Aplicações de Programação CNC/ISO com Microcomputador

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aplicações de Programação CNC/ISO com Microcomputador"

Transcrição

1 Aplicações de Programação João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Introdução No contexto da programação CNC seria benéfica a possibilidade de trabalhar com programas que, dentro do possível, simulassem as aplicações de CAD/CAM. Com tal finalidade, é proposto utilizarem os seguintes três programas, todos no campo do processamento de contorno 2D: 1. INTERAUT - programa de intercâmbio AutoCAD (DXF R12) CNCIBM; 2. CNCIBM - programa para definir contornos, gerar programas em linguagem de CNC e simular a trajectória de uma fresa; 3. ISOCAM - programa para fazer simulação gráfica 3D dos programas CNC/ISO. Estes programas são de seguida descritos sumariamente. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 2 João Manuel R. S. Tavares/JOF 1

2 Este programa, é executado introduzindo no prompt do DOS: INTERAUT ou duplo clique no seu nome. A sua finalidade é fazer o tratamento dos dados sobre um ficheiro criado no AutoCAD, do tipo nome.dxf, resultando um outro ficheiro nome.cnd que poderá ser lido pelo programa CNCIBM. A versão do DXF tem de ser R12. Obtenção do ficheiro nome.dxf No AutoCAD é possível a criação de ficheiros de dados, para utilização exterior a este, através do comando DXFOUT (ou pela opção Save As do menu FILE). O programa INTERAUT foi concebido de modo a só recolher os dados do ficheiro nome.dxf que estejam associados a um determinado layer, por omissão DEFGEO. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 3 É possível definir uma nova origem, para efeitos de trabalho no CNC, com a introdução de um círculo de qualquer raio, no layer DEFORI, com centro no ponto que se pretende como nova origem. Esta definição justifica-se porque, quando se cria um desenho no AutoCAD (ou outro software ), é necessário o posicionamento correcto da origem da folha (desenho), que geralmente não coincide com a origem pretendida na máquina CNC. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 4 João Manuel R. S. Tavares/JOF 2

3 O comando DXFOUT do AutoCAD tem esta caixa de diálogo. Introduzir nome (max. 8 caracteres) Especificar o formato dxf R12 João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 5 Escolher Options no botão Tools. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 6 João Manuel R. S. Tavares/JOF 3

4 Nas opções para o ficheiro DXF, optar pelo formato ASCII, seleccionar objectos e resolução superior ou igual a 4. Esta opção vai permitir seleccionar as entidades, devendo esta selecção ser de modo sequencial (pelo menos as duas primeiras), isto é, como se pretende que o contorno seja seguido. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 7 Execução do programa INTERAUT Após se chamar o programa, este irá propor: Nome do ficheiro DXF: ao que se deve responder com o nome correcto, não sendo necessária a introdução da extensão.dxf ; Nome do Layer a processar [DEFGEO]? (RETURN, para o caso de ser este o layer ou o digitar o nome desejado); ERRO..., CONTORNO ERRADO... (para o caso de ser detectada qualquer falta de continuidade) Carregue numa tecla? (para fim do programa). OBS.: Se o programa for activado por duplo clique, as mensagens de erro podem não ser visíveis. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 8 João Manuel R. S. Tavares/JOF 4

5 O ficheiro criado (no caso de não ter ocorrido erro de continuidade) terá o mesmo nome, só que com a extensão.cnd; isto é, utilizando por exemplo o ficheiro TESTE.DXF, o novo ficheiro será TESTE.CND. Como será de prever, o programa INTERAUT irá analisar as ligações das várias entidades que constituem o contorno seguindo a ordem das duas primeiras seleccionadas no comando DXFOUT, dentro duma determinada tolerância. Se duas entidades sucessivas estiverem separadas e a distância entre as extremidades ultrapassar o valor especificado como tolerância, o programa enviará a seguinte mensagem: ERRO..., CONTORNO ERRADO... e pára. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 9 Exemplo: Start / All programs Diálogo para janela de DOS desenho João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 10 João Manuel R. S. Tavares/JOF 5

6 09 Exemplo (por duplo clique): Após definição da Layer Definir primeiro a Layer ou aceitar a proposta e, depois, File -> Open. Este programa aceita o DXF de qualquer versão e não obriga a que o ficheiro esteja na mesma pasta do programa João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 11 O programa CNCIBM é executado por duplo clique ou com a introdução de CNCIBM no prompt do DOS, após o que aparecerá o Menu: CALCULO SISTEMA DESENHO ROTAÇÃO LERFILE REVERSO SAIDA em que: CALCULO (1) - opção de definição de contornos, por diálogo, semelhantes aos que são definidos nos programas BASIC de cálculo de concordâncias/intersecções dos apontamentos. SISTEMA (2) - opção que permite a criação de programas para a máquina (sistema de controlo numérico), através de várias subopções que serão apresentadas sucessivamente, criando ficheiros que poderão ser enviados directamente via RS 232 para a respectiva máquina. O programa terá diversas extensões, tendo para o caso da opção 1 do sistema de controlo, a extensão.iso. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 12 João Manuel R. S. Tavares/JOF 6

7 DESENHO (3) - opção que permite a visualização do contorno no ecrã, desde que o computador apresente capacidades gráficas. ROTACAO (4) - opção que possibilita: rotação, deslocamento, simetria e aplicação de um factor de escala ao contorno. LERFILE (5) - opção que executa a leitura de um ficheiro de dados, que será utilizada, no caso particular, para leitura do ficheiro criado pelo programa INTERAUT. REVERSO (6) - opção possibilita a inversão do contorno com o fim de se poder, com o mesmo ficheiro de dados, optar por uma correcção à esquerda ou à direita, colocando a ferramenta do mesmo lado do contorno. SAIDA (7) - opção que permite sair do programa ao mesmo tempo que será perguntado do interesse de se guardar os dados no estado actual. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 13 A partir da janela do explorador (duplo clique): No caso de não aparecer qualquer texto é necessário alterar a compatibilidade (botão da direita do rato no nome e properties), por exemplo. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 14 João Manuel R. S. Tavares/JOF 7

8 Diálogo inicial da aplicação: É necessário seleccionar no DOS o código de página 850: Correr a batch Run.bat antes de executar o CNCIBM pela 1ª vez. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 15 Leitura do ficheiro com o contorno (por exemplo obtido pelo Interaut): Opção 5. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 16 João Manuel R. S. Tavares/JOF 8

9 Criação do programa: Opção 2. Resposta dentro de [ ] é validada com ENTER João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 17 Questões sobre o programa a desenvolver: João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 18 João Manuel R. S. Tavares/JOF 9

10 Introdução de comentários (se desejado), terminar com f/f, no programa: João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 19 É possível visualizar a trajectória: João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 20 João Manuel R. S. Tavares/JOF 10

11 Sair da aplicação: Opção 7. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 21 Exemplo de um programa ISO criado: João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 22 João Manuel R. S. Tavares/JOF 11

12 Aplicação ISOCAM A aplicação ISOCAM permite a visualização 3D das trajectórias de maquinagem definidas num programa de CNC ISO. O programa ISOCAM é corrido com a introdução de ISOCAM no prompt do DOS. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 23 Aplicação ISOCAM Interface da aplicação (em ambiente MS WINDOWS): João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 24 João Manuel R. S. Tavares/JOF 12

13 Aplicação ISOCAM Os programas a ser considerados pelo ISOCAM têm de ser escritos num ficheiro não formatado (criado num editor ou num processador de texto, mas neste último caso, com a opção não formatado), com extensão obrigatória ISO. Faz a conversão para outras máquinas e cria DXF. No caso do programa ter subprogramas, todo o programa tem de ser escrito no mesmo ficheiro, começando, obrigatoriamente, pelo programa principal, seguindo-se depois, os subprogramas numa qualquer ordem. Este programa, geralmente envia um comentário de erro e a linha onde o encontra, quer seja por sintaxe ou má definição, por exemplo, de um arco. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 25 Aplicação ISOCAM É necessário definir o nome do ficheiro ISO, o tipo de CNC de transcrição (escolher um qualquer), as coordenadas do ponto de vista (como no AutoCAD), os valores mínimos e máximos admitidos para X, Y e Z na trajectória. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 26 João Manuel R. S. Tavares/JOF 13

14 Aplicação ISOCAM Z X Y (xmax, ymax, zmax) (xmin, ymin, zmin) A trajectória deve-se encontrar dentro do paralelipípedo. No caso da trajectória não se encontrar dentro, poderá não ser visível. João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 27 Aplicação ISOCAM Visualização das trajectórias de maquinagem: João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 28 João Manuel R. S. Tavares/JOF 14

15 Aplicação ISOCAM Visualização das trajectórias de maquinagem: João Manuel R. S. Tavares/JOF CFAC: Aplicações de Programação 29 João Manuel R. S. Tavares/JOF 15

AutoLISP - IV Ambiente de programação Visual Lisp. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca

AutoLISP - IV Ambiente de programação Visual Lisp. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca AutoLISP - IV Ambiente de programação Visual Lisp João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Ambiente de programação Visual Lisp O software Visual Lisp é um ambiente de programação para a linguagem

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

Tecnologias da Informação e Comunicação: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Tecnologias da Informação e Comunicação UNIDADE 1 Tecnologias da Informação e Comunicação: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico 1º Período Elementos básicos da interface gráfica do Windows (continuação).

Leia mais

Inquérito Trienal à Actividade nos Mercados de Câmbios e de Produtos Derivados

Inquérito Trienal à Actividade nos Mercados de Câmbios e de Produtos Derivados Inquérito Trienal à Actividade nos Mercados de Câmbios e de Produtos Derivados IMCD Ambiente Windows 2000, Windows NT 4.0 ou superior Desenvolvido em Visual Basic 6.0 e Crystal Reports 7.0 Suporte de dados

Leia mais

Guia e Utilização do Visual Studio 6.0

Guia e Utilização do Visual Studio 6.0 Guia e Utilização do Visual Studio 6.0 Objectivo Este guia acompanha-o através do processo de criação de uma aplicação C++ utilizando o ambiente de desenvolvimento Visual Studio 6.0. Passo 1: Criação de

Leia mais

FORCE. Editor e Compilador de FORTRAN: Apresentação. João Manuel R. S. Tavares

FORCE. Editor e Compilador de FORTRAN: Apresentação. João Manuel R. S. Tavares FORCE Editor e Compilador de FORTRAN: Apresentação João Manuel R. S. Tavares Apresentação O FORCE é um sistema de desenvolvimento de programas em FORTRAN, de domínio público, que inclui um editor e ferramentas

Leia mais

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Ambiente Gráfico Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e que comunique com o exterior. Actualmente o Windows é

Leia mais

Manipulação de Células, linhas e Colunas

Manipulação de Células, linhas e Colunas Manipulação de Células, linhas e Colunas Seleccionar células Uma vez introduzidos os dados numa folha de cálculo, podemos querer efectuar alterações em relação a esses dados, como, por exemplo: apagar,

Leia mais

Exemplos de. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca

Exemplos de. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Exemplos de Programas em CNC João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca 1º Exemplo Trata-se de uma peça paralelepipédica, sobre a qual se pretende realizar o contorno apresentado, numa máquina

Leia mais

First Step Linux. Instalação do VirtualBox Para instalar o software VirtualBox siga os seguintes passos :

First Step Linux. Instalação do VirtualBox Para instalar o software VirtualBox siga os seguintes passos : First Step LINUX First Step Linux Experimente o Linux É possível experimentar o Linux sem alterar o sistema operativo actual do seu computador. Com o software Virtual Box consegue criar um ambiente virtual

Leia mais

Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Sistema Operativo Conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e comunique com o exterior; Windows: sistema operativo mais utilizado nos

Leia mais

Introdução ao AutoCAD Capitulo I: Iniciação ao AutoCAD. João Manuel R. S. Tavares Joaquim O. Fonseca

Introdução ao AutoCAD Capitulo I: Iniciação ao AutoCAD. João Manuel R. S. Tavares Joaquim O. Fonseca Introdução ao AutoCAD João Manuel R. S. Tavares Joaquim O. Fonseca Bibliografia AutoCAD 2013 & AutoCAD LT 2013 - Curso Comp. José Manuel Garcia FCA AutoCAD 2012 & 2011 - Guia de Consulta Rápida João Santos

Leia mais

CFAC: Introdução ao AutoCAD - I. Capitulo I: Iniciação ao AutoCAD

CFAC: Introdução ao AutoCAD - I. Capitulo I: Iniciação ao AutoCAD Introdução ao AutoCAD João Manuel R. S. Tavares Joaquim O. Fonseca Bibliografia AutoCAD 2013 & AutoCAD LT 2013 - Curso Comp. José Manuel Garcia FCA AutoCAD 2012 & 2011 - Guia de Consulta Rápida João Santos

Leia mais

Manual do utilizador. Aplicação de agente

Manual do utilizador. Aplicação de agente Manual do utilizador Aplicação de agente Versão 8.0 - Otubro 2010 Aviso legal: A Alcatel, a Lucent, a Alcatel-Lucent e o logótipo Alcatel-Lucent são marcas comerciais da Alcatel-Lucent. Todas as outras

Leia mais

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

Introdução ao Microsoft Windows

Introdução ao Microsoft Windows Introdução ao Microsoft Windows Interface e Sistema de Ficheiros Disciplina de Informática PEUS, 2006 - U.Porto Iniciar uma Sessão A interacção dos utilizadores com o computador é feita através de sessões.

Leia mais

1ª Edição Outubro de 2007

1ª Edição Outubro de 2007 1 Ficha Técnica Título: Manual de utilização da ELGG - Aluno Autoria: Célia Tavares Direcção Pedagógica e Técnica: Paula Peres Copyright: Projecto de Apoio On-line 1ª Edição Outubro de 2007 O Manual de

Leia mais

PROGRAMAÇÃO Microsoft WINDOWS XP

PROGRAMAÇÃO Microsoft WINDOWS XP Mais que um Sistema Operativo, o MS-Windows é um ambiente de trabalho que simula no ecrã o trabalho diário sobre uma secretária. A ideia base do MS-Windows foi a de esconder a organização do MS-DOS e apresentar

Leia mais

15.4.2b Laboratório: Partilha de uma Pasta, de uma Impressora e Configuração de Permissões de Partilha

15.4.2b Laboratório: Partilha de uma Pasta, de uma Impressora e Configuração de Permissões de Partilha 15.4.2b Laboratório: Partilha de uma Pasta, de uma Impressora e Configuração de Permissões de Partilha Introdução Imprima e complete este laboratório. Neste laboratório, criará e partilhará uma pasta,

Leia mais

EMP Multi Screen Adjustment. Guia de Funcionamento

EMP Multi Screen Adjustment. Guia de Funcionamento EMP Multi Screen Adjustment Guia de Funcionamento Simbologia Utilizada no Manual 1 IMPORTANTE Indica operações que podem provocar danos ou ferimentos se não se tiver os cuidados devidos. NOTA Indica informações

Leia mais

Configuração do Ambiente de Trabalho

Configuração do Ambiente de Trabalho pag. 1 Configuração do Ambiente de Trabalho 1. Utilização da Área de Trabalho Criação de Atalhos: O Windows NT apresenta um Ambiente de Trabalho flexível, adaptável às necessidades e preferências do utilizador.

Leia mais

Prof. Sandrina Correia

Prof. Sandrina Correia Tecnologias de I informação de C omunicação 9º ANO Prof. Sandrina Correia TIC Prof. Sandrina Correia 1 Conteúdos Gestão de ficheiros Explorador do Windows Modos de visualização Operações com pastas, ficheiros

Leia mais

Interface WWW para bases de dados CDS/ISIS Manual de instalação e configuração Versão 2.1, Maio 1999 LINUX 1.2.13

Interface WWW para bases de dados CDS/ISIS Manual de instalação e configuração Versão 2.1, Maio 1999 LINUX 1.2.13 Interface WWW para bases de dados CDS/ISIS Manual de instalação e configuração Versão 2.1, Maio 1999 LINUX 1.2.13 BIBLIOsoft, 1999 Ficha técnica Título: Interface WWW para bases de dados CDS/ISIS : manual

Leia mais

I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1

I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1 Novembro.2010 Índice I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1 III. COMO INSERIR MATERIAL PEDAGÓGICO (ANEXAR FICHEIROS) 1 IV. CRIAR UM GLOSSÁRIO 5 V.

Leia mais

Megamídia ML Sistemas - VALID MANUAL DE ATUALIZAÇÃO CFC DIGITAL VERSÃO 10

Megamídia ML Sistemas - VALID MANUAL DE ATUALIZAÇÃO CFC DIGITAL VERSÃO 10 Megamídia ML Sistemas - VALID MANUAL DE ATUALIZAÇÃO CFC DIGITAL VERSÃO 10 Sumário PREPARAÇÃO PARA ATUALIZAÇÃO...03 DETALHES IMPORTANTES...03 ATUALIZAÇÃO UTIL_CFC...04 VERIFICANDO A VERSÃO DO UTIL_CFC...06

Leia mais

MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS. Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira

MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS. Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira MICROSOFT ACCESS MICROSOFT ACCESS Professor Rafael Vieira Professor Rafael Vieira - Access - Programa de base de dados relacional funciona em Windows Elementos de uma Base de Dados: Tabelas Consultas Formulários

Leia mais

OBJECTIVO Primeiros passos no processamento de texto

OBJECTIVO Primeiros passos no processamento de texto FICHA 0 OBJECTIVO Primeiros passos no processamento de texto Antes de começar a elaborar documentos com o Word é necessário que saiba o essencial sobre o funcionamento deste processador de texto. Não menos

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra Departamento de Engenharia Electrotécnica e Computadores Software de Localização GSM para o modem Siemens MC35i Manual do Utilizador Índice

Leia mais

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Leaseplan Portugal Bertrand Gossieaux SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Page2 INDICE 1. LOGIN, ESTRUTURA E SAÍDA DO SIM... 3 a) Login... 3 b) Estrutura principal... 4 c) Saída da

Leia mais

Estrutura de um endereço de Internet

Estrutura de um endereço de Internet Barras do Internet Explorer Estrutura de um endereço de Internet Na Internet, cada servidor tem uma identificação única, correspondente ao endereço definido no IP (Internet Protocol). Esse endereço é composto

Leia mais

Preparação do Autocad 2009

Preparação do Autocad 2009 Preparação do Autocad 2009 No ano 2009 a Faculdade de Engenharia da UEM recebeu o pacote de programas da Autodesk que inclui: Inventor 2009, AutoCAD Mechanical 2009, AutoCAD 2009 e outros. Para facilitar

Leia mais

MICROSOFT POWERPOINT

MICROSOFT POWERPOINT MICROSOFT POWERPOINT CRIAÇÃO DE APRESENTAÇÕES. O QUE É O POWERPOINT? O Microsoft PowerPoint é uma aplicação que permite a criação de slides de ecrã, com cores, imagens, e objectos de outras aplicações,

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO do aremoto

MANUAL DE OPERAÇÃO do aremoto MANUAL DE OPERAÇÃO do aremoto V1.00 UTILIZAÇÃO DO PROGRAMA Outubro 30, 2004 www.imsi.pt Código #MOaR01 EMPRESA Código Documento MOAR01 Sobre a utilização do programa de assistência remota Versão Elaborado

Leia mais

GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO

GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO Curso: Instalação e Operação de Sistemas Informáticos Janeiro de 2012 Formador: Cosmin Constantinescu Conteúdos Tratamento da informação e processos associados Dados

Leia mais

Introdução ao AutoCAD Capitulo III: Ecrã do AutoCAD e Operações de seleção. João Manuel R. S. Tavares Joaquim O. Fonseca

Introdução ao AutoCAD Capitulo III: Ecrã do AutoCAD e Operações de seleção. João Manuel R. S. Tavares Joaquim O. Fonseca Introdução ao AutoCAD Capitulo III: Ecrã do AutoCAD e Operações de seleção João Manuel R. S. Tavares Joaquim O. Fonseca de seleção 2 Objetivos Aumentar e diminuir a visualização de um desenho por diferentes

Leia mais

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Contéudo 3 Introdução 4 Elementos necessários 5 Descrição geral da instalação 5 Passo 1: Verificar se existem actualizações 5 Passo 2: Preparar o computador

Leia mais

Exercício 5: Analisar Dados Recolhidos em Páginas da Internet

Exercício 5: Analisar Dados Recolhidos em Páginas da Internet Exercício 5: Analisar Dados Recolhidos em Páginas da Internet Podemos extrair, directamente, dados numéricos de uma página da Internet para um documento do TI-InterActive!. Este exercício é semelhante

Leia mais

SDL TRADOS 2007 WinAlign. Manual de Utilização

SDL TRADOS 2007 WinAlign. Manual de Utilização SDL TRADOS 2007 WinAlign Manual de Utilização Ficha Técnica Título SDL TRADOS 2007 WinAlign (Manual de Utilização Iniciação) Autor(a) Paula Carvalho Concepção gráfica Paula Carvalho Centro Multimédia de

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº8

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº8 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº8 Configuração e utilização do FTP 2004/2005 1 Objectivo Configuração de um servidor

Leia mais

Transição de POC para SNC

Transição de POC para SNC Transição de POC para SNC A Grelha de Transição surge no âmbito da entrada em vigor, no ano de 2010, do Sistema de Normalização Contabilística (SNC). O SNC vem promover a melhoria na contabilidade nacional,

Leia mais

Software da Impressora

Software da Impressora Software da Impressora Acerca do Software da Impressora O software Epson inclui o controlador de impressão e o EPSON Status Monitor 3. O controlador de impressão é um software que permite controlar a impressora

Leia mais

Ambiente de trabalho. Configurações. Acessórios

Ambiente de trabalho. Configurações. Acessórios Ambiente de trabalho Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e comunique com o exterior. Actualmente, o Windows é

Leia mais

Use a ferramenta Project Geometry geometria dos rasgos interiores. O sketch criado deve conter todos os contornos do modelo 3D.

Use a ferramenta Project Geometry geometria dos rasgos interiores. O sketch criado deve conter todos os contornos do modelo 3D. Pretende-se aqui exempl ificar a maquinagem de contornos 2D em PowerMILL A modelação 3D do componente é executada em Autodesk Inventor e depois exportada em formato DXF para o PowerMILL Vamos usar esta

Leia mais

Introdução ao AutoCAD Capitulo III: Ecrã do AutoCAD e Operações de seleção

Introdução ao AutoCAD Capitulo III: Ecrã do AutoCAD e Operações de seleção Introdução ao AutoCAD Capitulo III: Ecrã do AutoCAD e Operações de seleção João Manuel R. S. Tavares Joaquim O. Fonseca de seleção 2 Objetivos Aumentar e diminuir a visualização de um desenho por diferentes

Leia mais

Nero ImageDrive Manual

Nero ImageDrive Manual Nero ImageDrive Manual Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas O manual do Nero ImageDrive e todo o respectivo conteúdo estão protegidos por direitos de autor e são propriedade da Nero AG.

Leia mais

OBJECTIVO Utilização da Função ProcV e listas pendentes

OBJECTIVO Utilização da Função ProcV e listas pendentes ICHA OBJECTIVO Utilização da Função ProcV e listas pendentes Na continuação do exercício anterior voltamos à temática dos orçamentos e, desta vez, vamos elaborar um simulador para um serviço de eventos

Leia mais

Introdução ao SolidWorks (I): Funcionalidades Básicas. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca

Introdução ao SolidWorks (I): Funcionalidades Básicas. João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Introdução ao SolidWorks (I): Funcionalidades Básicas João Manuel R. S. Tavares Joaquim Oliveira Fonseca Bibliografia n SolidWorks 2014 Teacher Guide SolidWorks n SolidWorks 2014 Student Workbook SolidWorks

Leia mais

Neste tutorial irá criar uma animação simples com base num desenho do Mechanical Desktop.

Neste tutorial irá criar uma animação simples com base num desenho do Mechanical Desktop. Neste tutorial irá criar uma animação simples com base num desenho do Mechanical Desktop. Inicialize o 3D Studio VIZ. Faça duplo clique no ícone de 3D Studio VIZ Abre-se a janela da figura seguinte. Esta

Leia mais

Tarefa Orientada 6 Edição de Dados

Tarefa Orientada 6 Edição de Dados Tarefa Orientada 6 Edição de Dados Objectivos: Inserção de dados. Alteração de dados. Eliminação de dados. Definição de Listas de Pesquisa (Lookup Lists) O Sistema de Gestão de Bases de Dados MS Access

Leia mais

PORTUGUÊS. Mesa Digitalizadora. Manual do Utilizador. Windows 2000 / XP / Vista

PORTUGUÊS. Mesa Digitalizadora. Manual do Utilizador. Windows 2000 / XP / Vista Mesa Digitalizadora Manual do Utilizador Windows 2000 / XP / Vista 1 I. Informação Geral 1. Visão Geral Bem-vindo ao mundo das canetas digitais! Irá descobrir que é muito fácil controlar o seu computador

Leia mais

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1

Versão 1.0. [08.02.2012] 2012, Portugal - Efacec Sistemas de Gestão S.A. Todos os direitos reservados. 1 Copyright 2012 Efacec Todos os direitos reservados. Não é permitida qualquer cópia, reprodução, transmissão ou utilização deste documento sem a prévia autorização escrita da Efacec Sistemas de Gestão S.A.

Leia mais

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito Mais informação Acesso ao Sistema de Transferência Electrónica de dados de Inquéritos (STEDI). Onde se acede ao sistema de entrega de Inquéritos? Deverá aceder ao sistema através do site do GEP www.gep.mtss.gov.pt

Leia mais

Software de Edição e Output ADOBE ILLUSTRATOR E SILHOUETTE STUDIO. File > Open > Escolher a pasta ou local onde se encontre o ficheiro

Software de Edição e Output ADOBE ILLUSTRATOR E SILHOUETTE STUDIO. File > Open > Escolher a pasta ou local onde se encontre o ficheiro TUTORIAL CORTADORA DE VINIL Software de Edição e Output ADOBE ILLUSTRATOR E SILHOUETTE STUDIO 1. Abrir o programa ADOBE ILLUSTRATOR localizado na barra de tarefas 2. Abrir o ficheiro a cortar no ADOBE

Leia mais

No final desta sessão o formando deverá ser capaz de aceder ao Word e iniciar um novo documento.

No final desta sessão o formando deverá ser capaz de aceder ao Word e iniciar um novo documento. Sessão nº 2 Iniciar um novo documento Objectivos: No final desta sessão o formando deverá ser capaz de aceder ao Word e iniciar um novo documento. Iniciar um novo documento Ao iniciar-se o Word, este apresenta

Leia mais

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração

Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Boot Camp Manual de Instalação e Configuração Conteúdo 3 Introdução 3 Elementos necessários 4 Descrição geral da instalação 4 Passo 1: Verificar se existem actualizações 4 Passo 2: Preparar o computador

Leia mais

ClassPad Add-In Installer

ClassPad Add-In Installer Para a ClassPad 300/ClassPad 300 PLUS Po ClassPad Add-In Installer Manual de Instruções http://world.casio.com/edu/ http://classpad.net/ ClassPad Add-In Installer O ClassPad Add-In Installer permite-lhe

Leia mais

- Instruções para Aplicação de Geração do Ficheiro Prestação -

- Instruções para Aplicação de Geração do Ficheiro Prestação - ACSS Administração Central do Sistema de Saúde, I.P. - Instruções para Aplicação de Geração do Ficheiro Prestação - Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica Novembro de 2013 1/24 ÍNDICE ÍNDICE...

Leia mais

SClínico - SAPE - Autor: Eloy Boo ULSAM - USF LETHES Ponte de Lima

SClínico - SAPE - Autor: Eloy Boo ULSAM - USF LETHES Ponte de Lima - Autor: Eloy Boo ULSAM - USF LETHES Ponte de Lima SClínico SAPE Agradecimentos: À enfermeira Cármen Cunha, pela sua grande paciência, disponibilidade e ajuda. Índice geral 1. Introdução... 3 2. Iniciar

Leia mais

Novo sistema de listagens do S4 (visualização e impressão de listagens via Browser)

Novo sistema de listagens do S4 (visualização e impressão de listagens via Browser) Novo sistema de listagens do S4 (visualização e impressão de listagens via Browser) 1. Desvantagens do sistema de impressão tradicional do S4...2 2. Vantagens do sistema de impressão via Browser...2 3.

Leia mais

Procedimentos para a divulgação de eventos no site da ECUM

Procedimentos para a divulgação de eventos no site da ECUM Procedimentos para a divulgação de eventos no site da ECUM Pressupostos introdutórios 3 Descrição da tarefa 4 Autenticação/Login 4 Página de entrada 4 Criar um novo evento 5 Colocar um evento em destaque

Leia mais

GeoMafra Portal Geográfico

GeoMafra Portal Geográfico GeoMafra Portal Geográfico Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar

Leia mais

Folha de cálculo. Excel. Agrupamento de Escolas de Amares

Folha de cálculo. Excel. Agrupamento de Escolas de Amares Folha de cálculo Excel Agrupamento de Escolas de Amares Índice 1. Funcionalidades básicas... 3 1.1. Iniciar o Excel... 3 1.2. Criar um livro novo... 3 1.3. Abrir um livro existente... 3 1.4. Inserir uma

Leia mais

Printer Driver. Antes de utilizar o controlador da impressora, certifique-se de que lê o ficheiro Readme. Antes de utilizar o software 4-539-577-71(1)

Printer Driver. Antes de utilizar o controlador da impressora, certifique-se de que lê o ficheiro Readme. Antes de utilizar o software 4-539-577-71(1) 4-539-577-71(1) Printer Driver Guia de instalação Este manual descreve a instalação dos controladores da impressora para o Windows 8, Windows 7, Windows Vista, Windows XP e. Antes de utilizar o software

Leia mais

QNAP Surveillance Client para MAC

QNAP Surveillance Client para MAC QNAP Surveillance Client para MAC Chapter 1. Instalar o QNAP Surveillance Client 1. Clique duas vezes em "QNAP Surveillance Client V1.0.1 Build 5411.dmg". Após alguns segundos, é exibida a seguinte imagem.

Leia mais

Unidade 2. ROM BIOS (Basic Input/Output System) Sistema Operativo. Interacção entre as diferentes partes num computador: software e hardware

Unidade 2. ROM BIOS (Basic Input/Output System) Sistema Operativo. Interacção entre as diferentes partes num computador: software e hardware Interacção entre as diferentes partes num computador: software e hardware Unidade 2 Utilização do ambiente operativo Windows Aplicações Sistema Operativo ROM BIOS Processador+memória+... Software aplicacional

Leia mais

Relatório SHST - 2003

Relatório SHST - 2003 Relatório da Actividade dos Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Relatório SHST - 2003 Programa de Validação e Encriptação Manual de Operação Versão 1.1 DEEP Departamento de Estudos, Estatística

Leia mais

Manual de Utilização Utilização do PDFSam

Manual de Utilização Utilização do PDFSam Manual de Utilização Utilização do PDFSam ASPE/RO Conteúdo desenvolvido por: Ângelo Mendonça Neto Download e Instalação O PDFSam é uma ferramenta de manipulação de arquivos PDF, é possível fazer inúmeras

Leia mais

Utilizando o Tablet PC da GIGABYTE pela primeira vez

Utilizando o Tablet PC da GIGABYTE pela primeira vez Parabéns pela aquisição deste Slate PC da GIGABYTE! Este Guia de Instalação permite-lhe fazer a instalação de forma correcta e rápida do seu equipamento. Para mais detalhes, por favor navegue em www.gigabyte.com.

Leia mais

João Manuel R. S. Tavares. Computador

João Manuel R. S. Tavares. Computador João Manuel R. S. Tavares CFAC Concepção e Fabrico Assistidos por Computador Bibliografia Material disponível no AfraLisp.net em http://www.afralisp.net Programação em AutoCAD, Curso Completo Fernando

Leia mais

Photoshop - Actions algumas dicas

Photoshop - Actions algumas dicas Photoshop - Actions algumas dicas O painel Actions é um gravador... de acções! 1 Activar/Desactivar 2 Abrir caixa de diálogo 3 Parar a gravação 1 2 4 Begin recording: quando vermelho, indica que uma acção

Leia mais

MEMORANDO. Ambiente de Produção GeRFiP Configurações de acesso e utilização v.12

MEMORANDO. Ambiente de Produção GeRFiP Configurações de acesso e utilização v.12 MEMORANDO Ambiente de Produção GeRFiP Configurações de acesso e utilização v.12 Enquadramento do documento Programa Projecto GeRFiP Migração GeRFiP Histórico de versões Versão Data Autor Descrição Localização

Leia mais

ZSRest. Manual Profissional. Comandos Rádio X64. V2011-Certificado

ZSRest. Manual Profissional. Comandos Rádio X64. V2011-Certificado Manual Profissional Comandos Rádio X64 V2011-Certificado 1 1. Índice 2. INTRODUÇÃO... 2 3. Configuração inicial... 3 4. Configurações X64... 5 a) Definições Gerais... 5 b) Documentos e Periféricos... 8

Leia mais

FIGURA. 2.2 ECRÃ DE TRABALHO

FIGURA. 2.2 ECRÃ DE TRABALHO Noções Básicas FIGURA. 2.2 ECRÃ DE TRABALHO 2.2.1 Painel de Tarefas (Task Pane) O painel de tarefas constitui a grande novidade do ecrã de trabalho desta nova versão do Word. Para utilizadores menos experientes,

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO DE SOFTWARE

GUIA DE INSTALAÇÃO DE SOFTWARE GUIA DE INSTALAÇÃO DE SOFTWARE SISTEMA MULTIFUNÇÕES DIGITAL Página INTRODUÇÃO ANTES DA INSTALAÇÃO INSTALAR O DRIVER DA IMPRESSORA LIGAÇÃO A UM COMPUTADOR 9 CONFIGURAR O CONTROLADOR DA IMPRESSORA 0 COMO

Leia mais

Manual de procedimentos para ligações internet sem fios

Manual de procedimentos para ligações internet sem fios Manual de procedimentos para ligações internet sem fios Com a conclusão da implementação da nova rede de dados da Escola Secundária de Vilela, surge a necessidade de alterar o protocolo de acesso à internet

Leia mais

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6 MANUAL DO UTILIZADOR A informação contida neste manual, pode ser alterada sem qualquer aviso prévio. A Estratega Software, apesar dos esforços constantes de actualização deste manual e do produto de software,

Leia mais

Imagem Genérica Linux Caixa Mágica 14 E-Escolas. Manual de Instalação

Imagem Genérica Linux Caixa Mágica 14 E-Escolas. Manual de Instalação Imagem Genérica Linux Caixa Mágica 14 E-Escolas Manual de Instalação http://www.caixamagica.pt Dezembro 2009 Versão 1.0 Índice 1.Introdução...3 2.Download do Ficheiro.ISO...4 3.Gravação do ficheiro.iso

Leia mais

Memeo Instant Backup Guia Rápido de Introdução

Memeo Instant Backup Guia Rápido de Introdução Introdução O Memeo Instant Backup é uma solução de cópias de segurança simples para um mundo digital complexo. O Memeo Instant Backup protege os seus dados, realizando automática e continuamente uma cópia

Leia mais

Entrega de Folhas de Férias

Entrega de Folhas de Férias Entrega de Folhas de Férias Guia do Utilizador Versão 4.0 Agosto/ 2014 Índice 1. Introdução 2. Criar/ Validar Folhas de Férias 3. Acesso à funcionalidade 4. Inserir/ Consultar Folhas de Férias 5. Comprovativo

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE A EQUIPA DO PTE 2009/2010 Índice 1. Entrar na plataforma Moodle 3 2. Editar o Perfil 3 3. Configurar disciplina 4 3.1. Alterar definições 4 3.2. Inscrever alunos

Leia mais

Características da Câmara de Look 316

Características da Câmara de Look 316 Símbolo para a recolha separada em países da Europa Este símbolo indica que este produto tem de ser recolhido separadamente. Os seguintes pontos aplicam-se somente a utilizadores de países europeus: Este

Leia mais

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida Ministério Público Ministério Público Guia de Consulta Rápida Versão 3 (Outubro de 2009) - 1 - ÍNDICE 1. ACEDER AO CITIUS MINISTÉRIO PÚBLICO... 4 2. BARRA DE TAREFAS:... 4 3. CONFIGURAR O PERFIL DO UTILIZADOR...

Leia mais

O AMBIENTE DE TRABALHO DO WINDOWS

O AMBIENTE DE TRABALHO DO WINDOWS O AMBIENTE DE TRABALHO DO WINDOWS O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador. Um computador que tenha o Windows instalado, quando arranca, entra directamente

Leia mais

Migrar para o Excel 2010

Migrar para o Excel 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Excel 2010 é muito diferente do Excel 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as partes

Leia mais

Função visualizar cartão de memória

Função visualizar cartão de memória Manual de utilizador Função visualizar cartão de memória Este é o manual da função visualizar cartão de memória. Leia este manual atentamente antes de operar com a função visualizar cartão de memória.

Leia mais

Acer edatasecurity Management

Acer edatasecurity Management 1 Acer edatasecurity Management Através da aplicação das mais avançadas tecnologias criptográficas, o Acer edatasecurity Management oferece aos utilizadores de PCs Acer uma maior segurança ao nível dos

Leia mais

O Acer edatasecurity Management

O Acer edatasecurity Management 1 O Acer edatasecurity Management Utilizando as mais avançadas tecnologias criptográficas, o Acer edatasecurity Management proporciona-lhe uma maior segurança ao nível dos dados pessoais, permitindo a

Leia mais

OBJECTIVO Alterar o fundo de uma foto

OBJECTIVO Alterar o fundo de uma foto ICHA OBJECTIVO Alterar o fundo de uma foto O objectivo principal deste exercício consiste em alterar o fundo de uma foto. No final deste exercício o utilizador deverá estar apto a realizar as seguintes

Leia mais

A L ERT. Para uma Iniciação Rápida com o

A L ERT. Para uma Iniciação Rápida com o A L ERT Para uma Iniciação Rápida com o I NSTA L AÇ Ã O Para iniciar a instalação da Solução Micromedia, insira CD-ROM de instalação no leitor de CDs do PC. Se a instalação não iniciar automaticamente

Leia mais

Introdução ao CAD 3D. www.camis.pub.ro/eucad/ Um Tuturial passo-a-passo para Iniciantes sobre Como Construir um Vaso em 3D

Introdução ao CAD 3D. www.camis.pub.ro/eucad/ Um Tuturial passo-a-passo para Iniciantes sobre Como Construir um Vaso em 3D Introdução ao CAD 3D Um Tuturial passo-a-passo para Iniciantes sobre Como Construir um Vaso em 3D Realizado porjonathan C. BORG MECB Ltd. (Malta) Plano de Sessão Objectivo do Exercício Preparação Tente!

Leia mais

Acer erecovery Management

Acer erecovery Management 1 Acer erecovery Management Desenvolvido pela equipa de software da Acer, o Acer erecovery Management é uma ferramenta que lhe permite de forma fácil, fiável e segura restaurar o seu computador para o

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Monitor de Publicidade. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Monitor de Publicidade. v2011 Manual Avançado Monitor de Publicidade v2011 1. Índice 2. INTRODUÇÃO... 2 3. HARDWARE... 3 1 4. DEFINIÇÃO... 4 b) Definição dos monitores... 4 c) Definições ZSRest... 4 d) Aspecto Monitor... 5 i. Sim 5

Leia mais

MIEM Mestrado Integrado em Engenharia Mecânica

MIEM Mestrado Integrado em Engenharia Mecânica CFAC Concepção e Fabrico Assistidos por Computador MIEM Mestrado Integrado em Engenharia Mecânica 1º Semestre 2015/2016 www.fe.up.pt/~tavares/ensino/cfac/cfac.html Docentes Prof. João Manuel R. S. Tavares

Leia mais

Nota de Aplicação. Exemplo de log de usuários utilizando IHM Magelis e o leitor biometrico XB5S5B2L2. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1.

Nota de Aplicação. Exemplo de log de usuários utilizando IHM Magelis e o leitor biometrico XB5S5B2L2. Suporte Técnico Brasil. Versão: 1. Nota de Aplicação Exemplo de log de usuários utilizando IHM Magelis e o leitor biometrico XB5S5B2L2. Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: Firmware: HMIGTO4310 XB5S5B2L2

Leia mais

Para criar a conta faça clique no separador. Abre um formulário com campos que terá que preencher. Basta ir seguindo

Para criar a conta faça clique no separador. Abre um formulário com campos que terá que preencher. Basta ir seguindo CRIAR UMA CONTA DE CORREIO ELECTRÓNICO Ex: No hotmail: Abrir o Explorer Na barra de endereços escrever: http://www.hotmail.com Surge a página representada na fig.1. Fig. 1 Para criar a conta faça clique

Leia mais

Índice. 1. Introdução 3. 2. Instalação e desinstalação do GENIUS VOIP MOUSE 4. 2.2 IMs suportados pelo GENIUS VOIP MOUSE 5

Índice. 1. Introdução 3. 2. Instalação e desinstalação do GENIUS VOIP MOUSE 4. 2.2 IMs suportados pelo GENIUS VOIP MOUSE 5 Índice 1. Introdução 3 2. Instalação e desinstalação do GENIUS VOIP MOUSE 4 2.1 Requisitos do sistema 4 2.2 IMs suportados pelo GENIUS VOIP MOUSE 5 2.3 Website de cada IM para download 5 2.4 Instalação

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A CHAVE DE ACTIVAÇÃO DRM WIP NAV PLUS / CONNECT NAV PLUS (RT6)

INSTRUÇÕES PARA A CHAVE DE ACTIVAÇÃO DRM WIP NAV PLUS / CONNECT NAV PLUS (RT6) INSTRUÇÕES PARA A CHAVE DE ACTIVAÇÃO DRM (RT6) 1 0. Pré-requisitos 1. O seu veículo está equipado com um sistema de navegação original da fábrica WIP Nav Plus / Connect Nav Plus. Para a funcionalidade

Leia mais

internet http://www.uarte.mct.pt internet... abrir o programa... pag.. 6 ecrã do internet explorer... ligações... escrever um endereço de internet...

internet http://www.uarte.mct.pt internet... abrir o programa... pag.. 6 ecrã do internet explorer... ligações... escrever um endereço de internet... internet 1 http://www.uarte.mct. internet...... pag.. 2 abrir o programa...... pag.. 3 ecrã do internet explorer... pag.. 4 ligações...... pag.. 5 escrever um endereço de internet... pag.. 6 voltar à página

Leia mais

Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO

Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO Ao abrir a caixa do CD que contém o programa EMPRESÁRIO, o utilizador aceita os termos do contracto de licenciamento deste acordo. Licença Garantias A T&T outorga-lhe

Leia mais

Manual de procedimentos para ligação à rede sem fios minedu

Manual de procedimentos para ligação à rede sem fios minedu 1 - Configuração no Windows Vista Exemplo de configuração de 802.1x com Certificados de Servidor para o Windows Vista. Antes de iniciar os passos de configuração, verifique se tem a placa Wireless ligada,

Leia mais

1.1. Clique no botão Iniciar, seleccione Todos os programas, Microsoft Office e no submenu aberto escolha o programa Microsoft FrontPage.

1.1. Clique no botão Iniciar, seleccione Todos os programas, Microsoft Office e no submenu aberto escolha o programa Microsoft FrontPage. Objectivos: Identificar os elementos do Ambiente de trabalho do Microsoft FrontPage Criar um website Fechar um website Abrir um website Modos de visualização de um website Criar, eliminar, abrir e fechar

Leia mais