LINUX UBUNTU E ACESSIBILIDADE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LINUX UBUNTU E ACESSIBILIDADE"

Transcrição

1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Rede Nacional de Pesquisa e Inovação em Tecnologias Digitais Projeto de Acessibilidade Virtual LINUX UBUNTU E ACESSIBILIDADE Outubro, 2012

2 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Rede Nacional de Pesquisa e Inovação em Tecnologias Digitais Projeto de Acessibilidade Virtual LINUX UBUNTU E ACESSIBILIDADE Desenvolvido por: Projeto de Acessibilidade Virtual Núcleo IFRS Câmpus Bento Gonçalves Contato: HISTÓRICO Data Versão Descrição Papel Autor 01/05/ Desenvolvimento do documento Bolsista Anderson Dall Agnol 01/10/ Revisão e formatação Bolsista Bruna P. Salton

3 LINUX UBUNTU E ACESSIBILIDADE Sumário Introdução... 4 Conceitos Iniciais... 4 O que é Linux?... 5 Distribuições Linux... 6 Distribuição Ubuntu... 7 A área de trabalho do Ubuntu... 8 Os menus do Ubuntu... 9 Comandos básicos para o uso do Ubuntu/GNOME O Ubuntu e A acessibilidade Softwares de Acessibilidade Cellwriter CharMap KMagnifier KmouseTool Kvkbd Mouse Trap Orca Sobre o Orca Ativação Acionamento Automático Atalho de Teclado Painel de Configuração Encerrando o Programa Configurações Básicas Aba Geral Aba Fala Aba de Eco de Tecla Aba Teclas de Atalho Leitura de Arquivos PDF com o Orca Criando e editando atalhos de teclado para o Ubuntu com o Orca Referências... 26

4 Introdução Devido à forte explosão, disseminação e expansão no número de usuários e colaboradores, os softwares livres ou open source (o código fonte é disponibilizado, sendo possível utilizar, estudar, modificar e redistribuir as modificações) passam a ganhar cada vez mais espaço e respeito frente à realidade brasileira, tornando-se assim, uma alternativa simples e gratuita, quando comparadas aos softwares proprietários. Frente a essa nova realidade, este documento tem por finalidade explicitar rapidamente informações, características e comandos relacionados ao software livre mais famoso e difundido no mundo, o Sistema Operacional Linux. Como o sistema e grande parte de seus aplicativos são softwares livres, surge uma grande variedade de distribuições, essas apresentam diferentes layouts e ferramentas para uso, como explicado mais adiante. A distribuição escolhida para esse estudo foi o Ubuntu com interface gráfica GNOME, oferecendo informações que possam ajudar os usuários iniciantes a se familiarizarem mais rapidamente com o mundo Linux. Além disso, este documento aborda e elenca também os principais recursos e ferramentas de acessibilidade contidas na distribuição, enfatizando os procedimentos para configuração e utilização do leitor de telas Orca. Conceitos Iniciais Por ser este documento um auxílio a usuários iniciantes no mundo Linux, faz-se necessário oferecer alguns conceitos e observações iniciais para que as sessões seguintes sejam melhor compreendidas. Arquivos ODT - São arquivos gerados por editores de texto de código livre, citando por exemplo o Open Office e o BrOffice, que são os editores mais utilizados em plataformas Linux.

5 Recursos de Tecnologia Assistiva - conjunto de ferramentas, equipamentos, serviços, produtos de hardware ou software que tem por finalidade facilitar atividades cotidianas, possibilitando melhorias de vida e inclusão social. Unix Sistema operacional portátil, multiusuário e multitarefa, surgido em meados da década de 60, e atualmente muito utilizado em ambientes corporativos e universitários. Embora bastante semelhante ao Linux, ambos não são sinônimos. Observação: Ao longo do texto serão utilizadas as palavras guia, página e aba, que possuem o mesmo significado, mas foram utilizadas como uma forma de diversificar as expressões empregadas. O que é Linux? O Linux é um sistema operacional, ou seja, um gerenciador do sistema que permite ao usuário utilizar todos os recursos computacionais; assim, o sistema operacional é considerado a estrutura base para o funcionamento do computador, realizando a função de promover a integração e a comunicação entre os componentes de hardware (equipamentos físicos) e software (programas ou aplicativos). Como o ambiente e a maior parte de seus aplicativos são gratuitos e de código aberto, logo, é possível utilizar, estudar, modificar e redistribuir as alterações, conferindo ao usuário autonomia para contribuir no desenvolvimento do sistema o que não ocorre com softwares proprietários. Desenvolvido no ano de 1991, por Linus Torvalds jovem estudante do curso de Ciências da Computação da Universidade de Helsinki, na Finlândia que visava desenvolver um sistema similar ao Unix, porém, sem custos de aquisição. Torvalds então criou o Kernel (o núcleo do Linux) e após o disponibilizou para realização de testes que resultaram em inúmeras contribuições para melhorias do projeto. Esses acontecimentos deram origem ao Linux, intitulado assim, pela união das palavras Linus e Unix. Dentre as características mais atrativas para uso, destacam-se: Gratuidade devido a utilização de softwares livres; Elevada segurança, uma vez que somente o administrador (usuário root) pode alterar o sistema, existindo baixa ameaça de vírus;

6 Atualizações rápidas, fáceis e seguras, pois o usuário é notificado sobre a existência de novas versões disponíveis; Ampla rede de suporte, encontrando na internet fóruns, grupos de discussão e desenvolvedores dispostos a esclarecer dúvidas e resolver problemas. O ato de disponibilizar o código fonte (Kernel) foi determinante para o sucesso do projeto, pois incentivou diversos desenvolvedores a estudar e adaptar o sistema de acordo com necessidades próprias. Essas adaptações também passaram a ser divulgadas, passando assim por testes de aceitação, que mais tarde originaram as diversas distribuições do sistema. Distribuições Linux Como já citado anteriormente, a disponibilização do Kernel estimulou inúmeros desenvolvedores das mais variadas partes do mundo a contribuir e trabalhar em função de um objetivo comum: a evolução do projeto. Assim, após a utilização e observação do sistema cada desenvolvedor, baseandose em necessidades individuais, passou a realizar alterações e adaptações até que o ambiente estivesse pronto para atender aos requisitos desejados. Ao fim do processo de personalização, o ambiente de trabalho encontrava-se bastante distante de sua forma original, por este motivo surgiram as distribuições ou distros Linux. Cada distribuição é composta por particularidades que as definem e diferenciam das demais. A escolha de uma delas não deve estar baseada na busca da melhor ou pior, mas sim em testes que levem o usuário a encontrar a distro que melhor atende as suas necessidades e especificações. Existe uma enorme variedade de distribuições disponíveis, porém poucas são populares e possuem um número considerável de usuários. Entre as mais conhecidas e utilizadas estão: Slackware (a mais antiga das distribuições), Debian, Ubuntu, Conectiva, Fedora, entre outras. Frente a grande quantidade de opções torna-se difícil para um iniciante em Linux decidir por qual delas optar. Neste breve documento, não serão explicadas ou descritas as distros mais populares, somente o Ubuntu, objetivando descrever softwares de acessibilidade e ressaltando o uso do leitor de telas Orca.

7 Distribuição Ubuntu Patrocinado pela empresa Canonical Ltda, o Ubuntu é considerado o sistema operacional de código aberto mais famoso do mundo e sua nomenclatura deriva do conceito sul-africano de mesmo nome que traduzido significa: humanidade com os outros ou sou o que sou pelo que nós somos. A simples palavra ubuntu abrange grande parte de sua filosofia, estruturada sobre a liberdade do software livre, desenvolvimento comunitário e ajuda mútua. Desenvolvido desde o ano de 2004, o sistema é atualizado e disponibilizado a cada seis meses, fornecendo suporte técnico pelo período de 18 meses (um ano e meio) após seu lançamento. Os desenvolvedores do projeto buscam apoiá-lo sobre pilares fundamentais que proporcionam o sucesso da distribuição, destacando-se a facilidade de uso e a acessibilidade do ambiente e seus aplicativos. O Ubuntu está preparado para atender a todos os seus usuários, desde iniciantes até veteranos. A facilidade de uso torna a distribuição mais recomendada para quem está começando no mundo Linux devido a sua simplicidade e praticidade, pois os iniciantes conseguem adaptar-se rapidamente, aprendendo todos os recursos do sistema através de uma interface gráfica (GNOME) e de um ambiente de trabalho bastante claro e fácil. Como diferencial o Ubuntu também oferece um ótimo suporte a acessibilidade, oferecendo o melhor no que o software livre possui. O sistema foi desenvolvido objetivando atingir e atender ao maior número possível de usuários, independentemente se esses possuem ou não alguma limitação; o ambiente contém inúmeros softwares específicos para atender as mais variadas necessidades, proporcionando a todos o uso dos recursos computacionais. Atualmente a distribuição encontra-se em sua versão 11.10, trazendo inovações e novidades aos usuários. O ambiente aparece de cara nova, devido a alteração de sua interface gráfica, substituindo o GNOME, antiga interface padrão, pela Unity, que redefine o modo de exibição dos recursos do sistema. Outra facilidade advinda da atual versão é a grande quantidade de atalhos de teclado, possibilitando ao usuário o controle rápido e prático do sistema. No entanto a acessibilidade passa a ser parcial, uma vez que o leitor de telas não consegue ler todas as funcionalidades oferecidas. Como solução para esse problema, o usuário de leitor de telas pode atualizar o sistema para a versão 11.10, porém

8 deve configurá-lo para que mantenha o GNOME como interface gráfica, já que só ele oferece suporte total à acessibilidade. A partir da versão 3.0 o GNOME apresenta restrições de acessibilidade, sendo recomendado manter versões anteriores. O Ubuntu é totalmente gratuito, e pode ser adquirido através de downloads ou pela requisição de um Live CD para instalação. Para obter mais informações sobre o sistema, fazer o download ou pedir o CD acesse: A área de trabalho do Ubuntu A área de trabalho, também conhecida como desktop, é a primeira tela com a qual o usuário terá contato após ter iniciado o sistema. O ambiente de trabalho é composto por: Desktop onde são encontrados ícones de atalho para aplicativos e pastas; Painel superior nele aparecem disponíveis os menus principais e a área de notificação. Na área de notificação são encontrados o relógio, ícones e mensagens referentes a conexões de rede ( s, mensageiros instantâneos, entre outros) e o botão para encerrar, reiniciar ou desligar a seção atual. Painel inferior nesse painel localiza-se a barra de tarefas, os ícones de alternância de áreas de trabalho e o ícone da lixeira.

9 Figura 1: Área de Trabalho do Ubuntu Os menus do Ubuntu O sistema possui diferentes tipos de menu, dentre eles os menus encontrados no painel superior (aplicativos, locais e sistema) e também o menu de contexto. Abaixo aparecem informações sobre cada um deles: Aplicativos: encontra-se organizado em seções ou categorias (acessórios, escritório, gráficos, etc), pois essa disposição proporciona maior agilidade na busca por aplicativos específicos.

10 Figura 2: Menu Aplicativos Locais: no menu locais são exibidas as pastas, drives e também mídias removíveis (pasta pessoal, documentos, computador, drive de disquete e dispositivos USB). Figura 3: Menu Locais Sistema: a partir desse menu é possível ter acesso às funções de configuração, administração e personalização do sistema (permitir atualizações, alterar plano de fundo, criar novos usuários...).

11 Figura 4: Menu Sistema Para ter acesso aos menus citados acima, basta pressionar a combinação de teclas Alt + F1. Navegue utilizando as setas; as horizontais navegam entre os menus, as verticais percorrem as opções de cada menu. Caso as opções possuam subitens, use novamente as setas para caminhar entre os níveis hierárquicos. Para sair dos menus, pressione a tecla Esc. Menu de Contexto ou Aplicações: esse menu não é padronizado, mudando de acordo com o contexto, e pode ser acessado clicando-se o botão direito sobre o objeto em foco. O menu de contexto pode ser acessado no desktop, em pastas, arquivos, aplicativos e outros. Comandos básicos para o uso do Ubuntu/GNOME Como este manual é voltado para a acessibilidade, atribuindo maior ênfase aos usuários de leitores de tela, faz-se necessário disponibilizar os principais atalhos de teclado para manuseio da distribuição Ubuntu com interface gráfica GNOME. Para que o ambiente seja o mais acessível possível, cabe esclarecer que o usuário de recursos de tecnologia assistiva não deve se restringir somente aos atalhos do ambiente ou dos aplicativos, mas sim conhecer e utilizar ambos. Nas seções seguintes

12 serão abordados os procedimentos para personalização (alteração) tanto dos atalhos do sistema, como também do Orca. ATALHOS DA DISTRIBUIÇÃO UBUNTU/GNOME Função Atalho Menu do GNOME Alt + F1 Comando Executar Alt + F2 Abre uma janela do Terminal Ctrl + Alt + T Minimizar todas as janelas Ctrl + AlT + D Navegar por painéis e área de trabalho Ctrl + Alt + Tab Ir para área de notificação Botão Iniciar + M Botão direito do mouse Shift + F10 Menu da Janela Alt + Espaço Maximizar Janela Alt + F10 Restaurar Janela Alt + F5 Minimizar Janela Alt + F9 Mover Janela Alt + F7 Fechar Janela Alt + F4 Mudar por mesas ou áreas de trabalho Ctrl + Alt + setas horizontais Alternância imediata de janelas Alt + Esq Encerrar seção Ctrl + Alt + Del Tabela 1: Atalhos de teclado da Distribuição Ubuntu O Ubuntu e A acessibilidade Como já mencionado, o Ubuntu foi desenvolvido com o propósito de atingir e ganhar o maior número possível de adeptos, oferecendo ferramentas que atendam às necessidades e especificações de todos os usuários. Perante essa meta, os desenvolvedores do sistema não buscam apenas oferecer recursos convencionais, mas procuram desenvolver também um forte suporte a acessibilidade, apoiado no que a comunidade do software livre tem de melhor a oferecer.

13 Ao longo desta seção serão citados e explicados alguns dos softwares de acessibilidade disponíveis, explicitando as facilidades que oferecem aos usuários em geral, não se restringindo apenas à pessoas com necessidades especiais. Primeiramente serão abordados os procedimentos para instalação dos aplicativos. Para realizar a instalação dos aplicativos, basta acessar o menu aplicativos, utilizando o atalho Alt + F1. Em seguida, desça com as setas até encontrar Central de Programas do Ubuntu, procurando com a tecla Tab a seção Acessibilidade. Com as setas, encontre o software desejado e pressione o botão Instalar, confirmando a instalação digitando sua senha de usuário. Ao final da instalação os softwares estarão disponíveis no menu Aplicativos, na categoria Acessibilidade. Cabe informar que o leitor de telas Orca não precisa ser instalado, uma vez que já vem como recurso de acessibilidade padrão junto à distribuição. Softwares de Acessibilidade Cellwriter Esse software tem como função transformar textos manuscritos para o formato digital. Primeiramente, é preciso fazer com que o CellWriter seja capaz de reconhecer a sua letra e transformá-la em caracteres; para que isso aconteça será necessário preparar o programa para que realize tal tarefa, associando padrões manuscritos com os caracteres que eles devem representar. Uma vez que o programa já reconheceu a sua letra, é possível obter os caracteres correspondentes de forma automática, basta inserir documentos que possuam manuscritos e o CellWiter fará a conversão. CharMap CharMap é um aplicativo Java que mostra caracteres Unicode (fornece um número único para cada caractere, sendo uma unidade de informação) em fontes de texto e copia estes caracteres para a área de trabalho do sistema operacional. O seu maior propósito é ser um acessório visual para processadores de texto.

14 Este programa Java pode ser redimensionado. Um clique adiciona um caractere no texto, que é automaticamente copiado para o clipboard do sistema. KMagnifier KMagnifier ou kmag é um utilitário simples para o ambiente Linux. Desempenha a função de ampliar uma parte da tela. Ele amplia a área da tela ao redor do ponteiro do mouse ou opcionalmente, uma área definida pelo usuário. Ainda, oferece a opção de salvar no computador as imagens que foram ampliadas. KmouseTool O KMouseTool é um programa que simula o clique do mouse. Funciona com qualquer mouse ou dispositivo apontador e foi desenvolvido para ser utilizado por pessoas que tenham algum tipo de dificuldade em clicar com o aparelho em questão. Para utilizá-lo basta deixar o cursor alguns instantes sobre o item desejado e o clique é simulado. Kvkbd O Kvkdb é um teclado virtual que pode ser acionado pressionando com o mouse a tecla desejada, assim o texto é exibido em tempo real no editor selecionado. Enquanto ele estiver ativo, não impossibilita que você utilize o teclado real. Entre as funções do programa será possível escolher a fonte do teclado, autorredimensionar e arrastá-lo para qualquer parte da área de trabalho. Mouse Trap O MouseTrap permite às pessoas com mobilidade reduzida acessar o computador. Ele utiliza o processamento de imagem para traduzir os movimentos da cabeça do

15 usuário para os eventos do mouse (movimentos, cliques), logo possibilita aos seus usuários interagirem com o computador e suas ferramentas. Orca O Orca é o leitor de telas disponibilizado para ambiente Linux, possuindo boa compatibilidade com a distribuição Ubuntu, uma vez que já vem instalado como recurso de acessibilidade padrão. Assim, os leitores de tela são programas que interagem com o sistema operacional do computador capturando toda e qualquer informação apresentada em forma textual, transformando-a em uma resposta falada através de um sintetizador de voz. Além de ser um leitor de telas, o aplicativo é também um ampliador de imagens, permitindo a seus usuários com baixa visão, a utilização de lupas para ampliação e melhor visualização da tela. O leitor está sendo desenvolvido pelo grupo Accessibility Program Office of Sun Microsystems, contando com inúmeras contribuições de participantes da comunidade. A última versão lançada foi a 3.0, sendo bastante compatível com os softwares que vem por instalados na distribuição. Abaixo são citados os softwares com os quais o leitor apresenta boa compatibilidade. SOFTWARES COMPATÍVEIS COM O LEITOR DE TELA ORCA Editor de Texto BrOffice Witter Apresentação de Slides BrOffice Impress Planilhas BrOffice Calc Bloco de Notas Gedit Navegador Web Mozilla Firefox Aplicativo de Bate Papo Empaty Correio Eletrônico Evolution Reprodutor de Áudio e Vídeo Reprodutor de Filmes Totem Navegador de Arquivos Naltilus Tabela 2: Softwares compatíveis com o leitor Orca

16 Esses são os principais aplicativos compatíveis com o leitor de tela Orca, no entanto não são os únicos. A finalidade dessa relação é informar aos usuários quais os softwares de maior utilidade no cotidiano. Para saber mais sobre cada um deles, utilize a opção de ajuda que cada um oferece. Após essa sucinta apresentação dos principais recursos de acessibilidade contidos na distribuição, chegou-se ao principal foco deste tutorial, que tem por finalidade oferecer rapidamente os procedimentos iniciais para a configuração e uso básico das funcionalidades do Orca. Sobre o Orca Ativação Como o leitor vem instalado junto à distribuição, você já pode começar a utilizá-lo. Para ativar o ORCA pressione Alt + F2, digite Orca e pressione Enter. O programa será chamado. Acionamento Automático Com esta opção é possível configurar o sistema para que o leitor de telas inicie automaticamente todas as vezes que o computador for ligado. Para que isso aconteça serão necessárias algumas configurações descritas nos passos abaixo: O primeiro passo é ir até o menu principal utilizando as teclas Alt + F1, encontre a opção Sistema ; em seu submenu busque Preferências e logo após Aplicativos preferenciais. Logo será aberta uma janela com guias; navegue com as setas horizontais até a aba Acessibilidade. Com a tecla Tab encontre a primeira caixa de combinação e selecione com as setas a opção Orca, em seguida, pressione um vez Tab e clique na barra de espaço para marcar a caixa de seleção Executar ao iniciar. Pronto! O sistema já está configurado para que o Orca inicie automaticamente todas as vezes que o computador for ligado.

17 Atalho de Teclado Neste item do tutorial, será abordada a forma como proceder para atribuir um atalho de teclado ao ORCA. Siga os passos abaixo para atribuir, não sendo necessário realizar o procedimento nas distribuições do Linux acessível, que já vem com o comando junto à versão. 1. Vá até o menu principal com o Alt + F1; 2. Encontre a opção sistema e procure por Preferências, desça com as setas e escolha Atalhos de teclado, pressionando Enter. Uma janela em forma de tabela será aberta, onde a primeira coluna apresenta as funções e a segunda, os atalhos que podem ser atribuídos ou editados; 3. Para adicionar o atalho do leitor vá com Tab até o botão Adicionar ; uma janela será aberta pedindo nome e comando. Digite nos dois campos de edição a palavra orca e clique em Aplicar. Agora, para atribuir o novo conjunto de teclas, vá com as setas até a parte da tabela Atalhos personalizados, procure pela palavra Orca, tecle uma seta para a direita e Enter, pressione a nova combinação de teclas (Ctrl + Alt+O) e pronto. Além do atalho, outro modo de acionar o leitor de telas é através do executar, utilizando as teclas Alt + F2. Escreva Orca e em seguida clique em Enter. Painel de Configuração O Orca oferece um painel de configurações que está organizado em seções, também chamadas de páginas. Para ter acesso à janela de configurações pressione as teclas Orca + Barra de Espaço (a tecla Orca faz referência ao botão Insert em desktops ou Capsloock para laptops, dependendo do layout de teclado configurado em seu leitor, como será abordado mais adiante). A configuração Mostrar o Orca na janela principal pode estar ativa. Caso ativa, será mostrado um painel com as opções principais do programa falante, são elas: Preferências, Ajuda e Sair, como visto na figura 5. Para ter acesso à interface de configurações do leitor, clique em Preferências. Mesmo com o painel ativo a combinação Orca + Barra de Espaço continua em funcionamento para obter acesso às configurações.

18 Figura 5: Painel de controle do Orca. Esta janela será mostrada caso a opção Mostrar o orca na Encerrando o Programa janela principal estiver marca Finalize o programa pressionando as teclas Insert + Q ou Capsloock + Q. Caso o painel de controle esteja ativo, clique no botão Sair. Os atalhos para encerrar o programa continuam em funcionamento mesmo com o painel visível. Configurações Básicas Como foi mencionado acima, o leitor apresenta um painel de configuração dividido em seções. Nesse trecho do tutorial não serão feitas referências a todas as abas, mas sim aquelas mais básicas e menos complexas, a fim de ajudar os usuários iniciantes a configurarem seu leitor de telas. A descrição dessas configurações seguirá a ordem que é oferecida pelo Orca. Navegue nas configurações com as setas e a tecla Tab. As setas percorrem as abas quando estiverem em foco, e Tab indica as opções de cada guia (a navegação é cíclica). Para marcar e desmarcar caixas de seleção use a Barra de espaços. Após, confirme as alterações utilizando o Enter do teclado alfanumérico no botão OK, já que o Enter do teclado numérico é apenas utilizado para comandos específicos do leitor.

19 Figura 6: Página de configuração do Orca acionada pelo comando Insert + Barra de Espaço Aba Geral Nesta seção estão disponíveis as configurações gerais e mais simples. Pode-se configurar: Layout de teclado: escolhendo entre as opções desktop ou laptop, dependendo da escolha será usada a tecla Insert ou Capslook, para algumas funções do programa, como já mencionado anteriormente. A seguir aparece a opção Sair do Orca sem confirmação. Normalmente, quando o leitor é encerrado será aberta uma janela com a seguinte pergunta: Sair do Orca? Isto vai parar a leitura e ampliação da tela. Caso essa caixa de seleção seja marcada, a pergunta não será mais mencionada. Figura 7: Janela de pedido de confirmação de saída do Orca

20 A próxima configuração apresentada refere-se a Mostrar o Orca na janela principal. Se esta caixa de seleção for marcada, o painel do leitor será exibido na tela. A última opção dessa página de configuração permite ao usuário escolher se o que é focalizado pelo mouse será ou não verbalizado pelo leitor. Aba Fala Nesta seção serão configuradas e escolhidas todas as opções referentes à fala. O comando Insert + S tem como função alternar entre ativar e desativar fala. A primeira, e uma das mais importantes configurações, será a caixa de seleção de habilitação da fala, que, caso não habilitada, não será possível definir nenhuma das seguintes preferências: Ajustes do sistema de fala, abre uma caixa de combinação onde podem ser oferecidas uma ou várias opções, isso dependerá de seu computador. Após, será exibida a Caixa de seleção do sintetizador de voz, onde é aconselhável manter a opção padrão. A caixa a seguir é chamada de Personagem, mas na verdade é a caixa combinada de linguagem, onde será possível definir a língua com a qual o leitor irá falar. Escolha a opção Brazil (pt) para que a fala seja em língua portuguesa do Brasil. As definições seguintes serão em relação à velocidade, tonalidade/ e volume, podendo aumentar ou diminuir os níveis. A combinação da tecla Insert com as setas proporciona alterar os níveis de velocidade e tonalidade momentaneamente. Para aumentar e diminuir a velocidade utilize Insert + Setas Horizontais, e para alterar os níveis de tonalidade use Insert + Setas Verticais. Em seguida, configure os níveis de pontuação que são classificados em nenhum, algum, maioria ou todos ; isso irá interferir na quantidade de pontuação que o Orca vai ler. Dependendo da opção que for escolhida, serão ignoradas algumas pontuações. Depois escolha a forma de Leitura de tabelas tendo disponíveis as opções de leitura por linha ou célula. Caso esteja marcada a opção Ler linha, as células também podem ser lidas com setas horizontais. Altere a forma de leitura de tabelas momentaneamente através do comando Insert + F11. Nas configurações que vêm em seguida, defina se o Orca falará ou não as Atualizações da barra de progresso. Se decidir por habilitar a caixa, informe com que

21 frequência (intervalo de tempo) essas informações serão ditas; também escolha se as linhas em branco serão ou não informadas durante a leitura de documentos. Aba de Eco de Tecla A página de Eco de tecla permite configurar o comportamento do leitor quanto à leitura e digitação de caracteres em documentos, e também se as palavras serão ou não lidas ao fim de sua digitação. No primeiro ponto, opte por habilitar ou desabilitar a opção de eco de tecla, a partir de uma caixa de seleção. Se a caixa for ativada, outras seis seguintes serão marcadas automaticamente. Logo a seguir, aparece Habilitar eco por caractere e Habilitar eco por palavra ; isso significa que se as caixas forem marcadas os caracteres e palavras serão informados ao fim de sua digitação. Aba Teclas de Atalho Nesta guia é possível atribuir teclas de atalho para funções realizadas pelo programa falante e ainda são oferecidas dicas para usar as já existentes. A navegação pela tabela de atalhos é realizada com setas; setas verticais navegam por linha e horizontais por células Abaixo serão apresentados alguns atalhos importantes. A palavra Num será colocada em frente aos atalhos substituindo a sigla KP, que aparece na guia do aplicativo. Tanto o termo Num como KP fazem referências ao teclado numérico (teclas da calculadora). Comandos de Revisão de Tela Função Atalho Selecionar e ler caractere atual Num2 Ler o caractere atual foneticamente Num2 (2X) EX: A -alfa, B - bravo Mover cursor para caractere seguinte Num3 Mover cursor para palavra anterior Num4

22 Ler palavra atual Soletrar palavra Mover para palavra seguinte ler Ler linha anterior Ler linha atual Ler linha seguinte Num5 Num5 (2X) Num6 Num7 Num8 Num9 Atalhos para alterar a voz momentaneamente Função Atalho Aumentar e diminuir velocidade da fala Iinsert + setas horizontais Aumentar e diminuir tonalidade da fala Insert + setas verticais Tabela 3: Alguns atalhos do Orca Para alterar atalhos ou atribuir novos a funções já existentes, é necessário ativar a interface de configuração do Orca na guia Atalhos. Em seguida encontre a função desejada, clique sobre o comando já existente com Enter e digite a nova combinação de teclas. Clique Enter e após botão OK. As tarefas que não possuírem teclas associadas estão na parte da tabela intitulada sem atalho. Para alterar atalhos ou atribuir novos a funções já existentes é necessário ativar a interface de configuração do Orca na aba Atalhos. Em seguida encontre a função desejada, clique sobre o comando já existente com Enter e digite a nova combinação de teclas. Clique Enter e após botão OK. As tarefas que não possuírem teclas associadas estão na parte da tabela intitulada Sem atalho. Exemplo: Caso os atalhos de teclado para alterar momentaneamente a voz não estiverem ativos, acione as configurações do Orca (Insert +Espaço), aba Atalhos, e procure na seção da tabela Sem atalho as opções Aumentar velocidade da fala, Diminuir a velocidade da fala, Aumentar a tonalidade da fala e Diminuir a tonalidade da fala, clique Enter sobre os atalhos e pressione a nova combinação de teclas, (Insert + Seta acima, Insert + Seta abaixo...). Clique Enter para confirmar e depois botão OK. O modo de alterar e atribuir comandos é sempre o mesmo.

23 Outros Atalhos Função Atalho Entrar no modo aprendizagem (teste de teclado) insert + H Configurar o Orca para aplicativo em foco Insert+ControL+ Espaço Ativar e desativar voz Insert +S Alterar leitura de tabela para linha ou coluna Insert + F11 Ler continuamente Num+ Ler barra de títulos Insert + Num Enter Ler barra de status Insert + Nun Enter (2x) Botão esquerdo do mouse Num / Botão direito do mouse Num* Abrir localizar do ORCA Num Del Localizar novamente Insert + Nun Del Adicionar Marcador Insert+Alt (esquerdo)+1 Ir para o próximo marcador Insert+1 Ler objeto em foco Insert + Nun5 Entrar e sair de revisão de tela Num - Tabela 4: Outros Atalhos do Orca Observações: A função Configurações do Orca para aplicativos em foco permite que o usuário personalize as configurações e comandos do leitor para cada aplicativo. Cabe salientar que neste manual não foram feitas referências a todas as páginas de configuração do programa, apenas as que são mais necessárias para o uso do mesmo. Leitura de Arquivos PDF com o Orca Aqui será apresentada uma das formas mais acessíveis para realizar a leitura, em arquivos de extensão PDF no Linux utilizando o Orca, já que o comportamento do leitor não é compatível com visualizadores de documentos PDF.

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL Núcleo IFRS Manual do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 3 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 3 Procedimentos para Download

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 1 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 1 Procedimentos para Download e Instalação do NVDA... 2 Iniciando

Leia mais

LEITORES DE TELA Orientações Básicas Jaws NVDA Virtual Vision - Orca

LEITORES DE TELA Orientações Básicas Jaws NVDA Virtual Vision - Orca NAPNE RENAPI LEITORES DE TELA Orientações Básicas Jaws NVDA Virtual Vision - Orca Por Celio Marcol Dal Pizzol e Josiane Pagani Agosto de 2009 Sumário LEITORES DE TELA - ORIENTAÇÕES BÁSICAS... 3 Orientações

Leia mais

Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader. Sistemas operacionais em concursos públicos

Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader. Sistemas operacionais em concursos públicos Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader Sistemas operacionais em concursos públicos Antes de tudo é importante relembrarmos que o sistema operacional é um tipo de software com a

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04

Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04 Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04 Olá Aluno Os objetivos específicos desta lição são: - reconhecer o Ubuntu como mais uma alternativa de sistema operacional; - conhecer os elementos da área

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Aula 2 Introdução ao Software Livre

Aula 2 Introdução ao Software Livre Aula 2 Introdução ao Software Livre Aprender a manipular o Painel de Controle no Linux e mostrar alguns softwares aplicativos. Ligando e desligando o computador através do sistema operacional Não é aconselhável

Leia mais

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA Microsoft Windows XP William S. Rodrigues APRESENTAÇÃO WINDOWS XP PROFISSIONAL O Windows XP, desenvolvido pela Microsoft, é o Sistema Operacional mais conhecido e utilizado

Leia mais

Linux. Interface Gráfica

Linux. Interface Gráfica Linux Interface Gráfica Interface Gráfica fgdfgdf Desktop 1. Ubuntu Desktop: A tela inicial do sistema. 2. Lançador: Agrega os principais programas aplicativos do sistema ou de escolha do usuário, além

Leia mais

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado.

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado. 1 Área de trabalho O Windows XP é um software da Microsoft (programa principal que faz o Computador funcionar), classificado como Sistema Operacional. Abra o Bloco de Notas para digitar e participar da

Leia mais

BrOffice Impress. FREDERICO J. D. MÖLLER PET Mecatrônica/BSI IF Sudeste MG Campus Juiz de Forta. Frederico Möller

BrOffice Impress. FREDERICO J. D. MÖLLER PET Mecatrônica/BSI IF Sudeste MG Campus Juiz de Forta. Frederico Möller BrOffice Impress FREDERICO J. D. MÖLLER PET Mecatrônica/BSI IF Sudeste MG Campus Juiz de Forta Objetivos: Apresentar conceitos básicos sobre software livre e informática. Apresentar a interface do BrOffice

Leia mais

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar WINDOWS XP Wagner de Oliveira ENTRANDO NO SISTEMA Quando um computador em que trabalham vários utilizadores é ligado, é necessário fazer login, mediante a escolha do nome de utilizador e a introdução da

Leia mais

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Informática - Básico Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Índice Apresentação...06 Quais são as características do Windows?...07 Instalando o Windows...08 Aspectos Básicos...09 O que há na tela do Windows...10

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE MS-WINDOWS. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE MS-WINDOWS. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CONCEITOS BÁSICOS DE MS-WINDOWS Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA SISTEMA OPERACIONAL DA EMPRESA MICROSOFT Interface gráfica WIMP GUI Windows, Icons, Menus, Pointer, Graphical User

Leia mais

Introdução ao. Linux do MEC

Introdução ao. Linux do MEC Introdução ao Linux do MEC Abril/2006 ÍNDICE Software Livre 3 Linux do MEC 4 Inicializando e finalizando o sistema 5 Área de trabalho 6 Operações com arquivos 7 Administração do ambiente 9 Navegador Internet

Leia mais

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha

Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Manual de instalação, configuração e utilização do Assinador Betha Versão 1.5 Histórico de revisões Revisão Data Descrição da alteração 1.0 18/09/2015 Criação deste manual 1.1 22/09/2015 Incluído novas

Leia mais

Informática Aplicada

Informática Aplicada Informática Aplicada SO Windows Aula 3 Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2014 APRESENTAÇÃO Todo computador precisa de um sistema operacional. O Windows

Leia mais

Professor Paulo Najar www.aprenderdigital.com.br

Professor Paulo Najar   www.aprenderdigital.com.br ~ 1 ~ O QUE É O BROFFICE? Broffice.org é o nome de um conjunto de programas de escritório livre (free software), disponível na internet gratuitamente (no site www.broffice.org) que oferece ferramentas

Leia mais

Informática. Aula 03 Sistema Operacional Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos

Informática. Aula 03 Sistema Operacional Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Prof. Diego Pereira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Informática Aula 03 Sistema Operacional Linux Objetivos Entender

Leia mais

EXERCÍCIOS SIMULADO ELABORADO PELO PROFESSOR ANDRÉ ALENCAR

EXERCÍCIOS SIMULADO ELABORADO PELO PROFESSOR ANDRÉ ALENCAR EXERCÍCIOS SIMULADO ELABORADO PELO PROFESSOR ANDRÉ ALENCAR Com base no Windows XP, na figura ao lado, julgue os itens que se seguem: 01- É possível afirmar que ao se clicar em O que mais devo saber sobre

Leia mais

Prof. Arthur Salgado

Prof. Arthur Salgado Prof. Arthur Salgado O que é um sistema operacional? Conjunto de programas de sistemas situados entre os softwares aplicativos e o hardware Estabelece uma interface com o usuário Executa e oferece recursos

Leia mais

Brasil. Características da Look 312P. Instalação da Look 312P

Brasil. Características da Look 312P. Instalação da Look 312P Características da Look 312P 1 2 3 Lente Foco manual pelo ajuste da lente. Bolso Você pode colocar o cabo no bolso. Corpo dobrável Ajuste a Look 312P em diferentes posições. Instalação da Look 312P 1.

Leia mais

Notas e Avisos. Janeiro de 2009 N/P D560R Rev. A00

Notas e Avisos. Janeiro de 2009 N/P D560R Rev. A00 GUIA DE INÍCIO RÁPIDO Notas e Avisos NOTA: uma NOTA fornece informações importantes que o ajudam a usar melhor o computador. AVISO: um AVISO indica possíveis danos ao hardware ou a possibilidade de perda

Leia mais

CAPÍTULO IV Sistema Operacional Microsoft Windows XP

CAPÍTULO IV Sistema Operacional Microsoft Windows XP CAPÍTULO IV Sistema Operacional Microsoft Windows XP Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais são programas que como o próprio nome diz tem a função de colocar o computador em operação. O sistema Operacional

Leia mais

O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft.

O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft. WINDOWS O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft. Área de Trabalho Ligada a máquina e concluída a etapa de inicialização, aparecerá uma tela, cujo plano de fundo

Leia mais

Introdução Microsoft PowerPoint 2013 apresentações Office PowerPoint 2013 Microsoft PowerPoint 2013 textos planilhas Excel Word

Introdução Microsoft PowerPoint 2013 apresentações Office PowerPoint 2013 Microsoft PowerPoint 2013 textos planilhas Excel Word PowerPoint 2013 Sumário Introdução... 1 Iniciando o PowerPoint 2013... 2 Criando Nova Apresentação... 10 Inserindo Novo Slide... 13 Formatando Slides... 15 Inserindo Imagem e Clip-art... 16 Inserindo Formas...

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS

LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS 1_15 - ADS - PRO MICRO (ILM 001) - Estudo dirigido Macros Gravadas Word 1/35 LIÇÃO 1 - USANDO O GRAVADOR DE MACROS No Microsoft Office Word 2007 é possível automatizar tarefas usadas frequentemente criando

Leia mais

Excel 2010 Modulo II

Excel 2010 Modulo II Excel 2010 Modulo II Sumário Nomeando intervalos de células... 1 Classificação e filtro de dados... 3 Subtotais... 6 Validação e auditoria de dados... 8 Validação e auditoria de dados... 9 Cenários...

Leia mais

Informática. Rodrigo Schaeffer

Informática. Rodrigo Schaeffer Informática Rodrigo Schaeffer PREFEITURA DE PORTO ALEGRE- INFORMÁTICA Conceitos básicos de Word 2007; formatar, salvar e visualizar arquivos e documentos; alinhar, configurar página e abrir arquivos; copiar,

Leia mais

e-mag Checklist de Acessibilidade Manual para Deficientes Visuais

e-mag Checklist de Acessibilidade Manual para Deficientes Visuais Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Governo Eletrônico Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica

Leia mais

INTRODUÇÃO. Não é exagero afirmar que é o sistema operacional o programa mais importante do computador, sem ele seu equipamento não funciona.

INTRODUÇÃO. Não é exagero afirmar que é o sistema operacional o programa mais importante do computador, sem ele seu equipamento não funciona. INTRODUÇÃO O Microsoft Windows XP é um sistema operacional de interface gráfica multifunções, isso significa que podemos trabalhar com vários programas de forma simultânea. Por ex: poderíamos escutar um

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT Power Point Básico Santa Maria, julho de 2006 O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações.

Leia mais

Informática para Concursos

Informática para Concursos Informática para Concursos.:Logon - registro do usuário no sistema. O contrário de Logon é Logoff (refere-se à saída do usuário). Logon do Windows XP utilizando a tela de..: Área de Trabalho ou Desktop

Leia mais

Curso básico de LibreOffice/Impress

Curso básico de LibreOffice/Impress Curso básico de LibreOffice/Impress O Impress é o aplicativo de criação e edição de apresentações da família BrOffice.org que possibilita realizar as seguintes tarefas: Criação de gráficos vetoriais (imagens);

Leia mais

Manual de Utilização do Easy Reader versão 6

Manual de Utilização do Easy Reader versão 6 Manual de Utilização do Easy Reader versão 6 Página 1 Índice Manual de Utilização do Easy Reader versão 6 1 O que é o EasyReader? 4 Abrir um livro 5 Abrir um novo livro de um CD/DVD 5 Abrir um novo livro

Leia mais

INTRODUÇÃO INICIANDO O WORD INSERIR TEXTO

INTRODUÇÃO INICIANDO O WORD INSERIR TEXTO SUMÁRIO 01 - INTRODUÇÃO 02 - INICIANDO O WORD 03 - INSERIR TEXTO 04 - SALVAR UM DOCUMENTO 05 - FECHAR UM DOCUMENTO 06 - INICIAR UM NOVO DOCUMENTO 07 - ABRIR UM DOCUMENTO 08 - SELECIONAR TEXTO 09 - RECORTAR,

Leia mais

Roteiro 3: Apresentações eletrônicas (parte 1)

Roteiro 3: Apresentações eletrônicas (parte 1) Roteiro 3: Apresentações eletrônicas (parte 1) Objetivos Criar apresentações eletrônicas com uso do software libreoffice; Exportar arquivos em formato pdf; Compreender conceitos sobre imagens digitais;

Leia mais

INE 5223. Sistemas Operacionais. Noções sobre sistemas operacionais, funcionamento, recursos básicos. Windows (cont.)

INE 5223. Sistemas Operacionais. Noções sobre sistemas operacionais, funcionamento, recursos básicos. Windows (cont.) INE 5223 Sistemas Operacionais Noções sobre sistemas operacionais, funcionamento, recursos básicos Windows (cont.) Baseado no material do IFRN e de André Wüst Zibetti WINDOWS 7 Tópicos Windows 7 Área de

Leia mais

Curso de Navegadores e Internet

Curso de Navegadores e Internet Universidade Estadual do Oeste do Paraná Pró Reitoria de Extensão Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Colegiado de Licenciatura em Matemática Colegiado da Ciência da Computação Projeto de Extensão:

Leia mais

8/9/2010 WINDOWS. Breve Histórico. Profa. Leda G. F. Bueno. Seu desenvolvimento iniciou-se em 1981

8/9/2010 WINDOWS. Breve Histórico. Profa. Leda G. F. Bueno. Seu desenvolvimento iniciou-se em 1981 Conceitos Básicos e Gerenciamento de Arquivos WINDOWS EXPLORER Profa. Leda G. F. Bueno WINDOWS Sistema operacional criado pela Microsoft Corporation Característica Principal características o uso de janelas

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

FOXIT READER 6.0 Guia Rápido. Sumário... II Use o Foxit Reader 6.0... 1. Leitura... 5. Trabalhar em PDFs... 8. Comentários... 10. Formulários...

FOXIT READER 6.0 Guia Rápido. Sumário... II Use o Foxit Reader 6.0... 1. Leitura... 5. Trabalhar em PDFs... 8. Comentários... 10. Formulários... Sumário Sumário... II Use o Foxit Reader 6.0... 1 Instalar e desinstalar... 1 Abrir, Criar, Fechar, Salvar e Sair... 1 Definir o estilo da interface e da aparência... 4 Veja todas as diferentes ferramentas...

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Introdução ao Windows 7

Professor: Macêdo Firmino Introdução ao Windows 7 Professor: Macêdo Firmino Introdução ao Windows 7 O hardware não consegue executar qualquer ação sem receber instrução. Essas instruções são chamadas de software ou programas de computador. O software

Leia mais

MANUAL PARA INCLUSÃO DIGITAL - ANDRAGOGIA - Hardware Autor Gilberto Karnas Direitos Autorais cedido ao ISL2024

MANUAL PARA INCLUSÃO DIGITAL - ANDRAGOGIA - Hardware Autor Gilberto Karnas Direitos Autorais cedido ao ISL2024 Inclusão Digital - Hardware O objetivo dessa cartilha é informar o usuário das características básicas de um computador. Também presente, alguns hardwares que integram a infraestrutura de TI (Tecnologia

Leia mais

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para a utilização dos sistemas de visualização

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Como Gerar documento em PDF com várias Imagens

Como Gerar documento em PDF com várias Imagens Como Gerar documento em PDF com várias Imagens Para Gerar documento em PDF com várias Imagens, temos que seguir dois passos: 1. Inserir Imagens no Word 2. Gerar PDF a partir de documento do Word 1- Inserir

Leia mais

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Parte 2 Sistema Operacional MS-Windows XP Créditos de desenvolvimento deste material: Revisão: Prof. MSc. Wagner Siqueira Cavalcante Um Sistema Operacional

Leia mais

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 CURITIBA 2015 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007... 3 JANELA PRINCIPAL... 3 1 - BOTÃO OFFICE... 4 2 - FERRAMENTAS DE ACESSO

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

Microsoft Power Point 2007

Microsoft Power Point 2007 Microsoft Power Point 2007 Sumário Layout e Design 4 Formatação de Textos 8 Salvando um arquivo do PowerPoint 15 Plano de Fundo 16 Marcadores 18 Réguas e grade 19 Tabelas 20 Gráficos 21 Imagens 22 Smart

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

SAMUEL SEAP 01-04-2015 INFORMÁTICA. Rua Lúcio José Filho, 27 Parque Anchieta Tel: 3012-8339

SAMUEL SEAP 01-04-2015 INFORMÁTICA. Rua Lúcio José Filho, 27 Parque Anchieta Tel: 3012-8339 SEAP 01-04-2015 SAMUEL INFORMÁTICA Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional que trás uma melhor performance não apenas em recursos sistêmicos como também nos atrai pelo seu belo visual

Leia mais

Adenda ao Guia de Consulta Rápida ZoomText 10.1

Adenda ao Guia de Consulta Rápida ZoomText 10.1 Adenda ao Guia de Consulta Rápida ZoomText 10.1 Esta adenda ao Guia de Consulta Rápida ZoomText 10 abrange novas funcionalidades e outras alterações específicas ao ZoomText 10.1. Para obter instruções

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas Conjunto Agrotécnico Visconde da Graça CAVG Disciplina: Informática Apresentação Gráfica

Universidade Federal de Pelotas Conjunto Agrotécnico Visconde da Graça CAVG Disciplina: Informática Apresentação Gráfica Apresentação Gráfica Microsoft Office Power Point 1 Sumário 1. MICROSOFT POWER POINT... 4 1.1. INICIANDO O MICROSOFT POWER POINT... 4 2. CONHECENDO A INTERFACE DO POWER POINT... 5 2.1. O DOCUMENTO DO POWER

Leia mais

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal Word 1 - Introdução O Word para Windows ou NT, é um processador de textos cuja finalidade é a de nos ajudar a trabalhar de maneira mais eficiente tanto na elaboração de documentos simples, quanto naqueles

Leia mais

Resumão Writer ( Broffice.org)

Resumão Writer ( Broffice.org) Resumão Writer ( Broffice.org) Resumo BrOffice.org Cespe O Broffice.org é um pacote de programas para escritório, do mesmo nível do pacote Microsoft Office. Os dois pacotes trazem programas parecidos e

Leia mais

Coordenação-Geral da Qualidade Procedimento do Formulário Digital SUMÁRIO

Coordenação-Geral da Qualidade Procedimento do Formulário Digital SUMÁRIO SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 2 2. CAMPO DE APLICAÇÃO... 2 3. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA... 2 4. DEFINIÇÕES E SIGLAS... 2 5. PROCEDIMENTO... 3 5.1. Introdução 5.2. Configurar / habilitar macros 5.3. Procedimentos

Leia mais

Configurações do Windows para Leitores de Tela

Configurações do Windows para Leitores de Tela MÓDULO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL - CEFET BG SIEP (SISTEMA DE INFORMAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA) Configurações do Windows para Leitores de Tela Desenvolvido por Celio Marcos Dal Pizzol e

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 09 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

LIBREOFFICE: APRESENTAÇÃO COM O IMPRESS. Professor: Francisco Dantas Nobre Neto E-mail: dantas.nobre@ifpb.edu.br

LIBREOFFICE: APRESENTAÇÃO COM O IMPRESS. Professor: Francisco Dantas Nobre Neto E-mail: dantas.nobre@ifpb.edu.br LIBREOFFICE: APRESENTAÇÃO COM O IMPRESS Professor: Francisco Dantas Nobre Neto E-mail: dantas.nobre@ifpb.edu.br LibreOffice? Suíte de escritório (Office):? Conjunto de programas que permite criar textos,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS INCUBADORA DE EMPREENDIMENTOS SOLIDÁRIOS PROJETO TELECENTROS COMUNITÁRIOS SOFTWARE DE APRESENTAÇÃO POWER POINT IMPRESS PREZI

Leia mais

Kurumin O Linux preferido dos brasileiros

Kurumin O Linux preferido dos brasileiros Kurumin O Linux preferido dos brasileiros Bem vindo à apresentação interativa do sistema operacional Kurumin Linux. O Kurumin Linux é uma distribuição do sistema operacional Linux, desenvolvido pelo analista

Leia mais

Manual da Petição Eletrônica Intercorrente

Manual da Petição Eletrônica Intercorrente TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DGTEC Diretoria Geral de Tecnologia da Informação DEATE Departamento de Suporte e Atendimento Manual da Petição Eletrônica Intercorrente TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Leia mais

INSTALAÇÃO E USO DO ASSINADOR LIVRE. Índice:

INSTALAÇÃO E USO DO ASSINADOR LIVRE. Índice: Proposto por: Marcos Stallone Santos / Karla Ferreira Moreira Analisado por: Aprovado por: Índice: 1 - O Assinador Livre:...2 2 - Pré-requisitos para instalação:...2 3 - Download e Instalação do Assinador

Leia mais

Diveo Exchange OWA 2007

Diveo Exchange OWA 2007 Diveo Exchange OWA 2007 Manual do Usuário v.1.0 Autor: Cícero Renato G. Souza Revisão: Antonio Carlos de Jesus Sistemas & IT Introdução... 4 Introdução ao Outlook Web Access 2007... 4 Quais são as funcionalidades

Leia mais

Sobre os recursos internos da Ajuda

Sobre os recursos internos da Ajuda Como usar a Ajuda Sobre os recursos internos da Ajuda Como usar a Ajuda para usuários portadores de deficiência física e visual Como abrir a documentação da Ajuda Como usar as páginas Como Sobre os recursos

Leia mais

Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 1

Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 1 Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 1 1 1. WINDOWS... 3 1.1 - Como funciona o Windows?... 3 1.2 - Botão Iniciar... 3 1.3 - Comutando entre tarefas abertas... 4 1.4 - O que é uma Janela?...

Leia mais

DICAS PARA SE APERFEIÇOAR NO WINDOWS 7

DICAS PARA SE APERFEIÇOAR NO WINDOWS 7 DICAS PARA SE APERFEIÇOAR NO WINDOWS 7 1. MOVIMENTAÇÃO ENTRE PASTAS Todo o funcionamento do Windows Explorer gira em torno da sua capacidade de transitar entre as pastas salvas no disco de armazenamento.

Leia mais

Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados.

Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados. Windows Menu Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados. Minimizar Fechar Maximizar/restaurar Uma janela é composta de vários elementos

Leia mais

Professor Jorge Alonso Módulo II Windows 7

Professor Jorge Alonso Módulo II Windows 7 Professor Jorge Alonso Módulo II Windows 7 Email: profjorgealonso@gmail.com / Jorge Alonso Ruas 1 Windows 7 Área de Trabalho / Desktop 2 Barra de Tarefas Botão Iniciar Botões de Inicialização Rápida Área

Leia mais

Microsoft Office PowerPoint 2007

Microsoft Office PowerPoint 2007 INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007 O Microsoft Office PowerPoint 2007 é um programa destinado à criação de apresentação através de Slides. A apresentação é um conjunto de Sides que são exibidos em

Leia mais

Vinte dicas para o Word 2007

Vinte dicas para o Word 2007 Vinte dicas para o Word 2007 Introdução O Microsoft Word é um dos editores de textos mais utilizados do mundo. Trata-se de uma ferramenta repleta de recursos e funcionalidades, o que a torna apta à elaboração

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

BrOffice.org - Impress

BrOffice.org - Impress BrOffice.org Impress 1 BrOffice.org - Impress Programa de apresentação, utilizado para criação e manipulação de slides. Os slides criados para uma eletrônica podem conter texto, gráficos, objetos, formas,

Leia mais

Ajuda do Adobe Acrobat Reader. Uso da ajuda

Ajuda do Adobe Acrobat Reader. Uso da ajuda Uso da ajuda Uso da ajuda Conteúdo Índice Voltar 1 Uso da ajuda Como usar a Ajuda on-line O aplicativo Adobe Acrobat Reader inclui documentação completa em um sistema de ajuda acessível e compatível com

Leia mais

Utilizando o correio eletrônico da UFJF com Thunderbird e IMAP

Utilizando o correio eletrônico da UFJF com Thunderbird e IMAP Utilizando o correio eletrônico da UFJF com Thunderbird e IMAP O cliente de e-mail web utilizado pela UFJF é um projeto OpenSource que não é desenvolvido pela universidade. Por isso, pode ocorrer que alguns

Leia mais

Tutorial Gerar arquivo PDF. Gerando um documento pdf com várias imagens 1- Inserir imagem no Word

Tutorial Gerar arquivo PDF. Gerando um documento pdf com várias imagens 1- Inserir imagem no Word Tutorial Gerar arquivo PDF. Com o objetivo de simplificar e diminuir o tamanho de arquivos anexos nos projetos, elaboramos um pequeno tutorial mostrando como gerar um único arquivo no formato pdf contendo

Leia mais

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword Linux Educacional Tutorial Buzzword Para trabalhar com o programa Buzzword online, é necessário que crie uma conta no site. Para isso acesse o endereço - https://buzzword.acrobat.com/ Para criar uma conta

Leia mais

ACADEMIA DO CONCURSO PÚBLICO

ACADEMIA DO CONCURSO PÚBLICO ACADEMIA DO CONCURSO PÚBLICO INFORMÁTICA PARA CONCURSOS (jabruas@uol.com.br) 1 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. Edição de textos, planilhas e apresentações (ambiente Office, OpenOffice, BrOffice e LibreOffice).

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

Roxio Easy CD & DVD Burning

Roxio Easy CD & DVD Burning Roxio Easy CD & DVD Burning Guia de Introdução 2 Começando a usar o Easy CD & DVD Burning Neste guia Bem-vindo ao Roxio Easy CD & DVD Burning 3 Sobre este guia 3 Sobre o conjunto Easy CD & DVD Burning

Leia mais

Tutorial Plone 4. Manutenção de Sites. Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados

Tutorial Plone 4. Manutenção de Sites. Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados Tutorial Plone 4 Manutenção de Sites Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados Sumário Introdução 1 Como fazer a autenticação do usuário 1.1 Através do

Leia mais

Conheça o Projeto. Apresentação. Finalidade. Objetivo

Conheça o Projeto. Apresentação. Finalidade. Objetivo Manual do Usuário Índice Conheça o Projeto...3 Apresentação...3 Finalidade...3 Objetivo...3 Histórico...4 Usando o Portal...5 Efetuando o cadastro na biblioteca digital...5 Logando na Biblioteca Digital...6

Leia mais

Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para utilização

Leia mais

INFORMÁTICA WORD. TELA DO WORD Nome do Arquivo que esta sendo editado: Botão Office Diversos Textos Barra de Títulos Nome do programa: Microsoft Word

INFORMÁTICA WORD. TELA DO WORD Nome do Arquivo que esta sendo editado: Botão Office Diversos Textos Barra de Títulos Nome do programa: Microsoft Word WORD INTRODUÇÃO O MS Word é um editor de textos cujos recursos facilitam a criação de documentos, memorandos, cartas comerciais ou pessoais, enfim, tudo aquilo que se relaciona a texto. Até mesmo páginas

Leia mais

Banco de Dados BrOffice Base

Banco de Dados BrOffice Base Banco de Dados BrOffice Base Autor: Alessandro da Silva Almeida Disponível em: www.apostilando.com 27/02/2011 CURSO TÉCNICO EM SERVIÇO PÚBLICO Apostila de Informática Aplicada - Unidade VI Índice Apresentação...

Leia mais

LIÇÃO 1 - GRAVANDO MACROS

LIÇÃO 1 - GRAVANDO MACROS 1_15 - ADS - PRO MICRO (ILM 001) - Estudo dirigido Macros Gravadas Word 1/36 LIÇÃO 1 - GRAVANDO MACROS Macro Imprimir Neste exemplo será criada a macro Imprimir que, ao ser executada, deverá preparar a

Leia mais

Painel de Controle Windows XP

Painel de Controle Windows XP Painel de Controle Windows XP Autor: Eduardo Gimenes Martorano Pág - 1 - APOSTILA PAINEL DE CONTROLE Pág - 2 - ÍNDICE INTRODUÇÃO:...4 PAINEL DE CONTROLE...4 TRABALHANDO COM O PAINEL DE CONTROLE:...4 ABRINDO

Leia mais

Barra de Títulos. Barra de Menu. Barra de Ferramentas. Barra de Formatação. Painel de Tarefas. Seleção de Modo. Área de Trabalho.

Barra de Títulos. Barra de Menu. Barra de Ferramentas. Barra de Formatação. Painel de Tarefas. Seleção de Modo. Área de Trabalho. Conceitos básicos e modos de utilização das ferramentas, aplicativos e procedimentos do Sistema Operacional Windows XP; Classificação de softwares; Principais operações no Windows Explorer: criação e organização

Leia mais

Apêndice I - Manual do Digitavox

Apêndice I - Manual do Digitavox Apêndice I - Manual do Digitavox Por Neno Albernaz e-mail: neno@intervox.nce.ufrj.br Em20/03/2011 ##################################################################### SUMÁRIO 1. Apresentação 2. Iniciando

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS ESTADO DO PARANÁ NOVEMBRO / 2007 17 APRESENTAÇÃO Este material foi solicitado pela Secretaria Municipal da Administração SEMAD, e elaborado com o intuito de capacitar os servidores desta prefeitura, de todos os cargos

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS INCUBADORA DE EMPREENDIMENTOS SOLIDÁRIOS PROJETO TELECENTROS COMUNITÁRIOS Writer É um aplicativo do pacote BrOffice.org

Leia mais

SIMULADO Windows 7 Parte V

SIMULADO Windows 7 Parte V SIMULADO Windows 7 Parte V 1. O espaço reservado para a Lixeira do Windows pode ser aumentado ou diminuído clicando: a) Duplamente no ícone lixeira e selecionando Editar propriedades b) Duplamente no ícone

Leia mais