Criar ambientes festivos em que se celebra a leitura, os livros, a solidariedade e a cooperação;

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Criar ambientes festivos em que se celebra a leitura, os livros, a solidariedade e a cooperação;"

Transcrição

1

2 Introdução O Homem, desde sempre, utilizou a palavra para transmitir conhecimento, informação e experiências, fosse por meio verbal, fosse por meio escrito. Como a transmissão da informação por meio verbal implica a presença do transmissor, rapidamente se percebeu que a transmissão de informação por meio escrito poderia chegar a um número incomparavelmente superior de pessoas. Por outro lado, a escrita permite que se pense com calma no que se quer dizer e que se experimente várias vezes até atingir o resultado ideal para transmitir. A escrita permite ainda, ao recetor, reler várias vezes a mesma informação de modo a compreendê-la melhor. As crianças, no seu processo de desenvolvimento, necessitam diariamente de doses bastante grandes de informações. Há dias em que elas são caixinhas de perguntas insaciáveis. Esta atitude, não é mais do que uma busca normal de conhecimento, uma vez que a criança se depara com um mundo que quer compreender. Cabe aos adultos apresentar o livro e a leitura como uma das formas da criança ir buscar conhecimento. Para tal, a criança deve perceber que essa forma também é aquela que os pais, professores,... utilizam para obter conhecimento. Todos temos noção da importância do exemplo na educação das crianças, por isso, é imprescindível que a criança, desde tenra idade, veja os adultos a ler e a utilizar as fontes bibliográficas como local de ensinamento. É extremamente importante para uma criança ouvir os pais a ler e, de preferência, ouvir os pais a ler para si. Para além do exemplo que os pais estão a dar ao ler, a criança irá também desenvolver sentimentos de felicidade e prazer relativos ao ato de leitura. O aspeto mais importante na educação da criança em relação à leitura consiste em fazê-la gostar de ler. A partir do momento em que a criança desenvolver o gosto pela leitura ela procurará sozinha os livros e o conhecimento que deles advém. A partir deste momento, caberá aos pais e outros educadores certificar-se que ela tem leitura disponível e que essa leitura é do agrado dela, pelo menos numa primeira fase. Progressivamente, os adultos poderão disponibilizar leituras mais interessantes de um ponto de vista educativo ou científico, não caindo em exageros, pois isso poderá levar ao desenvolvimento de sentimentos de repulsa por parte da criança. Devemos ensiná-la que quando ler haverá sempre palavras que ela desconhecerá mas que nos poderá perguntar ou poderá consultar um dicionário, com a nossa ajuda. A leitura é extremamente importante na educação e no desenvolvimento de uma criança. É também através dela que a criança vai adquirindo vocabulário, vai sendo confrontada com formas de pensar e viver diferentes e com experiências diferentes. A leitura permite que a criança desenvolva a criatividade e a imaginação e seja mais fluente na fala. O domínio da leitura e o gosto pela leitura está também geralmente associado a melhores resultados escolares, uma vez que as crianças mais facilmente apreendem os conhecimentos que lhe estão a ser transmitidos e mais facilmente também se disponibilizam a estudar, a efetuar leituras das matérias e a realizar apontamentos. A leitura é ainda uma arma importante para dotar a criança. A partir dela, a criança desenvolverá uma maior autonomia, compreenderá melhor o mundo e as pessoas que a rodeiam. Por outro lado, o gosto pela leitura também a poderá alertar para os perigos e os riscos da nossa sociedade. Ajudá-la-á a ser mais interventiva, mais reflexiva e mais atenta aos problemas e às necessidades do mundo em que vivemos. Desta forma, este projeto visa promover o interesse pelos livros, pelas histórias, pelas imagens e pela ficção, em suma, pela leitura. Conhecemos o enorme poder cativante de um livro, que nos transporta para outros mundos, outras vidas, outra magia.desta forma, este projeto visa promover o interesse pelos livros, pelas histórias, pelas imagens e pela ficção, em suma pela leitura. Conhecemos o enorme poder cativante de um livro, que nos transporta para outros mundos, outras vidas, outra magia.

3 Objetivos O presente projeto visa desenvolver a cultura da leitura e dos livros e pretende alterar, a médio e longo prazo, a consciencialização e a importância da palavra escrita. Assim, desenvolvemos como objetivos da Semana da Leitura os seguintes: Criar ambientes festivos em que se celebra a leitura, os livros, a solidariedade e a cooperação; Desenvolver competências transversais aos currículos; Promover o trabalho colaborativo; Criar novos leitores, ouvindo e contando histórias, utilizando novos recursos, como a expressão corporal e outras actividades lúdicas; Fomentar o hábito e o prazer da leitura; Promover a leitura, assumindo-a com fator de desenvolvimento individual e de grupo. Criar autonomia e hábitos de leitura; Estimular a criatividade e o sentido estético; Mobilizar a comunidade educativa de forma criativa e inovadora.

4 Atividades Atividades a realizar pelos alunos da Pré e pelos alunos dos 1.º e 2.º anos: - Ida à biblioteca, no dia da dinamização, ouvir ler um história, poema, - Re(criação) da história ouvida, de acordo com a escolha da turma, através de: ilustração; reconto; Ao longo da semana em contexto de sala de aula: banda desenhada; dramatização; - Colocação do trabalho resultante, numa cartolina, fornecida para o efeito, para expor nos placards do átrio. Atividades a realizar pelos 3.º anos: - Encontro com o escritor Filipe Monteiro no dia 06 de março, na biblioteca: - 11h 3.º A e 3.º C; - 14h45min 3.º B e 3.º D; - 16h 3.º E. - A partir do encontro com o autor, poder-se-á trabalhar, à escolha de cada turma: uma entrevista; a biografia do autor; o reconto da história; a ilustração; a continuação da história; a mensagem do livro; (...) - Colocação do trabalho resultante, numa cartolina, fornecida para o efeito, para expor nos placards do átrio.

5 Atividades Atividades a realizar pelos 4.º anos: - Participação na atividade dinamizada pela biblioteca da Escola Aires Barbosa. Ao longo da semana em contexto de sala de aula: - Re(criação) da história ouvida, de acordo com a escolha da turma, através de: ilustração; reconto; banda desenhada; dramatização; - Colocação do trabalho resultante, numa cartolina, fornecida para o efeito, para expor nos placards do átrio. Atividades a realizar por todas as turmas: - Escrita de frases e/ou ilustrações, por cada aluno, num "postal-livro" para ser colocado na "árvore da solidariedade/cooperação" e que deverá ser entregue à equipa até ao dia 7 de março. - Partilha de leitura com a família. As famílias dos alunos serão convidadas a vir contar e/ou ler uma história, um poema,, à turma dos seus educandos. Previamente, os professores elaborarão com os seus alunos, um convite para essa atividade. Aos grupos da Pré serão dados os convites já elaborados. Também será dado um convite modelo, a cada professor. - Partilha de leituras entre turmas. Duas turmas encontram-se, para a partilha de leituras entre os seus alunos.

6 Calendarização Ida à Biblioteca Início Fim 2ª Feira 3ª Feira 4ª Feira 5ª Feira 6ª feira 09:30 10:30 1.º A 11:00 12:00 3.º A+3.º C 1.º B 2.º C 12:00 13:00 ALMOÇO 14:00 14:45 Pré - A Pré - B 14:45 15:30 2.º A 3.º D+ 3.º B 2.º B 16:00 17:00 3.º E Leitura intersalas Início Fim 2ª Feira 3ª Feira 4ª Feira 5ª Feira 6ª feira 09:30 10:30 11:00 12:00 2.º A Pré B 3.º C 1º B 2.º B Pré A 3.º A 1.ºA 12:00 13:00 ALMOÇO 14:00 14:45 3.º E 2.º C 14:45 15:30 16:00 17:00 3.º D 3.º B Nota: O símbolo ( ) indica qual a turma que se deve deslocar para fazer a leitura.

7 Avaliação Local Jardim de Infância de Esgueira, Escola Básica de Esgueira Intervenientes Alunos, docentes, assistentes operacionais, encarregados de educação e convidados. Resultados alcançados Ocorrências Apreciação (Bruno Cardina) (Fátima Soreto) (Filomena Rocha) (Silvina Marques) Os docentes responsáveis pelo projeto

8 Anexos

9 Anexos

Agrupamento De Escolas Bartolomeu Gusmão E.B.1. Rainha Sta. Isabel

Agrupamento De Escolas Bartolomeu Gusmão E.B.1. Rainha Sta. Isabel Agrupamento De s Bartolomeu Gusmão E.B.1. Rainha Sta. Isabel 1 Introdução Planos anual e plurianual de actividades documentos de planeamento, que definem, em função do projecto educativo, os objectivos,

Leia mais

Plano de Actividades Ano lectivo 2008/2009 Tema: A aventura dos livros

Plano de Actividades Ano lectivo 2008/2009 Tema: A aventura dos livros Plano de Actividades Ano 2008/2009 Tema: A aventura dos livros 1 ACTIVIDADES DE ORGANIZAÇÃO Actividades Objectivos Intervenientes Calendarização Proceder à gestão de colecções. Organização e gestão do

Leia mais

Projeto Atividade Objetivo/Finalidade Recursos Intervenientes Público-alvo Responsáveis Calendarização. Sandra Correia Elisa Mosquito Sofia Ferreira

Projeto Atividade Objetivo/Finalidade Recursos Intervenientes Público-alvo Responsáveis Calendarização. Sandra Correia Elisa Mosquito Sofia Ferreira Colégio de Santa Doroteia Plano anual de atividades da Biblioteca do Secundário- 2º Piso 2014-2015 Projeto Atividade Objetivo/Finalidade Recursos Intervenientes Público-alvo Responsáveis Calendarização

Leia mais

Jardim de Infância Professor António José Ganhão

Jardim de Infância Professor António José Ganhão Jardim de Infância Professor António José Ganhão Jardim de Infância da Lezíria Jardim de Infância do Centro Escolar de Samora Correia Jardim de Infância do Centro Escolar de Porto Alto Jardim de Infância

Leia mais

PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017

PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017 PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017 - Ao longo do ano - Manutenção do blogue da BE - Divulgar as actividades no blogue - Promover a integração da BE na Escola -Difusão da informação educativa -

Leia mais

Definição do plano de desenvolvimento em função dos Domínios do Projeto e dos aspetos positivos e negativos referidos no balanço realizado --

Definição do plano de desenvolvimento em função dos Domínios do Projeto e dos aspetos positivos e negativos referidos no balanço realizado -- Projeto aler+ Continuidade em 2016/2017 2 - PROJETO Designação do Projeto André Soares a ALer+ 6.1. Plano de desenvolvimento do Projeto Definição do plano de desenvolvimento em função dos Domínios do Projeto

Leia mais

Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Cadaval Departamento de Línguas Planificação Anual de Língua Portuguesa 6º Ano de escolaridade

Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Cadaval Departamento de Línguas Planificação Anual de Língua Portuguesa 6º Ano de escolaridade Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Cadaval Departamento de Línguas Planificação Anual de Língua Portuguesa 6º Ano de escolaridade 1º Período 1/13 Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Cadaval Ano Lectivo

Leia mais

Atividades a desenvolver:

Atividades a desenvolver: Atividades a desenvolver: ~ Sessões de leitura Teatro Dramatizações Declamações Momentos de leitura com Enc. Educação Mural da leitura Hora do conto Jogos de leitura Estendal da poesia Saramago e outros

Leia mais

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades Externato Cantinho Escolar Plano Anual de Atividades Ano letivo 2016 / 2017 Pré-escolar e 1º Ciclo Receção dos Fomentar a integração da criança no meio escolar. Promover a socialização dos alunos. Receção

Leia mais

Contando e Recontando histórias na Educação Infantil...

Contando e Recontando histórias na Educação Infantil... ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPOS DE JÚLIO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL PEQUENO PRINCIPE Contando e Recontando histórias na Educação Infantil... CAMPOS DE JÚLIO

Leia mais

Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Cadaval Departamento de Línguas

Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Cadaval Departamento de Línguas Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos Cadaval Departamento Línguas 1 Planificação Anual Língua Escola Portuguesa Básica dos 6º 2º e Ano 3ª Ciclos ida Ano lectivo 2009/2010 Planificação Anual Língua Portuguesa

Leia mais

PLANO NACIONAL DE LEITURA

PLANO NACIONAL DE LEITURA PLANO NACIONAL DE LEITURA Objectivos: Desenvolver competências nos domínios da leitura e da escrita, bem como a criação de hábitos de leitura nos alunos ; Incutir o gosto de ler ; Criar leitores autónomos;

Leia mais

CRECHE. Educadora Responsável. Cristiana Andias. 24 aos 36 meses sala A A CONTEXTUALIZAÇÃO DO PROJECTO PEDAGÓGICO

CRECHE. Educadora Responsável. Cristiana Andias. 24 aos 36 meses sala A A CONTEXTUALIZAÇÃO DO PROJECTO PEDAGÓGICO Educadora Responsável Cristiana Andias A CONTEXTUALIZAÇÃO DO 24 aos 36 meses sala A A Creche constitui uma das primeiras experiências da criança num sistema organizado, exterior ao seu circulo familiar,

Leia mais

Escola Básica e Secundária À Beira Douro. Planificação de Língua Portuguesa 6º ano. Ano lectivo

Escola Básica e Secundária À Beira Douro. Planificação de Língua Portuguesa 6º ano. Ano lectivo Escola Básica e Secundária À Beira Douro Planificação de Língua Portuguesa 6º ano Ano lectivo 2010-2011 COMPETÊNCIAS Alargamento da compreensão a géneros formais e públicos do oral. Criação de autonomia

Leia mais

BALANÇO DO PROJECTO Área de incidência Lançamento Desenvolvimento Uma estratégia para toda a Escola Estratégia para toda a escola

BALANÇO DO PROJECTO Área de incidência Lançamento Desenvolvimento Uma estratégia para toda a Escola Estratégia para toda a escola BALANÇO DO PROJECTO 2009-2010 Área de incidência Lançamento Desenvolvimento Uma estratégia para toda a Escola Estratégia para toda a escola Apresentação do Projecto a Ler+ em Conselho Pedagógico de 1.09.09

Leia mais

Agrupamento de Escolas MONSENHOR ELÍSIO ARAÚJO. Projeto PNL 2011/ 2012

Agrupamento de Escolas MONSENHOR ELÍSIO ARAÚJO. Projeto PNL 2011/ 2012 Agrupamento de Escolas MONSENHOR ELÍSIO ARAÚJO Projeto PNL 2011/ 2012 Objetivos/Estratégias do Projeto Objetivos (definidos a partir das Prioridades (1,2,3,4,5,6) Educativas definidas no Projeto Educativo

Leia mais

Plano Nacional de Leitura Rede Bibliotecas Escolares Revista Visão Júnior. Conheço um escritor

Plano Nacional de Leitura Rede Bibliotecas Escolares Revista Visão Júnior. Conheço um escritor Plano Nacional de Leitura Rede Bibliotecas Escolares Revista Visão Júnior Gostavas de conhecer pessoalmente os autores dos livros que lês? Queres saber como trabalham? Tens perguntas para lhes fazer? Participa

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Alcabideche Escola Básica de Alcabideche PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO

Agrupamento de Escolas de Alcabideche Escola Básica de Alcabideche PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO BIBLIOTECA ESCOLAR - ALCABIDECHE E ALTO DA PEÇA - GLOBAL Data Atividades Reuniões entre a Professora Bibliotecária/Coordenadora da Biblioteca Escolar () o Diretor do Agrupamento (DA) e/ou a Coordenadora

Leia mais

Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017

Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017 Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017 ÁREAS COMPONENTES OBJETIVOS ATIVIDADES/ESTRATÉGIAS ÁREA DA FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIA Construção da identidade e da auto estima

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2016/2017 CENTRO SOCIAL E COMUNITÁRIO DA VARZIELA Creche (Sala 2)

Plano Anual de Atividades 2016/2017 CENTRO SOCIAL E COMUNITÁRIO DA VARZIELA Creche (Sala 2) CALENDARIZAÇÃO TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS HUMANOS RECURSOS MATERIAIS AVALIAÇÃO - Conhecer a Instituição, os - educandos, os docentes e funcionários; Setembro Abertura do Ano Letivo - Fomentar a

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES do Trigal CAMPOS INTERVENÇÃO PROJETO EDUCATIVO ATIVIDADES OBJETIVOS RESPONSÁVEIS DATA LOCAL DESTINATÁRIOS CPI 3 Receção aos novos alunos e formação de utilizadores -Motivar para a utilização da ; -Informar

Leia mais

Fotografar olhos e dedos de alunos (formas de ler visão e Braille)

Fotografar olhos e dedos de alunos (formas de ler visão e Braille) Ação 1 Leio-te Promover a formação do utilizador. Integrar os novos alunos na dinâmica das BE. Criar uma dinâmica renovada no espaço das bibliotecas. Renovar o ambiente, tornando-o mais apelativo e sugestivo.

Leia mais

Atividades de Apoio Educativo

Atividades de Apoio Educativo Plano Curricular 2012 2013 Plano Anual de Atividades Atividades de Apoio Educativo Departamento/Estrutura: Orientações para as Atividades de Apoio Educativo Receção Biblioteca Manuel Monteiro Zonas de

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Pinhal de Frades. PLANO DE PROMOÇÃO DA LEITURA Quadriénio

Agrupamento de Escolas de Pinhal de Frades. PLANO DE PROMOÇÃO DA LEITURA Quadriénio Agrupamento de Escolas de Pinhal de Frades PLANO DE PROMOÇÃO DA LEITURA Quadriénio 2014-18 Aprender a ler e ler para aprender é uma questão central no ensino e na aprendizagem. Os programas e metas do

Leia mais

PLANO ANUAL 2014/2015

PLANO ANUAL 2014/2015 PLANO ANUAL 2014/2015 ATIVIDADES DE ANIMAÇÃO DE APOIO À FAMÍLIA ATIVIDADES DE ANIMAÇÃO DE APOIO À FAMÍLIA A Componente de Apoio à Família é um projeto de Educação que visa proporcionar às crianças do Jardim

Leia mais

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL)

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): NOME DO LIVRO: O MUNDINHO DE BOAS ATITUDES AUTOR:INGRID BIESEMEYER BELLINGHAUSEN Competências Perceber a importância do auto respeito. Desenvolver o senso critico.

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Calendarização Actividades Objectivos Intervenientes Recursos Dia 2 de setembro Dias 21, 22, 23, 24, 25 e 28 de setembro Recepção das crianças à escola Reunião de pais e Encarregados de Educação Dia 23

Leia mais

CONTAR UMA HISTÓRIA É DAR UM PRESENTE DE AMOR.

CONTAR UMA HISTÓRIA É DAR UM PRESENTE DE AMOR. CONTAR UMA HISTÓRIA É DAR UM PRESENTE DE AMOR. LEWIS CARROL Elaborado pelas assessoras Patrícia Ribeiro e Rosinara Nascimento, em 2011, nas oficinas pedagógicas para as educadoras, ocorridas nas Livrarias

Leia mais

VOLUNTARIADO CÁRITAS INFÂNCIA

VOLUNTARIADO CÁRITAS INFÂNCIA INF 01/2016 Ajudante de Ação Educativa (Creche) INF 02/2016 Ajudante de Ação Educativa (JI) INF 04/2016 Animador Sociocultural/Educador Social (JI) INF 05/2016 Animador Sociocultural/Educador Social (Creche)

Leia mais

NOME DO PROJETO: Projecto PROSEPE Clube Floresta Guardiões da floresta

NOME DO PROJETO: Projecto PROSEPE Clube Floresta Guardiões da floresta NOME DO PROJETO: Projecto PROSEPE Clube Floresta Guardiões da floresta COORDENADOR/A: José Miguel Faria PLANIFICAÇÃO ELEMENTOS DA EQUIPA Docente Adjunta: Ana Maria Oliveira (Professora Titular de Turma

Leia mais

Projecto Baú de Leitura 2016/ 2017 Concelho de Santa Cruz ENQUADRAMENTO GERAL

Projecto Baú de Leitura 2016/ 2017 Concelho de Santa Cruz ENQUADRAMENTO GERAL ENQUADRAMENTO GERAL O Projeto Baú de Leitura iniciou-se no ano letivo 2001/2002 e atualmente tem como coordenador geral do 1ºciclo e pré-escolar o Dr. João Correia EB1/PE do Caniço e como coordenadora

Leia mais

Plano anual de actividades das Bibliotecas Escolares e PNL

Plano anual de actividades das Bibliotecas Escolares e PNL Plano anual de actividades das Escolares e PNL 2010-2011 Agrupamento de Escolas de Arraiolos Plano Anual de Actividades das Escolares e PNL- 2010-2011 Tema da actividade Viver melhor na Terra com as leituras

Leia mais

Benefícios da Leitura

Benefícios da Leitura Ler a par Benefícios da Leitura Proporciona à criança informação e conhecimento sobre o mundo. Apresenta à criança situações e ideias novas Estimulando a curiosidade, o pensamento crítico, e ainda a consciência

Leia mais

Biblioteca Municipal de Ponte de Lima. Serviço Educativo. A equipa da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima dá as boas vindas ao novo ano

Biblioteca Municipal de Ponte de Lima. Serviço Educativo. A equipa da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima dá as boas vindas ao novo ano Serviço Educativo A equipa da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima dá as boas vindas ao novo ano letivo apresentando um programa educativo que procura a articulação entre os planos escolares e a missão

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2016/ 2017

Plano Anual de Atividades 2016/ 2017 Plano Anual de Atividades 2016/ 2017 Setembro Dia 02 Para além de criar um Acolhimento em cada sala, Receção das crianças ambiente acolhedor, fazer de cada criança, dando-lhe a sentir às crianças o conhecer

Leia mais

Título: Viajando pelo Universo da Leitura Justificativa:

Título: Viajando pelo Universo da Leitura Justificativa: Título: Viajando pelo Universo da Leitura Justificativa: Sabendo que o aluno tem pouco contato com a leitura em seu ambiente familiar, apresentando na escola dificuldades de aprendizagem, decorrentes dessa

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 1º Trimestre DAR VIDA no(s) encontro(s) com os amigos descobrindo o Amigo Jesus Manhã Início do ano letivo Portaria Sala Polivalente Todo o pessoal entra mais cedo para acolher cada criança e os pais Proporcionar

Leia mais

1º Período. Escola Básica do 1º Ciclo com Jardim de Infância Eng. Ressano Garcia PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - 1º CEB

1º Período. Escola Básica do 1º Ciclo com Jardim de Infância Eng. Ressano Garcia PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - 1º CEB Básica do 1º Ciclo com Eng. Ressano Garcia 1º Período Sessões de abertura do ano lectivo: - Reuniões com os Pais/ Encarregados de Educação. - Promover estratégias que visem a integração dos diferentes

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2014/2015 CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA

Plano Anual de Atividades 2014/2015 CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA Mês Temas/conteúdos Atividades Objetivos gerais Intervenientes Espaço -Início do Ano Escolar; -Recepção dos Alunos. - Atividades de grupo; -Acolhimento e receção

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI. PROJETO Leitura para ser feita em casa

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI. PROJETO Leitura para ser feita em casa ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI PROJETO Leitura para ser feita em casa... aprender não é um ato findo. Aprender é um exercício constante de renovação.... Paulo Freire ANGÉLICA MS ABRIL/MAIO

Leia mais

PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO

PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO A leitura um bem essencial Para viver com autonomia, com plena consciência de si próprio e dos outros, para poder tomar

Leia mais

Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º

Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º 1.º CEB Agrupamento de Escolas Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º Saber escutar para reproduzir pequenas mensagens e Compreensão do oral Leitura Escrita para cumprir ordens e pedidos Prestar

Leia mais

MESTRADO DE QUALIFICAÇÃO PARA A DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Planificação Curricular Anual

MESTRADO DE QUALIFICAÇÃO PARA A DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Planificação Curricular Anual Identificação do Estagiário: Ana Catarina Tarré Simões Pedro Ano lectivo 2013/2014 Tema do PCT: Do bairro ao espaço, um mundo por descobrir Nº de crianças 15 Idades 3/4/5/6 anos PROBLEMÁTICA/CAMPO DE AÇÃO

Leia mais

Projeto Curricular do 1.º Ciclo

Projeto Curricular do 1.º Ciclo Projeto Curricular do 1.º Ciclo Tema Caminha de mãos dadas com o Amor 1 Externato de Santa Joana 2016-2017 Introdução Este ano letivo 2016-2017 foi definido o seguinte tema geral: Com Maria refazer o caminho

Leia mais

Agrupamento de Escolas Amadeo de Souza-Cardoso

Agrupamento de Escolas Amadeo de Souza-Cardoso ANO LETIVO: 2016/2017 Amadeo de Souza-Cardoso Critérios Gerais de Avaliação do Agrupamento Dando cumprimento ao disposto no Decreto-Lei 139/2012, na sua redação atual, e no Despacho normativo nº 1-F/2016,

Leia mais

Centro Universitário Franciscano Área de Ciências Humanas Curso de Letras. Angela Maria Rossi

Centro Universitário Franciscano Área de Ciências Humanas Curso de Letras. Angela Maria Rossi Centro Universitário Franciscano Área de Ciências Humanas Curso de Letras Angela Maria Rossi ENSINO MÉDIO: DESAFIOS DE TRABALHAR LITERATURA BRASILEIRA Santa Maria-RS 2009 Ensino Médio: Desafios de trabalhar

Leia mais

INTRODUÇÃO. Escola Básica de Távora

INTRODUÇÃO. Escola Básica de Távora INTRODUÇÃO Comemorar o República na nossa Escola é uma forma de motivar e sensibilizar os nossos alunos para os ideais do republicanismo. A acção empreendedora dos Homens que implantaram a República chega

Leia mais

Plano Anual de Actividades do ATL 2016/2017

Plano Anual de Actividades do ATL 2016/2017 Setembro Acolhimento das crianças Organização dos espaços Regras e rotinas Promover a adaptação e readaptação das crianças Criar laços de afecto e confiança entre os adultos, as crianças e as famílias

Leia mais

1º Ciclo. Competências Gerais do Ensino Básico

1º Ciclo. Competências Gerais do Ensino Básico 1º Ciclo Ao longo do 1º ciclo do Ensino Básico, todos os alunos devem desenvolver as competências gerais do Ensino Básico. Competências Gerais do Ensino Básico 1. Mobilizar saberes culturais, científicos

Leia mais

Regulamento do Concurso

Regulamento do Concurso 1. O Concurso é uma iniciativa do Plano Nacional de Leitura, enquadrada na 11ª Edição da Semana da Leitura, que se centra no Prazer de LeR em todos os momentos e em todos os lugares, sendo os trabalhos

Leia mais

A estória das gentes e as gentes nas histórias

A estória das gentes e as gentes nas histórias PROJETO LER + Jovem Designação Descrição* A estória das gentes e as gentes nas histórias O Projeto consiste, essencialmente, na prática da leitura e na redação de contos pelos alunos, a partir do relato

Leia mais

período 5º Semana anterior ao Carnaval espírito natalício período 6º Promover o contacto com a cultura Norte-Americana

período 5º Semana anterior ao Carnaval espírito natalício período 6º Promover o contacto com a cultura Norte-Americana INGLÊS 2º CICLO PLANO DE ATIVIDADES DO DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS 2012-2014-2015 ANO ATIVIDADE OBJETIVOS/ OPERACIONALIZAÇÃO CALENDARIZAÇÃO Christmas Cards / Christmas Promover o contacto com a cultura anglo-saxónica,

Leia mais

Melhorar as aprendizagens e consolidar conhecimentos. Colmatar as dificuldades ao nível da compreensão oral e escrita.

Melhorar as aprendizagens e consolidar conhecimentos. Colmatar as dificuldades ao nível da compreensão oral e escrita. Escola Secundária Abel Salazar Sala de Estudo DEFINIÇÃO Pretende-se que a Sala de Estudo seja um espaço com um ambiente educativo diferente daquele a que o aluno está habituado a vivenciar nas áreas curriculares

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES DA BIBLIOTECA ESCOLAR. Ano lectivo de 2013 2014

PLANO DE ACTIVIDADES DA BIBLIOTECA ESCOLAR. Ano lectivo de 2013 2014 PLANO DE ACTIVIDADES DA BIBLIOTECA ESCOLAR Ano lectivo de 2013 2014 A Biblioteca Escolar / Centro de Recursos Educativos, de acordo com o que está definido no Projecto educativo, deste agrupamento (...)

Leia mais

Plano Anual de Atividades. Mês Atividade/Tarefa Objetivos Intervenientes

Plano Anual de Atividades. Mês Atividade/Tarefa Objetivos Intervenientes Mês Atividade/Tarefa Objetivos Intervenientes Setembro Integração e adaptação das Crianças Reunião de pais - Promover a (re)integração e adaptação das crianças à creche; - Proporcionar um ambiente que

Leia mais

LER PARA CRESCER APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA:

LER PARA CRESCER APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA: AVALIAÇÃO DIFERENCIADA PARCIAL 2 ROTEIRO DE CIÊNCIAS, GEOGRAFIA, HISTÓRIA, ENSINO RELIGIOSO, LÍNGUA PORTUGUESA, MATEMÁTICA, ARTE E EDUCAÇÃO FÍSICA 2º ANO LER PARA CRESCER APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA: A Avaliação

Leia mais

MATERIAIS PARA PROFESSORES, PAIS E FILHOS

MATERIAIS PARA PROFESSORES, PAIS E FILHOS Nível de competência B2 Oficina de escrita (Adaptada de Materiais para o Novo Programa de Português do Ensino Básico SD3_Ano7_FT03) Vai propor a aquisição de novas obras para a biblioteca escolar. Comece

Leia mais

EB1/PE DA NAZARÉ Docente: Sandra do Rosário Gouveia Martins

EB1/PE DA NAZARÉ Docente: Sandra do Rosário Gouveia Martins EB1/PE DA NAZARÉ Docente: Sandra do Rosário Gouveia Martins Fundamentos A planificação que se segue foi realizada de acordo com os Projetos Curriculares de cada turma e respeitando as linhas do Projeto

Leia mais

UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA

UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA OBJETIVOS GERAIS: UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA - 2016 Disciplina: Linguagem Oral e Escrita Professoras: Anália, Carla, Fabiana e Roberta Período: 2º Segmento: Educação Infantil Mostrar autonomia na utilização

Leia mais

BIBLIOTECAS ESCOLARES PLANIFICAÇÃO DE ATIVIDADES 2014 / 2015

BIBLIOTECAS ESCOLARES PLANIFICAÇÃO DE ATIVIDADES 2014 / 2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VIEIRA DE ARAÚJO ESCOLA EB/S VIEIRA DE ARAÚJO VIEIRA DO MINHO BIBLIOTECAS ESCOLARES PLANIFICAÇÃO DE ATIVIDADES / 2015 PROJETO EDUCATIVO Lacunas ao nível da articulação entre ciclos,

Leia mais

Instituto Politécnico da Guarda. Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto. Catarina José Camacho de Caires nº 6509

Instituto Politécnico da Guarda. Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto. Catarina José Camacho de Caires nº 6509 Instituto Politécnico da Guarda Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto Didáctica da Expressões Expressão Dramática Plano de sessão Catarina José Camacho de Caires nº 6509 Sessão n.º 25 Idade

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Vagos

Agrupamento de Escolas de Vagos Agrupamento de Escolas de Vagos 161070 PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Atiiviidades transversaiis 2016-2017 Na onda dos valores é o tema aglutinador sugerido para este ano letivo, com o intuito de enaltecer

Leia mais

Escola Básica e Secundária do Porto Moniz Ano Letivo 2016/2017. Plano Anual de Atividades do Programa Eco Escolas

Escola Básica e Secundária do Porto Moniz Ano Letivo 2016/2017. Plano Anual de Atividades do Programa Eco Escolas Escola Básica e Secundária do Porto Moniz Ano Letivo 2016/2017 Plano Anual de Atividades do Programa Eco Escolas Plano Anual de Atividades do Programa Eco Escolas Ano Letivo 2016-2017 Calendarização Atividades

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MURÇA BOLETIM DA BE/CRE Especial Semana da Leitura SEMANA DA LEITURA 2011

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MURÇA BOLETIM DA BE/CRE Especial Semana da Leitura SEMANA DA LEITURA 2011 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MURÇA BOLETIM DA BE/CRE Especial Semana da Leitura E D I Ç Ã O E S P E C I A L 2 1 A 2 8 D E M A R Ç O 2 0 1 1 SEMANA DA LEITURA 2011 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MURÇA BOLETIM

Leia mais

7. Participar em atividades (efemérides, palestras, eventos de leitura, sessões formativas, projetos, clubes, outras)

7. Participar em atividades (efemérides, palestras, eventos de leitura, sessões formativas, projetos, clubes, outras) QA Questionário aos alunos 17 Escola: 1 Identificação: Data: Masculino 2 Frequentas o Feminino Ensino Básico: 3.º 4.º 5.º 6.º 7.º Outros cursos Ensino Secundário: 10.º 11.º 12.º Curso profissional Outros

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Pampilhosa Plano de Actividades do Núcleo de Estágio de Matemática Ano lectivo 2006 / 2007

Agrupamento de Escolas de Pampilhosa Plano de Actividades do Núcleo de Estágio de Matemática Ano lectivo 2006 / 2007 Agrupamento de Escolas de Pampilhosa Plano de Actividades do Núcleo de Estágio de Matemática Ano lectivo 2006 / 2007 Actividades Objectivos Descrição Dinamizadores Intervenientes Cartas Tio Papel Palestra

Leia mais

UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA - 2016

UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA - 2016 OBJETIVOS GERAIS: UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA - 2016 Disciplina: Linguagem Oral e Escrita Professoras: Anália, Carla, Fabiana e Roberta Período: 2º Segmento: Educação Infantil Adquirir habilidades para

Leia mais

Relatório Final de Avaliação. Acção n.º 4/2010. Gestão Integrada da Biblioteca Escolar do Agrupamento. Modalidade: Curso de Formação

Relatório Final de Avaliação. Acção n.º 4/2010. Gestão Integrada da Biblioteca Escolar do Agrupamento. Modalidade: Curso de Formação Centro de Formação de Escolas dos Concelhos de Benavente, Coruche e Salvaterra de Magos Relatório Final de Avaliação Acção n.º 4/2010 Gestão Integrada da Biblioteca Escolar do Agrupamento Modalidade: Curso

Leia mais

CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS NO 1º CICLO

CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS NO 1º CICLO 2013/2014 CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS NO 1º CICLO Experimentar a Brincar (Ano 5) Realização de experiências no âmbito da Biologia Escola Secundária Cacilhas-Tejo Agrupamento de Escolas Emídio Navarro EB 2,3

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx Na raiz do cvbnm qwe conhecimento... rtyui Plano Anual de Atividades opasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqw ertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvb

Leia mais

CLUBE DO AMBIENTE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA TROFA 2012/2013

CLUBE DO AMBIENTE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA TROFA 2012/2013 Clube do Ambiente LOGOTIPO: MASCOTE: OBJECTIVOS: CLUBE DO AMBIENTE Plano de Atividades O Clube do Ambiente (CLA), integrado nas estruturas Socioeducativas do Projeto Educativo da Escola, tem por objetivo

Leia mais

Plano Anual de Actividades Ano Lectivo 2011/2012

Plano Anual de Actividades Ano Lectivo 2011/2012 Plano Anual de Actividades Ano Lectivo 2011/2012 Acontecimentos/comemorações bjectivos Actividades/ stratégias Intervenientes S T M B eunião de pais 13 de Setembro eunião de pessoal Auxiliar Informar sobre

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2015/2016. Bibliotecas do Agrupamento de Escolas D. Maria II

Plano Anual de Atividades 2015/2016. Bibliotecas do Agrupamento de Escolas D. Maria II - Receção aos alunos do pré- escolar, 1º, 5º e 10º anos e Encarregados de Educação - Fomentar o gosto pela leitura e pela frequência da Biblioteca Escolar (BE) - Sensibilizar os encarregados de educação

Leia mais

SEMANA DO LIVRO E DA LEITURA

SEMANA DO LIVRO E DA LEITURA SEMANA DO LIVRO E DA LEITURA A SEMANA DO LIVRO E DA LEITURA é uma iniciativa organizada pelo Colégio Parque do Falcão, no âmbito do Plano Nacional de Leitura, que visa estimular o prazer de ler e desenvolver

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2016 / 17

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2016 / 17 ATIVIDADE - Início do ano letivo; - Receção aos alunos. EIXO DE INTERVENÇÃO *... PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2016 / 17 EB1/JI Fetais OBJETIVOS * OPERACIONALIZAÇÃO CALENDARIZAÇÃO ORGANIZAÇÃO PUBLICO ALVO

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OFICINAS 2014 MATRÍCULAS: DE 27 DE FEVEREIRO A 06 DE MARÇO

COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OFICINAS 2014 MATRÍCULAS: DE 27 DE FEVEREIRO A 06 DE MARÇO COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OFICINAS 2014 MATRÍCULAS: DE 27 DE FEVEREIRO A 06 DE MARÇO LÍNGUA ESTRANGEIRA ALEMÃO Profª Lourdes Sufredini Profª Luciane Probst Unidade de Ensino I Prédio João

Leia mais

Plano Anual de Atividades Jardim de Infância. 1º período. Humana

Plano Anual de Atividades Jardim de Infância. 1º período. Humana Plano Anual Atividas Jardim Infância 1º período Ativida/ Ação Visita Estudo Abertura do ano letivo Dia Mundial da Alimentação Dia Internacional Eco-Escolas Objetivos Estratégicos Dimensão Académica Conduzir

Leia mais

Apresentação do programa (1)

Apresentação do programa (1) SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO PROGRAMA DE PROMOÇÃO DE COMPETÊNCIAS SOCIAIS 7º ANO 2014/2015 Apresentação do programa (1) Inspira-te! é um programa de intervenção para a Promoção de Competências Sociais,

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO. desenvolvimento social e humano /ucp centro regional do porto

PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO. desenvolvimento social e humano /ucp centro regional do porto PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO desenvolvimento social e humano /ucp centro regional do porto Como pode a escola católica promover o desenvolvimento da inteligência espiritual? O A educação deve

Leia mais

ANO LETIVO 2013/2014 CALENDARIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE INÍCIO DO ANO LETIVO

ANO LETIVO 2013/2014 CALENDARIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE INÍCIO DO ANO LETIVO 3-set. (3ª feira) Agrupamento de Escolas Cidade do Entroncamento - 170586 ANO LETIVO 2013/2014 CALENDARIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE INÍCIO DO ANO LETIVO Dia Hora Atividades Local/Sala Observações Lançamento

Leia mais

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL)

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): FÁTIMA OLIVEIRA PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) NOME DO LIVRO: ALICE VIAJA NAS HISTÓRIAS AUTOR: Gianni Rodar Leitura; produção textual; oralidade; localização espacial. Competências Objetivo

Leia mais

Atividades de Animação e Apoio à Família. Projeto Mini-Chef Área da Nutrição

Atividades de Animação e Apoio à Família. Projeto Mini-Chef Área da Nutrição s de Animação e Apoio à Família Projeto Mini-Chef Área da Nutrição Ano letivo 2017/18 Projeto desenvolvido por Elisabete Duarte Nutricionista do Serviço de Educação e Juventude da CMC INTRODUÇÃO A Lei

Leia mais

Plano Anual de atividades 2012/2013 1º Periodo

Plano Anual de atividades 2012/2013 1º Periodo Plano Anual de atividades 2012/2013 1º Periodo Designação Objectivos Grupo alvo Calendarização Responsáveis pela actividade Recursos a afectar J F M A M J J A S O N D Humanos Materiais Logísticos 1ª Reunião

Leia mais

A MAGIA DAS LETRAS E.E. PROFº TEOTÔNIO ALVES PEREIRA Sala 01 / Sessão 1

A MAGIA DAS LETRAS E.E. PROFº TEOTÔNIO ALVES PEREIRA Sala 01 / Sessão 1 A MAGIA DAS LETRAS E.E. PROFº TEOTÔNIO ALVES PEREIRA Sala 01 / Sessão 1 Professor(es) Apresentador(es): Marcos Vinicius de Andrade Steidle Márika Utiike Realização: Foco O DESAFIO DO TRABALHO INTERDISCIPLINAR:

Leia mais

Movimento e Cultura da Pop Art: Uma Viagem ao Museu

Movimento e Cultura da Pop Art: Uma Viagem ao Museu Movimento e Cultura da Pop Art: Uma Viagem ao Museu Aline Villela Abbade Débora A. dos Santos Ferreira Julho 2009/01 Apresentação do tema: Começamos a elaborar este projeto levando em consideração que

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE OURIQUE

AGRUPAMENTO VERTICAL DE OURIQUE AGRUPAMENTO VERTICAL DE OURIQUE Relatório de Reflexão Critica do Plano Anual de Atividades Ano Letivo 2011/2012 1ºPeríodo Índice Índice 2 Introdução 3 Grau execução e de satisfação 4 Participação dos agentes

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação por Área Disciplinar e Anos de Escolaridade. Critérios de Avaliação 1º ano Língua Portuguesa

Critérios Gerais de Avaliação por Área Disciplinar e Anos de Escolaridade. Critérios de Avaliação 1º ano Língua Portuguesa Critérios Gerais de Avaliação por Área Disciplinar e Anos de Escolaridade Critérios de Avaliação 1º ano Língua Portuguesa nterpreta Não identifica imagens, mensagens, bandas desenhadas, pequenas frases,

Leia mais

PLANO TIC. Equipa PTE [2012/2013] Agrupamento de Escolas Elias Garcia

PLANO TIC. Equipa PTE [2012/2013] Agrupamento de Escolas Elias Garcia PLANO TIC Equipa PTE [2012/2013] Agrupamento de Escolas Elias Garcia.] Índice 1. Contexto 2. Membros 3. Finalidades e objetivos 4. Áreas de Intervenção 4.1. Formação TIC 4.2. Projetos com TIC 4.3. Centro

Leia mais

Escola: AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS

Escola: AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS e Comunicação Formação Pessoal e Social Escola: AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS Nome: Idade: 4 anos Sala: Educação pré-escolar Ano letivo / 1º período Assiduidade Presenças: Faltas: Sabe o seu nome e idade.

Leia mais

APRENDENDO E CRIANDO POSSIBILIDADES COM O GÊNERO TEXTUAL FÁBULA

APRENDENDO E CRIANDO POSSIBILIDADES COM O GÊNERO TEXTUAL FÁBULA APRENDENDO E CRIANDO POSSIBILIDADES COM O GÊNERO TEXTUAL FÁBULA INTRODUÇÃO O presente projeto traz a iniciativa de trabalhar com a temática das fábulas com diferentes recursos didáticos e de modo lúdico,

Leia mais

Curso: Educação de Infância. Tema: Ida à livraria / Planetas Data : 3/ Objectivos Específicos. Actividade proposta 2/3/4/5 anos

Curso: Educação de Infância. Tema: Ida à livraria / Planetas Data : 3/ Objectivos Específicos. Actividade proposta 2/3/4/5 anos Ano lectivo: 2005/2006 Estagiária: Curso: Educação de Infância 4º Ano Educadora Cooperante: Tema: Ida à livraria / Planetas Data : 3/4.04.06 Áreas Domínios Objectivos Gerais Objectivos Específicos Actividade

Leia mais

Plano de formação e atividades ª fase Ações financiadas pela C.M. Sintra

Plano de formação e atividades ª fase Ações financiadas pela C.M. Sintra 1 Plano de formação e atividades 2016 1ª fase Ações financiadas pela C.M. Sintra - A emergência da escrita no pré-escolar. Uma abordagem à escrita em contexto pré-escolar Formadora: Manuela Guedes Destinatários:

Leia mais

OBJETIVOS ATIVIDADES INTERVENIENTES ESPAÇO

OBJETIVOS ATIVIDADES INTERVENIENTES ESPAÇO CALENDARIZAÇÃO E TEMÁTICA Setembro / Outubro Integração das crianças no Outubro / Novembro O Outono Outubro Dia Mundial da Alimentação OBJETIVOS ATIVIDADES INTERVENIENTES ESPAÇO - Organizar o ambiente

Leia mais

Concurso Público Osasco PEB I SLIDES Prof. Amarildo Vieira

Concurso Público Osasco PEB I SLIDES Prof. Amarildo Vieira Concurso Público Osasco PEB I - 2017 SLIDES Prof. Amarildo Vieira PEDAGOGO UNIb ESPECIALIZAÇÃO EM DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR PUC/SP BACHARELANDO EM DIREITO Uninove DIRETOR DE ESCOLA PMSP/SP PROFESSOR

Leia mais

O Sonho. Intervenção pela Arte. Educação para todos. Realização de espectáculos nacionais e internacionais. Associação/ Cooperativa

O Sonho. Intervenção pela Arte. Educação para todos. Realização de espectáculos nacionais e internacionais. Associação/ Cooperativa O Sonho Intervenção pela Arte Educação para todos Realização de espectáculos nacionais e internacionais Associação/ Cooperativa Estado de Arte O que tem acontecido em Portugal ao nível do serviço educativo?

Leia mais

PROJETO: SOU LETRANDO.

PROJETO: SOU LETRANDO. PROJETO: SOU LETRANDO. Acadêmicos: Thainara Lobo e Ailton Ourique Escola Estadual de Ensino Fundamental Dr Mário Vieira Marques (CIEP) São Luiz Gonzaga, 2016 1.TEMA Projeto de Leitura: Sou Letrando. 2.PROBLEMA

Leia mais

Plano Anual de Atividades das valências Creche e Jardim de Infância Ano Letivo 2014/2015

Plano Anual de Atividades das valências Creche e Jardim de Infância Ano Letivo 2014/2015 Plano Anual de Atividades das valências Creche e Jardim de Infância Ano Letivo 2014/2015 CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES OBJETIVOS RECURSOS HUMANOS Setembro: 01 - Início do ano letivo Preparar o ano letivo.

Leia mais

Escolas Participantes/Dinamizadoras

Escolas Participantes/Dinamizadoras Escolas Participantes/Dinamizadoras Colégio Salesianos Funchal/ Professora Madalena Torre EB1/PE São Filipe/ Dr.ª Andreia Brites EB1/PE do Boliqueime/ Dr.ª Anabela Gonçalves EB1/PE do Galeão/ Dr.ª Cláudia

Leia mais

DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES

DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES 0 DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES Na planificação das atividades daremos continuidade ao projeto Crescer, Brincar e Aprender, do Departamento Pré Escolar que se concretizará também

Leia mais

Critérios de Avaliação Disciplina: Orquestra de Sopros 2º CICLO

Critérios de Avaliação Disciplina: Orquestra de Sopros 2º CICLO 2º CICLO DOMÍNIO DA CRITÉRIOS GERAIS PERFIL DO ALUNO: DESCRITORES GERAIS INSTRUMENTOS INDICADORES DE % Coordenação psico-motora. Sentido de pulsação/ritmo/harmonia/ fraseado. COGNITIVOS: APTIDÕES CAPACIDADES

Leia mais