PLANO DE CURSO 5 PERÍODO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO DE CURSO 5 PERÍODO"

Transcrição

1 PLANO DE CURSO 5 PERÍODO CURSO: MEDICINA DISCIPLINA: Farmacologia Médica CARGA HORÁRIA: 144 h PROFESSOR RESPONSÁVEL: Miguel de Lemos Neto PROFESSORES: EMENA: Sistema cardiovascular e renal: Diuréticos e drogas utilizadas na mobilização dos edemas. Farmacoterapia das cardiopatias isquêmicas: nitratos, bloqueadores de canal de cálcio e antagonistas beta adrenérgicos. Farmacoterapia da hipertensão arterial. Digital e glicosídeos cardíacos. Drogas antiarrítmicas. Drogas anticoagulantes, trombolíticas e antiplaquetárias. Farmacologia do sangue e órgãos correlacionados. Sistema Nervoso Central: Farmacologia clínica da dor e da inflamação. Anestésicos Gerais: princípios gerais, anestésicos inalatórios, venosos e associações mais utilizadas. Farmacoterapia das epilepsisas. Drogas antiparkinsonianas. Dependência a drogas. Farmacoterapia das doenças psiquiátricas. Farmacologia e erapêutica das Doenças Neurodegenerativas. OBJEIVOS: Descrição geral da intenção da disciplina e seu papel na formação técnica e científica do aluno. O aluno deverá ser capaz de: 1. Compreender o mecanismo de ação, os efeitos farmacológicos, colaterais e tóxicos das drogas que atuam no sistema cardiovascular e renal. 2. Compreender o mecanismo de ação, os efeitos farmacológicos, colaterais e tóxicos das drogas que atuam no sangue e órgãos correlacionados e na coagulação sanguínea 3. Compreender o mecanismo de ação, os efeitos farmacológicos, colaterais e tóxicos das drogas que atuam no sistema nervoso central 4. Compreender o mecanismo de ação, os efeitos farmacológicos, colaterais e tóxicos das drogas que atuam nas desordens psiquiátricas, assim como os princípios básicos da dependência e da toxicologia. CONEÚDO PROGRAMÁICO: UNIDADE I

2 Diuréticos. Funções renais básicas. Clearance renal. Classificação. Mecanismo de ação molecular. Farmacocinética. Efeitos adversos. Usos em situações clínicas especiais: innsuficiência cardíaca congestiva, hepatopatias, hipertensão essencial, diabetes, glaucoma, edema cerebral e insuficiência renal. Associação entre diuréticos e interações medicamentosas. UNIDADE II Vasodilatadores e Vasoconstritores. Acoplamento excitação-contração do músculo liso vascular. Contração tônica e fásica. Classificação e funções dos canais de cálcio. Cinética do cálcio. Ações dos mediadores do tônus vascular: calmodulina, bomba de (Na/K) Mg APase, agonistas dos canais de potássio, óxido nítrico, prostaglandinas, agonistas dos receptores alfa e beta, endotelina. UNIDADE III Antianginosos: classificação e fisiopatologia dos quadros de isquemia cardíaca. Circulação coronariana. Determinantes do consumo de oxigênio pelo miocárdio. Classificação. Mecanismo de ação molecular e hemodinâmica. Farmacocinética e efeitos adversos. Associações farmacológicas no tratamento dos diversos tipos de angina. UNIDADE IV ratamento não farmacológico da hipertensão arterial. Classificação dos antihipertensivos. Mecanismo de ação molecular e mecanismo de ação hemodinâmico. Efeitos colaterais. oterapia. erapêutica tríplice. ratamento da crise hipertensiva. UNIDADE V Farmacologia clínica dos antiagregadores plaquetários e fibrinolíticos. Anticoagulantes. Mecanismo fisiológicos da hemostasia. Fisiopatologia das discrasias sanguíneas. Classificação. Farmacodinâmica. Farmacocinética. Critérios Gerais de utilização e monitorização. Uso agudo e profilático no infarto do miocárdio, AVC e doenças tromboembólicas em geral. Limitações e contra-indicações. UNIDADE VI Farmacologia clínica das drogas utilizadas no tratamento das hiperlipoproteinemias. Classificação das hiperlipoproteinemias. Classificação dos medicamentos utilizados nestas desordens. Mecanismo molecular e fisiológico. oxicidade. Associações medicamentosas. UNIDADE VII Agentes inotrópicos - Fisiopatologia da insuficiência cardíaca. Processo acoplamento-excitação do miocardio. Digitálicos. Mecanismo de ação. Efeitos hemodinâmicos. oxicidade e indicações clínicas. Biperidinas: mecanismo de ação e toxicidade. Diuréticos. Vasodilatadores. Inibidores da enzima conversora. UNIDADE VIII Antiarrítmicos - Eletrofisiologia cardíaca. Gênese das arritmias cardíacas. Classificação. Farmacodinâmica. Farmacocinética. Emprego clínico em emergência e uso crônico. Cardiotoxicidade. Efeitos adversos. MEODOLOGIA: MEODOLOGIA DAS AULAS EÓRICAS - Aula teórica expositiva interativa com a utilização de quadro-negro, transparências, diapositivos e multimídia. Nas aulas teóricas são apresentadas situações-problemas relativas à disciplina. MEODOLOGIA DOS PAINÉIS (SEMINÁRIOS DE AUALIZAÇÃO) - Os grupos de alunos recebem,

3 antecipadamente, temas que deverão ser complementados com artigos científicos atuais e contextualizados com a disciplina. A forma de apresentação dos temas é livre e em grupo. A exposição é oral seguida de arguição sob o tema abordado, tendo como conclusão a realização de um teste de compreensão do conteúdo discutido durante o seminário. MEODOLOGIA DAS AULAS PRÁICAS - As aulas práticas serão desenvolvidas nos laboratórios através de trabalhos em equipe, no Simulador LAB ech da AD Instruments com o objetivo de ensinar a utilização adequada de equipamentos e metodologias, compreender as dificuldades técnicas na realização de procedimentos e reconhecer a importância de outros profissionais na realização de procedimentos. Cada grupo de alunos receberá um conjunto de material teóricoprático. Os alunos por sua vez, deverão desenvolver a aula prática utilizando-se de um protocolo previamente elaborado. AVALIAÇÃO: A aferição será feita pela média ponderada entre: 1. As duas provas parciais, cuja a soma integrará o valor de 12,0 pontos. 2. Avaliações escritas semanais durante os seminários. 3. Apresentação de trabalho (dissertação) de pesquisa 4. Avaliação Suplementar REFERÊNCIAS (básicas): BRUNON, Laurence L. (Org.). As bases farmacológicas da terapêutica de Goodman & Gilman. 12. ed. Porto Alegre, RS: AMGH Ed., p. KAZUNG, Bertram G.; MASERS, Susan B.; REVOR, Anthony J. (Org.). Farmacologia: básica e clínica. 12. ed. Porto Alegre, RS: AMGH Ed., p. RANG & Dale farmacologia. 7. ed. Rio de Janeiro, RJ: Elsevier, c p. REFERÊNCIAS (complementares): CLARK, Michelle A. et al. Farmacologia ilustrada. 5. ed. Porto Alegre, RS: Artmed, p. COLAN, David E. (Ed.). Princípios de farmacologia: a base fisiopatológica da farmacoterapia. 2. ed. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara Koogan, c p. CORBE, Charles Edward. Farmacodinâmica. 6. ed Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. DELUCIA, Roberto; OLIVEIRA-FILHO, Ricardo Martins et al. Farmacologia integrada. 2. ed. Rio de Janeiro: Revinter, c p. DICIONÁRIO de especialidades farmacêuticas: DEF ed. Rio de Janeiro, RJ: EPUC Ed., [2013]. 848 p. SILVA, Penildon. Farmacologia. 8. ed. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara Koogan, c p. RIPAHI, K. D. Farmacologia médica. 5.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. Assinatura do Professor

4 F.B.P.N. FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS COMPONENE CURRICULAR FARMACOLOGIA MÉDICA / C.A.P. CRONOGRAMA - 1º SEMESRE 5º PERÍODO FEVEREIRO - AIVIDADE EÓRICA E / OU PRÁICA DAA HORÁRIO EMA /P/S PROFESSOR 27/ Introdução a Farmacologia Cardiovascular Farmacologia da Hipertensão Arterial I A A 28/ Farmacologia da Hipertensão Arterial II Emergências e Urgências Hipertensivas A A MARÇO - AIVIDADE EÓRICA E / OU PRÁICA DAA HORÁRIO EMA /P/S PROFESSOR 06/ Heparina. Anticoagulantes Orais Antiagregantes e rombolíticos A A 07/ Antihipertensivos S1 /A/LN/ 13/ Farmacologia da Insuficiência Cardíaca Congestiva. Edema agudo de Pulmão A A 14/ Diuréticos I Diuréticos II 20/ Antiarrítmicos I Antiarrítmicos II 21/ Farmacologia das Dislipidemias I Farmacologia das Dislipidemias II 27/03 Farmacologia das Cardiopatias Isquemicas Vasodilatadores Coronarianos LN LN 28/03 Diuréticos S2 /A/LN/ ABRIL- AIVIDADE EÓRICA E / OU PRÁICA DAA HORÁRIO EMA /P/S PROFESSOR 10/ Fisiopatologia e Farmacologia do Estado de Choque 11/ Discussão de Casos Clínicos em Farmacologia Cardiovascular S3 /A/LN/ 17/ Plantão de Dúvidas /A/LN/ 18/ PROVA 1 Pr ODOS

5 MAIO - AIVIDADE EÓRICA E / OU PRÁICA DAA HORÁRIO EMA /P/S PROFESSOR 08/ Prova de Segunda Chamada Fisiopatologia da Dor Opiáceos ODOS A A 09/ Analgésicos AntiinflamatóriosI (DAINES) Analgésicos Antiinflamatórios II (DAINES) 15/ Introdução à Psicofarmacologia Antipsicóticos A A 16/ Analgésicos: DAINES e Opiáceos S4 /PC/LN/ 22/ Ansiolíticos Hipnóticos 23/ Antidepressivos Estabilizadores do Humor 29/ Psicofarmacologia S5 /PC/LN/ 30/ Antiparkinsonianos Relaxantes Musculares A A JUNHO - AIVIDADE EÓRICA E / OU PRÁICA DAA HORÁRIO EMA /P/S PROFESSOR 05/ Farmacologia das Doenças Neurodegenerativas Doença de Huntington, Mal de Alzheimer Esclerose lateral amiotrófica 06/ Farmacologia da Epilepsia Anticonvulsivantes S6 /A/LN/ 12/ Anestésicos Gerais intravenosos A 13/ Anestésicos Gerais Inalatórios A 19/ Casos Clínicos em Psicofarmacologia /A/LN/ 20/ Apresentação de Painéis Pn /A/LN/ 26/ Plantão de Dúvidas /A/LN/ 27/ PROVA 2 Pr ODOS JULHO - AIVIDADE EÓRICA E / OU PRÁICA DAA HORÁRIO EMA /P/S PROFESSOR 01/ Prova de Segunda Chamada Pr odos 04/ Avaliação Suplementar ODOS

CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA PLANO DE ENSINO

CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA PLANO DE ENSINO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA PLANO DE ENSINO COMPONENTE CURRICULAR CARGA HORÁRIA PERÍODO: Farmacologia Médica Teórica Prática Total 5 144-144 PROFESSOR RESPONSÁVEL: Miguel de Lemos Neto EMENTA: Farmacologia

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: FARMACOLOGIA APLICADA À ODONTOLOGIA Código da Disciplina: ODO122 Curso: Odontologia Semestre de oferta da disciplina:

Leia mais

ANEXO 4 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE MEDICINA E CIRURGIA

ANEXO 4 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE MEDICINA E CIRURGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA CURSO: MEDICINA DEPARTAMENTO: DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS DISCIPLINA: FARMACOLOGIA II CARGA HORÁRIA: 120 HORAS CRÉDITOS: 06 CÓDIGO: SCF0020 PROFESSOR: CARLOS ALBERTO LACERDA

Leia mais

PLANO DE CURSO 8 PERÍODO ANO:

PLANO DE CURSO 8 PERÍODO ANO: PLANO DE CURSO 8 PERÍODO ANO: 2013.2 CURSO: MEDICINA DISCIPLINA: ANESTESIOLOGIA CARGA HORÁRIA: 72 horas PROFESSOR TITULAR: MIGUEL DE LEMOS NETO PROFESSORES: ANDERSON TEIXEIRA EMENTA O ensino da disciplina

Leia mais

Turma(s): A11, A12, A13, A14, A21, A22, A23, A24, B11, B12, B13, B14, B21, B22, B23, B24

Turma(s): A11, A12, A13, A14, A21, A22, A23, A24, B11, B12, B13, B14, B21, B22, B23, B24 AULA n.º: 1 Dia 27-09-2016 das 14:00 às 17:00 Ana Leonor Alves Ribeiro Apresentação: disciplina, docente, avaliação, programa, bibliografia. I - FARMACOLOGIA GERAL: 1. PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA FARMACOLOGIA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE MEDICINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE MEDICINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE MEDICINA I. IDENTIFICAÇÃO DISCIPLINA: FARMACOLOGIA II CÓDIGO: CB04055 Ano Letivo: 2ª série Semestre: 3º PLANO DE ENSINO DE FARMACOLOGIA

Leia mais

PLANO DE DISCIPLINA. 1. Identificação: 2. Ementa: 3. Objetivo Geral: 4. Objetivos Específicos:

PLANO DE DISCIPLINA. 1. Identificação: 2. Ementa: 3. Objetivo Geral: 4. Objetivos Específicos: PLANO DE DISCIPLINA 1. Identificação: Departamento: Ciências Básicas (FCB) Disciplina: Farmacologia Cód.: FCB00005 Período Ministrado / Semestre / Ano / Turma: 1ºS/2010/F1 Responsável: Prof.a. Etyene Castro

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA - IMPERATRIZ. CURSO: ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA - IMPERATRIZ. CURSO: ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA - IMPERATRIZ. CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO DISICIPLINA FARMACOLOGIA Período 4º PROFESSOR (a) Carga Horária: 90 Dr.

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO Componente Curricular: Farmacologia Código: Fisio 117 Pré-requisito: -------- Período Letivo: 2016.1 Professor: Matheus Santos Marques Titulação: Especialista CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria

Leia mais

PLANO DE DISCIPLINA. Estudo das bases farmacológicas envolvendo a cinética e a prescrição de fármacos.

PLANO DE DISCIPLINA. Estudo das bases farmacológicas envolvendo a cinética e a prescrição de fármacos. PLANO DE DISCIPLINA 1. Identificação: Departamento: Ciências Básicas (FCB) Disciplina: Farmacologia Cód.: FCB00005 Período Ministrado / Semestre / Ano / Turma: 1ºS/2010/F1 Responsável: Profa. Dra. Etyene

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: FARMACOLOGIA BÁSICA Código: ENF-109 Pré-requisito: ENF-103 Bioquímica Período

Leia mais

ANEXO 4 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE MEDICINA E CIRURGIA

ANEXO 4 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE MEDICINA E CIRURGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA CURSO: MEDICINA DEPARTAMENTO: DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS DISCIPLINA: FARMACOLOGIA I CARGA HORÁRIA: 60 HORAS CRÉDITOS: 03 CÓDIGO: SCF00019 PROFESSOR: PRÉ-REQUISITOS: FISIOLOGIA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE MEDICINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE MEDICINA UNIVERSIDA FERAL DO PARÁ INSTITUTO CIÊNCIAS DA SAÚ FACULDA MEDICINA PLANO ENSINO FARMACOLOGIA I I. INTIFICAÇÃO DISCIPLINA: CURSO: Medicina CÓDIGO: CB04053 TURMAS: 04002FA101 à FA104 Ano Letivo: 1ª série

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Dr. Francisco Nogueira de Lima Código: 059 Município: Casa Branca Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina EFG115 Farmacologia Humana

Programa Analítico de Disciplina EFG115 Farmacologia Humana 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Medicina e Enfermagem - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal

Leia mais

USO DE ANESTÉSICOS LOCAIS EM PACIENTES COM ALTERAÇÕES CARDIOVASCULARES. COMO SELECIONAR UMA BASE ANESTÉSICA?

USO DE ANESTÉSICOS LOCAIS EM PACIENTES COM ALTERAÇÕES CARDIOVASCULARES. COMO SELECIONAR UMA BASE ANESTÉSICA? USO DE ANESTÉSICOS LOCAIS EM PACIENTES COM ALTERAÇÕES CARDIOVASCULARES. COMO SELECIONAR UMA BASE ANESTÉSICA? HISTÓRICO Niemen (1860): isolamento da cocaína Carl Koller (1884): uso como anestésico local

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA 2016 Sociedade de Anestesiologia do Distrito Federal 3ª ETAPA

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA 2016 Sociedade de Anestesiologia do Distrito Federal 3ª ETAPA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA 2016 Sociedade de Anestesiologia do Distrito Federal 3ª ETAPA PROGRAMA - ME 1 (2/8/2016) PONTO 10 - Fisiologia do Sistema Respiratório I 10.1. Funções respiratórias e não

Leia mais

PLANO DE CURSO 6º PERÍODO ANO: 2013.2

PLANO DE CURSO 6º PERÍODO ANO: 2013.2 PLANO DE CURSO 6º PERÍODO ANO: 2013.2 CURSO: MEDICINA DISCIPLINA: Farmacologia Aplicada à Clínica Médica CARGA HORÁRIA: 36 horas PROFESSOR TITULAR: Miguel de Lemos Neto PROFESSORES: EMENTA: Compreender

Leia mais

Coordenador: Professor Doutor Jair Guilherme dos Santos Junior CONSIDERAÇÕES GERAIS OBJETIVOS GERAIS OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Coordenador: Professor Doutor Jair Guilherme dos Santos Junior CONSIDERAÇÕES GERAIS OBJETIVOS GERAIS OBJETIVOS ESPECÍFICOS FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA SANTA CASA DE SÃO PAULO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS PROGRAMA DE DISCIPLINA: FARMACOLOGIA III Ano Letivo: 2012 - Série: 4º ano Carga

Leia mais

A disciplina apresenta o desenvolvimento histórico e científico da psicofarmacologia e sua aplicação no campo da psicologia. Objetivos.

A disciplina apresenta o desenvolvimento histórico e científico da psicofarmacologia e sua aplicação no campo da psicologia. Objetivos. Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso PSICOLOGIA Disciplina: PSICOFARMACOLOGIA Professor(es):Renato Sebastião Saladino Carga horária: 02 Semanal Ementa: DRT: 1127199 Código

Leia mais

Avaliação/Fluxo Inicial Doença Cardiovascular e Diabetes na Atenção Básica

Avaliação/Fluxo Inicial Doença Cardiovascular e Diabetes na Atenção Básica Avaliação/Fluxo Inicial Doença Cardiovascular e Diabetes na Atenção Básica 1 Proposta de Avaliação do Risco Cardiovascular na Atenção Básica Propõe-se a utilização da tabela de Framingham, para estratificação

Leia mais

Núcleo Temático: Processos clínicos em Psicologia Disciplina: PSICOFARMACOLOGIA

Núcleo Temático: Processos clínicos em Psicologia Disciplina: PSICOFARMACOLOGIA Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: PSICOLOGIA Núcleo Temático: Processos clínicos em Psicologia Disciplina: PSICOFARMACOLOGIA Código da Disciplina: 0802657-2 Professor(es):

Leia mais

EXAME DE INGRESSO AO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM FARMACOLOGIA

EXAME DE INGRESSO AO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM FARMACOLOGIA EXAME DE INGRESSO AO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM FARMACOLOGIA Nome:... Data: Assinatura:... ATENÇÃO: Responda todas as questões obrigatórias e 1 questão à sua escolha dos demais blocos (C à F). Para completar

Leia mais

SEÇÃO 1 IMPORTÂNCIA DO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL E DE SUA PREVENÇÃO

SEÇÃO 1 IMPORTÂNCIA DO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL E DE SUA PREVENÇÃO SEÇÃO 1 Capítulo 1 IMPORTÂNCIA DO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL E DE SUA PREVENÇÃO 1 Epidemiologia da prevenção do acidente vascular cerebral e urgência do tratamento 2 Introdução / 2 Incidência e prevalência

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓREITORIA DE GRADUAÇÃO Dados de Identificação Campus: Uruguaiana Curso: Farmácia Componente Curricular: Química Farmacêutica I Código: UR

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO Autorizada pelo Decreto Federal N o 77.496 de 7/04/76 Reconhecida pela Portaria Ministerial N o 874/86 de 9//86 PLANO DE ENSINO Semestre: 0 IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DISCIPLINA PRÉ-REQUISITOS SAU 966 Farmacologia

Leia mais

PLANO DE ENSINO semestre DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA SEMESTRE 2011/2 Nome da disciplina ODT 7111 Terapêutica Medicamentosa I

PLANO DE ENSINO semestre DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA SEMESTRE 2011/2 Nome da disciplina ODT 7111 Terapêutica Medicamentosa I UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA COORDENADORIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Campus Prof. João David Ferreira Lima CEP 88040-900 Trindade

Leia mais

COMO CONTROLAR HIPERTENSÃO ARTERIAL?

COMO CONTROLAR HIPERTENSÃO ARTERIAL? COMO CONTROLAR HIPERTENSÃO ARTERIAL? Profa. Dra. Rosália Morais Torres VI Diretrizes Brasileiras de hipertensão arterial Arq Bras Cardiol 2010; 95 (1 supl.1): 1-51 HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA (HAS)

Leia mais

PLANO DE CURSO 2 PERÍODO ANO:

PLANO DE CURSO 2 PERÍODO ANO: PLANO DE CURSO 2 PERÍODO ANO: 2013.2 CURSO: MEDICINA DISCIPLINA: Fisiologia I CARGA HORÁRIA: 144 horas PROFESSOR TITULAR: Miguel de Lemos Neto PROFESSORES: EMENTA: A cadeira de Fisiologia I da Faculdade

Leia mais

FARMACOCINÉTICA FARMACODINÂMICA FARMACOCINÉTICA CONCEITOS PRELIMINARES EVENTOS ADVERSOS DE MEDICAMENTOS EAM. Ação do medicamento na molécula alvo;

FARMACOCINÉTICA FARMACODINÂMICA FARMACOCINÉTICA CONCEITOS PRELIMINARES EVENTOS ADVERSOS DE MEDICAMENTOS EAM. Ação do medicamento na molécula alvo; CONCEITOS PRELIMINARES Remédio; Medicamentos; Medicação; Fármaco; Droga; Eventos Adversos de Medicamentos (EAM). EVENTOS ADVERSOS DE MEDICAMENTOS EAM Associado ou não à um dano ao paciente. É o caminho

Leia mais

Síndrome Coronariana Aguda

Síndrome Coronariana Aguda Síndrome Coronariana Aguda Wilson Braz Corrêa Filho Rio de Janeiro, 2010 Curso de Capacitação de Urgência e Emergência Objetivos: Apresentar a epidemiologia da síndrome coronariana aguda nas unidades de

Leia mais

INSUFICIÊNCIA CORONARIANA

INSUFICIÊNCIA CORONARIANA INSUFICIÊNCIA CORONARIANA Paula Schmidt Azevedo Gaiolla Disciplina de Clínica Médica e Emergência Clínica Depto Clínica Médica FMB - Unesp Definição Síndrome coronariana aporte insuficiente de sangue ao

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec PROF MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município:TUPÃ Eixo Tecnológico:AMBIENTE E SAÚDE Habilitação Profissional: TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO EM TÉCNICO EM FARMÁCIA

Leia mais

Anexo III. Adenda às secções relevantes do Resumo das Características do Medicamento e Folheto Informativo

Anexo III. Adenda às secções relevantes do Resumo das Características do Medicamento e Folheto Informativo Anexo III Adenda às secções relevantes do Resumo das Características do Medicamento e Folheto Informativo Nota: Esta adenda às secções relevantes do Resumo das Características do Medicamento e Folheto

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA CURSO: Bacharelado em Nutrição DEPARTAMENTO: Nutrição Aplicada

Leia mais

AFECÇÕES CARDIOVASCULARES

AFECÇÕES CARDIOVASCULARES AFECÇÕES CARDIOVASCULARES Enf. Alberto César ARTERIOSCLEROSE X ATEROSCLEROSE MÓDULO 06 - CARDIOLOGIA CLÍNICA 1 ARTERIOSCLEROSE A arteriosclerose é uma doença da parede arterial que perde a elasticidade

Leia mais

Fármacos com Ação nas Arritmias, Insuficiência Cardíaca e Acidentes Vasculares

Fármacos com Ação nas Arritmias, Insuficiência Cardíaca e Acidentes Vasculares UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Faculdade de Ciências Farmacêuticas Departamento de Farmácia Fármacos com Ação nas Arritmias, Insuficiência Cardíaca e Acidentes Vasculares Prof. Dr. Roberto Parise Filho Química

Leia mais

parte 1 estratégia básica e introdução à patologia... 27

parte 1 estratégia básica e introdução à patologia... 27 Sumário parte 1 estratégia básica e introdução à patologia... 27 1 Terapêutica: estratégia geral... 29 terminologia de doenças... 29 História do caso... 34 Disposição do fármaco... 39 Seleção do fármaco...

Leia mais

PLANILHA GERAL - BASES BIOLÓGICAS DA PRÁTICA MÉDICA VII - 7º PERÍODO - 1º 2017

PLANILHA GERAL - BASES BIOLÓGICAS DA PRÁTICA MÉDICA VII - 7º PERÍODO - 1º 2017 Dia Data Hora Professor/GAD Sala Conteúdo Módulo AULA INAUGURAL: Apresentação da UC, Plano de TERÇA 14/03/2017 Ensino e Critérios de Avaliação Dante - GAD Fisiologia Revisão de fisiologia do ACV Dante

Leia mais

PLANO DE CURSO 2ª SÉRIE ANO: 2008

PLANO DE CURSO 2ª SÉRIE ANO: 2008 PLANO DE CURSO 2ª SÉRIE ANO: 2008 CURSO: Medicina DEPARTAMENTO: Morfofisiologia DISCIPLINA: Fisiologia II CARGA HORÁRIA: 144 h/a EMENTA: - Fisiologia Cardiovascular - Fisiologia Renal e dos Líquidos Corporais

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 Componente Curricular: Fisiologia Humana Código: FAR - 308 Pré-requisito: Anatomia I Período Letivo: 2016.1 Professor:

Leia mais

Curso Preparatório para Concursos- Enfermeiro 2012 Infarto Agudo do Miocárdio

Curso Preparatório para Concursos- Enfermeiro 2012 Infarto Agudo do Miocárdio Curso Preparatório para Concursos- Enfermeiro 2012 Infarto Agudo do Miocárdio Prof. Fernando Ramos-Msc IAM: definição É a necrose da célula miocárdica resultante da oferta inadequada de oxigênio ao músculo

Leia mais

Síndrome Cardiorrenal. Leonardo A. M. Zornoff Departamento de Clínica Médica

Síndrome Cardiorrenal. Leonardo A. M. Zornoff Departamento de Clínica Médica Leonardo A. M. Zornoff Departamento de Clínica Médica Definição Interação entre coração e rim, em que o comprometimento de um órgão está associado ao comprometimento do outro Apresentações Clínicas Cardíaca

Leia mais

PLANO DE CURSO 4 PERÍODO ANO: 2013.2

PLANO DE CURSO 4 PERÍODO ANO: 2013.2 PLANO DE CURSO 4 PERÍODO ANO: 2013.2 CURSO: MEDICINA DISCIPLINA: Farmacologia I CARGA HORÁRIA: 144 horas PROFESSOR TITULAR: Miguel de Lemos Neto PROFESSORES: EMENTA: Princípios Gerais. Farmacocinética.

Leia mais

Governador Cid Ferreira Gomes. Vice-Governador Francisco José Pinheiro. Secretário Antônio Luiz Abreu Dantas

Governador Cid Ferreira Gomes. Vice-Governador Francisco José Pinheiro. Secretário Antônio Luiz Abreu Dantas Governador Cid Ferreira Gomes Vice-Governador Francisco José Pinheiro Secretário Antônio Luiz Abreu Dantas Secretário Executivo Luiz Xavier Oliveira Filho Coordenador Administrativo - Financeiro Rosa Maria

Leia mais

Farmacologia Aspectos gerais

Farmacologia Aspectos gerais PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação Departamento de Biologia Farmacologia Aspectos gerais Prof. Raimundo Jr, M.Sc Bibliografia Básica: SILVA, P. Farmacologia. 6ª ed. Rio

Leia mais

Código: ENFANM. Disciplina: ANTROPOLOGIA MÉDICA Fase: 3ª Grade curricular: 2000 Pré-requisitos: DESCRIÇÃO DO PROGRAMA:

Código: ENFANM. Disciplina: ANTROPOLOGIA MÉDICA Fase: 3ª Grade curricular: 2000 Pré-requisitos: DESCRIÇÃO DO PROGRAMA: Código: ENFANM Disciplina: ANTROPOLOGIA MÉDICA Teoria: 45 Teoria: 03 A disciplina propicia entendimento e a relativização dos aspectos sócio-culturais através dos principais conceitos e instrumento antropológicos.

Leia mais

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site:

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesu@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais

Classificação. Acidente Vascular Cerebral Isquêmico(AVCI) * Ataque Isquêmico Transitório(AIT)

Classificação. Acidente Vascular Cerebral Isquêmico(AVCI) * Ataque Isquêmico Transitório(AIT) Franciglecia Lopes Definição É um déficit neurológico, geralmente focal, de instalação súbita ou com rápida evolução, sem outra causa aparente que não vascular, com duração maior que 24 horas, ou menor,

Leia mais

Campus de Botucatu PLANO DE ENSINO. ( x ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA DOCENTE RESPONSÁVEL: CLÁUDIA RUCO PENTEADO DETREGIACHI

Campus de Botucatu PLANO DE ENSINO. ( x ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA DOCENTE RESPONSÁVEL: CLÁUDIA RUCO PENTEADO DETREGIACHI PLANO DE ENSINO I IDENTIFICAÇÃO CURSO: NUTRIÇÃO MODALIDADE: DISCIPLINA: DIETOTERAPIA II ( x ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA DEPARTAMENTO: EDUCAÇÃO DOCENTE RESPONSÁVEL: CLÁUDIA RUCO PENTEADO DETREGIACHI Semestre

Leia mais

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO FMC-CCB

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO FMC-CCB UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Nome da disciplina Departamento Carga horária semestral prática Carga horária

Leia mais

besilato de anlodipino Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999

besilato de anlodipino Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 besilato de anlodipino Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 5 mg / 10 mg FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES Comprimidos besilato de anlodipino 5 mg - Embalagens contendo 30 e 60 comprimidos. besilato

Leia mais

PLANO DE CURSO 3 PERÍODO 2015/1

PLANO DE CURSO 3 PERÍODO 2015/1 PLANO DE CURSO 3 PERÍODO 2015/1 CURSO: MEDICINA COMPONENE CURRICULAR: FISIOLOGIA II CARGA HORÁRIA:108 h PROFESSOR RESPONSÁVEL: Miguel de Lemos Neto PROFESSORES: Anderson eixeira, Luciano Neves Reis e Enrique

Leia mais

PLANO DE CURSO. - O aluno deverá compreender os métodos para detecção de carcinógenos ambientais;

PLANO DE CURSO. - O aluno deverá compreender os métodos para detecção de carcinógenos ambientais; PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Biomedicina Disciplina: Toxicologia Professor: Talita Merieli Silva de Melo e-mail: talita.merieli@gmail.com Código: Carga Horária: 80 Créditos:

Leia mais

Conselho Federal de Farmácia (CFF) Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos (Cebrim/CFF)

Conselho Federal de Farmácia (CFF) Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos (Cebrim/CFF) Nota Técnica n.º 01/2014 Data de elaboração: 26 de fevereiro de 2014. Tartarato de metoprolol e succinato de metoprolol apresentam diferenças farmacocinéticas, não sendo possível a intercambialidade entre

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 389/2013

RESPOSTA RÁPIDA 389/2013 RESPOSTA RÁPIDA 389/2013 SOLICITANTE NÚMERO DO PROCESSO 0335.13.2291.6 DATA 01/12/2013 Dra Herilene de Oliveira Andrade Juíza de Direito da Comarca de Itapecerica - MG SOLICITAÇÃO A Senhora Maria do Rosário

Leia mais

Choque hipovolêmico: Classificação

Choque hipovolêmico: Classificação CHOQUE HIPOVOLÊMICO Choque hipovolêmico: Classificação Hemorrágico Não-hemorrágico Perdas externas Redistribuição intersticial Choque hipovolêmico: Hipovolemia Fisiopatologia Redução de pré-carga Redução

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE CIENCIAS BIOLOGICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE CIENCIAS BIOLOGICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE CIENCIAS BIOLOGICAS 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Departamento / Setor Departamento de Ciências Fisiológicas Nome da Disciplina FISIOLOGIA HUMANA E

Leia mais

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PLANO DE ENSINO. ODT - Odontologia 7ª. Quarta feira 09h10min 11h50min

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PLANO DE ENSINO. ODT - Odontologia 7ª. Quarta feira 09h10min 11h50min UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PLANO DE ENSINO DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA SEMESTRE - 2011-2 Nome da disciplina Departamento Fase ODONTOGERIATRIA: ODT 7012

Leia mais

Classificação. Diuréticos Tiazídicos Hidroclorotiazida Diuréticos de Alça Furosemida Diuréticos Poupadores de Potássio Espironolactona e Amilorida

Classificação. Diuréticos Tiazídicos Hidroclorotiazida Diuréticos de Alça Furosemida Diuréticos Poupadores de Potássio Espironolactona e Amilorida Diuréticos Classificação Diuréticos Tiazídicos Hidroclorotiazida Diuréticos de Alça Furosemida Diuréticos Poupadores de Potássio Espironolactona e Amilorida Diuréticos Tiazídicos Hidroclorotiazida Hidroclorotiazida:

Leia mais

CURSO: ENFERMAGEM NOITE - BH SEMESTRE: 2 ANO: 2012 C/H: 60 PLANO DE ENSINO

CURSO: ENFERMAGEM NOITE - BH SEMESTRE: 2 ANO: 2012 C/H: 60 PLANO DE ENSINO CURSO: ENFERMAGEM NOITE - BH SEMESTRE: 2 ANO: 2012 C/H: 60 DISCIPLINA: ENFERMAGEM NA SAUDE DO ADULTO I PLANO DE ENSINO OBJETIVOS: Estudar o estado de doença do indivíduo em sua fase adulta. Intervir adequadamente

Leia mais

Insuficiência Cardiaca

Insuficiência Cardiaca Enfermagem em Clínica Médica Insuficiência Cardiaca Enfermeiro: Elton Chaves email: eltonchaves76@hotmail.com EPIDEMIOLOGIA A Insuficiência Cardíaca ou insuficiência cardíaca congestiva - é resultante

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Abcd. Cardizem CD cloridrato de diltiazem

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Abcd. Cardizem CD cloridrato de diltiazem IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Abcd Cardizem CD cloridrato de diltiazem FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES Cápsula de liberação prolongada de 180 mg: embalagem com 16 cápsulas. Cápsula de liberação prolongada

Leia mais

ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO EDITAL Nº. 17 DE 24 DE AGOSTO DE 2017

ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO EDITAL Nº. 17 DE 24 DE AGOSTO DE 2017 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO EDITAL Nº. 17 DE 24 DE AGOSTO DE 2017 ÁREA DE CONHECIMENTO: CIRURGIA GERAL 4. Cuidados Pré, trans e pós operatório. 5. Resposta endócrina e metabólica ao trauma. 6. Infecção

Leia mais

ESTUDO DA FARMACOLOGIA

ESTUDO DA FARMACOLOGIA NESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA "JÚLIO DE MESQUITA FILHO UNESP ESTUDO DA FARMACOLOGIA A Terapêutica é um torrencial de Drogas das quais não se sabe nada em um paciente de que se sabe menos ainda. Voltaire(1694-1778)

Leia mais

Turma(s): C11, C12, C13, C14, C21, C22, C23, C24, D11, D12, D13, D14, D21, D22, D23, D24

Turma(s): C11, C12, C13, C14, C21, C22, C23, C24, D11, D12, D13, D14, D21, D22, D23, D24 Componente: Teórica AULA n.º: 1 Dia 17-02-2016 das 15:00 às 17:00 celular I. celular II. Neurónio. Sinapses. Neurotransmissores. Transdução do sinal. AULA n.º: 2 Dia 23-02-2016 das 14:00 às 17:00 Organização

Leia mais

FARMACOLOGIA BÁSICA: UMA ABORDAGEM INTEGRADA. Coordenador: Dr. Luiz Anastácio Alves -

FARMACOLOGIA BÁSICA: UMA ABORDAGEM INTEGRADA. Coordenador: Dr. Luiz Anastácio Alves - FARMACOLOGIA BÁSICA: UMA ABORDAGEM INTEGRADA Coordenador: Dr. Luiz Anastácio Alves - alveslaa@ioc.fiocruz.br Professores: Anael Viana - anael@ioc.fiocruz.br André Bonavitta - andrebonavita@gmail.com Fidalgo

Leia mais

Plano de ensino. 1) Identificação Curso

Plano de ensino. 1) Identificação Curso Plano de ensino 1) Identificação Curso Nutrição Disciplina Fisiopatologia e Dietoterapia II Carga horária 136h Semestre letivo 1 /2012 Professores Cristina M. Bragança de Moraes (Anne y Castro) e Thiago

Leia mais

TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO DE DIFÍCIL CONTROLE

TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO DE DIFÍCIL CONTROLE Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil Sub-Secretaria de Promoção, Atenção Primária e Vigilância em Saúde Gerência do Programa de Hipertensão TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO DE DIFÍCIL CONTROLE São assim

Leia mais

P L A N O D E E N S I N O

P L A N O D E E N S I N O UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CCS ODT - CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA P L A N O D E E N S I N O DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Semestre: 2011/2 Nome da disciplina ODT 7001 ODONTOLOGIA

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisiologia Humana Código: Fisio 107 Pré-requisito: Bioquímica Período Letivo: 2016.1

Leia mais

CRONOGRAMA TEÓRICO DATA HORÁRIO PROFESSORES TITULAÇÃO C/H RECEPÇÃO 25/04/ :00h Assistente adm. ABERTURA 25/04/ :30h Diretoria e coord.

CRONOGRAMA TEÓRICO DATA HORÁRIO PROFESSORES TITULAÇÃO C/H RECEPÇÃO 25/04/ :00h Assistente adm. ABERTURA 25/04/ :30h Diretoria e coord. CRONOGRAMA TEÓRICO DATA HORÁRIO PROFESSORES TITULAÇÃO C/H RECEPÇÃO 25/04/2014 19:00h Assistente adm. ABERTURA 25/04/2014 19:30h Diretoria e coord. 6h PALESTRA INTELIGÊNCIA MOTIVACIONAL 25/04/2014 20:00h

Leia mais

EMENTAS DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM FARMÁCIA CLÍNICA EM INFECTOLOGIA EAD

EMENTAS DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM FARMÁCIA CLÍNICA EM INFECTOLOGIA EAD S DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM FARMÁCIA CLÍNICA EM INFECTOLOGIA EAD DISCIPLINA: Farmácia Clínica e Atenção Farmacêutica Histórico da farmácia clínica, áreas de atuação da farmácia clínica, situação

Leia mais

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

CURSO DE ODONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. CURSO DE ODONOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: Anatomia Humana II: Cabeça e Pescoço Código: - Ch: 60h Pré-requisito:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA CÓDIGO DISCIPLINA REQUISITOS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA CÓDIGO DISCIPLINA REQUISITOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA U.E.F.S DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PROGRAMA DE DISCIPLINA CÓDIGO DISCIPLINA REQUISITOS BIO 407 FISIOLOGIA HUMANA -- CARGA HORÁRIA CRÉDITOS PROFESSOR(A)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA: CÓDIGO NOME DA DISCIPLINA N O DE HORAS-AULA SEMANAIS

Leia mais

CRONOGRAMA TEÓRICO DATA HORÁRIO PROFESSORES TITULAÇÃO C/H RECEPÇÃO

CRONOGRAMA TEÓRICO DATA HORÁRIO PROFESSORES TITULAÇÃO C/H RECEPÇÃO INSTITUTO DE CADIOLOGIA - DISTRITO FEDERAL IC-DF Fundação Universitária de Cardiologia - FUC Comissão Científica / Ensino Multiprofissional 8ª Turma Especialização Enfermagem em Cardiologia RECEPÇÃO 19:00h

Leia mais

Objetivos. Princípios Gerais da Farmacologia. φαρμακολογία. Farmacologia

Objetivos. Princípios Gerais da Farmacologia. φαρμακολογία. Farmacologia Objetivos Princípios Gerais da Farmacologia Marcos Moreira Papel dos fármacos. Tipos de medicamentos. Divisões da farmacologia. Conceitos fundamentais. Como os fármacos funcionam. Uso racional dos medicamentos.

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM FARMÁCIA CLÍNICA

ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM FARMÁCIA CLÍNICA ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM FARMÁCIA CLÍNICA Especialização Lato Sensu em Farmácia Clínica 1.1 Área do Conhecimento: Ciências da Saúde Grande área: Farmácia Subárea: Farmácia Clínica 1.2 Unidade Responsável:

Leia mais

SISTEMA CARDIOVASCULAR

SISTEMA CARDIOVASCULAR AVALIAÇÃO PRÉ-ANESTÉSICA SISTEMA CARDIOVASCULAR Paulo do Nascimento Junior Departamento de Anestesiologia Faculdade de Medicina de Botucatu AVALIAÇÃO PRÉ-ANESTÉSICA: OBJETIVOS GERAIS ESCLARECIMENTO DO

Leia mais

atendente de FARMÁCIA Prof. Dr. Luis Antonio Cezar Junior Farmacêutico Bioquímico

atendente de FARMÁCIA Prof. Dr. Luis Antonio Cezar Junior Farmacêutico Bioquímico atendente de FARMÁCIA Prof. Dr. Luis Antonio Cezar Junior Farmacêutico Bioquímico atendente de FARMÁCIA CLASSIFICAÇÃO DOS FÁRMACOS Introdução o que são FÁRMACOS? Substância química conhecida e de estrutura

Leia mais

Concurso Público para Docente do Magistério Superior - Edital nº 06/2008 Pontos para Concurso

Concurso Público para Docente do Magistério Superior - Edital nº 06/2008 Pontos para Concurso Concurso Público para Docente do Magistério Superior - Edital nº 06/2008 Pontos para Concurso FARMACOLOGIA, FARMACODINÂMICA E TOXICOLOGIA 1 - Farmacocinética. Farmacodinâmica: mecanismos de ação dos fármacos

Leia mais

FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber. Fone: (64) Campus Universitário. (64) Rio Verde - Goiás

FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber. Fone: (64) Campus Universitário. (64) Rio Verde - Goiás FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber Fone: (64) 3611-2235 Campus Universitário (64)3611-2200 Rio Verde - Goiás e-mail: medicina@fesurv.br PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina:

Leia mais

Aula 9: Hipertensão arterial sistêmica (HAS)

Aula 9: Hipertensão arterial sistêmica (HAS) Aula 9: Hipertensão arterial sistêmica (HAS) Pressão arterial O coração bombeia o sangue para os demais órgãos do corpo por meio de tubos chamados artérias. Quando o sangue é bombeado, ele é "empurrado

Leia mais

Simpático e Parassimpático. Neurônio Pré Ganglionar. Neurônio Pós Ganglionar. Sistema Involuntário. Controla e Modula as Funções Viscerais

Simpático e Parassimpático. Neurônio Pré Ganglionar. Neurônio Pós Ganglionar. Sistema Involuntário. Controla e Modula as Funções Viscerais Sistema Nervoso Autônomo SNA Sistema Involuntário Prof. Herval de Lacerda Bonfante Departamento de Farmacologia Controla e Modula as Funções Viscerais SNA Importância do Estudo Implicação em várias situações

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEc Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança. Habilitação Profissional: Técnico de enfermagem Qualificação:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE DISCIPLINA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE DISCIPLINA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: FISIOLOGIA GRADE: MATRIZ CURRICULAR: BACHARELADO E LICENCIATURA RESOLUÇÃO CEPEC Nº

Leia mais

FISIOTERAPIA NAS DISFUNÇÕES CARDIOVASCULARES

FISIOTERAPIA NAS DISFUNÇÕES CARDIOVASCULARES FISIOTERAPIA NAS DISFUNÇÕES CARDIOVASCULARES 6º período 40 h/semestre 2 h/a semana 2ª feira 20h20 às 22h EMENTA A disciplina constitui-se em introduzir, fundamentar e desenvolver conhecimentos fisiopatológicos,

Leia mais

Angina Estável: Estratificação de Risco e Tratamento Clínico. Dr Anielo Itajubá Leite Greco

Angina Estável: Estratificação de Risco e Tratamento Clínico. Dr Anielo Itajubá Leite Greco Angina Estável: Estratificação de Risco e Tratamento Clínico Dr Anielo Itajubá Leite Greco Angina Estável vel: Fisiopatologia da Insuficiência Coronária ria Isquemia de baixo fluxo ( suprimento): Redução

Leia mais

MONOCORDIL mononitrato de isossorbida

MONOCORDIL mononitrato de isossorbida MONOCORDIL mononitrato de isossorbida FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO comprimidos - Caixa contendo 20 ou 30 comprimidos de 20 ou 40 mg, em blister cápsulas retard - Caixa contendo 30 cápsulas retard

Leia mais

Aterosclerose. Aterosclerose

Aterosclerose. Aterosclerose ATEROSCLEROSE TROMBOSE EMBOLIA Disciplinas ERM 0207/0212 Patologia Aplicada à Enfermagem Profa. Dra. Milena Flória-Santos Aterosclerose Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Saúde Pública Escola

Leia mais

1 o. Semestre de CALENDÁRIO e PROGRAMA FARMACOLOGIA BÁSICA. BMF-0313 CIÊNCIAS BIOMÉDICAS - 1º Semestre de 2015

1 o. Semestre de CALENDÁRIO e PROGRAMA FARMACOLOGIA BÁSICA. BMF-0313 CIÊNCIAS BIOMÉDICAS - 1º Semestre de 2015 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS BMF 0313: FARMACOLOGIA BÁSICA CIÊNCIAS BIOMÉDICAS 1 o. Semestre de 2015 CALENDÁRIO e PROGRAMA FARMACOLOGIA BÁSICA BMF-0313 CIÊNCIAS BIOMÉDICAS

Leia mais

Sessão Interativa. Atualizações do Protocolo de Dor Torácica

Sessão Interativa. Atualizações do Protocolo de Dor Torácica Sessão Interativa Atualizações do Protocolo de Dor Torácica Paciente J.D.M., masculino, 57 anos, deu entrada no Pronto Atendimento com queixa de dor torácica com irradiação para braço esquerdo e mandíbula,

Leia mais

COORDENADORIA DO CURSO DE MEDICINA CAMPUS DOM BOSCO PLANO DE ENSINO. Co-requisito: Grau: Bacharelado EMENTA

COORDENADORIA DO CURSO DE MEDICINA CAMPUS DOM BOSCO PLANO DE ENSINO. Co-requisito: Grau: Bacharelado EMENTA COORDENADORIA DO CURSO DE MEDICINA CAMPUS DOM BOSCO PLANO DE ENSINO Unidade Curricular: Sistema genito-urinário e reprodutor Período: 2ª Currículo: 2016 Coordenador de eixo: Érika Lorena Fonseca Costa

Leia mais

Ano/período: 2014/2 CURSO: DISCIPLINA: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS CÓDIGO: BMW 203

Ano/período: 2014/2 CURSO: DISCIPLINA: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS CÓDIGO: BMW 203 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSIUO DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS CURSO: DISCIPLINA: CÓDIGO: BMW 203 Ano/período: 2014/2 PROFESSOR COORDENADOR: Prof.ª NADIA CAMPOS DE OLIVEIRA MIGUEL Programa Graduação

Leia mais

CIRCULAÇÕES ESPECIAIS

CIRCULAÇÕES ESPECIAIS Disciplina de Fisiologia Veterinária CIRCULAÇÕES ESPECIAIS Prof. Prof. Fabio Otero Ascoli DÉBITO CARDíACO e sua distribuição durante o repouso e o exercício Obs: Foram desenvolvidos sistemas sofisticados

Leia mais

mononitrato de isossorbida Biosintética Farmacêutica Ltda. comprimidos 20 mg 40 mg

mononitrato de isossorbida Biosintética Farmacêutica Ltda. comprimidos 20 mg 40 mg mononitrato de isossorbida Biosintética Farmacêutica Ltda. comprimidos 20 mg 40 mg BULA PARA PACIENTE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO mononitrato de isossorbida

Leia mais

APROVADO EM INFARMED

APROVADO EM INFARMED FOLHETO INFORMATIVO TILKER 25 mg Cloridrato de Diltiazem Embalagem de 20 frascos. Composição Qualitativa e Quantitativa da Substância activa Cloridrato de Diltiazem (liofilizado).. 25mg/frasco Forma Farmacêutica

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais