HUMANAS. 11de DEZEMBRO de TARDE. Início: 14h. Conteúdo: 20 QUESTÕES NOME: CARTEIRA Nº. Este caderno será liberado somente das 18h às 18h30.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "HUMANAS. 11de DEZEMBRO de 2009 -TARDE. Início: 14h. Conteúdo: 20 QUESTÕES NOME: CARTEIRA Nº. Este caderno será liberado somente das 18h às 18h30."

Transcrição

1 HUMANAS 11de DEZEMBRO de TARDE Início: 14h ÜËÎßY]Ñ Üß ÐÎÑÊßæ íø Conteúdo: 20 QUESTÕES Este caderno será liberado somente das 18h às 18h30. NOME: CARTEIRA Nº

2 COMO PREENCHER OCARTÃO-RESPOSTA QUESTÃO DE SOMATÓRIO QUESTÃO ABERTA Resposta 049 Resposta Todas as respostas devem ser preenchidas, no cartão com 3(três) círculos da esquerda para àdireita

3 HISTÓRIA 01. Leia com atenção o texto e observe a charge abaixo, extraída da Folha de S. Paulo, de 20/11/2006. Fins do século XVI, inícios do século XVII: tempo em que a escravidão africana crescia expressivamente na agromanufatura do açúcar, substituindo o cativeiro indígena. As insurreições de escravos não tardariam a se alastrar pelo litoral da América portuguesa, sobretudo no Nordeste. O medo que colonos, jesuítas e autoridades régias havia muito sentiam dos índios seria, então, cada vez mais acrescido pelo pavor das rebeliões negras, pânico de longuíssima duração que, longe de se restringir ao período colonial, atingiria seu auge no século XIX. (VAINFAS, Ronaldo. Deus contra palmares: representações senhoriais e idéias jesuíticas. In: REIS, João José e GOMES, Flávio dos Santos (orgs.) - Liberdade por um fio: história dos quilombos no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, p. 63.) Com base no texto, na charge e nos seus conhecimentos sobre o assunto, assinale a(s) afirmativa(s) correta(s). (001) A substituição da agromanufatura do açúcar, na economia, e a implantação de ações afirmativas, por parte do Estado brasileiro, desde o início dos tempos republicanos, contribuíram para a maior mobilidade social dos afro-descendentes, como sugere a charge de Angeli. (002) Diferente do que ocorre em países desenvolvidos e de população majoritariamente branca, no Brasil, país com população majoritariamente negra, a total ausência de conflitos raciais a partir do fim da escravidão se explica pela construção de uma convivência harmoniosa entre as diferentes raças. (004) Em relação ao texto de Ronaldo Vainfas, a charge de Angeli evidencia a diferença existente entre o início da colonização e os dias atuais, em que o temor da violência social foi superado com o fim da exclusão racial no Brasil. (008) Com origens históricas que remontam ao período colonial, a discriminação racial no Brasil está intimamente vinculada à forte concentração de renda nas mãos da população branca, fenômeno determinante para que existam no país, segundo dados fornecidos em 2007 pelo IBGE, 20 milhões a mais de negros pobres do que brancos pobres. (016) O texto e a charge contradizem a tese da democracia racial, defendida no livro Casa Grande & Senzala por Gilberto Freyre, para quem os mestiços, particularmente os mulatos, filhos de senhores europeus e suas escravas, constituíam um canal privilegiado de assimilação da cultura negra pelos brancos. Humanas/Tarde - História e Geografia Página 1 Prova A

4 02. A respeito do trabalho na Idade Média, assinale a(s) afirmativa(s) correta(s). (001) A partir do século XI, o trabalho no Ocidente Europeu caracterizou-se predominantemente pela servidão, o que implicou várias taxas e obrigações devidas pelo camponês ao senhor, a exemplo da corvéia ou trabalho gratuito nas terras senhoriais. (002) O trabalho não era uma atividade condizente com a formação sociocultural da nobreza, já que sua riqueza provinha principalmente da exploração das terras herdadas e da pilhagem resultante das guerras. (004) O pensamento cristão, uma das heranças culturais que formaram a Idade Média, atribuía alto valor positivo ao trabalho, uma vez que o identificava com o resgate do pecado original. (008) A partir do século XVI, período em que o feudalismo entrou em sua fase de plenitude no Ocidente Europeu, o trabalho caracterizou-se predominantemente pela escravidão, o que implicou várias taxas e obrigações devidas pelo camponês ao senhor, a exemplo da banalidade ou trabalho gratuito nas terras senhoriais. (016) A ascensão da burguesia, ao final da Idade Média, intensificou a rejeição ao trabalho, o que se evidencia no crescimento de movimentos anarquistas nos meios urbanos, como exemplo, a Jacquerie. 03. Os piratas que atacam navios no Mar da Arábia e no Golfo de Áden obtiveram cerca de US$ 150 milhões com pagamentos de resgate durante os 12 últimos meses, afirmou o ministro queniano das Relações Exteriores, Moses Wetangula, nesta sexta-feira (21). Segundo Wetangula, estes ganhos incentivam os piratas a seguirem adiante com suas atividades, em uma área essencial para o tráfego marítimo internacional. O complô está ficando cada vez maior. O que começou como uma simples atividade ilegal praticada por alguns cidadãos somalis transformou-se em uma verdadeira organização criminosa internacional que afeta a todos, acrescentou. Piratas somalis detêm atualmente o Sirius Star, um superpetroleiro saudita que transporta 300 mil toneladas de petróleo, e pedem US$ 25 milhões para libertá-lo. O carregamento de petróleo do Sirius Star está avaliado em cerca de US$ 100 milhões. De acordo com o Escritório Marítimo Internacional (BMI), 94 navios foram atacados por piratas somalis desde janeiro. Trinta e oito destes barcos foram seqüestrados, e 17 ainda estão em poder dos piratas. Vários países já enviaram navios de guerra ao largo da Somália para combater os piratas, até agora sem sucesso. (Disponível em: 21/ 08/ 2008). Atos envolvendo roubos no mar, como o descrito acima, aumentaram nos últimos anos. Em 2008 foram 111 sequestros e, só no primeiro semestre de 2009, o número de ataques já havia ultrapassado 100. Com base nas informações e nos seus conhecimentos sobre o assunto, assinale a(s) afirmativa(s) que explica(m) corretamente a ocorrência desse fenômeno no atual momento histórico. (001) Essas ações fazem parte do novo cenário mundial globalizado advindo com o fim da Guerra Fria, quando, em razão da expansão do comércio internacional, as embarcações mercantes passaram a circular em maior número pelos mares, sem proteção militar. (002) O fenômeno está inserido no atual contexto dos conflitos entre o Ocidente cristão e o Oriente muçulmano, uma vez que os governos assentados no fundamentalismo islâmico, casos da Somália e do Quênia, concedem licença para que os piratas sequestrem exclusivamente embarcações ocidentais, no intuito de aumentar o erário público desses países. (004) O fenômeno está diretamente relacionado ao embargo econômico imposto ao Quênia pelos EUA após os atentados de 11 de setembro de 2001, a partir do que militantes da Al Qaeda, sediados na Somália, passaram a sequestrar navios oriundos do Ocidente como mais uma estratégia da jihad, ou guerra santa. (008) O fenômeno está intimamente relacionado aos conflitos étnicos de Darfur, que desencadearam o envolvimento dos antigos agricultores locais em sequestros de navios como forma alternativa de sobrevivência após a perda de suas terras, confiscadas pelas milícias Janjaweed, que contam com o apoio do governo somali. (016) Localizada numa rota estratégica para o comércio mundial, a Somália, um dos países mais pobres do continente africano, vive, desde o início da década de 1990, uma situação política instável, com guerra civil e crise econômica, o que desencadeou o envolvimento de antigos pescadores em sequestros de navios, sobretudo após terem sua tradicional forma de subsistência destruída pela pesca ilegal executada por barcos estrangeiros no Golfo de Aden. Humanas/Tarde - História e Geografia Página 2 Prova A

5 04. Leia com atenção os textos abaixo. Tu, Sólon, encontraste uma lei para todos os homens. Ao que se diz foste o primeiro a tomar essa medida salutar e democrática, Por Zeus! Vendo muitos jovens que sofriam os impulsos da natureza e se perdiam pelos maus caminhos, ele comprou mulheres e as instalou em diferentes bairros, prontas e dispostas a atender a todo mundo. (Filemon, Os Adelfos, citado por Ateneu, XIII, 565, apud SALLES, Catherine Nos Submundos da Antiguidade. SP: Brasiliense, 1982, p. 18). Os jovens de nossa cidade [Atenas] podem encontrar no lupanar belas mulheres, que podem ser vistas aquecendo-se ao sol, com o busto nu, dispostas em fileiras. Cada um pode escolher a jovem que convenha a seus gostos, esbelta ou gorda, roliça, alta, magra, jovem, velha, ainda fresca ou já bastante madura [...] Elas vos convidam a entrar e vos tratam de avô, se sois velhos, ou de paizinho, se sois jovens. E pode-se frequentar cada uma delas sem temor, sem gastar muito dinheiro, de dia ou de noite, como se preferir. [...] Temos as prostitutas para o prazer; as companheiras [ hetairas ] para os cuidados diários; e as esposas para ganharmos uma descendência legítima [...]. (Xernarco, O Pentatlon, citado por Ateneu, 568; apud SALLES, Catherine Nos Submundos da Antiguidade. SP: Brasiliense, 1982, p. 20). Com base nos textos e nos seus conhecimentos sobre a Antiguidade Clássica, assinale a(s) afirmativa(s) correta(s). (001) Os textos indicam uma evolução dos costumes em Atenas do período clássico em relação à época homérica, época em que a mulher ocupava uma posição social totalmente submissa, da qual as tragédias de Esquilo, Sófocles e Eurípedes ainda conservavam uma lembrança. (002) Atribui-se a Sólon, considerado o pai da democracia ateniense, a compra de escravas e sua distribuição por diversas casas de prostituição, bem como a implantação de uma legislação sobre esse tipo de atividade em Atenas. (004) Ao que tudo indica, a legislação de Sólon sobre a prostituição apresentava-se como uma medida de saúde pública, destinada a conter os ardores dos jovens, para proteger a castidade das mulheres livres e para preservar a pureza da descendência dos cidadãos atenienses. (008) Os textos indicam as concepções particulares que os gregos da época clássica tinham do amor, bastante dissecadas por Platão e Plutarco, a partir das quais o desejo que um homem poderia sentir por uma mulher elevava-se às mais altas tendências do amor celeste sendo, portanto, altamente valorizado pelos homens cultos. (016) Entre as inúmeras modificações introduzidas por Sólon nas estruturas sociais de Atenas, há a que classificava os cidadãos do sexo masculino conforme as atribuições sexuais. Porém, esse critério não se aplicava às mulheres, que eram classificadas hierarquicamente, com base na fortuna, em classes censitárias. Humanas/Tarde - História e Geografia Página 3 Prova A

6 05. Classificar, delinear, dividir, sistematizar, criar um mapa mundi do saber. Esta era a ideia dos iluministas Diderot e D Alambert: ordenar o mundo em categorias em uma enciclopédia com 17 volumes de texto. O projeto enciclopedista talvez seja a influência mais visível do iluminismo em nosso cotidiano. A escola, a divisão do conhecimento em disciplinas específicas, os livros didáticos, os telejornais revelam claramente essa busca classificatória. A Enciclopédia iniciava com um quadro esquemático do conhecimento humano, uma permanência que perpassa desde organogramas de empresas até as classificações da biologia. (DARNTON, Robert O Grande Massacre de Gatos. RJ: Graal, 1986, p ) Com base no texto e nos seus conhecimentos sobre o assunto, assinale a(s) afirmativa(s) correta(s) a respeito do Iluminismo. (001) O impulso renovador das idéias iluministas provocou, na Europa, um grande interesse pelos problemas da vida em sociedade, possibilitando o surgimento de novas ideias e de teorias econômicas. (002) Em seu conjunto, os iluministas sustentavam a tese de que só um Estado ditatorial, controlado pela classe trabalhadora, seria capaz de eliminar a resistência burguesa e abolir as desigualdades entre as classes sociais. (004) O espírito renovador, presente no Iluminismo, conduziu a um profundo estudo das ciências, campo onde ocorreu um grande avanço. (008) Originado na Inglaterra, difundido pela França, o Iluminismo pregava a razão, a liberdade do espírito, a livre crítica e a tolerância religiosa, contrapondo-se, assim, ao peso da tradição, do dogmatismo religioso e filosófico e ao absolutismo monárquico. (016) O Iluminismo, em seu conjunto, fazia uma incisiva crítica ao mundo civilizado e propunha um retorno às formas de vida da sociedade primitiva. 06. [...] pode não ter sido um fenômeno isolado, mas foi muito mais fundamental do que outros fenômenos contemporâneos, e suas consequências foram, portanto, mais profundas. Em primeiro lugar ela se deu no mais populoso e poderoso Estado da Europa (não considerando a Rússia). Em 1789, cerca de um em cada cinco europeus era francês. Em segundo lugar, ela foi, diferentemente de todas as revoluções que a precederam e a seguiram, uma revolução social de massa, e incomensuravelmente mais radical do que qualquer levante comparável. [...] Em terceiro lugar, entre todas as revoluções [...] foi a única ecumênica. Seus exércitos partiram para revolucionar o mundo; suas idéias de fato o revolucionaram. (HOBSBAWM, Eric J. A Era das Revoluções. 4ª edição. RJ: Paz e Terra, 1982, p. 72). A respeito do evento revolucionário tratado no texto, assinale a(s) afirmativa(s) correta(s). (001) A enorme influência internacional dessa revolução está relacionada ao fato de ela ter sido a primeira experiência bem sucedida de coletivização das terras, de estatização dos meios de produção e de estabilização política por meio da implantação de um regime de partido único. (002) Com a revolução, e inspirados na Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, os camponeses e as classes populares francesas viram reconhecidas as suas principais reivindicações como, por exemplo, a partilha da terra. (004) Inspirada nos princípios de liberdade, igualdade e fraternidade, essa revolução pôs fim aos entraves que representavam, para o desenvolvimento econômico da burguesia, a estrutura de propriedade e os direitos da aristocracia do Antigo Regime. (008) A condução do processo revolucionário pelos membros da alta burguesia, após 1794 com o chamado golpe do Termidor, assegurou-lhes a efetivação do projeto político mais moderado de sua classe, em detrimento do projeto político radical dos representantes da pequena burguesia e das camadas populares. (016) Dentre as ideias que revolucionaram o mundo, resultantes dessa revolução, podem ser arroladas a implantação de um tipo de codificação legal atualmente seguida por metade dos sistemas legais do mundo, o surgimento de Estados nacionais territoriais estruturados no modelo trazido ao mundo contemporâneo por ela, além do uso de um sistema métrico que ela criou e propagou. Humanas/Tarde - História e Geografia Página 4 Prova A

7 07. Leia com atenção os versos abaixo, que correspondem ao samba Vai Passar, composto e gravado por Chico Buarque de Holanda em Vai passar Nessa avenida um samba popular Cada paralelepípedo da velha cidade Esta noite vai se arrepiar Ao lembrar que aqui passaram sambas imortais Que aqui sangraram pelos nossos pés Que aqui sambaram nossos ancestrais Num tempo Página infeliz da nossa história Passagem desbotada na memória Das nossas novas gerações Dormia A nossa pátria mãe tão distraída Sem perceber que era subtraída Em tenebrosas transações Seus filhos erravam cegos pelo continente Levavam pedras feito penitentes Erguendo estranhas catedrais E um dia, afinal Tinham direito a uma alegria fugaz Uma ofegante epidemia Que se chamava carnaval, O carnaval, o carnaval... Vai passar [...] Com base nos versos e nos seus conhecimentos sobre a história do Brasil, assinale a(s) afirmativa(s) correta(s). (001) A frase Seus filhos erravam cegos pelo continente é uma menção aos opositores do regime militar brasileiro, que foram obrigados a buscar exílio no exterior como alternativa para escapar da repressão política, só podendo retornar legalmente ao país após 1979, quando foi sancionada a Lei da Anistia. (002) As frases Dormia/ A nossa pátria mãe tão distraída/ Sem perceber que era subtraída/ Em tenebrosas transações indicam que o compositor refere-se ao governo Juscelino Kubitschek, também conhecido como anos dourados, quando houve uma abertura da economia brasileira ao capital internacional, o que acarretou uma enorme especulação financeira, crescimento da dívida externa e a consequente retração do parque industrial do país. (004) Os versos estão inseridos no contexto histórico do fim da ditadura militar, momento marcado por grandes manifestações em diversas cidades brasileiras, em que os populares saíram às ruas em prol do movimento denominado Campanha Pelas Diretas Já! (008) A frase Num tempo/ Página infeliz da nossa história, presente na segunda estrofe, refere-se ao período do regime militar brasileiro, quando a repressão política exercida pelo governo voltou-se inclusive contra o meio artístico e cultural, transformando o próprio compositor em alvo da censura da época. (016) A frase Num tempo/ Página infeliz da nossa história, presente na segunda estrofe, refere-se ao contexto histórico da ditadura do Estado Novo, quando o Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) censurou os meios de comunicação, intelectuais e artistas, o que levou o próprio compositor a exilar-se na Europa. Humanas/Tarde - História e Geografia Página 5 Prova A

8 08. Leia com atenção o texto abaixo, correspondente a dois artigos extraídos da Instrução Régia de 19 de janeiro de 1749, emitida pela Rainha de Portugal, D. Mariana de Áustria, a Dom Antonio Rolim de Moura, Governador da Capitania de Mato Grosso. 1 - Suposto entre os distritos de que se compõe aquela Capitania Geral seja o de Cuiabá o que presentemente se acha mais povoado, contudo, atendendo a que no Mato Grosso se requer a maior vigilância, por causa da vizinhança que tem, houve por bem, determinar que a cabeça do Governo se pusesse no mesmo distrito de Mato Grosso, no qual fareis a vossa mais costumada residência. " 9 Os missionários de Espanha no ano de 1743, [...], passaram da missão de São Miguel, [...], sita na margem ocidental do rio Guaporé, a fundar outra aldeia na margem oposta [Santa Rosa], intentando [...] apossar-se da navegação daquele rio e impedi-la aos meus vassalos, entre os quais os espanhóis tem havido por essa causa dissabores e alterações." 26 Pelo que toca aos confins do vosso governo pela parte do Peru, atualmente estão entabuladas algumas negociações para as regular amigavelmente. Enquanto, porém, o tratado definitivo sobre essa matéria não chega a concluir-se, é bem vades prevenido a respeito das queixas que talvez vos fará o governador de Santa Cruz de La Sierra, [...], e deveis estar prevenido que na matéria desses confins não há razão que deva fazer escrúpulo do excesso da nossa parte; [...]. Porque, suposto entre esta Coroa e a de Castela se fizesse no ano de 1494 uma convenção em Tordesilhas, [...]; não posso contudo considerar-me obrigado a conter o limite da minha conquista no da dita linha. Com base no texto e nos seus conhecimentos sobre a história colonial brasileira, assinale a(s) afirmativa(s) correta(s). (001) A primeira e mais importante medida tomada pela Coroa portuguesa para equilibrar as tensões na fronteira do Guaporé e evitar as incursões castelhanas nas recém-descobertas áreas mineradoras de Cuiabá, foi a construção, por parte de Dom Rolim de Moura, do Forte Príncipe da Beira às margens do rio Guaporé. (002) Como sugere o texto, o tratado em negociação que deveria pôr fim às disputas de fronteira entre Portugal e Espanha, uma vez que daria às possessões lusas e espanholas na América uma feição mais próxima do que tinha sido a efetiva ocupação de terras pelas duas Coroas, era o Tratado de Tordesilhas. (004) A grande atividade mineradora em Mato Grosso despertou a atenção do Governo Português, em virtude de sua situação de fronteira com os domínios Castelhanos. Visando ao controle da região, a Coroa portuguesa criou a Capitania de Mato Grosso nomeando Rolim de Moura seu primeiro governador, que deveria estabelecer a capital às margens do Guaporé. (008) O tratado em negociação a que se refere o texto viria a ser o Tratado de Madri que, substituindo o Tratado de Tordesilhas, conferiu às possessões lusas e espanholas na América uma feição mais próxima do que tinha sido a efetiva ocupação de terras pelas duas Coroas. (016) Uma das principais consequências dos embates fronteiriços entre portugueses e castelhanos na região do Guaporé foi a assinatura do Tratado de Santo de Ildefonso, que levou Portugal a desistir da soberania sobre grande parte da Amazônia em troca do controle exclusivo da bacia do Prata, área estratégica para o domínio do interior do Brasil após as descobertas de ouro em Cuiabá. Humanas/Tarde - História e Geografia Página 6 Prova A

9 09. Observe as duas imagens abaixo. Fonte: Biblioteca Observatório Nacional(www.on.br/index.html) Avenida Central em 1906.Disponível em: As imagens dizem respeito à cidade do Rio de Janeiro em dois momentos diferentes. A primeira é uma vista panorâmica da parte central da cidade na década de A segunda corresponde à Avenida Central, um ano após a sua inauguração. Para a construção dessa avenida, seria desapropriada e demolida uma grande quantidade de cortiços, localizados no lado esquerdo da primeira imagem. Com base nessas imagens e nos seus conhecimentos sobre a história do Brasil, assinale a(s) afirmativa(s) correta(s). (001) A construção da Avenida Central, inserida num amplo projeto de reformas urbanas proposto pelo presidente Rodrigues Alves, representou um ganho de qualidade de vida para a população mais pobre da cidade do Rio de Janeiro, que passou a ter melhores condições de habitação e a usufruir intensamente desse novo equipamento urbano, como demonstra a segunda imagem. (002) A construção da Avenida Central fez parte de um amplo processo de reformas urbanas empreendidas pelo então prefeito Francisco Pereira Passos, durante o governo do presidente Rodrigues Alves, constituindo-se num símbolo de modernização e de civilização da cidade e do país à época. (004) De certa forma, no longo prazo, as reformas urbanas de Pereira Passos, nas quais estava inserida a construção da Avenida Central, desaceleraram o processo de estratificação social, pois a demolição dos cortiços na área central do Rio de Janeiro eliminou definitivamente as favelas, diminuindo a segregação entre o centro e a periferia da cidade. (008) A reforma urbana empreendida no Rio de Janeiro no início do século XX, no âmbito da qual se inseriu a Avenida Central, procurava banir os cortiços da paisagem do centro da cidade, uma vez que ali se aglomerava, em péssimas condições de habitação e higiene, enorme contingente de população pobre, piorando o quadro da segurança e da saúde públicas, sobretudo através da frequente ameaça de levantes populares e da ocorrência de epidemias como a varíola e a febre amarela. (016) Uma significativa peculiaridade das reformas urbanas, empreendidas no Rio de Janeiro no início do século XX, é que elas inspiraram a remodelação de importantes cidades européias, a exemplo de Paris, que durante a administração do prefeito Barão Haussmann foi totalmente remodelada de modo a evitar a ameaça representada pelos motins populares desde Humanas/Tarde - História e Geografia Página 7 Prova A

10 10. Como em toda sociedade de classes, a violência social no México explode entre os mais pobres. Nos últimos anos, o número de mortes ligadas ao narcotráfico tem crescido, sendo mais de mil nas primeiras quatro semanas de O diretor de Inteligência Nacional dos EUA, Denis Blair, chegou a afirmar que o governo mexicano não tem controle sobre regiões da fronteira, o que poderia ser entendido como uma senha para novas intervenções de seu governo. Filipe Calderón, presidente mexicano, respondeu afirmando que o problema de seu país é consequência de ser vizinho do maior consumidor de drogas do planeta e do maior fornecedor mundial de armas. Como Porfírio Diaz afirmou em outras palavras: Pobre México! Tão longe de Deus, tão perto dos EUA. (Ramon Casas Vilarino Uma fronteira explosiva. Carta na Escola, nº 36, maio de 2009) Com base no texto e nos seus conhecimentos, assinale a(s) afirmativa(s) correta(s) (001) A proximidade entre México e Estados Unidos tem gerado conflitos praticamente desde a independência mexicana, proclamada em 1810 e reconhecida pela Espanha em A fronteira entre os dois países foi redesenhada a partir da guerra travada entre 1846 e 1848, quando somada à perda do território do Texas, ocorrida em 1836, o México perdeu 55% de seu território original para o vizinho do norte. (002) As pretensões expansionistas norte-americanas sobre a América Latina, em geral, e o México, em particular, materializaram-se no governo do presidente James Monroe ( ), com a doutrina que levou seu nome indicando publicamente as intenções dos Estados Unidos de não permitir a ingerência de nenhum país europeu nos negócios internos e externos dos novos Estados latino-americanos. (004) A violência e o narcotráfico avançam na região fronteiriça entre México e EUA, acompanhando o crescente desenvolvimento da economia mexicana, em especial a atividade agrícola que, a partir da assinatura do Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta), em 1994, tornou-se totalmente independente dos produtos agrícolas subsidiados pelo governo norte-americano. (008) O avanço da violência e do narcotráfico na região fronteiriça entre México e EUA está intimamente relacionado ao fortalecimento do movimento revolucionário neozapatista na região de Chiapas, que além de propor uma reforma agrária que retira direitos sociais e terras das mãos das populações descendentes de indígenas, reivindica a maior aproximação do México em relação ao Nafta, visto que o México é considerado pelas lideranças neozapatistas como importante corredor para o tráfico de drogas e armas. (016) A violência e o narcotráfico avançam na região fronteiriça entre México e EUA acompanhando a crescente desigualdade e miséria locais, que empurram muita gente para atividades ilegais. Tal quadro se acentuou com a assinatura, em 1994, do Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta), a partir do qual empresas norte-americanas se transferiram para a região de fronteira, a fim de explorar mão-de-obra barata e desorganizada. Humanas/Tarde - História e Geografia Página 8 Prova A

11 GEOGRAFIA 11. O modo de desenvolvimento agrícola, adotado atualmente em boa parte dos países do mundo, tem levado à ocupação de áreas territoriais cada vez maiores com lavouras monocultoras e pastagens. A expansão da agricultura foi motivada pelo crescimento populacional e pela industrialização que demandam cada vez mais produtos agrícolas em larga escala. Como consequência dessa expansão, desencadeou-se uma série de problemas ambientais ligados à (001) poluição do solo e da água, devido à intensa utilização de organismos geneticamente modificados que eliminam o uso dos agrotóxicos, porém introduzem novas pragas não controladas pelos defensivos agrícolas transgênicos. (002) exaustão dos solos, causada pela retirada da cobertura vegetal, pelo manejo inadequado do solo e pelo uso de máquinas agrícolas, levando à intensificação dos processos erosivos e à perda das camadas superficiais dos solos. (004) prática da queimada, que tem por objetivo controlar as pragas, realizar limpeza do terreno, renovar as pastagens e eliminar os resíduos do desmatamento e das lavouras, porém acaba eliminando os micro-organismos e os nutrientes que garantem a fertilidade do solo; quando não controlada, tal prática ocasiona incêndios florestais. (008) introdução da agricultura orgânica que visa o equilíbrio entre a atividade econômica e o meio ambiente, para a geração de produtos mais saudáveis, dentro dos padrões da agricultura sustentável, pois dispensa a inovação tecnológica e introduz formas familiares de organização da produção. (016) desertificação de áreas em ambientes fragilizados, estimulada pelo uso intensivo do solo para a lavoura e a pecuária extensiva, associada ao desmatamento e ao uso de técnicas não apropriadas de irrigação e cultivo. 12. Recentemente, a Austrália foi considerada referência como modelo de desenvolvimento econômico alternativo para as nações emergentes. Distante das áreas sob influência imediata das grandes potências mundiais, a Austrália desenvolveu-se de modo sustentável sobre seu território, de aproximadamente 7,7 milhões de km², ocupado por quase 21 milhões de habitantes, em Sobre esse país com características continentais, é correto afirmar: (001) É considerado uma nação rica, moderna e desenvolvida, muito mais pelos seus indicadores socioeconômicos, como alto IDH e elevada renda per capita, obtidos nos setores primário e terciário da economia, do que pela pujança de sua indústria, que é pouco diversificada se comparada às potências mundiais. (002) Seus principais parceiros econômicos são os países pobres do Sudeste Asiático e da Oceania, sobre os quais mantém forte influência econômica, pois adquiriu status de potência mundial, após sua independência da Inglaterra, ao criar, juntamente com o Canadá, a África do Sul e a Nova Zelândia, a Comunidade Britânica das Nações. (004) Originou-se da Comunidade Australiana, formada pelas seis ex-colônias britânicas, tendo adotado, como forma de governo, a monarquia e, como sistema de governo, o parlamentarismo; atualmente, o chefe de Estado é a rainha Elizabeth II, representada por um governador-geral, e o chefe de Governo é o primeiro-ministro. (008) Devido a condições geográficas adversas à ocupação humana, como a existência de grandes extensões de desertos no seu interior e as longas distâncias dos centros econômicos mundiais, a densidade demográfica tem permanecido baixa; houve um aumento na imigração de europeus, no período pós-guerra; e, mais recentemente, de diversas partes do mundo, porém sob severo controle do governo. (016) Abrange um conjunto de ilhas denominado Oceania, localizadas no Oceano Pacífico, às quais concedeu autonomia administrativa, e que pertencem à Comunidade Australiana das Nações, criada logo após a desocupação do domínio japonês pelas tropas norte-americanas, no final da Segunda Guerra Mundial. Humanas/Tarde - História e Geografia Página 9 Prova A

12 13. A expansão da cana-de-açúcar em Mato Grosso do Sul é revestida de questões políticas, econômicas e ambientais controversas. Em relação a essa atividade agrícola, assinale a(s) proposição(ões) correta(s). (001) Os principais impactos ambientais atribuídos à lavoura de cana-de-açúcar são as queimadas para a realização do corte, enquanto que, nas usinas de açúcar e nas destilarias de álcool, a liberação de resíduos tóxicos é o que causa maior impacto, especialmente nas bacias hidrográficas. (002) O álcool, como um produto da indústria sucro-alcooleira, é um biocombustível, como o biodiesel, obtido de fontes renováveis; o consumo do álcool vem sendo estimulado tanto no país como no mercado internacional, exigindo ampliação da capacidade produtiva industrial e da oferta de matéria-prima. (004) A cana-de-açúcar é muito exigente em nutrientes do solo, por isso é cultivada em solos férteis do tipo Massapê ou Terra-roxa nas regiões Nordeste e Sudeste do país. Devido à exaustão dos solos naquelas regiões, houve diminuição de sua plantação, motivando os usineiros a procurarem novas áreas para plantio, dirigindo-se para a região Centro-Oeste. (008) Haverá êxodo rural nos municípios atingidos pela monocultura canavieira, visto que essa lavoura é altamente mecanizada e estimula a concentração de terras, exigindo pouco uso do trabalho humano, contribuindo pouco para a oferta de trabalho, como ocorre com a pecuária extensiva. (016) Os usineiros sul-mato-grossenses querem ocupar as terras baixas do Pantanal por serem mais úmidas e de solos mais férteis, fazendo com que as lavouras de cana-de-açúcar obtenham alta produtividade, possibilitando concorrerem com o produto no mercado nacional e internacional. 14. Com o slogan: Pré-sal, patrimônio da união, riqueza do povo e futuro do Brasil, o Governo Federal lança campanha para aumentar a extração de petróleo no Brasil em áreas oceânicas. Sobre o pré-sal, é correto afirmar: (001) Os poços petrolíferos no pré-sal foram descobertos por empresas que estavam extraindo sal em grandes profundidades e perceberam manchas de petróleo em algumas partes rochosas nas salinas submarinas; posteriormente, a Petrobrás avaliou a qualidade do petróleo dos poços e a viabilidade econômica para sua extração. (002) O petróleo atualmente é um mineral bastante valorizado no mercado internacional, e todos os países exportadores desse mineral conseguiram elevado grau de desenvolvimento econômico e social bancados pelos petrodólares; não há perspectiva de diminuição do preço do barril de petróleo, considerando sua trajetória histórica e as pressões da OPEP, para manutenção do preço, sendo assim existe uma garantia de retorno dos investimentos para o Brasil com a exportação desse produto. (004) A extração de petróleo no mar é muito mais segura em relação aos riscos ambientais, o que a torna uma atividade comercial mais ambientalmente segura e socialmente justa para a nação; as possibilidades de vazamento são mínimas e o pré-sal funciona como um depurador dos resíduos em superfície, além de que as bacias petrolíferas do pré-sal estão sob o controle da Marinha Brasileira. (008) A Petrobrás, por ser uma empresa estatal, defende os interesses do Estado brasileiro na exploração do petróleo; nesse sentido, o Governo encaminhou projeto de lei para tornar o pré-sal monopólio de exploração da Petrobrás. Atualmente, a extração de petróleo no pré-sal é feita através de uma associação da Petrobrás com empresas privadas internacionais sob a forma de partilha do volume extraído e não mais sob a forma de contrato de risco. (016) As bacias petrolíferas do pré-sal localizam-se numa extensa área oceânica nas direções dos estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo, a aproximadamente 300 km do litoral e numa profundidade de 5 a 7 km abaixo do leito do mar. Essa situação torna o empreendimento de alto custo e risco tanto do ponto de vista da logística de transporte quanto do tecnológico para extração do petróleo, exigindo maior capitalização de recursos por parte da Petrobrás. Humanas/Tarde - História e Geografia Página 10 Prova A

13 15. Entre as muitas façanhas da humanidade, está a construção de infraestruturas técnicas para moldar a natureza ao seu interesse, seja por motivo econômico ou político. Uma dessas façanhas é o canal de São Lourenço, assim como muitos outros construídos em diferentes partes do planeta como o de Panamá e o de Suez. Sobre o canal de São Lourenço, é correto afirmar: (001) Localiza-se no norte dos Estados Unidos e atravessa o interior continental do Canadá, desaguando na baía de Hudson, no oceano Glacial Ártico; no período do inverno, as águas do canal se congelam, tornando o empreendimento de baixo valor comercial para os dois países; o motivo de sua construção deve-se a interesses militares da OTAN na ocupação das terras geladas do hemisfério norte na época sob forte domínio da extinta URSS. (002) Une os Grandes Lagos ao oceano Atlântico, atravessando importante região industrial e agrícola e de forte urbanização dos EUA e do Canadá, permitindo que as mercadorias, como minério de ferro, carvão mineral e grãos, sejam transportadas a uma distância de mais de km do interior do continente norte-americano em direção ao litoral. (004) Atravessa uma região pouco povoada e desértica, no interior dos EUA e do Canadá, ligando os Grandes Lagos, através do rio Mississipi, ao Golfo do México; recentemente, ambientalistas manifestaram-se a favor de seu fechamento por comprometer a qualidade de vida de povos indígenas que ocupam as terras adjacentes ao canal. (008) É considerado uma hidrovia que compreende trechos navegáveis do rio São Lourenço e construções técnicas, como eclusas e canais, para superar as barreiras naturais como as cataratas de Niágara. Possui um intenso fluxo de embarcações, o que contribuiu para tornar o sistema hidroviário um importante elemento da matriz de transporte dos EUA e do Canadá. (016) É administrado por um consórcio de empresas governamentais do Canadá e dos Estados Unidos, no trecho legalmente sob concessão daquelas empresas, que se estende de Montreal, no Canadá, ao Lago Erie, nos Estados Unidos. O canal foi aberto comercialmente ao tráfego em 1959, sendo comemorado neste ano o seu cinquentenário. 16. Uma das possíveis causas para o desaparecimento do Airbus A330 da Air France, que saiu do Rio de Janeiro com destino a Paris, é a condição climática da região onde o avião teria desaparecido. Trata-se da zona de convergência intertropical (ZCIT), onde há formação de muitas áreas de instabilidade, com raios e tempestades. (Fonte: O Estado de S. Paulo, 01/06/2009) Sobre as condições climáticas que envolveram esse acidente aéreo, é correto afirmar: (001) As tempestades foram provocadas por chuvas frontais, decorrentes do choque de uma massa de ar polar de alta intensidade com uma massa de ar equatorial, sob alta pressão atmosférica na zona intertropical e baixa temperatura do mar, o que permitiu um acúmulo de umidade nas mais altas altitudes. (002) As condições climáticas adversas foram ocasionadas pelo efeito estufa, que provocou o aquecimento rápido das águas do oceano, associado à convergência dos ventos alísios que formaram nuvens carregadas na altura do Equador dissipando-se na altitude do vôo do avião. (004) As tempestades formadas foram provocadas por chuvas convectivas, decorrentes da ascensão vertical da massa de ar carregada de umidade que, ao atingirem as mais altas altitudes, se resfriaram, condensaram e precipitaram, sob forte instabilidade, e foi justamente na altitude de m em que o avião estava, que ele cruzou com essas tempestades. (008) A convergência dos ventos alísios, que diminuíram a pressão do ar na região do acidente, favoreceu a formação de nuvens carregadas na direção do Equador, comparando-se a um ciclone com fortes ventos circulares que se formaram sobre as águas quentes do oceano Atlântico. (016) As tempestades intertropicais foram formadas pelas nuvens cúmulos-nimbo; quanto mais altas são essas nuvens, mais forte é a tempestade (tempestade elétrica), e os ventos podem chegar a até 200 km/h. Humanas/Tarde - História e Geografia Página 11 Prova A

14 17. Sobre os municípios brasileiros, é correto afirmar: (001) A autorização para a criação de novos municípios é dada pela Assembléia Legislativa Federal e pelo Senado Federal; desde janeiro de 2009, está suspensa a criação de novos municípios por causa dos gastos excessivos na sua manutenção e pelas reformas político-administrativas implantadas pelo atual Presidente da República. (002) De acordo com a Constituição Federal do Brasil, são considerados a menor unidade administrativa, sendo compostos de uma sede, que é a cidade, e de uma zona rural, podendo ainda contar com distritos, e gozam de total autonomia para aprovação de leis sobre assuntos de interesse local; a lei magna do município é a Lei Orgânica. (004) O poder público municipal é composto pelos poderes executivo, legislativo e judiciário. O poder executivo é representado pelo Prefeito Municipal, juntamente com os Secretários Municipais, tendo como sede a Prefeitura Municipal. O poder legislativo é representado pelos vereadores, tendo como sede a Câmara Municipal. O poder judiciário é composto pelos juízes, cuja sede é o Fórum Municipal, que só existe em municípios sedes de comarca. (008) Os critérios utilizados para a criação de novos municípios são: a área territorial e a população mínimas. Esses indicadores de área e população foram obtidos pela média nacional no ano de 2007 da seguinte forma: sabendo que a extensão territorial do país é de km² e que existem municípios (em 2007, segundo o IBGE, incluindo o Distrito Federal), a área média dos municípios brasileiros é de km²; sabendo que a população estimada em 2007 era de habitantes, a média de habitantes dos municípios brasileiros era de habitantes. (016) A manutenção financeira dos municípios brasileiros é proveniente de repasses dos governos federal e estadual e de arrecadação própria de impostos e taxas municipais. Entre os impostos municipais arrecadados dos contribuintes estão: o Importo de Renda IR, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias ICM, o Imposto Predial e Territorial Urbano - IPTU, e o Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza - ISSQN. 18. A partir do estabelecimento da indústria como novo ramo de atividade econômica, níveis diferenciados de tecnologia foram empregados no processo fabril. De acordo com o nível tecnológico e a função que cada segmento fabril desempenha na economia das atuais sociedades capitalistas, a indústria pode assumir diferentes classificações. Em relação à classificação das indústrias, é correto afirmar: (001) Indústrias de tecnologia de ponta são aquelas que produzem recursos tecnológicos altamente sofisticados, resultantes da aplicação imediata das descobertas científicas no processo de produção. São exemplos de indústrias de tecnologia de ponta: as de informática, de produtos eletrônicos, a aeroespacial e as de biotecnologia. (002) Indústrias tradicionais são aquelas que primeiro se instalaram em uma região. Servem de base para outras indústrias, fornecendo-lhes matérias-primas já processadas. Utilizam equipamentos pesados e pouca mão-de-obra, considerando o elevado grau de automação dos equipamentos. São exemplos de indústrias tradicionais: as siderúrgicas, as cimenteiras, as metalúrgicas e as cerâmicas. (004) Indústrias de bens de produção são aquelas que produzem mercadorias para o consumo da população. Empregam muita mão-de-obra e pouca tecnologia e atuam em mercados altamente competitivos em nível regional. São exemplos de indústrias de bens de produção: indústrias alimentícias, indústrias moveleiras e indústrias farmacêuticas. (008) Indústrias de bens intermediários são aquelas que produzem máquinas e equipamentos que serão utilizados em outros segmentos da indústria e em diversos setores da economia. São exemplos de indústrias de bens intermediários: indústria mecânica e indústria de autopeças. (016) Indústrias de bens de consumo são aquelas que fabricam bens que são consumidos pela população em geral. Estão divididas em bens de consumo duráveis e bens de consumo não duráveis. Entre as indústrias de bens de consumo duráveis, estão: as indústrias de produção de eletrodomésticos e a indústria automobilística. Entre as indústrias de bens de consumo não duráveis, estão: as tecelagens, as de confecções, as de produtos alimentares, as de perfumaria e medicamentos. Humanas/Tarde - História e Geografia Página 12 Prova A

15 19. Sítios arqueológicos são áreas onde se encontram indícios da vida de povos antigos. Os arqueólogos, através desses sítios, estudam a origem e a evolução da espécie humana e o modo de vida de povos que já desapareceram, e interpretam as relações da vida em sociedade e os processo históricos ocorridos no passado. Sobre os sítios arqueológicos, é correto afirmar: (001) O tombamento visa impedir a destruição dos sítios arqueológicos de grande interesse para a preservação da memória coletiva, entretanto poucos sítios são tombados no Brasil; o turismo descontrolado e a falta de conscientização dos proprietários das terras, onde se encontram os sítios arqueológicos, têm contribuído para a destruição deles. (002) São encontrados em formações rochosas antigas das eras proterozóica e paleozóica, principalmente em rochas de formação arenítica, por isso muitos sítios estão soterrados a dezenas de quilômetros abaixo da superfície terrestre, o que torna difícil o seu achado. (004) São classificados em sítios cerâmicos, sítios de arte rupestre, sambaquis e sítios históricos; normalmente são encontrados através de trabalhos de escavações; os métodos utilizados para sua datação baseiam-se nos estudos das alterações químicas e físicas do material dos objetos achados. (008) Existem poucos indícios de existência de sítios arqueológicos no Brasil, considerando que o seu povoamento e a sua colonização são recentes, e que os portugueses, quando chegaram ao país, encontraram povos que desenvolveram muito pouco as artes cerâmicas e as pinturas rupestres, e que nos legaram poucos vestígios de suas culturas. (016) No Brasil, os sítios arqueológicos são identificados pelo IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e, quando tombados, são considerados bens patrimoniais da União e contam com proteção especial. 20. O transporte aéreo foi o que mais contribuiu para a redução da distância-tempo, ao percorrer rapidamente longas distâncias. Rápido, cômodo e seguro, o avião suplantou outros meios de transporte de passageiros a média e longa distância. Esse meio de transporte implica a construção de estruturas muito especiais. Os aeroportos requerem enormes espaços, complicadas instalações de saídas e entradas dos vôos. Além disso, os custos de manutenção de cada avião são bastante elevados. Tudo isso contribui para encarecer esse meio de transporte. Sobre o transporte aéreo no Brasil, é correto afirmar: (001) Nos últimos anos tem atraído cada vez mais passageiros em função da diminuição dos custos do transporte, decorrentes de um processo de reestruturação das empresas aéreas, como a redução dos gastos a bordo, a utilização de aeronaves modernas e a maior utilização da capacidade de carga das aeronaves. (002) As linhas aéreas nacionais têm, como pontos de convergência e de distribuição do tráfego, os aeroportos das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, o que, devido ao forte aumento da demanda, estimulada pelo desenvolvimento do turismo e pelo maior intercâmbio comercial entre regiões brasileiras, desencadeou uma crise nos serviços dos aeroportos, eclodida em 2006, que exigiu medidas do Governo Federal para a reestruturação dos serviços aéreos no país. (004) Entre as desvantagens do transporte aéreo estão: a reduzida capacidade para o transporte de carga, a dependência de condições atmosféricas, os altos custos operacionais e de manutenção, a necessidade de grande espaço para infraestrutura em áreas urbanas. (008) Entre as instituições envolvidas com o serviço de transporte aéreo estão: a Embraer, uma empresa pública-privada que controla as companhias aéreas brasileiras; a Anac, uma empresa pública federal responsável pela administração dos aeroportos brasileiros; e a Infraero, uma agência reguladora da aviação civil, ligada ao Ministério da Defesa, que outorga concessão dos serviços aéreos. (016) Importante meio de transporte de carga, sendo recomendado para o transporte de mercadorias leves de alto valor e de mercadorias perecíveis, concorre diretamente com o transporte ferroviário, em trajetos de longa distância, e com o transporte rodoviário, em trajetos de curta distância. Para o transporte de passageiros, é competitivo em longa distância com o transporte rodoviário e em curta distância com o transporte ferroviário e os metrôs. Humanas/Tarde - História e Geografia Página 13 Prova A

16 LEIAAS INSTRUÇÕES 1.Confira,naetiquetacoladanacarteira,osseusdadoscadastrais. Qualquererro,soliciteacorreçãoaofiscal. 2.Nãomanuseieestecadernoeocartão-respostaatéreceberaautorização. 3.Verifiqueseestaprovacorrespondeàáreadesuaopção. 4.Aoreceberaautorização,verifique,nestecaderno,seconstam todasasquestões eseháimperfeiçãográfica quecausedúvidas. Qualquerreclamaçãosóseráaceitaduranteosquinzeminutosiniciaisdaprova. 5.No cartão-resposta, confira oseu nome eonúmero da carteira; preencha ocírculo correspondente àsua prova eassine no local indicado. Verifique se há imperfeição gráfica ou marcações indevidas no campo destinadoàssuasrespostas.sehouver,reclameimediatamente. 6.Estecadernocontém questõesdeproposiçõesmúltiplase(ou)abertas: a) cada questão de proposição múltipla, contém, no máximo, seis proposições identificadas pelos números 001,002,004,008,016e032; arespostaàquestãoseráoresultadonuméricoquerepresentaasomados númerosassociadosàsproposiçõescorretasemrelaçãoaoenunciadodaquestão. Casoverifiqueque: i) somente uma proposição écorreta em relação ao enunciado da questão, marque, no cartão-resposta, o númeroassociadoàproposição; ii) nenhuma proposição écorreta em relação ao enunciado da questão, marque, no cartão-resposta,três zeros(000). Nessas questões, éadmitido oacerto parcial, desde que não se inclua qualquer alternativa incorreta em relação ao enunciado da questão; apontuação, nesse caso, éassim calculada: A/C, onde Arepresenta o númerodeproposiçõescorretasassinaladas,ecototaldeproposiçõescorretas; b) asquestõesabertascontêmproblemasqueadmitemsoluçõesinteiras,variandoentre000e999,incluindo essesvalores. No cartão-resposta, em cada questão, devem ser preenchidos três círculos, da esquerda para adireita, correspondendo,respectivamente,aosalgarismos dacentena,dadezenaedaunidade. 7.Nãofaçarasuras,nãodobre,nãoamasseenãomancheocartão-resposta.Preencha-ocorretamente,porque elenãoserásubstituído,excetoemcasodeimperfeiçãográfica.respondaatodasasquestões. 8.Vocêsomentepoderádeixaresterecinto2horas apósoiníciodaprova. 9. Vocêseráexcluídodo ProcessoSeletivo caso: a)deixedeassinalar,nocartão-resposta,aletracorrespondenteàsuaprova; b)utilize,durantearealizaçãodaprova,máquinase/ourelógiosdecalcular,rádiosgravadores, headphones, telefonescelulares,chapéus/bonésousimilares,bemcomofontesdeconsultadequalquerespécie; c)deixeasalaemqueserealizaestaprovalevandoconsigoestecadernoe(ou)ocartão-resposta; d)comunique-secomoutroscandidatosouefetueempréstimos; e)pratiqueatoscontráriosàsnormase(ou)àdisciplina.

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA

PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= 01- Observe a figura

Leia mais

Professora Erlani. Apostila 4 Capítulo 1

Professora Erlani. Apostila 4 Capítulo 1 Apostila 4 Capítulo 1 Os EUA possuem vizinhos muito diferentes. Ao norte, o Canadá, a maior parte da população é de origem anglo saxônica. Ao sul, o México, país latino-americano, de colonização espanhola.

Leia mais

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo História baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA Middle e High School 2 6 th Grade A vida na Grécia antiga: sociedade, vida cotidiana, mitos,

Leia mais

Marie Curie Vestibulares Lista 4 Geografia Matheus Ronconi AGROPECUÁRIA, INDÚSTRIA E DISTRIBUIÇÃO TECNOLÓGICA MUNDIAL

Marie Curie Vestibulares Lista 4 Geografia Matheus Ronconi AGROPECUÁRIA, INDÚSTRIA E DISTRIBUIÇÃO TECNOLÓGICA MUNDIAL AGROPECUÁRIA, INDÚSTRIA E DISTRIBUIÇÃO TECNOLÓGICA MUNDIAL 1) (UDESC - 2012) São exemplos da indústria de bens de consumo (ou leve): a) Indústria de autopeças e de alumínio. b) Indústria de automóveis

Leia mais

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I APRENDER A APRENDER APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES GEOGRAFIA. Aula 10.2 Conteúdo: Guianas.

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I APRENDER A APRENDER APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES GEOGRAFIA. Aula 10.2 Conteúdo: Guianas. Aula 10.2 Conteúdo: Guianas. 2 Habilidades: Observar as limitações das Guianas e suas ligações com o Brasil. 3 Colômbia 4 Maior população da América Andina. Possui duas saídas marítimas: Para o Atlântico

Leia mais

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 8 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 8 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Data: /08/2014 Bimestre: 2 Nome: 8 ANO B Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Prova / Atividade: 2,0 (DOIS) Nota: GRUPO 3 1- (1,0) A mundialização da produção industrial é caracterizada

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE - Sistemas sociais e culturais de notação de tempo ao longo da história, - As linguagens das fontes históricas; - Os documentos escritos,

Leia mais

América: a formação dos estados

América: a formação dos estados América: a formação dos estados O Tratado do Rio de Janeiro foi o último acordo importante sobre os limites territoriais brasileiros que foi assinado em 1909, resolvendo a disputa pela posse do vale do

Leia mais

É o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza).

É o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza). GEOGRAFIA 7ª Série/Turma 75 Ensino Fundamental Prof. José Gusmão Nome: MATERIAL DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL A GEOGRAFIA DO MUNDO SUBDESENVOLVIDO A diferença entre os países que mais chama a atenção é

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA ATENÇÃO: Este trabalho deverá ser realizado em casa, trazendo as dúvidas para serem sanadas durante as aulas de plantão. Aluno (a): 5º ano Turma: Professora:

Leia mais

Respostas das questões sobre as regiões do Brasil

Respostas das questões sobre as regiões do Brasil Respostas das questões sobre as regiões do Brasil Região Norte 1. Qual a diferença entre região Norte, Amazônia Legal e Amazônia Internacional? A região Norte é um conjunto de 7 estados e estes estados

Leia mais

(Agroconsult, Ministério da Agricultura e Conab, 2004.)

(Agroconsult, Ministério da Agricultura e Conab, 2004.) 25 c No Brasil, no período 1990-91 a 2003-04, a produção de grãos apresentou crescimento de 125%, enquanto a área plantada aumentou apenas 24%, conforme mostra o gráfico. (Agroconsult, Ministério da Agricultura

Leia mais

Brasil e América do Sul

Brasil e América do Sul Brasil e América do Sul Brasil Linha do equador Tropico de Capricórnio O Brasil é o quinto país mais extenso e populoso do mundo. É a sétima maior economia mundial. É um país capitalista à apresenta propriedade

Leia mais

URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE

URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE URBANIZAÇÃO LUGAR É A BASE. DA REPRODUÇÃO DA VIDA E PODE SER ANALISADO PELA TRÍADE HABITANTE- IDENTIDADE-LUGAR. OBJETIVOS ESPECÍFICOS A. Caracterizar o fenômeno da urbanização como maior intervenção humana

Leia mais

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer CAUSAS: Acirramento da concorrência comercial entre as potências coloniais; Crise das lavouras de cana; Estagnação da economia portuguesa na segunda metade do século XVII; Necessidade de encontrar metais

Leia mais

O continente africano

O continente africano O continente africano ATIVIDADES Questão 04 Observe o mapa 2 MAPA 2 Continente Africano Fonte: . A região do Sahel, representada

Leia mais

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Capítulo 1: América: Um continente de Contrastes Capítulo 2: Estados Unidos e Canadá Apresentação elaborada pelos alunos do 8º Ano B Montanhas Rochosas

Leia mais

Espaço Geográfico (Tempo e Lugar)

Espaço Geográfico (Tempo e Lugar) Espaço Geográfico (Tempo e Lugar) Somos parte de uma sociedade, que (re)produz, consome e vive em uma determinada porção do planeta, que já passou por muitas transformações, trata-se de seu lugar, relacionando-se

Leia mais

UFSC. Resposta: 01 + 02 = 03. Comentário

UFSC. Resposta: 01 + 02 = 03. Comentário Resposta: 01 + 02 = 03 01. Correta. 04. Incorreta. O número de trabalhadores no setor primário, principalmente na agropecuária, continuou diminuindo devido à automação. O aumento ocorreu no setor de serviço.

Leia mais

América anglo-saxônica. Diferentes povos construíram duas fortes economias

América anglo-saxônica. Diferentes povos construíram duas fortes economias América anglo-saxônica Diferentes povos construíram duas fortes economias A América Desenvolvida Conhecido também como Novo Mundo, a América é sinônimo de miscigenação, desenvolvimento e mazelas sociais.

Leia mais

1) Caracterize a economia e a história recente da região insular da América Central.

1) Caracterize a economia e a história recente da região insular da América Central. 1) Caracterize a economia e a história recente da região insular da América Central. 2) Considere a tabela para responder à questão: TAXA DE CRESCIMENTO URBANO (em %) África 4,3 Ásia 3,2 América Lat./Caribe

Leia mais

Palestra: História da Cana-de. de-açúcar no Centro-Oeste Professora: Ana Paula PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S/A

Palestra: História da Cana-de. de-açúcar no Centro-Oeste Professora: Ana Paula PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S/A Palestra: História da Cana-de de-açúcar no Centro-Oeste Professora: Ana Paula PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S/A ORIGEM DA CANA-DE-AÇÚCAR A cana-de de-açúcar é uma planta proveniente

Leia mais

Imperialismo dos EUA na América latina

Imperialismo dos EUA na América latina Imperialismo dos EUA na América latina 1) Histórico EUA: A. As treze colônias, colonizadas efetivamente a partir do século XVII, ficaram independentes em 1776 formando um só país. B. Foram fatores a emancipação

Leia mais

Brasil e suas Organizações políticas e administrativas. Brasil Atual 27 unidades político-administrativas 26 estados e distrito federal

Brasil e suas Organizações políticas e administrativas. Brasil Atual 27 unidades político-administrativas 26 estados e distrito federal Brasil e suas Organizações políticas e administrativas GEOGRAFIA Em 1938 Getúlio Vargas almejando conhecer o território brasileiro e dados referentes a população deste país funda o IBGE ( Instituto Brasileiro

Leia mais

UD II - EUROPA FÍSICA

UD II - EUROPA FÍSICA UD II - EUROPA FÍSICA 7. Hidrografia 8. Tipos de mares 9. Hidrovias Referências: Geografia em Mapas (pgs. 46 e 47). Geoatlas 9º ANO 2º BIMESTRE - TU 902 AULA 2 7. HIDROGRAFIA As regiões mais elevadas do

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 9º Turma: Data: / /2012 Nota: Professor(a): Edvaldo Valor da Prova: 65 pontos Orientações gerais: 1)

Leia mais

GEOGRAFIA. Prof. Marcus

GEOGRAFIA. Prof. Marcus GEOGRAFIA Prof. Marcus Migração e xenofobia Migração Trata-se de um fluxo de pessoas. Existe por diversos motivos, como: Fluxos globais, regiões superpovoadas, desemprego, desorganização, desigualdade,

Leia mais

Os E.U.A. nos séculos XVIII e XIX.

Os E.U.A. nos séculos XVIII e XIX. Aula 13 Os E.U.A. nos séculos XVIII e XIX. Nesta aula iremos tratar da formação dos Estados Unidos da América. Primeiramente o processo de independência dos Estados Unidos, em seguida, o processo de expansão

Leia mais

PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2012

PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2012 PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2012 PROFa. JULIANA NOME N o 8 o ANO A compreensão do enunciado faz parte da questão. Não faça perguntas ao examinador. A prova deve ser feita com caneta azul ou preta.

Leia mais

Expedição 1. 7º ANO_ PROFª BRUNA ANDRADE

Expedição 1. 7º ANO_ PROFª BRUNA ANDRADE Expedição 1. 7º ANO_ PROFª BRUNA ANDRADE O Brasil é considerado um país de dimensões CONTINENTAIS, pois sua área de 8.514.876 Km² é quase igual a do Continente Oceânico. Ele é o 5º país em extensão territorial

Leia mais

A era dos impérios. A expansão colonial capitalista

A era dos impérios. A expansão colonial capitalista A era dos impérios A expansão colonial capitalista O século XIX se destacou pela criação de uma economia global única, caracterizado pelo predomínio do mundo industrializado sobre uma vasta região do planeta.

Leia mais

HABILIDADES PARA RECUPERAÇÃO

HABILIDADES PARA RECUPERAÇÃO Componente Curricular: Geografia Professor (a): Oberdan Araújo Ano: 6º Anos A e B. HABILIDADES 1º Bimestre Conceituar e caracterizar: espaço cultural (urbano e rural) e espaço natural. Identificar e caracterizar

Leia mais

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA. Fase 1

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA. Fase 1 FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA Fase 1 Novembro 2008 INTRODUÇÃO Na prova de História de 2009 foi possível concretizar vários dos objetivos do programa do Vestibular.

Leia mais

HISTÓRIA-2009 2ª FASE 2009

HISTÓRIA-2009 2ª FASE 2009 Questão 01 UFBA - -2009 2ª FASE 2009 Na Época Medieval, tanto no Oriente Médio, quanto no norte da África e na Península Ibérica, muçulmanos e judeus conviviam em relativa paz, fazendo comércio e expressando,

Leia mais

Cidade e desigualdades socioespaciais.

Cidade e desigualdades socioespaciais. Centro de Educação Integrada 3º ANO GEOGRAFIA DO BRASIL A Produção do Espaço Geográfico no Brasil nas economias colonial e primário exportadora. Brasil: O Espaço Industrial e impactos ambientais. O espaço

Leia mais

TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL

TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL A partir de meados do séc. XVI, o Império Português do Oriente entrou em crise. Que fatores contribuíram para essa crise? Recuperação das rotas

Leia mais

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como:

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: 1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: a) incapacidade dos Braganças de resistirem à pressão

Leia mais

Diferenças entre o mundo rural e o urbano.

Diferenças entre o mundo rural e o urbano. Oficina Urbanização Esta oficina tem como objetivo analisar uma das principais características do mundo atual; a vida em cidades. Pretendemos compreender a evolução das cidades na história e como se configuram

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3C

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3C CADERNO DE EXERCÍCIOS 3C Ensino Fundamental Ciências Humanas Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 África: Colonização e Descolonização H40 2 Terrorismo H46 3 Economia da China H23 4 Privatizações

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK

EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA A PROVA DE RECUPERAÇÃO - SIMULADO OBS: GABARITO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. QUALQUER DÚVIDA DEIXAR MENSAGEM NO FACEBOOK 1. A vegetação varia de local para local baseada, sobretudo,

Leia mais

Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais

Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais 1. Observe o mapa a seguir. As partes destacadas no mapa indicam: a) Áreas de clima desértico. b) Áreas de conflito. c) Áreas

Leia mais

REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO

REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO DIVISÃO DO CONTINENTE AMERICANO Os países que pertencem a América do Norte são: EUA, Canadá e México. Os países que pertencem a América Anglo Saxônica são: EUA

Leia mais

UNICAMP REVOLUÇÃO FRANCESA HISTÓRIA GEAL

UNICAMP REVOLUÇÃO FRANCESA HISTÓRIA GEAL 1. (Unicamp 94) Num panfleto publicado em 1789, um dos líderes da Revolução Francesa afirmava: "Devemos formular três perguntas: - O que é Terceiro Estado? Tudo. - O que tem ele sido em nosso sistema político?

Leia mais

GABARITO PRÉ-VESTIBULAR

GABARITO PRÉ-VESTIBULAR LINGUAGENS 01. C 02. D 03. C 04. B 05. C 06. C 07. * 08. B 09. A 10. D 11. B 12. A 13. D 14. B 15. D LÍNGUA ESTRANGEIRA 16. D 17. A 18. D 19. B 20. B 21. D MATEMÁTICA 22. D 23. C De acordo com as informações,

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE DE GEOGRAFIA 7º 2º TRI

EXERCÍCIOS ON LINE DE GEOGRAFIA 7º 2º TRI 1. Coloque V para verdadeiro e F para falso: EXERCÍCIOS ON LINE DE GEOGRAFIA 7º 2º TRI ( ) a população economicamente ativa compreende a parcela da população que está trabalhando ou procurando emprego.

Leia mais

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo em Movimento do DISTRITO FEDERAL. Geografia Leituras e Interação

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo em Movimento do DISTRITO FEDERAL. Geografia Leituras e Interação Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo em Movimento do DISTRITO FEDERAL Geografia Leituras e Interação 2 Caro professor, Este guia foi desenvolvido para ser uma ferramenta útil à análise e

Leia mais

Construção do Espaço Africano

Construção do Espaço Africano Construção do Espaço Africano Aula 2 Colonização Para melhor entender o espaço africano hoje, é necessário olhar para o passado afim de saber de que forma aconteceu a ocupação africana. E responder: O

Leia mais

07. Alternativa c. Seja PABC a pirâmide regular, com as medidas indicadas. Tem-se:

07. Alternativa c. Seja PABC a pirâmide regular, com as medidas indicadas. Tem-se: + + = = = + = = = = = = 07. Alternativa c. Seja PABC a pirâmide regular, com as medidas indicadas. Tem-se: (1) PP'A: 4 = cos60º = 1 = () PABC é regular P' é baricentro y = y = () ABC é equilátero + y =

Leia mais

Expansão do território brasileiro

Expansão do território brasileiro Expansão do território brasileiro O território brasileiro é resultado de diferentes movimentos expansionistas que ocorreram no Período Colonial, Imperial e Republicano. Esse processo ocorreu através de

Leia mais

AMÉRICA: ASPECTOS NATURAIS E TERRITORIAIS

AMÉRICA: ASPECTOS NATURAIS E TERRITORIAIS AMÉRICA: ASPECTOS NATURAIS E TERRITORIAIS Tema 1: A América no mundo 1. Um continente diversificado A América possui grande extensão latitudinal e, por isso, nela encontramos diversas paisagens. 2. Fatores

Leia mais

Ciências Humanas. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

Ciências Humanas. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo Ciências Humanas baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS HUMANAS Elementary School 2 K5 Conteúdos Gerais Conteúdos Específicos Habilidades

Leia mais

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 33 AMÉRICA CENTRAL

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 33 AMÉRICA CENTRAL GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 33 AMÉRICA CENTRAL Como pode cair no enem (FUVEST) A importância geopolítica do Canal do Panamá e o crescente fluxo de embarcações entre o oceano Atlântico e o oceano Pacífico

Leia mais

POPULAÇÃO SUBNUTRIDA - 2006

POPULAÇÃO SUBNUTRIDA - 2006 PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== 01- Observe os

Leia mais

ORIENTE MÉDIO. Prof: Marcio Santos ENEM 2009 Ciências Humanas Aula II. Jerusalém Muro das Lamentações e Cúpula da Rocha

ORIENTE MÉDIO. Prof: Marcio Santos ENEM 2009 Ciências Humanas Aula II. Jerusalém Muro das Lamentações e Cúpula da Rocha Prof: Marcio Santos ENEM 2009 Ciências Humanas Aula II ORIENTE MÉDIO -Região marcada por vários conflitos étnicos, políticos e religiosos. -Costuma-se considerar 18 países como pertencentes ao Oriente

Leia mais

EUA: Expansão Territorial

EUA: Expansão Territorial EUA: Expansão Territorial Atividades: Ler Livro didático págs. 29, 30 e 81 a 86 e em seguida responda: 1) Qual era a abrangência do território dos Estados Unidos no final da guerra de independência? 2)

Leia mais

Aula 1a: Introdução à Administração do agronegócio. Agronegócio Brasileiro: História, Cenário atual e perspectivas futuras

Aula 1a: Introdução à Administração do agronegócio. Agronegócio Brasileiro: História, Cenário atual e perspectivas futuras Aula 1a: Introdução à Administração do agronegócio Agronegócio Brasileiro: História, Cenário atual e perspectivas futuras Prospecção do conhecimento Defina agronegócio Cite, conforme seu conhecimento e

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA Aluno(a): Nº Ano: 8º Turma: Data: 02/04/2011 Nota: Professora: Ivana Valor da Prova: 50 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO

FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO É claro que o Brasil não brotou do chão como uma planta. O Solo que o Brasil hoje ocupa já existia, o que não existia era o seu território, a porção do espaço sob domínio,

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA Aluno (a): 4º ano Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Conteúdo de Recuperação Sistema Solar. Mapa político do Brasil: Estados e capitais. Regiões

Leia mais

RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE

RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE Conceitos Diversos Estado É uma organização políticoadministrativa da sociedade. Estado-nação - Quando um território delimitado é composto de um governo e uma população

Leia mais

O CAPITALISMO E A DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (DIT)

O CAPITALISMO E A DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (DIT) O CAPITALISMO E A DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO (DIT) O capitalismo teve origem na Europa, entre os séculos XIII e XIV, com o renascimento urbano e comercial e o surgimento de uma nova classe social:

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Geografia

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Geografia Vestibular UFRGS 2015 Resolução da Prova de Geografia 51. Alternativa (B) Orientação. A questão pede a localização de países que apresentam iluminação solar oposta a do Brasil. Como estava começando o

Leia mais

A AMÉRICA CENTRAL E O CARIBE. Professora:Luiza de Marilac Geografia 8º Ano 2015

A AMÉRICA CENTRAL E O CARIBE. Professora:Luiza de Marilac Geografia 8º Ano 2015 A AMÉRICA CENTRAL E O CARIBE Professora:Luiza de Marilac Geografia 8º Ano 2015 Fragmentação política Sub regiões Ístmica Insular Composição étnica: Euroameríndios Indígenas Afrodescendentes AMÉRICA CENTRAL

Leia mais

Vestibular Comentado - UVA/2010.2

Vestibular Comentado - UVA/2010.2 GEOGRAFIA Comentários: Prof. Marcos Lupi 01. O mapa representa uma proposta de divisão econômica do espaço mundial. Sobre a divisão do mundo em 'Norte-Sul' podemos afirmar que: I - Essa regionalização

Leia mais

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Capítulo 1: América: Um continente de Contrastes Capítulo 2: Estados Unidos e Canadá Apresentação elaborada pelos alunos do 8º Ano D Montanhas Rochosas

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL CESAR STANGE EFM.

COLÉGIO ESTADUAL CESAR STANGE EFM. COLÉGIO ESTADUAL CESAR STANGE EFM. PLANO DE TRABALHO DOCENTE - 2012 Professora: Ana Claudia Martins Ribas Disciplina: História - 8º ano -Fundamental 1º BIMESTRE Conteúdos Básicos: -Povos, Movimentos e

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação Disciplina: Geografia Trimestre: 1º PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 1. População: - Crescimento populacional - O espaço urbano e o processo de urbanização - Teorias demográficas. 2. Mundo contemporâneo:

Leia mais

GEOGRAFIA. Estão corretos apenas os itens. A) I e III. B) I e IV. C) II e IV. D) I, II e III. E) II, III e IV.

GEOGRAFIA. Estão corretos apenas os itens. A) I e III. B) I e IV. C) II e IV. D) I, II e III. E) II, III e IV. GEOGRAFIA 11) Ao ler o mapa do estado do Rio Grande do Sul, podese reconhecer diferentes paisagens que se configuram por apresentarem significativas relações entre os elementos que as compõem. Dentre os

Leia mais

Questão 25 Questão 26

Questão 25 Questão 26 Questão 25 Questão 26 O gráfico representa o uso de mão-de-obra de crianças e adolescentes no Brasil em 1998. Os gráficos IeIIrepresentam a taxa de desemprego e os índices migratórios na Irlanda, na década

Leia mais

América Latina: quadro natural e exploração dos recursos naturais

América Latina: quadro natural e exploração dos recursos naturais Yiannos1/ Dreamstime.com América Latina: quadro natural e exploração dos recursos naturais Imagem de satélite do continente americano. Allmaps Allmaps Divisão Política (por localização) América do Norte

Leia mais

1º ano. I. O Surgimento do Estado e a Organização de uma Sociedade de Classes

1º ano. I. O Surgimento do Estado e a Organização de uma Sociedade de Classes Africana: África como berço da humanidade Capítulo 1: Item 1 Européia Capítulo 1: Item 2 Asiática Capítulo 1: Item 2 Americana Capítulo 1: Item 3 Arqueologia Brasileira Capítulo 1: Item 4 A paisagem e

Leia mais

REVISÃO DA AULA 1 RÚSSIA E CEI. Baseado nas páginas 60 e 61 do Livro Geografia em Mapas e na aula, responda:

REVISÃO DA AULA 1 RÚSSIA E CEI. Baseado nas páginas 60 e 61 do Livro Geografia em Mapas e na aula, responda: REVISÃO DA AULA 1 RÚSSIA E CEI Baseado nas páginas 60 e 61 do Livro Geografia em Mapas e na aula, responda: 1. Quantas repúblicas formaram a CEI.: ( X ) 12 (sem os países bálticos) ( ) 12 (com os países

Leia mais

GEOGRAFIA 31 c Resolução OBJETIVO 2003

GEOGRAFIA 31 c Resolução OBJETIVO 2003 GEOGRAFIA 31 c Observe o gráfico. Segundo o gráfico, a população infectada com o vírus HIV a) é de 30 milhões no mundo, distribuídos de maneira desigual pelo planeta. b) da América Latina e Caribe corresponde

Leia mais

R E L E V O RELEVO ASPECTOS FÍSICOS COMO DIVIDE-SE A AMÉRICA 27/05/2014. 1 - montanhas 2 - planícies. 3 - planaltos. Setentrional Ocidental.

R E L E V O RELEVO ASPECTOS FÍSICOS COMO DIVIDE-SE A AMÉRICA 27/05/2014. 1 - montanhas 2 - planícies. 3 - planaltos. Setentrional Ocidental. Alaska Havaí Canadá Estados Unidos Setentrional Ocidental COMO DIVIDE-SE A AMÉRICA ASPECTOS FÍSICOS 1 - montanhas 2 - planícies 3 - planaltos 1 2 3 R E L E V O RELEVO 1 1) Bacia do Ártico: sofre limitação

Leia mais

A COLONIZAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA. O processo de formação dos EUA

A COLONIZAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA. O processo de formação dos EUA A COLONIZAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA O processo de formação dos EUA Inglaterra X Portugal e Espanha A incursão dos ingleses no processo de colonização do continente americano conta com determinadas particularidades

Leia mais

Economia e Sociedade Açucareira. Alan

Economia e Sociedade Açucareira. Alan Economia e Sociedade Açucareira Alan Características coloniais gerais Colônia de exploração Existência de Pacto Colonial Monopólio Economia de exportação de produtos tropicais Natureza predatória extrativista,

Leia mais

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Capítulo 1: América: Um continente de contrastes Capítulo 2: Estados Unidos e Canadá Apresentação elaborada pelos alunos do 8º Ano C Montanhas Rochosas

Leia mais

João Paulo I O NORDESTE COLONIAL. Professor Felipe Klovan

João Paulo I O NORDESTE COLONIAL. Professor Felipe Klovan João Paulo I O NORDESTE COLONIAL Professor Felipe Klovan A ECONOMIA AÇUCAREIRA Prof. Felipe Klovan Portugal já possuía experiência no plantio da cana-de-açúcar nas Ilhas Atlânticas. Portugal possuía banqueiros

Leia mais

TRATADO SOBRE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL PREÂMBULO

TRATADO SOBRE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL PREÂMBULO [25] TRATADO SOBRE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL PREÂMBULO Entendendo que: 1. O sistema sócio-econômico e político internacionalmente dominante, ao qual se articula o modelo industrial de produção agrícola e

Leia mais

O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional

O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional CIÊNCIAS HUMANAS (HISTÓRIA/ATUALIDADES/GEOGRAFIA) O candidato deverá demonstrar uma visão globalizante do processo transformacional das sociedades através dos tempos, observando os fatores econômico, histórico,

Leia mais

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.:

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= TEMPO ATMOSFÉRICO

Leia mais

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 7B AULA 19 e 20. Profº André Tomasini

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 7B AULA 19 e 20. Profº André Tomasini TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 7B AULA 19 e 20 Profº André Tomasini CONTINENTE AMERICANO Possuindo uma área de 42.560.270 Km2 o continente americano é o segundo maior continente da Terra ocupando 28 % das

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 9 GEOGRAFIA Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao primeiro bimestre escolar ou à Unidade 1 do Livro do Aluno. Avaliação Geografia NOME: TURMA: escola: PROfessOR: DATA:

Leia mais

PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2011

PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2011 PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2011 PROF. FERNANDO NOME N o 9 o ANO A compreensão do enunciado faz parte da questão. Não faça perguntas ao examinador. A prova deve ser feita com caneta azul ou preta.

Leia mais

Fichamento. Texto: O Terceiro Mundo

Fichamento. Texto: O Terceiro Mundo Fichamento Texto: O Terceiro Mundo I Descolonização e a revolução transformaram o mapa politico do globo. Consequência de uma espantosa explosão demográfica no mundo dependente da 2º Guerra Mundial, que

Leia mais

01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio.

01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio. 01. Com freqüência os meios de comunicação noticiam conflitos na região do Oriente Médio. Sobre essa questão, leia atentamente as afirmativas abaixo: I. Em 11 de setembro de 2001, os EUA sofreram um violento

Leia mais

Questão 45. Questão 47. Questão 46. alternativa D. alternativa E

Questão 45. Questão 47. Questão 46. alternativa D. alternativa E Questão 45 alternativa D Entre os recursos naturais importantes para o fortalecimento da economia canadense no século XX temos a taiga (o Canadá encontra-se entre os maiores produtores de madeira, papel

Leia mais

Geografia Professor André 2ª série / 2º trimestre

Geografia Professor André 2ª série / 2º trimestre Geografia Professor André 2ª série / 2º trimestre TEMA - URBANIZAÇÃO BRASILEIRA E MUNDIAL. 1. (Ibmec-RJ) Esta é uma clássica definição sobre as chamadas cidades globais: As cidades globais são os principais

Leia mais

1º ano. A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10: Item 2

1º ano. A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10: Item 2 1º ano O absolutismo e o Estado Moderno Capítulo 12: Todos os itens A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10:

Leia mais

A Revolução Inglesa. Monarquia britânica - (1603 1727)

A Revolução Inglesa. Monarquia britânica - (1603 1727) A Revolução Inglesa A Revolução inglesa foi um momento significativo na história do capitalismo, na medida em que, ela contribuiu para abrir definitivamente o caminho para a superação dos resquícios feudais,

Leia mais

Questão 45. Questão 47. Questão 46. alternativa E. alternativa B

Questão 45. Questão 47. Questão 46. alternativa E. alternativa B Questão 45 O mundo contemporâneo necessita de novas fontes de energia para substituir as convencionais.ospaísesbuscamformasalternativasde produzir energia de acordo com suas características geográficas,

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5. o ANO/EF - 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 C C A E A A E C B A

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 C C A E A A E C B A GABARITO 2ª CHAMADA DISCIPLINA: FÍS./GEO. COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 53 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA QUEM NÃO É O MAIOR TEM QUE SER O MELHOR Rua Frei Vidal, 1621 São João do Tauape/Fone/Fax:

Leia mais

A expansão dos EUA (séc. XVIII-XX)

A expansão dos EUA (séc. XVIII-XX) 1803 Os Estados Unidos compram a Louisiana da França. Cronologia 1846 a 1848 Guerra do México. Os Estados Unidos conquistam e anexam os territórios da Califórnia, Novo México, Nevada, Arizona e Utah. 1810

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS - HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6º ANO

PLANO DE ESTUDOS - HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6º ANO PLANO DE ESTUDOS - HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6º ANO O aluno, no final do 6º ano, deve ser capaz de: Conhecer e compreender as características do império português dos séculos XVII e XVIII Conhecer

Leia mais

TRABALHO DE GEOGRAFIA ESTUDOS ORIENTADOS 1º ANO ENSINO MÉDIO NOTURNO

TRABALHO DE GEOGRAFIA ESTUDOS ORIENTADOS 1º ANO ENSINO MÉDIO NOTURNO TRABALHO DE GEOGRAFIA ESTUDOS ORIENTADOS 1º ANO ENSINO MÉDIO NOTURNO 1) O gráfico baixo indica uma forma de organização do espaço rural. Sobre esse gráfico é possível inferir: a) Trata-se da representação

Leia mais

COLÉGIO SALESIANO SÃO JOSÉ Geografia 9º Ano Prof.º Daniel Fonseca. Produção energética no Brasil: Etanol, Petróleo e Hidreletricidade

COLÉGIO SALESIANO SÃO JOSÉ Geografia 9º Ano Prof.º Daniel Fonseca. Produção energética no Brasil: Etanol, Petróleo e Hidreletricidade COLÉGIO SALESIANO SÃO JOSÉ Geografia 9º Ano Prof.º Daniel Fonseca Produção energética no Brasil: Etanol, Petróleo e Hidreletricidade Etanol A produção de álcool combustível como fonte de energia deve-se

Leia mais

Ensino Fundamental II

Ensino Fundamental II Ensino Fundamental II Valor do trabalho: 2.0 Nota: Data: /dezembro/2014 Professora: Angela Disciplina: Geografia Nome: n o : Ano: 8º Trabalho de Recuperação Final de Geografia ORIENTAÇÕES: Leia atentamente

Leia mais

FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO. Prof. Israel Frois

FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO. Prof. Israel Frois FORMAÇÃO DO TERRITORIO BRASILEIRO Prof. Israel Frois SÉCULO XV Território desconhecido; Era habitado por ameríndios ; Natureza praticamente intocada Riqueza imediata: Pau-Brasil (Mata Atlântica) Seus limites

Leia mais