ABRALIMP ensina EDITORIAL. Técnicas de Limpeza ENEAC Um curso para formar e qualificar síndicos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ABRALIMP ensina EDITORIAL. Técnicas de Limpeza ENEAC-2014. Um curso para formar e qualificar síndicos"

Transcrição

1 Ribeirão Preto, Agosto 2014 ABRALIMP ensina Técnicas de Limpeza Um curso para formar e qualificar síndicos A partir do dia 1º de setembro estarão abertas as insr]crições para o primeiro curso de formação de síndicos promovido pelo Sindtur a, desenvolvido em seis módulos, a cargo de cinco respeitados profissionais atuantes nessa área. página 6 Ribeirão Preto - SP - Abril de 2014 EDITORIAL Terceirização e o STF: o que esperar? Este é o apelo que as entidades empresariais usam como chamativo para a discussão deste tema: Terceirização. O seminário para a discussão do tema será realizado no próximo dia 1º de Setembro, tendo por local o auditório da Fecomercio/SP. Segundo elas, o mundo mudou e a sociedade também e, hoje, nenhuma empresa consegue mais fazer tudo sozinha e de forma eficiente. página 2 No último dia 18 o Sindtur sediou curso da ABRALIMP (Associação Brasileira de Limpeza Profissional) sobre Técnicas de Limpeza. página 5 INFORME JURÍDICO FERP Novo horário O Sindtur está funcionando, de segunda a sexta-feira, em novo horário: das 8 às 12h30 e das 14h00 às 17h30. FEBRAC ENEAC-2014 Maior evento do segmento no Brasil, a Febrac realizará o ENEAC no período de 10 a 14 de setembro de 2014, em Campos do Jordão/SP, com o objetivo de promover a integração dos empresários, a troca de experiências de maneira a fortalecer suas perspectivas de negócios. página 7 ENTREVISTA Negociação coletiva - empregados de condomínios Definidas datas para ouvir os candidatos de Ribeirão Preto Debate sobre terceirização e Happy Hour no Sindtur Renato Stucki explica como será o Conselho dos Condomínios Página 3 Página 4 Página 7 Página 8 ANÚNCIO

2 2 Jornal dos Prestadores de Serviços Agosto 2014 EDITORIAL Terceirização e o STF: o que esperar? Aguinaldo Rodrigues da Silva* Este é o apelo que as entidades empresariais usam como chamativo para a discussão deste tema: Terceirização. O seminário para a discussão do tema será realizado no próximo dia 1º de Setembro, tendo por local o auditório da Fecomercio/SP. Segundo elas, o mundo mudou e a sociedade também e, hoje, nenhuma empresa consegue mais fazer tudo sozinha e de forma eficiente Os benefícios são enormes, tanto em relação à qualidade dos serviços, quanto aos custos menores. A terceirização de serviços e de mão-de-obra se tornou uma prática muito comum em condomínios, bancos, shoppings, indústrias e empresas de diversos portes e segmentos. Atualmente, existe a possibilidade de se terceirizar quase tudo: segurança, portaria, recepção, limpeza, transporte, logística, contabilidade, entre outras áreas. As vantagens da terceirização são muitas e atraem muitas empresas. Terceirizar é uma ótima solução para muitas empresas e, a principal delas é que o contratante da mão-de-obra consegue focar seus esforços no core business da empresa, deixando a cargo da contratada todas as responsabilidades que envolvem a prestação de serviços como seleção, admissão, treinamentos e acompanhamentos - ações essenciais para a contratação de profissionais realmente capacitados. Os segmentos de segurança e serviços são as áreas mais terceirizadas por grande parte das empresas e dos condomínios que levam em conta, além da qualificação dos profissionais contratados, a praticidade ao precisarem suprir necessidades urgentes, como a substituição rápida e eficaz de funcionários por motivos de férias, afastamentos, licenças, entre outros. Quando a mão-de-obra é contratada, os custos e dificuldades de se encontrar um substituto para o colaborador ausente ficam a cargo da própria companhia ou condomínio. Já na terceirização, essa substituição é automaticamente realizada pela empresa prestadora de serviços. Os argumentos a favor da terceirização são inúmeros e caberá à corte definir os parâmetros para a terceirização, um dos temas que mais chegam à Justiça Trabalhista. Reconhece agora o STF que a liberdade de contratar é conciliável com a terceirização dos serviços, fundada no princípio constitucional da livre iniciativa, constante do artigo 1º, inciso IV, da Constituição Federal. Diante da repercussão geral reconhecida pelo STF, Aguinaldo Rodrigues da Silva presidente do SINDTUR e do COMTURP (Conselho Municipal de Turismo) cumpre agora delimitar o que é lícito e o que não é nesta questão da terceirização de mão-de-obra. O fato é que a terceirização está presente em praticamente todos os segmentos empresariais e representa aumento da eficiência na produção. Não procede a ideia de que a liberação da terceirização, em todas as atividades, representaria uma ameaça aos direitos dos trabalhadores, posto que, de qualquer maneira, ele poderá acionar judicialmente as duas empresas, prestadora e tomadora de serviços, em caso de sonegação de direitos trabalhistas. Acreditamos que, um pronunciamento do STF pode ser decisivo para que o legislativo finalmente prossiga na votação da matéria, já que existem diversos projetos de lei sobre o tema em trâmite no Congresso Nacional entre eles o mais polêmico, o PL 4.330/2012, que prevê a possibilidade de terceirização de todas as atividades e funções da empresa. BANCO DE CURRÍCULOS NO SITE DO SINDTUR O banco de currículos do SINDTUR já está ativo e disponível em nosso site no qual candidatos podem cadastrar seus currículos gratuitamente e as empresas/condomínios associados ao SINDTUR poderão buscar os candidatos das áreas de seu interesse. Esta é mais uma ferramenta que o SINDTUR coloca à disposição para atender as necessidades de quem precise de profissionais ou de quem queira se empregar. Descontos e Convênios Faculdade Barão de Mauá (10% nos cursos de graduação - exceto medicina) Ateneu Barão de Mauá (20% na pré-escola, ensino fundamental e médio) Carlos Chagas Filho (Anglo) (20% em ensino médio e pré-extensivo) Faculdades COC (10%) FAAP (10%) Instituição Universitária Moura Lacerda (5% no Colégio e 5% na Faculdade) CNA (20%) SENAC (10% nos cursos de qualificação profissional e técnico; 20% nos cursos livres idiomas (em horários não promocionais), extensão universitária, pós-graduação (lato sensu) e eventos) Grande Hotel São Pedro e Grande Hotel Campos do Jordão (SENAC) 10% sobre diárias vigentes na baixa temporada; 5% nos pacotes de finais de semana na baixa temporada. Editora SENAC (20% na aquisição de livros e outros produtos) Express Extintores (15% nos serviços de manutenção e recarga) PragTech Controle de Pragas Urbanas (10% na dedetização) Emissão de Certificado Digital 15% de desconto Assistência jurídica O SINDTUR disponibiliza advogados, através do seu departamento jurídico, para proporcionar consultoria jurídica gratuita aos seus associados. Maiores informações pelo ou pelo telefone: Filie-se O Sindtur oferece convênio médico e odontológico com valores diferenciados para filiados. Mais informações: (16) Expediente facebook.com/sindtur.ribeiraopreto Esta é uma publicação mensal do SINDTUR Sindicato de Turismo e Hospitalidade de Ribeirão Preto Rua José Leal, Alto da Boa Vista Ribeirão Preto - SP (16) / Presidente: Aguinaldo Rodrigues da Silva Jornalista Responsável: Jarbas Cunha - Mtb Diagramação: ABS Mídia - Impressão: Nova Enfim Gráfica e Editora - Artigos assinados são de responsabilidade de seus autores.

3 Agosto 2014 Jornal dos Prestadores de Serviços 3 INFORME JURÍDICO Negociação coletiva empregados de condomínios Roberto Rodrigues* Inúmeros síndicos e administradoras de condomínios tem nos questionado sobre a atual situação da convenção coletiva de trabalho referente aos funcionários em condomínios e edifícios de Ribeirão Preto e região, haja vista a suspensão judicial do ajuste coletivo assinado pelo SECERP com o Sindicato dos Condomínios de Prédios Edifícios Comerciais, Industriais, Residenciais e Mistos Intermunicipal do Estado de São Paulo SIN- DICOND (autos n ). Temos a informar que a decisão judicial que suspendeu a convenção coletiva de trabalho entre o SECERP e SINDICOND encontra-se ainda produzindo efeitos, razão pela qual, diante ao que dispõe a Súmula 277 do TST, permanecem vigentes as cláusulas inseridas na última convenção coletiva de trabalho firmada entre o SINDTUR e SECERP (com vigência de a ), inclusive aquelas de cunho econômico (salário, auxílio alimentação, etc.). Porém, ainda que não haja qualquer negociação coletiva a respaldar o reajuste salarial dos funcionários em condomínios, foram divulgadas pelo SINDTUR orientações deliberadas em reuniões compostas por administradoras de condomínios e síndicos, no qual se estabeleceu um consenso em reajuste dos salários dos empregados a partir de Julho/2014 (pagamento em agosto/2014), em caráter de antecipação salarial (destacando essa posição em holerite), no percentual de 8% (OITO POR CENTO), mantendo-se o auxílio alimentação (cesta básica + vale nutrição matinal) no valor de R$ 170,00 (mesmo valor Conv. Coletiva 2013/2014), bem como mantendo a orientação de desconto da contribuição assistencial somente daqueles que expressamente autorizem referida retenção pelo empregador. Vale ressaltar que ficou deliberado também que a proposta aprovada pelos condomínios e síndicos de reajuste de 8,5% (oito vírgula cinco por cento) sobre os salários e reajuste do auxílio alimentação mensal para R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais) SOMEN- TE seria efetivamente repassada aos funcionários a partir do momento em que o SECERP voltar a celebrar convenção coletiva de trabalho com o SINDTUR, fato este que não aconteceu até a presente data. Assim, até que o SECERP reconheça formalmente a Um bate papo sobre seguro de condomínio Por que e como contratar seguro de condomínio? Responsabilidade jurídica do síndico. Benefícios e obrigações. O que trata a normativa 218 SUSEP? Associação de Moradores é reconhecida juridicamente como Condomínio? Como contratar o seguro nesta situação? Dr. Roberto Rodrigues representatividade sindical do SINDTUR, o SINDTUR orienta aos síndicos e administradoras de condomínio sigam a orientação de reajuste salarial de 8% aos seus empregados, até que se tenha uma definição judicial definitiva acerca da representatividade sindical patronal. A Lei nº do Novo Código Civil, estabelece a obrigatoriedade da contratação de seguro que cubra toda a edificação contra o risco de incêndio ou outro evento qualquer, que possa causar destruição total ou parcial das instalações seguradas. O síndico, de acordo com a mesma lei, responde ativa e passivamente, em juízo (Civil e Criminal), por qualquer inadequação ou insuficiência de seguro constatada, assim como na renovação do mesmo, sendo, portanto, essencial a revisão de valores e de coberturas a cada renovação. Delegar a terceiros a aprovação do seguro, não exime a responsabilidade do sindico, pois esta é pessoal e intransferível, não havendo recurso legal que transfira essa atribuição a terceiros. É essencial também avaliar as normas contratuais que estão sendo oferecidas pela seguradora, pois não são todas iguais; contratar seguro através de tomada de preço é o erro mais comum erro ocorrido atualmente, pois seguro não é produto e, sim, contrato por adesão; portanto, é essencial conhecer o que se está contratando. A importância de conhecer as regras dos contratos pactuados com a Seguradora, vai além das preocupações do amparo correto do condomínio.em suas diversas vertentes as seguradoras agregam vários benefícios em assistências gratuitas de serviços como, por exemplo, limpeza de caixa d agua, dedetização, entre outros que na maioria das vezes o sindico desconhece e deixa de se beneficiar acabando por onerar o condomínio na contratação de profissionais para a execução destes serviços. Outra observação de grande relevância é saber como proceder em casos de sinistro; este tema é muito delicado, pois sinistros podem não ser indenizados por desconhecimento das normas corretas e atitudes tempestivas na hora do acidente que descaracteriza o fato causal pode levar à perda de direito. Outras questões a serem observadas: *A atenção com a seguradora na contratação do seguro para as Associações de Bairro com estrutura física de condomínio deve ser redobrada, pois nem todas aceitam este risco como condomínio, embasando-se no posicionamento do Ministério Público; este agravante pode acarretar em não pagamento de indenização principalmente em sinistro vultuoso. *Normativa SUSEP 218. Solução ou roleta russa na mão do síndico? O Seguro de condomínio é um tema complexo e bastante extenso; vamos falar oportunamente em nosso próximo encontro. Daremos inicio a um ciclo de palestras onde vamos elucidar todos estes temas entre outros e tirar suas dúvidas.até breve!!!!! Salete Salles - Corretora de Seguros

4 4 Jornal dos Prestadores de Serviços Agosto 2014 FERP define datas para ouvir candidatos O FÓRUM DAS ENTIDA- DES DE RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO já se tornando conhecido pela sigla FERP (tendo entre seus fundadores o Sindtur) terá como primeira ação o evento Conheça seus candidatos, sempre no auditório da ACIRP, a partir das 19h00 de cada uma datas já definidas (2, 4, 11,18 e 19 de setembro), visando ampliar e melhorar o debate com os candidatos a deputados estaduais e federais da cidade de Ribeirão Preto. As atividades do FERP são inicialmente coordenadas por um grupo gestor, composto pelos senhores: Guilherme Feitosa, diretor Titular do CIESP de Ribeirão Preto; Antonio Carlos Maçonetto, Presidente da ACIRP e Joaquim Augusto Soares dos Santos de Azevedo Souza, presidente do Sindicato Rural de Ribeirão Preto, conforme deliberado em assembleia geral reunião realizada no último dia 06 de agosto na churrascaria definiu o seguinte calendário, já encaminhando-lhes convites formais. para a exposição dos candidatos: para o dia 02, os candidatos a federal Baleia Rossi, Duarte Nogueira, André Trindade, André Rodini, Luiz Carlos Bento e Rodrigo Simões; para o dia 4, os candidatos a estadual Welson Gasparini, Maurilio Romano, Jorge Parada, Wilma Malta, Mauricio Lodi e José Pires; para o dia 11, os candidatos a federal Newton Lima,- Arnaldo Jardim, Ricardo Silva,- Emilson Roveri, Estevan de Campos (PSOL) e Antônio Sandoval; para o dia 18, os candidatos a estadual Rafael Silva, João Gandini, Raquel Montero, Na a abertura da reunião do último dia 6 quando foi aprovado o regimento interno da FERP e definida as atividades iniciais, Aguinaldo expôs sugestões do Sindtur. Jiló, Carlos Alemão e Leo Oliveira; para o dia 19, os candidatos a estadual Samuel Zanferdini, - André Luiz da Silva, Fabio Sardinha, Carlos Roberto Mantovani, - Noel Silva e Simone Graça Todos os candidatos estão sendo convidados e terão tempo igual para apresentar suas propostas e assumir compromissos com o FERP. Alterações no Simples Nacional Em solenidade ocorrida no Palácio do Planalto, no ultimo dia 7, foi sancionada pela presidente da Republica a Lei que altera o Simples Nacional.Em 16 de julho, o Projeto de Lei Complementar (PLP) n 60 de 2014, tratando das alterações à Lei Complementar nº 123 de 2006, foi aprovado no Senado Federal e o mesmo texto, sem vetos, foi sancionado. A previsão é que nos próximos dias seja publicada a Lei Complementar com as referidas alterações, ocasião em que o novo texto será dado ao conhecimento de todos os Sindicatos filiados à Fecomércio. Associe-se ao SINDTUR (16)

5 Agosto 2014 Jornal dos Prestadores de Serviços 5 CURSO ABRALIMP ensina Técnicas de Limpeza Este ano, a UniAbralimp, escola mantida pela Abralimp (Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional), reconhecida como um modelo de sucesso em treinamento e capacitação de mão de obra, completa uma década de vida com o slogan Treinando pessoas, transformando vidas. Para comemorar esta trajetória, a Abralimp organizou uma série de atividades ao longo do ano que incluem cursos abertos gratuitos em todo o Brasil. Dentre as localidades escolhidas pela Abralimp para receber esse treinamento gratuito está Ribeirão Preto onde foi realizado no último dia 18 o curso Técnicas de Limpeza, com total apoio do Sindtur. A UniAbralimp - na avaliação de seus gestores - é mais do que uma escola, é uma unidade geradora de conteúdo técnico e o curso tem o objetivo de levar as novidades em equipamentos, produtos e processos da Limpeza Profissional. O Treinamento, ministrado por André Luiz (instrutor da UniAbralimp) aconteceu no salão de eventos na sede do Sindtur, foi proporcionado a um grupo de aproximadamente 40 pessoas que se revelou muito satisfeito com as informações e técnicas recebidas. Na abertura, o instrutor e os participantes foram saudados por Paulo Braga que, em nome do presidente Aguinaldo, destacou a importância daquele treinamento para o aperfeiçoamento profissional de cada um dos inscritos.

6 6 Jornal dos Prestadores de Serviços Agosto 2014 CURSO Em outubro, Sindtur promoverá a formação de síndicos Em outubro, o Sindtur promoverá, pela primeira vez, um curso destinado à formação de síndicos a cargo de cinco respeitados profissionais atuantes nessa área, entre tais Rodrigo Ricardo e Jair Ferreira Junior (da Via Gestão) e o advogado e consultor jurídico Rodrigo Octávio de Lima Carvalho. O curso será desenvolvido em seis módulos e cada um deles será apresentado por um especialista na área. O gestor de condomínio explica Rodrigo Octávio precisa conhecer uma ampla gama de áreas para ajudá-lo nessa tarefa, envolvendo a parte jurídica, inclusive a do dia a dia; o trato com os funcionários obrigações, jornada de trabalho, horas extras, registro em carteira etc; a ideia do curso é proporcionar noções gerais da área administrativa propriamente dita, da área financeira, do tipo de como organizar uma prestação de contas; o gerenciamento dos fundos do condomínio, previsão orçamentária. Cada professor vai focar um aspecto do dia a dia do síndico. Segundo Rodrigo Ricardo faltam aos síndicos de Ribeirão Preto uma percepção um pouco maior da questão de gestão. O condomínio, se a gente for analisar, é como se fosse uma empresa onde você trabalha com pessoas, administra recursos, tem implicações referentes à infraestrutura. O morador é como se fosse um cliente dessa empresa e o síndico deve gerenciar essa estrutura em beneficio desse morador que investe, mensalmente, o valor da sua cota no condomínio. A gente vai cuidar das ferramentas de gestão, indicadores de desempenho, a questão das atribuições dos funcionários, metas, responsabilidades etc. Rodrigo Octávio vê na criação desse curso o atendimento a duas SINDTUR APRESENTA Curso para formação de Síndicos Objetivo: qualifi car e aprimorar os atuais síndicos de condomínios residenciais e comerciais de ribeirão preto e região na gestão do condomínio empresa e formar síndicos para os desafi os desta futura profi ssão, enfatizando os direitos e obrigações com a rotina do dia a dia do condomínio. Público Alvo: síndicos moradores, síndicos profi ssionais e profi ssionais que desejarem ingressar nesta área em expansão. Conteúdo Programático: Acesse o site do Sindtur e veja o conteúdo completo: Carga Horária: 30h Turmas: Segunda a Sexta: dias 06/10/2014 a 17/10/ :00h às 22:15h Sábados: 8:00h às 12:15h das 13:15h às 17:30h Dias 11/10/2014, 18/10/2014, 25/10/2014 e 01/11/2014 Inscrições: de 01/09/2014 a 24/09/2014 na sede do SINDTUR. VAGAS LIMITADAS Investimentos e Condições de Pagamento: Associados Sindtur: R$ 750,00 Não Associados Sindtur: R$ 850,00 Pagamento em até 5 x no cartão de crédito (visa e mastercard). Pagamento à vista cartão de débito, dinheiro ou cheque. Instrutores: especialistas nas áreas: jurídica, administrativa, recursos humanos e gestão. Serão entregues certifi cados ao fi nal do curso. Rua José Leal, 1340 Telefone (16) Rodrigo Ricardo Gestão situações de mercado: primeira a mudança do próprio Código Civil que criou a possibilidade do síndico não proprietário ser responsável por uma unidade condominial, o chamado síndico externo ou,como estão chamando de forma errônea, o síndico profissional, mesmo porque não há uma exigência legal quanto à formação do síndico; segunda, o aumento muito grande do número de condomínios em Ribeirão Preto e região. E cada condomínio, por exigência legal, precisa ter um síndico.o boom imobiliário aumentou a necessidade de síndicos capacitados e não apenas pessoas que assumem essa função em decorrência de circunstâncias.também para o síndico morador muitas vezes há o desgaste no relacionamento com os demais condôminos. O gestor, não raro, precisa ser repressor, no sentido amplo da palavra: aplicar multas, exigir ordem, cobrar inadimplentes etc. Esse síndico tradicional está dando lugar a um síndico externo que tenha noções de gestão e uma formação específica ainda não exigida pelo mercado. Rodrigo Ricardo observa que a gestão do condomínio exige uma visão múltipla do síndico e habilidades específicas para gerir conflitos próprios da função. O comportamento do síndico em momentos de estresse será um ponto a ser abordado no meu módulo.rodrigo Octávio chama a atenção para os novos condomínios e a inexistência de profissionais qualificados para geri-los. A remuneração desses profissionais salienta está em ascensão. Tem mais um detalhe: ele não tem vínculo trabalhista com os condomínios pois ele é eleito como síndico exerce essa função sem relação de vínculo. Ele não é, assim, obrigado a cumprir jornada; pode, portanto, ser síndico de vários condomínios simultaneamente, dependendo do que cada condomínio dele espera. Para Rodrigo Ricardo esse profissional em ascensão conseguirá ter mais produtividade e eficiência; tornar-se-á mais focado na atividade que está exercendo. O condômino também terá maior retorno ao seu dispêndio na forma de um condomínio bem estruturado onde se sinta acolhido, seguro e confortável. Os dois Rodrigos avaliam, por fim, que o investimento nesse cur- Rodrigo Carvalho jurídico cível e trabalhista so de formação de síndicos é muito baixo se comparado ao retorno que poderá trazer Os módulos São os seguintes os módulos a serem desenvolvidos: o Jurídico Cível, com carga horária maior, porque existe legislação específica envolvendo os condomínios, dando ao síndico uma visão legal das suas atribuições e do que a lei permite e não permite; Jurídico Trabalhista, abrangendo as relações dos funcionários com os condomínios (ambos a cargo de Rodrigo Octávio especializado em direito civil e advogado de condomínios de Ribeirão Preto, entre eles o Mercado da Cidade); Gestão (a cargo do engenheiro Rodrigo Ricardo especializado em gestão empresarial) abordando o dia a dia do síndico, observações quanto à estrutura, limpeza, manutenção, cronograma, registros, licenças, desenvolvimento de programas de capacitação internos, indicadores de desempenho etc; Recursos Humanos ; Gestão Financeira; Gestão Contábil-Jurídica e Liderança, a cargo de Jair Ferreira Junior. Certificado No final do curso, o participante receberá um certificado no qual constará todos os módulos a ele ministrados, incluindo a carga horária de cada um deles. Carga horário O curso (ao custo de R$ 750,00 pagável em 5 vezes em cartão de crédito para associado do Sindtur e de R$ 850 para não associado, na mesma condição) será realizado dos dia s 06 a 17 de outubro no horário das 19h00 às 22h15. Ou,então, em dois sábados (nos dias 11 e 18 de outubro) das 8 às 12h15 e das 13h15 às 17.As inscrições estarão abertas do dia 1º ao dia 24 de setembro na sede do Sindtur (rua José Leal, 1340).

7 Agosto 2014 Jornal dos Prestadores de Serviços 7 NOTÍCIAS DA FEBRAC Primeira AGE sob a presidência de Segato debate terceirização de serviços Na último dia 12, em Brasília, o presidente do Sindtur, Aguinaldo Rodrigues da Silva, participou da 1ª Assembleia Geral Extraordinária (AGE) da Federação Nacional das Empresas de Serviços e Limpeza Ambiental (Febrac sob a presidência de Edgar Segato Neto, gestão , contando com a presença do repórter especial do jornal Correio Braziliense Paulo Silva Pinto, representando o editor do caderno de economia Vicente Nunes, com o objetivo de discutir o tema Terceirização de Serviços. Durante abertura da reunião, Edgar Segato explanou sobre a ENEAC-2014 Maior evento do segmento no Brasil, a Febrac realizará o ENEAC no período de 10 a 14 de setembro de 2014, em Campos do Jordão/SP, com o objetivo de promover a integração dos empresários, a troca de experiências de maneira a fortalecer suas perspectivas de negócios. O Sindtur-RP já confirmou sua participação nesse Encontro Nacional das Empresas de Asseio e Conservação, bienalmente reunindo empresários do setor em um ambiente propício para a troca de idéias e conhecimento de modo a fortalecer suas perspectivas de negócios. Apesar de o Encontro durar apenas 4 dias salienta Aguinaldo Rodrigues da Silva - seu legado vai muito alem, influenciando o dia a entidade e o segmento, e apresentou alguns números ressaltando sua pujança e a importância para a economia nacional, movimentando em 2011 cerca de R$ 32 bilhões e empregando formalmente 1,6 milhão de trabalhadores em mais de 13 mil empresas distribuídas em todas as regiões brasileiras; ampliou em 65% os investimentos em treinamento e capacitação nos últimos anos. Istol enfatizou Segato aumentou a qualidade dos serviços ofertados aos nossos clientes. Sentindo- -se reconhecido e valorizado nosso trabalhador não tem interesse dia de negócios de cada um dos participantes, sendo uma oportunidade única não apenas para rever amigos e parceiros feitos em edições anteriores, mas também para se familiarizar com novos acontecimentos do setor, conhecer propostas diferentes de tecnologias, formas de trabalho e fazer novos negócios. Como é praxe em todo ENEAC, haverá palestrantes de peso e exposição de grandes empresas do setor. Mérito em serviços Uma novidade neste ano: durante o ENEAC a Febrac vai agraciar empresas com mais de 10 anos de fundação entregando-lhes o Prêmio Mérito em Serviços nas seguintes categorias: Bronze - empresas entre 10 e 20 em abandonar o uniforme e partir para a informalidade. Hoje, ele prefere a segurança das empresas. Sobre o fim da terceirização, Segato demonstrou preocupação e contou que muitos trabalhadores nela encontram a oportunidade do primeiro emprego. Somos os maiores contratantes de mão de obra feminina com baixa escolaridade. Muitos trabalhadores dependem da terceirização para sustentar dignamente a sua família. O maior prejudicado com o desestímulo generalizado ao empreendedorismo são estas pessoas, pois ficarão desempregadas ou anos de fundação; Prata - entre 20 e 30 anos de fundação; Ouro, entre 30 e 40 anos de fundação; Platina, anos de fundação e Diamante, - empresas com mais dependerão do trabalho informal, crescente e precário, alertou. O presidente da Febrac falou também sobre as dificuldades enfrentadas pelo setor: As legislações neste país são feitas de forma macro e não se observa as particularidades de cada segmento. Um dos problemas enfrentados pelas empresas do setor é o preenchimento da cota para contratação da pessoa com deficiência e do jovem aprendiz; apesar de todo o esforço, o setor não consegue contratar e as empresas são punidas, pagando multas altíssimas, afirmou. de 50 anos de fundação. O Eneac é promovido pela Febrac, em parceria com o Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação de São Paulo (Seac-SP). CBST - CNC O presidente da Federação Nacional das Empresas de Serviços e Limpeza Ambiental - Febrac, Edgar Segato Neto, participou no dia 30 de julho da reunião da Câmara Brasileira de Serviços Terceirizáveis - CBST da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo - CNC, realizada na sede da Confederação em Brasília DF, discutindo uma série de ações para o desenvolvimento do setor. Órgão consultivo da CNC, a CBST foi criada com o objetivo de oferecer estudos e sugestões para a ação política da entidade em apoio e defesa das categorias econômicas representadas no setor de comércio de serviços terceirizáveis. Happy Hour para o segmento de Asseio e Conservação Os empresários do segmento de asseio e conservação dos mais representativos entre as categorias dos prestadores de serviços representados pelo SINDTUR participaram, na tarde do último dia 15, de happy-hour a eles oferecido. Recepcionados pelo presidente Aguinaldo Rodrigues da Silva e pelo diretor financeiro Paulo Correia Braga viveram momentos de descontração e foram informados de mais uma iniciativa voltada para o próprio fortalecimento do segmento: a criação, no Sindtur, de um Conselho específico para representá-los e defende-los nas suas lutas. O fundamental explicou Aguinaldo é que estejamos unidos e nos tratemos não como concorrentes mas, sim, como companheiros numa mesma jornada.e nem podemos nos perder em práticas predatórias, com o aviltamento da remuneração justa a que todo o prestador de serviços tem direito. Especialmente convidado, o evento foi prestigiado pelo presidente do Sindicato Rural de Ribeirão Preto, Joaquim Augusto Azevedo Souza que aproveitou para parabenizar Aguinaldo e Paulo Braga pela feliz e oportuna iniciativa.

8 8 Jornal dos Prestadores de Serviços Agosto 2014 ENTREVISTA Renato Stucki: Conselho dos Condomínios nasce para fortalecer representatividade do Sindtur Renato Stucki, advogado especializado em direito imobiliário e bancário aposentado da Caixa Economica Federal, (gerenciou, nos seus cinco últimos anos de carreira, a agência da rua Américo Brasiliense), traz para o Sindtur larga experiência em assuntos financeiros e habitacionais; natural de Curitiba (PR), foi criado na região de Presidente Prudente, ingressou na CEF em São Paulo e, por motivos familiares (a esposa é de Dourados) acabou se fixando em Mato Grosso do Sul onde nasceram os seus três filhos e sua neta. Logo após se aposentar da CEF, aceitou o convite para ser síndico do prédio onde reside (o Fontana Di Trevi ) chamando a atenção pelo trabalho diferenciado lá desenvolvido nos últimos cinco anos. Convidado pelo presidente Aguinaldo Rodrigues da Silva, Renato conforme explica nesta entrevista - assumiu a coordenação de uma iniciativa inédita voltada para o fortalecimento do trabalho condominial: o Conselho do Segmento de Condomínios. No que consiste esse projeto? Renato Stucki O Sindtur é um sindicato patronal representativo e diferenciado que abriga vários segmentos de prestação de serviços (guarda chuva) abrangendo as áreas de turismo; de limpeza e conservação; institutos de beleza; lavanderias; conservação de elevadores; compra e venda e administração de imóveis e o maior destes, o de condomínios edilícios. Este último, que diz respeito ao mercado imobiliário, envolve além dos condomínios e edifícios comerciais e residenciais, mistos e flats, as próprias administradoras. O Sindtur tem procurado se diferenciar nesse atendimento aos condomínios mas não deixa de haver uma certa limitação quando se precisa cuidar de tudo. Objetivando dispensar melhor atenção a cada um dos segmentos atendidos pelo Sindtur, foi concebida a ideia destes conselhos, assim chamados, sendo que o primeiro deles é o que se relaciona com o segmento dos condomínios e objeto Esse conselho procurará trazer para dentro do Sindtur aspectos de solução que envolvem um condomínio desta entrevista. Ressalte-se que esse projeto ainda não tem um nome definido mas, preliminarmente, está sendo chamado de Conselho que nasce, exatamente, para fortalecer a representatividade do Sindtur nesse segmento tão expressivo em Ribeirão Preto e região. Por que ainda não tem um nome definido? RS Porque a proposta dele é participativa e tudo o que vai ser construído dentro dele haverá de envolver a discussão entre os próprios síndicos e administradoras de condomínios. Vamos partir, assim, desse nome provisório. Quais os objetivos básicos? RS Fortalecer os condomínios com foco na informação, na formação dos próprios síndicos também nas administradoras naquilo que for compreendido como importante e, principalmente, na área de solução. Ou seja: esse conselho procurará trazer para dentro do Sindtur aspectos de solução que envolvem um condomínio. Estamos trabalhando nesta tarefa há questão de duas, três semanas, e, num primeiro momento, estamos ouvindo as pessoas interessadas, começando pelos síndicos e pelas administradoras. O que já foi feito nesse sentido? RS Fora as reuniões preliminares estou fazendo contato com todas as administradoras para que elas nos indiquem os nomes dos síndicos, notadamente aqueles mais atuantes e mais criteriosos no acompanhamento dos trabalhos dos seus condomínios, mais conscientes das responsabilidades inerentes à função. Estamos contatando as administradoras e obtendo os nomes daqueles mais interessados pela sua própria natureza ou pela disponibilidade de tempo, num verdadeiro trabalho de formiguinha, de visitas e de dialogo com as administradoras, explicando- -lhes o projeto. E a receptividade? RS Tem sido muito boa e a gente sente que existe um longo caminho pela frente a ser pavimentado pelas próprias administradoras. A demanda ao que está sendo proposto pelo Sindtur é grande; a expectativa também. Em função dessa boa receptividade todos com os quais estamos fazendo contato já estão nos passando os nomes. Tenho pedido uma média de 3 ou 4 nomes e tenho recebido uma média de 5 ou 6 por administradora. A resposta tem sido muito positiva. Meu trabalho tem foco no aspecto técnico-operacional e, sem deixar de lado o institucional, é voltado para o fortalecimento do próprio Sindtur. Queremos, assim, agregar os síndicos e realizar um trabalho participativo de modo que eles se sintam representados e, principalmente, ouvidos. Há prazo para implantação? RS Acredito que acontecerá até o final deste ano e deverá abranger, igualmente, subconselhos que poderemos denominar de comitês para cuidar de assuntos específicos. Vamos definir, assim, esses comitês e suas funções dentro de um estatuto formatando o próprio Conselho. O primeiro eixo, portanto, é a constituição do Conselho; o segundo são as próprias necessidades dos condomínios. Envolverá também as negociações salariais? RS Também. O Conselho discutirá logo no inicio a pauta do dissídio salarial do próximo ano. Portanto, de um lado está a criação; de outro, o trabalho em torno das necessidades dos condomínios Um terceiro eixo que identificamos é representado pelas administradoras porque a gente percebe a necessidade delas falarem uma mesma linguagem; cada uma acaba tomando decisões individuais sem levar em conta o conjunto. Uma classe condominial forte deve procurar não apenas o consenso mas, também, o respeito ao acatamento às decisões da maioria e isto é uma avenida de duas mãos: muitas vezes porque a administradora não se sente representada. O Conselho se propõe a ser uma representação respeitada e acatada. Nossa ação parte de ouvir o síndico, a administradora e estabelecer um planejamento estratégico para o segmento de condomínios em Ribeirão Preto e Região. Esse Conselho terá uma diretoria? RS No futuro, ele vai ter. Até o final do ano nós teremos definido diretoria, estatuto e funcionalidade. Pretendemos colocar em ação, até lá, uma resposta às necessidades dos condomínios, mesmo antes do Conselho ser formalmente instituído. Vamos buscar atender as necessidades dos síndicos através de cursos de capacitação, palestras etc dentro de uma escala prévia de prioridades. Nossa ideia é criar, no âmbito do Sindtur, núcleos técnicos e jurídicos para darem total assessoria aos condomínios; igualmente, um Cadastro Positivo de Fornecedores. Minha preocupação é caminharmos em passos bem pensados porque no momento em que você abre uma expectativa tanto para as administradoras quanto para os condomínios de realizar determinadas atividades e elas não acontecem a frustração pode ser muito grande. Vamos, portanto, estabelecer um planejamento de curto, médio e longo prazos para acontecerem, exatamente, dentro do tempo previsto.

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2009/2010. b) Sentença normativa proveniente de Dissídio Coletivo de Trabalho.

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2009/2010. b) Sentença normativa proveniente de Dissídio Coletivo de Trabalho. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2009/2010 ESTEL - MÁQUINAS E SERViÇOS INDUSTRIAIS LTOA, com estabelecimento à Rua Luiz Musso, 240, Vila Nova, Aracruz Espírito Santo, doravante denominada ESTEL, representado

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA nº 07/2014

CHAMADA PÚBLICA nº 07/2014 1 CHAMADA PÚBLICA nº 07/2014 Projeto de Qualificação de Credenciados de Serviços de Consultoria e Instrutoria do SEBRAE/RS Porto Alegre 2014 2 PREÂMBULO O SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001554/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/08/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR032670/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.023032/2010-49 DATA DO

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DA FUNETEC-PB. Presidente da FUNETEC-PB João Batista de Oliveira Silva. Superintendente Executivo Valdeci Ramos dos Santos

ADMINISTRAÇÃO DA FUNETEC-PB. Presidente da FUNETEC-PB João Batista de Oliveira Silva. Superintendente Executivo Valdeci Ramos dos Santos ADMINISTRAÇÃO DA FUNETEC-PB Presidente da FUNETEC-PB João Batista de Oliveira Silva Superintendente Executivo Valdeci Ramos dos Santos Diretora Escolar e Gerente de Ensino Helena Mercedes Monteiro Supervisora

Leia mais

Audiência Pública Comissão Especial PL 4238/12 Piso Salarial de Vigilantes. Brasília, 10 de junho de 2014

Audiência Pública Comissão Especial PL 4238/12 Piso Salarial de Vigilantes. Brasília, 10 de junho de 2014 Audiência Pública Comissão Especial PL 4238/12 Piso Salarial de Vigilantes 1 Brasília, 10 de junho de 2014 Quem Somos? A Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores- FENAVIST,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PB000247/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 01/07/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR021198/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46224.001800/2010-02 DATA DO

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029334/2013 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46261.003131/2012-11

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002217/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/10/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053080/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.035134/2010-15 DATA DO

Leia mais

Como contratar seu empregado

Como contratar seu empregado MEI - Microempreendedor Individual: Como contratar seu empregado O que você precisa para contratar o seu empregado? Para você que já se tornou MEI Microempreendedor Individual e precisa contratar um empregado,

Leia mais

Alexandre Pinto Surmonte

Alexandre Pinto Surmonte Dados Pessoais Nome: Idade: Situação Familiar: Alexandre Pinto Surmonte 46 anos Casado Sem filhos Formação Formado em Administração de Empresas com Pós Graduação em Análise de Sistemas e MBA em Gestão

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Página 1 de 5 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP006002/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030110/2015 NÚMERO DO PROCESSO:

Leia mais

Rio de Janeiro Avenida General Justo, 307 CEP: 20021-130 Rio de Janeiro PABX (21) 3804-9200 E-mail: cncrj@cnc.com.br

Rio de Janeiro Avenida General Justo, 307 CEP: 20021-130 Rio de Janeiro PABX (21) 3804-9200 E-mail: cncrj@cnc.com.br Rio de Janeiro 2011 2010 Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo Qualquer parte desta publicação pode ser reproduzida, desde que citada a fonte. Confederação Nacional do Comércio

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SUSCITANTE: SINDICATO DOS PSICÓLOGOS NO ESTADO DE SÃO PAULO - SINPSI-SP, Entidade Sindical Profissional, com registro no MTb sob nº012.228.026.60-5 e inscrita no CNPJ/MF

Leia mais

CLÁUSULA TERCEIRA VALE TRANSPORTE

CLÁUSULA TERCEIRA VALE TRANSPORTE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 PELO PRESENTE INSTRUMENTO DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DE UM LADO O SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE RÁDIODIFUSÃO DO ESTADO DO PARANÁ, A SEGUIR DENOMINADO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS CANOAS PROJETO PEDAGÓGICO CURSO FIC PRONATEC Canoas

Leia mais

PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA PARA SOLUCIONAR E/OU MINIMIZAR

PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA PARA SOLUCIONAR E/OU MINIMIZAR PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO COORDENADORIA DE ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL SÍNTESE DE RELATORIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL E DE AVALIAÇÃO EXTERNA PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA

Leia mais

GUIA DE BENEFÍCIOS FILIADOS SINDIGRAF - SP 2012

GUIA DE BENEFÍCIOS FILIADOS SINDIGRAF - SP 2012 GUIA DE BENEFÍCIOS FILIADOS SINDIGRAF - SP 2012 ÍNDICE Sindicato das Indústrias Gráficas no Estado de São Paulo - SINDIGRAF-SP... 4 Benefícios... 5 Palestras técnicas, marketing e gestão...6 Assessoria

Leia mais

COM. 02 - PUBLICAÇÕES

COM. 02 - PUBLICAÇÕES 1 de 9 PUBLICAÇÕES MACROPROCESSO MARKETING E PROCESSO PUBLICAÇÕES - PUBLICAÇÕES 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1 DEFINIÇÃO DO SERVIÇO E SUA

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLÓGIA DO RN CAMPUS NATAL CENTRAL INCUBADORA TECNOLÓGICA NATAL CENTRAL - ITNC

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLÓGIA DO RN CAMPUS NATAL CENTRAL INCUBADORA TECNOLÓGICA NATAL CENTRAL - ITNC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLÓGIA DO RN CAMPUS NATAL CENTRAL INCUBADORA TECNOLÓGICA NATAL CENTRAL - ITNC EDITAL Nº 02/2015 - SELEÇÃO DE IDEIAS EMPREENDEDORAS E MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Leia mais

DISSÍDIO COLETIVO PROCESSO TRT/SP Nº 20280200500002004

DISSÍDIO COLETIVO PROCESSO TRT/SP Nº 20280200500002004 DISSÍDIO COLETIVO PROCESSO TRT/SP Nº 20280200500002004 PELO PRESENTE INSTRUMENTO E NA MELHOR FORMA DE DIREITO, DE UM LADO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM CASAS DE DIVERSÕES DE SÃO PAULO E REGIÃO, ENTIDADE

Leia mais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais IDENTIFICAÇÃO DO CURSO Curso de Especialização em Gestão e Relações Internacionais Área de Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas

Leia mais

c)praticar os atos que lhe atribuírem as leis, a convenção e o regimento interno;

c)praticar os atos que lhe atribuírem as leis, a convenção e o regimento interno; 3) CONTRATO: SÍNDICO PESSOA JURÍDICA Ser síndico de um condomínio requer compromisso, conhecimento das leis vigentes e disponibilidade de tempo, e é por isso, que nossa empresa é capacitada a assumir as

Leia mais

A MANTOVANI tem investido constantemente em instalações e qualificação pessoal, visando sempre uma excelência no atendimento ao cliente.

A MANTOVANI tem investido constantemente em instalações e qualificação pessoal, visando sempre uma excelência no atendimento ao cliente. A MANTOVANI conta com instalações próprias e modernas, equipamentos de informática de última geração em todos os seus departamentos, desde o saguão de recepção até o auditório para treinamento e palestras.

Leia mais

SÃO PAULO, 1º DE NOVEMBRO DE 2014.

SÃO PAULO, 1º DE NOVEMBRO DE 2014. SÃO PAULO, 1º DE NOVEMBRO DE 2014. Ao Profa. Ana Maria de Oliveira Nusdeo DD. Presidente da Comissão de Cultura e Extensão da Faculdade de Direito da USP Ref.: Divulgação da Abertura do Curso de Especialização

Leia mais

ACORDO COLETIVO 2008/2009

ACORDO COLETIVO 2008/2009 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA E ATACADISTA DE VITÓRIA DA CONQUISTA ACORDO COLETIVO 2008/2009 SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO EM VITÓRIA DA CONQUISTA - BAHIA 01 DE MARÇO DE 2008 CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000640/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR020835/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46232.001517/2015-88 DATA DO

Leia mais

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA SAMAS. MANUAL DE RECURSOS HUMANOS DO MUSEU DE ARTE SACRA

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA SAMAS. MANUAL DE RECURSOS HUMANOS DO MUSEU DE ARTE SACRA ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO MUSEU DE ARTE SACRA SAMAS. MANUAL DE RECURSOS HUMANOS DO MUSEU DE ARTE SACRA I -FINALIDADE. Este Regulamento tem por finalidade apresentar os princípios básicos de pessoal que devem

Leia mais

Condomínio Via Bella Residence Service. Atribuições 1. CONSELHO FISCAL 2. SÍNDICO

Condomínio Via Bella Residence Service. Atribuições 1. CONSELHO FISCAL 2. SÍNDICO Atribuições 1. CONSELHO FISCAL Pode - Auditar e fiscalizar as contas do condomínio. - Alertar o síndico sobre eventuais irregularidades. - Dar pareceres, aprovando ou reprovando as contas do síndico. Esses

Leia mais

1 Informações diversas Projeto de Terceirização A Câmara dos Deputados concluiu dia 22/04 a votação do projeto de lei que regulamenta contratos de terceirização. O texto principal foi aprovado no último

Leia mais

CIRCULAR N. º 12/2010

CIRCULAR N. º 12/2010 São Paulo, 07 de Julho de 2010. CIRCULAR N. º 12/2010 INDENIZAÇÃO ADICIONAL NO CASO DE DEMISSÃO NOS 30 DIAS QUE ANTECEDEM A DATA-BASE A data-base da categoria dos comerciários (setembro) está se aproximando

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000096/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/01/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064426/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.042751/2011-40 DATA DO

Leia mais

NORMA DE INSTRUTORIA INTERNA NOR 351

NORMA DE INSTRUTORIA INTERNA NOR 351 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: INSTRUTORIA INTERNA APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 463, de 10/09/2012 VIGÊNCIA: 10/09/2012 NORMA DE INSTRUTORIA INTERNA NOR 351 01/07 ÍNDICE 1. FINALIDADE...

Leia mais

SEMINÁRIO DE TERCEIRIZAÇÃO: QUESTÕES POLÊMICAS SOBRE A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS

SEMINÁRIO DE TERCEIRIZAÇÃO: QUESTÕES POLÊMICAS SOBRE A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS Inicialmente, agradecemos a oportunidade de apresentarmos o presente seminário. No presente e-mail, seguem as informações gerais do seminário e demais especificações para sua análise. SEMINÁRIO DE TERCEIRIZAÇÃO:

Leia mais

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 NÚMERO DE VAGAS: 45 (Quarenta e cinco) vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS Abril de 2014 APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 O MBA EM CONSULTORIA & GESTÃO DE NEGÓCIOS,

Leia mais

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu:

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: Art. 8º É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte: Art. 37º... VI - é garantido ao servidor público civil o direito à livre associação

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8 S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8 ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. MUDANÇA DA BASE DE CÁLCULO. Doravante as empresas deverão estar atentas à questão envolvendo o pagamento do adicional de

Leia mais

CONSIDERANDO a aprovação em reunião do dia 19/03/2007, pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão;

CONSIDERANDO a aprovação em reunião do dia 19/03/2007, pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão; RESOLUÇÃO CEPE/CA Nº 189/2007 Aprova o Regulamento do Programa de Residência em Medicina Veterinária, da Universidade Estadual de Londrina. contidos no processo nº 13270/2006; CONSIDERANDO os pronunciamentos

Leia mais

SEESS - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE CONTAGEM, BETIM E REGIÃO. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015

SEESS - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE CONTAGEM, BETIM E REGIÃO. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 SEESS - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE CONTAGEM, BETIM E REGIÃO. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 Entre o SEES - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS

Leia mais

Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014

Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014 Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014 1ª FEIRA DO SUL DO BRASIL COM SOLUÇÕES COMPLETAS DE GESTÃO, SERVIÇOS E TECNOLOGIA PARA A SUA EMPRESA Na EXPEN 2014, você encontrará tecnologia,

Leia mais

REGULAMENTO. I Prêmio do Empreendedorismo Universitário

REGULAMENTO. I Prêmio do Empreendedorismo Universitário REGULAMENTO I Prêmio do Empreendedorismo Universitário 1. INTRODUÇÃO 1.1. O presente regulamento visa orientar os interessados em participar da 1.ª edição do Prêmio do Empreendedorismo Universitário, iniciativa

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE REDUÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO (RJT) SEM REDUÇÃO SALARIAL

CONSIDERAÇÕES SOBRE REDUÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO (RJT) SEM REDUÇÃO SALARIAL CONSIDERAÇÕES SOBRE REDUÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO (RJT) SEM REDUÇÃO SALARIAL 1. Introdução: Atualmente, há três PEC(s) visando alterar Incisos do art.7º, da Constituição Federal que estabelecem: - XIII:

Leia mais

Relatório de Atividades 2006

Relatório de Atividades 2006 Relatório de Atividades 2006 AGE FEBRAC Participação do Srs. Dilmo e Ricardo na reunião do dia 09/02 em Brasília; Participação do Sr. Ricardo na reunião do dia 29/03 em Brasília; Participação do Sr. Ricardo

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000776/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/05/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR015125/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46305.000402/2014-94 DATA

Leia mais

Regulamento do Bradesco - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento - Golden Profit - Conservador Capítulo I - Do Fundo

Regulamento do Bradesco - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento - Golden Profit - Conservador Capítulo I - Do Fundo Regulamento do Bradesco - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento - Golden Profit - Conservador Capítulo I - Do Fundo Artigo 1º) O Bradesco - Fundo de Aplicação em Quotas de Fundos de Investimento

Leia mais

Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas

Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas Sugestão de Projeto de Lei de Municipalização das 30 Horas Texto construído com base em diversos trabalhos acadêmicos, dados do Cofen, dados do Coren, Fórum Nacional das 30 horas, Aben e do artigo Jornada

Leia mais

Liderança Sindical Empresarial ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012

Liderança Sindical Empresarial ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 Liderança Sindical Empresarial ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 1º SEMESTRE DE 2012 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS CONTÍNUOS E SEUS ASPECTOS APLICADOS E RELEVANTES SÃO PAULO/SP

TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS CONTÍNUOS E SEUS ASPECTOS APLICADOS E RELEVANTES SÃO PAULO/SP TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS CONTÍNUOS E SEUS ASPECTOS APLICADOS E RELEVANTES Os entendimentos do TCU e dos tribunais superiores e as alterações da IN nº 02/08 12 a 14 de novembro de 2014 SÃO PAULO/SP O SEMINÁRIO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE AUTOMÓVEIS E ACESSÓRIOS DE BELO HORIZONTE, CNPJ n. 17.265.893/0001-08, neste ato representado por seu Presidente, Sr. HELTON ANDRADE;

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL E SAÚDE TURMA 2015 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL E SAÚDE TURMA 2015 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UERJ CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS FACULDADE DE SERVIÇO SOCIAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL E SAÚDE EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL E

Leia mais

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS LIDERANÇA SINDICAL EMPRESARIAL 1º SEMESTRE DE 2015 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944 com o objetivo de preparar profissionais bem qualificados

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.622, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2005. Vide Lei n o 9.394, de 1996 Regulamenta o art. 80 da Lei n o 9.394, de 20 de dezembro

Leia mais

REGULAMENTO E QUESTIONÁRIO DE AVALIÇÃO PARA PREMIAÇÃO.

REGULAMENTO E QUESTIONÁRIO DE AVALIÇÃO PARA PREMIAÇÃO. REGULAMENTO E QUESTIONÁRIO DE AVALIÇÃO PARA PREMIAÇÃO. A Revista Motoboy Magazine tem o prazer de realizar o Prêmio Motoboy Magazine Top Motofrete 2013, a fim de prestigiar o trabalho de empresas em prestação

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.622, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2005. Vide Lei n o 9.394, de 1996 Regulamenta o art. 80 da Lei n o 9.394, de 20 de dezembro

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO SEMINÁRIO ESPECIAL PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO A ELABORAÇÃO DA PLANILHA PASSO A PASSO: ESTUDO DA LEGISLAÇÃO, JURISPRUDÊNCIA E MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CADA RUBRICA

Leia mais

Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica UNIJUÍ

Incubadora de Empresas de Inovação Tecnológica UNIJUÍ PRÁTICA-CHAVE 2.2 AVALIAÇÃO ANEXO I Edital de Incubação EDITAL Nº 03/2014 DA CRIATEC - INCUBADORA DE EMPRESAS DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA UNIJUI CAMPUS IJUÍ, PANAMBI E SANTA ROSA PARA SELEÇÃO DE PROJETOS

Leia mais

VOTO EM SEPARADO DA DEPUTADA ANDRÉIA ZITO

VOTO EM SEPARADO DA DEPUTADA ANDRÉIA ZITO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI Nº 6.708, DE 2009. Acrescenta Capítulo III-A ao Título V da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº

Leia mais

PACTO COLETIVO PARA INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA art. 93 da Lei 8.213/91

PACTO COLETIVO PARA INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA art. 93 da Lei 8.213/91 PACTO COLETIVO PARA INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA art. 93 da Lei 8.213/91 Pelo presente pacto, de um lado o SEAC-SP Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação no Estado de São Paulo, categoria

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 1/5 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES CULTURAIS, RECREATIVAS, DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, DE ORIENTAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, NO ESTADO DO PARANÁ SENALBA/PR, CNPJ 75.992.446/0001-49,

Leia mais

SCPC - SERVIÇO CENTRAL DE PROTEÇÃO AO CRÉDITO E INFORMAÇÕES

SCPC - SERVIÇO CENTRAL DE PROTEÇÃO AO CRÉDITO E INFORMAÇÕES Muitos associados não dão importância à prestação de serviços de sua entidade de classe, considerando-a como um local para encontros, intercâmbio de opiniões e uma espécie de clube para discussão das últimas

Leia mais

Tecnologia da Informação CAASP. DIS Departamento de Informática e Sistemas. Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP

Tecnologia da Informação CAASP. DIS Departamento de Informática e Sistemas. Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP Tecnologia da Informação CAASP DIS Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP Introdução...03 Projetos e Fatos Relevantes 2008...03 Raio X de Investimentos e Custos...10 Considerações

Leia mais

15ª Edição 2014 Exercício 2013

15ª Edição 2014 Exercício 2013 Pesquisa de Indicadores de Gestão de Pessoas Apresentação 15ª EDIÇÃO REFERENTE A DADOS DE DEZEMBRO/2013 Primeira vez que a pesquisa é realizada com a Universidade Metodista, por meio do Grupo de Estudos

Leia mais

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho SINPEFESP-(empregados)-SINDELIVRE-(patronal) Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho 2014/2015. VIGÊNCIA E DATA-BASE As cláusulas e condições da presente Convenção Coletiva de Trabalho que

Leia mais

PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS PROJETO BARUERI

PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS PROJETO BARUERI PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS PROJETO BARUERI O Plano de Cargos e Salários aqui apresentado é resultado do entendimento e alinhamento dos direcionadores do Modelo de Organização e Gestão e das Políticas e

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL E SAÚDE TURMA 2014 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL E SAÚDE TURMA 2014 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UERJ CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS FACULDADE DE SERVIÇO SOCIAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL E SAÚDE EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL

Leia mais

DECRETO Nº 3.860, DE 9 DE JULHO DE 2001

DECRETO Nº 3.860, DE 9 DE JULHO DE 2001 DECRETO Nº 3.860, DE 9 DE JULHO DE 2001 Dispõe sobre a organização do ensino superior, a avaliação de cursos e instituições, e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO UNIVERSITÁRIO. ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 26/2012-CUn

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO UNIVERSITÁRIO. ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 26/2012-CUn ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 26/2012-CUn PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA OS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DESTA UNIVERSIDADE 1. APRESENTAÇÃO O Departamento de Desenvolvimento de Pessoas (DDP),

Leia mais

Cartilha. Lei de estágio 11.788/08. Cartilha de estágio 1

Cartilha. Lei de estágio 11.788/08. Cartilha de estágio 1 Cartilha Lei de estágio 11.788/08 Cartilha de estágio 1 Cartilha de estágio 2 Cartilha Nube Lei de Estágio 11.788/08 Olá! Há dez anos no mercado, o Nube, Núcleo Brasileiro de Estágios, é um agente de integração

Leia mais

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário XXI EDIÇÃO DO CONGRESSO FENABRAVE TERMINA COM PREVISÃO OTIMISTA PARA

Leia mais

NR5 - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (205.000-5) DO OBJETIVO 5.1 A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA - tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002443/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/11/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061733/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.043450/2011-33 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002285/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/10/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR055933/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.001820/2011-96 DATA DO

Leia mais

Eventos Fehosp 2012. Congresso Anual Audhosp Encontros Regionais

Eventos Fehosp 2012. Congresso Anual Audhosp Encontros Regionais Eventos Fehosp 2012 Congresso Anual Audhosp Encontros Regionais Hotel Palm Plaza Resort em Campinas 24 a 27 de abril de 2012 www.fehosp.com.br / eventos@fehosp.com.br FEHOSP Fundada em 1959, a Federação

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE- UNINORTE LAUREATE Programa Incubadora Uninorte Empreende EDITAL Nº 01/2015 PRÉ-INCUBAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE- UNINORTE LAUREATE Programa Incubadora Uninorte Empreende EDITAL Nº 01/2015 PRÉ-INCUBAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE- UNINORTE LAUREATE Programa Incubadora Uninorte Empreende EDITAL Nº 01/2015 PRÉ-INCUBAÇÃO A Incubadora Uninorte Empreende, incubadora de empresas do Centro Universitário do

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI CURSO DE EXTENSÃO CONTINUADO EM LÍNGUA INGLESA CECLI 2009/2. Núcleo de Recursos e Informações da Língua Inglesa

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI CURSO DE EXTENSÃO CONTINUADO EM LÍNGUA INGLESA CECLI 2009/2. Núcleo de Recursos e Informações da Língua Inglesa Núcleo de Recursos e Informações da Língua Inglesa ERIC Curso de Extensão Continuado em Língua Inglesa 2009.2 Guia do Aluno 1 I - INFORMAÇÕES GERAIS 1. OBJETIVO GERAL DO PROJETO Ensinar língua inglesa

Leia mais

Todo início de ano é a mesma coisa: fazemos a

Todo início de ano é a mesma coisa: fazemos a Entre nós www.marinhodespachantes.com Novas oportunidades! de todos nossos clientes, parceiros, amigos e colaboradores em 2012 e renovar nosso contrato de amizade para 2013 Elza Aguiar Presidente Todo

Leia mais

GLEISON CORTINA BENASSI OBJETIVOS PROFISSIONAIS. Áreas: Gestão Empresarial; Gestão Administrativo-Financeira; Comercial; Nível Hierárquico: Gerente

GLEISON CORTINA BENASSI OBJETIVOS PROFISSIONAIS. Áreas: Gestão Empresarial; Gestão Administrativo-Financeira; Comercial; Nível Hierárquico: Gerente GLEISON CORTINA BENASSI Estado Civil Casado, com filhos. Telefone (62) 8141-9485 - (62) 9693-2773 Natural Erechim - RS E-mail benassirs@gmail.com Redes Sociais Facebook: Gleison Benassi Linkedin: Gleison

Leia mais

Manual da Aprendizagem

Manual da Aprendizagem Manual da Aprendizagem Preparado pelo Centro Social Betesda (CSB) INTRODUÇÃO Aprendizagem é uma ação promovida para incentivar a aplicação prática da Lei 10.097, que regulariza o trabalho de adolescentes

Leia mais

1- CONTRATO DE TRABALHO

1- CONTRATO DE TRABALHO 1- CONTRATO DE TRABALHO 1.1 - ANOTAÇÕES NA CARTEIRA DE TRABALHO Quando o empregado é admitido - mesmo em contrato de experiência -, a empresa tem obrigatoriamente que fazer as anotações na carteira de

Leia mais

TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1 Entre as partes, de um lado o SINDICATO DOS EMPREGADOS VENDEDORES E VIAJANTES DO COMÉRCIO, PROPAGANDISTAS, PROPAGANDISTAS VENDEDORES E VENDEDORES DE PRODUTOS

Leia mais

APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA

APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA NÚMERO DE VAGAS: 45 (Quarenta e cinco) vagas. CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS Fevereiro de 2014 APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA O MBA EM CONSULT ORIA

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 01.06.2015

C L I P P I N G DATA: 01.06.2015 C L I P P I N G DATA: 01.06.2015 Dívidas de Agnelo serão pagas pela ordem cronológica Para atender à lei, governo reformula cronograma para quitar débitos com mais de 900 fornecedores. Um questionamento

Leia mais

Por isso a Estrela do Mar executa, com esmero, serviços contábeis, administrativos, consultoria jurídica, cobranças e contratação de pessoal.

Por isso a Estrela do Mar executa, com esmero, serviços contábeis, administrativos, consultoria jurídica, cobranças e contratação de pessoal. Nossa Empresa Criada em, a Estrela do Mar administra condomínios baseada em diretrizes humanas e modernas. Trata, de forma diferenciada, questões administrativas, contábeis e jurídicas, para maior tranqüilidade

Leia mais

SENAR-AR/PB - SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DA PARAÍBA EDITAL Nº 001/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

SENAR-AR/PB - SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DA PARAÍBA EDITAL Nº 001/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO SENAR-AR/PB - SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DA PARAÍBA EDITAL Nº 001/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL Administração Regional

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ n. 17.271.982/0001-59, neste ato representado por seu Presidente, Sr. LÁZARO LUIZ GONZAGA;

Leia mais

CCS CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 19/ 2015. Processo Seletivo para BOLSISTA PARA ARTICULAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL E PODER PÚBLICO - PIAUÍ

CCS CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 19/ 2015. Processo Seletivo para BOLSISTA PARA ARTICULAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL E PODER PÚBLICO - PIAUÍ 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ - UECE CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CCS CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 19/ 2015 Processo Seletivo para BOLSISTA PARA ARTICULAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL E PODER PÚBLICO - PIAUÍ

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 3.984, DE 2012 (Do Sr. Jorge Tadeu Mudalen)

PROJETO DE LEI N.º 3.984, DE 2012 (Do Sr. Jorge Tadeu Mudalen) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 3.984, DE 2012 (Do Sr. Jorge Tadeu Mudalen) Altera a Lei nº 11.771, de 2008, para acrescentar incisos estabelecendo horário de entrada e saída de hóspedes em hotéis,

Leia mais

FACULDADE 7 DE SETEMBRO LABORATÓRIO DE PESQUISA DE OPINIÃO E MERCADO

FACULDADE 7 DE SETEMBRO LABORATÓRIO DE PESQUISA DE OPINIÃO E MERCADO FACULDADE 7 DE SETEMBRO LABORATÓRIO DE PESQUISA DE OPINIÃO E MERCADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO, FINS E OBJETIVOS Art. 1º As presentes normas visam regulamentar e disciplinar, em termos de sua administração,

Leia mais

01 REGIÃO METROPOLITANA 03 ENDEREÇO

01 REGIÃO METROPOLITANA 03 ENDEREÇO IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística Diretoria de Pesquisas Coordenação de Trabalho e Rendimento Gerência de Pesquisa Mensal PESQUISA MENSAL DE EMPREGO PME 1.0 QUESTIONÁRIO DE MÃO-DE-OBRA

Leia mais

PARÁGRAFO ÚNICO PARÁGRAFO PRIMEIRO

PARÁGRAFO ÚNICO PARÁGRAFO PRIMEIRO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO FIRMADA PERANTE O EXMO. DR. DELEGADO REGIONAL DO TRABALHO QUE ENTRE SI FAZEM O SINDICATO DOS AUXILIARES DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, LOCALIZADO À

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: CE001071/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/12/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR057155/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46205.017363/2009-25 DATA

Leia mais

ESTATUTO DA EMPRESA FAI JÚNIOR

ESTATUTO DA EMPRESA FAI JÚNIOR ESTATUTO DA EMPRESA FAI JÚNIOR Capitulo I - Denominação, Sede, Finalidade e Duração Artigo 1 - A associação civil tem com a denominação social: FAI JÚNIOR, e como o titulo do estabelecimento a expressão

Leia mais

EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES

EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES A Feira do Empreendedor é promovida pelo Sebrae desde 1992 em todos os estados do país. É considerado o maior evento presencial de

Leia mais

Lição 13. Direito Coletivo do Trabalho

Lição 13. Direito Coletivo do Trabalho Lição 13. Direito Coletivo do Trabalho Organização sindical: Contribuições, Convenções e Acordos Coletivos do Trabalho, Dissídio Coletivo, Direito de Greve (Lei nº 7.783, de 28/6/89). Comissões de Conciliação

Leia mais

27 e 28/05/2013 - Brasília DF - SEFIP VERSÃO 8.4 NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E CONECTIVIDADE SOCIAL ICP. Apresentação. Objetivo.

27 e 28/05/2013 - Brasília DF - SEFIP VERSÃO 8.4 NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E CONECTIVIDADE SOCIAL ICP. Apresentação. Objetivo. Apresentação O treinamento visa levar aos participantes as informações sobre como obter o certificado digital ICP, qual tipo de certificado necessário, como outorgar procurações eletrônicas, como enviar

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ACRE Tribunal de Justiça - Presidência

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ACRE Tribunal de Justiça - Presidência EDITAL N o 9/2012. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO ACRE, DESEMBARGADOR ADAIR LONGUINI, TORNA PÚBLICA A ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PRESTADORES

Leia mais

Parágrafo Único -- Não serão compensados os aumentos decorrentes de promoção, transferência, equiparação salarial e término de aprendizagem.

Parágrafo Único -- Não serão compensados os aumentos decorrentes de promoção, transferência, equiparação salarial e término de aprendizagem. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CELEBRADA ENTRE O SINDIMVET SINDICATO DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS DO ESTADO DE SÃO PAULO e SINPAVET SINDICATO PATRONAL DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS DO ESTADO DE SÀO PAULO PERÍODO

Leia mais