MC102 Algoritmos e Programação de Computadores

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MC102 Algoritmos e Programação de Computadores"

Transcrição

1 MC102 Algoritmos e Programação de Computadores Instituto de Computação UNICAMP Primeiro Semestre de 2014

2 Roteiro 1 Maior número 2 Soma de n números 3 Fatorial 4 Máximo Divisor Comum (MDC) 5 Números primos 6 Fatoração em números primos 7 Números de Fibonacci 8 Contagem do número de letras de uma frase 9 Conversão de números binários para decimais 10 Conversão de números decimais para binários 11 Exercícios Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

3 Introdução Vimos quais são os comandos de repetição em C: while do-while for Veremos agora alguns exemplos de utilização desses comandos. Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

4 Maior número Vamos escrever um programa que recebe n números (n 1) e descobre qual deles é o maior. O programa deve ter os seguintes passos: 1 Ler um número n. 2 Repetir n vezes a leitura de um número. 3 Determinar o maior número. Como determinar o maior? Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

5 Maior número A ideia é criarmos uma variável maior que sempre armazena o maior número lido até então. maior(n) ler um número maior repetir n-1 vezes ler um numero aux se aux > maior ent~ao maior = aux imprimir maior Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

6 Maior número #include <stdio.h> int main() { int i, n; double maior, aux; printf("digite a quantidade de numeros: "); scanf("%d", &n); printf("digite um numero: "); scanf("%lf", &maior); for (i = 1; i < n; i++) { printf("digite um numero: "); scanf("%lf", &aux); if (aux > maior) maior = aux; printf("maior numero: %.2f\n", maior); return 0; Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

7 Soma de n números Vamos escrever um programa que recebe n números e calcula a soma destes. Uma variável soma irá armazenar a soma dos números lidos. Ao ler um próximo número, como atualizar a soma? soma = soma + numero; soma += numero; É importante lembrar que a variável soma deve ser inicializada com o valor zero (elemento neutro da soma). Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

8 Soma de n números #include <stdio.h> int main() { int i, n; double aux, soma = 0; printf("quantidade de numeros: "); scanf("%d", &n); for (i = 1; i <= n; i++) { printf("digite um numero: "); scanf("%lf", &aux); soma = soma + aux; printf("soma dos numeros: %.2f\n", soma); return 0; Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

9 Fatorial Vamos escrever um programa que leia um número inteiro positivo n e calcule o valor do seu fatorial. O programa deve ter os seguintes passos: 1 Ler um número n. 2 Calcular n! = (n 1) n Como fazer este cálculo? Note que n não é fixo, portanto, temos que usar comandos de repetição. Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

10 Fatorial A ideia é criarmos uma variável fatorial que na i-ésima iteração do laço vale i! Note que (i + 1)! = (i + 1) i!, portanto, na (i + 1)-ésima iteração podemos fazer fatorial = (i+1) fatorial fatorial(n) fatorial = 1 para i de 1 até n faça fatorial = fatorial * i imprimir fatorial Note que a variável fatorial deve ser inicializada com o valor um (elemento neutro da multiplicação). Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

11 Fatorial #include <stdio.h> int main() { int i, n; unsigned int fatorial = 1; printf("digite numero inteiro (nao negativo): "); scanf("%d", &n); for (i = 1; i <= n; i++) fatorial = fatorial * i; printf("%d! = %d\n", n, fatorial); return 0; Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

12 Fatorial No exemplo anterior, o fatorial é calculado corretamente para n 14, entretanto, falha para n 15. Solução: Por quê? Podemos trocar o tipo da variável fatorial de unsigned int para unsigned long int ou mesmo por double. Com unsigned long int é possível calcular fatoriais até 20, enquanto que, com double, até 170 (neste caso, com perda de precisão numérica). Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

13 Fatorial #include <stdio.h> int main() { unsigned short int i, n; unsigned long int fatorial = 1; printf("digite numero inteiro (nao negativo): "); scanf("%hu", &n); for (i = 1; i <= n; i++) fatorial = fatorial * i; printf("%hu! = %lu\n", n, fatorial); return 0; Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

14 Fatorial #include <stdio.h> int main() { unsigned short int i, n; double fatorial = 1; printf("digite numero inteiro (nao negativo): "); scanf("%hu", &n); for (i = 1; i <= n; i++) fatorial = fatorial * i; printf("%hu! = %.0f\n", n, fatorial); return 0; Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

15 Máximo Divisor Comum (MDC) O algoritmo de Euclides para o cálculo do Máximo Divisor Comum (MDC) entre dois números inteiros positivos m e n, apresentado em 300 a.c., é um dos algoritmos mais antigos do mundo. O algoritmo pode ser resumido na seguinte fórmula: { m, se n = 0 mdc(m, n) = mdc(n, m % n), se n > 0 Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

16 Máximo Divisor Comum (MDC) #include <stdio.h> int main() { int m, n, aux; printf("entre com dois numeros inteiros positivos: "); scanf("%d %d", &m, &n); while (n > 0) { aux = n; n = m % n; m = aux; printf("mdc = %d\n", m); return 0; Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

17 Números primos Um número é primo se ele tem exatamente dois divisores naturais distintos: o número um e ele mesmo. O programa deve ter os seguintes passos: 1 Ler um número n. 2 Testar se nenhum dos números entre 2 e n 1 divide n. Lembre-se que o operador % retorna o resto da divisão inteira. Portanto (a % b) é zero se, e somente se, b divide a. Note que não é necessário testar os números entre n/2 + 1 e n 1. De fato é possível testar menos números ainda... 1 Se n = a b, sendo n, a e b números naturais e a b, então a n b. 2 Logo, precisamos testar apenas os números inteiros entre 2 e n. Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

18 Números primos primo(n) aux = 2 primo = verdadeiro enquanto primo e aux <= n/2 faça se aux for um divisor de n ent~ao primo = falso aux = aux + 1 imprimir primo Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

19 Números primos #include <stdio.h> int main() { unsigned int i, n, primo = 1; printf("digite um numero inteiro: "); scanf("%u", &n); for (i = 2; primo && (i <= n/2); i++) if ((n % i) == 0) primo = 0; if (primo) printf("numero primo\n"); else printf("numero composto\n"); return 0; Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

20 Números primos #include <stdio.h> #include <math.h> int main() { unsigned int i, n, primo = 1; printf("digite um numero inteiro: "); scanf("%u", &n); for (i = 2; primo && (i <= sqrt(n)); i++) if ((n % i) == 0) primo = 0; if (primo) printf("numero primo\n"); else printf("numero composto\n"); return 0; Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

21 Fatoração em números primos Dado um número inteiro positivo n, como fatorá-lo em números primos? Podemos verificar todos os candidatos a fatores de n, ou seja, números menores ou iguais a n. Seja fator o número que está sendo testado numa certa iteração. Se fator for um divisor de n, então imprima fator e divida n por fator. Caso contrário, incremente fator. Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

22 Fatoração em números primos #include <stdio.h> int main() { unsigned int n, fator = 2; printf("digite um numero inteiro positivo: "); scanf("%u", &n); printf("%d = 1", n); while (n > 1) { if ((n % fator) == 0) { printf(" x %d", fator); n = n / fator; else fator++; printf("\n"); return 0; Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

23 Números de Fibonacci A série de Fibonacci é: 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13,... Ou seja, o n-ésimo termo é a soma dos dois anteriores tal que F (1) = 1 e F (2) = 1. F (n) = F (n 1) + F (n 2) Como escrever um programa que imprime os primeiros n números da série? Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

24 Números de Fibonacci fibonacci(n) atual = 1 proximo = 1 para i de 1 até n faça imprimir atual temp = atual + proximo atual = proximo proximo = temp Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

25 Números de Fibonacci #include <stdio.h> int main() { unsigned long int n, atual = 1, proximo = 1, temp, i; printf("digite um numero inteiro positivo: "); scanf("%lu", &n); for (i = 1; i <= n; i++) { printf("%lu\n", atual); temp = atual + proximo; atual = proximo; proximo = temp; return 0; Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

26 Contagem do número de letras de uma frase Considere o seguinte problema, dada uma sequência de caracteres (uma frase, por exemplo) determinar o seu número de letras. Usando a tabela ASCII, como determinar se um caractere é uma letra? Letras maiúsculas: de 65 ( A ) a 90 ( Z ) Letras minúsculas: de 97 ( a ) a 122 ( z ) Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

27 Contagem do número de letras de uma frase #include <stdio.h> int main() { char c; int letras = 0; printf("digite uma frase: "); do { scanf("%c", &c); if (((c >= 65) && (c <= 90)) ((c >= 97) && (c <= 122))) letras++; while (c!= \n ); printf("a frase contem %d letras.\n", letras); return 0; Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

28 Contagem do número de letras de uma frase #include <stdio.h> int main() { char c; int letras = 0; printf("digite uma frase: "); do { scanf("%c", &c); if (((c >= A ) && (c <= Z )) ((c >= a ) && (c <= z ))) letras++; while (c!= \n ); printf("a frase contem %d letras.\n", letras); return 0; Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

29 Conversão de números binários para decimais Sabemos que um computador armazena todas as informações na forma binária, portanto, é útil saber como converter números decimais em binários (e vice-e-versa). Dado um número binário b n b n 1... b 2 b 1 b 0, este corresponde na forma decimal a: n b i 2 i Exemplos: i=0 101 = = = = = 628 Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

30 Conversão de números binários para decimais Vamos supor que lemos um inteiro binário. Ou seja, ao lermos n = 111 assumimos que este é um número binário (e não cento e onze ). Como transformar este número no correspondente valor decimal (7, neste caso)? Podemos usar a expressão: n b i 2 i i=0 Para isso, entretanto, devemos conseguir recuperar os dígitos binários (bits) individualmente. Note que: n % 10 recupera o último dígito de n. n = n / 10 remove o último dígito de n. Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

31 Conversão de números binários para decimais #include <stdio.h> int main() { unsigned long int n, dec = 0, pot = 1, bit; printf("digite um numero binario: "); scanf("%lu", &n); while (n > 0) { bit = n % 10; n = n / 10; dec = dec + (bit * pot); pot = pot * 2; printf("%lu\n", dec); return 0; Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

32 Conversão de números decimais para binários Agora, dado um número em decimal, como obter o correspondente em binário? Qualquer número pode ser escrito como uma soma de potências de 2: 6 = = O que acontece se dividirmos, sucessivamente, um número decimal por 2? Vamos testar com o número 13: 13/2 = 6, com resto 1 6/2 = 3, com resto 0 3/2 = 1, com resto 1 1/2 = 0, com resto 1 Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

33 Conversão de números decimais para binários #include <stdio.h> int main() { unsigned long int n, bin = 0, pot = 1, bit; printf("digite um numero decimal: "); scanf("%lu", &n); while (n > 0) { bit = n % 2; n = n / 2; bin = bin + (bit * pot); pot = pot * 10; printf("%lu\n", bin); return 0; Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

34 Exercícios Um número inteiro é dito perfeito se a soma dos seus divisores (excluindo ele mesmo) é igual ao próprio número. Dado um número inteiro n, escreva um programa que determine se ele é perfeito. Dado um número x qualquer e um número inteiro não negativo n, escreva um programa para calcular o valor de x n, sem usar a biblioteca matemática (math.h). Dado um número inteiro positivo n escrito na base x, converta-o para a base y, sendo que x e y também são fornecidos como entrada do seu programa (2 x, y 10). Instituto de Computação (UNICAMP) MC102 Primeiro Semestre de / 45

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero Linguagem C Prof.ª Márcia Jani Cícero A estrutura Básica de um Programa em C Consiste em uma ou várias funções ou programas. main( ) // primeira função a ser executada // inicia a função // termina a função

Leia mais

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Introdução O objetivo desta aula prática é exercitar comandos de entrada e saída simples

Leia mais

Estruturas de Repetição. for() while() do-while() break; continue;

Estruturas de Repetição. for() while() do-while() break; continue; Estruturas de Repetição for() while() do-while() break; continue; 1 Auto-Ajuda (!) Como ajudar a solucionar erros básicos do meu programa? Verificar os ; Verificar se não há comandos em maiúsculas; Verificar

Leia mais

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo Programação Básica Estrutura de um algoritmo Código-fonte Como vimos na aula anterior um algoritmo pode ser representado usando um fluxograma Um algoritmo pode também ser representado usando texto Esse

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição

Leia mais

MC-102 Aula 09 Comandos Repetitivos

MC-102 Aula 09 Comandos Repetitivos MC-102 Aula 09 Comandos Repetitivos Instituto de Computação Unicamp 25 de Agosto de 2015 Roteiro 1 Laços Encaixados Números Primos Dados Mega-Sena 2 Exercícios (Instituto de Computação Unicamp) MC-102

Leia mais

Estruturas de Repetição

Estruturas de Repetição Estruturas de Repetição Introdução No capítulo anterior verificamos que a execução seqüencial dos comandos da função main nos limita a programação de algoritmos muito simples. Passamos, então, a dedicar

Leia mais

MC-102 Aula 09 Comandos Repetitivos

MC-102 Aula 09 Comandos Repetitivos MC-102 Aula 09 Comandos Repetitivos Instituto de Computação Unicamp 15 de Setembro de 2016 Roteiro 1 Laços Encaixados Números Primos Dados Mega-Sena 2 Exercícios (Instituto de Computação Unicamp) MC-102

Leia mais

MC-102 - Teste de Mesa e Comandos Repetitivos

MC-102 - Teste de Mesa e Comandos Repetitivos MC-102 - Teste de Mesa e Comandos Repetitivos Elaborado por Raoni Teixeira e Editado por Danillo Roberto Pereira Instituto de Computação Unicamp Primeiro Semestre de 2013 Introdução Introdução Pode acontecer

Leia mais

MC-102 Aula 17 Strings e Matrizes

MC-102 Aula 17 Strings e Matrizes MC-102 Aula 17 Strings e Matrizes Instituto de Computação Unicamp 5 de Maio de 2015 Roteiro 1 Strings Strings: Exemplos 2 Matrizes Exemplos com Matrizes 3 Exercícios (Instituto de Computação Unicamp) MC-102

Leia mais

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1 AULA 15 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1 15.1 O comando enquanto-faca- Considere o problema de escrever um algoritmo para ler um número inteiro positivo, n, e escrever todos os números inteiros de 1 a

Leia mais

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010 Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 3 de setembro de 2010 1 Introdução O objetivo desta aula prática é exercitar o uso de variáveis de vários tipos

Leia mais

Solucionário de. Programação

Solucionário de. Programação Solucionário de Programação Questão 1 Fazer um programa que mostre na tela o valor da variável x inteiro e y real, atribua a x 8 e a y 2.5 vezes o valor de x. int x; float y; x=8; y=2.5 * x; printf("x=%d\n",x);

Leia mais

MC-102 Aula 14. Instituto de Computação Unicamp. 29 de Setembro de 2016

MC-102 Aula 14. Instituto de Computação Unicamp. 29 de Setembro de 2016 MC-102 Aula 14 Funções II Instituto de Computação Unicamp 29 de Setembro de 2016 Roteiro 1 Escopo de Variáveis: variáveis locais e globais 2 Exemplo Utilizando Funções 3 Vetores, Matrizes e Funções Vetores

Leia mais

Este texto contém algumas dicas de programação para resolução de exercícios do curso de Introdução à Programação.

Este texto contém algumas dicas de programação para resolução de exercícios do curso de Introdução à Programação. Dicas de Programação Ronaldo F. Hashimoto e Leliane N. de Barros Este texto contém algumas dicas de programação para resolução de exercícios do curso de Introdução à Programação. Ao final dessa aula você

Leia mais

Analise o código abaixo:

Analise o código abaixo: Recursão - introdução Analise o código abaixo: 1 # include 2 # include 3 int Fatorial ( int x) 4 int k, s =1; for (k =0;k

Leia mais

Aula 7 - Mais problemas com inteiros

Aula 7 - Mais problemas com inteiros Aula 7 - Mais problemas com inteiros Já vimos nas aulas anteriores alguns detalhes de operações com inteiros. a) A divisão é inteira e o resultado é truncado b) Existe o operador % (resto da divisão) c)

Leia mais

Linguagens de programação. Introdução ao C (continuação)

Linguagens de programação. Introdução ao C (continuação) Linguagens de programação Introdução ao C (continuação) M@nso 2003 Sumário Introdução à programação Linguagem C Repetição de instruções Ciclos com controlo inicial ciclo While ciclo For Ciclos com controlo

Leia mais

José Romildo Malaquias 2011-1

José Romildo Malaquias 2011-1 Programação de Computadores I Aula 08 Programação: Estruturas de Repetição José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/58 Motivação Como imprimir os três

Leia mais

DURAÇÃO DA PROVA: 2 horas

DURAÇÃO DA PROVA: 2 horas MAC2166 Introdução à Computação Escola Politécnica Segunda Prova 19 de maio de 2015 Nome: Assinatura: N ō USP: Turma: Professor: Instruções: 1. Não destaque as folhas deste caderno. 2. A prova contém 4

Leia mais

Estrutura do programa

Estrutura do programa Linguagem C Estrutura do programa Exemplo: #include #include main() { printf( Ola, mundo! ); system( pause ); }

Leia mais

a) Defina uma função para obter o máximo entre dois números

a) Defina uma função para obter o máximo entre dois números IP, Resoluções comentadas, Semana 2 jrg, vs 002, Out-2012 a) Defina uma função para obter o máximo entre dois números A versão mais imediata talvez seja esta: public static int maior ( int a, int b ) {

Leia mais

Exercícios de Linguagem C

Exercícios de Linguagem C Exercícios de Linguagem C Aspectos básicos 1. Fazer um programa para receber um número inteiro de segundos do usuário e imprimir a quantidade correspondente em horas, minutos e segundos. 2. Fazer um programa

Leia mais

LP II Estrutura de Dados

LP II Estrutura de Dados LP II Estrutura de Dados Linguagem C Seleção e Repetição Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Estruturas de Seleção Simples Composta Aninhada Estruturas de

Leia mais

Exercícios - Questões Objetivas

Exercícios - Questões Objetivas Exercícios - Questões Objetivas Apresentação 02 - Tipos de Dados 1. O nome de uma variável é criado por um programador devendo seguir algumas regras, são listas de nomes válidos, EXCETO: a) Nota1, Nota2,

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3 Algoritmos e Estruturas de Dados I Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3 Laboratório de AEDS 1 Aula 01 Linguagens de Programação Cada linguagem de programação obedece

Leia mais

INF 1005 Programação I

INF 1005 Programação I INF 1005 Programação I Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição de constantes:

Leia mais

Italo Valcy

Italo Valcy <italo@dcc.ufba.br> Programação C Módulo 01 Introdução à linguagem C Italo Valcy www.ieee.org/ufba Italo Valcy Programação em C Licença de uso e distribuição Todo o material aqui disponível pode, posteriormente,

Leia mais

3ª Lista de Exercícios de Programação I

3ª Lista de Exercícios de Programação I 3ª Lista de Exercícios de Programação I Instrução As questões devem ser implementadas em C, apoiadas por representação em algoritmo para planejamento. 1. Desenvolva um programa que leia dois valores a

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4 Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1 Estruturas Básicas Aula Tópico 4 1 Problema 3 Exibir o maior número inteiro que pode ser representado no computador. 2 Qual o maior número inteiro? Para

Leia mais

Resolução de Algoritmos

Resolução de Algoritmos Resolução de Algoritmos Disciplina: Algoritmos e Programação Luciano Moraes Da Luz Brum Universidade Federal do Pampa Unipampa Campus Bagé Email: lucianobrum18@gmail.com Tópicos Resolução dos exercícios

Leia mais

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores ! Variáveis, Tipos de Dados e Operadores Engenharias Informática Aplicada 2.o sem/2013 Profa Suely (e-mail: smaoki@yahoo.com) VARIÁVEL VARIÁVEL É um local lógico, ligado a um endereço físico da memória

Leia mais

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica.

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Computação L2 Linguagem C++ ovsj@cin.ufpe.br Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Alfabeto São os símbolos ( caracteres ) permitidos na linguagem: Letras (maiúsculas e minúsculas);

Leia mais

PROGRAMAÇÃO INSTRUÇÕES DA LINGUAGEM C

PROGRAMAÇÃO INSTRUÇÕES DA LINGUAGEM C PROGRAMAÇÃO INSTRUÇÕES DA LINGUAGEM C 1 2 Repetição 1 Enquanto 'C' é verdadeira Fazer? 3 Repetição 1 Enquanto 'C' é verdadeira Fazer? while (C)?; 4 Enunciado: Construa um algoritmo para mostrar os 100

Leia mais

Estruturas de Controle de Fluxo

Estruturas de Controle de Fluxo Aula Prática IX Aula Prática IX Teoria Estruturas de Controle de Fluxo Instrução condicional simples Em pseudocódigo: Na linguagem C: se entao fimse if ()

Leia mais

INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C

INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C Aula 01 Programação em Microinformática Prof. Allbert Velleniche de Aquino Almeida E-mail: professor@allbert.com.br Site: http://www.allbert.com.br Histórico O C nasceu na década

Leia mais

Estruturas de Repetição na Linguagem C. Slides da Prof. Deise Saccol

Estruturas de Repetição na Linguagem C. Slides da Prof. Deise Saccol Estruturas de Repetição na Linguagem C Slides da Prof. Deise Saccol 1 Comando for Estrutura de repetição for (var=valor inicial; condição; incremento) comando; for (var=valor inicial; condição; incremento)

Leia mais

2º Roteiro de Laboratório Estruturas condicionais

2º Roteiro de Laboratório Estruturas condicionais 2º Roteiro de Laboratório Estruturas condicionais Tópicos abordados 1. Estruturas if e if/ 1.1. Sintaxe 1.2. Exemplo: par_impar.c 2. Aplicação 2.1. Problema resolvido: [PR 1] 2.2. Problemas propostos:

Leia mais

Introdução à Linguagem C. Adaptado de slides das Profas. Patrícia Jaques, Mônica Py, Deise Saccol e Vania Bogorny

Introdução à Linguagem C. Adaptado de slides das Profas. Patrícia Jaques, Mônica Py, Deise Saccol e Vania Bogorny Introdução à Linguagem C Adaptado de slides das Profas. Patrícia Jaques, Mônica Py, Deise Saccol e Vania Bogorny 1 Histórico da Linguagem C Criada por Denis Ritchie, na década de 1970, para uso em um computador

Leia mais

Algoritmos de Busca em Tabelas

Algoritmos de Busca em Tabelas Dentre os vários algoritmos fundamentais, os algoritmos de busca em tabelas estão entre os mais usados. Considere por exemplo um sistema de banco de dados. As operações de busca e recuperação dos dados

Leia mais

Capítulo 5: Repetições

Capítulo 5: Repetições Capítulo 5: Repetições INF1004 e INF1005 Programação 1 Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Construção de Laços Repetição: Diversos problemas de difícil solução podem ser resolvidos

Leia mais

MC-102 Aula 19 Registros

MC-102 Aula 19 Registros MC-102 Aula 19 Registros Instituto de Computação Unicamp 4 de Maio de 2015 Roteiro 1 Registros 2 Redefinição de tipos (Instituto de Computação Unicamp) MC-102 Aula 19 4 de Maio de 2015 2 / 17 Registros

Leia mais

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C Capítulo 2: Introdução à Linguagem C INF1005 Programação 1 Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Programa Programa é um algoritmo escrito em uma linguagem de programação. No nosso

Leia mais

Introdução à Programação em C (I)

Introdução à Programação em C (I) Introdução à Programação em C (I) Factorial Definição de função para cálculo de factorial Scheme (define (factorial n) (if (= n 1) 1 (* n (factorial (- n 1))))) C int factorial (int n) { if (n == 1) return

Leia mais

MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis

MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis Variáveis Variáveis são locais onde armazenamos valores na memória. Toda variável é caracterizada por um nome, que a identifica em um programa,

Leia mais

double pcompra[1000], pvenda[1000], codclient[1000]; //sempre que o usuário voltar ao menu principal ele poderá

double pcompra[1000], pvenda[1000], codclient[1000]; //sempre que o usuário voltar ao menu principal ele poderá /*Algortimo de Controle de Estoque e Cadastro*/ #include #include main(){ int i, op, op2, qtd, entradaestoque, consulproduto, consulcliente,cod[1000],estoque[1000]; double pcompra[1000],

Leia mais

Estruturas de Decisão. Adaptado de Deise Saccol

Estruturas de Decisão. Adaptado de Deise Saccol Estruturas de Decisão Adaptado de Deise Saccol 1 ESTRUTURAS DE DECISÃO Comandos de decisão ou desvio fazem parte das técnicas de programação, para construir estruturas de algoritmos que não são totalmente

Leia mais

Introdução à Programação em C (I)

Introdução à Programação em C (I) Introdução à Programação em C (I) IAED Tagus, 2009/2010 Organização de Ficheiros em C Organização Típica de Ficheiros em C Inclusão de bibliotecas de sistema Inclusão de bibliotecas locais Definição de

Leia mais

Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples

Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples SSC0101 - ICC1 Teórica Introdução à Ciência da Computação I Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples Prof. Vanderlei Bonato: vbonato@icmc.usp.br Prof. Claudio Fabiano Motta Toledo: claudio@icmc.usp.br

Leia mais

Lista de Exercícios 06 Modularização (Procedimentos e Funções)

Lista de Exercícios 06 Modularização (Procedimentos e Funções) Lista de Exercícios 06 Modularização (Procedimentos e Funções) Procedimentos: Passagem de parâmetros. 1) Escreva um procedimento que receba um número inteiro e imprima o mês correspondente ao número. Por

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo LAÇOS Laços são comandos da linguagem

Leia mais

Sistemas de Numeração.

Sistemas de Numeração. Sistemas de Numeração. No início deste curso dissemos que computadores só entendem informações em números binários, hexadecimais ou octais. Agora teremos a oportunidade de conhecer mais a fundo esses sistemas

Leia mais

Programas simples em C

Programas simples em C Programas simples em C Problema 1. Escreve um programa em C que dados dois inteiros indique se são iguais ou qual o maior. Utilizar a construção em 5 etapas... quais? 1. Perceber o problema 2. Ideia da

Leia mais

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul Ciência da Computação Algoritmos e Estruturas de Dados I (AED-I) Prof. Nilton

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul Ciência da Computação Algoritmos e Estruturas de Dados I (AED-I) Prof. Nilton Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul Ciência da Computação Algoritmos e Estruturas de Dados I (AED-I) Prof. Nilton nilton@comp.uems.br Introdução A linguagem C foi inventada por Dennis Ritchie e

Leia mais

Introdução à Algoritmos INF 1005 e INF Programação I

Introdução à Algoritmos INF 1005 e INF Programação I Introdução à Algoritmos INF 1005 e INF1004 - Programação I Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática 1 Algoritmo: Conceito Sequência finita e não ambígua de passos para a solução de

Leia mais

INF 1005 Programação I

INF 1005 Programação I INF 1005 Programação I Aula 12 Cadeia de Caracteres (Strings) Edirlei Soares de Lima Caracteres Até o momento nós somente utilizamos variáveis que armazenam números (int, float ou

Leia mais

Linguagem C: funções e ponteiros. Prof. Críston Algoritmos e Programação

Linguagem C: funções e ponteiros. Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C: funções e ponteiros Prof. Críston Algoritmos e Programação Funções Recurso das linguagens de programação que permite dar um nome para um conjunto de instruções Facilita a reutilização de algoritmos

Leia mais

Sub-rotinas. 2014/2 Programação Básica de Computadores (INF 09325) Freddy Brasileiro

Sub-rotinas. 2014/2 Programação Básica de Computadores (INF 09325) Freddy Brasileiro Sub-rotinas 2014/2 Programação Básica de Computadores (INF 09325) Freddy Brasileiro www.inf.ufes.br/~fbrasileiro fbrasileiro@inf.ufes.br Programa / Bibliografia 4. Sub-programas e funções 1. Funções e

Leia mais

Vetores. Vetores. Figura 1 Exemplo de vetor com 10 elementos

Vetores. Vetores. Figura 1 Exemplo de vetor com 10 elementos Vetores Nos capítulos anteriores estudamos as opções disponíveis na linguagem C para representar: Números inteiros em diversos intervalos. Números fracionários com várias alternativas de precisão e magnitude.

Leia mais

SISTEMAS DE NUMERAÇÃO. Introdução à Ciência da Computação ICC0001

SISTEMAS DE NUMERAÇÃO. Introdução à Ciência da Computação ICC0001 SISTEMAS DE NUMERAÇÃO Introdução à Ciência da Computação ICC0001 2 Histórico Como surgiram os sistemas de numeração? Primeiro: As pessoas precisavam contar... Dias, rebanho, árvores e tudo mais... Segundo:

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Introdução a Computação Aula 02 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Lógica de Programação Lógica de Programação é a técnica de criar sequências lógicas de ações para

Leia mais

Edwar Saliba Júnior. Dicas, Comandos e Exemplos Comparativos entre Linguagem Algorítmica e Linguagem C

Edwar Saliba Júnior. Dicas, Comandos e Exemplos Comparativos entre Linguagem Algorítmica e Linguagem C Edwar Saliba Júnior Dicas, Comandos e Exemplos Comparativos entre Linguagem Algorítmica e Linguagem C Belo Horizonte 2010 Sumário 1 Nota:... 2 2 Comandos e Palavras Reservadas:... 3 3 Dicas... 4 3.1 Strings

Leia mais

Tipos Abstratos de Dados

Tipos Abstratos de Dados Tipos Abstratos de Dados Prof. Túlio Toffolo http://www.toffolo.com.br BCC202 Aula 03 Algoritmos e Estruturas de Dados I Qual a diferença entre um algoritmo e um programa? Algoritmos e Estruturas de Dados

Leia mais

Estruturas de entrada e saída

Estruturas de entrada e saída capa Estruturas de entrada e saída - A linguagem C utiliza de algumas funções para tratamento de entrada e saída de dados. - A maioria dessas funções estão presentes na biblioteca . - As funções

Leia mais

Capítulo 2 Operadores. A função scanf()

Capítulo 2 Operadores. A função scanf() Capítulo 2 Operadores A função scanf() A função scanf() é outra das funções de E/S implementadas em todos os compiladores e nos permite ler dados formatados da entrada padrão (teclado). Sintaxe: scanf(

Leia mais

Simulado de Linguagem de Programação Java

Simulado de Linguagem de Programação Java Simulado de Linguagem de Programação Java 1. Descreva o processo de criação de programas em Java, desde a criação do código-fonte até a obtenção do resultado esperado, por meio de sua execução. Cite as

Leia mais

Instruções de repetição

Instruções de repetição Folha Prática Instruções de repetição 1 Instruções de repetição Repetição (e componentes associadas a qualquer repetição: inicialização, teste da condição de paragem e actualização) Repetição com teste

Leia mais

Working 03 : Conceitos Básicos II

Working 03 : Conceitos Básicos II Universidade Federal do Espirito Santo Centro Tecnologico Working 03 : Conceitos Básicos II Objetivos: Dominar a construção de estruturas de seleção em C; Aperfeiçoarse na resolução de problemas, da primeira

Leia mais

PROGRAMAÇÃO FUNÇÕES NA LINGUAGEM C

PROGRAMAÇÃO FUNÇÕES NA LINGUAGEM C PROGRAMAÇÃO FUNÇÕES NA LINGUAGEM C 1 Enunciado: a)implementar a função maior que devolve o maior de dois números inteiros passados como parâmetro; b)construir um programa em C que determine o maior de

Leia mais

Exercício 1. Tabela 1: Cadastro de usuários, senhas e privilégios (exemplo). Login Senha Privilégio Armamento

Exercício 1. Tabela 1: Cadastro de usuários, senhas e privilégios (exemplo). Login Senha Privilégio Armamento 1/5 Exercício 1 Um sistema de segurança militar, usado num submarino nuclear, controla o acesso de usuários a três subsistemas (armamento, navegação e comunicações) através da digitação do login do usuário

Leia mais

Introdução a Programação

Introdução a Programação Introdução a Programação Prof. André Gustavo Duarte de Almeida andre.almeida@ifrn.edu.br docente.ifrn.edu.br/andrealmeida Aula 02 Primeiro Programa Roteiro Primeiros Passos Variáveis Expressões Comandos

Leia mais

Exercícios: Comandos de Repetição

Exercícios: Comandos de Repetição Universidade Federal de Uberlândia - UFU Faculdade de Computação - FACOM Lista de exercícios de programação em linguagem C Exercícios: Comandos de Repetição 1. Faça um programa que determine o mostre os

Leia mais

20 Caracteres - Tipo char

20 Caracteres - Tipo char 0 Caracteres - Tipo char Ronaldo F. Hashimoto e Carlos H. Morimoto Até agora vimos como o computador pode ser utilizado para processar informação que pode ser quantificada de forma numérica. No entanto,

Leia mais

Aula Teórica 06. Material Didático Proposto. Conteúdos da Aula. Estruturas de Repetição Exercícios

Aula Teórica 06. Material Didático Proposto. Conteúdos da Aula. Estruturas de Repetição Exercícios Universidade Federal de Ouro Preto -UFOP Departamento de Computação - DECOM Comissão da Disciplina Programação de Computadores I CDPCI Programação de Computadores I BCC701 2014/1 Aula Teórica 06 Material

Leia mais

MC-102 - Slide 13 Noções de eficiência e buscas

MC-102 - Slide 13 Noções de eficiência e buscas MC-102 - Slide 13 Noções de eficiência e buscas Elaborado por Raoni Teixeira e Editado por Danillo Roberto Pereira Instituto de Computação Unicamp Primeiro Semestre de 2013 Introdução Por que usar computadores?

Leia mais

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10 1. TIPOS DE DADOS... 3 1.1 DEFINIÇÃO DE DADOS... 3 1.2 - DEFINIÇÃO DE VARIÁVEIS... 3 1.3 - VARIÁVEIS EM C... 3 1.3.1. NOME DAS VARIÁVEIS... 3 1.3.2 - TIPOS BÁSICOS... 3 1.3.3 DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS...

Leia mais

Introdução a C Tipos de Dados Variáveis Operadores

Introdução a C Tipos de Dados Variáveis Operadores Introdução a C Tipos de Dados Variáveis Operadores INF1005 Programação I Prof. Hélio Lopes lopes@inf.puc-rio.br sala 408 RDC 1 introdução a C tópicos ciclo de desenvolvimento sistemas numéricos tipos de

Leia mais

INF 1620 P1-10/04/02 Questão 1 Nome:

INF 1620 P1-10/04/02 Questão 1 Nome: INF 1620 P1-10/04/02 Questão 1 Considere uma disciplina que adota o seguinte critério de aprovação: os alunos fazem duas provas (P1 e P2) iniciais; se a média nessas duas provas for maior ou igual a 5.0,

Leia mais

Curso de C: uma breve introdução

Curso de C: uma breve introdução V Semana de Engenharia Elétrica - UFBA Licença de uso e distribuição Todo o material aqui disponível pode, posteriormente, ser utilizado sobre os termos da: Creative Commons License:

Leia mais

Estruturas%de%seleção%

Estruturas%de%seleção% Estruturas'de'seleção' 93% Execução'condicional' Etapa'em'um'programa'onde'uma'condição'é'avaliada'e,'dependendo'do' resultado,'diferentes'ações'podem'ser'realizadas.' 94% Condicional'simples' Uma'ou'mais'ações'serão'executadas'se,'

Leia mais

Estrutura de Seleção Múltipla Switch

Estrutura de Seleção Múltipla Switch Estrutura de Seleção Múltipla Switch Disciplina: Algoritmos e Programação Luciano Moraes Da Luz Brum Universidade Federal do Pampa Unipampa Campus Bagé Email: lucianobrum18@gmail.com Horários de atendimento:

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÓFONA DE HUMANIDADES E TECNOLOGIAS 1º Semestre 2007/2008

UNIVERSIDADE LUSÓFONA DE HUMANIDADES E TECNOLOGIAS 1º Semestre 2007/2008 UNIVERSIDADE LUSÓFONA DE HUMANIDADES E TECNOLOGIAS 1º Semestre 2007/2008 Introdução à Programação em C 28/01/2008 Leia com atenção as perguntas e justifique cuidadosamente todas as respostas 1. Descreva,

Leia mais

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO PROVA PARA TRANSFERÊNCIA

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO PROVA PARA TRANSFERÊNCIA COM. 1 CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO PROVA PARA TRANSFERÊNCIA 1. A CEF concederá um crédito especial com juros de 2% aos seus clientes de acordo com o saldo médio no último ano. Escreva um programa em C que leia

Leia mais

Procedimento. Função. Selecção Condicional - a instrução if-then-else. expressão if lógica then instrução else instrução

Procedimento. Função. Selecção Condicional - a instrução if-then-else. expressão if lógica then instrução else instrução Métodos de Programação I 2. 20 2.2.8 ESTRUTURAS DE CONTROLO Estruturas de controlo são instruções especiais em Pascal que permitem controlar o fluxo de sequência de instruções, alterando a ordem sequencial

Leia mais

Programação Básica em C

Programação Básica em C Linguagem C - Notas de Aula Prof ā. Carmem Hara e Prof. Wagner Zola Revisão: Prof. Armando Luiz N. Delgado Maio 2008 Parte I Programação Básica em C Estas notas de aula apresentam os conceitos básicos

Leia mais

Lista de Exercícios Algoritmos Vetores. 10) Escreva um algoritmo em PORTUGOL que armazene em um vetor todos os números

Lista de Exercícios Algoritmos Vetores. 10) Escreva um algoritmo em PORTUGOL que armazene em um vetor todos os números Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG Instituto de Ciências Eatas - ICE Disciplina: Programação de Computadores Professor: David Menoti (menoti@dcc.ufmg.br) Monitor: João Felipe Kudo (joao.felipe.kudo@terra.com.br)

Leia mais

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Programa em Linguagem Algorítmica Nesse curso nós vamos utilizar a linguagem algorítmica para

Leia mais

cadeia de caracteres (string) INF Programação I Prof. Roberto Azevedo

cadeia de caracteres (string) INF Programação I Prof. Roberto Azevedo cadeia de caracteres (string) INF1005 -- Programação I -- 2016.1 Prof. Roberto Azevedo razevedo@inf.puc-rio.br cadeia de caracteres (string) tópicos caracteres cadeia de caracteres referência Capítulo

Leia mais

BCC202 - Estrutura de Dados I

BCC202 - Estrutura de Dados I BCC202 - Estrutura de Dados I Aula 03: Tipos Abstratos de Dados (TADs) Reinaldo Fortes Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP Departamento de Ciência da Computação, DECOM Website: www.decom.ufop.br/reifortes

Leia mais

FACULDADE CAMPO LIMPO PAULISTA BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. Projeto a Análise de Algoritmos I Lista de Exercícios 1

FACULDADE CAMPO LIMPO PAULISTA BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. Projeto a Análise de Algoritmos I Lista de Exercícios 1 FACULDADE CAMPO LIMPO PAULISTA BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Projeto a Análise de Algoritmos I Lista de Exercícios 1 Prof. Osvaldo. 1. Descreva alguns problemas associados ao emprego de metodologias

Leia mais

Exercícios Aula Prática XIV

Exercícios Aula Prática XIV Aula Prática XIV 33) Construa o código fonte de uma função em C que receba um número inteiro positivo, o qual representa a posição de um determinado termo na sequência de Fibonacci, a função deve retornar

Leia mais

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C Resumo da Introdução de Prática de Programação com C A Linguagem C O C nasceu na década de 70. Seu inventor, Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando um DEC PDP-11 rodando o sistema operacional

Leia mais

Funções e Estrutura de Blocos

Funções e Estrutura de Blocos Funções e Estrutura de Blocos Funções devolvem em geral um valor calculado pela mesma. O próprio programa principal é uma função. Em vez de main () podemos escrever int main(), significando isto que o

Leia mais

Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída. Prof. Críston Algoritmos e Programação

Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída. Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C Linguagem de uso geral (qualquer tipo de aplicação) Uma das linguagens mais utilizadas Foi utilizada

Leia mais

Module Introduction. Programação. Cap. 4 Algoritmos e Programação Estruturada

Module Introduction. Programação. Cap. 4 Algoritmos e Programação Estruturada 5374 : Engenharia Informática 6638 : Tecnologias e Sistemas de Informação 9099 : Bioengenharia 10135 : Ciências Biomédicas Cap. 4 Algoritmos e Estruturada Module Introduction Algoritmos e Estruturada Objectivos:

Leia mais

Modularização: Funções em C

Modularização: Funções em C Modularização: Funções em C Notas de Aula Prof. Francisco Rapchan www.geocities.com/chicorapchan Muitas vezes um problema grande pode ser resolvido mais facilmente se for dividido em pequenas partes. Tratar

Leia mais

Linguagens de Programação I

Linguagens de Programação I Linguagens de Programação I Tema # 8 Strings e Estruturas Susana M Iglesias 1 STRINGS - INTRODUÇÃO Strings (cadeia de caracteres): é uma serie de caracteres que podem ser tratados como uma unidade simples,

Leia mais

Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS

Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS Avaliação individual. A interpretação das questões faz parte da avaliação. Não é permitida conversa bem como troca de materiais entre os alunos; 1)

Leia mais

Princípios de programação em Linguagem C Cesar Tadeu Pozzer UFSM 16/08/2010

Princípios de programação em Linguagem C Cesar Tadeu Pozzer UFSM 16/08/2010 Princípios de programação em Linguagem C Cesar Tadeu Pozzer UFSM 16/08/2010 Introdução a Programação em Linguagem C Antes de um algoritmo ser executado no computador, ele deve ser traduzido em uma linguagem

Leia mais

Comandos de repetição while

Comandos de repetição while Programação de Computadores I UFOP DECOM 2013 2 Aula prática 6 Comandos de repetição while Resumo Nesta aula vamos trabalhar com problemas cuja solução envolve realizar um cálculo ou tarefa repetidas vezes,

Leia mais