Telecomunicações Básico

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Telecomunicações Básico"

Transcrição

1 Telecomunicações Básico Prof. MSc. Eng.

2 ! "!"!"#$ %!"# #% # $ &# #!% '($ ) ) *+, ) $-!.) / 0 1#() 0!2) $% & '() * %# ') % &# /) *%+,,%-, &3897.%& / /% 0 0% 1 0 :'( : : $00'( :'(;< : 4.*6 :4.*6 :3- :%!8 :%/$ =$/> :%/?9=*/> :%/# #(=3*/> :%/8 :%# /+=,3> :)3 $- % 1 23 $ Telecomunicações Básico 2

3 % 4 5&6 - / ; /0A3 : ; /0A# : % '- '-9B 96C0$96C5$96 &96DDDDDDDDDDDDDDDDDD 0$96DDDDDDDDDDDDDDDD 596DDDDDDDDDDDDDDDDD / / E / E / ;*' -**" / - / " / 4 /!4 % "% ' 4 * $%7 +7, *%+7+, )&96 )965 +F1=5$> 7 )96/9 7 )/$4 7 ) /$4 7,8+ /??$;: 9 #(.!9&!G: 9 #(.5 +F1&5G: 9 #(.5&G: ##.%9 # 7&34 734E 7 34, 7&# H &! 7&; /%: #; I& I?#3#=#J3J#(H>DDDDDDDD Telecomunicações Básico 3

4 )& G / ; 30! ( ; ( ;! (!"# # / &;#* *"L/ # #9/ ":*$ *"# $-&/ #/3&/ "&:):%*$ $! ; ' % &'()*+),)-%+ '5 K CK'E -#( ; #9L; %! M/; #9L; % ' *. #/' -* ; N III &&001112!2 2! Telecomunicações Básico 4

5 <!! "0 9 -.(C 9 E9C ( 9 9 "C C E999 ; C." 4- C - E(O E9C8 9. C E -0C0 - C 9 (.C 9 49C 0 /.; 9 ( 9. ". 6.? 0 ( E / 5C 9 E 9 #. 0 " +.0? C C.. E+ " P9 (.!./0E 4!6 K (*=7I >+7) + 9.C E9 ( /- 0 : C 01#( * =7 II >C O"(. 49 /0;E B C9 - +C-P2 9.C ;7)C04(93=77> -( 9 9 C + C 9 9.(C? ( (.. ;E 9E E 9 0A ( / 3 0AC ( 0 Q 9 -E - +9E E R E C 9 -E E 9 # - 9 C 9 0 -C EC*-9-0A5. 7)C S(-C9 99CO- E 0- C 4 5 * 9 ( ;( K J =7)I:> + E + 9,.0?. K J O *9-(OC9.( -( 59 4O... 9 C0- C 9 9C O ' (C(/0?+( :: Telecomunicações Básico 5

6 Alexandre Graham Bell em seu Laboratório *. 99 S /- 9( #9J9 ::::: -B9 0 C9 E %(.C9 9 *C+..O 9 C*;''/;';5?;#?;9!/</&! /9( /- 9(C '/-# $;$3?,,;!/;';5?,! $,,+.69(E07)C.9 9 #(0;0 ; 9 0 " #.; ( 0A 5! R * ;,%. 7IC $,, #9(/9( * C O 9 S /- 9(#9JC 9 " /0*.,/T3,#?$!/;';5?,!?*3!,' I7&$,, 09 ",9 #.C91.;69#" (E0*69A. 7)IN9 (0A* CE( 0A.1# * 7I U" 6 3 U % 0A ::: C. 9 (0A ?3O"9(::::(C9 99 :::::( I N49 #/0A#/*=#9(/0A* > IIN- 9 0A"CE :::::( I%U"(. :::::: * C9 9 7::9 9 C %V. 9 9#/* 3C C K ;94!E I)?* 0 - /0C 9 0 ( 9 99; -. 0C( 9. E C C 9C C ;6EC :::9(0A* I) # #?/;'=#(/>C - P 1398C C I)%# ;*3!/;'=;9 * />09 9-2* C9-9- Telecomunicações Básico 6

7 C E $;/;' =$9 />C #?/;'; 6 :V ;*3!/;'.E5 / I)?-..E$ 'L ::E # C 3/0C# 30 I &? # 0.E E #.E'%I CO(I C/*!/;';*3WC )C9 9 94# C/;';*3W ' I7%? 6 A C%VC I)V II:/9..# 94C3U II? * (- ( (0AC- 9 9 : 09 ::(/;';*3WE0 #/,! II!/;';*3W- /0# 9; %: 9 II?* 0( C( 9 II7!/;';*3W 9. N!!/;'!-1 / T - K b- Padronização e Normas 5 =>:?1!.+C 9 69C9 P 9..P- 6??O. B ; C( 0. -.(8 ' ; : ; C0C 2 Telecomunicações Básico 7

8 9 "C "9 0 9 C 0 1-C ( +..E.P8CP- P9. % &?1 9.E 6-1. C C 9.! ! E C ( +? =+9C 9 5 C( 4.E 3- (-X AC9 B "9 O! 9. ( + # 9 N6-9. CEC O0 949?B1 & L*3 ) 3 30A 9 E/ 0A& OY:YII) Y 9 O 0AE 29 9 E 90A!9P.P 0 6 L*3: 30A 9 EY:YII% 3 ;4- "0 9 O 0A 9 E Telecomunicações Básico 8

9 L*3:: 30A 9 EY:YII% O6 0A C9 9 00A L*3 3 30A 9 EY9 9 9 O0AY:YII) ; O=(> 0A9 E;E9 9 9 O0A L* A0E90A O =?/!B;33!/!!,#?3?3!3>:Y:%YII ;9 9 C O 0A E9 0A!9P.P 0 69P0 C ++ ' ;C0 E C / &?E. ".9-9. E +9 ".+9. ".C (! ?-. 0-6!9 =[> # /Z9 /9 =->! #9.9(9 4/? E(0+F1+E =Z#9 ->5 +F1ZY/!9C[E2. "64+9 ( Telecomunicações Básico 9

10 - +. E 9. C " O C 4, ( &$ "6 4C ". =:>=> !. C-" C9 :C+ 0"C O sinal digital caracteriza-se pela presença de pulsos nos quais a amplitude é fixa. & R 0 /0C 9. 0AC ((0ACOC ( \]9 \](#/0A B, -! 9( + ) - 0 0A 0-6B " % 9 0C 0 B ^ Z =>Y C E 8 -;. ::: -C 4+9 II%::9 0C +E.".? ( +0 C C ( 0AC? '-- - " A9 0$- Telecomunicações Básico 10

11 +? E 9 C ? 9. (C + (C 8 9C " 9. -C. 9 - C 0. 9 =9-> AC9. 9.( 9 "9?9 ( 0A 9 * '* # 9 C (C-.9 (.EUH=9-> - +0-C 0 -(C0 299 $.-B C "0-0 - C 0. " -. O 0( %'%%'? 9 " (.! E ? E9 9E + 9P8 (! C E ( )% #?9 -= - > +C 9 " -! + -C - # = > 0 - = - >#0-8 -C C 9 E C O" (" #3?*!3 = >C - = > + ( (.E. "-9? #3?*!3 0 # 9C C 9 E E.90 Telecomunicações Básico 11

12 "%#? 0A.49!9. C - (. A E 0M =9-9 > ; 9 (# #! "% ' 2 ' 1 3 # #!&/ 93! N # /0A # C =0M >C (C ;.5 EC C E " +.. #9( /0A ( 0A B & ( 'B.C 9 ( 8 0+( 0+F &)!B O 9 C E - C ( " ( 9 &$ :! B 4- E (+O 0 &'/!;B #.9-. E: FC. R O ( - 8 C - ( "0 &<B A 9 0 1C ( & = B C (0AC -(C- 9 C.9C0 +(0 Telecomunicações Básico 12

13 $ &6 '() ". 9 0AB $% N 0A + -C 9 69C "0 -C 9 " 9 %GC9 (. 9 +! # 99 06=) :C) C ) C) C>R C. -.E $ + 8 C -.E 0 9.".9.8 " 9 C - /C O E ; " =C9 69>. 9." - =U3 C* C#9C! C> *+? 0-0A + 9. " - P E 04C + 9 B " = E 2>X =.E 5 T> -E= ">,- N 3! 0A.C O + C C 0 -C 9C - #0!!/;'C9 93!B Telecomunicações Básico 13

14 , (" 6 0AC 9 9 ( 9? E C C 9 C 9 $K =$ K >E6 9 " "0 0 6C E C ,8-97A;939 C.E! " $ " 9 " ;6 0.E 8C ;! " ,%-+( C-9.E-9 COC8 9 9 E.%& 60AC9 +.=+ 4-> 0- - E " +(O. 9 -; 9 E ( 0 Telecomunicações Básico 14

15 %'+2'+ 3 #-C C.E - ; E (.E - - E "-C OC + (- /%! 0 " 0A E 0 CO0 6(. -9 E.E. "-.C E C K 9C '(. -C 9 E.E ( 0A => 5&6 $ 9. 0C 9 ( 0A E B # #. C#K(C#9(-?#. 9 C 9 0.?9 0? -( E 9 (C6!9(E 0\]\](C9 9 -(?E9 4-\:]\I]9=\_]\`]> $ (6C 9. 9 R 0 9 C 0+F1.90\]\]! 0+F1"6 Telecomunicações Básico 15

16 Freqüências enviadas pelo teclado. 0% 1? A 9 ;0 19E!9 E.9. O -C 9-,!,$;',!! - E. 9 C , EC +9 9 C 6;,!, 3;K,/3? + O C 99 =#!->C ( - 9! 9EE++ 9 -C C0 9 41CC ; 90 4.C C 0 6,!,!#a/,#? 09 -P+ P! P?9 " 9-9 "+ 0%? 4C DE=#;4?<! ( 0A E 4 9 O 9 6 9O 4;? 4 ;?#=?9! $- 9 " $- 9 0 #0 6 $60 Telecomunicações Básico 16

17 / 0 *+ 3( 0%#& & 4 5 N9 0C+O 4C994(C 00 9 O N9 "C9O CO 4 -+." "C (C6+(E 0 N 9 "C + ( -; " 4 P 9 9 O 4C( - N9 0CO 49 O C ;9. +9! N9 "CO C 9-9 0C !"#$% N 9 "C O 9 4C E " - 9 "! 9 O ;E9 "C C 1 9-0" &'( ; E O O )& ; E O (!C - E.E9 O 4 9 Telecomunicações Básico 17

18 0%? 4C DE=#;4?< ;F+! -;<C - 0C ;#;*;3 /3!,/,3C 9. =.>? + 9 O =)> 0B 9. - C 0;<C 9 (C ;<9 \]\] C(E 9 0+F17 %C9 C(9 0 06&?0*?*!. C B %$*&0+F10 06C4.6 %$+0+F10 06C4.,-./$* (01!#/2345$%*6!. 9C(9.+90 C (- ;<+9 C =7 %>C. +9 N." E 9. CEC CE 0,-./7$ (01!#/2345$%*6. ; 9 E - 0 (-"C." 9 0A + 0 => 9 "0- C O" 6 0 6C 69 O" 0 6C A +4.6O94. 0"%? 4C DE=#;-;G-=! 0-0A E 0.E5# =0+9>?5#E9" B #E -0+F1.CE0+F1 0 C40+ # 9 9 9C + " 9=E" >C E 9!0+F18 C- 90+F1C \0+F1]\0+F16] F E : 0+F1-9\] - 9\6]C :! \0+F1 ] \ 9 0] C \0+F1 6]\9 "]C " 0$% 1 (!89 -B - / =$/>X - /9=*/>X - / (=3*/>X Telecomunicações Básico 18

19 - /8 - # /+=,3>,-.47#%? E.9 0 (+0" - -C+9 " -C ;E4C0+F19 ::%:=$/>,-.47#'% /?9*/=*J/>,-.47#'% N. - B R0 (" 9 R("- "0- R R - - ;E40+F1::%::C%:C%1=*/&*J />,-.47&#)'% N.( 9 +(09C+0 (". "( ; E 4 0+F1 ::%:(!9 : %C1=3*/&3-*H/>,-.478*6#9:% N.( C9 -B R("0 R8 (E6 R8 (0 ;E # 0+F1 ::%:C. - 0 B?C % &:C % &:C%&:C N.0(9 +("( C9.9( N40+F1 : %C1=,3&, 3--> 0*% 1-8# %! -E03 $-C 9 C Telecomunicações Básico 19

20 % 1 23 N B!*^$-# 8 # 8 # !*^# /0A(3;# /0A? ( 3 ; E.! # !, +.E '(; $-. $' 9 # /0A96:)G9-=:(0A-> % 4 5&6 -!'(/0A B?. +.0 : 9:+?0 ( 0A. '' 0 0-?. ". " " 9 ( 0A Vista Externa # 9 ( 0A 9 3U 9 - C. " [, ; ( 9 9.E 9 0 " E+ O". 9 Telecomunicações Básico 20

21 %; &6 - B N 9 + " 9 - E " 9 0A 4 )=] >2 ;. 9 + ( A 0! 49B 'ZC7:9C+9 " - E..98=9)C:: -;ZC :> 'Z)C%9C+9 " - E. 9.98=9C%: -;ZC%> )%; &6 0 ( 0AC 9. 0A 9 9 " C 0 0A (0A! C "..E E 9 C ( !- "0+B 5 6 Y 2.E 9.E9 O L% Y:7YI E AC0 9 C9 9 " G!0A6.?9 Telecomunicações Básico 21

22 $. " 0 C-. [# 4-! [# 4- = 9 > I % / C%!6. 9 0( 0 9) 9 E7:67:6 I 9 9 :6 :6 %! )? - C : 9 C 2 6 9? -. - ( 0 2 : 1- +%?(! 0A 9 (. : 9 :; E0 2-- I:L I 6C. 9 6 E% : C ( C [# 4- E " ( :? 9 "6 0A 9 " C " 2 E C 0 90 ( => "6 =>. I:L! I:LE =>? /;!E 2 Telecomunicações Básico 22

23 $. " 6 19 %?( C! \#?;3S;'$]C 2 )=%Y7]>9 C%:C C (O+9 " =U C 9 69>! % % -! - 04= > C ( ;9 - C-049 9B,/.,.,<++ # 99 9C6 -,/.,.3< # '-9 '- Telecomunicações Básico 23

24 -!0 04C+C" -P- 0 B96C0$96C5$96 7H<&#7H9#7,/.3.,!! E994.CE =;69B30# C/ /[C>,/.3.35!?E94. C9 E. =;69B3! >,/.3./"!?E94. C? 9 0A> Simplex Half-Duplex Full-Duplex (9" -C. 9! 0 9 " -(!AA B % :',/./.,? C.=. ".9>C8 9 04C9 699 "= > C1 C2 Cn T Tempo C.%/= 9>9 Telecomunicações Básico 24

25 ,/./.,.+?.E6 *=.> =. ".9>; E-OI &AC C9 69C E 9 6 C1 C2 C T T T C C C.9/COC 9?.9 +C E C 9.C+ 9 C.+ 0 # 9 C- -CCC 9" B %; 4 % )! - 9 1! COC 9 9-C9C 9 ;69B. 9-". )% ) )! "C " -C 1C C6C9 0 -N) COC !. ".99 9 C E C 9 - B %! FCE 5-6B Telecomunicações Básico 25

26 !- C9 69C9E -0 \]C(9-0.\:]? 9 C(.9+ 9 =6 6 >C 0 +F1 C ! -.C9 C C 9.$4. ;9 " 9P -= 9>9 4-C+!6YC69 9 -=9>C9 69CH99 ;69 4 B.'($9 $-='$$ 'E(>,/./.=*! 4 9!! 6!9 0 E0.E "C++ 4 E C9C 5-!6 #O+0 E+ 4 => + 0 = > ; E ? 4 0 P C +FC? C CE A)? 4.EC++ C9 0 9 ;69!4 B#6. =$> Linha Comutada ou / / Telecomunicações Básico 26

27 "% ' 4! $ F1+!E(9COCE0 0+F1+9! => F1=0>=> ;9>JK ( E9 +(O $0 C 0 C+0 "9 9.-(+04 ;- C.-( 9P 4 LC+ 0+F1E9.! ( ::::C G ;9>JK?B)::9Z)::Y7*JYZ ::*JYZ ::Y: G*9ZCG*9?B9Z9 - *9Z*J9 -C +*JZ7 Telecomunicações Básico 27

28 $%7 +7 ;I 7CJ+9.+C " E.E -,C 0-9 M 9 9.E - C:></ M,. 9 -?OC.E - -SC9 -C1 4C7 7=>B L> )? /H(!ZB!C=(E8 4.0> *% P 9" 9 C9 9 9 "C9" 9 EC- C + 904C E 0-6B +&) > b! 9ECE+9 ;60 "96BL :><=: '; +L/5$>L ='; '; :><=5$> 99 E F1= L>04 ;E9 +O C 0C04! $ +7#A 9>JK Telecomunicações Básico 28

29 ?0 9".9 6:::9. R96OC:::9 C F19. 0 =>C99 C9- ( $CE.:::9606 )::7G ; 9 CE5$ - $./9=/$> (9. 9!99 096E -!/$090+9=9> C C66E- 04 R." (04!9699 /$4 C49E..(06C(. # E.?.=CC>C C5-!6 #+ $0 CE- - $CO-= >C0 69C E0 9-0#. " C+9 " 9+-6 " $0 +0+F1 5$C + /$C. P0 0?9 0 ;(; /$4 (.C+EC6+ 9 P E ; 0 (.E\; ] R+. C CO"+9 9 E 6 Telecomunicações Básico 29

30 @ /$ 4 E /$4 =/$ '+> +("6 9 /$4 E9 C99" "0-O C /$ 4 C 0. 9 ( -CE 0-6 #+,8+ N C-=0 +O 9 9 > ;6 10 "B 7 9!9=+!> F1=:+ 5> 7 9 5=+ >?+9 9".99 E( E $; C E +9 +C6 =9 >C9 0+ " 9 P 4( ;+96 0 C9 =-> 0=->C-99 C- - +P (0A C+9-0 C =9 > Telecomunicações Básico 30

31 ! = >.E (0A B CE9 -B 9 #(.!9=!9(0GJ-!G> 9 #(.5 +F1=5 +J(0GJ-5G> 9 #(.5=((0GJ-G>,%+5A % M!!GCE 5-6C 99 0 =0+F1E> + O. \]C \:]C 9=0- C9E- > : +,%+5A 9>JK 89M # 0+F19 0 =19> \]C \:]C0+F19 E C69C9 0+F1,%+5A 98'M! E09 00!90+F1 Telecomunicações Básico 31

32 ?G 0- C :. O\]C(0 00 \:],%'+%'+!.E. 0 E ; 4E" +O9-960+F1 -+O 060+F19 940! - EC - C.O + -.C 9 9C P 9 9 0( 4!0.E C.0"-? #?$;#=# Y$;# >!9 9E9 #?$;#+!''+ J+=>C ,.9 -E09 9 9,? ,C ;9 E(9!9!!9- -!9 9!C99 9#.E9 ( \+]C!E9 6. \] 0-60(ZC -4.= >!4# 9 + '+.C+9 - GC6 -J+ "-7::: COC %)4.= 7>C6 "6- "B #Z,- (=9>Z 6:::- %)Z7:::67Z)H9 Telecomunicações Básico 32

33 .%9 #!E 904C 0 ; 4C.%- ;++ C 09." O". ;O".? 4E 9(!+ 4 E9 91=> 91 4=)>C# M =Y)> N 4.E0 :-:=Y)>C E!=*>? BM 6 CM C 9M ; 734E ;9 4E9-E ; E F1 9 = 9 ( M! >+E , R 0 0+F1 9 ( 04 =.E 960+F1>9 4\M ]! F1+9 " 9 +06=09 91> 7&# H N0CE+(\( ] N N N04 9. = C 8 E 0( +9>.8! ;+E(!!" R 0+F1 C 9! 9 E0 -.E %; ;( 0 4 /.+("92(C 0. 9 (C9CC 9 + =;69B #! =>?9 - ".0A Telecomunicações Básico 33

34 /%: #; 9 C. 9 O ?9 99 E / E 6 0!99 6 = 2>C 0 => R+ E C 9 C(- 9 C " C9! E B % =% 9>=[ 032#4> /%'! ?. E( =9 9 >8 49 =9 9 > O \:::]9 49 C " \] CC+F19 "8 49 \]B\:::]? 9 6. " 8 49 \NC O. 0C 9 "+ 00 # " C " -.. 9C 9 "9 C9 9 "?+9 EC9 C90 /%=-2B)B&C3 %N+9 ( C + OE 9 9 9A^C0 ^E9=c>E+F1O #69C+ \::::] 9 99A N,ON$ON"O 9A OE.9 9A- C 0? - 4O A.=(9:5#>? 9 C 9O9 C.9A 999A-?.E C 9 + #-O 0 C E ;699A- -B -%Z^ c^c^c^ c^c-%*z^)c^%c^ c -%Z^ c^ )c^ c^ c^)c^ c^c c^:c^7c^c^%c^c^ c^c =?#3# 0(91,;;;7: 9 9 > Telecomunicações Básico 34

35 Informação Resto Informação Divisão Polinomial Resto Código Gerador 9PP%> %9 Erro Não Informação Resto Zero Sim Informação OK Divisão Polinomial Resto Código Gerador -)&-8Q- Q5P Telecomunicações Básico 35

'!"( )*+%, ( -. ) #) 01)0) 2! ' 3.!1(,,, ".6 )) -2 7! 6)) " ) 6 #$ ))!" 6) 8 "9 :# $ ( -;!: (2. ) # )

'!( )*+%, ( -. ) #) 01)0) 2! ' 3.!1(,,, .6 )) -2 7! 6))  ) 6 #$ ))! 6) 8 9 :# $ ( -;!: (2. ) # ) !" #$%&& #% 1 !"# $%& '!"( )*+%, ( -. ) #) /)01 01)0) 2! ' 3.!1(,,, " 44425"2.6 )) -2 7! 6)) " ) 6 #$ ))!" 6) 4442$ ))2 8 "9 :# $ ( -;!: (2. ) # ) 44425"2 ))!)) 2() )! ()?"?@! A ))B " > - > )A! 2CDE)

Leia mais

!"!#""" MESTRADO EM TEOLOGIA. Área de Concentração: Religião e Educação ()*+,-#""./

!!# MESTRADO EM TEOLOGIA. Área de Concentração: Religião e Educação ()*+,-#./ !"!#""" $%&&' MESTRADO EM TEOLOGIA Área de Concentração: Religião e Educação ()*+,-#""./ 0!"!#""" 1223445, 26,),7)2 8 9:;28 87767 26,;2

Leia mais

Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de

Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de Ministério da Cultura Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Departamento de Planejamento e Administração Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação!" !" $%& '( ) %) * +, - +./0/1/+10,++$.(2

Leia mais

* +,,- 5%67. 5%5%8 # ! " #$ %& ' %( ) .

* +,,- 5%67.  5%5%8 # !  #$ %& ' %( ) . http://indicadores.ethos.org.br/relatorioexternodiagnostico.aspx?id=1,2,,4,&ano=2007&questionari... Página 1 de 2 " # & ' "# * +,,-. * ' * //0 /1 2 &* '4/*5 / * / 1& &'56 ' &* 4/ &'*5 * 4 /*1 4' '4' &

Leia mais

Câmara dos Deputados Praça 3 Poderes Consultoria Legislativa Anexo III - Térreo Brasília - DF

Câmara dos Deputados Praça 3 Poderes Consultoria Legislativa Anexo III - Térreo Brasília - DF Henrique Leonardo Medeiros Consultor Legislativo da Área II Direito Civil e Processual Civil, Direito Penal e Processual Penal, de Família, do Autor, de Sucessões, Internacional Privado Câmara dos Deputados

Leia mais

Faculdade de Economia Universidade Nova de Lisboa Semestre de Inverno 2010/2011. Cálculo I. Caderno de exercícios 2

Faculdade de Economia Universidade Nova de Lisboa Semestre de Inverno 2010/2011. Cálculo I. Caderno de exercícios 2 Faculdade de Economia Universidade Nova de Lisboa Semestre de Inverno 2010/2011 Cálculo I Caderno de exercícios 2 Paulo Corte-Real Ernesto Freitas Claudia Alves David Antunes Silvia Guerra 1 0 12,+,3,456)

Leia mais

Rita Alexandra Manso Araújo. As relações negociais entre jornalistas e fontes: o caso da Saúde. Universidade do Minho Instituto de Ciências Sociais

Rita Alexandra Manso Araújo. As relações negociais entre jornalistas e fontes: o caso da Saúde. Universidade do Minho Instituto de Ciências Sociais Rita Alexandra Manso Araújo As relações negociais entre jornalistas e fontes: o caso da Saúde UMinho 2012 Rita Alexandra Manso Araújo As relações negociais entre jornalistas e fontes: o caso da Saúde Universidade

Leia mais

Tratamentos Tempo de Armazenamento T F secagem 0 mês 6 meses ( C) (m 3 /minuto/t) (hora) D 1 D 2 D 3 Médias D 1 D 2 D 3 Médias 42 26,9 0 10,4 10,8

Tratamentos Tempo de Armazenamento T F secagem 0 mês 6 meses ( C) (m 3 /minuto/t) (hora) D 1 D 2 D 3 Médias D 1 D 2 D 3 Médias 42 26,9 0 10,4 10,8 Tratamentos Tempo de Armazenamento T F secagem 0 mês 6 meses ( C) (m 3 /minuto/t) (hora) D 1 D 2 D 3 Médias D 1 D 2 D 3 Médias 42 26,9 0 10,4 10,8 10,9 10,7 12,8 11,6 12,0 12,1 4 11,1 10,6 10,9 10,9 13,1

Leia mais

é é ç í é é é ç ó çõ é ê á çã é çã é á á ã é í á ã ó É ã ê í á á é á ã â é ó é é ã é é é á é ã ó ã á é í á é ê ã

é é ç í é é é ç ó çõ é ê á çã é çã é á á ã é í á ã ó É ã ê í á á é á ã â é ó é é ã é é é á é ã ó ã á é í á é ê ã Ó é é ç ç ã éó éçéá éé çí é éé çóçõé ê á çã é çã é á á ã é í á ã óéãê íáá éáãâé ó é é ã éé éáé ãóã áéí á é ê ã çã é ã é çã ãíçãê éé ô í é çóã á ó ó é çãéã ú ê é á íô á ãé úóé çãçç óçãéééõé ççã çãôáíô éçé

Leia mais

9 JUNHO. Rua Cândido dos Reis, Vila Nova de Gaia Tel.: Fax:

9 JUNHO. Rua Cândido dos Reis, Vila Nova de Gaia Tel.: Fax: ÇÃÀ 9JUNHO í çõ úãá ÕÚ õ ú ã é çã é õéá é à Rua Cândido dos Reis, 545 4400-075 Vila Nova de Gaia Tel.: 22 374 67 20 - Fax: 22 374 67 29 www.jf-santamarinha.pt 1 õ á õ à çã çõ õ á çã áí é àí àçãçã ã Á à

Leia mais

! &! $ '()*+,-./01234435 #78!99

! &! $ '()*+,-./01234435 #78!99 1 ! ""#$ %! &! $ '()*+,-./01234435 634432 #78!99 #:;&9 2 !" # " $!" %" # $ &'()*+(,$$#% -.*/0(1)2)3425 3 Marcelo O. Coutinho de Lima 4 )*+, 9 82 "! 9!2 $ $ $?$@; *7 A> =" " ); B$" 9 $

Leia mais

9A5&*86365 A 2A 5&*86"649A5458"

9A5&*86365 A 2A 5&*86649A5458 12345675689ABCD6756533ADCE9A56D5EF9A56 5 EAD5EF9A56 86 A C938 6 56C C9AC 4A56 B 54A861C7A5B5 C E9861953A CA9867C6 C3 2A3536 3A453!"6#2C3E$C36BC95A3638 9C65 EA6D5EF9A5 %"6 8 7A&$C367C6'5()598 6C656 A8 5&*867C6

Leia mais

AVES DESCLASSIFICADAS CANÁRIOS DE COR

AVES DESCLASSIFICADAS CANÁRIOS DE COR CC001 852 Q FOB BB 0044 2107 06 0029 MANCHA(S) AMARELAS NA COR DE FUNDO VERMELHA CC001 6821 Q FOB FK 0289 0018 06 0030 CC001 11673 I FOB KA 0040 0078 06 0900 CC002 2286 Q FOB CE 0004 0230 06 0800 HARMONIA

Leia mais

#$ -.,./0*$/1 2 3,*45 $. 6 /768/. $ 2.95,* :;< 6$ $ -.,./0 *$/1 +=. $6 >.=7 2 3.=45.$ $ 1,? " 2= $.9.5!!< 2 #$45 6-= $,? <" 2= $>A 9. $ = = 5.

#$ -.,./0*$/1 2 3,*45 $. 6 /768/. $ 2.95,* :;< 6$ $ -.,./0 *$/1 +=. $6 >.=7 2 3.=45.$ $ 1,?  2= $.9.5!!< 2 #$45 6-= $,? < 2= $>A 9. $ = = 5. !"!"#$ %&!$'#(%)"&!'&*)+),#)&!-+.$#)/ %&! #$% $ &' 0123 ()**+,+,*& #$ -.,./0*$/1 2 3,*45 $. 6 /768/. $ 2.95,* :;< 6$ $ -.,./0 *$/1 +=. $6 >.=7 2 3.=45.$ $ 1,? " 2= $.9.5!!< 2 3@ #$45 6-= $,?

Leia mais

SINAIS DE PERIGO SINAIS DE CEDÊNCIA DE PASSAGEM SINAIS DE OBRIGAÇÃO

SINAIS DE PERIGO SINAIS DE CEDÊNCIA DE PASSAGEM SINAIS DE OBRIGAÇÃO SINAIS DE PERIGO SINAIS DE CEDÊNCIA DE PASSAGEM SINAIS DE OBRIGAÇÃO SINAIS DE PROIBIÇÃO C1 - Sentido proibido C2 - Trânsito proibido C3a - Trânsito proibido a automóveis e motociclos com carro C3b - Trânsito

Leia mais

TEOREMA DE CEVA E MENELAUS. Teorema 1 (Teorema de Ceva). Sejam AD, BE e CF três cevianas do triângulo ABC, conforme a figura abaixo.

TEOREMA DE CEVA E MENELAUS. Teorema 1 (Teorema de Ceva). Sejam AD, BE e CF três cevianas do triângulo ABC, conforme a figura abaixo. TEOREMA DE CEVA E MENELAUS Definição 1. A ceviana de um triângulo é qualquer segmento de reta que une um dos vértices do triângulo a um ponto pertencente à reta suporte do lado oposto a este vértice. Teorema

Leia mais

GLOSSÁRIO PREV PEPSICO

GLOSSÁRIO PREV PEPSICO GLOSSÁRIO PREV PEPSICO A T A A ABRAPP Aã Aã I Aí I R ANAPAR A A M A A A Lí Aá S C é ç í ê çõ 13ª í ã. Açã B E F Pê P. Cí ê, ã ê. V Cê Aã P ( á). N í, - I R P Fí (IRPF), S R F, à í á, ( 11.053 2004), çã.

Leia mais

é êíé é çã é ê óééçú ê é çãá çíçã çã ã çã ê ã á íçõíá íí í çã ô ú ç ç çê ú á éé í çõ í ã ã ã ã é ü óéó É ç ã çõ â ã ç áãúé çã ê çõ ô ç ú ú çõ çààá àúç

é êíé é çã é ê óééçú ê é çãá çíçã çã ã çã ê ã á íçõíá íí í çã ô ú ç ç çê ú á éé í çõ í ã ã ã ã é ü óéó É ç ã çõ â ã ç áãúé çã ê çõ ô ç ú ú çõ çààá àúç Ó é ç í ó ó ó çõ ã ê ã á ã ú é á ê ç á çã ê íç éçãé çãé ê éé çúê í çã é êíé é çã é ê óééçú ê é çãá çíçã çã ã çã ê ã á íçõíá íí í çã ô ú ç ç çê ú á éé í çõ í ã ã ã ã é ü óéó É ç ã çõ â ã ç áãúé çã ê çõ

Leia mais

Diretor Executivo Márcio Augusto Magalhães. Diretor Departamento de Administração Márcio Wamilton Magalhães. Diretor de Operações Adriano de Magalhães

Diretor Executivo Márcio Augusto Magalhães. Diretor Departamento de Administração Márcio Wamilton Magalhães. Diretor de Operações Adriano de Magalhães Diretor Executivo Márcio Augusto Magalhães Diretor Departamento de Administração Márcio Wamilton Magalhães Diretor de Operações Adriano de Magalhães Manual de Abastecimento de Água pág. 2 !"!#$$ %"&'()*%+,%-%+,%./&01

Leia mais

PROJETOHORTAEMCASA. Manualdo. Apoio. Realização CDHU PREFEITUR A DE SÃO PAULO VERDE E MEIO AMBIENTE. Instituto GEA

PROJETOHORTAEMCASA. Manualdo. Apoio. Realização CDHU PREFEITUR A DE SÃO PAULO VERDE E MEIO AMBIENTE. Instituto GEA M RJETHRTAEMCAA CM LANTAR E CLHER ALIMENT EM CAA 201 A Rzçã Ch Dvv Hb Ub CDHU I GEA é b REFEITUR A DE Ã AUL VERDE E MEI AMBIENTE FhTé Ebçã Tx Agô Jé Lz Ch T Nh Rh Rvã A M Dg Lz Egá j Nh Rh Rq L R Rf Tv

Leia mais

Bem-vindo! Depois de percorrer

Bem-vindo! Depois de percorrer B-! D çã O ê B, ê ê á! A, í ó, á,,,, ç. P é, á ê á. N ó á, ê á çã. D-! Tâ T ê. V ó ê. Há? - >>> >>> >>> >>> - >>> ìì - >>> >>> >>> 2 3 + TRÂNSTO DE PALAVRAS Há á õ ê. V. FRASES CÉLEBRES A ã í? Fç ê. O

Leia mais

Tópicos Quem é é a a PP aa nn dd ui t t?? PP oo rr qq ue um CC aa bb ea men tt oo PP er ff oo rr ma nn cc e? dd e AA ll tt a a Qua ll ii dd aa dd e e PP aa nn dd ui t t NN et ww oo rr k k II nn ff rr aa

Leia mais

Visão Geral Métodos construtivos Métodos construtivos O Mercado Visão de Negócios Alguns números Principais diferenciais

Visão Geral Métodos construtivos Métodos construtivos O Mercado Visão de Negócios Alguns números Principais diferenciais Shw C TÓPICOS Vã Gl Mé cv Mé cv O Mc Vã Ngóc Alg ú Pcp fc Rl N vç Pc Q fz Vã Gl A ESTRUTURA ECOLÓGICA CONSTRUTORA, g c l é c cçã à v pcpçã q lz écc clógc. Sb p v é pf pívl v, p g cl c fã. N çã ppc c, c

Leia mais

Representação de Dados e Sistemas de Numeração

Representação de Dados e Sistemas de Numeração 1 Representação de Dados e Sistemas de Numeração Sistema de numeração decimal e números decimais (base 10) Sistema de numeração binário e números binários (base 2) Conversão entre binário e decimal Sistema

Leia mais

1 3ISSN Pubblicato dal 10/04/2013

1 3ISSN Pubblicato dal 10/04/2013 1 3ISSN 1127-8579 Pubblicato dal 10/04/2013 All'indirizzo http://xn--leggedistabilit2013-kub.diritto.it/docs/34906-extrafiscalidade-tributria-e-prote-o-ambiental-a-redu-o-da-al-quota-do-ipi-para-produtos-reciclados-utilizadosno-ciclo-produtivo-como-mat-ria-prima-promovendo-o-desenvolvimento-sustent-vel

Leia mais

ABC DAEEA F F EE A DA A F E D EA E C B C B F CC AC E F C FA CEA DA A F E D EA E C B BC ABC DE AB CC DF B C CA A A A E D

ABC DAEEA F F EE A DA A F E D EA E C B C B F CC AC E F C FA CEA DA A F E D EA E C B BC ABC DE AB CC DF B C CA A A A E D ABCDAEEAFFEEADAAFEDEAE CBCBFCCACEFCFACEA DAAFEDEAECBBC ABCDEABCCDF BCCAAAAED CFAD AAC CAECA CADE BFEADFAADECADCE C DEDAEAAAAEAAAAEAAFDEA CADDDAFAAEAAFFAAADEACFEACAAA D A DD A D A CFD A A A D A D A CD A

Leia mais

Tabela de Vinculação de pagamento Manteve o mesmo nome DDM SIAFI-TABELA-VINCULA-PAGAMENTO

Tabela de Vinculação de pagamento Manteve o mesmo nome DDM SIAFI-TABELA-VINCULA-PAGAMENTO Segue abaixo dados das DDMs que mudaram para o PCASP, tanto as que mudaram de nome como as que mantiveram o mesmo nome. Para estas, os campos que serão excluídos (em 2015) estão em vermelho e os campos

Leia mais

Resumo de Fórmulas Professor Sergio

Resumo de Fórmulas Professor Sergio eu e óul e Seg Mecâc Gez bác eác elce ecl é Δ Δ celeçã ecl é Δ Δ Me e Δ. Δ Gác g Me eee.. Δ Δ gác gác g.. áe ( g ) Me cul e e üêc e eí º l Δ elce gul Δ π π Δ elce le π çã e eul e el π çe Oblíu ee elce

Leia mais

Siemens AG 2009 SIRIUS SENTRON SIVACON. Catálogo LV 90 2009. Baixa Tensão Corte, protecção e comando. Answers for industry.

Siemens AG 2009 SIRIUS SENTRON SIVACON. Catálogo LV 90 2009. Baixa Tensão Corte, protecção e comando. Answers for industry. SIRIUS SENTRON SIVACON Catálogo LV 90 2009 Baixa Tensão Corte, protecção e comando Answers for industry. Interruptores de corte em carga, sistemas de barramentos SENTRON 8US Introdução Tipo 3NP 1 3K 3NJ4

Leia mais

HEP-5800 BIOESTATÍSTICA

HEP-5800 BIOESTATÍSTICA HEP-5800 BIOESTATÍSTICA UNIDADE III INFERÊNCIA ESTATÍSTICA : AMOSTRAGEM PROBABILÍSTICA, DISTRIBUIÇÃO AMOSTRAL, INTERVALOS DE CONFIANÇA. Nilza Nunes da Silva Regina T. I. Bernal 2 1. AMOSTRAGEM PROBABILISTICA

Leia mais

ba l h e m. sab e r se h a. foy, ti m Soa. s re. e m. h oss. e a. a d. tra

ba l h e m. sab e r se h a. foy, ti m Soa. s re. e m. h oss. e a. a d. tra 96 R: VS A ( ) () b C O M b q fy q S y q P v C ç z q ff q q 24 V C ç B z q q q q q í q ã f O q M ã b ::; q z R q ã q y b q fz q P R v f F N S P z (P b M 30 q G Sz çõ Pá v v Ab qq ff ã v Cô q f z z A B

Leia mais

r a t (I), ht rs (II) e (III) r s t r a

r a t (I), ht rs (II) e (III) r s t r a 01 De T 1 e T 3, temos: a h r s h r a t (I), ht rs (II) e (III) r s t r a De T e T 3, temos: h b s s b s b t (IV) e (V) r s t r h De (III) e (V): b h h a b (VI) h a Somando (I) e (IV) temos: r s at bt

Leia mais

NCE/10/00311 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/10/00311 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/00311 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/00311 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

Experiência 1 -Introdução ao Módulo Didático MC-1 e Instruções de Transferência de Dados

Experiência 1 -Introdução ao Módulo Didático MC-1 e Instruções de Transferência de Dados UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE ENGENHARIA DE ILHA SOLTEIRA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA LABORATÓRIO DE MICROPROCESSADORES I ELE 1078 Experiência 1 -Introdução

Leia mais

! $&% '% "' ' '# ' %, #! - ' # ' ' * '. % % ' , '%'# /%, 0! .!1! 2 / " ') # ' + 7*' # +!!! ''+,!'#.8.!&&%, 1 92 '. # ' '!4'',!

! $&% '% ' ' '# ' %, #! - ' # ' ' * '. % % ' , '%'# /%, 0! .!1! 2 /  ') # ' + 7*' # +!!! ''+,!'#.8.!&&%, 1 92 '. # ' '!4'',! "#$%% $&% '% "' ' '# '"''%(&%') '*'+&%'# ),'#+# ' %, # - ' # ' "%'''' ' * '. % % ', '%'# ''''') /%, 0.1 2 / " ') 33*&,% *"'",% '4'5&%64'' # ' + 7*' # + "*''''' 12''&% '''&")#'35 ''+,'#.8.&&%, 1 92 '. #

Leia mais

NCE/12/00311 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/12/00311 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/12/00311 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/12/00311 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de presentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão

Leia mais

Participantes nas Reuniões Finais de Consolidação dos Workshops

Participantes nas Reuniões Finais de Consolidação dos Workshops Secretariado Técnico da Rede Social de Loures Cristina Costa Lúcia Santos Consultora Externa (Técnica de Planeamento) Teresa Raposo Participantes nas Reuniões Finais de Consolidação dos Workshops Ângela

Leia mais

Lista de Exercícios de Geometria

Lista de Exercícios de Geometria Núcleo Básico de Engenharias Geometria - Geometria Analítica Professor Julierme Oliveira Lista de Exercícios de Geometria Primeira Parte: VETORES 1. Sejam os pontos A(0,0), B(1,0), C(0,1), D(-,3), E(4,-5)

Leia mais

NCE/14/00221 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/14/00221 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/00221 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/00221 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

Controle do Professor

Controle do Professor Controle do Professor Compensou as faltas CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DISCIPLINA: GEOMETRIA ANALÍTICA VETORIAL E INTRODUÇÃO À ÁLGEBRA LINEAR SÉRIE: 2º ANO TRABALHO DE COMPENSAÇÃO DE FALTAS DOS ALUNOS

Leia mais

NPQV Variável Educação Prof. Responsáv el : Ra ph a el B i c u d o

NPQV Variável Educação Prof. Responsáv el : Ra ph a el B i c u d o NPQV Variável Educação Prof. Responsáv v el :: Ra ph aa el BB ii cc uu dd o ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ÁREA DE EDUCAÇÃO 2º Semestre de 2003 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ÁREA DE EDUCAÇÃO As atividades realizadas

Leia mais

ÍNDICE EPI. Por departamento / Seção. Botas e Calçados Luvas Óculos Segurança e Proteção e e 197.

ÍNDICE EPI. Por departamento / Seção. Botas e Calçados Luvas Óculos Segurança e Proteção e e 197. Ferramentas Elétricas Ferramentas Ferragem EPI Agronegócio Hidráulica Elétrica Químicos e Impermeabilzantes Pintura ÍNDICE Por departamento / Seção EPI Botas e Calçados Luvas Óculos Segurança e Proteção

Leia mais

do o de do Dn pr es i lha n har ac ord ad o... E co 1 0 uma

do o de do Dn pr es i lha n har ac ord ad o... E co 1 0 uma P R O P " E ) A D E DO C L U D L I T T E H A R I O S U MMARIO f ; õ E J ; õ E ; I \ ;; z Df < j ç f:t \ :f P ü Bz }? E CLOTIJ DE J x "? ú J f Lf P DI!; V: z z " I O PA F L ARÉNE S Pz: E:\H P HA RRC : A

Leia mais

O PROGRESSO. Gaeco deflagra Operação Fantoche na área cultural O TEMPO LOTERIA. Incra inicia 300 despejos com força policial em MS

O PROGRESSO. Gaeco deflagra Operação Fantoche na área cultural O TEMPO LOTERIA. Incra inicia 300 despejos com força policial em MS SS çã d c dg çã c á c w ƒ ƒ ƒ ˆ ƒ ƒ Š ƒ Š w ƒ ƒ ƒ Œ Œ w Ž ƒ Œ Œ ƒ Œ w d š œ c c d c ç c S c d çã gá c c d d dd ç c d ã c d g íc d c dcç d d 5 d c d d éc g d d d d dd d c g ã d é d cd çã ç c g cc ã d ã

Leia mais

IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS

IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS IMPORTAÇÃO DO CADASTRO DE PESSOAS 1. Objetivo: 1. Esta rotina permite importar para o banco de dados do ibisoft Empresa o cadastro de pessoas gerado por outro aplicativo. 2. O cadastro de pessoas pode

Leia mais

Índice alfabético. página: 565 a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z. procura índice imprimir última página vista anterior seguinte

Índice alfabético. página: 565 a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z. procura índice imprimir última página vista anterior seguinte Í é á: 565 á é í ú á í é á: 566 A A é, 376 A, 378 379 A á, 146 147 A, 309 310 A á, 305 A ( ), 311 A, 305 308 A á B, 470 A á, 384 385 A,, ç Bç, 338 340 A é, 337 Aé, 333 A, 410 419 A K, 466 A, 123 A, 32

Leia mais

PLR Por quê? d L i i q u e z b l d d R t i i e n a a e b d E i t a d d d P t i i ro u v a e é l l d B F t i R t u s c a e r n c a e p o e su a o

PLR Por quê? d L i i q u e z b l d d R t i i e n a a e b d E i t a d d d P t i i ro u v a e é l l d B F t i R t u s c a e r n c a e p o e su a o .. u p v g c C C O ) F h C I ( É, - p c c ç u u g w w p g c u F C I ã ) A U E ( C D h W k N f N h C F. z c v p ç p g u ) k M U ( E ã A M ) P S ( M P S E k M G p v h F C O ã b S Apc gc Agc Ag c R z O v

Leia mais

Manobra e Proteção de Motores. sirius. Métodos de Partida

Manobra e Proteção de Motores. sirius. Métodos de Partida anobra e Proteção de otores sirius étodos de Partida étodos de partida Índice Páginas Partida direta coordenada com fusível... e Partida direta com reversão coordenada com fúsivel... 5 e 6 Partida estrela-triângulo

Leia mais

-!"%!%"/$#/"1%+,# *$#/"1% +,#4"*5+-!"# $*/"1% +,#!+$/$*-3/"!+9+3/!*- : 0%;#$*+ <#"./&8*- =!%0#-*.9#("/ &/4"*5+-!"# $*0#!* *5+-!"#$*!/06**5.*!

-!%!%/$#/1%+,# *$#/1% +,#4*5+-!# $*/1% +,#!+$/$*-3/!+9+3/!*- : 0%;#$*+ <#./&8*- =!%0#-*.9#(/ &/4*5+-!# $*0#!* *5+-!#$*!/06**5.*! 1 "#$%&'# ()*+,#-$#./ %/0 -"%%"/$#/"1%+,# #.3#-+&'#$#/"1% +,# #*$*-*",++"#$%# *5+-"#$*$*/06* (-*",/&8*- *$#/"1% +,#4"*5+-"# $*/"1% +,# *5+-"#$*/"1% +,# *",++"#$%# #("/ &/ *-9"+&'#$#3"#9*--# ()*+,#

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGO E RESPONSABILIDADE SOCIAL DAS EMPRESAS INSTALADAS NA REGIÃO METROPOLITANA DO CARIRI

GERAÇÃO DE EMPREGO E RESPONSABILIDADE SOCIAL DAS EMPRESAS INSTALADAS NA REGIÃO METROPOLITANA DO CARIRI XVI Semana de Iniciação Científica e II Semana de Extensão De 21 a 26 de outubro de 2013 ISSN: 1983-8174 Universidade Regional do Cariri - URCA - Crato, Ceará GERAÇÃO DE EMPREGO E RESPONSABILIDADE SOCIAL

Leia mais

Vestibular Unificado PUC-SP/2014 (Verão) Por Instituição / Curso / Turno

Vestibular Unificado PUC-SP/2014 (Verão) Por Instituição / Curso / Turno 11 AE11 ADMINISTRACAO MATUTINO PUC-SP (MONTE ALEGRE) 0 11 AE13 ADMINISTRACAO NOTURNO PUC-SP (MONTE ALEGRE) 0 13 AE11 ADMINISTRACAO MATUTINO PUC-SP (BARUERI) 16 AE13 ADMINISTRACAO NOTURNO PUC-SP (IPIRANGA)

Leia mais

Lista 1 com respostas

Lista 1 com respostas Lista 1 com respostas Professora Nataliia Goloshchapova MAT0105/MAT0112-1 semestre de 2015 Exercício 1. Verifique se é verdadeira ou falsa cada afirmação e justifique sua resposta: (a) (A, B) (C, D) AB

Leia mais

CONCORRÊNCIA Nº 001/2015-SMT-GAB GRUPO ESTRUTURAL (PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2015-0.051.567-8)

CONCORRÊNCIA Nº 001/2015-SMT-GAB GRUPO ESTRUTURAL (PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2015-0.051.567-8) CONCORRÊNCIA Nº 001/2015-SMT-GAB GRUPO ESTRUTURAL (PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2015-0.051.567-8) CONCORRÊNCIA Nº 002/2015-SMT-GAB GRUPO LOCAL DE ARTICULAÇÃO REGIONAL (PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2015-0.051.569-4)

Leia mais

REGISTO DE INTERESSES

REGISTO DE INTERESSES REPÚBLICA PORTUGUESA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA REGISTO DE INTERESSES 1 e ArL 7. -A do Regime Jurídico de Art 26. do Estatuto dos Deputados Incompatibilidades e Impedimentos dos Titulares de Cargos Políticos

Leia mais

$35(6(17$d 2Ã&/Ë1,&$ 'LDJQyVWLFRÃ FOtQLFR &ROHGRFROLWtDVH &ROHFLVWLWH 3DQFUHDWLWH &ROHGRFROLWtDVH HP UHVROXomR &ROHFLVWLWH 3DQFUHDWLWH &ROHGRFROLWtDVH HP UHVROXomR &yolfdãeloldu (FRJUDILD &ROpGRFRÃ!ÃÃFP

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE PERFURAÇÃO. Rio de Janeiro Outubro 2012

ATUALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE PERFURAÇÃO. Rio de Janeiro Outubro 2012 ATUALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE PERFURAÇÃO Rio de Janeiro Outubro 2012 ATIVIDADES EM ANDAMENTO Poço Bloco Prospecto Sonda Distância da Costa Lâmina d água Status Net Pay CY TBMT-1D/2HP BM-C-39 Tubarão Martelo

Leia mais

resolução dos exercícios-tarefa

resolução dos exercícios-tarefa resolução dos eercícios-tarefa n Módulo ) A soma dos ângulos internos do quadrilátero conveo ECd é igual a 60. Assim: + (90 ) + 90 + (90 + + ) = 60 + 0 = 60 =. Resposta: ) ) ) Como ÉF é paralela a ó, o

Leia mais

O EMPREITEIRO. Copatrocínio

O EMPREITEIRO. Copatrocínio KH T M W TÃ G A N F NAL UC Lp D CA -A 1200 ÁT X A JT - / A ã 5 1 0 2 D m 26 A A ç p 27 MW c áb fz h C J F g c h Lb 290/ -116 6 1 0 y 2 w h çã f pc G pc m D x f L ª 4 G c M A Jg q A b é C gh H V V g ã M

Leia mais

NCE/14/01396 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/14/01396 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/01396 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/01396 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

SINALVIAS, Lda - www.sinalvias.pt

SINALVIAS, Lda - www.sinalvias.pt SINALVIAS, Lda - Centro de Empresas e Serviços Rua dos Aguadeiros, Lote 6.1 Vilamoura 8125-492 Quarteira Tel/Fax. 289 314 468 E-mail. sinalviaslda@gmail.com NIF. 509 274 714 www.sinalvias.pt SINALVIAS

Leia mais

Análise de Circuitos II. Sumário

Análise de Circuitos II. Sumário Sumário Laboratório de Eletrônica Transformador... 3 Laboratório de Eletrônica Retificador de meia onda... 6 Laboratório de Eletrônica Retificador de onda completa... 8 Laboratório de Eletrônica Retificador

Leia mais

Para cada um dos experimentos abaixo, descreva o espaço amostral e dê o número de seus elementos.

Para cada um dos experimentos abaixo, descreva o espaço amostral e dê o número de seus elementos. 1 Exercício 1 Para cada um dos experimentos abaixo, descreva o espaço amostral e dê o número de seus elementos. (a) Numa linha de produção conta-se o número de peças defeituosas num intervalo de uma hora.

Leia mais

! " #! $! %! " & ' ( )!! " * + " *, %

!  #! $! %!  & ' ( )!!  * +  *, % ! " #! $! % "! &' ( )!! " * + " *, % ! " # $ %!"#$%#&'()%#*&+ *', #%!-").%",')/&%001 #2% '.32"!'.)%#%2'%%4"'&)'#.)* *.'*#' 2)%#&"'&)' *'!&%5'/65*#'& &*#78% 2*5#%#2)'29:* #;!')*

Leia mais

"* + "* + ")"* + ")"* +

* + * + )* + )* + * + * + %& '( %& '( )* + )* + ),-./ 0 ( ( ),1.2./ 0 ( ( 0(0*33** 0(7 4 % & % &' % ( ) * & )+ ', + ---. % / -. + +) /0.- 1 2. 0. 3 + (4 % 7 +4 -' & 1 1' *88** 1&0 % ' % 1 9 1 1 1 % (4 (4 +272 4 1 & 9+

Leia mais

INE5403 FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA DISCRETA

INE5403 FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA DISCRETA INE5403 FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA DISCRETA PARA A COMPUTAÇÃO PROF. DANIEL S. FREITAS UFSC - CTC - INE Prof. Daniel S. Freitas - UFSC/CTC/INE/2007 p.1/42 7 - ESTRUTURAS ALGÉBRICAS 7.1) Operações Binárias

Leia mais

Para cada um dos experimentos abaixo, descreva o espaço amostral e dê o número de seus elementos.

Para cada um dos experimentos abaixo, descreva o espaço amostral e dê o número de seus elementos. 1 Exercício 1 Para cada um dos experimentos abaixo, descreva o espaço amostral e dê o número de seus elementos. (a) Numa linha de produção conta-se o número de peças defeituosas num intervalo de uma hora.

Leia mais

REGULAMENTO SOBRE CONDIÇÕES DE USO DE RADIOFREQÜÊNCIAS PELO SERVIÇO DE RADIOAMADOR CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS CAPÍTULO II DAS FAIXAS DE RADIOFREQÜÊNCIAS

REGULAMENTO SOBRE CONDIÇÕES DE USO DE RADIOFREQÜÊNCIAS PELO SERVIÇO DE RADIOAMADOR CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS CAPÍTULO II DAS FAIXAS DE RADIOFREQÜÊNCIAS ANEXO À RESOLUÇÃO N o 452, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2006. REGULAMENTO SOBRE CONDIÇÕES DE USO DE RADIOFREQÜÊNCIAS PELO SERVIÇO DE RADIOAMADOR CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1 o Este Regulamento tem por objetivo

Leia mais

ACEF/1213/24877 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1213/24877 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1213/24877 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1213/24877 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

ENG o CIVIL E MECÂNICO CREA 0600590772 & ' ()*(+*,-.'*-,/.01,2,34'(.5*31.*2.56-.5,7731.(.7

ENG o CIVIL E MECÂNICO CREA 0600590772 & ' ()*(+*,-.'*-,/.01,2,34'(.5*31.*2.56-.5,7731.(.7 fls. 93!"#!!!$% & ' ()*(+*,-.'*-,/.01,2,34'(.5*31.*2.56-.5,7731.(.7 8 8 -*90*-,13 6*4. 2.(/-3 : *.0/-.;7,7/.-,37'*7/*7,)(3/?-,.>*536-*7*(/3-70372.(2407@*7

Leia mais

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e :

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 13 DE JULH DE 2015! Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : Caso vo cê nunca t e nh a pa

Leia mais

Nota10 ESCOLAS DA DIVERSIDADE

Nota10 ESCOLAS DA DIVERSIDADE A fl Clg, Al Glbg: l g q PÁGINA 8 N10 A 13 ú 48 bl//jh 2013 Pblçã l Fçã AlMl Bl ESCOLAS DA DIVERSIDADE Pj Fçã AlMl Bl úbl b blh lã ç fê l l l PÁGINAS 4 E 5 ARUIVO FUNDAÇÃO ARCELORMITTAL BRASIL O l Jé f

Leia mais

! &" #$& "% '()) '()' 4 )* * +, ' -./ )* 0' ( ' 1% +, 2 ' 3 -./ $ * + *,-. / #. 0! " 1 $ 2 3 # $ $ % & ' 4 " *.! " * 5 5+ * 6 7 # - 7 # ( $ % & '

! & #$& % '()) '()' 4 )* * +, ' -./ )* 0' ( ' 1% +, 2 ' 3 -./ $ * + *,-. / #. 0!  1 $ 2 3 # $ $ % & ' 4  *.!  * 5 5+ * 6 7 # - 7 # ( $ % & ' ! " # $ % ! &" #$& "% '()) * + *,-. / #. 0! " 1 $ 2 3 # $ $ % & ' '()' 4 " *.! " * 5 5+ * 6 7 # - 7 # ( $ % & ' 4 )* * +, ' -./ )* 0' ( ' 1% +, 2 ' 3 -./ $ 3 4 SUMÁRIO MATERIAL DE ATUAÇÃO PRÁTICA PARA

Leia mais

CORSET As amarras da História BASE DO CORPINHO. Cursos de Modelagem Plana Profa. Esp. Mari Ramondini TAMANHO 38 MEDIDAS DADAS EM CM TRAÇADO ABERTO

CORSET As amarras da História BASE DO CORPINHO. Cursos de Modelagem Plana Profa. Esp. Mari Ramondini TAMANHO 38 MEDIDAS DADAS EM CM TRAÇADO ABERTO BASE DO CORPINHO TAMANHO 38 MEDIDAS DADAS EM CM TRAÇADO ABERTO 1 AB = comprimento frente cintura + altura do quadril = 35.5 + 22 = 57.5 2 BC = ¼ do quadril = 92 : 4 = 23 3 AD = comprimento frente cintura

Leia mais

a1q1: Seja ABCDEF GH um cubo de aresta unitária de E 3 e considere o espaço V 3 orientado pela base { CD, CB, CH}. Então podemos afirmar que: a)

a1q1: Seja ABCDEF GH um cubo de aresta unitária de E 3 e considere o espaço V 3 orientado pela base { CD, CB, CH}. Então podemos afirmar que: a) 1 a1q1: Seja ABCDEF GH um cubo de aresta unitária de E 3 e considere o espaço V 3 orientado pela base { CD, CB, CH}. Então podemos afirmar que: a) EB ED = GA b) EB ED = AG c) EB ED = EH d) EB ED = EA e)

Leia mais

Técnico Desporto: Jorge Vicente

Técnico Desporto: Jorge Vicente Técnico Desporto: Jorge Vicente Évora, 2010 !!" # $ %!! "#$%&''$(&#&)*$+$*,$#+-$ &$''() * $$!+,- $#.+/0$&#+1(&2+'& 3#&)*$(&4$5&*'./ '0*!$ $ 11 2 '6#+67,)+'')%$8&(+,9,)%+' $.8&6)/0$&&'&*5$15).&*6$')'6&.:6)%$(+&#;$#.+*%&

Leia mais

"Oswego": Um Surto Epidêmico de Gastroenterite

Oswego: Um Surto Epidêmico de Gastroenterite "Owg": Um Eêmc Excíc E Tçã: A: F: E Av Wm Ogzçã P-Amc ú Uv ã P (Pó-R çã Pó-çã) C D C Pv OWEO : UM URTO EPIDÊMICO DE ATROETERITE * OJETIVO Aó ém xcíc á cz : m m; b m cv êmc; cc cm x q c ív víc mã; m vgçã

Leia mais

NCE/10/00121 Parecer do RIES sobre intenção de decisão - Novo ciclo de estudos

NCE/10/00121 Parecer do RIES sobre intenção de decisão - Novo ciclo de estudos NCE/10/00121 Parecer do RIES sobre intenção de decisão - Novo ciclo de estudos NCE/10/00121 Parecer do RIES sobre intenção de decisão - Novo ciclo de estudos Parecer da Instituição de Ensino Superior à

Leia mais

Contatores de Potência 3RT10, 3TF6

Contatores de Potência 3RT10, 3TF6 3RT10 26 3RT10 36 3RT10 65 3TF69 Contatores de otência 3RT10, 3TF6 Motores trifásicos Contator 1) otências s AC-2 / AC-3, 60 z em 220 V 380 V 440 V AC-1 (Dimensões em mm) (cv / kw) (cv / kw) (cv / kw)

Leia mais

MAE0219 Introdução à Probabilidade e Estatística I

MAE0219 Introdução à Probabilidade e Estatística I Exercício 1 Para cada um dos experimentos abaixo, descreva o espaço amostral e dê o número de seus elementos. (a) Numa linha de produção conta-se o número de peças defeituosas num intervalo de uma hora.

Leia mais

$ " ( % . &/0.1 (+ 2 / */ & 4*"53 7==78&9 +! :% 5 333A 3B4 3 >! % :3 (C!4"3 .?*9E=;F;#F=#<! 4 3 C43 3%;3#%<=30.!

$  ( % . &/0.1 (+ 2 / */ & 4*53 7==78&9 +! :% 5 333A 3B4 3 >! % :3 (C!43 .?*9E=;F;#F=#<<F#FE 3& &>! 4 3 C43 3%;3#%<=30.! ! " $ " %!' ( % )*!+ %),-+. /0.1 (+ 2 / */ 2-3-2 4*"53 7==789 +! :% 5 333A 3B4 3 >! % :3 (C!4"3

Leia mais

QUESTÕES COMENTADAS E RESOLVIDAS

QUESTÕES COMENTADAS E RESOLVIDAS LENIMAR NUNES DE ANDRADE INTRODUÇÃO À ÁLGEBRA: QUESTÕES COMENTADAS E RESOLVIDAS 1 a edição ISBN 978-85-917238-0-5 João Pessoa Edição do Autor 2014 Prefácio Este texto foi elaborado para a disciplina Introdução

Leia mais

PLANIMETRIA. Laboratório de Topografia e Cartografia - CTUFES

PLANIMETRIA. Laboratório de Topografia e Cartografia - CTUFES PLANIMETRIA Medidas Lineares DV DH Distância Horizontal (DH): é a distância medida entre dois pontos, no plano horizontal. Este plano pode, conforme indicado na figura, passar tanto pelo ponto A, quanto

Leia mais

! "#" $ %&& ' ( )%*)&&&& "+,)-. )/00*&&& 1+,)-. )/00*&2) (5 (6 7 36 " #89 : /&*&

! # $ %&& ' ( )%*)&&&& +,)-. )/00*&&& 1+,)-. )/00*&2) (5 (6 7 36  #89 : /&*& ! "#" %&& ' )%*)&&&& "+,)-. )/00*&&& 1+,)-. )/00*&2) 3 4 5 6 7 36 " #89 : /&*& #" + " ;9" 9 E" " """

Leia mais

SITUAÇÃO DE REVISÃO DE DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA PARA OS MANUAIS ELABORADOS OU TRADUZIDOS PELA HELIBRAS (SRD 350)

SITUAÇÃO DE REVISÃO DE DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA PARA OS MANUAIS ELABORADOS OU TRADUZIDOS PELA HELIBRAS (SRD 350) SITUAÇÃO DE REVISÃO DE DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA PARA OS MANUAIS ELABORADOS OU TRADUZIDOS PELA HELIBRAS (SRD 350) NOTAS IMPORTANTES 1. Documento atualizado mensalmente com o objetivo de ser o referencial do

Leia mais

63789:!" #$$!%&'" %%($!)* '+($!%,'$'!)' '';! +! <' = + -.%" '$/0!)" #$!/0!)%&! + 2 4> + ; (! ; ( 8 ; ( ; *(" #+ + ; ('+ +? '

63789:! #$$!%&' %%($!)* '+($!%,'$'!)' '';! +! <' = + -.% '$/0!) #$!/0!)%&! + 2 4> + ; (! ; ( 8 ; ( ; *( #+ + ; ('+ +? ' Página 1 de 31!"#$%&'"!!"( )* +,-./(,0 " #1$,*2 34#5'+ 63789:!" #$$!%&'" %%($!)* '+($!%,'$'!)' '';! +! .12 # '1 + #%

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO. Relatório Turma/Horário

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO. Relatório Turma/Horário AT 40 CCMP0077 - ADMINISTRAÇAO DA TEC DA INFORMAÇAO E COMUNICAÇAO JURANY FREITAS MELRO TRAVASSOS* 30 QUI A03 10:30-11:20 11:20-12:10 AM 45 CCMP0001 - ALGEBRA APLICADA A COMPUTAÇÃO ELIANE MARIA LOIOLA*

Leia mais

! "# $%&'( ) *'*&%( +,$ -.

! # $%&'( ) *'*&%( +,$ -. ! "# $%&'( ) *'*&%( +,$ -.!! "#$%/!%% //++/%0&% /0/)%1& %#%% 1($2! %3 4 5*5 &6 %27&89..+:-;>->1?@>

Leia mais

MÓDULO 25. Geometria Plana I. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA

MÓDULO 25. Geometria Plana I. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA MÓDULO 5 Geometria Plana I. Mostre que o ângulo inscrito em uma circunferência é a metade do ângulo central correspondente. 1. (MAM-Mathematical

Leia mais

Manual de Políticas e Procedimentos Processo: Saúde e Segurança do Trabalho

Manual de Políticas e Procedimentos Processo: Saúde e Segurança do Trabalho 1 de 17! " # $ # % # # & ' ( )* # & +, & - & #. " %/. 0$ 12 # 3 " # & 4" $1#.$5,- 6% - 0)# 7 # 8# 9 +# 1: 92 6% 85 5 0)# 7 # 8# ; # 1: 92"%&;!"!#$%"&'( < - $ #3 )""!*%+"!,!-.*%!"/01" / - 6 -. &- - 2 de

Leia mais

ACEF/1112/13472 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1112/13472 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/13472 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/13472 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

PONTO MÉDIO LEMBRA? OUTRO PONTO MÉDIO! DOIS PONTOS MÉDIOS LEMBRAM? BASE MÉDIA! Cícero Thiago Magalhães

PONTO MÉDIO LEMBRA? OUTRO PONTO MÉDIO! DOIS PONTOS MÉDIOS LEMBRAM? BASE MÉDIA! Cícero Thiago Magalhães PONTO MÉDIO LEMBRA? OUTRO PONTO MÉDIO! DOIS PONTOS MÉDIOS LEMBRAM? BASE MÉDIA! Cícero Thiago Magalhães Nível Iniciante Propriedade 1 Num triângulo retângulo ABC, a mediana BM relativa à hipotenusa mede

Leia mais

Módulo Quadriláteros. Quadriláteros Inscritos e Circunscritos. 9 ano E.F. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda

Módulo Quadriláteros. Quadriláteros Inscritos e Circunscritos. 9 ano E.F. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda Módulo Quadriláteros Quadriláteros Inscritos e Circunscritos 9 ano E.F. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda Quadriláteros Quadriláteros Incritos e Circunscritos Exercício 5. Determine o valor de x

Leia mais

INDICE EDITORIAL... 2

INDICE EDITORIAL... 2 INDICE EDITORIAL... 2 MATÉRIA DE CAPA... 3 Nietzsche - Vida e obra... 3 Investidas contra o Deus moral obsessivo... 4 Entrevista com Paul Valadier... 4 Buscando o critério de avaliação das avaliações...

Leia mais

ONE DAY BASE DO CORPINHO

ONE DAY BASE DO CORPINHO ELIE SAAB Imagem ilustrativa Curso de Modelagem Plana ONE DAY BASE DO CORPINHO Prof* Especialista Mari Ramondini a BASE DO CORPINHO TAMANHO 38 MEDIDAS DADAS EM CM TRAÇADO ABERTO 1- AB = comprimento frente

Leia mais

Olá, Este manual tem como objetivo apresentar a correta aplicação de nossa marca em toda a sua comunicação.

Olá, Este manual tem como objetivo apresentar a correta aplicação de nossa marca em toda a sua comunicação. Olá, Este manual tem como objetivo apresentar a correta aplicação de nossa marca em toda a sua comunicação. Qualquer dúvida entre em contato com ascom@fuvs.br 1 2 3 4 5 6 7 Sumário ASSINATURA PRINCIPAL

Leia mais

Luiz Humberto Cavalcante Veiga Consultor Legislativo da Área VII Sistema Financeiro, Direito Comercial, Direito Econômico, Defesa do Consumidor

Luiz Humberto Cavalcante Veiga Consultor Legislativo da Área VII Sistema Financeiro, Direito Comercial, Direito Econômico, Defesa do Consumidor Luiz Humberto Cavalcante Veiga Consultor Legislativo a Área VII Sistema Financeiro, Direito Comercial, Direito Econômico, Defesa o Consumior Câmara os Deputaos Praça Poeres Consultoria Legislativa Anexo

Leia mais

ATIVIDADE: METODOS DE DIVISÃO DE SEGMENTOS E DA CIRCUFERENCIA.

ATIVIDADE: METODOS DE DIVISÃO DE SEGMENTOS E DA CIRCUFERENCIA. ANEXO 7 Referente a Ação 7 5. ATIVIDADE DE PREPARAÇÃO DOS BOLSISTAS ALUNOS MINI-CURSO Construções Geométricas: Esta atividade foi desenvolvida na Universidade com o objetivo de habilitar os bolsistas em

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA. VESTIBULAR 2013 2 a Fase. RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia.

PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA. VESTIBULAR 2013 2 a Fase. RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia. PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA VETIBULAR 0 a Fase Profa. Maria Antônia Gouveia. Questão 0 Um lote de livros foi impresso nas gráficas A, B, e C, satisfazendo os percentuais de impressão sobre o total de 5%,

Leia mais

CL PTOS NOME ANEL R GAIOLA 1ºC 90 AMORIM KB CL PTOS NOME ANEL R GAIOLA

CL PTOS NOME ANEL R GAIOLA 1ºC 90 AMORIM KB CL PTOS NOME ANEL R GAIOLA CC001 - BRANCO 1ºC 90 AMORIM KB 0096 0075 08 11888 CC001 - BRANCO 1ºC 366 MARCELO PADILHA KD 0063 0557 08 12004 1ºC 366 MARCELO PADILHA KD 0063 0558 08 12005 1ºC 366 MARCELO PADILHA KD 0063 0559 08 12006

Leia mais