Filo porifera. As esponjas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Filo porifera. As esponjas"

Transcrição

1 Filo porifera As esponjas

2 Características gerais - Metazoa com nível celular de construção, sem tecidos verdadeiros; adultos assimétricos ou aparentemente com simetria radial. - Células totipotentes.

3 Com células flageladas características coanócitos que dirigem a água através de canais e câmaras que constituem um sistema aquífero.

4 - Adultos são filtradores sésseis; estágios larvais são móveis e normalmente lecitotróficos,

5 - Camadas celulares externas e internas não possuem membrana basal ( com exceção talvez na subclasse Homoscleromopha). - Camada interna - o mesoílo variável, mais sempre incluindo células móveis e normalmente algum componente do esqueleto. - Elementos esqueléticos, quanto presentes, compostos por carbonato de cálcio ou dióxido de sílica ( tipicamente na forma de espículas) e/ou fibras de colágino.

6

7 não apresentam sistema nervoso. Também não apresentam sistema respiratório, e as trocas gasosas ocorrem por difusão, bem como a excreção. A reprodução pode se dar de forma sexuada ou assexuada. Não há gônadas para formação de gametas

8 Grande parte das esponjas é hermafrodita. Os gametas são formados em células chamadas gonócitos, que são derivadas dos amebócitos. Os gametas masculinos saem da esponja pelo ósculo e penetram em outra esponja pelos poros, junto com a corrente de água. São captados pelos coanócitos e transferidos até os óvulos, que ficam na mesogléia, e promovem a fecundação. Do ovo surgirá uma larva ciliada, de vida livre, que abandona a esponja e nada até se fixar em um substrato e dar origem a um novo indivíduo.

9

10 A parte externa do corpo das esponjas apresenta muitos poros e é formada por células achatadas denominadas pinacócitos, formando a pinacoderme. Os coanócitos também participam desse revestimento.

11 Na mesogléia existem espículas, estruturas de sustentação que podem ser de calcário ou sílica. As espículas se assemelham com agulhas. Pode possuir também uma rede de proteína, chamada espongina.

12 Filos Cnidaria/ Ctenophora

13

14 Como as esponjas, os celenterados (Cnidaria e Ctenophora) são geralmente considerados como um grupo altamente individual e inteiramente final (beco sem saída).

15 As peculiaridades do plano do corpo de um celenterado são sua simetria radial, seu grau celular de organização com a coordenação das células sendo ativadas por uma rede difusa de células nervosas sem bainha, e a ocorrência de somente duas camadas de células, uma em cada lado de uma gelatinosa e frequentemente não celular mesogleia.

16 Igualmente características são as organelas intracelulares, os nematocistos (nos cnidarios) ou coloblastos (nos ctenóforos), responsáveis pela defesa e ataque.

17 Metazoa diploblásticos, com ectoderme e endoderme separadas por uma mesogleia (primariamente) acelular derivada da ectoderme ou por um mesênquima parcialmente celular.

18 Possuem simetria primária radial, frequentemente modificada em birradial, quadrirradial ou de outra maneira; o eixo corporal primário é oral-aboral.

19 - Possuem estruturas adesivas ou urticantes exclusivas, denominadas cnidas; cada cnida reside na única célula onde é produzida, o cnidócito. As cnidas mais comuns são os chamados nematocistos - Musculatura formada em grande parte por células mioepiteliais (= células epiteliomusculares), derivadas da ectoderme e endoderme ( epiderme e gastroderme do adulto)

20 - Exibem alternância entre gerações polipóide assexuada e medusóide sexuada, havendo, entretanto, muitas variações nesse tema básico.

21 - Cavidade gastrovascular (= celêntero) derivada da endoderme é a única cavidade corporal. O celêntero tem a forma de saco, é dividido ou ramificado, e possui uma única abertura, que serve como boca e ânus

22 - Sem uma cabeça, sistema nervoso central ou estruturas individualizadas para trocas gasosas, excreção ou circulação. - Sistema nervoso em rede nervosa simples, composta em grande parte por neurônios nus e não-polares.

23 - Possuem tipicamente uma larva plânula (gástrulas larvais, ciliadas e móveis)

Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID. Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR)

Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID. Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Tipo do produto: Plano de Atividade Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) 1 IDENTIFICAÇÃO NOME DO SUBPROJETO:

Leia mais

Filo dos Poríferos ou Espongiários

Filo dos Poríferos ou Espongiários Filo dos Poríferos ou Espongiários Animais primitivos com poros pelo corpo (esponjas aquáticas). Habitat aquático (marinho e dulcícola). Parazoários: ausência de tecidos verdadeiros. Sésseis (fixos ao

Leia mais

São animais aquáticos Predominantemente marinhos Flutuantes (medusas) ou sésseis (pólipos) Simetria radial Cavidade gastrovascular Células urticantes

São animais aquáticos Predominantemente marinhos Flutuantes (medusas) ou sésseis (pólipos) Simetria radial Cavidade gastrovascular Células urticantes São animais aquáticos Predominantemente marinhos Flutuantes (medusas) ou sésseis (pólipos) Simetria radial Cavidade gastrovascular Células urticantes A água-viva, a caravela, a hidra e os corais são alguns

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL Cordados 54 mil Artrópodes 1 milhão Anelidios 9 mil Outros filos 7 mil Equinodermos 6 mil Esponjas 4 Platelmintos mil 110 mil cnidiários 11 mil Moluscos 110 mil

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados

Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com.br Representantes Representantes Características Diblásticos: ectoderme e endoderme Simetria:

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Pág. 124 Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ CARACTERÍSTICAS DOS

Leia mais

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo;

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo; Características Principais dos Poríferos: Animais Pluricelulares; Apresentam poros na parede de seu corpo; Todos aquáticos; São as Esponjas. Possui uma cavidade central, chamada átrio; Abertura relativamente

Leia mais

Filo CNIDÁRIa FILO CNIDARIA FILO CNIDARIA FILO CNIDARIA 12/04/2013. Maioria são marinhos e formam colônias: corais colônias sésseis

Filo CNIDÁRIa FILO CNIDARIA FILO CNIDARIA FILO CNIDARIA 12/04/2013. Maioria são marinhos e formam colônias: corais colônias sésseis 12/04/2013 Grego (knide = urtiga) Antigo filo Celenterado junto com os Ctenóforos. Solitários (hidra, medusa) ou coloniais (corais) Representado por hidras, medusas ou águas-vivas, corais, anêmonas-do-mar

Leia mais

Filo Porifera. Metazoa. Esquema Filogenético. Choanoflagellata (grupoirmão. de Metazoa) Choanoflagelatta -Protozoa

Filo Porifera. Metazoa. Esquema Filogenético. Choanoflagellata (grupoirmão. de Metazoa) Choanoflagelatta -Protozoa Esquema Filogenético de Metazoa Choanoflagellata (grupoirmão de Metazoa) Choanoflagelatta -Protozoa Metazoa Porifera é um Grupo Monofilético (possui ancestral em comum) Choanoflagellata Reino Protista

Leia mais

Talvez ao tomar banho, você goste de se ensaboar usando uma esponja sintética, feita de plástico ou de borracha, ou uma bucha vegetal.

Talvez ao tomar banho, você goste de se ensaboar usando uma esponja sintética, feita de plástico ou de borracha, ou uma bucha vegetal. Poríferos Talvez ao tomar banho, você goste de se ensaboar usando uma esponja sintética, feita de plástico ou de borracha, ou uma bucha vegetal. Mas você já pensou em tomar banho ensaboando-se com o esqueleto

Leia mais

NOVIDADES EVOLUTIVAS IMPORTANTES

NOVIDADES EVOLUTIVAS IMPORTANTES EUMETAZOA 1 NOVIDADES EVOLUTIVAS IMPORTANTES 2 TECIDO EPITELIAL 3 O que é tecido epitelial? Camada organizada de células que geralmente separa compartimentos corporais de composição química diferente.

Leia mais

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo;

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo; Características Principais dos Poríferos: Animais Pluricelulares; Apresentam poros na parede de seu corpo; Todos aquáticos; São as Esponjas. Possui uma cavidade central, chamada átrio; Abertura relativamente

Leia mais

APRENDENDO A CARACTERIZAR OS ANIMAIS. Zoologia parte da biologia que estuda os animais

APRENDENDO A CARACTERIZAR OS ANIMAIS. Zoologia parte da biologia que estuda os animais APRENDENDO A CARACTERIZAR OS ANIMAIS Zoologia parte da biologia que estuda os animais CARACTERÍSTICAS DO REINO ANIMALIA Simetria- é a divisão imaginária do corpo de um organismo em metade especulares.

Leia mais

Filo Cnidaria. Quem são Principais grupos Característica comum Características gerais

Filo Cnidaria. Quem são Principais grupos Característica comum Características gerais Filo Cnidaria Quem são Principais grupos Característica comum Características gerais 1 Metazoa Metazoa Cnidaria Ctenophora Bilateria Choanoflagellata Porifera Placozoa Cnidaria Ctenophora Bilateria Choanoflagellata

Leia mais

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Existem espécies de sexos separados e espécies hermafroditas. Neste último caso, os óvulos e espermatozoides de um mesmo indivíduo amadurecem em épocas diferentes, o que evita a

Leia mais

UNIDADE IV Filo Porifera

UNIDADE IV Filo Porifera CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR UNIDADE ACADÊMICA DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CAMPUS DE POMBAL UNIDADE IV Filo Porifera Prof. Dr. Sc. Ancélio Ricardo de Oliveira Gondim Em paz me deito e logo adormeço,

Leia mais

25/04/2015. Esquema Filogenético de Metazoa CNIDARIA. Cnidaria Ctenophora. simetria (radiada) gônadas organizadas. Antigos celenterados.

25/04/2015. Esquema Filogenético de Metazoa CNIDARIA. Cnidaria Ctenophora. simetria (radiada) gônadas organizadas. Antigos celenterados. CNIDARIA Esquema Filogenético de Metazoa Cnidaria Ctenophora 1º simetria (radiada) gônadas organizadas Antigos celenterados 1 Representantes do filo: hidras, anêmonas-do-mar, águas-vivas, canetas -do-mar,

Leia mais

Cnidários. São animais relativamente simples, que vivem em ambientes aquáticos, principalmente no mar.

Cnidários. São animais relativamente simples, que vivem em ambientes aquáticos, principalmente no mar. São animais relativamente simples, que vivem em ambientes aquáticos, principalmente no mar. São os primeiros animais a apresentarem uma cavidade digestiva no corpo, fato que gerou o nome celenterado, destacando

Leia mais

Filo CNIDARIA (final) e Filo CTENOPHORA Aula 06

Filo CNIDARIA (final) e Filo CTENOPHORA Aula 06 Filo CNIDARIA classificação * Classe HYDROZOA OK Inclui as Hidras Colônias polipoides, ou formas medusoides * Classe SCYPHOZOA OK * Classe CUBOZOA OK Scyphozoa e Cubozoa predom. medusoides * Classe ANTHOZOA

Leia mais

PORÍFEROS (ESPONJAS)

PORÍFEROS (ESPONJAS) 1 PORÍFEROS (ESPONJAS) PORÍFEROS - (poro = orifício; phorus = portador) Que portam poros São organismos aquáticos, maioria filtradores, sesséis (fixos ao substrato), caracterizados pela presença de células

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com

Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Representantes Representantes Características Diblásticos: ectoderme e endoderme Simetria: Radial

Leia mais

28/03/2012. Porifera. Porifera. Escala de Tempo. Filogenia - Metazoa Inferiores. Origens. Metazoa. Eumetazoa (desnecessários...

28/03/2012. Porifera. Porifera. Escala de Tempo. Filogenia - Metazoa Inferiores. Origens. Metazoa. Eumetazoa (desnecessários... Filogenia - Metazoa Inferiores Porifera Metazoa Parazoa Eumetazoa (desnecessários...) Porifera Cnidaria Ctenophora Bilateria Prof. Márcio Reis Custódio Depto. Fisiologia - IB/USP Metazoa Organismo multicelular,

Leia mais

REINO METAZOA FILOS. Placozoa Rhombozoa Orthonectida Monoblastozoa Porifera

REINO METAZOA FILOS. Placozoa Rhombozoa Orthonectida Monoblastozoa Porifera REINO METAZOA FILOS Placozoa Rhombozoa Orthonectida Monoblastozoa Porifera Tópicos da Aula Termo Mesozoa Placozoa Monoblastozoa Rhombozoa Orthonectida Porifera METAZOA Brusca e Brusca Protistas CHOANOFLAGELLATA

Leia mais

Características gerais (apomorfias) de Cnidaria e Ctenophora

Características gerais (apomorfias) de Cnidaria e Ctenophora Filo Cnidaria Termos Celenterados e Radiata devem ser evitados Cnidaria + Ctenophora não formam grupo monofilético Semelhanças não tiveram origem num ancestral comum Características gerais (apomorfias)

Leia mais

Aula II Organização geral do corpo dos animais, Embriologia

Aula II Organização geral do corpo dos animais, Embriologia ZOOLOGIA E PARASITOLOGIA Aula II Organização geral do corpo dos animais, Embriologia Professora: Luciana Alves de Sousa Padrões de Simetria SIMETRIA Partes do corpo com correspondência, em grandeza, forma

Leia mais

Questão 01) Complete as lacunas abaixo. e) passa de completamente extracelular a completamente intracelular, a partir dos anelídeos.

Questão 01) Complete as lacunas abaixo. e) passa de completamente extracelular a completamente intracelular, a partir dos anelídeos. Questão 01) Complete as lacunas abaixo. Os corais pertencem à classe Anthozoa, do Filo. Alguns outros representantes deste filo são as hidras,, anêmonasdo-mar e caravelas. A alternativa que contém os termos

Leia mais

6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica

6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica 6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica Unidade I Descobrindo os seres vivos Níveis de organização biológica Unidade I Descobrindo os seres vivos Hereditariedade: passagem dos genes

Leia mais

02) A figura a seguir representa o protozoário ciliado de vida livre do gênero Paramecium com indicação de algumas de suas estruturas.

02) A figura a seguir representa o protozoário ciliado de vida livre do gênero Paramecium com indicação de algumas de suas estruturas. COLÉGIO CEC CENTRO EDUCACIONAL CIANORTE ED. INFANTIL, ENS. FUNDAMENTAL E MÉDIO - SISTEMA ANGLO DE ENSINO. REVISÃO DE PROTOZOÁRIOS E FILOS: PORÍFERA E CNIDARIA PROFESSOR NANNI ( TERCEIÃO 2012). 01) Compare

Leia mais

Prof. Dorival Filho Zoologia

Prof. Dorival Filho Zoologia EMBRIOLOGIA Qual a vantagem de haver um terceiro folheto embrionário? A partir de um terceiro folheto, novos tecidos podem se formar, como mostra a tabela abaixo. Portanto, um animal triblástico possuirá

Leia mais

Características Gerais

Características Gerais Características Gerais São vermes achatados; Ausência de sistema respiratório/circulatório; Outros sistemas muito primitivos; Apresentam simetria bilateral; Podem ser parasitas ou de vida livre; Características

Leia mais

Reino Animalia. Desenvolvimento Embrionário

Reino Animalia. Desenvolvimento Embrionário Reino Animalia Características Gerais Seres eucariontes (seres vivos que possuem o núcleo de suas células delimitado por uma membrana, a carioteca); Maioria desses seres possui capacidade de locomoção

Leia mais

EQUINODERMOS ECHINODERMATA

EQUINODERMOS ECHINODERMATA EQUINODERMOS ECHINODERMATA Prof. Élyka F. Pereira de Melo Pós graduada em Microbiologia, fundamentos e biotecnologia Pós-graduada em Metodologia da Biologia e Química Pós graduada Microbiologia Básica

Leia mais

MOLUSCOS FILO MOLUSCA

MOLUSCOS FILO MOLUSCA MOLUSCOS FILO MOLUSCA CARACTERIZAÇÃO São animais de corpo mole predominantemente marinhos, embora existam espécies de água doce e terrestre. Alguns se deslocam livremente enquanto outros são sésseis.

Leia mais

PORÍFEROS E CNIDÁRIOS

PORÍFEROS E CNIDÁRIOS M I N I S T É RIO DOS D E S B RA V A DO R E S PORÍFEROS E CNIDÁRIOS O que vem por aí... Muito mais que Bob esponja GUIA DAS ESPECIALIDADES Clube de Desbravadores /// Volume 3. 2015 1ª Edição: Disponível

Leia mais

Prof.: Gilmar Marques FILO CNIDÁRIA. Celenterados

Prof.: Gilmar Marques FILO CNIDÁRIA. Celenterados 1 FILO CNIDÁRIA Celenterados Cnidários 2 Do Grego (Cnid=urtiga), devido aos cnidócitos. Fósseis de Cnidários datam do Pré- Cambriano (600 milhões de anos) São organismos aquáticos. Podem ser solitários

Leia mais

Representantes no mar (maioria), na água doce e no ambiente terrestre.

Representantes no mar (maioria), na água doce e no ambiente terrestre. Simetria bilateral, triblásticos e apresentam celoma (cavidade corporal totalmente revestida por mesoderma), uma novidade evolutiva em relação aos nematódeos. Representantes no mar (maioria), na água doce

Leia mais

FILOS PORIFERA E CNIDARIA2

FILOS PORIFERA E CNIDARIA2 FILOS PORIFERA E CNIDARIA2 2.1 Filo Porifera: Introdução 2.1.1 Filo Porifera: estrutura do corpo 2.1.2 Filo Porifera: tipos de células 2.1.3 Filo Porifera: Nutrição, trocas gasosas e excreção 2.1.4 Filo

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: REINO ANIMAL- PLATELMINTOS E NEMATELIMINTOS Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: REINO ANIMAL- PLATELMINTOS E NEMATELIMINTOS Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: REINO ANIMAL- PLATELMINTOS E NEMATELIMINTOS Prof. Enrico Blota Biologia Reino animal Platelmintos e nematelimintos Platelmintos São bilateralmente simétricos que não possuem

Leia mais

EMBRIOLOGIA. Prof. Kauê Costa 2014

EMBRIOLOGIA. Prof. Kauê Costa 2014 EMBRIOLOGIA Prof. Kauê Costa kaue.costa@ymail.com 2014 Zigoto Ocorre variação na reserva nutricional (vitelo) dos zigotos de diferentes seres vivos. Clivagem É o nome que se dá à divisão, por mitose, do

Leia mais

Filo Echinodermata (Equinodermos)

Filo Echinodermata (Equinodermos) Do grego echinos: espinhos; derma: pele. O filo possui cerca de 6000 espécies descritas, todas marinhas. Os equinodermos estão agrupados em 5 classes distintas: -Asteroidea (estrelas-do-mar) Do grego echinos:

Leia mais

Nome: Prof.: Carlos Weber Biologia Turma: 1ª Série Data:11/08/16. Lista: 01

Nome: Prof.: Carlos Weber Biologia Turma: 1ª Série Data:11/08/16. Lista: 01 Nome: Prof.: Carlos Weber Biologia Turma: 1ª Série Data:11/08/16. Lista: 01 PORÍFEROS, CELENTERADOS E PLATELMINTOS 1. (Unisinos 2016) Os platelmintos (Filo Platyhelmintes) são animais invertebrados que

Leia mais

Apresentam simetria bilateral o corpo pode ser dividido longitudinalmente em duas partes iguais.

Apresentam simetria bilateral o corpo pode ser dividido longitudinalmente em duas partes iguais. OS PLATELMINTOS Prof. André Maia III. Os Platelmintos Características São vermes dotados de corpo geralmente achado dorsoventramente. São destituídos de sistemas respiratório e circulatório. São animais

Leia mais

ECHINODERMATA QUEM SÃO: 14/02/2014. Pycnopodia. CLASSE: CRINOIDEA (Lírio-do-mar) Labidiaster radious

ECHINODERMATA QUEM SÃO: 14/02/2014. Pycnopodia. CLASSE: CRINOIDEA (Lírio-do-mar) Labidiaster radious ECHINODERMATA CLASSE: ASTEROIDEA (Estrela-do-mar) QUEM SÃO: Labidiaster radious CLASSE: ECHINOIDEA (Ouriço-do-mar e Bolacha-do-mar) Pycnopodia CLASSE: CRINOIDEA (Lírio-do-mar) Antedon bifida 1 CLASSE:

Leia mais

Reino Animalia (Metazoa)

Reino Animalia (Metazoa) Reino Animalia (Metazoa) Filo Porifera Filo Cnidaria Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia Maior e mais diversificado mais de 1 milhão de espécies

Leia mais

1. (1,0) Dada a função, definida pela fórmula f(x)=2x²+1. Determine a sua imagem: a) O Domínio: b) A imagem. c) f(5) d) f(12)

1. (1,0) Dada a função, definida pela fórmula f(x)=2x²+1. Determine a sua imagem: a) O Domínio: b) A imagem. c) f(5) d) f(12) DATA DE ENTREGA: 04 / 05 / 016 QiD 1ª SÉRIE PARTE 4 MATEMÁTICA 1. (1,0) Dada a função, definida pela fórmula f(x)=x²+1. Determine a sua imagem:. (1,0) Dado o esquema abaixo, representando uma função de

Leia mais

FILO PORIFERA 2. CARACTERÍSTICAS GERAIS

FILO PORIFERA 2. CARACTERÍSTICAS GERAIS Porífero ( porus = poro + ferre = possuir) Representado pelas esponjas, que aparecem do Ártico aos trópicos; Vivem desde a linha da maré baixa até 5.500 m São marinha e dulcícolas ( 2 Famílias ); FILO

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a):

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a): GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 2º ano ALUNO(a): Lista de Exercícios NOTA: No Anhanguera você é + Enem Questão 01) São divididos em áscon, sícon e lêucon: a) Cnidários. b) Platelmintos.

Leia mais

03. Uma célula que perdeu grande quantidade de água só poderá se recuperar se colocada em solução

03. Uma célula que perdeu grande quantidade de água só poderá se recuperar se colocada em solução 03. Uma célula que perdeu grande quantidade de água só poderá se recuperar se colocada em solução 01. O esquema a seguir representa o modelo de organização molecular da membrana plasmática. (A) isotônica.

Leia mais

Característica exclusiva dos seres vivos. Fundamental para a manutenção da espécie e não do indivíduo. Em nível molecular a reprodução está associada

Característica exclusiva dos seres vivos. Fundamental para a manutenção da espécie e não do indivíduo. Em nível molecular a reprodução está associada Prof. Júlio Característica exclusiva dos seres vivos. Fundamental para a manutenção da espécie e não do indivíduo. Em nível molecular a reprodução está associada à capacidade do DNA se autoduplicar. SEXUADA

Leia mais

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Cnidaria (parte II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Cnidaria (parte II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Cnidaria (parte II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Relembrando Cnidaria: Eucarióticos pluricelulares e heterótrofos; Diblásticos;

Leia mais

PASES 2 a ETAPA TRIÊNIO O DIA GABARITO 1 19 BIOLOGIA QUESTÕES DE 31 A 40

PASES 2 a ETAPA TRIÊNIO O DIA GABARITO 1 19 BIOLOGIA QUESTÕES DE 31 A 40 PASES 2 a ETAPA TRIÊNIO 2003-2005 1 O DIA GABARITO 1 19 BIOLOGIA QUESTÕES DE 31 A 40 31. O uso de anticoncepcionais orais, a partir da década de 60, causou grande impacto sobre nossa cultura. Hoje, existem

Leia mais

REPRODUÇÃO. Prof. Edgard Manfrim - Biologia

REPRODUÇÃO. Prof. Edgard Manfrim - Biologia REPRODUÇÃO Prof. Edgard Manfrim - Biologia REPRODUÇÃO ASSEXUADA BROTAMENTO OU GEMIPARIDADE ESPONGIÁRIO E CELENTERADO ESTROBILIZAÇÃO MEDUSAS REGENERAÇÃO PLANÁRIAS Prof. Edgard Manfrim - Biologia Prof. Edgard

Leia mais

ATIVIDADE DE BIOLOGIA 2016

ATIVIDADE DE BIOLOGIA 2016 7/9/2016 ENSINO MÉDIO DO INSTITUTO FEDERAL DO MARANHÃO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA-IFMA CAMPUS COELHO NETO ASSUNTOS DO 2ºANO: PLATELMINTOS E NEMATÓDEOS ALUNO: ALCIDES WENNER F. BASTOS 1WWWWWDEF PLATELMINTOS

Leia mais

25/03/2013. Características gerais dos animais REINO ANIMALIA. Principais filos. Desenvolvimento embrionário

25/03/2013. Características gerais dos animais REINO ANIMALIA. Principais filos. Desenvolvimento embrionário Características gerais dos animais Eucariontes; Pluricelulares; Heterótrofos; Simetria bilateral, radial ou assimétricos; REINO ANIMALIA CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ANIMAIS Principais filos Porífera: esponjas;

Leia mais

PORIFERA. Barnes e Ville et al., Calcarea ou Calcisponpongiae Hexactinellida ou Hyalospongiae Demospongiae Sclerospongiae

PORIFERA. Barnes e Ville et al., Calcarea ou Calcisponpongiae Hexactinellida ou Hyalospongiae Demospongiae Sclerospongiae PORIFERA - Sésseis, marinhos (5000 spp.) ou dulcícolas (150 spp.); - Com poucos movimentos detectáveis; - Simetria radial ou ausente; - Não apresentam órgãos. - Estrutura corporal sistema de canais e câmaras

Leia mais

Resumo Cap. 10 (Poríferos e Cnidários) 1ª Série EM Prof.: Alexsandra Ribeiro PORÍFEROS

Resumo Cap. 10 (Poríferos e Cnidários) 1ª Série EM Prof.: Alexsandra Ribeiro PORÍFEROS Resumo Cap. 10 (Poríferos e Cnidários) 1ª Série EM Prof.: Alexsandra Ribeiro PORÍFEROS Os poríferos, ou esponjas, surgiram há cerca de 1 bilhão de anos e, provavelmente, se originaram de seres unicelulares

Leia mais

Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas. Professora Débora Biologia

Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas. Professora Débora Biologia Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas Professora Débora Biologia Filo Poríferos Esponjas Filo Poríferos Características São todas

Leia mais

Filo Annelida Vermes Anelados

Filo Annelida Vermes Anelados Filo Annelida Vermes Anelados CARACTERÍSTICAS GERAIS Anelídeo anelo = anel Metameria Meta = sucessão; meros = partes Externa e Interna Triblástico ( endoderme, mesoderme e ectoderme) Celomados Simetria

Leia mais

Biologia. Profª: Carla 21/02/2017. CaCO s CO g H O Ca aq 2HCO aq. Aluno(a):

Biologia. Profª: Carla 21/02/2017. CaCO s CO g H O Ca aq 2HCO aq. Aluno(a): Biologia Profª: Carla Aluno(a): 17 21/02/2017 1. (Fuvest 2011) Recifes de coral são rochas de origem orgânica, formadas principalmente pelo acúmulo de exoesqueletos de carbonato de cálcio secretados por

Leia mais

MOLUSCOS E ANELÍDEOS

MOLUSCOS E ANELÍDEOS MOLUSCOS E ANELÍDEOS Artrópodes Vertebrados Cordados Protostômios Deuterostômios Pseudocelomados Celomados Acelomados Características gerais MOLUSCOS (Latim: mollis) 100.000 espécies da fauna atual São

Leia mais

04) O filo porífera é representado pelas esponjas. Na figura, as letras A, B e C referem-se aos aspectos reprodutivos destes animais.

04) O filo porífera é representado pelas esponjas. Na figura, as letras A, B e C referem-se aos aspectos reprodutivos destes animais. Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Mário Neto Série: 3º Disciplina: Ciências da Natureza/ Biologia Data da prova: 01) A digestão dos Poríferos (esponjas) é intracelular e realizada por células

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - PORÍFEROS E CNIDÁRIOS Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - PORÍFEROS E CNIDÁRIOS Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - PORÍFEROS E CNIDÁRIOS Prof. Enrico Blota Biologia Reino animal Poríferos e cnidários Poríferos A linhagem que originou as esponjas atuais se separou da linhagem

Leia mais

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre MÓDULO 2 PORIFERA E CNIDARIA 1 - Em relação ao plano corporal dos animais, observamos que algumas espécies são assimétricas, enquanto outras apresentam

Leia mais

Equinodermas e Protocordados 2ª parte

Equinodermas e Protocordados 2ª parte COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Equinodermas e Protocordados 2ª parte Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com O que significa o termo Cordados?

Leia mais

Nematelmintos - Filo Nematoda

Nematelmintos - Filo Nematoda Nematelmintos - Filo Nematoda São vermes de corpo alongado e cilíndrico Apresentam simetria bilateral e são triblásticos, pseudocelomados e protostômios O pseudoceloma promove: espaço para órgãos internos,

Leia mais

Prof. Dr. Carlos Daniel Pérez

Prof. Dr. Carlos Daniel Pérez Prof. Dr. Carlos Daniel Pérez 1 CELENTEROLOGIA 2 CELENTERADOS OU CNIDÁRIOS? 3 UM POUCO DE HISTORIA... Aristóteles Acalephae (do grego akalephe, urtiga) ou Cnida (do grego knide, irritante) Até século XIX

Leia mais

Conhecidos como espongiários ou simplesmente esponjas.

Conhecidos como espongiários ou simplesmente esponjas. CIÊNCIAS 7 ANO PORÍFEROS Conhecidos como espongiários ou simplesmente esponjas. Não possuem tecidos bem definidos. Não apresentam órgãos e nem sistemas. São exclusivamente aquáticos, na maioria marinhos,

Leia mais

REINO ANIMAL. Qual a importância da metameria? FILO: ANELÍDEOS VERMES CILÍNDRICOS E SEGMENTADOS. Qual a importância da metameria?

REINO ANIMAL. Qual a importância da metameria? FILO: ANELÍDEOS VERMES CILÍNDRICOS E SEGMENTADOS. Qual a importância da metameria? REINO ANIMAL FILO: ANELÍDEOS VERMES CILÍNDRICOS E SEGMENTADOS Metâmeros são compartimentos contíguos, revestidos internamente por mesoderme, e separados uns dos outros por paredes (septos) mesodérmicas.

Leia mais

Filo Mollusca (Moluscos)

Filo Mollusca (Moluscos) Do latim, mollis = mole Animais de corpo mole, geralmente protegidos por uma concha calcária. Vivem em quase todos os ambientes (dulcícolas, marinhos e terrestres) Maioria de vida livre O filo possui 150

Leia mais

Departamento de Biologia Aplicada à Agropecuária FCAV UNESP - Jaboticabal. Tel: (16)

Departamento de Biologia Aplicada à Agropecuária FCAV UNESP - Jaboticabal. Tel: (16) ZOOLOGIA Aula Prática Conceitos Prof a Maria Célia Portella Departamento de Biologia Aplicada à Agropecuária FCAV UNESP - Jaboticabal Tel: (16) 3209.7198 portella@caunesp.unesp.br www.fcav.unesp.br/mariacelia/

Leia mais

Oi pessoal dos 8 os anos, estão com saudade das atividades escolares? Pois bem, precisamos dar seqüência aos estudos e, na volta às aulas, no dia 17,

Oi pessoal dos 8 os anos, estão com saudade das atividades escolares? Pois bem, precisamos dar seqüência aos estudos e, na volta às aulas, no dia 17, Oi pessoal dos 8 os anos, estão com saudade das atividades escolares? Pois bem, precisamos dar seqüência aos estudos e, na volta às aulas, no dia 17, algumas atividades devem estar prontas. Mas antes de

Leia mais

Aula Biologia Turma 1 Aprendendo a Aprender PET-BICE Universidade Federal de Alfenas Classificação biológica

Aula Biologia Turma 1 Aprendendo a Aprender PET-BICE Universidade Federal de Alfenas Classificação biológica Aula Biologia Turma 1 Aprendendo a Aprender PET-BICE Universidade Federal de Alfenas Classificação biológica O Sistema de classificação dos seres vivos proposto pelo naturalista sueco Carollus Linnaeus

Leia mais

Platelmintos. Profº - Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS. Data

Platelmintos. Profº - Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS. Data Platelmintos Profº - Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Data Platelmintos Vermes achatados Vida livre aquáticos e solo úmido. (Planária) Parasitas Esquistossomo, fascíola e tênia. Platelmintos - Características

Leia mais

Classificação dos Seres Vivos

Classificação dos Seres Vivos Classificação dos Seres Vivos Quantos seres vivos há na Terra? Estimativa: ~30 milhões Identificados: ~1,75 milhão de sp animais... A classificação dos seres vivos surgiu com a própria necessidade do homem

Leia mais

Os anjos cantam. Wrecking ball

Os anjos cantam. Wrecking ball Os anjos cantam Wrecking ball Andando eu vi um bicho estranho Acho que era uma minhoca Sem perna sem mão Era mo estranhão Respiração pela pele Anelídeos são oligoquetas, poliquetas ou até hirudíneos Isso

Leia mais

CONSTRUÇÃO E APLICAÇÃO DE JOGO DIDÁTICO PARA UMA TURMA DE ENSINO MÉDIO DE UMA ESCOLA DA REDE PARTICULAR DE ENSINO EM ITAIPU, NITERÓI, RJ.

CONSTRUÇÃO E APLICAÇÃO DE JOGO DIDÁTICO PARA UMA TURMA DE ENSINO MÉDIO DE UMA ESCOLA DA REDE PARTICULAR DE ENSINO EM ITAIPU, NITERÓI, RJ. CONSTRUÇÃO E APLICAÇÃO DE JOGO DIDÁTICO PARA UMA TURMA DE ENSINO MÉDIO DE UMA ESCOLA DA REDE PARTICULAR DE ENSINO EM ITAIPU, NITERÓI, RJ. Juliana da Silva Cardoso IFRJ julinhacardoso@yahoo.com.br Cristina

Leia mais

INTRODUÇÃO AOS BILATERIA. META Descrever as características que possibilitaram o surgimento e irradiação dos Bilateria.

INTRODUÇÃO AOS BILATERIA. META Descrever as características que possibilitaram o surgimento e irradiação dos Bilateria. INTRODUÇÃO AOS BILATERIA META Descrever as características que possibilitaram o surgimento e irradiação dos Bilateria. OBJETIVOS Ao final da aula, o aluno deverá: entender os planos e eixos corporais (diferença

Leia mais

Atividade de Biologia 2 série

Atividade de Biologia 2 série Atividade de Biologia 2 série Nome: 1. (Ufmg 2013) Protistas ciliados podem ser facilmente reconhecidos pela sua cobertura ciliar e pela presença de macronúcleo (regula o metabolismo) e micronúcleo (participa

Leia mais

FILO ECHINODERMATA (~7.000 sp)

FILO ECHINODERMATA (~7.000 sp) FILO ECHINODERMATA (~7.000 sp) (gr. echinos, espinho; ouriço derma, pele) Classes: Classe Crinoidea (lírios-do-mar) Classe Echinoidea (ouriços-do-mar) Classe Asteroidea (estrelas-do-mar) Classe Ophiuroidea

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com EQUINODERMOS O nome decorre da presença de espinhos na pele: equino

Leia mais

Níveis de Organização do Corpo Humano

Níveis de Organização do Corpo Humano Níveis de Organização do Corpo Humano Ao estudar o corpo humano, podemos analisá-lo por meio de diferentes níveis de organização. Podemos estudá-lo analisando os sistemas do corpo ou então seus tecidos

Leia mais

Embriologia. Prof. César Lima

Embriologia. Prof. César Lima Embriologia A embriologia é a parte da Biologia que estuda o desenvolvimento dos embriões animais. Há grandes variações, visto que os animais invertebrados e vertebrados apresentam muitos diferentes aspectos

Leia mais

31. Com relação aos principais componentes orgânicos celulares, assinale a afirmativa INCORRETA.

31. Com relação aos principais componentes orgânicos celulares, assinale a afirmativa INCORRETA. PASES 1 a ETAPA TRIÊNIO 2004-2006 1 o DIA GABARITO 1 19 BIOLOGIA QUESTÕES DE 31 A 40 31. Com relação aos principais componentes orgânicos celulares, assinale a afirmativa INCORRETA. a) Proteínas, quando

Leia mais

Crustáceos (crusta= crosta ou pele grossa)

Crustáceos (crusta= crosta ou pele grossa) Grupo Mandibulata Subfilos: Miriápodes: quilópodes (centopéias e lacraias) e diplópodes (piolho de cobra). Crustáceos Insetos Novidades evolutivas: Mandíbulas (importantes para triturar alimentos); Olhos

Leia mais

Reprodução e Noções de Embriologia. Professora: Emmanuelle Disciplina: Biologia Turma: 2º Médio

Reprodução e Noções de Embriologia. Professora: Emmanuelle Disciplina: Biologia Turma: 2º Médio Reprodução e Noções de Embriologia Professora: Emmanuelle Disciplina: Biologia Turma: 2º Médio São Paulo, 2013 Estrutura da Aula Tipos de Reprodução Processos assexuados de Reprodução Ciclos de vida Gametogênese

Leia mais

ONGEP PRÉ-PROVA BIOLOGIA 2013

ONGEP PRÉ-PROVA BIOLOGIA 2013 ONGEP PRÉ-PROVA BIOLOGIA 2013 ZOOLOGIA DE INVERTEBRADOS PORÍFEROS Provável ancestral: protista flagelado Diploblásticos Sem celoma Sem diferenciação de tecidos Coanócitos Ambiente aquático CELENTERADOS

Leia mais

Os Poríferos. Características exclusivas. 1) Apresentam o corpo coberto por poros. 2) São os primeiros representantes do reino animal.

Os Poríferos. Características exclusivas. 1) Apresentam o corpo coberto por poros. 2) São os primeiros representantes do reino animal. Os Poríferos Características exclusivas 1) Apresentam o corpo coberto por poros. 2) São os primeiros representantes do reino animal. Outras características 1) Apresentam uma grande capacidade de regeneração

Leia mais

BIOLOGIA Prof.: Doo Lista: 06 Aluno(a): Turma: Data: 23/02/2015

BIOLOGIA Prof.: Doo Lista: 06 Aluno(a): Turma: Data: 23/02/2015 BIOLOGIA Prof.: Doo Lista: 06 Aluno(a): Turma: Data: 23/02/2015 PORÍFEROS Características gerais Exclusivamente aquáticos Maioria assimétrica Aneuromiários Filtradores Fixos quando adultos Classes Calcária:

Leia mais

Objetivo. Fornecer subsídios para uma compreensão geral da. modificação de caracteres

Objetivo. Fornecer subsídios para uma compreensão geral da. modificação de caracteres Objetivo Fornecer subsídios para uma compreensão geral da diversidade biológica, da evolução dos táxons t e da modificação de caracteres Bibliografia básicab AMORIM, D. S. 2002. Fundamentos de sistemática

Leia mais

EQUINODERMAS E PROTOCORDADOS 1ª PARTE

EQUINODERMAS E PROTOCORDADOS 1ª PARTE COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ EQUINODERMAS E PROTOCORDADOS 1ª PARTE CAPÍTULO 14 pág. 177 Professora Leonilda Brandão da Silva PROBLEMATIZAÇÃO Você conhece exemplos de equinodermos?

Leia mais

Sobre os Equinodermos

Sobre os Equinodermos Os equinodermos Equinodermos Equinodermos (equinos: espinhos; dermo: pele); Animais exclusivamente marinhos; Possuem de um endoesqueleto de calcário e muitas vezes com espinhos salientes; O endoesqueleto

Leia mais

Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT

Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT Ciências 2016 Professor: Danilo Lessa Materiais: Livro e PPT Com muita alegria iremos iniciar nossos estudos sobre os moluscos! O Corpo dos Moluscos ( corpo mole ): Na cabeça há a rádula (uma espécie de

Leia mais

Os moluscos são representados pelos seguintes seres vivos:

Os moluscos são representados pelos seguintes seres vivos: Os moluscos Os moluscos são representados pelos seguintes seres vivos: Ostra Caracol Lula Lesma Polvo Os moluscos Animais de corpo mole, geralmente com concha; Exemplos: Ostras, marisco, lesma e a lula.

Leia mais

23/07/2014. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados. (At 3:19) Os moluscos (do latim molluscus, mole)

23/07/2014. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados. (At 3:19) Os moluscos (do latim molluscus, mole) Prof. Ancélio Ricardo de Oliveira Gondim Engenheiro Agrônomo, D. Sc. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados. (At 3:19) Pombal 11 de Abril de 2014 Pombal 11 de Abril

Leia mais

Filo Porífera. Esponjas

Filo Porífera. Esponjas Filo Porífera Esponjas Filo Porifera Osculo Átrio Pinacócitos Amebócito poros Porocito Espícula Flagelo Esponja Mesogléia Coanócito Gonócito Pinacócito Espícula Átrio Póro Porócito Arqueócito Meio Externo

Leia mais

Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26. Page 1

Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26. Page 1 Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26 Page 1 Características Gerais Platy = achatado ; helminthes = verme Simetria bilateral (ocorre pela 1ª vez); Apresenta uma cabeça com gânglios nervosos organizados;

Leia mais

FILO ARTHROPODA. Artrhon = articulação/ Podos = pés

FILO ARTHROPODA. Artrhon = articulação/ Podos = pés FILO ARTHROPODA Artrhon = articulação/ Podos = pés - INVERTEBRADOS BILATÉRIOS, CELOMADOS, SEGMENTADOS; - APÊNDICES LOCOMOTORES ARTICULADOS EM NÚMERO PAR; PATAS ARTICULADAS -ANDAR, CORRER, SALTAR, NADAR;

Leia mais

::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento :::

::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento ::: Seres Invertebrados adsense1 Desde os protozoários, unicelulares e microscópicos, até os grandes polvos e lulas, que atingem vários metros de comprimento, os invertebrados formam uma ampla variedade de

Leia mais

Embriologia. Prof. Mateus Grangeiro

Embriologia. Prof. Mateus Grangeiro Embriologia Prof. Mateus Grangeiro OBJETIVOS DA AULA Comparar a espermatogênese com a ovulogênese. Descrever os principais eventos da fecundação. Introduzir os processos básicos do desenvolvimento embrionário,

Leia mais