Nome: Prof.: Carlos Weber Biologia Turma: 1ª Série Data:11/08/16. Lista: 01

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nome: Prof.: Carlos Weber Biologia Turma: 1ª Série Data:11/08/16. Lista: 01"

Transcrição

1 Nome: Prof.: Carlos Weber Biologia Turma: 1ª Série Data:11/08/16. Lista: 01 PORÍFEROS, CELENTERADOS E PLATELMINTOS 1. (Unisinos 2016) Os platelmintos (Filo Platyhelmintes) são animais invertebrados que possuem o corpo achatado. As características que os diferenciam dos outros invertebrados são: sistema circulatório ; sistema digestivo ; e excreção realizada através de. Sobre as características diferenciais dos platelmintos descritas acima, qual das alternativas abaixo preenche correta e respectivamente as lacunas? a) presente; incompleto; metanefrídeos. b) ausente; incompleto; túbulos de Malpighi. c) ausente; incompleto; células-flama. d) presente; completo; túbulos de Malpighi. e) presente; incompleto; células-flama. morrer. Aparentemente, eles estavam revertendo o envelhecimento e rejuvenescendo progressivamente, até alcançarem seu estágio inicial de desenvolvimento, ponto em que novamente iniciavam seu ciclo de vida. Em 1996, os cientistas descreveram como a espécie pode se transformar novamente em um pólipo a partir da fase de medusa. Um dos cientistas comparou a água-viva a uma borboleta que pudesse novamente se tornar uma lagarta. Hoje sabemos que o rejuvenescimento de Turritopsis dohrnii é desencadeado por estresse ambiental ou agressão física. Essas descobertas apareceram para desbancar a lei mais fundamental da natureza você nasce e então você morre. Adaptado de: RICH, N. Can a Jellyfish Unlock the Secret of Immortality?. In: The New York Times. nov Disponível em: < Acesso em: 18 jun (Ufu 2015) A figura representa, esquematicamente, o ciclo de vida de Schistosoma mansoni. A partir da análise do ciclo, considere as afirmativas a seguir. I. A larva do esquistossomo que penetra ativamente pela pele ou pela mucosa das pessoas, infestando-as, é um protozoário flagelado denominado cercária. II. Na profilaxia dessa doença é importante construir redes de água e esgoto, exterminar o caramujo hospedeiro, bem como evitar o contato com águas possivelmente infestadas por cercárias. III. O caramujo Biomphalaria representa o hospedeiro intermediário das larvas ciliadas (miracídios). Estas originam, de modo assexuado, larvas dotadas de cauda (as cercárias). IV. A esquistossomose é ocasionada pela presença da larva do Schistosoma mansoni, e a infestação do homem é ocasionada pela ingestão de ovos do parasita liberados nas fezes de pessoas infectadas. Assinale a alternativa que apresenta, apenas, as afirmativas corretas. a) II e III e IV. b) I e IV. c) I, II e III. d) II, III. 3. (Uel 2015) Leia o texto a seguir. Turritopsis dohrnii é uma espécie de hidrozoário conhecida atualmente como água-viva imortal. Seu curioso ciclo de vida foi descoberto em 1988 por Christian Sommer, um biólogo marinho alemão. Sommer manteve espécimes de Turritopsis dohrnii no laboratório e, após vários dias, notou que os animais estavam se comportando de uma maneira muito peculiar... eles se recusavam a 1 O esquema acima ilustra o ciclo de vida de uma água-viva. a) Utilizando as letras do esquema, determine as etapas que podem se reverter em situações de estresse ambiental durante a vida de um indivíduo de Turritopsis dohrnii e justifique usando as informações do texto. b) Embora, entre os animais, o ciclo de vida ilustrado ocorra apenas no filo Cnidaria, entre os vegetais, como os musgos (Bryophyta), um tipo de ciclo de vida semelhante a este é comum. Entre os cnidários e os musgos, existem diferenças marcantes em relação ao teor cromossômico das células em cada fase dos ciclos e, também, em relação ao tipo de divisão celular responsável pela produção de gametas. Explique essas diferenças. 4. (Ifsul 2015) O filo porífera tem representantes no ambiente marinho e na água doce, podendo viver isoladamente ou em colônias. Apresenta estrutura corpórea simples, não possui órgãos diferenciados e sim tipos diferenciados de células, tais como os pinacócitos e os coanócitos. Essas células têm como função, respectivamente, a) reprodução e revestimento. b) revestimento e digestão. c) digestão e revestimento. d) revestimento e reprodução. 5. (Fgv 2014) A difilobotríase é uma parasitose adquirida pela ingestão de carne de peixe crua, mal cozida, congelada ou defumada em temperaturas inadequadas, contaminada pela forma larval do agente etiológico. O ciclo do parasita envolve a liberação de

2 proglotes pelas fezes humanas repletas de ovos, que eclodem na água e passam a se hospedar sequencialmente em pequenos crustáceos, em pequenos peixes e, finalmente, em peixes maiores que, ao serem ingeridos nas condições citadas, contaminam os seres humanos. As informações descritas sobre o ciclo da difilobotríase permite notar semelhanças com o ciclo da a) teníase, grupo dos platelmintos. b) esquistossomíase, grupo dos moluscos. c) ascaridíase, grupo dos anelídeos. d) tripanossomíase, grupo dos protozoários. e) filaríase, grupo dos nematelmintes. 6. (G1 - col.naval 2014) Assinale a opção em que todas as características descritas pertencem aos Cnidários. a) São animais que não possuem tecidos definidos, nem órgãos e sistemas. Apresentam orifícios em todo o corpo, pelos quais a água penetra. O interior do corpo forma uma cavidade chamada de átrio, que é revestida por células denominadas coanócitos. São exclusivamente aquáticos. b) Apresentam o corpo achatado dorsoventralmente. Possuem um tubo digestório incompleto, com apenas uma abertura: a boca, por onde ingerem os alimentos e eliminam as fezes. Alguns vivem adaptados à vida parasitária e não apresentam o tubo digestório. c) Corpo com uma abertura única: a boca, que fica em contato com uma cavidade gastrovascular. Apresenta, dentre as células epidérmicas, células especializadas com uma cápsula, o nematocisto, que contém liquido urticante e auxilia na obtenção de alimentos. d) São animais de corpo mole; dividido em cabeça, massa visceral e pé; geralmente protegido por uma concha calcária. A massa visceral é recoberta pelo manto, onde existem glândulas que fabricam a concha calcária. e) São animais de corpo longo e cilíndrico, afilado nas extremidades. Possuem tubo digestório completo, com boca e ânus. Muitas espécies são de vida livre, vivendo em ambientes aquáticos ou terrestres, e muitas são de vida parasitária. 7. (G1 - cftmg 2013) A figura abaixo representa o ciclo de vida de um determinado verme. 01) A infecção no homem ocorre pela ingestão da carne suína contendo a larva cisticerco. 02) Cisticercose é o nome da doença causada pelo adulto de Taenia solium. 04) A infecção dos suínos ocorre quando esses animais têm acesso a áreas alagadas, contaminadas com as cercárias que penetram ativamente pela pele. 08) Os humanos, ao ingerirem os ovos do parasito, assumem o mesmo papel de hospedeiro, tal qual o suíno. 16) Uma forma de profilaxia para a cisticercose é o uso constante de calçados durante o trabalho agropecuário. 9. (Ufpe 2013) A imagem acima representa o ciclo de vida de um parasita que pode causar sérios problemas de saúde em seres humanos. Observando essa imagem, podemos afirmar que: ( ) as proglótides se formam na carne do porco e são ingeridas pelo homem. ( ) nessa parasitose, o porco assume o papel de hospedeiro definitivo. ( ) pelo ciclo apresentado, a ingestão acidental de alimentos contaminados com fezes humanas pode levar à formação de cisticercos no organismo humano. ( ) o amarelão e a ascaridíase são parasitoses que apresentam o mesmo ciclo vital. ( ) o ciclo apresentado é o da teníase. 10. (Uepg 2013) Com relação à classificação dos animais de acordo com suas características embrionárias e também para a anatomia e fisiologia dos cnidários, assinale o que for correto. 01) O sistema circulatório de um cnidário é considerado completo. 02) Poríferos, celenterados e equinodermos possuem dois folhetos embrionários e por isso são considerados diblásticos. 04) Os cnidários são carnívoros e se alimentam de diversos tipos de animais: crustáceos, peixes, larvas de inseto, etc. Essas presas são capturadas pelos tentáculos e levadas à boca, através da qual atingem a cavidade gastrovascular. 08) Possuem celoma verdadeiro e podem ser classificados como esquizocelomados (moluscos e anelídeos) e enterocelomados (equinodermos e cordados). 16) Graças ao acoplamento entre células musculares e nervosas, os cnidários são capazes de realizar movimentos coordenados, como os que as medusas utilizam para nadar. 11. (Ufsj 2013) Leia atentamente o texto abaixo, que apresenta algumas informações sobre os platelmintos. Uma das principais medidas de controle da doença provocada pelo verme em foco é: a) vacinar a população afetada da área ribeirinha. b) impedir a construção de casas de barro ou pau a pique. c) destruir criadouros das fases intermediárias dos barbeiros. d) evitar contato com águas possivelmente infestadas pela larva. 8. (Uem 2013) Sobre o ciclo evolutivo da Taenia solium, assinale a(s) alternativa(s) correta(s). Os platelmintos são animais acelomados. Nesses animais, a mesoderme preenche o espaço da blastocele, formando um tecido chamado mesênquima ou parênquima. Outra caracterísitca marcante nos platelmintos é que eles possuem o corpo achatado dorsoventralmente. Como não existem sistemas que permitam a circulação de substâncias, as mesmas são veiculadas por difusão célula a célula no mesênquima. Sobre os platelmintos, assinale a alternativa CORRETA. 2

3 a) A difusão de substâncias ocorre melhor nos animais acelomados, pois ocorre difusão célula a célula no mesênquima. Assim, o achatamento do corpo facilita a difusão, pois o volume (V) do corpo pode ser mantido mesmo com um crescimento inferior ao da superfície (S). b) A ausência de um sistema de circulação não pode ser um limitante para o tamanho corporal. O aumento do tamanho corporal (T) observado nos platelmintos maiores só está relacionado ao modo de vida dos mesmos e independe de fatores, tais como o crescimento da superfície do corpo (S) em relação ao volume (V), mesmo porque o achatamento do corpo é uma especialização para o modo de vida parasitário. c) A ausência de um sistema de circulação pode ser um limitante para o tamanho corporal. O aumento do tamanho corporal (T) observado nos platelmintos maiores só foi possível pela compensação do crescimento da superfície do corpo (S) em relação ao volume (V), propiciada pelo achatamento do corpo. Isso acontece porque a superfície (S) sempre crescerá a uma razão S 2 e o volume a uma razão V 3. d) O achatamento do corpo dos platelmintos é resultante de um crescimento desigual da superfície do corpo (S), que cresce a uma razão S 3, e do volume do mesênquima (V), que tende a crescer a uma razão V 2. O achatamento resultante facilita a difusão, pois reduz as distâncias entre a parede do corpo e as células do mesênquima e do intestino. 12. (Upf 2013) Nos poríferos, há células diferentes para funções específicas. Assim, à sequência abaixo correspondem as respectivas funções: I Porócito II Coanócito III Escleroblasto IV Pinacócito a) I - reveste o corpo do porífero; II - movimenta a água para ajudar na nutrição e excreção; III - origina espículas; IV - permite entrada da água no indivíduo. b) I - permite entrada da água no indivíduo; II - movimenta a água para ajudar na nutrição e excreção; III - origina espículas; IV - reveste o corpo do porífero. c) I - movimenta a água para ajudar na nutrição e excreção; II - permite entrada da água no indivíduo; III - origina espículas; IV - reveste o corpo do porífero. d) I - reveste o corpo do porífero; II - permite entrada da água no indivíduo; III - origina espículas; IV - movimenta a água para ajudas na nutrição e excreção. e) I - promove a excreção da água com resíduos no indivíduo; II - movimenta a água para ajudar na nutrição e excreção; III - protege contra agressores; IV - reveste o corpo do porífero. 13. (Uem 2013) Sobre os poríferos, assinale o que for correto. 01) Nas esponjas asconoides, os coanócitos revestem a cavidade atrial. 02) Nas esponjas siconoides, os coanócitos revestem apenas os canais radiais. 04) As esponjas leuconoides são maiores e mais complexas, com dobramentos da parede formando inúmeras câmaras flageladas. 08) Nas esponjas asconoides, o trajeto da água é: poro ósculo átrio. 16) A gemulação é um processo assexuado de reprodução e ocorre principalmente nas esponjas dulcícolas. 14. (Uespi 2012) A Tenia saginata e a Tenia solium são vermes prevalentes em comunidades humanas de várias partes do mundo. Considerando o ciclo de vida das tênias, ilustrado abaixo, é correto concluir que: 3 a) ovos (1) depositados pelo homem, através das fezes, em solo ou vegetação, tornam-se a fonte de infecção de hospedeiros intermediários. b) animais mamíferos (2 e 3) são susceptíveis à doença, pois os ovos de tênia ingeridos eclodem no intestino causando infecção gastrintestinal. c) quando a infecção do hospedeiro intermediário se dá através do sangue, o cisticerco pode migrar para os tecidos musculares através da circulação. d) após o consumo de carne suína contaminada com a tênia adulta (5), o homem contrai a infecção e se torna o hospedeiro definitivo. e) os vermes adultos (6) migram do intestino humano para outros órgãos, produzindo uma infecção sistêmica que pode levar à morte. 15. (Ufpe 2012) O ambiente marinho possivelmente inclui a maior diversidade biológica do planeta. Dentre os organismos que habitam esse ecossistema, o ilustrado abaixo, popularmente conhecido como caravela, é bastante comum na região costeira do nordeste brasileiro. Sobre as características do filo ao qual pertence a caravela, considere as assertivas seguintes. ( ) É formada por uma colônia de diferentes pólipos especializados, que exercem em conjunto funções de flutuabilidade, captura da presa, defesa, dentre outras. ( ) Inclui animais da classe Anthozoa (antozoários), como os corais, cujos pólipos produzem um esqueleto de carbonato de cálcio que resiste mesmo após a sua morte. ( ) É onívora, ou seja, se alimenta de animais e algas, que são arrastados para a cavidade gastrovascular, onde ocorre a digestão intracelular. ( ) Possui o corpo formado por espículas, que não estão organizadas como um tecido verdadeiro; o contato com as espículas pode produzir queimaduras na pele. ( ) Pode reproduzir-se por brotamento ou sexualmente, mas as espécies são monoicas, ou seja, hermafroditas. 16. (Uem 2012) Notícias sobre ataques a banhistas por águas-vivas no litoral paranaense têm se tornado frequentes. A esse respeito, e considerando o conhecimento sobre os cnidários, assinale a(s) alternativa(s) correta(s). 01) A estrobilação é um tipo de reprodução assexuada por brotamento transversal dos sifozoários.

4 02) A estrutura do corpo dos cnidários é formada pela epiderme, mesogleia e gastroderme, sendo os cnidários portanto triblásticos. 04) As queimaduras nos banhistas são causadas pelos coanócitos, células com um filamento central embebido em substância urticante. 08) A metagênese ou alternância de gerações ocorre na maioria dos cnidários hidrozoários e sifozoários. Nestes dois grupos de cnidários a fase sexuada é a polipoide e a assexuada é a medusoide. 16) Depois de descarregadas, as células urticantes não se recompõem; degeneram. Novas células urticantes são produzidas a partir da diferenciação das células intersticiais. 17. (Ufpr 2012) Existe uma regra geral em fisiologia animal que define como sendo de 1 mm a espessura máxima de um tecido capaz de sustentar suas células se o mecanismo de transporte é realizado apenas por difusão. Células, tecidos e organismos precisam ter acesso a oxigênio e nutrientes e remover compostos nitrogenados e gás carbônico para poderem realizar suas funções vitais adequadamente. O principal sistema que provê essas condições nos cordados vertebrados é o sistema circulatório. Inegável reconhecer que, graças a esse sistema (entre outros), vertebrados podem atingir tamanhos tão grandes como o de baleias ou elefantes. Entretanto, mesmo não apresentando um sistema circulatório completo, com coração e vasos, alguns animais com estrutura corporal mais simples podem atingir tamanhos consideravelmente grandes. Sob essa perspectiva, considere as seguintes afirmativas: 1. Poríferos não apresentam tecidos verdadeiros e, portanto, não são capazes de desenvolver órgãos ou sistemas que possam resolver o problema das trocas internas de gases, nutrientes e excretas. Assim, poríferos são animais para os quais a regra do 1 mm é efetivamente aplicável, e por isso nenhuma espécie desse grupo atinge esse tamanho. 2. Alguns cnidários (celenterados) podem atingir grandes dimensões. As soluções para o problema do 1 mm são variáveis e geralmente baseadas em duas características: a) esses animais são diblásticos (apresentam duas monocamadas corporais, que geralmente se encontram diretamente em contato com a água externa ou com a água da gastroderme); b) o aumento corporal está associado ao aumento de uma camada acelular ou com poucas células, denominada mesogleia. 3. Animais pseudocelomados (também denominados de blastocelomados) podem realizar as trocas internas utilizando o fluido do pseudoceloma em si. O transporte pode, ainda, ser auxiliado por um sistema de canais como os encontrados em acantocéfalos e rotíferos, denominado em alguns desses grupos de sistema lacunar de canais. 4. Apesar de serem acelomados e de não apresentarem um sistema circulatório, muitos platelmintos podem atingir grandes tamanhos. É o caso das planárias terrestres, que atingem mais de 30 cm de comprimento, e das tênias (algumas com dezenas de metros de comprimento). Nesses casos específicos, as trocas de gases, nutrientes e excretas ocorrem através do trato digestivo e pela superfície corporal desses animais, com um processo de difusão eficiente. Assinale a alternativa correta. a) Somente a afirmativa 2 é verdadeira. b) Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras. c) Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras. d) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras. e) Somente as afirmativas 2 e 4 são verdadeiras. 18. (G1 - utfpr 2011) A tênia ou solitária é um verme chato causador de uma doença humana conhecida como teníase. No ciclo normal da doença, uma pessoa adquire o verme através da ingestão de carne mal cozida. O verme se desenvolve no sistema digestório do ser 4 humano, que é o hospedeiro definitivo do verme, se reproduz e elimina ovos que saem com as fezes. Um ambiente contaminado com fezes de uma pessoa doente pode transmitir ovos para um animal, que é o hospedeiro intermediário da doença. Em um ciclo anormal da doença, uma pessoa pode se contaminar com os ovos que estão no ambiente, sem que eles passem pelo hospedeiro intermediário. Esse ciclo anormal desenvolve uma doença chamada de cisticercose. Assinale a alternativa que contenha o nome do verme causador da cisticercose e seu hospedeiro intermediário. a) Taenia solium; porco. b) Taenia saginata; porco. c) Taenia solium; boi. d) Taenia saginata; boi. e) Taenia solium; galinha. 19. (Unicamp 2011) A teníase e a cisticercose são doenças parasitárias que ainda preocupam as entidades sanitaristas. São medidas que controlam a incidência de casos dessas parasitoses: lavar bem os alimentos e tomar água fervida ou filtrada, para evitar a a) ingestão de ovos dos platelmintos causadores dessas doenças; e controlar as populações de caramujos, que são hospedeiros intermediários dos platelmintos. b) ingestão de ovos dos nematelmintos, além de cozinhar bem as carnes de porco e de boi, ambos portadores desses nematelmintos. c) ingestão de cisticercos; e controlar a população de insetos vetores, como o barbeiro, que transmite os ovos do parasita ao picar o homem. d) ingestão de ovos do parasita; e cozinhar adequadamente as carnes de porco e de boi para evitar a ingestão de cisticercos. 20. (Ufjf 2011) A esquistossomose intestinal é uma doença parasitária causada pelo Schistosoma mansoni (Platyhelminthes, Trematoda, Digenea), também conhecida como xistose ou barriga-d água. O Brasil é um foco endêmico da esquistossomose, com mais de seis milhões de pessoas infectadas. O ciclo do Schistosoma mansoni envolve dois hospedeiros; o homem é o hospedeiro definitivo e os caramujos aquáticos do gênero Biomphalaria são os hospedeiros intermediários. As formas de controle da doença envolvem o tratamento das pessoas doentes, a implantação de medidas de saneamento básico e a eliminação dos moluscos hospedeiros intermediários. Sobre as formas de controle da doença mencionadas acima, leia as seguintes afirmativas: I. O tratamento das pessoas doentes por meio do uso de medicação anti-helmíntica visa à eliminação das formas adultas do parasito, as quais só estão presentes no hospedeiro definitivo. II. O tratamento das pessoas doentes por meio do uso de medicação anti-helmíntica visa à eliminação das formas larvais do parasito, que só estão presentes no hospedeiro definitivo. III. A implantação de medidas de saneamento básico impede que os ovos do parasito, eliminados com as fezes do hospedeiro definitivo, cheguem aos corpos de água (rios, açudes, córregos) e liberem os miracídios, que são larvas infectantes para os hospedeiros intermediários. IV. A eliminação dos moluscos visa à interrupção do ciclo do parasito, uma vez que as cercárias, que são as formas infectantes para os humanos, só se desenvolvem nos moluscos hospedeiros intermediários. V. A eliminação dos moluscos visa à interrupção do ciclo do parasito, uma vez que os ovos do Schistosoma mansoni, que são as formas infectantes para os humanos, são eliminados com as fezes dos moluscos. Estão corretas: a) as afirmativas I, II e III. b) as afirmativas II, III e IV. c) as afirmativas I, III e IV. d) as afirmativas I, IV e V. e) as afirmativas II, IV e V.

5 Gabarito: Resposta da questão 1: [C] Os platelmintos são animais invertebrados que não possuem um sistema circulatório verdadeiro, apresentam sistema digestório incompleto, reduzido ou ausente, e excretam através de solenócitos ou células flama. Resposta da questão 2: [D] [I] Falsa. A larva do esquistossomo que penetra ativamente pela pele ou mucosas das pessoas é uma forma multicelular denominada cercária. [IV] Falsa. A infestação pelo esquistossomo ocorre pela penetração ativa das larvas cercárias pela pele e mucosas do homem. Resposta da questão 3: a) As etapas F e E, pois o texto afirma que a espécie é capaz de voltar do estágio de medusa para o estágio de pólipo. b) Nos cnidários, todos os indivíduos adultos, sejam eles pólipos ou medusas, apresentam conteúdo diploide (2n) e os gametas (n) são formados por meiose. Nos musgos, em uma fase de vida adulta, o gametófito é haploide (n) e produz gametas por mitose; e na outra fase de vida adulta, o esporófito é diploide (2n) e produz esporos por meiose. Resposta da questão 4: [B] Em esponjas, os pinacócitos atuam como células de revestimento, enquanto os coanócitos criam uma correnteza líquida contínua e unidirecional por meio de ondulações de seus flagelos, além de capturarem partículas alimentares microscópicas em suspensão na água filtrada. Resposta da questão 5: [A] O ciclo da difilobotríase é semelhante ao da teníase, causada pelos platelmintos Taenia solium e Taenia saginata. Resposta da questão 6: [C] Os cnidários são animais com tubo digestório incompleto e possuem cnidócitos dotados de uma cápsula urticante denominada nematocisto. Resposta da questão 7: [D] A esquistossomose (barriga d água) pode ser evitada através do saneamento básico, do combate ao caramujo transmissor, do tratamento dos doentes e não entrar em contato com águas infestadas pelas larvas cercárias que penetram ativamente a pele humana. Resposta da questão 8: = 09. [02] Incorreto: Cisticercose é o nome da doença causada pelas larvas cisticercos encistadas nos tecidos do corpo humano. As larvas da Taenia solium podem infestar o sistema nervoso, músculos, olhos e outros órgãos. [04] Incorreto: A infecção dos suínos ocorre quando esses animais ingerem os ovos da Taenia solium eliminados nas fezes humanas. [16] Incorreto: A profilaxia para a cisticercose consiste em lavar bem os alimentos ingeridos crus, beber água tratada, saneamento básico e higiene pessoal adequada. Resposta da questão 9: F F V F V. As proglótides são formadas assexuadamente pelas tênias e são eliminadas com as fezes humanas. Essas proglódites repletas de ovos da Taenia solium são ingeridas pelo porco. As proglótides liberam ovos do verme que são ingeridos pelo suíno. No porco hospedeiro intermediário, os ovos evoluem, formando larvas denominadas cisticercos. Os cisticercos podem ser ingeridos vivos e evoluir para vermes adultos no intestino humano. O amarelão e a ascaridíase são verminoses causadas por nematelmintos, cujo ciclo vital é diferente do ciclo do platelminto Taenia solium. Resposta da questão 12: [B] Em poríferos (ou espongiários), os porócitos são células canaliculadas que permitem a entrada da água no indivíduo. Os coanócitos são células flageladas que produzem um fluxo unidirecional da água, contribuindo na nutrição e excreção do animal. Os escleroblastos produzem as espículas que compõem o endoesqueleto, enquanto os pinacócitos revestem o corpo dos poríferos. Resposta da questão 13: = 23. [08] Incorreto: Nas esponjas asconoides, o trajeto da água é: poro, átrio e ósculo. Resposta da questão 14: [A] No ciclo digenético das tênias, os suínos e os bovinos são os hospedeiros intermediários quando ingerem os ovos dos vermes, que desenvolvem larvas cisticercos em seus tecidos musculares e nervosos. Resposta da questão 15: V - V - F - F - F. Os representantes do filo cnidários são onívoros que realizam digestão extracelular na cavidade gastrovascular e, posteriormente, a digestão intracelular de partículas alimentares fagocitadas pelas células da gastroderme. Os cnidários não formam espículas, estruturas esqueléticas exclusivas de poríferos (espongiários). O filo cnidários inclui espécies monoicas e dioicas e espécies que sofrem reprodução assexuada por brotamento ou estrobilização. Resposta da questão 16: = 17. [02] Falso. A mesogleia que se interpõe entre a epiderme e a gastroderme dos cnidários não é considerada um tecido especializado. Por esse motivo, os representantes do filo Cnidaria são considerados animais deploblásticos (diblásticos). [04] Falso. As queimaduras provocadas pelas águas-vivas são determinadas pela ação dos cnidócitos (cnido-blastos, células que expelem um filamento central, denominado nematocisto, embebido em substância urticante). [08] Falso. A metagênese, ou alternância de gerações ocorre em alguns grupos de hidrozoários e sifozoários. Nesses grupos, a fase sexuada é a medusoide e a fase assexuada, a polipoide. Resposta da questão 17: [D] 1. Falso - Existem poríferos que atingem proporções muito maiores do que 1 mm. As células desses animais podem realizar trocas diretamente com o meio aquático em que vivem. 4. Falso - O suporte de substâncias entre os tecidos dos platelmintos e o meio nem sempre ocorre por difusão, podendo ocorrer por difusão facilitada e, também, por transporte ativo. Resposta da questão 18: [A] O verme causador da cisticercose é o platelminto denominado Taenia solium. O hospedeiro intermediário desse parasita é o porco. Resposta da questão 19: [D] A cisticercose é causada pela ingestão dos ovos da Taenia solium. A teníase ocorre quando o homem ingere carne suína ou bovina crua infestada com cisticercos, isto é, contaminada com larvas de tênias. Evitamos essas doenças lavando bem os alimentos crus, bebendo água tratada e não comendo carne crua ou mal passada. Resposta da questão 20: [C] As formas larvais do platelminto Schistosoma mansoni ocorrem no homem (cercárias) e no molusco hospedeiro intermediário (miracídio e cercarias). Os ovos do S. mansoni são eliminados nas fezes humanas. Resposta da questão 10: = 28. Nos cnidários, também denominados celenterados, não há sistema circulatório. Estes animais apresentam dois folhetos embrionários ectoderme e endoderme, sendo então denominados diblásticos. Não apresentando celoma que é uma cavidade revestida por mesoderme. Resposta da questão 11: [C] O aumento do tamanho corporal de determinados platelmintos foi acompanhado pelo achatamento do corpo, como uma forma de compensar a ausência de um sistema circulatório verdadeiro e ausência de uma cavidade corpórea interna. 5

Prof. Dorival Filho Zoologia

Prof. Dorival Filho Zoologia EMBRIOLOGIA Qual a vantagem de haver um terceiro folheto embrionário? A partir de um terceiro folheto, novos tecidos podem se formar, como mostra a tabela abaixo. Portanto, um animal triblástico possuirá

Leia mais

Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorsoventralmente Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor.

Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorsoventralmente Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor. Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorsoventralmente Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor. Sistemas: Digestório Incompleto Respiratório Difusão Nervoso Ganglionar Circulatório

Leia mais

Apresentam simetria bilateral o corpo pode ser dividido longitudinalmente em duas partes iguais.

Apresentam simetria bilateral o corpo pode ser dividido longitudinalmente em duas partes iguais. OS PLATELMINTOS Prof. André Maia III. Os Platelmintos Características São vermes dotados de corpo geralmente achado dorsoventramente. São destituídos de sistemas respiratório e circulatório. São animais

Leia mais

Filo dos Poríferos ou Espongiários

Filo dos Poríferos ou Espongiários Filo dos Poríferos ou Espongiários Animais primitivos com poros pelo corpo (esponjas aquáticas). Habitat aquático (marinho e dulcícola). Parazoários: ausência de tecidos verdadeiros. Sésseis (fixos ao

Leia mais

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo;

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo; Características Principais dos Poríferos: Animais Pluricelulares; Apresentam poros na parede de seu corpo; Todos aquáticos; São as Esponjas. Possui uma cavidade central, chamada átrio; Abertura relativamente

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL Cordados 54 mil Artrópodes 1 milhão Anelidios 9 mil Outros filos 7 mil Equinodermos 6 mil Esponjas 4 Platelmintos mil 110 mil cnidiários 11 mil Moluscos 110 mil

Leia mais

CARACTERÍSTICAS EMBRIONÁRIAS. Simetria bilateral Triblásticos Protostômios Acelomados Ametaméricos

CARACTERÍSTICAS EMBRIONÁRIAS. Simetria bilateral Triblásticos Protostômios Acelomados Ametaméricos FILO PLATELMINTOS Reúne animais com corpo alongado e achatado dorsoventralmente. Inclui animais de vida livre (planárias) encontrados no mar, em água doce e ambientes terrestres úmidos, além de formas

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Pág. 124 Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ CARACTERÍSTICAS DOS

Leia mais

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo;

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo; Características Principais dos Poríferos: Animais Pluricelulares; Apresentam poros na parede de seu corpo; Todos aquáticos; São as Esponjas. Possui uma cavidade central, chamada átrio; Abertura relativamente

Leia mais

Filo porifera. As esponjas

Filo porifera. As esponjas Filo porifera As esponjas Características gerais - Metazoa com nível celular de construção, sem tecidos verdadeiros; adultos assimétricos ou aparentemente com simetria radial. - Células totipotentes. Com

Leia mais

Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26. Page 1

Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26. Page 1 Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26 Page 1 Características Gerais Platy = achatado ; helminthes = verme Simetria bilateral (ocorre pela 1ª vez); Apresenta uma cabeça com gânglios nervosos organizados;

Leia mais

ATIVIDADE DE BIOLOGIA 2016

ATIVIDADE DE BIOLOGIA 2016 7/9/2016 ENSINO MÉDIO DO INSTITUTO FEDERAL DO MARANHÃO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA-IFMA CAMPUS COELHO NETO ASSUNTOS DO 2ºANO: PLATELMINTOS E NEMATÓDEOS ALUNO: ALCIDES WENNER F. BASTOS 1WWWWWDEF PLATELMINTOS

Leia mais

Platelmintos. platys = achatado + helmintos = vermes. Vermes achatados dorso-ventralmente. Exemplos:

Platelmintos. platys = achatado + helmintos = vermes. Vermes achatados dorso-ventralmente. Exemplos: PLATELMINTOS Platelmintos platys = achatado + helmintos = vermes. Vermes achatados dorso-ventralmente. Exemplos: - Schistosoma mansoni - Dugesia tigrina (planária) - Taenia sollium - Taenia saginata Platelmintos

Leia mais

3º FILO - PLATELMINTOS

3º FILO - PLATELMINTOS PLATELMINTOS 3º FILO - PLATELMINTOS Platelmintos platys = achatado + helmintos = vermes Vermes achatados dorso-ventralmente Exemplos: - Schistosoma mansoni - Dugesia tigrina (planária) - Taenia sollium

Leia mais

Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID. Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR)

Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID. Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Tipo do produto: Plano de Atividade Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) 1 IDENTIFICAÇÃO NOME DO SUBPROJETO:

Leia mais

Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas. Professora Débora Biologia

Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas. Professora Débora Biologia Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas Professora Débora Biologia Filo Poríferos Esponjas Filo Poríferos Características São todas

Leia mais

PORÍFEROS. Pseudocelomado Tubo dentro de um tubo. O pseudoceloma EMBRIOLOGIA. de um lado e endoderme de outro.

PORÍFEROS. Pseudocelomado Tubo dentro de um tubo. O pseudoceloma EMBRIOLOGIA. de um lado e endoderme de outro. EMBRIOLOGIA Pseudocelomado Tubo dentro de um tubo. O pseudoceloma tem mesoderme de um lado e endoderme de outro. Celomado Tubo dentro de um tubo. O celoma é envolvido pela mesoderme por todos os lados

Leia mais

São animais aquáticos Predominantemente marinhos Flutuantes (medusas) ou sésseis (pólipos) Simetria radial Cavidade gastrovascular Células urticantes

São animais aquáticos Predominantemente marinhos Flutuantes (medusas) ou sésseis (pólipos) Simetria radial Cavidade gastrovascular Células urticantes São animais aquáticos Predominantemente marinhos Flutuantes (medusas) ou sésseis (pólipos) Simetria radial Cavidade gastrovascular Células urticantes A água-viva, a caravela, a hidra e os corais são alguns

Leia mais

6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica

6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica 6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica Unidade I Descobrindo os seres vivos Níveis de organização biológica Unidade I Descobrindo os seres vivos Hereditariedade: passagem dos genes

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados

Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com.br Representantes Representantes Características Diblásticos: ectoderme e endoderme Simetria:

Leia mais

Filo CNIDÁRIa FILO CNIDARIA FILO CNIDARIA FILO CNIDARIA 12/04/2013. Maioria são marinhos e formam colônias: corais colônias sésseis

Filo CNIDÁRIa FILO CNIDARIA FILO CNIDARIA FILO CNIDARIA 12/04/2013. Maioria são marinhos e formam colônias: corais colônias sésseis 12/04/2013 Grego (knide = urtiga) Antigo filo Celenterado junto com os Ctenóforos. Solitários (hidra, medusa) ou coloniais (corais) Representado por hidras, medusas ou águas-vivas, corais, anêmonas-do-mar

Leia mais

Os Poríferos. Características exclusivas. 1) Apresentam o corpo coberto por poros. 2) São os primeiros representantes do reino animal.

Os Poríferos. Características exclusivas. 1) Apresentam o corpo coberto por poros. 2) São os primeiros representantes do reino animal. Os Poríferos Características exclusivas 1) Apresentam o corpo coberto por poros. 2) São os primeiros representantes do reino animal. Outras características 1) Apresentam uma grande capacidade de regeneração

Leia mais

Roteiro de estudos para recuperação trimestral

Roteiro de estudos para recuperação trimestral Roteiro de estudos para recuperação trimestral Disciplina: Professor (a): BIOLOGIA MÁRCIO SÉRGIO DA COSTA LEITÃO Conteúdo(s): Protozoários, Fungos, Platelmintos, Nematelmintos e Embriologia. Referência

Leia mais

Conhecidos como espongiários ou simplesmente esponjas.

Conhecidos como espongiários ou simplesmente esponjas. CIÊNCIAS 7 ANO PORÍFEROS Conhecidos como espongiários ou simplesmente esponjas. Não possuem tecidos bem definidos. Não apresentam órgãos e nem sistemas. São exclusivamente aquáticos, na maioria marinhos,

Leia mais

APRENDENDO A CARACTERIZAR OS ANIMAIS. Zoologia parte da biologia que estuda os animais

APRENDENDO A CARACTERIZAR OS ANIMAIS. Zoologia parte da biologia que estuda os animais APRENDENDO A CARACTERIZAR OS ANIMAIS Zoologia parte da biologia que estuda os animais CARACTERÍSTICAS DO REINO ANIMALIA Simetria- é a divisão imaginária do corpo de um organismo em metade especulares.

Leia mais

Nome: Prof.: Carlos Weber Biologia Lista: 03 Turma: 1ª Série Data: / /16.

Nome: Prof.: Carlos Weber Biologia Lista: 03 Turma: 1ª Série Data: / /16. Nome: Prof.: Carlos Weber Biologia Lista: 03 Turma: 1ª Série Data: / /16. 1. (Unisinos 2016) Os platelmintos (Filo Platyhelmintes) são animais invertebrados que possuem o corpo achatado. As características

Leia mais

Questão 01) Complete as lacunas abaixo. e) passa de completamente extracelular a completamente intracelular, a partir dos anelídeos.

Questão 01) Complete as lacunas abaixo. e) passa de completamente extracelular a completamente intracelular, a partir dos anelídeos. Questão 01) Complete as lacunas abaixo. Os corais pertencem à classe Anthozoa, do Filo. Alguns outros representantes deste filo são as hidras,, anêmonasdo-mar e caravelas. A alternativa que contém os termos

Leia mais

Talvez ao tomar banho, você goste de se ensaboar usando uma esponja sintética, feita de plástico ou de borracha, ou uma bucha vegetal.

Talvez ao tomar banho, você goste de se ensaboar usando uma esponja sintética, feita de plástico ou de borracha, ou uma bucha vegetal. Poríferos Talvez ao tomar banho, você goste de se ensaboar usando uma esponja sintética, feita de plástico ou de borracha, ou uma bucha vegetal. Mas você já pensou em tomar banho ensaboando-se com o esqueleto

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: REINO ANIMAL- PLATELMINTOS E NEMATELIMINTOS Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: REINO ANIMAL- PLATELMINTOS E NEMATELIMINTOS Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: REINO ANIMAL- PLATELMINTOS E NEMATELIMINTOS Prof. Enrico Blota Biologia Reino animal Platelmintos e nematelimintos Platelmintos São bilateralmente simétricos que não possuem

Leia mais

REPRODUÇÃO. Prof. Edgard Manfrim - Biologia

REPRODUÇÃO. Prof. Edgard Manfrim - Biologia REPRODUÇÃO Prof. Edgard Manfrim - Biologia REPRODUÇÃO ASSEXUADA BROTAMENTO OU GEMIPARIDADE ESPONGIÁRIO E CELENTERADO ESTROBILIZAÇÃO MEDUSAS REGENERAÇÃO PLANÁRIAS Prof. Edgard Manfrim - Biologia Prof. Edgard

Leia mais

Características Gerais

Características Gerais Características Gerais São vermes achatados; Ausência de sistema respiratório/circulatório; Outros sistemas muito primitivos; Apresentam simetria bilateral; Podem ser parasitas ou de vida livre; Características

Leia mais

Goiânia, de de Aluno (a): Série: 2º Ano Turma:

Goiânia, de de Aluno (a): Série: 2º Ano Turma: Goiânia, de de 2016. Aluno (a): Série: 2º Ano Turma: Lista de Recuperação/Disciplina: BIOLOGIA Professor (a) : GABRIELE RAMOS 1. (PUC SP) Os recifes de corais são formados por colônias de animais providos

Leia mais

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Módulo 3 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS 1 Ao abrir o envelope com o resultado de seu exame parasitológico de fezes, Jequinha leu Positivo para ovos de Ascaris

Leia mais

Biologia. Profª: Carla 21/02/2017. CaCO s CO g H O Ca aq 2HCO aq. Aluno(a):

Biologia. Profª: Carla 21/02/2017. CaCO s CO g H O Ca aq 2HCO aq. Aluno(a): Biologia Profª: Carla Aluno(a): 17 21/02/2017 1. (Fuvest 2011) Recifes de coral são rochas de origem orgânica, formadas principalmente pelo acúmulo de exoesqueletos de carbonato de cálcio secretados por

Leia mais

1. (1,0) Dada a função, definida pela fórmula f(x)=2x²+1. Determine a sua imagem: a) O Domínio: b) A imagem. c) f(5) d) f(12)

1. (1,0) Dada a função, definida pela fórmula f(x)=2x²+1. Determine a sua imagem: a) O Domínio: b) A imagem. c) f(5) d) f(12) DATA DE ENTREGA: 04 / 05 / 016 QiD 1ª SÉRIE PARTE 4 MATEMÁTICA 1. (1,0) Dada a função, definida pela fórmula f(x)=x²+1. Determine a sua imagem:. (1,0) Dado o esquema abaixo, representando uma função de

Leia mais

Reino Animalia. Desenvolvimento Embrionário

Reino Animalia. Desenvolvimento Embrionário Reino Animalia Características Gerais Seres eucariontes (seres vivos que possuem o núcleo de suas células delimitado por uma membrana, a carioteca); Maioria desses seres possui capacidade de locomoção

Leia mais

Exercícios sobre Anatomia do Anfioxo

Exercícios sobre Anatomia do Anfioxo Exercícios sobre Anatomia do Anfioxo Exercícios sobre Anatomia do Anfioxo 1. (UNIFESP) Atualmente, os seres vivos são classificados em cinco grandes reinos. Na caracterização do Reino Animalia (animais),

Leia mais

Cnidários. São animais relativamente simples, que vivem em ambientes aquáticos, principalmente no mar.

Cnidários. São animais relativamente simples, que vivem em ambientes aquáticos, principalmente no mar. São animais relativamente simples, que vivem em ambientes aquáticos, principalmente no mar. São os primeiros animais a apresentarem uma cavidade digestiva no corpo, fato que gerou o nome celenterado, destacando

Leia mais

Atividade de Biologia 2 série

Atividade de Biologia 2 série Atividade de Biologia 2 série Nome: 1. (Ufmg 2013) Protistas ciliados podem ser facilmente reconhecidos pela sua cobertura ciliar e pela presença de macronúcleo (regula o metabolismo) e micronúcleo (participa

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 57 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 57 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 57 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS ixação F ) (UFF) Os platelmintos pertencem ao primeiro grupo de animais a possuir um sistema excre-or. Este é bastante primitivo, formado

Leia mais

1. (1,0) No conjunto dos números racionais positivos, DETERMINE o valor numérico de

1. (1,0) No conjunto dos números racionais positivos, DETERMINE o valor numérico de QiD 3 7º ANO PARTE 4 MATEMÁTICA 1. (1,0) No conjunto dos números racionais positivos, DETERMINE o valor numérico de x = 8 a + b, sendo a=13 e b=9 2. (1,0) Pensei em um número inteiro, adicionei -26, multipliquei

Leia mais

Nematelmintos - Filo Nematoda

Nematelmintos - Filo Nematoda Nematelmintos - Filo Nematoda São vermes de corpo alongado e cilíndrico Apresentam simetria bilateral e são triblásticos, pseudocelomados e protostômios O pseudoceloma promove: espaço para órgãos internos,

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a):

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a): GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 2º ano ALUNO(a): Lista de Exercícios NOTA: No Anhanguera você é + Enem Questão 01) São divididos em áscon, sícon e lêucon: a) Cnidários. b) Platelmintos.

Leia mais

MOLUSCOS CARACTERÍSTICAS GERAIS

MOLUSCOS CARACTERÍSTICAS GERAIS MOLUSCOS ANELÍDEOS MOLUSCOS CARACTERÍSTICAS GERAIS o Animais de corpo mole, geralmente protegidos por concha calcária ou valva. o Podem ser: univalves ou gastrópodes, bivalves e cefalópodes. o Constituem

Leia mais

2º Ano EM DATA: /12/2016 Professor: Pepe Aluno(a):

2º Ano EM DATA: /12/2016 Professor: Pepe Aluno(a): 2º Ano EM DATA: /12/2016 Professor: Pepe Aluno(a): 01. (Fuvest-SP) Boca e sistema digestivo ausentes, cabeça com quatro ventosas musculares e um círculo de ganchos, cutícula permeável a água e nutrientes

Leia mais

Sugestões de avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 7

Sugestões de avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 7 Sugestões de avaliação Ciências 7 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. Os animais podem ou não apresentar simetria. Identifique e caracterize a simetria dos seguintes animais: planária, esponja, medusa

Leia mais

ZOOLOGIA - REINO METAZOA

ZOOLOGIA - REINO METAZOA ZOOLOGIA - REINO METAZOA FILOPLATELMINTO Eucariontes; Heterótrofos; Vida livre ou parasitas; Reprodução sexuada e assexuada; Aquáticos ou terrestres Primeiro Grupo Triblástico; Acelomado; Protostomados;

Leia mais

BIOLOGIA FOLHETOS EMBRIONÁRIOS. a) Hydra. b) Planária. c) Actínea. d) Esponja. e) Obélia.

BIOLOGIA FOLHETOS EMBRIONÁRIOS. a) Hydra. b) Planária. c) Actínea. d) Esponja. e) Obélia. BIOLOGIA Prof. Fred FOLHETOS EMBRIONÁRIOS 1. Observe a figura ao lado, que representa um corte transversal de um cordado. A estrutura apontada pela seta está presente a) na galinha. b) na minhoca c) no

Leia mais

04) O filo porífera é representado pelas esponjas. Na figura, as letras A, B e C referem-se aos aspectos reprodutivos destes animais.

04) O filo porífera é representado pelas esponjas. Na figura, as letras A, B e C referem-se aos aspectos reprodutivos destes animais. Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Mário Neto Série: 3º Disciplina: Ciências da Natureza/ Biologia Data da prova: 01) A digestão dos Poríferos (esponjas) é intracelular e realizada por células

Leia mais

Colégio Avanço de Ensino Programado

Colégio Avanço de Ensino Programado α Colégio Avanço de Ensino Programado Avaliação Contínua 1º Semestre - 1º Bim. /2016 Nota: Professor (a): Karen Disciplina: Biologia Turma: 2ª Série E. Médio Nome: Nº: Atividade deverá ser entregue em

Leia mais

TRABALHO DA RECUPERAÇÃO SEMESTRAL. TRABALHO (o trabalho deverá ser copiado e resolvido em folha de papel almaço e entregue no dia da avaliação.

TRABALHO DA RECUPERAÇÃO SEMESTRAL. TRABALHO (o trabalho deverá ser copiado e resolvido em folha de papel almaço e entregue no dia da avaliação. Nome: Série: 1º ano ( ) Ensino Fundamental ( X ) Ensino Médio Disciplina: BIOLOGIA CONTEÚDOS PARA A RECUPERAÇÃO: Tecido Animal; Classificação dos Seres Vivos; Reino Animalia; Reino Plantae. Professor(a):

Leia mais

Platelmintos. Profº - Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS. Data

Platelmintos. Profº - Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS. Data Platelmintos Profº - Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Data Platelmintos Vermes achatados Vida livre aquáticos e solo úmido. (Planária) Parasitas Esquistossomo, fascíola e tênia. Platelmintos - Características

Leia mais

Platelmintos: Existem três classes distintas: os turbelários, trematódios e cestódios.

Platelmintos: Existem três classes distintas: os turbelários, trematódios e cestódios. Platelmintos: Vermes Achatados Apresentam simetria bilateral; Acelomados Tubo digestivo incompleto; Ocorre o processo de cefalização (acúmulo de órgãos sensoriais na direção do movimento). Existem três

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 06 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP 0 Os milagres sempre acontecem na vida de cada um e na vida de

Leia mais

BIOLOGIA FOLHETOS EMBRIONÁRIOS. a) Hydra. b) Planária. c) Actínea. d) Esponja. e) Obélia.

BIOLOGIA FOLHETOS EMBRIONÁRIOS. a) Hydra. b) Planária. c) Actínea. d) Esponja. e) Obélia. BIOLOGIA Prof. Fred/Vitor FOLHETOS EMBRIONÁRIOS 1. Observe a figura ao lado, que representa um corte transversal de um cordado. A estrutura apontada pela seta está presente a) na galinha. b) na minhoca

Leia mais

ONGEP PRÉ-PROVA BIOLOGIA 2013

ONGEP PRÉ-PROVA BIOLOGIA 2013 ONGEP PRÉ-PROVA BIOLOGIA 2013 ZOOLOGIA DE INVERTEBRADOS PORÍFEROS Provável ancestral: protista flagelado Diploblásticos Sem celoma Sem diferenciação de tecidos Coanócitos Ambiente aquático CELENTERADOS

Leia mais

REINO ANIMAL. Qual a importância da metameria? FILO: ANELÍDEOS VERMES CILÍNDRICOS E SEGMENTADOS. Qual a importância da metameria?

REINO ANIMAL. Qual a importância da metameria? FILO: ANELÍDEOS VERMES CILÍNDRICOS E SEGMENTADOS. Qual a importância da metameria? REINO ANIMAL FILO: ANELÍDEOS VERMES CILÍNDRICOS E SEGMENTADOS Metâmeros são compartimentos contíguos, revestidos internamente por mesoderme, e separados uns dos outros por paredes (septos) mesodérmicas.

Leia mais

Embriologia. Prof. César Lima

Embriologia. Prof. César Lima Embriologia A embriologia é a parte da Biologia que estuda o desenvolvimento dos embriões animais. Há grandes variações, visto que os animais invertebrados e vertebrados apresentam muitos diferentes aspectos

Leia mais

Aula II Organização geral do corpo dos animais, Embriologia

Aula II Organização geral do corpo dos animais, Embriologia ZOOLOGIA E PARASITOLOGIA Aula II Organização geral do corpo dos animais, Embriologia Professora: Luciana Alves de Sousa Padrões de Simetria SIMETRIA Partes do corpo com correspondência, em grandeza, forma

Leia mais

DATA: 02 / 12 / 2016 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 7.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: VALOR: 10,0

DATA: 02 / 12 / 2016 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 7.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: VALOR: 10,0 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 02 / 2 / 206 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 7.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Filo Annelida Vermes Anelados

Filo Annelida Vermes Anelados Filo Annelida Vermes Anelados CARACTERÍSTICAS GERAIS Anelídeo anelo = anel Metameria Meta = sucessão; meros = partes Externa e Interna Triblástico ( endoderme, mesoderme e ectoderme) Celomados Simetria

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS 2, 7 4, 7, 11 6, 7, 11 6, 8, 11 6, 9, 11 6, 9, 11 1, 3, 6, 9, 11 5, 6, 9, 10, 12 MOLUSCOS ARTRÓPODES ANELÍDEOS PLATELMINTOS

CARACTERÍSTICAS GERAIS 2, 7 4, 7, 11 6, 7, 11 6, 8, 11 6, 9, 11 6, 9, 11 1, 3, 6, 9, 11 5, 6, 9, 10, 12 MOLUSCOS ARTRÓPODES ANELÍDEOS PLATELMINTOS CARACTERÍSTICAS GERAIS AULA DE RECUPERAÇÃO DE INVERTEBRADOS - Prof. Maria Lúcia ª EM, 7, 7,, 7,, 8,, 9,, 9,,,, 9,,, 9, 0,. PATAS ARTICULADAS. CORPO COM POROS E SEM TECIDOS. EXOESQUELETO DE QUITINA. DIPLOBLASTICOS

Leia mais

Filo Porífera. Esponjas

Filo Porífera. Esponjas Filo Porífera Esponjas Filo Porifera Osculo Átrio Pinacócitos Amebócito poros Porocito Espícula Flagelo Esponja Mesogléia Coanócito Gonócito Pinacócito Espícula Átrio Póro Porócito Arqueócito Meio Externo

Leia mais

a) Como é o sistema excretor desses animais? Quais são os órgãos responsáveis?

a) Como é o sistema excretor desses animais? Quais são os órgãos responsáveis? 1- (UNICAMP) A figura abaixo mostra uma situação jocosa referente à fragmentação de um invertebrado hipotético, em que cada um dos fragmentos deu origem a um indivíduo. Um exemplo real muito conhecido

Leia mais

Roteiro de Estudos para Avaliação Trimestral. 3ª Série E.M. - 1º Trimestre. Biologia - Prof. Paulo O. Borges.

Roteiro de Estudos para Avaliação Trimestral. 3ª Série E.M. - 1º Trimestre. Biologia - Prof. Paulo O. Borges. Roteiro de Estudos para Avaliação Trimestral 3ª Série E.M. - 1º Trimestre Biologia - Prof. Paulo O. Borges. O QUE ESTUDAR: Unidade 2 - Morfologia e anatomia vegetal; Capítulos 22 e 23 - invertebrados e

Leia mais

Zoologia - Prof. Dorival

Zoologia - Prof. Dorival EMBRIOLOGIA Pseudocelomado Tubo dentro de um tubo. O pseudoceloma tem mesoderme de um lado e endoderme de outro. Celomado Tubo dentro de um tubo. O celoma é envolvido pela mesoderme por todos os lados

Leia mais

FILOS DOS ANIMAIS. Poríferos - ok Cnidários - ok Platelmintos - ok Nematelmintos Em estudo Moluscos Anelídeos Artrópodes Equinodermos Cordados

FILOS DOS ANIMAIS. Poríferos - ok Cnidários - ok Platelmintos - ok Nematelmintos Em estudo Moluscos Anelídeos Artrópodes Equinodermos Cordados FILOS DOS ANIMAIS Poríferos - ok Cnidários - ok Platelmintos - ok Nematelmintos Em estudo Moluscos Anelídeos Artrópodes Equinodermos Cordados FILO NEMATODA (Nomes populares: nematelmintos, nemátodos ou

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com Problematização inicial Por quê o nome platelmintos? Conhece algum representante?

Leia mais

2- DESCREVA a função de cada um dos TIPOS de alimentos da questão anterior.

2- DESCREVA a função de cada um dos TIPOS de alimentos da questão anterior. Atividade de Estudo - Ciências 4º ano Nome: 1- A alimentação é muito importante para manter o corpo forte e saudável. Os alimentos podem ser classificados em 3 tipos: construtores, reguladores e energéticos.

Leia mais

Representantes no mar (maioria), na água doce e no ambiente terrestre.

Representantes no mar (maioria), na água doce e no ambiente terrestre. Simetria bilateral, triblásticos e apresentam celoma (cavidade corporal totalmente revestida por mesoderma), uma novidade evolutiva em relação aos nematódeos. Representantes no mar (maioria), na água doce

Leia mais

Sub-Reino Metazoa. - Esse sub-reino possui 30 filos, sendo 2 de importância médica. São os filos Platyhelminthes e Nemathelminthes.

Sub-Reino Metazoa. - Esse sub-reino possui 30 filos, sendo 2 de importância médica. São os filos Platyhelminthes e Nemathelminthes. Sub-Reino Metazoa - Esse sub-reino possui 30 filos, sendo 2 de importância médica. São os filos Platyhelminthes e Nemathelminthes. - Suspeita-se que 20% da população mundial esteja infectada com algum

Leia mais

REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE III

REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE III REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO 3 AULA: 18.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE III 2 REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO 3 Reino Animal 3 REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO 3 Apesar da grande diversidade, quase todos os animais

Leia mais

02) A figura a seguir representa o protozoário ciliado de vida livre do gênero Paramecium com indicação de algumas de suas estruturas.

02) A figura a seguir representa o protozoário ciliado de vida livre do gênero Paramecium com indicação de algumas de suas estruturas. COLÉGIO CEC CENTRO EDUCACIONAL CIANORTE ED. INFANTIL, ENS. FUNDAMENTAL E MÉDIO - SISTEMA ANGLO DE ENSINO. REVISÃO DE PROTOZOÁRIOS E FILOS: PORÍFERA E CNIDARIA PROFESSOR NANNI ( TERCEIÃO 2012). 01) Compare

Leia mais

Roteiro de Estudo para a Recuperação Semestral BIOLOGIA 3ºEM

Roteiro de Estudo para a Recuperação Semestral BIOLOGIA 3ºEM Roteiro de Estudo para a Recuperação Semestral BIOLOGIA 3ºEM NOME: IMPRIMA AS FOLHAS. RESOLVA AS QUESTÕES DISSERTATIVAS EM FOLHA DE PAPEL ALMAÇO OU FOLHA DE FICHÁRIO; OS TESTES PODERÃO SER RESPONDIDOS

Leia mais

Aula Biologia Turma 1 Aprendendo a Aprender PET-BICE Universidade Federal de Alfenas Classificação biológica

Aula Biologia Turma 1 Aprendendo a Aprender PET-BICE Universidade Federal de Alfenas Classificação biológica Aula Biologia Turma 1 Aprendendo a Aprender PET-BICE Universidade Federal de Alfenas Classificação biológica O Sistema de classificação dos seres vivos proposto pelo naturalista sueco Carollus Linnaeus

Leia mais

03. Uma célula que perdeu grande quantidade de água só poderá se recuperar se colocada em solução

03. Uma célula que perdeu grande quantidade de água só poderá se recuperar se colocada em solução 03. Uma célula que perdeu grande quantidade de água só poderá se recuperar se colocada em solução 01. O esquema a seguir representa o modelo de organização molecular da membrana plasmática. (A) isotônica.

Leia mais

Aula 4. Atividades. Mapeado o genoma do Schistosoma mansoni, parasito causador da esquistossomose

Aula 4. Atividades. Mapeado o genoma do Schistosoma mansoni, parasito causador da esquistossomose Aula 4 1. Leia a notícia a seguir. Atividades IV. o mapeamento genético do verme pode auxiliar no controle dos problemas ambientais, como a falta de saneamento básico. V. resolverá definitivamente os problemas

Leia mais

UNIDADE IV Filo Porifera

UNIDADE IV Filo Porifera CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR UNIDADE ACADÊMICA DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CAMPUS DE POMBAL UNIDADE IV Filo Porifera Prof. Dr. Sc. Ancélio Ricardo de Oliveira Gondim Em paz me deito e logo adormeço,

Leia mais

Filo Platyhelminthes. Planos de Simetria

Filo Platyhelminthes. Planos de Simetria Filo Platyhelminthes Características: Do grego, platy = plano + helmins = verme Animais de corpo alongado e achatado dorsoventralmente; Maioria aquática (marinhos e dulcícolas). Os terrestres vivem em

Leia mais

Atividades de Verminoses

Atividades de Verminoses DISCIPLINA: Biologia II DATA: 07/06/2017 Atividades de Verminoses 01 - (Enem PPL 2013) Dupla humilhação destas lombrigas, humilhação de confessá-las a Dr. Alexandre, sério, perante irmãos que se divertem

Leia mais

Platelmintos e Nematelmintos

Platelmintos e Nematelmintos Platelmintos e Nematelmintos Verminoses Características PLATELMINTOS:VERMES ACHATADOS Platelmintos: PLATELMINTOS:ESQUISTOSSOMOSE LARVA CERCÁRIA CARAMUJO Biomphalaria FEZES COM OVOS LARVA MIRACÍDIO PLATELMINTOS:ESQUISTOSSOMOSE

Leia mais

Característica exclusiva dos seres vivos. Fundamental para a manutenção da espécie e não do indivíduo. Em nível molecular a reprodução está associada

Característica exclusiva dos seres vivos. Fundamental para a manutenção da espécie e não do indivíduo. Em nível molecular a reprodução está associada Prof. Júlio Característica exclusiva dos seres vivos. Fundamental para a manutenção da espécie e não do indivíduo. Em nível molecular a reprodução está associada à capacidade do DNA se autoduplicar. SEXUADA

Leia mais

ESQUISTOSSOMOSE. Profa Carolina G. P. Beyrodt

ESQUISTOSSOMOSE. Profa Carolina G. P. Beyrodt ESQUISTOSSOMOSE Profa Carolina G. P. Beyrodt AGENTE ETIOLÓGICO Agente etiológico da esquistossomose mansônica: Schistosoma mansoni Schisto = fenda + soma = corpo (corpo em forma de fenda) Ocorre na África,

Leia mais

são animais que possuem o corpo alongado e achatado, com aspectos de fita. São conhecidos por'' vermes chatos'', ( plati = chato, helmintos

são animais que possuem o corpo alongado e achatado, com aspectos de fita. São conhecidos por'' vermes chatos'', ( plati = chato, helmintos PLATELMINTOS CARACTERÍSTICAS GERAIS são animais que possuem o corpo alongado e achatado, com aspectos de fita. São conhecidos por'' vermes chatos'', (plati= chato, helmintos =vermes). *trata-se de animais

Leia mais

MOLUSCOS FILO MOLUSCA

MOLUSCOS FILO MOLUSCA MOLUSCOS FILO MOLUSCA CARACTERIZAÇÃO São animais de corpo mole predominantemente marinhos, embora existam espécies de água doce e terrestre. Alguns se deslocam livremente enquanto outros são sésseis.

Leia mais

O trabalho deve ser entregue em folha de papel almaço, completo e com capa.

O trabalho deve ser entregue em folha de papel almaço, completo e com capa. GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: FreD DISCIPLINA:Biologia SÉRIE: 2º ano ALUNO(a): Trabalho de Recuperação No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

Leia mais

INTRODUÇÃO AOS BILATERIA. META Descrever as características que possibilitaram o surgimento e irradiação dos Bilateria.

INTRODUÇÃO AOS BILATERIA. META Descrever as características que possibilitaram o surgimento e irradiação dos Bilateria. INTRODUÇÃO AOS BILATERIA META Descrever as características que possibilitaram o surgimento e irradiação dos Bilateria. OBJETIVOS Ao final da aula, o aluno deverá: entender os planos e eixos corporais (diferença

Leia mais

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS EMBRIOLOGIA

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS EMBRIOLOGIA UFRGS EMBRIOLOGIA 1. (Ufrgs 2012) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem. Em mamíferos, o... e as células trofoblásticas interagem com

Leia mais

Os moluscos são representados pelos seguintes seres vivos:

Os moluscos são representados pelos seguintes seres vivos: Os moluscos Os moluscos são representados pelos seguintes seres vivos: Ostra Caracol Lula Lesma Polvo Os moluscos Animais de corpo mole, geralmente com concha; Exemplos: Ostras, marisco, lesma e a lula.

Leia mais

Aula 2 Protozoa. Aula 1 Taxonomia. Gabarito. Gabarito

Aula 2 Protozoa. Aula 1 Taxonomia. Gabarito. Gabarito Aula 1 Taxonomia 1) A enorme diversidade das formas de vida sempre encanta aqueles que tentam descrever e classificar espécies. A taxonomia moderna não leva em consideração apenas as características do

Leia mais

25/03/2014. Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral;

25/03/2014. Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral; FILO PLATYHELMINTES FILO NEMATODA(NEMATELMINTOS) Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral; Revestimento Vida livre : muco e

Leia mais

Platelmintos, vermes achatados

Platelmintos, vermes achatados Platelmintos, vermes achatados Animais triblásticos, bilaterais, com cefalização e sistema excretório Equipe de Biologia Relação filogenética do filo platelmintos Planária como exemplo de platelminto Dorsal

Leia mais

MOLUSCOS. Representantes: Depois de artrópodes, é o segundo maior filo do Reino Animal ( espécies). » Alguns representantes.

MOLUSCOS. Representantes: Depois de artrópodes, é o segundo maior filo do Reino Animal ( espécies). » Alguns representantes. MOLUSCOS MOLUSCOS Representantes: Depois de artrópodes, é o segundo maior filo do Reino Animal (112.000 espécies).» Alguns representantes Lula Polvo Sépia mariscos Náutilo Quíton Características Corpo

Leia mais

BIOLOGIA 3 ANO PROF.ª SARAH SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES ENSINO MÉDIO

BIOLOGIA 3 ANO PROF.ª SARAH SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES ENSINO MÉDIO BIOLOGIA 3 ANO PROF.ª SARAH SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES ENSINO MÉDIO REVISÃO Unidade I Vida e Ambiente 2 REVISÃO Aula 4.1 Revisão e Avaliação 3 REVISÃO 1 O que é Taxonomia? É a ciência que classifica

Leia mais

Filo Mollusca (Moluscos)

Filo Mollusca (Moluscos) Do latim, mollis = mole Animais de corpo mole, geralmente protegidos por uma concha calcária. Vivem em quase todos os ambientes (dulcícolas, marinhos e terrestres) Maioria de vida livre O filo possui 150

Leia mais

4º FILO - NEMATELMINTOS

4º FILO - NEMATELMINTOS 4º FILO - NEMATELMINTOS Nematelmintos (Asquelmintos) nematos = fio + helmintos = vermes Vermes cilíndricos e alongados Nematelmintos (Asquelmintos) Exemplos: Ascaris lumbricoides Necator americanus Ancilostomo

Leia mais

Os anjos cantam. Wrecking ball

Os anjos cantam. Wrecking ball Os anjos cantam Wrecking ball Andando eu vi um bicho estranho Acho que era uma minhoca Sem perna sem mão Era mo estranhão Respiração pela pele Anelídeos são oligoquetas, poliquetas ou até hirudíneos Isso

Leia mais

Exercícios de Moluscos a Equinodermos

Exercícios de Moluscos a Equinodermos Exercícios de Moluscos a Equinodermos Material de apoio do Extensivo 1. Que diferença característica permite considerar os moluscos mais complexos que os cnidários? a) Os cnidários apresentam apenas reprodução

Leia mais

Biologia. Alexandre Bandeira e Rubens Oda (Julio Junior) Zoologia e Botânica

Biologia. Alexandre Bandeira e Rubens Oda (Julio Junior) Zoologia e Botânica Zoologia e Botânica Zoologia e Botânica 1. Os répteis foram o primeiro grupo de vertebrados a conquistar o ambiente terrestre de forma plena. a) Os répteis modernos estão classificados em três principais

Leia mais