1T15 São Paulo, Brasil, 7 de maio de A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia ) (LLIS3), empresa do setor de vestuário e

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1T15 São Paulo, Brasil, 7 de maio de A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia ) (LLIS3), empresa do setor de vestuário e"

Transcrição

1 São Paulo, Brasil, 7 de maio de A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia ) (LLIS3), empresa do setor de vestuário e acessórios de alto padrão no Brasil, apresenta seus resultados do primeiro trimestre de 2015 () de acordo com as normas internacionais de contabilidade (IFRS). Tendo em vista a incorporação das ações da Dudalina S.A. ( Dudalina ) pela Companhia no quarto trimestre de 2014 (4T14), são apresentadas abaixo demonstrações financeiras da Companhia de maneira a permitir a comparabilidade com períodos anteriores. Ao final deste relatório há uma reconciliação entre o resultado pró-forma e combinado. Maiores detalhes acerca das demonstrações financeiras consolidadas e próforma podem ser encontradas no site da Companhia (www.restoque.com.br).

2 São Paulo, Brasil, 7 de maio de A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia ) (LLIS3), empresa do setor de vestuário e acessórios de alto padrão no Brasil, apresenta seus resultados do primeiro trimestre de 2015 () de acordo com as normas internacionais de contabilidade (IFRS). Tendo em vista a incorporação das ações da Dudalina S.A. ( Dudalina ) pela Companhia no quarto trimestre de 2014 (4T14), são apresentadas abaixo demonstrações financeiras da Companhia de maneira a permitir a comparabilidade com períodos anteriores. Ao final deste relatório há uma reconciliação entre o resultado pró-forma e combinado. Maiores detalhes acerca das demonstrações financeiras consolidadas e próforma podem ser encontradas no site da Companhia (www.restoque.com.br). Crescimento de +6,8% na Receita Líquida combinada Crescimento no Canal Atacado de +10,2% (Restoque +46,2%) EBITDA R$ 76,5 milhões (+13,4%) Teleconferência de Resultados Data: 8 de Maio de 2015 (Sexta-Feira) Horário: 9h00 (horário de Brasília) / 8h00 (horário de NY) Telefone de conexão: +55 (11) Código de acesso: Restoque Telefone para replay: +55 (11) (código:restoque) Terceiro trimestre consecutivo de crescimento em mesmas lojas para Le Lis Blanc, e o quarto para Bo.Bô., com Dudalina e John John apresentando evolução em comparação com o 4T14; Crescimento de vendas de 10,2% no canal atacado, com +46,2% nas marcas Le Lis Blanc, Bo.Bô, John John e Rosa Chá; Crescimento de 42,5% na receita líquida das lojas Estoque, atingindo uma margem bruta nesse canal de 38,8% (+21,5 p.p.); Rigoroso controle das despesas com vendas, gerais e administrativas, que foram reduzidas em 4,2 p.p. da receita líquida; Conferência em Português com tradução simultânea em inglês Telefone de conexão: +55 (11) (866) Código de acesso: Restoque Chairman: Marcio Camargo CEO: Livinston Bauermeister VP Finanças e DRI: Marcelo Ribeiro Relações com Investidores Tel.: +55 (11) Rua Othão, n. 405, CEP , São Paulo, SP, Brasil EBITDA combinado avançando 13,4% no, com margem de 25,8% (+1,5 p.p.); Lucro líquido combinado atingindo R$ 15,2 milhões no. (R$ milhares) Receita operacional líquida combinada ,8% Le Lis Blanc ,8% Bo.Bô ,5% John John ,3% Rosa Chá n.a. Marcas Dudalina ,9% Estoque ,5% Lucro bruto combinado ,1% Margem Bruta 61,8% 59,1% -2,7 p.p. EBITDA combinado ,4% Margem EBITDA 24,3% 25,8% 1,5 p.p. Lucro líquido combinado ,8% % da Receita Líquida 8,3% 5,1% -3,2 p.p. (1) A receita líquida Le Lis Blanc também inclui a receita líquida da marca Noir; (2) Representa todas as marcas da Dudalina; (3) O canal Estoque se refere a lojas físicas e e-commerce da Companhia, que vendem coleções anteriores das marcas.

3 Destaques do Período Resumo das Demonstrações de Resultado Combinadas (R$ milhares) Restoque Dudalina Combinado Restoque Dudalina Combinado Receita Líquida CPV (60.344) (44.977) ( ) (74.155) (46.335) ( ) D&A CPV - (714) (714) (745) (745) Lucro Bruto Margem Bruta 65,3% 55,7% 61,8% 62,1% 53,0% 59,1% (Despesas) e Receitas Operacionais Despesas Gerais e Administrativas (31.200) (8.730) (39.930) (28.120) (7.570) (35.691) Despesas com Vendas (42.634) (20.147) (62.781) (45.812) (16.081) (61.893) Despesas de Depreciação e Amortização (18.822) (1.793) (20.615) (19.376) (731) (20.107) Resultado Financeiro (19.889) (18.614) (38.354) (1.848) (40.202) Outras Receitas e Despesas (1.863) 16 (1.847) (1.571) 59 (1.512) Lucro Antes do IR e CS (666) (11.552) Margem de Lucro antes de IR e CS -0,4% 27,3% 9,9% -5,9% 26,9% 5,2% Impostos 228 (4.715) (4.487) (4.382) (211) Lucro Líquido (438) (7.381) Margem Líquida -0,3% 22,7% 8,3% -3,8% 22,6% 5,1% EBITDA Margem EBITDA 21,9% 28,5% 24,3% 23,6% 30,2% 25,8% 3

4 Comentários da Administração Neste destacamos o desempenho combinado do canal de atacado da Companhia, que avançou 10,2% na comparação com o e 46,2% nas marcas Restoque (Le Lis Blanc, Bo.Bô, John John e Rosa Chá). Também destacamos o crescimento de 42,5 canal Estoque, alinhado com a ampliação de pontos de venda que passaram de 8 no para 15 no. Não obstante, a melhora da idade média dos estoques (aging) também proporcionou ao canal ampliação de margem bruta, que atingiu 38,8% (+21,5 p.p.) no período. As vendas em mesmas lojas (same store sales ou SSS) da rede Le Lis Blanc e Bo.Bô foram positivas em 2,5% e 0,2% respectivamente, marcando o terceiro trimestre consecutivo de resultados positivos para Le Lis Blanc e o quarto para Bo.Bô. O SSS total da rede foi negativo em -2,5%, impactado pelas vendas das marcas Dudalina e John John com -17,3% e -15,6% respectivamente, mas com avanços de +3,8p.p. e +6,7p.p. na comparação com o 4T14. A margem bruta combinada no foi reduzida em -2,7 p.p., resultado da mudança de mix de vendas nos canais, com a ampliação do canal atacado e Estoque, e da queda de 2,7 p.p. na margem bruta da Dudalina, que decorre principalmente da ampliação de sua capacidade produtiva em O EBITDA combinado no atingiu R$ 76,5 milhões, com um crescimento de 13,4% em relação ao e a margem EBITDA aumentou +1,5 p.p., atingindo 25,8%. O aumento no EBITDA se deveu, por um lado, ao avanço das receitas, e, por outro, à contínua racionalização das despesas da Companhia, o que ajudou a diluir o SG&A como proporção da receita líquida em 4,2p.p. As despesas financeiras líquidas combinadas cresceram R$ 21,6 milhões comparadas ao, refletindo a alta de juros e o aumento na posição de dívida líquida da Companhia (principalmente fruto da distribuição de dividendos e recompra de ações no 4T14). Dessa maneira, a Companhia registrou no lucro líquido combinado de R$ 15,2 milhões, com uma margem líquida de 5,1%. 4

5 Resumo Operacional A tabela abaixo apresenta os principais indicadores operacionais da Companhia: Companhia Combinada de Lojas Próprias ,1% Área de vendas das Lojas Próprias (m 2 ) ,5% Área média de vendas (m 2 ) ,3% Receita Líquida por m² (R$/m²) ,3% Ticket médio ,3% SSS -20,7% -2,5% n.a (1, 2) Le Lis Blanc de Lojas Próprias ,0% Área de vendas (m²) ,1% Área média de vendas (m²) ,1% Receita Líquida por m² (R$/m²) ,1% Ticket médio ,3% SSS -20,5% 2,5% n.a Dudalina S.A Número de Lojas Próprias ,7% Área de vendas das Lojas Próprias (m 2 ) ,4% Área média de vendas (m 2 ) ,2% Receita Líquida por m² (R$/m²) ,1% Ticket médio ,6% SSS -0,6% -17,3% n.a Bo.Bô Número de Lojas Próprias ,3% Área de vendas das Lojas Próprias (m 2 ) ,2% Área média de vendas (m 2 ) ,0% Receita Líquida por m² (R$/m²) ,6% Ticket médio ,1% SSS -19,1% 0,2% n.a John John Número de Lojas Próprias ,3% Área de vendas das Lojas Próprias (m 2 ) ,0% Área média de vendas (m 2 ) ,0% Receita Líquida por m² (R$/m²) ,7% Ticket médio ,3% SSS -33,7% -15,6% n.a Rosa Chá Número de Lojas Próprias ,0% Área de vendas das Lojas Próprias (m 2 ) ,0% Área média de vendas (m 2 ) ,0% Receita Líquida por m² (R$/m²) ,0% Ticket médio ,0% SSS - 0,0% n.a (1) Desde o 3T13, a apresentação de informações operacionais de Le Lis Banc incorpora a marca Noir, Le Lis. Assim, das 111 lojas da Le Lis Blanc no, há 37 operações Noir, Le Lis, sendo 32 inserções da marca Noir, Le Lis ( corners ) em lojas Le Lis Blanc, 4 lojas da configuração híbrida (onde a área anexa de vendas Noir, Le Lis possui entrada própria e área de vitrine) e 1 loja independente (stand-alone). (2) Do total de m 2 de área de vendas das Lojas Le Lis Blanc, m 2 referem-se à marca Le Lis Blanc e m 2 referem-se a lojas híbridas da Noir, Le Lis e inserções de corners Noir, Le Lis nas lojas Le Lis Blanc e 53 m² referem-se à 1 loja da Noir independente. 5

6 Lojas e Área de Vendas Durante o, houve crescimento de 1 loja própria da marca Rosa Chá. Foram encerradas 1 loja própria da marca Dudalina e 1 loja própria da marca John John. No final do, a área de vendas média, por loja própria, era de 190,6m 2, sendo 333,8m 2 a área média das lojas da marca Le Lis Blanc (incluindo Noir, Le Lis), 62,6 m 2 a área média das lojas Dudalina, 76,6m 2 a área média das lojas Bo.Bô, 181,2m 2 a área média das lojas John John e 124,1m 2 a área média das lojas Rosa Chá. Faturamento Líquido (faturamento bruto, excluindo devoluções) O faturamento líquido combinado no totalizou R$384,9 milhões, com 7,4% de crescimento em relação ao. O aumento de vendas adveio principalmente da performance do canal atacado (venda para clientes multimarcas), que cresceu 10,2% e ampliou sua participação sobre o faturamento em 0,8p.p. O gráfico a seguir apresenta a abertura entre os canais de distribuição para os períodos indicados: Gráfico 1: Evolução do Faturamento Líquido por canal (em R$ milhões) Combinado Var % / Outros Canais 358,4 26,2 +7,4% 384,9 32,4 +23,8% Multimarcas 115,6 127,3 +10,2% Lojas Próprias 216,6 225,2 +3,9% Lojas próprias No, o faturamento líquido de lojas próprias cresceu 3,9%, em linha com a ampliação da área de vendas da rede. As vendas em mesmas lojas registraram crescimento para as marcas Le Lis Blanc e Bo.Bô. O varejo como um todo teve uma variação SSS de -2,5%, impactada pelo desempenho das marcas Dudalina e John John. 6

7 Lojas multimarcas O faturamento líquido combinado no canal de atacado (vendas para lojas multimarcas) cresceu 10,2%, passando de R$115,6 milhões no para R$127,3 milhões no. Considerando apenas as marcas Le Lis Blanc, John John, Bo.Bô e Rosa Chá, o crescimento do faturamento líquido chega a 46,2%, enquanto as marcas Dudalina e Individual crescem 6,2% e 6,5% respectivamente. O crescimento agregado da Dudalina neste canal, no entanto, foi impactado por uma reestruturação na marca Base, e mostrou retração de 3,0%. Outros canais O conjunto da rede de lojas Estoque (lojas físicas e online que vendem produtos de coleções passadas), franquias e e- commerce apresentou no um crescimento de 23,8% na comparação com o. Esse crescimento se deve principalmente ao aumento de lojas Estoque, que passaram de 8 lojas ao final do para 15 lojas ao final do. Destacamos que o crescimento do faturamento de 42,5% na rede Estoque está alinhado com a melhora da idade média dos estoques (aging), resultando à essa rede, além do crescimento acelerado, também ampliação de margem bruta, que subiu +21,5 p.p. no trimestre. 7

8 Lucro Bruto O lucro bruto combinado no foi de R$174,8 milhões (+2,1%), representando uma margem bruta de 59,1% (- 2,7p.p.). A margem bruta foi impactada principalmente por mudanças de mix de vendas nos canais, com a ampliação do canal atacado e da rede Estoque e queda de -2,7 p.p. na margem bruta da Dudalina, que decorre principalmente da recente ampliação de sua capacidade produtiva. Gráfico 2: Evolução do Lucro Bruto e da Margem Bruta (em R$ milhões e %) Combinada Margem Bruta (%) Lucro Bruto (R$ Milhões) Var % / 171,3 174,8 +2,1% 61,8% 59,1% Despesas com Vendas, Gerais e Administrativas (SG&A) As despesas com vendas, gerais e administrativas, excluindo-se despesas com depreciação e amortização, totalizaram R$ 99,0 milhões. O SG&A combinado, comparado ao total de R$ 104,5 milhões no, foi reduzido em 5,2% e passou a representar 33,5% da receita líquida (-4,2 p.p). Essa redução de despesas como percentual da receita líquida se deve à maior participação do canal de atacado sobre o total de vendas da Companhia, bem como à constante disciplina na racionalização de despesas e aumento da eficiência operacional da Companhia. EBITDA e Margem EBITDA No, o EBITDA combinado foi de R$ 76,5 milhões, com margem EBITDA de 25,8%. O resultado evidencia crescimento nominal de 13,4% contra, com ganho de margem em 1,5 p.p. 8

9 Resultado financeiro, amortização e depreciação O resultado financeiro líquido combinado passou de uma despesa financeira de R$ 18,6 milhões no para R$40,2 milhões no. O crescimento da despesa financeira é resultado dos aumentos da taxa básica de juros e do endividamento líquido médio da Companhia, explicado em detalhes mais abaixo, e está em linha com o reportado no 4T14. As despesas com depreciação e amortização combinadas passaram de R$21,3 milhões no para R$20,9 milhões no, refletindo a equiparação de procedimentos entre Restoque e Dudalina. A Dudalina deixou de amortizar fundos de comércio e houve, em dezembro de 2014, revisão sobre as estimativas da vida útil de benfeitorias em imóveis de terceiros, que foi estendida de 10 para 15 anos. Lucro (Prejuízo) Líquido Em o lucro líquido combinado foi de R$ 15,2 milhões, comparado com R$23,0 milhões em, atingindo uma margem líquida de 5,1%. Investimentos Durante o foram feitos investimentos líquidos de R$ 11,6 milhões, em comparação com R$ 5,8 milhões no, valor este reduzido em R$ 5,0 milhões pela venda de um terreno da Companhia. Em uma comparação ajustada por essa venda, os investimentos do comparados ao aumentaram 5,6%. Esses investimentos são referentes à montagem de novas lojas próprias, manutenção de lojas existentes e operações de retaguarda. No foram realizados também R$ 7,8 milhões de investimentos em intangível, dos quais R$ 6,5 milhões se referem a desenvolvimento de coleção. Os investimentos em intangíveis no totalizaram R$ 8,2 milhões, havendo uma queda de 4,7% no. Endividamento A dívida líquida consolidada passou de R$ 376,3 milhões ao final do para R$682,8 milhões ao final do. O aumento durante o exercício de 2014 se deve principalmente à aquisição de R$ 101 milhões em ações para tesouraria e pagamento de R$ 36 milhões em dividendos pela Restoque. Durante o, o crescimento da dívida foi resultado das variações sazonais do uso de capital de giro do negócio. Apesar da variação em termos nominais, a relação Dívida Líquida/EBITDA nos últimos 12 meses foi reduzida de 2,7x no (resultado consolidado, sem combinação com Dudalina), para 2,1x no, utilizando-se no o EBITDA combinado dos últimos 12 meses. (R$ milhares) 4T14 Disponibilidades Empréstimos e Financiamento de curto prazo ( ) ( ) ( ) Empréstimos e Financiamento de longo prazo ( ) ( ) ( ) Dívida Líquida ( ) ( ) ( ) 9

10 Sobre a Restoque A Restoque é uma das principais empresas varejistas do setor de vestuário e acessórios de alto padrão no Brasil. Conta atualmente com 7 marcas próprias, Le Lis Blanc, Dudalina, Bo.Bô, John John, Individual, Base e Rosa Chá. Os clientes das marcas são principalmente mulheres e homens com alto poder aquisitivo, de todas as faixas etárias. A Companhia desenvolve uma ampla linha de produtos para diversas ocasiões, cria produtos de vestuário e acessórios e contrata fornecedores para sua produção. Comercializa seus produtos por meio de lojas próprias, vendas on-line e lojas multimarcas. Promove os conceitos das marcas em todos os aspectos de seus negócios, por meio de produtos de alto-padrão, da experiência de compra em suas lojas e de atendimento diferenciado. A Dudalina ganhou notoriedade pela qualidade de suas camisas, seu principal produto, que combinam corte impecável e matéria-prima diferenciada. Focada em um público de alto poder aquisitivo, a Dudalina é sinônimo de alto padrão de acabamento, cuja tecnologia foi desenvolvida ao longo de mais de 57 anos de história. Aviso Legal Declarações ora feitas sobre eventos futuros estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições da Administração e informações a que a Companhia atualmente tem acesso. Declarações sobre eventos futuros incluem informações sobre as intenções, crenças ou expectativas atuais da Companhia. As ressalvas com relação a declarações e informações acerca do futuro também incluem informações sobre resultados operacionais possíveis ou presumidos, bem como declarações que são precedidas, seguidas ou que incluem as palavras "acredita", "poderá", "irá", "continua", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "estima" ou expressões semelhantes. As declarações e informações sobre o futuro não são garantias de desempenho. Elas envolvem riscos, incertezas e suposições porque se referem a eventos futuros, dependendo, portanto, de circunstâncias que poderão ocorrer ou não. Os resultados futuros e a criação de valor para os acionistas poderão diferir de maneira significativa daqueles expressos ou sugeridos pelas declarações com relação ao futuro. Muitos dos fatores que irão determinar estes resultados e valores estão além da capacidade de controle ou previsão da Companhia. 10

11 Balanço Patrimonial (combinado) - Ativo (R$ milhares) 4T14 4T14 Ativo circulante Caixa e equivalentes de caixa , , ,3 (2,6) (44,5) Contas a receber , , ,5 8,1 27,6 Estoques , , ,3 31,6 11,4 Créditos tributários , (100,0) - Impostos a Recuperar , , ,5 29,5 (47,7) Instrumentos financeiros derivativos ,1 - - Despesas antecipadas , , ,4 133,7 82,5 Outros créditos a receber , , ,9 60,2 1,3 do ativo circulante , , ,1 13,9 (16,1) Ativo não circulante Realizável a longo prazo Depósito judicial , , ,1 23,7 11,4 Créditos tributários , , ,3 (59,3) 89,3 Despesas antecipadas 250 0, , ,0 (45,6) (62,1) Impostos a recuperar 696 0, , ,0 (27,4) (10,5) Investimento 27 0, (100) - Imobilizado , , ,5 13,5 0,2 Aplicações Financeiras , ,0-3,0 Instrumentos financeiros derivativos ,5 - - Intangível , , , ,9 (0,1) do ativo não circulante , , ,9 323,7 0,9 do ativo , , ,0 147,7 (4,2) 11

12 Balanço Patrimonial (combinado) Passivo e Patrimônio Líquido (R$ milhares) 4T14 4T14 Passivo circulante Empréstimos e financiamentos , , ,6 387,5 11,7 Debêntures , , ,7 (47,0) (61,6) Fornecedores , , ,0 29,4 (5,8) Obrigações tributárias , , ,8 (36,2) (42,4) Obrigações trabalhistas , , ,5 (9,9) (7,5) Financiamentos de impostos e incentivos fiscais , , ,1 (8,4) (4,5) Dividendos a pagar , ,0 - (91,8) Outras contas a pagar , , ,1 4,9 (37,2) Arrendamento mercantil financeiro 595 0, , ,0 5,0 1,1 Contas a Pagar Foose Cool , (100,0) na Adiantamentos diversos , , ,0 (37,3) 16,5 do passivo circulante , , ,0 27,6 (21,5) Passivo não circulante Exigível a longo prazo Empréstimos e financiamentos , , ,4 173,1 4,1 Debêntures , , ,3 23,8 (0,0) Provisão para riscos trabalhistas e tributários , , , ,4 (0,5) Fornecedores LP 240 0, , ,0 4,2 (84,2) Financiamentos de impostos e incentivos fiscais , , ,7 2,1 2,5 Outras contas a pagar , ,1 - (14,9) Arrendamento mercantil financeiro , , ,5 (3,9) (1,0) Imposto de renda e contribuição social diferidos , , ,2 (1,3) (0,3) do passivo não circulante , , ,8 64,6 0,9 Patrimônio líquido Capital social integralizado , , ,3 6,6 - Reserva de capital , , , ,6 - Outorga de ações , (100,0) - Ações em tesouraria (35.535) (2,7) ( ) (4,1) ( ) (4,2) 285,6 (2,1) Reserva de Lucros ,8 (2.339) (0,1) ,4 (83,4) (640,4) Lucros acumulados , (100,0) - AAC ,7 (1.158) (0,0) (833) (0,0) (109,6) (28,1) patrimônio líquido , , ,2 437,6 1,0 do passivo e patrimônio líquido , , ,0 147,7 (4,2) 12

13 Fluxo de Caixa (Combinado) (R$ milhares) Das atividades operacionais Lucro antes do imposto de renda e contribuição social Ajustes para reconciliar o lucro antes dos impostos ao caixa líquido gerado nas atividades operacionais Depreciações e amortizações Custo líquido de ativos imobilizado e intangível baixados 306 (11) Despesas com NDF - (23.131) Provisão para contingências 210 (438) Despesa de juros Ajuste a valor presente obrigações e recebíveis 3 - Variação cambial s/ financiamentos (3.439) Provisão (Reversão) para Devedores Duvidosos (198) 369 Provisão para participação nos lucros e resultados Plano de opções de compra de ações AVP arrendamento mercantil financeiro Provisão para reestruturação - (2.214) Provisão para perdas em estoques (402) - Ajuste a valor presente - PRODEC Mudanças nos ativos e passivos (64.871) ( ) Contas a receber de clientes (1.061) (32.142) Estoques (16.315) (33.532) Impostos a recuperar 665 (2.375) Despesas antecipadas (1.413) (3.457) Outros créditos (7.267) (2.192) Depósitos judiciais 315 (309) Fornecedores (5.825) (10.672) Partes relacionadas (26) - Obrigações tributárias (14.122) (23.108) Obrigações trabalhistas (10.148) (3.462) Imposto de renda e contribuição social pagos (6.052) - Juros pagos por financiamentos (524) - Outras contas a pagar (2.879) (20.949) Adiantamentos diversos (219) 89 Caixa líquido utilizado nas atividades operacionais 631 (62.310) Das atividades de investimento Acréscimo do imobilizado (5.786) (11.619) Acréscimo do intangível (líquido de adições a investimentos) (8.232) (7.846) Aplicações Financeiras - (1.684) Baixa títulos de valores mobiliários Valor recebido venda imobilizado 17 - Caixa líquido utilizado nas atividades de investimento Das atividades de financiamento com acionistas Empréstimos e Financiamentos Pagamento de financiamento bancário (5.154) ( ) Juros pagos (8.297) (9.435) Ações em tesouraria (7.571) - Ganho na venda de ações em tesouraria Arrendamento mercantil financeiro (349) (350) Dividendos pagos (90.000) (2.880) Pagamento com NDF (146) - Amortização da divida do Refis (422) - Benefício fiscal - PRODEC Caixa líquido gerado nas atividades de financiamento com acionistas (79.439) ( ) Aumento/diminuição das disponibilidades (67.427) ( ) Disponibilidades No início do exercício No fim do exercício Aumento/diminuição das disponibilidades (67.427) ( ) 13

14 Balanço Patrimonial (Consolidado) - Ativo (R$ milhares) 4T14 4T14 Ativo circulante Caixa e equivalentes de caixa , , ,3 11,6 (44,5) Contas a receber , , ,5 399,3 27,6 Estoques , , ,3 91,4 11,4 Impostos a Recuperar , , ,5 29,5 (60,6) Instrumentos financeiros derivativos ,1 - - Despesas antecipadas , , ,4 133,7 82,5 Outros créditos a receber , , ,9 149,8 1,3 do ativo circulante , , ,1 67,7 (16,1) Ativo não circulante Realizável a longo prazo Depósito judicial , , ,1 47,9 11,4 Créditos tributários , , ,3 (59,3) 89,3 Despesas antecipadas 250 0, , ,0 (45,6) (62,1) Impostos a recuperar , ,0 - (10,5) Imobilizado , , ,5 36,8 0,2 Aplicações Financeiras , ,0-3,0 Instrumentos financeiros derivativos ,5 - - Intangível , , , ,8 (0,1) do ativo não circulante , , ,9 397,5 0,9 do ativo , , ,0 228,5 (4,2) 14

15 Balanço Patrimonial (Consolidado) Passivo (R$ milhares) 4T14 4T14 Passivo circulante Empréstimos e financiamentos , , ,6 422,1 11,7 Debêntures , , ,7 (47,0) (61,6) Fornecedores , , ,0 68,7 (5,8) Obrigações tributárias , , ,8 12,2 (42,4) Obrigações trabalhistas , , ,5 100,0 (7,5) Financiamentos de impostos e incentivos fiscais , ,1 - (4,5) Dividendos a pagar , ,0 - (91,8) Outras contas a pagar , , ,1 57,8 (37,2) Arrendamento mercantil financeiro 595 0, , ,0 5,0 1,1 Contas a Pagar Foose Cool , (100,0) na Adiantamentos diversos , , ,0 (37,3) 16,5 do passivo circulante , , ,0 57,0 (21,5) Passivo não circulante Exigível a longo prazo Empréstimos e financiamentos , , ,4 207,9 4,1 Debêntures , , ,3 23,8 (0,0) Provisão para riscos trabalhistas e tributários , , , ,0 (0,5) Fornecedores LP , ,0 - (84,2) Financiamentos de impostos e incentivos fiscais , ,7-2,5 Outras contas a pagar , ,1 - (14,9) Arrendamento mercantil financeiro , , ,5 (3,9) (1,0) Imposto de renda e contribuição social diferidos , ,2 - (0,3) do passivo não circulante , , ,8 78,8 0,9 Patrimônio líquido Capital social integralizado , , ,3 103,2 - Reserva de capital , , , ,6 - Outorga de ações , (100,0) - Ações em tesouraria (35.535) (3,6) ( ) (4,1) ( ) (4,2) 285,6 (2,1) Reserva de Lucros ,8 (2.339) (0,1) ,4 (66,5) (640,4) AAC (2.816) (0,3) (1.158) (0,0) (833) (0,0) (70,4) (28,1) patrimônio líquido , , , ,6 1,0 do passivo e patrimônio líquido , , ,0 228,5 (4,2) 15

16 Fluxo de caixa (Consolidado) (R$ milhares) Das atividades operacionais Lucro antes do imposto de renda e contribuição social (666) Ajustes para reconciliar o lucro antes dos impostos ao caixa líquido gerado nas atividades operacionais Depreciações e amortizações Custo líquido de ativos imobilizado e intangível baixados 264 (11) Despesas com NDF - (23.131) Provisão para contingências 220 (438) Despesa de juros Ajuste a valor presente obrigações e recebíveis Variação cambial s/ financiamentos (3.439) Provisão (Reversão) para Devedores Duvidosos (279) 369 Provisão para participação nos lucros e resultados Plano de opções de compra de ações AVP arrendamento mercantil financeiro Provisão para reestruturação - (2.214) Provisão para perdas em estoques 11 - Mudanças nos ativos e passivos (43.071) ( ) Contas a receber de clientes (10.412) (32.142) Estoques 817 (33.532) Impostos a recuperar (1.831) (2.375) Despesas antecipadas (1.413) (3.457) Outros créditos (4.100) (2.192) Depósitos judiciais 301 (309) Fornecedores (5.695) (10.672) Partes relacionadas (26) - Obrigações tributárias (7.118) (23.108) Obrigações trabalhistas (10.833) (3.462) Outras contas a pagar (2.542) (20.949) Adiantamentos diversos (219) 89 Outros Caixa líquido utilizado nas atividades operacionais (11.908) (62.310) Das atividades de investimento Acréscimo do imobilizado (4.106) (11.619) Acréscimo do intangível (líquido de adições a investimentos) (7.920) (7.846) Aplicações Financeiras - (1.684) Baixa títulos de valores mobiliários Caixa líquido utilizado nas atividades de investimento Das atividades de financiamento com acionistas Empréstimos e Financiamentos Pagamento de financiamento bancário (4.792) ( ) Juros pagos (8.297) (9.435) Ações em tesouraria (7.571) - Ganho na venda de ações em tesouraria Arrendamento mercantil financeiro (349) (350) Dividendos pagos - (2.880) Pagamento com NDF (146) - Caixa líquido gerado nas atividades de financiamento com acionistas ( ) Aumento/diminuição das disponibilidades ( ) Disponibilidades No início do exercício No fim do exercício Aumento/diminuição das disponibilidades ( ) 16

17 Demonstração do Resultado (Combinado) % Receita Líquida % Receita Líquida (R$ milhares) Receita operacional líquida , ,0 6,8 Custo dos produtos vendidos ( ) (38,0) ( ) (40,7) 14,4 D&A custo (714) (0,3) (745) (0,3) 4,3 Lucro bruto , ,1 2,1 (Despesas) e receitas operacionais: Despesas gerais e administrativas (39.930) (14,4) (35.691) (12,1) (10,6) Despesas com vendas (62.781) (22,6) (61.893) (20,9) (1,4) Despesas de depreciação e amortização (20.615) (7,4) (20.107) (6,8) (2,5) Resultado financeiro (18.614) (6,7) (40.202) (13,6) 116,0 Outras receitas e despesas (1.847) (0,7) (1.512) (0,5) (18,1) Lucro antes do imposto de renda e contribuição social , ,2 (43,9) Imposto de renda e contribuição social (4.487) (1,6) (211) (0,1) (95,3) Lucro líquido , ,1 (33,8) EBITDA , ,8 13,4 Var % / Reconciliação DRE (combinado e consolidado) Restoque Dudalina Combinado Ajustes Pro -Forma Pro-Forma Restoque Dudalina Combinado Eliminações Consolidado Receita Líquida CPV (60.344) (44.977) ( ) - ( ) (74.155) (46.335) ( ) 110 ( ) D&A CPV - (714) (714) (186) (900) - (745) (745) (186) (931) Lucro Bruto (186) (76) Margem Bruta 65,3% 55,7% 61,8% 61,7% 62,1% 53,0% 59,1% 59,0% (Despesas) e Receitas Operacionais Despesas Gerais e Administrativas (31.200) (8.730) (39.930) - (39.930) (28.120) (7.570) (35.691) - (35.691) Despesas com Vendas (42.634) (20.147) (62.781) - (62.781) (45.812) (16.081) (61.893) - (61.893) Despesas de Depreciação e Amortização (18.822) (1.793) (20.615) (303) (20.918) (19.376) (731) (20.107) (303) (20.410) Resultado Financeiro (19.889) (18.614) - (18.614) (38.354) (1.848) (40.202) - (40.202) Outras Receitas e Despesas (1.863) 16 (1.847) - (1.847) (1.571) 59 (1.512) - (1.512) Equivalência Patrimonial (22.360) - Lucro Antes do IR e CS (666) (489) (379) Margem de Lucro antes de IR e CS -0,4% 27,3% 9,9% 5,5% 26,9% 5,2% Impostos 228 (4.715) (4.487) 166 (4.321) (4.382) (211) 130 (81) Lucro Líquido (438) (323) (249) Margem Líquida -0,3% 22,7% 8,3% 8,2% 7,6% 22,6% 5,1% 5,1% EBITDA Margem EBITDA 21,9% 28,5% 24,3% 24,3% 35,0% 30,2% 25,8% 25,9% 17

2º TRIMESTRE DE 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS

2º TRIMESTRE DE 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS fg 2º TRIMESTRE DE 2016 Retomada do crescimento de vendas totais e mesmas lojas, aliada a ganho consistente de market share no mercado total a. A receita líquida totalizou R$4,3 bilhões no 2T16, com retomada

Leia mais

4T15 Apresentação de Resultados

4T15 Apresentação de Resultados Apresentação de Resultados 02 de Fevereiro de 2016 Tais declarações têm como base crenças e suposições de nossa Administração tomadas dentro do nosso melhor conhecimento e informações a que a Companhia

Leia mais

Divulgação de Resultado 1T15

Divulgação de Resultado 1T15 Divulgação de Resultado 1T15 1 Dados de mercado em 07/05/2015 Cotação: R$2,35 Valor de Mercado: R$155.302.955,40 T e l e c o n f e r ê n c i a 1T15 Teleconferência em português 08 de maio de 2015 Sexta-feira,

Leia mais

Confab Anuncia Resultados para o Segundo Trimestre de 2006

Confab Anuncia Resultados para o Segundo Trimestre de 2006 Confab Anuncia Resultados para o Segundo Trimestre de 2006 São Paulo, 03 de agosto de 2006. Confab Industrial S.A. (BOVESPA:CNFB4), uma empresa Tenaris, anunciou hoje os resultados correspondentes aos

Leia mais

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil)

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil) CNPJ 47.902.648/0001-17 CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Bancos 46 Fornecedores 41.785 Aplicações Financeiras 5.541 Provisão

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14

BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14 ATIVO Exercício Atual PASSIVO Exercício Atual ATIVO CIRCULANTE 652.201,35 PASSIVO CIRCULANTE 236.288,68 Caixa e Equivalentes de Caixa 652.201,35 Obrigações Trabalhistas, Previdenciárias e Assistenciais

Leia mais

3º Trimestre de 2015 Resultados Tupy

3º Trimestre de 2015 Resultados Tupy 3º Trimestre de 2015 Resultados Tupy São Paulo, 13 de novembro de 2015 1 DISCLAIMER Esta Apresentação pode conter declarações prospectivas, as quais estão sujeitas a riscos e incertezas, pois foram baseadas

Leia mais

Nivelamento de Conceitos Contábeis

Nivelamento de Conceitos Contábeis Nivelamento de Conceitos Contábeis Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial - BP Demonstração de Resultado do Exercício - DRE Demonstração dos Fluxos de Caixa DFC Substituiu a Demonstração das Origens

Leia mais

Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli

Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli USP/FEA/EAC Curso de Graduação em Administração Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli 1 DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ Inbrands S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ Inbrands S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

Resultados 4T de Março de 2011

Resultados 4T de Março de 2011 Resultados 4T10 22 de Marçode 2011 1 AGENDA DESTAQUES Providência USA RESULTADOS PERSPECTIVAS 2 DESTAQUES Conclusão do projeto da primeira planta da Companhia nos Estados Unidos, com uma linha de produção

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Receita Bruta da Profarma atinge R$ 702,6 milhões no 1T08 com crescimento de 26,5% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Receita Bruta da Profarma atinge R$ 702,6 milhões no 1T08 com crescimento de 26,5% em comparação ao mesmo período do ano anterior. Receita Bruta da Profarma atinge R$ 702,6 milhões no 1T08 com crescimento de 26,5% em comparação ao mesmo período do ano anterior. Rio de Janeiro, 05 de Maio de 2008 A Profarma Distribuidora de Produtos

Leia mais

Teleconferência de resultados

Teleconferência de resultados Teleconferência de resultados 2 Aviso importante Este material foi preparado pela Linx S.A. ( Linx ou Companhia ) e pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros.

Leia mais

Release de Resultados 1T de abril de 2016

Release de Resultados 1T de abril de 2016 Release de Resultados 1T16 27 de abril de 2016 Ressalvas As informações e declarações sobre eventos futuros estão sujeitas a riscos e incertezas, as quais têm como base estimativas e suposições da Administração

Leia mais

Apresentação do Roadshow Teleconferência de Resultados 2T16

Apresentação do Roadshow Teleconferência de Resultados 2T16 Apresentação do Roadshow Teleconferência de Resultados 2T16 1 Nota Importante As declarações a respeito de perspectivas futuras sobre os negócios e projeções de resultados operacionais e financeiros da

Leia mais

A Vigor Alimentos S.A. divulga os resultados do 3T13

A Vigor Alimentos S.A. divulga os resultados do 3T13 A Vigor Alimentos S.A. divulga os resultados do 3T13 São Paulo, 12 de novembro de 2013 - A Vigor Alimentos S.A. (BM&FBovespa: VIGR3) anuncia hoje os resultados do terceiro trimestre de 2013 (3T13). As

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T16. 6 de maio de Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T16. 6 de maio de Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 6 de maio de 2016 Magazine Luiza Destaques Vendas E-commerce Margem Bruta EBITDA e Lucro Líquido Capital de Giro Endividamento Luizacred Aumento da receita bruta de 3% totalizando

Leia mais

2T15. Comentários de Desempenho. DESTAQUES FINANCEIROS E OPERACIONAIS 2T15 e 1S15

2T15. Comentários de Desempenho. DESTAQUES FINANCEIROS E OPERACIONAIS 2T15 e 1S15 São Paulo, 03 de Agosto de 2015 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do segundo trimestre de 2015 (2T15) e do primeiro semestre de 2015 (1S15). As informações financeiras

Leia mais

TRIMESTRE Variação (%) SEMESTRE Variação (%) (R$ mm) 2T15 2T14 2T15/2T14 1S15 1S14 1S15/1S14

TRIMESTRE Variação (%) SEMESTRE Variação (%) (R$ mm) 2T15 2T14 2T15/2T14 1S15 1S14 1S15/1S14 São Paulo, 14 de agosto de 2015 - A Somos Educação S.A. (BM&FBOVESPA: SEDU3) divulga seus resultados do 2º trimestre de 2015 (2T15) e do primeiro semestre de 2015 (1S15). Os comentários aqui incluídos

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ CIA DE PARTICIPAÇÕES ALIANÇA DA BAHIA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ CIA DE PARTICIPAÇÕES ALIANÇA DA BAHIA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ GUARARAPES CONFECÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ GUARARAPES CONFECÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Receita Bruta de R$ 103,6 milhões. Variação negativa de 2,5% na comparação com o 3T09;

Receita Bruta de R$ 103,6 milhões. Variação negativa de 2,5% na comparação com o 3T09; Apresentação Aviso Importante Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras 75º edição 1 de Abril de 214 à 31 de março de 215 Balanço Anual Ativos Ativos circulante Caixa Títulos a receber Contas a receber mobiliários Produtos Materia-Prima Trabalhos

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ JBS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2. Balanço Patrimonial Passivo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ JBS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2. Balanço Patrimonial Passivo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

25 de abril de 2016 LOJAS RENNER S.A. (BM&FBOVESPA: LREN3), maior varejista de moda no Brasil, anuncia seus resultados do primeiro trimestre (1T16).

25 de abril de 2016 LOJAS RENNER S.A. (BM&FBOVESPA: LREN3), maior varejista de moda no Brasil, anuncia seus resultados do primeiro trimestre (1T16). 25 de abril de 2016 LOJAS RENNER S.A. (BM&FBOVESPA: LREN3), maior varejista de moda no Brasil, anuncia seus resultados do primeiro trimestre (1T16). COMENTÁRIOS DA ADMINISTRAÇÃO Informações Consolidadas

Leia mais

TOTVS DIVULGA RECEITA E EBITDA RECORDES NOS 9M06 E 370 NOVOS CLIENTES EM 3T06

TOTVS DIVULGA RECEITA E EBITDA RECORDES NOS 9M06 E 370 NOVOS CLIENTES EM 3T06 TOTVS DIVULGA RECEITA E EBITDA RECORDES NOS 9M06 E 370 NOVOS CLIENTES EM 3T06 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T06 São Paulo, 9 de Novembro de 2006 - A TOTVS S.A. (BOVESPA: TOTS3), líder na atividade de desenvolvimento

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

1T10. Relações es com Investidores. Dados 31/03/2010 HGTX3: R$ 35,00 por ação. Valor de Mercado R$ 1,9 bilhão US$ 1,0 bilhão. Destaques /05/2010

1T10. Relações es com Investidores. Dados 31/03/2010 HGTX3: R$ 35,00 por ação. Valor de Mercado R$ 1,9 bilhão US$ 1,0 bilhão. Destaques /05/2010 Dados 31/03/2010 HGTX3: R$ 35,00 por ação Valor de Mercado R$ 1,9 bilhão US$ 1,0 bilhão Blumenau, 07 de maio de 2010 A Cia. Hering (BM&FBOVESPA: HGTX3), uma das maiores empresas de varejo e design de vestuário

Leia mais

Resultados Título da apresentação

Resultados Título da apresentação Resultados 2015 Título da apresentação Aviso Legal Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros do Banco Pan. Essas declarações estão baseadas

Leia mais

Receita Líquida Consolidada (R$ Bilhões) Lucro Bruto Consolidado (R$ Milhões) EBITDA Consolidado (R$ Milhões)

Receita Líquida Consolidada (R$ Bilhões) Lucro Bruto Consolidado (R$ Milhões) EBITDA Consolidado (R$ Milhões) Destaques do 2T14 Receita Líquida Consolidada (R$ Bilhões) 32,1% 21.9 24.2 27.2 26.4 29.0 Receita líquida de R$29,0 bilhões, expansão de R$7,0 bilhões, ou 32,1% superior ao 2T13. 2T13 3T13 4T13 1T14 2T14

Leia mais

SANTOS BRASIL ENCERRA O 4T15 COM CRESCIMENTO DE 13,0% NO TOTAL DE CONTÊINERES MOVIMENTADOS.

SANTOS BRASIL ENCERRA O 4T15 COM CRESCIMENTO DE 13,0% NO TOTAL DE CONTÊINERES MOVIMENTADOS. SANTOS BRASIL ENCERRA O 4T15 COM CRESCIMENTO DE 13,0% NO TOTAL DE CONTÊINERES MOVIMENTADOS. São Paulo, 09 de março de 2016 As informações trimestrais (ITR) e as demonstrações financeiras padronizadas (DFP)

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores acionistas, A CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A., ( CVC ou Companhia ) apresenta a seguir seu Relatório da Administração e as informações contábeis intermediárias

Leia mais

Teleconferência dos Resultados 3T2009 Gerdau S.A. Consolidado IFRS

Teleconferência dos Resultados 3T2009 Gerdau S.A. Consolidado IFRS Teleconferência dos Resultados 3T2009 Gerdau S.A. Consolidado IFRS André Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO Osvaldo B. Schirmer Vice-presidente e Diretor de RI 5 de novembro de 2009 Teleconferência

Leia mais

CNPJ: / DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCICIO COMPARADO DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMONIO LIQUIDO

CNPJ: / DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCICIO COMPARADO DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMONIO LIQUIDO Rio de Janeiro, 18 de fevereiro de 2016. DT-P 16-007. CONTÉM: PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES BALANÇO PATRIMONIAL COMPARADO DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCICIO COMPARADO DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES

Leia mais

Demonstrações Contábeis Decifradas

Demonstrações Contábeis Decifradas RESOLUÇÃO A resolução dessa questão demanda a capacidade de classificação dos elementos patrimoniais e do resultado como componentes dos fluxos de caixa das atividades operacionais, de investimento e de

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ OI S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2. Balanço Patrimonial Passivo 4

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ OI S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2. Balanço Patrimonial Passivo 4 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente 7 Demonstração

Leia mais

É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas Patrimoniais).

É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas Patrimoniais). Olá, meus amigos! Tudo bem? É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas Patrimoniais). O plano foi elaborado pelo nosso

Leia mais

Resultados da Mills no 1T16

Resultados da Mills no 1T16 Resultados da Mills no 1T16 Relações com Investidores BM&FBOVESPA: MILS3 Rio de Janeiro, 5 de maio de 2016 - A Mills Estruturas e Serviços de Engenharia S.A. (Mills) apresenta os seus resultados referentes

Leia mais

PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Prof. Flávio Smania Ferreira 5 termo ADMINISTRAÇÃO GERAL e-mail: flavioferreira@live.estacio.br blog: http://flaviosferreira.wordpress.com Demonstrações Contábeis: Representa

Leia mais

Resultados do ano de 2015

Resultados do ano de 2015 Resultados do ano de 2015 2 de março de 2016 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

31/03/ /12/ /03/ /12/2015 Caixa e Bancos Aplicações financeiras

31/03/ /12/ /03/ /12/2015 Caixa e Bancos Aplicações financeiras NOTAS EXPLICATIVAS DAS INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS - ITR (Em milhares de Reais, exceto quando indicado de outra forma) 1 - CONTEXTO OPERACIONAL Bicicletas Monark S.A. ( Companhia ) tem por objetivo a industrialização

Leia mais

BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA NIRE nº CNPJ/MF nº /

BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA NIRE nº CNPJ/MF nº / ITENS DA PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. CONVOCADA PARA 29 DE ABRIL DE 2016 BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA NIRE

Leia mais

GLOBEX UTILIDADES S.A. CNPJ n o. 33.041.260/0001-64 NIRE: 333001-41073

GLOBEX UTILIDADES S.A. CNPJ n o. 33.041.260/0001-64 NIRE: 333001-41073 GLOBEX UTILIDADES S.A. CNPJ n o. 33.041.260/0001-64 NIRE: 333001-41073 Resultados do 1º Trimestre de 2006 Rio de Janeiro, 18 de maio de 2006 Globex Utilidades S.A. (BOVESPA: GLOB4, GLOB3; OTC: GBXPY),

Leia mais

RECEITA BRUTA CRESCE 37,9% E EBITDA AJUSTADO AUMENTA 48,1% NO 3T07

RECEITA BRUTA CRESCE 37,9% E EBITDA AJUSTADO AUMENTA 48,1% NO 3T07 1 São Paulo, 14 de novembro de 2007 A General Shopping Brasil S.A. (BOVESPA: GSHP3), empresa com expressiva participação no mercado de shopping centers do Brasil, anuncia hoje os resultados do terceiro

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº /07

RESOLUÇÃO CFC Nº /07 RESOLUÇÃO CFC Nº. 1.115/07 Aprova a NBC T 19.13 Escrituração Contábil Simplificada para Microempresa e Empresa de Pequeno Porte. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL PARA AUDITOR-FISCAL DA RFB. Prof. Marcondes Fortaleza

CONTABILIDADE GERAL PARA AUDITOR-FISCAL DA RFB. Prof. Marcondes Fortaleza CONTABILIDADE GERAL PARA AUDITOR-FISCAL DA RFB Prof. Marcondes Fortaleza Professor Marcondes Fortaleza Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil, tendo exercido anteriormente o cargo de Analista-Tributário

Leia mais

Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e 2013 e relatório dos auditores independentes

Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e 2013 e relatório dos auditores independentes Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e 2013 e relatório dos auditores independentes Mensagem da Administração Prezados Acionistas, O ano de

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL AÇÃO SOCIAL NOSSA SENHORA APARECIDA DO MANTIQUEIRA CNPJ:

BALANÇO PATRIMONIAL AÇÃO SOCIAL NOSSA SENHORA APARECIDA DO MANTIQUEIRA CNPJ: Folha 59 BALANÇO PATRIMONIAL (Valores expressos em milhares de reais) ATIVO 2009 2008 PASSIVO 2009 2008 CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa 13 2.938 Empréstimos e financiamentos Banco 3.874 6.202 Fornecedores

Leia mais

Resultados do ano de 2008

Resultados do ano de 2008 Resultados do ano de 2008 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira

Leia mais

Modelo de Plano de Contas Detalhado

Modelo de Plano de Contas Detalhado Modelo de Plano de Contas Detalhado Código da Conta Descrição da Conta 1. A T I V O 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.1.01 DISPONÍVEL 1.1.01.01 Caixa 1.1.01.02 Bancos c/ Movimento 1.1 01.03 Aplicações Financeiras

Leia mais

Resultados 3T16. TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 25 de outubro de h (Brasil) / 11h (US-EST)

Resultados 3T16. TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 25 de outubro de h (Brasil) / 11h (US-EST) Resultados 3T16 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 25 de outubro de 2016 13h (Brasil) / 11h (US-EST) Acesso em Português: +55 11 3127-4971 +55 11 3728-5971 Acesso em Inglês: +1 516-300-1066 Senha: Lojas Renner

Leia mais

Teleconferência de Resultados do 2T15 14 de agosto, 2015

Teleconferência de Resultados do 2T15 14 de agosto, 2015 Teleconferência de Resultados do 2T15 14 de agosto, 2015 Disclaimer O material divulgado pela Companhia reflete as expectativas dos administradores e poderá conter estimativas sobre eventos futuros. Quaisquer

Leia mais

Comentários de DESTAQUES FINANCEIROS E OPERACIONAIS - 4T12 E 2012

Comentários de DESTAQUES FINANCEIROS E OPERACIONAIS - 4T12 E 2012 São Paulo, 13 de maio de 2013 A Unidas S.A. anuncia os seus resultados do quarto trimestre de 2012 (4T12) e do ano de 2012. As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto quando

Leia mais

Resultados 1º Trimestre de de Maio de 2015

Resultados 1º Trimestre de de Maio de 2015 Resultados 1º Trimestre de 2015 8 de Maio de 2015 Receita líquida avança 14,8%, com sólido crescimento orgânico Cnova Receita líquida: +14,8% Vendas mesmas lojas: +4,0% EBITDA (1) : R$ 1,057 bilhão Margem

Leia mais

1T09. Receita Operacional Líquida atinge R$25,9 milhões no 1T09 e cresce 25,9% em relação ao 4T08 DESTAQUES DO PERÍODO

1T09. Receita Operacional Líquida atinge R$25,9 milhões no 1T09 e cresce 25,9% em relação ao 4T08 DESTAQUES DO PERÍODO São Bernardo do Campo, 30 de abril de 2009 A Fibam Cia Industrial (Bovespa: FBMC3;FBMC4), empresa líder na produção de fixadores especiais, anuncia os seus resultados financeiros relativos ao 1º trimestre

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA. Gestão Financeira 1 Prof.ª Thays Silva Diniz 1º Semestre 2010

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA. Gestão Financeira 1 Prof.ª Thays Silva Diniz 1º Semestre 2010 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Gestão Financeira 1 Prof.ª Thays Silva Diniz 1º Semestre 2010 INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Cap.1 A decisão financeira e a empresa 1. Introdução 2. Objetivo e Funções da

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2014 (4T14 ) Página 1 de 9

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2014 (4T14 )  Página 1 de 9 www.lojasrenner.com.br/ri Página 1 de 9 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada

Leia mais

WEBCAST Teleconferência

WEBCAST Teleconferência São Paulo Avenida Cidade Jardim WEBCAST Teleconferência 08-11-2007 Goiânia Avenida 85 APRESENTAÇÃO RESULTADOS - 3º TRIMESTRE 2007 Aviso Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas

Leia mais

Relatório da Administração Engetec Participações em Engenharia e Construção S.A.

Relatório da Administração Engetec Participações em Engenharia e Construção S.A. Relatório da Administração Engetec Participações em Engenharia e Construção S.A. Senhores Acionistas, Em cumprimento as disposições estatuárias, submetemos a apreciação de V.Sas. o relatório anual da administração

Leia mais

B2W ANUNCIA CRESCIMENTO DE 15% DA RECEITA BRUTA CONSOLIDADA E GANHO DE 23 DIAS NO CAPITAL DE GIRO LÍQUIDO NO 3T09.

B2W ANUNCIA CRESCIMENTO DE 15% DA RECEITA BRUTA CONSOLIDADA E GANHO DE 23 DIAS NO CAPITAL DE GIRO LÍQUIDO NO 3T09. B2W ANUNCIA CRESCIMENTO DE 15% DA RECEITA BRUTA CONSOLIDADA E GANHO DE 23 DIAS NO CAPITAL DE GIRO LÍQUIDO NO. Rio de Janeiro, 05 de novembro de 2009 B2W - Companhia Global do Varejo (BOVESPA: BTOW3), empresa

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ DURATEX S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ DURATEX S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente 7 Demonstração

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL. Saldos em 31/12/2013

BALANÇO PATRIMONIAL. Saldos em 31/12/2013 PARTIDO: BALANÇO PATRIMONIAL ORGÃO DO PARTIDO UF EXERCÍCIO CÓDIGO CONTA Saldos em 31/12/2014 Saldos em 31/12/2013 CÓDIGO 1.1. ATIVO CIRCULANTE 2.1. PASSIVO CIRCULANTE 1.1.1. ATIVO CIRCULANTE - FUNDO PARTIDÁRIO

Leia mais

A receita de uso de rede diminuiu 6,1% em relação ao 3T11 e apenas 0,6% em relação ao 2T12, principalmente em função da redução da VU-M.

A receita de uso de rede diminuiu 6,1% em relação ao 3T11 e apenas 0,6% em relação ao 2T12, principalmente em função da redução da VU-M. RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA Receita Líquida Móvel 5.340,9 5.128,2 4,1 4.923,2 8,5 15.574,6 14.326,7 8,7 Receita de serviço móvel 5.078,2 4.959,7 2,4 4.697,9 8,1 14.962,1 13.535,4 10,5 Franquia e utilização

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE

NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE Prof. Wanderson S. Paris, M.Eng. prof@cronosquality.com.br NOÇÕES DE CONTABILIDADE DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO BALANÇO PATRIMONIAL DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS X ATIVIDADES

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ DIRECIONAL ENGENHARIA SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ DIRECIONAL ENGENHARIA SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo

Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo Tribunais - Exercícios AFO e Direito Financeiro Exercício - Contabilidade Alexandre Américo 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. MÓDULO DE QUESTÕES DE CONTABILIDADE

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ ENERGISA SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ ENERGISA SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas de Resultado).

É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas de Resultado). Olá, meus amigos! Tudo bem? É com uma grande satisfação que apresentamos para vocês um Plano de Contas Atualizado para Provas de Contabilidade Geral (Contas de Resultado). O plano foi elaborado pelo nosso

Leia mais

RESULTADOS 1º TRIMESTRE DE 2016

RESULTADOS 1º TRIMESTRE DE 2016 Dados de Negociação AMAR3 em 31/Mar/16: Preço por ação: R$ 6,90 Número de ações: 204.085.999 Valor de mercado: R$ 1.408,2 milhões Teleconferência de Resultados do 1T16: São Paulo, 02 de Maio de 2016 A.

Leia mais

Le Lis Blanc inicia o ano com crescimento de 32% nas receitas brutas, 18,5% nas vendas de lojas comparáveis e 26% em EBITDA ajustado 1

Le Lis Blanc inicia o ano com crescimento de 32% nas receitas brutas, 18,5% nas vendas de lojas comparáveis e 26% em EBITDA ajustado 1 Le Lis Blanc inicia o ano com crescimento de 32% nas receitas brutas, 18,5% nas vendas de lojas comparáveis e 26% em EBITDA ajustado 1 São Paulo, Brasil, 15 de maio de 2008 - A Le Lis Blanc Deux Comércio

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T16. 06 de Maio de 2016

Divulgação de Resultados 1T16. 06 de Maio de 2016 Divulgação de Resultados 06 de Maio de 2016 Aviso Importante Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam ocasionar variações

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T de Novembro de 2016 Relações com Investidores

Teleconferência de Resultados 3T de Novembro de 2016 Relações com Investidores Teleconferência de Resultados 11 de Novembro de 2016 Relações com Investidores 1 Disclaimer Este material constitui uma apresentação de informações gerais sobre a Marfrig Global Foods S.A. e suas controladas

Leia mais

Sumário EDITAL SISTEMATIZADO CONTABILIDADE APRESENTAÇÃO DO LIVRO... 23

Sumário EDITAL SISTEMATIZADO CONTABILIDADE APRESENTAÇÃO DO LIVRO... 23 EDITAL SISTEMATIZADO CONTABILIDADE... 19 APRESENTAÇÃO DO LIVRO... 23 PARTE I CONTABILIDADE GERAL CAPÍTULO I NOÇÕES DE CONTABILIDADE... 27 1. Noções de Contabilidade... 27 1.1. Conceitos, objetivos, campo

Leia mais

EBITDA +38,0% vs. 3T12 Margem EBITDA +460bps vs. 3T12 Geração de caixa operacional de R$ 13,9 milhões no 3T13

EBITDA +38,0% vs. 3T12 Margem EBITDA +460bps vs. 3T12 Geração de caixa operacional de R$ 13,9 milhões no 3T13 EBITDA +38,0% vs. Margem EBITDA +460bps vs. Geração de caixa operacional de R$ 13,9 milhões no 3T13 São Paulo, Brasil, 13 de novembro de 2013 - A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia

Leia mais

Grande base de clientes, com CRM visando a fidelização e retenção de clientes

Grande base de clientes, com CRM visando a fidelização e retenção de clientes 1 Pilares Estratégicos 1 Forte cultura corporativa, cujo principal foco é a valorização das pessoas 2 Plataforma de vendas integrada, com múltiplos canais de venda 3 Grande base de clientes, com CRM visando

Leia mais

Contabilidade CRISE. Planejamento Financeiro 25/08/2016. Escreve, oficializa É a ciência que registra os

Contabilidade CRISE. Planejamento Financeiro 25/08/2016. Escreve, oficializa É a ciência que registra os CRISE Contabilidade Escreve, oficializa É a ciência que registra os Possuem denominador financeiro comum acontecimentos verificados no patrimônio de uma entidade Conjunto de bens direitos e obrigações

Leia mais

Localiza Rent a Car S.A. Resultados 2T09 e 1S09 (R$ milhões - USGAAP)

Localiza Rent a Car S.A. Resultados 2T09 e 1S09 (R$ milhões - USGAAP) Localiza Rent a Car S.A. Resultados 2T09 e 1S09 (R$ milhões - USGAAP) Julho, 2009 1 Divisão de aluguel de carros Receita líquida (R$ milhões) 197,1 271,3 CAGR: 31,3% 357,2 442,7 585,7 278,6 4,8% 291,9

Leia mais

Resultados do 3T15 13 de Novembro de 2015

Resultados do 3T15 13 de Novembro de 2015 Resultados do 3T15 13 de Novembro de 2015 Disclaimer O material divulgado pela Companhia reflete as expectativas dos administradores e poderá conter estimativas sobre eventos futuros. Quaisquer informações,

Leia mais

JBS reporta EBITDA de R$3,6 bilhões e receita líquida de R$38,9 bilhões no 2T15

JBS reporta EBITDA de R$3,6 bilhões e receita líquida de R$38,9 bilhões no 2T15 JBS S.A. (BVM&FBOVESPA: JBSS3; OTCQX: JBSAY) São Paulo, 13 de agosto de 2015 JBS reporta EBITDA de R$3,6 bilhões e receita líquida de R$38,9 bilhões no A JBS S.A. divulga seus resultados para o segundo

Leia mais

ESTUDO DE CASO. Os Novos Ajustes da Lei

ESTUDO DE CASO. Os Novos Ajustes da Lei ESTUDO DE CASO Os Novos Ajustes da Lei 11.638 Os Novos Ajustes da Lei 11.638 As demonstrações financeiras foram elaboradas com base nas práticas contábeis adotadas no Brasil e normas da Comissão de Valores

Leia mais

Sumário. Capítulo Considerações Iniciais Exercícios Resolvidos para a Fixação de Conteúdo...19

Sumário. Capítulo Considerações Iniciais Exercícios Resolvidos para a Fixação de Conteúdo...19 Sumário Capítulo 1 A Elaboração das Demonstrações Contábeis...1 1.1. Considerações Iniciais...1 1.2. Exercícios Resolvidos para a Fixação de Conteúdo...19 Capítulo 2 As Demonstrações Contábeis e a Legislação

Leia mais

Divulgação de resultados 1T16

Divulgação de resultados 1T16 Rio de Janeiro, 12 de maio de 2016. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de intermediação e consultoria imobiliária, com relevante presença

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T13

Apresentação de Resultados 1T13 Apresentação de Resultados 1T13 14 de Maio de 2013 Resultados 4T13/2013 28 de Fevereiro de 2014 Destaques do Período Receita Líquida R$ mm EBITDA Ajustado R$ mm Geração Op. de Caixa R$ mm 1 A receita líquida

Leia mais

ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/ (R$) ,29

ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/ (R$) ,29 ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 1. Informar o lucro líquido do exercício. (R$) 864.940.364,29 2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos,

Leia mais

resultados 3T09 23 de outubro de 2009

resultados 3T09 23 de outubro de 2009 resultados 3T09 23 de outubro de 2009 1 mercado alvo CF&T - Brasil > Mercado Alvo 1 Receita Líquida (R$ bilhões, nominal) CAGR (2004-2008) = 15,0% 16,0 15,2 14,0 13,0 12,0 11,5 10,0 8,0 8,7 10,1 +17,3%

Leia mais

EBITDA da Algar Telecom registra crescimento de 15,8% no 3T12, com margem de 26,1%

EBITDA da Algar Telecom registra crescimento de 15,8% no 3T12, com margem de 26,1% EBITDA da Algar Telecom registra crescimento de 15,8% no 3T12, com margem de 26,1% DESTAQUES DO 3T12 Adição de 316 mil UGRs, totalizando mais de 2,2 milhões de unidades, crescimento de 16,5% em relação

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ RAIA DROGASIL SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ RAIA DROGASIL SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Destaques do 1T12: Mensagem da Administração

Destaques do 1T12: Mensagem da Administração Vigor registra Receita Líquida de R$ 314,1 milhões e EBITDA de R$ $24,9 milhões, representando um crescimento de 8,2% e 167,9%, respectivamente, quando comparado com igual período do ano anterior Destaques

Leia mais

GRUPO TECHNOS ANUNCIA CRESCIMENTO DE EBITDA AJUSTADO DE 7,3% EM 2014

GRUPO TECHNOS ANUNCIA CRESCIMENTO DE EBITDA AJUSTADO DE 7,3% EM 2014 RESULTADO 4T14 GRUPO TECHNOS ANUNCIA CRESCIMENTO DE EBITDA AJUSTADO DE 7,3% EM 2014 Rio de Janeiro, 26 de fevereiro de 2015 - O Grupo Technos (BM&FBovespa: TECN3) anuncia os resultados do 4º trimestre

Leia mais

RESTOQUE COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE ROUPAS S.A 1ª Emissão de Debêntures Simples

RESTOQUE COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE ROUPAS S.A 1ª Emissão de Debêntures Simples RESTOQUE COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE ROUPAS S.A 1ª Emissão de Debêntures Simples ÍNDICE CARACTERIZAÇÃO DA EMISSORA...3 CARACTERÍSTICAS DAS DEBÊNTURES...3 DESTINAÇÃO DE RECURSOS...5 ASSEMBLÉIAS DE DEBENTURISTAS...5

Leia mais

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015 Elekeiroz S.. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2015 Balanço patrimonial 31 de dezembro de 2015 31 de dezembro de 2014 Passivo

Leia mais

Lucro Fiscal x Lucro Societário

Lucro Fiscal x Lucro Societário Lei n o 12. 973/14 Lucro Fiscal x Lucro Societário Alterações Práticas na Atividade Comercial Prof. Eric Aversari Martins Um Breve Histórico 11.638/07 Harmonização das Normas Contábeis 11.941/09 Instituição

Leia mais

EBITDA atinge R$60,7 milhões no 1T16 com Margem EBITDA de 61,1%, ambos recordes históricos para a Companhia

EBITDA atinge R$60,7 milhões no 1T16 com Margem EBITDA de 61,1%, ambos recordes históricos para a Companhia Resultados 1T16 EBITDA atinge R$60,7 milhões no 1T16 com Margem EBITDA de 61,1%, ambos recordes históricos para a Companhia Belo Horizonte, 26 de abril de 2016 - A Companhia de Locação das Américas (Locamerica)

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T16

Divulgação de Resultados 1T16 São Paulo - SP, 29 de Abril de 2016. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Aviso. atualmente disponíveis para a Companhia.

Aviso. atualmente disponíveis para a Companhia. Aviso Eventuais declarações que possam ser feitas durante esta apresentação, relativas às perspectivas de negócios da Companhia, projeções e metas operacionais e financeiras, constituem se em crenças e

Leia mais

Resultados 3T11. * Os dados da ANFAVEA não incluem mais os números da exportação de veículos desmontados (CKD).

Resultados 3T11. * Os dados da ANFAVEA não incluem mais os números da exportação de veículos desmontados (CKD). 1) DESTAQUES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2011 Receita operacional líquida consolidada de R$ 827,0 milhões, um aumento de 35,3% em relação ao terceiro trimestre de 2010; Geração bruta de caixa (EBITDA) de

Leia mais

INFORMAÇÃO IMPORTANTE

INFORMAÇÃO IMPORTANTE RESULTADOS INFORMAÇÃO IMPORTANTE Este documento conte m considerac o es futuras referentes a s perspectivas do nego cio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e a s perspectivas de crescimento

Leia mais

REPRESENTAÇÃO GRAFICA; TERMINOLOGIA CONTÁBIL; E TIPOS DE CAPITAL. PROFª: Gitano Souto Silva

REPRESENTAÇÃO GRAFICA; TERMINOLOGIA CONTÁBIL; E TIPOS DE CAPITAL. PROFª: Gitano Souto Silva REPRESENTAÇÃO GRAFICA; TERMINOLOGIA CONTÁBIL; E TIPOS DE CAPITAL PROFª: Gitano Souto Silva BALANÇO PATRIMONIAL O Balanço Patrimonial é uma demonstração contábil que evidencia, por meio das contas PATRIMONIAIS

Leia mais

Contabilidade Geral Prova 2 Gabarito 1 Questão 01 A questão solicita que o candidato indique a afirmativa incorreta, que é encontrada na alternativa c : No ativo, as contas serão dispostas em ordem crescente

Leia mais