Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB. Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB. Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB"

Transcrição

1 Testes de Software 1 AULA 05 FERRAMENTAS TESTE DE CARGA E GERÊNCIA DE TESTE Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

2 Conteúdo Programático Aula 05 Ferramentas para gerência dos testes Ferramentas para gerência dos defeitos Ferramentas para teste de carga Tutorial para a ferramenta TestLink Tutorial para a ferramenta Redmine Tutorial para a ferramenta JMeter Referências 2 Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

3 Ferramentas para Gerência dos Testes São ferramentas para gerenciar os roteiros de teste e especificação de caso de uso. Fornece um ambiente para execução manual dos casos de teste, onde a re-execução é gerenciada para cada nova versão do sistema. 3 Ferramentas: TestLink- TestMaster- Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

4 Ferramentas para Testes dos Defeitos São ferramentas para gerencias os defeitos reportados pela equipe de teste. O desenvolvedor tem acesso aos defeitos É possível ter controle da situação atual do defeito. 4 Ferramentas: Bugzilla- Mantis- Redmine- Jira- Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

5 Ferramentas para Testes de Carga São ferramentas para verificar o desempenho das aplicações antes de elas serem colocadas em produção. 5 É possível verificar o comportamento da aplicação à medida que aumenta a quantidade de usuários que acessam o sistema. Ferramenta: JMeter- Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

6 Testes de Software 6 AULA05 TUTORIAL PARA FERRAMENTA TESTLINK Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

7 Ferramenta para Gerência dos Testes - TestLink Ferramenta web e open source 7 Serve como um repositório da especificação de caso de uso Serve para gerenciar os roteiros de teste Permite ter um controle da execução dos testes Gera relatórios sobres os bugs Gera arquivos em formato.doc da especificação e roteiros de teste Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

8 Ferramenta para Gerência dos Testes - TestLink 8 Projetos Ambiente de Execução dos testes Ambiente de Especificação e Roteiros de Teste Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

9 Testes de Software 9 AULA05 TUTORIAL PARA FERRAMENTA REDMINE Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

10 Gerência de Defeitos - Ferramenta Redmine 1. Ferramenta para gerência de projetos Em testes, pode ser utilizada para a gerências dos defeitos. 3. É possível identificar a situação atual de um bug. 4. Os bugspodem ser categorizados pela sua severidade e prioridade. 5. Facilita a interação entre o desenvolvedor e o testador.

11 Gerência de Defeitos - Ferramenta Redmine 11

12 Testes de Software 12 AULA05 TUTORIAL PARA FERRAMENTA JMETER Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

13 Teste de Carga - Ferramenta JMeter Projeto do Grupo Apache 13 Pode também ser utilizado para execução de testes de carga em aplicações Web de forma distribuída. Simula vários usuários acessando o sistema web ao mesmo tempo.

14 Teste de Carga - Ferramenta JMeter Multiplataforma(100% Java) 14 Possui interface gráfica Multithreading Simula múltiplas requisições simultaneamente Extensível Possibilidade de adicionar Plug-ins Estatísticas e Gráficos

15 Teste de Carga - Ferramenta JMeter Multiplataforma(100% Java) 15 Possui interface gráfica Multithreading Simula múltiplas requisições simultaneamente Extensível Possibilidade de adicionar Plug-ins Estatísticas e Gráficos

16 Teste de Carga - Ferramenta JMeter Para utilizar a ferramenta basta: 1. Fazer download: Descompactar: bin: scripts para inicialização e executar jmeter.bat docs: manual HTML

17 Teste de Carga - Ferramenta JMeter 17

18 Test Plan Teste de Carga - Ferramenta JMeter 18 Thread Groups: Grupo de usuários executando solicitações Samplers: Solicitação (http, ftp, LDAP...) LogicControllers: Controlar a execução (repetidores, randomização, etc) Listener: Visualizar resultados do teste Configuration Elements: Configurar dados padrão

19 Teste de Carga - Ferramenta JMeter Assertions: Verificar respostas obtidas. 19 Pre-Processors: Gerar dados para serem processados. Post-Processors: Processar resultados, extrair dados para análise. Timer: Controlar tempo de execução do plano de teste

20 Teste de Carga - Ferramenta JMeter Thread Group Test Plan -> Add -> Threads -> Thread Group As threads são o segredo do teste de performance, são elas que permitem a geração de carga por poderem ser executadas simultaneamente. 20

21 Number of Thread: Teste de Carga - Ferramenta JMeter Quantidade de usuários simultâneos. 21 Ramp-upPeriod: Intervalo entre os lançamentos. É dividido pelo número de threads. Ex: 10 (threads)/ 10 (ramp-up) = 1 (Irá disparar 1 thread/segundo) Loop Count: Quantas vezes deve executar as threads de teste.

22 Teste de Carga - Ferramenta JMeter Scheduler Start time e EndTime: 22 Agenda o horário de início e fim da execução, respectivamente. Duration: Define a duração do teste (sobrescreve End Time). Startup Delay: Define a espera para o início do teste (sobrescreve Start Time).

23 1. HTTP Request Teste de Carga - Ferramenta JMeter Thread Group -> Sampler -> HTTP Request 23 HTTP Request permite criar requisições usando o protocolo HTTP ou HTTPS, podendo incluir parâmetros ou arquivos a requisição, escolher o método usado (GET ou POST) e manipular cookies.

24 Teste de Carga - Ferramenta JMeter 24

25 Teste de Carga - Ferramenta JMeter 1. Listener Test Plan ->Add -> Listener 25 Capturam os resultados gerados pelo plano de teste. View results Tree: permite acompanhar o teste durante a criação. Summary Report: apresenta um relatório da execução das requisições.

26 1. Listener Teste de Carga - Ferramenta JMeter 26 Thread Group -> Add -> Logic Controller -> Recording Controller Este controlador será usado para mostrar os passos gravados.

27 HTTP Proxy Server Teste de Carga - Ferramenta JMeter 27 Área de Trabalho -> Non-Test Elements-> HTTP Proxy Server Permite a gravação da sua navegação do JMeteratravés de um serviço Proxy. Adicionar umsimplecontrollerno TargetControllerpara armazenar todas as amostras geradas Precisa configurar o proxy para seu navegador WEB. Ao clicar em [Start], o servidor proxyinicia e começa as gravadas requisições HTTP que recebe.

28 Simple Controller Teste de Carga - Ferramenta JMeter HTTP Proxy Server -> Logic Controller-> Simple Controller 28 Serve para controlar a execução do teste.

29 Teste de Carga - Ferramenta JMeter No firefox, configurar o proxydo navegador para localhost e porta 8080 Pode usar outra porta, caso esta já esteja sendo utilizada por outro serviço. 29

30 Teste de Carga - Ferramenta JMeter Adicionar o Simple Controller Teste e clicar em Start. 30

31 Teste de Carga - Ferramenta JMeter Abrir o Firefox e realizar uma pesquisa no google. 31

32 Teste de Carga - Ferramenta JMeter Clicar em Stopno HTTP Proxy Server Abrir o Simple Controller. Verificar todos os elementos da página que foram acessados. 32

33 Teste de Carga - Ferramenta JMeter Copiar o Simple Controller Teste da Área de Trabalho. Colar no Plano de Teste Executar o Plano de Teste. 33

34 Teste de Carga - Ferramenta JMeter Se observar a árvore de resultados, percebe-se que não houve nenhum erro. 34

35 Referências [GTSW] Grupo de Testadores de Software -http://gtsw.blogspot.comacessado em Maio/ [Molinari, 2010] Molinari, L. Inovaçãoe Automaçãode Testes de Software. 1ª Edição, Ed. Érica. São Paulo, [Selenium, 2011] Selenium-Ferramenta para Testes Funcionais Web. Disponível em: [Badboy, 2011] Badboy-Ferramenta para Testes Funcionais para Web. Disponível em: Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

Utilizando JMeter para realizar testes de carga em aplicações Web. Robinson Castilho castilho@bacarin.com.br Bacarin Software Ltda JUGMS

Utilizando JMeter para realizar testes de carga em aplicações Web. Robinson Castilho castilho@bacarin.com.br Bacarin Software Ltda JUGMS Utilizando JMeter para realizar testes de carga em aplicações Web Robinson Castilho castilho@bacarin.com.br Bacarin Software Ltda JUGMS Agenda Apresentação Motivação Visão Geral JMeter Principais elementos

Leia mais

Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB. Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB

Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB. Anne Caroline O. Rocha Tester Certified BSTQB NTI UFPB Testes de Software 1 AULA 04 FERRAMENTAS DE AUTOMAÇÃO DE TESTES FUNCIONAIS Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB Conteúdo Programático Aula 04 Automação de testes funcionais Ferramentas

Leia mais

Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB

Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB Testes de Software 1 AULA 03 FERRAMENTAS DE AUTOMAÇÃO DE TESTES Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB Conteúdo Programático Aula 03 O que é automação de testes? Conceitos de automação de

Leia mais

Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB

Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB Testes de Software 1 AULA 01 INTRODUÇÃO A TESTES DE SOFTWARE Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB Conteúdo Programático do Curso Introdução a Testes de Software Técnicas de Testes de Software

Leia mais

Manual de Utilização da Ferramenta JMeter

Manual de Utilização da Ferramenta JMeter FAPEG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA PAPPE INTEGRAÇÃO Manual de Utilização da Ferramenta JMeter Goiânia 2013 Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons

Leia mais

FERRARI FERRAmenta de Automação dos testes de RequIsitos de Desempenho e Estresse

FERRARI FERRAmenta de Automação dos testes de RequIsitos de Desempenho e Estresse FERRARI FERRAmenta de Automação dos testes de RequIsitos de Desempenho e Estresse Teresina, 28 de maio de 2008 1 Sumário 1. Introdução...03 2. Conceitos Iniciais 2.1 O que é Teste de Software?...04 2.2

Leia mais

Automação de Testes de Desempenho e Estresse com o JMeter

Automação de Testes de Desempenho e Estresse com o JMeter Capítulo 1 Automação de Testes de Desempenho e Estresse com o JMeter Ismayle de Sousa Santos, Pedro de Alcântara dos Santos Neto Resumo A atividade de teste é uma das atividades relacionadas à garantia

Leia mais

JMeter x WebLoad. Uma análise de duas soluções para execução de testes de desempenho para você decidir qual é a melhor para sua empresa.

JMeter x WebLoad. Uma análise de duas soluções para execução de testes de desempenho para você decidir qual é a melhor para sua empresa. JMeter x WebLoad_ Ferramentas para Teste de Desempenho JMeter x WebLoad Uma análise de duas soluções para execução de testes de desempenho para você decidir qual é a melhor para sua empresa. O artigo fornece

Leia mais

Testes de Software AULA 02 PLANEJANDO E ELABORANDO OS TESTES. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB

Testes de Software AULA 02 PLANEJANDO E ELABORANDO OS TESTES. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB Testes de Software 1 AULA 02 PLANEJANDO E ELABORANDO OS TESTES Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB Conteúdo Programático Aula 02 Planejamento dos Testes Plano de Teste Análise de Risco

Leia mais

2ª Parte Objetivos do Teste

2ª Parte Objetivos do Teste 2ª Parte Objetivos do Teste O teste de software geralmente é conduzido por objetivos, que podem ou não ser claros Diferentes propriedades podem ser verificadas Teste Funcional Ø Também conhecido como teste

Leia mais

5 Ferramentas de Apoio

5 Ferramentas de Apoio 5 Ferramentas de Apoio Os softwares desenvolvidos atualmente estão cada vez mais complexos, com regras de negócios mais elaboradas, feitos para serem executados em diferentes arquiteturas e sob o requisito

Leia mais

TestExpert A sua comunidade de teste e qualidade de software

TestExpert A sua comunidade de teste e qualidade de software TestExpert A sua comunidade de teste e qualidade de software Início Blogs Blog de eudescosta Ferramenta de Testes: JMeter ter, 17/06/2008-08:53 eudescosta V ou falar agora um pouco sobre o jmeter, uma

Leia mais

CORPVS SEGURANÇA SETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

CORPVS SEGURANÇA SETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CORPVS SEGURANÇA SETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ACESSO GLPI ABERTURA E ACOMPANHAMENTO DE CHAMADOS NO SERVICE DESK DATA: 1 0 /0 9 /201 5 VERSÃO: 1.0 AUTOR: Italo Rocha APROVADOR: Raphael Dantas Introdução

Leia mais

3 Estudo de Ferramentas

3 Estudo de Ferramentas 3 Estudo de Ferramentas Existem diferentes abordagens para automatizar um processo de desenvolvimento. Um conjunto de ferramentas pode ser utilizado para aperfeiçoar o trabalho, mantendo os desenvolvedores

Leia mais

Servlets e Applets, funcionamento e comparativo.

Servlets e Applets, funcionamento e comparativo. Servlets e Applets, funcionamento e comparativo. Airon Rabel Teixeira Rua Guarapuava Joinville SC airon@ymail.com Resumo: Este artigo explica de maneira breve o funcionamento de servlets e applets, mostrando

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA. Prestação de Serviços de Treinamento Profissional em Teste de Software

TERMO DE REFERENCIA. Prestação de Serviços de Treinamento Profissional em Teste de Software TERMO DE REFERENCIA Prestação de Serviços de Treinamento Profissional em Teste de Software Junho 2013 1. OBJETO Contratação de empresa para prestação de serviço(s) de treinamento de em Teste de Software

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização - Bug Wisard Report

Manual de Instalação e Utilização - Bug Wisard Report FAPEG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA PAPPE INTEGRAÇÃO Manual de Instalação e Utilização - Bug Wisard Report Goiânia 2013 Esta obra está licenciada sob uma Licença

Leia mais

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código)

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Roteiro Processos Threads Virtualização Migração de Código O que é um processo?! Processos são programas em execução. Processo Processo Processo tem

Leia mais

Manual de Utilização do GLPI

Manual de Utilização do GLPI Manual de Utilização do GLPI Perfil Usuário Versão 1.0 NTI Campus Muzambinho 1 Introdução Prezado servidor, o GLPI é um sistema de Service Desk composto por um conjunto de serviços para a administração

Leia mais

Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG

Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG Sistema Gerenciador de Conteúdo OpenCms: um caso de sucesso no CEFET-MG Marco T. A. Rodrigues*, Paulo E. M. de Almeida* *Departamento de Recursos em Informática Centro Federal de Educação Tecnológica de

Leia mais

Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro

Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro Julho / 2.012 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 29/07/2012 1.0 Versão inicial Ricardo Kiyoshi Página 2 de 11 Conteúdo 1. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Questionário. A ferramenta auxilia na alocação de Não (0) x x x. Satisfatório (5) complexidade de um caso de uso? de uso (72) Sim (10)

Questionário. A ferramenta auxilia na alocação de Não (0) x x x. Satisfatório (5) complexidade de um caso de uso? de uso (72) Sim (10) Questionário Nível Avaliado Gerador de plano de teste Gerador de dados Função/característica do produto Gestão dos dados do plano de teste (51) Perguntas Pontuação Selenium BadBoy Canoo A ferramenta auilia

Leia mais

Piwik Uma alternativa livre ao Google Analytics

Piwik Uma alternativa livre ao Google Analytics Piwik Uma alternativa livre ao Google Analytics Éverton Didoné Foscarini 1, Alexandre Albino Marchi 1 1 Centro de Processamento de Dados Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Rua Ramiro Barcelos,

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás. Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores. Goiânia, 16 de novembro de 2014.

Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás. Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores. Goiânia, 16 de novembro de 2014. Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores : Goiânia, 16 de novembro de 2014. Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás Professor: Marissol Martins Alunos: Edy Laus,

Leia mais

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64 direcionados por comportamento 64 5 Estudo de caso Neste capítulo serão apresentadas as aplicações web utilizadas na aplicação da abordagem proposta, bem como a tecnologia em que foram desenvolvidas, o

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA. Prestação de Serviços de Treinamento Profissional em Teste de Software

TERMO DE REFERENCIA. Prestação de Serviços de Treinamento Profissional em Teste de Software TERMO DE REFERENCIA Prestação de Serviços de Treinamento Profissional em Teste de Software Novembro 2012 1. OBJETO Contratação de empresa para prestação de serviço(s) de treinamento de em Teste de Software

Leia mais

Kassius Vargas Prestes

Kassius Vargas Prestes Kassius Vargas Prestes Agenda 1. Introdução Web Services 2. XML, SOAP 3. Apache Tomcat 4. Axis 5. Instalação Tomcat e Axis 6. Criação de um Web Service 7. Criação de um cliente Baixar http://www.inf.ufrgs.br/~kvprestes/webservices/

Leia mais

Ferramentas de planejamento e acompanhamento

Ferramentas de planejamento e acompanhamento MAC5856 - Desenvolvimento de Software Livre Prof. Fabio Kon Ferramentas de planejamento e acompanhamento Comparação entre as ferramentas livres disponíveis 22 de outubro de 2009 - IME/USP Victor Williams

Leia mais

3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio

3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio 32 3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio Este capítulo apresenta o framework orientado a aspectos para monitoramento e análise de processos de negócio

Leia mais

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Java II Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Servlets Servlet Aplicação Java que é executada no servidor que estende a capacidade do servidor Web Alternativa Java para os scripts CGI Gerenciado

Leia mais

Rede de Laboratórios de Produtividade de Software

Rede de Laboratórios de Produtividade de Software Rede de Laboratórios de Produtividade de Software Testes em aplicações WEB Uma Visão Geral Programa de Capacitação em Testes de Software Desktop system WEB system Ambiente de aplicativo da Web Rede de

Leia mais

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha Desenvolvimento WEB II Professora: Kelly de Paula Cunha O Java EE (Java Enterprise Edition): série de especificações detalhadas, dando uma receita de como deve ser implementado um software que utiliza

Leia mais

Estatísticas --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente

Estatísticas --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente Estatísticas --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente www.plugin.com.br 1 ÍNDICE O que é o PlugStats:...4 Acessando

Leia mais

5/7/2010. Apresentação. Web Proxy. Proxies: Visão Geral. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux

5/7/2010. Apresentação. Web Proxy. Proxies: Visão Geral. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux Apresentação Servidor Proxy Administração de Sistemas Curso Tecnologia em Telemática Disciplina Administração de Sistemas Linux Professor: Anderson Costa anderson@ifpb.edu.br Assunto da aula Proxy (Capítulo

Leia mais

SELENIUM 28/03/2011. Márcio Delamaro Harry Trinta

SELENIUM 28/03/2011. Márcio Delamaro Harry Trinta 1 SELENIUM 28/03/2011 Márcio Delamaro Harry Trinta O que é a Selenium? Selenium é uma ferramenta desenvolvida para a automação de testes em aplicações Web Suporta diversos browsers: Firefox Internet Explorer

Leia mais

Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition

Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition 1 Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition Sobre o Autor Carlos Eduardo G. Tosin (carlos@tosin.com.br) é formado em Ciência da Computação pela PUC-PR, pós-graduado em Desenvolvimento

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA INFORMÁTICA 26. Considerando o sistema de numeração Hexadecimal, o resultado da operação 2D + 3F é igual a: a) 5F b) 6D c) 98 d) A8 e) 6C 27. O conjunto

Leia mais

Web Services. (Introdução)

Web Services. (Introdução) Web Services (Introdução) Agenda Introdução SOA (Service Oriented Architecture) Web Services Arquitetura XML SOAP WSDL UDDI Conclusão Introdução Comunicação distribuída Estratégias que permitem a comunicação

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso

Universidade Federal de Mato Grosso Universidade Federal de Mato Grosso Programação III Curso de Ciência da Computação Prof. Thiago P. da Silva thiagosilva@ufmt.br Material basedado em [Kurose&Ross 2009] e [Gonçalves, 2007] Agenda Internet

Leia mais

Integração Contínua com Rational Team Concert, Jenkins e SonarQube

Integração Contínua com Rational Team Concert, Jenkins e SonarQube Integração Contínua com Rational Team Concert, Jenkins e SonarQube Agenda 1. Introdução à Integração Contínua 2. Ferramentas 3. Solução de Integração Contínua em Furnas 4. Demonstração O que é a Integração

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Sistemas Distribuídos Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Sistemas Distribuídos Basedos na Web Capítulo 12 Agenda Arquitetura Processos Comunicação Nomeação Sincronização Consistência e Replicação Introdução

Leia mais

2 Medição e Acompanhamento

2 Medição e Acompanhamento 2 Medição e Acompanhamento Para verificar a eficácia da aplicação da técnica de desenvolvimento dirigido por testes, foram usadas algumas métricas para determinar se houve melhoria ou degradação no processo

Leia mais

Introdução. à Linguagem JAVA. Prof. Dr. Jesus, Edison O. Instituto de Matemática e Computação. Laboratório de Visão Computacional

Introdução. à Linguagem JAVA. Prof. Dr. Jesus, Edison O. Instituto de Matemática e Computação. Laboratório de Visão Computacional Introdução à Linguagem JAVA Prof. Dr. Jesus, Edison O. Instituto de Matemática e Computação Laboratório de Visão Computacional Vantagens do Java Independência de plataforma; Sintaxe semelhante às linguagens

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Programação Orientada a Objetos II Professor: Cheli dos S. Mendes da Costa Modelo Cliente- Servidor Modelo de Aplicação Cliente-servidor Os

Leia mais

Manual de instalação Servidor Orion Phoenix

Manual de instalação Servidor Orion Phoenix Manual de instalação Servidor Orion Phoenix Fevereiro/2011 Este documento se destina a instalação do Orion Phoenix na sua rede Versão 1.01 C ONTE ÚDO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. VISÃO GERAL... 3 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

5 Detalhes da Implementação

5 Detalhes da Implementação Detalhes da Implementação 101 5 Detalhes da Implementação Neste capítulo descreveremos detalhes da implementação do Explorator que foi desenvolvido usando o paradigma MVC 45 e o paradigma de CoC 46 (Convention

Leia mais

SMS MANUAL DE UTILIZAÇÃO PLATAFORMA SMS V2.0

SMS MANUAL DE UTILIZAÇÃO PLATAFORMA SMS V2.0 SMS MANUAL DE UTILIZAÇÃO PLATAFORMA SMS V2.0 Março/2014 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 CONTA... 4 3 MY ACCOUNT... 6 4 ADDRESS BOOK... 7 5 MANAGE GROUP... 8 6 FORMAS DE ENVIO... 9 6.1 SEND SMS... 9 6.2 BULK

Leia mais

Aluno: Paulo Roberto Alves de Oliveira Trabalho da disciplina Segurança em Windows 2010. Comparativo entre Apache e IIS.

Aluno: Paulo Roberto Alves de Oliveira Trabalho da disciplina Segurança em Windows 2010. Comparativo entre Apache e IIS. Aluno: Paulo Roberto Alves de Oliveira Trabalho da disciplina Segurança em Windows 2010 Comparativo entre Apache e IIS. Apache versus IIS 1. Resumo Os programas de computador Apache, da fundação Apache

Leia mais

Conteúdo Programático de PHP

Conteúdo Programático de PHP Conteúdo Programático de PHP 1 Por que PHP? No mercado atual existem diversas tecnologias especializadas na integração de banco de dados com a WEB, sendo o PHP a linguagem que mais se desenvolve, tendo

Leia mais

Arquitetura de uma Webapp

Arquitetura de uma Webapp Arquitetura de uma Webapp Arquitetura J2EE Containers e componentes MVC: introdução Frederico Costa Guedes Pereira 2006 fredguedespereira@gmail.com Plataforma J2EE World Wide Web e a Economia da Informação

Leia mais

J550 Testes em Aplicações Web com Cactus

J550 Testes em Aplicações Web com Cactus J550 Testes em Aplicações Web com Cactus Helder da Rocha (helder@acm.org) www.argonavis.com.br 1 Sobre este módulo Este módulo descreve um framework - o Jakarta Cactus - que pode ser utilizado para testar

Leia mais

World Wide Web e Aplicações

World Wide Web e Aplicações World Wide Web e Aplicações Módulo H O que é a WWW Permite a criação, manipulação e recuperação de informações Padrão de fato para navegação, publicação de informações e execução de transações na Internet

Leia mais

Testes de Performance

Testes de Performance Leonardo Molinari Testes de Performance Visual Books Sumário Prefácio... 17 Introdução... 19 Parte 1 - Visão Geral... 25 1 Qualidade & Performance... 27 1.1 Visão Inicial... 27 1.1.1 Exemplo de Performance

Leia mais

Nome do Processo: Requisição Gera Múltiplos pedidos para Múltiplos Fornecedores

Nome do Processo: Requisição Gera Múltiplos pedidos para Múltiplos Fornecedores Desenvolvimento BM-1131 Versão 5 Release 17 Autor Sirlene Araújo Processo: Compras Nome do Processo: Requisição Gera Múltiplos pedidos para Múltiplos Fornecedores Motivação Tornar o processo de geração

Leia mais

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Uma poderosa ferramenta de monitoramento Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Abril de 2008 O que é? Características Requisitos Componentes Visual O que é?

Leia mais

Manual da Aplicação Water Monitor

Manual da Aplicação Water Monitor Manual da Aplicação Water Monitor 1. Descrição da Aplicação 2. Pré-Requisitos de Instalação 3. Passos para Execução 4. Instruções de Uso das Funcionalidades 5. Observações 1. Descrição da Aplicação A aplicação

Leia mais

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de gestão de conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

Sobre a Prime Control

Sobre a Prime Control Sobre a Prime Control A Prime Control é um Centro de Excelência em Qualidade de Software. Nossa missão é desenvolver, aperfeiçoar e realizar serviços de testes de software inovadores que agregam valor

Leia mais

GERAÇÃO DE RELATÓRIOS

GERAÇÃO DE RELATÓRIOS UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná CCET - CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação GERAÇÃO DE RELATÓRIOS

Leia mais

Arquitetura da Aplicação Web (Comunicação Cliente/Servidor)

Arquitetura da Aplicação Web (Comunicação Cliente/Servidor) Desenvolvimento de Sistemas Web Arquitetura da Aplicação Web (Comunicação Cliente/Servidor) Prof. Mauro Lopes 1-31 25 Objetivos Iniciaremos aqui o estudo sobre o desenvolvimento de sistemas web usando

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

Git e contribuição para projetos Open Source. Bruno Orlandi

Git e contribuição para projetos Open Source. Bruno Orlandi Git e contribuição para projetos Open Source Bruno Orlandi Bruno Orlandi 4º Ano Ciências de Computação ICMC USP PET Computação HTML5 Web e Mobile Gosta de compartilhar conhecimento @BrOrlandi Instalando

Leia mais

Apache + PHP + MySQL

Apache + PHP + MySQL Apache + PHP + MySQL Fernando Lozano Consultor Independente Prof. Faculdade Metodista Bennett Webmaster da Free Software Foundation fernando@lozano.eti.br SEPAI 2001 O Que São Estes Softwares Apache: Servidor

Leia mais

CES-32 e CE-230 Qualidade, Confiabilidade e Segurança de Software. Tendências, Perspectivas e Ferramentas de Qualidade em Engenharia de Software (4)

CES-32 e CE-230 Qualidade, Confiabilidade e Segurança de Software. Tendências, Perspectivas e Ferramentas de Qualidade em Engenharia de Software (4) CURSO de GRADUAÇÃO e de PÓS-GRADUAÇÃO do ITA 2º SEMESTRE 2002 CES-32 e CE-230 Qualidade, Confiabilidade e Segurança de Software Eng. Osvandre Alves Martins e Prof. Dr. Adilson Marques da Cunha Tendências,

Leia mais

1.2.4. Organizar a estrutura do site

1.2.4. Organizar a estrutura do site 1.2.4. Organizar a estrutura do site 1 Organizar a estrutura do site A organização da estrutura do site passa pela definição das ligações entre as páginas que o compõem Esta organização deve ser intuitiva

Leia mais

MBA Inteligência Competitiva Com ênfase em BI/CPM. Metadados

MBA Inteligência Competitiva Com ênfase em BI/CPM. Metadados MBA Inteligência Competitiva BI/CPM 1 Data Warehousing PÓS-GRADUAÇÃO MBA Inteligência Competitiva Com ênfase em BI/CPM Metadados Andréa Cristina Montefusco (36927) Hermes Abreu Mattos (36768) Robson Pereira

Leia mais

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Elaboração: Equipe de Suporte Avançado do CPD SA/SRS/CPD/UnB suporte@unb.br Universidade de Brasília Brasília / 2014 Resumo A

Leia mais

Certificação AVG Certificação Técnica - Fase 1

Certificação AVG Certificação Técnica - Fase 1 Certificação AVG Certificação Técnica - Fase 1 Conteúdo Níveis de Proteção & Métodos de Detecção Novas Tecnologias Plataformas Suportadas Instalação Interface de Usuário do AVG AVG Desktop Widget Visão

Leia mais

J820. Testes de interface Web com. HttpUnit. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org)

J820. Testes de interface Web com. HttpUnit. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org) J820 Testes de interface Web com HttpUnit Helder da Rocha (helder@acm.org) O que é HttpUnit API Java para comunicação com servidores HTTP Permite que programas construam e enviem requisições, e depois

Leia mais

Nesse artigo abordaremos os principais aspectos de instalação e uso do NTOP no Fedora Core 4.

Nesse artigo abordaremos os principais aspectos de instalação e uso do NTOP no Fedora Core 4. Diego M. Rodrigues (diego@drsolutions.com.br) O NTOP é um programa muito simples de ser instalado e não requer quase nenhuma configuração. Ele é capaz de gerar excelentes gráficos de monitoramento das

Leia mais

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta.

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. Prof. Júlio César S. Ramos P á g i n a 1 INTERNET OUTLOOK 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. A O Outlook Express permite criar grupo de pessoas

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Modelo Cliente-Servidor: Introdução aos tipos de servidores e clientes Prof. MSc. Hugo Souza Iniciando o módulo 03 da primeira unidade, iremos abordar sobre o Modelo Cliente-Servidor

Leia mais

Agenda. Gerência de Configuração de Software. Atividade Sala. Quais os problemas? P1) Duplicidade de Trabalho. P2) Trabalhos Sobrepostos

Agenda. Gerência de Configuração de Software. Atividade Sala. Quais os problemas? P1) Duplicidade de Trabalho. P2) Trabalhos Sobrepostos Agenda Gerência de Configuração de Software Vamos entender o Problema? Quais os problemas? Gerência de Configuração Marcos Dósea dosea@ufs.br Entender os problemas... Quais os problemas? Problema 1) Duplicidade

Leia mais

Programação Web com Webdev 19 Julio Cesar Pedroso Conteúdo

Programação Web com Webdev 19 Julio Cesar Pedroso Conteúdo Conteúdo INTRODUÇÃO... 6 Como acessar a ajuda on line?... 6 Conhecendo o WebDev... 8 Iniciando o WebDev... 8 Ambiente de desenvolvimento... 8 O Editor... 8 A barra de menus... 10 Os botões... 10 Os painéis...

Leia mais

Instalação e Configuração do CollabNet Subversion Edge

Instalação e Configuração do CollabNet Subversion Edge Instalação e Configuração do CollabNet Subversion Edge 1) Descrição O Subversion Edge é um pacote da distribuição do Subversion SCM, que foi criado e distribuido pela empresa CollabNet com o objetivo de

Leia mais

PSQT Prêmio SESI Qualidade no Trabalho

PSQT Prêmio SESI Qualidade no Trabalho ANEXO II PSQT Prêmio SESI Qualidade no Trabalho Manutenção Evolutiva Modelo: 4.0 Sistema Indústria, 2008 Página 1 de 18 Histórico da Revisão Data Descrição Autor 06/12/2007 Necessidades para atualização

Leia mais

Arquitetura de Software e Atributos de Qualidade

Arquitetura de Software e Atributos de Qualidade Arquitetura de Software e Atributos de Qualidade Jair C Leite Requisitos e atributos de qualidade Requisitos Características, atributos, propriedades e restrições associadas ao software. Requisitos funcionais

Leia mais

Maestro. Arthur Kazuo Tojo Costa 317497. Universidade Federal de São Carlos Campus Sorocaba Bacharelado em Ciência da Computação

Maestro. Arthur Kazuo Tojo Costa 317497. Universidade Federal de São Carlos Campus Sorocaba Bacharelado em Ciência da Computação Maestro Arthur Kazuo Tojo Costa 317497 Universidade Federal de São Carlos Campus Sorocaba Bacharelado em Ciência da Computação Introdução Sistema Operacional de Redes Detalhes do hardware Multiplexação

Leia mais

Rede de Laboratórios de Produtividade de Software

Rede de Laboratórios de Produtividade de Software Rede de Laboratórios de Produtividade de Software Ferramenta TestLink Programa de Capacitação em Testes de Software Gerenciamento de Testes Onde armazenar os testes? Na sua cabeça Papéis / Documentos Nunca

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Consumindo um Web Service através de uma Aplicação Comercial em Android. Alex Malmann Becker www.alex.porthal.com.br alex@porthal.com.

Consumindo um Web Service através de uma Aplicação Comercial em Android. Alex Malmann Becker www.alex.porthal.com.br alex@porthal.com. Consumindo um Web Service através de uma Aplicação Comercial em Android Alex Malmann Becker www.alex.porthal.com.br alex@porthal.com.br 08/2014 Agenda Introdução Conceitos Web Service Por que utilizar

Leia mais

Manual HPSim. 1 Introdução. 2 Instalação do Programa

Manual HPSim. 1 Introdução. 2 Instalação do Programa Manual HPSim 1 Introdução O HPSim é um software para simulação de redes de Petri que apresenta uma interface intuitiva de fácil utilização. Entre suas vantagens está a possibilidade do acompanhamento da

Leia mais

TUTORIAL PASSO A PASSO PARA CONEXÃO NA REDE WIRELESS DA FAI. Campus II

TUTORIAL PASSO A PASSO PARA CONEXÃO NA REDE WIRELESS DA FAI. Campus II 1 TUTORIAL PASSO A PASSO PARA CONEXÃO NA REDE WIRELESS DA Campus II - No Internet Explorer: 1. Localize o ícone do Internet Explorer na sua Área de Trabalho ou no Menu Iniciar do seu computador: 2. Dê

Leia mais

J820. Integração Contínua. com CVS, CruiseControl, Cruise Control. argonavis.com.br. AntHill Gump e Helder da Rocha (helder@acm.

J820. Integração Contínua. com CVS, CruiseControl, Cruise Control. argonavis.com.br. AntHill Gump e Helder da Rocha (helder@acm. J820 Integração Contínua com CVS, CruiseControl, Cruise Control AntHill Gump e Helder da Rocha (helder@acm.org) Integração contínua Um dos requisitos para implementar a integração contínua é ter um sistema

Leia mais

Procedimentos para realizar download do arquivo de CNPJ

Procedimentos para realizar download do arquivo de CNPJ SECRETARIA DA FAZENDA DE GOIÁS SUPERINTENDÊNCIA DA RECEITA ESTADUAL GEAF - GERÊNCIA DE ARRECADAÇÃO E FISCALIZAÇÃO COAF - COORDENAÇÃO DE AUTOMAÇÃO FISCAL Procedimentos para realizar download do arquivo

Leia mais

Trilha TV Digital. Recursos para enriquecer sua aplicação interativa. Fabio Eduardo Angeli

Trilha TV Digital. Recursos para enriquecer sua aplicação interativa. Fabio Eduardo Angeli Trilha TV Digital! Recursos para enriquecer sua aplicação interativa Fabio Eduardo Angeli Coordenador de Desenvolvimento TV Digital - TV Record Vice-Diretor de Interatividade da SET Membro do Módulo Técnico

Leia mais

Curso - Padrões de Projeto Módulo 5: Model-View- Controller

Curso - Padrões de Projeto Módulo 5: Model-View- Controller Curso - Padrões de Projeto Módulo 5: Model-View- Controller Vítor E. Silva Souza vitorsouza@gmail.com http://www.javablogs.com.br/page/engenho http://esjug.dev.java.net Sobre o Instrutor Formação: Java:

Leia mais

Wireshark Lab: Iniciando

Wireshark Lab: Iniciando Wireshark Lab: Iniciando Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2008 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Conte-me e esqueço. Mostre-me e eu lembro. Envolva-me

Leia mais

Ferramenta web para administração do servidor proxy Squid

Ferramenta web para administração do servidor proxy Squid Ferramenta web para administração do servidor proxy Squid Autor: Vanderson C. Siewert Orientador: Francisco Adell Péricas, Mestre 1 Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação teórica Gerência

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Web Design Aula 11: Site na Web

Web Design Aula 11: Site na Web Web Design Aula 11: Site na Web Professora: Priscilla Suene priscilla.silverio@ifrn.edu.br Motivação Criar o site em HTML é interessante Do que adianta se até agora só eu posso vê-lo? Hora de publicar

Leia mais

Projeto OBAA. Relatório Técnico RT-OBAA-07 Grupo Agentes e Ontologias. Proposta de Federação de Repositórios de Objetos Educacionais.

Projeto OBAA. Relatório Técnico RT-OBAA-07 Grupo Agentes e Ontologias. Proposta de Federação de Repositórios de Objetos Educacionais. Edital MCT/FINEP/MC/FUNTTEL Plataformas para Conteúdos Digitais 01/2007 Projeto OBAA Relatório Técnico RT-OBAA-07 Grupo Agentes e Ontologias Proposta de Federação de Repositórios de Objetos Educacionais

Leia mais

Procedimentos para Instalação da DES 3.0.

Procedimentos para Instalação da DES 3.0. Procedimentos para Instalação da DES 3.0. 1. Acessar o portal BHISSDigital e acessar o menu Sistemas->DES->Instalação >Instalação conforme indicação abaixo: 2. Clicar no link assinalado abaixo: 3. Prosseguir

Leia mais

Indice. Indice.1. 6.1- Reprodução Local...18. 6.2- Reprodução Remota...19

Indice. Indice.1. 6.1- Reprodução Local...18. 6.2- Reprodução Remota...19 Indice Indice.1 1. Introdução...2 1.1. Ambiente de Operação...2 1.2. Instruções de Instalação...2 2. Instalação e desinstalação...3 2.1. Instalação...3 2.2. Desinstalação...4 2.3. Reparo...5 3. Operação

Leia mais

INSTALAÇÃO SANKHYAW WINDOWS SQLSERVER

INSTALAÇÃO SANKHYAW WINDOWS SQLSERVER INSTALAÇÃO SANKHYAW WINDOWS SQLSERVER SANKHYA Business Partners - Copyright 2006 SANKHYA Tecnologia em Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total por qualquer meio,

Leia mais

Tratamento de Eventos Orientado à Composição de Serviços Web Documento Técnico para Configuração e Validações Práticas (data: 27/02/2012)

Tratamento de Eventos Orientado à Composição de Serviços Web Documento Técnico para Configuração e Validações Práticas (data: 27/02/2012) Tratamento de Eventos Orientado à Composição de Serviços Web Documento Técnico para Configuração e Validações Práticas (data: 27/02/2012) Mauricio Chui Rodrigues (chui@usp.br) Índice 1. Introdução...3

Leia mais

Centro de Inteligência em Tecnologia da Informação e Segurança Tutorial Ammyy admin

Centro de Inteligência em Tecnologia da Informação e Segurança Tutorial Ammyy admin Tutorial Ammyy admin Hoje em dia, quase tudo pode ser feito remotamente, a grande dificuldade seria o acesso remoto com segurança mas sem se preocupar em fazer enormes ajustes no FIREWALL, felizmente existem

Leia mais

AULA 1 PHP O QUE É APACHE FRIENDS

AULA 1 PHP O QUE É APACHE FRIENDS O QUE É PHP Se você já programa PHP, aconselho que pule para o capítulo 7 desse livro. Pois até esse capitulo iremos abordar algoritmos em PHP até a construção de uma classe com seus métodos e atributos

Leia mais