Tutorial - Orçamento Pessoal

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tutorial - Orçamento Pessoal"

Transcrição

1 Esta é uma aplicação exemplo, que também pode ser usada como um Modelo ou Template para que voce possa u:lizá- la com os seus dados pessoais. Pode ser modificada ou customizada para melhor atender outras necessidades específicas na área de Orçamento. As aplicações Memo possuem a seguinte estrutura: Tutorial - Orçamento Pessoal 1 - Portais Um portal, o nível mais alto da aplicação, é uma tela contendo diversas abas, cada uma representando um painel. 2 - Painel: Resultado Portal: Orçamento Pessoal Análises Painéis Conjunto de análises: gráficos, relatórios e mostradores, que mostram seus dados de maneira analí:ca, e geralmente são estruturados através de associações lógicas entre seus elementos componentes. 3 - Análises São objetos colocados nos painéis. Podem ser relatórios, diversos gráficos, mostradores e outros. Mais a frente explicaremos cada um destes em detalhe. No exemplo mostrado, vemos uma tela do Memo contendo o portal - Orçamento Pessoal, na tela referente ao painel Resultado, que contem 4 análises, sendo 2 mostradores, e 2 gráficos. 1

2 Esta tela tem por obje:vo mostrar o Resultado do um Orçamento Pessoal, destacando- se as Receitas e as Despesas. Contem um resumo analí:co ou visão geral de um orçamento pessoal, ou seja como estamos gastando em relação ao que recebemos, e também comparando- se receitas e depesas. A seguir, as principais análises que compõe este painel. Mostrador - Receitas Pessoais Este mostrador tem duas funções principais, mostra um numero que pode ser um total ou um percentual, e sua situação em um espectro de de duas faixas. Neste caso a receita anual está colocada entre faixas de valores que sinalizam se seu valor está acima (verde = bom) em relação às metas estabelecidas. A receita orçada foi de R$ ,00 e foi tomada como limite da faixa (amarela = atenção). Como podemos ler no mostrador, o valor da receita total realizada foi de R$ Mostrador - Despesas Pessoais A despesa total orçada para este ano foi de R$ ,00. Como podemos ler no mostrador, a despesa total realizada foi de R$ ,28, portanto na faixa amarela, que no caso deste mostrador é inver:da em relação ao mostrador de receitas. Prospecção por período Esta análise é um gráfico de barras horizontal compara:vo, e neste caso compara apenas dois valores, a receita total realizada e a despesa total realizada no úl:mo ano. Se posicionarmos o mouse em cima das barras podemos ver: o nome da variável - receita_realizada, o ano , e seus valor K no caso da barra azul de receita realizada e: despesa_realizada, 2012 e K no caso da barra amarela de despesas realizadas. Tutorial - Orçamento Pessoal 2

3 Se clicarmos sobre uma das barras, faremos um drill down & trhough da dimensão ano, para trimestre, e se clicarmos em um trimestre, teremos os mêses deste trimestre. A capacidade de drill through propaga os valores do nível de drill down para os outros três obejtos desta tela. No úl:mo nível ao clicarmos em cada mês estaremos propagando seu valor para as outras análises deste painel. Dril down / through ou prospecção é uma das capacidades mais poderosas de um sistema de BI, pois nos permite aprofundar ou prospectar nossa análise em uma estrutura hierárquica. A grande maioria das estruturas / análises de negócio são hierarquicas, (país, região, estado cidade; fábrica, área, produto, componente; geração, transmissão, distribuição; ano, trimestre, mês, semana, dia; etc.). Passe o cursor sobre o ícone interrogação? no menu superior da análise para verificar a navegação do drill down & through. Se não esiver visível, clique sobre o nome da análse, neste caso Prospecção por período. 3

4 Para voltar ao nível inicial clique sobre o ícone atualizar, ou clique direito sobre a análise e escolha Atualizar. Veja as setas verdes que aparecem quando se afva um drill down - verfcal, ou through - horizonta. Passe o cursor sobre estas e veja as dimensões e valores correspondentes aplicados. Clique sobre uma flecha e veja as dimensões referentes aos níveis prospectados, clique sobr um deles para selecioná- lo. Agora clique sobre o olho para mudar o gráfico para colunas e depois volte. Pareto Despesas - drill down O economista italiano Vilfredo Pareto, observou em 1906 que 80% das terras na Itália pertenciam a 20% da população, e depois que 20% dos pés de ervilha em uma plantação, con:nham 80% das ervilhas contadas. A par:r daí estabeleceu a regra dos 80 / 20, também conhecida como princípio de Pareto. Em negócios pode- se dizer que 80% das receitas provém de 20% dos clientes e assim por diante. Em nossa análise o gráfico de Pareqo de Despesas por Categoria mostra os valores totais das diversas categorias de despesa, e seus percentuais rela:vos a despesa total, bem como uma curva de percentuais. Podemos observar que 60% das nossas despesas referem- se as quatro categorias maiores. Este gráfico oferece drill down de Categoria para Tipo e Objeto, sem entretanto fazer drill through para outros objetos da tela. 4

5 Classificação de Despesas e Receitas Se clicarmos na aba Classificação deste painel, veremos a seguinte tela ou painel: Este painel conté apenas 2 relatórios: Classificação de Despesas e Classificação de Receitas. Observemos seus campos: Categoria, Tipo, Local, Origem e Objeto. Esta é a classificação que escolhemos para este exemplo. Quando voce es:ver mais familiarizado com o Memo, poderá modificá- las ou mesmo criar outra totalmente diferente, de acordo com suas necessidades. Categoria e Tipo são as classificações principais. Cada Categoria possui alguns Tipos. Por exemplo na Categoria Transporte temos os Tipos combustvel e oficina. O Tipo IPVA que é um imposto sobre os nossos veículos está na Categoria Impostos. No caso das receitas, a Categoria Inves:mentos inclui os Tipos Bolsa, Títulos, Fundos e Poupança. Vamos agora u:lizar algumas facilidades do memo. Primeiro escolha o Relatório Classificação de despesas e clique no quadrado no campo superior direito para expandí- lo, ou seja, mostrado- o em uma tela única e destacada do painel. Voce pode fazer isso com qualquer análise do Memo. Obs: Se não visualizar a barra azul, clique sobre o ttulo Classificação das Despesas, que ela aparecerá - mais a frente, explicaremos esta funcionalidade - auto- esconder. 5

6 Agora, vamos no campo Tipo e arrastá- lo para a linha superior do relatório onde está escrito Arraste o ttulo da coluna aqui. Tutorial - Orçamento Pessoal Veja o que acontece: O relatório agora mostra Tipo como o campo principal de classificação, seguido por Categoria e pelos outros campos: Local, Origem e Objeto. Agora arraste o campo Objeto para cima: Agora na linha de cima clique nos pequenos triângulos de modo a inverter a classificação dos valores do campo Tipo ou Objeto. Voce pode clicar nos pequenos triângulos ao lado de cada Tipo, para esconder os seus detalhes. Pode também arrastar, na primeira linha o campo Objeto para o lugar onde está o campo Tipo para mudar a ordem de classificação do relatório para Objeto. Estas funcionalidades dos relatórios do Memo podem mostrar- se muito úteis em alguns :pos de análise. Agora clique no X ao lado de Tipo e Objeto, na linha de cima para fechá- los, e depois clique no pequeno funil ao lado direito do campo Categoria. Voce agora pode filtrar seus dados para mostrar as Despesas realizadas apenas no Local Maresias Experimente também filtrar seus dados para mostrar apenas as as Categorias, Tipos e Locais e despesas do Objeto Alice. 6

7 Painel % Despesas Passemos agora ao segundo painel de nosso portal - % Despesas. Aí vemos três análises gráficas: de funil, pirâmide e barras. Elas operam de modo similar às do primeiro painel, provendo capacidades de drill down & through combinadas oferendo grande poder analí:co. Ao passar o cursor sobre cada fa:a voce poderá visualizar o ttulo e o percentual. Se clicar no seu rótulo abaixo, ela será explodida no gráfico. As análises Drill por período e Propsecção categoria, oferecem capacidade de drill down & trough simultaneamente uma sobre a outra e vice- versa. Além de fazer drill down,descendo para outras dimensões em uma hierarquia, elas propagam o valor da dimensão mostrada, para outros objetos ou análises do painel, permi:ndo análises ainda mais complexas e sofis:cadas. No caso do painel % Receitas, à esquerda, que opera de modo similar ao % Despesas, voce também pode clicar segurar e rodar ambos os gráficos. 7

8 Painel Orçamento Despesas Neste painel temos: 1 - Prospecção por período 2 - Despesas Realizada x Orçada drill down 3 - Despesas Fixas x Variáveis 4 - Despesas Orçada x Realizada mensal Que mostram visualmente como se comportou o seu orçamento de despesas, ou seja o que voce projetou gastar (despesas orçadas) versus o que gastou realmente (despesas realizadas). Clique em uma legenda para fazer a série desaparecer ficando apenas a outra. Assim voce poderá ver apenas a série realizada, ou vice versa. Tutorial - Orçamento Pessoal O painel Orçamento Receitas é análogo. Acrescentamos Receitas por Origem e Objeto. 8

9 Painel Fluxo de Caixa Neste painel mostramos 1 relatório e tres gráficos. No gráfico abaixo temos duas linhas uma de Receita Realizada e outra de Despesa Realizada, ao longo do ano. Nele podemos verificar onde o fluxo de caixa foi posi:vo (linha de Receitas acima) e onde foi nega:vo. O relatório mostra nosso resultado de orçamento ou seja o que projetamos ganhar (Receita Orçada) versus o que projetamos gastar (Despesa Orçada). De outro lado verificamos como isto ocorreu realmente ao longo do ano, ou seja o que realizamos tanto em termos de ganhos como de gastos. Este relatório mostra os resultados anualmente e faz drill down para os mêses do ano selecionado. Nestes relatórios apresentamos um campo de Saldo. Este é um valor que não estava nas planilhas de dados que carregamos neste sistema, mas foram calculados a par:r de campos de dados existentes. Clique agora no menu superior do Memo o ítem Dados. Voce entrará na janela para manipulação de bases de dados do Memo. Aí você poderá criar, exportar, atualizar, excluir bancos de dados bem comoar executar outras funções. Em nosso exemplo, vamos verificar como criamos os campos de Saldo. Para isto selecione o arquivo RECDESP. 9

10 Você pode fazer isso através da lista de bancos de dados apresentada em ícones ou selecinar a linha com o nome do banco desejado, diretamente. Em seguida selecione o ítem Cáculos no menu intermediário. Nesta janela voce pode definir expressões a par:r dos campos de valores con:dos nos seus arquivos carregados no Memo. Vocw pode visualizar os dois campos calculados: saldo orçado e saldo realizado e suas fórmulas - Saldo Realizado = receita realizada - depesa orçada e Saldo Orçado = receita_realizada - despesa_orçada. 10

11 Clique em Editar em saldo realizado e veja como poderia modificar a fórmula. Clique Cancelar. Uma vez definidos, os resultados destas expressões tornam- se variáveis que podem ser u:lizadas por qualquer análise do Memo que usem este banco de dados. Os dois gráficos restantes mostram a evolução mensal das despesas e das receitas, mostrando- se os valores máximo e mínimo para cada uma delas, bem como uma reta de meta com valores orçados: 11

12 Painel Relatórios Este painel possui 4 relatórios: Despesas OLAP e Receitas OLAP, o termo OLAP - OnLine Analy:cal Processing ou Processamento Analí:co, refere- se a ferramentas de sozware capazes de permi:r análises de dados con:dos em bases de dados. É exatamente o que o Memo faz. As bases de dados são criadas a par:r de planilhas ou arquivos texto carregados e periodicamente atualizados por seus usuários. No próximo tópico explicaremos estes procedimentos em maior detalhe. Os outros dois relatórios de Detalhe serão tratados mais a frente no tópico Painel Relatórios - Detalhes. Voce pode maximizar qualquer análise para que seja mostrada em tela cheia, inclusive os relatórios, que aliás quando possuem muitas colunas ficam mais facilmente legíveis. Clique no menu superior do relatório, no ícone maximizar, para ver o relatório em tela cheia. 12

13 Observe que a barra azul está suprimida no painel, para mostrar todas des- selecione a opção auto- ocultar ou clique sobre o ttulo da análise para mostrar a barra apenas desta análise. Observe os detalhes de navegação: Para mostrar menu de um Painel, você tem várias opções.selecionar o ítem Painel no menu superior do Memo: Ou clique no ttulo de um painel (abas) no seu portal, e em seguida clique no ícone de engrenagem, à direita: 13

14 Voce terá o menu de painel: Cada um dos ítens do menu superior mostram um menu ou uma tela de opções e ações. Clicando sobre o ttulo de uma análise, você mostra a sua barra azul (se no painel que contém esta análise o ítem auto- ocultar es:ver selecionado. Se não :ver, então todas as barras azuis de todas as análises serão mostradas). Barra oculta: Barra visível: Ícones à direita na barra: permite mudar o formato do gráfico mostra o menu de análise (*) mostra descrição do objeto maximiza análise em tela cheia fecha ou exclui o objeto atualiza o objeto mostra os filtros a:vos dimensões de drill- down & through ou que o relatório tem mais de 500 linhas (*) Também com clique- direito do mouse sobre a área da análise. 14

15 Vejamos agora como analisar os relatórios con:dos nestas análises em mais detalhe. Voce já aprendeu que pode maximizá- los em uma janela única e u:lizar as facilidades de filtros e slice and dice (rolar os dados). Clique no ícone de engrenagem (configurações) no canto superior da janela da análise, ou clique- direito com o mouse diretamente sobre a janela da análise. Voce verá um menu de opções. As opções são bem intui:vas, Atualizar análise recalcula ou recicla o objeto, trazendo- o ao seu estado inicial, Auto ocultar a análise refe- se a esconder a sua borda azul. Conforme já colocado, Isto pode ser feito também no menu dos painéis, afetando todas as análises deste painel Selecione por ora, a opção Editar Análise. Voce então verá uma janela como a mostrada abaixo. 15

16 À esquerda temos um modelo do relatório e à direita temos um painel de configuração. Em baixo as caixas selecionadas indicando quais dimensões, variáveis e períodos serão mostradas no relatório. Arraste as linhas para cima e para baixo, para mudar a ordem em que aparecerão no relatório. Observer que quando modificando das linhas o gráfico abaixo se modifica automa:camente. Acima mostramos a área da janela de edição de análises onde voce seleciona as dimensões, as variáveis e os períodos de tempo que serão mostrados no relatório, ou no caso de dimensões, as ordens de drill- down - consulte o Help para uma explicação detalhado do que significa drill- down ou prospecção. Selecione a opção Filtro, e veja o período escolhido para este relatório - o úl:mo ano, no caso 2012 (os dados fictcios vão de a ). 16

17 Selecione a terceira opção no menu Opções. Voce pode escolher a variável através da qual será classificado seu relatório ou gráfico. Conforme abaixo: Finalmente, no painel à direta pode- se editar o ttulo que aparece no relatório, bem como o texto descri:vo que aparece quando voce posiciona o cursor sobre o ícone? no canto superior da janela da análise. No HELP do Memo, voce terá explicações mais detalhadas sobre o funcionamento deste painel de edição de análises.. 17

18 Painel Séries Este painel mostra tres gráficos de área, evolu:vos. Tutorial - Orçamento Pessoal Neles mostramos: Despesas por dia Receitas por dia Saldo Realizado por mês 18

19 Painel Relatórios - Detalhes Usando estes relatórios vamos mostrar como fazer download ou baixar dados dos bancos de dados destes relatórios e depois de combiná- los no MS Excel (*), e carregar a planilha resultante no Memo. Os relatórios contem dados diários, neste caso em que a periodicidade mínima é por dia, eles contem a totalidade dos dados de Receitas e Despesas, bancos de dados REC e DESP. Observer que Despesas para Download por Dia, excedeu a quan:dade de 500 linhas, o máximo que o Memo aceita para um relatório, com o obje:vo de manter um performance ó:ma. Considera- se também que na prá:ca, 500 linhas é um limite muito acima do que o necessário para visualização de relatórios em uma tela. (*) Qualquer ferramenta pode ser usada como por exemplo o Apple Numbers*, e depois exportar- se os dados em formato Excel. Estas ferramentas também podem ser usadas para ler as planilhas exportadas do Memo. 19

20 Exportar um banco de dados significar fazer um download de todo ou parte deste banco. O termo download, significa descarregar ou baixar um arquivo de um servidor geralmente para um computador ou disposi:vo local. Neste caso, os bancos de dados ou bases de dados históricas desta aplicação - Portal Orçamento Pessoal - residentes nos servidores Memo na plataforma em nuvem ou cloud compu9ng. Nosso sistema inclui dois bancos de dadosprincipais, como mostramos na aba Relatórios, o de Despesas e o de Receitas. Para criar analisa envolvendo tanto as receitas e despesas, temos duas opções, criar um novo banco de dados adicionado os dois, como vamos mostrar agora, ou combinar as duas bases de dados através de uma operação chamada JOIN, que é realizada geralmente antes de carregar arquivos no Memo. Isso ocorre porque operações JOIN provocam consumo de processamento, em alguns casos, não ser aceitável em um aplica:vo on- line como o Memo. Este é o caso de muitas ferramentas de Big Data, que u:lizam tabelas des- normalizadas, como o Memo, por mo:vos de desempenho ou performance. Os dois relatórios mostrados neste painel foram criados contendo os principais campos dos bancos de dadosde receitas e despesas, agrupados por dia, que é o menor nível de granularidade das bases de dados Receitas REC e Despesas DESP. Abaixo podemos visualizar no Excel parte dos dados das duas planilhas. Relatório de Despesas, correspondente a base de dados DESP: 20

21 Relatório de Receitas, correspondente à base de dados REC: 21

22 Observe que todos os campos de dimensões são iguais: data (ddmmyyyy), Categoria, Tipo, Local, Origem e Objeto. Já os campos de variáveis são diferentes: depesa realizada, despesa orçada, em uma e receita realizada e receita orçada na outra. Neste exemplo,vamos combinar os dados das duas planilhas acrescentando duas colunas a uma delas, cortanto e colando todas as linhas da outra de modo a que os valores sejam posicionados corretamente nas colunas. Observe que não existem dados de despesas na planilha REC e e Os outros dados - Data, Categoria, Tipo, Local, Origem e Objeto, são iguais embora os valores sejam obviamente diferentes. Portanto, preenchemos com zeros os valores de receitas e despesas que não existem nsa planilhas correspondentes. Após criar uma nova planilha conforme descrito acima, carregamos ou fazemos upload no Memo criando uma nova base de dados que chamaremos RECDESP. Detalhe da nova planilha criada: 22

23 Para baixar ou exportar os dados dos bancos REC e DESP acesse Dados no menu principal superior. Em seguida clique em Selecionar banco de dados ou procure REC na lista em Meus dados de depois clique em Exportar. Selecione então as dimensões e variáveis desejadas, a periodicidade, nest caso Dia, e clique em Aplicar para baixar a planilha. Abra a planilha e verifique se os dados estão corretos. 23

24 Para criar uma nova base de dados no Memo, entramos no painel de Dados, a par:r do menu superior principal. Clique no ícone Novo banco de dados. clique no botão Selecione o arquivo, ou faça drag and drop (arrastar e soltar) sobre o botão Selecione o arquivo de um arquivo em sua estação Em seguida modifique o nome se desejar e preencha o campo de comentários. Observe o gráfico que mostra a área de dados disponível versus a já u:lizada. Selecione a planilha RECDESP criada de acorodo com as instruções do tópico anterior, no diretório ou pasta de dados onde ela foi criada. seu nome aparece na caixa de entrada e depois clique no botão Carregar, abaixo. 24

25 Deve aparecer na tela de Dados uma versão da planilha que está sendo u:lizada para criar o novo banco de dados. Clique em Próximo para con:nuar o processo de carga. 25

26 Observe que o campo data fo considerado como Unidade, e não como uma campo de data - Períodos. Mofique o seu formato: O mesmo acontece com Receita Orçada e Receita Realizada, modique seus formatos para Unidade. Clique em Próximo e depois em Aplicar. Observe na tela a mensagem indicando o início do processamento, depois a engrenagem girando e finalmente a mensagem de Uploaad efetuado com sucesso. Este processo demora um certo tempo, porém como o processamento do Memo é assíncrono, você pode executar outras tarefas enquanto espera. 26

27 Para conferir pode- se criar uma nova análise contendo um relatório. Lá aparecerão todos os campos. Outra maneira é abrir novamente a tela de Dados, a paritr do menu principal e selecionar o novo banco de dados e após Exportar. Aparecem então todos os campos do novo banco de dados além de outros campos de datas adicionados pelo sistema. Conforme mostrado abaixo. Neste exemplo de Orçamento Pessoal, é possível constatar a importancia das bases históricas para a sua abordagem analí:ca. Na verdade, as bases históricas cons:tuem a fundação para este :po de análise. Neste tutorial, mostramos também o potencial do Memo como ferramenta para criação e personalização ou customização de aplicações analí:cas, de modo a suportar diferentes necessidades. Esperamos que tenha aproveitado. Obrigado! 27

Tutorial - Orçamento. As aplicações Memo possuem a seguinte estrutura: 1 - Portais Portal: Orçame nto Pessoal. Painel: Resultad o Análises

Tutorial - Orçamento. As aplicações Memo possuem a seguinte estrutura: 1 - Portais Portal: Orçame nto Pessoal. Painel: Resultad o Análises Esta é uma aplicação exemplo, que também pode ser usada como um Modelo ou Template para que voce possa utilizá- la com os seus dados pessoais. Pode ser modificada ou customizada para melhor atender outras

Leia mais

Tutorial Venda de Veículos

Tutorial Venda de Veículos Este portal é um exemplo de aplicação analítica Memo, na atividade de venda de veículos. É composto de 4 painéis: Análise de Vendas, Orçamento de Vendas, Financeiros e Relatórios. Cada painel inclui diversas

Leia mais

Tutorial de Carga e Atualização Modelo ERP

Tutorial de Carga e Atualização Modelo ERP O portal modelo de ERP apresenta uma visão dos principais indicadores da empresa, possibilitando a gestão executiva e estratégica dos dados transacionais armazenados em seu ERP. Antes de atualizar o portal

Leia mais

A barra de menu a direita possibilita efetuar login/logout do sistema e também voltar para a página principal.

A barra de menu a direita possibilita efetuar login/logout do sistema e também voltar para a página principal. MANUAL DO SISCOOP Sumário 1 Menu de Navegação... 3 2 Gerenciar País... 5 3- Gerenciamento de Registro... 8 3.1 Adicionar um registro... 8 3.2 Editar um registro... 10 3.3 Excluir um registro... 11 3.4

Leia mais

TUTORIAL AUTODESK 360 COLABORAÇÃO E ARMAZENAMENTO DE ARQUIVOS

TUTORIAL AUTODESK 360 COLABORAÇÃO E ARMAZENAMENTO DE ARQUIVOS TUTORIAL AUTODESK 360 COLABORAÇÃO E ARMAZENAMENTO DE ARQUIVOS Autodesk 360 é a nuvem da Autodesk, podendo ser acessada pela sua conta da Autodesk Education Community (estudantes) ou Autodesk Academic Resource

Leia mais

Basicão de Estatística no EXCEL

Basicão de Estatística no EXCEL Basicão de Estatística no EXCEL Bertolo, Luiz A. Agosto 2008 2 I. Introdução II. Ferramentas III. Planilha de dados 3.1 Introdução 3.2 Formatação de células 3.3 Inserir ou excluir linhas e colunas 3.4

Leia mais

1 UNIT Universidade do Trabalhador Dr. Abel dos Santos Nunes

1 UNIT Universidade do Trabalhador Dr. Abel dos Santos Nunes 1 UNIT Universidade do Trabalhador Dr. Abel dos Santos Nunes Janelas são estruturas do software que guardam todo o conteúdo exibido de um programa, cada vez que um aplicativo é solicitado à janela do sistema

Leia mais

Bem- Vindo ao manual de instruções do ECO Editor de COnteúdo.

Bem- Vindo ao manual de instruções do ECO Editor de COnteúdo. Manual de Instruções ECO Editor de Conteúdo Bem- Vindo ao manual de instruções do ECO Editor de COnteúdo. O ECO é um sistema amigável e intui?vo, mas abaixo você pode?rar eventuais dúvidas e aproveitar

Leia mais

Auto Treinamento. Versão 10.05.13

Auto Treinamento. Versão 10.05.13 Auto Treinamento Versão 10.05.13 Sumário 1. OBJETIVO... 3 2. CONCEITO DE BUSINESS INTELLIGENCE... 3 3. REALIZANDO CONSULTAS NO BI-PUBLIC... 4 3.2. Abrindo uma aplicação... 4 3.3. Seleções... 6 3.4. Combinando

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais

WF Processos. Manual de Instruções

WF Processos. Manual de Instruções WF Processos Manual de Instruções O WF Processos é um sistema simples e fácil de ser utilizado, contudo para ajudar os novos usuários a se familiarizarem com o sistema, criamos este manual. Recomendamos

Leia mais

CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS

CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS Este tutorial tem como objetivo instruir passo à passo como criar templates de peças, utilizar os novos recursos de cadastro de propriedade de peças e criação de legenda. 1-

Leia mais

WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos

WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos O objetivo deste documento é orientar o usuário final na utilização das funcionalidades da ferramenta OLAP IBM Cognos, referente a licença de consumidor. Sumário 1 Query

Leia mais

Estatística Usando EXCEL

Estatística Usando EXCEL Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Departamento de Estatística Estatística Usando EXCEL Distribuição de alunos segundo idade e sexo > =23 60% 40% 21 ---23 67% 33% 19 ---21

Leia mais

Manual Usuário Sistema Audatex

Manual Usuário Sistema Audatex Manual Usuário Sistema Audatex Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0 Histórico das versões VER DATA AUTOR DESCRIÇÃO DA MODIFICAÇÃO 2.0 24.08.2010 MT Versão

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Sumário. Atualizando a tabela dinâmica

Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Sumário. Atualizando a tabela dinâmica Sumário Atualizando a tabela dinâmica Exibição de páginas em planilhas separadas Detalhando / ocultando os dados da planilha Gráfico dinâmico Gráfico dinâmico (cont.) Alterando a formatação do gráfico

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM Manual DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIRGTI 2015 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o serviço...

Leia mais

Introdução. Formação Informática Para Estatísticos Na DPINE. Formação Informática Para Estatísticos Na DPINE. Usar Tabelas Dinâmicas em EXCEL

Introdução. Formação Informática Para Estatísticos Na DPINE. Formação Informática Para Estatísticos Na DPINE. Usar Tabelas Dinâmicas em EXCEL Usar Tabelas Dinâmicas em EXCEL Introdução Neste Módulo aprendemos o importante recurso de Tabelas Dinâmicas e Gráficos Dinâmicos. Aprendemos a criar tabelas dinâmicas, a aplicar filtros e a fazer análise

Leia mais

Manual do Sistema "Vida - Controle Financeiro" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Vida - Controle Financeiro Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Vida - Controle Financeiro" Editorial Brazil Informatica I Vida - Controle Financeiro Conteúdo Part I Introdução 2 1 Vida Controle... Financeiro 2 Part II Novidades Versão 2.9 (Contas)

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE. Tutorial SweetHome3D

Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE. Tutorial SweetHome3D Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE Tutorial SweetHome3D Trabalho apresentado ao Prof. Carlo na Disciplina de Software Livre no curso Pós Graduação em Tecnologia da Informação Aplicada a

Leia mais

Prática 1 - Microsoft Excel

Prática 1 - Microsoft Excel Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado da Paraíba, Campus Sousa Disciplina: Informática Básica Prática 1 - Microsoft Excel Assunto: Tópicos abordados: Prática Utilização dos recursos

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice Índice Apresentação...2 Barra de Título...2 Barra de Menus...2 Barra de Ferramentas Padrão...2 Barra de Ferramentas de Formatação...3 Barra de Fórmulas e Caixa de Nomes...3 Criando um atalho de teclado

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007

MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007 MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007 MÓDULO - I APRESENTAÇÃO... 1 AMBIENTE DE TRABALHO... 2 A folha de cálculo... 2 O ambiente de trabalho do Excel... 3 Faixas de Opções do Excel... 4 - Guia

Leia mais

VERSÃO PARA INTERNET. Tutorial SIGA BRASIL CNT 15.01.2013

VERSÃO PARA INTERNET. Tutorial SIGA BRASIL CNT 15.01.2013 VERSÃO PARA INTERNET Tutorial SIGA BRASIL CNT 15.01.2013 O objetivo deste tutorial é ensinar ao usuário alguns procedimentos básicos para manusear o SIGA BRASIL, que é uma ferramenta de pesquisa do Orçamento

Leia mais

Montar planilhas de uma forma organizada e clara.

Montar planilhas de uma forma organizada e clara. 1 Treinamento do Office 2007 EXCEL Objetivos Após concluir este curso você poderá: Montar planilhas de uma forma organizada e clara. Layout da planilha Inserir gráficos Realizar operações matemáticas 2

Leia mais

Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica I Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Conteúdo Part I Introdução

Leia mais

Workshop SERG- IMD - PUC- Rio 17 de novembro de 2014. Exercícios:

Workshop SERG- IMD - PUC- Rio 17 de novembro de 2014. Exercícios: Workshop SERG- IMD - PUC- Rio 17 de novembro de 2014 Exercícios: Observe a planilha Distribuição dos Participantes, explore os diferentes estilos de gráfico (Mostre me) e escolha aquele que para você apresenta

Leia mais

A. Tutorial para criação de Relatório Personalizado. Considerações Iniciais: Antes de iniciar o passo a passo, é preciso definir:

A. Tutorial para criação de Relatório Personalizado. Considerações Iniciais: Antes de iniciar o passo a passo, é preciso definir: A. Tutorial para criação de Relatório Personalizado Considerações Iniciais: Antes de iniciar o passo a passo, é preciso definir: a. Granularidade, sob a forma de escolha do tipo de elemento (solicitação,

Leia mais

Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5.

Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5. Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5. Ele considera que você já tem o Joomla! instalado no seu computador. Caso você queira utilizá lo em um servidor na web,

Leia mais

Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br

Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados e Cenários, Tabelas e Gráficos Dinâmicos, Macros e Programação VBA - Através de Exemplos

Leia mais

Janelas e seus elementos

Janelas e seus elementos Janelas e seus elementos As janelas são quadros que são exibidos na tela do monitor. Todos os aplicativos estudados nesse curso serão exibidos dentro de janelas. Nelas você poderá abrir, salvar e fechar

Leia mais

Introdução ao X3. Exercício 1: Criando um registro de Contato

Introdução ao X3. Exercício 1: Criando um registro de Contato Introdução ao X3 Exercício 1: Criando um registro de Contato Inicie por adicionar um novo registro de Contato. Navegue para a tabela de Contato clicando na aba de Contato no alto da página. Existem duas

Leia mais

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA. 2.1 Criando Mapas no Excel. 2.2 Utilizando o Mapa

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA. 2.1 Criando Mapas no Excel. 2.2 Utilizando o Mapa PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO Aprender a utilizar mapas, colocar filtros em tabelas e a criar tabelas e gráficos dinâmicos no MS-Excel. Esse roteiro foi escrito inicialmente para o Excel

Leia mais

Superprovas Versão 9

Superprovas Versão 9 Superprovas Versão 9 1. Introdução...2 2. Novos Recursos Adicionados...4 3. Janela Principal...7 4. Janela de Questões...11 5. Janela de Desempenho...12 6. Barras de Ferramentas...13 7. Teclas de Atalho...14

Leia mais

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário versão do manual: 1 1 Apresentação A evolução da tecnologia vem provocando uma revolução no ensino. O acesso à Internet e a disseminação do uso do computador vêm mudando a forma de produzir, armazenar

Leia mais

Portal da Prefeitura de São Paulo SECOM. MANUAL DO WARAM v. 1.5 Secretarias

Portal da Prefeitura de São Paulo SECOM. MANUAL DO WARAM v. 1.5 Secretarias SECOM MANUAL DO WARAM v. 1.5 Secretarias WARAM 1.5 Ferramenta de atualização do Portal da Prefeitura de São Paulo. Use preferencialmente o navegador Internet Explorer superior ou igual a 7.0. No campo

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - TI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - TI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - TI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres Aula 6 Fazendo BI NO EXCEL USANDO TABELA DINÂMICA EXCEL PARA TOMADA DE DECISÕES A ferramenta é nada, o talento é tudo.

Leia mais

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007 WORD 2007 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE TECNOLOGIA Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 4

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 4 Mic crosoft Excel 201 0 ÍNDICE ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 4 Interface... 4 Guias de Planilha... 5 Movimentação na planilha... 6 Entrada de textos e números... 7 Congelando painéis... 8 Comentários nas Células...

Leia mais

Tutorial do Iniciante. Excel Básico 2010

Tutorial do Iniciante. Excel Básico 2010 Tutorial do Iniciante Excel Básico 2010 O QUE HÁ DE NOVO O Microsoft Excel 2010 é um programa de edição de planilhas eletrônicas muito usado no mercado de trabalho para realizar diversas funções como;

Leia mais

Versão 07/2012. Gerador de Relatórios

Versão 07/2012. Gerador de Relatórios Gerador de Relatórios 1 ÍNDICE 1 CRIAR UM NOVO RELATÓRIO... 4 1.1 Elementos Básicos... 6 1.2 Criar um relatório simples... 11 1.2.1 Ferramentas... 12 1.2.3 Alterar o Título dos Campos... 13 1.2.4 Alterar

Leia mais

Apostilas OBJETIVA - Técnico Judiciário Área Administrativa TRE Tribunal Regional Eleitoral Estado do Maranhão - Concurso Público 2015.

Apostilas OBJETIVA - Técnico Judiciário Área Administrativa TRE Tribunal Regional Eleitoral Estado do Maranhão - Concurso Público 2015. 2º Caderno Índice Planilha eletrônica MS- Excel + exercícios... 02 Computação na Nuvem (cloud computing)... 102 Conceitos de Internet e Intranet + exercícios... 105 Internet Explorer, Firefox e Google

Leia mais

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC Sumário Apresentação... 1 1. Orientações Iniciais... 2 2. Recursos... 4 2.1 Rótulos... 4 2.2 Página de Texto Simples... 8 2.3 Página de Texto Formatado... 12 2.4 Site... 16 2.5 Arquivo... 21 2.6 Pasta

Leia mais

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral Índice 03 Capítulo 1: Visão Geral 04 Capítulo 2: Conta de Usuário 04 Criação 08 Edição 09 Grupo de Usuários 10 Informações da Conta 12 Capítulo 3: Download do Backup Online Embratel 16 Capítulo 4: Cópia

Leia mais

Microsoft Office Excel

Microsoft Office Excel 1 Microsoft Office Excel Introdução ao Excel Um dos programas mais úteis em um escritório é, sem dúvida, o Microsoft Excel. Ele é uma planilha eletrônica que permite tabelar dados, organizar formulários,

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Noções de Informática

Noções de Informática Noções de Informática 2º Caderno Conteúdo Microsoft Excel 2010 - estrutura básica das planilhas; manipulação de células, linhas e colunas; elaboração de tabelas e gráficos; inserção de objetos; campos

Leia mais

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso Manual de Apoio ao Treinamento Expresso 1 EXPRESSO MAIL É dividido em algumas partes principais como: Caixa de Entrada: local onde ficam as mensagens recebidas. O número em vermelho entre parênteses refere-se

Leia mais

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos Sistema topograph 98 Tutorial Módulo Projetos Como abrir um projeto existente _ 1. Na área de trabalho do Windows, procure o ícone do topograph e dê um duplo clique sobre ele para carregar o programa.

Leia mais

AULA TEÓRICA 9. Tema 4. Introdução ao Microsoft Excel (cont). Funções Organização de dados Gráficos Recursos adicionais Impressão

AULA TEÓRICA 9. Tema 4. Introdução ao Microsoft Excel (cont). Funções Organização de dados Gráficos Recursos adicionais Impressão AULA TEÓRICA 9 Tema 4. Introdução ao Microsoft Excel (cont). Funções Organização de dados Gráficos Recursos adicionais Impressão 1 Funções são fórmulas predefinidas que efetuam cálculos usando valores

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA Microsoft Windows XP William S. Rodrigues APRESENTAÇÃO WINDOWS XP PROFISSIONAL O Windows XP, desenvolvido pela Microsoft, é o Sistema Operacional mais conhecido e utilizado

Leia mais

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar WINDOWS XP Wagner de Oliveira ENTRANDO NO SISTEMA Quando um computador em que trabalham vários utilizadores é ligado, é necessário fazer login, mediante a escolha do nome de utilizador e a introdução da

Leia mais

Excel 2010 Modulo II

Excel 2010 Modulo II Excel 2010 Modulo II Sumário Nomeando intervalos de células... 1 Classificação e filtro de dados... 3 Subtotais... 6 Validação e auditoria de dados... 8 Validação e auditoria de dados... 9 Cenários...

Leia mais

Tutorial SGCD. 1. Efetuando Login no Sistema. 2. Criando uma nova página. 3. Editando uma página já existente

Tutorial SGCD. 1. Efetuando Login no Sistema. 2. Criando uma nova página. 3. Editando uma página já existente Tutorial SGCD 1. Efetuando Login no Sistema 2. Criando uma nova página 3. Editando uma página já existente 4. Anexando arquivos em páginas e no menu esquerdo 5. Colocando Imagens em páginas 6. Colocando

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014

MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014 MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014 ÍNDICE Apresentação Principais Botões Login Usúario Resultado Método Quantum Preencher Método Quantum Extrato On-Line Engenharia de Função Grupos

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente Nereu Agnelo Cavalheiro contato@nereujr.com Tutorial UFMG Virtual Primeiros passos do docente Este

Leia mais

Microsoft Excel 2000. Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br. http://www.pcs.usp.br/~alan

Microsoft Excel 2000. Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br. http://www.pcs.usp.br/~alan Microsoft Excel 2000 Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br http://www.pcs.usp.br/~alan Microsoft Índice 1.0 Microsoft Excel 2000 3 1.1 Acessando o Excel 3 1.2 Como sair do Excel 3 1.3 Elementos da

Leia mais

Plataforma marketplace para intermediação de vendas online entre usuários. Manual do VipExpress. Área do Administrador

Plataforma marketplace para intermediação de vendas online entre usuários. Manual do VipExpress. Área do Administrador Sumário Painel inicial - Movimentação resumida do site... 3 Informações Básicas... 4 Alterando o Logotipo e Favicon do site... 6 Alterando as imagens do site... 6 Alterando o slide da página inicial...

Leia mais

MANUAL GERADOR DE RELATÓRIOS. Índice

MANUAL GERADOR DE RELATÓRIOS. Índice Índice Sobre o Gerador de Relatórios... 3 1 CRIAR UM NOVO RELATÓRIO... 4 1.1 Elementos Básicos... 5 1.2 Criar um relatório simples... 10 1.2.1 Ferramentas... 11 1.2.3 Alterar o Título dos Campos... 12

Leia mais

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO TUTORIAL PARA TUTORES PLATAFORMA MOODLE OURO PRETO 2014 1 SUMÁRIO 1. PRIMEIRO ACESSO À PLATAFORMA... 03 2. PLATAFORMA DO CURSO... 07 2.1 Barra de Navegação...

Leia mais

Manual da AGENDA GRACES 2011

Manual da AGENDA GRACES 2011 1 Agenda Graces Manual da AGENDA GRACES 2011 O Sistema Agenda Graces integrada ao Sistema Graces e Agenda Graces Grátis foi desenvolvido pela empresa Quorum Informática. Este Manual tem por objetivo atender

Leia mais

Tutorial do Sistema GeoOffice. Todos os direitos reservados (1999-2002)

Tutorial do Sistema GeoOffice. Todos os direitos reservados (1999-2002) Tutorial do Sistema GeoOffice Todos os direitos reservados (1999-2002) Sistema GeoOffice Sistema Topográfico Solution Softwares Tutorial Passo a Passo Conteúdo I Tabela de Conteúdos Foreword 0 Parte I

Leia mais

Professor On-line. Em construção versão: 16/01/2015. Elaboração SED/DITI/GETIG

Professor On-line. Em construção versão: 16/01/2015. Elaboração SED/DITI/GETIG Professor On-line Em construção versão: 16/01/2015 Tela inicial de acesso Nº do IP do equipamento que está acessando o sistema 2 Login Matrícula no formato NNNNNN-D-VV (número, dígito, vínculo) Obs: independente

Leia mais

Manual do Sistema "Vida - Controle Financeiro Pessoal" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Vida - Controle Financeiro Pessoal Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Vida - Controle Financeiro Pessoal" Editorial Brazil Informatica I Vida - Controle Financeiro Pessoal Conteúdo Part I Novidades Versão 2.8 (Contas) 2 Part II Novidades Versão 2.9 (Contas)

Leia mais

Mapas Interativos de Saúde Ambiental: Principais Funções.

Mapas Interativos de Saúde Ambiental: Principais Funções. Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Mapas Interativos de Saúde Ambiental: Principais Funções. 1. Introdução O Mapas

Leia mais

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais.

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. MICROSOFT WINDOWS O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. Apresentaremos a seguir o Windows 7 (uma das versões do Windows)

Leia mais

Material desenvolvido por Melissa Lima da Fonseca. melissa.mlf@gmail.com.br - (031) 9401-4041. www.melissalima.com.br Página 1

Material desenvolvido por Melissa Lima da Fonseca. melissa.mlf@gmail.com.br - (031) 9401-4041. www.melissalima.com.br Página 1 EXCEL BÁSICO Material desenvolvido por Melissa Lima da Fonseca melissa.mlf@gmail.com.br - (031) 9401-4041 www.melissalima.com.br Página 1 Índice Introdução ao Excel... 3 Conceitos Básicos do Excel... 6

Leia mais

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT O PowerPoint é uma poderosa ferramenta que faz parte do pacote Office da Microsoft. O principal uso desse programa é a criação de apresentação de slides, para mostrar

Leia mais

Tutorial: Abrindo Vídeos e Medindo Comprimentos no ImageJ

Tutorial: Abrindo Vídeos e Medindo Comprimentos no ImageJ 1 1. Introdução Tutorial: Abrindo Vídeos e Medindo Comprimentos no ImageJ O ImageJ é um software livre (freeware) que pode ser obtido gratuitamente no site http://rsb.info.nih.gov/ij/. Esse software é

Leia mais

TUTORIAL PARA ATUALIZAÇÃO DO PORTAL DO TJRN

TUTORIAL PARA ATUALIZAÇÃO DO PORTAL DO TJRN Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Norte TUTORIAL PARA ATUALIZAÇÃO DO PORTAL DO TJRN Agosto/2012 Versão 1.0 1. ACESSANDO O PORTAL Acesse o site do TJ no endereço www.tjrn.jus.br Observação: utilize

Leia mais

TUTORIAL GOOGLE DRIVE

TUTORIAL GOOGLE DRIVE TUTORIAL GOOGLE DRIVE Armazenar e compartilhar arquivos ou pastas no google drive. Para compartilhar e armazenar arquivos no google drive é necessário ter uma conta google ou conta no gmail. Após criar

Leia mais

Microsoft Excel 2003

Microsoft Excel 2003 Associação Educacional Dom Bosco Faculdades de Engenharia de Resende Microsoft Excel 2003 Módulo II Macros e Tabelas Dinâmicas Professores: Eduardo Arbex Mônica Mara Tathiana da Silva Resende 2010 Macro

Leia mais

Premiação por Produtividade

Premiação por Produtividade Versão 2.0 Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Sumário Configurações... 3 Definição das Metas... 5 Mês Referência... 5 Cotas por Funcionário... 8 Resultados... 9 Acompanhamento

Leia mais

1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1.

1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1. 1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1. Partes da tela do Excel... Barra de fórmulas... Barra de status...

Leia mais

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral MICROSOFT WORD 2007 George Gomes Cabral AMBIENTE DE TRABALHO 1. Barra de título 2. Aba (agrupa as antigas barras de menus e barra de ferramentas) 3. Botão do Office 4. Botão salvar 5. Botão de acesso à

Leia mais

GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES

GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES SUMÁRIO 1. PREENCHIMENTO DA PLANILHA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS...3 1.1 Menu...3 1.2 Termo de Abertura...4 1.3 Plano do Projeto...5 1.4

Leia mais

Tutorial Folha Express. Como otimizar a confecção da folha de pagamento.

Tutorial Folha Express. Como otimizar a confecção da folha de pagamento. Tutorial Folha Express Como otimizar a confecção da folha de pagamento. Índice Apresentação Pág. 2 Passo 1 Pág. 3 Disponibilização da Folha de Pagamento Passo 2 Pág. 5 Exportação de clientes e Folha de

Leia mais

HOME BROKER 2.0. Manual do usuário

HOME BROKER 2.0. Manual do usuário HOME 2013 BROKER 2.0 Manual do usuário SUMÁRIO Tela inicial 2 Adicionando nova tela 2 Adicionando janelas 3 Criando Atalhos das janelas no menu lateral 4 Menu Lateral visualizando saldos e limites 5 Ocultando

Leia mais

Book Flash CS6.indb 8 10/01/2013 16:37:42

Book Flash CS6.indb 8 10/01/2013 16:37:42 1 OBJETIVOS Apresentar o programa, sua interface e suas principais características Abrir, visualizar e salvar arquivos Usar a ajuda do programa Book Flash CS6.indb 7 10/01/2013 16:37:42 Book Flash CS6.indb

Leia mais

Curso de Capacitação em Gerenciador de Conteúdo PLONE

Curso de Capacitação em Gerenciador de Conteúdo PLONE Curso de Capacitação em Gerenciador de Conteúdo PLONE 1 Índice Dicas iniciais O que é o Plone? 3 Formulário de Solicitação 6 Acesso ao Plone 6 Configurações do Site 14 Inserindo Conteúdo Inserir Pastas

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Excel 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Adicionar comandos à Barra de Ferramentas

Leia mais

Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados.

Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados. Windows Menu Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados. Minimizar Fechar Maximizar/restaurar Uma janela é composta de vários elementos

Leia mais

Instalação: permite baixar o pacote de instalação do agente de coleta do sistema.

Instalação: permite baixar o pacote de instalação do agente de coleta do sistema. O que é o projeto O PROINFODATA - programa de coleta de dados do projeto ProInfo/MEC de inclusão digital nas escolas públicas brasileiras tem como objetivo acompanhar o estado de funcionamento dos laboratórios

Leia mais

BrOffice Impress Módulo 06 ÍNDICE

BrOffice Impress Módulo 06 ÍNDICE ÍNDICE VÍDEO 1 Trabalhando com o BrOffice.org Impress VÍDEO 2 Conhecendo o BrOffice.org Impress VÍDEO 3 Criando uma nova apresentação VÍDEO 4 Estrutura de tópicos VÍDEO 5 Layout VÍDEO 6 Trabalhando com

Leia mais

FACEBOOK ANALYTICS. Como mensurar e otimizar a presença da sua empresa no Facebook

FACEBOOK ANALYTICS. Como mensurar e otimizar a presença da sua empresa no Facebook FACEBOOK ANALYTICS Como mensurar e otimizar a presença da sua empresa no Facebook Ferramentas e experimentos para conseguir melhores resultados através das métricas adequadas. SUMÁRIO 1. Páginas no Facebook

Leia mais

Planilha - orçamento doméstico

Planilha - orçamento doméstico Planilha - orçamento doméstico Everson Santos Araujo email@everson.com.br Orçamento doméstico! O orçamento doméstico é um tema comum e de interesse geral, é uma prática recomendada para estabelecer o potencial

Leia mais

Novas Funcionalidades do MyABCM v.4.0

Novas Funcionalidades do MyABCM v.4.0 Novas Funcionalidades do MyABCM v.4.0 Seguem abaixo as novas funcionalidades e melhorias do MyABCM e um resumo de como utilizar essas funcionalidades. 1. Nova funcionalidade para aplicação de fatores de

Leia mais

Sumário. 1 Tutorial: Blogs no Clickideia

Sumário. 1 Tutorial: Blogs no Clickideia 1 Tutorial: Blogs no Clickideia Sumário Introdução... 2 Objetivos... 2 Instruções para utilização do Tutorial... 2 Acesso ao Portal e a Home Blog... 3 Página Inicial da área do Blog... 4 Apresentação da

Leia mais

Este manual visa orientar o usuário na geração/emissão do boleto online pelo Portal Educacional.

Este manual visa orientar o usuário na geração/emissão do boleto online pelo Portal Educacional. GERAÇÃO/EMISSÃO DO BOLETO ONLINE (Portal Educacional) Este manual visa orientar o usuário na geração/emissão do boleto online pelo Portal Educacional. Acessar o portal da EST www.est.edu.br e clicar em

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Compartilhamento de Arquivos no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução...

Leia mais

Mini Curso Básico De Introdução Ao Metasys. Apostila 1

Mini Curso Básico De Introdução Ao Metasys. Apostila 1 Mini Curso Básico De Introdução Ao Metasys. Apostila 1 Aluno: Turma Aula 1: Objetivos Aprender quais são as partes principais do computador, e quais suas funcoes. Aprender a ligar e desligar o computador

Leia mais