Igreja é lugar de recolhimento, de oração. Jesus ia ao Templo com seus pais e apóstolos.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Igreja é lugar de recolhimento, de oração. Jesus ia ao Templo com seus pais e apóstolos."

Transcrição

1 POR QUE IR À IGREJA? Certo dia, Jesus contou a seguinte parábola a alguns que se consideravam justos e desprezavam os outros."dois homens foram ao Templo para orar. Um era fariseu e o outro, publicano. O fariseu, de pé, orava interiormente desse modo: Ó Deus, eu lhe dou graças por que não sou como o resto dos homens: ladrões, injustos, adúlteros, e nem como este publicano. Jejuo duas vezes por semana e pago o dízimo de todos os meus rendimentos. O publicano ficou um pouco para trás e não ousava sequer levantar os olhos para o céu, mas batia no peito, dizendo: Meu Deus tem piedade de mim, que sou pecador!. Aí, Jesus falou: Eu vos digo que este último foi para casa justificado e o outro, não. Pois aquele que exalta será humilhado, e quem se humilha, será exaltado (Lc 18, 9-14). 2 A IGREJA É A CASA DE DEUS Igreja é lugar de recolhimento, de oração. Jesus ia ao Templo com seus pais e apóstolos. Jesus nos diz em Mateus 18, 19-20, da importância da oração em comunidade. O Pai nosso é uma oração comunitária. Revendo a história do Evangelho constatamos que o individualismo não se encontra presente. Logo, devemos ir à Igreja orar em comunidade com nossos irmãos. A Igreja é o local próprio para a comunidade cristã se reunir. É a casa de Deus e do povo de Deus. A palavra Igreja quer dizer, Assembléia. 1 / 5

2 A Missa foi sempre o centro da comunidade e o sinal da unidade, pois é celebrada por pessoas que receberam o mesmo batismo, vivem da mesma fé e se alimentam do mesmo pão. Entrar no quarto fechado e orar não é errado, mas, não basta. Devemos ir à casa de Deus, orar com nossos irmãos em Cristo. 3- ORAR COM CORPO E ALMA Age com os dois, simultaneamente. O seu olhar, as suas mãos, a sua palavra, o seu silêncio, o seu gesto... Tudo é expressão de sua vida. Na Celebração Eucarística não podemos ficar isolados, mudos. Nossa fé e nossos sentimentos são manifestados através de gestos, palavras, canto, da posição do corpo e até do nosso silêncio. 4- GESTO, SINAL DE LIBERTAÇÃO INTERIOR O canto e o gesto dão força à palavra. O corpo é a expressão viva da alma: uma alegria nos faz cantarolar. A LITURGIA tem uma alma: a FÉ.. Toda a expressão do culto, sem a fé, é um corpo sem alma. Os gestos são mencionados na Bíblia em momentos de oração. Os Reis Magos, ao verem o Menino Deus, nos braços de Maria, ajoelharam-se e o adoraram (Mt. 2,9). São Paulo recomendou a oração com mãos levantadas. 2 / 5

3 A expressão corporal é colocada a serviço da Glória de Deus. Existem normas para os gestos na Santa Missa. Ficar de pé, levantar-se, sentar-se, levantar as mãos, fazer a genuflexão. Numa celebração, não pode qualquer um, fazer o gesto que quer. O Missal Romano diz: A posição comum do corpo que todos os participantes devem observar, é sinal da comunidade, da unidade da assembléia. Exprime e estimula os pensamentos e sentimentos dos participantes. Para que haja uniformidade nos gestos e posições do corpo, existem regras. Em Lucas 5, 12-13, Jesus ouviu de um leproso: o Senhor, tem o poder de curar-me! E Jesus, estendeu a mão, tocou o leproso e lhe disse: Sim! Eu quero! Imediatamente a lepra desapareceu. 4- OS GESTOS e SEUS SIGNIFICADOS SENTADO Posição cômoda. Boa para ouvir leituras, a homilia, para meditar. É atitude de quem fica à vontade e ouve atentamente e com satisfação. Às vezes o celebrante faz a homilia sentado. DE PÉ Posição de quem ouve com atenção e respeito, com consideração pela pessoa que fala. Indica prontidão e disposição para obedecer. Em Ap. 7,9: Falando dos Bem-Aventurados, João vê uma multidão de pé, de vestes brancas diante do Cordeiro, que é Jesus. DE JOELHOS Os antigos cristãos ajoelhavam-se somente nas orações particulares. Depois, em penitência. Hoje, é a posição comum diante do Santíssimo Sacramento e durante a consagração do pão e do vinho. Significa adoração a Deus. 3 / 5

4 GENUFLEXÃO É um gesto de adoração. Fazemos quando entramos na Igreja e quando saímos, quando há sacrário. Na sexta-feira Santa a fazemos, em sinal de adoração, não à cruz, mas a Jesus. INCLINAÇÃO sinal de respeito e adoração, diante do Santíssimo Sacramento. Os fiéis podem inclinar a cabeça para receber a Benção Solene. PROCISSÃO Podemos fazer várias, se conveniente: Na entrada do Presidente da Celebração, no Evangelho, no ofertório, na Comunhão. A história da Salvação começou com uma Procissão. Abraão e sua família a caminho da Terra Prometida. As procissões simbolizam a peregrinação do Povo de Deus para a Casa do Pai. MÃOS LEVANTADAS Atitude de orante. Significa súplica. Entrega a Deus. É o gesto aconselhado por Paulo a Timóteo: Quero pois, que os homens orem em qualquer lugar, levantando ao céu as mãos puras, sem iras e sem contendas. (1Tm. 2,8) MÃOS JUNTAS Significam recolhimento interior. Fé, súplica, confiança, entrega da vida. É uma atitude de piedade. PROSTRAÇÃO Os orientais se prostravam com o resto na terra para orar. Jesus fez isso no Horto das Oliveiras. Hoje, é atitude própria de quem se consagra a Deus, como na Ordenação Sacerdotal. Significa morrer para o mundo e nascer para Deus com a vida nova e nova missão. SILÊNCIO É de grande valor na oração. Ajuda a concentração e os aprofundamentos nos mistérios da fé.: O Senhor fala no silêncio do coração. Devemos silenciar após as leituras, após a homilia e a Comunhão. 4 / 5

5 É interiorização. Meditar e participar. Uma missa sem momentos de silêncio seria como a chuva forte e rápida, não penetra. JMJ 5 / 5

Parábola: Fariseu Publicano. e o. Lucas

Parábola: Fariseu Publicano. e o. Lucas Parábola: e o Fariseu Publicano Lucas 18.9-14 O FARISEU E O COBRADOR DE IMPOSTOS 9 Jesus também contou esta parábola para os que achavam que eram muito bons e desprezavam os outros: 10 Dois homens foram

Leia mais

1. GESTOS, POSIÇÕES E MOVIMENTOS NA LITURGIA

1. GESTOS, POSIÇÕES E MOVIMENTOS NA LITURGIA 1. GESTOS, POSIÇÕES E MOVIMENTOS NA LITURGIA A posição do corpo, que todos os participantes devem observar, é sinal da comunidade e da unidade da assembleia, pois exprime e estimula os pensamentos e sentimentos

Leia mais

O fariseu e o publicano Lc18,9-14

O fariseu e o publicano Lc18,9-14 O fariseu e o publicano Lc18,9-14 Jesus caminhava e multidões o acompanhavam. Pessoas com personalidades, objetivos e ideais diferentes. Conhecendo o coração de cada um, Jesus lhes propunha parábolas sobre

Leia mais

PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I.

PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I. ÍNDICE GERAL Uma palavra do autor... p. 3 Lista de abreviatura... p. 7 PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I. Por amor a Liturgia A importância de se amar a Liturgia... n. 1 Necessidade de deixar

Leia mais

CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA

CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA 1 2 ORIENTAÇÕES PARA A CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS DOCUMENTO DA CNBB - 52 3 SENTIDO LITÚRGICO DA CELEBRAÇÃO

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM XXX Domingo do Tempo Comum -ANO C FARISEUS E PUBLICANOS Fariseus e publicanos são personagens que aparecem

Leia mais

Cânticos para Missa Advento/2016

Cânticos para Missa Advento/2016 Santuário das Almas/Icaraí Cânticos para Missa Advento/2016 Data 17/12 www.oficinademusica.org Procissão de Entrada: Vamos Celebrar Todos reunidos na casa de Deus Com cantos de alegria e grande louvor

Leia mais

domingo, 26 de dezembro de 2010 A n é s i o R o d r i g u e s

domingo, 26 de dezembro de 2010 A n é s i o R o d r i g u e s A n é s i o R o d r i g u e s O Reino de Deus Mateus 3:1,2 Naqueles dias surgiu João Batista, pregando no deserto da Judéia. Ele dizia: Arrependam-se, pois o Reino dos céus está próximo. Mateus 4:17 Daí

Leia mais

Ano Litúrgico Ano C

Ano Litúrgico Ano C Ano Litúrgico 2009-2010 Ano C TEMPO DO ADVENTO 29/11 1º Domingo do Advento A redenção está próxima. Jeremias 33,14-16; Salmo 25(24); 1 Tessalonicenses 3,12-4,2; Lucas 21,25-28. 34-36 6/12 2º Domingo do

Leia mais

O Sacramento da Ordem - V Seg, 29 de Dezembro de :26 - Pe. Henrique Soares da Costa

O Sacramento da Ordem - V Seg, 29 de Dezembro de :26 - Pe. Henrique Soares da Costa Pe. Henrique Soares da Costa No artigo passado vimos em que sentido o sacramento da Ordem confere um modo especial de participar do único sacerdócio de Cristo. Veremos, agora como é celebrado este sacramento,

Leia mais

Sacramentos. Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Sacramentos. Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Sacramentos Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Sacramentos O que são os sacramentos? Sacramento é derivado do latim sacramentum, era utilizado no meio militar correspondendo a juramento

Leia mais

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial Catedral Diocesana de Campina Grande Paróquia nossa Senhora da Conceição II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia Por suas chagas fomos curados, felizes aqueles que crêem sem terem visto.

Leia mais

DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A

DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A EIS O CORDEIRO DE DEUS QUE TIRA O PECADO DO MUNDO DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A EUCARISTIA 19H DINAMIZAÇÃO DO 10º ANO DE CATEQUESE IGREJA MATRIZ DE VILA DO CONDE Cântico Inicial: Filho de Deus 1. Somos

Leia mais

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus Paróquia de Barco Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus Missa com crianças Entrada: Linda noite, Linda noite Linda noite de Natal (bis) Introdução A imagem de Maria está aqui ao lado, porque hoje celebramos

Leia mais

Capela Nª Sª Das Graças

Capela Nª Sª Das Graças Capela Nª Sª Das Graças Santa Missa Dominical 1-Saudação I PR: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. AS: Amém. PR: A vós, irmãos e irmãs, paz e fé da parte de Deus, o Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Leia mais

Jesus, Nome sobre todo nome! João Gilberto

Jesus, Nome sobre todo nome! João Gilberto Jesus, Nome sobre todo nome! João Gilberto Filipenses 2:9-11 Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, Filipenses 2:9-11 para que ao nome de Jesus se dobre

Leia mais

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS 279 I rmãs e irmãos: Ao celebrar a solenidade de São N. (de Santa N.), nosso irmão (nossa irmã) na fé e no Baptismo, oremos a Deus Pai todo-poderoso, dizendo (ou: cantando): R. Deus, fonte de toda a santidade,

Leia mais

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO Copyright 2005 - Libreria Editrice Vaticana «Motu Proprio» Introdução PRIMEIRA PARTE - A PROFISSÃO DA FÉ Primeira Secção: «Eu

Leia mais

Crendo em Deus, em oração. Aula 01/03/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Crendo em Deus, em oração. Aula 01/03/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Crendo em Deus, em oração Aula 01/03/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira O Que é Oração? É pedir? É reclamar? É repetir as mesmas palavras em ocasiões específicas, todos os dias ou às vezes? É estar

Leia mais

TRÍDUO PASCAL DA PAIXÃO E MORTE, SEPULTURA E RESSURREIÇÃO DE JESUS. Quinta-Feira Santa, 21h30 Missa da Ceia do Senhor, com rito do lava-pés

TRÍDUO PASCAL DA PAIXÃO E MORTE, SEPULTURA E RESSURREIÇÃO DE JESUS. Quinta-Feira Santa, 21h30 Missa da Ceia do Senhor, com rito do lava-pés Como Paulo e com Cristo, subamos a Jerusalém!...Gal.1,18; Mc.10,33 Semana Santa 2009 na Paróquia de Nossa Senhora da Hora DOMINGO DE RAMOS 09h45 (Bênção dos Ramos) e Missa (10h00) na Igreja Paroquial 11h00

Leia mais

CERIMONIÁRIO UMA AJUDA EXTRA PARA SUAS CELEBRAÇÕES LITÚRGICAS!

CERIMONIÁRIO UMA AJUDA EXTRA PARA SUAS CELEBRAÇÕES LITÚRGICAS! 1 CERIMONIÁRIO UMA AJUDA EXTRA PARA SUAS CELEBRAÇÕES LITÚRGICAS! Celebremos o mistério deste dia com lâmpadas flamejantes São Cirilo de Alexandria (+444) Introdução geral Seguindo os preceitos da Lei de

Leia mais

O JUIZO DO SERVO DE DEUS

O JUIZO DO SERVO DE DEUS O JUIZO DO SERVO DE DEUS ANTES CRESCEI NA GRAÇA E NO CONHECIMENTO DE NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. A ELE SEJA DADA A GLÓRIA, ASSIM AGORA, COMO NO DIA DA ETERNIDADE. AMÉM. 2PEDRO 3:18 Introdução

Leia mais

Os Outros Seis Dias. Aula 02/08/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Os Outros Seis Dias. Aula 02/08/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Os Outros Seis Dias Aula 02/08/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira S Vivendo Teologicamente S O que a teologia tem a ver com a vida diária? S A teologia geralmente é considerada como algo abstrato.

Leia mais

Quais os Sacramentos de iniciação cristã? Batismo Confirmação Eucaristia

Quais os Sacramentos de iniciação cristã? Batismo Confirmação Eucaristia Quais os Sacramentos de iniciação cristã? Batismo Confirmação Eucaristia Batismo O que é o Batismo? O Batismo é o caminho do reino da morte para a Vida, a porta da Igreja e o começo de uma comunhão duradoira

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS, O.CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Quinta-feira da 1ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Ó Deus,

Leia mais

Ritos Iniciais: 1- ACOLHIDA:

Ritos Iniciais: 1- ACOLHIDA: Ritos Iniciais: 1- ACOLHIDA: Faz muito tempo, mas parece que foi ontem. Cada criança que nasce é uma mensagem de que Deus acredita nos homens. Deus acreditou em nós e nos deu a alegria e a responsabilidade

Leia mais

LITURGIA DOMINICAL VII DOMINGO TEMPO COMUM ANO A

LITURGIA DOMINICAL VII DOMINGO TEMPO COMUM ANO A LITURGIA DOMINICAL VII DOMINGO TEMPO COMUM ANO A Orações próprias do VII Domingo do Tempo comum (Missal Romano, p. 401); Prefácio dos Domingos do Tempo Comum VIII (Missal Romano, p. 483); Oração Eucarística

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS, O.CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM SABADO da 1ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Ó Deus, atendei

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 24 de Agosto - São Bartolomeu - Apóstolo 1) Oração Ó Deus,

Leia mais

Bem aventurado os misericordiosos...

Bem aventurado os misericordiosos... Bem aventurado os misericordiosos... Mateus 5.7 Mateus 5: 7 Bem aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia. (NVI) Outras versões Mateus 5: 7 Felizes as pessoas que têm misericórdia dos outros,

Leia mais

VI Domingo TC Ano A. Foi dito aos antigos Eu, porém, digo-vos. 12 de Fevereiro de 2017 Eucaristia Dinamizada pelo 6º ano da Catequese

VI Domingo TC Ano A. Foi dito aos antigos Eu, porém, digo-vos. 12 de Fevereiro de 2017 Eucaristia Dinamizada pelo 6º ano da Catequese VI Domingo TC Ano A Foi dito aos antigos Eu, porém, digo-vos 12 de Fevereiro de 2017 Eucaristia Dinamizada pelo 6º ano da Catequese Admonição Inicial - Cântico Inicial - Sou Feliz 1- Sopra o vento de mansinho

Leia mais

A celebração da Eucaristia (São Justino) Sáb, 23 de Maio de :39 -

A celebração da Eucaristia (São Justino) Sáb, 23 de Maio de :39 - Caro(a) Amigo(a), apresento-lhe um pedacinho da Primeira Apologia em favor dos cristãos, de São Justino, mártir do início do século II Ele foi cristão da geração seguinte à geração apostólica Escreveu

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM SEGUNDA-FEIRA DA 34 SEMANA DO TEMPO COMUM 1) Oração Ó Deus,

Leia mais

IGREJA CRISTÃ MARANATA PES DEPARTAMENTO DE ENSINO

IGREJA CRISTÃ MARANATA PES DEPARTAMENTO DE ENSINO 1- MARANATA VEM SENHOR JESUS Mãos na boca (sinal de falar) Sinal de vem ( mãos para o alto descendo) Vem buscar Tua igreja. Mão na boca falando (sinal de falar) Sinal de vem ( mãos para o alto descendo)

Leia mais

RECAPITULANDO. Um time nada promissor. Pedro Era forte e precisava ser fraco Tiago e João

RECAPITULANDO. Um time nada promissor. Pedro Era forte e precisava ser fraco Tiago e João RECAPITULANDO Um time nada promissor Eles eram comuns Eles eram medrosos Eles não tinham fé Eles eram egoístas e orgulhosos Eles tinham ideologias diferentes Eles tinham um traíra entre eles Pedro Era

Leia mais

Catequista: Crianças: Festa do Acolhimento

Catequista: Crianças: Festa do Acolhimento Catequista: Crianças: Festa do Acolhimento 14 1 INTRODUÇÃO CÂNTICO DE COMUNHÃO É o Meu Corpo Possivelmente estamos habituados a procurar Deus nas grandes coisas da vida, boas ou menos boas, e esquecemo-nos

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS

ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO. ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS TEMA: OS RITOS E OS RITUAIS : OS SETE SACRAMENTOS DA IGREJA. CAPÍTULOS 9 AO 12 DO LIVRO DIDÁTICO (RSE). Professor: Roberto

Leia mais

TEMA: O NOVO NASCIMENTO E A CONVERSÃO.

TEMA: O NOVO NASCIMENTO E A CONVERSÃO. TEMA: O NOVO NASCIMENTO E A CONVERSÃO. Texto: E dar-lhes-ei coração para que me conheçam, porque eu sou o SENHOR; e ser-me-ão por povo, e eu lhes serei por Deus, porque se converterão a mim de todo o seu

Leia mais

IGREJA CRISTÃ MARANATA PES DEPARTAMENTO DE ENSINO

IGREJA CRISTÃ MARANATA PES DEPARTAMENTO DE ENSINO 1- MARANATA VEM SENHOR JESUS Mãos na boca (sinal de falar) Sinal de vem ( mãos para o alto descendo) Vem buscar Tua igreja. Mão na boca falando (sinal de falar) Sinal de vem ( mãos para o alto descendo)

Leia mais

Reforma Protestante

Reforma Protestante Reforma Protestante Penitências são atos como: jejuns, vigílias, peregrinações que os fiéis ou a Igreja oferecem à Deus ao Pai Criador, como provas de que estão arrependidos dos seus pecados; praticados

Leia mais

LITURGIA DOMINICAL III DOMINGO TEMPO COMUM ANO A

LITURGIA DOMINICAL III DOMINGO TEMPO COMUM ANO A LITURGIA DOMINICAL III DOMINGO TEMPO COMUM ANO A INDICAÇÕES PRÁTICAS: Orações próprias do domingo III do Tempo Comum (Missal Romano, p. 397). Oração Eucarística V/D (Missal Romano, p. 1175). Bênção sobre

Leia mais

NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO.

NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO. NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO. O CÉU É UMA EXPERIÊNCIA CORPÓREA Mt 22, 23-32 I COR 2, 9-10 É como está escrito: Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou

Leia mais

Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma 10/02/2011. Crisma 2010/2011. Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma

Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma 10/02/2011. Crisma 2010/2011. Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma O Ano litúrgico é o período de doze meses, divididos em tempos litúrgicos, onde se celebram como memorial, os mistérios de Cristo, assim como a memória

Leia mais

* Apostila Nr. 01 O VERDADEIRO SENTIDO DO DIZIMO. DIOCESE DE JOINVILLE SC PASTORAL DO DIZIMO Pe. Ivanor Macieski

* Apostila Nr. 01 O VERDADEIRO SENTIDO DO DIZIMO. DIOCESE DE JOINVILLE SC PASTORAL DO DIZIMO Pe. Ivanor Macieski Apostila Nr. 01 O VERDADEIRO SENTIDO DO DIZIMO DIOCESE DE JOINVILLE SC PASTORAL DO DIZIMO Pe. Ivanor Macieski Introdução Neste primeiro volume da Apostila da Pastoral do dizimo, desejamos aprofundar o

Leia mais

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 Senhor Jesus, Tu tens palavras de vida eterna e Tu revelas-te a nós como Pão da vida

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração 05 de Janeiro Deus eterno e todo-poderoso,pela

Leia mais

SINAL DA CRUZ. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

SINAL DA CRUZ. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. [Ano] SINAL DA CRUZ 1 Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. A liturgia usa muito a linguagem dos sinais, dos gestos e das posições. O primeiro sinal o mais importante e o mais conhecido

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE AULA 6: SOTERIOLOGIA Baseado em Jeremias 9: 24, a Igreja Pentecostal Deus é Amor oferece a você, obreiro, a oportunidade aprofundar seu conhecimento na palavra de Deus

Leia mais

PROTOCOLO ESCUTISTA NA EUCARISTIA - REGIÃO DE LEIRIA -

PROTOCOLO ESCUTISTA NA EUCARISTIA - REGIÃO DE LEIRIA - PROTOCOLO ESCUTISTA NA EUCARISTIA - REGIÃO DE LEIRIA - PROTOCOLO ESCUTISTA NA EUCARISTIA REGIÃO DE LEIRIA pág. 2 de 12 Introdução Este texto surge da necessidade de esclarecer e uniformizar o protocolo

Leia mais

Festa do Batismo do Senhor Ano C Dom, 17 de Maio de :24 - Última atualização Dom, 10 de Janeiro de :07

Festa do Batismo do Senhor Ano C Dom, 17 de Maio de :24 - Última atualização Dom, 10 de Janeiro de :07 Is 42,1-4.6-7 Sl 28 At 10,34-38 Lc 3,15s.21-22 A Festa de hoje encerra o sagrado tempo do Natal: o Pai apresenta, manifesta a Israel o Salvador que ele nos deu, o Menino que nasceu para nós: Tu és o meu

Leia mais

Celebração do Mês de Maria

Celebração do Mês de Maria Celebração do Mês de Maria Terça-feira, 28 de maio de 2013 Movimentos de Apostolado Ritos Iniciais Pres. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo Pres. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo Ressuscitado,

Leia mais

O que é a Eucaristia?

O que é a Eucaristia? Início - Perguntas e Respostas - O que é a Eucaristia? O que é a Eucaristia? 30.5.2013 1. O que é a Eucaristia? Jesus, antes da Sua Paixão e Morte, ao celebrar a Páscoa com os apóstolos, disse-lhes: Desejei

Leia mais

XVI Domingo do Tempo Comum

XVI Domingo do Tempo Comum XVI Domingo do Tempo Comum «Após o pecado, dais lugar ao arrependimento» Leitura do Livro da Sabedoria Sab 12, 13.16-19 Não há Deus, além de Vós, que tenha cuidado de todas as coisas; a ninguém tendes

Leia mais

ASCENSÃO DO SENHOR. LEITURA I Actos 1, Leitura dos Actos dos Apóstolos. No meu primeiro livro, ó Teófilo,

ASCENSÃO DO SENHOR. LEITURA I Actos 1, Leitura dos Actos dos Apóstolos. No meu primeiro livro, ó Teófilo, ASCENSÃO DO SENHOR LEITURA I Actos 1, 1-11 Leitura dos Actos dos Apóstolos No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar, até ao dia em que foi elevado

Leia mais

O FUNDAMENTO. O que simboliza o batismo

O FUNDAMENTO. O que simboliza o batismo Ou vocês não sabem que todos nós, que fomos batizados em Cristo Jesus, fomos batizados em sua morte? Portanto, fomos sepultados com ele na morte por meio do batismo, a fim de que, assim como Cristo foi

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM arta-feira da 3ª Semana da Páscoa Qu 1) Oração Permanecei,

Leia mais

Cuida de ti mesmo A n é s i o R o d r i g u e s

Cuida de ti mesmo A n é s i o R o d r i g u e s Cuida de ti mesmo A n é s i o R o d r i g u e s 1 Timóteo 4:16 Atente bem para a sua própria vida e para a doutrina, perseverando nesses deveres, pois, agindo assim, você salvará tanto a si mesmo quanto

Leia mais

Também por nós foi crucificado

Também por nós foi crucificado Também por nós foi crucificado Uma morte diferente Conhecemos muitos factos importantes da vida de Jesus. Hoje vamos reflectir melhor no facto mais importante: a Sua Morte! Porque é assim tão importante

Leia mais

de Jesus, nos é dada a oportunidade de iluminar as nossas ações.

de Jesus, nos é dada a oportunidade de iluminar as nossas ações. Novena de Natal O tempo do Advento é constituído das quatro semanas que antecedem o Natal do Senhor. É, portanto, tempo de piedosa espera. Ora, esperar uma pessoa querida requer alegre e cuidadosa preparação.

Leia mais

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias Finalidade: Descobrir-se Cristão Objectivos: Participar na eucaristia Concretizar projecto comunitário (partilha fraterna) Tema do Período Em Diálogo 1 1º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos

Leia mais

Índice. Apresentação... 3

Índice. Apresentação... 3 Índice Apresentação... 3 Tempo do Advento 1. O Ano Litúrgico... 9 2. Origem do Ano Litúrgico... 10 3. O que quer dizer Advento?... 11 4. O que fazer no Advento?... 12 Primeiro Domingo do Advento... 14

Leia mais

O REINO. Deus, escolheu o conceito de reino para nos comunicar seu propósito, sua vontade e seu plano para a humanidade. Pra Ivonne Muniz 2

O REINO. Deus, escolheu o conceito de reino para nos comunicar seu propósito, sua vontade e seu plano para a humanidade. Pra Ivonne Muniz 2 REINO DE DEUS O REINO Deus, escolheu o conceito de reino para nos comunicar seu propósito, sua vontade e seu plano para a humanidade. Pra Ivonne Muniz 2 O que é reino? Governo ou domínio Um reino é a influencia

Leia mais

Nº 9 C 3º Domingo do Tempo Comum O Espírito de Deus está sobre mim

Nº 9 C 3º Domingo do Tempo Comum O Espírito de Deus está sobre mim Nº 9 C 3º Domingo do Tempo Comum-24.1.2016 O Espírito de Deus está sobre mim Quando me levanto para um novo dia e dou graças ao Senhor pelo dom maravilhoso da vida, o Espírito de Deus está sobre mim. Quando

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Quinta-feira da 21ª Semana do Tempo Comum Ó Deus,

Leia mais

LITURGIA DOMINICAL IV DOMINGO TEMPO COMUM ANO A

LITURGIA DOMINICAL IV DOMINGO TEMPO COMUM ANO A LITURGIA DOMINICAL IV DOMINGO TEMPO COMUM ANO A Orações do Domingo IV do Tempo Comum (Missal Romano, p. 398); Prefácio dos Domingos do Tempo Comum IV (Missal Romano, p. 479); Oração Eucarística III (Missal

Leia mais

Subsídio conceitual para o Dia da Bíblia. Maria deu à luz um filho. E José deu a ele o nome de Jesus. (Mc 1,25)

Subsídio conceitual para o Dia da Bíblia. Maria deu à luz um filho. E José deu a ele o nome de Jesus. (Mc 1,25) Subsídio conceitual para o Dia da Bíblia Maria deu à luz um filho. E José deu a ele o nome de Jesus. (Mc 1,25) Natal, uma palavra que guarda sentido em si mesma, um sinal da vida e da alegria em meio à

Leia mais

CELEBRAÇÃO DE NATAL COMUNIDADE EDUCATIVA

CELEBRAÇÃO DE NATAL COMUNIDADE EDUCATIVA CELEBRAÇÃO DE NATAL COMUNIDADE EDUCATIVA 11 de dezembro de 2014 Abertura: Irmã Regina. Animador: Deus se faz presente na vida de todo ser humano e de todas as formas deixa-nos sentir seu amor e desejo

Leia mais

IGREJA CONSISTENTE Na Adoração Nos Grupos de Conexão Na Contribuição No Serviço Na Missão. 20.

IGREJA CONSISTENTE Na Adoração Nos Grupos de Conexão Na Contribuição No Serviço Na Missão. 20. O desafio de se tornar uma igreja relevante 14.02 21.02 Nos Grupos de Conexão 28.02 Na Contribuição Temporada Início 14/02 06.03 No Serviço 13.03 Na Missão 20.03 Na Cidade O desafio de se tornar uma igreja

Leia mais

Sexto Domingo do Tempo Comum Ano B 15 de fevereiro de 2015

Sexto Domingo do Tempo Comum Ano B 15 de fevereiro de 2015 Sexto Domingo do Tempo Comum Ano B 15 de fevereiro de 2015 Caríssimos Irmãos e Irmãs: A Lei Mosaica e os contemporâneos de Jesus consideravam a lepra qualquer tipo de mancha na pele como consequência do

Leia mais

REZANDO COM O EVANGELHO DO DIA (LECTIO DIVINA) Reflexões de Frei Carlos Mesters, O.Carm Reflexões de Pe. Lucas de Paula Almeida, CM

REZANDO COM O EVANGELHO DO DIA (LECTIO DIVINA) Reflexões de Frei Carlos Mesters, O.Carm Reflexões de Pe. Lucas de Paula Almeida, CM REZANDO COM O EVANGELHO DO DIA (LECTIO DIVINA) Reflexões de Frei Carlos Mesters, O.Carm Reflexões de Pe. Lucas de Paula Almeida, CM Quarta-feira da 4ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Concedei-nos, Senhor

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL. Alfabeto Bíblico

REGULAMENTO OFICIAL. Alfabeto Bíblico REGULAMENTO OFICIAL Alfabeto Bíblico Tem como objetivo levar o competidor a encontrar na Bíblia versículos que comecem com cada letra do alfabeto da língua portuguesa e contenham em seu texto, uma palavra-chave,

Leia mais

CALENDÁRIO /01/15 JAN 15/01/15 29/01/15. Aniversario PE Elisandro

CALENDÁRIO /01/15 JAN 15/01/15 29/01/15. Aniversario PE Elisandro CALENDÁRIO - 2015 Mês JAN Mês Dia 01/01/15 02/01/15 03/01/15 04/01/15 11/01/15 15/01/15 24/01/15 25/01/15 28/01/15 29/01/15 Dia 01/02/15 SEMANA quinta-feira Sexta-feira sábado quinta-feira sábado quarta-feira

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Quinta-feira da 12ª Semana do Tempo Comum Senhor,

Leia mais

Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro I Semana de Liturgia 21 a 25 de setembro de 2015. Sacrosanctum Concilium 50 anos depois. Por uma participação ativa, consciente e plena. Abertura Solo: Abrirei

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS, O.CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Quarta-feira da 1ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Ó Deus,

Leia mais

É Maria quem nos convida a refletir e guardar no coração a

É Maria quem nos convida a refletir e guardar no coração a É Maria quem nos convida a refletir e guardar no coração a vida e projeto de seu FILHO. A missão dela era nos dar Jesus e fez isso de maneira ímpar. Vamos refletir nos fatos na vida de Jesus onde ELA está

Leia mais

Efésios 2: Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. 9 Não vem das obras, para que ninguém se

Efésios 2: Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. 9 Não vem das obras, para que ninguém se Efésios 2:8-10 8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. 9 Não vem das obras, para que ninguém se glorie; 10 Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus

Leia mais

Maria na formação para a VIDA RELIGIOSA

Maria na formação para a VIDA RELIGIOSA Maria na formação para a VIDA RELIGIOSA Irmão Tercílio Sevegnani, fms Maria na formação para a Vida Religiosa 1 REFLETINDO A formação à vida religiosa é um contínuo caminhar de um projeto que envolve toda

Leia mais

19 DE MARÇO 119 A tua casa e o teu reino permanecerão diante de Mim eternamente e o teu trono será firme para sempre». Palavra do Senhor. SALMO RESPON

19 DE MARÇO 119 A tua casa e o teu reino permanecerão diante de Mim eternamente e o teu trono será firme para sempre». Palavra do Senhor. SALMO RESPON 118 MARÇO 18 de Março S. Cirilo de Jerusalém, bispo e doutor da Igreja Comum dos Pastores da Igreja: pp. 486 ss. ou Comum dos Doutores da Igreja: pp. 527 ss. LEITURA I 1 Jo 5, 1-5: p. 606 SALMO RESPONSORIAL

Leia mais

É TEMPO DE RESTAURAR. Efésios Pra. Deisy Costa

É TEMPO DE RESTAURAR. Efésios Pra. Deisy Costa É TEMPO DE RESTAURAR Efésios 5.1-16 Pra. Deisy Costa v.1 Portanto, sede imitadores de Deus, como filhos amados... Qual era a missão de Jesus na terra? I Timóteo 2:4 que, deseja que todos os homens sejam

Leia mais

A CIDADE SANTA DO APOCALIPSE A NOVA JERUSALÉM. vivendopelapalavra.com. Por: Helio Clemente

A CIDADE SANTA DO APOCALIPSE A NOVA JERUSALÉM. vivendopelapalavra.com. Por: Helio Clemente A CIDADE SANTA DO APOCALIPSE A NOVA JERUSALÉM vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente Todos os grandes intérpretes do Apocalipse adotam uma visão paralela das descrições do livro, as sete igrejas, os

Leia mais

RESPOSTA: Os meios exteriores pelos quais Cristo comunica as bênçãos da redenção são: a Palavra, a oração e os sacramentos.

RESPOSTA: Os meios exteriores pelos quais Cristo comunica as bênçãos da redenção são: a Palavra, a oração e os sacramentos. BREVE CATECISMO DE WESTMINSTER PERGUNTAS 88 A 9O PERGUNTA 88: Quais são os meios exteriores e ordinários pelos quais Cristo nos comunica as bênçãos da redenção? RESPOSTA: Os meios exteriores pelos quais

Leia mais

Solenidade de N. S. Jesus Cristo, Rei do Universo. Ano B 15 de novembro de 2015

Solenidade de N. S. Jesus Cristo, Rei do Universo. Ano B 15 de novembro de 2015 Solenidade de N. S. Jesus Cristo, Rei do Universo. Ano B 15 de novembro de 2015 Caríssimos irmãos e irmãs: Para este Domingo, a liturgia da Palavra, solenemente proclamada, nos conduziu à compreensão da

Leia mais

Nessa mensagem vamos tratar da Igreja única. É uma instituição decretada por Deus, a fim de representá-lo na terra.

Nessa mensagem vamos tratar da Igreja única. É uma instituição decretada por Deus, a fim de representá-lo na terra. Pr. Cantoca Carta 1 Pedro Cap 2.1-10 Sermão manhã IBFé 29Nov2015 Introdução: Nessa mensagem vamos tratar da Igreja única. É uma instituição decretada por Deus, a fim de representá-lo na terra. O Senhor

Leia mais

Boas notícias de esperança para lidar com as desilusões da vida (06/06).

Boas notícias de esperança para lidar com as desilusões da vida (06/06). Série de mensagens: Boas Notícias de Esperança Baseada no Evangelho de Jesus segundo Lucas! Boas notícias de esperança para lidar com as desilusões da vida (06/06). INTRODUÇÃO À SÉRIE! Em dias de más noticias

Leia mais

Natal de 2016 Missa do Dia

Natal de 2016 Missa do Dia Natal de 2016 Missa do Dia no espaço, já somos homens e mulheres da eternidade, ou como diziam os Padres da Igreja: Homens do Oitavo dia, porque o nascimento de Deus em Belém da Judéia transcende o tempo

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM SÁBADO, DIA 25 DE JUNHO 1) Oração Cheguem à vossa presença,

Leia mais

A 2 3:18 PNEUMATOLOGIA

A 2 3:18 PNEUMATOLOGIA VASOS DE OURO Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém. 2 Pe. 3:18 PNEUMATOLOGIA OS DONS DO

Leia mais

Eis aqui a serva do Senhor. Faça -se em mim segundo a tua palavra (Lc 1,38)

Eis aqui a serva do Senhor. Faça -se em mim segundo a tua palavra (Lc 1,38) Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra (Lc Janeiro de 2012 / Ano MMXII 1 EDITORIAL Queridos Amigos, Jesus nasceu, um ano novo começou!

Leia mais

Confirmados na Fé, para viver na Caridade

Confirmados na Fé, para viver na Caridade Motivações e Acontecimentos: Repensar juntos a Igreja em Portugal. Plano Pastoral da Diocese: Balanço de 10 anos do pontificado de D. Jacinto à frente da Diocese. Celebração do Crisma e Visita Pastoral

Leia mais

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse ESCATOLOGIA BÍBLICA Apocalipse 7.9-17 A visão dos glorificados 9 Depois destas coisas, vi, e eis grande multidão que ninguém podia enumerar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do

Leia mais

LA VALLA - Dimensão mística de nossas vidas

LA VALLA - Dimensão mística de nossas vidas LA VALLA - Dimensão mística de nossas vidas Programa Anual de Retiros Rede Marista 2017 Coordenação de Vida Consagrada e Laicato Tema: Bicentenário do Instituto Marista Lema: La Valla - Dimensão mística

Leia mais

PARA A PRIMEIRA PROFISSÃO DE UM RELIGIOSO

PARA A PRIMEIRA PROFISSÃO DE UM RELIGIOSO PRMERA PROFSSÃO DE UM RELGOSO 333 PARA A PRMERA PROFSSÃO DE UM RELGOSO rmãos e irmãs: A nossa família espiritual está hoje em festa por este(s) servo(s) de Deus, que se consagra(consagram) ao serviço de

Leia mais

Festa do Baptismo do Senhor Ano C Missa com a Catequese

Festa do Baptismo do Senhor Ano C Missa com a Catequese Festa do Baptismo do Senhor Ano C 2010 Missa com a Catequese Cântico de Entrada Monição Inicial: Percorremos o nosso caminho, desde o Advento, até chegarmos ao Presépio de Belém, guiados por uma Estrela.

Leia mais

O Papa João Paulo II Magno afirma no número 34 da Ecclesia de

O Papa João Paulo II Magno afirma no número 34 da Ecclesia de Côn. Henrique Soares da Costa A Eucaristia faz a Igreja ser corpo de Cristo. Neste corpo, formado por muitos membros, nem todos fazem a mesma coisa, mas cada um tem sua função, seu dom, seu modo específico

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Semente: pequena e misteriosa Lc 13,18-21 Estamos encontrando de novo, na liturgia da Palavra da missa

Leia mais

No velho testamento as realizações de Deus e do Espírito são usadas frequentemente de forma intercambiável.

No velho testamento as realizações de Deus e do Espírito são usadas frequentemente de forma intercambiável. A divindade do Espírito Santo vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente O Espírito Santo é representado na Escritura como possuindo a autoridade e os atributos divinos, os Pais da Igreja nunca apresentaram

Leia mais

por Chuck Pierce - Sábado, 1 de Outubro, 2011

por Chuck Pierce - Sábado, 1 de Outubro, 2011 Dia 5 dos 100 Dias: Chaves para o Sucesso: Leia Mt 6:24-25, 32-34; Filip 4:12-13, Filip 1: 20-21, Filip 3 por Chuck Pierce - Sábado, 1 de Outubro, 2011 Alcançar o sucesso e prosperidade que Deus tem para

Leia mais

DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA. LEITURA I Actos 6,1-7. «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...»

DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA. LEITURA I Actos 6,1-7. «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...» DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA LEITURA I Actos 6,1-7 «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...» Leitura dos Actos dos Apóstolos Naqueles dias, aumentando o número dos discípulos, os helenistas

Leia mais