridos pelas declarações com relação ao futuro. Muitos dos fatores que irão determinar estes resultados e valores estão além da capacidade de controle ou previsão da Companhia. 10

11 Balanço Patrimonial (combinado) - Ativo (R$ milhares) 4T14 4T14 Ativo circulante Caixa e equivalentes de caixa , , ,3 (2,6) (44,5) Contas a receber , , ,5 8,1 27,6 Estoques , , ,3 31,6 11,4 Créditos tributários , (100,0) - Impostos a Recuperar , , ,5 29,5 (47,7) Instrumentos financeiros derivativos ,1 - - Despesas antecipadas , , ,4 133,7 82,5 Outros créditos a receber , , ,9 60,2 1,3 do ativo circulante , , ,1 13,9 (16,1) Ativo não circulante Realizável a longo prazo Depósito judicial , , ,1 23,7 11,4 Créditos tributários , , ,3 (59,3) 89,3 Despesas antecipadas 250 0, , ,0 (45,6) (62,1) Impostos a recuperar 696 0, , ,0 (27,4) (10,5) Investimento 27 0, (100) - Imobilizado , , ,5 13,5 0,2 Aplicações Financeiras , ,0-3,0 Instrumentos financeiros derivativos ,5 - - Intangível , , , ,9 (0,1) do ativo não circulante , , ,9 323,7 0,9 do ativo , , ,0 147,7 (4,2) 11

12 Balanço Patrimonial (combinado) Passivo e Patrimônio Líquido (R$ milhares) 4T14 4T14 Passivo circulante Empréstimos e financiamentos , , ,6 387,5 11,7 Debêntures , , ,7 (47,0) (61,6) Fornecedores , , ,0 29,4 (5,8) Obrigações tributárias , , ,8 (36,2) (42,4) Obrigações trabalhistas , , ,5 (9,9) (7,5) Financiamentos de impostos e incentivos fiscais , , ,1 (8,4) (4,5) Dividendos a pagar , ,0 - (91,8) Outras contas a pagar , , ,1 4,9 (37,2) Arrendamento mercantil financeiro 595 0, , ,0 5,0 1,1 Contas a Pagar Foose Cool , (100,0) na Adiantamentos diversos , , ,0 (37,3) 16,5 do passivo circulante , , ,0 27,6 (21,5) Passivo não circulante Exigível a longo prazo Empréstimos e financiamentos , , ,4 173,1 4,1 Debêntures , , ,3 23,8 (0,0) Provisão para riscos trabalhistas e tributários , , , ,4 (0,5) Fornecedores LP 240 0, , ,0 4,2 (84,2) Financiamentos de impostos e incentivos fiscais , , ,7 2,1 2,5 Outras contas a pagar , ,1 - (14,9) Arrendamento mercantil financeiro , , ,5 (3,9) (1,0) Imposto de renda e contribuição social diferidos , , ,2 (1,3) (0,3) do passivo não circulante , , ,8 64,6 0,9 Patrimônio líquido Capital social integralizado , , ,3 6,6 - Reserva de capital , , , ,6 - Outorga de ações , (100,0) - Ações em tesouraria (35.535) (2,7) ( ) (4,1) ( ) (4,2) 285,6 (2,1) Reserva de Lucros ,8 (2.339) (0,1) ,4 (83,4) (640,4) Lucros acumulados , (100,0) - AAC ,7 (1.158) (0,0) (833) (0,0) (109,6) (28,1) patrimônio líquido , , ,2 437,6 1,0 do passivo e patrimônio líquido , , ,0 147,7 (4,2) 12

13 Fluxo de Caixa (Combinado) (R$ milhares) Das atividades operacionais Lucro antes do imposto de renda e contribuição social Ajustes para reconciliar o lucro antes dos impostos ao caixa líquido gerado nas atividades operacionais Depreciações e amortizações Custo líquido de ativos imobilizado e intangível baixados 306 (11) Despesas com NDF - (23.131) Provisão para contingências 210 (438) Despesa de juros Ajuste a valor presente obrigações e recebíveis 3 - Variação cambial s/ financiamentos (3.439) Provisão (Reversão) para Devedores Duvidosos (198) 369 Provisão para participação nos lucros e resultados Plano de opções de compra de ações AVP arrendamento mercantil financeiro Provisão para reestruturação - (2.214) Provisão para perdas em estoques (402) - Ajuste a valor presente - PRODEC Mudanças nos ativos e passivos (64.871) ( ) Contas a receber de clientes (1.061) (32.142) Estoques (16.315) (33.532) Impostos a recuperar 665 (2.375) Despesas antecipadas (1.413) (3.457) Outros créditos (7.267) (2.192) Depósitos judiciais 315 (309) Fornecedores (5.825) (10.672) Partes relacionadas (26) - Obrigações tributárias (14.122) (23.108) Obrigações trabalhistas (10.148) (3.462) Imposto de renda e contribuição social pagos (6.052) - Juros pagos por financiamentos (524) - Outras contas a pagar (2.879) (20.949) Adiantamentos diversos (219) 89 Caixa líquido utilizado nas atividades operacionais 631 (62.310) Das atividades de investimento Acréscimo do imobilizado (5.786) (11.619) Acréscimo do intangível (líquido de adições a investimentos) (8.232) (7.846) Aplicações Financeiras - (1.684) Baixa títulos de valores mobiliários Valor recebido venda imobilizado 17 - Caixa líquido utilizado nas atividades de investimento Das atividades de financiamento com acionistas Empréstimos e Financiamentos Pagamento de financiamento bancário (5.154) ( ) Juros pagos (8.297) (9.435) Ações em tesouraria (7.571) - Ganho na venda de ações em tesouraria Arrendamento mercantil financeiro (349) (350) Dividendos pagos (90.000) (2.880) Pagamento com NDF (146) - Amortização da divida do Refis (422) - Benefício fiscal - PRODEC Caixa líquido gerado nas atividades de financiamento com acionistas (79.439) ( ) Aumento/diminuição das disponibilidades (67.427) ( ) Disponibilidades No início do exercício No fim do exercício Aumento/diminuição das disponibilidades (67.427) ( ) 13

14 Balanço Patrimonial (Consolidado) - Ativo (R$ milhares) 4T14 4T14 Ativo circulante Caixa e equivalentes de caixa , , ,3 11,6 (44,5) Contas a receber , , ,5 399,3 27,6 Estoques , , ,3 91,4 11,4 Impostos a Recuperar , , ,5 29,5 (60,6) Instrumentos financeiros derivativos ,1 - - Despesas antecipadas , , ,4 133,7 82,5 Outros créditos a receber , , ,9 149,8 1,3 do ativo circulante , , ,1 67,7 (16,1) Ativo não circulante Realizável a longo prazo Depósito judicial , , ,1 47,9 11,4 Créditos tributários , , ,3 (59,3) 89,3 Despesas antecipadas 250 0, , ,0 (45,6) (62,1) Impostos a recuperar , ,0 - (10,5) Imobilizado , , ,5 36,8 0,2 Aplicações Financeiras , ,0-3,0 Instrumentos financeiros derivativos ,5 - - Intangível , , , ,8 (0,1) do ativo não circulante , , ,9 397,5 0,9 do ativo , , ,0 228,5 (4,2) 14

15 Balanço Patrimonial (Consolidado) Passivo (R$ milhares) 4T14 4T14 Passivo circulante Empréstimos e financiamentos , , ,6 422,1 11,7 Debêntures , , ,7 (47,0) (61,6) Fornecedores , , ,0 68,7 (5,8) Obrigações tributárias , , ,8 12,2 (42,4) Obrigações trabalhistas , , ,5 100,0 (7,5) Financiamentos de impostos e incentivos fiscais , ,1 - (4,5) Dividendos a pagar , ,0 - (91,8) Outras contas a pagar , , ,1 57,8 (37,2) Arrendamento mercantil financeiro 595 0, , ,0 5,0 1,1 Contas a Pagar Foose Cool , (100,0) na Adiantamentos diversos , , ,0 (37,3) 16,5 do passivo circulante , , ,0 57,0 (21,5) Passivo não circulante Exigível a longo prazo Empréstimos e financiamentos , , ,4 207,9 4,1 Debêntures , , ,3 23,8 (0,0) Provisão para riscos trabalhistas e tributários , , , ,0 (0,5) Fornecedores LP , ,0 - (84,2) Financiamentos de impostos e incentivos fiscais , ,7-2,5 Outras contas a pagar , ,1 - (14,9) Arrendamento mercantil financeiro , , ,5 (3,9) (1,0) Imposto de renda e contribuição social diferidos , ,2 - (0,3) do passivo não circulante , , ,8 78,8 0,9 Patrimônio líquido Capital social integralizado , , ,3 103,2 - Reserva de capital , , , ,6 - Outorga de ações , (100,0) - Ações em tesouraria (35.535) (3,6) ( ) (4,1) ( ) (4,2) 285,6 (2,1) Reserva de Lucros ,8 (2.339) (0,1) ,4 (66,5) (640,4) AAC (2.816) (0,3) (1.158) (0,0) (833) (0,0) (70,4) (28,1) patrimônio líquido , , , ,6 1,0 do passivo e patrimônio líquido , , ,0 228,5 (4,2) 15

16 Fluxo de caixa (Consolidado) (R$ milhares) Das atividades operacionais Lucro antes do imposto de renda e contribuição social (666) Ajustes para reconciliar o lucro antes dos impostos ao caixa líquido gerado nas atividades operacionais Depreciações e amortizações Custo líquido de ativos imobilizado e intangível baixados 264 (11) Despesas com NDF - (23.131) Provisão para contingências 220 (438) Despesa de juros Ajuste a valor presente obrigações e recebíveis Variação cambial s/ financiamentos (3.439) Provisão (Reversão) para Devedores Duvidosos (279) 369 Provisão para participação nos lucros e resultados Plano de opções de compra de ações AVP arrendamento mercantil financeiro Provisão para reestruturação - (2.214) Provisão para perdas em estoques 11 - Mudanças nos ativos e passivos (43.071) ( ) Contas a receber de clientes (10.412) (32.142) Estoques 817 (33.532) Impostos a recuperar (1.831) (2.375) Despesas antecipadas (1.413) (3.457) Outros créditos (4.100) (2.192) Depósitos judiciais 301 (309) Fornecedores (5.695) (10.672) Partes relacionadas (26) - Obrigações tributárias (7.118) (23.108) Obrigações trabalhistas (10.833) (3.462) Outras contas a pagar (2.542) (20.949) Adiantamentos diversos (219) 89 Outros Caixa líquido utilizado nas atividades operacionais (11.908) (62.310) Das atividades de investimento Acréscimo do imobilizado (4.106) (11.619) Acréscimo do intangível (líquido de adições a investimentos) (7.920) (7.846) Aplicações Financeiras - (1.684) Baixa títulos de valores mobiliários Caixa líquido utilizado nas atividades de investimento Das atividades de financiamento com acionistas Empréstimos e Financiamentos Pagamento de financiamento bancário (4.792) ( ) Juros pagos (8.297) (9.435) Ações em tesouraria (7.571) - Ganho na venda de ações em tesouraria Arrendamento mercantil financeiro (349) (350) Dividendos pagos - (2.880) Pagamento com NDF (146) - Caixa líquido gerado nas atividades de financiamento com acionistas ( ) Aumento/diminuição das disponibilidades ( ) Disponibilidades No início do exercício No fim do exercício Aumento/diminuição das disponibilidades ( ) 16

17 Demonstração do Resultado (Combinado) % Receita Líquida % Receita Líquida (R$ milhares) Receita operacional líquida , ,0 6,8 Custo dos produtos vendidos ( ) (38,0) ( ) (40,7) 14,4 D&A custo (714) (0,3) (745) (0,3) 4,3 Lucro bruto , ,1 2,1 (Despesas) e receitas operacionais: Despesas gerais e administrativas (39.930) (14,4) (35.691) (12,1) (10,6) Despesas com vendas (62.781) (22,6) (61.893) (20,9) (1,4) Despesas de depreciação e amortização (20.615) (7,4) (20.107) (6,8) (2,5) Resultado financeiro (18.614) (6,7) (40.202) (13,6) 116,0 Outras receitas e despesas (1.847) (0,7) (1.512) (0,5) (18,1) Lucro antes do imposto de renda e contribuição social , ,2 (43,9) Imposto de renda e contribuição social (4.487) (1,6) (211) (0,1) (95,3) Lucro líquido , ,1 (33,8) EBITDA , ,8 13,4 Var % / Reconciliação DRE (combinado e consolidado) Restoque Dudalina Combinado Ajustes Pro -Forma Pro-Forma Restoque Dudalina Combinado Eliminações Consolidado Receita Líquida CPV (60.344) (44.977) ( ) - ( ) (74.155) (46.335) ( ) 110 ( ) D&A CPV - (714) (714) (186) (900) - (745) (745) (186) (931) Lucro Bruto (186) (76) Margem Bruta 65,3% 55,7% 61,8% 61,7% 62,1% 53,0% 59,1% 59,0% (Despesas) e Receitas Operacionais Despesas Gerais e Administrativas (31.200) (8.730) (39.930) - (39.930) (28.120) (7.570) (35.691) - (35.691) Despesas com Vendas (42.634) (20.147) (62.781) - (62.781) (45.812) (16.081) (61.893) - (61.893) Despesas de Depreciação e Amortização (18.822) (1.793) (20.615) (303) (20.918) (19.376) (731) (20.107) (303) (20.410) Resultado Financeiro (19.889) (18.614) - (18.614) (38.354) (1.848) (40.202) - (40.202) Outras Receitas e Despesas (1.863) 16 (1.847) - (1.847) (1.571) 59 (1.512) - (1.512) Equivalência Patrimonial (22.360) - Lucro Antes do IR e CS (666) (489) (379) Margem de Lucro antes de IR e CS -0,4% 27,3% 9,9% 5,5% 26,9% 5,2% Impostos 228 (4.715) (4.487) 166 (4.321) (4.382) (211) 130 (81) Lucro Líquido (438) (323) (249) Margem Líquida -0,3% 22,7% 8,3% 8,2% 7,6% 22,6% 5,1% 5,1% EBITDA Margem EBITDA 21,9% 28,5% 24,3% 24,3% 35,0% 30,2% 25,8% 25,9% 17

Restoque inicia o ano com crescimento de 38% na receita líquida e 38% em Ebitda

Restoque inicia o ano com crescimento de 38% na receita líquida e 38% em Ebitda Restoque inicia o ano com crescimento de 38% na receita líquida e 38% em Ebitda São Paulo, Brasil, 14 de maio de 2012 - A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia ) (LLIS3), empresa de

Leia mais

A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. (BM&FBOVESPA: LLIS3) ( Companhia ou Restoque ) divulgou em 1/10/2014 aviso de Fato Relevante

A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. (BM&FBOVESPA: LLIS3) ( Companhia ou Restoque ) divulgou em 1/10/2014 aviso de Fato Relevante A Comércio e Confecções de Roupas S.A. (BM&FBOVESPA: LLIS3) ( Companhia ou ) divulgou em 1/10/2014 aviso de Fato Relevante informando sobre a celebração de Protocolo e Justificação de Incorporação de 100%

Leia mais

(R$ milhares) 3T15 3T16

(R$ milhares) 3T15 3T16 ., São Paulo, Brasil, 03 novembro de 2016 - A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia ) (LLIS3), maior empresa do setor de vestuário e acessórios de alto padrão no Brasil, apresenta seus

Leia mais

Mensagem da Administração. Prezados Acionistas,

Mensagem da Administração. Prezados Acionistas, Mensagem da Administração Prezados Acionistas, Apresentamos as demonstrações financeiras da Companhia relativas ao exercício encerrado em 31 de dezembro de 2013. Antes de tecer comentários específicos

Leia mais

1T16. Nossa receita liquida também foi impactada negativamente pela re-oneração da folha.

1T16. Nossa receita liquida também foi impactada negativamente pela re-oneração da folha. São Paulo, Brasil, 10 de maio de 2016 - A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia ) (LLIS3), empresa do setor de vestuário e acessórios de alto padrão no Brasil, apresenta seus resultados

Leia mais

A Taxa de Ocupação dos veículos no segmento de Aluguel de Carros RAC (excluindo Franquias) foi de 77,4% no 1T14, 6,9p.p. acima da realizada no 1T13.

A Taxa de Ocupação dos veículos no segmento de Aluguel de Carros RAC (excluindo Franquias) foi de 77,4% no 1T14, 6,9p.p. acima da realizada no 1T13. São Paulo, 02 de Maio de 2014 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2014 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

2

2 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 Controladora Consolidado ATIVO Jun 2009 Set 2009 Jun 2009 Set 2009 Circulante Disponibilidades 23,0 37,4 56,1 92,1 Contas a receber de clientes 62,8 72,8 114,2 125,9 Estoques

Leia mais

Confab Anuncia Resultados para o Terceiro Trimestre de 2008

Confab Anuncia Resultados para o Terceiro Trimestre de 2008 Confab Anuncia Resultados para o Terceiro Trimestre de 2008 São Paulo, 30 de outubro de 2008. Confab Industrial S.A. (BOVESPA: CNFB4), uma empresa Tenaris, anunciou hoje os resultados correspondentes ao

Leia mais

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T16 UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T16 UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS São Paulo, 12 de Maio de 2016 RESULTADOS CONSOLIDADOS 2 DESTAQUES CONSOLIDADOS DO RECEITA LÍQUIDA (R$ MILHÕES) LUCRO BRUTO (R$ MILHÕES)

Leia mais

Resultado do 3º trimestre de 2016 apresentação do call de resultados. Novembro 2016

Resultado do 3º trimestre de 2016 apresentação do call de resultados. Novembro 2016 Resultado do 3º trimestre de 2016 apresentação do call de resultados Novembro 2016 1 Aviso Importante Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Restoque ou Companhia ) Esta apresentação pode conter

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 ATIVO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

APRESENTAÇÃO TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 2T de agosto de 2016

APRESENTAÇÃO TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 2T de agosto de 2016 APRESENTAÇÃO TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 15 de agosto de 2016 AVISO LEGAL Esta apresentação contém declarações sobre o futuro que estão sujeitas a riscos e incertezas. Estas declarações são baseadas

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 ATIVO NE 31/12/2013 31/12/2012 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2013 31/12/2012 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 85.142.911 86.881.544

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T16. Viver Anuncia os Resultados do Primeiro Trimestre de Destaques

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T16. Viver Anuncia os Resultados do Primeiro Trimestre de Destaques DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T16 Teleconferência de Resultados Segunda-feira, 16 de maio de 2016 Português - com tradução simultânea para o inglês 10h00 (horário de Brasília) 09h00 (horário de Nova York)

Leia mais

Divulgação de Resultado 4T15

Divulgação de Resultado 4T15 Divulgação de Resultado 4T15 1 Dados de mercado em 17/03/2016 Cotação: R$2,12 Valor de Mercado: R$140.103.091,68 T e l e c o n f e r ê n c i a 4T15 Teleconferência em português: 18 de março de 2016 Sexta-feira,

Leia mais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Ativo Nota 2014 2013 Passivo Nota 2014 2013 (Ajustado) (Ajustado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 5 48.650 835 Fornecedores 10

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 ATIVO NE 31/12/2015 31/12/2014 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2015 31/12/2014 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 90.705.601 82.095.096

Leia mais

PRINCIPAIS INDICADORES CONSOLIDADOS. DESTAQUES Financeiro. Operacional. Estratégico

PRINCIPAIS INDICADORES CONSOLIDADOS. DESTAQUES Financeiro. Operacional. Estratégico São Paulo, 15 de agosto de 2016 - A SOMOS Educação S.A. (BM&FBOVESPA: SEDU3) divulga seus resultados do 2º trimestre de 2016 (2T16) e do primeiro semestre de 2016 (1S16). Os comentários aqui incluídos

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ ALPARGATAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ ALPARGATAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ EMBRAER S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ EMBRAER S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

1º TRIMESTRE DE 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. Ganhos consistentes de market share e melhora na tendência de vendas

1º TRIMESTRE DE 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. Ganhos consistentes de market share e melhora na tendência de vendas \ Ganhos consistentes de market share e melhora na tendência de vendas A receita líquida totalizou R$4,7 bilhões no 1T16, com melhora sequencial nas vendas mesmas lojas durante o trimestre e ganho de market

Leia mais

8.000 ATIVO CIRCULANTE

8.000 ATIVO CIRCULANTE BALANÇO PATRIMONIAL DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO Ativo X0 X1 Receita de Vendas 8.000 ATIVO CIRCULANTE 500 2.150 (-) CPV -5.000 Caixa 100 1.000 Lucro Bruto 3.000 Bancos 200 100 (-) Despesas financeiras -1.500

Leia mais

Mensagem da Administração

Mensagem da Administração Mensagem da Administração O ano de 2012 foi um ano de importantes conquistas para a Restoque. O período foi marcado não só pelo crescimento substancial da nossa base de lojas e área de vendas, mas principalmente

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ UNICASA INDÚSTRIA DE MÓVEIS S.A. Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ UNICASA INDÚSTRIA DE MÓVEIS S.A. Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º trimestre de 2016

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º trimestre de 2016 Resultados do 1º trimestre de 2016 Cataguases, 13 de maio de 2016 A Administração da ( Energisa Borborema ou Companhia ) apresenta os resultados do primeiro trimestre (1T16). As informações financeiras

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T de novembro de 2016

Divulgação de Resultados 3T de novembro de 2016 Divulgação de Resultados 04 de novembro de 2016 Aviso Importante Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam ocasionar

Leia mais

Brasil Pharma. Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016

Brasil Pharma. Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016 Brasil Pharma Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016 2 Destaques 2T16 Destaques: Margem Bruta Margem bruta de 30,0%, com crescimento de 1,6 p.p. em relação ao 1T16 e 2,4 p.p. em relação ao

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15

Teleconferência de Resultados 2T15 Teleconferência de Resultados 2T15 Destaques Encerramento do 5º ano de fornecimento de cana-de-açúcar, entregando 724 mil toneladas. Área total plantada de 78.044 hectares. Construção de um silo na Bahia,

Leia mais

CONFERENCE CALL Resultados 2T16

CONFERENCE CALL Resultados 2T16 CONFERENCE CALL Resultados 2T16 Aviso Importante Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Restoque ou Companhia ) Esta apresentação pode conter certas declarações e informações prospectivas a respeito

Leia mais

2T05 DESEMPENHO DA MRS LOGÍSTICA HYPERLINK 2 TRIMESTRE DE 2005

2T05 DESEMPENHO DA MRS LOGÍSTICA HYPERLINK 2 TRIMESTRE DE 2005 DESEMPENHO DA MRS LOGÍSTICA HYPERLINK 2 TRIMESTRE DE 2005 2T05 MRS BATE NOVOS RECORDES: 9,35 MILHÕES DE TONELADAS EM MAIO E ATINGE LUCRO LÍQUIDO DE MAIS DE R$199 MILHÕES NO 1 SEMESTRE A MRS Logística S.A.

Leia mais

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) 4T04 3T05 4T05

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) 4T04 3T05 4T05 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 09 de fevereiro de 2006. Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) (NYSE:EMT; BOVESPA: EBTP4, EBTP3) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ EMBRAER EMPR BRAS. DE AERONAUTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ EMBRAER EMPR BRAS. DE AERONAUTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Informações Consolidadas

Informações Consolidadas METALÚRGICA GERDAU S.A. e empresas controladas Desempenho da Gerdau no 2 o trimestre As Demonstrações Financeiras Consolidadas da Metalúrgica Gerdau S.A. são apresentadas em conformidade com as normas

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR)

DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR) 1 de 8 31/01/2015 14:50 DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR) Até 31.12.2007, a Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (DOAR) era obrigatória para as companhias abertas e

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T16 e 9M16

Divulgação de Resultados 3T16 e 9M16 Divulgação de Resultados 3T16 e 9M16 Destaques 3T16 Receita líquida - Aluguel de Carros (R$ milhões) Receita líquida - Gestão de Frotas (R$ milhões) 317,1 362,5 154,1 163,5 3T15 3T16 3T15 3T16 Evolução

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Características. P A S S I V O Origem dos recursos aplicados no Ativo

Características. P A S S I V O Origem dos recursos aplicados no Ativo Balanço Patrimonial conteúdo - características aplicação de recursos - Ativo origem de recursos - Passivo estrutura geral estrutura do Ativo estrutura do Passivo Características Principal demonstrativo

Leia mais

Earnings Release. Relações com Investidores. Destaques do 1T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 1T11

Earnings Release. Relações com Investidores. Destaques do 1T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 1T11 Relações com Investidores Bruno Padilha de Lima Costa Diretor de Relações com Investidores (55 21) 3433-5060 ri@brasilinsurance.com.br Teleconferência de Resultados 1T11 Terça-feira, 17 de maio de 2011

Leia mais

Informações Trimestrais 31/03/2016. Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: /

Informações Trimestrais 31/03/2016. Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: / Informações Trimestrais 31/03/2016 Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: 16.670.085/0001 55 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo

Leia mais

Souza Barros Fique por dentro. Apresentação dos Resultados 1T13 Nutriplant. Ricardo Pansa Presidente e DRI. Maio de 2013

Souza Barros Fique por dentro. Apresentação dos Resultados 1T13 Nutriplant. Ricardo Pansa Presidente e DRI. Maio de 2013 Souza Barros Fique por dentro Apresentação dos Resultados 1T13 Nutriplant Ricardo Pansa Presidente e DRI Maio de 2013 Nutriplant: opção de investimento em insumos diferenciados para o agronegócio brasileiro.

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ VULCABRAS AZALEIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ VULCABRAS AZALEIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

COMPANHIA ENERGÉTICA DE ALAGOAS - CEAL CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO

COMPANHIA ENERGÉTICA DE ALAGOAS - CEAL CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO Legislação Societária CIRCULANTE Numerário disponível 8.081 6.646 Consumidores e revendedores 83.995 67.906 Devedores

Leia mais

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS ESTRUTURA PATRIMONIAL Patrimônio = Bens + Direitos ( ) Obrigações SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) Ativo ( ) Passivo = Situação Líquida (Patrimônio Líquido) FLUXO DE RECURSOS ATIVO Aplicação dos Recursos

Leia mais

CONFERENCE CALL RESULTADO 4T15 e 2015

CONFERENCE CALL RESULTADO 4T15 e 2015 CONFERENCE CALL RESULTADO 4T15 e 2015 Aviso Importante Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Restoque ou Companhia ) Esta apresentação pode conter certas declarações e informações prospectivas

Leia mais

TEGMA anuncia crescimento de 30,4% da receita bruta no 3T11

TEGMA anuncia crescimento de 30,4% da receita bruta no 3T11 TEGMA anuncia crescimento de 30,4% da receita bruta no 3T11 Teleconferência de Resultados do 3T11 Data: Quarta-Feira, 09 de Novembro de 2011 > Português 11:00 (horário de Brasília) 08:00 (horário Nova

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 1S12 26 de Julho de 2012

Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 1S12 26 de Julho de 2012 Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 1S12 26 de Julho de 2012 INFORMAÇÃO Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

RESULTADO DO 3º TRIMESTRE DE 2014

RESULTADO DO 3º TRIMESTRE DE 2014 RESULTADO DO 3º TRIMESTRE DE 2014 Receita bruta cresce Receita bruta atinge Margem EBITDA atinge 11,7% R$800,7 MM 17,7% Dickson Esteves Tangerino Presidente Octávio Fernandes Vice-Presidente de Operações

Leia mais

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE E DO ANO DE 2007

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE E DO ANO DE 2007 232 220 211 208 213 979 1.037 1.080 1.104 1.204 André Machado Mastrobuono Diretor Presidente, Financeiro e de Relações com Investidores Ricardo Antunes Agostini Diretor Executivo de Finanças Renata Pantoja

Leia mais

4T14 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS

4T14 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 4T14 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 29 de Janeiro de 2014 AVISO LEGAL A COMPANHIA FAZ DECLARAÇÕES SOBRE EVENTOS FUTUROS QUE ESTÃO SUJEITAS A RISCOS E INCERTEZAS Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

Apresentação da Companhia

Apresentação da Companhia Apresentação da Companhia Aviso Importante Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Restoque ou Companhia ) Esta apresentação pode conter certas declarações e informações prospectivas a respeito

Leia mais

ROSSI RESIDENCIAL S.A. COMENTÁRIOS SOBRE O DESEMPENHO CONSOLIDADO NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2.002

ROSSI RESIDENCIAL S.A. COMENTÁRIOS SOBRE O DESEMPENHO CONSOLIDADO NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2.002 ROSSI RESIDENCIAL S.A. COMENTÁRIOS SOBRE O DESEMPENHO CONSOLIDADO NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2.002 Estratégia e Performance Operacional: Durante o ano de 2001, a escassez de linhas de financiamentos e o

Leia mais

Informações Consolidadas

Informações Consolidadas METALÚRGICA GERDAU S.A. e empresas controladas Desempenho no 1 o trimestre As Demonstrações Financeiras Consolidadas da Metalúrgica Gerdau S.A. são apresentadas em conformidade com as normas internacionais

Leia mais

DESTAQUES DO PERÍODO. Teleconferência 2T13 Data: 26 de julho de 2013.

DESTAQUES DO PERÍODO. Teleconferência 2T13 Data: 26 de julho de 2013. SANTOS BRASIL REGISTRA CRESCIMENTO OPERACIONAL EM TODAS AS UNIDADES DE NEGÓCIO: 10% DE CRESCIMENTO NO VOLUME DE CONTÊINERES MOVIMENTADOS; 19% DE CRESCIMENTO NO VOLUME DE CONTÊINERES ARMAZENADOS; E AUMENTO

Leia mais

3º TRIMESTRE DE 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS

3º TRIMESTRE DE 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Continuidade das medidas de eficiência e de otimização de custos; Intensificação de iniciativas comerciais para crescimento de vendas e ganho de market share. A receita líquida totalizou R$ 4,095 bilhões

Leia mais

ATIVO

ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL DOS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO CONTROLADORA CONSOLIDADO ATIVO CIRCULANTE Numerário disponível 5.803 1.361 17.311 8.292 Aplicações no mercado aberto 1.216.028 665.948 1.216.530

Leia mais

Destaques do 2º trimestre de 2016

Destaques do 2º trimestre de 2016 Destaques do 2º trimestre Principais Destaques Melhora do EBITDA e da margem EBITDA no 2T16 em relação ao 1T16, em todas as operações de negócio. Fluxo de caixa livre positivo de R$ 807 milhões no 2T16:

Leia mais

Earnings Release 2T16 e 6M16

Earnings Release 2T16 e 6M16 Crescimento da receita líquida de 5,9% nos 6M16, totalizando R$ 232,6 milhões contra R$ 219,7 milhões nos 6M15 Lançamento de 4 novos produtos no semestre Teleconferência Relações com Investidores Português

Leia mais

ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures. Série Única. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015

ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures. Série Única. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures Série Única Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 PARTICIPANTES EMISSORA COORDENADOR(ES) ESCRITURADOR LIQUIDANTE

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 3T16

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 3T16 1) VISÃO GERAL DA COMPANHIA A Iochpe- é uma companhia global, líder mundial na produção de rodas automotivas, um dos principais produtores de componentes estruturais automotivos nas Américas e também líder

Leia mais

Release de Resultados

Release de Resultados São Paulo, 14 de novembro de 2016 O Banco Sofisa S.A. (SFSA4), banco múltiplo, especializado na concessão de crédito para empresas de pequeno e médio porte, anuncia hoje seu resultado do 3º trimestre de

Leia mais

4º trimestre de 2010 BANCO ABC BRASIL

4º trimestre de 2010 BANCO ABC BRASIL 11 de fevereiro de 2011 BANCO ABC BRASIL Teleconferências 14 de fevereiro de 2011 Português 11h00 São Paulo / 8h00 US EST +55 (11) 2188-0155 Inglês 12h00 São Paulo / 9h00 US EST +55 (11) 2188-0155 1 866

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ ROSSI RESIDENCIAL SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ ROSSI RESIDENCIAL SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ MARISA LOJAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ MARISA LOJAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados:

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados: 1. Classifique os itens abaixo em: bens, direitos ou obrigações item bens direito obrigação Empréstimos a receber Dinheiro em caixa Dinheiro depositado no banco veículos biblioteca Salários a pagar estoques

Leia mais

ALPARGATAS CRESCE 31% O LUCRO LÍQUIDO DO 2T16 COM O BOM DESEMPENHO DE HAVAIANAS NO BRASIL

ALPARGATAS CRESCE 31% O LUCRO LÍQUIDO DO 2T16 COM O BOM DESEMPENHO DE HAVAIANAS NO BRASIL TELECONFERÊNCIA Data: 8/8/2016 às 17h ALPARGATAS CRESCE 31% O LUCRO LÍQUIDO DO 2T16 COM O BOM DESEMPENHO DE HAVAIANAS NO BRASIL Telefone: (55 11) 3193-1001 (55 11) 2820-4001 Senha: Alpargatas Slides: http://ri.alpargatas.com.br

Leia mais

Localiza Rent a Car S.A.

Localiza Rent a Car S.A. Localiza Rent a Car S.A. Resultados 2T15 e 1S15 R$ milhões 24 de julho de 2015 Divisão de Aluguel de Carros Receita líquida (R$ milhões) 802,2 980,7 1.093,7 1.163,5 1.284,4 628,1 606,4 316,7 296,4 2010

Leia mais

Relações com Investidores

Relações com Investidores São Paulo, 16 de agosto de 2011 A Inbrands, anuncia hoje os resultados do segundo trimestre de 2011 (2T11). Bruno Medeiros CEO Relações com Investidores Arnaldo Faissol Mendes CFO e Diretor de RI Clarice

Leia mais

Teleconferência. Resultados do 2T de Agosto de 2011

Teleconferência. Resultados do 2T de Agosto de 2011 Teleconferência Resultados do 2T11 1 12 de Agosto de 2011 AVISO LEGAL Esta apresentação poderá conter considerações referentes as perspectivas futuras do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

Destaques do 1º trimestre de 2016

Destaques do 1º trimestre de 2016 Destaques do 1º trimestre Principais Destaques O EBITDA e margem EBITDA consolidada no 1T16 apresentaram aumento em relação ao 4T15, apesar do cenário do mercado de aço no mundo. Fluxo de caixa livre positivo

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ Inbrands S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ Inbrands S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 7 Demonstração

Leia mais

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2001

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2001 TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. João Cox VP de Finanças e Diretor de Relações com Investidores Jcox@telepart.com.br 0XX61-429-5600 Leonardo Dias Gerente de Relações com Investidores Ldias@telepart.com.br

Leia mais

ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. ELETRONUCLEAR CNPJ: / DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005

ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. ELETRONUCLEAR CNPJ: / DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005 ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. CNPJ: 42.540.2 11/000 1-6 7 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005 BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE SETEMBRO A T I V O 2005 2004 CIRCULANTE Numerário disponível 805 12.378 Aplicações

Leia mais

Autometal registra um lucro líquido de R$156,2 milhões, aumento de 45,5% em relação aos 9M10. Margem líquida cresceu 3,9p.p nos 9M11 para 13,0%.

Autometal registra um lucro líquido de R$156,2 milhões, aumento de 45,5% em relação aos 9M10. Margem líquida cresceu 3,9p.p nos 9M11 para 13,0%. Autometal registra um lucro líquido de R$156,2 milhões, aumento de 45,5% em relação aos 9M10. Margem líquida cresceu 3,9p.p nos 9M11 para 13,0%. São Paulo, 27 de outubro de 2011 A Autometal S.A. [Bovespa:

Leia mais

DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA

DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA Base Legal CPC 03 e Seção 07 da NBC TG 1.000 O presente auto estudo embasará os conceitos e procedimentos técnicos contemplados no CPC 03 (IFRS Integral) e na Seção 07

Leia mais

Lucro Líquido de R$129,4 milhões ou R$1,69 por ação no 3T07 e R$348,9 milhões ou R$4,54 por ação em 9M07.

Lucro Líquido de R$129,4 milhões ou R$1,69 por ação no 3T07 e R$348,9 milhões ou R$4,54 por ação em 9M07. Lucro Líquido de R$129,4 milhões ou R$1,69 por ação no 3T07 e R$348,9 milhões ou R$4,54 por ação em 9M07. São Paulo, 09 de novembro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Renar atinge R$4,7 milhões de EBITDA no 1S14 (+R$8,3mm vs. 1S13), e Revisa Guidance 2014

Renar atinge R$4,7 milhões de EBITDA no 1S14 (+R$8,3mm vs. 1S13), e Revisa Guidance 2014 Renar atinge R$4,7 milhões de EBITDA no 1S14 (+R$8,3mm vs. 1S13), e Revisa Guidance 2014 Resultado do 1S14 é o melhor dos últimos 10 anos Fraiburgo, 13 de agosto de 2014 A Renar Maçãs (BM&FBovespa: RNAR3)

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AES TIETE ENERGIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AES TIETE ENERGIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Etapas da análise das demonstrações

Etapas da análise das demonstrações Etapas da Análise das Demonstrações Financeiras Etapas da análise das demonstrações Coleta de dados Conferência dos dados coletados Preparação dos dados para análise Processamento dos dados Análise dos

Leia mais

LUCRO LÍQUIDO DO 3T16 CRESCE 10,6% E DOS 9M16, 19,8%

LUCRO LÍQUIDO DO 3T16 CRESCE 10,6% E DOS 9M16, 19,8% TELECONFERÊNCIA Data: 7/11/2016 às 17h LUCRO LÍQUIDO DO 3T16 CRESCE 10,6% E DOS 9M16, 19,8% Telefone: (55 11) 3193-1001 (55 11) 2820-4001 Senha: Alpargatas Slides: http://ri.alpargatas.com.br Palestrantes:

Leia mais

Comunicado à Imprensa

Comunicado à Imprensa Comunicado à Imprensa Para mais informações: Bruno Rossini Vanessa Svib Symantec Corporation Burson-Marsteller (11) 5189-6216 (11) 3094-2248 bruno_rossini@symantec.com vanessa_svib@br.bm.com SYMANTEC APRESENTA

Leia mais

Release de Resultados do 1T16 RELAÇÕES COM INVESTIDORES

Release de Resultados do 1T16 RELAÇÕES COM INVESTIDORES RELAÇÕES COM INVESTIDORES José Antonio Goulart de Carvalho Vice-Presidente Executivo e Diretor de Relações com Investidores Waneska Bandeira Relações com Investidores Telefone: +55 11 3049-2473 ri@eucatex.com.br

Leia mais

PRESS RELEASE 3º Trimestre de 2011

PRESS RELEASE 3º Trimestre de 2011 PRESS RELEASE 3º Trimestre de 2011 BOMBRIL DIVULGA RESULTADO DO TERCEIRO TRIMESTE DE 2011 A Bombril S/A (Bovespa: BOBR4), com 63 anos de atividade, atuando no segmento de indústria de higiene e limpeza,

Leia mais

CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira

CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira Contabilidade é a ciência que estuda, registra, controla e interpreta os fatos ocorridos no patrimônio das entidades com fins lucrativos ou não. Objetivos

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 4T13 & 2013

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 4T13 & 2013 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 4T13 & 2013 Teleconferência*: 21 de fevereiro, às 13:00h (horário de Brasília) Acesso em Português: +55 11 3127 4971 / +55 11 3728 5971 Acesso em Inglês: +1 516 300 1066 Senha:

Leia mais

Sumário. Capítulo 2. Conceitos Básicos...1. Patrimônio Contabilidade_Geral_Resumida_cap_00.indd 9 14/10/ :44:34

Sumário. Capítulo 2. Conceitos Básicos...1. Patrimônio Contabilidade_Geral_Resumida_cap_00.indd 9 14/10/ :44:34 Sumário Capítulo 1 Conceitos Básicos...1 1. Contabilidade: Conceitos, Objeto, Objetivo, Finalidade e Campo de Aplicação...1 2. Usuários da Informação Contábil...2 3. Principais Tipos de Sociedades Existentes

Leia mais

Demonstrações Contábeis Obrigatórias

Demonstrações Contábeis Obrigatórias ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS NO BRASIL Demonstrações Contábeis Obrigatórias Balanço Patrimonial (BP) Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BRF - BRASIL FOODS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BRF - BRASIL FOODS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

TELEFONICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o primeiro trimestre de 2004

TELEFONICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o primeiro trimestre de 2004 TELEFONICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o primeiro trimestre de 2004 Publicação, 07 de maio de 2004 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Charles E. Allen TELEFONICA DATA

Leia mais

B2W ANUNCIA CRESCIMENTO DE 41% NO LUCRO LÍQUIDO, DE 35% NO EBITDA E 30% NA RECEITA BRUTA EM 2008.

B2W ANUNCIA CRESCIMENTO DE 41% NO LUCRO LÍQUIDO, DE 35% NO EBITDA E 30% NA RECEITA BRUTA EM 2008. B2W ANUNCIA CRESCIMENTO DE 41% NO LUCRO LÍQUIDO, DE 35% NO EBITDA E 30% NA RECEITA BRUTA EM 2008. Rio de Janeiro, 12 de março de 2009 B2W - Companhia Global do Varejo (BOVESPA: BTOW3), empresa resultante

Leia mais

Contabilidade Avançada Prof. João Domiraci Paccez Exercício Nº 17

Contabilidade Avançada Prof. João Domiraci Paccez Exercício Nº 17 Exercício Nº 17 1 Elaboração do Balanço Patrimonial de em moeda de ATIVO Valores Históricos Valores ajustados Quant. de Valores na moeda de Ativo circulante 350.000 105.132,3249 416.324 Caixa 80.000 80.000

Leia mais

Resultados 2T12 Teleconferência. 10 de Agosto de 2012

Resultados 2T12 Teleconferência. 10 de Agosto de 2012 Resultados 2T12 Teleconferência 10 de Agosto de 2012 1 Aviso Nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições de nossa

Leia mais

Resultados 3T16 Rio de Janeiro, 10 de Novembro de 2016

Resultados 3T16 Rio de Janeiro, 10 de Novembro de 2016 Resultados 3T16 Rio de Janeiro, 10 de Novembro de 2016 Disclaimer O conteúdo desta apresentação pode incluir expectativas sobre eventos e resultados futuros estimados pela Administração. Entretanto, tais

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o primeiro semestre de 2004

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o primeiro semestre de 2004 Resultado Consolidado para o primeiro semestre de 2004 Publicação, 26 de julho de 2004 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Charles E. Allen TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A., SP, Brasil.

Leia mais

Divulgação de Resultados 2008

Divulgação de Resultados 2008 LOPES ALCANÇA R$10,1 BILHÕES EM VENDAS CONTRATADAS AO LONGO DE 2008 São Paulo, 19 de fevereiro de 2009 A Lopes LPS Brasil (Bovespa: LPSB3; Reuters: LPSB3.SA; Bloomberg: LPSB3.BZ), maior empresa de consultoria

Leia mais

Resultados do 1T de abril de 2008

Resultados do 1T de abril de 2008 Resultados do 25 de abril de 2008 mercado alvo CF&T Brasil > Mercado Alvo 1 Receita Líquida (R$ bilhões, nominal) CAGR (2002-2007) = 15,5% 11,5 13,0 10,1 8,7 6,3 7,2 +13,1% 2002 2003 2004 2005 2006 2007

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1 o Trimestre de 2012

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1 o Trimestre de 2012 Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1 o Trimestre de 2012 São Paulo, 14 de maio de 2012 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis

Leia mais

24 de Julho de 2014 RESULTADOS 2T14 E 1S14

24 de Julho de 2014 RESULTADOS 2T14 E 1S14 24 de Julho de 2014 RESULTADOS E 1S14 Consolidado: Destaques do Receita líquida avança 13,4%, com crescimento mesmas lojas de 9,5%: Crescimento impulsionado pelo desempenho do Alimentar e da Nova Pontocom;

Leia mais

Capacitação em IFRS e CPCS. (Aspectos Práticos e Operacionais) Exercícios Módulo I

Capacitação em IFRS e CPCS. (Aspectos Práticos e Operacionais) Exercícios Módulo I Capacitação em IFRS e CPCS (Aspectos Práticos e Operacionais) Exercícios Módulo I 1. Publicação das Demonstrações Contábeis - A empresa Rio Preto Softwares S.A. é de capital fechado, está sediada no interior

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CIA HERING Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CIA HERING Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais